Relatório Mensal - Fevereiro de 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório Mensal - Fevereiro de 2015"

Transcrição

1 Relatório Mensal -

2 Relatório Mensal Carta do Gestor O Ibovespa encerrou o mês de fevereiro com alta de 9,97%, recuperando as perdas do início do ano. Mesmo com o cenário macroeconômico bastante nebuloso com deterioração das contas públicas, aumento do risco de racionamento e os desdobramento da operação Lava-Jato, o mercado local foi impulsionado pelas medidas de austeridade e compromisso fiscal anunciadas pelo ministro da Fazenda Joaquim Levy. Nos EUA, a economia segue se recuperando de forma consistente, o PIB do 4tri mostrou alta de 2,2%, acima do consenso. O discurso do FED foi considerado mais ameno que o esperado, aumentando as chances dos juros não serem elevados no curto prazo nos EUA. Na Europa, as principais bolsas fecharam em alta, impulsionadas pelo programa de alívio quantitativo (QE) anunciado pelo Banco Central Europeu para fortalecer a economia. Além disso, houve avanços na negociação entre a Grécia e a União Europeia acerca do programa de extensão de empréstimos. Na China, as bolsas também se recuperaram, com os índices de atividade econômica (PMI) vindo melhores que o esperado. Além disso, o governo também anunciou um pacote de desonerações para empresas de pequeno e médio porte para tentar impulsionar a economia local. Para março, os investidores estarão monitorando de perto os desdobramentos da operação Lava Jato, bem como as alterações nas politicas fiscais e monetárias que serão anunciadas. Os resultados corporativos referentes ao quarto trimestre deverão dar o tom dos negócios, podendo trazer um pouco mais de volatilidade para o mercado doméstico. Nos EUA, o foco continua sendo os números do mercado de trabalho e de inflação, que irão pautar o início do aperto monetário na região. Continuamos bastante cautelosos com o mercado acionário local, e achamos que essa forte alta do mês não se justifica em função da fragilidade dos fundamentos da economia atual. Na China, novas medidas de estímulo econômico poderão ser anunciadas, como reduções nos juros e no compulsório. Continuamos com a mesma estratégia do mês anterior, mantendo nossos investimentos em empresas resilientes, bem fundamentadas e com forte geração de caixa.

3 Appia Toscana FIM Análise do Gestor O fundo apresentou rentabilidade de 0,81%, equivalente a 98,43% do CDI. As principais bolsas no mundo tiveram valorização expressiva, inclusive a bolsa brasileira, na qual o principal índice valorizou 9,97%, alta estimulada pelas medidas de austeridade fiscal anunciadas pelo ministro Joaquim Levy. Os principais destaques em renda variável foram em estratégias de long & short. Obtivemos bons resultados em Kroton x Estácio e Itaú X Itausa. Nas posições compradas, podemos destacar ganhos com as ações das lojas Renner e Suzano Celulose. Por outro lado, nosso investimento em Kepler Weber contribuiu negativamente para o desempenho do portfólio. Em câmbio, alcançamos bons resultados em posições pontuais, enquanto nos juros obtivemos pequenas perdas. Performance por Tipo de Investimento Custos Juros Commodities S&P Futuro Índice Futuro Câmbio Ações Renda Fixa -0,40% -0,20% 0,00% 0,20% 0,40% 0,60% 0,80% 1,00% Rentabilidade ,50% 2,48% 2,00% 1,50% 1,56% 1,20% 1,76% 1,00% 0,50% 0,00% Appia Toscana FIM IPCA Poupança CDI *Em virtude da não divulgação oficial do IPCA até o momento, optamos por utilizar a expectativa do mercado. Fonte: Relatório Focus - BACEN

4 Appia Toscana FIM Janeiro de 2015 Histórico de Desempenho

5 Appia Invest FIA Análise do Gestor O fundo obteve retorno de -2,03%, com um descolamento acentuado com relação ao Ibovespa que valorizou 9,97% no período. Se por um lado, nossas exposições nos setores financeiros foram o destaque positivo, mais uma vez nossos investimentos em ações do setor de educação contribuíram de forma negativa para o desempenho da carteira. O MEC tem se pautado por decisões esporádicas e pontuais alterando regras de acesso aos programas de financiamento estudantil de forma desorganizada e oportunista, as vezes até voltando atrás em suas decisões, o que aumenta o risco e gera indefinição com relação as linhas gerais do governo. Nosso entendimento, porém, permanece inalterado, pois não acreditamos em mudanças estruturais que modifiquem de forma relevante as expectativas de lucro das empresas. Desempenho Setorial Educacional Commodities Comércio Petróleo e Gás Agrícola Imobiliário Papel e Celulose Serviços Siderurgia Farmácia Consumo Energia Shoppings Alimentos Processados Índice Financeiro -5,00% -2,50% 0,00% 2,50% 5,00% Rentabilidade ,00% 3,15% 1,00% 0,00% Appia Invest Ibovespa IBrX -5,00% -10,00% -11,41% -15,00%

