A teoria do conhecimento

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A teoria do conhecimento"

Transcrição

1 conhecimento 1 A filosofia se divide em três grandes campos de investigação. A teoria da ciência, a teoria dos valores e a concepção de universo. Esta última é na verdade a metafísica; a teoria dos valores se divide em ética e religião e a primeira se divide em lógica e teoria do conhecimento. É interessante fazer a distinção entre as duas modalidades da epistemologia. A teoria do conhecimento 2 A lógica trata do pensamento puro, dos princípios básicos que norteiam o nosso pensamento, dos mecanismos inerentes a nossa mente. A teoria do conhecimento trata da referencia do pensamento aos objetos, da verdade no conhecimento e de como ocorre e evolui o nosso conhecimento, ou seja, a explicação filosófica do conhecimento humano

2 A teoria do conhecimento 3 História: A preocupação epistemológica vem desde a Grécia, entretanto o aparecimento da teoria do conhecimento como disciplina filosófica aparece só na idade moderna com Locke. Ele foi o primeiro a tratar de forma sistemática a origem, a essência e a certeza do conhecimento. A teoria do conhecimento 4 Conhecimento: O conhecimento constitui-se no encontro da consciência (sujeito) com o objeto. Essa relação pressupõe uma dupla conotação : Na medida que o sujeito apreende o objeto, este é apreendido por aquele. Desta forma, o sujeito sai de sua esfera e adentra na esfera do objeto criando uma imagem do mesmo na sua consciência cognoscente.

3 A teoria do conhecimento 5 Conhecimento: O conceito de verdade relaciona-se com a essência do conhecimento. Mas o que é verdade? A verdade é a concordância da imagem apreendida com o objeto. Assim, conclui-se que o objeto não pode ser nem verdadeiro nem falso e está além da verdade e da falsidade. A teoria do conhecimento / possibilidade 6 A - Dogmatismo: Esta posição defende que não existe o problema do conhecimento. É evidente que a apreensão por parte do sujeito do objeto ocorre e é válida. A razão humana é suficiente e a dúvida quanto a sua eficácia inexiste. (...)denota um falta de reflexão epistemológica.

4 A teoria do conhecimento/possibilidade 7 B Ceticismo: Apresenta-se como antítese do dogmatismo. O ceticismo defende a impossibilidade de apreensão do objeto, logo não devemos formar nenhum juízo sobre os objetos, e sim, nos abster de julgar. Essa postura deve-se a constatação de como o sujeito e a cultura influenciam o conhecimento, o que acaba por fazer o objeto invisível, pelo menos na sua forma real. Assim pode-se inferir que não há conhecimento e que dois juízos contraditórios são igualmente verdadeiros. A teoria do conhecimento/possibilidade 8 B Ceticismo: Na era moderna, o ceticismo também tem lugar. Montaigne e Hume defendem o ceticismo, mas em áreas especificas com a ética e a metafísica, respectivamente. Assim como Descartes em sua dúvida metódica que se apresenta como um ceticismo metódico. Comte com o positivismo mostra o ceticismo metafísico pois defende só a experiência fugindo da metafísica

5 A teoria do conhecimento/possibilidade 9 C - Subjetivismo e relativismo: O subjetivismo postula que existe uma verdade que é suscetível de apreensão, mas que não existe uma verdade universalmente válida. A verdade é limitada ao sujeito individual do conhecimento e não compreende todo o conjunto dos seres humanos. A teoria do conhecimento/possibilidade 10 C - Subjetivismo : O relativismo é um parente próximo do subjetivismo na medida em que afirma que não há verdade universalmente válida. Mas difere dele porque afirma que a validade da verdade é limitada pelo meio e pelo tempo onde ela é cognoscível, em detrimento a consciência cognoscente do subjetivismo.

6 A teoria do conhecimento/possibilidade 11 D Pragmatismo: A verdade significa útil, valioso e fomentador de vida. / O pragmatismo muda este conceito porque considera o homem um ser de ação e não teórico. Assim, o conhecimento humano tem seu valor dado em função de seu destino prático. Filósofos que de certa forma acolheram o pragmatismo foi Nietzsche. A teoria do conhecimento/possibilidade 12 E - Criticismo: É comum dividir as correntes supraditas em dois grandes campos: o dogmatismo e o ceticismo (...) O criticismo une a confiança na razão em conhecer a realidade ( e esta apresenta-se como una e cognoscível) com a desconfiança do ceticismo frente ao conhecimento já determinado, não aceitando nada despreocupadamente. Desse modo, seu comportamento não é nem dogmático nem céptico e sim, crítico e reflexivo. Platão, Descartes, Hume e Leibnitz valeram- se desta postura em seus estudos mas foi Kant seu fundador de fato

7 A teoria do conhecimento/origem 13 A Racionalismo: A fonte principal de nosso conhecimento é a razão, o pensamento por si só. A razão produz os verdadeiros conhecimentos, que seriam aqueles universalmente válidos e logicamente coerentes,como por exemplo : o todo é maior que a parte e as matemáticas. Este tipo de conhecimento é a priori, ou seja não é baseado na experiência, o que o torna assim provando que o conhecimento verdadeiro só provém do pensamento puro. A teoria do conhecimento/origem 14 B Empirismo: A única fonte do conhecimento humano é a experiência. O espírito humano é vazio, uma tábula rasa.. Seus maiores defensores são aqueles provenientes das ciências naturais, onde a experiência tem papel preponderante. Locke foi o fundador moderno de tal postura afirmando que a psique era um papel em branco e que tudo provinha da experiência não existindo conhecimento inato. Mill e Hume seguem a mesma linha afirmando que não há proposições a priori e até mesmo as leis básicas do pensamento são resultado de experiências de outrora.

