O poder profilático e recuperador das linguagens criativas nas histórias para a infância

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O poder profilático e recuperador das linguagens criativas nas histórias para a infância"

Transcrição

1 O poder profilático e recuperador das linguagens criativas nas histórias para a infância CRISTINA NOBRE INCLUDIT, 5 E 6 julho 2013

2 [ ] Nos livros busco só o dar-me prazer através de uma decente distracção ou então, se estudo, neles procuro apenas a ciência que trata do conhecimento de mim mesmo e me ensina a bem morrer e a bem viver: [ ] Se, quando leio, encontro dificuldades, não roo as unhas por isso: após duas ou três investidas, deixo-as onde estão. [ ] Se um livro me aborrece, pego noutro, e só volto a ele nos momentos em que o fastio de nada fazer começa a apoderar-se de mim. Montaigne (2009) Da amizade e outros ensaios, trad. e notas de R. Bertrand Romão, Bib. ed. Independentes, Lisboa: p

3 [ ] Ah, sim. Livros, portanto. Porquê livros? [ ] Na hora de empacotar livros, agarrei nos que estavam mais à mão junto à cama e dei-os à Victoria [ ] quando ela está a tirá-los da mala e da varanda, eu vejo todos aqueles recantos ideais para a leitura os relvados, a praia, o bar onde agora me encontro a escrever, a própria varanda bom, reparo numa biografia de Richelieu, o único livro que de facto pensei trazer. Peguei nele com satisfação, até que percebi que não o queria de todo, o livro que eu escolhera de modo reflectido era o livro errado [ ] Simon Gray (2013) Diário de um fumador in GRANTA Portugal EU, n.º1, Tinta da China ed., Lisboa: p

4 OBJETIVO: Partindo da história para crianças - Dragão Saltitão - criada pelas estudantes Sandra Medeiros, Ana Filipa Nunes, Daniela Henriques, Elodie Agostinho e Mariana Barbosa, no 2.º ano de EB da ESECS na UC de Literatura para a Infância, em , pretendo mostrar a possibilidade de aproveitar as suas linguagens criativas (desde a língua escrita à imagem, passando pela animação e pelo e-book) e antecipar a possibilidade da sua utilização num processo de desenvolver a criação de um código que permita a uma mulher de 50 anos, afásica em resultado de um processo de AVC recente, voltar a encontrar registos de comunicação, com a ajuda da 4

5 Criações dos Estudantes do 2.º ano de EB (2012) - UC Literatura para a Infância: PARA SEMPRE A ORQUESTRA DE MOZART! BOLO DA FELICIDADE O ANIMAL QUE NÃO ERA CÃO EDUARDO E A GRANDE CATÁSTROFE UMA AVENTURA A QUATRO O QUE SE PASSA AQUI? ADO QUÊ? O SEGREDO DO RODRIGO TU ÉS ESPECIAL UMA HISTÓRIA PARA TI, FILHA! AVENTURA NA QUINTA O VERDADEIRO ESPÍRITO DO NATAL A VIAGEM DO CÃO PALHAÇO O SONHO DO MARTIM O ANIVERSÁRIO DO AFONSO O VASQUINHO VAI AO MÉDICO! O DRAGÃO SALTITÃO 5

6 6

7 7

8 8

9 O ANIMAL QUE NÃO ERA CÃO 9

10 EDUARDO E A GRANDE CATÁSTROFE 10

11 11

12 12

13 ADO QUÊ? 13

14 14

15 15

16 16

17 AVENTURA NA QUINTA 17

18 O VERDADEIRO ESPÍRITO DO NATAL

19 A VIAGEM DO CÃO PALHAÇO 19

20 O sonho do Martim 20

21 21

22 22

23

24 O Dragão Saltitão 24

25 O Dragão Saltitão Era muito comilão, Vivia numa floresta E o banquete era uma festa! 25

26 Convidava tudo e todos Mas ninguém aparecia, Seus dentes eram tão grandes Que toda a gente o temia. 26

27 Mas um dia para este banquete Agradável Apareceu uma menina Muito contente e amigável! 27

28 O Dragão desconfiou, Olhou e perguntou: -Quem és tu? Ggrrrrrrrrr... 28

29 A menina corajosa respondeu: -Então, sou uma criança! Procuro um amigo pois Ninguém brinca comigo 29

30 A mãe está ocupada, O pai a trabalhar, A ganhar dinheirinho para o Nosso jantar E eu não tenho ninguém com quem brincar! 30

31 O meu quarto é o meu reino Aqui não há solidão, Posso ter alguém com quem estar Até mesmo na minha imaginação! 31

32 Estou na mesma situação, Também me sinto sozinho, Quero uma amiga, Que me dê um pouco de carinho. 32

33 Sê bem-vinda ao meu reino Aprecia o meu banquete E vem ficar contente! 33

34 Espera aí um bocadinho, Vou buscar o meu ursinho Para nos acompanhar, Neste sonho de encantar 34

35 Posso brincar contigo Dragão, Até mesmo voar. Neste mundo, Onde tudo podemos criar. 35

Dois palhaços de nome Fraterninho e Caridoso, entram em cena procurando algo, um de costas para o outro. Ao se tocarem, ambos se assustam

Dois palhaços de nome Fraterninho e Caridoso, entram em cena procurando algo, um de costas para o outro. Ao se tocarem, ambos se assustam PEÇA ESPÍRITA : Confusão de Natal Grupo de Teatro Espírita Sentimento do 20º CRE DA USEERJ Autores : Sidney Pinto Guedes Margareth Silva Rocha Cavalcante Autor Espiritual : Odilon Silva, psicografado por

Leia mais

Registo de Opinião Sobre o 1.º Ano de Projecto. Crianças

Registo de Opinião Sobre o 1.º Ano de Projecto. Crianças Registo de Opinião Sobre o 1.º Ano de Projecto Crianças Gostei de muito de estar aqui na escola, de brincar com todos, gostei muito, muito do acampamento e das visitas de estudo e para o ano vou ficar

Leia mais

IDENTIDADE. -Identificar seu nome e a história do mesmo. -Reconhecer seu nome dentre os demais.

