MANUAL E CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO DO ORÇAMENTO EXERCÍCIO 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL E CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO DO ORÇAMENTO EXERCÍCIO 2014"

Transcrição

1 MANUAL E CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO DO ORÇAMENTO EXERCÍCIO OBJETIVO O presente documento tem como objetivo auxiliar os gestores, responsáveis pelo orçamento, na execução das despesas com aquisições de material de consumo, permanente e serviços de pessoa jurídica, bem como orientar os campi/setores da reitoria quanto aos procedimentos de aquisição disponibilizados para a devida execução do orçamento do IFSP e descentralizados. 2. DISPOSIÇÕES GERAIS E PRINCIPAIS ALTERAÇÕES A Diretoria de Administração elaborou uma minuta de atualização da Portaria de Delegação de competência aos Diretores Gerais dos campi. Nesta minuta, está prevista a descentralização do controle e gestão do orçamento provisionado, ação que permitirá maior autonomia aos campi e celeridade aos processos. Mesmo com a aprovação da minuta da portaria de DELEGAÇÃO, a Diretoria de Administração continuará recepcionando e instruindo os campi em TODOS OS PROCESSOS DE AQUISIÇÃO/CONTRATAÇÃO, principalmente pelo fato da assessoria e consultoria jurídica estar centralizada em São Paulo/SP. Sendo assim, ainda existe a necessidade de padronização e planejamento na montagem de tais processos para proporcionar maior agilidade nas contratações. Neste exercício não será estabelecida data limite para encaminhamento de processos para contratação. Contudo, os campi e Pró-Reitorias deverão ficar atentos para o dia do recolhimento do orçamento (Item 7 Cronograma). Inicialmente será recolhido o crédito disponível e, posteriormente, haverá a anulação dos pré-empenhos que comprovadamente não serão executados até a data limite para empenho. Elaborado por GPL/GCC//DAD Versão 01/2014 1

2 Todas as licitações deverão estar HOMOLOGADAS (finalizadas) até a data limite para empenho estabelecida pelo MEC. Caso exista alguma licitação publicada ou em andamento após esta data, a PRA/DAD/GPL não se responsabilizará pela provisão de orçamento. Conforme Manual de Licitação Tradicional, após o retorno da PRF3, todos os processos licitatórios serão encaminhados diretamente aos campi para publicação, execução, homologação, empenho e procedimentos decorrentes até a respectiva finalização e arquivo. 3. AQUISIÇÕES SISTÊMICAS Abaixo será apresentado planejamento das ações que as Pró-Reitorias e Gabinete pretendem promover para o exercício de 2014 e/ou respectivos estudos para 2015, com o objetivo de: Reduzir a quantidade de processos licitatórios; Efetuar aquisições planejadas e padronizadas; e Promover e facilitar a execução das ações emanadas pela Reitoria GAB - Gabinete SRP Eventos (2014) SRP Serviços Gráficos (em estudo 2014/2015) PRA Pró-Reitoria de Administração Veículos Aquisição e Manutenção (2014) Passagem Rodoviária (2014) PRD Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional SRP Material Consumo (2015) Elaborado por GPL/GCC//DAD Versão 01/2014 2

3 SRP Material Permanente (2015) Softwares Padronização (em estudo 2014) Manutenção de TI (em estudo 2014) PRE Pró-Reitoria de Ensino SRP Acervo (em estudo 2014/2015) SRP Uniformes (em estudo 2014/2015) Digitalização de Documentos (em estudo 2014/2015) Alimentos (em estudo 2015) PRP Pró-Reitoria de Pesquisa SRP Materiais de Pesquisa (2015) PRX Pró-Reitoria de Extensão SRP Fretamento (2014) SRP Materiais de Extensão (2015) 4. ORÇAMENTO Em outubro de 2013, na reunião do Colégio de Dirigentes, foi apresentada a Divisão do Orçamento 2014 do IFSP que, também, foi disponibilizada no site do IFSP > Documentos > Administração > Orçamento-CPO/CCN. A liberação total do orçamento do IFSP será realizada somente após a publicação do Decreto de Programação Orçamentária e Financeira, que é feita após a Sanção Presidencial da Lei de Orçamento Anual LOA. Até tal publicação, o IFSP recebe duodécimos do orçamento do grupo de CUSTEIO para pagamento de despesas obrigatórias e essenciais. Por esta razão foi divulgado Elaborado por GPL/GCC//DAD Versão 01/2014 3

4 o comunicado GPL nº 13/2013 para orientar os gestores quanto aos procedimentos para alocação de recursos dos contratos vigentes, fornecimento de energia e saneamento, suprimento de fundos, bolsas, diárias. A gestão do orçamento constante na ação 20RG, destinada para a Expansão e Reestruturação do IFSP, está sob responsabilidade de Diretoria de Infraestrutura e Expansão RET/DIE DAS SUPLEMENTAÇÕES E TRANSFERÊNCIAS Conforme publicado no sítio, praticamente todo o orçamento do IFSP está dividido entre os CAMPI e PRÓ-REITORIAS, as reservas iniciais da Reitoria podem ser visualizadas no sítio por meio da sigla RET. Qualquer solicitação de suplementação deverá ser encaminhada diretamente à PRA para análise e aprovação. As solicitações deverão estar acompanhadas de justificativas e respectivos projetos (processos licitatórios). Serão vedadas as transferências ou trocas de créditos orçamentários entre os campi DO RECOLHIMENTO E GESTÃO DOS VALORES O orçamento disponível nos campi e pró-reitorias será recolhido pela CCN/GPL/DAD a partir do dia 13/10/2014. A administração dos valores recolhidos terão procedimentos específicos conforme cada categoria da despesa EXTRA-ORÇAMENTÁRIO DE CUSTEIO A utilização do orçamento de CUSTEIO recolhido será destinado a processos extra orçamentários que serão recebidos pela DAD/PRA/RET até dia 01/06/2014 para análise e adiantamento de todos os procedimentos. Assim, após o recolhimento do orçamento e Elaborado por GPL/GCC//DAD Versão 01/2014 4

5 redistribuição, os campi terão tempo hábil para o lançamento e execução do pregão. Para tanto, solicitamos que tais processos sejam identificados na capa como extra orçamentários e informando a ordem de prioridade. Está estabelecido como teto para a soma dos processos o valor de R$ , EXTRA-ORÇAMENTÁRIO DE CAPITAL A utilização do orçamento de CAPITAL recolhido poderá ser destinado aos campi para utilização em atas de SRP vigentes ou, destinado à DIE Diretoria de Infraestrutura e Expansão para utilização em projetos de obras e reformas, conforme futura decisão da Reitoria. Considerando a aprovação da portaria de delegação atualizada e a descentralização orçamentária, as solicitações de atas de SRP vigentes não necessitarão ser encaminhadas à DAD. 5. FORMAS DE AQUISIÇÃO/CONTRATAÇÃO Os procedimentos descritos a seguir são as formas de aquisições disponíveis. Deve ser dada a preferência para aquisições por meio das atas de SRP vigentes do IFSP SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS IFSP GERENCIADOR DE ATAS PARA OS CAMPI Visando a agilidade e a otimização das aquisições de materiais comuns aos campi do IFSP, realizamos pregões por meio de registro de preços. O Sistema de Registro de Preços é adotado pelo IFSP nas seguintes hipóteses: Atendimento a diversos campi; Elaborado por GPL/GCC//DAD Versão 01/2014 5

