Anexo 2.8- Entrevista G2.3

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Anexo 2.8- Entrevista G2.3"

Transcrição

1 Entrevista G2.3 Entrevistado: E2.3 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência e 45 anos Masculino Ucrânia 14 anos m Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias: Ensino superior Polónia Língua materna: Ucraniano Outras línguas: Português, russo, polaco Agregado familiar em Port ugal: Profissão: Observações: E: à quantos anos é que está cá em Portugal? E2.1: catorze E: catorze anos E2.3: E: ã:, que idade é que tem? E2.3: [:] E: idade E2.3: quarenta e cinco E: quarenta e cinco. E qual é a sua escolaridade? E2.3: escultor E: sim, mas frequentou a faculdade, fez o décimo segundo--? 1

2 E2.3: lá na Ucrânia? E: na Ucrânia E2.3: escultor E: era escultor? Ok. ã: só mais uma coisa: ah, a sua língua materna é o ucraniano? E: e fala outras línguas? E2.3: fala língua russa, polónia E: ok. ã: e antes de vir cá para Portugal, já tinha imigrado para outros países? E2.3: ã: Rússia E: só na Rússia, ok. ã: E2.3: *** união soviética E: sim, ali na zona, sim. está cá em Portugal há quantos anos? Disse-me treze? E2.3: catorze E: Catorze. ã: porque é que decidiu vir para Portugal? Conte-me um bocadinho como é que decidiu, porquê Portugal ã: o que e que o fez sair da Ucrânia... E2.3: para ganhar E: para ganhar dinheiro?! E2.3: (risos) não é passear, não é E: a vida estava difícil? Não sei E2.3: onde? Na Ucrânia? E: sim sim E2.3: claro E: então decidiu vir-- imigrar. E porquê Portugal? por alguma razão em especial? Tinha cá amigos família? ã: E2.3: amigos E: já tinha cá amigos E2.3: e cunhado. Foi aqui primeiro em dois mil e-- dois mil-- A [amigo do entrevistado]: sim já tinha aqui amigos, sim E: e foi isso que o fez vir para cá? E: ã: e que-- o que é que foi mais difícil quando chegou cá? Que desafios é que teve, o que é que-- dificuldades-- E2.3/ A: língua 2

3 E: a língua A: diferente, tudo! Não tem nada igual E: ã: nenhuma palavra igual-- A: Nenhuma E: e a maneira de pensar? A maneira de ver o mundo, a maneira de: de olhar as coisas, interpretar-- E2.3: o tempo também não é igual E: o tempo também é diferente E2.3: é húmido E: ã: e em relação a burocracias ã: documentos, ã: E2.3: *** E: não? não teve problemas? E2.3: na Ucrânia nunca E: não, mas quando chegou: para obter os seus documentos, para arranjar trabalho, casa E2.3: ah, não E: quais //foram as principais dificuldades?\ E2.3: /ah, mais difícil. Mas depois de dois mil e -- o governo diz que dá para legalizar todos os estrangeiros E: então em relação a isso não houve problemas, o problema foi mais a língua? só a língua E: quando chegou cá a Portugal, não sabia falar português? E2.3: não E: não sabia nada de português? E2.3: nada nada E: nunca tinha ouvido falar português? Então foi um choque muito grande quando chegou? como é que fez? E2.3: E: como é que fazia para falar com as pessoas? E2.3: eu mostrava (hum) olha aqui está-- aqui *** e depois-- E: e ia aprendendo no dia a dia, então E2.3: ã: era E: frequentou algum curso de português, quando chegou cá? Alguma escola, ou alguma associação? (E2.3: ã:) ou foi só aprendendo no dia a dia? 3

4 , treinar E: sim, e agora já se sente mais à vontade com a língua? E2.3: bem melhor, muito E: pronto. E sente-se integrado cá em Portugal? sente-se bem cá em Portugal? E2.3: [:] sim E: tem trabalho, as pessoas tratam-no bem? E2.3: graças a deus tenho trabalho, tenho tudo E: e sente-se bem cá em Portugal? E2.3: sinto E: ok. mas mantém a sua ligação com o seu país de origem? Costuma ir lá nas férias, ou: contactar por telefone com a Ucrânia-- continua a manter a sua ligação com a Ucrânia E2.3: é Skype, telefone E: é. E não voltou lá, ainda? E: sim. E faz questão de voltar? E: porquê? Só para visitar a família, ou porque se sente bem lá, ou-- E2.3: eu sinto bem, é o meu país E: é o seu país, são as suas raízes E2.3: férias, natal, tudo. agora a guerra-- E: agora está mais difícil E2.3: é E: mas gosta de ir e faz questão de continuar a ir E2.3: é, sim E: ok. ã: e mesmo estando-- ã: mesmo estando longe, continua a sentir-se ucraniano, não tem-- não mudou nada na sua maneira de pensar, na sua maneira de ser? E2.3: não E: continua a sentir-se ucraniano? Ou já se sente um bocadinho português? E2.3: ã: E: ou são coisas diferentes (E2.3: é) ã: o país é o país, a minha origem é a minha origem E2.3: ã: aqui ainda não tem porque na Ucrânia é guerra. É muito difícil, aqui já tenho tudo E: tem família, tem casa, tem trabalho E2.3: trabalho é mais fácil e-- 4

