AS MARCAS MAIS VALIOSAS DO BRASIL EM 2008

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AS MARCAS MAIS VALIOSAS DO BRASIL EM 2008"

Transcrição

1 AS MARCAS MAIS VALIOSAS DO BRASIL EM 2008 Por Gilson Nunes As marcas podem representar até 95% do valor de uma empresa. Por que este ativo estratégico é tão importante para as empresas na atualidade e por que medir e gerenciá-la se tornou tão importante para aumentar o valor do negócio? A marca tem o poder de influenciar a demanda do consumidor, parceiros, sociedade, canais de vendas e distribuição, lealdade dos colaboradores, condições e termos de fornecimento, interesse dos investidores, transformando a performance do negócio e seu resultado financeiro. As características físicas dos produtos podem ser copiadas rapidamente. As intangíveis não podem ser. Eles criam barreiras emocionais e filosóficas contra a concorrência, bem como vantagem competitiva sustentável de longo prazo. A maioria dos ativos tangíveis tem vida útil finita. Marcas, quando bem gerenciadas, podem ter vida útil infinita. Enquanto os ativos corporativos devem ser cada vez mais intangíveis, sua performance devem ser rigorosamente medida. Um tratamento contábil e financeiro adequado é vital. Além disso, o retorno sobre o investimento em marcas está se transformando em um tema crítico para a direção das empresas, especialmente para o CEO e diretorias de marketing/branding, estratégias e financeira. 16 THE BRANDER THE BRANDER 17

2 O que é valor da marca? O Valor da Marca é o resultado ou o que fica ao público desta marca após a sua experiência com ela. No caso de um consumidor, a experiência dele com a marca pode ser na compra e uso de um produto ou serviço, atendimento recebido ou qualquer outra forma de relação, direta ou indireta. Neste sentido, quando se avalia uma marca, trata-se de medir qual o valor uma marca está criando ou não ao seu público. Assim, a marca tem o poder de impactar os drivers de valor de um negócio e prover ao seu detentor uma contribuição econômica, o qual pode ser medido e gerenciado. Metodologia de Avaliação da Marca. 1) Abordagem do Uso Econômico com o Fluxo de Caixa Descontado. A avaliação da marca pelo uso econômico é a abordagem mais popular. Este tipo de avaliação considera o valor econômico da marca ao seu proprietário pelo uso corrente. Em outras palavras, ela considera o retorno que o proprietário obterá pelo fato de a marca ser sua propriedade, ou ainda, o retorno da contribuição líquida da marca ao negócio, agora e no futuro. O que realmente queremos saber é o valor futuro do fluxo de lucro gerado pela marca em função do pacto feito com seu consumidor. Por isto, o método do uso econômico de avaliação da marca tem sido baseado no valor descontado dos lucros futuros gerados pela marca. Esta abordagem depende do acerto das projeções de vendas e lucros da marca. O método do royalty relief é também dependente das previsões de vendas. Teoricamente, a abordagem do uso econômico deveria usar o fluxo de caixa puro das vendas futuras da marca. Contudo, é mais indicado usar as contas de lucros e perdas como uma aproximação do fluxo de caixa puro. Esta abordagem usa o fluxo futuro de lucro atribuível à marca após identificar a taxa que incidirá sobre o custo do capital empregado dos ativos tangíveis (tanto custo de manutenção quanto financeiro), taxa esta representando o custo deste tipo de capital. O resultado é o lucro atribuído aos ativos intangíveis como um todo. É feita também uma dedução de impostos a uma determinada taxa, de maneira notável. O excesso resultante de lucros é descontado ao valor presente pela taxa de desconto apropriada para se chegar ao valor presente da marca. Tipicamente, este tipo de avaliação da marca é baseado em projeção dos lucros de três a cinco anos, em base anual. Em adição, uma anuidade é calculada no final do ano de previsão, assumindo que a marca continua além deste período, criando assim uma perpetuidade. Desde que conhecemos marcas que ultrapassam 50 anos, esta suposição parece ser plausível. Assim, a avaliação da marca por este tipo de método de uso econômico é essencialmente uma avaliação de fluxo de caixa que a marca pode sustentar. De fato, este tipo de avaliação de marca foi endossado pelo Accounting Standards Board e pelo International Accounting Standards Committee em usos para testes de imparcialidades. Ver figura 1, 2, 3 Modelando o Mercado. Identificar a demanda de mercado e a posição individual das marcas, no contexto de todas as marcas concorrentes do mercado. Usualmente o modelo é segmentado para refletir a estrutura competitiva relevante dentro da qual as marcas operam. Tais modelos permitem testes com premissas dinâmicas, fazendo com que a avaliação da marca seja uma ferramenta de gerenciamento de portfolio bem como uma técnica de reporting financeiro. Estimando Valor Econômico Adicionado do Negócio com Marca. Identificar o lucro total estimado do negócio com marca. Estimando Valor Adicionado da Marca Análise do BVA (Brand Value Added). O uso de drivers de valor do negócio irá nos ajudar a determinar a proporção do total de lucro do negócio com marca que será atribuída especificamente a marca. Em outros termos, vai determinar a contribuição econômica gerada pela marca ao negócio. Ela é feita a partir de pesquisa de mercado (qualitativa e quantitativa) com os públicos da marca (interno e externo, tais como clientes, consumidores, colaboradores, formadores de opinião etc.) nos indicadores da marca e do negócio. Um exemplo genérico é visto a seguir Ver Figura 4: Análise de Benchmarking Competitivo do Risco da Marca Análise do Brand Beta. Identificar a segurança e capacidade da marca em manter o pacto com seus consumidores, distribuidores e canal de venda e, portanto, de assegurar o lucro futuro da marca. Em outras palavras, é a análise de avaliar o risco da manter o resultado do negócio no futuro, a partir de suas perspectivas atuais em seu mercado e perante seus concorrentes. 2) Abordagem do Royalty Relief RR (ou Valor do Trademark/ Propriedade Intelectual) FIGURA 5 Embora usamos outros métodos em casos de tomada de decisão estratégica em torno da marca, como o baseado no Uso Econômico, este método aqui é o mais adequado em situações de elaboração de um ranking público ou como método secun- FIGURA 1 FIGURA 2 18 THE BRANDER THE BRANDER 19