6 Appia Invest FIA Histórico de Desempenho

7 Appia Previdência Dividendos Janeiro de 2015 Análise do Gestor O fundo apresentou rentabilidade de 4,67%, levemente abaixo do benchmark que valorizou 4,82% no período. Nossa carteira de ações obteve um desempenho bem superior ao IDIV, superando o índice em 1,47%. As ações que mais se destacaram no mês foram Vale, Banco do Brasil e Vivo. A contribuição negativa veio da posição de renda fixa, principalmente nos títulos pré-fixados e indexados ao IPCA. Performance por Tipo de Investimento Custos Pré-Fixado IPCA Selic Ações -1,00% 0,00% 1,00% 2,00% 3,00% 4,00% 5,00% Rentabilidade ,00% 0,81% 0,50% 0,00% Appia Dividendos 47% IDIV + 53% CDI -0,28% -0,50%

8 Appia Previdência Dividendos Histórico de Desempenho

9 Appia Veneto Equity Hedge FIM Histórico de Desempenho

10 Appia Institutional FIRF Histórico de Desempenho

11 Equipe Appia EQUIPE ATENDIMENTO Pedro Henrique Loureiro Tel Agatha Mendes Tel EQUIPE GESTÃO Marcelo Costa - Diretor Tel Luiz Felipe Mello - Gestor de Renda Variável Tel Tel: EQUIPE CAPTAÇÃO Luis Coelho Tel Este material tem caráter meramente informativo e não deve ser considerado como uma oferta para compra de cotas do Fundo. FUNDOS DE INVESTIMENTO NÃO CONTAM COM A GARANTIA DO ADMINISTRADOR, DO GESTOR, DE QUALQUER MECANISMO DE SEGURO OU FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO - FGC. LEIA O PROSPECTO, QUANDO APLICÁVEL, E O REGULAMENTO ANTES DE INVESTIR. RENTABILIDADE PASSADA NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADE FUTURA. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. Os fundos de ação e multimercados com ação podem estar expostos a significativa concentração de ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos Appia Invest FIA, Appia Toscana FIM e Appia Institutional FIRF derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias da forma como são adotadas, podem resultar em significativas perdas patrimoniais para seus cotistas. Estes fundos estão autorizados a realizar aplicações em ativos financeiros no exterior. Não há garantia de que os fundos Appia Toscana FIM e Appia Institutional FIRF terão o tratamento tributário para fundos de longo prazo. A Appia Capital não se responsabiliza por eventuais decisões de investimento que possam ser tomadas com base nessas informações. A rentabilidade do Ibovespa, do CDI e da combinação entre 47% IDIV e 53% CDI são meras referências econômicas, e não parâmetros objetivo dos fundos. Administrador: BNY Mellon Serviços Financeiros DTVM S/A, com sede na Av. Pres. Wilson, 231, 11º andar, Rio de Janeiro - RJ, CEP , CNPJ / Serviços de Atendimento ao Cliente (SAC): Fale conosco no endereço ou no telefone SAC: ou Ouvidoria: ou no telefone Gestor: Appia Prime Gestão de Recursos LTDA., com sede na Avenida Atlântica, 4240 Loja 231, Rio de Janeiro - RJ, CEP , CNPJ / , telefone +55 (21) , site

Relatório Mensal - Junho de 2013

Relatório Mensal - Junho de 2013 Relatório Mensal - Relatório Mensal Carta do Gestor Junho foi mais um mês bastante negativo para o Ibovespa. O índice fechou em queda pelo sexto mês consecutivo impactado pela forte saída de capital estrangeiro

Leia mais

Relatório Mensal - Setembro de 2013

Relatório Mensal - Setembro de 2013 Relatório Mensal - Relatório Mensal Carta do Gestor O Ibovespa emplacou o terceiro mês de alta consecutiva e fechou setembro com valorização de 4,65%. Apesar dos indicadores econômicos domésticos ainda

Leia mais

Relatório Mensal Dezembro de 2015

Relatório Mensal Dezembro de 2015 Relatório Mensal Relatório Mensal Carta do Gestor O Ibovespa teve um desfecho melancólico no ultimo mês de 2015, fechando com queda de 3,92% e acumulando uma retração de 13,31% no ano. O cenário econômico

Leia mais

Relatório Mensal - Novembro de 2013

Relatório Mensal - Novembro de 2013 Relatório Mensal - Relatório Mensal Carta do Gestor Depois de quatro meses consecutivos de alta, o Ibovespa terminou o mês de novembro com queda de 3,27%, aos 52.842 pontos. No cenário externo, os dados

Leia mais

Propel Axis FIM Crédito Privado

Propel Axis FIM Crédito Privado Melhora expressiva na economia dos EUA; Brasil: inflação no teto da meta, atividade econômica e situação fiscal mais frágil; A principal posição do portfólio continua sendo a exposição ao dólar. 1. Cenário

Leia mais

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE JULHO DE 2014 1

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE JULHO DE 2014 1 No segundo trimestre de 2014, o fundo Pacifico Hedge FIQ FIM apresentou rentabilidade de 1,41%, líquida de taxas. No mesmo período, o CDI apresentou variação de 2,51% e o mercado de bolsa valorizou-se

Leia mais

Prezados Investidores,

Prezados Investidores, Prezados Investidores, No mês de março, o fundo Apex Ações FIC de FIA rendeu +6,20% contra +7,05% do Ibovespa. Desde seu início em 30 de novembro de 2011, o fundo rendeu +28,65% contra uma queda de -11,36%

Leia mais

Carta ao Cotista Abril 2015. Ambiente Macroeconômico. Internacional

Carta ao Cotista Abril 2015. Ambiente Macroeconômico. Internacional Carta ao Cotista Abril 2015 Ambiente Macroeconômico Internacional O fraco resultado dos indicadores econômicos chineses mostrou que a segunda maior economia mundial continua em desaceleração. Os dados