8 A teoria do conhecimento/origem 15 C Intelectualismo: Este afirma que tanto a experiência quanto o pensamento fazem parte da produção do conhecimento. diz que os conceitos não são a priori mas sim abstraídos da experiência e esses conceitos são decodificados pela razão humana que organiza e julga as percepções e impressões cedidas pela experiência. Aristóteles e Tomas de Aquino eram representantes de tal posição. A teoria do conhecimento/origem 16 D Apriorismo: Razão e experiência são os constituintes de nosso conhecimento e nos temos elementos a priori que nos ajudam a formular o saber ( aproximação com o racionalismo). Esses elementos são formais, ou seja, recipientes que recebem o conteúdo, que é a experiência. Kant foi o fundador

9 Materialismo 17 Assim, a base material ou econômica constitui a "infraestrutura" da sociedade, que exerce influência direta na "super-estrutura", ou seja, nas instituições jurídicas, políticas (as leis, o Estado) e ideológicas (as artes, a religião, a moral) da época. Materialismo 18 Segundo Marx, a base material é formada por forças produtivas (que são as ferramentas, as máquinas, as técnicas, tudo aquilo que permite a produção) e por relações de produção (relações entre os que são proprietários dos meios de produção as terras [as matérias primas, as máquinas]e aqueles que possuem apenas a força de trabalho).

10 Materialismo 19 Dialética? A dinâmica TESE+ANTITESE=SÍNTESE expressa a contundência deste ensinamento.

dóxa e epistéme. sensível e inteligível. fé e razaão.

dóxa e epistéme. sensível e inteligível. fé e razaão. dóxa e epistéme. sensível e inteligível. fé e razaão. Senso comum... aranha caranguejeira ou aranha-marrom? Epistemologia Moderna e Contemporânea EPISTEMOLOGIA investiga o conhecimento. limites. possibilidades.

Leia mais

Por uma Ética da Arquitetura e do Urbanismo

Por uma Ética da Arquitetura e do Urbanismo À medida que a mente compreende as coisas como necessárias, ela tem um maior poder sobre os seus afetos, ou seja, deles padece menos. Benedictus de Spinoza in Ética Por uma Ética da Arquitetura e do Urbanismo

Leia mais

Processo Seletivo/UFU - julho 2007-1ª Prova Comum FILOSOFIA QUESTÃO 01

Processo Seletivo/UFU - julho 2007-1ª Prova Comum FILOSOFIA QUESTÃO 01 FILOSOFIA QUESTÃO 01 Leia atentamente o seguinte verso do fragmento atribuído a Parmênides. Assim ou totalmente é necessário ser ou não. SIMPLÍCIO, Física, 114, 29, Os Pré-Socráticos. Coleção Os Pensadores.

Leia mais

5ª. Apostila de Filosofia FILOSOFIA MODERNA

5ª. Apostila de Filosofia FILOSOFIA MODERNA 1 5ª. Apostila de Filosofia FILOSOFIA MODERNA A História da Filosofia A História da Filosofia não é apenas um relato histórico, mas as transformações do pensamento humano ocidental, ou seja, o percurso

Leia mais

GABARITOS FILOSOFIA MÓDULO 2

GABARITOS FILOSOFIA MÓDULO 2 GABARITOS FILOSOFIA MÓDULO 2 1) (UEL-adaptado) (...) há certos momentos na história da humanidade em que alterações significativas provocam o que chamamos ruptura de paradigma. Ou seja, os parâmetros que

Leia mais

FILOSOFIA. a) Tales de Mileto; b) Anaximandro de Mileto; c) Pitágoras de Samos; d) Anaxímenes de Mileto; e) Zenão de Eléia

FILOSOFIA. a) Tales de Mileto; b) Anaximandro de Mileto; c) Pitágoras de Samos; d) Anaxímenes de Mileto; e) Zenão de Eléia FILOSOFIA 01 - Nem a água nem algum dos elementos, mas alguma substancia diferente, ilimitada e dela, nascem os céus e os mundos neles contidos. In Fundamentos da Filosofia. O texto acima se refere à busca

Leia mais

Avaliação em filosofia: conteúdos e competências

Avaliação em filosofia: conteúdos e competências Avaliação em filosofia: conteúdos e competências Desidério Murcho Universidade Federal de Ouro Preto desiderio@ifac.ufop.br 1 Immanuel Kant O jovem que completou a sua instrução escolar habituou- se a

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Professor: Ana Paula dos Santos Lima Titulação: Doutora em Ensino, Filosofia e História das Ciências pela UFBA/UEFS

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Professor: Ana Paula dos Santos Lima Titulação: Doutora em Ensino, Filosofia e História das Ciências pela UFBA/UEFS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Componente Curricular: Filosofia Código: CTB-110 CH Total: 60h Pré-requisito: Período Letivo: 2015. 2 Turma: 1º semestre Professor: Ana Paula dos Santos Lima Titulação: Doutora

Leia mais

FILOSOFIA. Fernando Pessoa FILOSOFIA

FILOSOFIA. Fernando Pessoa FILOSOFIA Fernando Pessoa FILOSOFIA FILOSOFIA Se há um assunto eminentemente filosófico é a classificação das ciências. Pertence à filosofia e a nenhuma outra ciência. É só no ponto de vista mais genérico que podemos

Leia mais

GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA COMPETITIVA EM ORGANIZAÇÕES: UMA ABORDAGEM CONCEITUAL 1

GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA COMPETITIVA EM ORGANIZAÇÕES: UMA ABORDAGEM CONCEITUAL 1 GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA COMPETITIVA EM ORGANIZAÇÕES: UMA ABORDAGEM CONCEITUAL 1 Heide Miranda da SILVA 2 RESUMO As exigências do mercado atual somadas aos avanços das tecnologias de informação

Leia mais

Deleuze, a arte e a filosofia

Deleuze, a arte e a filosofia roberto machado Deleuze, a arte e a filosofia Rio de Janeiro a geografia do pensamento Filosofia e criação de conceitos Gilles Deleuze sempre exerceu seu pensamento em relação a domínios ou objetos heterogêneos

Leia mais

Um Estudo sobre o Conhecimento

Um Estudo sobre o Conhecimento Um Estudo sobre o Conhecimento Gerardo Valdisio Rodrigues Viana Universidade Federal do Ceará - Universidade Estadual do Ceará Eliéser Sales Pereira Faculdade Lourenço Filho Resumo: Este artigo apresenta

Leia mais

Psicologia do. Aprendizagem

Psicologia do. Aprendizagem Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem Processos do Desenvolvimento Humano em suas dimensões físicas, psíquicas e intelectuais. Profª Mônica Maria de Souza Drumond Farias Perspectiva Filosófica

Leia mais

Perguntas e Concepções presentes sobre a natureza do Psicológico e da Psicologia. I Natureza Humana

Perguntas e Concepções presentes sobre a natureza do Psicológico e da Psicologia. I Natureza Humana Perguntas e Concepções presentes sobre a natureza do Psicológico e da Psicologia I Natureza Humana * Qual a natureza humana? Ou seja, qual é a ontologia humana? - Uma teoria da natureza humana busca especificar

Leia mais

161 FILOSOFIA Prova escrita

161 FILOSOFIA Prova escrita 161 FILOSOFIA Prova escrita PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Duração: 120 min Ano: 2014 1ª fase - Junho 10º/11º anos Grupo I Selecione a alternativa correta: 1. Uma não ação é algo que A. Nos acontece.