3 o cálculo da taxa de desconto pode ser obtido a partir do ajuste do beta da empresa pelo risco da marca (beta da Marca). Obs: A pesquisa deve ser segmentada levando em consideração os produtos/serviços (negócios), públicos desde mesmos produtos/serviços, regiao, renda, idade, perfil psicográfico, etc. Visão geral da avaliação pelo médoto do uso econômico FIGURA 3 FIGURA 4 dário de avaliação da marca. Além disso, é baseado em taxa de royalties usado por empresas no mundo inteiro, as quais são disponíveis em banco de dados de empresas especializadas como Royalty Stat, Royalty Source, Brand Finance, entre várias outras. Ele é baseado na premissa teórica de que uma empresa em operação não possui uma marca e precisa licenciá-la de um proprietário de uma marca que não tem uma empresa em operação. Se uma marca for licenciada de um terceiro, uma taxa de royalty será paga a ele em função do privilégio de usá-la. Se uma empresa for proprietária de uma marca, então ela evita pagar esta taxa de licenciamento. Assim, a posse de uma marca ou de um intangível libera a empresa de pagar uma taxa de licença de seu uso e exploração (a taxa de royalty) e daí o termo relief ou liberação. O método do royalty relief envolve uma estimativa de vendas futuras prováveis e a aplicação de uma taxa de royalty apropriada para se chegar ao lucro atribuível aos royalties da marca nos anos futuros. Neste método usa-se a técnica do Fluxo de Caixa Descontado (DCF). Ou mais especificamente, o Royalty relief é uma método de avaliação usado para avaliar o valor do trademark baseado nos lucros futuros que possam ser atribuídos a estes trademarks. Usado para definir a taxa de royalty em casos de licenciamentos ou mesmo transferências de ativos entre empresas. Assim, este método envolve a (1) estimativa das vendas futuras e a determinação e aplicação de uma (2) taxa de royalty comparável nestas vendas. Daí é só descontar a estimativa futura de royalties depois de impostos por uma taxa de desconto apropriada, chegando ao VPL. Este é o valor do trademark ou da marca. Assim, na abordagem do DCF Fluxo de Caixa Descontado, os royalties futuros são descontados por uma taxa de desconto apropriada para se chegar ao valor presente líquido do valor da marca (VPL Valor Presente Líquido). É necessário definir a escala e a contribuição da marca no método do Royalty Relief Quanto a Escala (mínimo e máximo de taxas de royalties comparáveis), sabemos que ela: Difere por tipos de negócios e mercado Determinada no início da avaliação e baseada em estudos de mercado passíveis de comparação e de estudos empíricos de licenciamento. Quanto à taxa de contribuição da marca, esta é definida pela performance da marca objeto de estudo em seus indicadores. Ela é determinada anualmente pela força corrente da marca em cada mercado (por pesquisa de mercado com seus consumidores ou clientes finais) e por um estudo de benchmarking entre marcas concorrentes. Cálculo da Taxa de Desconto: O cálculo da taxa de desconto pode ser obtido a partir do ajuste do beta da empresa pelo risco da marca (beta da marca). Usamos uma adaptação transparente do CAPM - Capital Asset Pricing Model/WACC. Vantagens do método. A vantagem deste método é que existem muitos exemplos de royalties em uso por empresas licenciando suas marcas para outras. Muitas marcas são inclusive licenciadas para outros mercados que não seja o seu primário. A marca de cigarros Dunhill, por exemplo, é licenciada para uso em roupas e bens de luxo. O setor de franquia é também uma fonte de informação em taxas cobradas para franquear certas marcas, particularmente no setor de varejo. O departamento de avaliação de várias empresas de contabilidade prefere o uso do método do royalty relief porque após anos compilando informações de taxas de royalties, eles passam a ter um banco de dados enorme para avaliar a marca de maneira mais segura. O método do royalty relief é historicamente popular em casos legais e tributários em função da crença de que informações comparáveis são disponíveis para se formar um julgamento. 20 THE BRANDER THE BRANDER 21

4 os critérios para o cálculo do valor da marca são: valor de mercado da empresa, taxa de crescimento, estrutura de capital, taxa de desconto e índice de força da marca. Um sumário do método encontra-se no diagrama a seguir FIGURA 6: Sumário do critério do RR: Em suma, os critérios para se calcular o valor da marca X pelo RR, dependem de: 1. Valor de mercado da empresa, quando listada em bolsa. 2. Taxa de crescimento histórica e estimada das vendas. 3. Estrutura de capital ótima com custo do capital próprio e terceiros. 4. Taxa de desconto refletindo o risco da marca. 5. Brand Performance Index ou Índice de Força da Marca (avaliando aspectos como preço, produto/serviços, comunicação/marketing, pós venda, canal de venda/atendimento, governança corporativa/responsabilidade socioambiental), resultante de pesquisa de mercado nacional com seus consumidores ou clientes vis-à-vis todas as empresas presentes no ranking e dados de KPIs (ebitda). 6. Taxa de royalty teórica da marca obtida como resultado de sua performance relativa (brand performance index) em seu setor de economia, considerando um benchmarking das melhores práticas de taxas similares em uso no mundo. No exemplo ao lado, temos que o valor da marca é de $273,5 milhões pelo método do RR. Sobre a Brand Finance (www.brandfinance.com) A Brand Finance é uma empresa de origem Inglesa (Londres) e conta com escritórios em mais de 21 países no mundo todo, como nos EUA, Europa e Ásia, além do Brasil. É líder mundial em avaliação e gestão da marca, tendo em sua carteira empresas como: Banco Real ABN AMRO, Shell, Barclays, Telefônica, Microsoft, Bell Canada, Anheuser Busch, Barclays Bank, Vodafone, BBC, Bristish Telecom, Mastercard, Heineken, Zurich, Club Med, Allied Domeq, entre várias outras empresas. Sobre o autor do estudo: Gilson Nunes - Economista pela UFU (Universidade Federal de Uberlândia). Mestre em Economia pela FGV de São Paulo. Fez cursos de MBA na London Business School (Londres, Inglaterra) e Universitá Luigi Bocconi (Milão, Itália) pelo PIM Program of International Management. CEO e Sócio da Superbrands Editora no Brasil e Chile desde 2003: Trabalhou com marcas como Ipiranga, Cemig, WWF, Banco Real, Polishop, Maria Bonita, La Perla, Telefônica, Banco do Brasil, Globo, HP Invent, Natura, Alphaville entre outras. Trabalhou nas áreas de finanças corporativas, marketing e planejamento estratégico em empresas como Motorola (Chicago, EUA), Avon, Rhodia, Ernst & Young Consultores. Fez apresentações sobre o tema de marcas na América do Sul e Europa, além de vários artigos em jornais e revistas especializadas. Exemplos recentes: (1) Valor da Marca, APPM Associação Portuguesa dos Profissionais de Marketing, Lisboa, Portugal, público: 500 pessoas; (2) Construindo marca forte de país e estudo de caso Banco Real, London Stock Exchange e London School of Economics, Londres, Inglaterra, público 100 pessoas Setembro 2007; (3) Gestão da marca, ABRE Associação Brasileira de Embalagem, São Paulo, SP, público: 200 pessoas Outubro 2007; (4) A Comunicação, o Marketing e a Marca, Banco do Brasil/ABERJ Associação Brasileira de Comunicação Empresarial Outubro 2007 e (5) A importância das marcas para as empresas, 36º. Encontro Anual dos Presidentes da Unimed, Natal, RN, público: pessoas Outubro Membro do Comitê de Branding da ABA Associação Brasileira dos Anunciantes. Autor do livro Marca, valor do intangível: construindo e medindo o seu valor econômico, Editora Atlas, Ministrou palestras aulas em cursos de gestão de marcas e marketing na Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (convidado para os cursos do CEAG, Mestrado e Doutorado) e pós da FAE Business School (Curitiba), ESPM São Paulo, Thunderbird (MBA) e Northwstern University Chicago/Medill. FIGURA 5 FIGURA 6 22 THE BRANDER THE BRANDER 23

