PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA. ANEXO ÚNICO DO ATO PGJ n 056/2010

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA. ANEXO ÚNICO DO ATO PGJ n 056/2010"

Transcrição

1 PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA ANEXO ÚNICO DO ATO PGJ n 056/2010 SUPERINTENDÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO: Indicador: Percentual de órgãos com estrutura de equipamentos adequada. Meta: 79, 24% Melhorar a estrutura de móveis e equipamentos no Ministério Público de Goiás (MPGO). Indicador: Índice de satisfação do cidadão (atendimento 127). Meta: 73,5% Melhorar o índice de satisfação do cidadão (atendimento 127). Indicador: Índice de satisfação do cidadão no setor de triagem de Goiânia. Meta: 73,5% Melhorar o índice de satisfação do cidadão no setor de triagem. COORDENADORIA DE APOIO TÉCNICO PERICIAL (CATEP): Indicador: Índice de capacidade de atendimento - índice de represamento. Meta: 15% Indicador: Índice de capacidade de atendimento - Tempo Médio de Espera. Meta: 20 dias Indicador: Índice de capacidade de atendimento - Tempo Médio de Resposta. Meta: 40 dias. Indicador: Índice de capacidade de atendimento - Tempo Médio de Atuação Efetiva. Meta: 20 dias. Implantar e implementar nova rotina de distribuição e acompanhamento; Diagnosticar a relação Evolução Demanda x Atendimento; Elaborar Ato das Atribuições Técnicas; Uniformizar atuação técnica e otimizar laudos, pareceres e documentos técnicos; Disponibilizar material de apoio técnico para órgãos de execução; Padronizar processos e rotinas; Incrementar pessoal nas áreas técnicas e CATEP; 1

2 Melhorar a estrutura organizacional; Desenvolver ferramenta de gerenciamento e consulta. Indicador: Índice de satisfação e qualidade. Meta: 90 % Implantar e implementar nova rotina de distribuição e acompanhamento; Elaborar Ato das atribuições das áreas técnicas-periciais; Uniformizar atuação técnica e otimizar laudos, pareceres e documentos técnicos; Disponibilizar material de apoio técnico para órgãos de execução; Incrementar pessoal nas áreas técnicas e CATEP; Melhorar a estrutura organizacional; Criar a Chefia de Unidade Técnica; Criar espaço para a CATEP no site institucional; Criar espaço para a CATEP na intranet; Elaborar Formulário de Pesquisa de Opinião; Instituir Banco de Documentos (produtos); Padronizar os processos e rotinas; Produzir Manual de Apoio Técnico do MPGO; Aplicar Pesquisa de Opinião; Desenvolver ferramenta de gerenciamento e consulta. CONTROLADORIA INTERNA Indicador: Percentual de comarcas do interior que aderiram ao Plano de Descentralização Financeira- PDF. Apresentar informações para redefinição do programa; Apresentar proposta de readequação do PDF; Levantar estatística dos atendimentos às comarcas. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E ARQUITETURA Indicador: Percentual de comarcas com estrutura física adequada. Meta: 77% Redefinir situação atual do indicador (TO); Adequar a sede de Promotorias. SUPERINTENDÊNCIA DE INFORMÁTICA Indicador: Índice de satisfação de usuários de Tecnologia da Informação (TI). Meta: 90% 2

3 Implantar Sistema Argos IE da SINFO; Implantar Sala Cofre IE da SINFO; Executar o Programa de Modernização do Parque de TI; Implantar Projeto MP Telecom IE da SINFO. SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO EM RECURSOS HUMANOS Indicador: Percentual de órgãos do MPGO com estrutura adequada de pessoal. Meta: 96% Adequar a estrutura de pessoal nas comarcas; Adequar a estrutura de pessoal nas superintendências. Indicador: Percentual de satisfação na pesquisa de clima no que se refere à integração. Meta: 27,80% Melhorar o índice de satisfação dos Integrantes quanto à integração. Indicador: Desempenho dos servidores /avaliação Individual: o indicador tem como objetivo medir os resultados da avaliação de desempenho individual dos servidores MPGO. Meta: Média de nota 3,70. Aprimorar o método de avaliação de desempenho. Indicador: Percentual de servidores treinados por no mínimo 40 horas: Avaliar e acompanhar a melhoria da qualificação dos servidores do MPGO através do percentual de servidores que foram treinados por no mínimo 40 horas. Meta: 96% Aumentar o percentual (índice) de servidores efetivos com no mínimo 40 horas de treinamento nos últimos 12 meses; Realizar cursos específicos por áreas e cursos previstos no PACE aumentando o percentual (índice) de servidores. Indicador: Disciplina orçamentária Implementar módulo sistêmico de monitoramento; Aderir ao ComprasNet; Aderir ao cadastro de fornecedores da Controladoria Geral da União-CGU; Criar o Manual de Solicitações de Bens e Serviços. SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO 3

