Caso Compal. Docente: Professor Doutor Fernando Gaspar Disciplina: Distribuição

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Caso Compal. Docente: Professor Doutor Fernando Gaspar Disciplina: Distribuição"

Transcrição

1 Fonte: Google imagens Caso Compal Docente: Professor Doutor Fernando Gaspar Disciplina: Distribuição Discentes: Ivo Vieira nº Nuno Carreira nº João Franco nº Edgar Carvalho nº de Maio de 2010

2 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 APRESENTAÇÃO DA INSTITUIÇÃO... 3 LOCALIZAÇÃO... 3 VISÃO... 4 POSICIONAMENTO... 4 MERCADO ALVO... 4 FACTORES CRÍTICOS DE SUCESSO... 4 ANÁISE SWOT... 4 CONCORRÊNCIA... 5 MARKETING MIX... 6 PROBLEMAS... 7 RESOLUÇÃO DOS PROBLEMAS... 8 BIBLIOGRAFIA / WEBGRABIA

3 INTRODUÇÃO Este trabalho foi realizado através de uma análise efectuada ao caso Compal. Esta análise foi realizada com base em dados fornecidos no inicio de 1993, pretendendo apresentar medidas claras e objectivas, quer ao nível da embalagem, quer ao nível dos canais de distribuição, de forma a determinar formas de compatibilização entre o canal que prefere embalagem Tetra Brick e a imagem da Compal, associada à lata. APRESENTAÇÃO DA INSTITUIÇÃO A Compal, designação para Companhia de Conservas Alimentares, SA é uma empresa portuguesa do ramo alimentar, criada em 1952, que se localiza em Almeirim. Inicialmente começou por produzir um tipo de sumo de fruta, denominado por grapinha. A Compal conseguiu ultrapassar todas as dificuldades, devido à sua aposta constante na inovação, no prestígio e na sua imagem aliada à qualidade, garantindo assim taxas de crescimento médias anuais superiores a 20%. LOCALIZAÇÃO Imagem 1 Localização Compal Almeirim Estrada Nacional Almeirim Fonte imagem: Google 3

4 VISÃO Apostar no desenvolvimento sustentável, procurando a diferenciação e a excelência a todos os níveis. POSICIONAMENTO concorrência. Imagem de qualidade, prestigio e inovação, com uma grande diferenciação da MERCADO ALVO Donas de casa que maioritariamente realizam a compra e jovens, que são os grandes consumidores. FACTORES CRÍTICOS DE SUCESSO Presente em mais de 30 países Líder de mercado em vários segmentos Imagem de qualidade e satisfação Grande cobertura dos mercados nacionais e internacionais ANÁISE SWOT Pontos Fortes Imagem de qualidade, prestigio, inovação e variedade Líder de mercado em alguns segmentos Excelente relação qualidade/preço Notoriedade da marca Crescente modernização Conhecimento profundo do mercado Pontos Fracos Imagem bastante tradicional Pouca presença no mercado de refrigerantes sem gás Promoção dos sumos 100% 4

5 Oportunidades Taxa de crescimento bastante elevada Empresas de máquinas Vending Embalagem Tetra Brick Hábitos de compra e de consumo alterados com as grandes superfícies Aposta nos refrigerantes sem gás e nos sumos 100% Ameaças Forte concorrência. Produtos substitutos. Sector propício a novas entradas CLIENTES Grandes clientes (Grandes superfícies, Cash and Carry e Supermercados) Pequenos Retalhistas (Mercearias, Cafés e Restaurantes) CONCORRÊNCIA Nestlé Ceres Linea No mercado dos néctares, a COMPAL detém uma quota de mercado na ordem dos 78,6%, seguida da Nestlé com 9,9%. No mercado dos sumos 100%, a Nestlé ganhou vantagem com grandes campanhas de publicidade detendo 33,9% do mercado, a COMPAL, apesar de ter sido pioneira tem uma quota de apenas 19,4%, é de referir ainda que a marca Ceres detém uma QM de 33,7%. Nos mercados de Refrigerantes, onde a COMPAL tem um investimento modesto, a Nestlé é líder. 5

6 MARKETING MIX Distribuição Tem 4 centros de distribuição (Almeirim, Porto, Lisboa e Portimão) que abastecem 2 grandes grupos: os grandes clientes (grandes superfícies: Cash and Carry e Supermercados) e pequenos retalhistas (mercearias, cafés, restaurantes). Assenta numa estratégia PULL, mas com presença intensiva, contínua e activa no maior número de pontos de venda, com a finalidade de alcançar o maior número de clientes. Produto Variedade de produtos: sumos (Néctares 55,1%, 100% 3,3%, Refrigerantes sem gás (6,6%), Vegetais, Tomate e Outros (35%). Cada vez mais importante no MIX do produto, a embalagem sendo considerado o elo de ligação entre o fabricante e o consumidor, o último passo do processo de compra. Sendo que as suas funções deixaram de ser apenas conter, transportar e proteger o produto, abrangendo agora também uma vertente mais ligada ao Marketing, contendo funções técnicas, de marketing, económicas e ambientais. As embalagens mais relevantes são a Lata e a embalagem Tetra. Preço Idêntico ao praticado no sector. Comunicação Como a marca C O M P A L t e m uma gran d e n o t o r i e d a d e, n ã o são efectuadas campanhas institucionais, mas sim acções focalizadas em cada produto, sendo focalizada em 2 públicos igualmente importantes: as donas de casa, que realizam as compras e os jovens, que são os grandes consumidores. 6

7 PROBLEMAS Um dos principais problemas da COMPAL, inclina-se sobre o facto de a marca não se conseguir libertar da imagem da latinha, trazendo vários inconvenientes como: As embalagens Tetra Brick serem cada vez mais procuradas, tanto por parte do consumidor como por parte do retalhista Take home sendo nestes que a diferença é muito grande (30% para tetra brick 200ml contra os 3% das latas). É cada vez menos procurada (lata) por parte do mercado (retalhistas) de grande capacidade de escoamento dos produtos COMPAL e com grande potencial de crescimento, pois as embalagens Tetra Brick são mais fáceis de transportar e armazenar (sendo num camião cheio de embalagens tetra, 95% são produto e apenas 5% são embalagem, enquanto que com as latas não se consegue ir alem dos 55% de produto num transporte idêntico) e são mais ecológicas. Por outro lado, a COMPAL não se encontra, dentro do mercado de sumos de fruta, na categoria de sumos sem gás, sendo este um dos segmentos em que a marca não está a investir e por sinal é o segmento que apresenta taxas de crescimento maiores e é o que tem melhores valores em termos totais, 58% e 77% do total do mercado nos principais canais de distribuição, sendo que a COMPAL neste segmento apresenta valores muito fracos perante estes valores. 7

