ANEXO A Estratégia do Tribunal de Justiça de Sergipe

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO A Estratégia do Tribunal de Justiça de Sergipe"

Transcrição

1 RESOLUÇÃO Nº 10, DE 01 DE JUNHO DE 2011 Dispõe sobre o Planejamento e a Gestão Estratégica no âmbito do Poder Judiciário do Estado de Sergipe e dá outras providências. ANEXO A Estratégia do Tribunal de Justiça de Sergipe

2 2

3 MAPA ESTRATÉGICO diagnóstico 3

4 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SERGIPE Missão: Realizar Justiça de forma célere e eficiente Visão: Ser instrumento acessível e efetivo de realização de uma Justiça célere e de qualidade, que alcance gradativa redução das taxas de congestionamento até Atributos de Valor para a Sociedade: Responsabilidade Social e Ambiental Compromisso Acessibilidade Integração Transparência Sustentabilidade Eficiência Ética Humanismo Missão e Visão 4

5 Tema: Atuação Institucional. Objetivo Estratégico: Aprimorar a comunicação com públicos externos e internos. Descrição do Objetivo: Aprimorar a comunicação com público externo e interno, com linguagem clara e acessível, disponibilizando, com transparência, informações sobre o papel, as ações e iniciativas do Poder Judiciário, o andamento processual, os atos judiciais e administrativos, os dados orçamentários e de desempenho operacional. Atuação Institucional Indicadores Relacionados ao Objetivo: Índice de publicação do conteúdo integral dos processos na Internet Índice de informações orçamentárias e financeiras disponibilizadas na Internet Índice de inserções institucionais na mídia Índice de matérias institucionais positivas na mídia Projetos Relacionados: Programa de Comunicação Institucional Programas Sociais da Coordenadoria da Infância e Juventude Memorial do Poder Judiciário: construindo a memória e cidadania no estado de Sergipe Programa de Parcerias Estratégicas Projeto de Criação da TV interna do Judiciário. Projeto de criação de agência de notícias na Internet 5

6 Tema: Responsabilidade Social. Objetivo Estratégico: Promover a Cidadania. Descrição do Objetivo: Promover o desenvolvimento e a inclusão social, por meio de ações que contribuam para o fortalecimento da educação e da consciência dos direitos, deveres e valores do cidadão. Indicadores Relacionados ao Objetivo: Número de pessoas beneficiadas pelos projetos sociais Responsabilidade Social Projetos Catalogados: Programa de Comunicação e Marketing Institucional Programas Sociais da Coordenadoria da Infância e Juventude Memorial do Poder Judiciário: Construindo a Memória e Cidadania no Estado de Sergipe Projeto de Acessibilidade. 6

7 Tema: Acesso ao Sistema de Justiça. Objetivo Estratégico: Promover a efetividade no cumprimento das decisões. Descrição do Objetivo: Assegurar o cumprimento das decisões emanadas do Poder Judiciário, a fim de garantir que os direitos reconhecidos alcancem resultados concretos. Indicadores Relacionados ao Objetivo: Taxa de congestionamento do 1º Grau na fase de execução. Taxa de congestionamento dos Juizados na fase de execução. Produtividade do Magistrado de 1º Grau na fase de execução. Produtividade do Magistrado dos Juizados na fase de execução Acesso ao Sistema de Justiça Projetos Catalogados: Programa de Gestão e Otimização das Rotinas de Trabalho da Área Judicial (Procedimentos e Virtualização). Projeto de Adequação do Quadro de Servidores à Demanda. Programa de Tratamento de Conflitos de Interesses por Métodos Consensuais de Solução na Esfera Judicial (Conciliação). 7

8 Tema: Acesso ao Sistema de Justiça. Objetivo Estratégico: Facilitar o Acesso a Justiça. Descrição do Objetivo: Promover o acesso ao Poder Judiciário, com o objetivo de democratizar a relação da população com os órgãos judiciais e garantir equidade no atendimento à sociedade. Indicadores Relacionados ao Objetivo: Índice de Acesso à Justiça Projetos Catalogados: Acesso ao Sistema de Justiça Programa de Gestão e Otimização das Rotinas de Trabalho da Área Judicial (Procedimentos e Virtualização). Programa de Tratamento de Conflitos de Interesses por Métodos Consensuais de Solução na Esfera Judicial (Conciliação). Programa de Virtualização e Gestão de Processo de Trabalho da Área Administrativa. Programa de Construção, Ampliação e Modernização dos Fóruns Programa de Comunicação Institucional Programas Sociais da Coordenadoria da Infância e Juventude Memorial do Poder Judiciário:Construindo a Memória e Cidadania no Estado de Sergipe 8