Leia mais

Artigo: Educação e Inclusão: Projeto Moral ou Ético. Autora: Sandra Dias ( Buscar na internet o texto completo)

Artigo: Educação e Inclusão: Projeto Moral ou Ético. Autora: Sandra Dias ( Buscar na internet o texto completo) Artigo: Educação e Inclusão: Projeto Moral ou Ético. Autora: Sandra Dias ( Buscar na internet o texto completo) Os ideais e a ética que nortearam o campo da educação Comenius: A educação na escola deve

Leia mais

Palavras Chave: base epistemológica, racionalismo, empirismo, conhecimento, formação de professores.

Palavras Chave: base epistemológica, racionalismo, empirismo, conhecimento, formação de professores. A IMPORTANCIA DAS BASES EPISTEMOLÓGICAS NA FORMAÇAO DOS DOUTORES DA REAMEC 1 COMO MEDIDA PARA FORTALECER AS COLUNAS DOCENTES NOS ESTADOS PARTE Msc. Edilberto F Syryczyk 2 IFRO/UFMT edilberto_fs@yahoo.com.br

Leia mais

Conhecer a FCH, Conferências Multidisciplinares. VOLUME 5 Filosofia. Filosofia e Direitos dos Animais. Questões de Filosofia Aplicada

Conhecer a FCH, Conferências Multidisciplinares. VOLUME 5 Filosofia. Filosofia e Direitos dos Animais. Questões de Filosofia Aplicada Conhecer a FCH, Conferências Multidisciplinares VOLUME 5 Filosofia Filosofia e Direitos dos Animais. Questões de Filosofia Aplicada Lisboa Universidade Católica Editora 2011 Índice Apresentação................................

Leia mais

DATA: VALOR: 20 PONTOS NOME COMPLETO:

DATA: VALOR: 20 PONTOS NOME COMPLETO: DISCIPLINA: FILOSOFIA PROFESSOR: ENRIQUE MARCATTO DATA: VALOR: 20 PONTOS NOTA: NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2ªEM TURMA: Nº: I N S T R U Ç Õ E S 1. Esta prova contém 05 questões

Leia mais

Maquiavel. Teoria Política. (Capítulo 24, pág 298 a 302)

Maquiavel. Teoria Política. (Capítulo 24, pág 298 a 302) Maquiavel Teoria Política (Capítulo 24, pág 298 a 302) CONTEXTO HISTÓRICO (SÉC XIV e seguintes) 1. FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS NACIONAIS (Portugal, França, Inglaterra, Espanha). 2. Monarquias Nacionais ESTADO

Leia mais

ESCOLAS FILOSÓFICAS JÔNICA

ESCOLAS FILOSÓFICAS JÔNICA ESCOLAS FILOSÓFICAS Depois das reflexões iniciais sobre ética, moral e suas relações, vejamos resumidamente as escolas filosóficas. A melhor forma de se compreender a história do pensamento humano, é através

Leia mais

ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL MÓDULO 7

ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL MÓDULO 7 ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL MÓDULO 7 Índice 1. Ética empresarial...3 2 1. ÉTICA EMPRESARIAL É neste contexto, e com o objetivo de o mundo empresarial recuperar a confiança, que vai surgindo a ética Empresarial.

Leia mais

ESTRUTURALISMO 1. DEFINIÇÃO

ESTRUTURALISMO 1. DEFINIÇÃO ESTRUTURALISMO 1. DEFINIÇÃO Considera-se como fundador da psicologia moderna Wilhelm Wundt, por ter criado, em 1879, o primeiro laboratório de psicologia na universidade de Leipzig, Alemanha. A psicologia

Leia mais

CIRCULAR INFORMATIVA DOS PROCEDIMENTOS A SEREM OBSERVADOS PARA SOLICITAÇÃO DE GRATUIDADES EDUCACIONAIS INTEGRAIS/PARCIAIS 2012

CIRCULAR INFORMATIVA DOS PROCEDIMENTOS A SEREM OBSERVADOS PARA SOLICITAÇÃO DE GRATUIDADES EDUCACIONAIS INTEGRAIS/PARCIAIS 2012 INSTITUTO DAS APÓSTOLAS DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS Colégio Cor Jesu Endereço SGAS, 615. Bloco G Asa Sul, Brasília /DF Fone: (61) 2105-6800 Fax (61) 2105-6843 E-mail: colegio@corjesu.org.br CNPJ 61.015.087/0020-28

Leia mais

O FUNDAMENTO DOS DIREITOS HUMANOS

O FUNDAMENTO DOS DIREITOS HUMANOS O FUNDAMENTO DOS DIREITOS HUMANOS Marconi Pequeno* * Pós-doutor em Filosofia pela Universidade de Montreal. Docente do Programa de Pós- Graduação em Filosofia e membro do Núcleo de Cidadania e Direitos

Leia mais

VALOR E DEVER VALORES VARIAM COM O TEMPO E LUGAR VARIAM DE PESSOA PARA PESSOA

VALOR E DEVER VALORES VARIAM COM O TEMPO E LUGAR VARIAM DE PESSOA PARA PESSOA VALOR E DEVER VALORES Representam o grau de importância atribuído subjetivamente a pessoas, conceitos ou fatos. VARIAM DE PESSOA PARA PESSOA VARIAM COM O TEMPO E LUGAR Piquenique na Relva - Monet 1 Em