8 RESOLUÇÃO DOS PROBLEMAS Para conseguir resolver alguns dos problemas que a marca possui, tem de se tomar as seguintes acções: Tem de se entrar de forma arrebatadora no mercado dos sumos sem gás, pois é um mercado como vimos que tem os melhores valores de crescimento e no qual a empresa não se encontra. o Para cumprir esse objectivo temos de ver o que os consumidores desse segmento querem, e vemos que temos de disponibilizar neste segmento tanto o formato de lata (30%), como as embalagens tetra brick 200ml (30%) sendo a principal razão de compra desta embalagem o facto de serem práticas e permitir uma maior poupança. Para que o consumidor largue a lata, temos de promover campanhas publicitárias que foquem estes dois elementos fundamentais das embalagens tetra brick. o Na restauração, temos que manter a nossa aposta cada vez mais nas latas, pois o consumidor não procura as embalagens tetra brick, pelo que se deve desinvestir nestas embalagens e procurar um maior foco nas latas. o Com os retalhistas Take home devemos apostar, por um lado na criação de um pack de quatro latas 200ml e no investimento nas embalagens de tetra 200ml e 1 litro, visto que quem compra este tipo de produtos nestas superfícies são as mulheres quando vão fazer as compras para uso doméstico, sendo assim, estas embalagens mais fáceis de armazenar. Por outro lado, tem de se iniciar as vendas nas máquinas de vending com latas, em diversos locais como nas escolas, hospitais, locais públicos entre outros. 8

9 BIBLIOGRAFIA / WEBGRABIA LENDREVIE, Jacques, Mercator XXI: Teoria e Prática do Marketing, 11ª edição. Lisboa: Publicações Dom Quixote, KOTLER, Philip, ARMSTRONG, Gary, Principles of Marketing, Fifth European Edition. New Jersey: Prentice Hall,

Caso Armazéns Global

Caso Armazéns Global Fonte: Google imagens Caso Armazéns Global Docente: Professor Doutor Fernando Gaspar Disciplina: Distribuição Discentes: Ivo Vieira nº 080127020 Nuno Carreira nº 080127009 João Franco nº 080127034 Edgar

Leia mais

MARKETING. Docente Responsável Prof. AssociadoA. Emílio Távora Vilar. Programa Curricular. Ano Lectivo 2013-20. Licenciatura. 1º Semestre.

MARKETING. Docente Responsável Prof. AssociadoA. Emílio Távora Vilar. Programa Curricular. Ano Lectivo 2013-20. Licenciatura. 1º Semestre. Programa Curricular MARKETING Docente Responsável Prof. AssociadoA Emílio Távora Vilar Ano Lectivo 2013-20 2014 Ciclo de Estudos Licenciatura Período Lectivo 1º Semestre Horas semanais de aulas 3 horas

Leia mais

Strenghts: Vantagens internas da empresa ou produto(s) em relação aos seus principais concorrentes;

Strenghts: Vantagens internas da empresa ou produto(s) em relação aos seus principais concorrentes; Gerir - Guias práticos de suporte à gestão A análise SWOT A Análise SWOT é uma ferramenta de gestão muito utilizada pelas empresas para o diagnóstico estratégico. O termo SWOT é composto pelas iniciais

Leia mais

Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Gestão de Santarém. Plano de Marketing

Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Gestão de Santarém. Plano de Marketing Plano de Marketing Curso: Marketing e Publicidade Cadeira: Marketing II Docente: Dr. Fernando Gaspar Discente: Alexandra Marujo_9006 Ano lectivo: 2007/2008 1 Índice Introdução.pg 3 Macro ambiente..pg 3

Leia mais

Desenvolver uma estratégia de marketing

Desenvolver uma estratégia de marketing Gerir - Guias práticos de suporte à gestão Desenvolver uma estratégia de marketing O principal objectivo de uma Estratégia de Marketing é o desenvolvimento do negócio, tendo em linha de conta, a análise

Leia mais

Docente: Discente: Disciplina: Data: Ano Lectivo. Fernando Gaspar. Andreia Oliveira nº 7016. Marketing II. 20 de Maio de 2008

Docente: Discente: Disciplina: Data: Ano Lectivo. Fernando Gaspar. Andreia Oliveira nº 7016. Marketing II. 20 de Maio de 2008 Docente: Fernando Gaspar Discente: Andreia Oliveira nº 7016 Disciplina: Marketing II Data: 20 de Maio de 2008 Ano Lectivo 2007/2008 Índice 1. Diagnóstico... 3 1.1. Caracterização do Mercado / Análise da

Leia mais

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO 1 Sumário: Conceito e Objectivos Estrutura do PN o Apresentação da Empresa o Análise do Produto / Serviço o Análise de Mercado o Estratégia de Marketing o

Leia mais

Palavras-chave: Marketing internacional; marketing Mix; Distribuição; Forca de vendas

Palavras-chave: Marketing internacional; marketing Mix; Distribuição; Forca de vendas Marketing Mix Internacional Comunicação Empresarial Marketing Internacional José António Gonçalves Costa 7828 Resumo Neste artigo vou procurar definir o que é o Marketing internacional, Marketing Mix e

Leia mais

-Resumo- Marketing Internacional Professor Doutor Jorge Remondes. Joana Rita Rodrigues da Silva, Número 7989. Comunicação Empresarial, 2º ano

-Resumo- Marketing Internacional Professor Doutor Jorge Remondes. Joana Rita Rodrigues da Silva, Número 7989. Comunicação Empresarial, 2º ano Marketing Internacional Professor Doutor Jorge Remondes Joana Rita Rodrigues da Silva, Número 7989 Comunicação Empresarial, 2º ano -Resumo- As estratégias de marketing são uma aposta importante tanto para

Leia mais

Fazer um plano de marketing

Fazer um plano de marketing Gerir - Guias práticos de suporte à gestão Fazer um plano de marketing A coerência e articulação das diferentes políticas da empresa ou produto(s) é responsável em grande parte pelo seu sucesso ou insucesso.

