Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER"

Transcrição

1 Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: / Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recurso contra decisão denegatória de acesso à informação. Não há restrição de acesso. Ato normativo Dentro do escopo da LAI. Local de fácil acesso Trabalho adicional. Pedido genérico. Pedido desproporcional e desarrazoado. Informação em transparência ativa - Conhecido e desprovido Recomendações. Omissão. Ministério da Fazenda MF / Receita Federal do Brasil RFB. Recorrente: Pessoa Jurídica CNPJ xx /0001-xx Senhor Ouvidor-Geral da União, 1. O presente parecer trata de solicitação de acesso à informação pública, com base na Lei nº /2011, conforme resumo descritivo abaixo apresentado: RELATÓRIO Data Teor Pedido 23/04/201 Pessoa Jurídica solicita o seguinte à Receita Federal do Brasil: 4 (a) Acesso às obrigações acessórias aptas a viabilizar a constituição unilateral ( confissão de dívida ) do crédito tributário por parte do sujeito passivo da obrigação tributária (a exemplo da atual DCTF Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais), que foram criadas no âmbito da administração tribu- 21

2 tária Federal com esteio na autorização legal concedida pelo art. 5º do Decreto-Lei nº 2.124, de (DOU ), para o período abrangido pelos anos de 1984 até 1998; (b) Identificar, para cada um dos anos de 1984 a 1998, o nome e a sigla dado a cada obrigação acessória listada na resposta à alínea a ; (c) Cópia de todos os atos (Portarias, Instruções Normativas, etc.), editados pela administração tributária federal (SRF, RFB etc.), mediante os quais, ao dar publicidade à instituição de cada uma das obrigações acessórias listadas na resposta à alínea a, expressamente deu conhecimento aos contribuintes de que essas obrigações acessórias em particular eram aptas à constituição unilateral ( confissão de dívida ) do crédito tributário nelas dito como existente, com esteio na autorização contida no art. 5º do Decreto-Lei nº 2.124, de , inclusive no exercício da delegação contida na Portaria MF nº 118, de (DOU ); (d) Cópia do formulário ou modelo da correspondente obrigação acessória criada por cada um desses atos normativos, devendo-se, ainda, informar, para cada formulário ou modelo: i) o campo específico das mesmas onde o contribuinte é expressamente cientificado de que, mediante tal obrigação acessória, estaria realizando a constituição unilateral ( confissão de dívida ) do crédito tributário nelas dito como existente; ou ii) a inexistência, no formulário/modelo, desse registro de ciência do contribuinte a respeito dessa questão; (e) Existindo, para esses mesmos anos (1984 a 1998), obrigações acessórias criadas pela administração tributária federal sem que o ato normativo que a criou tenha aludido, como fundamento do mesmo, a autorização legal contida no art. 5º do Decreto-Lei nº 2.124, de , mas, mesmo assim, tenham sido instituídas com essa mesma finali- 22

3 dade ou seja, constituição unilateral ( confissão de dívida ) do crédito tributário por parte do sujeito passivo da obrigação tributária informar, para cada um desses anos: i. O nome e a sigla dado a cada uma delas; ii. iii. iv. O dispositivo específico de Lei (formal e material), vigente nesses anos, que deu à administração tributária a competência para, por norma infra-legal, criar obrigações acessórias aptas à constituição unilateral ( confissão de dívida ) do crédito tributário por parte do sujeito passivo; Cópia do ato normativo que deu publicidade à criação da obrigação acessória e expressa ciência aos contribuintes dessa especial aptidão a ela agregada; Cópia do formulário ou modelo da correspondente obrigação acessória assim instituída, devendo-se, ainda, informar, para cada formulário ou modelo: i) o campo específico das mesmas onde o contribuinte é expressamente cientificado de que, mediante tal obrigação acessória, estaria realizando a constituição unilateral ( confissão de dívida ) do crédito tributário nelas dito como existente; ou ii) a inexistência, no formulário/modelo, desse registro de ciência do contribuinte a respeito dessa questão. Resposta Inicial 02/05/ A Receita Federal do Brasil indeferiu pedido do recorrente, com base nos incisos I, II e III do artigo 13 do Decreto n 7.724/12. Ademais, informa o seguinte: Que não serão atendidos os pedidos genéricos, ou seja, aqueles que sejam tão abrangentes ou que não estejam delimitados, que possam paralisar a própria Administração, o que vai de encontro ao também constitucional princípio da eficiência; que o decreto determinou expressamente que os pedidos 23

