Dia Mundial da Acreditação. Acreditação: Facilitando o Comércio Mundial Visão do LRQA Business Assurance. L.C.M.Bueno da Silva

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Dia Mundial da Acreditação. Acreditação: Facilitando o Comércio Mundial Visão do LRQA Business Assurance. L.C.M.Bueno da Silva"

Transcrição

1 Dia Mundial da Acreditação Acreditação: Facilitando o Comércio Mundial Visão do LRQA Business Assurance L.C.M.Bueno da Silva LRQA Brazil BC 13 de Junho 2013

2 Agenda Introdução Características do comércio atual Inquietação do Negócio Certificação de 3ª parte- um bom indicador Robustez conferida pela Acreditação Considerações finais

3 O Grupo Lloyd s Register Escritórios em 250 localidades no mundo entregando serviços em mais de 228 países e territórios Mais de 8,200 colaboradores, de 90 nacionalidades Formado por 102 companhias Mais de 250 anos de existencia Quatro divisões de negócios: Maritimo Energia Transportes Sistemas de Gestão (LRQA) Faturamento anual na casa dos USD 1.5 Bi

4 Um pouco sobre LRQA Mais de 1,500 auditores 1, Escritórios São mais de 25 anos de experienciae conhecimento 25+ Mais de 45,000 clientes Temos mais de 50 acreditações no mundo , ,000+ Mais de 60,000 certificados emitidos 120+ Realizamos auditorias em mais de 120 países

5 Características do comercio atual Muito ágil Varias alternativas para identificação dos parceiros Sem fronteiras Possibilidade de contato quase de imediato. Diferentes tecnologias disponíveis no mercado para potencializar imagem Fornecedores contando com ampla gama de artifícios para vender sua proposta. Preço cada vez mais contando como o grande apelo, capaz de contagiar até aos mais experientes Oferta de grandes vantagens se fechar o pedido agora! Portais muito atraentes... Então, como tomar decisões seguras quanto à capacidade de um determinado fornecedor ( técnicas, escala, prazos, financeiro, de reação, de compor no futuro, etc.)

6 Características do comércio atual Promessas são feitas Avalia-se eventual risco de algo sair errado na produção/ construção/ fabricação Identificam-se maneiras de mitigar tais riscos, as quais são, então, negociadas Responsabilidades são assumidas Penalidades são impostas/ acordadas Acordos/ contratos são assinados

7 Inquietações do Negócio Cadeias de suprimentos e de contratação de serviços estão cada vez mais globalizadas, produzindo riscos de maior complexidade, demandando sistemas capazes de gerenciar e mitigar tais impactos Avaliações de fornecedores e seu gerenciamento tornam-se cada vez mais críticos a partir do fato que a localização deles ultrapassa limites geográficos e passam cada vez mais a incluírem atividades core Na prática, a resposta para toda essa inquietação pode estar nos Sistemas de Gestão que, mais e mais, se tornam inexoravelmente conectados ao asseguramento do negócio Valoriza-se cada vez mais o trabalho da auditoria de 3ª parte dentro de esquemas acreditados, como meio de demonstrar transparência e bons propósitos.

8 Definições Certificação: Certificação de Sistemas de Gestão, de Produtos,de Processos ou serviços, ou mesmo de pessoas atesta a conformidade com relação aos requisitos normativos especificados. Acreditação Acreditação é o reconhecimento formal por um organismo de acreditação, de que um Organismo de Avaliação da Conformidade - OAC (laboratório, organismo de certificação ou organismo de inspeção) atende a requisitos previamente definidos e demonstra ser competente para realizar suas atividades com confiança, assegurando um trabalho imparcial e consistente.

9 Como a certificação irá afetar o meu Negócio? Nós, no LRQA, cremos ser esta a primeira pergunta que deve ser bem respondida pelo cliente.

10 Como a certificação irá afetar o meu Negócio? O O seu Sistema Certificado deveria: Levar melhorias aos seus Sistemas e Processos Ajudá-lo a reduzir custos através da maiores eficiências Identificar áreas onde melhorias poderiam ser obtidas Levar a melhoria do seu desempenho financeiro

11 Existência de Sistemas de Gestão certificado como indicador de Organização de Comprometimento As série de normas ISO 900O provê uma base para Organizações que queiram demonstrar às partes interessadas o seu comprometimento em atender às especificações acordadas e à melhoria continuada, tendo como foco o Cliente. Formas de evidenciar atendimento aos requisitos da norma: 1ª Parte 2ª Parte 3ª Parte Benefício da Certificação de 3ª parte dentro de esquema Acreditado: Metodologia documentada e reconhecida internacionalmente refletindo as melhores praticas Auditorias realizadas de forma independente, imparcial e atendendo à especificações acordadas Auditorias executadas por pessoal qualificado e experiente no setor, conhecedor da realidade do mercado onde o cliente atua.

12 Existência de Certificação de Produto, assim como de Laboratório, dentro de esquemas acreditados como indicador de Organização de Comprometimento As organizações que apresentam certificado de produto ou serviço evidenciam às partes interessadas o seu comprometimento em atender às especificações acordadas e à melhoria continuada, tendo como foco o Cliente. Benefício da Certificação sob de uma acreditação: Metodologia documentada e reconhecida internacionalmente refletindo as melhores praticas Auditorias realizadas de forma independente, imparcial e atendendo à especificações acordadas Auditorias executadas por pessoal qualificado e experiente no setor, conhecedor da realidade do mercado onde o cliente atua.

13 Existência de Sistemas de Gestão acreditado para a prestação de Serviços de Verificação de Inventários de Gases de Efeito Estufa como indicador de Organização de Comprometimento As Organizações prestadoras de serviços de Validação ou de Verificação, sob Acreditação, de projetos de MDL ou mesmo de Verificação do atendimento aos requisitos de esquemas específicos como GHG Protocol, Gold Standard, WCD, ou mesmo ISO 14046, entre outros, evidenciam às partes interessadas o seu comprometimento em atender às especificações acordadas e à melhoria continuada. Benefício da prestação de tais serviços sob de uma acreditação: Metodologia documentada e reconhecida internacionalmente refletindo as melhores praticas Validações/ Verificações realizadas de forma independente, imparcial e atendendo à especificações acordadas Auditorias executadas por pessoal qualificado e experiente no setor, conhecedor da realidade do setor/ projeto aplicável. As atividades do prestação dos serviços são periodicamente auditadas pelo acreditador no sentido de vir a constatar o atendimentos aos procedimentos aprovados.