6 Contratações frequentes e de bens comuns aos campi visando o planejamento, padronização e redução de pregões. Entregas parceladas; adquirido. Impossibilidade de definir um quantitativo exato que será ATAS VIGENTES Para consultar os materiais disponíveis para aquisição nas listagens de SRP vigentes, o requisitante deverá acessar o sítio do IFSP > Menu > Documentos Institucionais > Administração > Aquisições > Registro de Preços e clicar nos links disponíveis nos processos que se encontram na 8ª FASE VIGENTE. O manual para a aquisição desses materiais disponíveis encontra-se na mesma página destinada às SRPS (Procedimentos de Aquisição ATAS SRP IFSP). Vale ressaltar que os materiais, constantes nas atas vigentes das SRPS do IFSP que o campus figura como PARTICIPANTE, NÃO poderão ser solicitados em Licitações Tradicionais. Elaborado por GPL/GCC//DAD Versão 01/2014 6

7 Tabela 1 - Tramite resumido do processo de aquisição Ata vigente Setor Solicitante Orçamentário Financeiro Almoxarifado Contrato Providências Abertura do processo Alocação de recursos pré-empenho Empenho, assinatura, conformidade e arquivo Envio da nota de empenho ao fornecedor, e futuro recebimento da mercadoria. Elaboração de contrato formal conforme exigência do edital NOVAS ATAS SRP S PARA 2015 O exercício de 2014 servirá para planejamento e execução das licitações para início das vigências das atas a partir de Até a primeira quinzena de fevereiro/2014 será publicado manual, cronograma e marcada reunião com todos os gerentes administrativos pela Diretoria de Administração para definição dos procedimentos e outros informes. O Comunicado DAD/CPPA - 01/2014 iniciou os procedimentos para as novas atas de 2015 por meio de um questionário para ser respondido pelos campi PARTICIPANTE em IRPS de outros órgãos A participação em outras IRPS disponibilizadas no sistema do COMPRASNET também poderá ser utilizada como uma forma de aquisição. Porém, o campus deverá prever que o órgão gerenciador da ata poderá recusar a participação, além de outros diversos imprevistos, como por exemplo, licitação deserta, cancelamento do item ou até da IRP como um todo. Elaborado por GPL/GCC//DAD Versão 01/2014 7

8 Para a participação, o campus (Órgão Participante) deverá montar um processo interno, conforme descrito no Manual de Participação IRP, disponibilizado no site do IFSP > Menu > Documentos Institucionais > Administração > Aquisições > Registro de Preços. Todos os trâmites de execução da aquisição e montagem de processos serão de total responsabilidade do campus CARONA Procedimento indicado apenas para aquisição de materiais de consumo e permanente, desde que não estejam contemplados nas atas vigentes do IFSP e tampouco nas licitações tradicionais dos campi. Opina-se no sentido de que sejam evitadas as adesões que envolvam instalação de equipamento e entrega parcelada. Deverá constar na abertura do processo justificativa para utilização desta modalidade e comprovado o planejamento da necessidade. A execução deste procedimento é de inteira responsabilidade do gestor do campus requisitante. O manual contendo os procedimentos e fluxos para a aquisição via CARONA, está disponível no site do IFSP > Menu > Documentos Institucionais > Administração > Aquisições > CARONA LICITAÇÃO TRADICIONAL O manual contendo os procedimentos, documentos e fluxos para a aquisição via LICITAÇÃO TRADICIONAL, está disponível no site do IFSP > Menu > Documentos Institucionais > Administração > Aquisições > MANUAL DE LICITAÇÃO TRADICIONAL. Elaborado por GPL/GCC//DAD Versão 01/2014 8

9 Material de Consumo, Permanente e Acervo Com o intuito de fixar o planejamento nas aquisições e reduzir a quantidade de pregões, a Reitoria e cada campus terão a possibilidade de executar um processo de aquisição para cada tipo de material, isto é, poderão montar um processo no exercício para aquisição de materiais de consumo, um para permanente e um para acervo bibliográfico, desde que tais materiais não estejam contemplados nas atas vigentes de SRP do IFSP Material e/ou equipamentos que exijam projetos específicos Para aquisições mais detalhadas, como por exemplo, persianas e instalação de divisórias, deverá ser aberto processo individual, uma vez que nos Termos de Referência deverão constar descrições mais detalhadas como metragem, prazo de instalação, garantia, entre outros Material e/ou equipamentos de INFORMÁTICA Todas as aquisições de informática estarão condicionadas à autorização da PRD, inclusive por meio de carona, considerando a padronização do IFSP e a necessidade de consonância com o Plano Diretor de Tecnologia de Informação - PDTI. Para tanto, opinamos que os materiais de informática sejam solicitados em processo individual para maior agilidade na aquisição dos demais materiais. Lembrando que só serão aceitas solicitações de Informática que não constam nas SRPS do IFSP Contratações de Serviços e Fornecimento Parcelado Cada campus poderá montar processos conforme a necessidade. Elaborado por GPL/GCC//DAD Versão 01/2014 9

10 Enquadram-se na modalidade de fornecimento parcelado as aquisições de consumo com entregas parceladas, como por exemplo, aquisição de água mineral. Tabela 2 - Tramite resumido processos de licitação tradicional Setor Solicitante Orçamentário Ordenador DAD GPL CLT/GCC PRF3 CLT/GCC Pregoeiro e equipe de Apoio Ordenador Pregoeiro e equipe de Apoio Financeiro Almoxarifado Contratos Providências Abertura do processo Alocação de recursos pré-empenho Autorização para Abertura de Licitação Análise Check processual Edital Análise jurídica Adequações após análise jurídica Abertura, operação, adjudicação Homologação Abertura, operação, adjudicação Empenho, assinatura, conformidade e arquivo Envio da nota de empenho ao fornecedor e futuro recebimento da mercadoria Elaboração de contrato formal conforme exigência do edital 5.3. INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO As aquisições de bens que se enquadram nessa modalidade são: Elaborado por GPL/GCC//DAD Versão 01/

11 Contratação de serviços ou aquisição de materiais exclusivos, mediante apresentação de carta de exclusividade; e Contratação de serviços técnicos com profissionais ou empresas de notória especialização. As solicitações por meio desta modalidade deverão seguir manual específico que será disponibilizado no sítio do IFSP DISPENSA DE LICITAÇÃO A portaria de delegação de competência possibilita a descentralização desta modalidade de aquisição/contratação, limitando aos campi a utilização de R$ 8.000,00 no exercício por natureza de despesa: (material de consumo), (serviço) e (material permanente). Por exemplo: o campus gera um processo de aquisição de materiais de consumo: caneta, toner, eletrodo, areia e demais, totalizando R$ 5.000,00. Sendo assim o saldo do campus para aquisição de material de consumo no exercício será de R$ 3.000,00. Lembramos que o exemplo é meramente ilustrativo, pois a maioria dos itens deverá constar em atas de SRP vigentes. A aquisição de materiais consumo ou permanente deve ser obrigatoriamente realizada por meio de Dispensa de Licitação - Cotação Eletrônica, conforme disposto no art. 4º do Decreto 5.450/2005, regulamentada pela Portaria MPOG nº 306, de 13 de dezembro de Enquanto que as contratações de serviços serão realizadas por meio de Dispensa de Licitação. As solicitações para aquisições por meio de cotação eletrônica deverão seguir as orientações do Manual de Licitação Tradicional. Para as dispensa será disponibilizado manual específico no sítio do IFSP SUPRIMENTO DE FUNDOS Elaborado por GPL/GCC//DAD Versão 01/