Leia mais

TRABALHO FINAL EMPRESA:

TRABALHO FINAL EMPRESA: TRABALHO FINAL EMPRESA: CURSO: MARKETING E PUBLICIDADE P/L 2º SEMESTRE DISCIPLINA: Marketing II DOCENTE: Prof. Dr. Fernando Gaspar DISCENTE: Ana Inês Charrua de Oliveira Nº 9072 Introdução Dando seguimento

Leia mais

importância económica do sector

importância económica do sector importância económica do sector ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS O CONTEXTO DA INDÚSTRIA AGRO-ALIMENTAR E SUA IMPORTÂNCIA ESTRATÉGICA A industria de bebidas não alcoólicas

Leia mais

Universidade de Coimbra Faculdade de Ciências e Tecnologias Departamento de Engenharia Informática. Delta Cafés. Análise do Negócio

Universidade de Coimbra Faculdade de Ciências e Tecnologias Departamento de Engenharia Informática. Delta Cafés. Análise do Negócio Universidade de Coimbra Faculdade de Ciências e Tecnologias Departamento de Engenharia Informática Delta Cafés Análise do Negócio Análise de Negócio realizada para a Disciplina de Planeamento Estratégico

Leia mais

Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação

Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação Manual Como elaborar uma estratégia de comunicação Índice Introdução Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação. Passo 2 - Defina os alvos da comunicação Passo 3 - Estabeleça os objetivos da comunicação

Leia mais

PLANO DE MARKETING. Trabalho realizado por: Vera Valadeiro, nº20. TAG 4/2010 17 Valores

PLANO DE MARKETING. Trabalho realizado por: Vera Valadeiro, nº20. TAG 4/2010 17 Valores 0366 PLANO DE MARKETING Trabalho realizado por: Vera Valadeiro, nº20 TAG 4/2010 17 Valores Índice Introdução Diagnóstico Análise do Mercado Análise da Concorrência Análise da Empresa Análise SWOT Objectivos

Leia mais

4. ESTRATÉGIAS DE MARKETING INTERNACIONAL

4. ESTRATÉGIAS DE MARKETING INTERNACIONAL 4. ESTRATÉGIAS DE MARKETING INTERNACIONAL 4.1- TIPOS DE ESTRATÉGIA DE MARKETING 4.2- PLANEAMENTO ESTRATÉGICO PARA O MARKETING 4.3- ESTRUTURA CONCEPTUAL PARA ESTRATÉGIA DE MARKETING 4.4- MODELOS COMO INSTRUMENTOS

Leia mais

Caso Bertrand. Docente: Professor Doutor Fernando Gaspar Disciplina: Distribuição

Caso Bertrand. Docente: Professor Doutor Fernando Gaspar Disciplina: Distribuição Fonte: Google imagens Caso Bertrand Docente: Professor Doutor Fernando Gaspar Disciplina: Distribuição Discentes: Ivo Vieira nº 080127020 Nuno Carreira nº 080127009 João Franco nº 080127034 Edgar Carvalho

Leia mais

Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Gestão Licenciatura em Marketing e Publicidade Cadeira de Marketing II Ano Lectivo 2007-2008

Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Gestão Licenciatura em Marketing e Publicidade Cadeira de Marketing II Ano Lectivo 2007-2008 Licenciatura em Marketing e Publicidade Cadeira de Ano Lectivo 2007-2008 Plano de Marketing do Chocolate Nestlé Sem Adição de Açúcar Docente: 1º Ano / 2º Semestre Discente: Doutor Fernando Gaspar Ana Abreu,

Leia mais

Testes de Diagnóstico

Testes de Diagnóstico INOVAÇÃO E TECNOLOGIA NA FORMAÇÃO AGRÍCOLA agrinov.ajap.pt Coordenação Técnica: Associação dos Jovens Agricultores de Portugal Coordenação Científica: Miguel de Castro Neto Instituto Superior de Estatística

Leia mais

PROJECTO CRIAR EMPRESA

PROJECTO CRIAR EMPRESA PROJECTO CRIAR EMPRESA Análise SWOT Pedro Vaz Paulo 1. PROJECTO CRIAR EMPRESA 1. Projecto Definição 1. Âmbito do negócio 2. Inovação 3. Concorrência 4. Análise SWOT 5. ( ) 2. ANÁLISE SWOT Definição A Análise

Leia mais

Plano de marketing da Coca-Cola light em Portugal

Plano de marketing da Coca-Cola light em Portugal Plano de marketing da Coca-Cola light em Portugal Docente: Fernando Gaspar Discente: Rita Spencer nº 070119028 Marketing e Publicidade 1º ano Índice: Caracterização da Empresa. História da Coca-cola light

Leia mais

Lic. Marketing e Publicidade. Marketing 1º Ano/2º Semestre Pós laboral

Lic. Marketing e Publicidade. Marketing 1º Ano/2º Semestre Pós laboral Lic. Marketing e Publicidade Marketing 1º Ano/2º Semestre Pós laboral Trabalho realizado por: Maria Marques, 7005 Docente: Dr. Fernando Gaspar SANTARÉM Licenciatura em Marketing & Publicidade 1 de 10 2007/2008

Leia mais

Pedro Maranha Administrador da WRC Docente do ISCAC Coimbra Business School

Pedro Maranha Administrador da WRC Docente do ISCAC Coimbra Business School Pedro Maranha Administrador da WRC Docente do ISCAC Coimbra Business School CURIA TECNOPARQUE Se criar uma empresa fosse fácil, toda a gente se tornava empresário Pedro Maranha 3 Objectivo da Sessão Ajudar

Leia mais

Mónica Montenegro António Jorge Costa

Mónica Montenegro António Jorge Costa Mónica Montenegro António Jorge Costa INTRODUÇÃO... 4 REFERÊNCIAS... 5 1. ENQUADRAMENTO... 8 1.1 O sector do comércio em Portugal... 8 2. QUALIDADE, COMPETITIVIDADE E MELHORES PRÁTICAS NO COMÉRCIO... 15