IDENTIDADE. -Identificar seu nome e a história do mesmo. -Reconhecer seu nome dentre os demais. PLANEJAMENTO (IDENTIDADE) Professor(a) :Carina Robetti Canei IDENTIDADE Competências Objetivos -Oralidade; -Leitura; -Análise linguística. -Identificar seu nome e a história do mesmo. -Reconhecer seu nome

Leia mais

Hoje, dia 28 de Julho de 2013, estou a dar o Fim ao Regredir. Já Programei 9 vezes este Exercício, mas vou continuar a fazê-lo enquanto Eu Viver.

Hoje, dia 28 de Julho de 2013, estou a dar o Fim ao Regredir. Já Programei 9 vezes este Exercício, mas vou continuar a fazê-lo enquanto Eu Viver. Modelo Intermédio Após as 9 Regressões do Lado Direito O Passado Morre por Toda a Terra. Agora, vamos encontrar o Modelo das Origens. Quem somos e ficamos a Ter e a Ser a Força do Bom Viver. Hoje, dia

Leia mais

É importante saber por que certas coisas são o que são. Quer dizer, saber por que acontecem de um jeito e não de outro. O arco-íris, por exemplo.

É importante saber por que certas coisas são o que são. Quer dizer, saber por que acontecem de um jeito e não de outro. O arco-íris, por exemplo. 1. É importante saber por que certas coisas são o que são. Quer dizer, saber por que acontecem de um jeito e não de outro. O arco-íris, por exemplo. O arco-íris pode parecer muito estranho se você não

Leia mais

1.º C. 1.º A Os livros

1.º C. 1.º A Os livros 1.º A Os livros Os meus olhos veem segredos Que moram dentro dos livros Nas páginas vive a sabedoria, Histórias mágicas E também poemas. Podemos descobrir palavras Com imaginação E letras coloridas Porque

Leia mais

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe Coração de Mãe Coração De Mãe Página 1 Coração De Mãe 1º Edição Agosto de 2013 Página 2 Coração De Mãe 1º Edição È proibida à reprodução total ou parcial desta obra, por Qualquer meio e para qualquer fim

Leia mais

REALIZAÇÃO DO TRABALHO

REALIZAÇÃO DO TRABALHO PROJETO DE LEITURA Não basta ter uma biblioteca para a formação de uma comunidade leitora. É preciso, sobretudo, um plano de ação que se preocupe com as práticas de incentivo à leitura. Nós criamos estratégias

Leia mais

EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda ENTREVISTA. Renata Ohlson Heinzelmann Bosse

EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda ENTREVISTA. Renata Ohlson Heinzelmann Bosse EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda IDENTIFICAÇÃO Nome: Cidade: Estado: País: Formação: Profissão: Local de Trabalho: Local de Estudo: Contatos: Porto Alegre RS Brasil Mestra em

Leia mais

Tânia Abrão. Deixo meus olhos Falar

Tânia Abrão. Deixo meus olhos Falar Tânia Abrão Deixo meus olhos Falar 1 Biografia Tânia Abrão Mendes da Silva Email: Tania_morenagata@hotmail.com Filha de Benedito Abrão e Ivanir Abrão Nasceu em 09/08/1984 Natural da Cidade de Lapa Paraná

Leia mais

ONDJAKI. A BICICLETA QUe TINHA BIGODES. estórias sem luz elétrica. Livros do Dia e da Noite

ONDJAKI. A BICICLETA QUe TINHA BIGODES. estórias sem luz elétrica. Livros do Dia e da Noite ONDJAKI A BICICLETA QUe TINHA BIGODES estórias sem luz elétrica Livros do Dia e da Noite Na minha rua vive o tio Rui, que é escritor e inventa estórias e poemas que até chegam a outros países muito internacionais.

Leia mais

Atividade Extraclasse Recuperação I Etapa. Chapeuzinho Amarelo

Atividade Extraclasse Recuperação I Etapa. Chapeuzinho Amarelo INSTITUTO PRESBITERIANO DE EDUCAÇÃO Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa Série: 6º Ano O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse Recuperação I Etapa Chapeuzinho Amarelo

Leia mais

NOtíCIas. Desfile Carnaval Medieval

NOtíCIas. Desfile Carnaval Medieval NOtíCIas Desfile Carnaval Medieval No passado dia 9 de fevereiro de 2013, a cidade de Silves relembrou os tempos medievais com o Desfile Carnaval Medieval da Instituição dos Amigos dos Pequeninos de Silves.

Leia mais

Perfil Sociolinguístico Questionário para pais e mães:

Perfil Sociolinguístico Questionário para pais e mães: Perfil Sociolinguístico Questionário para pais e mães: Esse questionário é parte de uma pesquisa de pós-graduação, e seu preenchimento é voluntário e anônimo. Os dados nele obtidos serão tratados apenas

Leia mais

Uma saudação carinhosa

Uma saudação carinhosa Meus caros amiguitos e amiguitas! Uma saudação carinhosa Olá! Chamo-me António Marto. Sou o novo Bispo desta diocese de Leiria-Fátima. Sabem o que é ser Bispo? Eu explico-vos através de uma comparação

Leia mais

O dia em que o SUS visitou o cidadão

O dia em que o SUS visitou o cidadão O dia em que o SUS visitou o cidadão 2004 Ministério da Saúde Esta obra é disponibilizada nos termos da Licença Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilhamento pela mesma licença 4.0 Internacional.

Leia mais

Anexo 2.8- Entrevista G2.3

Anexo 2.8- Entrevista G2.3 Entrevista G2.3 Entrevistado: E2.3 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência e 45 anos Masculino Ucrânia 14 anos m Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias: Ensino superior Polónia Língua materna:

Leia mais

Caixa de Música. Peça-me todas as músicas. Que você quiser. Eu cantarei pra você, Cada música. Com amor e carinho, Que você merece.

