Apresentação Institucional Julho 2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Apresentação Institucional Julho 2013"

Transcrição

1 Apresentação Institucional Julho 2013

2 Sobre a Claritas Fundada em 1999 e com mais de R$ 4,0 1 Bi sob gestão, a Claritas é uma das gestoras pioneiras na indústria de investimentos alternativos no Brasil. Produtos de investimentos sofisticados com foco em resultados consistentes de longo prazo e com processos de investimentos sólidos e transparentes. Equipe com mais de 50 profissionais, sendo 60% diretamente ligados à gestão/análise e relacionamento com clientes. Sobre a parceria entre a Claritas e The Principal Em abril de 2012 o Principal Financial Group Inc. (The Principal ) comprou 60% do capital da Claritas. A Principal é líder global no mercado financeiro, que oferece diversos produtos e serviços financeiros para negócios, pessoas físicas e clientes institucionais. A Principal gerencia ativos para clientes em mais de 60 países, tem mais de 13 mil funcionários, 18.3 milhões de clientes* e US$400 bi* de ativos sobe gestão. PFG é sócia do Banco do Brasil na Brasilprev Seguros e Previdência desde 1999 no Brasil. 1 Data: 31/05/2013 2

3 Sócios e Principais Executivos em Ordem Alfabética Os sócios têm um relacionamento de longo prazo e mais de 20 anos de experiência em instituições renomadas Carlos Ambrosio Citibank Matrix Claritas Cassiano Morelli ABC Brasil Rio Bravo Claudio Algranti Trevisan Citibank Cloc Embalagens Smyrna Rosen berg Claritas Cyrell Aditus a Claritas Claudio Mifano Claritas Damont Carvalho JPM BRAM ABN Fator Claritas Diego Silva PFG Chile Compass Group MIT PPL Corp Principal Financial Group (PFG) Chile Claritas Eduardo Morais Matrix Claritas Emerson Sanchez SLW Volatilidade Investimentos Claritas Ernesto Leme Citibank Salomon Matrix HBS Goldman Sachs UBS Claritas Flávio Castanheira Banco das Nações Thomson Financial Focus George Kerr JPM Nomur a Principal Financial Group Brasil Kipany ABN Claritas Claritas Helder Soares Salomon Matrix Claritas Marcelo Karvelis Citibank Matrix JPM Claritas Mario Issa Crefisul Fator Matrix Boston JPM GP Claritas Paulo Frade Claritas 3

4 Diversificação de Estratégias, Produtos e Base de Clientes AUM por tipo de Produto Base de Clientes Fundos Principal 3% Gestão de Patrimônio 22% Long Only - Alpha 10% Long Only - Value 8% Institucional 26% Structured Funds 16% Long Short 26% PF&PJ 64% FoF 10% Macro/ Renda Fixa 13% Arbitrage/ Low Vol 2% Total de ativos em junho 2013: R$ 3.9 bilhões 4

5 Data-base 28/06/2013 AUM e Principais Eventos APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JULHO Mandatos Balanceados Principal Funds Abr Associação com o Principal Financial Group Balanced Mandatos Mandates Balanceados Structured Fundos Estruturados Funds Open Funds Fundos Abertos Dez Início do fundo Claritas Long Short um dos primeiros fundos long short do Brasil Dez Início do fundo Claritas G4 Fund Class Brazil Long Short Jun Início do 1º fundo para investidores institucionais. Jul Duas novas estratégias na casa: Low Vol e Arbitragem. Jan Início da estratégia Long Only. Jan Início das atividades de ABS. Abr Início das atividades de Private Equity*. Out Início das atividades de Wealth Management *Investimentos florestais estruturados através de FIP - fundos de investimentos em participações Ago Início do fundo Claritas Hedge um dos primeiros hedge funds do Brasil Mai Início da estratégia de ações Valor Jul Início da estratégia de arbitragem global 5

6 Diferenciais Processo de Investimento Fundos geridos pela equipe de gestão, suportados pela equipe gestão de risco e supevisionados pelo CIO Parceria Estratégica Fonte de capital para novos produtos Menor risco de negócio como afiliado a um gestor global de recursos Rede de clientes internacionais da Principal Filosofia de Investimento Foco na geração de retornos superiores ajustados ao risco Funcionários Aumentar a capacidade de atrair e reter talentos Parcela relevante do retorno da companhia é revertida para programas de bonificação. Compromisso dos Sócios Serviços a Clientes Sócios da Claritas totalmente alinhados com o negócio e com os clientes Relacionamento com clientes cultura e filosofia de transparência. Modelo Multi Boutique Autonomia e cultura de investimento Acesso ao know-how de gestão e research internacional Benefícios da Institucionalização do negócio com altos controles de compliance e infra estrutura regulatória / legal 6

7 Estratégias de investimentos Ações Retorno Absoluto Fundos estruturados Fundos Balanceados Ibovespa Ativo Ações Long / Short Florestais Conservador (foco em large caps) Macro Imobiliário Moderado Valor Arbitragem Crédito/ FDIC Agressivo (foco em mid caps) 7

8 Tabela Resumo Fundos de Investimento Claritas ESTRATEGIA FUNDO DATA DE INÍCIO CLASSIFICAÇÃO ANBIMA BENCHMARK APLIC. INICIAL R$ TAXA DE ADM (a.a.) COTA APLIC. COTA RESGATE CAIXA META DE RETORNO LONG & SHORT CLARITAS LONG SHORT FIC FIM 4 set 2002 Long and Short - Direcional CDI 10 mil 2,00% D+1 D+1 / D+31 D+4 / D+34 CDI + 6% a.a. CLARITAS AÇÕES FIA 02 jan 2007 Ações IBOVESPA Ativo Ibovespa 10 mil 2,00% D+1 D+1 / D+8 D+4 / D+11 Ibov + 7% a.a. AÇÕES CLARITAS VALOR FEEDER FIA 17 mar 2010 Ações Livre IPCA + 6% 10 mil 1,50% D+1 D+1 / D+31 D+4 / D+34 CLARITAS VALOR INSTITUCIONAL FIC FIA 02 abr 2012 Ações Livre IBrX Não há Não há D+1 D+1 / D+31 D+4 / D+34 RETORNO ABSOLUTO 25% a.a. EM 3-5 ANOS RETORNO ABSOLUTO 25% a.a. EM 3-5 ANOS CLARITAS INSTITUCIONAL FIM 22 jun 2009 Multimercado Multiestrategia CDI 5 mil 1,00% D+0 D+0 D+1 CDI + 2% a.a. MACRO CLARITAS INFLAÇÃO INSTITUCIONAL FIM 5 out 2011 Multimercado Multiestrategia IMA-B 5 10 mil 1,00% D+0 D+0 D+1 IMA-B 5 + 2% a.a. CLARITAS HEDGE FIC FIM LP 11 mar 2011 Multimercado Macro CDI 5 mil 2,00% D+0 D+3 D+4 CDI % a.a. ARBITRAGEM CLARITAS DELTA FIM 18 out 2007 Multimercado Multiestrategia CDI 1 mil 1,00% D+0 D+1 D+2 CDI + 2% a.a. CLARITAS ABSOLUTE 10 FIC FIM 25 jun 2009 Multimercado Multiestrategia CDI 10 mil 1,50% D+0 D+0 / D+10 D+1 / D+11 CDI + 3% a.a. 8

9 Processo de Investimento de Ações 9

10 Filosofia de Investimento Acreditamos que a combinação de uma profunda análise top down alinhada com uma escolha de ações fundamentalista produza alpha estável e significativo à médio e longo prazo Acreditamos que a análise de cenários macro é mais consistente quando elaborada com a interação de vários times de investimento com diferentes backgrounds Acreditamos que ações de qualidade apresentam: Fundamentos sustentáveis Valuation atrativo Triggers que podem materializar o valor intrínsico Acreditamos qua regras rígidas de construção de portfolio e intenso controle de risco são as chaves na preservação dos resultados Análise Bottom-Up própria Análise Top-Down Controle de Risco 10

11 Equipe de Gestão Helder Rodrigues da Cunha Soares - Formado em administração de empresas pela FGV-SP e economia pela USP, iniciou sua carreira como analista de investimentos no Banco Patrimônio em Em 1994 transferiu-se para o Banco Matrix onde se tornou sócio responsável pelas operações proprietárias de renda variável. Em 2001, deixou o Banco Matrix para ser sócio-diretor da Claritas Investimentos. Eduardo Cysneiros de Morais - CFA, formado em economia pela UFRJ, iniciou sua carreira em 1998 como analista de ações e portfolio manager no Banco Matrix. Transferiu-se para a Claritas em 2002, e se tornou sócio em janeiro de Paulo Nóbrega Frade - Formado em administração de empresas pela FGV SP em Ingressou em abril de 2002 na Claritas, atuando na área de trading de renda variável. Passando, após um período de 3 anos, para análise fundamentalista na própria área de renda variável. Tornou-se sócio em janeiro de Daniel Piacentini Paes de Almeida - CFA, formado em Engenharia Mecânica-Aeronáutica, pelo ITA, em Ingressou em 2002 no Banco Santander como estagiário, atuando na mesa de operações de renda fixa internacional, tendo sido efetivado para o cargo de operador. Ingressou em 2004 na Claritas, como operador e analista de renda variável. Marco Calvi- Começou sua carreira na Financial Investor Relations Brasil (FIRB) e mais tarde no Banco Itaú, até 2007, quando trabalhou na Focus Assessoria em Investimentos como analista de ações. Em 2010, mudou para a Guepardo Investimentos para trabalhar como partner e analista de ações até 2011, quando ingressou no Bradesco BBI como analista de Investment Banking. Transferiu-se para Claritas em 2013 como analista na equipe de renda variável. Felipe de Souza Carvalho - Formado em Economia na UERJ, com Mestrado em Economia na Université Panthéon e cursando MBA em Economy na UPS. Começou sua carreira em 2004, tendo trabalhado em empresas como Banco Prosper, Liquidez DTVM, BNY Mellon, Sip Capitalm e Lerosa Investimentos, sempre na área de controladoria. Ingressou na Claritas em 2012 como controller e atualmente é trader na equipe de ações. Sócio Sênior CIO / Gestor Sócio Analista Sênior Sócio Analista Ações Analista Ações Analista Ações Trader 11