12 Aquisições emergenciais e de pequeno vulto. A solicitação, execução e prestação de contas são geridas pela Diretoria de Finanças DFI e deverão seguir as regras constantes na Portaria nº 5290 de 01 de novembro de OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA As necessidades para contratação de obras, reformas, serviços de elétrica, aquisição de bens específicos (toldos, brise, divisórias), bem como a formalização do pedido, deverão ser previamente analisadas e autorizadas pela Diretoria de Infraestrutura e Expansão DIE/RET. Dependendo da complexidade e valor da contratação pode ser utilizado as modalidade de Concorrência, Tomada de Preços ou Pregão. A gestão do orçamento constante na ação 20RG, destinada para a Expansão e Reestruturação do IFSP, está sob responsabilidade de DIE. 6. RECURSOS DESCENTRALIZADOS e/ou AÇÕES ESPECÍFICAS Ficará na responsabilidade do campus o acompanhamento e a execução dos créditos orçamentários que, porventura, forem descentralizados pelo MEC, SETEC, FNDE ou pertencerem a Ações Orçamentárias Específicas, estas já direcionadas e responsabilizadas por Pró-Reitorias (como por exemplo, Assistência Estudantil). A CPO/GPL é responsável apenas pela verificação do elemento de despesa em referência ao solicitado. Para a execução desses créditos orçamentários, o campus poderá utilizar de todas as formas de aquisição citadas neste manual, com exceção de Suprimento de Fundos. Lembrando que para a execução dos Recursos Descentralizados ou Ações Específicas deverão ser montados processos separados. Elaborado por GPL/GCC//DAD Versão 01/

13 7. CRONOGRAMA PRAZOS E DATAS LIMITES Tabela 3 Cronograma Prazos Desde hoje 13/02/14 Até a publicação do Decreto de Programação Orçamentária. Após publicação do Decreto de Programação Orçamentária 01/06/ /10/ dias antes da data limite de empenho NOV/2014 (a confirmar) NOV/2014 (a confirmar) Ação Montagem de processos e encaminhamento à DAD/RET, conforme Manuais de Execução o Orçamento e Licitação Tradicional. Reunião da DAD com os GAD / CAD dos campi e Pró- Reitorias para apresentação do Manual de Execução do Orçamento, Manual de Licitação Tradicional e Cronograma SRP Liberação de Duodécimos. Autorizada a publicação de licitações de serviços essenciais. Provisionamento do saldo orçamentário aprovado. Autorizada a publicação de todas as licitações com alocações de recursos de EXTRA-ORÇAMENTARIO CUSTEIO (data limite para o recebimento) CAMPI Data limite para anulação dos empenhos, préempenhos que não serão utilizados e encaminhamento à DAD de listagem dos pré-empenhos mantidos com respectiva justificativa. GPL/DAD Recolhimento de todo o crédito disponível. GPL/DAD e CAMPI Avaliação e anulação dos préempenhos que não serão executados até a data limite de empenho. Data limite de empenho dos recursos descentralizados. Data limite de empenho dos recursos LOA do IFSP. Data limite para HOMOLOGAÇÃO das Licitações em andamento. Após esta data a DAD/RET não garante o provisionamento de orçamento para emissão de empenho. Elaborado por GPL/GCC//DAD Versão 01/

14 O Cronograma será atualizado após publicação do Decreto e Portarias do MEC com as datas definidas. Os campi e Pró-Reitorias deverão agilizar suas solicitações para evitar sobrecargas na Diretoria de Administração. 8. CONSIDERAÇÕES FINAIS Toda comunicação da Administração da Reitoria com os campi continuará sendo feita, impreterivelmente por meio dos s institucionais: Toda e qualquer solicitação encaminhada à DAD/PRA, obrigatoriamente, deve ser registrada e ACOMPANHADA por seu requisitante por meio do SIGA- Protocolo. Caso haja maiores dúvidas, entrar em contato através dos telefones e e- mails institucionais da Diretoria de Administração. Todos os MANUAIS, INSTRUÇÕES, COMUNICADOS e planilhas SRP estão disponibilizados no sítio > Menu > Documentos Institucionais > Administração. Elaborado por GPL/GCC//DAD Versão 01/

Ref. Assunto: Elaboração do Plano para a Implantação da Descentralização da Execução Orçamentária e Financeira na UNIR

Ref. Assunto: Elaboração do Plano para a Implantação da Descentralização da Execução Orçamentária e Financeira na UNIR MEMORANDO CIRCULAR Nº 06/2015/PROPLAN Porto Velho, 27 de Maio de 2015. Para: CÂMPUS E NÚCLEOS Ref. Assunto: Elaboração do Plano para a Implantação da Descentralização da Execução Orçamentária e Financeira

Leia mais

MANUAL PARA PADRONIZAÇÃO DE PROCESSOS

MANUAL PARA PADRONIZAÇÃO DE PROCESSOS MANUAL PARA PADRONIZAÇÃO DE PROCESSOS Elaboração: Rainer de Paula Coordenador de Monitoramento e controle PROPLAN/IFMG Dezembro de 2013 SUMÁRIO 1 SOLICITAÇÃO DE COMPRA... 3 2 ESTIMATIVA DE PREÇOS E PROPOSTAS...

Leia mais

Calendário de Compras de 2015 da UNIPAMPA

Calendário de Compras de 2015 da UNIPAMPA FL. nº Orientação Complementar 09 Calendário de Compras de 2015 da UNIPAMPA CONSIDERANDO: 1) O grande volume de itens já adquiridos nos últimos anos e os Pedidos de Compras de 2014 que ainda estão em processamento

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL PORTARIA Nº 1.382 DE 23 DE OUTUBRO DE 2012

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL PORTARIA Nº 1.382 DE 23 DE OUTUBRO DE 2012 PORTARIA Nº 1.382 DE 23 DE OUTUBRO DE 2012 O Reitor da Universidade Federal de UNIFAL-MG, no uso de suas atribuições vem, nos termos do inciso XI do art. 26 do Regimento Geral da UNIFAL-MG e do art. 119

Leia mais

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015.