Leia mais

Os principais objetivos da unidade curricular de Marketing assentam na aprendizagem de conhecimentos por parte do aluno de modo a:

Os principais objetivos da unidade curricular de Marketing assentam na aprendizagem de conhecimentos por parte do aluno de modo a: Curso Gestão Hoteleira Ano letivo 2012/2013 Unidade Curricular Marketing ECTS 4 Regime Obrigatório Ano 2º Semestre 1º Semestre Horas de trabalho globais Docente (s) Adriano Costa Total 124 Contacto 94

Leia mais

NEGÓCIOS INTERNACIONAIS

NEGÓCIOS INTERNACIONAIS NEGÓCIOS INTERNACIONAIS O docente: Prof. Doutor João Pedro Couto O discente: Hermenegildo Chilemo Raúl Pode haver oportunidades de comércio e ninguém capaz de fazê-lo. -PROVÉRBIO CHINÊS Objectivos do Capítulo

Leia mais

Prof. Jorge Romero Monteiro 1

Prof. Jorge Romero Monteiro 1 Marketing 1 CONCEITOS DE MARKETING 2 Conceitos de Marketing O MARKETING é tão importante que não pode ser considerado como uma função separada. É o próprio negócio do ponto de vista do seu resultado final,

Leia mais

Plano de Marketing Renova

Plano de Marketing Renova Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Gestão de Santarém Marketing e Publicidade 1ºano Diurno Marketing II Parte II Trabalho final Plano de Marketing Renova Docente: Fernando Gaspar Discentes:

Leia mais

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010 Técnicas de Secretariado Departamento Comercial e Marketing Módulo 23- Departamento Comercial e Marketing Trabalho realizado por: Tânia Leão Departamento

Leia mais

Case study. LX Sustentável BLOGUE SOBRE SUSTENTABILIDADE URBANA EMPRESA

Case study. LX Sustentável BLOGUE SOBRE SUSTENTABILIDADE URBANA EMPRESA Case study 2010 LX Sustentável BLOGUE SOBRE SUSTENTABILIDADE URBANA EMPRESA A Siemens está em Portugal há 105 anos, sendo líder nos seus sectores de Indústria, Energia e Saúde. Com cerca de 2 mil colaboradores,

Leia mais

Trabalho realizado por: Pedro Lamy nº 7010 20/05/08. Escola Superior de Gestão de Santarém. Curso: Marketing e Publicidade. Disciplina: Marketing II

Trabalho realizado por: Pedro Lamy nº 7010 20/05/08. Escola Superior de Gestão de Santarém. Curso: Marketing e Publicidade. Disciplina: Marketing II Escola Superior de Gestão de Santarém Curso: Marketing e Publicidade Disciplina: Marketing II Docente: Fernando Gaspar Trabalho realizado por: Pedro Lamy nº 7010 20/05/08 Índice Introdução.3 Análise do

Leia mais

PLANO DE MARKETING PLANO DE MARKETING PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UM RESTAURANTE MODERNO EM S. TOMÉ. ORIENTADOR: Prof. Dr. David Nelson Salbany Russell

PLANO DE MARKETING PLANO DE MARKETING PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UM RESTAURANTE MODERNO EM S. TOMÉ. ORIENTADOR: Prof. Dr. David Nelson Salbany Russell PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UM RESTAURANTE MODERNO EM S. TOMÉ ORIENTADOR: Prof. Dr. David Nelson Salbany Russell LICENCIATURA EM MARKETING E COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL Finalidade: Estudar um plano de marketing

Leia mais

Marketing Territorial: uma aposta regional?

Marketing Territorial: uma aposta regional? Marketing Territorial: uma aposta regional? Conferência Alentejo Atractivo: nas rotas do Investimento Global Évora, 10 de Março de 2012 Contexto Contexto de competição entre territórios - regiões, cidades,

Leia mais

7. POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO. 7.1- Comunicação 7.2- Publicidade 7.3- Promoção 7.4- Marketing directo

7. POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO. 7.1- Comunicação 7.2- Publicidade 7.3- Promoção 7.4- Marketing directo 7. POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO 7.1- Comunicação 7.2- Publicidade 7.3- Promoção 7.4- Marketing directo A COMUNICAÇÃO Comunicar Comunicar no marketing emitir mensagem para alguém emitir mensagem para o mercado

Leia mais

COMERCIALIZAÇÃO E MARKETING DE PRODUTOS ALIMENTARES DE QUALIDADE (DOP) QUEIJO SERRA DA ESTRELA

COMERCIALIZAÇÃO E MARKETING DE PRODUTOS ALIMENTARES DE QUALIDADE (DOP) QUEIJO SERRA DA ESTRELA Ovinicultura Actividade Tradicional e de Futuro 1.º Encontro Jovem Produtor de Queijo Serra da Estrela COMERCIALIZAÇÃO E MARKETING DE PRODUTOS ALIMENTARES DE QUALIDADE (DOP) QUEIJO SERRA DA ESTRELA Maria

Leia mais

CONCEITOS DE MARKETING

CONCEITOS DE MARKETING Introdução ao Conceito de Marketing CONCEITOS DE MARKETING Objectivos: Compreender a evolução do conceito de marketing Compreender a importância do marketing Analisar várias definições de marketing Familiarizar

Leia mais

Canais de marketing. Trade Marketing. Trade Marketing. Trade marketing é uma ferramenta que atua diretamente em três níveis:

Canais de marketing. Trade Marketing. Trade Marketing. Trade marketing é uma ferramenta que atua diretamente em três níveis: Canais de marketing Prof. Ricardo Basílio ricardobmv@gmail.com Trade Marketing Trade Marketing Trade marketing é uma ferramenta que atua diretamente em três níveis: Distribuidores; Clientes; Ponto de venda.