Leia mais

A TEORIA DA CORRESPONDÊNCIA COMO MEIO DE SE CHEGAR À VERDADE (2012) 1

A TEORIA DA CORRESPONDÊNCIA COMO MEIO DE SE CHEGAR À VERDADE (2012) 1 A TEORIA DA CORRESPONDÊNCIA COMO MEIO DE SE CHEGAR À VERDADE (2012) 1 SIQUEIRA, Grégori Lopes 2 ; SILVA, Mitieli Seixas da 3 1 Trabalho de Pesquisa _UNIFRA. 2 Acadêmico do Curso de Filosofia do Centro

Leia mais

Breve Histórico do Raciocínio Lógico

Breve Histórico do Raciocínio Lógico Breve Histórico do Raciocínio Lógico Enquanto muitas culturas tenham usado complicados sistemas de raciocínio, somente na China, Índia e Grécia os métodos de raciocínio tiveram um desenvolvimento sustentável.

Leia mais

Lógica Formal e Booleana. Cálculo Proposicional

Lógica Formal e Booleana. Cálculo Proposicional Lógica Formal e Booleana Cálculo Proposicional lara.popov@ifsc.edu.br Charada: uma introdução ao uso de símbolos Um homem estava olhando uma foto, e alguém lhe perguntou: - De quem é esta foto? Ao que

Leia mais

CONHECIMENTO 1 CONCEITO

CONHECIMENTO 1 CONCEITO CONHECIMENTO 1 CONCEITO No sentido correto da palavra, conhecer é elucidar a realidade. Etimologicamente a palavra elucidar vem do latim lucere, cujo significado é trazer luz. Assim, conhecer significa

Leia mais

Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação

Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Conhecimento e Ciência: tipos de conhecimentos Professora: Sueli Andrade Disciplina: Metodologia do Trabalho Científico Ciência e Conhecimento

Leia mais

5 Considerações Finais

5 Considerações Finais 5 Considerações Finais Neste capítulo serão apresentadas as considerações finais do estudo. Quando necessário, serão feitas referências ao que já foi apresentado e discutido nos capítulos anteriores, dispondo,

Leia mais

Os Sete Termos Sinônimos de Deus Satisfazem a Necessidade que o Mundo Tem de um Novo Sistema de Referência

Os Sete Termos Sinônimos de Deus Satisfazem a Necessidade que o Mundo Tem de um Novo Sistema de Referência Os Sete Termos Sinônimos de Deus Satisfazem a Necessidade que o Mundo Tem de um Novo Sistema de Referência Joel Jessen Traduzido para o Português do Brasil por Guita R. Herman a partir da versão inglesa

Leia mais

ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL

ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL É muito comum ler em notas de jornais, revistas, internet sobre as classes sociais, geralmente são classificadas da seguinte maneira: classe A, B, C, D, E. No mês de julho de 2008,

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO VICE-REITORIA DE ENSINO ACADÊMICA PRÓ-REITORIA DE ENSINO CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO VICE-REITORIA DE ENSINO ACADÊMICA PRÓ-REITORIA DE ENSINO CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO VICE-REITORIA DE ENSINO ACADÊMICA PRÓ-REITORIA DE ENSINO CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EDITAL 01/2015 PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSOR TUTOR A DISTÂNCIA A Reitoria da Universidade

Leia mais

PROCESSO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO PROFISSIONAL

PROCESSO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO PROFISSIONAL ADMINISTRAÇÃO EM ENFERMAGEM II Departamento de Orientação Profissional - EEUSP PROCESSO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO PROFISSIONAL VERA LUCIA MIRA GONÇALVES AVALIAÇÃO JUÍZO DE VALOR Avaliação de desempenho

Leia mais

7h30 min às 8h15min Inglês Espanhol Espanhol Biologia Biologia. 9h às 9h45 min História Gramática Geografia Literatura Matemática

7h30 min às 8h15min Inglês Espanhol Espanhol Biologia Biologia. 9h às 9h45 min História Gramática Geografia Literatura Matemática 6º Ano A 7h30 min às 8h15min Inglês Espanhol Espanhol 8h15 min às 9h Filosofia Arte 9h às 9h45 min Gramática Geografia Literatura 10h05 min às 10h50 min Gramática Inglês 10h50 min às 11h35 min Geografia

Leia mais

FILOSOFIA 12º ANO 3ª UNIDADE: UMA OBRA DA ÉPOCA CONTEMPORÂNEA: A ORIGEM DA TRAGÉDIA, DE NIETZSCHE

FILOSOFIA 12º ANO 3ª UNIDADE: UMA OBRA DA ÉPOCA CONTEMPORÂNEA: A ORIGEM DA TRAGÉDIA, DE NIETZSCHE FILOSOFIA 12º ANO 3ª UNIDADE: UMA OBRA DA ÉPOCA CONTEMPORÂNEA: A ORIGEM DA TRAGÉDIA, DE NIETZSCHE SUBUNIDADE 1: Introdução CONTEÚDOS OBJECTIVOS / COMPETÊNCIAS ESTRATÉGIAS / RECURSOS T.L. AVALIAÇÃO Os objectivos

Leia mais

COMO CONTRATAR OS MELHORES REPRESENTANTES DE ATENDIMENTO AO CLIENTE

COMO CONTRATAR OS MELHORES REPRESENTANTES DE ATENDIMENTO AO CLIENTE COMO CONTRATAR OS MELHORES REPRESENTANTES DE ATENDIMENTO AO CLIENTE Por que se importar 3 O melhor representante de atendimento 4 SUMÁRIO Escrevendo um anúncio de vaga de emprego Carta de apresentação

Leia mais

ÉTICA, EDUCAÇÃO E CIDADANIA

ÉTICA, EDUCAÇÃO E CIDADANIA ÉTICA, EDUCAÇÃO E CIDADANIA Marconi Pequeno * * Pós-doutor em Filosofia pela Universidade de Montreal. Docente do Programa de Pós-Graduação em Filosofia e membro do Núcleo de Cidadania e Direitos Humanos