5 E: então por enquanto pretende ficar por aqui E2.3: não sei E:não sabe E2.3: ninguém não sabe (riso) hoje aqui, amanhã ali E: se tivesse oportunidade de voltar à Ucrânia, voltava? E2.3: ã: E: se não fosse a história da guerra, do trabalho... E2.3: só de férias E: só para férias? (E2.3: é) ok. ã: em relação à língua já me disse que não frequentou nenhum curso de português, aprendeu só no dia-a-dia E: ok. ã: e atualmente, fala apenas português, fala ucraniano, fala russo? O que é que fala no seu dia-a-dia? E2.3: russo, ucraniano E: depende das pessoas que fa-- com quem lida E2.3: claro E: no trabalho por exemplo se calhar fala português, certo? E: e sem ser no trabalho? Com os amigos, com a família, que línguas é que fala? E2.3: com amigos, Tenho amigos português, tenho amigos ucranianos, tenho amigos russos, fala-- E: depende da língua que eles percebam. Mas gosta de falar ucraniano? E: gosta de continuar a falar ucraniano? Fá-lo sentir, por exemplo, mais perto de casa? ou não? E2.3: mais perto de casa ó ucraniano. Em casa só ucraniano E: ã: por exemplo, sente que é mais fácil falar ucraniano? Para expressar uma ideia, para contar uma história, claro A: sim!! A gente pensa em ucraniano E: pensamos primeiro na nossa língua E: ok. ã:. Está cá em Portugal, conhece os hábitos portugueses? costuma: ver ã: as festas 5

6 ã: --, a comida-- interessa-se por conhecer os hábitos portugueses? E2.3: claro E: sim, ok. ã: só faltam mais duas perguntas. Ã: sente que as suas raízes são respeitadas cá em Portugal? sente que é respeitado por ser ucraniano, e que as suas-- a sua religião, os seus hábitos, é tudo respeitado cá em Portugal? ou é descriminado de alguma forma? E2.3: é igual E: é? E2.3: tudo igual E: as pessoas respeitam? E2.3: é tudo igual E: é? Ok. ã: e sente que é uma pessoa diferente-- [interrupção] E: é a última pergunta E2.3: diga E: sente que mudou alguma coisa na sua maneira de ser por ter imigrado e por estar cá em Portugal? E2.3: ã: E: se acha que mudou, se tivesse ficado na Ucrânia hoje era uma pessoa diferente? E o facto de ter vindo o mudou enquanto pessoa? E2.3: -- E: acha que sim, acha que não, ou nem sequer pensa no assunto E2.3: eu ã: a Ucrânia agora é guerra (E: sim) e é europa, europa *** E: ok. está a correr tudo bem? está a gostar de estar aqui? E: pronto E2.3: obrigado E: muito obrigada pela ajuda

Anexo Entrevista G2.5

Anexo Entrevista G2.5 Entrevista G2.4 Entrevistado: E2.5 Idade: 38 anos Sexo: País de origem: Tempo de permanência em Portugal: Feminino Ucrânia 13 anos Escolaridade: Imigrações prévias: --- Ensino superior (professora) Língua

Leia mais

Anexo 2.2- Entrevista G1.2

Anexo 2.2- Entrevista G1.2 Entrevistado: E1.2 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 53 anos Masculino Cabo-Verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: 4ª classe Imigrações prévias : -- Língua materna: Outras línguas: Agregado

Leia mais

Anexo 4- Dados das entrevistas do Grupo II

Anexo 4- Dados das entrevistas do Grupo II Anexo 4- Dados das entrevistas do Grupo II Grupo II Informantes idade Sexo profissão escolaridade Tempo de imigração em Portugal Língua materna E2.1 42 Masc. Jardineiro 12º 12 anos Ucraniano E2.2 62 Fem.

Leia mais

Aexo 3 Dados das entrevistas do grupo 1

Aexo 3 Dados das entrevistas do grupo 1 Aexo 3 Dados das entrevistas do grupo 1 Grupo I Informantes idade Sexo profissão Escolarida de Tempo de imigração em Portugal Língua materna E1.1 51 anos Masc. -- 6ª classe 40 anos Crioulo cv E1.2 53 anos

Leia mais

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1 Entrevista G1.1 Entrevistado: E1.1 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 51 anos Masculino Cabo-verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias : São Tomé (aos 11 anos) Língua materna:

Leia mais

Identificação. ML01 Duração da entrevista 21:39 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1953 (59) Local de nascimento/residência

Identificação. ML01 Duração da entrevista 21:39 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1953 (59) Local de nascimento/residência 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 Identificação ML01 Duração da entrevista 21:39 Data da entrevista 4-8-2012 Ano de nascimento (Idade) 1953 (59) Local de nascimento/residência

Leia mais

E- Queria começar por te perguntar quanto tu soubeste que ias para o teatro como é que foi a tua reação, ficaste entusiasmado, não ficaste E4- Fiquei

E- Queria começar por te perguntar quanto tu soubeste que ias para o teatro como é que foi a tua reação, ficaste entusiasmado, não ficaste E4- Fiquei E- Queria começar por te perguntar quanto tu soubeste que ias para o teatro como é que foi a tua reação, ficaste entusiasmado, não ficaste E4- Fiquei entusiasmado. E- E porque é que gostavas de já tinhas

Leia mais

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe Coração de Mãe Coração De Mãe Página 1 Coração De Mãe 1º Edição Agosto de 2013 Página 2 Coração De Mãe 1º Edição È proibida à reprodução total ou parcial desta obra, por Qualquer meio e para qualquer fim

Leia mais

Entrevista a Diogo Carvalho

Entrevista a Diogo Carvalho Entrevista a Diogo Carvalho Campeão Nacional de Ténis de Mesa de Juniores: Individual, pares simples e mistos 2009/2010 1. Com que idade começaste a treinar ténis de mesa? R: Comecei a treinar ténis de

Leia mais

É importante saber por que certas coisas são o que são. Quer dizer, saber por que acontecem de um jeito e não de outro. O arco-íris, por exemplo.

É importante saber por que certas coisas são o que são. Quer dizer, saber por que acontecem de um jeito e não de outro. O arco-íris, por exemplo. 1. É importante saber por que certas coisas são o que são. Quer dizer, saber por que acontecem de um jeito e não de outro. O arco-íris, por exemplo. O arco-íris pode parecer muito estranho se você não

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Fabrício Local: Núcleo de Arte do Neblon Data: 26.11.2013 Horário: 14h30 Duração da entrevista: 20min COR PRETA

Leia mais

Na escola estão Pedro e Thiago conversando. THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje.

