Treinamento para Manutenção dos Telecentros

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Treinamento para Manutenção dos Telecentros"

Transcrição

1 Treinamento para Manutenção dos Telecentros Ricardo Kléber M. Galvão Diretor Acadêmico Campus/CN Alisson Chrystian de O. Campelo Coordenador de Gestão de TI Campus/CN

2 Conteúdo Programático Módulo I :: Orientação sobre o Projeto e Uso do Metasys Módulo II :: Utilizando o Linux Módulo III :: Suite OpenOffice

3 Conteúdo Programático Módulo I :: Orientação sobre o Projeto e Uso do Metasys Exposição do Projeto de Inclusão Digital Modelo dos telecentros Ambiente Metasys

4 Conteúdo Programático Módulo II :: Utilizando o Linux Sobre o Linux Diferenças entre Linux x Windows O que é software livre Liberdades do SL e sua importância Básico do Sistema

5 Conteúdo Programático Módulo III :: Suíte OpenOffice OpenOffice Writer (texto) OpenOffice Calc (planilhas) OpenOffice Impress (apresentações)

6 Cronograma das Aulas Aula Data Conteúdo Programático Manhã (8h -12h) Tarde (14h 18h) 01 Segunda-feira Módulo 1 Módulo 1 02 Terça-feira Módulo 2 Módulo 2 03 Quarta-feira Módulo 2 Módulo 2 04 Quinta-feira Módulo 3 Módulo 3 05 Sexta-feira Módulo 3 Módulo 3

7 Programa de Inclusão Digital :: Telecentros Projeto de Cooperação Interministerial Ministério das Comunicações Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC) IFE's (Institutos Federais de Educação Ciência e Tecnologia) IFRN Campus Currais Novos

8 Programa de Inclusão Digital :: Telecentros Objetivos: Promover a inclusão social por meio de ferramentas e tecnologias de informação e comunicação; Implantar telecentros comunitários por meio da disponibilização de infra estrutura de hardware, software e mobiliário, abrangendo a totalidade dos municípios brasileiros; Promover o desenvolvimento social e econômico das comunidades atendidas, reduzindo a exclusão social e criando oportunidades aos cidadão

9 Justificativa da Parceria Maior rede pública de conexão à sociedade da informação, que exigirá: Atendimento de demandas de pesquisa, inovação e capacitação; Rede técnica e tecnológica com capilaridade e representatividade nos estados

10 Justificativa da Parceria A Rede Federal: Ocupa posição de referência na área educacional e tecnológica É integrada com a sociedade Dispõe de recursos humanos com alta titulação Atende vários níveis de ensino Destaca se pela autonomia na pesquisa aplicada

11 Objetivo Geral Utilizar a expertise da Rede Federal de Educação Tecnológica no desenvolvimento das ações que contemplem pesquisa, inovação e capacitação dos telecentros de forma transparente e colaborativa, atendendo às diversidades regionais e locais e os interesses da sociedade.

12 Participantes Ministério das Comunicações: Gestor do Programa Federal de Inclusão Digital Empresa fornecedora dos equipamentos: empresa contratada pelo MC que distribui os equipamentos necessários e fornece o suporte aos telecentros dos municípios e assistência técnica aos equipamentos durante o prazo de garantia

13 Participantes SETEC/Ministério da Educação: Definidora de Políticas da Rede Federal de Educação Tecnológica e gestora do projeto no âmbito do MEC Pólos de Pesquisa e Inovação e Capacitação: Instituições da Rede Federal de EPT Municípios: Municípios brasileiros que aderiram ao Projeto de Inclusão Digital do Ministério das Comunicações

14 Atribuições Empresa Fornecedora dos Equipamentos Fornecer kit de equipamentos aos Pólos de Pesquisa, Inovação e Capacitação da SETEC; Responsabilizar se pelo cumprimento dos termos e condições de garantia dos bens entregues; Capacitar os 32 Pólos de Pesquisa e Inovação, Manutenção e Suporte da Fase 1 do Projeto

15 Atribuições Ministério das Comunicações Viabilizar a realização de ações de acompanhamento, monitoramento e avaliação do projeto; Criar e implantar metodologia de acompanhamento do projeto

16 Atribuições Ministério das Comunicações Articular se com o órgão financiador, garantindo os recursos orçamentários e financeiros indispensáveis à execução do projeto; Acompanhar a consecução dos compromissos assumidos e das contrapartidas acordadas; Custear o treinamento que os municípios receberão pelos Pólos de Pesquisa, Inovação e Capacitação

17 Atribuições Ministério das Comunicações Custear a pesquisa, a inovação e a capacitação a serem desenvolvidas pelos Pólos indicados pela SETEC, conforme prioridade e demanda, durante a vigência do projeto; Garantir a atualização tecnológica dos telecentros após o prazo de garantia dos equipamentos

18 Atribuições Ministério da Educação Ser a interface de articulação estratégica e política no âmbito do projeto; Validar, homologar e decidir sobre demandas do projeto em parceria com o MC; Coordenar e garantir a realização de ações de acompanhamento, monitoramento e avaliação do projeto em parceria com o MC; Acompanhar a consecução dos compromissos assumidos e das contrapartidas acordadas

19 Atribuições Ministério da Educação Viabilizar recursos para construção de espaço adequado ao funcionamento dos telecentros nas instituições da Rede Federal de EPCT; Criar o Núcleo de Pesquisa e Inovação, conforme prioridade e demanda, durante a vigência do projeto.

20 Atribuições Pólos de Pesquisa, Inovação e Capacitação Garantir a execução das suas atividades dentro do cronograma estabelecido; Elaborar relatórios periódicos de atividades e de prestação de contas, conforme solicitado pela SETEC; Capacitar as equipe dos municípios de abrangência que receberão o telecentro

21 Atribuições Pólos de Pesquisa, Inovação e Capacitação Responsabilizar se pela coordenação, definição e realização de ações de extensão voltadas ao uso do telecentro instalado em seu campus; Responsabilizar se pela coordenação, definição e realização de ações de extensão voltadas à pesquisa, inovação e capacitação para os telecentros dos municípios

22 Fases do Projeto Fases de Capacitação 1ª Fase: Capacitação 32 Pólos 2ª Fase: Capacitação 200 outras unidades 3ª Fase: Capacitação Municípios Fase de Pesquisa de Inovação Após capacitação, a depender dos interesses de ambos os Ministérios e de disponibilidade orçamentária; Os núcleos serão criados baseados na apresentação de projetos a serem selecionados pelos Ministérios

23 Fase de Capacitação 1ª Fase de Capacitação Empresa Fornecedora 31 Pólos32 depólos Pesquisa de Pesquisa e Inovação IF Brasília e Inovação

24 Fase de Capacitação 32 Pólos de Pesquisa e Inovação 27 Pólos Multiplicadores

25 Fase de Capacitação 2ª Fase de Capacitação 27 Pólos Multiplicadores 11 Pólos de 160 Unidades Multiplicação Etapa 232 Unidades da Rede Federal de A Educação Profissional, Científica e Tecnológica 45 Unidades Etapa B

26 Fase de Capacitação 3ª Fase de Capacitação 232 Unidades Municípios

27 IFRN :: Campus Currais Novos Municípios a Capacitar 1a Turma Acari/RN Barcelona/RN Bodó/RN Caicó/RN Carnaúba dos Dantas/RN Cerro Corá/RN Coronel Ezequiel/RN Cuité/PB Currais Novos/RN Jardim do Seridó/RN Jucurutu/RN Nova Floresta/PB Nova Palmeira/PB Parelhas/RN Picuí/PB Santa Cruz/RN São Bento do Trairi/RN São José do Sabugi/PB São José do Seridó/RN Sossêgo/PB 2a Turma Cruzeta/RN Cubati/PB Equador/RN Florânia/RN Ouro Branco/RN Pedra Lavrada/PB Santana do Matos/RN Santana do Seridó/RN Tenente Laurentino Cruz/RN Campo Redondo/RN Carrapateira/PB Frei Martinho/PB Jaçanã/RN Lagoa Nova/RN Lajes Pintadas/RN Monte Alegre/RN Ruy Barbosa/RN São Tomé/RN São Vicente/RN Sítio Novo/RN

28 Observações As instituições se responsabilizam por: Contato com os municípios (lista de contatos fornecida pelo MEC); Execução das passagens e pagamento das diárias dos servidores municipais

29 Observações Endereço Ministério da Educação Esplanada dos Ministérios Bloco L, Ed. Sede, Sala 421 CEP: Brasília/DF

30 Outros Esclarecimentos Os fornecedores envolvidos no Projeto são: Maqmóveis Mobiliário Terabyte Data Show (projetor multimídia) Positivo Solução Integrada Depois do prazo de garantia o MC fará a troca dos equipamentos promovendo a atualização tecnológica dos telecentros.

31 Outros Esclarecimentos Os mecanismos de responsabilização para situações de descumprimento dos termos e os planos de contingência para garantia da disponibilidade são itens do contrato 02/2007 STE/MC que acompanha o pacote de documentos fornecidos na Instalação (também disponíveis a partir de solicitação ao MC).

32 Outros Esclarecimentos O Telecentro só terá o Sistema Operacional fornecido, (Linux Metasys) não podendo ser instalado ou substituído por outro, seja livre ou proprietário.

33 Outros Esclarecimentos As prefeituras estão sujeitas às definições que constam no Termo de Doação com encargos assinado entre o MC e o Prefeito (cópia no endereço A infraestrutura do Telecentro (água, luz, limpeza, telefone, etc) é responsabilidade do município

34 Outros Esclarecimentos As políticas de uso e funcionamento do Telecentro estão previstas e serão definidas pelo Conselho Gestor de Inclusão Digital criado pelo município. O acompanhamento e gestão do projeto serão feitos pela Central de Monitoramento localizada no Ministério das Comunicações.

35 Outros Esclarecimentos O Pólo se responsabilizará pela capacitação dos monitores dos telecentros do município e em promover a pesquisa e inovação, melhorando o sistema operacional e desenvolvendo aplicações para otimização dos telecentros.

36 Outros Esclarecimentos Ainda não foi definido se haverá recursos para pagamento dos monitores já no início de funcionamento do telecentro; Os recursos prioritários são para a capacitação; Se o município tiver instalado outro sistema operacional, os representantes do Pólo deve apenas informar ao MC; O patrimônio dos equipamentos será dos município e das instituições.

37 Outros Esclarecimentos O MC está negociando um contrato com a XEROX para fornecimento de tonners (para impressoras); Conforme recomendação do MEC, o treinamento dos municípios inclui um dia específico para tratar do Sistema Operacional Linux para usuários

38 Sobre o Telecentro

39 O que é (deve ser) um Telecentro Comunitário Espaços públicos providos de computadores conectados à Internet em banda larga, onde são realizadas atividades, por meio do uso das TICs (Tecnologias da Informação e Comunicação), com o objetivo de promover a inclusão digital e social das comunidades atendidas.

40 Objetivo de um Telecentro Comunitário Promover o desenvolvimento social e econômico das comunidades atendidas, reduzindo a exclusão social e criando oportunidades aos cidadãos.

41 Premissas do Projeto dos Telecentros Inserção do cidadão na sociedade da informação por meio da utilização de ferramentas de TICs Tecnologias da Informação e Comunicação, visando a redução da exclusão digital e social; Implantação de Telecentro como um espaço público que permita ao cidadão interagir com outros que já tenham acesso aos recursos das TICs, bem como com o Poder Público, por meio dos Portais de Governo Eletrônico; Utilização de ferramentas (computadores, impressoras, conectividade e outros equipamentos audiovisuais e/ou multimídia), para uso em capacitações e atividades diversas ligadas à Inclusão Digital para todo o público alvo.

42 Atividades a Serem Desenvolvidas nos Telecentros Uso livre dos equipamentos; Acesso à internet; Cursos de informática básica; Curso de navegação na Internet; Uso preferencial de softwares de plataforma aberta e não proprietária, conforme as diretrizes do Governo Federal; Realização de oficinas de capacitação e oficinas diversas que possam utilizar as TICs disponíveis no Telecentro; Produção e compartilhamento de conhecimento coletivo (conteúdos produzidos a partir das capacitações); Realização de atividades sócio culturais para mobilização social e/ou divulgação do conhecimento; Oficinas de alfabetização digital.

43 Composição do Kit do Telecentro Equipamentos de Informática 01 servidor de telecentro; 10 estações de trabalho; 11 estabilizadores; 01 roteador wireless; 01 impressora a laser; 01 câmera para monitoramento remoto. Equipamento Audiovisual 01 projetor multimídia.. Mobiliários 21 cadeiras; 01 mesa do professor; 01 armário baixo; 11 mesas para computador; 01 mesa para impressora.

44 Responsabilidade pelo Suporte A responsabilidade pelo suporte é da Positivo Informática, durante a vigência do contrato 02/2007 STE/MC (níveis de suporte; canais de acesso; tempo de resposta; itens cobertos e descobertos; estrutura oferecida para atendimento); O prazo de garantia é de 03 anos a partir da instalação. Contato técnico no MC Daniel (61)

45 Obtendo Assistência Técnica Havendo necessidade de assistência técnica para a resolução de eventuais falhas nos equipamentos do Telecentro Comunitário, deverá ser contactada a Positivo Informática (CRP Central de Relacionamento Positivo) através do telefone: ou pelo e mail: O atendimento será realizado on site (no local da instalação dos equipamentos) sendo que a abertura, recebimento de chamados e a prestação dos serviços de assistência técnica será realizada em horário comercial das 08:00 às 20:00 nos dias úteis, horário de Brasília. O prazo para atendimento/solução dos problemas reportados começa a contar do 1o dia útil seguinte ao de abertura do chamado.

46 Obtendo Assistência Técnica Para abertura de chamado técnico para manutenção do equipamento são necessárias as seguintes informações: Número de Série do equipamento; Defeito apresentado; Endereço Completo de onde se encontra o equipamento; Telefone; Pessoa para Contato. Para obter uma posição sobre chamados técnicos ou qualquer problema encontrado no atendimento, poderá ser acionado um Coordenador de Serviços na Assistência Técnica da Positivo Informática, cujos dados de contato estão relacionados a seguir: Coordenação de Projetos Especiais Elizabete Gonçalves (41) Assistente de Projetos Especiais Ronaldo Francisco Sibowicz (41)

47 Obtendo Assistência Técnica Especial atenção deverá ser tomada em relação ao lacre de garantia presente nos equipamentos. Este lacre NÃO deverá ser rompido. Somente um profissional da Assistência Técnica Positivo poderá fazê lo, substituindo o lacre a cada atendimento realizado.

48 Outras Informações digital/telecentros/informacoes gerais Exibição do Vídeo/Reportagem sobre os Telecentros

49 Acessando o Linux Metasys pela Primeira Vez Tela de Login e Senha A tela inicial do Metasys Desktop MC contém as informações de acesso ao sistema. Este acesso só é permitido com o Nome do usuário e a Senha do usuário. Estes dois campos são extremamente importantes; sem eles não há como entrar no sistema.

50 Acessando o Linux Metasys pela Primeira Vez Tela Padrão Após o Acesso Conforme previamente configurado no servidor, o usuário disporá de uma hora para acessar as funcionalidades do sistema. Este tempo poderá ser alterado pelo administrador do sistema de acordo com a necessidade do Telecentro. Nesta configuração, quando o usuário estiver conectado ao sistema por 55 minutos, uma mensagem será exibida indicando o encerramento de da conexão em 5 minutos.

51 Acessando o Linux Metasys pela Primeira Vez Tela Padrão Após o Acesso Após a desconexão, todos os arquivos serão perdidos e os programas fechados sem nenhuma possibilidade de recuperação dos dados, então é importante orientar o usuário para utilizar um dispositivo removível (pendrive, por exemplo) para salvar os documentos e arquivos manipulados durante a permanência no sistema antes de finalizar o tempo de uso.

52 O Linux Metasys Tentativa de Novo Acesso Caso o usuário tente acessar novamente o Metasys Desktop MC com o mesmo Login e Senha, o sistema será carregado e uma nova mensagem será exibida informando que o usuário excedeu o tempo de uso e em seguida será desconectado. Se mesmo assim o usuário tentar acessar o sistema com o mesmo Login e Senha, será automaticamente desconectado e o Login utilizado será bloqueado por uma hora. Somente depois que exceder esse tempo, o Login estará apto a ser utilizado novamente.

53 O Linux Metasys :: Menu MS Através do Menu MS é que se acessa os principais aplicativos do sistema. Este menu é subdividido em vários sub menus. Por exemplo, no menu Aplicações Gráficas, encontra se os principais aplicativos gráficos como: editor de imagens simples, editor de imagens vetoriais, organizador de fotos, capturador de telas, etc.

54 Konqueror (Gerenciador de Arquivos) A principal função de um gerenciador de arquivos é, como o próprio nome diz, gerenciar a apresentação dos arquivos e pastas de forma a organizar todos os documentos pessoais e do sistema. O Konqueror funciona como um gerenciador de arquivos e navegador Internet. Nos atalhos do Painel de Controle, você tem um ícone em forma de uma casa. Clique neste ícone para abrir o Konqueror na forma de Gerenciador de arquivos.

55 Konqueror (Gerenciador de Arquivos) Utilize o Manual do Usuário (Metasys Desktop MC) para mais informações sobre funcionalidades do Konqueror, como Criação de Pastas Criação e Abertura de Arquivos Exclusão de Arquivos Funcionalidades Básicas da Barra de Menus Ler páginas 13 a 16 do Manual

56 Acessando Dispositivo Externos (CDROM, Disquete e Pen Drive) O Metasys possui um avançado recurso de reconhecimento automático dos dispositivos comumente utilizados, como DVD, VCD, CD e ipod. Ao colocar um CD de música no dispositivo, automaticamente o sistema reconhe ce a montagem desta mídia e surge uma tela informativa indicando qual o aplica tivo você deseja utilizar para acessar a mídia.

57 Acessando Dispositivo Externos (CDROM, Disquete e Pen Drive) Para acessar o dispositivo de CDROM: Insira o CD no dispositivo; Clique em: Menu MS Meu Sistema Mídia de Armazenamento; Clique no ícone do dispositivo desejado será exibido automaticamente o seu conteúdo

58 Navegador de Internet Mozilla Firefox Mais detalhes no Manual Metasys Desktop MC páginas 24 a 27

59 Seção de Jogos

60 Trabalhando com Gráficos As ferramentas mais avançadas em edição gráfica já estão incluídas no Metasys. Trabalhos comuns como edição de fotos ou criação de ousadas imagens podem ser feitas através dos aplicativos KolourPaint ou Gimp. KolourPaint Menu MS Aplicações Aplicações Gráficas KolourPaint. Ver exemplos nas páginas 37 e 38 do Manual

61 Trabalhando com o Servidor (Administração) No Manual de Instalação e Configuração do Metasys Corporate Minicom existem vários procedimentos de instalação do sistema como: Considerações e Requisitos para Instalação; Execução do Instalador; Contrato de Licença; Instalação de Pacotes; Particionamento; Configuração do Acesso à Internet; Instalação do CD Adicional; Cadastro de Chave de Ativação; Substituição de HD Danificado; Configuração de Estações, Access Point, Câmera IP e Impressora Estes procedimentos são de responsabilidade da Positivo Informática, detentora do Contrato de Manutenção dos Equipamentos

62 Trabalhando com o Servidor (Administração) Para a configuração do Servidor, devem ser utilizados um dos dois usuários do sistema: root (Super Usuário de todos os sistemas Linux) mc (Usuário criado para administração do Ministério das Comunicações) Muito cuidado ao utilizar esses usuários!!! Operações com esses logins podem resultar em danos ao sistema Não fornecer informações sobre esses usuários/logins para pessoas não autorizadas a configurar máquinas do Telecentro

63 Trabalhando com o Servidor (Administração) Testando o Acesso à Internet Para testar o acesso à Internet, logue em uma estação com o usuário mc e com a senha qwe123. Depois de acessar o sistema, abra o seu navegador de Internet. Tente acessar um site, como por exemplo Se você conseguir acessar o site, sua estação estará pronta para ser utilizada.

64 Gerenciador do Servidor (Metasys Corporate) O Gerenciador do Servidor é uma ferramenta de configuração do servidor acessada via browser (Firefox, por exemplo). O acesso pode ser feito, a partir de qualquer estação do Telecentro, através do endereço manager. (ou https://tlserver/server manager).

65 Gerenciador do Servidor (Metasys Corporate) O browser solicitará a configuração do proxy (Autenticação para Acesso Web via Browser), digite admin no campo Nome de usuário e digite qwe123 no campo Senha.

66 Gerenciador do Servidor (Metasys Corporate) As funções administrativas surgirão no menu na parte esquerda da tela.

67 Gerenciador do Servidor (Metasys Corporate) Principais Funcionalidades Senha de Sistema para Máquinas Cliente Define uma senha para que, quando necessário, se utilize as máquinas cliente com a Senha de Sistema (poderes de super usuário)

68 Gerenciador do Servidor (Metasys Corporate) Principais Funcionalidades Perfis de Usuários Ests Seção do Gerenciador é utilizada para criar/remover/alterar/atualizar um perfil de usuário para as máquinas clientes. Existem três modelos de perfis de usuários pré definidos (e não podem ser modificados): advanced, basic e medium.

69 Gerenciador do Servidor (Metasys Corporate) Principais Funcionalidades Configurações de Desktop Pode se optar em exibir os dispositivos do servidor, (como o cdrom), nos Desktops dos usuários. Se assim for definido, os dispositivos do servidor aparecerão no ícone "Meu Computador" do Desktop com o nome "em servidor" depois da letra correspondente. Para realizar a configuração desta opção basta acessar o link Configuração de Desktop do Gerenciador do Servidor.

70 Gerenciador do Servidor (Metasys Corporate) Principais Funcionalidades Envio de Mensagens Através dessa seção pode se enviar mensagens às maquinas clientes. Basta clicar no link Envio de Mensagens do Gerenciador do Servidor. Para enviar a mensagem basta marcar a caixa de verificação na linha dos clientes para os quais se deseja enviar a mensagem, escrever a mensagem no campo Mensagem e clicar em <Enviar>.

71 Gerenciador do Servidor (Metasys Corporate) Principais Funcionalidades Usuários e Grupos :: Tempo de Sessão O Metasys Corporate permite que se limite o tempo máximo em que um usuário poderá permanecer conectado. Passado esse tempo, o usuário é desconectado. Para acessar a tela que permite gerenciar o tempo de sessão do usuário, basta clicar no link Gerência de tempo de sessão do Gerenciador do Servidor

72 Gerenciador do Servidor (Metasys Corporate) Principais Funcionalidades Usuários e Grupos :: Criação/Alteração Para acessar a tela que permite gerenciar Contas de Usuários, basta clicar no link Contas de Usuários do Gerenciador do Servidor (Menu Usuários & Grupos)

73 Gerenciador do Servidor (Metasys Corporate) Principais Funcionalidades Usuários e Grupos :: Criação/Alteração Para acessar a tela que permite gerenciar Contas de Usuários, basta clicar no link Contas de Usuários do Gerenciador do Servidor (Menu Usuários & Grupos)

74 Usuários e Grupos Criação/Alteração O campo Documento do Responsável, deverá ser marcado apenas se a conta a ser criada for referente a um usuário menor de idade. Caso isso ocorra, o campo Número do Documento deverá ser preenchido com os dados do responsável pelo usuário em questão. Porém, este responsável deverá ter sido cadastrado anteriormente no sistema. O perfil deve ser mantido como advanced).

75 Gerenciador do Servidor (Metasys Corporate) Principais Funcionalidades Usuários e Grupos :: Criação/Alteração Observar ao final do preenchimento se a criação realmente ocorreu (campos preenchidos incorretamente podem implicar em não criação do usuário). A mensagem de Usuário criado com sucesso surgirá se tudo estiver correto.

76 Gerenciador do Servidor (Metasys Corporate) Principais Funcionalidades Usuários e Grupos :: Demais Procedimentos Administrativos Para os procedimentos de: Desabilitar Contas de Usuários Mudar Senhas de Usuários Renomear Contas de Usuários Modificar Contas de Usuários Criar, remover ou alterar Grupos de Usuários Estabelecer cotas (de disco) para usuários Ler e exercitar os procedimentos das páginas 149 a 156 do Manual de Instalação e Configuração do Metasys Corporate

77 Gerenciador do Servidor (Metasys Corporate) Principais Funcionalidades Atividades Práticas Conectar no Desktop Metasys Acessar web (configurar conexão via proxy) Criar usuários para todos os participantes Desbloquear usuários criados Alterar senha de sistema (admin) Estabelecer tempo de expiração de sessão Verificar logs do proxy Alterar data/hora do sistema Inserir regras de filtragem de endereços Inserir regras de filtragem de conteúdos Web

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações Ministério das Comunicações MANUAL DE BOAS PRÁTICAS TELECENTROS COMUNITÁRIOS PROJETO MINICOM ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 3 1. Objetivo Deste Manual... 3 2. Telecentro Comunitário... 3 1.1. O que é?... 3 1.2.

Leia mais

International Syst S/A

International Syst S/A As informações contidas neste documento pertencem à International Syst S/A. Qualquer questão referente à utilização deste documento ou informações contidas no mesmo deverão ser dirigidas à International

Leia mais

Manual de Instalação de Telecentros Comunitários. Ministério das Comunicações

Manual de Instalação de Telecentros Comunitários. Ministério das Comunicações Manual de Instalação de Telecentros Comunitários Ministério das Comunicações As informações contidas no presente documento foram elaboradas pela International Syst. Qualquer dúvida a respeito de seu uso

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

International Syst S/A

International Syst S/A As informações contidas neste documento pertencem à International Syst S/A. Qualquer questão referente à utilização deste documento ou informações contidas no mesmo deverão ser dirigidas à International

Leia mais

Instrutor(a): Nilcéa Lima

Instrutor(a): Nilcéa Lima Instrutor(a): Nilcéa Lima João Pessoa, abril de 2008 HORÁRIO TURMA TARDE: 14h00 18h00 1ª SEMANA: SEGUNDA TERÇA QUINTA 2ª SEMANA: SEGUNDA - QUINTA HORÁRIO TURMA NOITE: 18h00 22h00 1ª SEMANA: SEGUNDA TERÇA

Leia mais

OURO MODERNO www.ouromoderno.com.br SISTEMA OPERACIONAL APOSTILA DE EXEMPLO. (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo)

OURO MODERNO www.ouromoderno.com.br SISTEMA OPERACIONAL APOSTILA DE EXEMPLO. (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) SISTEMA OPERACIONAL APOSTILA DE EXEMPLO (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) 1 ÍNDICE Aula 1 Conhecendo o Linux... 3 Apresentação... 3 Tela de Logon... 4 Área de trabalho... 5 Explorando o Menu

Leia mais

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 Pela grande necessidade de controlar a internet de diversos clientes, a NSC Soluções em Informática desenvolveu um novo produto capaz de gerenciar todos os recursos

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Aula 2 Introdução ao Software Livre

Aula 2 Introdução ao Software Livre Aula 2 Introdução ao Software Livre Aprender a manipular o Painel de Controle no Linux e mostrar alguns softwares aplicativos. Ligando e desligando o computador através do sistema operacional Não é aconselhável

Leia mais

Manual do Monitor Telecentro. Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL

Manual do Monitor Telecentro. Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL Manual do Monitor Telecentro Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL Sumário 0.1 Como acessar a interface de Gerenciamento?........................ 2 0.2 Ativação............................................

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

Manual de Instalação Linux Comunicações - Servidor. Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL

Manual de Instalação Linux Comunicações - Servidor. Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL Manual de Instalação Linux Comunicações - Servidor Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL Sumário 1 Instalando o Linux Comunicações para Telecentros (servidor) 2 1.1 Experimentar o Linux

Leia mais

Introdução ao. Linux do MEC

Introdução ao. Linux do MEC Introdução ao Linux do MEC Abril/2006 ÍNDICE Software Livre 3 Linux do MEC 4 Inicializando e finalizando o sistema 5 Área de trabalho 6 Operações com arquivos 7 Administração do ambiente 9 Navegador Internet

Leia mais

International Syst S/A

International Syst S/A As informações contidas neste documento pertencem à International Syst S/A. Qualquer questão referente à utilização deste documento ou informações contidas no mesmo deverão ser dirigidas à International

Leia mais

Instalando e usando o Document Distributor 1

Instalando e usando o Document Distributor 1 Instalando e usando o 1 O é composto por pacotes de software do servidor e do cliente. O pacote do servidor deve ser instalado em um computador Windows NT, Windows 2000 ou Windows XP. O pacote cliente

Leia mais

ÍNDICE BLUELAB A UTILIZAÇÃO DO BLUELAB PELO PROFESSOR RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06

ÍNDICE BLUELAB A UTILIZAÇÃO DO BLUELAB PELO PROFESSOR RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06 ÍNDICE BLUELAB RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06 ELEMENTOS DA TELA INICIAL DO BLUELAB PROFESSOR guia Meu Espaço de Trabalho...07 A INTERFACE DO BLUELAB...07 INICIANDO

Leia mais

1 ACESSO AO PORTAL UNIVERSITÁRIO 3 3 PLANO DE ENSINO 6 4 AULAS 7 5 AVALIAÇÃO E EXERCÍCIO 9 6 ENQUETES 12 7 QUADRO DE AVISOS 14

1 ACESSO AO PORTAL UNIVERSITÁRIO 3 3 PLANO DE ENSINO 6 4 AULAS 7 5 AVALIAÇÃO E EXERCÍCIO 9 6 ENQUETES 12 7 QUADRO DE AVISOS 14 portal@up.com.br Apresentação Este manual contém informações básicas, e tem como objetivo mostrar a você, aluno, como utilizar as ferramentas do Portal Universitário e, portanto, não trata de todos os

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Iniciando o Windows XP...2 Desligar o computador...3 Área de trabalho...3

Leia mais

INICIANDO A INSTALAÇÃO

INICIANDO A INSTALAÇÃO INICIANDO A INSTALAÇÃO Abra o leitor de CD do computador que será dedicado ao ÚnicoNET. Coloque o CD que acabamos de gravar com o NERO EXPRESS e reinicie o HARDWARE (CTRL+ALT+DEL), caso não consiga reiniciar

Leia mais

APOSTILA LINUX EDUCACIONAL

APOSTILA LINUX EDUCACIONAL MUNICÍPIO DE NOVO HAMBURGO DIRETORIA DE INCLUSÃO DIGITAL DIRETORIA DE GOVERNO ELETRÔNICO APOSTILA LINUX EDUCACIONAL (Conteúdo fornecido pelo Ministério da Educação e pela Pró-Reitoria de Extensão da UNEB)

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Instalação e utilização do Document Distributor

Instalação e utilização do Document Distributor Para ver ou fazer o download desta ou de outras publicações do Lexmark Document Solutions, clique aqui. Instalação e utilização do Document Distributor O Lexmark Document Distributor é composto por pacotes

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 NOVA ANDRADINA MS MARÇO DE 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 Plano de ação a ser desenvolvido no ano letivo de 2015, pelo

Leia mais

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação Guia de Instalação 29 de setembro de 2010 1 Sumário Introdução... 3 Os Módulos do Andarta... 4 Instalação por módulo... 6 Módulo Andarta Server... 6 Módulo Reporter... 8 Módulo Agent... 9 Instalação individual...

Leia mais

CIH01. Comunicação de Internação Hospitar. Manual de Instalação e Administração. Versão do produto: 4.0.1.1. Edição do documento: 1.

CIH01. Comunicação de Internação Hospitar. Manual de Instalação e Administração. Versão do produto: 4.0.1.1. Edição do documento: 1. CIH01 Comunicação de Internação Hospitar Manual de Instalação e Administração Versão do produto: 4.0.1.1 Edição do documento: 1.0 Agosto de 2008 MS - SE - DATASUS CIH01 Comunicação de Internação Hospitar

Leia mais

2007 Manual do KDE 3.5

2007 Manual do KDE 3.5 2007 Manual do KDE 3.5 Rafael Nink de Carvalho www.rafaelnink.com Julho/2007 Sumário Linux... 03 Introdução ao KDE... 03 Conhecendo a Área de Trabalho... 03 Barra de menu... 04 Ícones... 05 Explorando

Leia mais

Manual para novos servidores da UTFPR-FB

Manual para novos servidores da UTFPR-FB Manual para novos servidores da UTFPR-FB Esse manual tem a finalidade de orientar novos servidores da UTFPR-FB no que se refere a utilização dos recursos de TI. Sejam bem vindos! CÂMPUS FRANCISCO BELTRÃO

Leia mais

Diveo Exchange OWA 2007

Diveo Exchange OWA 2007 Diveo Exchange OWA 2007 Manual do Usuário v.1.0 Autor: Cícero Renato G. Souza Revisão: Antonio Carlos de Jesus Sistemas & IT Introdução... 4 Introdução ao Outlook Web Access 2007... 4 Quais são as funcionalidades

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM Manual DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DIRGTI 2015 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acessando o serviço...

Leia mais

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário versão do manual: 1 1 Apresentação A evolução da tecnologia vem provocando uma revolução no ensino. O acesso à Internet e a disseminação do uso do computador vêm mudando a forma de produzir, armazenar

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

International Syst S/A

International Syst S/A As informações contidas neste documento pertencem à International Syst S/A. Qualquer questão referente à utilização deste documento ou informações contidas no mesmo deverá ser dirigidas à International

Leia mais

Manual de Instalação Corporate

Manual de Instalação Corporate Manual de Instalação Corporate Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Imobiliária21

Leia mais

Roteiro para Configuração de Acesso Internet GESAC

Roteiro para Configuração de Acesso Internet GESAC Roteiro para Configuração de Acesso Internet GESAC 1 de 15 TÓPICOS 1. A quem se Destina... 3 2. Configurando a Internet no Servidor... 3 3. Cadastrando os dados do Telecentro... 122 4. Testando o acesso

Leia mais

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7) SafeNet Authentication Client 8.2 SP1 (Para MAC OS 10.7) 2/28 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Tokens Homologados... 4 5 Instruções de Instalação...

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO FNDE 23/2012

MANUAL DE INSTALAÇÃO FNDE 23/2012 MANUAL DE INSTALAÇÃO FNDE 23/2012 Índice 1 INSTALAÇÃO PROINFO 23... 4 1.1 Material necessário para instalação ou manutenção... 4 1.2 Componentes... 4 1.3 Kit de Segurança... 5 2 Composições... 5 2.1 Servidor...

Leia mais

Manual de Instalação. SafeSign Standard 3.0.77. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeSign Standard 3.0.77. (Para MAC OS 10.7) SafeSign Standard 3.0.77 (Para MAC OS 10.7) 2/23 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Hardware Homologado... 4 5 Instruções de Instalação... 5

Leia mais

Personata Recorder. Manual de Instalação e Configuração

Personata Recorder. Manual de Instalação e Configuração Personata Recorder Manual de Instalação e Configuração Julho / 2013 1 Índice 1- Pré-requisitos......3 2 Verificação do Hardware......3 3 Instalação......5 4 Configuração Inicial......8 4.1 Localização......8

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES FAQ PERGUNTAS FREQUENTES 1 SUMÁRIO SUMÁRIO...2 1.Quais são as características do Programa?...4 2.Quais são os pré-requisitos para instalação do Sigep Web?...4 3.Como obter o aplicativo para instalação?...4

Leia mais

Manual do Usuário Cyber Square

Manual do Usuário Cyber Square Manual do Usuário Cyber Square Criado dia 27 de março de 2015 as 12:14 Página 1 de 48 Bem-vindo ao Cyber Square Parabéns! Você está utilizando o Cyber Square, o mais avançado sistema para gerenciamento

Leia mais

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250 LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250 Recomendações Iniciais SOFTWARE HCS 2005 - VERSÃO 4.2 (Compatível com Guarita Vr4.03 e Vr4.04) Para

Leia mais

Seu manual do usuário XEROX 6279 http://pt.yourpdfguides.com/dref/5579951

Seu manual do usuário XEROX 6279 http://pt.yourpdfguides.com/dref/5579951 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para XEROX 6279. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a XEROX 6279 no manual

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 NOVA ANDRADINA MS MARÇO DE 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 Plano de ação a ser desenvolvido no ano letivo de 2015, pelo

Leia mais

1ª aula LOGANDO NO SISTEMA / TROCANDO A SENHA

1ª aula LOGANDO NO SISTEMA / TROCANDO A SENHA 1ª aula LOGANDO NO SISTEMA / TROCANDO A SENHA 1º Passo: Verificar se todos os usuários (professores, alunos, funcionários ou visitantes) já possuem a senha gerada pelo sistema e que foi entregue a cada

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Procedimentos para Instalação do Sisloc

Procedimentos para Instalação do Sisloc Procedimentos para Instalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Instalação do Sisloc... 3 Passo a passo... 3 3. Instalação da base de dados Sisloc... 16 Passo a passo... 16 4. Instalação

Leia mais

International Syst S/A

International Syst S/A As informações contidas neste documento pertencem à International Syst S/A. Qualquer questão referente à utilização deste documento ou informações contidas no mesmo deverão ser dirigidas à International

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Certificado Digital A1 Geração Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. - 2012 Página 1 de 41 Pré-requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo

Leia mais

International Syst S/A

International Syst S/A As informações contidas neste documento pertencem à International Syst S/A. Qualquer questão referente à utilização deste documento ou informações contidas no mesmo deverão ser dirigidas à International

Leia mais

TUTORIAL INSTALAÇÃO DA ROTINA 2075 NO LINUX

TUTORIAL INSTALAÇÃO DA ROTINA 2075 NO LINUX Apresentação O departamento de varejo da PC Sistemas inovou seu produto de frente de caixa, permitindo seu funcionamento no sistema operacional do Linux com a distribuição Ubuntu. O cliente poderá usar

Leia mais

Manual de instalação Priority HIPATH 1100 versão 7.0

Manual de instalação Priority HIPATH 1100 versão 7.0 Manual de instalação Priority HIPATH 1100 versão 7.0 2014 Innova Soluções Tecnológicas Este documento contém 28 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Novembro de 2014. Impresso

Leia mais

Linux. Interface Gráfica

Linux. Interface Gráfica Linux Interface Gráfica Interface Gráfica fgdfgdf Desktop 1. Ubuntu Desktop: A tela inicial do sistema. 2. Lançador: Agrega os principais programas aplicativos do sistema ou de escolha do usuário, além

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Group Folha no servidor...6

Leia mais

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange Versão: 4.1 Service pack: 4B SWD-313211-0911044452-012 Conteúdo 1 Gerenciando contas de usuários... 7 Adicionar uma conta de usuário... 7 Adicionar

Leia mais

Manual de Navegação Básica. Siga Relacionamento Sou Abrasel - Site

Manual de Navegação Básica. Siga Relacionamento Sou Abrasel - Site Manual de Navegação Básica Siga Relacionamento Sou Abrasel - Site 1 Conteúdo Iniciando a implantação:... 3 para o treinamento no encontro de executivos... 3 Siga Relacionamento... 4 O que é Unidade de

Leia mais

Manual do aplicativo Conexão ao telefone

Manual do aplicativo Conexão ao telefone Manual do aplicativo Conexão ao telefone Copyright 2003 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. O logotipo da Palm e HotSync são marcas registradas da Palm, Inc. O logotipo da HotSync e Palm são marcas

Leia mais

O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft.

O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft. WINDOWS O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft. Área de Trabalho Ligada a máquina e concluída a etapa de inicialização, aparecerá uma tela, cujo plano de fundo

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO CONTROLE DE ACESSO. Versão do Guia: 1.1

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO CONTROLE DE ACESSO. Versão do Guia: 1.1 SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO CONTROLE DE ACESSO Versão do Guia: 1.1 Brasília, DF Fevereiro de 2011 2011 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Leia mais

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO 2 ÍNDICE 1. PRÉ REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB 04 2. PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA 04 3. INSTALANDO O SIGEP WEB 07 4. CONFIGURAÇÕES DO SISTEMA 09 COMPARTILHANDO O BANCO

Leia mais

Manual Captura S_Line

Manual Captura S_Line Sumário 1. Introdução... 2 2. Configuração Inicial... 2 2.1. Requisitos... 2 2.2. Downloads... 2 2.3. Instalação/Abrir... 3 3. Sistema... 4 3.1. Abrir Usuário... 4 3.2. Nova Senha... 4 3.3. Propriedades

Leia mais

U3 Sistemas Análise e Desenvolvimento de Softwares ===== Manual de Instalação ===== Manual. Instalação do Sistema

U3 Sistemas Análise e Desenvolvimento de Softwares ===== Manual de Instalação ===== Manual. Instalação do Sistema 1 Manual Instalação do Sistema 01 Começando: U3 Sistemas Análise e Desenvolvimento de Softwares 2 - O sistema trabalha com o Windows XP, 7 e 8. Se possível, dê sempre preferência ao sistema operacional

Leia mais

Principais Característic

Principais Característic Principais Característic Características as Software para agendamento e controle de consultas e cadastros de pacientes. Oferece ainda, geração de etiquetas, modelos de correspondência e de cartões. Quando

Leia mais

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4.

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. 1 Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. Interface do sistema... 4 1.4.1. Janela Principal... 4 1.5.

Leia mais

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 ArpPrintServer Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO SISTEMA... 3 REQUISITOS DE SISTEMA... 4 INSTALAÇÃO

Leia mais

Expresso Livre Correio Eletrônico

Expresso Livre Correio Eletrônico Expresso Livre Correio Eletrônico 1. EXPRESSO LIVRE Para fazer uso desta ferramenta de correio eletrônico acesse seu Navegador de Internet e digite o endereço eletrônico expresso.am.gov.br. Figura 1 A

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL E INSTALAÇÃO DO TOKEN

PROCEDIMENTOS PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL E INSTALAÇÃO DO TOKEN PROCEDIMENTOS PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL E INSTALAÇÃO DO TOKEN Página 1 de 46 1. Emissão dos Certificados... 3 2. Documentos Necessários para Emissão dos Certificados... 3 3. Responsabilidades...

Leia mais

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik Sense Desktop Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik, QlikTech,

Leia mais

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral Índice 03 Capítulo 1: Visão Geral 04 Capítulo 2: Conta de Usuário 04 Criação 08 Edição 09 Grupo de Usuários 10 Informações da Conta 12 Capítulo 3: Download do Backup Online Embratel 16 Capítulo 4: Cópia

Leia mais

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares SENAI São Lourenço do Oeste Introdução à Informática Adinan Southier Soares Informações Gerais Objetivos: Introduzir os conceitos básicos da Informática e instruir os alunos com ferramentas computacionais

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento... 3 2. Suporte técnico... 3 3. Requisitos de hardware... 4 3.1. Estação... 4 3.2. Servidor... 4 4. Instalação... 5 4.1. Instalação no servidor... 5

Leia mais

Software de monitoramento Módulo CONDOR CFTV V1 R1

Software de monitoramento Módulo CONDOR CFTV V1 R1 Software de monitoramento Módulo CONDOR CFTV V1 R1 Versão 30/06/2014 FOR Segurança Eletrônica Rua dos Lírios, 75 - Chácara Primavera Campinas, SP (19) 3256-0768 1 de 12 Conteúdo A cópia total ou parcial

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Informática. Aula 03 Sistema Operacional Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos

Informática. Aula 03 Sistema Operacional Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos Prof. Diego Pereira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos Informática Aula 03 Sistema Operacional Linux Objetivos Entender

Leia mais

TUTORIAL DE IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE PONTO CORPORATIVO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA

TUTORIAL DE IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE PONTO CORPORATIVO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA TUTORIAL DE IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE PONTO CORPORATIVO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA Fortaleza - CE 1 1 HISTÓRICO DE MUDANÇAS Data de criação Descrição Responsável Revisão Aprovado Versão 13/10/2015

Leia mais

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet.

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. Prezado Cliente, A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. No Padrão 9 você encontrará novas funcionalidades, além de alterações

Leia mais

Atualizaça o do Maker

Atualizaça o do Maker Atualizaça o do Maker Prezados Clientes, Nós da Playlist Software Solutions empresa líder de mercado no desenvolvimento de software para automação de rádios - primamos pela qualidade de nossos produtos,

Leia mais

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR 1 Índice: 01- Acesso ao WEBMAIL 02- Enviar uma mensagem 03- Anexar um arquivo em uma mensagem 04- Ler/Abrir uma mensagem 05- Responder uma mensagem

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.1 ExpressoMG 14/10/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

1. Introdução. 2. Conteúdo da embalagem

1. Introdução. 2. Conteúdo da embalagem 1 1. Introdução / 2. Conteúdo da embalagem 1. Introdução O Repetidor WiFi Multilaser é a combinação entre uma conexão com e sem fio. Foi projetado especificamente para pequenas empresas, escritórios e

Leia mais

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível Versão 1.0 Janeiro de 2011 Xerox Phaser 3635MFP 2011 Xerox Corporation. XEROX e XEROX e Design são marcas da Xerox Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros países. São feitas alterações periodicamente

Leia mais

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI SERVICE DESK MANAGER SDM Manual do Sistema - DPOI Conteúdo SERVICE DESK MANAGER SDM... 1 Manual do Sistema - DPOI... 1 INTRODUÇÃO... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 OPÇÕES DO SISTEMA... 6 SISTEMA... 7 Pesquisar

Leia mais

V O C Ê N O C O N T R O L E.

V O C Ê N O C O N T R O L E. VOCÊ NO CONTROLE. VOCÊ NO CONTROLE. O que é o Frota Fácil? A Iveco sempre coloca o desejo de seus clientes à frente quando oferece ao mercado novas soluções em transportes. Pensando nisso, foi desenvolvido

Leia mais

SIAP - Sistema de Apoio ao Professor

SIAP - Sistema de Apoio ao Professor Introdução O SIAP, Sistema de Apoio ao Professor, é um programa que vai contribuir, de forma decisiva, com o cotidiano escolar de alunos, professores, gestores e funcionários administrativos. Com a implantação

Leia mais

Versão 2014 5.0.0.10

Versão 2014 5.0.0.10 Versão 2014 5.0.0.10 SUMÁRIO 1. Visão Geral 1.1 Requerimentos do sistema 1.2 Instalação e Configuração do Wave Server Enterprise 1.3 Validando a versão Trial 1.4 Adicionando Usuários no Wave Server 1.5

Leia mais

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Sumário Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Fazendo Login no Sistema Tela inicial do Portal WEB Criando um

Leia mais

Manual do Usuário. Cadastro e Manutenção de Pacientes Controle de Consultas Acompanhamento Gráfico Montagem de Plano Alimentar.

Manual do Usuário. Cadastro e Manutenção de Pacientes Controle de Consultas Acompanhamento Gráfico Montagem de Plano Alimentar. Cadastro e Manutenção de Pacientes Controle de Consultas Acompanhamento Gráfico Montagem de Plano Alimentar Manual do Usuário Página 1 de 45 PowerNet Guia do Usuário Página 2 de 45 PowerNet Tecnologia

Leia mais

Acesse a página inicial do NET Antivírus + Backup : www.netcombo.com.br/antivirus. Teremos 3 opções.

Acesse a página inicial do NET Antivírus + Backup : www.netcombo.com.br/antivirus. Teremos 3 opções. Acesse a página inicial do NET Antivírus + Backup : www.netcombo.com.br/antivirus. Teremos 3 opções. Esse box destina-se ao cliente que já efetuou o seu primeiro acesso e cadastrou um login e senha. Após

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Índice INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS WINDOWS...2 INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS LINUX...3 TESTANDO A CONEXÃO DA REDE LOCAL...

Índice INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS WINDOWS...2 INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS LINUX...3 TESTANDO A CONEXÃO DA REDE LOCAL... Índice INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS WINDOWS...2 INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS LINUX...3 TESTANDO A CONEXÃO DA REDE LOCAL...4 Configurações iniciais...5 Arquivo sudoers no Sistema Operacional

Leia mais

PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA

PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA EE Odilon Leite Ferraz PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA AULA 1 APRESENTAÇÃO E INICIAÇÃO COM WINDOWS VISTA APRESENTAÇÃO E INICIAÇÃO COM WINDOWS VISTA Apresentação dos Estagiários Apresentação do Programa Acessa

Leia mais

14º LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA PROVENIENTE DE EMPREENDIMENTOS DE GERAÇÃO EXISTENTES

14º LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA PROVENIENTE DE EMPREENDIMENTOS DE GERAÇÃO EXISTENTES EDITAL nº 10/2014 - ANEEL 14º LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA PROVENIENTE DE EMPREENDIMENTOS DE GERAÇÃO EXISTENTES Os Valores numéricos, bem como datas e horários apresentados são apenas fictícios,

Leia mais

administração Guia de BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1

administração Guia de BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Guia de administração Publicado: 16/01/2014 SWD-20140116140606218 Conteúdo 1 Primeiros passos... 6 Disponibilidade de recursos administrativos... 6 Disponibilidade

Leia mais

Acesso Remoto Intelbras Internet Explorer

Acesso Remoto Intelbras Internet Explorer Acesso Remoto Intelbras Internet Explorer 1. Abra o navegador de Internet e insira o endereço do DVR na linha Endereço. Por exemplo, se o IP do seu DVR for 10.10.10.1 e a porta HTTP for 8080, digite http://10.10.10.1:8080

Leia mais