Leia mais

Distinção entre Norma Moral e Jurídica

Distinção entre Norma Moral e Jurídica Distinção entre Norma Moral e Jurídica Filosofia do direito = nascimento na Grécia Não havia distinção entre Direito e Moral Direito absorvia questões que se referiam ao plano da consciência, da Moral,

Leia mais

CÓDIGO BRASILEIRO DE ÉTICA PARA ARQUIVISTAS

CÓDIGO BRASILEIRO DE ÉTICA PARA ARQUIVISTAS CÓDIGO BRASILEIRO DE ÉTICA PARA ARQUIVISTAS Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares Código de Ética dos Arquivistas Objetivo: Fornecer à profissão arquivística

Leia mais

PROGRAMA ÉTICA E CIDADANIA construindo valores na escola e na sociedade. Democracia na escola Ana Maria Klein 1

PROGRAMA ÉTICA E CIDADANIA construindo valores na escola e na sociedade. Democracia na escola Ana Maria Klein 1 PROGRAMA ÉTICA E CIDADANIA construindo valores na escola e na sociedade Democracia na escola Ana Maria Klein 1 A escola, instituição social destinada à educação das novas gerações, em seus compromissos

Leia mais

Palestra realizada no auditório da Secretaria de Economia e Planejamento do Governo do Estado de São Paulo no dia 05/06/2009.

Palestra realizada no auditório da Secretaria de Economia e Planejamento do Governo do Estado de São Paulo no dia 05/06/2009. Palestra realizada no auditório da Secretaria de Economia e Planejamento do Governo do Estado de São Paulo no dia 05/06/2009. Palestrante: Profa. Dra. Gisele Mascarelli Salgado. GISELLE MASCARELLI SALGADO:

Leia mais

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 Componente Curricular: Filosofia

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 Componente Curricular: Filosofia CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 Componente Curricular: Filosofia Código: DIR-112 Pré-requisito: Filosofia Geral Período Letivo: 2013.2 Professor: Ana Paula

Leia mais

PEDAGOGO QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO

PEDAGOGO QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO PEDAGOGO 01. Um pedagogo que tem como pressuposto, em sua prática pedagógica, a concepção de que o aluno é o centro do processo e que cabe ao professor se esforçar para despertar-lhe a atenção e a curiosidade,

Leia mais

Direito Penal Dr. Caio Paiva Aprovado no Concurso para Defensor Público Federal

Direito Penal Dr. Caio Paiva Aprovado no Concurso para Defensor Público Federal Direito Penal Dr. Caio Paiva Aprovado no Concurso para Defensor Público Federal Escola Brasileira de Ensino Jurídico na Internet (EBEJI). Todos os direitos reservados. 1 Direito Penal Parte Especial do

Leia mais

Aquisição de aptidões para realizar investigação científica. Valoriza-se a pesquisa em detrimento da assimilação acrítica.

Aquisição de aptidões para realizar investigação científica. Valoriza-se a pesquisa em detrimento da assimilação acrítica. Azevedo, C. et al. (1996) Metodologia científica. Porto: s/ed. (pp.15-28) Aquisição de aptidões para realizar investigação científica. Valoriza-se a pesquisa em detrimento da assimilação acrítica. Aprender

Leia mais

Aquisição da linguagem oral e escrita

Aquisição da linguagem oral e escrita Aquisição da linguagem oral e escrita Castilho Francisco Schneider INTRODUÇÃO Behavioristicamente, o termo aquisição de linguagem pode ser aceito sem questionamentos. Já sob o enfoque chomskiano, parece-nos

Leia mais

JUSTIÇA SOCIAL. Resumo

JUSTIÇA SOCIAL. Resumo JUSTIÇA SOCIAL Adlana Costa Monteiro* Diego Ferreira Santos* Fábio Fernandes do Nascimento* Juliana Bicalho* Lúcio Moroni Borges* Tânia Lúcia Vilaça Santos... um dos argumentos mais poderosos em favor

Leia mais

Graduação: Filosofia e Teologia Especialização: Comportamento Organizacional (Inbrape) Antropologia Organizacional (UC Mestrado em Administração da Educação (Unesp) Doutorado em Administração da Educação

Leia mais

Immanuel Kant (1724 1804) A Ética de Kant

Immanuel Kant (1724 1804) A Ética de Kant Immanuel Kant (1724 1804) A Ética de Kant Nota Biográfica Immanuel Kant nasceu em 1724 Na cidade de Konisberg na Prússia. A sua palavra de ordem: tem a coragem de te servires do teu próprio entendimento!

Leia mais

CEC CÓDIGO DE ÉTICA DA CODEVASF

CEC CÓDIGO DE ÉTICA DA CODEVASF CEC CÓDIGO DE ÉTICA DA CODEVASF SUMÁRIO CAPÍTULO I Objetivo...02 CAPÍTULO II Princípios Gerais...02 CAPÍTULO III Deveres...02 CAPÍTULO IV Diretrizes com Relação aos Órgãos Públicos Competentes...04 CAPÍTULO

Leia mais

FILOSOFIA QUESTÃO 01 Até agora se supôs que todo nosso conhecimento tinha que se regular pelos objetos; porém, todas as tentativas de mediante conceitos estabelecer algo a priori sobre os mesmos, através

Leia mais

3ª Filosofia Antiga (Pensadores antigos)

3ª Filosofia Antiga (Pensadores antigos) 3ª Filosofia Antiga (Pensadores antigos) Questão (1) - A filosofia se constitui, a partir das concepções de Sócrates, Platão e Aristóteles, como o pensamento que investiga: a) A questão da dívida externa.