Na escola estão Pedro e Thiago conversando. THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje. MENININHA Na escola estão Pedro e Thiago conversando. PEDRO: Cara você viu o jogo ontem? THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje. PEDRO: Bah tu perdeu um baita jogo.

Leia mais

A6- Boomwhackers. Eu- boomwhackers, mais? Tu consideras que aprendeste alguma coisa nova? A4 Aprender de novo acho que só, talvez algumas técnicas a

A6- Boomwhackers. Eu- boomwhackers, mais? Tu consideras que aprendeste alguma coisa nova? A4 Aprender de novo acho que só, talvez algumas técnicas a Entrevista 4 Alunos entrevistados: Aluno 1- Inês Bártolo Aluno 2 Inês Bento Aluno 3- João Duarte Aluno 4-Miguel Coelho Aluno 5- Daniel Silva Aluno 6- Diogo Marques Eu Antes de mais quero saber se vocês

Leia mais

ONDJAKI. A BICICLETA QUe TINHA BIGODES. estórias sem luz elétrica. Livros do Dia e da Noite

ONDJAKI. A BICICLETA QUe TINHA BIGODES. estórias sem luz elétrica. Livros do Dia e da Noite ONDJAKI A BICICLETA QUe TINHA BIGODES estórias sem luz elétrica Livros do Dia e da Noite Na minha rua vive o tio Rui, que é escritor e inventa estórias e poemas que até chegam a outros países muito internacionais.

Leia mais

Bando das Cavernas. Ruby: Como a sua melhor qualidade é o bom senso, é ela quem, na maioria dos casos, põe ordem no bando.

Bando das Cavernas. Ruby: Como a sua melhor qualidade é o bom senso, é ela quem, na maioria dos casos, põe ordem no bando. Bando das Cavernas Tocha: Na escola tem fama de saber acender uma fogueira, embora nunca ninguém o tenha visto fazer tal proeza. Ruby: Como a sua melhor qualidade é o bom senso, é ela quem, na maioria

Leia mais

Região Cidade/localidade. Escola. Data / / Investigador

Região Cidade/localidade. Escola. Data / / Investigador Questionário B Região Cidade/localidade Escola Turma Código Data / / Investigador This project has been funded with support from the European Commission. This publication (communication) reflects the views

Leia mais

Transcrição de Entrevista nº 10

Transcrição de Entrevista nº 10 Transcrição de Entrevista nº 10 E Entrevistador E10 Entrevistado 10 Sexo Feminino Idade 31 anos Área de Formação Engenharia Informática E - Acredita que a educação de uma criança é diferente perante o

Leia mais

Hoje, dia 28 de Julho de 2013, estou a dar o Fim ao Regredir. Já Programei 9 vezes este Exercício, mas vou continuar a fazê-lo enquanto Eu Viver.

Hoje, dia 28 de Julho de 2013, estou a dar o Fim ao Regredir. Já Programei 9 vezes este Exercício, mas vou continuar a fazê-lo enquanto Eu Viver. Modelo Intermédio Após as 9 Regressões do Lado Direito O Passado Morre por Toda a Terra. Agora, vamos encontrar o Modelo das Origens. Quem somos e ficamos a Ter e a Ser a Força do Bom Viver. Hoje, dia

Leia mais

Identificação. F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de nascimento/residência

Identificação. F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de nascimento/residência 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Identificação F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista 4-5-2011 Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de

Leia mais

Identificação. FL01 Duração da entrevista 28:30 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1974 (37) Local de nascimento/residência

Identificação. FL01 Duração da entrevista 28:30 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1974 (37) Local de nascimento/residência 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 Identificação FL01 Duração da entrevista 28:30 Data da entrevista 4-08-2012 Ano de nascimento (Idade) 1974 (37) Local de nascimento/residência

Leia mais

Ahmmm... Deus? O mesmo flash de ainda há pouco e, de novo, estava à Sua frente:

Ahmmm... Deus? O mesmo flash de ainda há pouco e, de novo, estava à Sua frente: EAÍ, CARA? O que é que eu estou fazendo aqui? Quem é você? Você sabe muito bem quem Eu sou. É... Vai fundo, fala!... Deus? Viu? Não era tão difícil assim! Claro que Eu sou Deus. É assim que você Me imaginava,

Leia mais

Março/2016 Março/2016

Março/2016 Março/2016 São Paulo 2030 Março/2016 Março/2016 2 de 80 OBJETIVO Mapear as opiniões e as percepções dos moradores da cidade da São Paulo em relação a temas do cotidiano e à prestação de políticas públicas, bem como

Leia mais

Administração, Segurança e Território

Administração, Segurança e Território STC_6 Modelos de Urbanismo e Mobilidade Administração, Segurança e Território Trabalho elaborado por: Vera Valadeiro, nº20 TAG-4 Ficha de Trabalho 1) Analisando os dois gráficos apresentados, podemos verificar

Leia mais

Munição Referente ao Injusto Penal e Ilicitude

Munição Referente ao Injusto Penal e Ilicitude 1 UNIPOL MUNIÇÃO REFERENTE A ILICITUDE E INJUSTO PENAL Munição Referente ao Injusto Penal e Ilicitude Vamos lá! para falarmos de ILICITUDE não podemos esquecer nosso quadro do Crime nunca! PRIMEIRO DEVEMOS

Leia mais

Anexo 2.4- Entrevista G1.4

Anexo 2.4- Entrevista G1.4 Entrevista G1.4 Entrevistado: E1.4 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 38 anos Feminino Cabo-verde/Guiné-Bissau 19 anos em Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias : 12º ano Não Língua

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Sonia Local: Núcleo de Arte Nise da Silveira Data: 5 de dezembro de 2013 Horário: 15:05 Duração da entrevista:

Leia mais

Auto-disciplina, Privação, Compromisso, Responsabilidade.