4 Recurso à Autoridade Superior 10/05/201 4 desproporcionais ou desarrazoados não serão atendidos, o que respeita o implícito (mas constitucional) princípio da proporcionalidade e; que a Administração está desobrigada de atender pedido que exija trabalho adicional de análise, interpretação ou consolidação de dados e informações; No requerimento a, o Interessado deseja saber todas as obrigações acessórias entre o ano de 1984 e 1998 que constituíram o crédito tributário. Além da clara generalidade do pedido, ele demanda análise e consolidação de dados históricos desde Note-se que o crédito tributário prescreve em cinco anos, ou seja, é praticamente impossível que tais informações estejam atualmente consolidadas, inclusive para o público interno da RFB; Os requerimentos b, c e d decorrem do requerimento a e sofrem o mesmo problema quanto à generalidade, motivo pelo qual a sua resposta demandaria o trabalho adicional de análise, interpretação e consolidação de informações. Além disso, os atos normativos que a RFB expedem são públicos, podendo ser acessados no sítio que contém, inclusive, a interpretação de diversas dessas normas; Quanto ao requerimento e, além de decorrer dos demais, tem a especificidade de demandar a interpretação de norma tributária, o que é um desvirtuamento do objetivo da LAI, conforme disposto no item 4.3. Para tanto, existe o instituto da consulta tributária, em que o sujeito passivo da obrigação tributária ou acessória pode consultar a RFB sobre a sua interpretação de um assunto tributário ou aduaneiro. Atualmente regulamentado pela IN RFB nº 1.396, de 2013, convém destacar que a solução de consulta é publicada na Internet, em respeito à própria LAI. Inconformado com a resposta inicial, o recorrente interpõe recursos com os seguintes argumentos: Inexistência de generalidade no pedido: o pedido formulado é, sim, específico, isto é, determinado ou delimitado, com definição clara do escopo temporal e temático, sabendo-se, com clareza, o tipo de informação que se quer e os documentos que se quer obter; 24

5 O pedido não é desproporcional e nem desarrazoado: do ponto de vista teórico, desproporcional é o pedido que busca alcançar finalidade mediante o emprego de meios absurdamente custosos. Em instante algum a RFB demonstra ou fundamenta as razões pelas quais entende que este pedido específico seria desproporcional ou desarrazoado. Muito menos é desarrazoado, ou seja, despropositado, disparatado ou sem razão. O pedido está posto de forma lógica, clara, detalhada, especificando exatamente a informação e os documentos que requer o Poder Público lhe forneça, delimitando, ainda, o período de tempo específico envolvido. Não há como se lhe atribuir qualquer pecha de algo disparatado ou absurdo. O pedido foi formulado para e respondido pela Secretaria da Receita Federal do Brasil. Trata-se de órgão público especializado exatamente nesses assuntos, com pessoal técnico treinado e estrutura administrativa e sistemas preparados para lidar justamente com o tipo de informação e de documento requerido. Trata-se de informação que compõe o dia-a-dia desse órgão, parte de sua razão de ser; Não se aplica ao caso a regra do Inciso III do art. 13 do Decreto 7.724/12: não se poder imaginar um processo de fornecimento de informações que seja eficaz sem a realização dos trabalhos de análise, interpretação e, eventualmente, de consolidação de informações/dados por parte do Órgão Público. A necessidade do desenvolvimento de esforços de análise, interpretação ou de consolidação para atender a um pedido de acesso a informações públicas não pode ser motivo algum para a sua negativa, posto que isso é claramente atividade inerente ao próprio processo, especialmente diante de tantos cuidados, limites, exigências, etc., impostos pela LIA na prestação desse dever de transparência. Requerer que a RFB órgão especializado exatamente no assunto forneça cópia dos atos normativos de criação de obrigações acessórias em que ela própria, de forma expressa e objetiva, determinou que tinham o fim específico de viabilizar a constituição unilateral ( confissão de dívida ) do crédito tributário por parte do sujeito passivo da obrigação tributária, não demanda a realização de nenhuma análise, interpretação ou consolidação incomuns, anormais, ou comprovadamente exorbitantes da que um órgão especializado em administração tributária ordinariamente empreende. A RFB em nenhum momento 25

6 trouxe dados objetivos que demonstrassem ser a identificação objetiva dessas normas por ela mesma editadas nos anos específicos apontados alguma coisa que exigisse trabalhos acima daqueles que são normalmente exigidos. E afirmar sem nada provar, é o mesmo que nada dizer, especialmente se a afirmação é posta com o intuito explícito de negar direito constitucional fundamental. Impossibilidade de substituição do acesso à informação pública viabilizada pela LAI pelo Processo de Consulta à RFB. Criação de obstáculos inadmissíveis: O pedido de acesso a informações públicas (...) não tem como pressuposto a existência de dúvida; No primeiro caso (consulta), pede-se análise da legislação aplicável a determinada situação concreta, dissipando-se dúvida identificada pelo contribuinte na aplicação a um determinado fato; no segundo (pedido de acesso a informações), requer-se o franqueamento do acesso a informações de responsabilidade e sob a guarda da Administração, que não é obrigada a esclarecer qualquer tipo de dúvida no que tange à aplicação concreta das informações disponibilizadas em respeito a fatos. Essa tentativa da RFB de fugir de seu dever de conceder acesso à informação de que dispõe, empurrando o peticionante para o processo de Consulta à legislação tributária, consiste, na verdade, numa forma inadmissível de negar em definitivo o acesso à informação pública demandada, pois a RFB sabe que o pedido formulado no presente processo não se enquadra nas exigências legais e regulamentares do Processo de Consulta; Incabível a alegação de prazo prescricional para negar acesso à informação pública: o fato do crédito tributário prescrever em cinco anos não tem nenhuma relação com o direito ao acesso a informações e nem é razão válida, nem ad argumentandum, para negá-lo. Em nenhum lugar a Constituição e nem a LAI vedou pedido de acesso a informações de dados históricos, ou que já esteja fora de algum prazo decadencial ou prescricional para reclamar o eventual direito implicado, direta ou indiretamente. A alegação de que se trata de informação que envolve período iniciado em 1984 não tem relevância alguma (exceto como razão para negar por negar), pois a guarda e rápido manuseio das normas de anos anteriores é necessária para o desem- 26

7 Resposta do Recurso à Autoridade Superior Recurso à Autoridade Máxima Resposta do Recurso à Autoridade Máxima Recurso à CGU *** Não houve resposta. 27/05/201 4 penho das atividades normais da RFB, pois o fato gerador se funda na legislação vigente na data de sua ocorrência (CTN, 144) mesmo que leve dezenas de anos para o término do processo para sua cobrança - e ainda há muita legislação tributária federal vigente no País que data de muitos anos atrás. Rotineiramente são divulgadas pela RFB soluções de consulta e decisões de delegacias de julgamento que se referem a fatos e a normas de muitos anos atrás, sem problemas. Recorrente utiliza o espaço para o recurso à autoridade superior para dirigir-se diretamente à CGU. Afirma que diante da decisão da Receita Federal do Brasil de negar o atendimento ao pedido de informações solicitadas, apresentou, tempestivamente, o Recurso de 1ª Instância no dia Contudo, até apresente data a resposta que deveria ser dada em até 5 (cinco) dias - não foi apresentada sem sequer o e-sic informar qualquer tramitação dada ao dito recurso, afrontando, de forma clara, as disposições legais e cerceando o direito à informação. *** Não houve resposta. 04/06/201 4 Reitera a afirmação de que diante da decisão da Receita Federal do Brasil de negar o atendimento ao pedido de informações solicitadas, apresentou, tempestivamente, o Recurso de 1ª Instância no dia Contudo, até apresente data a resposta que deveria ser dada em até 5 (cinco) dias - não foi apresentada sem sequer o e-sic informar qualquer tramitação dada ao dito recurso, afrontando, de forma clara, as disposições legais e cerceando o direito à informação. Informações 09/06/201 Para melhor instrução do pedido de acesso em epígrafe, esta 27

8 adicionais É o relatório. 4 11/06/201 4 CGU enviou solicitações de informações adicionais ao Serviço de informações ao cidadão do Ministério da Fazenda. Além de questões relativas ao pedido de acesso em si, que serão tratadas na análise do Parecer, foi-nos informado que o recurso de primeira instância foi respondido mediante a edição do Parecer Cosit n 5, de 03 de Junho de 2014, e que o não atendimento do prazo de 05 dias para responder ao cidadão ocorreu devido a falhas técnicas no sistema e-processo, que impossibilitaram a aprovação e as assinaturas digitais do documento elaborado, bem como o consequente envio ao SIC / MF para a ciência do interessado. De fato, esta CGU recebeu o Parecer Cosit n 5; no entanto, o recebeu como resposta à solicitação de informações adicionais enviada no dia 09 de Junho de 2014 e, por isso, este Parecer não será tratado como resposta ao recurso dirigido à autoridade hierarquicamente superior à que proferiu a resposta inicial, o qual permanecerá no Relatório como se o órgão tivesse se omitido na resposta. Análise 2. Registre-se que o Recurso foi apresentado à CGU de forma tempestiva e recebido na esteira do disposto no caput e 1º do art. 16 da Lei nº /2011, bem como em respeito ao prazo de 10 (dez) dias previsto no art. 23 do Decreto nº 7724/2012, in verbi: Lei nº /2011 Art. 16. Negado o acesso a informação pelos órgãos ou entidades do Poder Executivo Federal, o requerente poderá recorrer à Controladoria-Geral da União, que deliberará no prazo de 5 (cinco) dias se: 28

9 (...) 1o O recurso previsto neste artigo somente poderá ser dirigido à Controladoria Geral da União depois de submetido à apreciação de pelo menos uma autoridade hierarquicamente superior àquela que exarou a decisão impugnada, que deliberará no prazo de 5 (cinco) dias. Decreto nº 7724/2012 Art. 23. Desprovido o recurso de que trata o parágrafo único do art. 21 ou infrutífera a reclamação de que trata o art. 22, poderá o requerente apresentar recurso no prazo de dez dias, contado da ciência da decisão, à Controladoria-Geral da União, que deverá se manifestar no prazo de cinco dias, contado do recebimento do recurso. 3. Quanto ao cumprimento do art. 21 do Decreto n.º 7.724/2012, observa-se que o serviço de informações ao cidadão do Ministério da Fazenda não respondeu aos recursos impetrados pelo recorrente. Por conseguinte, verificou-se que a informação solicitada existe e é identificável; ainda, constatados a existência dos pressupostos de admissibilidade necessários à formalidade exigível pela legislação, conhece-se o recurso em epígrafe e, portanto, passa-se à análise de mérito. 4. Segundo o Professor e tributarista Kiyoshi Harada, pode-se definir a obrigação tributária como uma relação jurídica que decorre da lei descritiva do fato pelo qual o sujeito ativo (União, Estados, DF ou Municípios) impõe ao sujeito passivo (contribuinte ou responsável tributário) uma prestação consistente em pagamento de tributo ou penalidade pecuniária (artigo 113, 1, do Código Tributário Nacional CTN), ou prática ou abstenção de ato no interesse da arrecadação ou da fiscalização tributária (artigo 113, 2, do CTN). Dessa conceituação, depreende-se que da obrigação tributária podem-se extrair seus elementos constitutivos, a lei, o fato, os sujeitos e a prestação ou objeto. A prestação, dessa maneira, desdobra-se em prestação de dar (obrigação principal) e em prestação de fazer ou não fazer alguma coisa (obrigação acessória). 5. A obrigação tributária principal surge com a ocorrência do fato gerador (situação abstrata, descrita na lei, a qual, uma vez ocorrida em concreto enseja o nascimento da obrigação tributária, segundo Harada) e tem por objeto o pagamento de tributo ou penalidade pecuniária. De outra forma, a obrigação tributária acessória decorre da legislação tributária e tem por objeto as prestações, positivas ou negativas, nelas previstas no interesse da arrecadação ou da fiscalização dos tributos. Por conseguinte, a simples inobservância da obrigação tributária acessória transforma-a em 29

10 obrigação principal em relação à penalidade pecuniária. Observe-se o que dispõe o Código Tributário Nacional, Lei n 5.172, de 25 de Outubro de 1966: Art A obrigação tributária é principal ou acessória. 1º A obrigação principal surge com a ocorrência do fato gerador, tem por objeto o pagamento de tributo ou penalidade pecuniária e extingue-se juntamente com o crédito dela decorrente. 2º A obrigação acessória decorre da legislação tributária e tem por objeto as prestações, positivas ou negativas, nela previstas no interesse da arrecadação ou da fiscalização dos tributos. 3º A obrigação acessória, pelo simples fato da sua inobservância, converte-se em obrigação principal relativamente à penalidade pecuniária. Art Fato gerador da obrigação principal é a situação definida em lei como necessária e suficiente à sua ocorrência. Art Fato gerador da obrigação acessória é qualquer situação que, na forma da legislação aplicável, impõe a prática ou a abstenção de ato que não configure obrigação principal.(grifo meu). 6. Após breve contextualização do tema tratado neste Parecer, deve-se passar à análise conceitual dos termos destacados na legislação de acesso que se encontram no centro desta lide administrativa entre o recorrido e a Administração Pública. Para negar o pedido de acesso à informação solicitada, a Receita Federal do Brasil utilizou como argumento principal o artigo 13 do Decreto n 7.724/12, a seguir: Art. 13. Não serão atendidos pedidos de acesso à informação: I - genéricos; II - desproporcionais ou desarrazoados; ou III - que exijam trabalhos adicionais de análise, interpretação ou consolidação de dados e informações, ou serviço de produção ou tratamento de dados que não seja de competência do órgão ou entidade. Parágrafo único. Na hipótese do inciso III do caput, o órgão ou entidade deverá, caso tenha conhecimento, indicar o local onde se encontram as informações a partir das quais o requerente poderá realizar a interpretação, consolidação ou tratamento de dados. 210

11 7. Dessa maneira, o órgão público considerou que não é possível aferir-se de pronto a informação solicitada, visto que não foram solicitados atos normativos específicos, mas apenas se delimitou o período (1984 a 1998), indagando-se se existia ou não algum ato normativo da RFB que estabelecia obrigação acessória com efeito de confissão de dívida, o que tornaria o pedido genérico. 8. No mesmo sentido da negativa e com base nos incisos I e II do supramencionado Decreto regulamentador, a Receita Federal do Brasil, em resposta à solicitação de informações feita por esta CGU, argumenta que o pedido também é desproporcional e que exige trabalho adicional de análise, interpretação e consolidação que atrapalhariam de forma substancial a rotina hodierna da entidade. 9. Portanto, percebe-se que a fundamentação da negativa de acesso encontra-se nos conceitos de pedido genérico, de pedido desarrazoado e desproporcional e de trabalho adicional de análise. Esta Controladoria-Geral da União já possui entendimento consolidado sobre estes conceitos, no âmbito da legislação de acesso à informação. De acordo com o Despacho de Julgamento desta CGU, referente aos processos n , n , n e n , em que cidadão pede acesso a cópia de todos os ofícios/documentos assinados pelo então ministro da Fazenda, Pedro Malan, no ano de 1995, 1997 e 1998, entende-se pedido genérico da seguinte forma: Necessário ainda que se leve em consideração, nesse contexto, o conceito de pedido genérico, insculpido no inciso I do art. 13 do Decreto nº 7.724/2012. Com efeito, não há como admitir que o demandante se esquive do ônus de delimitar, de forma clara e precisa, conforme prevê o art. 12 do Decreto nº 7.724/2012, seu requerimento de informação, a fim de que seja propriamente apreciado. Na verdade, a imprecisão do pedido genérico impossibilita até mesmo que a Administração diligencie no sentido de satisfazer a demanda do requerente, tornando impossível, do ponto de vista fático, o atendimento ao pedido. Ocorre que o conceito de pedido genérico, para que possa ser melhor compreendido, acarreta, a contrário sensu, uma definição a respeito do significado de pedido específico no âmbito da Lei de Acesso à Informação. Desse modo, a Controladoria-Geral da União buscou, tanto na experiência internacional quanto na experiência da Administração Pública Federal, a melhor forma de explicitá-lo, e tem entendido que, para ser suficientemente específico, o pedido deve preencher os seguintes requisitos: 211

12 a) o assunto do registro solicitado deve ser indicado de modo individualizado e com suficiente particularidade quanto ao tempo, lugar e evento, de forma a permitir que o servidor do órgão ou entidade que tenha familiaridade com o assunto possa identificá-lo de maneira célere e precisa; b) de forma complementar, deve ser indicada, de maneira clara, a listagem dos documentos que sirvam de suporte à informação, com suas respectivas datas de emissão, período de vigência, origem e destino. 10. Assim, observa-se que o pedido do requerente não pode ser enquadrado nas características de um pedido genérico, o qual é um pedido incompreensível, que não permite sua recuperação, ou seja, uma condição de validade do pedido. A solicitação do autor, além de estar delimitada temporalmente, está muito bem definida por assunto e características próprias, o que o tornam perfeitamente identificável, apesar de não apontar quais atos normativos específicos devem ser recuperados nos sistemas da RFB. 11. No entanto, ao se ponderar sobre a proporcionalidade do pedido, é necessário que se verifique se seu atendimento irá resultar em ônus excessivo em termos de gastos públicos e mobilização desproporcional de recursos humanos, o que impactaria negativamente a atividade rotineira do órgão. É específico, dessa maneira, o pedido que solicita todos os documentos produzidos por determinado órgão acerca de assunto definido durante determinado período de tempo. Contudo, a depender do assunto e do volume de documentos, a sua disponibilização poderá implicar a triagem de milhares de documentos, o que impactaria negativamente as regulares atividades do órgão. 12. Assim, da mesma maneira, para se considerar um pedido desarrazoado, resumidamente, deve-se avaliar se o autor do pedido, ao apresentá-lo, não observa os deveres impostos pela Lei n 9.784/99, a seguir: Art. 4º São deveres do administrado perante a Administração, sem prejuízo de outros previstos em ato normativo: I - expor os fatos conforme a verdade; II - proceder com lealdade, urbanidade e boa-fé; III - não agir de modo temerário; 212

13 IV - prestar as informações que lhe forem solicitadas e colaborar para o esclarecimento dos fatos. 13. Em relação ao argumento apresentado pela RFB de que o atendimento ao pedido de acesso enseja em trabalho adicional ao órgão, é importante ressaltar que todo pedido de acesso à informação demanda, de uma forma ou de outra, um trabalho adicional ao órgão. Quando o Decreto 7.724/2012, que regulamenta a lei de acesso, veta o atendimento de pedidos que demandem trabalho adicional, faz-se referência a trabalhos que mobilizam de forma intensa o corpo funcional do órgão demandado, de modo a atrapalhar o desempenho das demais funções institucionais. Assim, esta Controladoria-Geral da União entende que, quando, para o pleno atendimento do pedido, for necessário trabalho adicional de interpretação, consolidação ou tratamento de dados e informações, o órgão ou entidade deverá disponibilizar os dados e informações no modo e suporte em que se encontrarem, a fim de que o próprio solicitante possa realizar sua interpretação, consolidação ou tratamento. 14. Dessa forma, apesar de o pedido do solicitante não ser genérico ou desarrazoado, acredito que ele se enquadre nas hipóteses dos incisos II e III do artigo 13 do Decreto n 7.724/12, ou seja, o pedido é desproporcional e necessita de trabalhos adicionais de análise, interpretação e consolidação de dados ou informações, conforme o demostram as informações repassadas pela Receita Federal do Brasil a esta CGU, a seguir: No acervo da biblioteca desta Cosit, existem cerca de (um mil e quatrocentas) instruções normativas expedidas no período de 1984 a 1998, que não foram digitalizadas, estando guardadas em pastas. Ainda que se levasse em consideração que as obrigações acessórias tenham sido instituídas apenas por meio de instruções normativas da RFB (o que provavelmente não ocorreu, em vista do disposto no item 4), o atendimento ao pedido do solicitante demandaria um trabalho hercúleo de pesquisa e consolidação de todas aquelas que instituíram obrigações acessórias com fundamento no art. 5º do Decreto-Lei nº 2.124, de

14 Atender ao requerimento de (...) implica fazer um levantamento de toda a legislação tributária federal vigente no período de 1984 a De posse desse levantamento, proceder-se-ia a uma pesquisa histórica, com rigor cronológico, a fim de saber quais eram os tributos sujeitos a lançamento por homologação àquela época e quais eram as declarações a que os contribuintes eram obrigados. Dentre estas, identificar-se-iam aquelas que eram apenas informativas, separando-as das constitutivas. Feito isso, identificar-se-iam os atos infralegais relacionados às declarações, os anexos, as instruções de preenchimento, formulários, etc. E por fim iniciar-se-iam os trabalhos de extração de cópias, encadernação, arquivamento e rearquivamento.(grifo meu). 15. Acredito, da mesma forma, que esta pesquisa pode ser feita pelo próprio solicitante, uma vez que as informações requeridas já se encontram em caráter público, tanto no sítio eletrônico da RFB quanto no Diário Oficial da União. À Controladoria-Geral da União, a Receita Federal do Brasil afirmou que o solicitante poderá realizar a sua pesquisa tanto por meio dos links abaixo quanto por meio dos documentos existentes em sua biblioteca, o que se coaduna com preceitos da Lei n /11: Esclareça-se, ainda, que os atos normativos da RFB não se encontram exclusivamente sob a sua guarda, sendo publicados no Diário Oficial da União (DOU) e na internet, no site da RFB, por meio dos links: <http://www.receita.fazenda.gov.br/legislacao/default1.htm> (consulta por ato legal, tributário, aduaneiro ou administrativo, podendo ser encontrados atos editados a partir de 1984) ou <http://www.receita.fazenda.gov.br/legislacao/legisassunto/default.htm> (consulta da legislação por assunto, incluídas as obrigações acessórias, tais como a DIPJ, DIRF, DIRPF etc.). Ademais, qualquer cidadão interessado pode pesquisar, na biblioteca do Ministério da Fazenda, os livros que contêm os atos normativos editados na época em que a competência para dispor sobre obrigações tributárias acessórias era do Ministro, e os documentos expedidos sequer eram digitalizados (como os solicitados pelo SIC em referência). Informe-se que o interessado poderá fazer as pesquisas no acervo referente ao período solicitado ( ), inclusive podendo ex- 214

15 trair as cópias necessárias, desde que marque previamente horário e arque com as custas das cópias (...) Lei n /11 Art. 11. O órgão ou entidade pública deverá autorizar ou conceder o acesso imediato à informação disponível. 1 o Não sendo possível conceder o acesso imediato, na forma disposta no caput, o órgão ou entidade que receber o pedido deverá, em prazo não superior a 20 (vinte) dias: I - comunicar a data, local e modo para se realizar a consulta, efetuar a reprodução ou obter a certidão; II - indicar as razões de fato ou de direito da recusa, total ou parcial, do acesso pretendido; ou 6 o Caso a informação solicitada esteja disponível ao público em formato impresso, eletrônico ou em qualquer outro meio de acesso universal, serão informados ao requerente, por escrito, o lugar e a forma pela qual se poderá consultar, obter ou reproduzir a referida informação, procedimento esse que desonerará o órgão ou entidade pública da obrigação de seu fornecimento direto, salvo se o requerente declarar não dispor de meios para realizar por si mesmo tais procedimentos. (grifo meu). Art. 12. O serviço de busca e fornecimento da informação é gratuito, salvo nas hipóteses de reprodução de documentos pelo órgão ou entidade pública consultada, situação em que poderá ser cobrado exclusivamente o valor necessário ao ressarcimento do custo dos serviços e dos materiais utilizados. 16. Por conseguinte, verificou-se que a Receita Federal do Brasil se omitiu em responder ao cidadão, nas instâncias recursais internas do órgão. Deve-se ficar claro que a lei de acesso à informação é mecanismo legal que procura instrumentalizar o direito humano de acesso à informação, consagrado na Constituição Federal de 1988, e em diversos Tratados e Convenções internacionais assinadas pelo Estado Brasileiro. 17. Dessa forma, o cidadão quando a utiliza, seja para ter acesso a documentos oficiais, seja para tomar conhecimento de procedimentos internos afetos à organização estatal, está exercendo um direito inerente à cidadania que é garantido pelo ordenamento jurídico do Estado. Portanto, a omissão do órgão público constitui ofensa à própria cidadania, uma vez que inviabiliza o exercício de um direito inerente à pessoa humana. Por isso, a Receita Federal do Brasil deve sanar essa 215

16 falha no seu fluxo interno de atendimento ao cidadão, de forma a garantir o pleno exercício de direitos fundamentais no âmbito de suas atribuições e responsabilidades. Conclusão 18. De todo o exposto, opina-se pelo conhecimento e pelo desprovimento do referido recurso, uma vez que a informação solicitada é desproporcional e demanda trabalho adicional de análise, interpretação e consolidação de dados e informações, as quais impactariam nas atividades rotineiras do órgão demandado. 19. Por fim, observamos que o recorrido descumpriu procedimentos básicos da Lei de Acesso à Informação. Nesse sentido, recomenda-se orientar a autoridade de monitoramento competente que reavalie os fluxos internos para assegurar o cumprimento das normas relativas ao acesso à informação, de forma eficiente e adequada aos objetivos legais, em especial recomenda-se: a) Não se omitir nas respostas ao cidadão. JORGE ANDRÉ FERREIRA FONTELLES DE LIMA Analista de Finanças e Controle D E C I S Ã O 216

17 No exercício das atribuições a mim conferidas pela Portaria n da Controladoria-Geral da União, de 22 de agosto de 2013, adoto, como fundamento deste ato, o parecer acima, para decidir pelo desprovimento do recurso interposto, nos termos do art. 23 do referido Decreto, no âmbito do pedido de informação nº / , direcionado ao Ministério da Fazenda MF / Receita Federal do Brasil RFB. JOSÉ EDUARDO ELIAS ROMÃO Ouvidor-Geral da União 217

18 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Folha de Assinaturas Documento: PARECER nº 2784 de 08/07/2014 Referência: PROCESSO nº / Assunto: Recurso contra decisão denegatória de acesso à informação. Signatário(s): JOSE EDUARDO ELIAS ROMAO Ouvidor Assinado Digitalmente em 08/07/2014 Este despacho foi expedido eletronicamente pelo SGI. O código para verificação da autenticidade deste documento é: b08b437_8d168c7299e0b71