12 Estratégias de Investimento Ações Fundamentalista Universo de Análise Cenário Macro Empresas Cobertas Análise Setorial Análise por Empresa Ações brasileiras e suas subsidiárias e/ou controladoras com operações relevantes no Brasil Benchmark Crescimento PIB Balança de Pagamentos Expectativa câmbio Taxa de Juros Meta de Volatilidade Todas as empresas do índice Ibovespa 50 empresas mid e small caps, revisadas periodicamente Construção do Portfolio Controle de Risco Crescimento potencial Fragmentação Ambiente competitivo Prazos de Resgates Habilidade de gestão Vantagens competitivas Governança corporativa Valuation Horizonte de Investimento Ações Claritas Valor Ações Claritas Ações (Ibovespa Ativo) Ações Claritas Long Short 12

13 Processo de Investimento Ações Brasileiras Empresas Investíveis Análise Top- Down Universo de Cobertura Análise Bottom-Up Perfil de Risco/retorno Portfolio 372 Companhias U$ 1.3 tri M.Cap U$ 3.2bi Adtv 155 Companhias U$ 1.2 tri M.Cap U$ 3.1bi Adtv Comitê de Investimentos 128 Companhias U$ 1.2 tri M.Cap U$ 2.8bi Adtv Fundamentos Valuation Triggers De acordo com o mandato Monitoramento Diário 13

14 Análise Macro O cenário macro é construido com a interação entre todos os times de investimento (Macro, Ações, Volatilidade), economistas e o senior management no comitê de investimentos Time Macro Time Ações Time Arbitragem Economista Senior Management Comitê de Investimento Crescimento do PIB Câmbio Inflação Taxa de Juros Fluxo de Capitais Valuation do mercado Cenário Externo O cenário macro é responsável pela definição do apetite de risco, beta ideal, foco setorial e nível de caixa 14

15 Análise Bottom-Up Realizamos um processo de análise completo e profundo das empresas cobertas que engloba visitas / contato regular com management, competidores, clientes e fornecedores Qualidade do management Alinhamento de Interesses Governança corporativa Crescimento da indústria Fragmentação da indústria Ambiente competitivo Perfil regulatório Fundamentos DCF DDM Múltiplos vs peers ROIC TIR Custo de reposição Soma das partes Valuation Triggers Mudanças nos fundamentos M & A Conhecimento de investidores Cobertura de sell side Revisão das projeções Mudança de liquidez Inclusão em índices relevantes 15

16 Distinção Setorial Atribuímos pesos diferente para as partes qualitativas e quantitativas de acordo com o setor da empresa Peso na Análise Valuation Fundamentos Triggers Elétricas Telecom Cíclicas Construtoras Consumo Financeiras

17 Ativismo Amigável Buscamos através de uma estratégia de ativismo amigável agregar ou destravar valor para os acionistas Foco de contribuição em comunicação com o mercado, planejamento financeiro, controles e estratégia Evitamos situações de conflito ou interferir em demasia na gestão da empresa O ativismo não interfere na disciplina de desinvestimento Empresa Medial Cremer OHL Taesa Tereos JHSF Direcional Conselho Fiscal Fiscal Fiscal Fiscal Fiscal Administração Administração Período Contribuições Estruturamos o CF Estratégia e contribuição na análise de viabilidade dos planos vendidos Em conjunto com outros fundos ativistas implementamos uma readequação da estrutura de capital Estruturamos o CF Planejamento financeiro Comunicação com o mercado na implementação do IFRS Controles Criamos o CF Aumento na cobertura do sell side Melhorias na comunicação Controles Melhoria na comunicação com o mercado com a melhor disseminação da estratégia de renda recorrente Comunicação com o mercado Aprimoramento dos controles 17

18 Processo de Monitoramento Portfolio Beta Distribuição de capital Alocação setorial Viés cíclico Perfil de liquidez Posições Individuais Performance absoluta Em relação ao índice Em relação aos concorrentes 18

19 Gestão de Risco & Compliance Universo de cobertura Líquidez Mínima (ADTV > R$ 1 M) Foco em Proteção de Capital Evitar assimetrias de risco/retorno desfavoráveis (companhias altamente alavancadas, negócios de capital intensivo e margens baixas) Diversificação Limites para posições individuais e setores (determinado por mandato) Liquidez Mínimo de Liquidez para o portfolio consolidado (determinado por mandato) 19

20 Gestão de Risco & Compliance Gestão de Risco Time de Gestão de Risco independente respondendo diretamente ao Comitê de Gestão de Risco. Time de Risco é o responsável pelo monitoramento e imposição de: Parâmetros de diversificação do Portfólio e limites de risco Limites de Liquidez Limites de Crédito e Emissor Limites da contra-parte Risco de Mercado: sistema proprietário simula o comportamento do portfolio em diferentes cenários. Relatório é enviado diariamente para o gestor e os membros do comitê. Compliance Membros do comitê se reunem a cada duas semanas. Todos os profissionais são certificado pela Ancor e/ou ANBIMA. Rotação das atividades do time de middle office a fim de garantir que todos entendem todas as suas funções Sistemas automáticos monitoram todos os parâmetros legais e políticas de investimento do fundo diariamente Escritório de back-office localizado 20 km do escritório principal: Back-up diário em dois servidores localizados em São Paulo e Santana do Parnaíba respectivamente Testes de segurança aplicados periodicamente no systema 20

21 Estratégia long only 21

22 Portfolio Claritas Valor Tamanho das posições depende do: Perfil de risco/retorno Menos restrição em termos de liquidez Foco em posições de longo prazo Disciplina na saída de posições Perfil Retorno Esperado Setor Ação Individual Beta do Portfolio Tracking Error Esperado Número de Companhias 20-25% p.a. (4yr) ± 15% ± 15% < 15% Construção Agribusiness Finanças - Bancos Mineração Outros Serviços Financeiros Elétricas - GT Real Estate & Malls Saneamento Papel e Celulose Outros Healthcare Varejo Concessões Públicas Petróleo e Gás Siderurgia & Metalurgia Elétricas - Disco/Integradas Telecom Alimentos Consumo Bebidas & Fumo Cartões Química / Petroquímica Transporte & Logística Aerospace APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JULHO 2013 Alocação Setorial Ibovespa Claritas Valor 0% 5% 10% 15% 20% 22

23 CLARITAS VALOR PERFORMANCE Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano Desde o início* Fundo % 0.77% -2.62% 0.79% 11.24% 0.55% 4.17% 5.05% 0.72% 4.18% 27.66% 27.66% Ibovespa % -4.04% -6.64% -3.35% 10.80% -3.51% 6.58% 1.79% -4.20% 2.36% -0.60% -0.60% Fundo -3.75% 0.51% 5.14% 0.72% 0.37% -0.44% -3.77% -3.80% -3.42% 4.12% 0.41% 3.48% -0.99% 26.40% Ibovespa -3.94% 1.22% 1.79% -3.58% -2.29% -3.43% -5.74% -3.96% -7.38% 11.49% -2.51% -0.21% % % Fundo 4.80% 6.37% 2.54% -0.41% -6.99% -3.34% 1.34% 3.22% 0.78% -0.22% 1.34% 5.26% 14.83% 45.14% Ibovespa 11.13% 4.34% -1.98% -4.17% % -0.25% 3.21% 1.72% 3.70% -3.56% 0.71% 6.05% 7.40% % Fundo 0.79% -0.45% -1.81% -0.15% 2.43% -9.18% -8.49% 32.81% Ibovespa -1.95% -3.91% -1.87% -0.78% -4.30% % % % Estatísticas Var% Ibovespa Últimos 12 m 0.68% % Meses positivos 26 Últimos 24 m 3.44% % Meses negativos 14 Últimos 36 m 29.89% % Meses acima do Ibovespa 31 Acumulado 32.81% % Meses abaixo do Ibovespa 9 Maior retorno mensal 11.24% Retorno médio mensal 0.78% Menor retorno mensal -9.18% Vol. diária anualizada (12 meses) 13.01% Vol. diária anualizada Ibovespa (12 meses) 20.44% PL Médio 12 Meses: R$ 16.2 milhões PL Total da Estratégia: R$ milhões Data: 28/06/13 23

24 Resumo da Performance - Claritas Valor Feeder 3 Meses* 1 ano 3 Anos Desde Início Claritas Valor FIA -7.11% 0.68% 29.89% 32.81% Ibovespa % % % % Alpha 8.67% 12.53% 56.68% 64.74% 60% 50% 40% 30% 20% 10% 0% -10% -20% -30% -40% Claritas Valor Feeder FIA Ibovespa * Data: 28/06/

25 Estratégia long short 25

26 Construção de Portfolio Claritas Long Short Tamanho das posições depende: Cenário macro top down Perfil de risco/retorno esperados Disponibilidade de um hedge effetivo para cada posição Disciplina na saída de posições Profile Retorno esperado Setores Ação individual Cenário de stress Número de empresas 6-8% p.a. ± 10% + 10% / -8% < 12%

27 Construção de Portfolio Claritas Long Short Horizonte de tempo Portfolio Curto prazo Médio prazo Longo prazo Alocação do PL do fundo 10 20% 60 80% 10 15% Tempo de maturação da posição Capitalização das empresas 1 semana 1 mês 6 meses +1 ano Large caps Large ou middle caps Middle ou small caps Tipo de trade Trades táticos: Resultados trimestrais Rebalanceamento de índices IPOs Discrepância entre nosso valuation e o preço de mercado Approach orientado para o valor ativista. Empresas extremamente desvalorizadas, que podem não ter triggers 27