Auto-disciplina, Privação, Compromisso, Responsabilidade. Valores: Competências -chave: Auto-disciplina, Privação, Compromisso, Responsabilidade. Ser capaz de gerir a frustração; Resistir à tentação e esperar pela recompensa; Reduzir riscos praticando o auto-controlo;

Leia mais

O Empreendedor Corporativo

O Empreendedor Corporativo O Empreendedor Corporativo por Alexandre Cury Como você se sente em relação ao seu trabalho? Você acorda todos os dias bem disposto e cheio de ideias ou levanta da cama com aquela sensação de quem vai

Leia mais

Perfil Sociolinguístico Questionário para pais e mães:

Perfil Sociolinguístico Questionário para pais e mães: Perfil Sociolinguístico Questionário para pais e mães: Esse questionário é parte de uma pesquisa de pós-graduação, e seu preenchimento é voluntário e anônimo. Os dados nele obtidos serão tratados apenas

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex Praticante Denise Local: Núcleo de Arte Albert Einstein Data: 03.12.2013 Horário: 10 h30 Duração da entrevista: 1h.

Leia mais

Anexo F Análise de Conteúdo às Questões Abertas

Anexo F Análise de Conteúdo às Questões Abertas Anexo F Análise de Conteúdo às Questões Abertas 86 Análise de Conteúdo às Questões Abertas Que razões/motivos te levaram a escolher este curso? Desporto Gosto pelo Desporto: Adoro desporto ; A minha vida

Leia mais

Registo de Opinião Sobre o 1.º Ano de Projecto. Crianças

Registo de Opinião Sobre o 1.º Ano de Projecto. Crianças Registo de Opinião Sobre o 1.º Ano de Projecto Crianças Gostei de muito de estar aqui na escola, de brincar com todos, gostei muito, muito do acampamento e das visitas de estudo e para o ano vou ficar

Leia mais

!"#$%"&'$&$(!)$*+,!",& -)./0&1& & (CD-ROM)

!#$%&'$&$(!)$*+,!,& -)./0&1& & (CD-ROM) ANEXO 3!!!"#$%"&'$&$(!)$*+,!",& -)./0&1& &! (CD-ROM) Este anexo é parte integrante da tese de doutoramento intitulada "Turismo no Aït Bouguemmez (Alto Atlas Central, Marrocos): representações sociais do

Leia mais

mpany.com any

mpany.com any APOSENTADORIA Dos 22,3 milhões de brasileiros com mais de 60 anos, perto de 3,3 milhões, mesmo aposentados, continuam trabalhando? 39,1% dos brasileiros aposentados, entre 60 e 69 anos, ainda trabalham?

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Igor Local: Núcleo de Arte Nise da Silveira Data: 05 de dezembro de 2013 Horário: 15:05 Duração da entrevista:

Leia mais

Turismo sénior: Estudo de Caso no Concelho de Câmara de Lobos

Turismo sénior: Estudo de Caso no Concelho de Câmara de Lobos CENTRO DE COMPETÊNCIAS DE CIÊNCIAS SOCIAIS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO SÉNIOR Turismo sénior: Estudo de Caso no Concelho de Câmara de Lobos Melissa Antonela

Leia mais

Teatro A História da Carochinha

Teatro A História da Carochinha Teatro A História da - O meu nome é, gosto muito de limpar. Arrumo a casa toda, sempre a cantar. Tenho uma vida pacata mas gostava de casar. Vestir um vestido branco e um marido arranjar. Mas preciso de

Leia mais

Identificação. ML14 Duração da entrevista 26:34 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1944 (68) Local de nascimento/residência

Identificação. ML14 Duração da entrevista 26:34 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1944 (68) Local de nascimento/residência 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 Identificação ML14 Duração da entrevista 26:34 Data da entrevista 2-3-2013 Ano de nascimento (Idade) 1944 (68) Local de nascimento/residência

Leia mais

Unidade Portugal. Ribeirão Preto, de de 2011. Nome: 3 o ano (2ª série) Tarde. AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO VIII 3 o BIMESTRE.

Unidade Portugal. Ribeirão Preto, de de 2011. Nome: 3 o ano (2ª série) Tarde. AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO VIII 3 o BIMESTRE. Unidade Portugal Ribeirão Preto, de de 2011. Nome: 3 o ano (2ª série) Tarde AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO VIII 3 o BIMESTRE Eixo temático Herança social Disciplina/Valor Português 4,0 Matemática 4,0 Hist./Geog.

Leia mais

O poder profilático e recuperador das linguagens criativas nas histórias para a infância

O poder profilático e recuperador das linguagens criativas nas histórias para a infância O poder profilático e recuperador das linguagens criativas nas histórias para a infância CRISTINA NOBRE INCLUDIT, 5 E 6 julho 2013 [ ] Nos livros busco só o dar-me prazer através de uma decente distracção

Leia mais

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses?

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses? Transcrição da entrevista: Informante: nº15 Célula: 5 Data da gravação: Agosto de 2009 Geração: 2ª Idade: 35 Sexo: Masculino Tempo de gravação: 10.24 minutos INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por

Leia mais

Eduardo e Mônica. Aluno(a): Nº. Disciplina: Língua Portuguesa Data da prova: 31/10/2014. P2-4º BIMESTRE

Eduardo e Mônica. Aluno(a): Nº. Disciplina: Língua Portuguesa Data da prova: 31/10/2014. P2-4º BIMESTRE Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. Professor: Daniel Série: 7º ano Disciplina: Língua Portuguesa Data da prova: 31/10/2014. P2-4º BIMESTRE Para um relacionamento amoroso dar certo, será que as pessoas precisam