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. EMENTA: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP previsto no art. 15 da Lei nº 8.666/93, no âmbito do Município de Central Bahia. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

2014 MANUAL DE COMPRAS CENTRO UNIVERSITÁRIO FUNDAÇÃO SANTO ANDRÉ PÁG. 1

2014 MANUAL DE COMPRAS CENTRO UNIVERSITÁRIO FUNDAÇÃO SANTO ANDRÉ PÁG. 1 2014 MANUAL DE COMPRAS CENTRO UNIVERSITÁRIO FUNDAÇÃO SANTO ANDRÉ PÁG. 1 2014 MANUAL DE COMPRAS CENTRO UNIVERSITÁRIO FUNDAÇÃO SANTO ANDRÉ PÁG. 2 COLABORADORES: Profa. Dra. Katia Cruzes Jorge Luiz Camaforto

Leia mais

CURSO GESTÃO DE COMPRAS POR REGISTRO DE PREÇOS

CURSO GESTÃO DE COMPRAS POR REGISTRO DE PREÇOS CURSO GESTÃO DE COMPRAS POR REGISTRO DE PREÇOS VA L D I R A U G U S T O D A S I LVA G e s t o r d o P o r t a l d e C o m p r a s F o r t a l e z a 0 4 a 0 6 / 0 9 / 2 0 1 3 ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO Evolução

Leia mais

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993.

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. DECRETO N.º 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 3.931, DE 19 DE SETEMBRO DE 2001. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21

Leia mais

GRUPO. CEP: 57020-670 - Cel. 8830-6001. WAPPE PUBLICIDADE E EVENTOS LTDA Unidade de Cursos www.wap.com.br CNPJ: 05.823.069/0001-39

GRUPO. CEP: 57020-670 - Cel. 8830-6001. WAPPE PUBLICIDADE E EVENTOS LTDA Unidade de Cursos www.wap.com.br CNPJ: 05.823.069/0001-39 Curso de Licitações, Contratos e Sistema de Registro de Preços (SRP) - 20 e 21 de Março Módulo i- licitação Definição O dever de licitar Quem pode licitar Pressuposto Natureza jurídica e fundamentos Legislação

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO PROGRAMA DE APOIO A MELHORIA DO ENSINO DE GRADUAÇÃO Edital de Melhoria dos Laboratórios de Ensino

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 GABINETE DO GOVERNADOR D E C R E T O Nº 1.093, DE 29 DE JUNHO DE 2004 Institui, no âmbito da Administração Pública Estadual, o Sistema de Registro de Preços

Leia mais

Planejamento e Compras

Planejamento e Compras UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS Pró-Reitoria de Planejamento e Gestão Planejamento e Compras Perguntas e Respostas Lavras, 2015 0 ANDRÉ VITAL SAÚDE Pró-Reitor de Planejamento e Gestão FAUZE ALVARENGA CARVALHO

Leia mais

G E S T Ã O D E C O M P R A S P O R R E G I S T R O D E P R E Ç O S. VALDIR AUGUSTO DA SILVA Gestão Estratégica de Compras Portal de Compras

G E S T Ã O D E C O M P R A S P O R R E G I S T R O D E P R E Ç O S. VALDIR AUGUSTO DA SILVA Gestão Estratégica de Compras Portal de Compras G E S T Ã O D E C O M P R A S P O R R E G I S T R O D E P R E Ç O S VALDIR AUGUSTO DA SILVA Gestão Estratégica de Compras Portal de Compras SUMÁRIO O Sistema de Registro de Preços do Governo do Estado

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA DECRETO N.º 2356/2013 Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, e dá outras providências. Rosane Minetto Selig, Prefeita Municipal de Ouro

Leia mais

Ferramentas do Sistema de Registro de Preços. Intenção de Registro de Preços - IRP e Adesão

Ferramentas do Sistema de Registro de Preços. Intenção de Registro de Preços - IRP e Adesão Ferramentas do Sistema de Registro de Preços Intenção de Registro de Preços - IRP e Adesão OBJETIVO Divulgar ferramentas e alternativas que auxiliam os gestores no planejamento e execução das despesas:

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 002, de 12 de março de 2014.

INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 002, de 12 de março de 2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 002, de 12 de março de 2014. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO - PROAD Disciplina no âmbito da UDESC os procedimentos

Leia mais

SETOR DE COMPRAS E LICITAÇÕES - SECOL MANUAL E PROCEDIMENTOS DE COMPRAS

SETOR DE COMPRAS E LICITAÇÕES - SECOL MANUAL E PROCEDIMENTOS DE COMPRAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI - UFSJ INSTITUÍDA PELA LEI N O 10.425, DE 19/04/2002 D.O.U. DE 22/04/2002 PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO - PROAD DIVISÃO DE MATERIAS E PATRIMÔNIO DIMAP SETOR DE

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 016, de 1º de junho de 2009. (Modificada pela Res. 019/2010)

RESOLUÇÃO N o 016, de 1º de junho de 2009. (Modificada pela Res. 019/2010) RESOLUÇÃO N o 016, de 1º de junho de 2009. (Modificada pela Res. 019/2010) Aprova Regimento Interno da Pró-Reitoria de Administração PROAD. O PRESIDENTE DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES Sistemática de Registro de Preços Versão: 06/12/2013

PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES Sistemática de Registro de Preços Versão: 06/12/2013 1. O que é Registro de Preços? PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES Sistemática de Registro de Preços Versão: 06/12/2013 O Sistema de Registro de Preços é "o conjunto de procedimentos para seleção de proposta

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Manual do Pregoeiro

PREGÃO PRESENCIAL Manual do Pregoeiro MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS PREGÃO PRESENCIAL Manual do Pregoeiro Brasília 2005 MINISTRO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS PUBLICADO NO DOMP Nº 954 DE: 20/02/2014 PÁG: 2 PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS DECRETO Nº 730, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2014. Dispõe sobre o regulamento do Sistema de Registro de Preços e adota outras providências.

Leia mais

2013 GOIÂNIA, 16 DE ABRIL - TERÇA-FEIRA PÁG. 01 PORTARIAS... PÁG. 23 EXTRATO... PÁG. 29 EDITAL DE CONVOCAÇÃO... PÁG. 29 TERMO DE HOMOLOGAÇÃO...

2013 GOIÂNIA, 16 DE ABRIL - TERÇA-FEIRA PÁG. 01 PORTARIAS... PÁG. 23 EXTRATO... PÁG. 29 EDITAL DE CONVOCAÇÃO... PÁG. 29 TERMO DE HOMOLOGAÇÃO... GRANDEZA PELA DA PÁTRIA Diário Oficial MUNICÍPIO DE GOIÂNIA 2013 GOIÂNIA, 16 DE ABRIL - TERÇA-FEIRA N 5.572 DECRETOS... PÁG. 01 PORTARIAS... PÁG. 23 EXTRATO... PÁG. 29 EDITAL DE CONVOCAÇÃO... PÁG. 29 TERMO

Leia mais

ERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ GABINETE DO REITOR INTRODUÇÃO

ERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ GABINETE DO REITOR INTRODUÇÃO 2 ERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INTRODUÇÃO Considerando os prazos fixados em lei para encerramento do exercício e a regulamentação que determina as datas para entrega dos BALANÇOS ORÇAMENTÁRIOS FINANCEIRO E PATRIMONIAL

Leia mais

1.3 Público Alvo / Instituições Elegíveis Instituições Públicas de Ensino Superior que possuam Programas de Pós-Graduação recomendados pela Capes.