28 Gerenciamento de Risco Claritas Long Short Novos limites de risco Máximo de 15% em ações com menos de R$ 5 mm de liquidez diária Stop Loss definido para todas as posições e estratégias do portfolio 12% de budget de risco para o fundo. Livros competem pela capacidade de budget de risco Controle de risco Exposição Bruta Exposição Líquida Única Posição Comprada Única Posição Vendida Livro de Baixa Liquidez Risco Alocado Liquidez Geral do Portfolio * Limites para montagem inicial das posições. Em caso de aumento passivo, o limite pode chegar a 15% PL comprado / 10% PL vendido 28 Limite 200% -20% / +40% 10% 8% Exposição Líquida por Setor 10% < 15% NAV < 12% Min. 80% Liquidity in 10 Days Típico 120% to 160% +10% / +20% 2% to 7% 1% to 5% Risco Alocado Pair Trade 3.16% Ação Long vs. Índice 2.15% Ação Short vs. Índice 1.28% Ação Direcional Bx Liq. 1.37% Ação Direcional Div. 0.14% Exposição Direcional 0.86% Cash Enhancement 0.20% Total 9.15% Data: 30/04/2013

29 Gerenciamento de Risco Claritas Long Short Estratégias e Risco Alocado Pair Trades Pares intra e inter setoriais 4% a 20% risco por operação Ação Compradas X Índice Ação Vendidas X Índice Ação de Baixa Liquidez (sem hedge) Ações com alto dividendo Cash Enhancement Exposição Direcional Posições long com hedge no Índice Posições short com hedge no Índice Ativos com liquidez diária abaixo de R$ 5 milhões Ações que devido a suas características optamos por não fazer hedge - Ex. Ações com fluxos estáveis e previsíves de dividendos Operações com hedge perfeito que agregam pouco risco e boa rentabilidade. Ex. OPA s após o pagamento do controlador e Cash & Carry Exposição em ações de alta liquidez ou Índice Bovespa 15% risco por operação 15% risco por operação 25% risco por operação 15% risco por operação 2% a 4% risco por operação 25% risco por operação 29

30 CLARITAS LONG SHORT 30 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JULHO 2013 PERFORMANCE Rentabilidades mensais (Líquidas de Taxa de Administração e Performance e Brutas de IR) Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano %CDI % 2.16% 2.60% 2.27% 8.25% 133% % -0.74% 2.21% 5.09% -0.71% 2.89% 2.20% 3.69% 2.32% 2.94% 1.58% 2.86% 30.82% 132% % 0.10% 0.36% 0.54% 0.56% 1.51% 4.19% 3.36% 3.44% 2.04% 2.66% 3.01% 27.55% 170% % 3.70% 0.58% 1.77% 3.43% 2.56% 1.12% 2.61% 2.98% 2.04% 2.02% 2.76% 30.39% 160% % 0.14% 2.15% 2.32% -1.71% 1.94% 1.28% -0.34% 1.41% 1.49% 2.15% 1.81% 16.57% 110% % -0.60% 1.37% 0.50% 2.17% 1.23% 3.58% 0.26% -1.42% 1.24% -1.90% 0.83% 8.96% 76% % 2.33% -2.94% -0.20% 5.11% 1.18% -3.10% -2.00% -4.27% -3.33% 0.60% 3.39% -4.57% % -0.42% -0.56% 5.28% 3.16% 7.40% 3.62% 2.76% 1.30% 1.76% 1.81% 2.50% 32.92% 333% % 1.06% 1.30% 0.41% 1.42% 1.36% 1.67% 1.62% 1.08% 1.70% 1.24% 1.67% 16.93% 174% % 0.46% 1.44% 0.92% 1.20% 1.02% 0.78% 0.68% 0.73% -0.60% 0.96% 1.32% 9.69% 84% % 2.03% 1.99% 1.54% 0.45% 0.04% 1.18% 0.78% -0.05% 1.19% 0.93% 0.78% 12.11% 144% % 0.93% 0.59% 1.26% 1.21% -0.48% 4.91% 143% Var% %CDI Estatísticas Últimos 12 m 9.92% 136% Retorno médio mensal 1.36% Meses positivos 111 Últimos 24 m 22.85% 122% Vol. diária anualizada (12m) 2.38% Meses negativos 19 Últimos 36 m 41.49% 130% Índice de Sharpe (12m) 1.10 Meses acima do CDI 88 Acumulado % 160% Meses abaixo do CDI 41 PL Médio 12 Meses: R$ milhões PL Total da Estratégia: R$ milhões Data: 28/06/13 Maior retorno mensal 7.40% Menor retorno mensal -4.27%

31 Resumo da Performance - Claritas Long Short 3 Meses* 1 ano 3 Anos Desde Início Claritas Long Short 1.99% 9.92% 41.49% % CDI 1.79% 7.30% 31.84% % % CDI % % % % 500% 450% 400% 350% 300% 250% 200% 150% 100% 50% 0% Claritas Long Short CDI * Data: 28/06/

32 Performance Anual- Claritas Long Short Claritas Long Short CDI Retorno Excedente 2002* 8.25% 6.20% 2.05% % 23.35% 7.47% % 16.20% 11.34% % 18.99% 11.40% % 15.07% 1.51% % 11.80% -2.83% % 12.42% % % 9.90% 23.02% % 9.74% 7.18% % 11.59% -1.91% % 8.41% 3.69% % 3.43% 1.48% * Início do fundo em 04/11/2002 * Data: 30/04/

33 CLARITAS LONG SHORT EXPOSIÇÃO SETORIAL Data: 28/06/13 33 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JULHO 2013 Setor Long Ações Short Ações Short Índice Exposição Líquida Construção 5.46% 0.00% -1.78% 3.68% Elétricas - GT 7.35% -3.74% -0.49% 3.12% Agribusiness 3.33% 0.00% -0.24% 3.09% Outros Serviços Financeiros 3.65% 0.00% -0.80% 2.86% Outros 1.67% 0.00% 0.00% 1.67% Saneamento 1.30% 0.00% -0.12% 1.18% Papel e Celulose 1.59% 0.00% -0.61% 0.98% Healthcare 1.18% -0.17% -0.18% 0.83% Petróleo e Gás 6.95% -3.67% -2.65% 0.64% Real Estate & Malls 1.51% -0.82% -0.45% 0.25% Telecom 0.76% 0.00% -0.84% -0.08% Concessões Públicas 1.33% -1.01% -0.52% -0.20% Aerospace 0.00% 0.00% -0.20% -0.20% Transporte & Logística 0.00% 0.00% -0.34% -0.34% Mineração 9.56% -7.24% -2.67% -0.35% Química / Petroquímica 0.00% 0.00% -0.35% -0.35% Cartões 0.00% 0.00% -0.43% -0.43% Consumo 0.00% 0.00% -0.67% -0.67% Bebidas & Fumo 0.98% -1.15% -0.57% -0.74% Alimentos 0.00% 0.00% -0.74% -0.74% Siderurgia & Metalurgia 5.33% -4.77% -1.36% -0.79% Varejo 1.21% -1.40% -0.81% -0.99% Elétricas - Disco/Integradas 0.00% -0.47% -0.92% -1.38% Finanças - Bancos 9.60% -8.25% -3.38% -2.02% Construção 5.46% 0.00% -1.78% 3.68% Total 62.80% % % 9.02% Adicionalmente temos a seguinte posição no livro de "Cash Enhancement": BOVA % Biosev + Put 1.48%

34 Processo de Investimento Macro 34

35 Time de Investimentos Macro Damont Carvalho Formado em Administração de Empresas pela Universidade Mackenzie com MBA em Finanças pelo IBMEC. Inciou sua carreira no Chase Manhattan Asset Management/JP Morgan Asset Management, onde trabalhou em diversas posições relacionadas a Renda Fixa e hedge funds de 1996 a Em 2004 foi o Superintendente responsável pela área de Multimercados do ABN AMRO Asset Management, permanecendo até agosto de 2005, quando foi convidado a ser o responsável pela área de Renda Fixa e Derivativos da Fator Administração de Recursos (FAR). Neste último atuou como Diretor de Renda Fixa e Derivativos e, em seus últimos meses antes de se desligar do Conglomerado Fator, como o Diretor Geral da FAR. Em Outubro de 2012 se desligou para ser o sócio da Claritas Investimentos responsável pela gestão dos Fundos Macro. Partner Portfolio Manager André Teruo Imamura Formado em Engenharia Metelúrgica na USP, com Mestrado em Economia. Iniciou sua carreira no JPMorgan em 2000 onde trabalhou até 2003 quando mudou-se para o J Safra. Em 2007 foi para o Fator Administração de Recursos e em 2013, ingressou na Claritas na equipe Macro como gestor do livro de ações. Pedro Henrique Chaves Barbosa Formado em Economia USP. Iniciou sua carreira no Banco Barclay s em 2008 como estagiário do Middle Office na área de derivativos, até 2010 quando foi para o Banco Itaú BBA também como estagiário, da área de Renda Fiza. Em 2011 começou a trabalhar no Crédit Agricole Brasil S.A. DTVM como gestor de investimento, até 2012 quando foi para o Banco Votorantim como trader. Ingressou na Claritas em Gestor de Ações FI Trader Marcela Rocha Formada em Economia no Mackenzie/SP. Iniciou sua carreira como economista no Fator Administração de Recursos. Ingressou na Claritas em Economist 35

36 Filosofia de Investimentos Acreditamos que a análise do cenário macro combinada com a análise fundamentalista de ações é capaz de produzir resultados consistentes de médio e longo prazos. Análise Top-Down Acreditamos que a análise de cenários macro é mais consistente quando formulada através da interação de vários times de investimento com diferentes backgrounds. Acreditamos que um profundo controle do risco é fundamental para a preservação dos retornos de longo prazo. Análise Bottom-Up própria Controle de Risco 36

37 Pontos principais Processo Macro Acreditamos que a gestão ativa baseada em uma análise macroeconômica top-down articulada em temas de investimentos claramente definidos e implementáveis podem gerar retornos superiores Acreditamos que a definição de temas de investimentos e uma análise detalhada de como expressar estas visões nas posições do portfolio são chave para geração consistente de alpha Cenário Macro Temas de Investimento Acreditamos que as posições nos portfolios devem ser compatíveis com o nível de convicção e o respectivo risco/ retorno Acreditamos que regras estritas de construção do portfolio e controles de risco são essenciais para preservar a geração de alpha Nível de convicção & Simetrias de risco Modelos de preservação de Alpha 37

