Processo Seletivo Unificado de Residência Médica 2017 PADRÃO DE RESPOSTAS ANGIORRADIOLOGIA E CIRURGIA VASCULAR

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Processo Seletivo Unificado de Residência Médica 2017 PADRÃO DE RESPOSTAS ANGIORRADIOLOGIA E CIRURGIA VASCULAR"

Transcrição

1 Processo Seletivo Unificado de Residência Médica 2017 PADRÃO DE RESPOSTAS ANGIORRADIOLOGIA E CIRURGIA VASCULAR Situação-Problema 1 A) Tromboembolismo Pulmonar Tromboembolismo Pulmonar maciço TEP TEP maciço Embolia Pulmonar Embolia Pulmonar maciça B) Angiotomografia computadorizada do tórax Angiotomografia do tórax com protocolo para TEP ou Angiografia pulmonar Angiotomografia pulmonar Tomografia computadorizada do tórax com protocolo para TEP Angiografia pulmonar Arteriografia pulmonar C) Trombólise da artéria pulmonar + Trombolítico + Trombectomia mecânica Trombectomia mecânica Fibrinolítico + Trombectomia mecânica Trombolítico + Aspiração do trombo Fibrinolítico + Aspiração do trombo

2 Situação-Problema 2 A) Ácido acetil salicílico AAS Aspirina B) Angio-tomografia computadorizada dos troncos supra-aóticos C) A carótida esquerda / Angioplastia da carótida com stent ou endarterectomia da carótida Angio-tomografia computadorizada dos vasos cervicais Angio-tomografia computadorizada das carótidas e vertebrais A carótida esquerda. Angioplastia da carótida com stent A carótida esquerda. Endarterectomia da carótida Situação-Problema 3 A) Úlcera venosa ou Insuficiência venosa crônica Úlcera venosa Insuficiência venosa crônica B) Duplex scan venoso dos membros inferiores Ecodoppler venoso dos membros inferiores Ultrassom venoso com Doppler dos membros inferiores Duplex scan colorido venoso dos membros inferiores Ecodoppler colorido venoso dos membros inferiores Ultrassom venoso colorido com Doppler dos membros inferiores C) Repouso ou repouso com elevação dos membros inferiores / curativo / tratamento medicamento com venotrópico Repouso / curativo / venotrópico Repouso com elevação dos membros inferiores (MMII) / curativo / tratamento medicamentoso

3 Situação-Problema 4 A) Doença Arterial Obstrutiva Periférica DAOP Doença Arterial Periférica Insuficiência arterial Crônica B) História clínica ou anamnese + exame físico ou exame clínico História clínica + exame físico História clínica + exame clínico Anamnese + exame físico Anamnese + exame clínico C) Tratamento clínico: controle dos fatores de risco + anteagregante plaquetário Tratamento clínico Controle dos fatores de risco + antiagregante plaquetário Controle dos fatores de risco + AAS Controle dos fatores de risco + ácido acetil salicílico Situação-Problema 5 A) Síndrome compartimental Síndrome do compartimento B) História clínica + Exame clínico História clínica + exame físico Diagnóstico clínico C) Fasciotomia do ante-braço em caráter de urgência Descompressão cirúrgica dos compartimentos do ante-braço em caráter de urgência Cirurgia em caráter de urgência

4 Situação-Problema 6 A) Aneurisma da aorta torácica roto Aneurisma da aorta torácica roto contido B) Angio-tomografia computadorizada da aorta torácica e abdominal Angio-tomografia computadorizada dos vasos torácicos e abdominais Angio-tomografia computadorizada torácica e abdominal Angio-tomografia da aorta torácica e abdominal Angio-Tc da aorta torácica e abdominal C) Correção endovascular do aneurisma da aorta torácica Correção endovascular com implante de endoprótese Tratamento endovascular do aneurisma da aorta torácica Implante de endoprótese por via endovascular Situação-Problema 7 A) Controle do sangramento com compressão local até o controle definitivo da hemorragia Controle do sangramento com compressão local Controle do sangramento Compressão local B) Arteriografia do membro inferior esquerdo Angiografia do membro inferior esquerdo Arteriografia Angiografia C) Tratamento cirúrgico imediato Exploração cirúrgica imediata Cirurgia imediata Tratamento cirúrgico de emergência

5 Situação-Problema 8 A) Infecção / Neuropatia / Vascular Infecção / Neuropatia diabética / doença vascular periférica Infecção / Neuropatia diabética / doença arterial periférica Infecção / Neuropatia diabética / isquemia Componente infeccioso / Componente neuropático / componente vascular B) Diapazão de 128 Hz / Monofilamento de Diapazão de 128 Hz / Monofilamento de 10g Semmes-Weistein de 10g Diapazão / Monofilamento de Semmes-Weistein de 10g Diapzão / Monofilamento de 10g C) Artropatia de Charcot Pé de Charcot Situação-Problema 9 A) Progressão da trombose venosa profunda (TVP) progressão da TVP Extensão da TVP Recidiva da trombose venosa profunda Recidiva da TVP B) Iniciar anticoagulação imediata com Heparina de Baixo Peso Molecular (HBPM) Iniciar anticoagulação imediata com Heparina Iniciar anticoagulação imediata Heparina não Fracionada (HNF) Anticoagulação imediata com Heparina de Baixo Peso Molecular (HBPM) C) Implante de filtro de veia cava Filtro de veia cava Colocação de filtro de veia cava Implante de filtro de veia cava infra-renal

6 Situação-Problema 10 A) Erisipela do membro inferior direito Celulite do membro inferior direito Erisipela Celulite B) Trombose venosa profunda / tromboflebite superficial Trombose venosa profunda/ flebite TVP / Tromboflebite superficial TVP / flebite C) Antibioticoterapia: penicilina ou benzetacil ou cefalosporina ou derivados da penicilina + analgésico ou anti-inflamatório Antibioticoterapia + analgésico ou anti-inflamatório Antibioticoterapia + anti-inflamatório penicilina ou benzetacil + analgésico penicilina ou benzetacil + anti-inflamatório Cefalosporina + analgésico ou anti-inflamatório Situação-Problema 11 A) Ateroembolia ou ateroembolismo ou Síndrome do dedo azul (secundário a AAA ou Aneurisma da aorta abdominal) ateroembolismo Síndrome do dedo azul Ateroembolia (secundário a Aneurisma da aorta abdominal) Ateroembolia B) Angiotomografia computadorizada do Angio-Tc aorta tóraco-abdominal abdômen ou Angio-Tc aorta tóracoabdominal ou Tomografia computadorizada Tomografia computadorizada do abdômen US ou Ultrassom do abdomen do abdômen / US ou Ultrassom do abdomen Duplex ou Ecodoppler da aorta abdominal Angio-Tc aorta abdominal C) Antiagregante ou anticoagulante Antiagregante AAS Anticoagulante Tratamento Antiagregante ou anticoagulante