Leia mais

Em Círculos. Mateus Milani

Em Círculos. Mateus Milani Em Círculos Mateus Milani Que eu não perca a vontade de ter grandes amigos, mesmo sabendo que, com as voltas do mundo, eles acabam indo embora de nossas vidas Ariano Suassuna. Sinopse Círculos. A vida

Leia mais

TESTE DE AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL

TESTE DE AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL Agrupamento de Escolas de Arraiolos Escola EB 2,3/S Cunha Rivara de Arraiolos Ano Lectivo 2009/2010 HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 6º Ano Teste de Avaliação nº 6 TESTE DE AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA

Leia mais

Língua Portuguesa Mara Rúbia

Língua Portuguesa Mara Rúbia Língua Portuguesa Mara Rúbia Regência nominal é o nome da relação existente entre um nome (substantivo, adjetivo ou advérbio) e os termos regidos por esse nome. Determina se os seus complementos são acompanhados

Leia mais

A tarefa do aluno é resolver a prova da Universidade Estadual de Londrina-PR do ano de 2013 (UEL-2013).

A tarefa do aluno é resolver a prova da Universidade Estadual de Londrina-PR do ano de 2013 (UEL-2013). TAREFA DO ALUNO PROVA UEL TAREFA DO ALUNO: RESOLUÇÃO DE PROVA UEL-2013 A tarefa do aluno é resolver a prova da Universidade Estadual de Londrina-PR do ano de 2013 (UEL-2013). Em primeiro lugar, vocês devem

Leia mais

Aprender a comer bem

Aprender a comer bem Aprender a comer bem 3 Todos os dias os Cufitas vão para escola aprender coisas novas. Aprender a ler, a escrever e no recreio brincam com os amigos. Um dia no recreio, encontraram o João a chorar e perguntaram-lhe:

Leia mais

Goste do que faz. Quanto mais as pessoas gostam de seu trabalho, mais energia dedicam a ele. - Mary Kay Ash

Goste do que faz. Quanto mais as pessoas gostam de seu trabalho, mais energia dedicam a ele. - Mary Kay Ash Goste do que faz Quanto mais as pessoas gostam de seu trabalho, mais energia dedicam a ele. - Mary Kay Ash Livro The Mary Kay Way Cap: 17 E Mary Kay ainda explica que em todo trabalho teremos tarefas que

Leia mais

Como conduzir uma entrevista de início vencendo as objeções...

Como conduzir uma entrevista de início vencendo as objeções... Como conduzir uma entrevista de início vencendo as objeções... Danielle Chaves Diretora de Vendas Independente Mary Kay 1 Faça uma visita ao você do futuro Se você não entende a importância de plantar,

Leia mais

USO DO CRÉDITO NAS COMPRAS DE AUTOMÓVEIS E ELETRODOMÉSTICOS

USO DO CRÉDITO NAS COMPRAS DE AUTOMÓVEIS E ELETRODOMÉSTICOS USO DO CRÉDITO NAS COMPRAS DE AUTOMÓVEIS E ELETRODOMÉSTICOS Pesquisa realizada pelo SPC Brasil e a CNDL, divulgada recentemente, mostrou que há uma relação direta entre inadimplência e fatores característicos

Leia mais

Página 2 EDITORIAL. Dhenyfe Lorrany Samarah Christina. Oficinista: Elma Torres. Legenda da imagem ou do elemento gráfico.

Página 2 EDITORIAL. Dhenyfe Lorrany Samarah Christina. Oficinista: Elma Torres. Legenda da imagem ou do elemento gráfico. VIDA ESCOLAR Página 2 VIDA ESCOLAR EDITORIAL Dhenyfe Lorrany Samarah Christina Oficinista: Elma Torres Legenda da imagem ou do elemento gráfico. Página 3 Política na Escola Assim como o Brasil, a escola

Leia mais

Cinderela dos Santos Laura Dias. Adoção e co adoção. Trabalho de Pensamento crítico e trabalho académico

Cinderela dos Santos Laura Dias. Adoção e co adoção. Trabalho de Pensamento crítico e trabalho académico Cinderela dos Santos Laura Dias Adoção e co adoção. Trabalho de Pensamento crítico e trabalho académico 12/01/2015 Resumo A adoção divide se em vários subtemas, como por exemplo adoção plena, adoção restrita,

Leia mais

I - Caraterização do Adulto

I - Caraterização do Adulto O presente questionário insere-se no âmbito de uma investigação no Mestrado em Educação e Desenvolvimento Comunitário, da Escola Superior de Educação de Leiria. Pretende-se perceber o impacto do processo

Leia mais

Introdução A mobilidade é uma característica de praticamente todos os seres vivos. Fundamentalmente, as migrações são movimentos horizontais

Introdução A mobilidade é uma característica de praticamente todos os seres vivos. Fundamentalmente, as migrações são movimentos horizontais Introdução A mobilidade é uma característica de praticamente todos os seres vivos. Fundamentalmente, as migrações são movimentos horizontais (deslocamentos), que tendem a um equilíbrio demográfico à superfície

Leia mais

Mestrado: 2º Ciclo em Ensino de Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário Disciplina: Psicologia Educacional Docente: Doutor Nuno Corte Real

Mestrado: 2º Ciclo em Ensino de Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário Disciplina: Psicologia Educacional Docente: Doutor Nuno Corte Real Mestrado: 2º Ciclo em Ensino de Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário Disciplina: Psicologia Educacional Docente: Doutor Nuno Corte Real Tema: Elaboração de uma peça de teatro - Promoção da Saúde,

Leia mais

Dois palhaços de nome Fraterninho e Caridoso, entram em cena procurando algo, um de costas para o outro. Ao se tocarem, ambos se assustam

Dois palhaços de nome Fraterninho e Caridoso, entram em cena procurando algo, um de costas para o outro. Ao se tocarem, ambos se assustam PEÇA ESPÍRITA : Confusão de Natal Grupo de Teatro Espírita Sentimento do 20º CRE DA USEERJ Autores : Sidney Pinto Guedes Margareth Silva Rocha Cavalcante Autor Espiritual : Odilon Silva, psicografado por

Leia mais

Bíblia para crianças. apresenta JESUS E

Bíblia para crianças. apresenta JESUS E Bíblia para crianças apresenta JESUS E LÁZARO Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Janie Forest Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da Bíblia na Linguagem

Leia mais

Introdução. Homens buscam uma mulher que tenha algo a lhes a acrescentar, que traga valor pra vida dele. Nada diferente do que

Introdução. Homens buscam uma mulher que tenha algo a lhes a acrescentar, que traga valor pra vida dele. Nada diferente do que 0 Introdução Sim. Existem muitas mulheres disponíveis, mulheres inclusive mais jovens que você e com aquele brilho natural dos 20 e poucos anos de idade. Mas isso não precisa ser um problema para você.