5 2007 * 2007 * * House of Brands. São empresas que possuem uma ou mais marcas de produtos/serviços, além da marca corporativa. São considerados todas as marcas aqui, desde produto/serviço até a própria marca corporativa. Em alguns casos, como Ambev, a marca corporativa tem um valor pequeno, em outros como Nestlé tem um valor elevado. (1) Pesquisa de mercado com consumidores e clientes finais: Brand Finance. A pesquisa levantou os indicadores da marca que estabeleceram o índice de força da marca (brand index) de cada uma delas. Foi relizado uma pesquisa de mercado com 5122 pessoas em nível nacional nos seguintes indicadores: produtos/serviços, preço, marketing & comunicação, governança corporativa e responsabilidade socioambiental, serviços ao consumidor e pós venda, canal de distribuição. Além disso, considerou os seguintes dados para calcular o score final do brand index de cada marca: eficiência, margem operacional, rentabilidade do PL e número de agências para bancos; ativo total, resultado líquido, patrimônio líquido, rentabilidade sobre PL para seguradoras e, por fim, para as demais empresas considerou o EBITDA. (2) Metodologia e Cálculo e Análise do Valor da Marca: Brand Finance (3) Dados financeiros das empresas: Austin Rating para empresas de capital aberto e Valor Econômico para empresas com capital fechado (4) Suporte da Superbrands na avaliação final do Brand Index (5) Algumas marcas valiosas ficaram fora do ranking devido a falta de informações financeiras: IBM, Motorola, Nike, Nokia, Microsoft, Visa, Mastercard, Claro, Google, Mastercard, Pepsico, Yamaha, Nextel, PWC. 24 THE BRANDER THE BRANDER 25

Branding) I Encontro de Gestores de Grandes Marcas. São Paulo, 28 de Abril de 2006 Bar des Arts Gilson Nunes CEO/ Sócio S

Branding) I Encontro de Gestores de Grandes Marcas. São Paulo, 28 de Abril de 2006 Bar des Arts Gilson Nunes CEO/ Sócio S I Encontro de Gestores de Grandes Marcas Value Based Marketing (Branding( Branding) São Paulo, 28 de Abril de 2006 Bar des Arts Gilson Nunes CEO/ Sócio S Brand Finance Cone Sul g.nunes@brandfinance.com

Leia mais

VALORES COORPORATIVOS MISSÃO VISÃO. Oferecer soluções em seguros, atendendo as necessidades das cooperativas e do mercado em geral.

VALORES COORPORATIVOS MISSÃO VISÃO. Oferecer soluções em seguros, atendendo as necessidades das cooperativas e do mercado em geral. EMPRESA MISSÃO Oferecer soluções em seguros, atendendo as necessidades das cooperativas e do mercado em geral. VISÃO Ser reconhecida como uma empresa do sistema cooperativo com excelência em seguros. VALORES

Leia mais

o valor do design Uma breve pesquisa sobre a relação entre design e ganhos financeiros. maisinterface.com.br

o valor do design Uma breve pesquisa sobre a relação entre design e ganhos financeiros. maisinterface.com.br o valor do design Uma breve pesquisa sobre a relação entre design e ganhos financeiros. maisinterface.com.br POR QUE INVESTIR EM DESIGN? Um pesquisa feita pelo Design Council (UK) indica que o design pode

Leia mais

2010 Incapital Finance - 3

2010 Incapital Finance - 3 METODOLOGIAS PARA AVALIAÇÃO DE EMPRESAS BELO HORIZONTE - MG Apresentação: Palestra Fusões e Aquisições Cenários e Perspectivas Valuation Metodologias e Aplicações Desenvolvimento: Índice: 1. Introdução

Leia mais

GOVERNANÇA CORPORATIVA CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO CONSULTIVO

GOVERNANÇA CORPORATIVA CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO CONSULTIVO GOVERNANÇA CORPORATIVA CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO CONSULTIVO O QUE É GOVERNANÇA CORPORATIVA? Conselho de Família GOVERNANÇA SÓCIOS Auditoria Independente Conselho de Administração Conselho Fiscal

Leia mais

FASHION LAW Avaliação de Marcas na indústria da Moda

FASHION LAW Avaliação de Marcas na indústria da Moda FASHION LAW Avaliação de Marcas na indústria da Moda Ana Cristina França de Souza ANEFAC Rio Diretoria de Inovação Diretor Executivo: César D. Carvalho 1 Melhor solução (funcional, conceitual, emocional)

Leia mais

Avaliação de Intangíveis. Avaliação de intangíveis Osório Gatto Seminário de avaliações IBAPE

Avaliação de Intangíveis. Avaliação de intangíveis Osório Gatto Seminário de avaliações IBAPE Avaliação de Intangíveis Avaliação de intangíveis Osório Gatto Seminário de avaliações IBAPE Brasília 2014 Conceitos básicos em Combinação de negócios (CPC 15 / IFRS 13) A definição de ativo intangível

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO TV EAD PERÍODO: 27/04 a 12/06/2015

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO TV EAD PERÍODO: 27/04 a 12/06/2015 Prof. Paulo Zanotto de Paschoal CONTEÚDO PROGRAMÁTICO TV EAD PERÍODO: 27/04 a 12/06/2015 Sumário BRANDING: O SEGREDO DAS MARCAS VENCEDORAS... 1 MODELAGEM E PRECIFICAÇÃO DE INVESTIMENTOS COM MICROSOFT EXCEL...