7 Situação-Problema 12 A) Oclusão arterial aguda de causa embólica Insuficiência arterial aguda de causa embólica Insuficiência arterial aguda de causa tromboembólica Oclusão arterial aguda de secundária a embolia arterial B) Dor Palidez OU diminuição da perfusão, Esfriamento OU frialdade OU frieza, Ausência de pulso, Parestesia OU diminuição da sensibilidade, Paralisia OU impotência funcional. C) Cirurgia aberta E Intervenção endovascular Cirurgia Aberta OU embolectomia OU embolectomia com cateter de Fogarty Intervenção endovascular OU trombólise OU infusão de trombolítco por cateter multiperfurado Situação-Problema 13 A) Doença de Raynaud Fenômeno de Raynaud B) História clínica + exame físico História e exame clínico Diagnóstico clínico C) Evitar os fatores desencadeantes (frio e estresse) com proteção das extremidades ao frio. E A categoria medicamentosa mais utilizada são os bloqueadores dos canais de cálcio Evitar fator desencadeante E usar bloqueadores do canal de cálcio Evitar estresse E usar bloqueadores do canal de cálcio Evitar exposição ao frio E usar bloqueadores do canal de cálcio

8 Situação-Problema 14 A) Arterite temporal Arterite temporal de células gigantes Doença de Horton B) Biopsia da artéria temporal Anatomia patológica da artéria temporal Exame anátomo-patológico da artéria temporal C) Uso de Corticoides Corticoterapia Situação-Problema 15 A) Acesso pela veia jugular interna esquerda (VJIE). Cateter temporário ou curta permanência B) Acesso femoral ou via femoral ou acesso pela veia femoral. E Realizar punção guiada por ultrassonografia ou por duplex scan ou por ecodoppler. C) Acesso pela veia jugular interna direita ou esquerda (VJID / VJIE). Cateter longa permanência Acesso pela veia jugular interna esquerda (VJIE). Cateter de curta permanência Acesso femoral E Punção ecoguiada Acesso pela veia jugular interna esquerda (VJIE). Cateter longa permanência

Processo Seletivo Unificado de Residência Médica 2017 PADRÃO DE RESPOSTAS ANGIORRADIOLOGIA E CURURGIA ENDOVASCULAR

Processo Seletivo Unificado de Residência Médica 2017 PADRÃO DE RESPOSTAS ANGIORRADIOLOGIA E CURURGIA ENDOVASCULAR Processo Seletivo Unificado de Residência Médica 2017 PADRÃO DE RESPOSTAS ANGIORRADIOLOGIA E CURURGIA ENDOVASCULAR Situação-Problema 1 A) Tromboembolismo Pulmonar Tromboembolismo Pulmonar maciço B) Angiotomografia

Leia mais

Centro Hospitalar de Hospital São João, EPE. João Rocha Neves Faculdade de Medicina da UP CH - Hospital São João EPE

Centro Hospitalar de Hospital São João, EPE. João Rocha Neves Faculdade de Medicina da UP CH - Hospital São João EPE Centro Hospitalar de Hospital São João, EPE João Rocha Neves Faculdade de Medicina da UP CH - Hospital São João EPE Doença carotídea Doença arterial periférica Isquemia aguda Estenose da artéria renal

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA DIA: 04/11 (SEXTA-FEIRA)

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA DIA: 04/11 (SEXTA-FEIRA) PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA DIA: 04/11 (SEXTA-FEIRA) 08h30 10h00 08h30 08h40 08h40 08h50 08h50 09h00 09h00 09h10 09h10 09h20 Bloco 1 Fleboestética Como otimizar o resultado da escleroterapia? A associação com

Leia mais

Presença de necrose e presença de pus

Presença de necrose e presença de pus Processo Seletivo Unificado de Residência Médica 2017 PADRÃO DE RESPOSTAS ESPECIALIDADES CIRÚRGICAS Situação-Problema 1 A) Aneurisma de aorta abdominal Aneurisma de aorta Dilatação aneurismática da aorta

Leia mais

INSTRUÇÕES. O tempo disponível para a realização das duas provas e o preenchimento da Folha de Respostas é de 5 (cinco) horas no total.

INSTRUÇÕES. O tempo disponível para a realização das duas provas e o preenchimento da Folha de Respostas é de 5 (cinco) horas no total. INSTRUÇÕES Para a realização desta prova, você recebeu este Caderno de Questões. 1. Caderno de Questões Verifique se este Caderno de Questões contém a prova de Conhecimentos Específicos referente ao cargo

Leia mais

Questão 1: Angiologia

Questão 1: Angiologia 1 Concurso Público 2012 Angiologia Questão 1: Homem de 52 anos de idade, previamente assintomático, tendo apresentado, há 10 dias, dor súbita e palidez no segundo pododáctilo direito, com instalação progressiva

Leia mais

ROL DE PROCEDIMENTOS E EVENTOS EM SAÚDE Resolução Normativa - RN Nº 338, de 21 de outubro de 2013 e anexos

ROL DE PROCEDIMENTOS E EVENTOS EM SAÚDE Resolução Normativa - RN Nº 338, de 21 de outubro de 2013 e anexos ROL DE PROCEDIMENTOS E EVENTOS EM SAÚDE 2014 Resolução Normativa - RN Nº 338, de 21 de outubro de 2013 e anexos Atualizado em 25 de fevereiro de 2014 RADIOSCOPIA DIAGNÓSTICA AMB HCO HSO RADIOSCOPIA PARA

Leia mais

REVASCULARIZAÇÃO FEMORO POPLITEA: COD Revascularização de Tronco Supra Aórtico

REVASCULARIZAÇÃO FEMORO POPLITEA: COD Revascularização de Tronco Supra Aórtico 2ª edição - 2015 REVASCULARIZAÇÃO DE TRONCO SUPRA AÓRTICO: R$5.500,00 REVASCULARIZAÇÃO AORTO BI ILÍACA: R$ 5.115,00 COD. 30906237 - Revascularização Aorto Bi Ilica REVASCULARIZAÇÃO AORTO ILÍACA: COD. 30906253

Leia mais

- termo utilizado para designar uma Dilatação Permanente de um. - Considerado aneurisma dilatação de mais de 50% num segmento vascular