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 12632.000007/201-88 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 12649.010650201-50 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação requerido

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 99928.000338/2014-81 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 25820.005586/20-07 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Referência: 23480.000934/-03 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Recurso contra decisão denegatória ao pedido

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 23480.005142/2014-17 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 08850.002672/2014-64 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Referência: 16853.000395/2014-53, 16853.000483/2014-55 e 16853.000484/2014-08.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Referência: 16853.000395/2014-53, 16853.000483/2014-55 e 16853.000484/2014-08. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 16853.000395/201-53, 16853.00083/201-55 e 16853.0008/201-08. Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra decisão denegatória ao

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrições.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrições. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 99923.000637/2014-65 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 52750.00099/201-80 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 23480.006004/20-55 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 03950.001198/20-10 Assunto: Restrição de acesso: Providências adicionais Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: M.

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DESPACHO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DESPACHO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DESPACHO Referência: 03950.001832.2012-44 Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação requerido ao Assunto: Ministério do Planejamento,

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 23480.011934/2014-21 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 25820.004445/20-69 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 21900.000071/20-23. Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra resposta incorreta ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Leia mais

caput do art. 16 da Lei nº 12.527/2011; Súmula nº 1/2015 CMRI:

caput do art. 16 da Lei nº 12.527/2011; Súmula nº 1/2015 CMRI: Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 08850.001451/20-50. Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra resposta

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Referência: 16853.000328/201-39 Assunto: Restrição de acesso: Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Não há restrição

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 46800.001705/2014-33. Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União Referência: 99908.000257/201-8 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: PARECER

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 99901.000755/2014-21 Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra informação incompleta. Não há restrição de acesso. Ementa: Recursos

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 99905.000295/2014-00 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 99903.000554/2014-12 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Referência: 16853.002398/2013-41 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Recurso contra decisão

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Referência: 12649.000865/-43 Assunto: Restrição de acesso: Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Leia mais

P A R E C E R Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União

P A R E C E R Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União P A R E C E R Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União Referência: 99902.001414201-82 Assunto: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Recorrente: Órgão ou Caixa

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 99901.000285/201-0 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recurso contra decisão denegatória ao

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 16853.000529/2014-36 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 7400.011101/201-6 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO DESPACHO Referência: 16853.007273/2012-26 Assunto: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação requerido ao Ministério da Fazenda pelo Senhor Ministro de Estado Chefe da, 1. O presente

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 99923000171201317 Assunto: PARECER Recurso contra decisão ao pedido de acesso à informação requerido à Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos - ECT Senhor Ministro de Estado Chefe da,

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 23480.006773/2014-53 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: F. R. N. Recurso contra

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Não há.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Não há. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União Referência: 16853.000972/201-15 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: PARECER Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 03950.000100/2015-80 Assunto: Restrição de acesso: Providências adicionais: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente:

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 23480.004183/2015-77; 23480.005042/2015-71. Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente:

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO Referência: 16853.000161/2013-25 Assunto: PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DESPACHO Recurso contra decisão proferida pelo Ministério da Fazenda - MF ao pedido de acesso à informação apresentado via e-sic pelo

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 2380.00336/201-13 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: R. B. Recurso contra decisão

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 25820.001982/20-38 Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra informação recebida por meio diferente do solicitado. Não há restrição

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO. Ministério do Desenvolvimento Social MDS. Pedido desproporcional ou desarrazoado.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO. Ministério do Desenvolvimento Social MDS. Pedido desproporcional ou desarrazoado. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO Referência: 71200.000472/2013-87 Assunto: Recorrente: Órgão ou entidade recorrido (a): Restrição de acesso: Ementa: Recurso contra decisão

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO DESPACHO Referência: 16853.007082/2012-64 Assunto: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação requerido ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior MDIC pelo

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra resposta incompleta ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra resposta incompleta ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 90513.000117/201-18 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra resposta

Leia mais

CGU Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação

CGU Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação PARECER Referência: 21900.000383/201-37 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade

Leia mais

Referência: 60502.002804/2013-47 Assunto: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação Restrição Não se aplica

Referência: 60502.002804/2013-47 Assunto: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação Restrição Não se aplica Referência: 60502.002804/2013-47 Assunto: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação Restrição Não se aplica de acesso: Ementa: Ofício expedido pelo Comando do Exército Dentro

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 02680.000042/2015-59 Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 46800.003150/2013-83 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Fundação Universidade de Brasília UNB. RELATÓRIO Data Teor

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Fundação Universidade de Brasília UNB. RELATÓRIO Data Teor PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 2480.024/201-15 Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 99923.00022/201- Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recurso contra acesso incompleto à informação.

