Rio de Janeiro, 15 de maio de 2014 Oi S.A. 0

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Rio de Janeiro, 15 de maio de 2014 Oi S.A. 0"

Transcrição

1 Resultados do Rio de Janeiro, 15 de maio de 2014 Oi S.A. 0

2 AVISO IMPORTANTE O presente comunicado contém objetivos acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de Tais objetivos não constituem factos ocorridos no passado, refletindo apenas expectativas da gestão da empresa. Os termos antecipa, acredita, estima, espera, prevê, pretende, planeia, e outros termos similares, visam identificar tais objetivos, os quais obviamente envolvem riscos ou incertezas, previstos ou não pela empresa. Os resultados futuros da atividade da empresa podem portanto diferir das atuais aspirações. Os objetivos contidos neste documento traduzem a opinião unicamente na data em que são definidos, não se obrigando a empresa a atualizá-los à luz de novas informações ou desenvolvimentos futuros. Oi S.A. 1

3 Progresso nas nossas prioridades de negócio Oi S.A. 2

4 Resultados do Progresso nas nossas prioridades de negócio CONTROLo DO OPEX Opex 1 Brasil Milhões de reais Principais iniciativas no Brasil 5, ,8% Transformação do field force: Click, reengenharia de processos, multiskill Renegociação do escopo e termos dos contratos dos principais fornecedores Transformação de TI: redução de aplicações, arquitetura convergente e modular 1Q13 2T13 3T13 4T13 Otimização das despesas gerais: redução de horas extra, incentivo ao online, poupança de energia, qualidade de vendas, melhoria na cobrança, controlo de despesas G&A Opex Portugal 2 Milhões de euros Principais iniciativas em Portugal 363-4,4% 371-6,5% 347 CRM convergente e plataforma self-care possibilita menores custos de atendimento ao cliente Novo sistema e reengenharia de processos para aumentar eficiência no suporte a vendas Transformação de all IP e consolidação das aplicações de TI Fibra permite QoS superior e experiência, levando a menores custos 4T13 1- Recorrente 2- Negócios de telecomunicações em Portugal Oi S.A. 3

5 Resultados do Progresso nas nossas prioridades de negócio CONTROL0 DE capex Capex Brasil Milhões de reais Capex Portugal 2 Milhões de euros 99-29% -20% Recorrente 2- Negócios de telecomunicações em Portugal EBITDA 1 menos Capex Brasil Milhões de reais +R$578 milhões % 502 EBITDA menos Capex Portugal 2 Milhões de euros 186 Principais iniciativas no Brasil Abordagem granular para investimento Parceria com fornecedores: racionalização de fornecedores, renegociação de contratos usando o modelo pay as you go e foco na otimização do TCO da rede Extração de sinergias de rede: impulsionar a cobertura 3G usando sites 2G, expandir a capacidade de offload via Wifi, alavancar o multiple-play com DTH com base em serviços de HDTV, fibre swap e DTH sobre PON Partilha de rede de acesso rádio Principais iniciativas em Portugal Ampla rede de FTTH, alcançando 1,7 milhões de casas passadas ~93% da população coberta com 4G-LTE Investimento num world class data centre, com o objetivo de fornecer serviços novos e diferenciadores com base na cloud Oi S.A. 4

6 Resultados do Progresso nas nossas prioridades de negócio R$3,3 MIL Milhões de entrada de caixa da monetização de ativos Números proforma Torres móveis Torres fixas Imóveis 1 Torres fixas Globenet Torres móveis TOTAL Data de assinatura do contrato Dez/12 Abr/13 Jul/13 Jul/13 Jul/13 Dez/13 - Período de arrendamento (anos) Quantidade Data de fecho Dez / 12 Ago / 13 Set/ 13 Nov / 13 Dez / 13 Mar / 14 Valor da operação (R$ bn) 0,5 1,1 0,2 0,7 1,8 1,5 3,3 Impacto das alienações no EBITDA (R$ bn) 0,2 n.m. 0,2 n.m. 1,5 1,3 1,3 Custo operacional no EBITDA de (R$ bn) Custo operacional no EBITDA de (R$ bn) Custo de 7% a 8% (incluindo opex, capex e impostos) e impacto no ano inteiro de R$650 milhões 1 Entrada de caixa ainda pendente O gráfico acima reflete a visão atual da administração e está sujeito a vários riscos e incertezas, inclusive fatores económicos, regulatórios e concorrenciais. Eventuais mudanças nessas suposições e fatores podem levar a resultados práticos diferentes das expectativas atuais. Oi S.A. 5

7 Resultados do Progresso nas nossas prioridades de negócio sinergias Inciativas integradas entre PT e Oi Casas conectadas: Mais de 20 iniciativas para promover a conectividade residencial completa e otimizar a acessibilidade Mobilidade Total: Novos planos de dados prépago Ofertas com alvo no segmento jovem Optimização das redes 2G, 3G e 4G Campanhas de marketing individuais para clientes prépago Convergência: Revisão da plataforma de produtos 3 & 4P para sustentar soluções completas e fidelização do cliente Acesso de Tecnologia Mista reexaminada para maximizar o retorno do investimento Serviços B2B: Renovação da estratégia de mercado das PME resultando em redução de churn Implementação de soluções integradas do portfolio de cloud Redefinição de soluções de acesso de fibra para reduzir capex de cliente Entrega de qualidade: Desenvolvimento do índice de qualidade de vendas, implementado em todo o país, resultando numa diminuição de vendas indevidas Em TI, renegociação de produtividade das fábricas de software e novos processos implementados para reduzir a complexidade do portfolio, custos e execução Eficiência operacional: Turnaround dos processos de Revenue Assurance contribuíram com 66 milhões de reais no OFCF de 2013 Mecanismos /políticas de controlo para ajuste de conta contribuíram com > 100 milhões de reais no OFCF de 2013 Nota: Os valores de sinergia mencionados acima estão de acordo com o guidance da empresa 1- avaliação NPV em 31-dez-13 com base numa taxa de desconto de 10%; 2- antes de impostos. NPV de sinergias 1 Mil milhões de reais Sinergias de Opex Sinergias de Capex Sinergias operacionais Sinergias financeiras Total de sinergias 2,1 3,3 1,2 5,5 Run Rate (Milhões de reais) (2) 2, Oi S.A. 6

8 Resultados do Progresso nas nossas prioridades de negócio Transformação do modelo de negócio e operacional Brasil Residencial Relançamento da Oi TV Oi Voz Total Oi Conta Total Portugal Receitas não voz por segmento %. +3,0pp +1,8pp +4,8pp +2,1pp 67,8 37,7 57,6 54,7 Mobilidade Pessoal Oi Galera Tudo por dia Novo pacote de bundle de dados Corporativo Data centre e serviços de cloud Serviços de ICT Residencial Brasil Mobilidade Pessoal Adições brutas de TV Indexado +51% Empresarial Portugal Receita de dados da Mobilidade Pessoal Milhões de reais +43% Média Abr/14 Oi S.A. 7

9 destaques Oi S.A. 8

10 Destaques do PT & Oi Segmentação GEOGRÁFICA Clientes Receitas EBITDA 14% 22% 2% 19% 4% 13% 73% 76% 76% Brasil Portugal Outros Oi S.A. 9