Leia mais

para um estúdio terceirizado (Variety Artworks), responsável por todo o trabalho de arte. É por isso que os títulos não trazem créditos de roteirista

para um estúdio terceirizado (Variety Artworks), responsável por todo o trabalho de arte. É por isso que os títulos não trazem créditos de roteirista Clássicos adaptados em mangá Alexandre Boide* Com seus mais de cem títulos publicados, a coleção Manga de Dokuha (algo como Aprendendo em mangá ) é uma espécie de ponto fora da curva entre as coleções

Leia mais

Métodos qualitativos:

Métodos qualitativos: Métodos AULA 11 qualitativos: Pesquisa-Ação Quando iniciou-se a pesquisa-ação? Para Susman e Evered (1978), o termo pesquisa-ação foi introduzido por Kurt Lewin em 1946 para denotar uma abordagem pioneira

Leia mais

ESTIMULAÇÃO ESSENCIAL: HUMANIZANDO A INCLUSÃO INTRODUÇÃO

ESTIMULAÇÃO ESSENCIAL: HUMANIZANDO A INCLUSÃO INTRODUÇÃO ESTIMULAÇÃO ESSENCIAL: HUMANIZANDO A INCLUSÃO INTRODUÇÃO A Escola Especial Ulisses Pernambucano pioneira no Brasil no atendimento pedagógico a pessoas com deficiência mental, pensada pelo médico Dr. Ulisses

Leia mais

UNESCO Brasilia Office Representação da UNESCO no Brasil Entrevista: Portal Domínio Público

UNESCO Brasilia Office Representação da UNESCO no Brasil Entrevista: Portal Domínio Público UNESCO Brasilia Office Representação da UNESCO no Brasil Entrevista: Portal Domínio Público UNESCO Ministério da Educação Brasília 2006 Artigo publicado, em 06 de dezembro de 2006, no Observatório da Sociedade

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 094/2015-CONSET/SEHLA/G/UNICENTRO, DE 11 DE AGOSTO DE 2015. Altera os Anexos I e II, da Resolução Nº 133/2012- CONSET/SEHLA/G/UNICENTRO, de 23 de novembro de 2012, e aprova o relatório final.

Leia mais

Lev Vygotsky, o teórico do ensino como processo social

Lev Vygotsky, o teórico do ensino como processo social Page 1 of 9 Lev Vygotsky, o teórico do ensino como processo social A obra do psicólogo ressalta o papel da escola no desenvolvimento mental das crianças e é uma das mais estudadas pela pedagogia contemporânea

Leia mais

O CONCEITO DE MATÉRIA NA FILOSOFIA KANTIANA DA NATUREZA

O CONCEITO DE MATÉRIA NA FILOSOFIA KANTIANA DA NATUREZA O CONCEITO DE MATÉRIA NA FILOSOFIA KANTIANA DA NATUREZA Gilberto do Nascimento Lima Brito* 1. INTRODUÇÃO Nossa pesquisa consistirá em analisar o conceito de matéria na filosofia da natureza de Immanuel

Leia mais

O ENSINO DE FILOSOFIA POR MEIO DO CORDEL Diego de Sousa Dantas Armando Sampaio de Rezende PIBID\CAPES\MACKENZIE.

O ENSINO DE FILOSOFIA POR MEIO DO CORDEL Diego de Sousa Dantas Armando Sampaio de Rezende PIBID\CAPES\MACKENZIE. O ENSINO DE FILOSOFIA POR MEIO DO CORDEL Diego de Sousa Dantas Armando Sampaio de Rezende PIBID\CAPES\MACKENZIE. Resumo O projeto visa o ensino e expansão da filosofia através da literatura de cordel.

Leia mais

A partir das palavras do psiquiatra suíço Carl Gustav Jung, quais sejam:

A partir das palavras do psiquiatra suíço Carl Gustav Jung, quais sejam: Neiruaitt Norberto de Sousa A partir das palavras do psiquiatra suíço Carl Gustav Jung, quais sejam: O inconsciente é a história não escrita do homem a partir de épocas imemoriais, podemos dizer que: O

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS RODRIGO HAYASI PINTO A NOÇÃO DE PERSPECTIVISMO NA FILOSOFIA DE BLAISE PASCAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS RODRIGO HAYASI PINTO A NOÇÃO DE PERSPECTIVISMO NA FILOSOFIA DE BLAISE PASCAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS RODRIGO HAYASI PINTO A NOÇÃO DE PERSPECTIVISMO NA FILOSOFIA DE BLAISE PASCAL São Carlos 2006 RODRIGO HAYASI PINTO A NOÇÃO DE PERSPECTIVISMO NA FILOSOFIA DE BLAISE PASCAL

Leia mais

REFLEXÕES SOBRE PESQUISA CIENTÍFICA E IDEOLOGIA EM CIÊNCIAS SOCIAIS

REFLEXÕES SOBRE PESQUISA CIENTÍFICA E IDEOLOGIA EM CIÊNCIAS SOCIAIS REFLEXÕES SOBRE PESQUISA CIENTÍFICA E IDEOLOGIA EM CIÊNCIAS SOCIAIS Ana Paula André Maria José Rizzi Henriques Pedro Alves Resumo: Este artigo tem como objeto de análise a pesquisa científica e a ideologia

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FILOSOFIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: FILOSOFIA 5ª. TURMA - 2016/2019 SELEÇÃO PARA O DOUTORADO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FILOSOFIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: FILOSOFIA 5ª. TURMA - 2016/2019 SELEÇÃO PARA O DOUTORADO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FILOSOFIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: FILOSOFIA 5ª. TURMA - 2016/2019 SELEÇÃO PARA O DOUTORADO As inscrições deverão ser realizadas no período de 05 de outubro a 06 de novembro de

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Classificação de docentes e candidatos à admissão, inscritos para o processo anual de atribuição de classes

Leia mais

a) Apresente o propósito e os graus da dúvida metódica. b) Demonstre como Descartes descobre que o pensamento é a verdade primeira.

a) Apresente o propósito e os graus da dúvida metódica. b) Demonstre como Descartes descobre que o pensamento é a verdade primeira. FILOSOFIA 1 Leia o texto a seguir. Mas há algum, não sei qual, enganador mui poderoso e mui ardiloso que emprega toda sua indústria em enganar-me sempre. Não há, pois, dúvida alguma de que sou, se ele

Leia mais

ÉTICA NO ENSINO DE FILOSOFIA: CONTRIBUIÇÃO PARA A FORMAÇÃO DO JOVEM

ÉTICA NO ENSINO DE FILOSOFIA: CONTRIBUIÇÃO PARA A FORMAÇÃO DO JOVEM ÉTICA NO ENSINO DE FILOSOFIA: CONTRIBUIÇÃO PARA A FORMAÇÃO DO JOVEM Marcos Antônio Lorieri 1 (UNINOVE) Há quase um clamor, nos dias de hoje, para que se discuta sobre valores morais que é o campo da Ética