Leia mais

Escola Superior de Gestão de Santarém

Escola Superior de Gestão de Santarém Escola Superior de Gestão de Santarém Marketing & Publicidade Marketing II Docente: Fernando Gaspar Discente: Tiago Louro nº 7014 Santarém, 20 de Maio 2008 1 Índice História da Vodafone pag. 3 Missão Vodafone

Leia mais

REVISANDO O CONCEITO E A EVOLUÇÃO DO MARKETING

REVISANDO O CONCEITO E A EVOLUÇÃO DO MARKETING PROGRAMA PRIMEIRA EMPRESA INOVADORA PRIME GESTÃO MERCADOLÓGICA 2009 REVISANDO O CONCEITO E A EVOLUÇÃO DO MARKETING Todo comprador poderá adquirir o seu automóvel da cor que desejar, desde que seja preto.

Leia mais

Plano Estratégico. 1º Caracterização da MKT Soluções, Lda. 2º Argumentação do Outsourcing. 3º Analise SWOT. 4º Objectivos. 5ºTargets.

Plano Estratégico. 1º Caracterização da MKT Soluções, Lda. 2º Argumentação do Outsourcing. 3º Analise SWOT. 4º Objectivos. 5ºTargets. Plano Estratégico 1º Caracterização da MKT Soluções, Lda 2º Argumentação do Outsourcing 3º Analise SWOT 4º Objectivos 5ºTargets. 6º Área Geográfica 7º Estudo Sobre as Empresas 8º Concorrência. 9º Serviços

Leia mais

Entidade Promotora: Co-Financiamento:

Entidade Promotora: Co-Financiamento: AGENDA 21 LOCAL Quem somos..? EGA Autarquia FÓRUM Agenda XXI Local para quê!? Identificar os pontos fortes e fracos a nível social, económico e ambiental; Sensibilizar e mobilizar a população local para

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: São José do Rio Pardo Código: 150 Município: São José do Rio Pardo Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE MARKETING Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE MARKETING Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE MARKETING Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Marketing e Publicidade 3. Ciclo de Estudos 1º 4.

Leia mais

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO.

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. 1 ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. Juliana da Silva RIBEIRO 1 RESUMO: O presente trabalho enfoca as estratégias das operadoras de telefonia móvel TIM,VIVO e CLARO

Leia mais

Agente. Análise SWOT. Auditoria de marketing. Break-even-point Cadeia de lojas Canal de distribuição Canibalização. Cash-and-carry Central de compras

Agente. Análise SWOT. Auditoria de marketing. Break-even-point Cadeia de lojas Canal de distribuição Canibalização. Cash-and-carry Central de compras Termo Agente Análise SWOT Auditoria de marketing Break-even-point Cadeia de lojas Canal de distribuição Canibalização Cash-and-carry Central de compras Ciclo de vida do produto/serviço Contexto de marketing

Leia mais

Caso Vista Alegre. Docente: Professor Doutor Fernando Gaspar Disciplina: Distribuição

Caso Vista Alegre. Docente: Professor Doutor Fernando Gaspar Disciplina: Distribuição Fonte: Google imagens Caso Vista Alegre Docente: Professor Doutor Fernando Gaspar Disciplina: Distribuição Discentes: Ivo Vieira nº 080127020 Nuno Carreira nº 080127009 João Franco nº 080127034 Edgar Carvalho

Leia mais

A Importância dos Recursos Humanos (Gestão de

A Importância dos Recursos Humanos (Gestão de A Importância dos Recursos Humanos (Gestão de Pessoas) na Gestão Empresarial Marketing Interno Licenciatura de Comunicação Empresarial 3º Ano Docente: Dr. Jorge Remondes / Discente: Ana Teresa Cardoso

Leia mais

Sistemas de categorias 15 ANEXO II SISTEMAS DE CATEGORIAS

Sistemas de categorias 15 ANEXO II SISTEMAS DE CATEGORIAS Sistemas de categorias 15 ANEXO II SISTEMAS DE Sistemas de categorias 16 Sistemas de categorias 17 ÍNDICE 1. Introdução 2.Dimensão estratégica do conceito imagem interna de marca corporativa 2.1. Significados

Leia mais

ANIMAÇÃO TURÍSTICA DE APOIO AO TERMALISMO

ANIMAÇÃO TURÍSTICA DE APOIO AO TERMALISMO PLANO DE NEGÓCIO ANIMAÇÃO TURÍSTICA DE APOIO AO TERMALISMO Fernando F. Martins Empreendorismo no Vale do Sousa AderSousa Introdução A apresentação do nosso Plano desenvolve se em em duas partes distintas:

Leia mais

MERCADO MERCADO PESSOAS 22-05-2013

MERCADO MERCADO PESSOAS 22-05-2013 MERCADOLOGIA MARKETING FAZER e TRABALHAR MERCADOS MARKETING... O sucesso da empresa está no exterior. Dentro só existem custos...(drucker) Abordagem Inside out? Tecnologias/Recursos... Outside-in? O que

Leia mais

OUTSOURCING. Cadeira de Gestão de Informação

OUTSOURCING. Cadeira de Gestão de Informação Instituto Superior de Gestão Bancária Curso Organização e Sistemas de Informação OUTSOURCING a case study Trabalho realizado por: João Martinho nº 3064 João Gouveia nº 3070 Sara Soares nº 3060 Cadeira

Leia mais

A proposta apresentada é propriedade intelectual da BBZ. Qualquer u6lização das ideias, imagens, estratégia e planeamento constantes nesta

A proposta apresentada é propriedade intelectual da BBZ. Qualquer u6lização das ideias, imagens, estratégia e planeamento constantes nesta A proposta apresentada é propriedade intelectual da BBZ. Qualquer u6lização das ideias, imagens, estratégia e planeamento constantes nesta apresentação será alvo de acordo prévio a estabelecer entre ambas

Leia mais

2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL

2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL GRUPO DE ECONOMIA E CONTABILIDADE Cursos Profissionais Ano Lectivo 2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL GESTÃO (2º ano de formação) Página 1 de 6 Competências Gerais Estruturar e elaborar o manual de acolhimento;

Leia mais

MANUAL FORMAÇÃO PME GESTÃO ESTRATÉGICA

MANUAL FORMAÇÃO PME GESTÃO ESTRATÉGICA MANUAL FORMAÇÃO PME GESTÃO ESTRATÉGICA 1/21 ANÁLISE DA ENVOLVENTE EXTERNA À EMPRESA... 3 1. Análise do Meio Envolvente... 3 2. Análise da Evolução do Mercado... 7 3. Análise da Realidade Concorrencial...