11 Destaques do PT & Oi MAIS DE 100 MILHÕES DE CLIENTES RGUs Milhares Residencial Linhas Fixas Banda larga TV por subscrição Mobilidade Pessoal Pré-pago Pós-pago Grupo Combinado pós transação Grupo Oi PT ex-brasil Segmentação de clientes % 11% 15% 21% Empresarial Linhas Fixas Banda larga TV por subscrição Móvel % Residencial Empresas Mobilidade Pessoal Grossista e outros Outros Total (1) (2) Telefones públicos 2- Outros ativos internacionais Oi S.A. 10

12 Destaques do PT & Oi DADOS FINANCEIROS COMBINADOS PROFORMA Financeiros Milhões de reais Grupo Combinado pós transação Grupo Oi PT ex. Brasil Receitas EBITDA margem (%) ,7% ,0% ,5% Capex FCF operacional Dívida bruta Dívida líquida Calculado como EBITDA menos capex 2 Inclui o efeito de aumento de capital da Oi em dinheiro, líquido das despesas de transação Oi S.A. 11

13 Destaques do PT & Oi Forte posição de liquidez e sem exposição cambial Liquidez R$ milhões março 2014 Calendário de amortização da dívida bruta R$ milhões março Vencimento médio da dívida: 4,05 anos Caixa BNDES Revol. em R$ Revol. em USD/ EUR 3 ECAs em USD 3 Com. Papers Follow on Posição de liquidez em diante 1- Considerando Swap como (Derivativos de Passivos Derivativos de Ativos) 2- Posição de caixa líquida da PT após conclusão da transação 3- Convertido para real usando o câmbio do final do período. Oi S.A. 12

14 brasil Oi S.A. 13

15 Resultados do - Residencial TransforMação do modelo de negócio Áreas com ALTA DENSIDADE Áreas COM BAIXA DENSIDADE Foco em ofertas de maior velocidade Preços competitivos Aumentar programas/base fidelizada Capacidade de satélite única Bundle de FM e TV por subscrição Cobertura Footprint de DTH Pontos de venda e field force local Ofertas convergentes Alavancar nas ofertas de TV para sustentar o crescimento de banda larga Endereçar o upselling e cross selling Enfoque em aumentar as ofertas multipleplay Qualidade de vendas Revisão do modelo de comissões (incentivo à redução de vendas indevidas) Simplificação da oferta e preço Oi S.A. 14

16 Resultados do - Residencial nova oferta de tv está a MOSTRAr resultados encorajadores Preços diferenciados Conteúdo local da Globo Adições brutas de TV por subscrição +51% Indexado Oi Start HD 111 Canais 19 Premium (17 HD) Depois de 3 meses, R$ 59,90 Oi Mix HD 151 Canais 59 Premium (37 HD) Ponto extra grátis por 12 meses Apenas Oi Sem exibição da Globo Média Abr/14 Churn precoce de TV por subscrição Indexado Oi Total HD 178 Canais 86 Premium (47 HD) Ponto extra grátis por 12 meses Municípios apenas Oi com Globo Das casas apenas Oi com Globo Oferta antiga Oferta nova -17% Oi S.A. 15

17 Resultados do - Residencial Forte crescimento do bundle MAIS acessível de fixo / prépago Linhas fixas com o bundle com móvel prépago Milhares +48% Churn %. Linhas fixas Sem Oi Voz Total Com Oi Voz Total Abr/14 Cartões SIM por cliente 1,16 1,39 1,42 2T13 3T13 4T13 Abril Oi S.A. 16

18 Resultados do - Residencial Crescimento de multiple-play suporta o desempenho do churn Clientes com mais de 1P % pp Receitas Indexado -3,1% +6,5% +18,0% Churn voluntário % 1P - linha fixa 2P - linha fixa + banda larga 3P - Oi Conta Total Jan/13 ARPU R$ 68,8 73,6 Mar/14 +7,0% Voz fixa Banda larga TV por subscrição Oi S.A. 17

19 Resultados do - Mobilidade Pessoal Ofertas direcionadas do prépago com FOCO no valor DE planos simplificados Below the line Above the line Voz Total Oferta de pacote: fixo + móvel Fidelizar a linha fixa Gestão ativa de campanha Enfoque no segmento jovem Bundle voz, SMS, música e dados Acesso Wifi grátis > 670 mil hotspots Campanha automática direcionada de acordo com o perfil do cliente em tempo real: recargas e uso Disparar campanhas 1 para 1 de acordo com os eventos de clientes Canal SMS para contactar clientes e promover campanhas Campanhas durante todo o ciclo de vida do cliente: aquisição, recargas, consumo e retenção Cross sell e up sell: recargas e pacotes Experiência grátis de novos serviços para aumentar a adesão: dados ou SVA Alavancar no patrocínio da Copa do Mundo Bundle dados e SMS Retorno da promoção BTL Indexado Grupo de controlo 1,5x ACM Oi S.A. 18

20 Resultados do - Mobilidade Pessoal Movimento agressivo no prépago com crescimento nas recargas Adições líquidas Prépago Milhares Quartil superior de crescimento de consumo CAGR % 398 PE 11,4 31% #2 72 PI 11,1 15% #3 AL 11,1 23% #3 Recargas Indexado PB 10,8 33% #1 +7,1% MA 10,5 34% #1 CE 10,4 34% #2 Quota de mercado da Oi >20% Quota de mercado da Oi <20% Quota de mercado da Oi Fonte: McKinsey;Anatel Oi S.A. 19

21 Resultados do - Mobilidade Pessoal Oi controle oferta FM simples e acessível que já representa 20% da receita de clientes Clientes Milhares ,1% 2T13 3T13 4T13 Chamadas ilimitadas para Oi Fixo e Móvel no Brasil por R$29,90/mês, incluindo também, R$10,90/mês para usar com outros serviços incluindo chamadas off-net Churn Indexado -0,82pp Consumo adicional requer recargas Receitas Indexado R$0,75/dia para dados, SMS e Wifi +32% Pagamento através de cartão de crédito Oi S.A. 20

22 Resultados do - Mobilidade Pessoal Oi Mais Conectado já representa 17% das vendas de póspago Voz + Dados + SMS ilimitado + Chamadas on-net ilimitadas Oi Mais Conectado Oi Mais Conectado da promoção Oi, Eu Tô na Copa Churn Póspago Indexado -0,65pp Oi S.A. 21

23 Resultados do Mobilidade Pessoal Receita de dados móvel cresceu 43% y.o.y RGUs prépago Milhares ,8% Receitas de cliente 1 da Mobilidade Pessoal Milhões de reais Dados RGUs póspago Milhares ,0% ,6% Internet móvel Indexado +102% +164% 19% +8pp 27% Prépago Póspago 1 Inclui assinatura, chamadas originadas, longa distância móvel, roaming, dados e valor acrescentado Oi S.A. 22

24 Resultados do PMEs Turnaround comercial em CURSO... Jun 13 Set 13 Jan 14 Hoje Qualidade de vendas Competitividade Produtividade Alteração do modelo de comissões Lançamento do Quality Call 1 Ofertas Ofertas convergentes Atualização das ofertas de rede fixa e móvel existentes Canais Força de vendas interna Lojas próprias Service to Sales 2 Maior apoio aos parceiros Melhoria no índice Vendas Brutas / Ativação Alteração das políticas de crédito Website redesenhado: melhoria do processo de registo Recolha de informação e análise, de forma a melhorar o processo de vendas 1 Confirmação de venda junto do cliente 2 Transformação de interações com clientes em vendas Oi S.A. 23

