Página 2 EDITORIAL. Dhenyfe Lorrany Samarah Christina. Oficinista: Elma Torres. Legenda da imagem ou do elemento gráfico.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Página 2 EDITORIAL. Dhenyfe Lorrany Samarah Christina. Oficinista: Elma Torres. Legenda da imagem ou do elemento gráfico."

Transcrição

1 VIDA ESCOLAR

2 Página 2 VIDA ESCOLAR EDITORIAL Dhenyfe Lorrany Samarah Christina Oficinista: Elma Torres Legenda da imagem ou do elemento gráfico.

3 Página 3 Política na Escola Assim como o Brasil, a escola precisa de um líder maior aquele que vai ouvir reclamações e pedidos de melhoras para a população, que no caso são os alunos, mas assim como na política no país, a politica escolar tem seus problemas. Por exemplo: falta de compromisso com suas promessas, deveres e o não comprimento de suas palavras geram grandes problemas na escola. A corrupção e a mentira nas eleições, pelo simples fato de disputas de poder, e liderança da parte daqueles que se candidatam. É errado mentir para ter poder, ainda mais quando se trata da escola, pois é na escola que se aprende a ter valores e educação. As pessoas deveriam ter um pouco de sensibilidade e pelo menos e passar a cumprir com aquilo que prometem, pois é assim que eles irão ensinar, como a educação, cidadania, e a se tornar pessoas honestas e pessoas de bem. É importante pensar bem em quem vai colocar no poder. Não pode se deixar levar por conversinha, e por carinha de bondade, pois pra ganhar o poder, todos são bons, afinal não é mentindo que vão ganhar uma eleição.

4 A RELAÇÃO DE PROFESSOR VS ALUNOS É importante ter uma relação boa entre alunos e professores, onde há o respeito das duas partes, mas infelizmente não é isso que acontece em todos os casos, existem situações críticas e difíceis, para as duas partes tanto do aluno como para o professor. Em alguns casos, o professor é agredido fisicamente e verbalmente por um aluno, e também existem casos em que o aluno foi agredido por um professor. Essas são algumas formas de agressão, que existem entre professores e alunos: xingamento e chantagem emocional. O aluno tem que saber como se portar com o seu professor, pois ele não é obrigado a gostar dele, assim como ele também não tem a obrigação de gostar do aluno. Mas as duas partes, tem o dever e obrigação de se respeitarem entre si, pois o respeito cabe em todo lugar, o dever do aluno na escola é aprender, pois é para isso que existem os professores, e o profissional da educação está lá para ensinar aqueles que querem aprender, os alunos em geral, sem diferença de cor, tamanho, ou idade. Os professores precisam procurar entender os seus alunos, principalmente, se são jovens ou adolescentes, e que os alunos também entendam os seus professores. Aquilo que você aprende na escola, no dia a dia ninguém pode te tirar!

5 Bullying na Escola O Bullying é um ato preconceituoso que pode gerar complicações para toda a vida, mesmo que o acontecido tenha começado de uma simples brincadeira. O Bullying é normalmente mais conhecido nas escolas, temos um índice de desenvolvimento enorme em relação ao tema. É importante ressaltar que o Bullying na Escola é praticado tanto com professores e servidores, como também os próprios alunos. O Bullying é utilizado principalmente em relação aos atos agressivos entre alunos e grupos de alunos nas escolas. Antigamente, o que chamamos hoje de Bullying era considerado apenas como briguinha de crianças, o Bullying hoje é reconhecido como situação que vem a cada ano se infiltrando mais e mais nas escolas, trazendo assim consequências tanto para a vítima quanto para o agressor, as formas mais utilizadas pelos agressores são: inventar histórias humilhantes, inventar apelidos que ferem a dignidade da vítima, ameaças, exclusão e outros, O Bullying atrapalha principalmente a aprendizagem e o psicológico, sendo que normalmente os agressores são as crianças e jovens, com maior porcentagem de reprovação. Os casos devem ser encaminhados a instituições que tratam exclusivamente das pessoas que sofrem Bullying.

6 Culinária na Escola A Culinária na escola, deixa bastantes curiosidades de como tudo é feito. Não é apenas colocar tudo no fogo e deixar acontecer e sim ter aquele preparo, e é claro o ingrediente especial do cheff. Podemos afirmar que tudo que comemos é feito com muito amor, pois ser cozinheiro de uma escola que acolhe nos dois períodos aproximadamente 900 alunos não deve ser nada fácil. O que mais chama sua atenção no meio da sua profissão? A convivência com os alunos... Voçê tem amor pelo que faz? Sim 04-Em relação a sua profisão,o que voçê concorda que deveria melhorar e o que não presisa ser mudado para o seu melhor desepenho em suas funções? Melhorar a infraestrutura,não precisa de mais nada. Em todo o periodo que você trabalhou nessa setor, auguma vez alunos lhe disrespeitaram? Não, a falta de respeito é mais com o lanche. Você gosta de trabalhar nesta instituição de ensino?porque? Sim, porque temos uma convivência otima com todos. Os alunos elogiam as comidas que voçês preparam? Sempre.