14 Como o Acreditador adiciona valor ao certificado Trazendo e praticando os 3 I s: Independência Imparcialidade Integridade Fazendo valer os requisitos da norma internacional: OCS, OCA e OCO : ISO 17021:2011 (Avaliação da Conformidade-Requisitos para Organismos que fornecem auditoria e certificação de Sistemas de Gestão...) OCP - ISO Guide 65 que será ISO/IEC 17065:2012 ( Requisitos para Organismos de Certificadores de Produtos, Processos e Serviços) Laboratórios ISO Requisitos Gerais para Competências de Laboratórios de Ensaios e Calibração ( RBC e RBEL ) Validação/ Verificação de projetos de MDL - UNFCCC Utilizando-se de Auditores experientes, qualificados e alinhados com os seus valores e focados no que as partes interessadas valorizam/ demandam (usuários, sociedade, etc.) Mantendo sintonia com o mercado e vigilante com relação a eventuais deslizes ou mal praticas Realizando auditorias de acreditação, manutenção e de reacreditação, de escritório e de testemunho, focando o que é pertinente e no que é relevante no caso específico

15 Qual é o valor da acreditação? Para o comprador/ tomador do produto ou serviço (B2B) Para o consumidor final Para os Orgãos Governamentais Para a Sociedade como um todo Para o Comércio em geral

16 Considerações Finais

17 QMS Sinais de que a Acreditação esta facilitando a Comércio Mundial Mais de 1 milhão de Certificados emitidos no Mundo Vista como a forma correta de realizar negócios na Europa Hoje, a China, tem o maior crescimento em números de certificados emitidos Mais e mais a presença do terceiro, competente e monitorado, é vista como chave com relação ao crescimento estratégico Diretores da Qualidade emergem como membroschave do Time de Gestão de Grandes Organizações

18 Independent research ISO adopters have higher rates of corporate survival, sales and employment growth Aqueles que adotam a ISO têm maiores taxas de perenidade, de vendas e de crescimento de emprego Professor Mike Toffel, Harvard Business School

19 Independent research Our results indicate that companies looking for long-term supplier relationships can use ISO 9001 as a useful predictor of supplier longevity Os resultados que obtivemos indicam que Organizações que buscam relacionamentos de longo-prazo podem utilizar a ISO 9001 como um indicador de fornecedor com perenidade Professor Mike Toffel, Harvard Business School

20 Independent research By looking where they might not have looked before, a management system can help top management control organizational risks. Ao olhar pra onde eventualmente não se olhou anteriormente, um Sistema de Gestão pode ajudar à alta administração a controlar os riscos da sua organização Dr. Nigel H. Croft Chair ISO subcommittee ISO/TC 176/SC 2, Quality Systems;

21 Compliance to Performance The value of certification in economic downturn Certification to ISO enabled ALcontrol to save 1.5 million KwH over the past 2 years which is a cost saving of over 100,000. For ALcontrol certification doesn t cost, it pays. David Doherty, Group Health, Safety and Environmental Manager, ALcontrol Laboratories A Certificação ISO permitiu à Alcontrol economizar 1.5 milhões de KwH nos últimos 2 anos, uma economia de mais de R$ 337,000. Para a Alcontrol a certificação não custa, ela se paga.

22 Compliance to Performance The value of certification in economic downturn With each standard we implemented, we found that our performance increased. We found ourselves on a journey with increasing levels of performance and results, from quality, to environmental to, health and safety, which drove competitive advantage as well as employee engagement and morale. Indraneel Guha, Associate Vice President BILT A cada norma que implementamos, verificamos que o nosso desempenho melhorou. No momento nos encontramos numa trajetória de níveis mais altos de desempenho e resultados, da qualidade ao meio ambiente e com relação à saúde e segurança ocupacional, os quais levaram à vantagem competitiva bem como um melhor engajamento do nosso pessoal e melhora da moral.

23 Considerações Finais Muito se progrediu no aprimoramento dos Serviços de Certificação e de Acreditação nas duas últimas décadas. Os Esquemas de Acreditação através de Normas Internacionais têm contribuido com benefícios sem precedentes no que se refere à mudança de patamar no atendimento às expectativas da cadeia de fornecimento. Hoje se tem muito mais domínio na hora de especificar o que se busca e compra. Não há dúvidas dos benefícios que a prática de sistemas de gestão robustos têm trazido para as organizações comprometidas com o atendimento às expectativas das partes interessadas. A Certificação destes Sitemas de Gestão, dentro de Esquemas Acreditados, têm promovido o nível de transparência e a credibilidade que acabam por oferecer o conforto e a segurança para a comercialização de produtos e serviços dentro da cadeia de fornecimento, seja ela na esfera local, nacional ou internacional. Exemplos de benefícios já colhidos: Setor de alimentos ( embalagens, informação, recalls, etc ) Setor automotivo ( segurança, conforto, recalls, etc ) Mas considerar que já chegamos lá seria um erro imperdoável

24 The future ISO 9001 / / OHSAS revision by 2014 onwards What will change? Risk Management? Direct links between performance and an organisation s management system Linking management system to stakeholder needs What will it mean to your organisation

25 Muito Obrigado

26 Para maiores informações, favor contatar: Luiz Carlos Bueno da Silva Escritório Central para o Brasil Rua Helena 235 6º andar Vila Olímpia São Paulo Capital CEP: T: E: W:

Adicionando Credibilidade às Ações em Mudanças Climáticas: Validações e Verificações ISO14064, VCS e MDL Britcham, 30 Setembro 2008

Adicionando Credibilidade às Ações em Mudanças Climáticas: Validações e Verificações ISO14064, VCS e MDL Britcham, 30 Setembro 2008 Adicionando Credibilidade às Ações em Mudanças Climáticas: Validações e Verificações ISO14064, VCS e MDL Britcham, 30 Setembro 2008 Luis F. Filardi Carneiro Gerente GHG América Latina Agenda Introdução;