9 Tema: Eficiência Operacional. Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos. Descrição do Objetivo: Garantir a agilidade na tramitação dos processos judiciais e administrativos. Indicadores Relacionados ao Objetivo: Taxa de Congestionamento do 1º Grau na Fase de Execução. Taxa de Congestionamento dos Juizados na Fase de Execução. Produtividade do Magistrado de 1º Grau na fase de Execução Produtividade do Magistrado dos Juizados na fase de execução Índice de Atendimento à Demanda do 1º Grau Índice de Atendimento à demanda do 2º Grau Índice de atendimento à demanda dos Juizados Índice de atendimento à demanda da Turma Recursal Índice de Processos Antigos do 1º Grau Índice de Processos Antigos do 2º Grau Índice de Processos Antigos dos Juizados Índice de Processos Antigos da Turma Recursal. Índice de Virtualização dos Processos Índice de Agilidade na Tramitação de Processos de Bens e Serviços Eficiência Operacional Projetos Catalogados: Programa de Gestão Estratégica Programa Permanente de Capacitação e Aperfeiçoamento de Servidores. Programa de Gestão e Otimização das Rotinas de Trabalho da Área Judicial (Procedimentos e Virtualização). Programa de Tratamento de Conflitos de Interesses por Métodos Consensuais de Solução na Esfera Judicial (Conciliação). Programa de Virtualização e Gestão de Processo de Trabalho da Área Administrativa. Projeto de Adequação do Quadro de Servidores à Demanda Programa de Ampliação de Infraestrutura de TIC. Programa Permanente de Capacitação e Aperfeiçoamento de Magistrados. Projeto de Ampliação da Premiação da Área-fim Projeto Controle Interno como Ferramenta de Gestão Projeto de Cumprimento dos Prazos Legais nos Processos de Aquisição Projeto de Implantação da Premiação da Área-meio Alinhada à Estratégia Unidade de Gerenciamento de Projetos Programa de Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação PETIC. Programa de Parcerias Estratégicas Projeto de Ensino à Distância (EAD) 9

10 Gestão Efetiva de Comarcas e Varas Judiciais Gestão Documental do Poder Judiciário de Sergipe Projeto de Ampliação do Cronos. 10

11 Tema: Eficiência Operacional. Objetivo Estratégico: Buscar a excelência na gestão de custos operacionais Descrição do Objetivo: Garantir a economicidade dos recursos por meio da racionalização na aquisição e utilização de todos os materiais, bens e serviços (responsabilidade ambiental), e da melhor alocação dos recursos humanos necessários à prestação jurisdicional. Indicadores Relacionados ao Objetivo: Eficiência Operacional Eficiência operacional Redução do consumo de papel Redução do consumo de água Redução do consumo de energia Redução do consumo de telefonia. Redução do consumo de combustível. Projetos Catalogados: Programa de Gestão Estratégica Programa Permanente de Capacitação e Aperfeiçoamento de Servidores Programa de Virtualização e Gestão de Processo de Trabalho da Área Administrativa Projeto de Adequação do Quadro de Servidores à Demanda Programa de Ampliação de Infraestrutura de TIC. Projeto de Ampliação da Premiação da Área-fim Gestão Orçamentária e Financeira Voltada para Resultados Estratégicos Projeto Controle Interno como Ferramenta de Gestão Programa de Construção, Ampliação e Modernização dos Fóruns Projeto de Cumprimento dos Prazos Legais nos Processos de Aquisição Projeto de Implantação da Premiação da Área-meio Alinhada à Estratégia Unidade de Gerenciamento de Projetos Programa de Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação PETIC Projeto de Ensino à Distância (EAD) Projeto Conscientizar para Economizar SPAC Programa de Responsabilidade Ambiental Gestão Documental do Poder Judiciário de Sergipe 11

12 Tema: Alinhamento Institucional. Objetivo Estratégico: Fortalecer e harmonizar as relações entre os poderes, setores e instituições. Descrição do Objetivo: Fortalecer a integração do Judiciário com os Poderes Executivo e Legislativo e desenvolver parcerias com órgãos do sistema de justiça (OAB, Ministério Público, Defensorias) e entidades públicas para viabilizar o alcance dos seus objetivos (eficiência, acessibilidade e responsabilidade social). Indicadores Relacionados ao Objetivo: Índice de Parcerias Estratégicas Alinhamento Institucional Projetos Catalogados: Programa de Gestão e Otimização das Rotinas de Trabalho da Área Judicial (Procedimentos e Virtualização). Implantação do Programa de Comunicação Institucional Programa de Parcerias Estratégicas Programa de Tratamento de Conflitos de Interesses por Métodos Consensuais de Solução na Esfera Judicial (Conciliação). 12