1.3 Público Alvo / Instituições Elegíveis Instituições Públicas de Ensino Superior que possuam Programas de Pós-Graduação recomendados pela Capes. DIRETORIA DE PROGRAMAS E BOLSAS NO PAÍS Coordenação-Geral de Programas Estratégicos Coordenação de Programas Especiais EDITAL N 0 27/2010 - PRÓ-EQUIPAMENTOS INSTITUCIONAL A Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento

Leia mais

NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI

NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI Dispõe sobre as atribuições dos agentes de compras

Leia mais

DECRETO Nº28.087, de 10 de janeiro 2006.

DECRETO Nº28.087, de 10 de janeiro 2006. DECRETO Nº28.087, de 10 de janeiro 2006. Dispõe sobre a regulamentação do uso do Sistema de Registro de Preços de que trata o artigo 15 da Lei Federal nº 8.666 de 21 de julho de 1993, e o artigo 11 da

Leia mais

Apresentação PostgreSQL 8.2/ 8.3 Domingos Martins ES

Apresentação PostgreSQL 8.2/ 8.3 Domingos Martins ES Apresentação 1 PostgreSQL 8.2/ 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Introdução: O foi desenvolvido com o objetivo de simplificar e agilizar o processo de aquisição de materiais e serviços, atendendo as exigências

Leia mais

DECON PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO (PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO) 03/2015 PROCEDIMENTOS PARA CELEBRAÇÃO DE NOVOS CONTRATOS

DECON PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO (PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO) 03/2015 PROCEDIMENTOS PARA CELEBRAÇÃO DE NOVOS CONTRATOS DECON PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO (PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO) 03/2015 PROCEDIMENTOS PARA CELEBRAÇÃO DE NOVOS CONTRATOS PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO 03/2015 PROCEDIMENTOS PARA CELEBRAÇÃO DE NOVOS CONTRATOS

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA (RN) RN - 006/01

RESOLUÇÃO NORMATIVA (RN) RN - 006/01 RESOLUÇÃO NORMATIVA (RN) RN - 006/01 EMITENTE Presidência Aprovada pela Diretoria REUNIÃO DE 01/06/2005 Revisão Nº 01 Aprovada pela Diretoria REUNIÃO DE 10/01/2007 ASSUNTO Contratação de Prestação de Serviços

Leia mais

ÍNDICE. Manual do COMPRASNET Versão 1 Jan/2002 2

ÍNDICE. Manual do COMPRASNET Versão 1 Jan/2002 2 ÍNDICE ÍNDICE...2 1. Introdução...3 2. Navegando pela área de livre acesso...4 3. Navegando pela área de ACESSO SEGURO...6 A. Instalando o Certificado de Segurança...6 B. Fazendo Cadastramento nos Serviços

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 007/RIFB, DE 28 DE ABRIL DE 2015.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 007/RIFB, DE 28 DE ABRIL DE 2015. EDITAL Nº 007/RIFB, DE 28 DE ABRIL DE 2015. SELEÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS E VOLUNTARIADO EM INICIAÇÃO CIENTÍFICA NAS AÇÕES AFIRMATIVAS (ENSINO

Leia mais

ORIENTAÇÕES IMPORTAÇÃO Versão nº 01 (21/10/2010)

ORIENTAÇÕES IMPORTAÇÃO Versão nº 01 (21/10/2010) ORIENTAÇÕES IMPORTAÇÃO Versão nº 01 (21/10/2010) 1) O servidor interessado na aquisição de bens importados deverá encaminhar ao Setor de Compras do Centro a seguinte documentação: a) A solicitação de compra

Leia mais

SIG Sistema Integrado de Gestão. SIPAC -Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos

SIG Sistema Integrado de Gestão. SIPAC -Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos SIG Sistema Integrado de Gestão SIPAC -Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos Agenda Contextualização Visão Geral dos seguintes sistemas: SIPAA, SGPP, SIGRH, SIGADMIN, SIGED. Conceitos

Leia mais

CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO DE PREGOEIROS TERMO DE REFERÊNCIA SRP SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS

CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO DE PREGOEIROS TERMO DE REFERÊNCIA SRP SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO DE PREGOEIROS TERMO DE REFERÊNCIA SRP SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS Carga Horária de 16 Horas 07 e 08 de Dezembro Rio de Janeiro - RJ LC 123/06 e LC 147/14 Atualizada pelo Novo Decreto

Leia mais

Volume V. Suprimento de Fundos MACONFI. Manual de Procedimentos da Coordenadoria de Contabilidade e Finanças. 1ª Edição Janeiro / 2013

Volume V. Suprimento de Fundos MACONFI. Manual de Procedimentos da Coordenadoria de Contabilidade e Finanças. 1ª Edição Janeiro / 2013 Volume V Suprimento de Fundos MACONFI Manual de Procedimentos da Coordenadoria de Contabilidade e Finanças 1ª Edição Janeiro / 2013 Sumário 1. Conteúdo... 3 2. Conceitos... 3 3. Restrições à concessão

Leia mais

da UFT Rua Badejós, Lt. 07, ch 69/72, Centro 77402-970 Gurupi/TO Brasil - erasmolemus@uft.edu.br

da UFT Rua Badejós, Lt. 07, ch 69/72, Centro 77402-970 Gurupi/TO Brasil - erasmolemus@uft.edu.br Compras Compartilhadas: um caminho para superar as dificuldades no desempenho das atividades nos setores de compras da Universidade Federal do Tocantins Tatiane de Sousa Soares Borges 1, Edson Aparecida

Leia mais

1 - AQUISIÇÃO DO CARTÃO BB PESQUISA

1 - AQUISIÇÃO DO CARTÃO BB PESQUISA 1 - AQUISIÇÃO DO CARTÃO BB PESQUISA 1º PASSO: Recebimento do e-mail de aprovação do projeto. 2º PASSO: Preenchimento e assinatura do Termo de Aceitação de Apoio Financeiro e do Cadastro de Portador, que

Leia mais

INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*)

INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*) INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*) Disciplina no âmbito do IFPR as Orientações acerca da Execução Orçamentária e Financeira, relativas à Concessão de Suprimentos

Leia mais

DECRETO Nº 037, DE 08 DE JANEIRO DE 2015

DECRETO Nº 037, DE 08 DE JANEIRO DE 2015 1 Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 037, DE 08 DE JANEIRO DE 2015 Dispõe sobre critérios a serem adotados na execução orçamentária e financeira do Poder Executivo do Município de Goiânia para o exercício

Leia mais

MANUAIS DCCAc/PROPLAN Nº 4: TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS DA CONTA ÚNICA DA UFPE PARA A FUNDAÇÃO DE APOIO ATRAVÉS DE CONVÊNIO (SICONV)

MANUAIS DCCAc/PROPLAN Nº 4: TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS DA CONTA ÚNICA DA UFPE PARA A FUNDAÇÃO DE APOIO ATRAVÉS DE CONVÊNIO (SICONV) MANUAIS DCCAc/PROPLAN Nº 4: TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS DA CONTA ÚNICA DA UFPE PARA A FUNDAÇÃO DE APOIO ATRAVÉS DE CONVÊNIO (SICONV) I. Informações Iniciais I.I Este manual abrange os projetos financiados