Leia mais

CHOCOLATE À CHUVA. de Alice Vieira GRUPO I CAPÍTULO 1

CHOCOLATE À CHUVA. de Alice Vieira GRUPO I CAPÍTULO 1 ESCOLA DOS 2º e 3º CICLOS C/ SECUNDÁRIO PADRE ANTÓNIO MORAIS DA FONSECA ALUNO(A) TURMA OBRA AUTOR EDITORA GUIÃO DE LEITURA CHOCOLATE À CHUVA Nº DE CAPÍTULOS 1. IDENTIFICA O TIPO DE NARRADOR E JUSTIFICA.

Leia mais

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 4: Negociação financeira

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 4: Negociação financeira Educação Financeira Crédito Consignado Módulo 4: Negociação financeira Objetivo Conscientizar nossos clientes sobre a importância da negociação financeira como alicerce de conforto, segurança e bem-estar

Leia mais

Aprendizagens Musicais

Aprendizagens Musicais Aprendizagens Musicais Técnicas Instrumentais O que aprenderam neste período? O que é que aprendemos? ( ) novas músicas e a toca-las (A 8) (I.E.1) A tocar novos instrumentos (A 11) (I.E.1) Eu aprendi a

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros s de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 20 por completo

Leia mais

- o cachorro de Davi e o gato de Charles têm o nome do dono do gato chamado Charles.

- o cachorro de Davi e o gato de Charles têm o nome do dono do gato chamado Charles. Alberto,, Charles e Davi são amigos, e cada um deles é dono de um gato e de um cachorro. O gato e o cachorro de cada um dos quatro amigos têm nomes distintos e escolhidos dentre os nomes dos três amigos

Leia mais

Ensino Fundamental l 5º Língua Portuguesa

Ensino Fundamental l 5º Língua Portuguesa Ensino Fundamental l 5º Língua Portuguesa Olá pessoal!!! As férias chegaram... Vamos aproveitar bastante para descansar, passear, brincar... mas reserve um tempinho para recordar o que aprendeu nesse semestre.

Leia mais

IDENTIDADE. -Identificar seu nome e a história do mesmo. -Reconhecer seu nome dentre os demais.

IDENTIDADE. -Identificar seu nome e a história do mesmo. -Reconhecer seu nome dentre os demais. PLANEJAMENTO (IDENTIDADE) Professor(a) :Carina Robetti Canei IDENTIDADE Competências Objetivos -Oralidade; -Leitura; -Análise linguística. -Identificar seu nome e a história do mesmo. -Reconhecer seu nome

Leia mais

Duende, duende, duende, um príncipe diferente! NANA - Engraçadinha... Bem, nós vamos contar algumas histórias pra vocês...

Duende, duende, duende, um príncipe diferente! NANA - Engraçadinha... Bem, nós vamos contar algumas histórias pra vocês... Duende, duende, duende, um príncipe diferente! NANA - Oi! Eu sou a Giovanna, a Nana! NINA - E eu sou a Nina! NANA - Ah, fala o teu nome inteiro, né, Marina! NINA - Ué, pra quê? Você acabou de dizer! NANA

Leia mais

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS ANA PAULA RODRIGUES BELO

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS ANA PAULA RODRIGUES BELO CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS ANA PAULA RODRIGUES BELO (depoimento) 2014 CEME-ESEF-UFRG FICHA TÉCNICA Projeto:

Leia mais

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA NATAL! NATAL! ATIVIDADES PROPOSTAS Promover a leitura e a escrita associadas à festa de Natal. Preparação da festa de Natal com a história O Pai Natal Guloso. Elaboração

Leia mais

Vidas de Insectos. Escola Básica 2,3 Pedro Eanes Lobato. Trabalho elaborado por: Professoras responsáveis: Amora

Vidas de Insectos. Escola Básica 2,3 Pedro Eanes Lobato. Trabalho elaborado por: Professoras responsáveis: Amora Escola Básica 2,3 Pedro Eanes Lobato Amora Vidas de Insectos Trabalho elaborado por: - Alunos do Clube do Ambiente O Ambiente à Flor da PEL Professoras responsáveis: - Célia Rosado e Júlia Ribeiro Amora,

Leia mais

Contorne objeções e arrase nas vendas!!

Contorne objeções e arrase nas vendas!! Contorne objeções e arrase nas vendas!! 3600 ptos Seja Consultora Estrela!! Método de Memorização Preencha fichas e Decore como uma tabuada Frente: Objeção Verso: Resposta Método 1. Eu sei como você

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Terça-feira da 7ª Semana da Páscoa Ó Deus de poder

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Muito prazer Curso de português do rasil para estrangeiros Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do rasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 13 por completo

Leia mais

Hoje, vão ser decididos os temas das aulas. Escolha 7 temas que você deseja conversar / escrever junto com o instrutor. Os temas das aulas, serão os t

Hoje, vão ser decididos os temas das aulas. Escolha 7 temas que você deseja conversar / escrever junto com o instrutor. Os temas das aulas, serão os t A Apresente-se para uma pessoa que você está encontrando pela primeira vez dizendo seu nome, país de origem, cidade onde nasceu, qual o seu trabalho, onde mora, etc. Apresente-se para uma pessoa que você

Leia mais

Bibi e o Triciclo Fantasma!