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV CENÁRIO ECONÔMICO EM OUTUBRO São Paulo, 04 de novembro de 2010. O mês de outubro foi marcado pela continuidade do processo de lenta recuperação das economias maduras, porém com bons resultados no setor

Leia mais

BNY Mellon ARX Extra FIM. Julho, 2013

BNY Mellon ARX Extra FIM. Julho, 2013 BNY Mellon ARX Extra FIM Julho, 2013 Índice I. Filosofia de Investimento II. Modelo de Tomada de Decisão III. Processo de Investimento IV. Características do Fundo 2 I. Filosofia de Investimento Filosofia

Leia mais

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE OUTUBRO DE 2015 1

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE OUTUBRO DE 2015 1 No terceiro trimestre de 2015, o fundo Pacifico Hedge FIQ FIM apresentou rentabilidade de -2,75%, líquida de taxas. No mesmo período, o CDI apresentou variação de 3,43% e o mercado de bolsa apresentou

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO- JANEIRO -2012

RELATÓRIO DE GESTÃO- JANEIRO -2012 O pessimismo amplamente precificado em bolsa ao longo de 2011 parece ter sofrido uma mudança de rota em direção a céus mais azuis. Em janeiro de 2012, o Ibovespa subiu 11,13%, de tal forma a recuperar

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS São Paulo, 05 de outubro de 2015. Prezados Cotistas, Segue o nosso Relatório Mensal de Investimentos de Setembro de 2015. Abaixo apresentamos o cenário econômico, o desempenho dos nossos fundos no período

Leia mais

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP 2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP São Paulo, 21 de Agosto de 2013 Hotel Caesar Park Patrocínio SPX Capital Agosto 2013 Perspectivas Macroeconômicas Inflação acumulada em 12

Leia mais

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE OUTUBRO DE 2014 1

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE OUTUBRO DE 2014 1 No terceiro trimestre de 2014, o fundo Pacifico Hedge FIQ FIM apresentou rentabilidade de -0,07%, líquida de taxas. No mesmo período, o CDI apresentou variação de 2,72% e o mercado de bolsa valorizou-se

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO- DEZEMBRO -2011

RELATÓRIO DE GESTÃO- DEZEMBRO -2011 O ano de 11 terminou sem grandes surpresas. Na tentativa de manter aquecido o mercado consumidor brasileiro, a taxa básica de juros, que chegou a 1,5% ao longo do ano, encerrou o período em 11%. O crescimento

Leia mais

Relatório de Gestão Invext FIA. Janeiro - Março

Relatório de Gestão Invext FIA. Janeiro - Março Relatório de Gestão Invext FIA Janeiro - Março 2015 1 Filosofia O Invext FIA é um fundo de ações alinhado com a filosofia de value investing. O fundo possui uma estratégia de gestão que busca capturar

Leia mais

Relatório Econômico Mensal JANEIRO/13

Relatório Econômico Mensal JANEIRO/13 Relatório Econômico Mensal JANEIRO/13 Índice INDICADORES FINANCEIROS 3 PROJEÇÕES 4 CENÁRIO EXTERNO 5 CENÁRIO DOMÉSTICO 7 RENDA FIXA 8 RENDA VARIÁVEL 9 Indicadores Financeiros Projeções Economia Global

Leia mais

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE JANEIRO DE 2015 1

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE JANEIRO DE 2015 1 No quarto trimestre de 2014, o fundo Pacifico Hedge FIQ FIM apresentou rentabilidade de 0,79%, líquida de taxas. No mesmo período, o CDI apresentou variação de 2,76% e o mercado de bolsa mostrou queda

Leia mais

Carta ao Cotista Janeiro 2015. Ambiente Macroeconômico. Internacional

Carta ao Cotista Janeiro 2015. Ambiente Macroeconômico. Internacional Carta ao Cotista Janeiro 2015 Ambiente Macroeconômico Internacional O destaque fica pelo anuncio do Banco Central Europeu do programa de compra de ativos de países da zona do euro, no volume mensal de

Leia mais

A partir deste trimestre, também incluiremos neste relatório comentários sobre o fundo Pacifico LB.

A partir deste trimestre, também incluiremos neste relatório comentários sobre o fundo Pacifico LB. A partir deste trimestre, também incluiremos neste relatório comentários sobre o fundo Pacifico LB. O Pacifico Ações FIQ FIA teve no segundo trimestre de 2014 uma alta de 4,21% e o Ibovespa uma alta de

Leia mais

EXCLUSIVO E CONFIDENCIAL

EXCLUSIVO E CONFIDENCIAL EXCLUSIVO E CONFIDENCIAL Por que GTI? Alinhamento Partnership Modelo de negócio participativo, meritocrático e com total alinhamento de interesse entre sócios e investidores Equipe experiente oriunda de

Leia mais

Em Compasso de Espera

Em Compasso de Espera Carta do Gestor Em Compasso de Espera Caros Investidores, O mês de setembro será repleto de eventos nos quais importantes decisões políticas e econômicas serão tomadas. Depois de muitos discursos que demonstram

Leia mais

XP UNIQUE QUANT FIC FEEDER FIM

XP UNIQUE QUANT FIC FEEDER FIM XP UNIQUE QUANT FIC FEEDER FIM O XP UNIQUE QUANT FIC FEEDER FIM é um Fundo Quantitativo que busca superar o CDI com operações sistemáticas nos mercados de Bolsa, juros e câmbio, através de modelos matemáticos

Leia mais

Av. Ataulfo de Paiva, 245-3º andar Leblon CEP: 22440-032 www.animaeducacao.com.br/ri Rio de Janeiro Tel.: +55 (21) 3550-1630. www.genuscapital.com.