- termo utilizado para designar uma Dilatação Permanente de um. - Considerado aneurisma dilatação de mais de 50% num segmento vascular Doenças Vasculares Aneurisma A palavra aneurisma é de origem grega e significa Alargamento. - termo utilizado para designar uma Dilatação Permanente de um segmento vascular. - Considerado aneurisma dilatação

Leia mais

Classificação. Acidente Vascular Cerebral Isquêmico(AVCI) * Ataque Isquêmico Transitório(AIT)

Classificação. Acidente Vascular Cerebral Isquêmico(AVCI) * Ataque Isquêmico Transitório(AIT) Franciglecia Lopes Definição É um déficit neurológico, geralmente focal, de instalação súbita ou com rápida evolução, sem outra causa aparente que não vascular, com duração maior que 24 horas, ou menor,

Leia mais

Aortografia abdominal por punção translombar Angiografia por cateterismo não seletivo de grande vaso

Aortografia abdominal por punção translombar Angiografia por cateterismo não seletivo de grande vaso 40812006 PROCEDIMENTOS DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS (MÉTODOS DIAGNOS 40812014 Aortografia abdominal por punção translombar 40812022 Angiografia por punção 40812030 Angiografia por cateterismo não seletivo

Leia mais

TROMBOEMBOLISMO PULMONAR EMERGÊNCIAS AÓRTICAS. Leonardo Oliveira Moura

TROMBOEMBOLISMO PULMONAR EMERGÊNCIAS AÓRTICAS. Leonardo Oliveira Moura TROMBOEMBOLISMO PULMONAR EMERGÊNCIAS AÓRTICAS Leonardo Oliveira Moura Dissecção da Aorta Emergência aórtica mais comum Pode ser aguda ou crônica, quando os sintomas duram mais que 2 semanas Cerca de 75%

Leia mais

Secretaria Municipal da Saúde Coordenação de Integração e Regulação do Sistema

Secretaria Municipal da Saúde Coordenação de Integração e Regulação do Sistema PROTOCOLO DE ACESSO A EXAMES DE ANGIOGRAFIA RADIODIAGNÓSTICA GRUPO 13 SUBGRUPO DEZEMBRO 2007 1 A ANGIOGRAFIA RADIODIAGNÓSTICA CARACTERIZA-SE POR SER EXAME DE ALTA COMPLEXIDADE E ALTO CUSTO, PORTANTO DEVE

Leia mais

9 QUESTÃO 21 Nas revascularizações distais dos membros inferiores com enxerto sintético, a trombose aguda imediata é devida, principalmente: a) a falh

9 QUESTÃO 21 Nas revascularizações distais dos membros inferiores com enxerto sintético, a trombose aguda imediata é devida, principalmente: a) a falh 8 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 09 QUESTÃO 17 Na oclusão crônica isolada da artéria femoral superficial, a via colateral compensatória é representada pelo grupo: a) genicular tibial. b) ilíaca

Leia mais

Este material visa informar os pontos fortes da realização destes exames na clínica/hospital, de forma a contribuir ao profissional da saúde a ter um

Este material visa informar os pontos fortes da realização destes exames na clínica/hospital, de forma a contribuir ao profissional da saúde a ter um Este material visa informar os pontos fortes da realização destes exames na clínica/hospital, de forma a contribuir ao profissional da saúde a ter um maior conhecimento destes exames, para melhor benefício

Leia mais

Tromboembolismo Pulmonar. Fernanda Queiroz

Tromboembolismo Pulmonar. Fernanda Queiroz Tromboembolismo Pulmonar Fernanda Queiroz EMBOLIA PULMONAR DEFINIÇÃO: É a obstrução de vasos da circulação arterial pulmonar causada pela impactação de particulas cujo diâmetro seja maior do que o do vaso

Leia mais

22 A Artéria Adamkiewicz tem origem, habitualmente:

22 A Artéria Adamkiewicz tem origem, habitualmente: Parte II: Conhecimento Específico Universidade Federal Fluminense 21 Na cirurgia eletiva de aneurisma de aorta, associada a rim em ferradura com o istmo funcionante e cobrindo grande parte da aorta abdominal,

Leia mais

AVCI NA FASE AGUDA Tratamento clínico pós-trombólise. Antonio Cezar Ribeiro Galvão Hospital Nove de Julho

AVCI NA FASE AGUDA Tratamento clínico pós-trombólise. Antonio Cezar Ribeiro Galvão Hospital Nove de Julho AVCI NA FASE AGUDA Tratamento clínico pós-trombólise Antonio Cezar Ribeiro Galvão Hospital Nove de Julho AVCI: suporte clínico inicial Assegurar ventilação adequada (S/N: intubar + VM) Hidratação adequada

Leia mais

Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina

Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina Processo Seletivo para Médico Residente (Edital 002/2006) Caderno de Prova Cirurgia Vascular SES Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina Cirurgia

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 09

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 09 8 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 09 QUESTÃO 17 Na oclusão crônica isolada da artéria femoral superficial, a via colateral compensatória é representada pelo grupo: a) genicular tibial. b) ilíaca

Leia mais

Dia 19/09 (sexta-feira):

Dia 19/09 (sexta-feira): Dia 19/09 (sexta-feira): Sessão I: Diagnóstico por Imagem Moderador: Ronald Fidelis (BA) Debatedores: Ana Célia Ferreira (BA) e Ana Clarisse Bacelar (BA) 08:00-08:10h Como evitar erros técnicos durante

Leia mais

A avaliação na ponta dos dedos

A avaliação na ponta dos dedos Reunião do Núcleo de Acessos Vasculares SPACV Mª TERESA VIEIRA Cirurgia Vascular Hospital Pulido Valente CHLN Guideline NKF K/DOQUI: Definição do termo, em relação ao acesso vascular Monitorização Exame

Leia mais

Tromboembolia Pulmonar DR. RAFAEL PANOSSO CADORE

Tromboembolia Pulmonar DR. RAFAEL PANOSSO CADORE Tromboembolia Pulmonar DR. RAFAEL PANOSSO CADORE Tromboembolia:! Embolia: condição onde o trombo migra da circulação sistêmica e atinge a circulação pulmonar; Complicação mais grave do tromboembolismo

Leia mais

EMERGÊNCIA E URGÊNCIA EM CIRURGIA VASCULAR

EMERGÊNCIA E URGÊNCIA EM CIRURGIA VASCULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS MESTRADO PROFISSIONAL EM CIÊNCIAS DA SAÚDE SILVIO ALVES DA SILVA EMERGÊNCIA E URGÊNCIA EM CIRURGIA VASCULAR Palmas 2015 SILVIO ALVES DA SILVA EMERGÊNCIA E URGÊNCIA EM