Bibi e o Triciclo Fantasma! Bibi e o Triciclo Fantasma! NINA Vamos contar uma história de fantasma, Nana? NANA Ah, Marina, história de fantasma eu não sei nenhuma... NINA Pense, Nana, pense uma! NANA- Ah, sei lá... Não gosto muito

Leia mais

Questionário. food perferido. Parte B: Responde sempre a pensar no teu restaurante de fast. Parte A: Fala-me de ti

Questionário. food perferido. Parte B: Responde sempre a pensar no teu restaurante de fast. Parte A: Fala-me de ti Questionário Parte A: Fala-me de ti 1. Sexo : Masculino / Feminino (coloca um círculo) 2. Idade : 3. Ano Escolar : 4. Tens mesada? 5. Se tiveres, quanto recebes por semana? : 6. Qual o emprego dos teus

Leia mais

GRELHA DE ANÁLISE DA ENTREVISTA EFETUADA À FUNCIONÁRIA B. A entrevistada tem 52 anos e é casada. 9º ano.

GRELHA DE ANÁLISE DA ENTREVISTA EFETUADA À FUNCIONÁRIA B. A entrevistada tem 52 anos e é casada. 9º ano. GRELHA DE ANÁLISE DA ENTREVISTA EFETUADA À FUNCIONÁRIA B CATEGORIAS DE ANÁLISE SÍNTESE EXCERTOS DAS ENTREVISTAS Caracterização sociodemográfica Idade Sexo Estado civil Grau de escolaridade / habilitações

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CÓDIGOS E LINGUAGENS

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CÓDIGOS E LINGUAGENS SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CÓDIGOS E LINGUAGENS Título do Podcast Área Segmento Duração Discurso direto e discurso indireto Português Ensino Fundamental e Ensino Médio 4min55seg Habilidades: Ensino

Leia mais

EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda ENTREVISTA. Renata Ohlson Heinzelmann Bosse

EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda ENTREVISTA. Renata Ohlson Heinzelmann Bosse EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda IDENTIFICAÇÃO Nome: Cidade: Estado: País: Formação: Profissão: Local de Trabalho: Local de Estudo: Contatos: Porto Alegre RS Brasil Mestra em

Leia mais

Leitura e Mediação Pedagógica

Leitura e Mediação Pedagógica Protocolo Colaborador: 19 Email#Luzineth\email.pdf# Transcrição Leitura e Mediação Pedagógica B. Pesquisador: Elizete Cristina de Souza CEREJA, Willian Roberto & MAGALHÃES, Thereza Cochar. Português: Linguagens,

Leia mais

Learning by Ear Aprender de Ouvido Globalização 07 Migração interna em África

Learning by Ear Aprender de Ouvido Globalização 07 Migração interna em África Autor: Sismondi Bidjocka Redacção: Yann Durand Learning by Ear Aprender de Ouvido Globalização 07 Migração interna em África 3 vozes: - um locutor 1 Daniel Machava - uma locutora 1 Nádia Issufo - uma locutora

Leia mais

Você ACREDITA na Oportunidade de negócio MARY KAY?

Você ACREDITA na Oportunidade de negócio MARY KAY? Você ACREDITA na Oportunidade de negócio MARY KAY? Para desenvolver o seu negócio, VOCÊ deve se preparar e treinar!!! TUDO começa quando VOCÊ toma a decisão! Não tenha medo de conversar com as pessoas

Leia mais

1 filho de 11 anos Local da entrevista Local de trabalho entrevistada no local de trabalho, numa sala ao lado da sala Comentários

1 filho de 11 anos Local da entrevista Local de trabalho entrevistada no local de trabalho, numa sala ao lado da sala Comentários 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 Identificação F01 Duração da entrevista 24:58 Data da entrevista 6-5-2011 Ano de nascimento (Idade) 1971 (39) Local de nascimento/residência

Leia mais

O dia em que o SUS visitou o cidadão

O dia em que o SUS visitou o cidadão O dia em que o SUS visitou o cidadão 2004 Ministério da Saúde Esta obra é disponibilizada nos termos da Licença Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilhamento pela mesma licença 4.0 Internacional.

Leia mais

O PREÇO DO ALVORECER

O PREÇO DO ALVORECER O PREÇO DO ALVORECER Um amor inesquecível Sabe essas manhãs, quando você não tem nada para fazer e resolver sair sem rumo? Então, uma manhã dessas resolvi sair e fui até uma praça próximo da minha casa,

Leia mais

Dicas Para Ser Um Ótimo Músico. Parte 1/6. Departamento de Música AD Vale das Virtudes

Dicas Para Ser Um Ótimo Músico. Parte 1/6. Departamento de Música AD Vale das Virtudes Dicas Para Ser Um Ótimo Músico Parte 1/6 Departamento de Música AD Vale das Virtudes Paz do Senhor Jesus! É com muita alegria e satisfação que lhe apresentamos nosso 1º Curso Online ministrado pelo do

Leia mais

ATIVIDADES DE FÉRIAS 3º ANO

ATIVIDADES DE FÉRIAS 3º ANO ATIVIDADES DE FÉRIAS 3º ANO Nome: 3ºano Educadora: Aproveite bem as férias! Reserve uma hora por dia para realizar suas tarefas! Não faça tudo de uma vez!. Faça com paciência, atenção e capricho!! Dicas

Leia mais

Real Brazilian Conversations #21 Premium PDF Guide Brazilian Portuguese Podcast, by RLP reallylearnportuguese.com