Caixa de Música. Peça-me todas as músicas. Que você quiser. Eu cantarei pra você, Cada música. Com amor e carinho, Que você merece. Caixa de Música Peça-me todas as músicas Que você quiser. Eu cantarei pra você, Cada música Com amor e carinho, Que você merece. Enquanto você aperta seus pés Sobre os meus, para te relaxar. Quero ser

Leia mais

Era uma vez uma menina chamada Ynari que gostava de passear perto da sua aldeia, ouvir os passarinhos, sentar-se na margem do rio.

Era uma vez uma menina chamada Ynari que gostava de passear perto da sua aldeia, ouvir os passarinhos, sentar-se na margem do rio. Era uma vez uma menina chamada Ynari que gostava de passear perto da sua aldeia, ouvir os passarinhos, sentar-se na margem do rio. Certa tarde, do capim saiu um homem muito pequenino. - Olá! - Olá! Chamo-me

Leia mais

2. A Frase. Ex: Apareceram 10 marceneiros, 20 carpinteiros e 40 envernizadores.

2. A Frase. Ex: Apareceram 10 marceneiros, 20 carpinteiros e 40 envernizadores. 2. A Frase A frase é um conjunto de palavras ordenadas que transmite uma ideia com sentido, começa com letra maiúscula e termina num sinal de pontuação. Os sinais de pontuação auxiliam a leitura e esclarecem

Leia mais

Pronomes, advérbios e determinantes interrogativos

Pronomes, advérbios e determinantes interrogativos Pronomes, advérbios e determinantes interrogativos Os interrogativos introduzem frases interrogativas directas e indirectas. Servem para formular perguntas sobre a identidade, a qualidade ou a quantidade

Leia mais

Nº 31 C 13ºDomingo do Tempo Comum-26.6.2016

Nº 31 C 13ºDomingo do Tempo Comum-26.6.2016 Nº 31 C 13ºDomingo do Tempo Comum-26.6.2016 Vamos de Férias Com Jesus Que bom! Começaram as férias! Não há aulas, vamos para a praia, para o campo, para o estrangeiro... mas vamos com Jesus. Ouvimos no

Leia mais

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA NATAL! NATAL! ATIVIDADES PROPOSTAS Promover a leitura e a escrita associadas à festa de Natal. Preparação da festa de Natal com a história O Pai Natal Guloso. Elaboração

Leia mais

Pronomes e quantificadores universais e indefinidos

Pronomes e quantificadores universais e indefinidos Pronomes e quantificadores universais e indefinidos Pronomes e quantificadores indefinidos: referem uma pessoa, coisa ou fenómeno de uma forma imprecisa ou indeterminada, indicando quantidade ou diferença.

Leia mais

A classificação do teste deve respeitar integralmente os critérios gerais e os critérios específicos a seguir apresentados.

A classificação do teste deve respeitar integralmente os critérios gerais e os critérios específicos a seguir apresentados. Teste Intermédio de Língua Portuguesa Teste Intermédio Língua Portuguesa 2.º Ano de Escolaridade Duração do Teste: 45 min (Caderno 1) + 30 min (pausa) + 45 min (Caderno 2) 03.06.2011 Decreto-Lei n.º 6/2001,

Leia mais

Pai, eu adoro-te com todo o meu coração, Tu estás sempre ao meu lado, Para me fazeres rir, A maior parte das vezes fazes-me sorrir.

Pai, eu adoro-te com todo o meu coração, Tu estás sempre ao meu lado, Para me fazeres rir, A maior parte das vezes fazes-me sorrir. PAI Pai, eu adoro-te com todo o meu coração, Tu estás sempre ao meu lado, Para me fazeres rir, A maior parte das vezes fazes-me sorrir. Pai, há tantas qualidades, É impossível de explicar, Já perdi a conta,

Leia mais

Meu Guia. Pamella Padilha

Meu Guia. Pamella Padilha Meu Guia Pamella Padilha Meu Guia Sentir se confiante (postura na coluna) para falar, pensar, agir, olhar. Posso olhar e falar com qualquer pessoa, desde o mendigo até a pessoa mais linda do mundo, ter

Leia mais

Por vontade expressa do autor, a presente edição não segue a grafia do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

Por vontade expressa do autor, a presente edição não segue a grafia do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa Por vontade expressa do autor, a presente edição não segue a grafia do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa info@marcador.pt www.marcador.pt facebook.com/marcadoreditora 2016 Direitos reservados

Leia mais

Como posso Ganhar Dinheiro na Internet? Tudo começa com um programa que foi implantado no Brasil

Como posso Ganhar Dinheiro na Internet? Tudo começa com um programa que foi implantado no Brasil Como posso Ganhar Dinheiro na Internet? Tudo começa com um programa que foi implantado no Brasil que possibilitou as pessoas terem acesso a informações que antes estavam somente estavam no conhecimento

Leia mais

Trabalho do livro: Fala Sério, Pai! Beatriz Pugliese Netto Lamas- nº2 Giovanna Araujo Ragano- nº12 Lívia Soares Alves- nº17

Trabalho do livro: Fala Sério, Pai! Beatriz Pugliese Netto Lamas- nº2 Giovanna Araujo Ragano- nº12 Lívia Soares Alves- nº17 Trabalho do livro: Fala Sério, Pai! Beatriz Pugliese Netto Lamas- nº2 Giovanna Araujo Ragano- nº12 Lívia Soares Alves- nº17 Introdução No livro Fala Sério, Pai!, os personagens principais são: Maria de

Leia mais

Fui à biblioteca tentar escolher. Um bom livro para ler. Mas era difícil descobrir. Aquele que me ia surpreender! Desisti da ideia de procurar

Fui à biblioteca tentar escolher. Um bom livro para ler. Mas era difícil descobrir. Aquele que me ia surpreender! Desisti da ideia de procurar Fui à biblioteca tentar escolher Um bom livro para ler Mas era difícil descobrir Aquele que me ia surpreender! Desisti da ideia de procurar E vim cá para fora brincar. Os meus amigos riam-se de mim E eu

Leia mais

Bibi e o Triciclo Fantasma!