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES CURSO: SERVIÇO SOCIAL

DIRETRIZES CURRICULARES CURSO: SERVIÇO SOCIAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO Secretaria de Educação Superior Coordenação das Comissões de Especialistas de Ensino Superior Comissão de Especialistas de Ensino em Serviço Social DIRETRIZES CURRICULARES

Leia mais

AS NOVAS TECNOLOGIAS E A EDUCAÇÃO

AS NOVAS TECNOLOGIAS E A EDUCAÇÃO 1 AS NOVAS TECNOLOGIAS E A EDUCAÇÃO Aparecida Marcianinha Pinto DFE/UEM/CRC RESUMO Este trabalho é resultado de pesquisa em desenvolvimento na UEM. Teve como proposta estudar, na primeira parte, as tecnologias

Leia mais

MATÉRIA DE CONTEÚDO (semioticamente amorfa) SUBSTÂNCIA DE CONTEÚDO (semioticamente formada) FORMA DE CONTEÚDO FORMA DE EXPRESSÃO

MATÉRIA DE CONTEÚDO (semioticamente amorfa) SUBSTÂNCIA DE CONTEÚDO (semioticamente formada) FORMA DE CONTEÚDO FORMA DE EXPRESSÃO MATÉRIA DE CONTEÚDO (semioticamente amorfa) SUBSTÂNCIA DE CONTEÚDO (semioticamente formada) SIGNO FORMA DE CONTEÚDO FORMA DE EXPRESSÃO SUBSTÂNCIA DE EXPRESSÃO (semioticamente formada) MATÉRIA DE EXPRESSÃO

Leia mais

Questão (1) - Questão (2) - A origem da palavra FILOSOFIA é: Questão (3) -

Questão (1) - Questão (2) - A origem da palavra FILOSOFIA é: Questão (3) - EXERCICÍOS DE FILOSOFIA I O QUE É FILOSOFIA, ETIMOLOGIA, ONDE SURGIU, QUANDO, PARA QUE SERVE.( 1º ASSUNTO ) Questão (1) - Analise os itens abaixo e marque a alternativa CORRETA em relação ao significado

Leia mais

A ÉTICA NO AMBIENTE ESCOLAR: EDUCANDO PARA O DIÁLOGO

A ÉTICA NO AMBIENTE ESCOLAR: EDUCANDO PARA O DIÁLOGO A ÉTICA NO AMBIENTE ESCOLAR: EDUCANDO PARA O DIÁLOGO Edson Carpes Camargo 1 Jorge Alberto Lago Fonseca 2 Resumo: O presente artigo visa abordar a ética no ambiente escolar. Primeiramente faz-se a distinção

Leia mais

Canguilhem e as ciências da vida

Canguilhem e as ciências da vida Canguilhem e as ciências da vida 679 CANGUILHEM, G. Estudos de História e de Filosofia das Ciências: concernentes aos vivos e à vida Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2012 1 Lizandro Lui 1 Instituto

Leia mais

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS. UNICEF 20 de Novembro de 1959 AS CRIANÇAS TÊM DIREITOS

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS. UNICEF 20 de Novembro de 1959 AS CRIANÇAS TÊM DIREITOS DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS UNICEF 20 de Novembro de 1959 AS CRIANÇAS TÊM DIREITOS DIREITO À IGUALDADE, SEM DISTINÇÃO DE RAÇA RELIGIÃO OU NACIONALIDADE Princípio I - A criança desfrutará

Leia mais

A educação em geral e a educação para a cidadania, em especial, devem se tornar uma questão de Estado. Xesús Jares. Entrevista Escuela. Número 3.

A educação em geral e a educação para a cidadania, em especial, devem se tornar uma questão de Estado. Xesús Jares. Entrevista Escuela. Número 3. Entrevista Escuela Número 3.734 1 de fevereiro de 2007 Xesús Rodrigues Jares, coordenador de Educadores para a Paz, há poucos meses lançou seu livro Pedagogia da Convivência, obra concebida a partir de

Leia mais

367/66 ac - Aristóteles chega a Atenas e ingressa na Academia platônica.

367/66 ac - Aristóteles chega a Atenas e ingressa na Academia platônica. PROF. MS. FABIO TRUBILHANO ASPECTOS DA LÓGICA ARISTOTÉLICA 1. Vida de Aristóteles A família de Aristóteles era de raiz jônica, e estava atrelada tradicionalmente à medicina e à casa reinante da Macedônia.

Leia mais

Grupo de Pesquisas em Ética e Política GPEP

Grupo de Pesquisas em Ética e Política GPEP Grupo de Pesquisas em Ética e GPEP CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS (CCHS) Coordenador: Prof. Dr. José Luiz Ames 2 IDENTIFICAÇÃO Dados Básicos Nome do Grupo: Grupo de Pesquisas em Ética e Líder do

Leia mais

Índice. Ética no Grupo --------------------------------------------------------------------------------- 3

Índice. Ética no Grupo --------------------------------------------------------------------------------- 3 Índice Ética no Grupo --------------------------------------------------------------------------------- 3 Código de Ética ---------------------------------------------------------------------- 4 Conduta

Leia mais

A MODELAÇÃO DE LEIS E TEORIAS CIENTÍFICAS

A MODELAÇÃO DE LEIS E TEORIAS CIENTÍFICAS A MODELAÇÃO DE LEIS E TEORIAS CIENTÍFICAS O ESPÍRITO HUMANO PROCURA LEIS E TEORIAS CIENTÍFICAS AO MENOS POR DOIS MOTIVOS Porque lhe dão um certo tipo de compreensão do real Porque lhe oferecem esquemas

Leia mais

Programa. Fundamentos de filosofia e Sociologia das Organizações Teorias e modelos de gestão.

Programa. Fundamentos de filosofia e Sociologia das Organizações Teorias e modelos de gestão. Programa UNIDADE 1: UNIDADE 2 Fundamentos de filosofia e Sociologia das Organizações Teorias e modelos de gestão. Funções do administrador no mundo contemporâneo. Arquitetura Organizacional. UNIDADE 3

Leia mais

Inter ou transdisciplinaridade?

