Transcrição da Entrevista

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Transcrição da Entrevista"

Transcrição

1 Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Fabrício Local: Núcleo de Arte do Neblon Data: Horário: 14h30 Duração da entrevista: 20min COR PRETA - Relatos do Entrevistado COR VERDE - Comentários da Entrevistadora Estamos aqui com o Fabrício, no Núcleo de Arte do Neblon, hoje é dia 26 de Novembro de 2014 são 2 horas e trinta minutos. Quantos anos você tem? 14 anos. Fabrício, qual é o significado da dança na sua vida? O que é que a dança significa para você? Ah! Eu acho que a dança é uma parte das minhas emoções, do que eu sinto, representar quem eu sou. E de eu não ter vergonha, de fazer qualquer coisa e dança me ajuda para poder me expressar. 1. Você percebe se a dança te ajudou a modificar sua vida? Mudou, porque antes eu ficava muito tempo em casa, eu ficava fazendo dever de escola, ficava tenso e daí quando apareceu essa oportunidade eu comecei a fazer e depois eu fui melhorando, melhorando e hoje eu estou ótimo! 2.Você percebe que fazendo dança mudou alguma coisa na sua vida com relação com o seu corpo? O que mudou em você desde que você entrou e como você está hoje? O que é que você observa de diferente? Observo que quando eu comecei a fazer dança, fazer coisas que eu não sabia o que fazer com o meu corpo, tinha alongamentos que eu não sabia fazer, ou seja, eu não sabia o que fazer com o meu corpo e agora eu faço com muita tranquilidade e, eu tinha medo com o que fazer com o meu corpo, de cair, de me machucar e agora eu sei que eu posso fazer, que eu não preciso mais ter medo.

2 4. Dançar traz sensações de melhor convivência com as pessoas que frequentam o núcleo de arte? Você acha que dançar traz sensações boas, você que sim ou não? Olhe, boas têm, mas também tem as más! Porque muitas vezes há aquelas pessoas que te invejam porque tem coisas que você faz melhor e que ela não sabe! Ou pessoas que sabem e que ficam se achando, se acham melhor do que você. A Dança pode ser uma coisa ótima, você pode conhecer várias pessoas mas também pode ser muito ruim e pode ser muito, como é que eu vou dizer, pode ser até muito agressivo, vingativo porque aconteceu de eu estar fazendo um movimento com tecidos e vêm dois amigos meus e puxar os tecidos. E se eu não tivesse força mesmo nos braços, eu ia cair e machucar. 5. Você acha que a experiência de dançar possibilitou em você novas formas de sentir e expressar seus sentimentos e emoções? De exemplos? Sim, porque dançando eu aprendi que eu posso mostrar minhas emoções naquela dança, os sentimentos ruins e bons que eu sinto. Eu posso botar minhas emoções na coreografia. Quando estou com raiva, posso fazer movimentos mais tensos, posso ficar mais afetivo, quando eu estou feliz eu faço coisas bem mais curtidas. 6.Você acha que a experiência de dançar possibilitou melhoras no seu comportamento junto a família e a comunidade? De exemplos. Eu acho porque até minha auto-estima aumentou mais porque se eu tiver uma preocupação e quando venho para a dança eu esqueço, eu esqueço certas coisas, em casa. E também muitos problemas eu também esqueci de tanto que a dança que me ajudou. 7.Legal, a ajuda a resolver isso, né? Muito bom. Você percebe se a dança pode ser um caminho para as pessoas terem uma profissão e serem reconhecidas na vida em sociedade? Sim, eu já corri muitas paradas mas... Como assim explica melhor Então é assim é que hoje você está assim o negocio chato e... É preconceito... É preconceito... Aqui no Brasil né? É! mas muita gente tem esse receio de não querer dançar, tem medo do vexame, de se fazer chacota com você, mas tem outras pessoas que nem ligam do que os outros falem ou deixam de falar e daí não ligam e seguem carreira.

3 Você no núcleo de arte viu varias pessoas seguirem carreira ou na turma que tenham vontade de seguir carreira de dança? Eu já vi já gente que...eu até penso seguir seguir carreira de dança, mas só depois Fazer faculdade? Pensa fazer faculdade de dança? Eu penso fazer depois de (...) Ah tá! Entendi. Quer dizer que você viu aqui pessoas que seguiram carreira? No núcleo? Como assim? O que os seus amigos falaram ah eu quero fazer faculdade de dança, eu gosto muito Já vi já Já viu? Já vi 8. O Núcleo de Arte é importante para você? Por quê? De exemplos de algumas experiências que foram muito importantes para o seu crescimento? Muito. Porquê ele é importante? Porque eu era gordinho e fica a casa a tarde toda e achava um tédio. Aí quando apareceram os professores do núcleo na minha escola e fizeram propaganda e ai eu vim para a Dança. Não, o que é que acontece antes ou agora eles vão têm um apoio eles falam aqui tem um núcleo de arte. Ah é propaganda, é isso mesmo a propaganda, eles fazem isso, né? Eles fazem propaganda. 9.Você percebe que participar das atividades do Núcleo de Arte transformou sua vida em casa? De que forma? Sim muito! Porque estou convivendo melhor com meus pais, eles me entendem mais e estou mais compreensivo com eles. 10.Você acha que o facto de dançar no núcleo de arte contribuiu para melhorar a sua convivência na sociedade? Você acha que aqui melhora a sua convivência lá fora com as pessoas? Como assim?