Leia mais

Escola Secundária de Paços de Ferreira 2009/2010. Marketing Mix. Tânia Leão n.º19 12.ºS

Escola Secundária de Paços de Ferreira 2009/2010. Marketing Mix. Tânia Leão n.º19 12.ºS Escola Secundária de Paços de Ferreira 2009/2010 Marketing Mix Tânia Leão n.º19 12.ºS Marketing Mix O Marketing mix ou Composto de marketing é formado por um conjunto de variáveis controláveis que influenciam

Leia mais

8. POLÍTICA DISTRIBUIÇÂO. 8.1- Variável distribuição 8.2- Canal 8.3- Transporte 8.4- Logística

8. POLÍTICA DISTRIBUIÇÂO. 8.1- Variável distribuição 8.2- Canal 8.3- Transporte 8.4- Logística 8. POLÍTICA DISTRIBUIÇÂO 8.1- Variável distribuição 8.2- Canal 8.3- Transporte 8.4- Logística 8.1- Variável distribuição Variável DISTRIBUIÇÃO A distribuição pode entender-se em diferentes sentidos: -

Leia mais

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO PLANO DE MARKETING

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO PLANO DE MARKETING DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO PLANO DE MARKETING Na elaboração do plano de marketing deve procurar responder a três questões básicas: - onde é que estamos? - para onde é que queremos ir? - como é que lá chegamos?

Leia mais

Aspectos Sócio-Profissionais da Informática

Aspectos Sócio-Profissionais da Informática Instituto Politécnico de Castelo Branco Escola Superior de Tecnologia Aspectos Sócio-Profissionais da Informática Dielmar Uma empresa de sucesso... 1º Trabalho prático Grupo 3 Bruno Almeida bmcalmeyda@gmail.com

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ PLANO DE ENSINO Disciplina Curso Turno/Horário Noite Marketing Administração Professor Turma: 5ADN Cálidon Costa da Conceição Carga Horária Semanal Carga Horária Semestral Número de Créditos Teórica Total

Leia mais

Licenciatura em: MARKETING E PUBLICIDADE 1º ANO (Pós Laboral)

Licenciatura em: MARKETING E PUBLICIDADE 1º ANO (Pós Laboral) Licenciatura em: MARKETING E PUBLICIDADE 1º ANO (Pós Laboral) Disciplina: Marketing II Docente: Dr. Fernando Gaspar Trabalho Realizado pela Discente: Ana Oliveira 7015 Santarém, 20 de Maio de 2008 ÍNDICE

Leia mais

Capitulo 3. Organização, facturação e rede de contactos da empresa

Capitulo 3. Organização, facturação e rede de contactos da empresa Introdução A empresa que eu vou falar é a Delta Cafés uma empresa especializada na torre e comercialização de café, estando esta implementada no seu ramo à 50 anos e sendo também uma empresa portuguesa

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: São José do Rio Pardo Código: 150 Município: São José do Rio Pardo Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível

Leia mais

- Buscar novos produtos que proporcionem vantagens em relação à concorrência

- Buscar novos produtos que proporcionem vantagens em relação à concorrência Administração de As responsabilidades da área de (MINADEO, 2008) - Investigar novos nichos de mercado - Identificar o perfil do cliente - Buscar novos produtos que proporcionem vantagens em relação à concorrência

Leia mais

Fiorella Del Bianco. Tema: Estágios de introdução e crescimento do ciclo de vida do produto.

Fiorella Del Bianco. Tema: Estágios de introdução e crescimento do ciclo de vida do produto. Fiorella Del Bianco Tema: Estágios de introdução e crescimento do ciclo de vida do produto. Objetivo: Nesta aula, o aluno conhecerá os estágios iniciais do ciclo de vida do produto (CVP), que são de introdução

Leia mais

Ficha da Unidade Curricular

Ficha da Unidade Curricular ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS CURSO Licenciatura em Ciências Empresariais U.C. MARKETING Ficha da Unidade Curricular Horas presenciais / Ano 56 Ano Lectivo 2010 / 2011 Horas presenciais

Leia mais

Índice. Conceito de Marketing 19. Um Pouco de História 29. Capítulo 1. Capítulo 2. Prefácio 15 Apresentação 17

Índice. Conceito de Marketing 19. Um Pouco de História 29. Capítulo 1. Capítulo 2. Prefácio 15 Apresentação 17 Índice Prefácio 15 Apresentação 17 Capítulo 1 Conceito de Marketing 19 O Que é o Marketing? 19 A Evolução do Conceito 21 A Diversificação do Conceito de Marketing 21 Conceitos Centrais do Marketing 22

Leia mais

E- Marketing - Estratégia e Plano

E- Marketing - Estratégia e Plano E- Marketing - Estratégia e Plano dossier 2 http://negocios.maiadigital.pt Indíce 1 E-MARKETING ESTRATÉGIA E PLANO 2 VANTAGENS DE UM PLANO DE MARKETING 3 FASES DO PLANO DE E-MARKETING 4 ESTRATÉGIAS DE

Leia mais

Marketing Global Plano de Marketing

Marketing Global Plano de Marketing Administração Prof. Eder Polizei Marketing Global Plano de Marketing Marketing Global Nike é Americano??? Made in Ganado Empresa Global é aquela que opera em mais de um país e obtém vantagem em pesquisa

Leia mais

Marketing Turístico e Hoteleiro

Marketing Turístico e Hoteleiro 1 CAPÍTULO I Introdução ao Marketing Introdução ao Estudo do Marketing Capítulo I 1) INTRODUÇÃO AO MARKETING Sumário Conceito e Importância do marketing A evolução do conceito de marketing Ética e Responsabilidade

Leia mais

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel.