A realidade do SAB para as crianças e adolescentes de 7 a 14 anos. O acesso à Educação

A realidade do SAB para as crianças e adolescentes de 7 a 14 anos. O acesso à Educação 33 A realidade do SAB para as crianças e adolescentes de 7 a 14 anos. Quase 5 milhões de crianças e adolescentes, com idade entre 7 e 14 anos (18,8% da população da região) vivem no Semi-árido. No Brasil,

Leia mais

ROSELY SAYÃO é psicóloga e autora de"como Educar Meu Filho?" (Publifolha)

ROSELY SAYÃO é psicóloga e autora decomo Educar Meu Filho? (Publifolha) ROSELY SAYÃO é psicóloga e autora de"como Educar Meu Filho?" (Publifolha) Bullying não é nada disso Além de banalizar o conceito, o que mais conseguimos ao abusar desse termo? Alarmar os pais Há muita

Leia mais

MANUAL REPRESENTANTES E VICE- REPRESENTANTES DE TURMAS

MANUAL REPRESENTANTES E VICE- REPRESENTANTES DE TURMAS MANUAL REPRESENTANTES E VICE- REPRESENTANTES DE TURMAS Introdução Parabéns! Você foi eleito representante de sua turma. Isso demonstra o seu interesse em contribuir com os seus colegas e a Etec Arnaldo

Leia mais

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe Coração de Mãe Coração De Mãe Página 1 Coração De Mãe 1º Edição Agosto de 2013 Página 2 Coração De Mãe 1º Edição È proibida à reprodução total ou parcial desta obra, por Qualquer meio e para qualquer fim

Leia mais

O primeiro passo fundamental é

O primeiro passo fundamental é 1 3 PASSOS FUNDAMENTAIS PRA VOCÊ RECOMEÇAR SUA VIDA E LIDAR COM SUA NOVA REALIDADE Foi pensando em como eu posso te ajudar a dar os primeiros passos hoje, agora, a partir desse momento que eu resolvi colocar

Leia mais

Dicas Para Ser Um Ótimo Músico. Parte 1/6. Departamento de Música AD Vale das Virtudes

Dicas Para Ser Um Ótimo Músico. Parte 1/6. Departamento de Música AD Vale das Virtudes Dicas Para Ser Um Ótimo Músico Parte 1/6 Departamento de Música AD Vale das Virtudes Paz do Senhor Jesus! É com muita alegria e satisfação que lhe apresentamos nosso 1º Curso Online ministrado pelo do

Leia mais

Perfil Sociolinguístico Questionário para pais e mães:

Perfil Sociolinguístico Questionário para pais e mães: Perfil Sociolinguístico Questionário para pais e mães: Esse questionário é parte de uma pesquisa de pós-graduação, e seu preenchimento é voluntário e anônimo. Os dados nele obtidos serão tratados apenas

Leia mais

Jimboê. História. Avaliação. Projeto. 5 o ano. 3 o bimestre

Jimboê. História. Avaliação. Projeto. 5 o ano. 3 o bimestre Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao terceiro bimestre escolar ou à Unidade 3 do Livro do Aluno. Projeto Jimboê 5 o ano Avaliação 3 o bimestre 1 Avaliação NOME: ESCOLA: PROFESSOR: TURMA:

Leia mais

Administração, Segurança e Território

Administração, Segurança e Território STC_6 Modelos de Urbanismo e Mobilidade Administração, Segurança e Território Trabalho elaborado por: Vera Valadeiro, nº20 TAG-4 Ficha de Trabalho 1) Analisando os dois gráficos apresentados, podemos verificar

Leia mais

COMO VENDER MAIS USANDO FUNIL DE VENDAS. Capítulo III: Etapas do Funil de Vendas

COMO VENDER MAIS USANDO FUNIL DE VENDAS. Capítulo III: Etapas do Funil de Vendas COMO VENDER MAIS USANDO FUNIL DE VENDAS Capítulo III: Etapas do Funil de Vendas Índice Introdução Defina suas etapas de vendas corretamente Como definir suas etapas de vendas 03 05 06 2 Introdução Olá,

Leia mais

PCERJ- DGPE- DCAV A CRIANÇA E O ADOLESCENTE QUAIS MEDIDAS DEVEMOS TOMAR PARA EVITAR QUE SEJAM VÍTIMAS DE PEDOFILIA?

PCERJ- DGPE- DCAV A CRIANÇA E O ADOLESCENTE QUAIS MEDIDAS DEVEMOS TOMAR PARA EVITAR QUE SEJAM VÍTIMAS DE PEDOFILIA? PCERJ- DGPE- DCAV A CRIANÇA E O ADOLESCENTE QUAIS MEDIDAS DEVEMOS TOMAR PARA EVITAR QUE SEJAM VÍTIMAS DE PEDOFILIA? 18 DE MAIO: DIA NACIONAL DO ENFRENTAMENTO À EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Leia mais

Rodrigo Leandro de Moura Gabriel Leal de Barros

Rodrigo Leandro de Moura Gabriel Leal de Barros TEXTO PARA DISCUSSÃO Nota Técnica: O Custo Público com Reprovação e Abandono Escolar na Educação Básica Rodrigo Leandro de Moura Gabriel Leal de Barros Pesquisadores de Economia Aplicada do FGV/IBRE Fevereiro

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS 01) A Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI definiu quatro pilares para a educação no mundo. São eles: A aprender a saber, aprender a pensar, aprender a fazer, aprender a ser. B aprender

Leia mais

2. Acidentes de trânsito: as vítimas

2. Acidentes de trânsito: as vítimas 2. trânsito: as vítimas Aula Interdisciplinar Indicação: 6º ao 9º Ano do Ensino Fundamental Os usuários mais vulneráveis representam quase a metade dos mortos no trânsito. Longe dos princípios de cidadania,

Leia mais

A FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL. Silvia Helena Vieira Cruz

A FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL. Silvia Helena Vieira Cruz A FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL Silvia Helena Vieira Cruz INTRODUÇÃO Os ganhos decorrentes das experiências vividas pelas crianças em creches e pré-escolas dependem diretamente

Leia mais

A criança de 6 anos, a linguagem escrita e o ensino fundamental de nove anos

A criança de 6 anos, a linguagem escrita e o ensino fundamental de nove anos A criança de 6 anos, a linguagem escrita e o ensino fundamental de nove anos Organizadoras: Francisca Izabel Pereira Maciel Mônica Correia Baptista Sara Mourão Monteiro Estrutura da exposição 1. O contexto