Leia mais

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EXECUTIVO EM SAÚDE COM ÊNFASE NA GESTÃO DE CLÍNICAS E HOSPITAIS

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EXECUTIVO EM SAÚDE COM ÊNFASE NA GESTÃO DE CLÍNICAS E HOSPITAIS PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EXECUTIVO EM SAÚDE COM ÊNFASE NA GESTÃO DE CLÍNICAS E HOSPITAIS 2014 19010-080 -Presidente Prudente - SP 1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA Prof.ª Adriana Maria André,

Leia mais

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios UNIMEP MBA em Gestão e Negócios Módulo: Sistemas de Informações Gerenciais Aula 4 TI com foco nos Negócios: Áreas envolvidas (Parte II) Flávio I. Callegari www.flaviocallegari.pro.br O perfil do profissional

Leia mais

MBA ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. Arcos Dorados

MBA ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. Arcos Dorados MBA ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Arcos Dorados MBA ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Sustentabilidade deixou de ser uma escolha e tornou-se premissa fundamental para a competitividade

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente dinâmico e competitivo

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso - TCC. Graduação em Administração

Trabalho de Conclusão de Curso - TCC. Graduação em Administração Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Graduação em Administração Educação Presencial 2011 1 Trabalho de Conclusão de Curso - TCC O curso de Administração visa formar profissionais capacitados tanto para

Leia mais

MBA Executivo em Saúde

MBA Executivo em Saúde ISCTE BUSINESS SCHOOL INDEG_GRADUATE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Saúde www.strong.com.br/alphaville - www.strong.com.br/osasco - PABX: (11) 3711-1000 MBA EXECUTIVO

Leia mais

Pós-Graduação Lato Sensu em ENGENHARIA DE MARKETING

Pós-Graduação Lato Sensu em ENGENHARIA DE MARKETING Pós-Graduação Lato Sensu em ENGENHARIA DE MARKETING Inscrições Abertas: Início das aulas: 28/03/2016 Término das aulas: 10/12/2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às 22h30 Semanal Quarta-Feira

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria 1 OBJETIVO: Proporcionar aos participantes uma visão prática do ponto de vista de mercado e correta

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONTROLADORIA DE MARKETING

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONTROLADORIA DE MARKETING Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONTROLADORIA DE MARKETING Inscrições Abertas: Início das aulas: 24/08/2015 Término das aulas: 14/08/2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30

Leia mais

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA.

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. A CompuStream, empresa especializada em desenvolvimento de negócios, atua em projetos de investimento em empresas brasileiras que tenham um alto

Leia mais

Modelo de Plano de Negócios

Modelo de Plano de Negócios Modelo de Plano de Negócios COLEÇÃO DEBATES EM ADMINISTRAÇÃO Empreendedorismo Modelo de Plano de Negócios Elaboração Marcelo Marinho Aidar Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) F U N

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

MBA Marketing de Serviços

MBA Marketing de Serviços MBA Marketing de Serviços Informações - Turma de Agosto 2014 Início das Aulas: 04/08/2014 Dias e horários das aulas: Segunda a sexta-feira das 19h00 às 22h50 (apenas na 1º semana) Quartas e quintas das

Leia mais

Unidade II. Unidade II

Unidade II. Unidade II Unidade II 2 Outras metodologias aplicadas 2.1 Metodologia do valor patrimonial de mercado Nesta metodologia, o enfoque é a determinação do valor da empresa a partir de seu valor patrimonial de mercado.

Leia mais

CFO Panorama Global dos Negócios Cenário Favorável no Brasil em 2013.

CFO Panorama Global dos Negócios Cenário Favorável no Brasil em 2013. CFO Panorama Global dos Negócios Cenário Favorável no Brasil em 2013. ------------------------------------------- DUKE UNIVERSITY NEWS e FGV Notícias Duke University Office of News & Communications http://www.dukenews.duke.edu

Leia mais

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto o O que é Abertura de Capital o Vantagens da abertura o Pré-requisitos

Leia mais

Quanto vale FINANÇAS. Miguel A. Eiranova é diretor da área de corporate finance da Price Waterhouse, firma que integra a PricewaterhouseCoopers.

Quanto vale FINANÇAS. Miguel A. Eiranova é diretor da área de corporate finance da Price Waterhouse, firma que integra a PricewaterhouseCoopers. Quanto vale O preço de uma empresa, referência fundamental nas negociações de qualquer tentativa de fusão ou aquisição, nunca é aleatório. Ao contrário, sua determinação exige a combinação da análise estratégica

Leia mais

Branding e Estratégia de Marca. Prof. Msc. Cárbio Almeida Waqued

Branding e Estratégia de Marca. Prof. Msc. Cárbio Almeida Waqued Branding e Estratégia de Marca Prof. Msc. Cárbio Almeida Waqued BRANDING TERAPIA DAS MARCAS Eu até queria falar de Marca com eles, mas eles só falam de comunicação... Comentário real de um CEO, sobre uma

Leia mais

Ativo Intangível: um fator competitivo entre as empresas (junto com Andréa Alves Silveira Monteiro)

Ativo Intangível: um fator competitivo entre as empresas (junto com Andréa Alves Silveira Monteiro) Ativo Intangível: um fator competitivo entre as empresas (junto com Andréa Alves Silveira Monteiro) Revista de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis v.4 n 1 1999 1 - INTRODUÇÃO A cada semana

Leia mais

Estratégias Empresariais Geradoras de Valor Durável

Estratégias Empresariais Geradoras de Valor Durável hapiterra.com Curso de Formação em Estratégias Empresariais Geradoras de Valor Durável Como aplicar o pensamento sistêmico na estratégia empresarial? Crescimento e sustentabilidade são compatíveis? Como

Leia mais

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Uma evolução nos sistemas de controle gerencial e de planejamento estratégico Francisco Galiza Roteiro Básico 1 SUMÁRIO:

Leia mais

[ ] CRIANDO VALOR GESTÃO INTEGRADA DE ESTRATÉGIA E FINANÇAS. São Paulo, 16 a 18 de setembro, 2015 EDUCAÇÃO EXECUTIVA

[ ] CRIANDO VALOR GESTÃO INTEGRADA DE ESTRATÉGIA E FINANÇAS. São Paulo, 16 a 18 de setembro, 2015 EDUCAÇÃO EXECUTIVA EDUCAÇÃO EXECUTIVA [ ] CRIANDO VALOR GESTÃO INTEGRADA DE ESTRATÉGIA E FINANÇAS São Paulo, 16 a 18 de setembro, 2015 AMBIENTE O universo competitivo das organizações impõe desafios diversos para seus líderes.