38 Cenário Macro O cenário macro é construído através da interação de todas as equipes de investimento (Macro, Ações e Derivativos), economistas e gestores seniores no Comitê de Investimento Equipe Macro Equipe Ações Equipe Arbitragem Economista Gestores Sêniores Comitê de Investimento Crescimento PIB Câmbio Taxa Inflação Taxa de Juros Fluxo dos Portfolios Avaliação dos Ativos Cenário Global Processo de Investimento de Ações Define o nível de apetite de risco, target de beta, foco setorial e nível de caixa Processo de Investimento Macro Define os temas de investimentos e o nível geral de apetite de risco 38

39 Estratégias de Investimento Macro Avaliação Macro (Top Down) Avaliação top down do cenário com base nos fundamentos macroeconômicos, cenário político e fluxos revisados semanalmente em comitê. Análise do Portfolio Tomada de Decisão Gerenciamento de Risco Consistência: Avaliação profunda do cenário macro. Assimetria: Otimizar a relação risco retorno Revisão diária: Constante reavaliação de convicções e tamanho de posição Convicção: Nível de convicção determina o o tamanho das posições. Diversificação: Busca por um portifolio mais eficiente Construção do Portfolio Acompanhamento: Monitoramento sistemático das posições e stop loss. Limites de risco: Posições individuais competem por limites de risco: Portifolio: Nova posição implica em revisão da carteira como um todo Claritas Hedge Multimercado Claritas Institucional Instrução 3792 Claritas Inflação IMA-B 5 39

40 FUNDO CLARITAS HEDGE PERFORMANCE Data: 28/06/13 *Início do Fundo: 11/03/03 40 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JULHO 2013 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano Desde o início Fundo % 6.88% 4.89% 1.21% -1.42% 5.88% 2.92% 2.39% 0.75% -0.02% 28.52% 28.52% % CDI % 369% 250% 66% - 332% 174% 146% 56% - 157% 157% Fundo -2.11% 0.83% 0.21% 1.15% 1.53% 1.00% 1.38% 0.67% 0.78% 0.95% 3.45% 2.43% 12.89% 45.09% % CDI - 77% 15% 98% 125% 82% 108% 52% 63% 79% 276% 164% 80% 121% Fundo -0.13% 5.74% 1.03% 4.49% 4.30% 0.95% 0.44% -0.78% 5.37% 1.14% 2.51% 0.65% 28.61% 86.59% % CDI - 474% 68% 318% 287% 60% 29% - 358% 81% 182% 44% 151% 137% Fundo 6.23% 3.55% -0.85% 0.57% -8.11% 6.20% 3.57% 3.01% 1.03% 2.55% 1.22% 2.33% 22.54% % % CDI 436% 311% - 53% - 525% 305% 241% 98% 234% 120% 238% 150% 146% Fundo -0.02% 1.32% 1.97% 3.03% 3.06% 0.27% 2.11% -0.61% -2.04% -1.01% -1.76% 1.65% 8.09% % % CDI - 152% 188% 322% 300% 30% 218% % 68% 134% Fundo 5.11% 3.41% 1.43% 0.35% -0.30% 0.81% -0.42% -1.75% 0.57% -1.10% 0.18% -0.33% 8.04% % % CDI 554% 429% 170% 39% - 86% % - 18% - 65% 123% Fundo 2.26% 2.79% 1.63% -2.24% 0.06% 1.02% 1.22% 2.98% 4.04% 2.23% 0.93% 0.57% 18.79% % % CDI 216% 328% 168% - 8% 135% 155% 432% 584% 323% 140% 78% 190% 136% Fundo 0.71% -0.40% 0.96% 0.29% -2.68% -0.23% 0.11% 0.51% 1.15% 0.65% -0.37% 1.55% 2.19% % % CDI 107% - 127% 44% % 58% 136% 80% - 167% 22% 121% Fundo -0.10% 0.78% 2.85% 1.66% 0.47% 0.50% -0.32% 1.24% % 0.47% 1.16% 0.49% 9.14% % % CDI - 92% 311% 198% 48% 53% - 116% - 54% 135% 54% 79% 116% Fundo 2.52% 1.77% 2.98% 2.30% 0.95% 0.30% 0.24% 0.54% 1.09% 1.43% 0.95% 1.32% 17.63% % % CDI 284% 239% 368% 327% 130% 47% 36% 78% 202% 236% 174% 246% 210% 129% Fundo 0.28% 0.21% 0.10% 0.39% 0.42% 1.46% 2.88% % % CDI 48% 43% 18% 64% 72% 246% 84% 128%

41 FUNDO CLARITAS HEDGE ATRIBUIÇÃO DE PERFORMANCE Claritas Hedge FIC FIM LP 4,00% 3,50% 3,33% 3,00% 2,88% 2,50% Mês Ano 2,00% 1,50% 1,00% 0,50% 1,02% 0,33% 0,10% 0,83% 0,17% 0,17% 0,59% 1,46% 0,00% -0,50% -1,00% -1,50% -0,20% -0,59% -0,22% -1,18% Juros Moedas Equities Treasury Caixa Custos Total Data: 28/06/13 41

42 Resumo da Performance - Claritas Hedge FIC FIM LP 3 Meses* 1 ano 3 Anos Desde Início Claritas Hedge FIC FIM LP 2.28% 8.48% 37.49% % CDI 1.79% 7.30% 31.84% % % CDI % % % % 350% 300% 250% 200% 150% 100% 50% 0% -50% Claritas Hedge CDI * Data: 28/06/

43 FUNDO CLARITAS INSTITUCIONAL PERFORMANCE APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JULHO 2013 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul* Ago Set Out Nov Dez Ano Desde o início Fundo % 0.28% 1.08% 1.84% 2.01% 0.98% 9.55% 9.55% % CDI % 41% 157% 267% 305% 136% 211% 211% Fundo 0.99% 0.60% 0.92% 1.03% 0.80% 1.17% 1.21% 1.09% 1.13% 1.01% 0.67% 0.71% 11.92% 22.61% % CDI 150% 101% 122% 156% 106% 148% 141% 123% 134% 125% 83% 76% 122% 154% Fundo 0.76% 0.95% 1.25% 0.94% 1.01% 0.90% 0.76% 1.16% 0.94% 0.68% 1.06% 0.72% 11.71% 36.97% % CDI 88% 112% 136% 112% 103% 95% 78% 108% 100% 77% 123% 79% 101% 132% Fundo 1.60% 1.31% 1.69% 1.33% 0.65% 0.62% 0.29% 0.56% 0.69% 0.93% 0.55% 0.66% 11.43% 52.63% % CDI 180% 176% 208% 190% 88% 97% 43% 82% 129% 153% 100% 123% 136% 136% Fundo 0.27% 0.32% 0.53% 0.48% 0.49% 1.19% 3.32% 57.69% % CDI 46% 65% 98% 79% 84% 201% 97% 132% ATRIBUIÇÃO DE PERFORMANCE 1,25% 0,75% 0,87% 1,19% 0,25% -0,25% 0,24% 0,09% 0,00% 0,09% -0,03% -0,10% Arbitragem Alpha Renda Variável Juros FX Caixa Custos TOTAL Data: 28/06/13 *Início do Fundo: 22/06/09 43

44 Resumo da Performance - Claritas Institucional FIM 3 Meses* 1 ano 3 Anos Desde Início Claritas Institucional FIC FIM 2.17% 7.18% 36.77% 57.69% CDI 1.79% 7.30% 31.84% 43.55% % CDI % 98.32% % % 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% 0% * Data: 28/06/ Claritas Institucional FIM CDI

45 Arbitragem Direcional Bolsa Juros FX Caixa (IMA-B 5) Custos TOTAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JULHO 2013 FUNDO CLARITAS INFLAÇÃO INSTITUCIONAL PERFORMANCE Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out* Nov Dez Ano Desde o início Fundo -0.11% 3.52% -0.06% 3.34% 3.34% %IMAB-5-249% - 187% 187% Fundo 1.92% 1.71% 1.16% 1.97% 0.81% 0.74% 1.35% 0.78% 1.58% 2.03% 0.83% 1.42% 17.56% 21.49% %IMAB-5 104% 117% 103% 115% 115% 94% 81% 123% 95% 112% 82% 102% 103% 113% Fundo -0.09% -0.59% 0.53% 0.83% -1.13% 0.11% -0.35% 21.06% %IMAB % 90% % ATRIBUIÇÃO DE PERFORMANCE 0,55% 0,35% 0,15% -0,05% -0,25% -0,45% -0,65% -0,46% -0,03% 0,49% 0,08% 0,11% -0,08% 0,11% Data: 28/06/13 *Início do Fundo: 05/10/11 45

46 Resumo da Performance - Claritas Institucional Inflação FIM APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JULHO Meses* 1 ano Desde Início Claritas Inflação Institucional FIM -0.20% 8.06% 21.06% IMA-B5-0.91% 8.17% 18.45% % IMA-B % 98.65% % 24% 20% 16% 12% 8% 4% 0% * Data: 28/06/ Claritas Inflação Institucional FIM IMAB-5

47 Processo de Arbitragem 47

48 Arbitrage Investment Team Emerson Sanchez Formado em Economia pela Universidade Mackenzie com MBA em Finanças pelo Ibmec SP. Começou sua carreira no mercado financeiro na SLW Corretora em Em 2001 montou a Volatilidade Investimentos e criou o fundo SLW Volatilidade FIM. Ingressou na Claritas em 2009 e atualmente é o gestor responsável pelos fundos pela estratégia de Arbitragem. Partner Portfolio Manager Michel de Oliveira Vasconcelos Formado em Matemática Aplicada USP. Começou sua carreira no Itaú-Unibanco em 2011 na área de Credit Scoring. Ingressou na Claritas em 2012 Trader Tales Casalta Estudando Economia na USP começou sua carreira em 2011 no Banco Itaú como estagiário de tesouraria de risco operacional. Em 2012, trabalhou no Msafra & Co como estagiário na equipe de ações. Ingressou na Claritas em Junior Trader 48