Inter ou transdisciplinaridade? Inter ou transdisciplinaridade? Da fragmentação disciplinar ao novo diálogo entre os saberes Américo Sommerman 1 1 Fundador do Centro de Educação Transdisciplinar CETRANS. Membro do Centre International

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio. Etec. Etec: Professor Massuyuki Kawano

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio. Etec. Etec: Professor Massuyuki Kawano Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio Etec Etec: Professor Massuyuki Kawano Código: 136 Município: Tupã Área de conhecimento: Ciências Humanas e Suas Tecnologias Componente Curricular:

Leia mais

NOTA TÉCNICA Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil Assessoria Legislativa

NOTA TÉCNICA Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil Assessoria Legislativa NOTA TÉCNICA Projeto de Lei da Câmara nº 33/2013 Justiça do Trabalho Necessária presença de advogado e condenação em honorários sucumbenciais Entendimento favorável. O advogado é indispensável à administração

Leia mais

RECUPERAÇÃO SEMESTRAL 3º Ensino Médio CONTEÚDOS

RECUPERAÇÃO SEMESTRAL 3º Ensino Médio CONTEÚDOS Matéria: História República Velha 1889 1930 O mundo entre guerras Era Vargas A Ditadura Militar RECUPERAÇÃO SEMESTRAL 3º Ensino Médio Professor: Rodrigo Matéria: Geografia Professor: Thaine O espaço geográfico

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE SERVIÇO SOCIAL INTRODUÇÃO AO SERVIÇO SOCIAL EMENTA: A ação profissional do Serviço Social na atualidade, o espaço sócioocupacional e o reconhecimento dos elementos

Leia mais

Slide 1. Slide 2. Slide 3. Verbo jurídico Metodologia da pesquisa. Conteúdo programático. Bibliografia básica. Prof. Me.

Slide 1. Slide 2. Slide 3. Verbo jurídico Metodologia da pesquisa. Conteúdo programático. Bibliografia básica. Prof. Me. Slide 1 Verbo jurídico Metodologia da pesquisa Prof. Me. Walter Corrêa Slide 2 Conteúdo programático noção de pesquisa científica; estrutura do projeto, escolha do tema, métodos de pesquisa, coleta de

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA SOCIOLÓGICA DE MAX WEBER PARA EDUCAÇÃO. Introdução

CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA SOCIOLÓGICA DE MAX WEBER PARA EDUCAÇÃO. Introdução CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA SOCIOLÓGICA DE MAX WEBER PARA EDUCAÇÃO Guilherme Costa Garcia Tommaselli 1 Luis Paulo Santos Bezerra 2 Introdução Este artigo tem como objetivo realizar uma reflexão sobre a educação

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS PROFISSIONAIS LIBERAIS, REPRESENTANTES COMERCIAIS E EMPRESARIAIS ABRAPRE ABRE BRASIL CNPJ

REGIMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS PROFISSIONAIS LIBERAIS, REPRESENTANTES COMERCIAIS E EMPRESARIAIS ABRAPRE ABRE BRASIL CNPJ REGIMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS PROFISSIONAIS LIBERAIS, REPRESENTANTES COMERCIAIS E EMPRESARIAIS ABRAPRE ABRE BRASIL CNPJ nº 13.649.902/0001-03 DA ASSOCIAÇÃO Artigo 1º - A Associação Brasileira

Leia mais

O conceito de pessoa a partir da

O conceito de pessoa a partir da O conceito de pessoa a partir da fenomenologia husserliana Kalline Carvalho Gonçalves Eler 1 1. INTRODUÇÃO Verifica-se, na atualidade, uma adesão crescente às correntes que dividem a humanidade em dois

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS De acordo com o comando a que cada um dos itens de 51 a 120 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com

Leia mais

S. Tomás de Aquino QUESTÕES SOBRE A EXISTÊNCIA E A INTERLIGAÇÃO DAS VIRTUDES INFUSAS

S. Tomás de Aquino QUESTÕES SOBRE A EXISTÊNCIA E A INTERLIGAÇÃO DAS VIRTUDES INFUSAS QUESTÕES SOBRE A EXISTÊNCIA E A INTERLIGAÇÃO DAS VIRTUDES INFUSAS: Index. S. Tomás de Aquino QUESTÕES SOBRE A EXISTÊNCIA E A INTERLIGAÇÃO DAS VIRTUDES INFUSAS Índice Geral 1. Se existem virtudes teologais.

Leia mais

EXERCÍCIOS - SOCIOLOGIA - POSITIVISMO

EXERCÍCIOS - SOCIOLOGIA - POSITIVISMO 1. A sociologia nasce no séc. XIX após as revoluções burguesas sob o signo do positivismo elaborado por Augusto Comte. As características do pensamento comtiano são: a) a sociedade é regida por leis sociais

Leia mais

Características do conhecimento científico

Características do conhecimento científico Características Racional Objetivo Factual Transcende os fatos Analítico Claro e preciso Comunicável Verificável Depende de investigação metódica Sistemático Acumulativo Falível Geral Explicativo Preditivo

Leia mais

CURSO: SERVIÇO SOCIAL

CURSO: SERVIÇO SOCIAL CURSO: SERVIÇO SOCIAL CONHECIMENTOS BÁSICOS: LINGUA PORTUGUESA 1. De acordo com a gramática da Língua Portuguesa, a Concordância é o processo sintático em que certas palavras se combinam. Tal combinação

Leia mais

SÓCRATES: O MESTRE GREGO E SEU SISTEMA PEDAGÓGICO REFLETINDO NA EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA

SÓCRATES: O MESTRE GREGO E SEU SISTEMA PEDAGÓGICO REFLETINDO NA EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA SÓCRATES: O MESTRE GREGO E SEU SISTEMA PEDAGÓGICO REFLETINDO NA EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA Luiz Fernando Bandeira de Melo lfbmelo@prove.ufu.br Vani Terezinha de Rezende Faculdade Católica de Uberlândia O método

Leia mais