Leia mais

As 10 Maneiras mais GARANTIDAS De Se Conseguir uma Entrevista de EMPREGO

As 10 Maneiras mais GARANTIDAS De Se Conseguir uma Entrevista de EMPREGO As 10 Maneiras mais GARANTIDAS De Se Conseguir uma Entrevista de EMPREGO Quais são as melhores maneiras de se obter uma entrevista de emprego nos dias de hoje? Em nossa situação atual, às vezes somos levados

Leia mais

Anexo 2.8- Entrevista G2.3

Anexo 2.8- Entrevista G2.3 Entrevista G2.3 Entrevistado: E2.3 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência e 45 anos Masculino Ucrânia 14 anos m Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias: Ensino superior Polónia Língua materna:

Leia mais

Oficina: Jogar para gostar e aprender matemática. Profa. Dra. Adriana M. Corder Molinari dri.molinari@uol.com.br

Oficina: Jogar para gostar e aprender matemática. Profa. Dra. Adriana M. Corder Molinari dri.molinari@uol.com.br Oficina: Jogar para gostar e aprender matemática Profa. Dra. Adriana M. Corder Molinari dri.molinari@uol.com.br 1 Implicações do Jogo Quatro Cores: Para jogar bem, é preciso economia de cores e consideração

Leia mais

AS FORÇAS DE MERCADO DA OFERTA E DA DEMANDA

AS FORÇAS DE MERCADO DA OFERTA E DA DEMANDA AS FORÇAS DE MERCADO DA OFERTA E DA DEMANDA à Economia Mankiw, N.G. Capítulo 4 As Forças de Mercado da Oferta e da Demanda Oferta e demanda são duas palavras que economistas usam frequentemente. Oferta

Leia mais

Auto estima e sua relação com a aprendizagem

Auto estima e sua relação com a aprendizagem Auto estima e sua relação com a aprendizagem Fonte: shutterstock.com O mundo é dos vencedores Só se dá bem quem vence Pode mais quem tem mais O que desejamos para o futuro dos nossos alunos? Aspirações

Leia mais

USO DO CRÉDITO NAS COMPRAS DE AUTOMÓVEIS E ELETRODOMÉSTICOS

USO DO CRÉDITO NAS COMPRAS DE AUTOMÓVEIS E ELETRODOMÉSTICOS USO DO CRÉDITO NAS COMPRAS DE AUTOMÓVEIS E ELETRODOMÉSTICOS Pesquisa realizada pelo SPC Brasil e a CNDL, divulgada recentemente, mostrou que há uma relação direta entre inadimplência e fatores característicos

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS GERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS SUBGERÊNCIA DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS GERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS SUBGERÊNCIA DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS GERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS SUBGERÊNCIA DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO Facilitador: Euzebio Raimundo da Silva Gestor de Pessoas ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

RELATÓRIO ESTATÍSTICO DOS CASOS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER EM MACAPÁ

RELATÓRIO ESTATÍSTICO DOS CASOS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER EM MACAPÁ RELATÓRIO ESTATÍSTICO DOS CASOS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER EM MACAPÁ 2014 DOS DADOS CADASTRADOS Foram registrados pela Promotoria da Mulher de Macapá, no ano de 2014, 1.342 casos

Leia mais

O livro Aula Nota 10 e as práticas de sala de aula

O livro Aula Nota 10 e as práticas de sala de aula O livro Aula Nota 10 e as práticas de sala de aula Implementação das técnicas do Aula Nota 10 nas redes públicas e privadas Introdução O que o filme O Ensino e o Aprendizado revela Os alunos são diferentes

Leia mais

LÍDER DHARINI PRODUTOS ERÓTICOS: DICAS DE COMO E ONDE VENDER

LÍDER DHARINI PRODUTOS ERÓTICOS: DICAS DE COMO E ONDE VENDER PRODUTOS ERÓTICOS: DICAS DE COMO E ONDE VENDER Formada em Direito Consultora de Produtos Eróticos desde abril/2009 Líder A Sós desde fev/2014 Pós graduanda em Terapia Sexual na Saúde e Educação pela CEFATEF

Leia mais

O dia em que o SUS visitou o cidadão

O dia em que o SUS visitou o cidadão O dia em que o SUS visitou o cidadão 2004 Ministério da Saúde Esta obra é disponibilizada nos termos da Licença Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilhamento pela mesma licença 4.0 Internacional.

Leia mais

Anexo F Análise de Conteúdo às Questões Abertas

Anexo F Análise de Conteúdo às Questões Abertas Anexo F Análise de Conteúdo às Questões Abertas 86 Análise de Conteúdo às Questões Abertas Que razões/motivos te levaram a escolher este curso? Desporto Gosto pelo Desporto: Adoro desporto ; A minha vida

Leia mais

Famílias em busca de justiça, segurança e paz

Famílias em busca de justiça, segurança e paz Famílias em busca de justiça, segurança e paz ANOS 1990 Familiares e amigos de vítimas vão às ruas e ao Congresso pedir justiça e proteção. As principais reivindicações: - Atenção e apoio às vítimas -

Leia mais

ESTUDO DO MEIO 2.º ANO

ESTUDO DO MEIO 2.º ANO 1 1. Escreve o nome de cada uma das partes do corpo do rapaz e da rapariga. 1.1 Quais são as diferenças entre o corpo do rapaz e o da rapariga? 190 Material fotocopiável @ Santillana-Constância 2 1. Apresenta

Leia mais

Organização de Quarto de Criança

Organização de Quarto de Criança Existe uma ideia pré-estabelecida que quarto de criança é sempre bagunçado. Mas esse tipo de pensamento acaba criando adultos desorganizados. Criança precisa de rotina e limite e para isso se necessita

Leia mais

Qual é o empregado fiel e prudente? É aquele que o Senhor colocou responsável pelos outros empregados, para dar comida a eles na hora certa.