4 Se você acha que transforma, por exemplo se você consegue pela experiência que você tem aqui consegue se transformar enquanto pessoa? Ajuda! Porque antes era pessoa muito stressada, muito impaciente, não conseguia ter paciência para nada e na dança certos movimentos você tem de ter paciência, que na primeira vez não vai conseguir! Você vai cair, mas com o tempo, a gente vai aprendendo a levantar até conseguir. E aos pucos eu consegui fazer vários movimentos. E eu não conseguia ver que eu tinha paciência para certas situações. Entendi, tem de ter paciência e persistência para conseguir fazer sempre melhor, para aprender aí você aprende que nem tudo é naquele momento. É mas tem gente que não conseguia e vai desistir nem aí e daqui a pouco vão desistir. E desistir né? Muita gente faz isso e isso funciona para a vida. Por isso eu falo: desiste aqui e desiste lá fora no trabalho também é assim que funciona não, é? É um pouco. 11. O núcleo de arte é um local onde você consegue se modificar? Você já disse que sim, né? O Núcleo de Arte é considerado um local que você consegue se modificar? Ou seja vê nele novas possibilidades de desenvolvimento artístico e profissional? Sim, porque o objetivo era esse. E antes eu tinha muita vergonha de chegar e falar perto de alguém. E ai comecei fazendo teatro e o professor chegou falando para mim olha só se você não falar para uma plateia você pode sair dessa aula porque você não... aí eu peguei e falei e falei para uma plateia enorme e eu consegui superar isso (...) É uma inspiração né? Consegui superar muita coisa aqui, consegui superar (...) aí eu pego e falo não eu vou conseguir fazer porque eu ensaiei eu me dediquei a isso e não vou desistir, estou forte agora. 12. Você acha que a sua comunidade ou comunidade local participa dos eventos do núcleo? Se a resposta foi negativa o que você acha que falta para ela participar mais das atividades e apresentações do Núcleo de Arte? Comunidade, o bairro onde você mora, as pessoas, seus amigos, comunidades são quando as pessoas têm interesses comuns. Eles vêm aqui te assistir a dançar na mostra de dança interna? Alguns sim, porque eu não moro aqui perto. A comunidade fica longe, então não tem como certos amigos que eu gostaria que estivessem aqui viessem para cá. 13.Tá! Nem todo o mundo vem nem todo mundo participa. Você percebe se a escola poderia ser mais entrosada com o Núcleo de Arte? O que você acha que falta para melhorar essa ligação entre elas?

5 Sim É? ela é essa aqui do lado? É a Escola Jorge Pittcher mas há trabalhos para lá já tive (...) outras escolas também vieram para cá para poder se apresentar. E você também faz lá também? Lá aonde? (..) se toda escola pede vamos fazer um trabalho e você montar aqui uma coisa para poder apresentar na escola, faz isso ou leva sempre daqui para lá? Leva daqui para lá 14. Na sua percepção, a sua professora de dança tem papel importante no seu crescimento pessoal e artístico? Por quê? Sim, pelo modo como ela fala, como ela ensina também, porque que no começo eu não sabia fazer nada e eu era impaciente. Eu pensava em desistir, eu pensava isso não era para mim aí ela falava não você vai conseguir você só está começando agora Aí eu via todo o mundo subindo já fazendo várias coisas e fiz até conseguir fazer. 15.O que de mais importante aprendeu nas aulas de dança? Na Dança o que eu mais gosto, foi que aprendi a gostar mais de mim, do meu jeito de dançar e aprendi a ter responsabilidade por estar presente em todos os ensaios marcados. 16.O que menos lhe agrada nas aulas de dança e por quê? Não gosto do movimento solo Dançar sozinho? Fazer um solo? Não é o movimento do chão (...) preocupação mesmo. Você não conseguiu? Eu consegui mas de me machucar. Quer falar mais alguma coisa? Não Tá bom! Obrigada!

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Sonia Local: Núcleo de Arte Nise da Silveira Data: 5 de dezembro de 2013 Horário: 15:05 Duração da entrevista:

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex Praticante Denise Local: Núcleo de Arte Albert Einstein Data: 03.12.2013 Horário: 10 h30 Duração da entrevista: 1h.

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Igor Local: Núcleo de Arte Nise da Silveira Data: 05 de dezembro de 2013 Horário: 15:05 Duração da entrevista:

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex Praticante Iago Local: Núcleo de Arte Copacabana Data: 29.11.2013 Horário: 9h25 Duração da entrevista: 1h. COR PRETA

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Maria Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 01.10.2013 Horário: 14h09 Duração da entrevista: 22min COR PRETA -

Leia mais

Anexo Entrevista G2.5

Anexo Entrevista G2.5 Entrevista G2.4 Entrevistado: E2.5 Idade: 38 anos Sexo: País de origem: Tempo de permanência em Portugal: Feminino Ucrânia 13 anos Escolaridade: Imigrações prévias: --- Ensino superior (professora) Língua

Leia mais

Olhando o Aluno Deficiente na EJA

Olhando o Aluno Deficiente na EJA Olhando o Aluno Deficiente na EJA ConhecendoJoice e Paula Lúcia Maria Santos Tinós ltinos@ffclrp.usp.br Apresentando Joice e Paula Prazer... Eu sou a Joice Eu sou a (...), tenho 18 anos, gosto bastante

Leia mais

Minha História de amor

Minha História de amor Minha História de amor Hoje eu vou falar um pouco sobre a minha história de amor! Bem, eu namoro à distância faz algum tempinho. E não é uma distância bobinha não, são 433 km, eu moro em Natal-Rn, e ela

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante David Local: Núcleo de Arte Neblon Data: 26.11.2013 Horário: 13h55 Duração da entrevista: 1h. COR PRETA

Leia mais

MÃE, QUANDO EU CRESCER...