4 Indicador: Índice de metas alcançadas. Elaborar Sistema de Medição e Desempenho Institucional. Indicador: Percentual de Órgãos de execução com Sistema de Planejamento (Sisplan) em uso. Implantar a Gestão Estratégica; Levantamento de informações e análise; Realizar Diagnóstico Estratégico; Montar o Mapa Estratégico; Definir Indicadores e Metas; Elaborar planos e proposta do PPA; Projeto Departamento de Elaboração e Acompanhamento de Projetos (DEAP); Projeto SISPLAN. Indicador: Percentual de Órgãos com rotinas padronizadas implantada. Meta: 66% Projeto Organizar; Implantar o software Maxdoc e Docaction; Capacitações. Indicador: Pontuação da auto-avaliação do Gespública. Meta: 200 pontos Realizar a autoavaliação conforme instrumento de avaliação da gestão pública, fornecido por GESPÚBLICA. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL Indicador: Índice de satisfação do cidadão. Acompanhar a aplicação da pesquisa de satisfação da sociedade e analisar os resultados, promovendo ações que possam melhorar os resultados obtidos; Produzir vídeos institucionais do Ministério Público de Goiás e dos Centros de Apoio Operacional (CAOs) para veicular em audiências públicas, eventos, congressos, campanhas. Indicador: Número de acesso às notícias na intranet por integrante. Mudar e modernizar o layout da página da intranet; Priorizar a divulgação de notícias de interesse interno na intranet; 4

5 Realizar pesquisa para medir o índice de satisfação dos canais de comunicação do MPGO. Indicador: Índice de satisfação quanto aos canais de comunicação interna. Meta: 85% Realizar pesquisa para medir o índice de satisfação dos canais de comunicação do MPGO. Indicador: Índice de satisfação quanto à acessibilidade ao site do MPGO. Implantar no layout do portal do MPGO um espaço próprio para pesquisa de satisfação no site da instituição; Divulgar as metas das áreas finalísticas e os resultados positivos alcançados; Montar estúdio de rádio para produção de material radiojornalístico das ações do MPGO, a ser repassado às emissoras do Estado; Ampliar o trabalho de contatos com os produtores dos órgãos de imprensa para estimular o desenvolvimento de pautas relativas ao MP. Indicador: Índice de satisfação quanto à comunicação externa. Acompanhar a aplicação da pesquisa de satisfação da sociedade e analisar os resultados, promovendo ações que possam melhorar os resultados obtidos; Produzir vídeos institucionais do MPGO e dos CAOS para veicular em audiências públicas, eventos, congressos, campanhas; Estruturar as áreas necessárias à comunicação integrada no MP. Indicador: Número de notícias do MPGO publicadas em jornais impressos. Meta: notícias. Montar estúdio de rádio para produção de material radiojornalístico das ações do MPGO, a ser repassado às emissoras do Estado; Reestruturar a edição do MP em ação, MP Goiás e conexão MP; Melhorar as rotinas de produção, distribuição e divulgação via site; Ampliar o trabalho de contatos com os produtores dos órgãos de imprensa para estimular o desenvolvimento de pautas relativas ao MP; Produzir vídeos institucionais do MPGO e dos CAOs para veicular em audiências públicas, eventos, congressos, campanhas; Divulgar o portal da transparência. Goiânia, 16 de dezembro de EDUARDO ABDON MOURA Procurador-Geral de Justiça 5

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2014 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 1 Índice de respostas a contatos dirigidos à Ouvidoria Mede o percentual de contatos dirigidos à Ouvidoria que receberam

Leia mais

PROGRAMA MP: A CASA DO CIDADÃO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E ARQUITETURA

PROGRAMA MP: A CASA DO CIDADÃO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E ARQUITETURA PROGRAMA MP: A CASA DO CIDADÃO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E ARQUITETURA EXCELÊNCIA NA GESTÃO INSTITUCIONAL PRODUTO: CRIAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E ARQUITETURA, COM CLARA DIVISÃO DE TAREFAS E OBJETIVOS

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente Natal, 2011 1. Quem somos 2. Histórico da Gestão Estratégica 3. Resultados práticos 4. Revisão

Leia mais

Pesquisa de Opinião e Satisfação - 2009 Canais de Comunicação MP-GO

Pesquisa de Opinião e Satisfação - 2009 Canais de Comunicação MP-GO Canais de comunicação interna avaliados: Portal da internet; intranet; e-mail funcional; MP em Ação; MP Goiás e Conexão MP. 859 questionários respondidos. Avaliação sistêmica revelou: 88,6% conhecem os

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ, no uso de suas atribuições legais e com fundamento no art. 19, XX, da Lei Complementar nº 85, de 27 de dezembro de 1999, Considerando