Av. Ataulfo de Paiva, 245-3º andar Leblon CEP: 22440-032 www.animaeducacao.com.br/ri Rio de Janeiro Tel.: +55 (21) 3550-1630. www.genuscapital.com. Av. Ataulfo de Paiva, 245-3º andar Leblon CEP: 22440-032 Rio de Janeiro Tel.: +55 (21) 3550-1630 www.genuscapital.com.br A EMPRESA A Genus Capital Group é uma gestora independente centrada em produtos

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS São Paulo, 04 de setembro de 2015. Prezados Cotistas, Segue o nosso Relatório Mensal de Investimentos de Agosto de 2015. Abaixo apresentamos o cenário econômico, o desempenho dos nossos fundos no período

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV São Paulo, 06 de julho de 2010. CENÁRIO ECONÔMICO EM JUNHO A persistência dos temores em relação à continuidade do processo de recuperação das economias centrais após a divulgação dos recentes dados de

Leia mais

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE JULHO DE 2015 1

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE JULHO DE 2015 1 No segundo trimestre de 2015, o fundo Pacifico Hedge FIQ FIM apresentou rentabilidade de 3,61%, líquida de taxas. No mesmo período, o CDI apresentou variação de 3,03% e o mercado de bolsa valorizou-se

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL DAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS DOS RECURSOS PREVIDENCIÁRIOS JANEIRO-2015

RELATÓRIO MENSAL DAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS DOS RECURSOS PREVIDENCIÁRIOS JANEIRO-2015 INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE NOVO HAMBURGO RELATÓRIO MENSAL DAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS DOS RECURSOS PREVIDENCIÁRIOS JANEIRO- ÍNDICE DEMOSTRATIVO DAS APLICAÇÕES DA

Leia mais

INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES GERAL DIVIDENDO - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES. Química 12% Papel e Celulose 8%

INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES GERAL DIVIDENDO - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES. Química 12% Papel e Celulose 8% Outubro de 2015 INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES O Geral Asset Long Term - GALT FIA é um fundo de investimento que investe em ações, selecionadas pela metodologia de análise

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV São Paulo, 07 de março de 2012. CENÁRIO ECONÔMICO EM FEVEREIRO O mês de fevereiro foi marcado pela continuidade do movimento de alta dos mercados de ações em todo o mundo, ainda que em um ritmo bem menor

Leia mais

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX Objetivo Os investimentos dos Planos Básico e Suplementar, modalidade contribuição definida, tem por objetivo proporcionar rentabilidade no longo prazo através das oportunidades oferecidas pelos mercados

Leia mais

Extrato de Fundos de Investimento

Extrato de Fundos de Investimento São Paulo, 04 de Maio de 2015 Prezado(a) FUNDO DE PENSAO MULTIPATR OAB 01/04/2015 a 30/04/2015 Panorama Mensal Abril 2015 No cenário internacional, o mês de abril foi marcado por surpresas negativas em

Leia mais

Relatório de Gestão Renda Fixa e Multimercados Julho de 2013

Relatório de Gestão Renda Fixa e Multimercados Julho de 2013 Relatório de Gestão Renda Fixa e Multimercados Julho de 2013 Política e Economia Atividade Econômica: Os indicadores de atividade, de forma geral, apresentaram baixo desempenho em maio. A produção industrial

Leia mais

Carta Mensal Iporanga Julho de 2015

Carta Mensal Iporanga Julho de 2015 O fundo Iporanga Macro FIC FIM apresentou rendimento mensal de 3.7% (318% do CDI) em Julho. O mês também marca os primeiros doze meses de atividades do fundo, que durante o período obteve um rendimento

Leia mais

CSHG Equity Hedge FIC FIM

CSHG Equity Hedge FIC FIM CSHG Asset Management Comentários do gestor CSHG Equity Hedge FIC FIM Setembro de 2013 O CSHG Equity Hedge FIC FIM teve rentabilidade de 1,96% em setembro ante uma variação de 0,70% do CDI. Ao longo do

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Fundo de Investimento é uma comunhão de recursos, constituída sob a forma de condomínio que reúne recursos de vários investidores para aplicar em uma carteira diversificada de ativos financeiros. Ao aplicarem

Leia mais

Report Mensal Outubro 2009

Report Mensal Outubro 2009 São Paulo, 18 de novembro de 2009. Prezado Investidor, Assim como mencionamos nas últimas cartas, em outubro tivemos mais evidências corroborando nosso cenário de que os estímulos fiscais e monetários

Leia mais

Carta Mensal do Gestor: Novembro 2014. Prezados Investidores,

Carta Mensal do Gestor: Novembro 2014. Prezados Investidores, Carta Mensal do Gestor: Novembro 2014 Prezados Investidores, O mês de Novembro encerrou com alta do Ibovespa de 0,17%. Em 2014 o principal índice da Bolsa brasileira opera em território positivo, acumulando

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 12 de janeiro de 2015 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaques da Semana Economia internacional: Deflação na Europa reforça crença no QE (22/11); Pacote de U$1 trilhão em infraestrutura