MÃE, QUANDO EU CRESCER... MÃE, QUANDO EU CRESCER... Dedico este livro a todas as pessoas que admiram e valorizam a delicadeza das crianças! Me chamo Carol, mas prefiro que me chamem de Cacau, além de ser um apelido que acho carinhoso,

Leia mais

Anexo 2.2- Entrevista G1.2

Anexo 2.2- Entrevista G1.2 Entrevistado: E1.2 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 53 anos Masculino Cabo-Verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: 4ª classe Imigrações prévias : -- Língua materna: Outras línguas: Agregado

Leia mais

Os Principais Tipos de Objeções

Os Principais Tipos de Objeções Os Principais Tipos de Objeções Eu não sou como você" Você tem razão, eu não estou procurando por pessoas que sejam como eu. Sou boa no que faço porque gosto de mim como eu sou. Você vai ser boa no que

Leia mais

TRANSCRIÇÃO PRÉVIA PROJETO PROFALA TRANSCRITOR(A): Késsia Araújo 65ª ENTREVISTA (J.D.T.S) Cabo Verde

TRANSCRIÇÃO PRÉVIA PROJETO PROFALA TRANSCRITOR(A): Késsia Araújo 65ª ENTREVISTA (J.D.T.S) Cabo Verde TRANSCRIÇÃO PRÉVIA PROJETO PROFALA TRANSCRITOR(A): Késsia Araújo 65ª ENTREVISTA (J.D.T.S) Cabo Verde PERGUNTAS METALINGUÍSTICAS Doc.: J. quais são as línguas que você fala " Inf.: eu " (+) inglês né falo

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex Praticante Danilo Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14 h Duração da entrevista: 1h. COR PRETA

Leia mais

Identificação. ML01 Duração da entrevista 21:39 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1953 (59) Local de nascimento/residência

Identificação. ML01 Duração da entrevista 21:39 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1953 (59) Local de nascimento/residência 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 Identificação ML01 Duração da entrevista 21:39 Data da entrevista 4-8-2012 Ano de nascimento (Idade) 1953 (59) Local de nascimento/residência

Leia mais

Transcrição de Entrevista nº 10

Transcrição de Entrevista nº 10 Transcrição de Entrevista nº 10 E Entrevistador E10 Entrevistado 10 Sexo Feminino Idade 31 anos Área de Formação Engenharia Informática E - Acredita que a educação de uma criança é diferente perante o

Leia mais

TABUADA DAS OBJEÇÕES

TABUADA DAS OBJEÇÕES TABUADA DAS OBJEÇÕES Você já sentiu acuada, sem palavras ao ouvir alguma objeção de sua potencial iniciada!? As pessoas que você vai abordar são tão especiais quanto você e se elas disserem não, lembre-se

Leia mais

Anexo 4- Dados das entrevistas do Grupo II

Anexo 4- Dados das entrevistas do Grupo II Anexo 4- Dados das entrevistas do Grupo II Grupo II Informantes idade Sexo profissão escolaridade Tempo de imigração em Portugal Língua materna E2.1 42 Masc. Jardineiro 12º 12 anos Ucraniano E2.2 62 Fem.

Leia mais

Suelen e Sua História

Suelen e Sua História Suelen e Sua História Nasci em Mogi da Cruzes, no maternidade Santa Casa de Misericórdia no dia 23 de outubro de 1992 às 18 horas. Quando eu tinha 3 anos de idade fui adotada pela tia da minha irmã, foi

Leia mais

Meu Nome é David Rocha Amante da Colorimetria capilar estou aqui para entregar o meu conhecimento que adquiri em anos de Profissão.

Meu Nome é David Rocha Amante da Colorimetria capilar estou aqui para entregar o meu conhecimento que adquiri em anos de Profissão. Introdução Meu Nome é David Rocha Amante da Colorimetria capilar estou aqui para entregar o meu conhecimento que adquiri em anos de Profissão. Nesse Livro Digital vamos falar da Estrela de Oswald e resolver

Leia mais

Não Fale com Estranhos

Não Fale com Estranhos Não Fale com Estranhos Texto por: Aline Santos Sanches PERSONAGENS Cachorro, Gato, Lobo, Professora, Coelho SINOPSE Cachorro e Gato são colegas de classe, mas Gato é arisco e resolve falar com um estranho.

Leia mais

Integração entre Serviços e Benefícios. VI Seminário Estadual de Gestores e trabalhadores da Política de Assistência Social Santa Catariana/ 2015

Integração entre Serviços e Benefícios. VI Seminário Estadual de Gestores e trabalhadores da Política de Assistência Social Santa Catariana/ 2015 Integração entre Serviços e Benefícios VI Seminário Estadual de Gestores e trabalhadores da Política de Assistência Social Santa Catariana/ 2015 A desproteção e a vulnerabilidade são multidimensionais

Leia mais

SOE - Serviço de Orientação Educacional

SOE - Serviço de Orientação Educacional SOE - Serviço de Orientação Educacional Projeto Aprendendo a Ser para Aprender a Conviver Tema: Amizade e Conflito 3º AT Marise Miranda Gomes - Orientadora Educacional - Psicopedagoga Clínica e Institucional

Leia mais

Problemática 1 Percurso na vida associativa. Dimensões Entrevista E2 Análise

Problemática 1 Percurso na vida associativa. Dimensões Entrevista E2 Análise Problemática 1 Percurso na vida associativa Início da prática associativa (local e idade) Tipo de trabalho desenvolvido Associações que está envolvido «Comecei aqui na JS ( )» (P.1) «18 anos( )» (P. 2)

Leia mais

a confusão do final do ano e as metas para o próximo

a confusão do final do ano e as metas para o próximo o que fazer se o ano que passou foi ruim? o que fazer nesse próximo ano? a confusão do final do ano e as metas para o próximo Enéas Guerriero www.equilibriocontinuo.com.br O que vamos falar hoje? 1) Estresse

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Professora: Valéria Local: Núcleo de Arte Nise da Silveira Data: 12 de dezembro de 2012 Horário: 7:52 Duração da entrevista:

Leia mais

Real Brazilian Conversations #21 Premium PDF Guide Brazilian Portuguese Podcast, by RLP reallylearnportuguese.com

Real Brazilian Conversations #21 Premium PDF Guide Brazilian Portuguese Podcast, by RLP reallylearnportuguese.com Subjects on this conversation: How it is like to live in Uberlândia MG. Context: In this conversation André talks to his aunt Edmárcia, about the city of Uberlândia, in Minas Gerais state. She tells us

Leia mais

Anexo 1 Versão Provisória do Questionário. Questionário Corpo, Dança e Comunidade.