Qual é o empregado fiel e prudente? É aquele que o Senhor colocou responsável pelos outros empregados, para dar comida a eles na hora certa. Qual é o empregado fiel e prudente? É aquele que o Senhor colocou responsável pelos outros empregados, para dar comida a eles na hora certa. Feliz o empregado cujo Senhor o encontrar fazendo assim quando

Leia mais

1. O amor que sabe. 2. A boa e a má consciência

1. O amor que sabe. 2. A boa e a má consciência 1. O amor que sabe A idéia de que devem e podem assumir algo pelos pais ou ancestrais faz parte do pano de fundo que causa dificuldades aos filhos. Isso leva a problemas intermináveis para eles. E de certa

Leia mais

Plataforma da Informação. Satisfação de Clientes

Plataforma da Informação. Satisfação de Clientes Plataforma da Informação Satisfação de Clientes A importância da Mensuração da Satisfação Pode haver diferença entre o que a empresa acredita que o cliente deseja e aquilo que ele deseja O que é satisfação

Leia mais

Cadastrando uma nova denúncia

Cadastrando uma nova denúncia Cadastrando uma nova denúncia Versão 1.0 Índice 1. Introdução... 2 2. Consultando uma denúncia... 2 3. Incluindo uma denúncia... 4 Cadastrando uma nova denúncia Pág. 2 1. Introdução O Conselho Tutelar

Leia mais

PROPOSIÇÕES (SIMPLES E COMPOSTAS)/ CONECTIVOS/TAUTOLOGIA/TABELA VERDADE

PROPOSIÇÕES (SIMPLES E COMPOSTAS)/ CONECTIVOS/TAUTOLOGIA/TABELA VERDADE PROPOSIÇÕES (SIMPLES E COMPOSTAS)/ CONECTIVOS/TAUTOLOGIA/TABELA VERDADE Ser síndico não é fácil. Além das cobranças de uns e da inadimplência de outros, ele está sujeito a passar por desonesto. A esse

Leia mais

Foto: Harald Schistek

Foto: Harald Schistek Foto: Harald Schistek 43 A adolescência é uma fase especial de afirmação da autonomia do indivíduo, vital para o exercício da cidadania e de seus múltiplos direitos. Caracteriza-se por uma etapa do desenvolvimento

Leia mais

CONSELHO DE CLASSE 2015

CONSELHO DE CLASSE 2015 CONSELHO DE CLASSE 2015 A visão dos professores sobre a educação no Brasil Apoio: Para fortalecer ainda mais seu compromisso com a participação dos professores no debate educacional, a Fundação Lemann

Leia mais

Universidade de São Paulo. Escola de Comunicação e Artes, ECA-USP

Universidade de São Paulo. Escola de Comunicação e Artes, ECA-USP Universidade de São Paulo Escola de Comunicação e Artes, ECA-USP Qual a USP que queremos: A USP hoje e daqui a 20 anos Estela Damato NUSP 7693618 São Paulo 2014 Introdução Pensar no futuro de uma universidade

Leia mais

Deus espera algo de nós

Deus espera algo de nós Deus espera algo de nós 2) Compartilhar o Evangelho deve se tornar um estilo de vida de todo cristão. Deus planejou que cada um de nós, vivendo seu dia-a-dia, fosse uma testemunha de Jesus. Mas o diabo,

Leia mais

A VISÃO, A MISSÃO E O FOCO

A VISÃO, A MISSÃO E O FOCO A VISÃO, A MISSÃO E O FOCO Em um Discurso que MARTIN LUTHER KING fez em 1963, nos Estados Unidos, ele começou dizendo: «TENHO UM SONHO: UM DIA, OS HOMENS SE LEVANTARÃO E SE DARÃO CONTA QUE SÃO FEITOS PARA

Leia mais

Educação Infantil: como fazer valer esse direito?

Educação Infantil: como fazer valer esse direito? Educação Infantil: como fazer valer esse direito? Sabemos o que é qualidade em cuidados e educação. Sabemos o que uma bela infância representa. A hora de se justificar já passou, há muito tempo. Agora

Leia mais

QUANDO A GUERRA ACABA, A VIDA TOMA O SEU LUGAR

QUANDO A GUERRA ACABA, A VIDA TOMA O SEU LUGAR QUANDO A GUERRA ACABA, A VIDA TOMA O SEU LUGAR RELATÓRIO DE DIREITOS HUMANOS DE LÉSBICAS, GAYS, BIS- SEXUAIS E PESSOAS TRANS NA COLÔMBIA 2013-2014 Tradução: Evorah Cardoso Este relatório apresenta a situação

Leia mais

Rede Protetiva às Mulheres Vítimas de Violência em Viçosa, MG

Rede Protetiva às Mulheres Vítimas de Violência em Viçosa, MG Rede Protetiva às Mulheres Vítimas de Violência em Viçosa, MG Projeto Casa das Mulheres Mário e Joana começam a namorar... Mal começou e Mário reclama da roupa de Joana: Essa saia está muito curta! O ciúme

Leia mais

Funções Assegurar a racionalização, organização e coordenação do trabalho Docente, permitindo ao Professor e Escola um ensino de qualidade, evitando

Funções Assegurar a racionalização, organização e coordenação do trabalho Docente, permitindo ao Professor e Escola um ensino de qualidade, evitando Funções Assegurar a racionalização, organização e coordenação do trabalho Docente, permitindo ao Professor e Escola um ensino de qualidade, evitando a improvisação e a rotina. Explicitar princípios, diretrizes

Leia mais

SOMOS UM TODO, E TODOS SOMOS DIFERENTES. PROJETO VITRAL - PRÁTICAS INCLUSIVAS NO ENSINO REGULAR

SOMOS UM TODO, E TODOS SOMOS DIFERENTES. PROJETO VITRAL - PRÁTICAS INCLUSIVAS NO ENSINO REGULAR SOMOS UM TODO, E TODOS SOMOS DIFERENTES. PROJETO VITRAL - PRÁTICAS INCLUSIVAS NO ENSINO REGULAR Zilda Cristina Alves 1 Resumo Em minhas experiências em sala de aula regular e sala de recursos, tenho notado