Leia mais

Sparta Top Renda Fixa FIC FI CP LP. Outubro/2015 1

Sparta Top Renda Fixa FIC FI CP LP. Outubro/2015 1 Sparta Top Renda Fixa FIC FI CP LP Outubro/2015 1 Sparta Fundos de Investimento Gestora independente com foco na gestão de fundos abertos Tradição Focada na gestão de recursos há mais de 20 anos Excelência

Leia mais

Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV

Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV INVESTIMENTOS Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV Uma questão de suma importância para a consolidação e perenidade de um Fundo de Pensão é a sua saúde financeira, que garante

Leia mais

Carta ao Cotista Junho 2015. Ambiente Macroeconômico. Internacional

Carta ao Cotista Junho 2015. Ambiente Macroeconômico. Internacional Carta ao Cotista Junho 2015 Ambiente Macroeconômico Internacional Dados recentes do mercado de trabalho americano (desaceleração dos salários), variável chave para as perspectivas inflacionarias e decisão

Leia mais

Agosto 2012 1,43% 6,07% 0,69% 6,03% 3,32% 1,72% 0,54% 0,39% 0,12% 0,69% 10,32% 1,50% 3,51% 12,22% 1,13% -0,16% 8,79% 17,43% 1,81% -1,27%

Agosto 2012 1,43% 6,07% 0,69% 6,03% 3,32% 1,72% 0,54% 0,39% 0,12% 0,69% 10,32% 1,50% 3,51% 12,22% 1,13% -0,16% 8,79% 17,43% 1,81% -1,27% Agosto 2012 As recentes declarações das autoridades monetárias dos EUA e da Europa colocaram os investidores em uma longa espera por mais ações de estímulos. Por um lado, isso limitou o risco sistêmico,

Leia mais

Carta ao Cotista Outubro 2015. Ambiente Macroeconômico. Internacional

Carta ao Cotista Outubro 2015. Ambiente Macroeconômico. Internacional Carta ao Cotista Outubro 2015 Ambiente Macroeconômico Internacional O Banco Central europeu sinalizou a adoção de novos estímulos monetários a partir de dezembro. Isto se deve a surpresas baixistas de

Leia mais

XP TOP Dividendos FIA

XP TOP Dividendos FIA XP TOP Dividendos FIA INTRODUÇÃO O XP TOP DIVIDENDOS FIA é um Fundo de Investimento em Ações que tem como objetivo proporcionar ganho de capital, no longo prazo, a seus cotistas, por meio da gestão ativa

Leia mais

A semana em revista. Relatório Semanal 8/12/2014

A semana em revista. Relatório Semanal 8/12/2014 Relatório Semanal 8/12/2014 A semana em revista No cenário doméstico, os destaques da semana foram a Pesquisa Industrial Mensal (PIM) e a taxa de inflação (IPCA). A produção industrial do mês de outubro

Leia mais

Relatório de Análise dos Investimentos. da OABPREV SP. Abril de 2015

Relatório de Análise dos Investimentos. da OABPREV SP. Abril de 2015 Relatório de Análise dos Investimentos da OABPREV SP Abril de 2015 1. Introdução O presente Relatório de Análise dos Investimentos visa fornecer algumas análises quantitativas do mercado (indicadores financeiros),

Leia mais

APRESENTAÇÃO XP UNIQUE QUANT

APRESENTAÇÃO XP UNIQUE QUANT APRESENTAÇÃO XP UNIQUE QUANT SUMÁRIO 1. Histórico XP 2. Apresentação XPG 3. Organograma XPG 4. Equipe de Gestão Quant 5. XP Unique Quant. Metodologia de Análise. Conceitos Quantitativos. Estratégia. Exemplos

Leia mais

Informe Mensal. Novembro 2013. XP Gestão de Recursos: Palavra dos Gestores. Índice. Palavra dos Gestores Renda Variável 1

Informe Mensal. Novembro 2013. XP Gestão de Recursos: Palavra dos Gestores. Índice. Palavra dos Gestores Renda Variável 1 Renda Variável No final do mês de Outubro, logo após o anuncio da Petrobras acerca da apresentação de uma possível fórmula para o reajuste automático dos combustíveis, em seu conselho de administração,

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. Julho 2010 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. Julho 2010 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Edge Investimentos Ltda. Av. Ayrton Senna 3000 Bloco 2 324 Rio de Janeiro RJ Tel: +55 (21) 2421-4262 www.edgeinvestimentos.com.br Administrador/ Distribuidor:

Leia mais

Cenário Econômico como Direcionador de Estratégias de Investimento no Brasil

Cenário Econômico como Direcionador de Estratégias de Investimento no Brasil Cenário Econômico como Direcionador de Estratégias de Investimento no Brasil VII Congresso Anbima de Fundos de Investimentos Rodrigo R. Azevedo Maio 2013 2 Principal direcionador macro de estratégias de

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL DAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS DOS RECURSOS DA ASSISTÊNCIA JANEIRO-2015

RELATÓRIO MENSAL DAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS DOS RECURSOS DA ASSISTÊNCIA JANEIRO-2015 INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE NOVO HAMBURGO RELATÓRIO MENSAL DAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS DOS RECURSOS DA ASSISTÊNCIA JANEIRO- ÍNDICE DEMOSTRATIVO DAS APLICAÇÕES DA