Anexo 1 Versão Provisória do Questionário. Questionário Corpo, Dança e Comunidade. Anexo 1 Versão Provisória do Questionário Questionário Corpo, Dança e Comunidade. Este questionário faz parte de um estudo de Doutorado em Dança associado à Faculdade de Motricidade Humana (Lisboa, Portugal)

Leia mais

A Procura. de Kelly Furlanetto Soares

A Procura. de Kelly Furlanetto Soares A Procura de Kelly Furlanetto Soares Peça escrita durante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR. Teatro Guaíra, sob orientação de Andrew Knoll, no ano de 2012. 1 Cadeiras dispostas como se

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Mini Curso Parte I As Forças que controlam a sua vida Página 2 de 6 Como te falei, essa é a primeira etapa do mini-curso Superando

Leia mais

Aexo 3 Dados das entrevistas do grupo 1

Aexo 3 Dados das entrevistas do grupo 1 Aexo 3 Dados das entrevistas do grupo 1 Grupo I Informantes idade Sexo profissão Escolarida de Tempo de imigração em Portugal Língua materna E1.1 51 anos Masc. -- 6ª classe 40 anos Crioulo cv E1.2 53 anos

Leia mais

FICHA SOCIAL Nº 123 INFORMANTE: SEXO: IDADE: ESCOLARIZAÇÃO: LOCALIDADE: PROFISSÃO: DOCUMENTADORA: TRANSCRITORA: DIGITADORA: DURAÇÃO:

FICHA SOCIAL Nº 123 INFORMANTE: SEXO: IDADE: ESCOLARIZAÇÃO: LOCALIDADE: PROFISSÃO: DOCUMENTADORA: TRANSCRITORA: DIGITADORA: DURAÇÃO: FICHA SOCIAL Nº 123 INFORMANTE: M.A.M.B. SEXO: Masculino IDADE: 27 anos - Faixa II ESCOLARIZAÇÃO: 9 a 11 anos (2º grau incompleto) LOCALIDADE: Batateira - Zona Urbana PROFISSÃO: Comerciante DOCUMENTADORA:

Leia mais

Protocolo da Entrevista a Anália

Protocolo da Entrevista a Anália Protocolo da Entrevista a Anália 1 Pedia-lhe que me contasse o que lhe aconteceu de importante desde que acabou a licenciatura até agora. Então, eu acabei o 4.º ano da licenciatura e tinha o 5.º ano que

Leia mais

Bárbara uma mulher de 25 anos, queria atrasar o livro de uma escritora famosa chamada Natália, Bárbara queria contar uns segredos bombásticos antes

Bárbara uma mulher de 25 anos, queria atrasar o livro de uma escritora famosa chamada Natália, Bárbara queria contar uns segredos bombásticos antes O ATAQUE NA PISCINA Bárbara uma mulher de 25 anos, queria atrasar o livro de uma escritora famosa chamada Natália, Bárbara queria contar uns segredos bombásticos antes de Natália, Bárbara não queria que

Leia mais

Na escola estão Pedro e Thiago conversando. THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje.

Na escola estão Pedro e Thiago conversando. THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje. MENININHA Na escola estão Pedro e Thiago conversando. PEDRO: Cara você viu o jogo ontem? THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje. PEDRO: Bah tu perdeu um baita jogo.

Leia mais

Crisálida Vanessa Monique CRISÁLIDA. Crônicas e frases de uma metamorfose ambulante. Vanessa Monique

Crisálida Vanessa Monique CRISÁLIDA. Crônicas e frases de uma metamorfose ambulante. Vanessa Monique CRISÁLIDA Crônicas e frases de uma metamorfose ambulante Vanessa Monique 1 Dedicatória. À Deus Todo Poderoso que me presenteou com o dom de escrever à e todos que algum dia e de alguma forma me incentivaram

Leia mais

A Professora de Horizontologia

A Professora de Horizontologia A Professora de Horizontologia Já tinha parado a chuva e Clara Luz estava louca que a Gota voltasse. Felizmente a Fada-Mãe veio com uma novidade: Minha filha, hoje vem uma professora nova. Você vai ter

Leia mais

Altos da Serra - Capítulo Altos da Serra. Novela de Fernando de Oliveira. Escrita por Fernando de Oliveira. Personagens deste Capítulo

Altos da Serra - Capítulo Altos da Serra. Novela de Fernando de Oliveira. Escrita por Fernando de Oliveira. Personagens deste Capítulo Altos da Serra - Capítulo 03 1 Altos da Serra Novela de Fernando de Oliveira Escrita por Fernando de Oliveira Personagens deste Capítulo Altos da Serra - Capítulo 03 2 CENA 01. CAPELA / CASAMENTO. INTERIOR.

Leia mais

Então, preenchemos umas fichas com os dados pessoais( ) ( ) os meus hobbies, como eu passava os meus tempos livres( )

Então, preenchemos umas fichas com os dados pessoais( ) ( ) os meus hobbies, como eu passava os meus tempos livres( ) Categoria Sub-categoria Unidades de registo Ent. Actividades Sessões individuais para responderam a questões sobre: -A vida pessoal Depois posteriormente, quando nos mandaram cá vir, é que fomos recebidas

Leia mais

-Oi Vô! Vamos pra água? -Calma! Ainda tem que pintar a canoa!