25 Resultados do PMEs A apresentar resultados Franchisados Vendedores Adições Brutas Indexado Total Móvel Contribuição da margem bruta 1 % y.o.y -50% Abr/13 Dez/13 +47% Apr/14 +59% +113% Jul/13 Dez/13 Abr/14 3,0 3,7 Mix de adições brutas do móvel % de ofertas convergentes 1P Multiple play Churn médio mensal % Linhas fixa Banda larga Móvel -37% 2T13-2,9-3,2 97% 95% 94% 86% 76% 64% 60% 3% 5% 6% 14% 24% 36% 40% -26% Out/13 Abr/14 2T13 3T13 4T13 1 -Receitas menos provisões para clientes de cobrança duvidosa menos custos de interligação Oi S.A. 24

26 Resultados do Corporativo Dados, ti e cloud como drivers de crescimento A oferta de TI inovadora e diferenciada já com resultados Receitas de TI Indexado +20% Receitas de dados Indexado +16% Oi S.A. 25

27 Resultados do Corporate / PMEs Receitas Líquidas PROGRESSO CONSTANTE ATRAVÉS DE CRESCIMENTO DE CLIENTES E NOVOS SERVIÇOS Operador líder em serviços de data centre Corporate / PMEs Milhões de reais receita de cliente +1,1% y.o.y Dados deverão continuar a impulsionar o crescimento futuro -3,5% +0,6% Explorar novos segmentos do mercado para aumentar a liderança em áreas de alto crescimento Enfoque na melhoria da qualidade de vendas, ajuste do portfolio, desenvolvimento de ofertas competitivas e construção de fortes canais de vendas Desempenho reflete acordos de liquidação favoráveis 4T12 4T13 Oi S.A. 26

28 Resultados do Brasil Consolidado Receitas Líquidas Receitas impactadas POR cortes NAS MTRs Receitas líquidas Milhões de reais Receitas de cliente Residencial Mobilidade Pessoal Corporate / PMEs Outros +0,9% -2,3% Receitas líquidas Milhões de reais ,1% ,5% ,6% Clientes Mobilidade Pessoal B2B Outros Utilização de rede móvel Oi S.A. 27

29 Resultados do Brasil Consolidado Receitas Líquidas MelhorIa da tendência de receitas de cliente Residencial y.o.y 3,0 0,7-0.1 Receitas y.o.y Receitas de cliente Receitas de serviço Receitas líquidas 3T13 4T13 3,4 Mobilidade Pessoal y.o.y 7,5 2,9 3T13 Corporate / PMEs y.o.y -1,3 3,4-1,7 4T13-3,6 3,6-5,3 0,6 1,5 0,8 3T13-1,0-2,0-2,4 4T13 0,9-1,8-2,3 3T13 4T13 Oi S.A. 28

30 Resultados do Brasil Consolidado Receitas Líquidas Foco na qualidade de vendas a apresentar resultados Receitas líquidas Milhões de reais. Receitas líquidas y.o.y ,3% Contribuição de margem bruta 1 y.o.y. % 4,4 Provisão para cobrança duvidosa ,0% 1,4 1,3 Custos de interconcexão ,9% 0,2 Contribuição de margem bruta ,4% 2T13 3T13 4T13 1 -Receitas menos provisões para cobrança duvidosa menos custos de interconexão Oi S.A. 29

31 Resultados do Brasil Consolidado OPEX Disciplina de custos PERMITE POUPANÇAS mas ainda há espaço para mais otimização Custos e despesas operacionais Milhões de reais Iniciativas de opex Internalização de colaboradores de manutenção Inclui ganhos da venda de torres móveis Queda MTRs Inclui aluguer de ativos que foram vendidos em 2013 (156 milhões de reais) Redução de vendas indevidas e de churn Melhoria na gestão de retenção, contas a receber e backoffice Ganhos de eficiência na field force Aumento do uso de fatura eletrónica Rotina Interligação Serviço de terceiros Custos com equipamentos PDD Aluguer e seguros Pessoal Outro rotina 1- Opex ajustado de forma a garantir uma comparação adequada com o reportado em 2014 Oi S.A. 30

32 Resultados do Brasil - Consolidado OPEX e EBITDA Melhoria do Ebitda impulsionada pela Poupança de custos Opex 1 Milhões de reais EBITDA 1 Milhões de reais -1,5% 2 +5,9% Margem EBITDA ,8% Recorrente 2- y.o.y exlcuíndo interligação, não core e aluguer de ativos vendidos Oi S.A. 31

33 Resultados do Brasil - Consolidado CAPEX e OCF Crescimento de 578 milhões DE REAIS no fluxo de caixa operacional Relacionamento com fornecedores Racionalização de fornecedores Renegociação de contratos Modelo pay as you go (Utilizadores e Capacidade) Enfoque na otimização do TCO da rede Extração de sinergias de rede Impulsionar a cobertura 3G utilizando sites 2G Expansão da capacidade de offload via WiFi Alavancar o multiple-play com DTH com base em serviços de HDTV Aumento das sinergias de partilha: infraestrutura (fibre swap), rede de TV (DTH sobre PON) Partilha de RAN Capex Milhões de reais % 6% 16% % 78% 10% 13% Rede Outros Fluxo de caixa operacional (EBITDA recorrente CAPEX) Milhões de reais +4% +R$578 milhões TI A partilha de eletrónica (RAN Sharing) é mais um passo na racionalização da infraestrutura comum Esta iniciativa será totalmente transparente na perceção do utilizador, não interferindo na relação entre o utilizador e o operador -76 4T13 Oi S.A. 32

34 Resultados do Brasil Consolidado Dívida MelhorIa do fluxo de caixa EM 500 milhões DE REAIS Mudança na Dívida líquida Milhões de reais +1,0 mil milhões de reais vs. +1,5 mil milhões de reais no T13 Valor de reportado mercado das ações PT 4T13 ex-ações PT EBITDA recorrente Capex Fundo de maneio Depósitos judiciais + IR Resultado Financeiro Non- Core 1 Licença 3G 2 Taxa Fistel & Bonus Dívida Líquida 1 Recursos da alienação da Globenet e das torres móveis 3 Pagamento feito a 8 de janeiro Oi S.A. 33

35 portugal Oi S.A. 34

36 Resultados do Portugal Consumo M 4 O Com 2,1 milhões de RGUs... RGUs M 4 O Milhões ~1 MILHÃO de Cartões SIM Clientes do M 4 O % 36% das adições brutas são novos RGUs 2 cartões SIM 59 0,6 1,0 1,3 1,7 2,1 3 cartões SIM 4 cartões SIM ,0 11 jan 2013 maio agosto novembro fevereiro 2014 maio Oi S.A. 35

37 Resultados do Portugal Consumo AUMENTO DA PENETRAÇÃO no triple-play Adições líquidas Milhares PSTN Banda larga TV 3P Quota de mercado de TV por subscrição %. Portugal +1,9 pp 41,8 39,9 36, T13 3T13 4T13 1T12 Penetração TV por subscrição 4T13. Portugal Penetração 3P da PT. % nos clientes residenciais únicos (+1pp y.o.y) (+5,5pp y.o.y) Nota: penetração de TV por subscrição calculada com números da Anacom no 4T13 e primeiras casas em Portugal. Fonte: Anacom, INE e Pordata Oi S.A. 36