Leia mais

Quais as novas opções para tratamento da doença tromboembólica venosa

Quais as novas opções para tratamento da doença tromboembólica venosa Quais as novas opções para tratamento da doença tromboembólica venosa Daniel Mendes Pinto Cirurgia Vascular Hospital Mater Dei Hospital Felício Rocho Disponível em www.vascularbh.com.br Não tenho conflito

Leia mais

SECRETARIA DO ESTADO DE SAÚDE (SES) 2015 ÁREA DE ATUAÇÃO / CIRURGIA VASCULAR PROVA OBJETIVA

SECRETARIA DO ESTADO DE SAÚDE (SES) 2015 ÁREA DE ATUAÇÃO / CIRURGIA VASCULAR PROVA OBJETIVA 1 1) A arterite de Takayasu é considerada uma vasculite primária que se caracteriza por: a) acometer a aorta e seus principais ramos b) ser classificada como granulomatosa necrosante c) ter uma maior incidência

Leia mais

PROVA PARA O PROGRAMA DE ECOGRAFIA VASCULAR COM DOPPLER DADOS DO CANDIDATO

PROVA PARA O PROGRAMA DE ECOGRAFIA VASCULAR COM DOPPLER DADOS DO CANDIDATO PROVA PARA O PROGRAMA DE ECOGRAFIA VASCULAR COM DOPPLER DADOS DO CANDIDATO NOME: INSCRIÇÃO: CADEIRA: COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA CEREM BAHIA Processo Seletivo Unificado de Residência Médica

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Em relação ao hepatocarcinoma, julgue os itens a seguir. 41 A biopsia é sempre necessária para se iniciar um tratamento oncológico seguro. 42 O tratamento oncológico deve ser baseado exclusivamente no

Leia mais

Processo Seletivo Unificado de Residência Médica 2017 PADRÃO DE RESPOSTAS MEDICINA INTENSIVA

Processo Seletivo Unificado de Residência Médica 2017 PADRÃO DE RESPOSTAS MEDICINA INTENSIVA Situação-Problema 1 A) Colite Pseudomembranosa Colite por Clostridium difficile Infecção por Clostridium difficile Enterocolite por Clostridium Processo Seletivo Unificado de Residência Médica 2017 PADRÃO

Leia mais

Ecodoppler Neurovascular em Contexto de Urgência

Ecodoppler Neurovascular em Contexto de Urgência Ecodoppler Neurovascular em Contexto de Urgência Téc. CPL Gil Nunes Laboratório de Neurossonologia Unidade Cerebrovascular Hospital de São José Centro Hospitalar Lisboa Central, EPE Téc. CPL Susana Ferreira

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Albuquerque e Castro; João António da Costa Cabral

CURRICULUM VITAE. Albuquerque e Castro; João António da Costa Cabral CURRICULUM VITAE Identificação: João António da Costa Cabral Albuquerque e Castro 1-INFORMAÇÃO PESSOAL NOME: Albuquerque e Castro; João António da Costa Cabral MORADA : Hospital do Espirito Santo Èvora

Leia mais

2ª PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CIRURGIA VASCULAR

2ª PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CIRURGIA VASCULAR 2ª PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CIRURGIA VASCULAR 21. Assinale a alternativa que corresponde CORRETAMENTE ao mecanismo de ação da droga Cilostazol: a) Inibição da via da fosfodiesterase cíclica do tipo

Leia mais

VARIZES DE MEMBROS INFERIORES. Dr Otacilio Camargo Junior Dr George Kalil Ferreira

VARIZES DE MEMBROS INFERIORES. Dr Otacilio Camargo Junior Dr George Kalil Ferreira VARIZES DE MEMBROS INFERIORES Dr Otacilio Camargo Junior Dr George Kalil Ferreira Definição Dilatação, alongamento, tortuosidade com perda funcional, com insuficiência valvular Incidência: 3/1 sexo feminino;75%

Leia mais

Indicadores Estratégicos

Indicadores Estratégicos Indicadores Estratégicos DR. ALEXANDRE VIEIRA RIBEIRO DA SILVA INDICADORES ESTRATÉGICOS INDICADORES E AVALIAÇÃO ASSISTENCIAL Monitoramento da Informação Assistêncial Discussão dos resultados Padrões assistenciais

Leia mais

Embolia Pulmonar. Profº. Enf.º Diógenes Trevizan Especialização em urgência e Emergência

Embolia Pulmonar. Profº. Enf.º Diógenes Trevizan Especialização em urgência e Emergência Embolia Pulmonar Profº. Enf.º Diógenes Trevizan Especialização em urgência e Emergência Embolia Pulmonar - Conceito Entre os agravos respiratórios que apresentam elevados índices de morbidade destaca-se

Leia mais

Monitorização hemodinâmica. Disciplina Urgência e Emergência Profª Janaína Santos Valente

Monitorização hemodinâmica. Disciplina Urgência e Emergência Profª Janaína Santos Valente Monitorização hemodinâmica Disciplina Urgência e Emergência Profª Janaína Santos Valente Oximetria de pulso Não- invasivo; Ocorre transmissão de luz vermelha e infravermelha através dos capilares; Calcula

Leia mais

PORTARIA SAS/MS Nº xxx de xx de outubro de O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, e

PORTARIA SAS/MS Nº xxx de xx de outubro de O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, e PORTARIA SAS/MS Nº xxx de xx de outubro de 2011 O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, e Considerando a Portaria 1.169/GM, de 15 de junho de 2004, que institui a Política Nacional

Leia mais

CADERNO DE QUESTÕES PROGRAMA ANOS ADICIONAIS: CIRURGIA VASCULAR

CADERNO DE QUESTÕES PROGRAMA ANOS ADICIONAIS: CIRURGIA VASCULAR Edital Nº 03/2016 CADERNO DE QUESTÕES Data: 13 de novembro de 2016. PROGRAMA ANOS ADICIONAIS: CIRURGIA VASCULAR ESPECIALIDADE: Cirurgia Vascular (R3) Área de Atuação em Ecografia Vascular com Doppler Prezado(a)

Leia mais

I00-I99 CAPÍTULO IX : Doenças do aparelho circulatório I00-I02 Febre reumática aguda I05-I09 Doenças cardíacas reumáticas crônicas I10-I15 Doenças hipertensivas I20-I25 Doenças isquêmicas do coração I26-I28

Leia mais

Embolização nas Hemorragias Digestivas

Embolização nas Hemorragias Digestivas Embolização nas Hemorragias Digestivas Francisco Leonardo Galastri Cirurgião Endovascular e Radiologista Intervencionista Departamento de Radiologia Vascular Intervencionista do Hospital Israelita Albert