Bibi e o Triciclo Fantasma! Bibi e o Triciclo Fantasma! NINA Vamos contar uma história de fantasma, Nana? NANA Ah, Marina, história de fantasma eu não sei nenhuma... NINA Pense, Nana, pense uma! NANA- Ah, sei lá... Não gosto muito

Leia mais

HISTÓRIAS DA BÍBLIA. para ler e pensar

HISTÓRIAS DA BÍBLIA. para ler e pensar HISTÓRIAS DA BÍBLIA para ler e pensar 9789897410048 Alice Vieira HISTÓRIAS DA BÍBLIA para ler e pensar ilustrações de Carla Nazareth A história de Rute Era um tempo de grandes fomes e privações. Uma mulher,

Leia mais

Tudo sofre, tudo crê, tudo. espera, tudo suporta. 1 Coríntios 13:7

Tudo sofre, tudo crê, tudo. espera, tudo suporta. 1 Coríntios 13:7 Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. 1 Coríntios 13:7 "Uma vida não é importante, a não ser pelo impacto que causa em outras vidas." - Jackie Robinson Não use pessoas para construir o seu negócio,

Leia mais

ANEXO II REGISTOS DE OBSERVAÇÃO. Descrição Diária 1 Registo de Incidente Crítico 1 Registo de Incidente Crítico 2 Registo de Incidente Crítico 3

ANEXO II REGISTOS DE OBSERVAÇÃO. Descrição Diária 1 Registo de Incidente Crítico 1 Registo de Incidente Crítico 2 Registo de Incidente Crítico 3 ANEXO II REGISTOS DE OBSERVAÇÃO Descrição Diária 1 Registo de Incidente Crítico 1 Registo de Incidente Crítico 2 Registo de Incidente Crítico 3 Descrição Diária 1 Data: 29/10/2014 Nome da criança: Beatriz

Leia mais

DATA: 03 / 12 / 2012 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 4.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA:

DATA: 03 / 12 / 2012 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 4.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 0 / 2 / 202 UNIDADE: III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 4.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A):

Leia mais

PRA TE LOUVAR. Como é precioso viver o seu amor Sentir a alegria que vem do Senhor É maravilhoso poder te louvar E saber que ao meu lado sempre está

PRA TE LOUVAR. Como é precioso viver o seu amor Sentir a alegria que vem do Senhor É maravilhoso poder te louvar E saber que ao meu lado sempre está PRA TE LOUVAR Como é precioso viver o seu amor Sentir a alegria que vem do Senhor É maravilhoso poder te louvar E saber que ao meu lado sempre está Tudo que eu preciso é estar bem junto a ti Viver a alegria

Leia mais

Catálogo de Atividades //Feira do Livro - @ Bibliotecas Escolares Agrupamento de Escolas de Campo Maior

Catálogo de Atividades //Feira do Livro - @ Bibliotecas Escolares Agrupamento de Escolas de Campo Maior . 2011/2012 Catálogo de Atividades //Feira do Livro - @ Bibliotecas Escolares Agrupamento de Escolas de Campo Maior Atividades: «Vamos à descoberta da Biblioteca» - Visitas guiadas às bibliotecas Escolares.

Leia mais

Duende, duende, duende, um príncipe diferente! NANA - Engraçadinha... Bem, nós vamos contar algumas histórias pra vocês...

Duende, duende, duende, um príncipe diferente! NANA - Engraçadinha... Bem, nós vamos contar algumas histórias pra vocês... Duende, duende, duende, um príncipe diferente! NANA - Oi! Eu sou a Giovanna, a Nana! NINA - E eu sou a Nina! NANA - Ah, fala o teu nome inteiro, né, Marina! NINA - Ué, pra quê? Você acabou de dizer! NANA

Leia mais

Das rosas vem o amor E da flor a poesia, O homem que já amou Torna-se poeta durante o dia.

Das rosas vem o amor E da flor a poesia, O homem que já amou Torna-se poeta durante o dia. 1 Das rosas vem o amor E da flor a poesia, O homem que já amou Torna-se poeta durante o dia. 2 ... Os olhos do poeta é o coração... 3 Introdução:... O amor é como uma música lenta que tu pões para escutar

Leia mais

O Nascimento de Jesus nosso Salvador

O Nascimento de Jesus nosso Salvador Este livrinho faz parte do material disponibilizado pelo projecto Presépio na Cidade. O Presépio na Cidade é um projecto de leigos católicos voluntários, cujo lema de 2005 é Presépio, berço do Cristo Vivo

Leia mais

Teatro A História da Carochinha

Teatro A História da Carochinha Teatro A História da - O meu nome é, gosto muito de limpar. Arrumo a casa toda, sempre a cantar. Tenho uma vida pacata mas gostava de casar. Vestir um vestido branco e um marido arranjar. Mas preciso de

Leia mais

Gïk, o vinho azul. Espere... O QUÊ?!

Gïk, o vinho azul. Espere... O QUÊ?! Gïk, o vinho azul. Espere... O QUÊ?! Uma equipa de jovens empresários está a revolucionar o mundo do vinho com uma bebida blasfema. Levou dois anos de investigação em profundidade, em estreita colaboração

Leia mais

Crack: Vamos olhar de perto

Crack: Vamos olhar de perto Crack: Vamos olhar de perto M A N A U S - AM M A R Ç O D E 2 0 1 4 T A N I E L E R U I @ Y A H O O. C O M. B R A linha do Paranapanema O Prédio da Vila Industrial A terra do crack Usos da Cracolândia o

Leia mais

Colégio Ressurreição Vita et Pax

Colégio Ressurreição Vita et Pax Colégio Ressurreição Vita et Pax Disciplina: Português Professor(a) Atividade: Prova Mensal Nome: Nº. Ano: 3º Turma: Data: / / Nota: Olá alunos! Que tal começarmos a nossa prova lendo esse lindo poema

Leia mais

Lição 12 - IMITANDO JESUS NO SERVIÇO Texto Bíblico: Filipenses 2.5-11

Lição 12 - IMITANDO JESUS NO SERVIÇO Texto Bíblico: Filipenses 2.5-11 Lição 12 - IMITANDO JESUS NO SERVIÇO Texto Bíblico: Filipenses 2.5-11 Na igreja, a ordem é recuperar, restaurar, resgatar, curar, abençoar, ajudar, e não expurgar. Para isso, temos um modelo de unidade:

Leia mais

DNA, o nosso código secreto

DNA, o nosso código secreto Ciências Naturais 9ºAno Texto de apoio DNA, o nosso código secreto Nome: Data: Imagina que poderias ter nas mãos uma célula e abrir o seu núcleo como se abre um baú. Lá dentro, encontrarias uma sequência

Leia mais

ISAQUE E REBECA: CASAMENTO E FILHOS

ISAQUE E REBECA: CASAMENTO E FILHOS Momento com Deus Crianças de 10 a 11 anos NOME: DATA: 09/06/2013 ISAQUE E REBECA: CASAMENTO E FILHOS Versículos para Decorar 1- Quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo. Marcos 10:43b

Leia mais

Olhe! Que parque agradável! Verdade!! É um ótimo lugar!!! Billy está feliz no balanço! Sally e Fred estão tendo um ótimo momento no carrossel!!!

Olhe! Que parque agradável! Verdade!! É um ótimo lugar!!! Billy está feliz no balanço! Sally e Fred estão tendo um ótimo momento no carrossel!!! Língua Inglesa 2 o ano Unidade 1 No parque com minha família Introdução Onde eles estão brincando? Há uma bicicleta Onde está...? Unidade 2 Uma família Introdução Quantos anos você tem? Ele está feliz

Leia mais

Ahmmm... Deus? O mesmo flash de ainda há pouco e, de novo, estava à Sua frente:

Ahmmm... Deus? O mesmo flash de ainda há pouco e, de novo, estava à Sua frente: EAÍ, CARA? O que é que eu estou fazendo aqui? Quem é você? Você sabe muito bem quem Eu sou. É... Vai fundo, fala!... Deus? Viu? Não era tão difícil assim! Claro que Eu sou Deus. É assim que você Me imaginava,

Leia mais

OFICINA III PESQUISA EXPLORATÓRIA CITAÇÕES

OFICINA III PESQUISA EXPLORATÓRIA CITAÇÕES OFICINA III PESQUISA EXPLORATÓRIA CITAÇÕES Curso: Docência do Ensino Superior Disciplina: Metodologia da Pesquisa Científica Professora: Marilúcia Magalhães Equipe: Daniela Bulcão, Elaine Conceição, Erick

Leia mais

A Priscila entrou em Mary Kay em agosto de 2010 somente para ganhar uma renda extra, pois é formada como Farmacêutica Bioquímica pela PUC PR. No iníci

A Priscila entrou em Mary Kay em agosto de 2010 somente para ganhar uma renda extra, pois é formada como Farmacêutica Bioquímica pela PUC PR. No iníci A Priscila entrou em Mary Kay em agosto de 2010 somente para ganhar uma renda extra, pois é formada como Farmacêutica Bioquímica pela PUC PR. No início foi muito difícil, pois trabalhava durante o dia

Leia mais

Luís Vaz de Camões. prof.: Pedro Augusto Furasté

Luís Vaz de Camões. prof.: Pedro Augusto Furasté EXERCÍCIO COM TEXTO SONETO Luís Vaz de Camões prof.: Pedro Augusto Furasté 1. Apenas um dos pares abaixo não se opõe. Assinale-o: a) dói / não se sente b) ganhar / perder c) querer // bem-querer d) contentamento

Leia mais

Bons-tratosparaavida. apoio: ISBN:978-85-7839-134-8

Bons-tratosparaavida. apoio: ISBN:978-85-7839-134-8 BRASIL Bons-tratosparaavida apoio: ISBN:978-85-7839-134-8 Vamos cantar Vamos cantar, vamos cuidar Este é meu corpo E vou lhe apresentar Onde estão suas mãos? Minhas mãos aqui estão. Vamos todos juntos

Leia mais

JOANA VIVIA EM UMA POBRE FERNANDO ESTAVA COM TANTA FOME DE REPENT E,

JOANA VIVIA EM UMA POBRE FERNANDO ESTAVA COM TANTA FOME DE REPENT E, ERA UMA VEZ UMA POBRE MENININHA CHAMADA JOANA, QUE VIVIA EM UMA POBRE ALDEIAZINHA, ONDE TODO MUNDO VIVIA COM FOME E PASSAVA OS DIAS SONHANDO COM... C MINGAU DOCE! JOANA VIVIA EM UMA POBRE CASINHA, COM

Leia mais

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Língua Portuguesa

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Língua Portuguesa COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Língua Portuguesa Nome: Ano: 1º Ano 2º Etapa 2014 Colégio Nossa Senhora da Piedade Área do Conhecimento: Códigos e Linguagens

Leia mais

E- Queria começar por te perguntar quanto tu soubeste que ias para o teatro como é que foi a tua reação, ficaste entusiasmado, não ficaste E4- Fiquei

E- Queria começar por te perguntar quanto tu soubeste que ias para o teatro como é que foi a tua reação, ficaste entusiasmado, não ficaste E4- Fiquei E- Queria começar por te perguntar quanto tu soubeste que ias para o teatro como é que foi a tua reação, ficaste entusiasmado, não ficaste E4- Fiquei entusiasmado. E- E porque é que gostavas de já tinhas

Leia mais

Trabalho Sobre a Cultura Cientifíco-tecnológica

Trabalho Sobre a Cultura Cientifíco-tecnológica 1 P a g e Trabalho Sobre a Cultura Cientifíco-tecnológica Trabalho realizado realizado pelo aluno Paulo Joon nº2 da turma 2 do 11º ano do Colégio de S. Teotónio no âmbito da disciplina de Filosofia(2º

Leia mais

Recursos de apoio ao professor relacionados com o Natal

Recursos de apoio ao professor relacionados com o Natal Dito e Feito Língua Portuguesa, 5. ano Recursos de apoio ao professor relacionados com o Natal Oo Dito e Feito Língua Portuguesa, 5. ano Oo PRÉ-LEITURA / ORALIDADE O Natal está a chegar! Para muitas pessoas

Leia mais

Como Assim Você Nã o Chora?

Como Assim Você Nã o Chora? Como Assim Você Nã o Chora? Lá estávamos nós de novo. Naquela mesma escadaria de prédio, tendo aquela me sma conversa. Ela com a mesma long neck de Stella e a inocência impecavelmente esculpida por uma

Leia mais

CHOCOLATE À CHUVA. de Alice Vieira GRUPO I CAPÍTULO 1

CHOCOLATE À CHUVA. de Alice Vieira GRUPO I CAPÍTULO 1 ESCOLA DOS 2º e 3º CICLOS C/ SECUNDÁRIO PADRE ANTÓNIO MORAIS DA FONSECA ALUNO(A) TURMA OBRA AUTOR EDITORA GUIÃO DE LEITURA CHOCOLATE À CHUVA Nº DE CAPÍTULOS 1. IDENTIFICA O TIPO DE NARRADOR E JUSTIFICA.

Leia mais

A Pequena Alma e o Sol. Neale Donald Walsch

A Pequena Alma e o Sol. Neale Donald Walsch A Pequena Alma e o Sol Neale Donald Walsch NEALE DONALD WALSCH 2 Era uma vez, em tempo nenhum, uma Pequena Alma que disse a Deus: Eu sei quem sou! E Deus disse: Que bom! Quem és tu? E a Pequena Alma gritou:

Leia mais

Chamei? Eu não te chamei. Eu estou orando. "Pai nosso que estais nos céus."

Chamei? Eu não te chamei. Eu estou orando. Pai nosso que estais nos céus. "Pai nosso, que estás nos céus". --- Sim? Não me interrompa. Estou orando. --- Mas você me chamou. Chamei? Eu não te chamei. Eu estou orando. "Pai nosso que estais nos céus." --- Aí. Você fez de novo.

Leia mais

Aprender a comer bem

Aprender a comer bem Aprender a comer bem 3 Todos os dias os Cufitas vão para escola aprender coisas novas. Aprender a ler, a escrever e no recreio brincam com os amigos. Um dia no recreio, encontraram o João a chorar e perguntaram-lhe:

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DO JARDIM DE INFÂNCIA DA ABPG ANO LECTIVO - 2014/2015. Tema do Projeto Educativo: O SER HUMANO E A COMUNICAÇÃO

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DO JARDIM DE INFÂNCIA DA ABPG ANO LECTIVO - 2014/2015. Tema do Projeto Educativo: O SER HUMANO E A COMUNICAÇÃO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DO JARDIM DE INFÂNCIA DA ABPG ANO LECTIVO - 2014/2015 Tema do Projeto Educativo: O SER HUMANO E A COMUNICAÇÃO Sub- Tema: As caixinhas que inovaram o mundo CALENDARIZAÇÃO SETEMBRO

Leia mais

Trabalho final. Acção de formação 01-2 Ensino e aprendizagem com TIC na Educação Pré-escolar e no 1.º ciclo do Ensino Básico

Trabalho final. Acção de formação 01-2 Ensino e aprendizagem com TIC na Educação Pré-escolar e no 1.º ciclo do Ensino Básico Trabalho final Acção de formação 01-2 Ensino e aprendizagem com TIC na Educação Pré-escolar e no 1.º ciclo do Ensino Básico (19 a 23 de Julho de2010) Formador: Hugo Monteiro Formanda: Maria da Conceição

Leia mais

Eduardo e Mônica. Aluno(a): Nº. Disciplina: Língua Portuguesa Data da prova: 31/10/2014. P2-4º BIMESTRE

Eduardo e Mônica. Aluno(a): Nº. Disciplina: Língua Portuguesa Data da prova: 31/10/2014. P2-4º BIMESTRE Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. Professor: Daniel Série: 7º ano Disciplina: Língua Portuguesa Data da prova: 31/10/2014. P2-4º BIMESTRE Para um relacionamento amoroso dar certo, será que as pessoas precisam

Leia mais

DEEJAY Desde 475 MÚSICA IGREJA.

DEEJAY Desde 475 MÚSICA IGREJA. PARTY & SOUND DEEJAY Desde 475 Está presente do início ao fim do casamento, ou seja, desde os aperitivos até ao fim da festa, seguindo sempre uma playlist animada e personalizada pelos noivos. Durante

Leia mais

FERNANDO PESSOA ORTÓNIMO

FERNANDO PESSOA ORTÓNIMO FERNANDO PESSOA ORTÓNIMO Quando as crianças brincam E eu as oiço brincar, Qualquer coisa em minha alma Começa a se alegrar. E toda aquela infância Que não tive me vem, Numa onda de alegria Que não foi

Leia mais

Eduque seus filhos com elogios. Dicas para os pais de crianças com dois a cinco anos de idade

Eduque seus filhos com elogios. Dicas para os pais de crianças com dois a cinco anos de idade Eduque seus filhos com elogios Dicas para os pais de crianças com dois a cinco anos de idade Nós todos queremos ensinar nossos filhos a se comportarem sem que se considerem maus. No entanto, as crianças

Leia mais

Bíblia para crianças apresenta QUANDO DEUS CRIOU TODAS AS COISAS

Bíblia para crianças apresenta QUANDO DEUS CRIOU TODAS AS COISAS Bíblia para crianças apresenta QUANDO DEUS CRIOU TODAS AS COISAS Escrito por: Edward Hughes Ilustrado por: Byron Unger; Lazarus Adaptado por: Bob Davies; Tammy S. O texto bíblico desta história é extraído

Leia mais

O nosso. Planear fazer rever

O nosso. Planear fazer rever O nosso Planear fazer rever O momento de planear-fazer- rever revela ser a peça central na abordagem de aprendizagem pela ação da High/Scope. Este momento tem inicio com uma conversa tendo como objetivo

Leia mais

CALENDÁRIO DE ATIVIDADES PRÉ-ESCOLAR 2016 /2017

CALENDÁRIO DE ATIVIDADES PRÉ-ESCOLAR 2016 /2017 CALENDÁRIO DE ATIVIDADES PRÉ-ESCOLAR 2016 /2017 1º PERÍODO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO 1 1 1 1 Feriado Restauração da Independência 2 2 2 2 3 3 3 3 Dia da Pessoa com Diferença 4 4 Dia do Animal

Leia mais

REGULAMENTO FESTAS DE ANIVERSÁRIO LUDOTECA MUNICIPAL DE SEIA

REGULAMENTO FESTAS DE ANIVERSÁRIO LUDOTECA MUNICIPAL DE SEIA REGULAMENTO FESTAS DE ANIVERSÁRIO LUDOTECA MUNICIPAL DE SEIA Nota justificativa A Ludoteca Municipal de Seia é um espaço aberto e em permanente interação com a comunidade envolvente, acolhedor, agradável

Leia mais

De repente um homem viu-se no meio de um campo verde, deserto, sem nada nem ninguém no horizonte, além do céu azul que se encontrava com o solo.

De repente um homem viu-se no meio de um campo verde, deserto, sem nada nem ninguém no horizonte, além do céu azul que se encontrava com o solo. O Nada Rafael Bezerra Simão O NADA De repente um homem viu-se no meio de um campo verde, deserto, sem nada nem ninguém no horizonte, além do céu azul que se encontrava com o solo. - Morri! pensou o homem,

Leia mais

Unidade Portugal. Ribeirão Preto, de de 2011. Nome: 3 o ano (2ª série) Tarde. AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO VIII 3 o BIMESTRE.

Unidade Portugal. Ribeirão Preto, de de 2011. Nome: 3 o ano (2ª série) Tarde. AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO VIII 3 o BIMESTRE. Unidade Portugal Ribeirão Preto, de de 2011. Nome: 3 o ano (2ª série) Tarde AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO VIII 3 o BIMESTRE Eixo temático Herança social Disciplina/Valor Português 4,0 Matemática 4,0 Hist./Geog.

Leia mais

Pessoas de Sucesso Estabelecem Metas

Pessoas de Sucesso Estabelecem Metas Pessoas de Sucesso Estabelecem Metas Transformando o Sonho em Meta Todas nós temos desejos e necessidades materiais, então determine como seu negócio irá ajudar você a conquistá-los. Encontre o seu MOTIVO

Leia mais

COLÉGIO 7 DE SETEMBRO FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ. O Colégio que ensina o aluno a estudar. ALUNO(A): TURMA: Língua Portuguesa.

COLÉGIO 7 DE SETEMBRO FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ. O Colégio que ensina o aluno a estudar. ALUNO(A): TURMA: Língua Portuguesa. FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ 2011 O Colégio que ensina o aluno a estudar. APICE 2 o Ano Ensino Fundamental I ALUNO(A): TURMA: Língua Portuguesa [1 a ETAPA] Você está recebendo o APICE (Atividade

Leia mais

Bando das Cavernas. Ruby: Como a sua melhor qualidade é o bom senso, é ela quem, na maioria dos casos, põe ordem no bando.

Bando das Cavernas. Ruby: Como a sua melhor qualidade é o bom senso, é ela quem, na maioria dos casos, põe ordem no bando. Bando das Cavernas Tocha: Na escola tem fama de saber acender uma fogueira, embora nunca ninguém o tenha visto fazer tal proeza. Ruby: Como a sua melhor qualidade é o bom senso, é ela quem, na maioria

Leia mais

Inicie e Acompanhe. Diretora Sênior Karina Lima

Inicie e Acompanhe. Diretora Sênior Karina Lima Inicie e Acompanhe Diretora Sênior Karina Lima Quando a carreira Mary Kay começa? Quando você começa a construir uma equipe! O que é fundamental? - Porque você está na Mary Kay? - Onde você quer chegar?

Leia mais

Resolução da Prova de Raciocínio Lógico do STJ de 2015, aplicada em 27/09/2015.

Resolução da Prova de Raciocínio Lógico do STJ de 2015, aplicada em 27/09/2015. de Raciocínio Lógico do STJ de 20, aplicada em 27/09/20. Raciocínio Lógico p/ STJ Mariana é uma estudante que tem grande apreço pela matemática, apesar de achar essa uma área muito difícil. Sempre que

Leia mais

obrigada pela presença Bem-vindas!

obrigada pela presença Bem-vindas! obrigada pela presença Bem-vindas! Oração da Mary Kay Ash Senhor Eu necessito ser uma vencedora, não por mim, sim por Ti. As pessoas estão me observando, sou um exemplo para elas seguirem. Senhor eu necessito

Leia mais

Geração Graças Peça: Os dois fundamentos

Geração Graças Peça: Os dois fundamentos Geração Graças Peça: Os dois fundamentos Autora: Marise Lins O cenário é um quarto de duas pré-adolescentes. E está chovendo na cidade. (som de chuva e trovão) Personagens: Bia está com o livro na mão

Leia mais

FUTUROS DESEJÁVEIS (Wellington Nogueira)

FUTUROS DESEJÁVEIS (Wellington Nogueira) FUTUROS DESEJÁVEIS (Wellington Nogueira) FUTUROS DESEJÁVEIS (Wellington Nogueira) 1) Onde começa e onde termina o Hospital? As pessoas estão cultivando a doença em uma série de situações. Apesar da doença

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL ANÁPOLIS, PROFESSORA: ALUNO (A): ANO: MÊS: DOMINGO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SÁBADO

ESCOLA MUNICIPAL ANÁPOLIS, PROFESSORA: ALUNO (A): ANO: MÊS: DOMINGO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SÁBADO 1- PREENCHA O CALENDÁRIO DO MÊS: MÊS: DOMINGO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SÁBADO 2 AGORA, RESPONDA OBSERVANDO O CALENDÁRIO: QUANTOS DIAS TÊM O MÊS DE MAIO? PINTE DE VERMELHO O DIA EM QUE COMEMORAMOS

Leia mais

www.teatroevangelico.com.br Evangelismo de Impacto.

www.teatroevangelico.com.br Evangelismo de Impacto. www.teatroevangelico.com.br Evangelismo de Impacto. $$UWH7HDWUDO$6HUYLoR'R0HVWUH Script Dia dos Pais UM PAI ROBÔ Teatro Evangélico A arte teatral a serviço do mestre. www.teatroevangelico.com.br 2 UM PAI

Leia mais

ATIVIDADES DE FÉRIAS 3º ANO

ATIVIDADES DE FÉRIAS 3º ANO ATIVIDADES DE FÉRIAS 3º ANO Nome: 3ºano Educadora: Aproveite bem as férias! Reserve uma hora por dia para realizar suas tarefas! Não faça tudo de uma vez!. Faça com paciência, atenção e capricho!! Dicas

Leia mais

Uma brincadeira de bola chamada Ordem

Uma brincadeira de bola chamada Ordem Lição 2 Uma brincadeira de bola chamada Ordem Ruth Rocha Dá pra fazer de turma ou até sozinho. Bata a bola na parede e jogue de volta, quem deixar a bola cair sai fora. Ordem! Seu lugar! Enquanto bate

Leia mais

A6- Boomwhackers. Eu- boomwhackers, mais? Tu consideras que aprendeste alguma coisa nova? A4 Aprender de novo acho que só, talvez algumas técnicas a

A6- Boomwhackers. Eu- boomwhackers, mais? Tu consideras que aprendeste alguma coisa nova? A4 Aprender de novo acho que só, talvez algumas técnicas a Entrevista 4 Alunos entrevistados: Aluno 1- Inês Bártolo Aluno 2 Inês Bento Aluno 3- João Duarte Aluno 4-Miguel Coelho Aluno 5- Daniel Silva Aluno 6- Diogo Marques Eu Antes de mais quero saber se vocês

Leia mais

Saúde www.teachingforafrica.com página 1

Saúde www.teachingforafrica.com página 1 Saúde www.teachingforafrica.com página 1. Trazido por Every Child Ministries Uma ONG cristã trazendo esperança as crianças esquecidas da Africa Porque as crianças são os grandes recursos de qualquer nação

Leia mais

REQUERIMENTO N o, de 2011

REQUERIMENTO N o, de 2011 REQUERIMENTO N o, de 2011 Requeiro, nos termos do artigo 222 do Regimento Interno do Senado Federal, inserção em ata de voto de congratulações pelo aniversário de 70 anos do excepcional cantor Roberto

Leia mais

Qual é o empregado fiel e prudente? É aquele que o Senhor colocou responsável pelos outros empregados, para dar comida a eles na hora certa.

Qual é o empregado fiel e prudente? É aquele que o Senhor colocou responsável pelos outros empregados, para dar comida a eles na hora certa. Qual é o empregado fiel e prudente? É aquele que o Senhor colocou responsável pelos outros empregados, para dar comida a eles na hora certa. Feliz o empregado cujo Senhor o encontrar fazendo assim quando

Leia mais

Normas para a elaboração de um relatório. para a disciplina de projecto integrado. 3.º ano 2.º semestre. Abril de 2004

Normas para a elaboração de um relatório. para a disciplina de projecto integrado. 3.º ano 2.º semestre. Abril de 2004 Normas para a elaboração de um relatório para a disciplina de projecto integrado 3.º ano 2.º semestre Abril de 2004 Instituto Superior de Tecnologias Avançadas Índice Introdução...3 O que é um relatório...3

Leia mais

TUDO COMEÇA POR UM COMEÇO.

TUDO COMEÇA POR UM COMEÇO. TUDO COMEÇA POR UM COMEÇO. Michel Silveira 1 2 TUDO COMEÇA PELO COMEÇO Dedico a você: 3 4 TUDO COMEÇA PELO COMEÇO Sumário. Primeira fase Namoro pg. 29 Segunda fase Noivado pg.39 Terceira fase Casamento

Leia mais

Minha família é um presente de Deus

Minha família é um presente de Deus Minha família é um presente de Deus Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da espiritualidade. O sonho de Deus para a família

Leia mais

A Aventura Cerebral do Sam

A Aventura Cerebral do Sam A Aventura Cerebral do Sam Por Eric H. Chudler e Sam Chudler O Sam estava a estudar para O Sam adormeceu a pensar e começou a sonhar. um teste sobre o cérebro. sobre o sistema nervoso Eram tantas as palavras

Leia mais

Eu mudei de pincel e de paleta embora seja a mesma tinta com que escrevo mas mudei, que, de repente, surgiste diante de mim. Álvaro Feijó.

Eu mudei de pincel e de paleta embora seja a mesma tinta com que escrevo mas mudei, que, de repente, surgiste diante de mim. Álvaro Feijó. Eu mudei de pincel e de paleta embora seja a mesma tinta com que escrevo mas mudei, que, de repente, surgiste diante de mim. Álvaro Feijó. A pele morena, os expressivos olhos verdes e os longos cabelos

Leia mais

O livro em branco. Elton Rodrigues Janaína Medeiros Maísa Rozendo Ricardo Fontes

O livro em branco. Elton Rodrigues Janaína Medeiros Maísa Rozendo Ricardo Fontes O livro em branco Elton Rodrigues Janaína Medeiros Maísa Rozendo Ricardo Fontes O livro em branco Elton Rodrigues Janaína Medeiros Maísa Rozendo Ricardo Fontes O LIVRO EM BRANCO ILUSTRAÇÃO Elton Rodrigues

Leia mais

www.teatroevangelico.com.br Evangelismo de Impacto.

www.teatroevangelico.com.br Evangelismo de Impacto. www.teatroevangelico.com.br Evangelismo de Impacto. $$UWH7HDWUDO$6HUYLoR'R0HVWUH Script Peça de Missões Quero Você Moisés! PEÇA IDEAL PARA: Culto de Missões Escola Dominical Retiro Congressos Outras programações

Leia mais

RECONECTE. Um novo jeito de viver! BEM-VINDO! Andreza Frasseto www.inspireleveza.com

RECONECTE. Um novo jeito de viver! BEM-VINDO! Andreza Frasseto www.inspireleveza.com BEM-VINDO! Costumo ouvir as pessoas fazendo piadinha reclamando da atual situação. Saiba que um país do outro lado do mundo não será melhor que o seu; assim como a vida do vizinho não é mais fácil que

Leia mais