-Oi Vô! Vamos pra água? -Calma! Ainda tem que pintar a canoa! Sabedoria do mar Pesquisa: Fábio G. Daura Jorge, Biólogo. Leonardo L. Wedekin, Biólogo. Natália Hanazaki, Ecóloga. Roteiro: Maurício Muniz Fábio G. Daura Jorge Ilustração: Maurício Muniz Apresentação Esta

Leia mais

Em Círculos. Mateus Milani

Em Círculos. Mateus Milani Em Círculos Mateus Milani Que eu não perca a vontade de ter grandes amigos, mesmo sabendo que, com as voltas do mundo, eles acabam indo embora de nossas vidas Ariano Suassuna. Sinopse Círculos. A vida

Leia mais

Real Brazilian Conversations #20 Premium PDF Guide Brazilian Portuguese Podcast, by RLP reallylearnportuguese.com

Real Brazilian Conversations #20 Premium PDF Guide Brazilian Portuguese Podcast, by RLP reallylearnportuguese.com Subjects on this conversation: The city of Belo Horizonte Minas Gerais state. Context: In this conversation André and Guilherme talk about the city of Belo Horizonte, in Minas Gerais state. Cultural notes,

Leia mais

Anexo 2.8- Entrevista G2.3

Anexo 2.8- Entrevista G2.3 Entrevista G2.3 Entrevistado: E2.3 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência e 45 anos Masculino Ucrânia 14 anos m Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias: Ensino superior Polónia Língua materna:

Leia mais

Identificação. F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de nascimento/residência

Identificação. F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de nascimento/residência 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Identificação F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista 4-5-2011 Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 3 Data: 18/10/2010 Hora: 19h00 Duração: 22:25 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

José Sidinei Rodrigues Dias e João Vittor Rodrigues Brito

José Sidinei Rodrigues Dias e João Vittor Rodrigues Brito José Sidinei Rodrigues Dias e João Vittor Rodrigues Brito As Aventuras de Derry Pirce Derry Pirse é um adolescente órfão que mora com o tio porque os pais morreram em um incêndio onde tiveram 12 mortos

Leia mais

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS LÍGIA COSTA.

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS LÍGIA COSTA. CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS LÍGIA COSTA (depoimento) 2013 CEME-ESEF-UFRGS FICHA TÉCNICA Projeto: Garimpando

Leia mais

P/1 E qual a data do seu nascimento? Eu te ajudo. Já te ajudo. Dia 30 de março de 1984.

P/1 E qual a data do seu nascimento? Eu te ajudo. Já te ajudo. Dia 30 de março de 1984. museudapessoa.net P/1 Então, vamos lá. Eu queria que você me falasse seu nome completo. R Meu nome é Karen Fisher. P/1 E onde você nasceu, Karen? R Eu nasci aqui no Rio, Rio de Janeiro. P/1 Na cidade mesmo?

Leia mais

GRELHA DE ANÁLISE DA ENTREVISTA EFETUADA À FUNCIONÁRIA C. A entrevistada tem 31 anos e é casada. Tem o 12º ano de escolaridade.

GRELHA DE ANÁLISE DA ENTREVISTA EFETUADA À FUNCIONÁRIA C. A entrevistada tem 31 anos e é casada. Tem o 12º ano de escolaridade. GRELHA DE ANÁLISE DA ENTREVISTA EFETUADA À FUNCIONÁRIA C CATEGORIAS DE ANÁLISE Caracterização sociodemográfica Idade Sexo Estado civil Grau de escolaridade / habilitações Experiência profissional Função

Leia mais

ELA. por Raquel Schaedler. Peça para três personagens: O homem A mulher ELA

ELA. por Raquel Schaedler. Peça para três personagens: O homem A mulher ELA ELA por Raquel Schaedler Peça para três personagens: O homem A mulher ELA Você comeu? Comi. Você tá com fome? Um pouquinho. quer um miojo? Não. Você não tem um chocolate aí? Tenho. Tem? O que você tem?

Leia mais

Garoto extraordinário

Garoto extraordinário Garoto extraordinário (adequada para crianças de 6 a 8 anos) Texto: Lucas 2:40-52 Princípio: ser como Jesus Você vai precisar de um fantoche de cara engraçada, um adulto para manipular o fantoche atrás

Leia mais

Leitura e Mediação Pedagógica

Leitura e Mediação Pedagógica Protocolo Colaborador: ######## 66 Leitura e Mediação Pedagógica AC Pesquisador: Paula Maria Cobucci Ribeiro Dias Transcrição (1) P: As coisas mudam ou não mudam? Olha só: tem umas coisas boas. Olha só.

Leia mais

DESABITUAÇÃO. MULHER 1 Foi agora? MULHER 2 Foi. MULHER 1 Você viu? MULHER 2 Não, eu não vi nada. Não sei de nada.

DESABITUAÇÃO. MULHER 1 Foi agora? MULHER 2 Foi. MULHER 1 Você viu? MULHER 2 Não, eu não vi nada. Não sei de nada. DESABITUAÇÃO (Duas mulheres e um homem estão em volta de algo que não podemos ver. Os três olham para a presença ausente, um mesmo ponto fixo no chão. Durante a cena, todos agem com uma naturalidade banal,

Leia mais

Existem vários lugares onde você pode iniciar Consultoras. Mas se uma Consultora vem até você e diz que está pensando seriamente em desenvolver um

Existem vários lugares onde você pode iniciar Consultoras. Mas se uma Consultora vem até você e diz que está pensando seriamente em desenvolver um Existem vários lugares onde você pode iniciar Consultoras. Mas se uma Consultora vem até você e diz que está pensando seriamente em desenvolver um time e tornar- se uma Diretora rapidamente e pergunta

Leia mais

coleção Conversas #5 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #5 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. coleção Conversas #5 Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo de facilitar diálogos que muitas vezes podem

Leia mais

A paz já lá está A paz já lá está, Página 1

A paz já lá está A paz já lá está, Página 1 A paz já lá está! A paz já lá está, Página 1 A minha mensagem é muito, muito simples. Muitas pessoas vêm ouvir-me e sentam-se aí, meio tensas: "O que é que eu vou ouvir?" E eu digo-lhes sempre: "Relaxem."