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ALMOXARIFADO 1 SOLICITAÇÃO DE INCLUSÃO DE NOVOS ITENS NO CADASTRO DE MATERIAIS NO SISERGE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ALMOXARIFADO 1 SOLICITAÇÃO DE INCLUSÃO DE NOVOS ITENS NO CADASTRO DE MATERIAIS NO SISERGE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI - UFSJ INSTITUÍDA PELA LEI N O 10.425, DE 19/04/2002 D.O.U. DE 22/04/2002 PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO - PROAD DIVISÃO DE MATERIAS E PATRIMÔNIO DIMAP MANUAL DE

Leia mais

Questões Orçamentárias da Bolsa- Formação/Pronatec - Rede Federal

Questões Orçamentárias da Bolsa- Formação/Pronatec - Rede Federal Questões Orçamentárias da Bolsa- Formação/Pronatec - Rede Federal Ministério da Educação, 2012 Apresentação Este documento tem como objetivo orientar os Institutos Federais, as Escolas Vinculadas às Universidades

Leia mais

RESUMO DA 2ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO DIA 22 DE FEVREIRO DE 2013

RESUMO DA 2ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO DIA 22 DE FEVREIRO DE 2013 RESUMO DA 2ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO DIA 22 DE FEVREIRO DE 2013 Pontos de pauta discutidos: 1- Plano de Gestão 2012-2016 O Plano de Gestão 2012-2016 foi apresentado pela Reitora, profª Carla, sendo que o

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 01/2015 DO CONSELHO CURADOR DA FUNDAÇÃO DE APOIO UNIVERSITÁRIO

RESOLUÇÃO Nº 01/2015 DO CONSELHO CURADOR DA FUNDAÇÃO DE APOIO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 01/2015 DO CONSELHO CURADOR DA FUNDAÇÃO DE APOIO UNIVERSITÁRIO Define diretrizes e procedimentos relativos a gestão de recursos financeiros captados ou administrados pela Fundação de Apoio

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO R E S O L U Ç Ã O :

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO R E S O L U Ç Ã O : SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 662, DE 31 DE MARÇO DE 2009 Aprova o Regimento dos Órgãos Executivos da Administração Superior. O REITOR DA UNIVERSIDADE

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa RESOLUÇÃO DE MESA Nº 847/2008 (atualizada até a Resolução de Mesa nº 951, de 3 de novembro de 2009) Regulamenta a

Leia mais

Considerando a necessidade de se buscar a redução de custos, em função do aumento da competitividade; e

Considerando a necessidade de se buscar a redução de custos, em função do aumento da competitividade; e Página 1 de 5 PORTARIA Nº 306, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2001 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO GABINETE DO MINISTRO O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso das atribuições

Leia mais

SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA COMPRAS E SERVIÇOS COMO PLANEJAR, JULGAR A LICITAÇÃO E GERIR A ATA E O CONTRATO

SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA COMPRAS E SERVIÇOS COMO PLANEJAR, JULGAR A LICITAÇÃO E GERIR A ATA E O CONTRATO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA COMPRAS E SERVIÇOS COMO PLANEJAR, JULGAR A LICITAÇÃO E GERIR A ATA E O CONTRATO Melhores práticas, análise de casos concretos e checklist dos procedimentos Aspectos polêmicos

Leia mais

EDITAL N. 57/2015. II. Incentivar a divulgação dos resultados de pesquisa e inovação realizadas no âmbito do IFRO Campus Cacoal;

EDITAL N. 57/2015. II. Incentivar a divulgação dos resultados de pesquisa e inovação realizadas no âmbito do IFRO Campus Cacoal; EDITAL N. 57/2015 INCENTIVO A DIVULGAÇÃO E PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO POR SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA CAMPUS CACOAL.

Leia mais

EDITAL N. 58/2015 INCENTIVO

EDITAL N. 58/2015 INCENTIVO EDITAL N. 58/2015 INCENTIVO À DIVULGAÇÃO E PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO POR SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA. A Direção Geral

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR - SESu DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO DAS INST. FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR -DIFES COORDENAÇÃO GERAL DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO - CGPO - SIMEC - SISTEMA

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N º 36/2008

INSTRUÇÃO NORMATIVA N º 36/2008 INSTRUÇÃO NORMATIVA N º 36/2008 * Publicada no DOE em 22/12/2008. Estabelece no âmbito da Secretaria da Fazenda os procedimentos a serem adotados relativamente ao acompanhamento dos projetos do Planejamento

Leia mais

Edital CNPq nº 06/2003 Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas

Edital CNPq nº 06/2003 Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas Edital CNPq nº 06/2003 Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas O Ministério da Ciência e Tecnologia, por intermédio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq, torna

Leia mais

Requisitos para o ingresso dos programas de pós-graduação stricto sensu das Instituições de Ensino Superior no PROEX

Requisitos para o ingresso dos programas de pós-graduação stricto sensu das Instituições de Ensino Superior no PROEX Programa de Excelência Acadêmica PROEX Documento Básico de Orientações do Programa de Excelência Acadêmica PROEX Objetivos do PROEX e critérios para a aplicação dos recursos O Programa de Excelência Acadêmica

Leia mais

Elaborado por SIGA-EPT. Projeto SIGA-EPT: Manual Usuário Financeiro Parte 1

Elaborado por SIGA-EPT. Projeto SIGA-EPT: Manual Usuário Financeiro Parte 1 Elaborado por SIGA-EPT Projeto SIGA-EPT: Manual Usuário Financeiro Parte 1 Versão Setembro - 2010 Sumário 1 Introdução 4 2 Financeiro 5 2.1 Incluir Novo Orçamento................................ 6 2.2

Leia mais

Anexo Único Resolução CGM nº 1126 de 22 de Janeiro de 2014* Sistema de Contabilidade e Execução Orçamentária FINCON

Anexo Único Resolução CGM nº 1126 de 22 de Janeiro de 2014* Sistema de Contabilidade e Execução Orçamentária FINCON Anexo Único Resolução CGM nº 1126 de 22 de Janeiro de 2014* Sistema de Contabilidade e Execução Orçamentária FINCON Solicitante Perfil Ações no Sistema Cria e cancela todos os tipos de solicitação de despesa.