Leia mais

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 1 Missão 2 Exercer o controle externo da administração pública municipal, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, em benefício da sociedade. Visão Ser reconhecida

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO SETORIAL DE AÇÃO - 2012 PROCURADORIAS E PROMOTORIAS DE JUSTIÇA

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO SETORIAL DE AÇÃO - 2012 PROCURADORIAS E PROMOTORIAS DE JUSTIÇA ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO SETORIAL DE AÇÃO - 202 PROCURADORIAS E PROMOTORIAS DE JUSTIÇA SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA PARA ASSUNTOS DE PLANEJAMENTO INSTITUCIONAL SUBPLAN DEPARTAMENTO DE PLANEJAMENTO

Leia mais

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2013 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 1 Índice de respostas a contatos dirigidos à Ouvidoria Mede o percentual de contatos dirigidos à Ouvidoria que receberam

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO Controle de Versões Autor da Solicitação: Subseção de Governança de TIC Email:dtic.governanca@trt3.jus.br Ramal: 7966 Versão Data Notas da Revisão 1 03.02.2015 Versão atualizada de acordo com os novos

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico A decisão pela realização do Planejamento Estratégico no HC surgiu da Administração, que entendeu como urgente formalizar o planejamento institucional. Coordenado pela Superintendência

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018 (Síntese da Matriz estratégica) Texto aprovado na 19ª Reunião Extraordinária do CONSUNI, em 04 de novembro de 2013. MISSÃO Ser uma Universidade que valoriza

Leia mais

RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO SISTEMATIZAÇÃO DOS RESULTADOS Atendendo a solicitação do CNMP, o presente documento organiza os resultados

Leia mais

3601 - SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS - ADMINISTRAÇÃO DIRETA

3601 - SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS - ADMINISTRAÇÃO DIRETA 3601 - SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS - ADMINISTRAÇÃO DIRETA Legislação: Lei nº 15.506, de 31 de julho de 1991; Decreto nº 15.813, de 24 de abril de 1992; Lei nº 15.738, de

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho PUBLICIDADE IT. 40 09 1 / 4 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para a execução das atividades de publicidade do Crea GO. 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA PO. 08 Avaliação da satisfação do cliente 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Março COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - CGTIC 2 ÍNDICE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO... 3 Apresentação...

Leia mais

Anexo 7 Demandas oriundas das recomendações da Estratégia Geral de Tecnologia da Informação. Indicadores. Descrição 2011 2012

Anexo 7 Demandas oriundas das recomendações da Estratégia Geral de Tecnologia da Informação. Indicadores. Descrição 2011 2012 Plano Diretor Tecnologia da Informação 2012-2013 146 Anexo 7 Demandas oriundas das recomendações da Estratégia Geral Tecnologia da Informação Objetivos Objetivo 1 - Aprimorar a Gestão Pessoas TI (Cobit

Leia mais

RESUMO DOS PROGRAMAS POR TIPO

RESUMO DOS PROGRAMAS POR TIPO Tipo: 1 - Finalístico Programa: 5224 - NÚCLEO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO Objetivo: CRIAR UM NÚCLEO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO CAPAZ DE MAPEAR, CATEGORIZAR, ORGANIZAR E DISTRIBUIR INFORMAÇÕES PARA OS DIVERSOS

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ERECHIM PROGRAMA DE QUALIDADE PLANO DE APERFEIÇOAMENTO DO SISTEMA GERENCIAL PASG 2006

PREFEITURA MUNICIPAL DE ERECHIM PROGRAMA DE QUALIDADE PLANO DE APERFEIÇOAMENTO DO SISTEMA GERENCIAL PASG 2006 PREFEITURA MUNICIPAL DE ERECHIM PROGRAMA DE QUALIDADE PLANO DE APERFEIÇOAMENTO DO SISTEMA GERENCIAL PASG 2006 Excelentíssimo Prefeito Municipal: Eloi João Zanella A Prefeitura Municipal de Erechim, com

Leia mais

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2010-2014

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2010-2014 PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2010-2014 SOCIEDADE: 1. Garantir a legitimidade do processo eleitoral 01 CONFIANÇA NO PROCESSO ELEITORAL Mede o grau de confiança da população gaúcha em relação ao processo

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA REGIONAL DA REPÚBLICA DA 4ª REGIÃO PORTARIA PRR4 N.º 054, DE 03 DE JUNHO DE 2011.