Leia mais

SEMANA DO ESPANHOL DE VERDADE MATERIAL DE APOIO AULA 2

SEMANA DO ESPANHOL DE VERDADE MATERIAL DE APOIO AULA 2 SEMANA DO ESPANHOL DE VERDADE MATERIAL DE APOIO AULA 2 O que você vai encontrar neste material? Hola! Neste material complementar da Aula 2 da Semana do Espanhol de Verdade eu vou te mostrar : Revisão

Leia mais

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ALINE PELLEGRINO II

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ALINE PELLEGRINO II CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ALINE PELLEGRINO II (depoimento) 2014 FICHA TÉCNICA ENTREVISTA CEDIDA PARA PUBLICAÇÃO NO REPOSITÓRIO DIGITAL

Leia mais

UMA HISTÓRIA DE AMOR

UMA HISTÓRIA DE AMOR UMA HISTÓRIA DE AMOR Nunca fui de acreditar nessa história de amor "á primeira vista", até conhecer Antonio. Eu era apenas uma menina, que vivia um dia de cada vez sem pretensões de me entregar novamente,

Leia mais

Falará sobre o NTI auxiliando no processo de apoio às ações de ensino dos alunos, particularmente os alunos do Curso de Letras da UFAC.

Falará sobre o NTI auxiliando no processo de apoio às ações de ensino dos alunos, particularmente os alunos do Curso de Letras da UFAC. UFAC RBR-AC 31.10.2011 Falará sobre o NTI auxiliando no processo de apoio às ações de ensino dos alunos, particularmente os alunos do Curso de Letras da UFAC. [Se identificou, identificou o setor e o Diretor

Leia mais

O Poder da Sua Mente!

O Poder da Sua Mente! O Poder da Sua Mente! Se você acredita que pode, então você pode. Se você acredita que não pode, você está certa. Mary Kay Ash Quem sou eu? Juliana David Yamazaki Diretora Sênior de Vendas Independente

Leia mais

como diz a frase: nois é grossa mas no fundo é um amor sempre é assim em cima da hora a pessoa muda numa hora ela fica com raiva, triste, feliz etc.

como diz a frase: nois é grossa mas no fundo é um amor sempre é assim em cima da hora a pessoa muda numa hora ela fica com raiva, triste, feliz etc. SEGUIR EM FRENTE seguir sempre em frente, nunca desistir dos seus sonhos todos nós temos seu nivel ou seja todos nós temos seu ponto fraco e siga nunca desistir e tentar até voce conseguir seu sonho se

Leia mais

www.afiliadocurioso.com Este e-book pode ser compartilhado, porém, não pode ser editado. Direitos autoriais para: Fernando Martins da Silva Pode me chamar de Nando Olá, meu nome é Nando Silva. Não sou

Leia mais

Leia com calma as questões e responda com carinho, fazendo pausas até a conclusão, se achar necessário.

Leia com calma as questões e responda com carinho, fazendo pausas até a conclusão, se achar necessário. Questionário FIS - Felicidade Interna Sustentável CARACTERIZAÇÃO DA AMOSTRA Idade Sexo ( )M ( )F Grau de Instrução ( )Básico ( )Médio ( )Universitário ( )Especialização ( )Mestrado ( )Doutorado ( )Outros

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Todo mundo vai à festa da Giovanna. MADE Oi, tudo bem gente? Eu sou a Made, a mãe da Nana e da Nina, e queria contar um história também? Eu posso?

Todo mundo vai à festa da Giovanna. MADE Oi, tudo bem gente? Eu sou a Made, a mãe da Nana e da Nina, e queria contar um história também? Eu posso? Todo mundo vai à festa da Giovanna MADE Oi, tudo bem gente? Eu sou a Made, a mãe da Nana e da Nina, e queria contar um história também? Eu posso? SEU LOCUTOR É claro, Dona Made! Que bom! A senhora é muito

Leia mais

14:35 15:10 -Persona, Jornada e Analogia + Cases 15:10 15:20 Sharing com cluster 15:30 16:00 Persona 16:00 16:30 Jornada 16:30 16:50 Analogia +

14:35 15:10 -Persona, Jornada e Analogia + Cases 15:10 15:20 Sharing com cluster 15:30 16:00 Persona 16:00 16:30 Jornada 16:30 16:50 Analogia + AQUECIMENTO 14:35 15:10 -Persona, Jornada e Analogia + Cases 15:10 15:20 Sharing com cluster 15:30 16:00 Persona 16:00 16:30 Jornada 16:30 16:50 Analogia + Redefinição Desafio 16:50 17:00 D.Brief em grupos

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Professora: Cloudine Local: Núcleo de Arte Albert Eistein Data: 18 de junho Horário: 14h Duração da entrevista: 18min.

Leia mais

1.começo Eu Isabel franca moro com minha mãe chamada Helen,moramos numa cidade chamada nova lux gosto muito de morar com minha mãe mas o marido dela

1.começo Eu Isabel franca moro com minha mãe chamada Helen,moramos numa cidade chamada nova lux gosto muito de morar com minha mãe mas o marido dela anoitecer 1.começo Eu Isabel franca moro com minha mãe chamada Helen,moramos numa cidade chamada nova lux gosto muito de morar com minha mãe mas o marido dela chamado pio,bom o cara e legal mas tem um

Leia mais

Mensagem do dia 02 de Março Suas escolhas. Mensagem do dia 02 de Março de 2013 Suas escolhas

Mensagem do dia 02 de Março Suas escolhas. Mensagem do dia 02 de Março de 2013 Suas escolhas Mensagem do dia 02 de Março Suas escolhas Mensagem do dia 02 de Março de 2013 Suas escolhas Acredite: você é aquilo que acredita ser. Você tem aquilo que acredita poder ter. Você recebe da vida aquilo

Leia mais

29/11/2009. Entrevista do Presidente da República

29/11/2009. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na chegada ao hotel Villa Itália Cascais-Portugal, 29 de novembro de 2009 Jornalista: (incompreensível) Presidente:

Leia mais

CONVERSANDO COM A PERFEIÇÃO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

CONVERSANDO COM A PERFEIÇÃO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONVERSANDO COM A PERFEIÇÃO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONVERSANDO COM A PERFEIÇÃO PERFEIÇÃO: Olá! Eu sou a perfeição. Vamos conversar?

Leia mais

MÓDULO SOMBRAS E PROJEÇÕES

MÓDULO SOMBRAS E PROJEÇÕES 5 MÓDULO SOMBRAS E PROJEÇÕES RELEMBRANDO... Sombra é tudo que nós não nos permitimos ser. Tudo que de alguma forma você renega dentro de você ou se limita. A projeção é uma transferência involuntária da

Leia mais

Inquérito por questionário Alunos

Inquérito por questionário Alunos Inquérito por questionário Alunos INSTRUÇÕES A seguir apresentamos-te um conjunto de perguntas sobre as tuas aulas. Não há respostas certas nem erradas, por isso pedimos-te que respondas com verdade. Obrigado

Leia mais

(18/04/2008) (EU): OIE BB (VC): OIIIIIIIIIIIIIII (EU): TUDO CERTO (VC): TUDO CERTIN.. (EU): CONSEGUINDO LEVAR A VIDA REAL A SERIO AGORA?

(18/04/2008) (EU): OIE BB (VC): OIIIIIIIIIIIIIII (EU): TUDO CERTO (VC): TUDO CERTIN.. (EU): CONSEGUINDO LEVAR A VIDA REAL A SERIO AGORA? (18/04/2008) (EU): OIE BB (VC): OIIIIIIIIIIIIIII (EU): TUDO CERTO (VC): TUDO CERTIN.. (EU): CONSEGUINDO LEVAR A VIDA REAL A SERIO AGORA? (VC): HUAHSUASHUAHSUAHSUA SEI LÁ (EU): ENTENDO TUDO NO REAL TA DESABANDO

Leia mais

Provavelmente você já passou por 1 ou mais das situações abaixo:

Provavelmente você já passou por 1 ou mais das situações abaixo: Oi, tudo bem? Me chamo Manuel Gonçalves e eu sou o diretor da maior rede de escolas de Inglês Intensivo do Brasil, a Qualify Inglês em 3 Meses. Se você chegou até esse e-book, com certeza está precisando

Leia mais

Devocional jovem Cristão

Devocional jovem Cristão Devocional jovem Cristão APRESENTAÇAO esse livro,é voltado a público jovem,em forma devocional, e não necessariamente os jovens Cristãos, procurei não usar uma forma de linguagem formal mas uma forma simples

Leia mais

July: Eu também! Achei o máximo as coisas que ela faz. Vou pedir para a minha mãe fazer umas roupinhas novas. Estou pensando até em montar um guarda-r

July: Eu também! Achei o máximo as coisas que ela faz. Vou pedir para a minha mãe fazer umas roupinhas novas. Estou pensando até em montar um guarda-r Série Ao infinito e além... Sua vida além das estrelas! 4 a 8 anos Aprendendo a Viver! Conceito Viver a vida como se fosse o melhor presente. Versículo-chave Não desperdicem nenhum pouco desta maravilhosa

Leia mais

Entrevista Rodrigo

Entrevista Rodrigo Entrevista 1.17 - Rodrigo (Bloco A - Legitimação da entrevista onde se clarificam os objectivos do estudo, se contextualiza a realização do estudo e participação dos sujeitos e se obtém o seu consentimento)

Leia mais

BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO

BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO PROFESSORA Bom dia meninos, estão bons? TODOS Sim. PROFESSORA Então a primeira pergunta que eu vou fazer é se vocês gostam

Leia mais

M U L H E R E S D O B R A S I L

M U L H E R E S D O B R A S I L M U L H E R E S D O B R A S I L 2016 COMITÊ SOCIAL Vozes das Mulheres Palestras Andrea Chamma Cristina Schulman Inegociáveis Não advogamos em causa própria; Todo o trabalho deve ser coordenado nas ações

Leia mais

Sessão de Cuidados com a Pele

Sessão de Cuidados com a Pele Sessão de Cuidados com a Pele Nosso diferencial A sessão de cuidados da pele é a principal forma de apresentarmos nossa empresa, nossos produtos e nosso trabalho, e é a primeira e principal coisa que devemos

Leia mais

Priscila foi passear com a sua mamãe! Lá no parque, a pequena Priscila viu alguém um tanto diferente... Vamos ver quem foi?

Priscila foi passear com a sua mamãe! Lá no parque, a pequena Priscila viu alguém um tanto diferente... Vamos ver quem foi? Priscila foi passear com a sua mamãe! Lá no parque, a pequena Priscila viu alguém um tanto diferente... Vamos ver quem foi? Mamãe! Mamãe! Vamos no balanço? Vamos, filha! Espera só um instantinho que a

Leia mais

mas que você modifique conforme seja sua personalidade. Eu já tive vários assim, só agora que resolvi apostar em um que seja exclusivo.

mas que você modifique conforme seja sua personalidade. Eu já tive vários assim, só agora que resolvi apostar em um que seja exclusivo. Olá, Olá, sou Karine Clessia, blogueira do Nós na Gravata. Tenho 20 anos (quase 21, completo no dia 14 de Junho).Estou escrevendo este livro virtual com o objetivo de tentar ajudar blogueiros. Tento descobrir

Leia mais

Do Vácuo ao Encontro

Do Vácuo ao Encontro Do Vácuo ao Encontro INTRODUÇÃO Todos nós homens já passamos por situações constrangedoras de puxar conversa com uma bela mulher e não obtemos nada além de um Belo de um vácuo, eu mesmo já passei por isso.