38 Resultados do Portugal Consumo...contínuo ganho de quota de mercado na mobilidade Adições líquidas do póspago Milhares Lançamento do M 4 O T12 4T12 Tarifas fixas mobilidade pessoal % receitas de cliente +13,5pp 47,9 34,4 Cartões SIM ativos e quota mercado Milhares. % % -0,4 pp 15,9% 15,5% -3,3 pp 38,9% -0,4% 35,6% +2,3 pp 44,5% 46,8% Receitas de dados da mobilidade pessoal % receitas de cliente 38,0 +3,7pp 41,7 Outros 4T12 Op.1 Op.2 4T13 MEO Fonte: Anacom Oi S.A. 37

39 Resultados do Portugal Consumo Desempenho resiliente no segmento consumo Clientes do segmento consumo Milhares. % y.o.y +3,6% +3,1% -1,8% +3,0% Receitas do segmento consumo % y.o.y Residencial Mobilidade Pessoal, serviço Consumo 1,3-0,2-1,3-1,3-0,5-0,2-2,0 1-2,4-2,4-2,7-2,6-4,2 1-3,6-5,2-5, ,9-8,8 TV BL fixa Voz fixa Móvel 1 Os valor es de foram ajustados por uma reclassificação contabilística entre custos operacionais e receitas Oi S.A. 38

40 Resultados do Portugal Segmento Empresarial RGUs das PMEs também IMPACTADOS POSITIVAMENTE PELo M 4 O % dos clientes que subscrevem pelo menos 1 produto fixo e 1 móvel Indexado. PMEs +6,9 pp Peso das receitas dos clientes convergentes %. PMEs +5,7 pp 70,8 71,5 +0,7 pp % de clientes que subscrevem ofertas convergentes (4P e 5P) Indexado. PMEs +10,4 pp 65,8 4T13 Oi S.A. 39

41 Resultados do Portugal Segmento Empresarial ENFOQUE NA captura DE NOVAS RECEITAS DE SERVIÇO E NO ESTÍMULO À EFICIÊNCIA Principais iniciativas - Empresarial Smartphones com serviço de Internet Indexado Certificação em Cisco Powered Hosted Collaboration Solution, Unified Communications as a Service (UCaaS), aumenta a produtividade do cliente e a colaboração móvel, assegurando o seu controlo de custos num modelo pay per user Evolução da oferta de Mobile Device Management (MDM) assente num serviço centralizado, disponível num modelo SaaS com enfoque em simplicidade de utilização e facilidade de integração com as plataformas e ecossistemas de TI das empresas. Reforço da estratégia de outsourcing de ICT e evolução para a integração dos serviços de TI. Melhoria da oferta M2M com o lançamento de Connectivity Managed Services. Peso das receitas não-voz e receitas de SVAs 1 % ,5% 29 Peso das receitas não-voz Receitas de SVAs 1- Serviços de valor acrescentado: terceirização, serviços administrados, TI/SI, Terceirização de Processos de Negócios (BPO), Cloud Oi S.A. 40

42 Resultados do Portugal A apresentar RESULTADOS APESAR DOS PREÇOS Receitas não-voz por segmento %. +3,0 pp +1,8 pp +4,8 pp +2,1 pp 67,8 37,7 57,6 54,7 Receitas Portugal 1 % y.o.y Receitas operacionais Receitas de cliente -3,2-3,4 Residencial Mobilidade Pessoal Tarifas fixas Portugal 1 % 1,3pp 88,4 89,6 Empresarial Portugal +13,5pp 47,9 34,4-4,7-6,8-4,8-6,7-5,5-6,1-5,8-6,1 Residencial Mobilidade Pessoal Nota: peso das tarifas fixas no segmento pessoal é calculado com as receitas de cliente 1- Negócios de telecomunicações em Portugal Oi S.A. 41

43 Resultados do Portugal Consolidado Receitas Dinâmicas competitivas e fx com impacto nas receitas Receitas Milhões de euros 718 Portugal Grossista & outros Outros (câmbio constante) Residencial Empresarial Pessoal 5-3,9% Receitas estáveis no segmento Residencial Receitas do segmento Mobilidade Pessoal impactadas por pressão no preço Melhoria de tendência de receita no segmento Empresas Câmbio % Maior contribuição da MTC Desempenho da Timor Telecom impactado por uma maior concorrência e pressão no preço Oi S.A. 42

44 Resultados do Portugal Consolidado OPEX, CAPEX, EBITDA ENFOQUE NA MELHORIA DA EFICIÊNCIA sustentando A MARGEm E o Cash flow Opex Portugal 1 Milhões de euros 363-4,4% 347 EBITDA Portugal 1 % y.o.y -11,7-9,7-9,1-5,8-2,2 2T13 3T13 4T13 Capex Portugal 1 Milhões de euros 99-19,8% EBITDA - Capex Portugal 1 Milhões de euros +7,9% Negócios de telecomunicações em Portugal Oi S.A. 43

45 Capex Consolidado Crescimento de capex no futuro assente no sucesso 1,7 milhões de casas passadas com fibra 95% das estações base ligadas com fibra Capex Milhões de euros. Portugal -20% >-20% Liderança no desenvolvimento do 4G-LTE Cobertura de ~93% da população 490 <400 Rede de backbone com capacidade total de +97 Tbps e interfaces de alta velocidade (100 Gbps) Investimento num data centre de classe mundial que visa oferecer serviços novos e diferenciados com base na cloud E Oi S.A. 44

46 conclusão Oi S.A. 45

47 Resultados do Conclusão Progresso nas nossas prioridades de negócios Controlo de opex Controlo de capex Monetização de Transformação do modelo de negócio Oi S.A. 46

48 Para mais informações: Nuno Vieira Diretor de Relação com Investidores ir.telecom.pt Oi S.A. 47

3T12 TRADING UPDATE 0

3T12 TRADING UPDATE 0 TRADING UPDATE Lisboa, 8 novembro 2012 0 Aviso importante O presente comunicado contém objetivos acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995. Tais objetivos

Leia mais

Destaques do trimestre

Destaques do trimestre Resultados 3T12 Destaques do trimestre 1 Empresa integrada é líder no índice de satisfação do cliente 2 Líder indiscutível nos segmentos de maior receita com foco na geração de valor 3 Melhora sequencial

Leia mais

Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA 1T13. Abril 2013

Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA 1T13. Abril 2013 Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA Abril 2013 1T13 Estratégia RESIDENCIAL Convergência de serviços com crescimento de Banda Larga e TV Paga MOBILIDADE PESSOAL Crescimento do pós e rentabilização

Leia mais

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014.

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014. Resultados 3T14_ Novembro de 2014. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 2T14. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores

RELATÓRIO TRIMESTRAL 2T14. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores 2T14 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor. Novembro de 2013.

Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor. Novembro de 2013. Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor Novembro de 2013. Continuamos evoluindo em nosso esforço de integração... Espaço TI Atenção ao Cliente Contratos Unificação e renegociação

Leia mais

RESULTADOS 3T14. Rio de Janeiro, 13 de Novembro de 2014

RESULTADOS 3T14. Rio de Janeiro, 13 de Novembro de 2014 RESULTADOS Rio de Janeiro, 13 de Novembro de 2014 AVISO IMPORTANTE O presente comunicado contém declarações acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995.

Leia mais

Resultados 4T13_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro, 2014.