Leia mais

Disseção da Aorta. A entidade esquecida. Hugo Rodrigues Cirurgião Vascular HPA

Disseção da Aorta. A entidade esquecida. Hugo Rodrigues Cirurgião Vascular HPA Disseção da Aorta A entidade esquecida Hugo Rodrigues Cirurgião Vascular HPA Definição Separação das camadas da aorta com formação de Falso Lúmen íntima média adventícia Epidemiologia 5 : 1 10-40 casos

Leia mais

Aterosclerose. Aterosclerose

Aterosclerose. Aterosclerose ATEROSCLEROSE TROMBOSE EMBOLIA Disciplinas ERM 0207/0212 Patologia Aplicada à Enfermagem Profa. Dra. Milena Flória-Santos Aterosclerose Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Saúde Pública Escola

Leia mais

XIII PROGRAMA PROVISÓRIO SIMPÓSIO OUTUBRO GRANDES DEBATES EM CIRURGIA VASCULAR

XIII PROGRAMA PROVISÓRIO SIMPÓSIO OUTUBRO GRANDES DEBATES EM CIRURGIA VASCULAR XIII SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIRURGIA VASCULAR GRANDES DEBATES EM CIRURGIA VASCULAR OUTUBRO 2016 28 29 Centro Cultural de Belém LISBOA PRESIDENTE HONORÁRIO C. Santos Carvalho 43 ANOS DO SERVIÇO DE ANGIOLOGIA

Leia mais

Caso clínico. S.A.G, 35 anos

Caso clínico. S.A.G, 35 anos Caso clínico S.A.G, 35 anos Negra, casada, prendas domésticas. Natural de Poços de Caldas - MG, Procedente de Botucatu - SP. G4 P3 A0 C0 DUM: 23/07/2014 1º US: 27/10/2014 (14s 1d DUM correta) IG: 32s 5d

Leia mais

VIAS DE ACESSO ARTERIAL: ANÁLISE COMPARATIVA E RECOMENDAÇÕES CUSTOMIZADAS PARA A ESCOLHA MAIS ADEQUADA

VIAS DE ACESSO ARTERIAL: ANÁLISE COMPARATIVA E RECOMENDAÇÕES CUSTOMIZADAS PARA A ESCOLHA MAIS ADEQUADA URSO ANUAL DE REVISÃO EM HEMODINÂMICA E CARDIOLOGIA INTERVENCIONISTA/ SBHCI SÃO PAULO SP - 2009 VIAS DE ACESSO ARTERIAL: ANÁLISE COMPARATIVA E RECOMENDAÇÕES CUSTOMIZADAS PARA A ESCOLHA MAIS ADEQUADA ANDRÉ

Leia mais

ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO EDITAL Nº. 17 DE 24 DE AGOSTO DE 2017

ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO EDITAL Nº. 17 DE 24 DE AGOSTO DE 2017 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO EDITAL Nº. 17 DE 24 DE AGOSTO DE 2017 ÁREA DE CONHECIMENTO: CIRURGIA GERAL 4. Cuidados Pré, trans e pós operatório. 5. Resposta endócrina e metabólica ao trauma. 6. Infecção

Leia mais

OS FATORES DE RISCO PARA O TROMBOEMBOLISMO VENOSO ENTRE PACIENTES SUBMETIDOS A CIRURGIAS ORTOPÉDICAS E A PROFILAXIA UTILIZADA.

OS FATORES DE RISCO PARA O TROMBOEMBOLISMO VENOSO ENTRE PACIENTES SUBMETIDOS A CIRURGIAS ORTOPÉDICAS E A PROFILAXIA UTILIZADA. OS FATORES DE RISCO PARA O TROMBOEMBOLISMO VENOSO ENTRE PACIENTES SUBMETIDOS A CIRURGIAS ORTOPÉDICAS E A PROFILAXIA UTILIZADA. Caroline Guarda Lara (Apresentador)¹, Lilian Lessa Cardoso (Orientadora)².

Leia mais

(ANGIORRADIOLOGIA E CIRURGIA ENDOVASCULAR)

(ANGIORRADIOLOGIA E CIRURGIA ENDOVASCULAR) SECRETARIA DE SAÚDE DE PERNAMBUCO PROCESSO SELETIVO À RESIDÊNCIA MÉDICA DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO Não deixe de preencher as informações a seguir: Prédio Sala Nome Nº de Identidade Órgão Expedidor

Leia mais

TRAUMA CERVICAL - IMPORTÂNCIA. área restrita. vários sistemas. experiência individual pequena FCMSCSP - AJG

TRAUMA CERVICAL - IMPORTÂNCIA. área restrita. vários sistemas. experiência individual pequena FCMSCSP - AJG TRAUMA CERVICAL IMPORTÂNCIA área restrita vários sistemas experiência individual pequena TRAUMA CERVICAL IMPORTÂNCIA Nº de lesões Mortalidade Guerra de Secessão (EUA) 4114 15% Guerra Espanhola Americana

Leia mais

Diretriz Assistencial. Ataque Isquêmico Transitório

Diretriz Assistencial. Ataque Isquêmico Transitório Diretriz Assistencial Ataque Isquêmico Transitório Versão eletrônica atualizada em Março- 2010 Introdução: O ataque isquêmico transitório (AIT) é definido como um episódio transitório de disfunção neurológica

Leia mais

INSUFICIÊNCIA CORONARIANA

INSUFICIÊNCIA CORONARIANA INSUFICIÊNCIA CORONARIANA Paula Schmidt Azevedo Gaiolla Disciplina de Clínica Médica e Emergência Clínica Depto Clínica Médica FMB - Unesp Definição Síndrome coronariana aporte insuficiente de sangue ao

Leia mais

LEGISLAÇÃO DO SUS 01. O Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Vigilância em Saúde, publicou em 2006 a Política Nacional de Promoção da Saúde. São ações prioritárias dessa Política: A) incentivo

Leia mais

Acidente Vascular Cerebral. Aula teórica

Acidente Vascular Cerebral. Aula teórica Acidente Vascular Cerebral Aula teórica Epidemiologia M. 1º causa de morte Portugal 2-3 pessoas morrem de doença cérebrovascular por hora em Portugal 3ª causa de morte EUA e Europa Ocidental 75% - sobrevivem

Leia mais

A C I D E N T E VA S C U L A R C E R E B R A L G A B R I E L A P E R E S M E L O 2 2 / 0 9 /

A C I D E N T E VA S C U L A R C E R E B R A L G A B R I E L A P E R E S M E L O 2 2 / 0 9 / A C I D E N T E VA S C U L A R C E R E B R A L G A B R I E L A P E R E S M E L O 2 2 / 0 9 / 2 0 1 6 CLASSIFICAÇÃO Acidente Vascular Cerebral Isquêmico(AVCI) *Ataque Isquêmico Transitório(AIT) Acidente

Leia mais

Paulo do Nascimento Junior

Paulo do Nascimento Junior Circulação Ex xtracorpórea Cirurgia de Aor rta Ascendente Paulo do Nascimento Junior Departamento de Anestesiologia da Facu uldade de Medicina de Botucatu, UNESP Curiosidades 1952 1ª ressecção de aneurisma

Leia mais

TUSS 3.02 - Modificações

TUSS 3.02 - Modificações 40813185 Angioplastia transluminal percutânea para tratamento de obstrução arterial MÉTODOS DIAGNÓSTICOS POR IMAGEM 13/02/09 15/10/10 SIM Alteração 40901068 Ecodopplercardiograma com contraste para perfusão

Leia mais

Tabelas de Exames RESSONÂNCIA.