49 Processo de Decisão de Arbitragem CLARITAS ABSOLUTE 18 FIC FIM* - Análise da Liquidez - Simulação da estratégia em diferentes cenários Análise do Portfolio Controle de Risco/Stress Tomada de Decisão Retorno esperado e assimetria do risco de cada posição do portfolio Posições individuais competem por limites de risco: cada nova posição gera revisão do portfolio como um todo Limite de Risco e nível de convicção determinam a quantidade e tamanho das posições A análise de Arbitragem e posições direcionais no mercado de Ações Ex: OPAs, Risk Arb, Long & Short Construção do Portfolio Portfolio Eficiente 49

50 FUNDO CLARITAS DELTA PERFORMANCE Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano Desde o início Fundo % 1.09% 1.01% 2.67% 2.67% % CDI % 130% 120% 128% 128% Fundo 1.22% 0.88% -0.61% 0.69% 1.09% 0.96% 1.01% 1.23% 0.63% 0.53% 1.07% 1.52% 10.70% 13.66% % CDI 132% 110% -72% 77% 125% 101% 95% 121% 58% 45% 108% 137% 87% 93% Fundo 1.24% 0.96% 1.13% 0.80% 0.71% 0.94% 0.77% 0.37% 0.54% 0.74% 0.83% 0.96% 10.46% 25.55% % CDI 118% 113% 116% 96% 92% 124% 97% 54% 78% 107% 126% 133% 106% 98% Fundo 0.78% 0.62% 0.77% 0.73% 0.98% 1.08% 0.93% 0.93% 1.18% 0.72% 0.69% 1.07% 10.99% 39.35% % CDI 119% 104% 102% 111% 130% 137% 108% 105% 140% 90% 86% 115% 113% 103% Fundo 0.81% 0.76% 1.08% 1.17% 0.91% 1.02% 0.46% 0.66% 1.11% 0.97% 0.90% 1.00% 11.40% 55.23% % CDI 94% 91% 118% 139% 92% 107% 48% 61% 118% 110% 104% 110% 98% 102% Fundo 1.32% 1.29% 1.74% 1.20% 0.61% 0.28% 0.84% 0.47% 0.48% 0.32% 0.63% 0.38% 9.97% 70.71% %CDI 148% 174% 215% 171% 83% 44% 123% 68% 89% 53% 116% 70% 119% 105% Fundo 0.76% 0.40% 0.27% 0.29% 0.84% 0.42% 3.03% 75.88% %CDI 130% 84% 50% 49% 145% 71% 88% % PL médio 12 meses: R$ 26.2 milhões Data: 28/06/13 50

51 Resumo da Performance - Claritas Delta FIM 3 Meses* 1 ano 3 Anos Desde Início Claritas Delta FIM 1.57% 6.04% 33.68% 75.88% CDI 1.79% 7.30% 31.84% 72.09% % CDI 87.68% 82.72% % % 80% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% 0% Claritas Delta CDI * Data: 28/06/

52 Edição 241 September 2012 Ano 10 No. 65 September/ 2012 Ano 10 Nº 62 June/2012 Ano 10 Nº 60 Abril 2012 Ano 11 No. 69 Junho / 2013 Edição 247 Abril / 2013 Ano 10 No. 68 December/ 2012 Edição 790 November 2012 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JULHO 2013 Premiações Recentes Claritas Absolute 18 4 estrelas Claritas Absolute 4 estrelas Claritas Delta 4 estrelas Claritas Institucional 4 estrelas Claritas Institucional Excelente Claritas Hedge Excelente Claritas Institucional 5 estrelas Claritas Absolute 18 4 estrelas Claritas Absolute 4 estrelas Claritas Delta 4 estrelas Claritas Long Short 4 estrelas Claritas Hedge Primeiro lugar (O melhor fundo macro) Claritas Institucional Excelente Claritas Absolute Excelente Claritas Absolute 18 Excelente Claritas Institucional 5 estrelas Claritas Delta 4 estrelas Claritas Absolute 4 estrelas Claritas Ações 4 estrelas Claritas Long Short 4 estrelas Claritas Ações 4 estrelas Claritas Delta 4 estrelas Claritas Ações 4 estrelas Claritas Delta 4 estrelas 52

53 Av. Pres. Juscelino Kubitschek, andar São Paulo - São Paulo Brazil t f

BNY Mellon ARX Extra FIM. Julho, 2013

BNY Mellon ARX Extra FIM. Julho, 2013 BNY Mellon ARX Extra FIM Julho, 2013 Índice I. Filosofia de Investimento II. Modelo de Tomada de Decisão III. Processo de Investimento IV. Características do Fundo 2 I. Filosofia de Investimento Filosofia

Leia mais

EXCLUSIVO E CONFIDENCIAL

EXCLUSIVO E CONFIDENCIAL EXCLUSIVO E CONFIDENCIAL Por que GTI? Alinhamento Partnership Modelo de negócio participativo, meritocrático e com total alinhamento de interesse entre sócios e investidores Equipe experiente oriunda de

Leia mais

Relatório Mensal Dezembro de 2015

Relatório Mensal Dezembro de 2015 Relatório Mensal Relatório Mensal Carta do Gestor O Ibovespa teve um desfecho melancólico no ultimo mês de 2015, fechando com queda de 3,92% e acumulando uma retração de 13,31% no ano. O cenário econômico

Leia mais

APRESENTAÇÃO XP UNIQUE QUANT

APRESENTAÇÃO XP UNIQUE QUANT APRESENTAÇÃO XP UNIQUE QUANT SUMÁRIO 1. Histórico XP 2. Apresentação XPG 3. Organograma XPG 4. Equipe de Gestão Quant 5. XP Unique Quant. Metodologia de Análise. Conceitos Quantitativos. Estratégia. Exemplos

Leia mais

Constância NP. Em busca de valor AGOSTO 2015

Constância NP. Em busca de valor AGOSTO 2015 Constância NP Em busca de valor AGOSTO 2015 DISCLAIMER A CONSTÂNCIA NP não comercializa nem distribui cotas de fundos de investimentos ou qualquer outro ativo financeiro. As informações contidas neste

Leia mais

Investimentos para Investidores Institucionais Fernando Lovisotto

Investimentos para Investidores Institucionais Fernando Lovisotto Investimentos para Investidores Institucionais Fernando Lovisotto Importante: Este documento não constitui uma opinião ou recomendação, legal ou de qualquer outra natureza, por parte da Vinci Partners,

Leia mais

Constância NP. Em busca de valor JULHO 2015

Constância NP. Em busca de valor JULHO 2015 Constância NP Em busca de valor JULHO 2015 DISCLAIMER A CONSTÂNCIA NP não comercializa nem distribui cotas de fundos de investimentos ou qualquer outro ativo financeiro. As informações contidas neste material

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. Julho 2010 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. Julho 2010 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Edge Investimentos Ltda. Av. Ayrton Senna 3000 Bloco 2 324 Rio de Janeiro RJ Tel: +55 (21) 2421-4262 www.edgeinvestimentos.com.br Administrador/ Distribuidor:

Leia mais

Perfin Institucional FIC FIA

Perfin Institucional FIC FIA Perfin Institucional FIC FIA Relatório Mensal- Junho 2013 O fundo Perfin Institucional FIC FIA utiliza-se de análise fundamentalista para compor o seu portfólio, baseado no diferencial existente entre

Leia mais

SULAMERICA INVESTIMENTOS Apresentação Institucional

SULAMERICA INVESTIMENTOS Apresentação Institucional SULAMERICA INVESTIMENTOS Apresentação Institucional 3 A SULAMERICA VOCÊ JÁ CONHECE 116 anos no mercado 4.947 funcionários 6,7 milhões de clientes 54 filiais 35 C.A.S.A.s Maior grupo segurador independente

Leia mais

BRASIL PLURAL PREV FIC FIM

BRASIL PLURAL PREV FIC FIM BRASIL PLURAL PREV FIC FIM Agosto / 2013 Todos os direitos reservados para Icatu Seguros S/A - 2013. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, arquivada ou transmitida de nenhuma forma ou por

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Visão Geral Administradora de Recursos Independente Fundada em 2001 por Luiz Carlos Mendonça de Barros. Diretor do BACEN, presidente do BNDES, Ministro das Telecomunicações e

Leia mais

Relatório Mensal - Fevereiro de 2015

Relatório Mensal - Fevereiro de 2015 Relatório Mensal - Relatório Mensal Carta do Gestor O Ibovespa encerrou o mês de fevereiro com alta de 9,97%, recuperando as perdas do início do ano. Mesmo com o cenário macroeconômico bastante nebuloso

Leia mais

Perfin Long Short 15 FIC FIM

Perfin Long Short 15 FIC FIM Perfin Long Short 15 FIC FIM Relatório Mensal- Junho 2013 O Perfin LongShort 15 FICFIM tem como objetivo gerarretorno superior ao CDIno médio prazo. O fundo utiliza-se de análise fundamentalista eaestratégia

Leia mais

SULAMERICA INVESTIMENTOS Apresentação Institucional

SULAMERICA INVESTIMENTOS Apresentação Institucional SULAMERICA INVESTIMENTOS Apresentação Institucional AGENDA 3 SUL AMÉRICA INVESTIMENTOS Processos de investimento Produtos Informativos e boletins 4 A SULAMERICA VOCÊ JÁ CONHECE 116 anos no mercado 4.947

Leia mais

DESAFIOS PARA OS FUNDOS DE PENSÃO

DESAFIOS PARA OS FUNDOS DE PENSÃO DESAFIOS PARA OS FUNDOS DE PENSÃO Marcelo Rabbat e Tais Campos Importante: Este documento não constitui uma opinião ou recomendação, legal ou de qualquer outra natureza, por parte da Vinci Partners, e

Leia mais

Relatório Mensal - Novembro de 2013

Relatório Mensal - Novembro de 2013 Relatório Mensal - Relatório Mensal Carta do Gestor Depois de quatro meses consecutivos de alta, o Ibovespa terminou o mês de novembro com queda de 3,27%, aos 52.842 pontos. No cenário externo, os dados

Leia mais

Sparta Top Renda Fixa FIC FI CP LP. Outubro/2015 1

Sparta Top Renda Fixa FIC FI CP LP. Outubro/2015 1 Sparta Top Renda Fixa FIC FI CP LP Outubro/2015 1 Sparta Fundos de Investimento Gestora independente com foco na gestão de fundos abertos Tradição Focada na gestão de recursos há mais de 20 anos Excelência