Resultados 4T13_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro, 2014. Resultados 4T13_ Fevereiro, 2014. Destaques do 4T13 e ano de 2013 DESTAQUES Móvel Fixo Operacional Sustentando o crescimento superior em adições de pós-pago resultando em uma maior adoção de dados e crescimento

Leia mais

Portugal Telecom. Apresentação de Resultados Resultados do 1º Trimestre. 18 Maio 2006

Portugal Telecom. Apresentação de Resultados Resultados do 1º Trimestre. 18 Maio 2006 Portugal Telecom Apresentação de Resultados Resultados do 1º Trimestre 18 Maio 2006 Safe Harbour A presente release contém objectivos acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities

Leia mais

Oi divulga resultados do terceiro trimestre de 2014

Oi divulga resultados do terceiro trimestre de 2014 Comunicado Lisboa 13 de novembro de 2014 Oi divulga resultados do terceiro trimestre de 2014 A PT SGPS, S.A. informa sobre o facto relevante divulgado pela Oi, S.A. sobre a divulgação dos resultados do

Leia mais

RESULTADOS 2T15 RIO DE JANEIRO, 13 DE AGOSTO DE 2015

RESULTADOS 2T15 RIO DE JANEIRO, 13 DE AGOSTO DE 2015 RESULTADOS RIO DE JANEIRO, 13 DE AGOSTO DE 2015 AVISO IMPORTANTE Esta apresentação contém declarações acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995. São

Leia mais

Resultados 1T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Maio, 2015.

Resultados 1T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Maio, 2015. Resultados _ Relações com Investidores Maio, 2015. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes,

Leia mais

RESULTADOS 1T13 Lisboa, 23 de maio de 2013 0

RESULTADOS 1T13 Lisboa, 23 de maio de 2013 0 RESULTADOS Lisboa, 23 de maio de 2013 0 Aviso importante O presente comunicado contém objetivos acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995. Tais objetivos

Leia mais

RESULTADOS 3T13. Lisboa, 13 novembro 2013

RESULTADOS 3T13. Lisboa, 13 novembro 2013 RESULTADOS Lisboa, 13 novembro 2013 AVISO IMPORTANTE O presente comunicado contém objetivos acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995. Tais objetivos

Leia mais

RESULTADOS 4T14. Rio de Janeiro, 27 de março de 2015

RESULTADOS 4T14. Rio de Janeiro, 27 de março de 2015 RESULTADOS Rio de Janeiro, 27 de março de 2015 AVISO IMPORTANTE Esta apresentação contém declarações acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform Act de 1995. São

Leia mais

RESULTADOS 1T15 Rio de Janeiro, 07 de maio de 2015

RESULTADOS 1T15 Rio de Janeiro, 07 de maio de 2015 Centro de Gerência de Rede Oi Rio de Janeiro - Brasil RESULTADOS Rio de Janeiro, 07 de maio de 2015 AVISO IMPORTANTE Esta apresentação contém declarações acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S.

Leia mais

Resultados 3T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro, 2015. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A.

Resultados 3T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro, 2015. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Resultados _ Novembro, 2015. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T14 2014. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T14 2014. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores 4T14 2014 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Julho de 2011 Mercado Brasileiro de Telecomunicações Oi: Perfil, Cobertura e Estratégia Resultados Operacionais e Financeiros Aliança com a Portugal Telecom e Aumento de Capital

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 1T14. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores

RELATÓRIO TRIMESTRAL 1T14. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores 1T14 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

TIM Participações S.A. Resultados do 1T06. 5 de Maio de 2006

TIM Participações S.A. Resultados do 1T06. 5 de Maio de 2006 TIM Participações S.A. Resultados do 5 de Maio de 2006 1 Principais realizações Desempenho do Mercado Desempenho Financeiro 2 Status da Reestruturação Corporativa Principais realizações Melhorando a Estrutura

Leia mais

Zeinal Bava. Nós construimos o nosso futuro. Presidente Executivo Portugal Telecom

Zeinal Bava. Nós construimos o nosso futuro. Presidente Executivo Portugal Telecom mensagem do presidente executivo Zeinal Bava Presidente Executivo Portugal Telecom Nós construimos o nosso futuro Apesar do ambiente económico desafiante em Portugal, a PT tem continuado a seguir incessantemente

Leia mais

Brasil Telecom. Café da Manhã com Investidores Unibanco. Fevereiro 2003

Brasil Telecom. Café da Manhã com Investidores Unibanco. Fevereiro 2003 Brasil Telecom Café da Manhã com Investidores Unibanco Fevereiro 2003 1 Estratégia 2 Mercado Metas Metas Garantir a liderança na Região II, focando nos clientes de alto valor. Garantir a liderança na Região

Leia mais

Oi divulga resultados do terceiro trimestre de 2014

Oi divulga resultados do terceiro trimestre de 2014 Comunicado Lisboa 13 de novembro de 2014 Oi divulga resultados do terceiro trimestre de 2014 A PT Portugal, SGPS S.A. informa sobre o facto relevante divulgado pela Oi, S.A. sobre a divulgação dos resultados

Leia mais

Earnings Release. Press Release. Resultados anuais 2013. 19 de fevereiro de 2014

Earnings Release. Press Release. Resultados anuais 2013. 19 de fevereiro de 2014 2009 Earnings Release Resultados anuais 2013 Press Release 19 de fevereiro de 2014 01 Comunicado Lisboa, Portugal, 19 de fevereiro de 2014 As demonstrações financeiras consolidadas da PT são preparadas

Leia mais

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC RIO

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC RIO Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados Seminário sobre Telecomunicações APIMEC RIO As Oportunidades do Mercado de Telecom no Brasil Universalização dos Serviços Através do Móvel Crescimento

Leia mais

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010 I Fórum Lusófono de Comunicações Abril. 2010 Evolução do Setor de Telecomunicações no Brasil Pré-Privatização Monopólio estatal Poucos investimentos Baixa qualidade dos serviços 98 Grande demanda reprimida

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL

RELATÓRIO TRIMESTRAL 2T15 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

Plano industrial 2014-2016 TIM Participações

Plano industrial 2014-2016 TIM Participações Plano industrial 2014-2016 TIM Participações Limitação de Responsabilidade Este documento pode incluir declarações prospectivas. Essas declarações não são declarações de fatos históricos e refletem crenças

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2014 - Oi S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2. Balanço Patrimonial Passivo 4

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2014 - Oi S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2. Balanço Patrimonial Passivo 4 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente 7 Demonstração

Leia mais

Primeiro Semestre 2013. Relatório e Contas Consolidadas

Primeiro Semestre 2013. Relatório e Contas Consolidadas Primeiro Semestre 2013 Relatório e Contas Consolidadas Portugal Telecom 01 Análise dos resultados consolidados 4 02 Análise operacional 16 Portugal 16 Mercado internacional 25 03 Recursos humanos 31 04

Leia mais

Earnings Release. Press Release. Resultados anuais 2012. 28 de fevereiro de 2013

Earnings Release. Press Release. Resultados anuais 2012. 28 de fevereiro de 2013 2009 Earnings Release Resultados anuais 2012 Press Release 28 de fevereiro de 2013 01 Comunicado Lisboa, Portugal, 28 de fevereiro de 2013 A Portugal Telecom é um operador geograficamente diversificado,

Leia mais

Earnings Release. Portugal Telecom. Relatório e contas consolidadas. Primeiro trimestre de 2013