Tabelas de Exames RESSONÂNCIA. RESSONÂNCIA 41101014 RM - Crânio (encéfalo) 41101022 RM - Sela túrcica (hipófise) 41101030 RM - Base do crânio 41101057 Perfusão cerebral por RM 41101065 Espectroscopia por RM 41101073 RM - Órbita bilateral

Leia mais

PROGRAMA COM PRÉ-REQUISITO: CIRURGIA VASCULAR

PROGRAMA COM PRÉ-REQUISITO: CIRURGIA VASCULAR RESIDÊNCIA MÉDICA 2014 CADERNO-QUESTIONÁRIO DATA: 08 DE DEZEMBRO DE 2013. PROGRAMA COM PRÉ-REQUISITO: CIRURGIA VASCULAR ESPECIALIDADE: Cirurgia Vascular (R3) Área de Atuação: Ecografia Vascular com Doppler

Leia mais

Secretaria de Saúde de Pernambuco SES Processo Seletivo à Residência 2006 CONHECIMENTOS EM CIRURGIA VASCULAR

Secretaria de Saúde de Pernambuco SES Processo Seletivo à Residência 2006 CONHECIMENTOS EM CIRURGIA VASCULAR CONHECIMENTOS EM CIRURGIA VASCULAR Considerando a classificação de FONTAINE para o estadiamento da Doença Arterial Oclusiva Periférica, é correto afirmar: A) Os pacientes no estádio I devem receber tratamento

Leia mais

Profilaxia de Tromboembolismo Venoso em Pacientes Internados

Profilaxia de Tromboembolismo Venoso em Pacientes Internados Protocolo Institucional Profilaxia de Tromboembolismo Venoso em Pacientes Internados Gerente do protocolo: Dr. Luiz Francisco Cardoso Versão atualizada em 29 de junho de 2011 PROT-INST-006 PROTOCOLO DE

Leia mais

Diagnóstico por imagem Vascular

Diagnóstico por imagem Vascular Diagnóstico por imagem Vascular Diagnóstico por imagem é uma série de 12 livros que abordam as principais subespecialidades na área, no formato consulta rápida: Cabeça e Pescoço Cardiologia Coluna Vertebral

Leia mais

Edwards Education A HISTÓRIA DA UTILIZAÇÃO DO STENT

Edwards Education A HISTÓRIA DA UTILIZAÇÃO DO STENT Edwards Education A HISTÓRIA DA UTILIZAÇÃO DO STENT História da utilização do Stent Edwards Lifesciences, Edwards e o logo estilizado E são marcas registradas por Edwards Lifesciences Corporation e estão

Leia mais

Programação Preliminar do 71º Congresso Brasileiro de Cardiologia

Programação Preliminar do 71º Congresso Brasileiro de Cardiologia Programação Preliminar do 71º Congresso Brasileiro de Cardiologia Sexta-Feira, 23 de Setembro de 2016 Auditório 01 (Capacidade 250) (21338) Atualização Ergometria, Reabilitação Cardíaca e Cardiologia Desportiva

Leia mais

Sessão Interativa. Atualizações do Protocolo de Dor Torácica

Sessão Interativa. Atualizações do Protocolo de Dor Torácica Sessão Interativa Atualizações do Protocolo de Dor Torácica Paciente J.D.M., masculino, 57 anos, deu entrada no Pronto Atendimento com queixa de dor torácica com irradiação para braço esquerdo e mandíbula,

Leia mais

NOVOS ANTICICOAGULANTES

NOVOS ANTICICOAGULANTES NOVOS ANTI NOVOS ANTICICOAGULANTES COAGULANTES TROMBOEMBOLISMO VENOSO O tromboembolismo venoso (TEV) é a terceira causa de mortalidade cardiovascular no mundo. O TEV, que é a formação de coágulos no sangue,

Leia mais

XIV Reunião Clínico - Radiológica. Dr. Rosalino Dalazen. www.digimaxdiagnostico.com.br

XIV Reunião Clínico - Radiológica. Dr. Rosalino Dalazen. www.digimaxdiagnostico.com.br XIV Reunião Clínico - Radiológica Dr. Rosalino Dalazen www.digimaxdiagnostico.com.br CASO CLÍNICO Fem. 36 anos. Sem comorbidades prévias. S# inchaço da perna Edema da perna esquerda, com início há meses,

Leia mais

RESIDÊNCIA MÉDICA SES/MS-DGH 2016 CIRURGIA VASCULAR ÁREA DE ATUAÇÃO. ANGIORRADIOLOGIA e CIRURGIA ENDOVASCULAR (A301) ORGANIZADOR

RESIDÊNCIA MÉDICA SES/MS-DGH 2016 CIRURGIA VASCULAR ÁREA DE ATUAÇÃO. ANGIORRADIOLOGIA e CIRURGIA ENDOVASCULAR (A301) ORGANIZADOR RESIDÊNCIA MÉDICA SES/MS-DGH 2016 CIRURGIA VASCULAR ÁREA DE ATUAÇÃO ANGIORRADIOLOGIA e CIRURGIA ENDOVASCULAR (A301) 1 1) A constrição da traqueia e do esôfago pode se dar por malformações congênitas do

Leia mais

Como selecionar o tipo de stent e antiplaquetários para cirurgias não cardíacas. Miguel A N Rati Hospital Barra D Or - RJ

Como selecionar o tipo de stent e antiplaquetários para cirurgias não cardíacas. Miguel A N Rati Hospital Barra D Or - RJ Como selecionar o tipo de stent e antiplaquetários para cirurgias não cardíacas Miguel A N Rati Hospital Barra D Or - RJ National Cardiovascular Data Registry CathPCI Registry Cath PCI Data 1.87.993 procedimentos,

Leia mais

(modelo n o 2). com a identificação de suas diferentes porções. Figura 2 O stent totalmente expandido, em três diferentes tamanhos.