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 37400.005920/20-25 Assunto: Restrição de acesso: Providências adicionais: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente:

Leia mais

CGU Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação

CGU Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação PARECER Referência: 060.001820/201-27 Assunto: Restrição de acesso: Providências adicionais:

Leia mais

PRESIDENCIA DA REPUBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União

PRESIDENCIA DA REPUBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PRESIDENCIA DA REPUBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União Referência: 99901.00141/201-48 Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra resposta incorreta ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra resposta incorreta ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 4800.00043/201-2. Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra resposta incorreta

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO Referência: Processo nº 23480.21258/2013-12 Assunto: Recurso contra omissão da Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 538500002320116 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recurso contra decisão denegatória ao pedido

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 23480.033417/20-21 Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Referência: 16853.000304/ Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Recurso contra decisão denegatória ao pedido

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 00077.000807/201-81 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Não há.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Não há. Referência: 25820.006459/2013-17 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Recurso contra decisão

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 16853.000365/201-7 Assunto: Restrição de acesso: Providências adicionais Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso

Leia mais

PRESIDENCIA DA REPUBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União

PRESIDENCIA DA REPUBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PRESIDENCIA DA REPUBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União Referência: 60502.0078/201-69 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 53850.000713/201-32 Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Não há restrição

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 2380.009009/201-30 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra Informação

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Não há.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Não há. Referência: 00086.000607/2013-10 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Recurso contra decisão

Leia mais

CGU Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação

CGU Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação PARECER Referência: 23480.010059/2015-41 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 99901.00091/201-1 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 02680.000532/201-7 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra omissão e

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO DESPACHO Referência: 48700.002040/-58 Assunto: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação requerido ao Ministério de Minas e Energia MME. Senhor Ministro de Estado Chefe da, 1.

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 50650.001035/2014-93 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra Informação

Leia mais

PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 23480.004196/2015-46 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão

Leia mais

Relação de Consumo Informação incorreta Canal alternativo;

Relação de Consumo Informação incorreta Canal alternativo; Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 99923.000363/20-95. Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 08850.002626/2014-65 Assunto: Restrição de acesso: Providências adicionais Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 21900.000168/201-55 Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Não há restrição

Leia mais

PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União. RELATÓRIO Data Teor 02/07/201 Pedido 3 salário e benefícios e a cidade de lotação.

PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União. RELATÓRIO Data Teor 02/07/201 Pedido 3 salário e benefícios e a cidade de lotação. PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União Referência: 99909.000184/201-74 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 23480.008989/2015-34 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente:

Leia mais

CGU Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação

CGU Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação Referência: 99902.002738/-08 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 23480.004457/2014-47 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente:

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Estratégia corporativa conhecido e desprovido.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Estratégia corporativa conhecido e desprovido. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 99901.001415/201-7 Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 248.00908/201-72 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER PARECER Referência: 99902.001989/2013-03 Assunto: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação Restrição Não se aplica de acesso: Ementa: Recursos Humanos Interesse pessoal e interesse

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 99902.00067/201-9 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recurso contra decisão denegatória ao

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 2380.00398/201-3 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER PARECER Referência: 99902.002114/2013-11 Assunto: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação Restrição Não se aplica de acesso: Ementa: Taxa de juros e informações sobre correção

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 25820.002810/20-81 Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Não há restrição

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Referência: 23480.015273/-11 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: I.S.R Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Recurso contra decisão

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 23480.004405/2014-71 Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Não há.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Não há. Referência: 25820.006371/2013-03 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Recurso contra decisão

Leia mais

P A R E C E R Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União. Não se trata de solicitação de informação

P A R E C E R Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União. Não se trata de solicitação de informação P A R E C E R Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União Referência: 00077.000480/2014-29 Assunto: Órgão ou entidade recorrido (a): Restrição de acesso: Ementa: Recorrente: Recurso contra decisão

Leia mais

PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União. Recursos contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União. Recursos contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União Referência: 23480.026478/-32 Assunto: Restrição de acesso: Recursos contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. -- Ementa:

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER PARECER Referência: 99902.002115/2013-65 Assunto: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação Restrição Não se aplica de acesso: Ementa: Taxa de juros e demais encargos sobre financiamento

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Não há.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Não há. Referência: 99901.001221/2014-12 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Recurso contra decisão

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 00077.00087/201-12; 00077.00089/201-01 Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra decisão denegatória de acesso à informação.

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 2380.0070/201-0 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 23480.004384/2015-74 Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 3700.00236/201-53 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: A. A. F. S. Recurso contra

Leia mais

P A R E C E R Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União. Banco do Brasil S.A. BB

P A R E C E R Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União. Banco do Brasil S.A. BB P A R E C E R Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União Referência: 99901.001114/201-11 Assunto: Recorrente: Órgão ou entidade recorrido (a): Restrição de acesso: Ementa: Recurso contra decisão

Leia mais

PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União

PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União Referência: 2480.026646/201-90 Assunto: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Restrição de -- acesso: Ementa:

Leia mais

PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER PARECER Referênci a: Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão recorrido: Recorrent e: 1269.000181/201-1 Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação Não se aplica Pareceres Interesse

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 01390.00008/201-64 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recurso contra de cisão denegatória de

Leia mais

CGU Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação

CGU Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação Referência: 0880.002116/201-79 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido

Leia mais

CGU Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação

CGU Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação Referência: 12649.001196/-16 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido

Leia mais

CGU Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação

CGU Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação Controladoria-Geral da União OGU Ouvidoria-Geral da União Coordenação-Geral de Recursos de Acesso à Informação PARECER Referência: 23480.005469/2015-70 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade

Leia mais