Leia mais

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EXECUTIVO EM ADMINISTRAÇÃO: GESTÃO DE SAÚDE PROGRAMA LÍDER NA FORMAÇÃO DE LÍDERES

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EXECUTIVO EM ADMINISTRAÇÃO: GESTÃO DE SAÚDE PROGRAMA LÍDER NA FORMAÇÃO DE LÍDERES PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EXECUTIVO EM ADMINISTRAÇÃO: GESTÃO DE SAÚDE 2016 PROGRAMA LÍDER NA FORMAÇÃO DE LÍDERES SIGA: TMBAES*06_38 Al. Tocantins, 125 Alphaville Barueri SP CEP 06455-020

Leia mais

Curso: MBA GESTÃO DE NEGÓCIO AMBA 10 Disciplina: Gestão do Conhecimento Professor: Martius Rodriguez

Curso: MBA GESTÃO DE NEGÓCIO AMBA 10 Disciplina: Gestão do Conhecimento Professor: Martius Rodriguez PRÁTICA 1 - EMPRESA: DHL IBL PROGRAM PRÁTICA 2 LIÇÕES APRENDIDAS Curso: MBA GESTÃO DE NEGÓCIO AMBA 10 Disciplina: Gestão do Conhecimento Professor: Martius Rodriguez Pablo Siqueira DEFINIÇÃO: O Programa

Leia mais

Gestão Avançada por Canais

Gestão Avançada por Canais Referência para quem quer ser Referência Gestão Avançada por Canais As decisões e estratégias de Canais de Vendas e Distribuição estão entre as principais atividades dos gestores de Marketing e Vendas,

Leia mais

MBA Executivo em Gestão de Pessoas

MBA Executivo em Gestão de Pessoas ISCTE BUSINESS SCHOOL INDEG_GRADUATE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Gestão de Pessoas www.strong.com.br/alphaville - www.strong.com.br/osasco - PABX: (11) 3711-1000 MBA

Leia mais

Avenida Jamaris, 100, 10º e 3º andar, Moema São Paulo SP 04078-000 55 (11) 5051-8880

Avenida Jamaris, 100, 10º e 3º andar, Moema São Paulo SP 04078-000 55 (11) 5051-8880 APRESENTAÇÃO DA EMPRESA E DOS SERVIÇOS AUDITORIA CONSULTORIA EMPRESARIAL CORPORATE FINANCE EXPANSÃO DE NEGÓCIOS CONTABILIDADE INTRODUÇÃO A FATORA tem mais de 10 anos de experiência em auditoria e consultoria

Leia mais

MBA EXECUTIVO EM SAÚDE

MBA EXECUTIVO EM SAÚDE PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EXECUTIVO EM SAÚDE SIGA: TMBAES*06/26 Av. Conselheiro Nébias, 159 Bairro Paquetá Santos SP - CEP 11015-001 - Fone: (13) 3228 6000 Rua Almirante Protógenes,

Leia mais

2 Referencial Teórico

2 Referencial Teórico 2 Referencial Teórico Baseado na revisão da literatura, o propósito deste capítulo é apresentar a estrutura conceitual do tema de Avaliação de Investimentos, sendo dividido em diversas seções. Cada seção

Leia mais

RBC BRASIL DTVM LTDA. Confiança que faz a diferença

RBC BRASIL DTVM LTDA. Confiança que faz a diferença RBC BRASIL DTVM LTDA Confiança que faz a diferença Sobre o RBC Brasil O RBC Brasil (RBC Brasil DTVM Ltda) é uma subsidiária integral do Royal Bank of Canada, cuja história de atuação em nosso país remonta

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Financeira e Controladoria tem por objetivo o fornecimento

Leia mais

MARCA BRADESCO RECURSOS HUMANOS

MARCA BRADESCO RECURSOS HUMANOS ATIVOS INTANGÍVEIS Embora a Organização não registre seus ativos intangíveis, há evidências da percepção de sua magnitude pelos investidores e que pode ser encontrada na expressiva diferença entre o Valor

Leia mais

MODELO PLANO DE NEGÓCIO

MODELO PLANO DE NEGÓCIO MODELO PLANO DE NEGÓCIO Resumo dos Tópicos 1 EMPREENDEDOR... 3 1.1. O EMPREENDIMENTO... 3 1.2. OS EMPREENDEDORES... 3 2 GESTÃO... 4 2.1. DESCRIÇÃO DO NEGÓCIO... 4 2.3. PLANO DE OPERAÇÕES... 4 2.4. NECESSIDADE

Leia mais

SEM0531 Problemas de Engenharia Mecatrônica III

SEM0531 Problemas de Engenharia Mecatrônica III SEM0531 Problemas de Engenharia Mecatrônica III Prof. Marcelo A. Trindade Departamento de Engenharia Mecânica Escola de Engenharia de São Carlos - USP Sala 2º andar Prédio Engenharia Mecatrônica (ramal

Leia mais

A contabilidade gerencial e a gestão de valor nas empresas

A contabilidade gerencial e a gestão de valor nas empresas A contabilidade gerencial e a gestão de valor nas empresas Prof. Mestre Renato silva 1 Resumo: Este artigo tem o propósito de apresentar a importância da contabilidade gerencial no contexto da geração

Leia mais

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Estratégica de Negócios tem por objetivo desenvolver a

Leia mais

MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE ESPORTES

MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE ESPORTES PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE ESPORTES SIGA ZMBAEESP11/00 Rua Almirante Protógenes, 290 Bairro Jardim Santo André SP - CEP 09090-760 - Fone: (11) 4433 3222 Av.