(modelo n o 2). com a identificação de suas diferentes porções. Figura 2 O stent totalmente expandido, em três diferentes tamanhos. Figura 1 Stent Braile (modelo n o 2). com a identificação de suas diferentes porções Figura 2 O stent totalmente expandido, em três diferentes tamanhos. Figura 3 Durante o exame diagnóstico, a realização

Leia mais

SISTEMA CIRCULATÒRIO

SISTEMA CIRCULATÒRIO Universidade Federal de Viçosa campus Florestal SISTEMA CIRCULATÒRIO ANATOMIA HUMANA Laboratório de Morfofisiologia Funções: Transporte de gases respiratórios, nutrientes, hormônios e excretas; Distribuição

Leia mais

DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DO ANEURISMA DE AORTA ABDOMINAL

DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DO ANEURISMA DE AORTA ABDOMINAL DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DO ANEURISMA DE AORTA ABDOMINAL Camila Castro de Almeida¹, Marjorie do Val Ietsugu 2 ¹ Tecnologia em Radiologia, Faculdade de Tecnologia, Botucatu, SP, Brasil. E-mail: lc.camila@hotmail.com

Leia mais

Autores: TR. Alexandra Santos TR. Cláudia Marra TR. Joana Coimbra TR. Luís Pinto TR. Manuel Valentim TR. Pedro Coelho TR. Rui Esteves TR.

Autores: TR. Alexandra Santos TR. Cláudia Marra TR. Joana Coimbra TR. Luís Pinto TR. Manuel Valentim TR. Pedro Coelho TR. Rui Esteves TR. Autores: TR. Alexandra Santos TR. Cláudia Marra TR. Joana Coimbra TR. Luís Pinto TR. Manuel Valentim TR. Pedro Coelho TR. Rui Esteves TR. Sónia Roios O tromboembolismo pulmonar é uma doença frequente,

Leia mais

SEÇÃO 1 IMPORTÂNCIA DO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL E DE SUA PREVENÇÃO

SEÇÃO 1 IMPORTÂNCIA DO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL E DE SUA PREVENÇÃO SEÇÃO 1 Capítulo 1 IMPORTÂNCIA DO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL E DE SUA PREVENÇÃO 1 Epidemiologia da prevenção do acidente vascular cerebral e urgência do tratamento 2 Introdução / 2 Incidência e prevalência

Leia mais

Assistência ao Paciente portador de Doença Renal Crônica que requer de Hemodiálise.

Assistência ao Paciente portador de Doença Renal Crônica que requer de Hemodiálise. Assistência ao Paciente portador de Doença Renal Crônica que requer de Hemodiálise. O Nosso protocolo assistencial tem como base as diretrizes e normas elaboradas pela Society of Interventional Radiology

Leia mais

Sangramento retroperitoneal por ruptura de cisto renal após trombólise intra-arterial de membro inferior direito: Relato de Caso

Sangramento retroperitoneal por ruptura de cisto renal após trombólise intra-arterial de membro inferior direito: Relato de Caso Introdução A utilização de trombolíticos na oclusão arterial aguda (OAA) de membros inferiores vem demonstrando bons resultados. Mesmo quando não parece haver revascularização total, o procedimento parece

Leia mais

Farmacoterapia do Sistema Hematopoiético. Prof. Dr. Marcelo Polacow Bisson

Farmacoterapia do Sistema Hematopoiético. Prof. Dr. Marcelo Polacow Bisson Farmacoterapia do Sistema Hematopoiético Prof. Dr. Marcelo Polacow Bisson Aspectos Importantes da Coagulação São três os fatores importantes para coagulação: Parede do vaso Atividade plaquetária Fatores

Leia mais

Data Versão/Revisões Descrição Autor 06/06/ Proposta inicial F.A.A.C; M.C.V, S.R.P.T

Data Versão/Revisões Descrição Autor 06/06/ Proposta inicial F.A.A.C; M.C.V, S.R.P.T UTIPrCL06 1 de 6 Histórico de Revisão / Versões Data Versão/Revisões Descrição Autor 1.00 Proposta inicial F.A.A.C; M.C.V, S.R.P.T 1 Objetivo Fornecer um sistema seguro de administração de heparina por

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO COMISSÃO DE EXAMES DE RESIDÊNCIA MÉDICA. Ano Opcional em Cirurgia do Aparelho Digestivo

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO COMISSÃO DE EXAMES DE RESIDÊNCIA MÉDICA. Ano Opcional em Cirurgia do Aparelho Digestivo UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO COMISSÃO DE EXAMES DE RESIDÊNCIA MÉDICA Novembro/2010 10 - Processo Seletivo para Residência Médica - 2011 Ano Opcional em Cirurgia do Aparelho Digestivo Nome do Candidato

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 2 3 4 5 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Caso se identifique em qualquer outro local

Leia mais

TABELA DE PREÇOS DE EXAMES PARTICULARES

TABELA DE PREÇOS DE EXAMES PARTICULARES CARDIOLOGIA 20010010 ELETROCARDIOGRAMA - ECG R$ 177,00 20010028 TESTE ERGOMÉTRICO R$ 353,00 20010141 ECODOPPLERCARDIOGRAMA R$ 412,00 20010052 HOLTER 24 HORAS R$ 412,00 20020058 MAPA 24 HORAS R$ 412,00

Leia mais

UFT/COPESE/COREME RESIDÊNCIA MÉDICA

UFT/COPESE/COREME RESIDÊNCIA MÉDICA 1 Prova de Pré-Requisito em Cirurgia Vascular 2 Prova de Pré-Requisito em Cirurgia Vascular PROVA DE PRÉ-REQUISITO EM CIRURGIA VASCULAR QUESTÃO 01 O conhecimento da anatomia dos vasos dos membros superiores

Leia mais

CIRURGIA VASCULAR Questão 01 não Questão 02 Questão 03 Questão 04 Questão 05 Questão 06

CIRURGIA VASCULAR Questão 01 não Questão 02 Questão 03 Questão 04 Questão 05 Questão 06 CIRURGIA VASCULAR Questão 01 Qual das medidas a seguir não reduz a exposição do cirurgião endovascular ou do paciente a radiação? a) Aumentar a distância entre o paciente e a fonte de emissão de raios

Leia mais

Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira: história, 2 abrangência, princípios e missão

Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira: história, 2 abrangência, princípios e missão Conteúdo Programático - Geral 1 Marcos históricos na Saúde Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira: história, 2 abrangência, princípios e missão 3 Código de ética profissional 4 Bioética

Leia mais

Tabelas de Exames RESSONÂNCIA.