Leia mais

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO NBR ISO/IEC 27002: 2005 (antiga NBR ISO/IEC 17799) NBR ISO/IEC 27002:2005 (Antiga NBR ISO/IEC 17799); 27002:2013. Metodologias e Melhores Práticas em SI CobiT; Prof. Me. Marcel

Leia mais

NORMALIZAÇÃO DE PROCESSOS MÓDULO 7. TIPOS DE CERTIFICAÇÃO continuação

NORMALIZAÇÃO DE PROCESSOS MÓDULO 7. TIPOS DE CERTIFICAÇÃO continuação NORMALIZAÇÃO DE PROCESSOS MÓDULO 7 TIPOS DE CERTIFICAÇÃO continuação Índice 1. Tipos de certificação - continuação...3 1.1. Sistema da Segurança e Saúde Ocupacional (OHSAS 18001)... 3 1.2. Segurança da

Leia mais

SIMCAP Simpósio de Computação Aplicada

SIMCAP Simpósio de Computação Aplicada SIMCAP Simpósio de Computação Aplicada Norma ISO ABNT/IEC 20000 A relação da norma com a implementação das melhores práticas do ITIL v.3 Guarulhos 2012 William Sonego 2009062986 Thiago Souza 2009038228

Leia mais

Julho/2014 a Março/2015. Catálogo de Treinamentos. Treinamentos BSI. Transformando nossa experiência em seu conhecimento.

Julho/2014 a Março/2015. Catálogo de Treinamentos. Treinamentos BSI. Transformando nossa experiência em seu conhecimento. Julho/2014 a Março/2015 Catálogo de Treinamentos. Treinamentos BSI. Transformando nossa experiência em seu conhecimento. Conteúdo. Por que realizar nossos treinamentos? 4 Nossa abordagem 4 Nossos instrutores

Leia mais

Coordenação Geral de Acreditação ORIENTAÇÃO PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO. Documento de caráter orientativo DOQ-CGCRE-012

Coordenação Geral de Acreditação ORIENTAÇÃO PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO. Documento de caráter orientativo DOQ-CGCRE-012 Coordenação Geral de Acreditação ORIENTAÇÃO PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO Documento de caráter orientativo DOQ-CGCRE-012 Revisão 02 Fev/2010 DOQ-CGCRE-012 Rev. 02 Fev/2010 Página: 02/12

Leia mais

Qualidade e Sustentabilidade O importante papel da ISO.

Qualidade e Sustentabilidade O importante papel da ISO. Qualidade e Sustentabilidade O importante papel da ISO. Dr Nigel H Croft Chairman, ISO/TC 176/SC 2 Quality Systems Membro do Grupo de Coordenação Técnica de Sistemas de Gestão da ISO Nov 2014 2 Normas

Leia mais

ISO 14001:2015 SAIBA O QUE MUDA NA NOVA VERSÃO DA NORMA

ISO 14001:2015 SAIBA O QUE MUDA NA NOVA VERSÃO DA NORMA ISO 14001:2015 SAIBA O QUE MUDA NA NOVA VERSÃO DA NORMA SUMÁRIO Apresentação ISO 14001 Sistema de Gestão Ambiental Nova ISO 14001 Principais alterações e mudanças na prática Estrutura de alto nível Contexto

Leia mais

IT Governance e ISO/IEC 20000. Susana Velez

IT Governance e ISO/IEC 20000. Susana Velez IT Governance e ISO/IEC 20000 Susana Velez Desafios de TI Manter TI disponível Entregar valor aos clientes Gerir os custos de TI Gerir a complexidade Alinhar TI com o negócio Garantir conformidade com

Leia mais

GUIA PARA O RECONHECIMENTO DOS PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE

GUIA PARA O RECONHECIMENTO DOS PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE MERCOSUL/GMC/RES. Nº 14/05 GUIA PARA O RECONHECIMENTO DOS PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto e as Resoluções Nº 38/95, 77/98, 56/02,

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Rafael D. Ribeiro, M.Sc. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br A expressão ISO 9000 (International Organization for Standardization) designa um grupo de normas técnicas que estabelecem

Leia mais

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio?

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? A Tecnologia da Informação vem evoluindo constantemente, e as empresas seja qual for seu porte estão cada

Leia mais

Asseguração de Relatórios de Sustentabilidade Denise Saboya 23 de setembro de 2009

Asseguração de Relatórios de Sustentabilidade Denise Saboya 23 de setembro de 2009 Asseguração de Relatórios de Sustentabilidade Denise Saboya 23 de setembro de 2009 Relembrando conceitos de sustentabilidade Desenvolvimento Econômico Responsabilidade Social Maximização do retorno do

Leia mais

Padrão de Gerenciamento de Riscos de Infecção

Padrão de Gerenciamento de Riscos de Infecção Padrão de Gerenciamento de Riscos de Infecção Palestrante: Anatércia Miranda Auditor ONA/ISO DNV-Healthcare DNV Business Assurance, South America Mobile: +55 31 9978 28 19 Web: www.dnvba.com.br DNV Det

Leia mais

CPIC BRASIL Reforços para o Mercado Eólico. www.cpicfiber/brasil.com

CPIC BRASIL Reforços para o Mercado Eólico. www.cpicfiber/brasil.com CPIC BRASIL Reforços para o Mercado Eólico www.cpicfiber/brasil.com AGENDA 1 INFORMAÇÃO RELEVANTES PARA O MERCADO 2 CPIC CHINA APRESENTAÇÃO 3 CPIC BRASIL APRESENTAÇÃO CAPACIDADE INSTALADA NO MUNDO EM 2011

Leia mais

A Norma ISO 14064 Mudanças Climáticas. Vitor Feitosa Coordenador do SC-09 da ABNT/CB-38

A Norma ISO 14064 Mudanças Climáticas. Vitor Feitosa Coordenador do SC-09 da ABNT/CB-38 A Norma ISO 14064 Mudanças Climáticas Vitor Feitosa Coordenador do SC-09 da ABNT/CB-38 ISO WG5 Mudanças Climáticas ISO TC 207 - Environmental Management Working Group 5 Mudanças Climáticas Implantado em

Leia mais

Tendências das Atividades de Normalização e Avaliação da Conformidade identificadas nos Fóruns Internacionais