Leia mais

QUESTIONÁRIO (Informações para serem anexadas ao Relatório) Escola:

QUESTIONÁRIO (Informações para serem anexadas ao Relatório) Escola: QUESTIONÁRIO (Informações para serem anexadas ao Relatório) Escola: Por favor, preencha as solicitações abaixo: 1. Número de professores que trabalham no local R:... 2. Número de total de servidores na

Leia mais

O ADULTO QUE CUIDA. Psic. Ms Helenita Ferrari

O ADULTO QUE CUIDA. Psic. Ms Helenita Ferrari O ADULTO QUE CUIDA Psic. Ms Helenita Ferrari QUEM É O OUTRO, AQUELE QUE CUIDA? É o adulto que cuida. Aquele que exerce as funções de cuidado, que nem sempre é a mãe. Mas é a pessoa mais estável na vida

Leia mais

Cinderela dos Santos Laura Dias. Adoção e co adoção. Trabalho de Pensamento crítico e trabalho académico

Cinderela dos Santos Laura Dias. Adoção e co adoção. Trabalho de Pensamento crítico e trabalho académico Cinderela dos Santos Laura Dias Adoção e co adoção. Trabalho de Pensamento crítico e trabalho académico 12/01/2015 Resumo A adoção divide se em vários subtemas, como por exemplo adoção plena, adoção restrita,

Leia mais

A percepção dos acadêmicos de Direito acerca das instituições jurídicas. Ingrid Fagundes Ziebell 1 - Universidade Federal de Pelotas

A percepção dos acadêmicos de Direito acerca das instituições jurídicas. Ingrid Fagundes Ziebell 1 - Universidade Federal de Pelotas A percepção dos acadêmicos de Direito acerca das instituições jurídicas Ingrid Fagundes Ziebell 1 - Universidade Federal de Pelotas Este estudo tem por objetivo conhecer o ponto de vista dos futuros operadores

Leia mais

horários nobres NAS REDES SOCIAIS

horários nobres NAS REDES SOCIAIS horários nobres NAS REDES SOCIAIS conteúdo EDITORIAL & DESIGN Thayane Veiga Bruno Alves 3 INTRODUÇÃO 4 O QUE OS HORÁRIOS NOBRES SIGNIFICAM PARA OS PROFISSIONAIS DA ÁREA DE SOCIAL 6 GRÁFICOS POR REDE SOCIAL

Leia mais

Bibliotecas Públicas ao encontro dos

Bibliotecas Públicas ao encontro dos [ A L V A L A D E ]! [ B E D E T E C A ]! [ B E L É M ] [ C ABibliotecas M Õ E S ]! [ C E NP T R A L ]! [ D A V I D M O U R Ã O - F E R R E I R A ]! [ HUtilizadores E M E R O T E C A ]! [ I T I N E - R

Leia mais

FIQUE LIGADO. A principal função do SFN é a intermediação do fluxo monetário entre os agentes econômicos superavitários e os deficitários.

FIQUE LIGADO. A principal função do SFN é a intermediação do fluxo monetário entre os agentes econômicos superavitários e os deficitários. 1. SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL NOÇÕES GERAIS O Sistema Financeiro Nacional é o local no qual o conjunto de instituições financeiras promovem a intermediação do fluxo monetário entre os agentes econômicos

Leia mais

O SR. JORGE ALBERTO(PMDB/SE) pronunciou o seguinte. discurso : Senhoras deputadas, senhores deputados, é preciso dar

O SR. JORGE ALBERTO(PMDB/SE) pronunciou o seguinte. discurso : Senhoras deputadas, senhores deputados, é preciso dar O SR. JORGE ALBERTO(PMDB/SE) pronunciou o seguinte discurso : Senhoras deputadas, senhores deputados, é preciso dar um sinal. É preciso apresentar uma manifestação concreta para a população brasileira

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE TRANSGÊNICOS DEZEMBRO 2002 OPP 573 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL - Levantar junto a população da área em estudo opiniões sobre os transgênicos. -

Leia mais

Resolução de Problemas. Orientador(a): Giselle Costa Alunos: André Parducci Elidiel Dantas

Resolução de Problemas. Orientador(a): Giselle Costa Alunos: André Parducci Elidiel Dantas Resolução de Problemas Orientador(a): Giselle Costa Alunos: André Parducci Elidiel Dantas Introdução Das tendências metodológicas, para o ensino da matemática, entendemos que, por meio da resolução de

Leia mais

CIDADANIA, INCLUSÃO SOCIAL E ACESSO À JUSTIÇA

CIDADANIA, INCLUSÃO SOCIAL E ACESSO À JUSTIÇA CIDADANIA, INCLUSÃO SOCIAL E ACESSO À JUSTIÇA ENSAIOS CIDADANIA, INCLUSÃO SOCIAL E ACESSO À JUSTIÇA Anna Paula Bagetti Zeifert O conceito de cidadania, ao longo dos tempos, tem assumido formas variadas,

Leia mais

Online Entenda sobre leilões online, tire suas dúvidas e conheça o trabalho da BRbid!