Leia mais

Fundos de Investimentos

Fundos de Investimentos Fundos de Investimentos 1 O que e um fundo de investimentos? Um fundo de investimentos concentra em uma unica entidade juridica, varios investidores com o mesmo objetivo e que compartilham a mesma estrategia

Leia mais

Carta Mensal Mauá Sekular

Carta Mensal Mauá Sekular Mauá Participações I e II www.mauasekular.com.br contato@mauasekular.com.br Carta Mensal Mauá Sekular Fundos Macro Maio 2015 Sumário (I) (II) (III) Cenário Internacional Cenário Doméstico Principais Estratégias

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV CENÁRIO ECONÔMICO EM JULHO São Paulo, 05 de agosto de 2011. O desordenado cenário externo seguiu impondo fortes perdas aos mercados de ações em todo o mundo durante o mês de julho. As bolsas de valores

Leia mais

Relatório de Análise dos Investimentos. da OABPREV SP. Maio de 2015

Relatório de Análise dos Investimentos. da OABPREV SP. Maio de 2015 Relatório de Análise dos Investimentos da OABPREV SP Maio de 2015 1. Introdução O presente Relatório de Análise dos Investimentos visa fornecer algumas análises quantitativas do mercado (indicadores financeiros),

Leia mais

Cenário Econômico. Alocação de Recursos

Cenário Econômico. Alocação de Recursos BB Gestão de Recursos DTVM S.A. Cenário Econômico UGP- Unidade de Gestão Previdenciária BB Gestão de Recursos DTVM S. A. Alocação de Recursos setembro/2015 Outubro/2015 Cenário Econômico Economia Internacional

Leia mais

FCLCapital. Junho 2015. www.fclcapital.com

FCLCapital. Junho 2015. www.fclcapital.com Junho 2015 www.fclcapital.com FCL Equities FIA Filosofia de Investimentos - Pág. 4 Estratégia Long-Biased - Pág. 5 Processo de Investimentos - Pág. 6 Gestão de Riscos - Pág. 10 1 Plano de Crescimento Plano

Leia mais

Carta de Gestão Junho 2010

Carta de Gestão Junho 2010 Carta de Gestão Junho 2010 O mês de junho foi marcado pela continuidade no movimento de aversão a risco verificado em maio, a partir da divulgação de indicadores que começaram a apontar para uma desaceleração

Leia mais

Mais variáveis endógenas do que exógenas no horizonte.

Mais variáveis endógenas do que exógenas no horizonte. EXODUS Institucional - Março/15 Mais variáveis endógenas do que exógenas no horizonte. A reunião do Copom marcada para os dias 28 e 29 de abril deixa o mercado em alerta. O IPCA subiu ainda mais no mês

Leia mais

Cenários. Cenário Internacional. Cenário Nacional

Cenários. Cenário Internacional. Cenário Nacional Ano 7 Edição: março/2015 nº 55 Informações referentes a fevereiro/2015 Cenários Cenário Internacional O mês de fevereiro trouxe menos volatilidade para os mercados financeiros quando comparado ao mês anterior.

Leia mais

Relatório de Gestão Invext FIA. Maio - Junho

Relatório de Gestão Invext FIA. Maio - Junho Relatório de Gestão Maio - Junho 2013 1 Filosofia O é um fundo de ações alinhado com a filosofia de value investing. O fundo possui uma estratégia de gestão que busca capturar de forma contínua oportunidades

Leia mais

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar.

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. FUNDO REFERENCIADO DI Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. Para tal, investem no mínimo 80% em títulos públicos federais

Leia mais

Classificação da Informação: Uso Irrestrito

Classificação da Informação: Uso Irrestrito Cenário Econômico Qual caminho escolheremos? Cenário Econômico 2015 Estamos no caminho correto? Estamos no caminho correto? Qual é nossa visão sobre a economia? Estrutura da economia sinaliza baixa capacidade

Leia mais

Rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV no 1º Trimestre de 2014

Rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV no 1º Trimestre de 2014 Investimentos Rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV no 1º Trimestre de 2014 Como forma de manter os Participantes informados sobre a evolução do seu Plano no que diz respeito à rentabilidade dos

Leia mais

VITER GEICO. Vice-Presidência de Gestão. Gerência Nacional de Investidores Corporativos

VITER GEICO. Vice-Presidência de Gestão. Gerência Nacional de Investidores Corporativos VITER Vice-Presidência de Gestão de Ativos de Terceiros GEICO Gerência Nacional de Investidores Corporativos CENÁRIOS ECONÔMICOS JUROS JUROS x INFLAÇÃO x META ATUARIAL Meta Atuarial = 6,00% + IPCA (FOCUS

Leia mais

CSHG Verde AM Horizonte FIC FIM IE

CSHG Verde AM Horizonte FIC FIM IE CSHG Verde AM Horizonte FIC FIM IE MODELO DE GESTÃO Não está autorizada a distribuição deste material sob nenhuma hipótese. Este material foi preparado pela Verde Asset Management S.A., bem como suas sociedades

Leia mais

Informativo Wealth AAI. Dezembro 2014

Informativo Wealth AAI. Dezembro 2014 Informativo Wealth AAI Dezembro 2014 Sobre o Informativo Wealth AAI Visando ampliar o nível de informação e melhor atendimento aos nossos clientes e parceiros, a Wealth Management da Gradual envia um informativo

Leia mais

SULAMERICA INVESTIMENTOS Apresentação Institucional

SULAMERICA INVESTIMENTOS Apresentação Institucional SULAMERICA INVESTIMENTOS Apresentação Institucional 3 A SULAMERICA VOCÊ JÁ CONHECE 116 anos no mercado 4.947 funcionários 6,7 milhões de clientes 54 filiais 35 C.A.S.A.s Maior grupo segurador independente

Leia mais

Política e Alternativas de Investimentos. Alessandra Cardoso Towers Watson

Política e Alternativas de Investimentos. Alessandra Cardoso Towers Watson Política e Alternativas de Investimentos Alessandra Cardoso Towers Watson Processo de gestão de recursos Governança Definir Definição dos objetivos Alocação dos recursos Estrutura de investimento Executar

Leia mais

A presente Instituição aderiu ao Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de Investimento. CARACTERÍSTICAS HG Verde Fundo de Investimento Multimercado FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS

Leia mais

Relatório de Gestão Renda Fixa e Multimercados Junho de 2013

Relatório de Gestão Renda Fixa e Multimercados Junho de 2013 Relatório de Gestão Renda Fixa e Multimercados Junho de 2013 Política e Economia Atividade Econômica: Os indicadores de atividade, de forma geral, apresentaram bom desempenho em abril. A produção industrial

Leia mais

INFORME FINACAP DTVM

INFORME FINACAP DTVM INFORME FINACAP DTVM Histórico de crescimento até a criação da Finacap DTVM Março/97 - A Finacap nasce como empresa de consultoria financeira, a Finacap - Consultoria Financeira e Mercado de Capitais.

Leia mais

XP FIA BDR NÍVEL 1. Análise do Trimestre

XP FIA BDR NÍVEL 1. Análise do Trimestre XP FIA BDR NÍVEL 1 O XP FIA BDR NÍVEL I é um Fundo de Ações que tem como objetivo proporcionar ganhos de capital no longo prazo a seus cotistas, através de gestão ativa no mercado acionário internacional,

Leia mais

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

Setembro 2012. Variação. Ano. Variação. Ano. Mensal Set2012. Mensal - Ago2012 IGP-M CDI 6,60% 7,09% 0,97% 0,54% IPCA-15 IBOV 4,27% 3,70% 0,48% 3,81%

Setembro 2012. Variação. Ano. Variação. Ano. Mensal Set2012. Mensal - Ago2012 IGP-M CDI 6,60% 7,09% 0,97% 0,54% IPCA-15 IBOV 4,27% 3,70% 0,48% 3,81% Setembro 2012 O principal destaque de setembro foi, sem dúvida nenhuma, as novas medidas de estímulos monetários e fiscais ao redor do mundo, como forma dos governos reagirem à fraqueza da economia global.

Leia mais

NOTA MENSAL Dezembro/2006. Quest Fundos Multimercados

NOTA MENSAL Dezembro/2006. Quest Fundos Multimercados NOTA MENSAL Dezembro/20 Quest Fundos Multimercados O ambiente de mercado foi bastante positivo em dezembro, em função do aumento da confiança de um pouso suave da economia americana, apesar dos riscos

Leia mais

Carta Mensal. Maio 2012

Carta Mensal. Maio 2012 Fundos de investimento não contam com a garantia do administrador, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do fundo garantidor de créditos FGC. A rentabilidade passada não representa

Leia mais

Extrato de Fundos de Investimento

Extrato de Fundos de Investimento São Paulo, 01 de Setembro de 2015 Prezado(a) FUNDO DE PENSAO MULTIPATR OAB 03/08/2015 a 31/08/2015 Panorama Mensal Agosto 2015 O mês de agosto novamente foi marcado por grande volatilidade nos mercados

Leia mais

DI BLASI CONSULTORIA FINANCEIRA LTDA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE CAMAÇARI. Relatório dos Investimentos Março/2011

DI BLASI CONSULTORIA FINANCEIRA LTDA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE CAMAÇARI. Relatório dos Investimentos Março/2011 DI BLASI CONSULTORIA FINANCEIRA LTDA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE CAMAÇARI Relatório dos Investimentos Março/2011 Rio de Janeiro (RJ), 12 de abril de 2011 CENÁRIO ECONÔMICO No primeiro trimestre

Leia mais

Extrato de Fundos de Investimento

Extrato de Fundos de Investimento Extrato de Fundos de Investimento São Paulo, 01 de Outubro de 2012 Prezado(a) Período de Movimentação FUNDO DE PENSAO MULTIPATR OAB 03/09/2012 a 28/09/2012 Panorama Mensal Setembro de 2012 O mês de setembro

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

DESEMPENHO DOS INVESTIMENTOS PLANO BD Junho/2015

DESEMPENHO DOS INVESTIMENTOS PLANO BD Junho/2015 Junho/2015 DESEMPENHO DOS INVESTIMENTOS PLANO BD Junho/2015 ANÁLISE GLOBAL DOS INVESTIMENTOS DO PLANO Os investimentos do Plano BD apresentaram, em junho, rentabilidade de 1,24%, o que representa 101,64%

Leia mais

XP TOP DIVIDENDOS FIA

XP TOP DIVIDENDOS FIA XP TOP DIVIDENDOS FIA INTRODUÇÃO O XP TOP DIVIDENDOS FIA é um Fundo de Investimento em Ações que tem como objetivo proporcionar ganhos de capital, no longo prazo, a seus cotistas, por meio da gestão ativa