Leia mais

Toque Bem Paulo Chaves toquebem.com.br

Toque Bem Paulo Chaves toquebem.com.br Paulo Chaves toquebem.com.br Olá. Obrigado por ter curtido a nossa página no Facebook! Existem dezenas de dicas excelentes. O motivo de eu ter escolhido essas 6 foi bem simples: as 5 primeiras sempre são

Leia mais

Não saber agendar sessões e não conseguir fazer contatos. -

Não saber agendar sessões e não conseguir fazer contatos. - 15 Motivos 1. Não saber agendar sessões e não conseguir fazer contatos. - recebe toda uma orientação e suporte para aprender a abordar os mais diferentes 4pos de pessoas nas mais diversas situações. A

Leia mais

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe Coração de Mãe Coração De Mãe Página 1 Coração De Mãe 1º Edição Agosto de 2013 Página 2 Coração De Mãe 1º Edição È proibida à reprodução total ou parcial desta obra, por Qualquer meio e para qualquer fim

Leia mais

Documentário PIBID-QUÍMICA 2011. Vídeos-relatos dos bolsistas sobre influencias do PIBID a partir de questionário estruturado.

Documentário PIBID-QUÍMICA 2011. Vídeos-relatos dos bolsistas sobre influencias do PIBID a partir de questionário estruturado. Documentário PIBID-QUÍMICA 2011. Vídeos-relatos dos bolsistas sobre influencias do PIBID a partir de questionário estruturado. 1) Considerando sua vivência e experiência no subprojeto, quais aspectos do

Leia mais

COMO REALIZAR UMA SESSÃO DE CUIDADOS COM A PELE PERFEITA OBTENDO VENDAS E INÍCIOS

COMO REALIZAR UMA SESSÃO DE CUIDADOS COM A PELE PERFEITA OBTENDO VENDAS E INÍCIOS COMO REALIZAR UMA SESSÃO DE CUIDADOS COM A PELE PERFEITA OBTENDO VENDAS E INÍCIOS Ninguém acorda todos os dias sentindo-se entusiasmado. Entusiasmo é algo que todos nós temos que trabalhar para conquistar.

Leia mais

Eu queria desejar a você toda a felicidade do mundo e Obrigado, vô.

Eu queria desejar a você toda a felicidade do mundo e Obrigado, vô. Parabéns para o Dan Tocou o telefone lá em casa. Meu pai atendeu na sala. Alô. Meu avô, pai do meu pai, do outro lado da linha, fez voz de quem não gostou da surpresa. Eu liguei pra dar parabéns ao Dan.

Leia mais

Roteiro: Kelson s, O lugar onde vivo.

Roteiro: Kelson s, O lugar onde vivo. Roteiro: Kelson s, O lugar onde vivo. SINOPSE: Kelson s : O Lugar onde Vivo Relato de quatro meninos de uma comunidade de baixa renda do Rio de Janeiro, falando a um entrevistador, do lugar onde vivem.

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

www. brunopinheiro.me

www. brunopinheiro.me >>SE VOCÊ ESTA PENSANDO EM ENTRAR NA INTERNET PENSANDO EM VENDER, VAI SE DAR MAL >> ENTRE PENSANDO EM CONQUISTAR CLIENTES CONQUISTE, EDUCANDO-OS >> QUANDO VOCÊ CONQUISTA UM CLIENTE, VOCÊ TEM UM MULTICOMPRADOR

Leia mais

INTERVENÇÕES NO DESENVOLVIMENTO DE UMA SESSÃO DE REGRESSÃO DE MEMÓRIA

INTERVENÇÕES NO DESENVOLVIMENTO DE UMA SESSÃO DE REGRESSÃO DE MEMÓRIA INTERVENÇÕES NO DESENVOLVIMENTO DE UMA SESSÃO DE REGRESSÃO DE MEMÓRIA IDENTIFICAÇÃO DO PERSONAGEM 1- Inicial: Cliente pode começar pelo personagem, pelo local, pela situação, pelo sentimento, pela sensação

Leia mais

Entrevista 01. Dados do entrevistado: Perguntas:

Entrevista 01. Dados do entrevistado: Perguntas: Sexo: Feminino Idade: 18 anos 1. É morador da Vargem Grande? Sim Entrevista 01 2. Trabalha na Vargem Grande? Como é o percurso para ir ao trabalho? Não, trabalha no Santa Mônica. Pega ônibus em frente

Leia mais

Oficina de Comunicação#3

Oficina de Comunicação#3 Oficina de Comunicação#3 quatro reações a uma crítica Duas formas de avaliar uma situação Os quatro passos da cnv Culpar ao outro / Culpar a si mesmo / Hones1dade / Empa1a Crí1ca x Analí1ca Observação

Leia mais

Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016

Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016 Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016 Digamos onde acordou tudo alegre e assim permaneceu. Acho completamente impossível tentar descrever nas palavras o sentimento que sinto aqui dentro

Leia mais

Capítulo 4. É bom estar de volta. Sabia que ele iria voltar. Só passou algum tempo. Aquilo que me transformou permitiu-me visualizar o Mundo.

Capítulo 4. É bom estar de volta. Sabia que ele iria voltar. Só passou algum tempo. Aquilo que me transformou permitiu-me visualizar o Mundo. Capítulo 4 É bom estar de volta Sabia que ele iria voltar. Só passou algum tempo. Aquilo que me transformou permitiu-me visualizar o Mundo. Só queria que fosses feliz. Tens de ouvir uma coisa. O nosso

Leia mais

Material de Apoio - Como Conquistar Depoimentos

Material de Apoio - Como Conquistar Depoimentos Material de Apoio - Como Conquistar Depoimentos Você não precisa ser nenhum expert para saber que a internet está cheia de pessoas querendo dar golpes em outras e se você tem um negócio online já deve

Leia mais