Leia mais

Política e Alternativas de Investimentos. Alessandra Cardoso Towers Watson

Política e Alternativas de Investimentos. Alessandra Cardoso Towers Watson Política e Alternativas de Investimentos Alessandra Cardoso Towers Watson Processo de gestão de recursos Governança Definir Definição dos objetivos Alocação dos recursos Estrutura de investimento Executar

Leia mais

A presente Instituição aderiu ao Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de Investimento. CARACTERÍSTICAS HG Verde Fundo de Investimento Multimercado FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS

Leia mais

CSHG Equity Hedge FIC FIM

CSHG Equity Hedge FIC FIM CSHG Asset Management Comentários do gestor CSHG Equity Hedge FIC FIM Setembro de 2013 O CSHG Equity Hedge FIC FIM teve rentabilidade de 1,96% em setembro ante uma variação de 0,70% do CDI. Ao longo do

Leia mais

Relatório Mensal - Junho de 2013

Relatório Mensal - Junho de 2013 Relatório Mensal - Relatório Mensal Carta do Gestor Junho foi mais um mês bastante negativo para o Ibovespa. O índice fechou em queda pelo sexto mês consecutivo impactado pela forte saída de capital estrangeiro

Leia mais

A presente Instituição aderiu ao Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de Investimento. CARACTERÍSTICAS HG Verde Fundo de Investimento Multimercado FUNDO de Investimento em Cotas

Leia mais

dt A presente Instituição aderiu ao Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de Investimento. CARACTERÍSTICAS HG Verde Fundo de Investimento Multimercado FUNDO DE INVESTIMENTO EM

Leia mais

Desempenho Setembro 2015 Acumulado 2015. Equity Hedge 1,68% 7,51% CDI 1,11% 9,55%

Desempenho Setembro 2015 Acumulado 2015. Equity Hedge 1,68% 7,51% CDI 1,11% 9,55% Relatório de Gestão Setembro de 20 Desempenho Setembro 20 Acumulado 20 Equity Hedge 1,68% 7,51% 1,11% 9,55% Para mais informações relevantes à análise da rentabilidade deste Fundo - tais como taxa de administração,

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Dezembro/2008

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Dezembro/2008 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Dezembro/2008 1 Índice Sobre a Skopos Estratégia: Long & Short Long Biased Processo de Investimento Filosofia de Investimento Nosso Target Breakdown dos Ativos Performance Características

Leia mais

CSHG Crédito Privado Magis FIC FIM LP

CSHG Crédito Privado Magis FIC FIM LP CSHG Asset Management Comentários do gestor CSHG Crédito Privado Magis FIC FIM LP Setembro de 2014 1. Revisão do resultado do O obteve rentabilidade de (a) 1,01% (111,1% do ) no mês; (b) 8,44% (107,8%

Leia mais

VISÃO GERAL. Patrimônio administrado de R$ 4.4 bi. PL: Estratégia 18% 20% 20% 40% 80% 82% 40%

VISÃO GERAL. Patrimônio administrado de R$ 4.4 bi. PL: Estratégia 18% 20% 20% 40% 80% 82% 40% Julho - 2013 VISÃO GERAL Patrimônio administrado de R$ 4.4 bi PL: Estratégia PL: Local Vs Estrangeiro PL: Tipo de Cliente 18% 20% 20% 40% 82% 80% 40% Macro Renda variável Local Offshore Institucional Distribuidores

Leia mais

A P R E S E N TAÇ ÃO I N S T I T U C I O N A L

A P R E S E N TAÇ ÃO I N S T I T U C I O N A L A P R E S E N TAÇ ÃO I N S T I T U C I O N A L 2 0 1 4 Í N D I C E VISÃO GLOBAL A EMPRESA EQUIPE FILOSOFIA DE INVESTIMENTO NOSSOS FUNDOS CONTATOS 2 V I S Ã O G L O B A L A E M P R E S A A Log Fund é uma

Leia mais

Soluções em Investimentos RPPS

Soluções em Investimentos RPPS Soluções em Investimentos RPPS Março de 2012 Informação Restrita Política Corporativa de Segurança da Informação Agenda Por quê Itaú Asset Management? Cenário Econômico Produtos Informação Confidencial

Leia mais

CSHG Verde AM Horizonte FIC FIM IE

CSHG Verde AM Horizonte FIC FIM IE CSHG Verde AM Horizonte FIC FIM IE MODELO DE GESTÃO Não está autorizada a distribuição deste material sob nenhuma hipótese. Este material foi preparado pela Verde Asset Management S.A., bem como suas sociedades

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Dezembro/2014 BOGARI CAPITAL Quem somos Estratégia Alinhamento Recursos sob gestão Fundos de Pensão Gestora independente focada em renda variável, fundada em 2007 Ações long-only,

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Quem somos Fundadores Estrutura organizacional Filosofia de investimento Processo de investimento Anexo: currículos 3 4 5 7 9 16 QUEM SOMOS SOMOS Uma gestora independente com

Leia mais

Relatório Mensal - Setembro de 2013

Relatório Mensal - Setembro de 2013 Relatório Mensal - Relatório Mensal Carta do Gestor O Ibovespa emplacou o terceiro mês de alta consecutiva e fechou setembro com valorização de 4,65%. Apesar dos indicadores econômicos domésticos ainda

Leia mais

Posição e Desempenho da Carteira - Resumo HSBC INSTITUIDOR FUNDO MULTIPLO - CONSERVADORA FIX

Posição e Desempenho da Carteira - Resumo HSBC INSTITUIDOR FUNDO MULTIPLO - CONSERVADORA FIX BENCHMARK 100.00%CDI Relatório Gerencial Consolidado - Período de 01/04/2015 Posição e Desempenho da Carteira - Resumo a 30/04/2015 pg. 1 Posição Sintética dos Ativos em 30/04/2015 Financeiro % PL FUNDOS

Leia mais

Posição e Desempenho da Carteira - Resumo HSBC INSTITUIDOR FUNDO MULTIPLO - MODERADA MIX 20

Posição e Desempenho da Carteira - Resumo HSBC INSTITUIDOR FUNDO MULTIPLO - MODERADA MIX 20 BENCHMARK RF:80.00% ( 100.00%CDI ) + RV:20.00% ( 100.00%IBRX 100 ) Relatório Gerencial Consolidado - Período de 01/04/2015 Posição e Desempenho da Carteira - Resumo a 30/04/2015 pg. 1 Posição Sintética

Leia mais

A estrutura de uma. de uma gestora de especialistas.

A estrutura de uma. de uma gestora de especialistas. A estrutura de uma grande asset e a agilidade de uma gestora de especialistas. Expertiseque faz a diferença Fundada em 2006, a Gestão de Recursos tem uma história de crescimento robusta e consistente.

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO- DEZEMBRO -2011

RELATÓRIO DE GESTÃO- DEZEMBRO -2011 O ano de 11 terminou sem grandes surpresas. Na tentativa de manter aquecido o mercado consumidor brasileiro, a taxa básica de juros, que chegou a 1,5% ao longo do ano, encerrou o período em 11%. O crescimento

Leia mais

Apresentação GAP Multiportfolio

Apresentação GAP Multiportfolio Apresentação GAP Multiportfolio Estrutura GAP ASSET MANAGEMENT Renda Fixa Renda Variável Pesquisa Macroeconômica Crédito Risco Portfolio Manager Leonardo Callou Oscar Camargo Renato Junqueira Portfolio

Leia mais

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP 2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP São Paulo, 21 de Agosto de 2013 Hotel Caesar Park Patrocínio SPX Capital Agosto 2013 Perspectivas Macroeconômicas Inflação acumulada em 12

Leia mais

Carta de Gestão Junho 2010

Carta de Gestão Junho 2010 Carta de Gestão Junho 2010 O mês de junho foi marcado pela continuidade no movimento de aversão a risco verificado em maio, a partir da divulgação de indicadores que começaram a apontar para uma desaceleração

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T15

Divulgação de Resultados 1T15 São Paulo - SP, 06 de Maio de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Divulgação de Resultados 2014

Divulgação de Resultados 2014 São Paulo - SP, 10 de Fevereiro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity

Leia mais

VISÃO GERAL. Patrimônio administrado de R$ 4 bi. PL: Estratégia 10% 10% 15% 45% 45% 85% 90%

VISÃO GERAL. Patrimônio administrado de R$ 4 bi. PL: Estratégia 10% 10% 15% 45% 45% 85% 90% Julho - 2014 VISÃO GERAL Patrimônio administrado de R$ 4 bi PL: Estratégia 10% 90% PL: Local Vs Estrangeiro 15% 85% PL: Tipo de Cliente 10% 45% 45% Macro Renda variável Local Offshore Institucional Distribuidores

Leia mais

OPPORTUNITY LONG BIASED FIC FIM

OPPORTUNITY LONG BIASED FIC FIM OPPORTUNITY LONG BIASED FIC FIM [ ÍNDICE ] Opportunity Histórico, Equipe e Filosofia de Investimentos Processo de Tomada de Decisão Opportunity Long Biased FIC FIM Resultado Portfólio de ações 3 [ OPPORTUNITY

Leia mais

FCLCapital. Junho 2015. www.fclcapital.com

FCLCapital. Junho 2015. www.fclcapital.com Junho 2015 www.fclcapital.com FCL Equities FIA Filosofia de Investimentos - Pág. 4 Estratégia Long-Biased - Pág. 5 Processo de Investimentos - Pág. 6 Gestão de Riscos - Pág. 10 1 Plano de Crescimento Plano

Leia mais

Cenário. Ibovespa 60.000 50.000 40.000 30.000 20.000 10.000. set-02. set-06. set-04. set-05. set-03. jan-02. jan-04. jan-03. jan-05. jan-06.