Earnings Release. Portugal Telecom. Relatório e contas consolidadas. Primeiro trimestre de 2013 2009 Earnings Release Portugal Telecom Relatório e contas consolidadas Primeiro trimestre de 2013 Portugal Telecom Relatório e contas consolidadas Primeiro trimestre de 2013 01 Análise dos resultados consolidados

Leia mais

Apresentação APIMEC. Dezembro 2010. Investor Relations. Investor Relations

Apresentação APIMEC. Dezembro 2010. Investor Relations. Investor Relations Apresentação APIMEC Dezembro 2010 AGENDA 03. Mercado Brasileiro de Telecom 06. Oi: Perfil e Estratégia 13. Resultados Operacionais e Financeiros 19. Aliança com a Portugal Telecom Mercado Brasileiro de

Leia mais

Earnings Release. Portugal Telecom. Relatório e contas consolidadas. Primeiro trimestre de 2012

Earnings Release. Portugal Telecom. Relatório e contas consolidadas. Primeiro trimestre de 2012 2009 Earnings Release Portugal Telecom Relatório e contas consolidadas Primeiro trimestre de 2012 Portugal Telecom Relatório e contas consolidadas Primeiro trimestre de 2012 01 Análise dos resultados consolidados

Leia mais

Primeiro Trimestre 2013

Primeiro Trimestre 2013 2009 Earnings Release Primeiro Trimestre 2013 Press Release 23 de maio de 2013 01 Comunicado Lisboa, Portugal, 23 de maio de 2013 No 1T13, as receitas operacionais consolidadas ascenderam a 1.553 milhões

Leia mais

OI divulga os resultados do 1º trimestre de 2015

OI divulga os resultados do 1º trimestre de 2015 Comunicado Lisboa 7 de maio de 2015 OI divulga os resultados do 1º trimestre de 2015 A PT SGPS, S.A. informa sobre o facto relevante divulgado pela Oi, S.A. relativo à divulgação dos resultados do primeiro

Leia mais

Resultados do 1T14. Rio de Janeiro, 15 de maio de Oi S.A. 0

Resultados do 1T14. Rio de Janeiro, 15 de maio de Oi S.A. 0 Resultados do Rio de Janeiro, 15 de maio de 2014 Oi S.A. 0 AVISO IMPORTANTE O presente comunicado contém declarações acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform

Leia mais

Resultados 2T11. Telecomunicações de São Paulo S.A. Vivo Participações S.A. São Paulo, 27 de Julho de 2011.

Resultados 2T11. Telecomunicações de São Paulo S.A. Vivo Participações S.A. São Paulo, 27 de Julho de 2011. Resultados 2T11 Telecomunicações de São Paulo S.A. Vivo Participações S.A. São Paulo, 27 de Julho de 2011. 0 Telefónica Servicios Audiovisuales S.A. / Telefónica España S.A. Título de la ponencia / Otros

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014 Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2014 Destaques do Expressivo crescimento em vendas mesmas lojas (25,4%) com rentabilidade Crescimento da receita líquida total: 28,5% versus 1T13 R$2,3 bilhões

Leia mais

Fatores de Sucesso. Carlos Raimar Schoeninger Diretor de Estratégia e RI. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC Rio. Telefônica Vivo 27.09.

Fatores de Sucesso. Carlos Raimar Schoeninger Diretor de Estratégia e RI. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC Rio. Telefônica Vivo 27.09. Fatores de Sucesso Carlos Raimar Schoeninger Diretor de Estratégia e RI Seminário sobre Telecomunicações APIMEC Rio Telefônica Vivo 27.09.2012 Conteúdo 01 Vivo: uma história de sucesso 02 Desempenho da

Leia mais

Apresentação de resultados. Algar Telecom. Reunião Gerencial, 20/05/2008

Apresentação de resultados. Algar Telecom. Reunião Gerencial, 20/05/2008 Apresentação de resultados Algar Telecom 2008 Agenda Segmentos de negócios Concessão e Expansão Resultados de 2008 Agenda Segmentos de negócios Concessão e Expansão Resultados de 2008 Segmentos de negócios

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 3T13. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores

RELATÓRIO TRIMESTRAL 3T13. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores 3T13 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T12 2012. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Relações com Investidores

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T12 2012. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Relações com Investidores 4T12 2012 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T13 2013. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados)

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T13 2013. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) 4T13 2013 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

1T16 relatório trimestral

1T16 relatório trimestral 1T16 relatório trimestral Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas diretas e indiretas no primeiro

Leia mais

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014.

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014. Resultados _ Julho de 2014. Destaques do DESTAQUES OPERACIONAL FINANCEIRO Crescente market share de pós-pago contribuindo para uma maior adoção de dados e crescimento do ARPU. Crescimento de Acessos Pós-Pagos

Leia mais

Novembro 2006. www.telemar.com.br/ri

Novembro 2006. www.telemar.com.br/ri Novembro 2006 www.telemar.com.br/ri Índice Visão Geral Telemar Mercado de Telecom no Brasil Telemar: Destaques Operacionais e Financeiros Anexos 2 Telemar: Visão Geral Empresa líder em serviços integrados

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL

RELATÓRIO TRIMESTRAL 1T15 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

EVOLUÇÃO DOS NEGÓCIOS

EVOLUÇÃO DOS NEGÓCIOS 06 EVOLUÇÃO DOS NEGÓCIOS 06 mensagem presidente CONSelho DE ADMINISTRAÇÃO 08 MENSAGEM PRESIDENTE EXECUTIVO 12 01 ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO 18 02 ASPETOS REGULAMENTARES 36 03 PERFIL ESTRATÉGICO 46 04

Leia mais

Divulgação de Resultados 1º Trimestre de 2009

Divulgação de Resultados 1º Trimestre de 2009 GVT (Holding) S.A. Divulgação de Resultados 1º Trimestre de 2009 Curitiba, 22 de Abril de 2009 Curitiba, 22 de abril de 2009: A GVT (Holding) S.A. (Bovespa: GVTT3, Reuters: GVTT3.SA e Bloomberg GVTT3:BZ),

Leia mais

Primeiro Trimestre 2011

Primeiro Trimestre 2011 2009 Earnings Release Primeiro Trimestre 2011 Press Release 26 de maio de 2011 01 Comunicado Lisboa, 26 de maio de 2011 Em resultado da transação da Vivo em 27 de setembro de 2010, a PT ajustou as suas

Leia mais

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010.