Leia mais

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS 2015 SIGA: TMBAGEP*14/03 Avenida dos Autonomistas, 1400 Shopping União - Osasco SP CEP 06020-010 - Fone: (11) 2789-6161 www.strong.com.br

Leia mais

Empresas criam ou destroem a riqueza dos acionistas

Empresas criam ou destroem a riqueza dos acionistas Empresas criam ou destroem a riqueza dos acionistas Por Oscar Malvessi Artigo publicado na revista Mercado de Capitais, ABAMEC-SP, ano IX, nº 81, em 03/2000. Por que, em duas empresas que apresentam lucro

Leia mais

CURRICULUM VITAE CARLOS DE LUCENA E VASCONCELLOS CRUZ

CURRICULUM VITAE CARLOS DE LUCENA E VASCONCELLOS CRUZ CURRICULUM VITAE CARLOS DE LUCENA E VASCONCELLOS CRUZ Abril 2006 DADOS PESSOAIS Carlos de Lucena e Vasconcellos Cruz Data de Nascimento: 12 Setembro 1957 Lisboa, Portugal Nacionalidade: Portuguesa Estado

Leia mais

Índice de Sustentabilidade Empresarial - ISE Confidencial Restrita Confidencial Uso Interno Público 1

Índice de Sustentabilidade Empresarial - ISE Confidencial Restrita Confidencial Uso Interno Público 1 Confidencial Restrita Confidencial Uso Interno Público 1 Sustentabilidade em Bolsas de Valores Estímulo à transparência e ao desempenho socioambiental das empresas listadas Critérios mínimos de listagem.

Leia mais

M B A P Ó S - G R A D U A Ç Ã O E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M G E S T Ã O D A P R O D U Ç Ã O E Q U A L I D A D E * Programa sujeito a alterações

M B A P Ó S - G R A D U A Ç Ã O E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M G E S T Ã O D A P R O D U Ç Ã O E Q U A L I D A D E * Programa sujeito a alterações depto. mkt. IBE FGV * Programa sujeito a alterações RESOLUÇÃO DO MEC Os cursos MBA Pós-Graduação Especialização da Fundação Getulio Vargas atendem aos requisitos da Resolução CNE / CES nº 01, de 08/06/07.

Leia mais

Fashion Marketing & Communication

Fashion Marketing & Communication Os programas de Pós-Graduação oferecidos pela Faculdade de Tecnologia do Istituto Europeo di Design estão em conformidade legal e atendem as Resoluções CNE/CES nº 1, de 3 de abril de 2001 e nº 1, de 8

Leia mais

Carga horária Carga horária de 24 horas presenciais.

Carga horária Carga horária de 24 horas presenciais. 1 Características Sobre o curso O curso Avaliação de Empresas apresenta as mais eficientes ferramentas e técnicas de análise do valor das empresas, discutindo quais fatores influenciam a sua criação. São

Leia mais

Programa Avançado de Desenvolvimento de Talentos!

Programa Avançado de Desenvolvimento de Talentos! Programa Avançado de Desenvolvimento de Talentos! CENÁRIO ATUAL - Crescimento exponencial da Telmex e América Móvil na América Latina; - Foco das atenções no Brasil. A Embratel será, em breve, responsável

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO Gestão de Negócios Imobiliários e Construção Civil

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO Gestão de Negócios Imobiliários e Construção Civil CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO Gestão de Negócios Imobiliários e Construção Civil Coordenação Acadêmica: Pedro de Seixas Corrêa, MSc OBJETIVOS: O curso de pós-graduação lato sensu MBA

Leia mais

curso ANÁLISE ECONÓMICA E FINANCEIRA DE RISCO DE NEGÓCIO inter RISCO WWW.INTERNACIONAL.COMPANHIAPROPRIA.PT

curso ANÁLISE ECONÓMICA E FINANCEIRA DE RISCO DE NEGÓCIO inter RISCO WWW.INTERNACIONAL.COMPANHIAPROPRIA.PT 風 險 Introdução / Apresentação do Curso: Segundo Damodaran (2002), risco, para a maior parte de nós, refere-se à possibilidade de, nos jogos de sorte e azar da vida, podermos ter um resultado de que não

Leia mais

Prof. ISNARD MARSHALL JUNIOR Doutor, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Profª. ANA LÍGIA NUNES FINEMOR Doutora Universidade de Leon Espanha

Prof. ISNARD MARSHALL JUNIOR Doutor, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Profª. ANA LÍGIA NUNES FINEMOR Doutora Universidade de Leon Espanha 0 1. COORDENAÇÃO Prof. ISNARD MARSHALL JUNIOR Doutor, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Coordenação do Núcleo Concentração Profª. ANA LÍGIA NUNES FINEMOR Doutora Universidade de Leon Espanha 2. APRESENTAÇÃO

Leia mais

www.reddiamond.com.br

www.reddiamond.com.br www.reddiamond.com.br YOUR BUSINESS STRONGER Somos uma Consultoria Em Estratégia de Negócios e Desenvolvimento de Mercados, com profundo conhecimento em Telecom e Tecnologia, voltada para empresas que

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em COMUNICAÇÃO, MERCADOS E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em COMUNICAÇÃO, MERCADOS E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em COMUNICAÇÃO, MERCADOS E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Inscrições Abertas: Início das aulas: 28/03/2016 Término das aulas: 10/12/2016 Dias e horários das aulas:

Leia mais

CONQUISTANDO A EXCELÊNCIA

CONQUISTANDO A EXCELÊNCIA O FRANCHISE COLLEGE é um centro de referência em educação e geração de conhecimento em franchising. Valorizamos a pesquisa fundamentada em soluções reais que contribuam para o aprimoramento do franchising

Leia mais

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO FINANCEIRA, CONTROLADORIA E AUDITORIA

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO FINANCEIRA, CONTROLADORIA E AUDITORIA PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO FINANCEIRA, CONTROLADORIA E AUDITORIA 2016 SIGA: TMBAGFCA15/16 Al. Tocantins, 125 Alphaville Barueri SP CEP 06455-020 - Fone: (11) 3711-1000 www.strong.com.br

Leia mais

COMO DETERMINAR O PREÇO DE LANÇAMENTO DE UMA AÇÃO NA ADMISSÃO DE NOVOS SÓCIOS

COMO DETERMINAR O PREÇO DE LANÇAMENTO DE UMA AÇÃO NA ADMISSÃO DE NOVOS SÓCIOS COMO DETERMINAR O PREÇO DE LANÇAMENTO DE UMA AÇÃO NA ADMISSÃO DE NOVOS SÓCIOS! Qual o preço de lançamento de cada nova ação?! Qual a participação do novo investidor no capital social?! Por que o mercado

Leia mais

DIFERENTES INTERPRETAÇÕES DO CONCEITO DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT

DIFERENTES INTERPRETAÇÕES DO CONCEITO DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT Artigo para a Revista Global Fevereiro de 2007 DIFERENTES INTERPRETAÇÕES DO CONCEITO DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT O conceito de Supply Chain Management (SCM), denominado Administração da Cadeia de Abastecimento