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA REGIONAL DA REPÚBLICA DA 4ª REGIÃO PORTARIA PRR4 N.º 054, DE 03 DE JUNHO DE 2011. PORTARIA PRR4 N.º 054, DE 03 DE JUNHO DE 2011. Institui o Programa de Gestão Ambiental e Sustentabilidade e cria a Comissão de Gestão Ambiental e Sustentabilidade no âmbito da Procuradoria Regional da

Leia mais

implantado nas áreas administrativa, contábil, financeira, pessoal e tributária. Meta: Programa integrado de gestão municipal

implantado nas áreas administrativa, contábil, financeira, pessoal e tributária. Meta: Programa integrado de gestão municipal PROGRAMA: 003 - ADIMINISTRAR PARA CRESCER OBJETIVO: Modernizar a administração municipal; Valorizar o servidor público; Adequar o quadro funcional; Elevar a arrecadação da receita própria; e Promover a

Leia mais

RESUMO DOS PROGRAMAS POR TIPO

RESUMO DOS PROGRAMAS POR TIPO Tipo: 1 - Finalístico Programa: 5140 - ESPAÇO ABERTO Objetivo: PROMOVER A INTEGRAÇÃO ENTRE O PODER PÚBLICO MUNICIPAL E OS MUNÍCIPES EM CONJUNTO COM OS DEMAIS ORGÃOS QUE COMPÕE A ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL.

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Controle Externo

Tribunal de Contas da União. Controle Externo Tribunal de Contas da União Controle Externo 1224 Controle Externo Objetivo Assegurar a efetiva e regular gestão dos recursos públicos federais em benefício da sociedade e auxiliar o Congresso Nacional

Leia mais

(ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES

(ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES (ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES Indicador 01 INDICADOR: Índice de confiança no Poder Judiciário (1 CNJ) Confiança da sociedade no Poder Judiciário CNJ Pesquisa de opinião contratada pelo CNJ Identificar

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT Quadro de Servidores SITUAÇÃO 2008 2009 Abril 2010 CARGOS EFETIVOS (*) 429 752 860 Analista Administrativo 16 40 41 Especialista em Regulação 98 156 169

Leia mais

Gestão e melhoria de processos no Governo de Minas Gerais: trajetória e resultados alcançados. Palestrante: Vanice Cardoso Ferreira

Gestão e melhoria de processos no Governo de Minas Gerais: trajetória e resultados alcançados. Palestrante: Vanice Cardoso Ferreira Gestão e melhoria de processos no Governo de Minas Gerais: trajetória e resultados alcançados Palestrante: Vanice Cardoso Ferreira Agenda A trajetória da Gestão de Processos no Governo de Minas A trajetória

Leia mais

Avaliação dos Resultados do Planejamento de TI anterior

Avaliação dos Resultados do Planejamento de TI anterior Avaliação dos Resultados do Planejamento de TI anterior O PDTI 2014 / 2015 contém um conjunto de necessidades, que se desdobram em metas e ações. As necessidades elencadas naquele documento foram agrupadas

Leia mais

ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL - ESPECIALISTA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO/DESENVOLVIMENTO

ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL - ESPECIALISTA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO/DESENVOLVIMENTO ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL - ESPECIALISTA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO/DESENVOLVIMENTO Requisitos: graduação em qualquer curso da área de Tecnologia da Informação - Elaborar

Leia mais

CAPÍTULO XX DA UNIDADE DE APOIO A GESTÃO ESTRATÉGICA UAGE. Seção I Da Finalidade

CAPÍTULO XX DA UNIDADE DE APOIO A GESTÃO ESTRATÉGICA UAGE. Seção I Da Finalidade CAPÍTULO XX DA UNIDADE DE APOIO A GESTÃO ESTRATÉGICA UAGE Seção I Da Finalidade Art. 1º A Unidade de Apoio à Gestão Estratégica (UAGE) tem como finalidade promover o gerenciamento estratégico setorial

Leia mais

PPA 2012-2015 PLANO DE DESENVOLVIMENTO ESTRATÉGICO 1043 - PROGRAMA ESCOLA DO LEGISLATIVO

PPA 2012-2015 PLANO DE DESENVOLVIMENTO ESTRATÉGICO 1043 - PROGRAMA ESCOLA DO LEGISLATIVO 1043 - PROGRAMA ESCOLA DO LEGISLATIVO 100 - ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE GOIÁS O Programa Escola do Legislativo tem como objetivo principal oferecer suporte conceitual de natureza técnico-científica

Leia mais

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS 43 Considerando os Objetivos Estratégicos, Indicadores e Metas, foram elaboradas para cada Objetivo, as Ações e indicados Projetos com uma concepção corporativa. O Plano Operacional possui um caráter sistêmico,

Leia mais

Núcleo Estadual GesPública RS

Núcleo Estadual GesPública RS Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização GESPÚBLICA Núcleo Estadual GesPública RS Contexto do GESPÚBLICA no MINISTÉRIO Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão G E S P Ú B L I C A Conselho

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Esta iniciativa busca a modernização e a ampliação das ações e dos instrumentos de Comunicação para atender às necessidades de divulgação e alinhamento de informações

Leia mais

EIXO 4 - SISTEMAS E PROCESSOS DE GESTÃO

EIXO 4 - SISTEMAS E PROCESSOS DE GESTÃO ANEXO 13: NECESSIDADES DE CONHECER DO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES DE RE- CURSOS HUMANOS (DESIS) 1. Referentes ao Planejamento Estratégico EIXO 4 - SISTEMAS E PROCESSOS DE GESTÃO

Leia mais

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2014 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 1 Índice de respostas a contatos dirigidos à Ouvidoria Mede o percentual de contatos dirigidos à Ouvidoria que receberam

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Manual com normas para solicitação de produção e publicação de material informativo jornalístico no site, lista de

Leia mais

DRH-Excelência. Ministério Público do Trabalho. Vinícius Pinto Corrêa Chefe da Coordenação de Desenvolvimento de Pessoas/DRH

DRH-Excelência. Ministério Público do Trabalho. Vinícius Pinto Corrêa Chefe da Coordenação de Desenvolvimento de Pessoas/DRH DRH-Excelência Ministério Público do Trabalho Vinícius Pinto Corrêa Chefe da Coordenação de Desenvolvimento de Pessoas/DRH Motivação do Projeto Recepção de requerimentos com documentação incompleta para

Leia mais

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE GESTÃO PÚBLICA - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que em 2020 Santa Maria seja um município que preste Serviços de Qualidade a seus cidadãos, com base

Leia mais

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE GESTÃO PÚBLICA - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que em 2020 Santa Maria seja um município que preste Serviços de Qualidade a seus cidadãos, com base

Leia mais

PLANO DE AÇÃO PDTI-PBH

PLANO DE AÇÃO PDTI-PBH 1 PA00 PA00 Preparação para acompanhamento e execução do PDTI Projeto para a criação da instância para acompanhamento e execução do PDTI 2 PA00 Projeto para a criação da metodologia de trabalho 3 PA00

Leia mais

PROCESSOS DE PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO DE PROJETOS

PROCESSOS DE PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO DE PROJETOS 1 Ficha Técnica Proposto por: Presidente Des. Cássio Rodolfo Sbarzi Guedes Vice-Presidente Des. Marcos Alaor Diniz Grangeia Corregedor-Geral da Justiça Des. Paulo Kiyochi Mori Coordenação Juiz Francisco

Leia mais

Certificações ISO 9001 por Setor Econômico no Brasil

Certificações ISO 9001 por Setor Econômico no Brasil Certificações ISO 9001 por Setor Econômico no Brasil 9000 8000 8690 7000 6000 5000 4000 3000 4709 3948 2000 1000 29 4 0 Indústria Comércio e Serviços Agropecuária Código Nace Inválido TOTAL Fonte: Comitê

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da

Leia mais

4. MODERNIZAÇÃO E RELACIONAMENTO INSTITUCIONAL

4. MODERNIZAÇÃO E RELACIONAMENTO INSTITUCIONAL Relatório de Atividades - 1 trimestre de 4.1. Planejamento Estratégico 4. MODERNIZAÇÃO E RELACIONAMENTO INSTITUCIONAL A principal atividade relacionada ao Planejamento Estratégico -2016 do TCE/SC no primeiro

Leia mais

Fórum Nacional de Gestão

Fórum Nacional de Gestão 2º FNG 2ª Reunião Ordinária 2012 Fórum Nacional de Gestão Brasília, 18 e 19 de setembro de 2012 Censo 2012 APRESENTAÇÃO DO RESULTADO DO CENSO 2012 Contextualização CNMP e Unidades MP Ações Projetos Programas

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DO MP-GO 2009-2022

GESTÃO ESTRATÉGICA DO MP-GO 2009-2022 A Gestão Estratégica do Ministério Público de Goiás (MP-GO) é o novo paradigma de gestão institucional voltado para a instrumentalização técnica e conceitual de todas as unidades e órgãos, administrativos

Leia mais

Gestão de Riscos na Embrapa

Gestão de Riscos na Embrapa Gestão de Riscos na Embrapa Gestão de riscos na Embrapa - Agenda A Embrapa Ponto de partida Reestruturação Organizacional Política de gestão de risco Metodologia Alinhamento de processos Contexto atual

Leia mais

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Dezembro/2010 2 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Missão: Prover soluções efetivas de tecnologia

Leia mais

Relatório de Resultados do Plano Geral de Atuação 2012 2013 CAO Educação

Relatório de Resultados do Plano Geral de Atuação 2012 2013 CAO Educação Subprocuradoria-Geral de Justiça para Assuntos Administrativos Diretoria-Geral / Superintendência de Planejamento e Gestão Relatório de Resultados do Plano Geral de Atuação 2012 2013 CAO Educação Educação

Leia mais

"Estrutura do Monitoramento e Avaliação no Ministério da Previdência Social"

Estrutura do Monitoramento e Avaliação no Ministério da Previdência Social "Estrutura do Monitoramento e Avaliação no Ministério da Previdência Social" 1 Gestão por processos 2 Previdência Social: em números e histórico Estrutura: Administração Direta, 2 Autarquias e 1 Empresa

Leia mais

Gestão por Processos. Gestão por Processos Gestão por Projetos. Metodologias Aplicadas à Gestão de Processos

Gestão por Processos. Gestão por Processos Gestão por Projetos. Metodologias Aplicadas à Gestão de Processos Gestão por Processos Gestão por Projetos Gestão por Processos Gestão de Processos de Negócio ou Business Process Management (BPM) é um modelo de administração que une gestão de negócios à tecnologia da

Leia mais

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC Incentivar a inovação em processos funcionais Aprendizagem e conhecimento Adotar práticas de gestão participativa para garantir maior envolvimento e adoção de soluções de TI e processos funcionais. Promover

Leia mais

Processo nº 7.675-9/2013

Processo nº 7.675-9/2013 Processo nº 7.675-9/2013 Interessado TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE MATO GROSSO Assunto Institui e regulamenta o Comitê Gestor Interno do Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização - Gespública

Leia mais

OBJETIVO ESTRATÉGICO 1: Atender às novas demandas corporativas da UERJ e otimizar as soluções já implementadas, de acordo com a missão da Diretoria.

OBJETIVO ESTRATÉGICO 1: Atender às novas demandas corporativas da UERJ e otimizar as soluções já implementadas, de acordo com a missão da Diretoria. DINFO - DIRETORIA DE INFORMÁTICA MISSÃO DA UNIDADE: Gerir a tecnologia da informação na Universidade através do desenvolvimento de novos sistemas corporativos, da manutenção da infra-estrutura das redes

Leia mais

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana Gerência de Comunicação GCO tem por finalidade planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de comunicação e editoriais do Confea. Competências da GCO 1. Organizar e executar projetos editoriais:

Leia mais

Plano de Ação 2015: Objetivos estratégicos, Indicadores, Metas e Projetos priorizados

Plano de Ação 2015: Objetivos estratégicos, Indicadores, Metas e Projetos priorizados E77p Espírito Santo. Tribunal de Contas do Estado. Plano de Ação 2015: Objetivos estratégicos, Indicadores, Metas e Projetos priorizados / Tribunal de Contas do Estado. Vitória/ES: TCEES, 2015. 13p. 1.Tribunal

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII)

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII) PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO Secretaria-Executiva Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional Plano de Integridade Institucional (PII) 2012-2015 Apresentação Como

Leia mais

Manual da Qualidade. Figura 1: Organograma da SInfo e Escopo de Certificação

Manual da Qualidade. Figura 1: Organograma da SInfo e Escopo de Certificação Criado por Aprovado por Analisado criticamente por Wilker Bueno de Freitas Rosa Luiz Mauro de Pádua Silveira Comitê da Qualidade 1 - SGQ- Sinfo A Superintendência de Informática Inserida dentro do quadro

Leia mais

Preparado por Subcomissão de Resíduos Sólidos Versão: 01 Aprovado por Dra. Elaini C. Trevisan 18/05/12

Preparado por Subcomissão de Resíduos Sólidos Versão: 01 Aprovado por Dra. Elaini C. Trevisan 18/05/12 Ampliação da Coleta Seletiva para sedes do MPGO no interior do Estado de Goiás e aperfeiçoamento do gerenciamento de resíduos sólidos da Sede da PGJ TERMO DE ABERTURA Preparado por Subcomissão de Resíduos

Leia mais

OS 14 PONTOS DA FILOSOFIA DE DEMING

OS 14 PONTOS DA FILOSOFIA DE DEMING OS 14 PONTOS DA FILOSOFIA DE DEMING 1. Estabelecer a constância de propósitos para a melhoria dos bens e serviços A alta administração deve demonstrar constantemente seu comprometimento com os objetivos

Leia mais

EIXO 5 GESTÃO DA POLÍTICA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS

EIXO 5 GESTÃO DA POLÍTICA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS EIXO 5 GESTÃO DA POLÍTICA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS Garantir a elaboração e implementação da política e do Plano Decenal

Leia mais

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE GESTÃO PÚBLICA - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que em 2020 Santa Maria seja um município que preste Serviços de Qualidade a seus cidadãos, com base

Leia mais

Planejamento Estratégico 2011 para implementação de Software Livre

Planejamento Estratégico 2011 para implementação de Software Livre Planejamento Estratégico 2011 para implementação de Software Livre FÓRUM DE SOFTWARE LIVRE - 2010 Valdir Barbosa Agenda Plano estratégico 2011 para uso de Software Livre Diretrizes Objetivos e indicadores

Leia mais

NOVAS PROPOSTAS: judiciais, utilizando certificação digital e diretrizes de responsabilidade ambiental..

NOVAS PROPOSTAS: judiciais, utilizando certificação digital e diretrizes de responsabilidade ambiental.. ATUALIZAÇÃO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INTERNO DA CTI PARA 2010 METAS: GERAÇÃO DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS COM MARGENS DE ERRO REDUZIDAS A 0% 100% DOS COLABORADORES CAPACITADOS PLENAMENTE DE ACORDO COM

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SISTEMAS ADMINISTRATIVOS

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SISTEMAS ADMINISTRATIVOS MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SISTEMAS ADMINISTRATIVOS CHEFE DA SEÇÃO DE SISTEMAS ADMINISTRATIVOS (FC-5) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação

Leia mais

Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk

Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk E-mail para contato: supervisao@tse.gov.br Nome trabalho/projeto: Suporte em TI baseado em sistema de gestão da qualidade

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE ATENDIMENTO A SISTEMAS

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE ATENDIMENTO A SISTEMAS MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE ATENDIMENTO A SISTEMAS CHEFE DA SEÇÃO DE ATENDIMENTO A SISTEMAS (FC-5) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação ATIVIDADE

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001, 10 de março de 2009. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001, 10 de março de 2009. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001, 10 de março de 2009. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR Dispõe sobre a Política de uso de Softwares Livres no âmbito da UDESC O REITOR da FUNDAÇÃO

Leia mais

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS Sistema Eletrobrás Política de Logística de Suprimento do Sistema Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO 4 POLÍTICA DE Logística de Suprimento

Leia mais

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO. Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização GESPÚBLICA

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO. Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização GESPÚBLICA APRESENTAÇÃO A CARTA DE SERVIÇOS atende a uma indicação do Programa Nacional de Gestão Pública, aderido pela Prefeitura do Município de Porto Velho, cujo programa é coordenado pela Secretaria Municipal

Leia mais

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e PDTI - Definição Instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação que visa atender às necessidades tecnológicas e de informação de um órgão ou entidade

Leia mais

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1.

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1. 34 Os indicadores são índices utilizados para aferir resultados. O TRT da 7ª Região adotou indicadores aferidos pelo CNJ e criou outros considerados relevantes para o processo decisório da gestão institucional,

Leia mais

Esfera: 10 Função: 20 - Agricultura Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 22101 - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Esfera: 10 Função: 20 - Agricultura Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 22101 - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Programa 0360 Gestão da Política Agropecuária Numero de Ações 11 Ações Orçamentárias 10HD Implantação do Projeto de Melhoria da Infra-estrutura da Sede do MAPA Produto: Projeto implantado Unidade de Medida:

Leia mais

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos sistemas e demais aplicações informatizadas do TJAC.

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos sistemas e demais aplicações informatizadas do TJAC. Código: MAP-DITEC-001 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Elaborado por: Gerência de Sistemas Aprovado por: Diretoria de Tecnologia da Informação 1 OBJETIVO Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento

Leia mais

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL 1ª Reunião da Rede de Priorização do Primeiro Grau de Jurisdição PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL 05 a 07 de maio de 2015 ESMAF Brasília/DF Integrantes da Rede de Priorização do Primeiro Grau no segmento

Leia mais

Implantação do Sistema de Divulgação de Melhores Práticas de Gestão na Administração Pública

Implantação do Sistema de Divulgação de Melhores Práticas de Gestão na Administração Pública Ministério do Planejamento, Orçamento e Programa 0792 GESTÃO PÚBLICA EMPREENDEDORA Objetivo Promover a transformação da gestão pública para ampliar os resultados para o cidadão e reduzir custos. Indicador(es)

Leia mais

Painel de Contribuição ASGE (Outubro/2015)

Painel de Contribuição ASGE (Outubro/2015) ASGE (Outubro/2015) Objetivo Estratégico / Iniciativa Estratégica/ Meta Estratégica 1. Alcançar 82% dos Projetos dentro do Prazo/ Aperfeiçoar a gestão de projetos 2. Implementar a Gestão de Riscos a) Criar

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA Fabiana Alves de Souza dos Santos Diretora de Gestão Estratégica do TRT 10 1/29 O TRT da 10ª Região Criado em 1982 32 Varas do Trabalho

Leia mais

Coordenadoria de Tecnologia da Informação Documentos Formais. Governança Catálogo de Entrega de Valor de TI com AGIL-GPR

Coordenadoria de Tecnologia da Informação Documentos Formais. Governança Catálogo de Entrega de Valor de TI com AGIL-GPR Coordenadoria de Tecnologia da Informação Documentos Formais Governança Catálogo de Entrega de Valor de TI com AGIL-GPR Sumário 1 Introdução... 03 2 Políticas de Governança de Entrega de Valor de TI...