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. Projecto A Oficina+ ANECRA é uma iniciativa criada em 1996, no âmbito da Padronização de Oficinas ANECRA. Este projecto visa reconhecer a qualidade

Leia mais

Plano de Marketing de IV (Ivo Vieira) como independente para presidente da Junta de freguesia da Lapa

Plano de Marketing de IV (Ivo Vieira) como independente para presidente da Junta de freguesia da Lapa Escola Superior de Gestão de Santarém Marketing I Plano de Marketing de IV (Ivo Vieira) como independente para presidente da Junta de freguesia da Lapa Docente: Dr. Vitor Antunes Discente: Ivo Vieira nº

Leia mais

Plano de Marketing para o Serviço Vita 91 Extreme relativo ao ano de 2009

Plano de Marketing para o Serviço Vita 91 Extreme relativo ao ano de 2009 Curso: Marketing e Publicidade Ano: 1º Semestre: 2º Cadeira: Marketing II Docente: Fernando Gaspar Discente: Filipe Martins, nº 9011 Data: 18/05/2008 Plano de Marketing para o Serviço Vita 91 Extreme relativo

Leia mais

Marketing Internacional. Negócios Internacionais

Marketing Internacional. Negócios Internacionais Marketing Internacional 1 Objectivos do Capítulo Compreender a Política do Produto e a sua implementação a nível internacional; Descortinar as razões que levam as empresas a escolher entre a estandardização

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular GESTÃO DE PRODUTO E MARCA Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular GESTÃO DE PRODUTO E MARCA Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular GESTÃO DE PRODUTO E MARCA Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Marketing e Publicidade 3. Ciclo de Estudos 1º 4.

Leia mais

Gestão em Farmácia. Marketing 3. Manuel João Oliveira. Identificação e Selecção da Estratégia

Gestão em Farmácia. Marketing 3. Manuel João Oliveira. Identificação e Selecção da Estratégia Gestão em Farmácia Marketing 3 Manuel João Oliveira Análise Externa Análise do Cliente Segmentação, comportamento do cliente, necessidades não-correspondidas Análise dos Concorrentes Grupos estratégicos,

Leia mais

BENCHMARKING 2014. Estudo dos niveis de serviço

BENCHMARKING 2014. Estudo dos niveis de serviço BENCHMARKING 2014 Estudo dos niveis de serviço Objetivo do estudo BENCHMARKING 2014 O objectivo deste estudo é conhecer o nível de serviço oferecido pelos fabricantes do grande consumo aos distribuidores,

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 3ª Série Gestão em Marketing CST em Marketing A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto de atividades

Leia mais

Aulas expositivas. Discussões em grupo. Análise de textos. Estudos de caso. Apresentações em classe.

Aulas expositivas. Discussões em grupo. Análise de textos. Estudos de caso. Apresentações em classe. CURSO: ADMINISTRAÇÃO SEMESTRE: 3 DISCIPLINA: MARKETING CARGA HORARIA: 80 HORAS Ementário: Conceitos gerais de marketing. Macro e microambiente. Planejamento estratégico de marketing. Comportamento do consumidor.

Leia mais

ANEXO III GUIÕES UTILIZADOS NA 1ª ETAPA

ANEXO III GUIÕES UTILIZADOS NA 1ª ETAPA Guiões utilizados na 1ª etapa 30 ANEXO III GUIÕES UTILIZADOS NA 1ª ETAPA Guiões utilizados na 1ª etapa 31 Guiões utilizados na 1ª etapa 32 ÍNDICE 1.Conceito identidade organizacional/ Imagem interna 1.1.História

Leia mais

Proposta de Dissertação de Mestrado na área de Gestão

Proposta de Dissertação de Mestrado na área de Gestão Proposta de Dissertação de Mestrado na área de Gestão I NTERNET M ARKETING: DA COMUNICAÇÃO AOS PRODUTOS Flávio Gomes Borges Tiago Mestrado em Gestão (MBA) Universidade dos Açores 1 Autor Flávio Gomes Borges

Leia mais

Desenvolvimento do Mix de Marketing

Desenvolvimento do Mix de Marketing Desenvolvimento do Mix de Marketing Mix de Marketing O composto de marketing é conhecido no escopo mercadológico como os 4Ps denominados por Jeronme Mc Carthy como: product, price, place e promotion. Na

Leia mais

APOGOM. Compromissos da indústria alimentar sobre Alimentação, Actividade Física e Saúde

APOGOM. Compromissos da indústria alimentar sobre Alimentação, Actividade Física e Saúde APOGOM Compromissos da indústria alimentar sobre Alimentação, Actividade Física e Saúde É hoje amplamente reconhecido que o aumento significativo de certas doenças não transmissíveis (tais como as doenças

Leia mais

o SEU clube de aluguer de DVD s na internet. BluePlanetDVD.com Study Case 2003 - IDEF/ISEG www.blueplanetdvd.com 1

o SEU clube de aluguer de DVD s na internet. BluePlanetDVD.com Study Case 2003 - IDEF/ISEG www.blueplanetdvd.com 1 BluePlanetDVD.com Study Case www.blueplanetdvd.com 1 A Ideia Necessidades não satisfeitas para o cliente; Uma IDEIA; Dois anos a amadurecer a ideia, de forma a ser inovadora, tecnologicamente avançada,

Leia mais

Competitividade e Inovação

Competitividade e Inovação Competitividade e Inovação Evento SIAP 8 de Outubro de 2010 Um mundo em profunda mudança Vivemos um momento de transformação global que não podemos ignorar. Nos últimos anos crise nos mercados financeiros,

Leia mais

Look back to move forward. Marco Teixeira CEO

Look back to move forward. Marco Teixeira CEO Marco Teixeira, arquitecto qualificado com vasta experiência na área, desenvolveu as suas competências em algumas das mais conceituadas empresas, estabelecendo contactos com uma vasta lista de clientes,

Leia mais

Certificar para Ganhar o Futuro

Certificar para Ganhar o Futuro Certificar para Ganhar o Futuro Loulé, 9 de Novembro 2007 José Leitão CEO APCER www.apcer.pt AGENDA APCER: Quem Somos Porquê Certificar para Ganhar o Futuro? Região do Algarve como Mercado Estratégico

Leia mais

PLANEAMENTO ESTRATÉGICO DE SI/TI

PLANEAMENTO ESTRATÉGICO DE SI/TI (1) PLANEAMENTO ESTRATÉGICO DE SI/TI Docente: Turma: T15 Grupo 5 Mestre António Cardão Pito João Curinha; Rui Pratas; Susana Rosa; Tomás Cruz Tópicos (2) Planeamento Estratégico de SI/TI Evolução dos SI