Leia mais

Contratos. Licitações & Contratos - 3ª Edição

Contratos. Licitações & Contratos - 3ª Edição Contratos 245 Conceito A A Lei de Licitações considera contrato todo e qualquer ajuste celebrado entre órgãos ou entidades da Administração Pública e particulares, por meio do qual se estabelece acordo

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS ANEXO I AO DECRETO Nº 732, DE 6 DE MARÇO DE 2014. PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS Data: / / Nº: SECRETARIA MUNICIPAL DE SOLICITAÇÃO DE COMPRAS DE BENS E SERVIÇOS / TERMO DE REFERÊNCIA (art. 14 da Lei nº

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Departamento de Administração Gabinete do Vice-Reitor

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Departamento de Administração Gabinete do Vice-Reitor UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Departamento de Administração Gabinete do Vice-Reitor Tendo em vista a necessidade de modernização dos sistemas corporativos e as dificuldades de implementar manutenções preventivas,

Leia mais

THIAGO TUPINAMBÁ DE QUEIRÓZ Coordenador de Compras Municipais Prefeitura de Manaus

THIAGO TUPINAMBÁ DE QUEIRÓZ Coordenador de Compras Municipais Prefeitura de Manaus THIAGO TUPINAMBÁ DE QUEIRÓZ Coordenador de Compras Municipais Prefeitura de Manaus COMPRAS MANAUS: Gestão Integral da Cadeia de Suprimentos da Prefeitura de Manaus Cadeia de Suprimentos Conceito Uma rede

Leia mais

SIDEC MANUAL DO USUÁRIO

SIDEC MANUAL DO USUÁRIO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS SIDEC SISTEMA DE DIVULGAÇÃO ELETRÕNICA DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES

Leia mais

1. Objetivos. 1.1 Objetivo Geral

1. Objetivos. 1.1 Objetivo Geral MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE BRASÍLIA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO EDITAL DE CONVOCAÇÃO N 35/2011CDIT/PRPI/PREX/PREN de 06 de maio de 2011 PROGRAMA

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv. Execução - Licitação, Contrato, Documento de Liquidação, Pagamento, Ingresso de Recursos e Relatórios

Portal dos Convênios - Siconv. Execução - Licitação, Contrato, Documento de Liquidação, Pagamento, Ingresso de Recursos e Relatórios MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Execução - Licitação, Contrato,

Leia mais

DECISÃO Nº 193/2011 D E C I D E

DECISÃO Nº 193/2011 D E C I D E CONSUN Conselho Universitário DECISÃO Nº 193/2011 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, em sessão de 08/04/2011, tendo em vista o constante no processo nº 23078.032500/10-21, de acordo com o Parecer nº 022/2011 da

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA.

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA Pregão Eletrônico Fornecedor Manual do Fornecedor Versão 1 1 Sumário 1 Introdução...

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Manual do Fornecedor

PREGÃO ELETRÔNICO Manual do Fornecedor MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS PREGÃO ELETRÔNICO Manual do Fornecedor Brasília Julho/2006

Leia mais

Presidência da República - Controladoria-Geral da União - Secretaria Federal de Controle Interno

Presidência da República - Controladoria-Geral da União - Secretaria Federal de Controle Interno Presidência da República - Controladoria-Geral da União - Secretaria Federal de Controle Interno Certificado: 201203352 Unidade Auditada: INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS

Leia mais

EDITAL 001/2015 DPI - RG IFRS PROGRAMA DE APOIO À APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS EM EVENTOS CIENTÍFICOS NO ÂMBITO DA PESQUISA E INOVAÇÃO 1ª CHAMADA

EDITAL 001/2015 DPI - RG IFRS PROGRAMA DE APOIO À APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS EM EVENTOS CIENTÍFICOS NO ÂMBITO DA PESQUISA E INOVAÇÃO 1ª CHAMADA EDITAL 001/2015 DPI - RG IFRS PROGRAMA DE APOIO À APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS EM EVENTOS CIENTÍFICOS NO ÂMBITO DA PESQUISA E INOVAÇÃO 1ª CHAMADA O Diretor Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

Manual de Execução dos Projetos FINEP

Manual de Execução dos Projetos FINEP Manual de Execução dos Projetos FINEP direcionado aos setores administrativos que receberem recursos para acompanhamento da execução de descentralizações Maio/2013 Profa. Dra. Soraya Soubhi Smaili Reitora

Leia mais

Bem-vindo a sala de aula do curso: SICONV: Pagamentos por OBTV. Facilitador: Fernanda Lyra

Bem-vindo a sala de aula do curso: SICONV: Pagamentos por OBTV. Facilitador: Fernanda Lyra Bem-vindo a sala de aula do curso: SICONV: Pagamentos por OBTV Facilitador: Fernanda Lyra Horário da Aula: 10 de junho de 2013-2ª feira - das 15h às 17h Processo de Compra Qual a diferença de Licitação

Leia mais

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, USO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS DO FUNDECITRUS

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, USO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS DO FUNDECITRUS 1 NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, USO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS DO FUNDECITRUS Todas as normas devem ser lidas atentamente antes da submissão da proposta de pesquisa, bem como antes da realização

Leia mais

PROJETO DE ORGANISMO INTERNACIONAL EDITAL Nº 1/2008 (BRA/03/032)

PROJETO DE ORGANISMO INTERNACIONAL EDITAL Nº 1/2008 (BRA/03/032) PROJETO DE ORGANISMO INTERNACIONAL EDITAL Nº 1/2008 (BRA/03/032) SELECIONA PROFISSIONAL, COM O SEGUINTE PERFIL: CONSULTOR (Consultor por Produto - Serviços Não Continuados) Consultor Especialista em Projetos

Leia mais

CURSO Elaboração de Especificações de Itens para o Catálogo de bens, materiais e serviços.

CURSO Elaboração de Especificações de Itens para o Catálogo de bens, materiais e serviços. CURSO Elaboração de Especificações de Itens para o Catálogo de bens, materiais e serviços. FRANCISCO JOSÉ COELHO BEZERRA Gestor de Registro de Preços Fortaleza 26 a 28/11/2014 SORAYA QUIXADÁ BEZERRA Gestora

Leia mais

SENADOR CLÉSIO ANDRADE

SENADOR CLÉSIO ANDRADE Manual para Prefeituras Celebrarem Convênios já Autorizados com a Caixa Econômica Federal SENADOR CLÉSIO ANDRADE Conteúdo INTRODUÇÃO... 3 CICLO DO ORÇAMENTO GERAL DA UNIÃO... 4 CONTRAPARTIDA OBRIGATÓRIA...

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho CONVÊNIO COM ENTIDADES DE CLASSE IT. 23 05 1/5 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para a celebração de convênios com Entidades de Classe para a concessão de recursos, pelo Sistema Confea/Crea, para medidas

Leia mais

Curso Teórico e Prático de Licitação, Pregão, Sistema de Registro de Preços e Contratos Administrativos.