Cenário. Ibovespa 60.000 50.000 40.000 30.000 20.000 10.000. set-02. set-06. set-04. set-05. set-03. jan-02. jan-04. jan-03. jan-05. jan-06. Data Base: jun/07 Cenário O Brasil está começando a firmar-se como economia estável e previsível. A queda dos juros vem diminuindo o atrativo dos investimentos em títulos do Governo. Quanto mais credibilidade

Leia mais

Mellon FAMA Private Equity I Fundo de Investimento em Quotas de Fundos de Investimento Multimercado

Mellon FAMA Private Equity I Fundo de Investimento em Quotas de Fundos de Investimento Multimercado Mellon FAMA Private Equity I Fundo de Investimento em Quotas de Fundos de Investimento Multimercado Março 2008 Private Equity A Oportunidade Diversificação Acessível ao Varejo O Mellon FAMA Private Equity

Leia mais

Apresentação Institucional. Gestão de Recursos

Apresentação Institucional. Gestão de Recursos Apresentação Institucional Gestão de Recursos 2012 Teórica Gestão de Recursos... construa seu banco como construiria seu barco: sólido para enfrentar com segurança qualquer tempestade. Jacob Safra Somos

Leia mais

Posição e Desempenho da Carteira - Resumo HSBC INSTITUIDOR FUNDO MULTIPLO - ARROJADA MIX 40

Posição e Desempenho da Carteira - Resumo HSBC INSTITUIDOR FUNDO MULTIPLO - ARROJADA MIX 40 BENCHMARK RF:60.00% ( 100.00%CDI ) + RV:40.00% ( 100.00%IBRX 100 ) Relatório Gerencial Consolidado - Período de 03/11/2015 Posição e Desempenho da Carteira - Resumo a 30/11/2015 pg. 1 Posição Sintética

Leia mais

FATOR PORTFOLIO VERDE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO

FATOR PORTFOLIO VERDE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FATOR PORTFOLIO VERDE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO Data da Competência: Mai/16 ESTE FORMULÁRIO FOI PREPARADO COM AS INFORMAÇÕES

Leia mais

Propel Axis FIM Crédito Privado

Propel Axis FIM Crédito Privado Melhora expressiva na economia dos EUA; Brasil: inflação no teto da meta, atividade econômica e situação fiscal mais frágil; A principal posição do portfólio continua sendo a exposição ao dólar. 1. Cenário

Leia mais

Informe Mensal. Novembro 2013. XP Gestão de Recursos: Palavra dos Gestores. Índice. Palavra dos Gestores Renda Variável 1

Informe Mensal. Novembro 2013. XP Gestão de Recursos: Palavra dos Gestores. Índice. Palavra dos Gestores Renda Variável 1 Renda Variável No final do mês de Outubro, logo após o anuncio da Petrobras acerca da apresentação de uma possível fórmula para o reajuste automático dos combustíveis, em seu conselho de administração,

Leia mais

XP TOP Dividendos FIA

XP TOP Dividendos FIA XP TOP Dividendos FIA INTRODUÇÃO O XP TOP DIVIDENDOS FIA é um Fundo de Investimento em Ações que tem como objetivo proporcionar ganho de capital, no longo prazo, a seus cotistas, por meio da gestão ativa

Leia mais

XP TOP DIVIDENDOS FIA

XP TOP DIVIDENDOS FIA XP TOP DIVIDENDOS FIA INTRODUÇÃO O XP TOP DIVIDENDOS FIA é um Fundo de Investimento em Ações que tem como objetivo proporcionar ganhos de capital, no longo prazo, a seus cotistas, por meio da gestão ativa

Leia mais

SULAMERICA INVESTIMENTOS Apresentação Institucional. Novembro/2011

SULAMERICA INVESTIMENTOS Apresentação Institucional. Novembro/2011 SULAMERICA INVESTIMENTOS Apresentação Institucional Novembro/2011 3 A SULAMERICA VOCÊ JÁ CONHECE 116 anos no mercado 4.925 funcionários 6,7 milhões de clientes 45 filiais 256 escritórios de venda Maior

Leia mais

JULHO 2011. Objetivo #1: Preservação de capital

JULHO 2011. Objetivo #1: Preservação de capital O fundo M Square Ações FIC FIA registrou perda de -2,94% em julho, acumulando um resultado de -4,14% em 2011 e +66,00% desde seu início em setembro de 2007. Antes de falar do portfólio, é importante mencionar

Leia mais

Relatório de Gestão Invext FIA. Janeiro - Março

Relatório de Gestão Invext FIA. Janeiro - Março Relatório de Gestão Invext FIA Janeiro - Março 2015 1 Filosofia O Invext FIA é um fundo de ações alinhado com a filosofia de value investing. O fundo possui uma estratégia de gestão que busca capturar

Leia mais

Av. Ataulfo de Paiva, 245-3º andar Leblon CEP: 22440-032 www.animaeducacao.com.br/ri Rio de Janeiro Tel.: +55 (21) 3550-1630. www.genuscapital.com.

Av. Ataulfo de Paiva, 245-3º andar Leblon CEP: 22440-032 www.animaeducacao.com.br/ri Rio de Janeiro Tel.: +55 (21) 3550-1630. www.genuscapital.com. Av. Ataulfo de Paiva, 245-3º andar Leblon CEP: 22440-032 Rio de Janeiro Tel.: +55 (21) 3550-1630 www.genuscapital.com.br A EMPRESA A Genus Capital Group é uma gestora independente centrada em produtos

Leia mais

Carta Mensal. Agosto 2010

Carta Mensal. Agosto 2010 Fundos de investimento não contam com a garantia do administrador, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do fundo garantidor de créditos FGC. A rentabilidade passada não representa

Leia mais

AGENDA. 1. Visão Geral. 2. Produtos Long-Short Retorno Absoluto. 3. Apêndice Estrutura de Comitês Equipe

AGENDA. 1. Visão Geral. 2. Produtos Long-Short Retorno Absoluto. 3. Apêndice Estrutura de Comitês Equipe AGENDA 1. Visão Geral 2. Produtos Long-Short Retorno Absoluto 3. Apêndice Estrutura de Comitês Equipe 2 1. Visão Geral Fundada em setembro de 2013, a Solana Capital é uma gestora independente de recursos

Leia mais

O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo

O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo histórico de sucesso no mercado de capitais brasileiro

Leia mais

CSHG ALL VERDE AM PRISMA FIC FIM IE Relatório de Gestão Junho de 2015

CSHG ALL VERDE AM PRISMA FIC FIM IE Relatório de Gestão Junho de 2015 Relatório de Gestão Junho de 215 Desempenho Junho 215 Acumulado 215 Prisma -2,39% 18,13% Para mais informações relevantes à análise da rentabilidade deste Fundo - tais como taxa de administração, taxa

Leia mais

BRASIL PLURAL GESTÃO DE RECURSOS Janeiro de 2015

BRASIL PLURAL GESTÃO DE RECURSOS Janeiro de 2015 BRASIL PLURAL GESTÃO DE RECURSOS Janeiro de 2015 GRUPO BRASIL PLURAL Brasil Plural Um banco múltiplo completo O Brasil Plural é um banco múltiplo com uma plataforma integrada de produtos e serviços financeiros.

Leia mais

FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES DO CLARITAS SOBERANO FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CNPJ nº 22.099.944/0001-09 ( FUNDO )

FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES DO CLARITAS SOBERANO FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CNPJ nº 22.099.944/0001-09 ( FUNDO ) I Relação de prestadores de serviços do FUNDO: Os prestadores dos serviços de administração, gestão de carteira, custódia e tesouraria, controladoria de ativo e passivo, distribuição de cotas do FUNDO

Leia mais

A P R E S E N TAÇ ÃO I N S T I T U C I O N A L

A P R E S E N TAÇ ÃO I N S T I T U C I O N A L A P R E S E N TAÇ ÃO I N S T I T U C I O N A L 2 0 1 5 Í N D I C E VISÃO GLOBAL A EMPRESA EQUIPE FILOSOFIA DE INVESTIMENTO NOSSOS FUNDOS CONTATOS 2 V I S Ã O G L O B A L A E M P R E S A A Log Fund é uma

Leia mais

Relatório de Gestão Invext FIA. Maio - Junho

Relatório de Gestão Invext FIA. Maio - Junho Relatório de Gestão Maio - Junho 2013 1 Filosofia O é um fundo de ações alinhado com a filosofia de value investing. O fundo possui uma estratégia de gestão que busca capturar de forma contínua oportunidades

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO- JANEIRO -2012

RELATÓRIO DE GESTÃO- JANEIRO -2012 O pessimismo amplamente precificado em bolsa ao longo de 2011 parece ter sofrido uma mudança de rota em direção a céus mais azuis. Em janeiro de 2012, o Ibovespa subiu 11,13%, de tal forma a recuperar

Leia mais

Oportunidades de Investimento no Exterior

Oportunidades de Investimento no Exterior Oportunidades de Investimento no Exterior Junho 2015 Fund of Funds Informação Confidencial Política Corporativa de Segurança da Informação Disclaimer O fundo local discutido neste material se encontra

Leia mais

Processo de Seleção de Gestores e Fundos

Processo de Seleção de Gestores e Fundos Processo de Seleção de Gestores e Fundos Fórum ANCEP 2013 Mercado Brasileiro de Fundos de Investimentos Classificação ANBIMA Fundos Classificação Anbima Fundos Ações Dividendos 55 Investimentos no Exterior

Leia mais

BNY Mellon ARX Investimentos. Julho, 2013

BNY Mellon ARX Investimentos. Julho, 2013 BNY Mellon ARX Investimentos Julho, 2013 Agenda I. BNY Mellon II. BNY Mellon Investement Management III. BNY Mellon ARX Investimentos I. Overview II. Prêmios III. Estratégias IV. Biografias IV. Apêndice

Leia mais

POLÍTICA DE INVESTIMENTO

POLÍTICA DE INVESTIMENTO QUEM SOMOS Somos uma gestora independente de investimentos, totalmente alinhada com os interesses de nossos clientes. Os sócios possuem larga experiência no mercado financeiro, em diversas áreas de atuação.

Leia mais

PALESTRANTES. Pedro Cerize. Lindolfo Zimmer. Luiz Fernando Rolla. Gesner Oliveira. José Carlos de Oliveira Filho. Marco Schroeder.