Leia mais

Agenda. Fluxos financeiros. Como preencher a declaração anual. Reciclagem de embalagens. Multipacks. Valores Ponto Verde 2013

Agenda. Fluxos financeiros. Como preencher a declaração anual. Reciclagem de embalagens. Multipacks. Valores Ponto Verde 2013 JORNADAS TÉCNICAS Lisboa, 13 Dezembro 2012 Agenda 2 Fluxos financeiros Como preencher a declaração anual Reciclagem de embalagens Multipacks Valores Ponto Verde 2013 Fluxos financeiros 3 Fluxos financeiros

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS BBVA MULTIFUNDO ALTERNATIVO

RELATÓRIO E CONTAS BBVA MULTIFUNDO ALTERNATIVO RELATÓRIO E CONTAS BBVA MULTIFUNDO ALTERNATIVO FUNDO ESPECIAL DE INVESTIMENTO 30 JUNHO 20 1 BREVE ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO 1º semestre de 20 No contexto macroeconómico, o mais relevante no primeiro

Leia mais

e-mail: professor@luisguilherme.adm.br / www.luisguilherme.adm.br FONE: (62) 9607-2031

e-mail: professor@luisguilherme.adm.br / www.luisguilherme.adm.br FONE: (62) 9607-2031 INSTITUTO UNIFICADO DE ENSINO SUPERIOR OBJETIVO - IUESO PLANO DE ENSINO CURSO: Administração PROF. Luis Guilherme Magalhães SÉRIE: 7º e 8º Período TURNO: Matutino DISCIPLINA: Gestão Mercadológica CARGA

Leia mais

6º Congresso Nacional da Administração Pública

6º Congresso Nacional da Administração Pública 6º Congresso Nacional da Administração Pública João Proença 30/10/08 Desenvolvimento e Competitividade: O Papel da Administração Pública A competitividade é um factor-chave para a melhoria das condições

Leia mais

O grande salto das marcas: a valorização das principais grifes nacionais

O grande salto das marcas: a valorização das principais grifes nacionais O grande salto das marcas: a valorização das principais grifes nacionais JUNIOR, M.E.F.O 1 LIMA, M.S 2 FREDERICO, V.M 3 LACERDA, T.A 4 RAMOS, C.P. 5 SANTOS, F.A.A 6 RESUMO Esse artigo abordará a crescente

Leia mais

Aspectos a Abordar. Como Comunicar na Área dos Resíduos Paula Mendes (LIPOR) paula.mendes@lipor.pt. Porquê Comunicar? Estratégia de Comunicação

Aspectos a Abordar. Como Comunicar na Área dos Resíduos Paula Mendes (LIPOR) paula.mendes@lipor.pt. Porquê Comunicar? Estratégia de Comunicação Como Comunicar na Área dos Resíduos Paula Mendes (LIPOR) paula.mendes@lipor.pt Conferência Gestão e Comunicação na Área dos Resíduos Estoril, 22 de Setembro de 2009 1 Aspectos a Abordar Porquê Comunicar?

Leia mais

José António Rousseau, professor de Marketing e Distribuição. Que balanço faz destes 19 anos da moderna distribuição em Portugal?

José António Rousseau, professor de Marketing e Distribuição. Que balanço faz destes 19 anos da moderna distribuição em Portugal? José António Rousseau, professor de Marketing e Distribuição Que balanço faz destes 19 anos da moderna distribuição em Portugal? A realidade comercial que podemos designar por Distribuição Moderna começou

Leia mais

Gestão de Negócios Internacionais. Aula-tema 07: Marketing Internacional

Gestão de Negócios Internacionais. Aula-tema 07: Marketing Internacional Gestão de Negócios Internacionais Aula-tema 07: Marketing Internacional O que é Marketing? Marketing se define como um processo administrativo e social pelo qual indivíduos e grupos obtêm o que necessitam

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MARKETING TURÍSTICO OPERACIONAL Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MARKETING TURÍSTICO OPERACIONAL Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular MARKETING TURÍSTICO OPERACIONAL Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Turismo 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

GROUPAMA SEGUROS VIDA, SA

GROUPAMA SEGUROS VIDA, SA GROUPAMA SEGUROS VIDA, SA RELATÓRIO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EXERCÍCIO DE 2006 ECONOMIA PORTUGUESA Após o fraco crescimento da economia observado em 2005 (0.4 por cento) estima-se que o Produto Interno

Leia mais

Inspire Inove Faça Diferente

Inspire Inove Faça Diferente Inspire Inove Faça Diferente Inspire Inove Faça Diferente Se eu tivesse um único dolar investiria em propaganda. - Henry Ford (Fundador da Motor Ford) As companhias prestam muita atenção ao custo de fazer

Leia mais

A Câmara Municipal de Rio Maior e o papel do Curso de Educação e Comunicação Multimédia no Gabinete de Imagem, Comunicação e Relações Públicas

A Câmara Municipal de Rio Maior e o papel do Curso de Educação e Comunicação Multimédia no Gabinete de Imagem, Comunicação e Relações Públicas A Câmara Municipal de Rio Maior e o papel do Curso de Educação e Comunicação Multimédia no Gabinete de Imagem, Comunicação e Relações Públicas Psicologia organizacional A Psicologia Organizacional, inicialmente

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE LÍNGUAS E ADMINISTRAÇÃO Pós-Graduação de CONSULTORIA EMPRESARIAL ESTUDO DE CASO. Módulo.: CONSULTORIA EM MARKETING

INSTITUTO SUPERIOR DE LÍNGUAS E ADMINISTRAÇÃO Pós-Graduação de CONSULTORIA EMPRESARIAL ESTUDO DE CASO. Módulo.: CONSULTORIA EM MARKETING INSTITUTO SUPERIOR DE LÍNGUAS E ADMINISTRAÇÃO Pós-Graduação de CONSULTORIA EMPRESARIAL ESTUDO DE CASO «Vinho do Porto» Módulo.: CONSULTORIA EM MARKETING (Feliciana Polaco Paulo Farinha Pedro Jacinto) Março

Leia mais