Curso Teórico e Prático de Licitação, Pregão, Sistema de Registro de Preços e Contratos Administrativos. Curso Teórico e Prático de Licitação, Pregão, Sistema de Registro de Preços e Contratos Administrativos. CARGA HORÁRIA: 32 horas EMENTA: Este curso está fundamentado nas melhores práticas de gestão pública

Leia mais

PROEX - PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ

PROEX - PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ PROEX - PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ EDITAL N 01/2014/Unifei/PROEX, DE 28 de ABRIL de 2014, FINANCIAMENTO DE PROJETOS E PROGRAMAS DE EXTENSÃO DA UNIFEI (EDITAL RETIFICADO) A

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES. e-sfinge

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES. e-sfinge e-sfinge SISTEMA DE FISCALIZAÇÃO INTEGRADA DE GESTÃO MANUAL DE ORIENTAÇÃO ATOS JURÍDICOS 2009 1 APRESENTAÇÃO As informações contidas neste documento são amparadas por Resolução do Tribunal de Contas do

Leia mais

3. DOS ITENS FINANCIÁVEIS

3. DOS ITENS FINANCIÁVEIS EDITAL PROPPI Nº 011/2015 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES O Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Central de Compras e Contratações

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Central de Compras e Contratações Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Central de Compras e Contratações TÓPICOS O QUE É A CENTRAL DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES AQUISIÇÃO DE PASSAGENS - PROCEDIMENTOS CREDENCIAMENTO CARTÃO DE PAGAMENTO

Leia mais

Manual dos Procedimentos de Pesquisa no IFSC

Manual dos Procedimentos de Pesquisa no IFSC Manual dos Procedimentos de Pesquisa no IFSC abril de 2014 Manual dos Procedimentos de Pesquisa no IFSC Florianópolis, abril de 2014. Sumário 1. Introdução...7 2. Procedimentos da Pesquisa...8 Caso 1

Leia mais

RELATÓRIO DE AUDITORIA Nº 05/2012 Licitações e Contratos

RELATÓRIO DE AUDITORIA Nº 05/2012 Licitações e Contratos RELATÓRIO DE AUDITORIA Nº 05/2012 Licitações e Contratos 1. INTRODUÇÃO Em atenção ao preceituado no item nº 11 do PAINT/2012, devidamente aprovado ad referendum pelo Reitor da UNIFAL-MG, em 28/12/2011

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO. Pró-reitoria de Gestão e Orçamento - PROGEST

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO. Pró-reitoria de Gestão e Orçamento - PROGEST UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Pró-reitoria de Gestão e Orçamento - PROGEST Petrolina Junho de 2013 INTRODUÇÃO A carta de serviços de qualquer organização deve estar em consonância com o

Leia mais

Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Lei Federal nº 4.320, de 17/03/1964 (Lei de Orçamento).

Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Lei Federal nº 4.320, de 17/03/1964 (Lei de Orçamento). Código: MAN-SADM-001 Versão: 00 Data de Aprovação: 28/04/2010 Elaborado por: Gerência de Contratação Aprovado por: Secretaria Administrativa 1 Objetivo Estabelecer os critérios e os procedimentos para

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO POP Nº X.XX.XXX.XX

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO POP Nº X.XX.XXX.XX Versão:.0 PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO POP Nº X.XX.XXX.XX MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ NUCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÂO Versão Nº.0 Data da Revisão 05/06/05 Data de

Leia mais

RELATÓRIO DE AÇÃO E RESULTADOS 2013

RELATÓRIO DE AÇÃO E RESULTADOS 2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL REITORIA RELATÓRIO DE AÇÃO E RESULTADOS 2013 Instituto

Leia mais

RELATÓRIO DE AÇÕES E RESULTADOS 2013

RELATÓRIO DE AÇÕES E RESULTADOS 2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL REITORIA RELATÓRIO DE AÇÕES E RESULTADOS 2013 Instituto

Leia mais

Cartilha de Execução da Despesa

Cartilha de Execução da Despesa Cartilha de Execução da Despesa Decanato de Administração DAF Decanato de Planejamento e Orçamento DPO Diretoria de Processos Organizacionais DPR Brasília, 2015 Universidade de Brasília Reitor Prof. Ivan

Leia mais

Prefeitura Municipal de Jaboticabal

Prefeitura Municipal de Jaboticabal Prefeitura Municipal de Jaboticabal DECRETO W 5.614. DE 26 DE ABRIL. DE 2.011. (Regulamento o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da lei ~ 8.666, de 21 de junho de 1993. e dá outras providências.)

Leia mais

REUNIÃO DE TRABALHO LICITAÇÕES CONTRATOS PREGÃO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS SRP

REUNIÃO DE TRABALHO LICITAÇÕES CONTRATOS PREGÃO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS SRP REUNIÃO DE TRABALHO LICITAÇÕES CONTRATOS PREGÃO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS SRP Agosto / 2013 LICITAÇÕES E CONTRATOS SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS SRP LEI Nº 8.666, DE 21 DE JUNHO DE 1993. Regulamenta

Leia mais

Universidade Federal do Oeste do Pará

Universidade Federal do Oeste do Pará Universidade Federal do Oeste do Pará UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ Boletim de Serviço ANO V Nº 55 (ADITIVO III) SEXTA-FEIRA, 26 DE SETEMBRO DE 2014 O Boletim de Serviço da Universidade Federal

Leia mais

Universidade Católica de Brasília UCB Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa PRPGP

Universidade Católica de Brasília UCB Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa PRPGP RESOLUÇÃO CONSEPE N.º 19/2004 DE 17/06/2004 Aprova as Normas Complementares de Pesquisa que regulam a apresentação, a aprovação e o acompanhamento dos Projetos de Pesquisa no âmbito da UCB, e determina

Leia mais

EDITAL FAPEAL Nº 04/2015 AUXÍLIO À PARTICIPAÇÃO EM REUNIÃO CIENTÍFICA NO BRASIL OU NO EXTERIOR - ARC

EDITAL FAPEAL Nº 04/2015 AUXÍLIO À PARTICIPAÇÃO EM REUNIÃO CIENTÍFICA NO BRASIL OU NO EXTERIOR - ARC Rua Melo Moraes, 354, CEP 57020-330 Centro Maceió - Alagoas Fone: 82 3315 2200/3315 2232. E-mail: atendimento@fapeal.br EDITAL FAPEAL Nº 04/2015 AUXÍLIO À PARTICIPAÇÃO EM REUNIÃO CIENTÍFICA NO BRASIL OU

Leia mais

EDITAL N o EXPANSÃO DA REDE DO MESTRADO PROFISSIONAL EM HISTÓRIA PROFHISTÓRIA CHAMADA A PROPOSTAS DE ADESÃO

EDITAL N o EXPANSÃO DA REDE DO MESTRADO PROFISSIONAL EM HISTÓRIA PROFHISTÓRIA CHAMADA A PROPOSTAS DE ADESÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO PROFISSIONAL EM HISTÓRIA EDITAL N o EXPANSÃO DA REDE DO MESTRADO PROFISSIONAL EM HISTÓRIA

Leia mais

Volmar Bucco Junior Auditor Público Externo Consultor Adjunto de Estudos, Normas e Avaliação volmar@tce.mt.gov.br (65)3613-7567

Volmar Bucco Junior Auditor Público Externo Consultor Adjunto de Estudos, Normas e Avaliação volmar@tce.mt.gov.br (65)3613-7567 Auditor Público Externo Consultor Adjunto de Estudos, Normas e Avaliação volmar@tce.mt.gov.br (65)3613-7567 D E S P E S A P Ú B L IC A Conceito Fases da despesa orçamentária Formas de evitar o fracionamento

Leia mais

CONTAGEM DO PRAZO LEGAL

CONTAGEM DO PRAZO LEGAL Curso de Licitação. Pregão Presencial e Pregão Eletrônico Professor: Antônio Noronha Os 3 Caminhos Possíveis para Aquisição/ Serviços, etc... Licitação; Dispensa de Licitação; Inexigibilidade de Licitação.

Leia mais