Leia mais

MBA em gestão de negócios

MBA em gestão de negócios MBA em gestão de negócios MBA EXECUTIVO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS O MBA Executivo em Gestão de Negócios do Grupo Ibmec foi desenvolvido para responder à demanda do mercado por profissionais cada vez mais qualificados

Leia mais

LOGÍSTICA COMO INVESTIMENTO. João Roberto Rodrigues Bio

LOGÍSTICA COMO INVESTIMENTO. João Roberto Rodrigues Bio LOGÍSTICA COMO INVESTIMENTO Apresentação E M P R E S A S FIPECAFI Projetos Consultoria Desenvolvimento Gerencial MBA USP - Universidade de São Paulo FEA Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade

Leia mais

ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas

ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas 1) Resumo Executivo Descrição dos negócios e da empresa Qual é a ideia de negócio e como a empresa se chamará? Segmento

Leia mais

MBA EXECUTIVO ESTRATÉGIA, LIDERANÇA E INOVAÇÃO MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Agosto 2012 ESPM-SUL

MBA EXECUTIVO ESTRATÉGIA, LIDERANÇA E INOVAÇÃO MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Agosto 2012 ESPM-SUL MBA EXECUTIVO ESTRATÉGIA, LIDERANÇA E INOVAÇÃO MANUAL DO CANDIDATO Ingresso Agosto 2012 ESPM-SUL Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: Central de Candidatos: (51) 3218-1400

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

MBA EM DESIGN ESTRATÉGICO & INOVAÇÃO

MBA EM DESIGN ESTRATÉGICO & INOVAÇÃO MBA EM DESIGN ESTRATÉGICO & INOVAÇÃO O programa prepara você para tornar-se um gestor do design nos ambientes de negócio; oferecendo as habilidades gerenciais necessárias para desenvolver e administrar

Leia mais

PARA CRIAR VALOR PARA O ACIONISTA NÃO BASTA TER EVAs POSITIVOS - É PRECISO QUE SEJAM "CRESCENTES"

PARA CRIAR VALOR PARA O ACIONISTA NÃO BASTA TER EVAs POSITIVOS - É PRECISO QUE SEJAM CRESCENTES PARA CRIAR VALOR PARA O ACIONISTA NÃO BASTA TER EVAs POSITIVOS - É PRECISO QUE SEJAM "CRESCENTES"! PODEMOS CRIAR VALOR APRESENTANDO EVAs NEGATIVOS?! PODEMOS DESTRUIR VALOR APRESENTANDO EVAs POSITIVOS?!

Leia mais

Finanças para Executivos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Finanças para Executivos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

APRESENTAÇÃO O curso se apresenta como um novo centro inovador de conceitos, metodologias e pesquisas de gestão de pessoas nas organizações.

APRESENTAÇÃO O curso se apresenta como um novo centro inovador de conceitos, metodologias e pesquisas de gestão de pessoas nas organizações. CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2013/1 1. MASTER EM GESTÃO DE PESSOAS 2. MASTER EM GESTÃO EMPRESARIAL 3. MASTER EM MARKETING 4. MASTER EM HOSPITALIDADE 1. MASTER EM GESTÃO DE PESSOAS APRESENTAÇÃO O

Leia mais

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Maio de 2010 Conteúdo Introdução...4 Principais conclusões...5 Dados adicionais da pesquisa...14 Nossas ofertas de serviços em mídias sociais...21

Leia mais

MBA EM GESTÃO DE PESSOAS

MBA EM GESTÃO DE PESSOAS PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO DE PESSOAS SIGA: TMBAGP*11/02 Av. Conselheiro Nébias, 159 Bairro Paquetá Santos SP - CEP 11015-001 - Fone: (13) 3228 6000 Rua Almirante Protógenes,

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 3. Gestão empresarial 3.1 Gestão empresarial Objetivo: prover

Leia mais

Avaliação de Empresas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração

Avaliação de Empresas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão Empresarial

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão Empresarial CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão Empresarial Coordenação Acadêmica FGV : Professora Denize Dutra CÓDIGO NO SIGA : VIANNA0/TMBAGE*1225-14 1. ECONOMIA EMPRESARIAL Fundamentos

Leia mais

Renata Petrocelli colaboração de Paulo Marinho Eletrobrás

Renata Petrocelli colaboração de Paulo Marinho Eletrobrás 16 CAPA Renata Petrocelli colaboração de Paulo Marinho Eletrobrás Quem somos? Como os outros nos veem? Aonde queremos chegar? Como alcançar nossos objetivos? Todos nós, em algum momento da vida, já nos

Leia mais

Na teoria e na vida, FDC

Na teoria e na vida, FDC C T E C E N T R O D E T E C N O L O G I A E M P R E S A R I A L C T E C o o p e r a ç ã o e n t r e e m p r e s a s d e g r a n d e p o r t e Na teoria e na vida, FDC AF - 05-006 - CTE02 R.indd 2 7/10/07

Leia mais

Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L

Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L Quem somos Bem vindo à Nord. Formada por profissionais oriundos do mercado financeiro, com formações multidisciplinares e

Leia mais

DELPHI - RH 2010. Tendências em Gestão de Pessoas. Versão 2004. Prof. Dr. André Luiz Fischer

DELPHI - RH 2010. Tendências em Gestão de Pessoas. Versão 2004. Prof. Dr. André Luiz Fischer Versão 2004 Prof. Dr. André Luiz Fischer OBJETIVO Detectar tendências de mudança no Modelo de Gestão de Pessoas das Empresas Brasileiras HISTÓRICO NO MUNDO E EVOLUÇÃO DA TEORIA TEORIAS 1920 1950 1970/90

Leia mais

MBA Executivo EMPREENDEDORISMO. Prof. Allan Marcelo de Campos Costa. acosta@pr.sebrae.com.br. Realização Fundação Getulio Vargas FGV Management

MBA Executivo EMPREENDEDORISMO. Prof. Allan Marcelo de Campos Costa. acosta@pr.sebrae.com.br. Realização Fundação Getulio Vargas FGV Management MBA Executivo EMPREENDEDORISMO Prof. Allan Marcelo de Campos Costa acosta@pr.sebrae.com.br Realização Fundação Getulio Vargas FGV Management Todos os direitos em relação ao design deste material didático