Tabelas de Exames RESSONÂNCIA. RESSONÂNCIA 41101014 RM - Crânio (encéfalo) 41101022 RM - Sela túrcica (hipófise) 41101030 RM - Base do crânio 41101049 Estudo funcional (mapeamento cortical por RM) 41101057 Perfusão cerebral por RM 41101065

Leia mais

09/07/ Tromboembolismo Pulmonar Agudo. - Tromboembolismo Pulmonar Crônico. - Hipertensão Arterial Pulmonar

09/07/ Tromboembolismo Pulmonar Agudo. - Tromboembolismo Pulmonar Crônico. - Hipertensão Arterial Pulmonar - Tromboembolismo Pulmonar Agudo - Tromboembolismo Pulmonar Crônico - Hipertensão Arterial Pulmonar A escolha dos métodos diagnósticos dependem: Probabilidade clínica para o TEP/HAP Disponibilidade dos

Leia mais

Curso Preparatório para Concursos- Enfermeiro 2012 Infarto Agudo do Miocárdio

Curso Preparatório para Concursos- Enfermeiro 2012 Infarto Agudo do Miocárdio Curso Preparatório para Concursos- Enfermeiro 2012 Infarto Agudo do Miocárdio Prof. Fernando Ramos-Msc IAM: definição É a necrose da célula miocárdica resultante da oferta inadequada de oxigênio ao músculo

Leia mais

Urgência e Emergência

Urgência e Emergência Urgência e Emergência CHOQUE Choque Um estado de extrema gravidade que coloca em risco a vida do paciente. Dica: Em TODOS os tipos de choques ocorre a queda da pressão arterial e, consequentemente, um

Leia mais

3. A duração da fase aguda da dissecção aórtica é de: 1) 48 horas. 2) 7 dias. 3) 14 dias. 4) 28 dias. 5) 3 meses.

3. A duração da fase aguda da dissecção aórtica é de: 1) 48 horas. 2) 7 dias. 3) 14 dias. 4) 28 dias. 5) 3 meses. 1. Um paciente no segundo dia pós-operatório de correção aberta de aneurisma de aorta abdominal infra-renal apresenta diarréia com sangue. Qual diagnóstico diferencial deve ser pensado? 1) Colite isquêmica.

Leia mais

CADERNO DE QUESTÕES CARGO ANGIOLOGISTA E CIRURGIÃO VASCULAR DATA: 19/10/2014. HORÁRIO: das 08 às 12 horas

CADERNO DE QUESTÕES CARGO ANGIOLOGISTA E CIRURGIÃO VASCULAR DATA: 19/10/2014. HORÁRIO: das 08 às 12 horas Realização: PREFEITURA MUNICIPAL DE TIMON-MA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE - SEMS CONCURSO PÚBLICO EDITAL 01/2014 CADERNO DE QUESTÕES CARGO ANGIOLOGISTA E CIRURGIÃO VASCULAR DATA: 19/10/2014 HORÁRIO: das

Leia mais

CONSULTA DE ACESSOS VASCULARES. LUIS FREITAS Serviço de Nefrologia Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra Centro de Acessos Vasculares - Sanfil

CONSULTA DE ACESSOS VASCULARES. LUIS FREITAS Serviço de Nefrologia Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra Centro de Acessos Vasculares - Sanfil CONSULTA DE ACESSOS VASCULARES LUIS FREITAS Serviço de Nefrologia Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra Centro de Acessos Vasculares - Sanfil IMPORTANCIA DO ACESSO VASCULAR EM HEMODIÁLISE Sem acesso

Leia mais

CRONOGRAMA TEÓRICO DATA HORÁRIO PROFESSORES TITULAÇÃO C/H RECEPÇÃO 25/04/ :00h Assistente adm. ABERTURA 25/04/ :30h Diretoria e coord.

CRONOGRAMA TEÓRICO DATA HORÁRIO PROFESSORES TITULAÇÃO C/H RECEPÇÃO 25/04/ :00h Assistente adm. ABERTURA 25/04/ :30h Diretoria e coord. CRONOGRAMA TEÓRICO DATA HORÁRIO PROFESSORES TITULAÇÃO C/H RECEPÇÃO 25/04/2014 19:00h Assistente adm. ABERTURA 25/04/2014 19:30h Diretoria e coord. 6h PALESTRA INTELIGÊNCIA MOTIVACIONAL 25/04/2014 20:00h

Leia mais

C404 - MÉDICO CIRURGIÃO VASCULAR

C404 - MÉDICO CIRURGIÃO VASCULAR PROCESSO SELETIVO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS DO QUADRO DE FUNCIONÁRIOS DO HOSPITAL REGIONAL DO CARIRI - HRC C404 - MÉDICO CIRURGIÃO VASCULAR NÚMERO DE INSCRIÇÃO NOME DO CANDIDATO 04 de outubro de 015

Leia mais

GABARITO DO CANDIDATO - RASCUNHO

GABARITO DO CANDIDATO - RASCUNHO SPDM - Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina OSS - SPDM/HOSPITAL REGIONAL DE ARARANGUÁ/EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2013 NÍVEL SUPERIOR COMPLETO MÉDICO CIRURGIÃO VASCULAR NOME DO

Leia mais

parte 1 estratégia básica e introdução à patologia... 27

parte 1 estratégia básica e introdução à patologia... 27 Sumário parte 1 estratégia básica e introdução à patologia... 27 1 Terapêutica: estratégia geral... 29 terminologia de doenças... 29 História do caso... 34 Disposição do fármaco... 39 Seleção do fármaco...

Leia mais

Aos cuidados de Ilustríssimo Senhor Ministro da Saúde Ricardo José Magalhães Barros em mãos

Aos cuidados de Ilustríssimo Senhor Ministro da Saúde Ricardo José Magalhães Barros em mãos Ofício 100/16 Origem: Diretoria Nacional da SBACV São Paulo, 15 de junho de 2016. Aos cuidados de Ilustríssimo Senhor Ministro da Saúde Ricardo José Magalhães Barros em mãos A SOCIEDADE BRASILEIRA DE ANGIOLOGIA

Leia mais

PROGRAMA COM PRÉ-REQUISITO: CIRURGIA VASCULAR

PROGRAMA COM PRÉ-REQUISITO: CIRURGIA VASCULAR RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 CADERNO DE QUESTÕES DATA: 16 DE NOVEMBRO DE 2014. PROGRAMA COM PRÉ-REQUISITO: CIRURGIA VASCULAR ESPECIALIDADE: Cirurgia Vascular (R3) Área de Atuação: Ecografia Vascular com Doppler

Leia mais