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Esta iniciativa tem como finalidade reorganizar a área de Tecnologia da Informação TI do TJMG, sob o ponto de vista de gestão e infraestrutura, baseados em sua estrutura

Leia mais

Diretoria de Informática

Diretoria de Informática Diretoria de Informática Estratégia Geral de Tecnologias de Informação para 2013-2015 EGTI 2013-2015 Introdução: Este documento indica quais são os objetivos estratégicos da área de TI do IBGE que subsidiam

Leia mais

Relatório de Gestão Setorial 2010

Relatório de Gestão Setorial 2010 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Relatório de Gestão Setorial 2010 Cruz das Almas BA 2010 ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO RELATÓRIO DE ATIVIDADES Período: Janeiro

Leia mais

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. FERRAMENTA DE ANÁLISE ASSOCIATIVA AUMENTA EFICIÊNCIA DO TRABALHO DESENVOLVIDO PELO MPRS

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. FERRAMENTA DE ANÁLISE ASSOCIATIVA AUMENTA EFICIÊNCIA DO TRABALHO DESENVOLVIDO PELO MPRS Case de Sucesso Integrando CIOs, gerando conhecimento. FERRAMENTA DE ANÁLISE ASSOCIATIVA AUMENTA EFICIÊNCIA DO TRABALHO DESENVOLVIDO PELO MPRS Perfil O Ministério Público é uma instituição permanente,

Leia mais

Seminário de Gestão de Processos - BPM

Seminário de Gestão de Processos - BPM Seminário de Gestão de Processos - BPM Caso de Sucesso Governamental Melhoria de desempenho de processos no Ministério Público do Estado de Goiás utilizando BPM Paulo H. Jayme Alves Wilson Fernandes de

Leia mais

Política de Logística de Suprimento

Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento 5 1. Objetivo Aumentar a eficiência e competitividade das empresas Eletrobras, através da integração

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SUPORTE E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SUPORTE E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SUPORTE E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO CHEFE DA SEÇÃO DE SUPORTE E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (FC-5) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação

Leia mais

Manual Operacional do PROESF Fase 2 Revisão 1 Volume 4 SUMÁRIO

Manual Operacional do PROESF Fase 2 Revisão 1 Volume 4 SUMÁRIO !!! SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1 LINHAS DE AÇÃO FINANCIÁVEIS: COMPONENTE III... 4 2 LISTA POSITIVA... 11 2.1.1 INDICADORES DE DESEMPENHO FEDERAL COMPONENTE III. 13 2.1.2 INDICADORES DE GATILHO DA FASE 2 PARA

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2013 Procuradoria Regional da República da 1 Região Painel de Contribuição. ATIVIDADES (como fazer?)

PLANO DE AÇÃO 2013 Procuradoria Regional da República da 1 Região Painel de Contribuição. ATIVIDADES (como fazer?) Reunir com o Gabinete do Procurador-Chefe, para apresentação da metodologia de trabalho março, Anna e Vânia Castro Consolidar a lista de procedimentos e rotinas que serão mapeadas em toda a PRR1 1 "Mapear

Leia mais

CARGOS E FUNÇÕES APEAM

CARGOS E FUNÇÕES APEAM CARGOS E FUNÇÕES APEAM 1. PRESIDÊNCIA A Presidência possui por finalidades a representação oficial e legal da associação, coordenação e integração da Diretoria Executiva, e o acompanhamento, avaliação,

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA. ATO PGJ nº 19/2009

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA. ATO PGJ nº 19/2009 ATO PGJ nº 19/2009 - Alterado o inciso III, do art. 3º, pelo Ato nº 23/2010, de 27/05/10, art. 1º. - Ver Errata do Ato-PGJ n.23/2010, publicado no DOMP n. 255 em 11/06/2010. - Ver Ato-PGJ n. 18/2009, arts.

Leia mais

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Apresentação 1.Identificação do órgão:tribunal do Trabalho da Paraíba/ Assessoria de Comunicação Social 2.E-mail para contato:rdaguiar@trt13.jus.br, rosa.jp@terra.com.br

Leia mais

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL 1ª Reunião da Rede de Priorização do Primeiro Grau de Jurisdição PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL 05 a 07 de maio de 2015 ESMAF Brasília/DF Integrantes da Rede de Priorização do Primeiro Grau no segmento

Leia mais

Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo.

Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo. Eficiência Operacional. Buscar a efetividade nos trâmites judiciais e administrativos. Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo.

Leia mais

Indicadores - Perspectiva Sociedade

Indicadores - Perspectiva Sociedade Indicadores - Perspectiva Sociedade Fortalecer a imagem institucional da Justiça do Trabalho IMAGEM ORGANIZACIONAL GRAU DE CONFIANÇA NA JUSTIÇA DO TRABALHO Mede o grau de confiança dos advogados e partes

Leia mais

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM Fevereiro DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM 2 ÍNDICE PLANO ESTRATÉGICO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO... 3 Apresentação... 3 Missão... 4 Visão de Futuro... 4 Valores... 4 PERSPECTIVAS...

Leia mais