Leia mais

MBA EXECUTIVO EM FINANÇAS

MBA EXECUTIVO EM FINANÇAS MBA EXECUTIVO EM FINANÇAS Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisa Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus projetos modificaram o cenário

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS (FGV)

PÓS-GRADUAÇÃO EM DMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS (FGV) OBJETIVO: Capacitar profissionais, de qualquer área de atuação, para a carreira executiva, desenvolvendo as principais habilidades gerenciais, tais como: liderança, comunicação interpessoal e visão estratégica,

Leia mais

OS NOVOS PARADIGMAS E DESAFIOS DA FUNÇÃO CONTROLADORIA

OS NOVOS PARADIGMAS E DESAFIOS DA FUNÇÃO CONTROLADORIA Ribeirão Preto -SP OS NOVOS PARADIGMAS E DESAFIOS DA FUNÇÃO CONTROLADORIA Palestrante Luís Valíni Neto Técnico Contábil - Administrador de Empresas pela Universidade de Ribeirão Preto - Pós - graduado

Leia mais

TRÓPICO LATIN AMERICA INVESTMENTS

TRÓPICO LATIN AMERICA INVESTMENTS TRÓPICO LATIN AMERICA INVESTMENTS Apresentação Institucional Value investing is simple to understand, but difficult to implement. The hard part is discipline, patience, and judgment Seth Klarman, Baupost

Leia mais

Kevin Anselmo (Duke) +1-919-660-7722 kevin.anselmo@duke.edu. CFOs: Queda no Otimismo Preocupação com Câmbio e Política Econômica

Kevin Anselmo (Duke) +1-919-660-7722 kevin.anselmo@duke.edu. CFOs: Queda no Otimismo Preocupação com Câmbio e Política Econômica CFO Panorama Global dos Negócios Queda acentuada do otimismo no Brasil, preocupação com câmbio e alta da taxa de juros estão entre os principais resultados da pesquisa. -------------------------------------------

Leia mais

MBA Executivo Internacional

MBA Executivo Internacional MBA Executivo Internacional Informações* Dias e horários das aulas: Quinzenalmente. Sextas e sábados. Das 08h30 às 17h30. Carga horária: 612 Horas *As informações podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Leia mais

MBA em Gestão Empresarial com Ênfase na Transformação Organizacional

MBA em Gestão Empresarial com Ênfase na Transformação Organizacional MBA em Gestão Empresarial com Ênfase na Transformação Organizacional Coordenação Acadêmica: Wankes da Silva Ribeiro Coordenação da Ênfase: Wankes Leandro Ribeiro JUSTIFICATIVA O MBA em Gestão Empresarial

Leia mais

Valor das marcas dos 17 clubes mais valiosos do Brasil

Valor das marcas dos 17 clubes mais valiosos do Brasil Valor das marcas dos 17 clubes mais valiosos do Brasil Edição de 2012 Valor das marcas dos 12 clubes mais valiosos do Brasil Pelo quarto ano consecutivo a BDO publica seu estudo avaliando as marcas dos

Leia mais

BENEFÍCIOS COM A SMALL

BENEFÍCIOS COM A SMALL BENEFÍCIOS COM A SMALL 2012. Small Consultoria Avenida Engenheiro Caetano Álvares, 530 Casa Verde, São Paulo S.P. Tel. 11 2869.9699 / 11 2638.5372 Todos os direitos reservados. A IDEIA Dentre os exemplos

Leia mais

IFRS 13 Mensuração do Valor Justo

IFRS 13 Mensuração do Valor Justo IFRS 13 Mensuração do Valor Justo Determinação do Valor Justo Ativos Intangiveis 16 setembro 2013 Adoção do Valor Justo/Avaliação de Intangíveis EUA 2001 -FAS 141, Business Combinations (agora ASC 805)

Leia mais

A QUEM SE DESTINA? COORDENADOR DO CURSO

A QUEM SE DESTINA? COORDENADOR DO CURSO CBA EM FINANÇAS CBA EM finanças O CBA em Finanças é um programa que proporciona aos participantes sólidos fundamentos em finanças e liderança. O programa tem o objetivo de preparar executivos para enfrentar

Leia mais

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2014 1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA Prof.º André Bittencourt do Valle 2. FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS É uma instituição de direito privado,

Leia mais

Características. Carga horária 24 horas presenciais.

Características. Carga horária 24 horas presenciais. 1 Características Sobre o curso No Brasil, 7a maior economia mundial em 2013, a qualidade de ativos de infraestrutura é comparável à de países com PIB muito inferior. O governo brasileiro já reconhece

Leia mais

OS ATIVOS INTANGÍVEIS E A LEGISLAÇÃO MUNDIAL.

OS ATIVOS INTANGÍVEIS E A LEGISLAÇÃO MUNDIAL. OS ATIVOS INTANGÍVEIS E A LEGISLAÇÃO MUNDIAL. Existem diferentes definições de ativo intangível. Às vezes, o termo é usado de forma imprecisa, mas é definido com precisão nas normas contábeis. Em termos

Leia mais

MBA Gestão de Negócios FIA-ROTARY Turmas Março 2016

MBA Gestão de Negócios FIA-ROTARY Turmas Março 2016 A Fundação de Rotarianos de São Caetano do Sul - ROTARY Colégio Eduardo Gomes objetivando o desenvolvimento profissional de seus associados e seus familiares estabeleceu parceria educacional com a Fundação

Leia mais

Tabelas. Curva Normal Padronizada área entre a média e o valor de Z. Observação importante: Valores gerados no Excel com a Função DIST.NORMP().

Tabelas. Curva Normal Padronizada área entre a média e o valor de Z. Observação importante: Valores gerados no Excel com a Função DIST.NORMP(). Anexo 373 Tabelas Curva Normal Padronizada área entre a média e o valor de Z Z 0,00 0,01 0,02 0,03 0,04 0,05 0,06 0,07 0,08 0,09 0,00 (0,0000) 0,0040 0,0080 0,0120 0,0160 0,0199 0,0239 0,0279 0,0319 0,0359

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DE UM PLANO FINANCEIRO EM UM BUSINESS PLAN - Parte I

A IMPORTÂNCIA DE UM PLANO FINANCEIRO EM UM BUSINESS PLAN - Parte I A IMPORTÂNCIA DE UM PLANO FINANCEIRO EM UM BUSINESS PLAN - Parte I! Qual a importância do Plano Financeiro em um Business Plan?! Quais os tipos de Planejamento Financeiro utilizados em um Business Plan?!

Leia mais