PALESTRANTES. Pedro Cerize. Lindolfo Zimmer. Luiz Fernando Rolla. Gesner Oliveira. José Carlos de Oliveira Filho. Marco Schroeder. PALESTRANTES Pedro Cerize Lindolfo Zimmer V Encontro Anual com Investidores SKOPOS São Paulo - Brasil Luiz Fernando Rolla Gesner Oliveira José Carlos de Oliveira Filho Marco Schroeder www.skopos.com.br

Leia mais

Desafios Macroeconômicos de Longo Prazo no Brasil

Desafios Macroeconômicos de Longo Prazo no Brasil Desafios Macroeconômicos de Longo Prazo no Brasil Novembro, 2014 Rodrigo Noel Informação Confidencial Política Corporativa de Segurança da Informação Agenda Onde Estamos e Para Onde Vamos? Onde Investir?

Leia mais

FUNCEF DIRETORIA DE INVESTIMENTOS

FUNCEF DIRETORIA DE INVESTIMENTOS FUNCEF DIRETORIA DE INVESTIMENTOS Brasília 26/03/2015 2 Recebimento de contribuições: R$ 1.746 milhões; Pagamento de benefícios e pensões: R$ 2.086 milhões; Participantes: 137,0 mil ativos e assistidos;

Leia mais

Relatório Destaques da Plataforma XP Janeiro de 2013 XP Investimentos

Relatório Destaques da Plataforma XP Janeiro de 2013 XP Investimentos Relatório Destaques da Plataforma XP Janeiro de 2013 XP Investimentos Av. das Américas, 3434, Bl. 7, 2º andar, Rio de Janeiro RJ Tel.: 55 21 3265-3691 Prezados, É com muito prazer que enviamos o relatório

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SPINELLI FIC DE FI REFERENCIADO DI CNPJ 19.312.112/0001-06 DEZEMBRO/2015

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SPINELLI FIC DE FI REFERENCIADO DI CNPJ 19.312.112/0001-06 DEZEMBRO/2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o Spinelli FIC de FI Referenciado DI. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento do fundo, disponíveis

Leia mais

O ETF como instrumento na gestão de recursos:

O ETF como instrumento na gestão de recursos: O ETF como instrumento na gestão de recursos: Agosto de 2013 Tendências e Oportunidades no Brasil e no mundo. Informação Pública Política Corporativa de Segurança da Informação Conteúdo Utilização de ETFs

Leia mais

FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES DO CLARITAS INSTITUCIONAL FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ nº 10.705.335/0001-69 ( FUNDO )

FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES DO CLARITAS INSTITUCIONAL FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ nº 10.705.335/0001-69 ( FUNDO ) Classificação ANBIMA: Multimercados Macro Nivel 1: Multimercados - Fundos que possuam políticas de investimento que envolvam vários fatores de risco, sem o compromisso de concentração em nenhum fator em

Leia mais

Desempenho Junho 2015 Acumulado 2015. Global Alpha -3,46% 19,66% Libor 6M em BRL -2,55% 17,03%

Desempenho Junho 2015 Acumulado 2015. Global Alpha -3,46% 19,66% Libor 6M em BRL -2,55% 17,03% Relatório de Gestão Junho de 215 Desempenho Junho 215 Acumulado 215 Global Alpha -3,46% 19,66% Libor 6M em BRL -2,55% 17,3% Para mais informações relevantes à análise da rentabilidade deste Fundo - tais

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Quem Somos 2 CTM Investimentos Visão Geral A empresa A CTM Investimentos, fundada em 2012, é uma empresa independente, focada na busca por valor em empresas (Equity Research)

Leia mais

Carta Mensal. Dezembro 2010

Carta Mensal. Dezembro 2010 Fundos de investimento não contam com a garantia do administrador, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do fundo garantidor de créditos FGC. A rentabilidade passada não representa

Leia mais

Informe Mensal Mai 12

Informe Mensal Mai 12 Informe Mensal Mai 12 Especial Institucional Tendências do Mercado Palavra do Gestor A Taxa Selic e a Bolsa de Valores Juros Até a última reunião do Banco Central, as expectativas para queda da Selic se

Leia mais

A importância do asset allocation na otimização dos resultados

A importância do asset allocation na otimização dos resultados A importância do asset allocation na otimização dos resultados Joaquim Levy Diretor Superintendente da BRAM Cristiano Picollo Corrêa Portfolio Specialist da BRAM Agenda Introdução Estudo de Casos Caso

Leia mais

Apresentação Institucional Agosto 2011

Apresentação Institucional Agosto 2011 Apresentação Institucional Fundos dos investimentos não contam com garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do fundo garantidor de créditos

Leia mais

Três fatores principais diferenciam o XP TOP DIVIDENDOS FIA dos Fundos de Investimento tradicionais, comumente encontrados no mercado.

Três fatores principais diferenciam o XP TOP DIVIDENDOS FIA dos Fundos de Investimento tradicionais, comumente encontrados no mercado. XP TOP dividendos FIA INTRODUÇÃO O XP TOP DIVIDENDOS FIA é um Fundo de Investimento em Ações que tem como objetivo buscar a valorização de suas cotas em um horizonte de longo prazo, por meio da composição

Leia mais

FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES DO CLARITAS VALOR FEEDER FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ nº 11.403.850/0001-57 ( FUNDO )

FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES DO CLARITAS VALOR FEEDER FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ nº 11.403.850/0001-57 ( FUNDO ) I Relação de prestadores de serviços do FUNDO: Os prestadores dos serviços de administração, gestão de carteira e custódia encontram-se qualificados no Regulamento. É(São), ainda, prestador(es) de serviço(s)

Leia mais

De acordo com o Plano Anual de

De acordo com o Plano Anual de Ago 12 Informe Mensal Especial Institucional Palavra do Gestor Tendências do Mercado O Plano Anual de Financiamento da Dívida PAF Juros Em julho os juros cederam de forma moderada, o contrato com vencimento

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Fundo de Investimento é uma comunhão de recursos, constituída sob a forma de condomínio que reúne recursos de vários investidores para aplicar em uma carteira diversificada de ativos financeiros. Ao aplicarem

Leia mais

VISÃO GERAL. Patrimônio administrado de R$ 2,9 bi. PL: Estratégia. PL: Local Vs Estrangeiro. PL: Tipo de Cliente 6% 4% 25% 5% 35% 60% 75% 90%

VISÃO GERAL. Patrimônio administrado de R$ 2,9 bi. PL: Estratégia. PL: Local Vs Estrangeiro. PL: Tipo de Cliente 6% 4% 25% 5% 35% 60% 75% 90% Dezembro- 2014 VISÃO GERAL Patrimônio administrado de R$ 2,9 bi PL: Estratégia PL: Local Vs Estrangeiro PL: Tipo de Cliente 6% 4% 25% 5% 35% 90% 75% 60% FIDC Macro Renda Variável Local Offshore Institucional

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO 2º TRI/2013. Leia o Prospecto e o Regulamento antes de investir.

RELATÓRIO DE GESTÃO 2º TRI/2013. Leia o Prospecto e o Regulamento antes de investir. RELATÓRIO DE GESTÃO º TRI/03 Leia o Prospecto e o Regulamento antes de investir. 0 de julho de 03 Cenário Econômico EUA Sensação de melhora na economia tende a permanecer Sinais contraditórios do FOMC,

Leia mais

FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FATOR AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES Data da Competência: Abr/16

FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FATOR AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES Data da Competência: Abr/16 FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FATOR AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES Data da Competência: Abr/16 ESTE FORMULÁRIO FOI PREPARADO COM AS INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS

Leia mais

CSHG Strategy II FIC FIA Comentário do Gestor

CSHG Strategy II FIC FIA Comentário do Gestor CSHG Strategy II FIC FIA Comentário do Gestor Outubro 2010 Em outubro, o fundo CSHG Strategy II FICFIA acumulou ganhos de 3,95%. No mesmo período, o Ibovespa acumulou ganhos de 1,79%. No ano o fundo acumula

Leia mais

A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil. Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID

A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil. Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID A ANBID A ANBID Associação Nacional dos Bancos de Investimentos Criada em 1967, é a maior representante das

Leia mais

Fundos de Investimentos Multimercado

Fundos de Investimentos Multimercado Fundos de Investimentos Multimercado Fundos de Investimento Definição condomínio que reúne recursos de um conjunto de investidores destinado à aplicação em títulos e valores mobiliários, em como quaisquer

Leia mais

Apresentação Institucional. Junho 2013

Apresentação Institucional. Junho 2013 Apresentação Institucional Junho 2013 Sumário 03 Visão Geral 10 Gestão dos Fundos Macro0 14 Gestão dos Fundos Ações 22 Fundos de Investimento 29 Biografias Visão Geral A Empresa Visão Geral 4 A SPX é uma

Leia mais

CSHG Strategy II FIC FIA

CSHG Strategy II FIC FIA CSHG Asset Management Comentários do gestor CREDIT SUISSE HEDGING-GRIFFO CSHG Strategy II FIC FIA Em dezembro, o fundo CSHG Strategy II FICFIA teve um retorno de 5,74%. No mesmo período, o Ibovespa teve

Leia mais

MULTIMERCADOS PROSPECTO - JULHO DE 2015 FUNDO DE INVESTIMENTO

MULTIMERCADOS PROSPECTO - JULHO DE 2015 FUNDO DE INVESTIMENTO PROSPECTO Julho de 2015 PARNAMIRIM MULTIMERCADO CNPJ n o 09.274.058/0001-06 ADMINISTRADORA Daycoval Asset Management Adm de Recursos Ltda CNPJ: 72.027.832/0001-02 Registro CVM Ato Declaratório nº 8056,

Leia mais

INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES GERAL DIVIDENDO - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES. Química 12% Papel e Celulose 8%

INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES GERAL DIVIDENDO - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES. Química 12% Papel e Celulose 8% Outubro de 2015 INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES O Geral Asset Long Term - GALT FIA é um fundo de investimento que investe em ações, selecionadas pela metodologia de análise

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII Crédito lastreado em imóveis, alta rentabilidade e fluxo de caixa constante, com a solidez do concreto.

Leia mais