Real Brazilian Conversations #21 Premium PDF Guide Brazilian Portuguese Podcast, by RLP reallylearnportuguese.com Subjects on this conversation: How it is like to live in Uberlândia MG. Context: In this conversation André talks to his aunt Edmárcia, about the city of Uberlândia, in Minas Gerais state. She tells us

Leia mais

Uma saudação carinhosa

Uma saudação carinhosa Meus caros amiguitos e amiguitas! Uma saudação carinhosa Olá! Chamo-me António Marto. Sou o novo Bispo desta diocese de Leiria-Fátima. Sabem o que é ser Bispo? Eu explico-vos através de uma comparação

Leia mais

Pesquisa de Percepção dos Serviços Públicos de Blumenau

Pesquisa de Percepção dos Serviços Públicos de Blumenau Pesquisa de Percepção dos Serviços Públicos de Blumenau A carga tributária brasileira é uma das mais elevadas do mundo, em 2011 ela chegou a 35% do PIB, valor extremamente elevado. Seria de se esperar

Leia mais

INTENÇÃO DE PARTICIPAÇÃO EM AMIGO SECRETO 2016

INTENÇÃO DE PARTICIPAÇÃO EM AMIGO SECRETO 2016 INTENÇÃO DE PARTICIPAÇÃO EM AMIGO SECRETO 2016 Novembro 2016 AMIGO SECRETO 57,2% Dos que têm a intenção de presentear no Natal também pretendem participar do amigo secreto 42,8% Não pretendem participar

Leia mais

Pronomes, advérbios e determinantes interrogativos

Pronomes, advérbios e determinantes interrogativos Pronomes, advérbios e determinantes interrogativos Os interrogativos introduzem frases interrogativas directas e indirectas. Servem para formular perguntas sobre a identidade, a qualidade ou a quantidade

Leia mais

FICHA SOCIAL Nº 123 INFORMANTE: SEXO: IDADE: ESCOLARIZAÇÃO: LOCALIDADE: PROFISSÃO: DOCUMENTADORA: TRANSCRITORA: DIGITADORA: DURAÇÃO:

FICHA SOCIAL Nº 123 INFORMANTE: SEXO: IDADE: ESCOLARIZAÇÃO: LOCALIDADE: PROFISSÃO: DOCUMENTADORA: TRANSCRITORA: DIGITADORA: DURAÇÃO: FICHA SOCIAL Nº 123 INFORMANTE: M.A.M.B. SEXO: Masculino IDADE: 27 anos - Faixa II ESCOLARIZAÇÃO: 9 a 11 anos (2º grau incompleto) LOCALIDADE: Batateira - Zona Urbana PROFISSÃO: Comerciante DOCUMENTADORA:

Leia mais

Subjects on this conversation: Nathanael s first contact with Portuguese and his experience living in Brazil.

Subjects on this conversation: Nathanael s first contact with Portuguese and his experience living in Brazil. Subjects on this conversation: Nathanael s first contact with Portuguese and his experience living in Brazil. Context: In this conversation André talks to his friend Nathanael, who has lived in Brazil

Leia mais

CONSELHO DE CLASSE 2015

CONSELHO DE CLASSE 2015 CONSELHO DE CLASSE 2015 A visão dos professores sobre a educação no Brasil Apoio: Para fortalecer ainda mais seu compromisso com a participação dos professores no debate educacional, a Fundação Lemann

Leia mais

Como Ganhar Dinheiro Na Internet De Forma 100% Grátis. Por Tiago Bastos 1

Como Ganhar Dinheiro Na Internet De Forma 100% Grátis. Por Tiago Bastos 1 Por Tiago Bastos 1 Se não pode subir a montanha, torne-se uma. Por Tiago Bastos 2 COMO GANHAR DINHEIRO NA INTERNET DE FORMA 100% GRÁTIS! Por Tiago Bastos Declaração De Ganhos Com O Uso De Nossos Produtos

Leia mais

Imagine com Munhoz e Mariano. Feito por uma fã muito apaixonada, que estava afim de compartilhar com as outras fãs!

Imagine com Munhoz e Mariano. Feito por uma fã muito apaixonada, que estava afim de compartilhar com as outras fãs! Era só um sonho. Imagine com Munhoz e Mariano. Feito por uma fã muito apaixonada, que estava afim de compartilhar com as outras fãs! Já estava com muita saudades! No dia em que poderia ir em um show, aconteceu

Leia mais

/HYDQWDUÃDOJXQVÃWHPDVÃUHODWDUÃH[SHULrQFLDVÃHPÃWRUQRÃGHVVHVÃWHPDVÃGHEDWrORVÃDSRQWDGRÃ VXDÃGLPHQVmRÃHÃSRVVLELOLGDGHVÃGHÃWUDEDOKRVÃEXVFDÃGHÃXPÃGLDJQyVWLFRÃSDUDÃFRPSUHHQGHUÃ RÃFRPSOH[RÃGHQWURÃGHÃXPDÃUHDOLGDGHÃUHVJDWDQGRÃRÃFRWLGLDQRÃLQtFLRÃGDÃSUREOHPDWL]DomR

Leia mais

Como utilizar o e-mail marketing na régua de relacionamento de vendas? www.akna.com

Como utilizar o e-mail marketing na régua de relacionamento de vendas? www.akna.com Como utilizar o e-mail marketing na régua de relacionamento de vendas? O E-MAIL MARKETING E-mails são excelentes ferramentas de relacionamento, pois são diretos e pessoais, permitindo que a marca entre

Leia mais

INQ Então, ia começar por perguntar como é que surgiu a decisão de ter emigrado, portanto de ter vindo para França.

INQ Então, ia começar por perguntar como é que surgiu a decisão de ter emigrado, portanto de ter vindo para França. Transcrição da entrevista: Informante: nº5 Célula: 2 Data da gravação: Agosto de 2009 Geração: 1ª Idade: 57 Sexo: Masculino Tempo de gravação: 15.31 minutos INQ Então, ia começar por perguntar como é que

Leia mais