Online Entenda sobre leilões online, tire suas dúvidas e conheça o trabalho da BRbid! Leilão Online Entenda sobre leilões online, tire suas dúvidas e conheça o trabalho da BRbid! #VemQueTem Preparamos esse e-book para você saber mais sobre os leilões online, tirar suas dúvidas e conhecer

Leia mais

Abuso Sexual Técnicas de Entrevista e Abordagem. Lícia Nery Fonseca Técnica em Psicologia MP-GO licia.fonseca@mpgo.mp.br

Abuso Sexual Técnicas de Entrevista e Abordagem. Lícia Nery Fonseca Técnica em Psicologia MP-GO licia.fonseca@mpgo.mp.br Abuso Sexual Técnicas de Entrevista e Abordagem Lícia Nery Fonseca Técnica em Psicologia MP-GO licia.fonseca@mpgo.mp.br Violência Sexual contra crianças e adolescentes A violência sexual contra crianças

Leia mais

Plano de Aula Integrado com Hipermídia

Plano de Aula Integrado com Hipermídia Plano de Aula Integrado com Hipermídia Sumário Estrutura Curricular Dados da Aula Duração das atividades Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno Estratégias e recursos da aula Recursos

Leia mais

coleção Conversas #13 - outubro 2014 - Respostas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. para algumas

coleção Conversas #13 - outubro 2014 - Respostas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. para algumas coleção Conversas #13 - outubro 2014 - Eu estou apanhando muito Estou com medo. O na que minha casa. eu faço? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS

Leia mais

Pesquisa de Avaliação dos Serviços Públicos de Florianópolis

Pesquisa de Avaliação dos Serviços Públicos de Florianópolis Pesquisa de Avaliação dos Serviços Públicos de Florianópolis A carga tributária brasileira é uma das mais elevadas do mundo, em 2011 ela chegou a 35% do PIB, valor extremamente elevado. Seria de se esperar

Leia mais

A tarefa do aluno é resolver a prova da Universidade Estadual de Londrina-PR do ano de 2013 (UEL-2013).

A tarefa do aluno é resolver a prova da Universidade Estadual de Londrina-PR do ano de 2013 (UEL-2013). TAREFA DO ALUNO PROVA UEL TAREFA DO ALUNO: RESOLUÇÃO DE PROVA UEL-2013 A tarefa do aluno é resolver a prova da Universidade Estadual de Londrina-PR do ano de 2013 (UEL-2013). Em primeiro lugar, vocês devem

Leia mais

Aprender a comer bem

Aprender a comer bem Aprender a comer bem 3 Todos os dias os Cufitas vão para escola aprender coisas novas. Aprender a ler, a escrever e no recreio brincam com os amigos. Um dia no recreio, encontraram o João a chorar e perguntaram-lhe:

Leia mais

A escravidão negra no sistema de ensino apostilado Aprende Brasil

A escravidão negra no sistema de ensino apostilado Aprende Brasil A escravidão negra no sistema de ensino apostilado Aprende Brasil Laura Laís de Oliveira Castro Unesp (Câmpus de Bauru) laura_laiscastro@hotmail.com Resumo O presente resumo expandido pretende analisar

Leia mais

Modelo de Inquérito por Questionário aos Educandos da CPL

Modelo de Inquérito por Questionário aos Educandos da CPL Modelo de Inquérito por Questionário aos Educandos da CPL 1 QUESTIONÁRIO AOS EDUCANDOS DO 1.º CICLO A Casa Pia de Lisboa está a realizar um estudo para avaliar a escola e a formação profissional, pois

Leia mais

A inserção das crianças no Ensino Fundamental: duas experiências possíveis

A inserção das crianças no Ensino Fundamental: duas experiências possíveis A inserção das crianças no Ensino Fundamental: duas experiências possíveis Vanessa Neves Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Infância e Educação Infantil (NEPEI/FaE/UFMG) Grupo de Estudos e Pesquisas em

Leia mais

Apoio Pedagógico à Casa da Mãe Abigail

Apoio Pedagógico à Casa da Mãe Abigail ÁREA TEMÁTICA: DIRETOS HUMANOS E JUSTIÇA GEPES - Grupo de Estudos em Políticas Educacionais e Sociais UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E COMUNIDADE COORDENADORIA

Leia mais

Dia de Levar Nossos Filhos e Filhas ao Trabalho

Dia de Levar Nossos Filhos e Filhas ao Trabalho Dia de Levar Nossos Filhos e Filhas ao Trabalho "Criar Oportunidade: 20 Anos de Educação, Empoderamento, Experiência." Nível Secundário Pacote de Atividades Diretrizes do Programa "Dia de Levar Nossos

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES 1º PERÍODO

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES 1º PERÍODO PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES Ano Lectivo 2011/2012 Tema do Projecto Educativo: Os três R s- reduzir, reutilizar e reciclar ( A partir de Janeiro de 2012 reformulação do Projecto Educativo da Instituição)

Leia mais

O USO DE MATERIAIS CONCRETOS PARA O ENSINO DE MATEMÁTICA A ALUNOS PORTADORES DE NECESSIDADES VISUAIS E AUDITIVAS: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA

O USO DE MATERIAIS CONCRETOS PARA O ENSINO DE MATEMÁTICA A ALUNOS PORTADORES DE NECESSIDADES VISUAIS E AUDITIVAS: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA ISSN 2316-7785 O USO DE MATERIAIS CONCRETOS PARA O ENSINO DE MATEMÁTICA A ALUNOS PORTADORES DE NECESSIDADES VISUAIS E AUDITIVAS: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA Alexandre da Silva Universidade Regional Integrado

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 78 Discurso na cerimónia de apresentação

Leia mais

BULLYING ASPECTOS PSICOLÓGICOS E JURÍDICOS. CAVALCANTE, João Gabriel Desiderato OLIVEIRA, Marcus de MEIRELLES, Mariane Branco Vilela RESUMO

BULLYING ASPECTOS PSICOLÓGICOS E JURÍDICOS. CAVALCANTE, João Gabriel Desiderato OLIVEIRA, Marcus de MEIRELLES, Mariane Branco Vilela RESUMO BULLYING ASPECTOS PSICOLÓGICOS E JURÍDICOS CAVALCANTE, João Gabriel Desiderato OLIVEIRA, Marcus de MEIRELLES, Mariane Branco Vilela RESUMO O presente artigo tem por escopo trazer a lume a discussão acerca

Leia mais

PRORROGAÇÃO DA LICENÇA-MATERNIDADE

PRORROGAÇÃO DA LICENÇA-MATERNIDADE PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL PRORROGAÇÃO DA LICENÇA-MATERNIDADE OUTUBRO DE 2007 1 DATASENADO - SECS PESQUISA SOBRE A PRORROGAÇÃO DA LICENÇA-MATERNIDADE Em pesquisa realizada pelo DataSenado, a

Leia mais

Escrita de Relatórios

Escrita de Relatórios Guia 6 Escrita de Relatórios Auto-estudo Para o Gestor de Projecto Objectivos de aprendizagem Depois de ter lido o material do Guia de Escrita de Relatórios e ter concluído a secção de auto-estudo, será

Leia mais

CIDADANIA: será esse o futuro do desenvolvimento do País?