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Embratel Participações S.A. ( Embrapar ) (BOVESPA: EBTP4, EBTP3) detém 99,2 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ), 100,0

Leia mais

Apresentação a investidores

Apresentação a investidores Apresentação a investidores Parceria estratégica com a Oi 26 Janeiro 2011 Portugal Telecom Janeiro 2011 0 Aviso Importante O presente comunicado contém objectivos acerca de eventos futuros, de acordo com

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

10ª CONFERÊNCIA WEBSITE ANUAL SANTANDER AGOSTO DE 2009. Relações com Investidores

10ª CONFERÊNCIA WEBSITE ANUAL SANTANDER AGOSTO DE 2009. Relações com Investidores 10ª CONFERÊNCIA WEBSITE ANUAL SANTANDER AGOSTO DE 2009 Relações com Investidores AGENDA O Mercado de Telecomunicações no Brasil Perfil e Estratégia da Oi Resultados Operacionais e Financeiros Atuação no

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2T15 31 de julho de 2015 Magazine Luiza Destaques do 2T15 Vendas E-commerce Ganho consistente de participação de mercado Redução na receita líquida de 10,1% para R$2,1 bilhões

Leia mais

Aniversário de 15 anos - Rodrigo Abreu. Destaque - Rodrigo Abreu. Operações - Lorenzo Lindner. Marketing - Roger Solé. Live TIM - Rogério Takayanagi

Aniversário de 15 anos - Rodrigo Abreu. Destaque - Rodrigo Abreu. Operações - Lorenzo Lindner. Marketing - Roger Solé. Live TIM - Rogério Takayanagi 1 Agenda Aniversário de 15 anos - Rodrigo Abreu Temas do 2º Trimestre : Destaque - Rodrigo Abreu Operações - Lorenzo Lindner Marketing - Roger Solé Live TIM - Rogério Takayanagi Financeiro - Claudio Zezza

Leia mais

Tele Celular Sul. Apresentação dos Resultados do 1º Trimestre/2002

Tele Celular Sul. Apresentação dos Resultados do 1º Trimestre/2002 Tele Celular Sul Apresentação dos Resultados do 1º Trimestre/2002 8 de Maio, 2002 Agenda Estratégia Operacional Realizações no 1º Trimestre/2002 Estratégia Operacional Ações para 2002 Capacidade do CRM

Leia mais

Mercados & Reguladores duas faces da mesma moeda Manuel Rosa da Silva Administrador Executivo

Mercados & Reguladores duas faces da mesma moeda Manuel Rosa da Silva Administrador Executivo Financiamento das Telecoms Mercados & Reguladores duas faces da mesma moeda Manuel Rosa da Silva Administrador Executivo III Forum Telecom & Media Diário Económico Lisboa, 22 de Setembro 2004 Agenda Wall

Leia mais

Relatório e contas. Relatório e Contas Consolidadas

Relatório e contas. Relatório e Contas Consolidadas Relatório e contas Primeiro consolidadas Semestre 2014 Relatório e Contas Consolidadas 2014 PT Portugal 01 Análise dos resultados consolidados 4 02 Análise operacional 14 03 Recursos humanos 20 04 Principais

Leia mais

Primeiro Semestre 2014

Primeiro Semestre 2014 Primeiro semestre 2014 Relatório e contas consolidadas Primeiro Semestre 2014 Relatório e Contas Consolidadas PT Portugal 01 Análise dos resultados consolidados 4 02 Análise operacional 12 03 Recursos

Leia mais

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004 Apresentação Corporativa Maio - 2004 Apresentação Telemar - Agenda 1. Destaques 2003/2004 1 2. Estratégia de Crescimento 3 3. Revisão do Resultado Operacional 12 4. Resultados Financeiros 20 1 Destaques

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 1T13. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores

RELATÓRIO TRIMESTRAL 1T13. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores 1T13 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

Apresentação de Resultados 4T11. 1º de Março de 2012

Apresentação de Resultados 4T11. 1º de Março de 2012 Apresentação de Resultados 4T11 1º de Março de 2012 Contax Visão Geral GRUPO CONTAX Operação em 4 países: Brasil, Colômbia, Argentina e Peru Líder na América Latina em serviços de relacionamento com consumidores

Leia mais

Resultados Janeiro Março / 2014. Resultados 4T13 Telefônica Brasil S.A.

Resultados Janeiro Março / 2014. Resultados 4T13 Telefônica Brasil S.A. Resultados Janeiro Março / 2014 Resultados 4T13 0+ TELEFÔNICA BRASIL ATINGE MARGEM DE 29,8% COM FORTE CONTROLE EM CUSTOS MESMO EM FACE À MAIOR ATIVIDADE COMERCIAL NO PERÍODO DESTAQUES Aceleração no crescimento

Leia mais

1T10 RESULTADOS. Fitch ratings eleva de A para A+(bra) o Rating Nacional de Longo Prazo da Algar Telecom

1T10 RESULTADOS. Fitch ratings eleva de A para A+(bra) o Rating Nacional de Longo Prazo da Algar Telecom RESULTADOS 1T10 Uberlândia MG, Maio de 2010 A Algar Telecom, Empresa integrada de telecomunicações com um portfólio completo de serviços, divulga seus resultados do 1º Trimestre de 2010 (1T10). As Informações

Leia mais

Apresentação de resultados. Algar Telecom 2T10

Apresentação de resultados. Algar Telecom 2T10 Apresentação de resultados Algar Telecom 2T10 Destaques do 2T10 A Algar ficou com a 6 melhor colocação no setor de Telecomunicações e a 1ª no ranking de rentabilidade, conforme publicado pela Revista Exame

Leia mais

Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais

Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais 1. Tendências na impressão e gestão documental 2. Modelo de maturidade da impressão e gestão documental 3. Q&A 2 Uma nova plataforma

Leia mais

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA?

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? Tecnologia 40 Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? DSL Cabo Fibra Móvel Móvel WiFi em movimento Convergência TERMINAL é poder MULTI- se comunicar ÓTIMO MÍDIA independente de local, dispositivo de acesso

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 3T15 10 de novembro de 2015 Magazine Luiza Destaques do 3T15 Vendas E-commerce Ganho de participação de mercado com aumento da margem bruta Receita bruta consolidada de R$2,4

Leia mais

02 _ Evolução dos negócios

02 _ Evolução dos negócios 02 _ Evolução dos negócios 30 Mercado doméstico 30 Rede fixa 34 Móvel Portugal TMN 38 Mercado internacional 38 Móvel Brasil Vivo 42 Outros negócios internacionais Portugal Telecom Relatório e contas consolidadas

Leia mais

DESCONTOS EXCLUSIVOS PARA COLABORADORES

DESCONTOS EXCLUSIVOS PARA COLABORADORES 1 DESCONTOS EXCLUSIVOS PARA COLABORADORES 2 AS MELHORES VANTAGENS ESTÃO NO MEO Mais de 220 canais incluindo os seus favoritos Canais e Aplicações Interativas exclusivas VideoClube com os últimos êxitos

Leia mais

SIMPLICIDADE COMODIDADE POUPANÇA

SIMPLICIDADE COMODIDADE POUPANÇA SIMPLICIDADE COMODIDADE POUPANÇA EM 2008 O MERCADO MOSTRAVA UMA FORTE APETÊNCIA POR OFERTAS CONVERGENTES Apetência por tipo de oferta Percentagem Atributos relevantes de uma oferta 3P Percentagem 2x 63%

Leia mais

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM:

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: Decidiu apoiar as PME através deste programa, que permite: Modernizar a sua infraestrutura de comunicações Fazer crescer o seu negócio Incorporar competências essenciais

Leia mais

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO Uberlândia MG, Maio de 2013 A Algar Telecom, Companhia completa e integrada de telecomunicações e TI, detentora da marca CTBC, divulga seus resultados do 1º Trimestre

Leia mais

Resultados Consolidados 2001

Resultados Consolidados 2001 Resultados Consolidados 2001 Francisco Murteira Nabo Presidente Lisboa, 13 de Março 2002 Princípios Contabilísticos Internacionais A Portugal Telecom Grupo Empresarial Português de referência Maior valorização

Leia mais

7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa. 21 e 22 de agosto de 2006

7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa. 21 e 22 de agosto de 2006 7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa 21 e 22 de agosto de 2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados

Leia mais

Rio de Janeiro, 6 de Agosto de 2014 Oi S.A. 0

Rio de Janeiro, 6 de Agosto de 2014 Oi S.A. 0 Resultados do Rio de Janeiro, 6 de Agosto de 2014 Oi S.A. 0 Aviso importante O presente comunicado contém declarações acerca de eventos futuros, de acordo com o U.S. Private Securities Litigation Reform

Leia mais

APIMEC SP Maio 2006 1

APIMEC SP Maio 2006 1 APIMEC SP Maio 2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais

Resultados do 4T05 e do ano de 2005

Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Teleconferência 24/03/2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais

Leia mais

Earnings Release. Portugal Telecom. Relatório e contas consolidadas. Primeiro trimestre de 2014

Earnings Release. Portugal Telecom. Relatório e contas consolidadas. Primeiro trimestre de 2014 2009 Earnings Release Portugal Telecom Relatório e contas consolidadas Primeiro trimestre de 2014 Portugal Telecom Relatório e contas consolidadas Primeiro trimestre de 2014 01 Análise dos resultados consolidados

Leia mais

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 A GSMA representa os interesses da indústria mundial de comunicações móveis. Presente em mais de 220 países, a GSMA

Leia mais

Pack Negócios Global 0 (1) 12 24 36. Pack Negócios Rede 0 (1) 12 24 36. Valor mensal por minutos (2) 0 7,95 15,30 22,41

Pack Negócios Global 0 (1) 12 24 36. Pack Negócios Rede 0 (1) 12 24 36. Valor mensal por minutos (2) 0 7,95 15,30 22,41 A sua empresa a comunicar sem limites. Chamadas de voz e SMS ilimitadas para todas as redes, desconto na aquisição de smartphones e acesso à internet no telemóvel. (1) Possibilidade de subscrever 1GB de

Leia mais

Pack Negócios Global 0 (1) 12 24 36. Pack Negócios Rede 0 (1) 12 24 36. Valor mensal por minutos (2) 0 7,95 15,30 22,41

Pack Negócios Global 0 (1) 12 24 36. Pack Negócios Rede 0 (1) 12 24 36. Valor mensal por minutos (2) 0 7,95 15,30 22,41 Tarifário individual de minutos/sms/dados com comunicações para todas as redes (Portugal ou Espanha), WiFi PT ilimitado e plafond de desconto para aquisição de equipamentos. (Sujeito a política de utilização

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14 27 de fevereiro de 2015 Magazine Luiza Destaques 2014 Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Ajustado Luizacred Lucro Líquido Ajustado Crescimento da receita

Leia mais

SONAECOM RESULTADOS 1º TRIMESTRE 2007 JANEIRO - MARÇO

SONAECOM RESULTADOS 1º TRIMESTRE 2007 JANEIRO - MARÇO SONAECOM RESULTADOS 1º TRIMESTRE 2007 JANEIRO - MARÇO Índice 1. Mensagem de Paulo Azevedo, CEO da Sonaecom...2 2. Principais indicadores...4 3. Resultados consolidados...5 3.1. Demonstração de resultados

Leia mais

Brasil Telecom. Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg. Dezembro de 2002

Brasil Telecom. Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg. Dezembro de 2002 Brasil Telecom Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg Dezembro de 2002 1 OSetor de Telecomunicações no Brasil 2 Empresas de Telefonia Fixa Região IV (Somente Longa Distância) Preço Mínimo: US$1.548

Leia mais

CAMPANHA W NEGÓCIO FIBRA CAMPANHA PROMOCIONAL. Em VIGOR ATÉ 31 de JANEIRO 2016

CAMPANHA W NEGÓCIO FIBRA CAMPANHA PROMOCIONAL. Em VIGOR ATÉ 31 de JANEIRO 2016 CAMPANHA PROMOCIONAL CAMPANHA W NEGÓCIO FIBRA Em VIGOR ATÉ 31 de JANEIRO 2016 Aviso: A reprodução ou comunicação, escrita ou verbal, ainda que parcial, deste documento, sem aprovação prévia da NOS, SGPS,

Leia mais

RESULTADOS: DESTAQUES

RESULTADOS: DESTAQUES RESULTADOS: DESTAQUES Performance Financeira Receita Líquida (R$ bi) 19,9 18,8 +6% EBITDA (Δ% A/A) 4,1% 1,8% +4% em 2013 4,2% 5,2% 1T 2T 3T 4T Lucro Líquido (R$ bi) 1,4 +4% 1,5 Receita de Dados +21,5%

Leia mais

01 _ Evolução dos negócios

01 _ Evolução dos negócios 01 _ Evolução dos negócios 14 Mercado doméstico 14 Rede fixa 20 Móvel Portugal TMN 24 Multimédia PT Multimédia 28 Mercado internacional 28 Móvel Brasil Vivo 32 Outros negócios internacionais 01 _ Evolução

Leia mais

Apresentação de resultados. Algar Telecom 3T10

Apresentação de resultados. Algar Telecom 3T10 Apresentação de resultados Algar Telecom Destaques do Lucro Líquido consolidado de R$ 32,8 milhões, 49,5% maior que o do. Margem de 8,6% no, ante 6,2% no. Algar Telecom inicia oferta de varejo (voz, banda

Leia mais

Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001

Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001 Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001 13 de Setembro de 2001 Princípios Contabilísticos Internacionais Síntese do 1º Semestre de 2001 Principais Acontecimentos do 1º Semestre Forte liderança

Leia mais

RESULTADOS 2T11. Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades. 26 de julho de 2011

RESULTADOS 2T11. Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades. 26 de julho de 2011 RESULTADOS 2T11 Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades 26 de julho de 2011 DESTAQUES DO 2T11 Impacto macroeconômico > IPCA 12 meses: +6,7% > Crescimento real GPA Alimentar: +2,3% > Aumento taxa Selic

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Disclaimer Nossas estimativas e declarações futuras têm por embasamento, em grande parte, expectativas atuais e projeções sobre eventos futuros e tendências financeiras que afetam

Leia mais

APRESENTAÇÃO APIMEC. Março de 2015. Copyright Cielo Todos os direitos reservados

APRESENTAÇÃO APIMEC. Março de 2015. Copyright Cielo Todos os direitos reservados APRESENTAÇÃO APIMEC Março de 2015 Copyright Cielo Todos os direitos reservados A COMPANHIA FAZ DECLARAÇÕES SOBRE EVENTOS FUTUROS QUE ESTÃO SUJEITAS A RISCOS E INCERTEZAS Tais declarações têm como base

Leia mais

TRAJETÓRIA BEM SUCEDIDA

TRAJETÓRIA BEM SUCEDIDA CORPORATE TRAJETÓRIA BEM SUCEDIDA De empresa regional para empresa nacional De 24 cidades em 9 estados para 95 cidades em 17 estados De 800 funcionários em 2000 para 8 mil atualmente Oferta completa de

Leia mais

Operador global centrado na sustentabilidade

Operador global centrado na sustentabilidade Operador global centrado na sustentabilidade Francisco Nunes, Administrador PT Portugal Lisboa, 8 maio 2012 CONFIDENCIAL A utilização deste documento, para quaisquer fins, sem autorização expressa da Portugal

Leia mais

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 EBITDA atingiu a soma de R$ 391 milhões no ano passado São Paulo, 24 de março de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações do Grupo Algar,

Leia mais

Apresentação dos Resultados 3T06

Apresentação dos Resultados 3T06 Apresentação dos Resultados 3T06 Aviso Legal Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais