SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ"

Transcrição

1

2 SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ MISSÃO: Garantir prestação jurisdicional rápida, acessível e efetiva no âmbito da sua competência. DESCRIÇÃO DA MISSÃO: A Justiça Federal no Paraná existe para garantir direitos e definir obrigações. VISÃO: Consolidar-se como paradigma de excelência na prestação jurisdicional. DESCRIÇÃO DA VISÃO: Granjear reputação de serviço jurisdicional honesto, célere, de qualidade e baixo custo. VALORES: Ética: Respeito republicano aos recursos alocados pelo povo à prestação jurisdicional; Transparência: Exposição clara de informações e resultados jurisdicionais e administrativos; Comprometimento: Dedicação e empenho para o alcance de objetivos institucionais; Inovação: Criatividade para aperfeiçoar serviços judiciais e atividades administrativas; Responsabilidade socioambiental: Minimizar impactos social e ambientalmente negativos. 1

3 Sociedade MAPA ESTRATÉGICO DA JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU NO PARANÁ Missão Garantir prestação jurisdicional rápida, acessível e efetiva no âmbito da sua competência Visão Consolidar-se como paradigma de excelência na prestação jurisdicional Eficiência Operacional Processos Internos Agilizar os trâmites judiciais Agilizar os trâmites administrativos Otimizar a gestão dos custos operacionais Acesso ao Sistema de Justiça Otimizar os processos de trabalho Facilitar o acesso à Justiça Responsabilidade Socioambiental Promover a cidadania Promover a efetividade no cumprimento das decisões Alinhamento e Integração Garantir o alinhamento estratégico no âmbito da Justiça Federal da 4ª Região Incentivar e promover a responsabilidade social e ambiental Fomentar a integração e a troca de experiências entre os órgãos da Justiça Federal da 4ª Região Atuação Institucional Fortalecer a interação com outros órgãos e instituições Fortalecer a imagem institucional da Justiça Federal na 4ª Região Aperfeiçoar a comunicação institucional Gestão de Pessoas Recursos Desenvolver competências de magistrados e servidores com foco em resultados Melhorar o clima organizacional e o bem-estar dos magistrados e servidores Incentivar o comprometimento dos magistrados e servidores com a execução da estratégia Orçamento Infraestrutura e Tecnologia Promover a integração e a permanente atualização dos sistemas informatizados da Justiça Federal da 4ª Região Garantir a infraestrutura física e tecnológica suficiente à execução das atividades administrativas e judiciais Adequar a estrutura organizacional e de pessoal à estratégia Garantir o acesso e funcionamento de sistemas essenciais de tecnologia de informação Obter os recursos orçamentários necessários para a execução da estratégia 2

4 1. PROCESSOS INTERNOS 1.1. Eficiência Operacional Agilizar os trâmites Judiciais Sistematizar e difundir experiências do SICOPP Sistema de Conciliação Pré-processual nas subseções judiciárias. Indicador Difusão do Sistema de Conciliação Pré-processual O que mede Índice de acordos obtidos Quem executa Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania Quem apoia diretamente Direção do Foro e Secretaria Administrativa em 2012 Onde medir Subseções Judiciárias Como medir Verificação dos índices por subseção judiciária e métodos de trabalho Integrar ao sistema de mandados das Centrais de Mandados as bases de pesquisa de endereços e de bens de outras instituições. Indicador Integração do sistema de pesquisas da CEMAN O que mede Número de sistemas integrados Quem executa Central de Mandados de Curitiba Quem apoia diretamente Direção do Foro, Secretaria Administrativa, Núcleo de Tecnologia da Informação Quando medir Semestralmente Onde medir Central de Mandados Como medir Número de programas integrados Recursos envolvidos Programas e programadores Situação atual 01 - SERPRO Demanda total Bancos de dados da Copel, do Detran, e Banco de Certidões da CEMAN Compor equipe de apoio para assessorar a implantação de mudanças no Sistema EPROCV2. Indicador Estrutura de suporte à Implantação do EPROC.V2 O que mede Suporte à implantação do EPROC.V2 Quem executa Núcleo de Apoio Judiciário Quem apoia diretamente Secretaria Administrativa e Núcleo de Apoio Judiciário Quando medir Outubro/ Onde medir Seção de Desenvolvimento Organizacional Como medir Redução do número de chamados até a demanda ser atendida pelo NAJ e tempo Situação atual 0 Demanda total Não mensurada 100%

5 Instituir programa de desenvolvimento de vídeotutoriais sobre a operação do EPROCV2. Indicador Desenvolvimento e difusão vídeotutoriais sobre o EPROC.V2 O que mede Capacitação dos usuários relativa à operação do EPROC.V2 Quem executa Núcleo de Apoio Judiciário Quem apoia diretamente Núcleo de Tecnologia de Informação, Seção de Comunicação Social Quando medir Novembro/ Onde medir Núcleo de Apoio Judiciário Como medir Número de tutoriais desenvolvidos e número de acessos Recursos envolvidos Vídeo conferência e recursos didáticos Demanda total Todos os servidores da área judiciária 2012 x Agilizar os trâmites Administrativos Realizar o levantamento e publicar na Intranet a compilação das normas administrativas internas da Seção Judiciária do Paraná. Indicador Compilação das normas administrativas da Seção Judiciária do Paraná O que mede Revisão e compilação de todas as Normas de Serviços e Portarias Quem executa Seção de Desenvolvimento Organizacional Quem apoia diretamente Secretaria Administrativa, Núcleo de Controle Interno e Núcleo de Tecnologia da Informação Quando medir Abril de 2012 Onde medir Seção de Desenvolvimento Organizacional Como medir Conclusão da compilação e publicação na Intranet, base documental, programação Html. Demanda total Compilar e revisar todas as normas Levantamento (100%) 2012 Compilação (100%) Publicação (100%) Realizar a catalogação de oportunidades de melhorias no SEI Sistema Eletrônico de Informações Indicador Relatório com oportunidades de melhoria do SEI Sistema Eletrônico de Informações O que mede Funcionalidades do SEI Sistema Eletrônico de Informações Quem executa Unidades Administrativas e Judiciárias Quem apoia diretamente Secretaria Administrativa Quando medir Abril/2012 Onde medir Nos Núcleos usuários do SEI Sistema Eletrônico de Informações Como medir Realizar levantamento de sugestões e método Demanda total Todos os Núcleos 2012 NADH, NGF, NCI, NTI NAO, NAA, NPOF, NDOC 4

6 Implantar o SIGNA Sistema de Gerenciamento dos Núcleos Administrativos Indicador Implantar o SIGNA Sistema de Gerenciamento dos Núcleos Administrativos O que mede Execução de projeto de Informatização Quem executa Núcleo de Apoio Administrativo Quem apoia diretamente Secretaria Administrativa, Núcleo de Tecnologia da Informação, Núcleo e Planejamento, Orçamento e Finanças Quando medir Janeiro/2012 Onde medir Núcleo de Apoio Administrativo e Núcleo de Planejamento, Orçamento e Finanças Como medir Verificação da plena operação do sistema Recursos envolvidos Sistema e consultoria externa Situação atual Em andamento Demanda total Sistema completo % Otimizar a gestão dos custos operacionais Aperfeiçoar o método de desfazimento de móveis, equipamentos e livros. Indicador Revisão dos procedimentos formais de desfazimento de materiais O que mede Agilidade e segurança dos procedimentos de desfazimento de materiais Quem executa Núcleo de Apoio Administrativo Quem apoia diretamente Núcleo de Controle Interno, Núcleo de Documentação, Núcleo de Tecnologia da Informação, Núcleo de Apoio Operacional, Central de Mandados de Curitiba, Direção do Foro no primeiro semestre de Onde medir Núcleo de Apoio Administrativo Como medir Publicação de norma com fluxo de desfazimento Recursos envolvidos Normas e metodologias Demanda total Norma de desfazimento atualizada % 100% Racionalização de trajetos e pautas para atendimento presencial às subseções judiciárias. Indicador Controle de agenda de deslocamentos O que mede Custos e tempos com deslocamentos em viagens às subseções judiciárias do Paraná Quem mede Secretaria Administrativa Quem executa Secretaria Administrativa Quem apoia diretamente Direção do Foro Quando medir Janeiro/2012 Onde medir Secretaria Administrativa Como medir Verificação do funcionamento mecanismos de controle Recursos envolvidos Passagens áreas e veículos próprios Demanda total Implantação do Controle 100%

7 Elaborar projeto de sistematização do processo de arquivamento, manutenção e eliminação de documentos administrativos físicos e eletrônicos. Indicador Projeto de organização para descarte de arquivos físicos e eletrônicos O que mede Racionalização e segurança de arquivos Quem executa Núcleo de Orçamento Planejamento e Finanças Quem apoia diretamente Núcleo de Documentação, Núcleo de Tecnologia da Informação, Núcleo de Controle Interno no primeiro semestre de Onde medir Núcleo de Documentação Como medir Verificar arquivamento de Notas Fiscais Físicas e Eletrônicas Recursos envolvidos Informática e método Demanda total Guarda de todas as Notas Fiscais Eletrônicas de acordo com a tabela de temporalidade % 100% Levantamento quantitativo e definição de cronograma anual para eliminação do acervo de processos com temporalidade vencida. Indicador Eliminação de processos judiciais com temporalidade vencida O que mede Racionalização de arquivos Quem executa Núcleo de Documentação e subseções judiciárias Quem apoia diretamente Secretaria Administrativa, Direção do Foro Quando medir Primeiro trimestre de cada ano a partir de 2012 Onde medir Em cada Subseções Judiciárias Como medir Inexistência de processos arquivados com temporalidade vencida e métodos Demanda total Todos os processos de cada subseção judiciária 2012 x x Otimizar processos de trabalho Realizar o mapeamento de processos das unidades administrativas de Curitiba Indicador Mapeamento de processos de trabalho O que mede Explicitação e racionalização de processos de trabalho Quem executa Núcleo de Acompanhamento e Desenvolvimento Humano, Núcleo de Gestão Funcional, Núcleo de Cálculos Judiciais, Núcleo de Apoio Operacional, Núcleo de Apoio Administrativo, Central de Mandados, Núcleo de Documentação, Núcleo de Planejamento, Orçamento e Finanças. Quem apoia diretamente Seção de Desenvolvimento Organizacional Onde medir Em cada Núcleo Como medir Verificação dos processos de trabalho mapeados Recursos envolvidos Software Bizagi, metodologia e pessoas Demanda total Oito unidades administrativas 2012 NADH, NAA NGF, NCJ NAO NDOC, NPOF 6

8 Elaborar projeto para catalogação e indexação de documentos funcionais do Núcleo de Gestão Funcional Indicador Catalogação e indexação de documentos funcionais O que mede Digitalização e indexação de documentos Quem executa Núcleo de Gestão Funcional Quem apoia diretamente Núcleo de Documentação, Núcleo de Tecnologia da Informação, Núcleo de Apoio Administrativo, Núcleo de Planejamento, Orçamento e Finanças Quando medir Abril/ Onde medir Núcleo de Gestão Funcional Como medir Verificar se todos os documentos foram digitalizados e indexados. Recursos envolvidos Contratação externa e recursos financeiros Demanda total Documentos funcionais de todos os servidores da Seção Judiciária do Paraná % Distribuir autos de processos findos à origem para análise das condições de eliminação. Indicador Eliminação de autos judiciais findos O que mede Eliminação de autos findos Quem mede Núcleo de Documentação Quem executa Núcleo de Documentação Quem apoia diretamente Varas, Direção do Foro Quando medir 2012 Onde medir Núcleo de Gestão Funcional Como medir Realização do primeiro curso prático Recursos envolvidos Laboratório, diárias e recursos didáticos. Demanda total Todos os servidores que trabalham nas áreas de arquivo da Seção Judiciária do Paraná %-dos agravos 60% 100% 1.2. Acesso ao Sistema de Justiça Facilitar o acesso à Justiça Firmar parceria com o município de Campina Grande do Sul para qualificar funcionários municipais que orientam pessoas que pleiteiam benefícios previdenciários Indicador Parceria para orientação ao cidadão que recorre aos JEFs O que mede Melhoria de atendimento ao cidadão Quem executa Assessor da Direção do Foro Quem apoia diretamente Diretor do Foro, Secretaria Administrativa, Núcleo Acompanhamento e Desenvolvimento Humano, Seção de Apoio aos JEFs, Seção de Desenvolvimento Organizacional Quando medir Abril/2012 Onde medir Núcleo de Acompanhamento e Desenvolvimento Humano Como medir Realização do primeiro curso de capacitação Recursos envolvidos Plataforma de ensino a distância Demanda total 17 prefeituras das sedes da Justiça Federal no Paraná % 7

9 Promover a efetividade no cumprimento das decisões Elaborar projeto para constituição de central de leilões para processos de execução Indicador Constituição de central de leilões O que mede Agilidade dos processos de execução Quem executa Direção do Foro Quem apoia diretamente Seção de Desenvolvimento Organizacional, Direção da Secretaria Administrativa, Núcleo de Tecnologia da Informação. Quando medir Julho/2012 Onde medir Direção do Foro Como medir Início do funcionamento dos leilões centralizados Situação atual Inexistente Demanda total Uma central % 1.3. Responsabilidade Socioambiental Promover a cidadania Instituir acompanhamento sistemático dos impactos sociais obtidos a partir da gestão do SISCOPEN Sistema de Acompanhamento de Penas em toda a Seção Judiciária do Paraná. Indicador Avaliação do número de pessoas beneficiadas com o SICOPEN O que mede Número de pessoas beneficiadas Quem executa Núcleo de Desenvolvimento Humano Quem apoia diretamente Assistente Social Onde medir Núcleo de Acompanhamento e Desenvolvimento Humano Como medir Estimativa do número de pessoas Demanda total Subseções Judiciárias do Paraná x x x x x x x x Organizar e realizar ação social no Dia do Voluntariado em toda a Seção Judiciária do Paraná Indicador Ações sociais O que mede Número de pessoas envolvidas Quem mede Seção de Comunicação Social Quem executa Subseções Judiciárias e Voluntariado Quem apoia diretamente Direções de Foro Quando medir Conforme metas abaixo. Onde medir Subseções Judiciárias Como medir Número de servidores, juízes e cidadãos envolvidos Demanda total Duas Iniciativas, com uma fase de planejamento e outra de execução 50% % 50% 50% 8

10 Instituir meios de acompanhamento de ações sociais realizadas na Seção Judiciária do Paraná Indicador Ações sociais O que mede Número e localização das ações sociais no Paraná Quem mede Seção de Comunicação Social Quem executa Subseções Judiciárias Quem apoia diretamente Direções de Foro Onde medir Subseções Judiciárias Como medir Número de ações realizadas e número estimado de pessoas atingidas Demanda total Não definida x x x x x x x x x Incentivar e promover a responsabilidade social e ambiental Aperfeiçoar o controle sobre a destinação de resíduos sólidos em toda a Seção Judiciária do Paraná Indicador Controle da destinação de resíduos sólidos no Paraná O que mede Destinação adequada de resíduos sólidos gerados pela Seção Judiciária do Paraná Quem executa Comissão Ambiental Quem apoia diretamente Direção do Foro, Direção da Secretaria Administrativa, Núcleo de Apoio Operacional, Núcleo de Apoio Administrativo, Núcleo de Documentação Onde medir Nas subseções judiciárias Como medir Verificação do destino dos resíduos, financeiros Demanda total Não estimada x x x x x x x x Desencadear campanha permanente de conscientização e de acompanhamento da utilização de recursos materiais Indicador Conscientização quanto à utilização de recursos materiais O que mede Utilização racional de recursos materiais Quem executa Seção de Comunicação Social Quem apoia diretamente Núcleo de Apoio Administrativo, Núcleo de Apoio Operacional Onde medir Seção de Comunicação Social Como medir Número de publicações Demanda total Todos os magistrados, servidores e terceirizados x x x x x x x x x 9

11 Incentivar a utilização de meios de transportes com menores impactos ambientais. Indicador Utilização de meios de transporte com baixos impactos ambientais O que mede Conscientização ambiental Quem executa Secretaria Administrativa e Seção de Comunicação Social Quem apoia diretamente Núcleo de Apoio Operacional, Núcleo de Apoio Administrativo Quando medir Trimestral a partir do segundo semestre de 2012 Onde medir Núcleo de Apoio Operacional Como medir Verificação da construção de bicicletários e campanha de conscientização Recursos envolvidos Financeiros Situação atual Inexistente Demanda total Um bicicletário por prédio x x x x x x x x x 1.4. Alinhamento e Integração Garantir o alinhamento estratégico no âmbito da Justiça Federal da 4ª Região Instituir controle sistemático da execução do plano estratégico Indicador Manutenção de planejamento atualizado e dinâmico como apoio de gestão O que mede Eficácia do atingimento de metas Quem executa Coordenadores de inciativas e projetos Quem apoia diretamente Direção do Foro, Direção da Secretaria Administrativa e Assessor da Direção do Foro Quando medir Mensalmente Onde medir Nos locais definidos no Plano Estratégico para execução Como medir De acordo com os critérios definidos no Plano Estratégico Demanda total Todas as iniciativas e projetos prevista no Plano Estratégico x x x x x x x x x x Fomentar a integração e a troca de experiências entre órgãos da Justiça Federal Promover oficinas de trabalho presenciais e por videoconferência para alinhamento e intercâmbio de experiências entre Subseções Judiciárias Indicador Realização de oficinas de trabalho para intercâmbio de experiências entre subseções judiciárias O que mede Número de oficinas Quem executa Núcleo de Desenvolvimento Humano Quem apoia diretamente Áreas administrativas e judiciárias Onde medir Núcleo de Desenvolvimento Humano Como medir Número de eventos e de participantes Recursos envolvidos Diárias, videoconferência Demanda total Não determinada x x x x x x x x x 10

12 Instituição de Central de Cálculos Judiciais da Seção do Paraná. Indicador Reestruturação O que mede Cálculos judiciais Quem executa Núcleo de Cálculos Judiciais Quem apoia diretamente Seção de Desenvolvimento Organizacional Quando medir Janeiro/2012 Onde medir Núcleo de Cálculos Judiciais Como medir Conclusão do relatório descritivo da prática e mensuração de resultados Demanda total Não definida 100% Atuação Institucional Fortalecer a integração com outros órgãos e instituições Aperfeiçoar os relacionamentos institucionais para obtenção de nivelamento positivo em relação a assuntos de interesse da Justiça Federal Indicador Relacionamento institucional O que mede Número de encontros com representantes de instituições externas à Justiça Federal Quem mede Seção de Comunicação Social Quem executa Direção do Foro Quem apoia diretamente Secretaria Administrativa Onde medir Seção de Comunicação Social Como medir Número e ações conjuntas Demanda total Não definida x x x x x x x x x Estabelecer e manter parcerias com instituições com interesses convergentes com os da Justiça Federal Indicador Parcerias com instituições O que mede Número de parcerias Quem executa Núcleo de Documentação Quem apoia diretamente Central de Mandados, Núcleo de Tecnologia da Informação, Núcleo de Apoio Judiciário, Núcleo de Acompanhamento e Desenvolvimento Humano Onde medir Núcleo de Documentação Como medir Contagem do número de parcerias Demanda total Não determinada x x x x x x x x x x 11

13 Fortalecer a imagem da Justiça Federal do Paraná Participar de iniciativas sociais locais Indicador Participação de iniciativas sociais O que mede Imagem da Justiça Federal Quem mede Seção de Comunicação Social Quem executa Secretaria Administrativa Quem apoia diretamente Seção de Apoio aos JEFs Quando medir Semestralmente a partir de 2012 Onde medir Seção de Comunicação Social Como medir Número de iniciativas e número estimado de pessoas atingidas Demanda total Não definida x 2012 x x x x x x Aperfeiçoar a comunicação institucional Ampliar os contatos com a imprensa local Indicador Contatos com a imprensa local O que mede Imagem da Justiça Federal Quem executa Seção de Comunicação Social Quem apoia diretamente Direção do Foro, Direção Secretaria Administrativa Onde medir Seção de Comunicação Social Como medir Número de publicações Demanda total Não determinada x x x x x x x x x x 12

14 2. RECURSOS 2.1. Gestão de Pessoas Desenvolver competências de magistrados e servidores com foco em resultados Elaborar o planejamento de capacitação dos servidores alinhado com os objetivos estratégicos e com a programação orçamentária anual. Indicador Plano de capacitação O que mede Eficiência do sistema de capacitação de pessoal Quem mede Núcleo de Acompanhamento e Desenvolvimento Humano Quem executa Seção de Desenvolvimento Organizacional Quem apoia diretamente Núcleo de Acompanhamento e Desenvolvimento Humano Quando medir Janeiro/2012 Onde medir Núcleo de Acompanhamento e Desenvolvimento Humano Como medir Verificação da conclusão e da formalização do plano e métodos Demanda total Não determinada 2012 x x x Melhorar o clima organizacional e bem estar dos servidores e magistrados Desenvolver metodologia e aplicar pesquisa de clima organizacional em todas as unidades da Seção Judiciária do Paraná. Indicador Monitoramento do clima organizacional O que mede Clima organizacional Quem executa Seção de Desenvolvimento Organizacional Quem apoia diretamente Direção da Secretaria Administrativa, Assessor do Foro, Núcleo de Tecnologia da Informação, Núcleo de Acompanhamento e Desenvolvimento Humano Quando medir Janeiro/2012 Onde medir Seção de Desenvolvimento Organizacional Como medir Verificação de relatórios e indicadores e métodos Demanda total Um pesquisa em e outra em % % Incentivar o comprometimento dos magistrados e servidores com a execução da estratégia Publicar relatórios de desempenho de atividades Judiciárias e administrativas Indicador Difusão de informações O que mede Informação a servidores e magistrados Quem executa Seção de Comunicação Social Quem apoia diretamente Seção de Desenvolvimento Organizacional Onde medir Seção de Comunicação Social Como medir Número de publicações Demanda total Todos os magistrados e servidores x x x x x x x x x 13

15 Adequar a estrutura organizacional e de pessoal à estratégia Revisar a Estrutura organizacional da Área Administrativa Indicador Adequação da estrutura organizacional O que mede Melhoria do desempenho das unidades de trabalho Quem executa Direção da Secretaria Administrativa Quem apoia diretamente Assessor da Direção do Foro, Seção de Desenvolvimento Organizacional Quando medir Abril/2012 Onde medir Direção do Foro Como medir Encaminhamento do projeto de reestruturação para o TRF4. Recursos envolvidos Financeiros Situação atual - Demanda total Núcleo de Apoio Operacional e Núcleo de Apoio Administrativo % 2.2. Infraestrutura e tecnologia Promover a integração e a permanente atualização dos sistemas informatizados da Justiça Federal da 4ª Região Garantir a infraestrutura física e tecnológica suficiente à execução das atividades administrativas e judiciais Elaborar estudo geral quanto às possibilidades de obtenção de imóveis próprios para utilização pelas unidades da Seção Judiciária do Paraná. Indicador Situação dos Imóveis de terceiros O que mede Diagnóstico atualizado da situação dos imóveis de terceiros ocupados Quem executa Núcleo de Apoio Administrativo Quem apoia diretamente Direção do Foro, Núcleo de Apoio Operacional, Assessoria Jurídica Quando medir Anualmente a partir de 2012 Onde medir Núcleo de Apoio Administrativo Como medir Verificação da atualidade do relatório Demanda total Um relatório 2012 x x x Instituir sistema de diagnóstico e acompanhamento de investimentos em adaptações e melhorias em imóveis ocupados pelas sedes da Seção Judiciária do Paraná. Indicador Situação dos imóveis próprios O que mede Diagnóstico atualizado da situação dos imóveis de terceiros ocupados, elaborando projetos as build. Quem executa Núcleo de Apoio Administrativo Quem apoia diretamente Direção do Foro, Núcleo de Apoio Operacional Quando medir Anualmente a partir de 2012 Onde medir Núcleo de Apoio Administrativo Como medir Verificação da atualidade do relatório Demanda total Um relatório x 2012 x x x 14

16 Elaborar plano para adaptação das instalações físicas da Justiça Federal para permitir acessibilidade a imóveis, móveis e equipamentos. Indicador Acessibilidade à infraestrutura física de atendimento da Justiça Federal O que mede Acesso a imóveis, à utilização de móveis e de equipamentos Quem executa Núcleo de Apoio Operacional Quem apoia diretamente Núcleo de Acompanhamento e Desenvolvimento Humano, Núcleo de Apoio Administrativo, Núcleo de Tecnologia da Informação Quando medir Anualmente a partir de 2012 Onde medir Núcleo de Apoio Operacional Como medir Verificação da atualidade do relatório Demanda total Um relatório 2012 x x x Elaborar diagnóstico e desenvolver projeto para a uniformização da infraestrutura destinada à realização de videoconferências nas Subseções Judiciária do Paraná. Indicador Infraestrutura de suporte a videoconferências O que mede Adequação de infraestrutura de suporte a videoconferências. Quem executa Núcleo de Apoio Operacional Quem apoia diretamente Núcleo de Acompanhamento e Desenvolvimento Humano, Núcleo de Apoio Administrativo, Núcleo de Tecnologia da Informação. Quando medir Julho/2012 Onde medir Diagnóstico e projeto Como medir Verificação do diagnóstico e do projeto concluído Demanda total Um diagnóstico e um projeto % Desenvolver plano para as contratações e aquisições da área de informática previstas na reprogramação orçamentária. Indicador Plano de estratégias para contratações e aquisições da área de informática previstas na proposta orçamentária O que mede Controle nos processos de aquisições e contratações de Informática Quem executa Núcleo de Tecnologia da Informação Quem apoia diretamente Núcleo de Apoio Administrativo, Núcleo de Planejamento Orçamento e Finanças. a partir de Abril/2012 Onde medir Diagnóstico e projeto Como medir Verificação do diagnóstico e do projeto concluído Demanda total Um diagnóstico e um projeto 2012 x x x x x x x x x 15

17 Desenvolver plano para as contratações da área de engenharia previstas na reprogramação orçamentária. Indicador Plano de estratégias para contratações área de engenharia previstas na proposta orçamentária O que mede Controle nos processos de contratações engenharia Quem executa Núcleo de Apoio Operacional Quem apoia diretamente Núcleo de Apoio Administrativo, Núcleo de Planejamento Orçamento e Finanças. a partir de Abril/2012 Onde medir Diagnóstico e projeto Como medir Verificação do diagnóstico e do projeto concluído Demanda total Um diagnóstico e um projeto 2012 x x x x x x x x x Garantir o acesso e funcionamento de sistemas essenciais de tecnologia de informação Elaborar levantamento e classificação de todos os sistemas utilizados pelas Áreas Administrativa e judiciária. Indicador Controle de sistemas de informática de suporte às atividades administrativas e judiciárias O que mede Levantamento de todos os sistemas de informática das áreas administrativa e judiciária. Quem executa Núcleo de Tecnologia da Informação Quem apoia diretamente Usuários dos sistemas Quando medir Julho/2012 Onde medir Núcleo de Tecnologia da Informação Como medir Verificação do final do levantamento Demanda total Um diagnóstico e um projeto % Elaborar levantamento, classificação e definição da vida útil e localização de todos os equipamentos informática da Seção Judiciária. Indicador Controle de equipamentos de informática de suporte às atividades administrativas e judiciárias O que mede Levantamento de todos os sistemas de informática das áreas administrativa e judiciária. Quem executa Núcleo de Tecnologia da Informação Quem apoia diretamente Usuários dos sistemas Quando medir Julho/2012 Onde medir Núcleo de Tecnologia da Informação Como medir Verificação do final do levantamento Demanda total Um diagnóstico e um projeto % 16

18 2.3. Orçamento Obter os recursos orçamentários necessários para a execução na estratégia Acompanhar as estimativas de custos dos projetos estratégicos e buscar recursos para fazer frente a desembolsos futuros. Indicador Suporte financeiro a projetos e iniciativas estratégicas O que mede Suporte financeiro ao Plano Estratégico Quem executa Núcleo de Planejamento, Orçamento e Finanças Quem apoia diretamente Direção do Foro, Direção da Secretaria Administrativa Onde medir Núcleo de Planejamento, Orçamento e Finanças Como medir Verificação do relatório de acompanhamento atualizado Demanda total Um relatório x x x x x x x x x 17

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional.

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Tema 1: Eficiência Operacional Buscar a excelência na gestão de custos operacionais. Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Agilizar

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo.

Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo. Eficiência Operacional. Buscar a efetividade nos trâmites judiciais e administrativos. Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo.

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 1 Missão 2 Exercer o controle externo da administração pública municipal, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, em benefício da sociedade. Visão Ser reconhecida

Leia mais

Administração Judiciária

Administração Judiciária Administração Judiciária Planejamento e Gestão Estratégica Claudio Oliveira Assessor de Planejamento e Gestão Estratégica Conselho Superior da Justiça do Trabalho Gestão Estratégica Comunicação da Estratégia

Leia mais

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1.

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1. 34 Os indicadores são índices utilizados para aferir resultados. O TRT da 7ª Região adotou indicadores aferidos pelo CNJ e criou outros considerados relevantes para o processo decisório da gestão institucional,

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS 43 Considerando os Objetivos Estratégicos, Indicadores e Metas, foram elaboradas para cada Objetivo, as Ações e indicados Projetos com uma concepção corporativa. O Plano Operacional possui um caráter sistêmico,

Leia mais

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO Simplificar e padronizar os processos internos, incrementando o atendimento ao usuário. Especificamente o projeto tem o objetivo de: Permitir

Leia mais

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2014 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 1 Índice de respostas a contatos dirigidos à Ouvidoria Mede o percentual de contatos dirigidos à Ouvidoria que receberam

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA Fabiana Alves de Souza dos Santos Diretora de Gestão Estratégica do TRT 10 1/29 O TRT da 10ª Região Criado em 1982 32 Varas do Trabalho

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

Indicadores - Perspectiva Sociedade

Indicadores - Perspectiva Sociedade Indicadores - Perspectiva Sociedade Fortalecer a imagem institucional da Justiça do Trabalho IMAGEM ORGANIZACIONAL GRAU DE CONFIANÇA NA JUSTIÇA DO TRABALHO Mede o grau de confiança dos advogados e partes

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

TJM-RS NGE-JME-RS. Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014

TJM-RS NGE-JME-RS. Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014 2013 TJM-RS NGE-JME-RS Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014 [PAINEL DE INDICADORES-TJM-RS] Contém os indicadores do do Tribunal de Justiça Militar do Rio Grande

Leia mais

ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E METAS

ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E METAS ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E S 31 MATRIZ DE INDICADORES e S Indicador 1 - Visão Visão: Ser reconhecido como um dos 10 Regionais mais céleres e eficientes na prestação jurisdicional, sendo considerado

Leia mais

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Março COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - CGTIC 2 ÍNDICE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO... 3 Apresentação...

Leia mais

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2013 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 1 Índice de respostas a contatos dirigidos à Ouvidoria Mede o percentual de contatos dirigidos à Ouvidoria que receberam

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Esta iniciativa busca a modernização e a ampliação das ações e dos instrumentos de Comunicação para atender às necessidades de divulgação e alinhamento de informações

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Estruturar e implantar uma unidade administrativa para assessorar a alta administração do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais em relação à elaboração e ao

Leia mais

ANEXO A Estratégia do Tribunal de Justiça de Sergipe

ANEXO A Estratégia do Tribunal de Justiça de Sergipe RESOLUÇÃO Nº 10, DE 01 DE JUNHO DE 2011 Dispõe sobre o Planejamento e a Gestão Estratégica no âmbito do Poder Judiciário do Estado de Sergipe e dá outras providências. ANEXO A Estratégia do Tribunal de

Leia mais

Antônio Francisco Morais Rolla Diretor Executivo de Informática TJMG

Antônio Francisco Morais Rolla Diretor Executivo de Informática TJMG Antônio Francisco Morais Rolla Diretor Executivo de Informática TJMG Tipos de Justiça: Federal Estadual (Comum e Militar) Trabalho Eleitoral No TJMG Justiça Comum: 1ª e 2ª Instâncias Juizados Especiais

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO

SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO LEGISLAÇÃO: Lei Municipal nº 8.834 de 01/07/2002 e Decreto nº 529 de 09/08/2002. ATRIBUIÇÕES: 0700 - SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO 0710 - COORDENAÇÃO GERAL Compete

Leia mais

1 LIDERANÇA. Indicador 1: Eficiência da Comunicação Organizacional

1 LIDERANÇA. Indicador 1: Eficiência da Comunicação Organizacional COMPILADO DAS SUGESTÕES DE MELHORIAS PARA O IDGP/2011 por critério e indicador 1 LIDERANÇA O critério Liderança aborda como está estruturado o sistema de liderança da organização, ou seja, o papel da liderança

Leia mais

Relatório Metas Nacionais do Judiciário Diagnóstico Situacional TJAL

Relatório Metas Nacionais do Judiciário Diagnóstico Situacional TJAL Relatório Metas Nacionais do Judiciário Diagnóstico Situacional TJAL Assessoria de Planejamento de Modernização do Poder - APMP Divisão de Estatística do Tribunal de Justiça - DETJ Assessoria de Planejamento

Leia mais

(ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS

(ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS (ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS 1 - SUAP - Sistema Unificado de Acompanhamento Processual Implantar, a partir de diretrizes do CSJT, sistema único de acompanhamento processual, em substituição aos diversos

Leia mais

ESCOLA JUDICIAL DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 16ª REGIÃO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO QUALIFICAR

ESCOLA JUDICIAL DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 16ª REGIÃO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO QUALIFICAR PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO QUALIFICAR CALENDÁRIO DE CURSOS EXERCÍCIO 2011 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2011-2015 PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO QUALIFICAR Escopo Capacitar magistrados e servidores em gestão

Leia mais

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII)

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII) PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO Secretaria-Executiva Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional Plano de Integridade Institucional (PII) 2012-2015 Apresentação Como

Leia mais

Gestão de Acervos Municipais: Físico, Digitalizado e Memória

Gestão de Acervos Municipais: Físico, Digitalizado e Memória Gestão de Acervos Municipais: Físico, Digitalizado e Memória Erenilda Custódio dos Santos Amaral Salvador Objetivo; Motivação; Proposta; AGENDA O que se entende nesta proposta como Política de Gestão Documental;

Leia mais

Carteira de Projetos da Seção Judiciária do RS

Carteira de Projetos da Seção Judiciária do RS Página 1 Carteira de Projetos da Seção Judiciária do RS Projeto I Padronização e Melhoria dos Procedimentos das Varas Federais, Juizados e Turmas Recursais Escopo: Implementação de método de gerenciamento

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico A decisão pela realização do Planejamento Estratégico no HC surgiu da Administração, que entendeu como urgente formalizar o planejamento institucional. Coordenado pela Superintendência

Leia mais

Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009

Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009 Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009 Senhores, No encerramento destes trabalhos, gostaria de agradecer a contribuição

Leia mais

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Dezembro/2010 2 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Missão: Prover soluções efetivas de tecnologia

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa O Poder Judiciário tem-se conscientizado, cada vez mais, de que se faz necessária uma resposta para a sociedade que exige uma prestação jurisdicional mais célere e

Leia mais

ÍNDICE. Introdução 2. Missão 4. Visão de Futuro 5. Objetivos Estratégicos 6. Mapa Estratégico 7. Metas, Indicadores e Ações 8. Considerações Finais 22

ÍNDICE. Introdução 2. Missão 4. Visão de Futuro 5. Objetivos Estratégicos 6. Mapa Estratégico 7. Metas, Indicadores e Ações 8. Considerações Finais 22 ÍNDICE Introdução 2 Missão 4 Visão de Futuro 5 Objetivos Estratégicos 6 Mapa Estratégico 7 Metas, Indicadores e Ações 8 Considerações Finais 22 1 INTRODUÇÃO O Plano Estratégico do Supremo Tribunal de Federal,

Leia mais

IMPLEMENTAR METODOLOGIA DE GESTÃO DE PROCESSOS DE TRABALHO NO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

IMPLEMENTAR METODOLOGIA DE GESTÃO DE PROCESSOS DE TRABALHO NO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO . Escopo ou finalidade do projeto O projeto visa implantar método de gestão de processos de trabalho em 00% das prestadoras de jurisdição de º grau, tendo como base o Sistema Normativo do Poder Judiciário

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO Controle de Versões Autor da Solicitação: Subseção de Governança de TIC Email:dtic.governanca@trt3.jus.br Ramal: 7966 Versão Data Notas da Revisão 1 03.02.2015 Versão atualizada de acordo com os novos

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO RIO DE JANEIRO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO RIO DE JANEIRO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS SEÇÃO JUDICIÁRIA DO RIO DE JANEIRO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS 1. A3P Agenda Ambiental na SJRJ 2. Administração 100% Digital 3. Comunicação Proativa 4. Conhecendo a SJRJ 5. Construção de Novas Sedes

Leia mais

DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA

DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA 1 APRESENTAÇÃO Este conjunto de diretrizes foi elaborado para orientar a aquisição de equipamentos

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação (PETI) Secretaria de Tecnologia da Informação Florianópolis, março de 2010. Apresentação A informatização crescente vem impactando diretamente

Leia mais

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL 1ª Reunião da Rede de Priorização do Primeiro Grau de Jurisdição PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL 05 a 07 de maio de 2015 ESMAF Brasília/DF Integrantes da Rede de Priorização do Primeiro Grau no segmento

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Contratação de consultoria pessoa física para serviços de preparação

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS 1. Ampliação do Fórum de Cachoeiro de Itapemirim 2. Acessibilidade d Portadores de Necessidades Especiais 3. Acesso Cidadão 4. Alinhamento

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 2ª REGIÃO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 2ª REGIÃO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 2ª REGIÃO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS 1. Acessibilidade PNE 2. Ouvidoria Geral 3. Atendimento ao Cidadão 4. Consulta Processual Via Quiosque CEF ( Subprojeto) 5. Cultura

Leia mais

Construção do Plano Estratégico 2015-2020. Revisão da Identidade Estratégica Comissão de Planejamento Estratégico 10/10/2014

Construção do Plano Estratégico 2015-2020. Revisão da Identidade Estratégica Comissão de Planejamento Estratégico 10/10/2014 Construção do Plano Estratégico 2015-2020 Revisão da Identidade Estratégica Comissão de Planejamento Estratégico 10/10/2014 2 Objetivo da Reunião Apresentar a contribuição institucional, discutir propostas

Leia mais

(ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES

(ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES (ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES Indicador 01 INDICADOR: Índice de confiança no Poder Judiciário (1 CNJ) Confiança da sociedade no Poder Judiciário CNJ Pesquisa de opinião contratada pelo CNJ Identificar

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA. ANEXO ÚNICO DO ATO PGJ n 056/2010

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA. ANEXO ÚNICO DO ATO PGJ n 056/2010 PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA ANEXO ÚNICO DO ATO PGJ n 056/2010 SUPERINTENDÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO: Indicador: Percentual de órgãos com estrutura de equipamentos adequada. Meta: 79, 24% Melhorar a estrutura

Leia mais

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 A Estratégia do Conselho da Justiça Federal CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 SUEST/SEG 2015 A estratégia do CJF 3 APRESENTAÇÃO O Plano Estratégico do Conselho da Justiça Federal - CJF resume

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE GESTÃO PÚBLICA - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que em 2020 Santa Maria seja um município que preste Serviços de Qualidade a seus cidadãos, com base

Leia mais

Oficina 1: CUSTOS. Ocorrência Desafio Ocorrências Lições Aprendidas Melhorias Considerações SGE. Procurar parceiros que dividam ou arquem com custos

Oficina 1: CUSTOS. Ocorrência Desafio Ocorrências Lições Aprendidas Melhorias Considerações SGE. Procurar parceiros que dividam ou arquem com custos Oficina : CUSTOS 2 Orçamento sem financeiro (Cronograma X Desembolso) Comunicação quanto ao Risco de não execução do projeto Procurar parceiros que dividam ou arquem com custos Negociação com SPOA/Secr.

Leia mais

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC Incentivar a inovação em processos funcionais Aprendizagem e conhecimento Adotar práticas de gestão participativa para garantir maior envolvimento e adoção de soluções de TI e processos funcionais. Promover

Leia mais

RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO SISTEMATIZAÇÃO DOS RESULTADOS Atendendo a solicitação do CNMP, o presente documento organiza os resultados

Leia mais

A ESTRATÉGIA DO TRT-3ª REGIÃO

A ESTRATÉGIA DO TRT-3ª REGIÃO A ESTRATÉGIA DO TRT-3ª REGIÃO Plano Plurianual 2010-2014 Considerando o caráter dinâmico do processo de planejamento estratégico, o monitoramento e as revisões periódicas vêm auxiliar a Administração,

Leia mais

Gestão de Projetos para o alcance das Metas Estratégicas

Gestão de Projetos para o alcance das Metas Estratégicas Gestão de Projetos para o alcance das Metas Estratégicas Rosângela Gomes Yamada Diretora da Secretaria de Planejamento e Gestão - SEPLAN TRT 12ª Região - SC 16.09.2010 TÓPICOS A SEREM ABORDADOS Conhecendo

Leia mais

Diálogos do PES. Pesquisa socioambiental e Diagnóstico socioambiental do TJDFT

Diálogos do PES. Pesquisa socioambiental e Diagnóstico socioambiental do TJDFT Diálogos do PES Pesquisa socioambiental e Diagnóstico socioambiental do TJDFT Cenário Histórico 2009 AGENDA SOCIOAMBIENTAL (REUNIÃO DAS AÇÕES EXISTENTES) 2010 CRIAÇÃO PROGRAMA VIVER DIREITO META 6 DO PODER

Leia mais

*486EBBAA* PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO)

*486EBBAA* PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) ** PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) Dispõe sobre a criação de cargos de provimento efetivo e de cargos em comissão no Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal Regional

Leia mais

GESTÃO EFICIENTE 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO 2 JUSTIFICATIVA

GESTÃO EFICIENTE 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO 2 JUSTIFICATIVA GESTÃO EFICIENTE 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO Promover eficiência na gestão de recursos para assegurar a realização da Estratégia, a partir de uma política organizacional de planejamento e execução

Leia mais

Etapas para a Elaboração de Planos de Mobilidade Participativos. Nívea Oppermann Peixoto, Ms Coordenadora Desenvolvimento Urbano EMBARQ Brasil

Etapas para a Elaboração de Planos de Mobilidade Participativos. Nívea Oppermann Peixoto, Ms Coordenadora Desenvolvimento Urbano EMBARQ Brasil Etapas para a Elaboração de Planos de Mobilidade Participativos Nívea Oppermann Peixoto, Ms Coordenadora Desenvolvimento Urbano EMBARQ Brasil Novo cenário da mobilidade urbana Plano de Mobilidade Urbana:

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2010-2014

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2010-2014 PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2010-2014 SOCIEDADE: 1. Garantir a legitimidade do processo eleitoral 01 CONFIANÇA NO PROCESSO ELEITORAL Mede o grau de confiança da população gaúcha em relação ao processo

Leia mais

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS 1 DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E OBJETIVO DO MOVIMENTO 2 Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO. Programa de Educação Ambiental Interno

PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO. Programa de Educação Ambiental Interno PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO Programa de Educação Ambiental Interno Condicionante 57 LO 417/2010 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO 04 2. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA 05 3. REGULAMENTO APLICÁVEL 06 3.1. FEDERAL

Leia mais

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS Sistema Eletrobrás Política de Logística de Suprimento do Sistema Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO 4 POLÍTICA DE Logística de Suprimento

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Implantação de solução de armazém de dados, denominada SIJUD Sistema de Informações Estratégicas do Judiciário, seguindo os conceitos estabelecidos para esse tipo

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DO NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DO NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DO NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CHEFE DO NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (FC-6) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação

Leia mais

PPA 2012-2015 PLANO DE DESENVOLVIMENTO ESTRATÉGICO 1043 - PROGRAMA ESCOLA DO LEGISLATIVO

PPA 2012-2015 PLANO DE DESENVOLVIMENTO ESTRATÉGICO 1043 - PROGRAMA ESCOLA DO LEGISLATIVO 1043 - PROGRAMA ESCOLA DO LEGISLATIVO 100 - ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE GOIÁS O Programa Escola do Legislativo tem como objetivo principal oferecer suporte conceitual de natureza técnico-científica

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PETIC DO TRT DA 3ª REGIÃO PROJETOS, ALINHAMENTO ESTRATÉGICO E GLOSSÁRIO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PETIC DO TRT DA 3ª REGIÃO PROJETOS, ALINHAMENTO ESTRATÉGICO E GLOSSÁRIO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PETIC DO TRT DA 3ª REGIÃO PROJETOS, ALINHAMENTO ESTRATÉGICO E GLOSSÁRIO 1. Anexo 2 Projetos 1. Reestruturação da TI Elaborar e implantar

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Consultoria para promover estudos, formular proposições e apoiar as Unidades

Leia mais

Conselho Nacional de Justiça Processo Judicial Eletrônico

Conselho Nacional de Justiça Processo Judicial Eletrônico Conselho Nacional de Justiça Processo Judicial Eletrônico O documento a seguir foi juntado aos autos do processo de número 0001627-78.2014.2.00.0000 em 27/03/2015 15:12:09 e assinado por: - CICERO RENATO

Leia mais

MANUAL DE GESTÃO DE PROJETOS: Guia de referência do sistema de gestão de projetos do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região

MANUAL DE GESTÃO DE PROJETOS: Guia de referência do sistema de gestão de projetos do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região MANUAL DE GESTÃO DE PROJETOS: Guia de referência do sistema de gestão de projetos do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região Belém PA 2013 MANUAL DE GESTÃO DE PROJETOS: Guia de referência do sistema

Leia mais

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Diretoria Geral de Planejamento, Coordenação e Finanças (DGPCF) 0301- Tribunal de Justiça.

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Diretoria Geral de Planejamento, Coordenação e Finanças (DGPCF) 0301- Tribunal de Justiça. ESTRUTURA PROGRAMÁTICA - PROPOSTA 2016 UNIDADE - UO 0301 PROGRAMA PROGRAMA Garantir o pagamento pelo efetivo serviço exercido por magistrados e servidores, bem como as obrigações de responsabilidade do

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA JME/RS

PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA JME/RS PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA JME/RS PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA JME APRESENTAÇÃO Este projeto trata do Planejamento de Comunicação da Estratégia da Justiça Militar do Estado do

Leia mais

ACESSO À INFORMAÇÃO PÚBLICA

ACESSO À INFORMAÇÃO PÚBLICA Boletim Informativo Edição 01 19 de Março de 2012 ACESSO À INFORMAÇÃO PÚBLICA Controladoria-Geral da União Implementação da Lei de Acesso a Informação A Lei de Acesso à Informação (LAI) representa mais

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Art. 1º - A Diretoria de Tecnologia de Informação e Comunicação DTIC da Universidade FEDERAL DO ESTADO DO RIO

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente Natal, 2011 1. Quem somos 2. Histórico da Gestão Estratégica 3. Resultados práticos 4. Revisão

Leia mais

Difusão da Certificação ISO 9001 da Embrapa Meio Ambiente

Difusão da Certificação ISO 9001 da Embrapa Meio Ambiente Videoconferência Difusão da Certificação ISO 9001 da Embrapa Meio Ambiente Data: 22 e 24 de março de 2011 Objetivo Difundir a experiência da Embrapa Meio Ambiente com o processo de obtenção da certificação

Leia mais

Planejamento Fiscal 2015 DM/SMF

Planejamento Fiscal 2015 DM/SMF Planejamento Fiscal 2015 DM/SMF PLANEJAMENTO FISCAL 2015 CAPITULO I APRESENTAÇÃO O Planejamento Fiscal do DM/SMF - Departamento de Impostos Mobiliários da Secretaria Municipal de Fazenda materializa-se

Leia mais

3601 - SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS - ADMINISTRAÇÃO DIRETA

3601 - SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS - ADMINISTRAÇÃO DIRETA 3601 - SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS - ADMINISTRAÇÃO DIRETA Legislação: Lei nº 15.506, de 31 de julho de 1991; Decreto nº 15.813, de 24 de abril de 1992; Lei nº 15.738, de

Leia mais

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL 1ª Reunião da Rede de Priorização do Primeiro Grau de Jurisdição PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL 05 a 07 de maio de 2015 ESMAF Brasília/DF Integrantes da Rede de Priorização do Primeiro Grau no segmento

Leia mais

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM Fevereiro DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM 2 ÍNDICE PLANO ESTRATÉGICO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO... 3 Apresentação... 3 Missão... 4 Visão de Futuro... 4 Valores... 4 PERSPECTIVAS...

Leia mais

Política de Logística de Suprimento

Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento 5 1. Objetivo Aumentar a eficiência e competitividade das empresas Eletrobras, através da integração

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PETIC DO TRT DA 3ª REGIÃO RESUMO EXECUTIVO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PETIC DO TRT DA 3ª REGIÃO RESUMO EXECUTIVO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PETIC DO TRT DA 3ª REGIÃO RESUMO EXECUTIVO Planejamento Estratégico de TIC TRT3 Sumário 1. Missão, Visão, Valores... 1 2. MAPA ESTRATÉGICO

Leia mais

6 - Garantir recursos orçamentários necessários para funcionamento do Poder Judiciário Estadual.

6 - Garantir recursos orçamentários necessários para funcionamento do Poder Judiciário Estadual. 5.4. ORÇAMENTO Objetivo Estratégico: 6 - Garantir recursos orçamentários necessários para funcionamento do Poder Judiciário Estadual. Descrição do Objetivo: Garantir a disponibilização dos recursos necessários

Leia mais

Presidência, DIRFOR, DENGEP, SEPAD, DIRSEP, DIRSUP, Gabinetes e Cartórios

Presidência, DIRFOR, DENGEP, SEPAD, DIRSEP, DIRSUP, Gabinetes e Cartórios 1. Escopo ou finalidade da iniciativa O Sistema Themis foi desenvolvido pelo TJRS e cedido ao TJMG. Este sistema informatiza a sessão de julgamento, potencializando o aumento do número de processos que

Leia mais

Plano de Ação 2015: Objetivos estratégicos, Indicadores, Metas e Projetos priorizados

Plano de Ação 2015: Objetivos estratégicos, Indicadores, Metas e Projetos priorizados E77p Espírito Santo. Tribunal de Contas do Estado. Plano de Ação 2015: Objetivos estratégicos, Indicadores, Metas e Projetos priorizados / Tribunal de Contas do Estado. Vitória/ES: TCEES, 2015. 13p. 1.Tribunal

Leia mais

A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos.

A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos. Q A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos. É uma alusão à essência e ao compromisso da Secretaria

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 6ª REGIÃO - PERNAMBUCO. A Estratégia do Tribunal Regional do Trabalho da 6 a Região

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 6ª REGIÃO - PERNAMBUCO. A Estratégia do Tribunal Regional do Trabalho da 6 a Região Revisão 2013 A Estratégia do Tribunal Regional do Trabalho da 6 a Região PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO TRT6 REVISÃO 2013 COMPOSIÇÃO DO TRIBUNAL Desembargador Presidente IVANILDO DA CUNHA ANDRADE Desembargador

Leia mais

Engajamento com Partes Interessadas

Engajamento com Partes Interessadas Instituto Votorantim Engajamento com Partes Interessadas Eixo temático Comunidade e Sociedade Principal objetivo da prática Apoiar o desenvolvimento de uma estratégia de relacionamento com as partes interessadas,

Leia mais

Plano Estratégico do TJDFT 2010-2016

Plano Estratégico do TJDFT 2010-2016 Poder Judiciário da União Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios Secretaria de Planejamento e Gestão Estratégica Plano Estratégico do TJDFT 2010-2016 Atualizado pela Portaria GPR 209

Leia mais

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE GESTÃO PÚBLICA - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que em 2020 Santa Maria seja um município que preste Serviços de Qualidade a seus cidadãos, com base

Leia mais

TCU - Ciclo de Palestras 2011. Papel da Alta Administração na Governança de TI

TCU - Ciclo de Palestras 2011. Papel da Alta Administração na Governança de TI TCU - Ciclo de Palestras 2011 Papel da Alta Administração na Governança de TI Missão do CNJ O Conselho Nacional de Justiça tem o propósito de realizar a gestão estratégica e o controle administrativo do

Leia mais

DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009.

DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009. DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009. Institui a Política de Tecnologia da Informação e Comunicação no Governo do Estado do Piauí, cria o Sistema de Governança de Tecnologia da Informação e

Leia mais

Governança de TI no Governo. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto

Governança de TI no Governo. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto Governança de TI no Governo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto Agenda Agenda Contexto SISP IN SLTI 04/2008 EGTI Planejamento

Leia mais

PLANO DE GESTÃO 2015-2017

PLANO DE GESTÃO 2015-2017 UNIFAL-MG FACULDADE DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS PLANO DE GESTÃO 2015-2017 Profa. Fernanda Borges de Araújo Paula Candidata a Diretora Profa. Cássia Carneiro Avelino Candidata a Vice Diretora Índice Apresentação...

Leia mais

RH Estratégico na Administração Pública Implementando um modelo de gestão de pessoas focado nas metas e objetivos do órgão

RH Estratégico na Administração Pública Implementando um modelo de gestão de pessoas focado nas metas e objetivos do órgão RH Estratégico na Administração Pública Implementando um modelo de gestão de pessoas focado nas metas e objetivos do órgão Brasília, 29 de agosto de 2006. HISTÓRICO DA DIGEP: SITUAÇÃO ANTERIOR Competências

Leia mais

Política de Tecnologia Educacional na Secretaria de Educação Municipal de Vila Velha. Profª Wanessa Zavarese Sechim

Política de Tecnologia Educacional na Secretaria de Educação Municipal de Vila Velha. Profª Wanessa Zavarese Sechim Política de Tecnologia Educacional na Secretaria de Educação Municipal de Vila Velha Profª Wanessa Zavarese Sechim Como encontramos o Tecnologia Educacional. Setor de Diagnóstico Situacional em Julho de

Leia mais

Portaria nº 3156, de 5 de dezembro de 2013.

Portaria nº 3156, de 5 de dezembro de 2013. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, CONSIDERANDO o Planejamento Estratégico Participativo em execução (2009/2014), aprovado pela Resolução Administrativa

Leia mais