CIDADANIA: será esse o futuro do desenvolvimento do País? THATIANA SOUZA CIDADANIA: será esse o futuro do desenvolvimento do País? Projeto de pesquisa apresentado ao Programa de Pós- Graduação do Cefor como parte das exigências do curso de Especialização em Legislação

Leia mais

O meu horário de estudo

O meu horário de estudo www.livrosdefisica-jc.com.br O meu horário de estudo Preenche este horário segundo a distribuição de tempo que tencionas fazer: Pinta de vermelho o tempo ocupado em aulas; Pinta de cor de laranja o tempo

Leia mais

DESAFIOS PARA GARANTIR O TRABALHO DECENTE PARA OS/AS JOVENS, COM ESPECIAL ATENÇÃO ÀS QUESTÕES DE GÊNERO E RAÇA

DESAFIOS PARA GARANTIR O TRABALHO DECENTE PARA OS/AS JOVENS, COM ESPECIAL ATENÇÃO ÀS QUESTÕES DE GÊNERO E RAÇA DESAFIOS PARA GARANTIR O TRABALHO DECENTE PARA OS/AS JOVENS, COM ESPECIAL ATENÇÃO ÀS QUESTÕES DE GÊNERO E RAÇA FORUM NACIONAL TRABALHO DECENTE PARA OS JOVENS: FORTALECENDO A AGENDA NACIONAL DE TRABALHO

Leia mais

SOCIOLOGIA A SOCIOLOGIA EM AÇÃO

SOCIOLOGIA A SOCIOLOGIA EM AÇÃO SOCIOLOGIA A SOCIOLOGIA EM AÇÃO A SOCIOLOGIA É estudo científico dos fatos sociais e, portanto, da própria sociedade. Exerce influência: na ação de governos, na educação, na vida política, na religião,

Leia mais

PERCURSO DA ESCOLA INCLUSIVA

PERCURSO DA ESCOLA INCLUSIVA PERCURSO DA ESCOLA INCLUSIVA Formadora: Patrícia Almeida SÉCULO XX Evolução de atitudes e práticas face à diferença: 1. Início do século: Período dos esquecidos e escondidos. 2. Anos 50 e 60: Período de

Leia mais

ALFABETIZAÇÃO. Joselaine S. de Castro

ALFABETIZAÇÃO. Joselaine S. de Castro ALFABETIZAÇÃO Joselaine S. de Castro Pressuposto n Preciso conhecer/compreender o fenômeno para poder intervir eficazmente nele. LINGUAGEM Quatro habilidades: Ouvir Falar Ler Escrever n Recebemos: Ouvir

Leia mais

É importante saber por que certas coisas são o que são. Quer dizer, saber por que acontecem de um jeito e não de outro. O arco-íris, por exemplo.

É importante saber por que certas coisas são o que são. Quer dizer, saber por que acontecem de um jeito e não de outro. O arco-íris, por exemplo. 1. É importante saber por que certas coisas são o que são. Quer dizer, saber por que acontecem de um jeito e não de outro. O arco-íris, por exemplo. O arco-íris pode parecer muito estranho se você não

Leia mais

LVIII Fórum Estadual de Conselheiros Tutelares. A Política de Educação e Projeto Político Pedagógico para o Enfrentamento à Violência nas Escolas

LVIII Fórum Estadual de Conselheiros Tutelares. A Política de Educação e Projeto Político Pedagógico para o Enfrentamento à Violência nas Escolas LVIII Fórum Estadual de Conselheiros Tutelares A Política de Educação e Projeto Político Pedagógico para o Enfrentamento à Violência nas Escolas Apresentação: Cândido Portinari: painel Guerra e Paz A criança

Leia mais

Blue Print Para Criar Area de Membros

Blue Print Para Criar Area de Membros 1 Ricardo Santos Blue Print Para Criar Area de Membros Conheça As 5 Ferramenas Essenciais Seja bem vindo! Meu nome é Ricardo Santos, e criei este guia "Blue Print Para Criar Área de Membros" para te orientar

Leia mais

É PRECISO MELHORAR O ORÇAMENTO COM A ASSISTÊNCIA MÉDICA E ODONTOLÓGICANO TRT DE SÃO PAULO

É PRECISO MELHORAR O ORÇAMENTO COM A ASSISTÊNCIA MÉDICA E ODONTOLÓGICANO TRT DE SÃO PAULO É PRECISO MELHORAR O ORÇAMENTO COM A ASSISTÊNCIA MÉDICA E ODONTOLÓGICANO TRT DE SÃO PAULO O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª. Região TRT 2 tem uma dotação 1 inicial de R$ 26,4 milhões no orçamento de

Leia mais

Desenvolvendo Habilidades Empreendedoras

Desenvolvendo Habilidades Empreendedoras Desenvolvendo Habilidades Empreendedoras Prof. Dr. José Dornelas www.planodenegocios.com.br Bem-vindo à versão de demonstração do curso Desenvolvendo Habilidades Empreendedoras! Vocêpoderá conferir alguns

Leia mais

O que as Instituições de Ensino e Empresas podem fazer para despertar o jovem para prática do estágio responsável?

O que as Instituições de Ensino e Empresas podem fazer para despertar o jovem para prática do estágio responsável? O que as Instituições de Ensino e Empresas podem fazer para despertar o jovem para prática do estágio responsável? Revista Isto é N Edição: 2212 O que o Mundo do Trabalho espera dos Jovens? O que o Jovem

Leia mais

Desperta Débora Oração e Ação

Desperta Débora Oração e Ação Desperta Débora Oração e Ação Em 1995 cerca de 5 mil líderes evangélicos representando aproximadamente duzentas nações foram reunidos pelo movimento AD 2000 em Seul, Coréia do Sul. O propósito era encorajar

Leia mais

cartilha SUS ILUSTRADA_nova.qxd 7/12/06 2:59 PM Page 1 ILUSTRADA

cartilha SUS ILUSTRADA_nova.qxd 7/12/06 2:59 PM Page 1 ILUSTRADA cartilha SUS ILUSTRADA_nova.qxd 7/12/06 2:59 PM Page 1 ILUSTRADA cartilha SUS ILUSTRADA_nova.qxd 7/12/06 2:59 PM Page 2 2006 Ministério da Saúde. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução

Leia mais

Pesquisa de Vitimização dos Supermercados Belo Horizonte - Agosto de 2015

Pesquisa de Vitimização dos Supermercados Belo Horizonte - Agosto de 2015 Nos últimos anos, com o aumento das taxas de criminalidade no país, e devido aos impactos diretos e indiretos que ela provoca na sociedade, as políticas de segurança têm, cada vez mais, lugar de destaque

Leia mais

Reflexão. O que fazer para transformar seu casamento, começando hoje mesmo!

Reflexão. O que fazer para transformar seu casamento, começando hoje mesmo! 31 dias de Reflexão O que fazer para transformar seu casamento, começando hoje mesmo! Gosto das coisas simples que dão resultado. Eu poderia elaborar um super treinamento com os principais conceitos para

Leia mais

BULLYING E CYBERBULLYING O QUE FAZEMOS COM O QUE FAZEM CONOSCO?

BULLYING E CYBERBULLYING O QUE FAZEMOS COM O QUE FAZEM CONOSCO? BULLYING E CYBERBULLYING O QUE FAZEMOS COM O QUE FAZEM CONOSCO? Maria Tereza Maldonado* Luciana fica até altas horas em seu computador trocando mensagens com mais de quinhentos amigos de sua rede de relacionamentos

Leia mais

coleção Conversas #5 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #5 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. coleção Conversas #5 Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo de facilitar diálogos que muitas vezes podem

Leia mais

Recursos-chave para Gestores de Projecto Guia 3 Pensamento Crítico Auto-estudo Para o Gestor de Projecto

Recursos-chave para Gestores de Projecto Guia 3 Pensamento Crítico Auto-estudo Para o Gestor de Projecto Guia 3 Pensamento Crítico Auto-estudo Para o Gestor de Projecto Objectivos de aprendizagem Depois de ter lido o material de consulta do Guia de Pensamento Crítico e ter concluído este guia de estudo,

Leia mais

Imagine com Munhoz e Mariano. Feito por uma fã muito apaixonada, que estava afim de compartilhar com as outras fãs!

Imagine com Munhoz e Mariano. Feito por uma fã muito apaixonada, que estava afim de compartilhar com as outras fãs! Era só um sonho. Imagine com Munhoz e Mariano. Feito por uma fã muito apaixonada, que estava afim de compartilhar com as outras fãs! Já estava com muita saudades! No dia em que poderia ir em um show, aconteceu

Leia mais

Goste do que faz. Quanto mais as pessoas gostam de seu trabalho, mais energia dedicam a ele. - Mary Kay Ash

Goste do que faz. Quanto mais as pessoas gostam de seu trabalho, mais energia dedicam a ele. - Mary Kay Ash Goste do que faz Quanto mais as pessoas gostam de seu trabalho, mais energia dedicam a ele. - Mary Kay Ash Livro The Mary Kay Way Cap: 17 E Mary Kay ainda explica que em todo trabalho teremos tarefas que

Leia mais

O Empreendedor Corporativo

O Empreendedor Corporativo O Empreendedor Corporativo por Alexandre Cury Como você se sente em relação ao seu trabalho? Você acorda todos os dias bem disposto e cheio de ideias ou levanta da cama com aquela sensação de quem vai

Leia mais

Como utilizar o e-mail marketing na régua de relacionamento de vendas? www.akna.com

Como utilizar o e-mail marketing na régua de relacionamento de vendas? www.akna.com Como utilizar o e-mail marketing na régua de relacionamento de vendas? O E-MAIL MARKETING E-mails são excelentes ferramentas de relacionamento, pois são diretos e pessoais, permitindo que a marca entre

Leia mais

ÉTICA PROFISSIONAL NA EDUCAÇÃO E NA TECNOLOGIA. A Geografia Levada a Sério

ÉTICA PROFISSIONAL NA EDUCAÇÃO E NA TECNOLOGIA.  A Geografia Levada a Sério ÉTICA PROFISSIONAL NA EDUCAÇÃO E NA TECNOLOGIA 1 É necessário cuidar da ética para não anestesiarmos a nossa consciência e começarmos a achar que tudo é normal. Mario Sergio Cortella 2 De carne estragada

Leia mais

EDITAL. Prêmio Promoção da Equidade em Saúde: Saúde da População Negra

EDITAL. Prêmio Promoção da Equidade em Saúde: Saúde da População Negra Do objetivo EDITAL Prêmio Promoção da Equidade em Saúde: Saúde da População Negra Art.1º - O Prêmio Promoção da Equidade em Saúde: Saúde da População Negra tem por objetivo incentivar a implementação da

Leia mais