Leia mais

Carta do Gestor. Vento Contra. Caros Investidores,

Carta do Gestor. Vento Contra. Caros Investidores, Carta do Gestor Vento Contra Caros Investidores, Há alguns meses temos ressaltado em nossas cartas a piora do ambiente global para as economias emergentes. Esse vento contra, formado inicialmente pela

Leia mais

CARTA JBI FOCUS #8 Dezembro 2011

CARTA JBI FOCUS #8 Dezembro 2011 CARTA JBI FOCUS #8 Dezembro 2011 ÍNDICE DESTAQUES DA CARTEIRA... 3 I. MARCOPOLO... 3 II. MILLS... 3 III. BEMATECH... 4 DESEMPENHO DA CARTEIRA... 6 I. JB FOCUS FIC DE FIA... 6 2 Carta JBI Focus #8 dez/11

Leia mais

Cenário. Ibovespa 60.000 50.000 40.000 30.000 20.000 10.000. set-02. set-06. set-04. set-05. set-03. jan-02. jan-04. jan-03. jan-05. jan-06.

Cenário. Ibovespa 60.000 50.000 40.000 30.000 20.000 10.000. set-02. set-06. set-04. set-05. set-03. jan-02. jan-04. jan-03. jan-05. jan-06. Data Base: jun/07 Cenário O Brasil está começando a firmar-se como economia estável e previsível. A queda dos juros vem diminuindo o atrativo dos investimentos em títulos do Governo. Quanto mais credibilidade

Leia mais

Evolução Recente das Principais Aplicações Financeiras

Evolução Recente das Principais Aplicações Financeiras Evolução Recente das Principais Aplicações Financeiras As principais modalidades de aplicação financeira disponíveis no mercado doméstico caderneta de poupança, fundos de investimento e depósitos a prazo

Leia mais

Cenários. Cenário Internacional. Cenário Nacional

Cenários. Cenário Internacional. Cenário Nacional Ano 6 Edição: outubro/2014 nº 50 Informações referentes a setembro/2014 Cenários Cenário Internacional A economia norte-americana continua indicando crescimento sustentável. No entanto, nos últimos meses,

Leia mais

Três fatores principais diferenciam o XP TOP DIVIDENDOS FIA dos Fundos de Investimento tradicionais, comumente encontrados no mercado.

Três fatores principais diferenciam o XP TOP DIVIDENDOS FIA dos Fundos de Investimento tradicionais, comumente encontrados no mercado. XP TOP dividendos FIA INTRODUÇÃO O XP TOP DIVIDENDOS FIA é um Fundo de Investimento em Ações que tem como objetivo buscar a valorização de suas cotas em um horizonte de longo prazo, por meio da composição

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO TITAN TI 14.115.121/0001-93 Mês de Referência: Junho de 2016

FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO TITAN TI 14.115.121/0001-93 Mês de Referência: Junho de 2016 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO TITAN TI 14.115.121/0001-93 Mês de Referência: Junho de 2016 Formulário de Informações Complementares O formulário

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Gestão Financeira Prof. Marcelo Cruz Fundos de Investimento 3 Uma modalide de aplicação financeira Decisão de Investimento 1 Vídeo: CVM Um fundo de investimento é um condomínio que reúne recursos de um

Leia mais

Palavra do Gestor. Novembro, 2014. XP Gestão de Recursos. Cenário Macroeconômico e palavra do CEO ELEIÇÃO MERCADOS PERFORMANCE.

Palavra do Gestor. Novembro, 2014. XP Gestão de Recursos. Cenário Macroeconômico e palavra do CEO ELEIÇÃO MERCADOS PERFORMANCE. Cenário Macroeconômico e palavra do CEO O grande evento do mês foi sem dúvida a confirmação do resultado das urnas com a reeleição da candidata do PT, Dilma Rousseff, por uma pequena margem sobre o candidato

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV CENÁRIO ECONÔMICO EM FEVEREIRO São Paulo, 04 de março de 2011. O mês de fevereiro foi positivo para os mercados de ações. Entretanto, o período foi marcado pelo aumento das tensões geopolíticas, com diversos

Leia mais

Carteira Recomendada RENDA FIXA segunda-feira, 4 de maio de 2015

Carteira Recomendada RENDA FIXA segunda-feira, 4 de maio de 2015 1. Alocação recomendada para Maio de 2015 Classe de Ativo Carteira Conservadora* Carteira Moderada* Carteira Agressiva* Curto Prazo Longo Prazo Curto Prazo Longo Prazo Curto Prazo Longo Prazo Pós-Fixado

Leia mais

a) mercados de derivativos, tais como, exemplificativamente, índices de ações, índices de preços, câmbio (moedas), juros;

a) mercados de derivativos, tais como, exemplificativamente, índices de ações, índices de preços, câmbio (moedas), juros; CREDIT SUISSE HEDGINGGRIFFO 1. Públicoalvo LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS dezembro/2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o CSHG EQUITY HEDGE LEVANTE FUNDO DE INVESTIMENTO

Leia mais

CAIXA RIO BRAVO FUNDO DE FII (CXRI11) Informativo Mensal Janeiro/2015

CAIXA RIO BRAVO FUNDO DE FII (CXRI11) Informativo Mensal Janeiro/2015 Objetivo e Política do Fundo O fundo CAIXA RIO BRAVO FUNDO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII tem como objetivo proporcionar retorno aos seus cotistas por meio de uma carteira diversificada de

Leia mais