Tendências das Atividades de Normalização e Avaliação da Conformidade identificadas nos Fóruns Internacionais Tendências das Atividades de Normalização e Avaliação da Conformidade identificadas nos Fóruns Internacionais Nigel H Croft Chairman, ISO/TC176/SC2 Quality Systems May 2013 (c) Nigel H Croft 1 Principais

Leia mais

Integração de sistemas de gestão na busca de negócios sustentáveis

Integração de sistemas de gestão na busca de negócios sustentáveis Integração de sistemas de gestão na busca de negócios sustentáveis Nigel H Croft Presidente do Conselho APCER Brasil Chairman, ISO/TC 176/SC 2 Quality Systems Membro do Grupo de Coordenação Técnica de

Leia mais

Uso Exclusivo em Treinamento

Uso Exclusivo em Treinamento Web Site: www.simplessolucoes.com.br ABNT NBR ISO 9001:2008 Uso Exclusivo em Treinamento SUMÁRIO 0. Introdução 2 0.1 Generalidades 2 0.2 Abordagem de processo 3 0.3 Relação com a norma NBR ISO 9004 5 0.4

Leia mais

Verificação e Validação de Projetos e Inventários de Gases de Efeito Estufa conforme ISO14064

Verificação e Validação de Projetos e Inventários de Gases de Efeito Estufa conforme ISO14064 Verificação e Validação de Projetos e Inventários de Gases de Efeito Estufa conforme ISO14064 Nasario de S.F. Duarte Jr. Resumo:o mercado de créditos de carbono assume proporções econômicas elevadas, e

Leia mais

Sustentabilidade o papel da nova geracao de Normas de Sistemas de Gestao.

Sustentabilidade o papel da nova geracao de Normas de Sistemas de Gestao. Sustentabilidade o papel da nova geracao de Normas de Sistemas de Gestao. Dr Nigel H Croft Presidente do Conselho, APCER Brasil Chairman, ISO/TC 176/SC 2 Quality Systems Membro do Grupo de Coordenação

Leia mais

Auditoria para Certificação de Software Baseado nas normas ISO 25000

Auditoria para Certificação de Software Baseado nas normas ISO 25000 SQS the world s leading specialist in software quality sqs.com Please copy a slide with a suitable picture from the file Title Slides_EN.pptx (change to presentation mode to download) and paste it here.

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA INTEGRIDADE OPERACIONAL

SISTEMA DE GESTÃO DA INTEGRIDADE OPERACIONAL SISTEMA DE GESTÃO DA INTEGRIDADE OPERACIONAL IDENTIFICAÇÃO DE RISCOS À IMPARCIALIDADE E MECANISMO PARA SALVAGUARDAR A IMPARCIALIDADE GLOBAL PROCEDIMENTO OI-L3-703-SAM-(BR)-IND-9264 Revisão: 00 Data de

Leia mais

Calibração de Equipamentos

Calibração de Equipamentos Vídeo Conferência Calibração de Equipamentos Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Paraná Junho/2014 Diferença entre calibração e a verificação metrológica Calibração Estabelece o erro de medição e

Leia mais

Certificação de Software Baseado nas normas ISO 25000

Certificação de Software Baseado nas normas ISO 25000 SQS the world s leading specialist in software quality sqs.com Please copy a slide with a suitable picture from the file Title Slides_EN.pptx (change to presentation mode to download) and paste it here.

Leia mais

Últimos desenvolvimentos na série de normas ISO 9000 INTRODUÇÃO

Últimos desenvolvimentos na série de normas ISO 9000 INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO A série de normas ISO 9000 foi inicialmente publicada em 1987, e desde então já sofreu dois ciclos de melhoria, incluindo uma revisão menor em 1994 e uma modificação mais profunda em 2000. A

Leia mais

DECLARAÇÃO DE VERIFIÇÃO INDEPENDENTE BUREAU VERITAS CERTIFICATION

DECLARAÇÃO DE VERIFIÇÃO INDEPENDENTE BUREAU VERITAS CERTIFICATION DECLARAÇÃO DE VERIFIÇÃO INDEPENDENTE BUREAU VERITAS CERTIFICATION INTRODUÇÃO O Bureau Veritas Certification Brasil (Bureau Veritas) foi contratado pela Companhia Energética de Minas Gerais S.A (Cemig),

Leia mais

1. Informações Gerais:

1. Informações Gerais: 1. Informações Gerais: Razão Social: Contato/cargo: Endereço: Bairro: Cidade: Estado: CEP: Telefone: E mail: Fax: Segmento: website Obs.: Empresa já certificada ISO 9000 1994? 2. Por que a Empresa busca

Leia mais

A Acreditação como Requisito num Laboratório de Referência

A Acreditação como Requisito num Laboratório de Referência A Acreditação como Requisito num Laboratório de Referência Departamento Saúde Ambiental Natália Faria; Teresa Anacleto Dia do INSA 29-09-2009 ACREDITAÇÃO DE LABORATÓRIOS (NP EN ISO/IEC 17025:2005) Requisitos

Leia mais

As vantagens da implantação de uma gestão integrada de sistemas

As vantagens da implantação de uma gestão integrada de sistemas As vantagens da implantação de uma gestão integrada de sistemas Eduardo Calixto (UFF) eduardo.calixto@ibest.com.br Osvaldo Quelhas (UFRGS) quelhas@latec.uff.br Resumo Esse trabalho é um resumo da dissertação

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE UM ORGANISMO DE CERTIFICAÇÃO DE PRODUTOS 1 Alexandre Luis Dalla Rosa, Eng 2 DEPLOYMENT OF A PRODUCT CERTIFICATION BODY

IMPLANTAÇÃO DE UM ORGANISMO DE CERTIFICAÇÃO DE PRODUTOS 1 Alexandre Luis Dalla Rosa, Eng 2 DEPLOYMENT OF A PRODUCT CERTIFICATION BODY IMPLANTAÇÃO DE UM ORGANISMO DE CERTIFICAÇÃO DE PRODUTOS 1 Alexandre Luis Dalla Rosa, Eng 2 Rejane Maria Candiota Tubino, Dra 3 Resumo Este estudo apresenta o processo de implantação de um organismo de

Leia mais

BMEQualitySourcing.com: Vantagens para os clientes

BMEQualitySourcing.com: Vantagens para os clientes A base de dados exclusiva de fornecedores Gerida por uma das maiores Associações de Compradores de Materiais e Logística na Europa Conteúdo: Pequeno resumo e informações sobre o registo 1 1 BMEQualitySourcing.com:

Leia mais

Ceará Fortaleza ÁREA CURSO Março Abril Maio Junho ISO 9001:2008 - Interpretação e Implementação 14

Ceará Fortaleza ÁREA CURSO Março Abril Maio Junho ISO 9001:2008 - Interpretação e Implementação 14 Amazonas Manaus 5S - Implementação e Auditoria 25 Auditor Interno da - ISO 9001:2008 15 Auditor Líder da ISO 9001 - IRCA/2245 QMS Auditor/Lead Auditor Course (A17024) 29 Auditoria de Fornecedor 27 Como

Leia mais

AVALIAÇÃO DO POTENCIAL DOS EMPREGOS VERDES. Alcir Vilela Junior

AVALIAÇÃO DO POTENCIAL DOS EMPREGOS VERDES. Alcir Vilela Junior AVALIAÇÃO DO POTENCIAL DOS EMPREGOS VERDES Alcir Vilela Junior ROTEIRO DA CONVERSA Nossa perspectiva ao abordar o tema Como se configura este mercado O perfil profissional e o design instrucional Os resultados

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE E SEGURANÇA DO PRODUTO

GESTÃO DA QUALIDADE E SEGURANÇA DO PRODUTO GESTÃO DA QUALIDADE E SEGURANÇA DO PRODUTO Relacionamento próximo e parcerias na cadeia de fornecedores A Marfrig investe em um sólido e próximo relacionamento com os fornecedores e produtores parceiros

Leia mais

- Revisão das normas ISO 9000 para o ano 2000 -

- Revisão das normas ISO 9000 para o ano 2000 - Seu parceiro na certificação - Revisão das normas ISO 9000 para o ano 2000 - DQS do Brasil 2002/06/12 Razões para a revisão (1) Razões formais: Protocolo da ISO (análise critica a cada 5 anos) ISO TC 176:

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA. Art. 3º Informar que as críticas e sugestões a respeito da proposta de texto deverão ser encaminhadas para os seguintes endereços:

CONSULTA PÚBLICA. Art. 3º Informar que as críticas e sugestões a respeito da proposta de texto deverão ser encaminhadas para os seguintes endereços: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior MDIC Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial- Inmetro Portaria n.º 031, de 24 de fevereiro de 2006. CONSULTA PÚBLICA

Leia mais

Manual de Instruções do uso da Marca ABNT

Manual de Instruções do uso da Marca ABNT Pág. Nº 1/8 SUMÁRIO Histórico das revisões 1 Objetivo 2 Referências Normativas 3 Siglas 4 Marcas e certificados da ABNT Certificadora 5 Requisitos Gerais 6 Requisitos específicos para sistemas certificados

Leia mais

ISO/IEC 20000:2005. Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006

ISO/IEC 20000:2005. Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006 ISO/IEC 20000:2005 Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006 André Jacobucci andre.jacobucci@ilumna.com +55 11 5087 8829 www.ilumna.com Objetivos desta Apresentação

Leia mais

ISO 9001:2015 Na reta final para a nova versão

ISO 9001:2015 Na reta final para a nova versão ISO 9001:2015 Na reta final para a nova versão Nigel H Croft Presidente do Conselho APCER Brasil Chairman, ISO/TC 176/SC 2 Quality Systems Membro do Grupo de Coordenação Técnica de Sistemas de Gestão da

Leia mais

ISO 9001 Relatórios. A importância do risco em gestao da qualidade. Abordando a mudança. ISO Revisions. ISO Revisions

ISO 9001 Relatórios. A importância do risco em gestao da qualidade. Abordando a mudança. ISO Revisions. ISO Revisions ISO 9001 Relatórios A importância do risco em gestao da qualidade Abordando a mudança BSI Group BSI/UK/532/SC/1114/en/BLD Contexto e resumo da revisão da ISO 9001:2015 Como uma Norma internacional, a ISO

Leia mais

Compliance Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Compliance Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Por que escolher a Oplay Logística?

Por que escolher a Oplay Logística? Por que escolher a Oplay Logística? Porque a Oplay Logística tem soluções completas e inovadoras que a sua empresa precisa. Porque a Oplay Logística oferece serviços diferenciados desenhados de acordo

Leia mais

Governança. Sistemas de Informação 8º Período Prof: Mafran Oliveira

Governança. Sistemas de Informação 8º Período Prof: Mafran Oliveira Governança Sistemas de Informação 8º Período Prof: Mafran Oliveira 1 Definição de Governança Governança Corporativa: É a Estrutura que identifica os objetivos de uma organização e de que forma pode-se

Leia mais

Os Modelos de Gestão nas Organizações

Os Modelos de Gestão nas Organizações Os Modelos de Gestão nas Organizações APCER VISÃO Ser reconhecida como uma empresa de auditoria e certificação global. MISSÃO Auditar e certificar em todo o mundo, com competência e confiança, para benefício

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA, TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE

ORIENTAÇÕES PARA A SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA, TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE 1 ORIENTAÇÕES PARA A SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA, TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE (D.O 01 revisão 05, de 22 de março de 2011) 2 SUMÁRIO PARTE I INTRODUÇÃO

Leia mais

ISO 9001:2015 Nova versão porque e quando?

ISO 9001:2015 Nova versão porque e quando? ISO 9001:2015 Nova versão porque e quando? A publicação prevista para Novembro de 2015 tem como propósito refletir as mudanças no ambiente em que a norma é usada e garantir que a mesma mantenha-se adequada

Leia mais

Compliance Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração

Compliance Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Pimenta de Ávila: SAP Business One suporta crescimento da empresa

Pimenta de Ávila: SAP Business One suporta crescimento da empresa Picture Credit Customer Name, City, State/Country. Used with permission. Pimenta de Ávila: SAP Business One suporta crescimento da empresa Geral Executiva Nome da Pimenta de Ávila Consultoria Ltda. Indústria

Leia mais

Governança em TI e os objetivos estratégicos da organização

Governança em TI e os objetivos estratégicos da organização Governança em TI e os objetivos estratégicos da organização A otimização dos investimentos em TI, a importância do uso do modelo CobiT, adotado mundialmente em IT Governance Um painel sobre as certificações

Leia mais

COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO

COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO GOVERNANÇA DE TI O QUE É GOVERNANÇA DE TI É um conjunto de estruturas e processos que visa garantir que a TI suporte e maximize adequadamente os objetivos e estratégias

Leia mais

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02 Pagina 1/6 ÍNDICE 1. OBJETIVO...3 2. ABRANGÊNCIA / APLICAÇÃO...3 3. REFERÊNCIAS...3 4. DEFINIÇÕES...3 5. DIRETRIZES E RESPONSABILIDADES...4 5.1 POLITICAS...4 5.2 COMPROMISSOS...4 5.3 RESPONSABILIDADES...5

Leia mais

Enterprise Quality Management [EQM] Excelência em Gestão da Qualidade

Enterprise Quality Management [EQM] Excelência em Gestão da Qualidade Enterprise Quality Management [EQM] Excelência em Gestão da Qualidade A Gestão da Qualidade Total, do inglês Total Quality Management - TQM é uma estratégia de administração completa que tem como objetivo

Leia mais

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo INTRODUÇÃO O Balanced Scorecard (BSC) é uma metodologia desenvolvida para traduzir, em termos operacionais, a Visão e a Estratégia das organizações

Leia mais

CÓPIA CONTROLADA USO EXCLUSIVO PARA TREINAMENTO INTERNO DO LIM56

CÓPIA CONTROLADA USO EXCLUSIVO PARA TREINAMENTO INTERNO DO LIM56 NORMA ABNT BRASILEIRA NBR ISO 9001 Segunda edição 28.11.2008 Válida a partir de 28.12.2008 Sistemas de gestão da qualidade - Requisitos Quality management systems - Requirements CÓPIA CONTROLADA USO EXCLUSIVO

Leia mais

CEO da DQS do Brasil e América do Sul, na DQS há 17 anos. Auditora Líder de Sistema de Gestão da Qualidade Auditora Líder de Gestão de Riscos

CEO da DQS do Brasil e América do Sul, na DQS há 17 anos. Auditora Líder de Sistema de Gestão da Qualidade Auditora Líder de Gestão de Riscos Seu sucesso é Nosso objetivo! DQS do Brasil Ltda. Sistemas Integrados de Gestão CIESP - Diadema. Dezée Mineiro CEO da DQS do Brasil e América do Sul, na DQS há 17 anos Auditora Líder de Sistema de Gestão

Leia mais

Unidade IV PROCESSOS ORGANIZACIONAIS. Prof. Léo Noronha

Unidade IV PROCESSOS ORGANIZACIONAIS. Prof. Léo Noronha Unidade IV PROCESSOS ORGANIZACIONAIS Prof. Léo Noronha As normas podem ser separadas em dois grandes grupos Normas de produtos ou serviços; Normas de sistemas de gestão. Estas definem os processos administrativos

Leia mais

ISO 9001 O que significa para quem compra?

ISO 9001 O que significa para quem compra? ISO 9001 O que significa para quem compra? Introdução Como alguém que é responsável pelas decisões de compra, você pode ter visto ou usado bens e serviços que utilizam referências a ISO 9001 como propaganda.

Leia mais

ABNT NBR ISO 9001. Sistemas de gestão da qualidade Requisitos. Quality management systems Requirements ' NORMA BRASILEIRA. Segunda edição 28.11.

ABNT NBR ISO 9001. Sistemas de gestão da qualidade Requisitos. Quality management systems Requirements ' NORMA BRASILEIRA. Segunda edição 28.11. ' NORMA BRASILEIRA ABNT NBR ISO 9001 Segunda edição 28.11.2008 Válida a partir de 28.12.2008 Sistemas de gestão da qualidade Requisitos Quality management systems Requirements Palavras-chave: Sistemas

Leia mais

SPICE e ISO 15504. Jorge H C Fernandes 2004

SPICE e ISO 15504. Jorge H C Fernandes 2004 SPICE e ISO 15504 Jorge H C Fernandes 2004 SPICE: Um Framework para a Avaliação Integrada de Processos de Software [SPICE 1] Process Identifies changes to Is examined by Process Assessment Identifies capability

Leia mais

2º Encontro GE-SP ITIL 05.03.2005

2º Encontro GE-SP ITIL 05.03.2005 ITIL (IT Infrastructure Library) ITIL - Information Technology Infrastructure Library Uma Introdução 2º Encontro GE-SP ITIL 05.03.2005 05/03/2005 GE-SP ITIL 1 Apresentadores Carlos Teixeira - Automidia

Leia mais

PROJETO CONJUNTO Nº 000065 PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

PROJETO CONJUNTO Nº 000065 PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO PROJETO CONJUNTO Nº 000065 PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO ÍNDICE Parte 1: Metodologia projeto QI Enquadramento Ciclo da Inovação Descrição do projeto Objetivos do projeto -

Leia mais

Gestão estratégica em finanças

Gestão estratégica em finanças Gestão estratégica em finanças Resulta Consultoria Empresarial Gestão de custos e maximização de resultados A nova realidade do mercado tem feito com que as empresas contratem serviços especializados pelo

Leia mais

Food Safety System Certification 22000. fssc 22000

Food Safety System Certification 22000. fssc 22000 Food Safety System Certification 22000 fssc 22000 CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DE SEGURANÇA DOS ALIMENTOS 22000 O esquema de certificação de sistema de gestão da segurança dos alimentos - FSSC 22000

Leia mais

Qualidade no Terceiro Sector A Importância da Certificação. 06 de Março de 2010 Hotel Fátima. Orador: Local e Data:

Qualidade no Terceiro Sector A Importância da Certificação. 06 de Março de 2010 Hotel Fátima. Orador: Local e Data: Qualidade no Terceiro Sector A Importância da Certificação 06 de Março de 2010 Hotel Fátima AGENDA I. Enquadramento da actividade da APCER II. III. Modelos de Avaliação da Qualidade das Respostas Sociais

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO PARA SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL - ESPECIFICAÇÃO

SISTEMAS DE GESTÃO PARA SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL - ESPECIFICAÇÃO OHSAS 18001 SISTEMAS DE GESTÃO PARA SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL - ESPECIFICAÇÃO IMPORTANTE: A BSI-OHSAS 18001 não é uma Norma Britânica. A BSI-OHSAS 18001 será cancelada quando da inclusão do seu conteúdo

Leia mais

Transformação para uma TI empresarial Criando uma plataforma de geração de valor. Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa

Transformação para uma TI empresarial Criando uma plataforma de geração de valor. Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa Transformação para uma TI empresarial Criando uma plataforma de geração de valor Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa Transformação para uma TI empresarial Criando uma plataforma de

Leia mais

Governança de TI. Por que a Governança de TI é vista como fator chave para criação de valor para o Negócio? Conhecimento em Tecnologia da Informação

Governança de TI. Por que a Governança de TI é vista como fator chave para criação de valor para o Negócio? Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação Governança de TI Por que a Governança de TI é vista como fator chave para criação de valor para o Negócio? 2010 Bridge Consulting Apresentação A Governança de Tecnologia

Leia mais

SC 2 Auditorias ambientais

SC 2 Auditorias ambientais Workshop da CT 150 SC 1 Sistemas de gestão ambiental SC 2 Auditorias ambientais SC 3 Rotulagem ambiental SC 4 Avaliação do desempenho ambiental SC 5 Avaliação do ciclo de vida SC 6 Termos e definições

Leia mais

Governança Corporativa. A importância da Governança de TI e Segurança da Informação na estratégia empresarial.

Governança Corporativa. A importância da Governança de TI e Segurança da Informação na estratégia empresarial. Governança Corporativa A importância da Governança de TI e Segurança da Informação na estratégia empresarial. A virtualização dos negócios tem impactado diretamente a condição de fazer negócio, conferindo

Leia mais

2 Descrição da Empresa Focal

2 Descrição da Empresa Focal 2 Descrição da Empresa Focal 2.1 Origem e história da DNV A Det Norske Veritas 2 (DNV) é uma fundação global e independente, com o objetivo de salvaguardar a vida, a propriedade e o meio ambiente. Fundada

Leia mais

Sistemas Integrados de Gestão Empresarial. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Computer Engineering Ph.D Project Management Professional (PMP)

Sistemas Integrados de Gestão Empresarial. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Computer Engineering Ph.D Project Management Professional (PMP) Sistemas Integrados de Gestão Empresarial Prof. Dr. Adilson de Oliveira Computer Engineering Ph.D Project Management Professional (PMP) Evolução da TI nas Organizações Estágios de Evolução da TI nas Organizações

Leia mais

SG FOOD (SISTEMA GERÊNCIAL DE LANCHONETES EM GERAL) JUNIOR, M. P.A.; MODESTO, L.R. Resumo

SG FOOD (SISTEMA GERÊNCIAL DE LANCHONETES EM GERAL) JUNIOR, M. P.A.; MODESTO, L.R. Resumo SG FOOD (SISTEMA GERÊNCIAL DE LANCHONETES EM GERAL) JUNIOR, M. P.A.; MODESTO, L.R. Resumo A Tecnologia da Informação (TI) faz parte do cotidiano da sociedade moderna, mesmo as pessoas que não têm acesso

Leia mais

Data de adopção. Referência Título / Campo de Aplicação Emissor. Observações

Data de adopção. Referência Título / Campo de Aplicação Emissor. Observações NP ISO 10001:2008 Gestão da qualidade. Satisfação do cliente. Linhas de orientação relativas aos códigos de conduta das organizações CT 80 2008 NP ISO 10002:2007 Gestão da qualidade. Satisfação dos clientes.

Leia mais

White Paper Inventário de Gases de Efeito Estufa

White Paper Inventário de Gases de Efeito Estufa White Paper Inventário de Gases de Efeito Estufa O que você precisa saber? Inventário de Gases de Efeito Estufa O que você precisa saber? Sumário Objetivo... 2 Parte 1 - Entendendo o Inventário de Gases

Leia mais

Quais são as organizações envolvidas no SASSMAQ?

Quais são as organizações envolvidas no SASSMAQ? PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES AVALIAÇÃO SASSMAQ (P.COM.26.00) O SASSMAQ é um Sistema de Avaliação de Segurança, Saúde, Meio Ambiente e Qualidade, elaborado pela Comissão de Transportes da ABIQUIM, dirigido

Leia mais

INVENTÁRIO E VERIFICAÇÃO DE GEE ABNT NBR ISO14064: PARTES 1 E 3. Uma visão geral dos requisitos da norma

INVENTÁRIO E VERIFICAÇÃO DE GEE ABNT NBR ISO14064: PARTES 1 E 3. Uma visão geral dos requisitos da norma INVENTÁRIO E VERIFICAÇÃO DE GEE ABNT NBR ISO14064: PARTES 1 E 3 Uma visão geral dos requisitos da norma FORTALECEMOS PROCESSOS, SISTEMAS E PESSOAS SGS é líder mundial em inspeções, testes, certificações

Leia mais

ISO14001:2015 - Enquadramento e principais alterações da nova norma de gestão ambiental. Cristina Sousa Rocha LNEG e CT 150

ISO14001:2015 - Enquadramento e principais alterações da nova norma de gestão ambiental. Cristina Sousa Rocha LNEG e CT 150 ISO14001:2015 - Enquadramento e principais alterações da nova norma de gestão ambiental Cristina Sousa Rocha LNEG e CT 150 Encontro de verificadores EMAS 10 de dezembro de 2015 CT 150 CT 150: órgão técnico

Leia mais

João Torres de Rezende Campinas, 21/10/2015

João Torres de Rezende Campinas, 21/10/2015 João Torres de Rezende Campinas, 21/10/2015 3 Dimensões da Ética Valor ÉTICA Comportamento Estratégia O Que Significa Ser ÉTICO NOS NEGÓCIOS? Significa estabelecer e manter um padrão de relacionamento

Leia mais

Treinamento Gestão da Qualidade - Cartilha

Treinamento Gestão da Qualidade - Cartilha Treinamento Gestão da Qualidade - Cartilha Apresentação A AGM está se estruturando nos princípios da Qualidade Total e nos requisitos da Norma NBR ISO 9001:2000, implantando em nossas operações o SGQ Sistema

Leia mais

ISO 9001:2015. www.apcergroup.com. Rui Oliveira APCER

ISO 9001:2015. www.apcergroup.com. Rui Oliveira APCER ISO 9001:2015 Rui Oliveira APCER Agenda Enquadramento do Processo de Revisão Principais Mudanças Pensamento Baseado em Risco Informação Documentada Princípios da Qualidade Próximos Passos Cronograma para

Leia mais

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Ano de referência do inventário: 2012 JBS Nome fantasia: JBS S/A - CNPJ: 02.916.265/0001-60 Tipo da empresa: Holding Setor econômico: C. Indústrias de

Leia mais

AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A.

AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A. AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A. Empresa especializada na concepção, instalação e manutenção de equipamentos para a indústria hoteleira, restauração e similares. Primeira empresa do sector a nível

Leia mais

MBA em Gestão de Tecnologia da Informação. Governança de TI. Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com

MBA em Gestão de Tecnologia da Informação. Governança de TI. Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Governança de TI Lincoln Herbert Teixeira lincolnherbert@gmail.com Governança de TI Ementa: Relacionar a governança de TI com a governança corporativa. Boas práticas

Leia mais

Como Garantir. o Retorno do Investimento. em Eventos Chave para a Empresa

Como Garantir. o Retorno do Investimento. em Eventos Chave para a Empresa A corporate guide to "live", Como Garantir "be alive" and o Retorno do Investimento "making a living" em Eventos Chave para a Empresa in The 21th Century Global World Índice global 1. Introdução Objectivo

Leia mais

Elementos dos sistemas de gestão de segurança e saúde no trabalho Marcelo Fabiano Costella

Elementos dos sistemas de gestão de segurança e saúde no trabalho Marcelo Fabiano Costella Elementos dos sistemas de gestão de segurança e saúde no trabalho Marcelo Fabiano Costella Sistemas de Gestão em Saúde e Segurança no Trabalho Em 1999, foi publicada a, a partir da BS 8800 Occupational

Leia mais

GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com

GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com Conceito Com base nas definições podemos concluir que: Governança de de TI TI busca o compartilhamento de de decisões de de TI TI com os os demais dirigentes

Leia mais

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Maximize o desempenho das suas instalações Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Sua empresa oferece um ambiente de trabalho com instalações eficientes e de qualidade? Como você consegue otimizar

Leia mais

Porque Educação Executiva Insper

Porque Educação Executiva Insper 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Cesar Lima - Gerdau Açominas.

Cesar Lima - Gerdau Açominas. Cesar Lima - Gerdau Açominas. A Gerdau Açominas. - Usina siderúrgica integrada. - Capacidade instalada de 3.000.000 t./ano de aço liquido. - Produz 2.750.000 t./ano de acabados em forma de blocos, placas,

Leia mais

ISO 9001:2015 Avaliações de Transição Manual do Cliente

ISO 9001:2015 Avaliações de Transição Manual do Cliente ISO Revisio ISO Revisions Latest update New ISO 9001:2015 Avaliações de Transição Manual do Cliente ISO 9001:2015 - Transition Assessments ISO Revisions Introdução Como um cliente certificado do BSI, você

Leia mais

IBM BusinessConnect Social & Mobile

IBM BusinessConnect Social & Mobile IBM BusinessConnect Social & Mobile Cadência 28/03 Orquestrando uma cadeia de suprimentos com foco no cliente 2013 IBM Corporation Hoje as Empresas estão sob a direção dos Clientes CEOs compartilham decisões

Leia mais

A norma ISO/TS 22003: Acreditação de Organismos de Certificação de Sistemas de Gestão de Segurança a Alimentar

A norma ISO/TS 22003: Acreditação de Organismos de Certificação de Sistemas de Gestão de Segurança a Alimentar A norma ISO/TS 22003: Acreditação de Organismos de Certificação de Sistemas de Gestão de Segurança a Alimentar Leopoldo Cortez Andreia Geraldo Alberto Mosqueira Resumo Introdução A Acreditação e o IPAC

Leia mais

BUSINESS CONTINUITY: UMA APOSTA SEGURA!

BUSINESS CONTINUITY: UMA APOSTA SEGURA! BUSINESS CONTINUITY: UMA APOSTA SEGURA! B U S I N E S S C O N T I N U I T Y M A N A G E M E N T S Y S T E M S 31 MARÇO 2014 Paulo Borges 1 Quem apresenta? BSI ISO/IEC Accredited ISMS Implementer BSI ISO/IEC

Leia mais

O que significa a ABNT NBR ISO 9001 para quem compra?

O que significa a ABNT NBR ISO 9001 para quem compra? 1 O que significa a ABNT NBR ISO 9001 para quem compra? (ADAPTAÇÃO REALIZADA PELO ABNT/CB-25 AO DOCUMENTO ISO, CONSOLIDANDO COMENTÁRIOS DO INMETRO E DO GRUPO DE APERFEIÇOAMENTO DO PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO)

Leia mais

MBA Gestão da Tecnologia de Informação

MBA Gestão da Tecnologia de Informação MBA Gestão da Tecnologia de Informação Informações: Dias e horários das aulas: Segundas e Terças-feiras das 18h00 às 22h00 aulas semanais; Sábados das 08h00 às 12h00 aulas quinzenais. Carga horária: 600

Leia mais

MODELOS DE MELHORES GOVERNANÇA DE T.I. PRÁTICAS DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

MODELOS DE MELHORES GOVERNANÇA DE T.I. PRÁTICAS DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MODELOS DE MELHORES PRÁTICAS DA GOVERNANÇA DE T.I. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MELHORES PRÁTICAS PARA T.I. MODELO DE MELHORES PRÁTICAS COBIT Control Objectives for Information

Leia mais

Nós fazemos Gestão e sua Empresa faz Sucesso! Portfólio. Francisco & Francisco Sistemas de Gestão Ltda. 1. Quem Somos?

Nós fazemos Gestão e sua Empresa faz Sucesso! Portfólio. Francisco & Francisco Sistemas de Gestão Ltda. 1. Quem Somos? Portfólio 1. Quem Somos? Somos uma Equipe de Auditores, Consultores e Assessores Empresariais com diversas competências para melhorar o desempenho de qualquer negócio por meio de SISTEMAS DE GESTÃO DA

Leia mais