13 Tema: Alinhamento Institucional. Objetivo Estratégico: Garantir o alinhamento estratégico em todas as unidades do Tribunal de Justiça de Sergipe. Descrição do Objetivo: Garantir que as unidades jurisdicionais e área administrativa estejam alinhadas à estratégia do Poder Judiciário de Sergipe, respeitando-se as particularidades e visando a resultados a curto, médio e longo prazos. Indicadores Relacionados ao Objetivo: Índice de Acompanhamento do Planejamento Estratégico Índice de sucesso na execução dos projetos estratégicos Alinhamento Institucional Projetos Catalogados: Programa de Gestão Estratégica Programa Permanente de Capacitação e Aperfeiçoamento de Servidores. Programa de Virtualização e Gestão de Processo de Trabalho da Área Administrativa. Projeto de Adequação do Quadro de Servidores à Demanda. Programa Permanente de Capacitação e Aperfeiçoamento de Magistrados. Projeto de Ampliação da Premiação da Área-fim Gestão Orçamentária e Financeira Voltada para Resultados Estratégicos Programa de Construção, Ampliação e Modernização dos Fóruns. Projeto de Implantação da Premiação da Área-meio Alinhada à Estratégia Unidade de Gerenciamento de Projetos. Projeto de Ensino à Distância (EAD) Projeto Conscientizar para Economizar SPAC Gestão Documental do Poder Judiciário de Sergipe Gestão Efetiva de Comarcas e Varas Judiciais Projeto de Ampliação do Cronos 13

14 Tema: Gestão de Pessoas. Objetivo Estratégico: Desenvolver competências dos magistrados e servidores para os objetivos estratégicos. Descrição do Objetivo: Garantir que os magistrados e servidores possuam conhecimentos, habilidades e atitudes essenciais para o alcance dos objetivos estratégicos. Gestão de Pessoas Indicadores Relacionados ao Objetivo: Índice de capacitação nas competências estratégicas dos Servidores da Área-meio Índice de capacitação nas competências estratégicas dos Servidores da Área-fim Percentual do orçamento de custeio aplicado em capacitação e aperfeiçoamento Projetos Catalogados: Programa de Gestão Estratégica Programa Permanente de Capacitação e Aperfeiçoamento de Servidores. Programa Permanente de Capacitação e Aperfeiçoamento de Magistrados. Unidade de Gerenciamento de Projetos. Projeto de Valorização das Carreiras Judiciárias. Projeto de Ensino à Distância (EAD). Projeto de Ampliação do Cronos. 14

15 Tema: Gestão de Pessoas. Objetivo Estratégico: Motivar e comprometer magistrados e servidores com as metas e com os objetivos estratégicos. Descrição do Objetivo: Elevar o nível de comprometimento, motivação e identidade institucional dos magistrados e servidores para viabilizar a execução da estratégia. Gestão de Pessoas Indicadores Relacionados ao Objetivo: Índice de alcance das metas Índice de favorabilidade do clima organizacional Índice de prevenção de saúde Projetos Catalogados: Programa de Gestão Estratégica Programa Permanente de Capacitação e Aperfeiçoamento de Servidores. Programa Permanente de Capacitação e Aperfeiçoamento de Magistrados. Projeto de Ampliação da Premiação da Área-fim Projeto de Implantação da Premiação da Área-meio Alinhada à Estratégia Projeto de Valorização das Carreiras Judiciárias Gestão Efetiva de Comarca e Varas Judiciais Programa de Qualidade de Vida 15

16 Tema: Infraestrutura e Tecnologia. Objetivo Estratégico: Garantir a infraestrutura apropriada às atividades administrativas e judiciais. Descrição do Objetivo: Prover os recursos materiais e tecnológicos (instalações, mobiliários, equipamentos de informática) que permitam o bom desempenho das unidades jurisdicionais e administrativas, garantindo aos magistrados e servidores condições de trabalho com saúde e segurança, além da proteção e manutenção dos bens materiais e dos sistemas. Indicadores Relacionados ao Objetivo: Índice de unidades com segurança armada e/ou eletrônica Índice de satisfação com as instalações físicas Índice de aderência aos padrões mínimos de TIC Índice de disponibilidade de infraestrutura de equipamentos de tecnologia Infraestrutura e Tecnologia Projetos Catalogados: Programa de Gestão Estratégica Projeto de Adequação do Quadro de Servidores à Demanda Programa de Ampliação de Infraestrutura de TIC. Gestão Orçamentária e Financeira voltada para resultados estratégicos Projeto de Melhoria dos Processos Administrativos Programa de Construção, Ampliação e Modernização dos Fóruns Projeto de Cumprimento dos Prazos Legais nos Processos de Aquisição Programa de Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação PETIC. Programa de Parcerias Estratégicas Programa de Qualidade de Vida Projeto de Acessibilidade. Plano Anual de Segurança 16

17 Tema: Infraestrutura e Tecnologia. Objetivo Estratégico: Garantir a disponibilidade de sistemas eficazes de tecnologia da informação e comunicação Descrição do Objetivo: Estruturar o sistema de tecnologia da informação e seu gerenciamento de forma a garantir o desenvolvimento, aperfeiçoamento e a disponibilidade de sistemas eficazes à execução da estratégia. Indicadores Relacionados ao Objetivo: Índice de disponibilidade de sistemas de Tecnologia da Informação Índice de disponibilidade de infra-estrutura de equipamentos de tecnologia Índice de satisfação com os sistemas Projetos Catalogados: Infraestrutura e Tecnologia Programa de Gestão e Otimização das Rotinas de Trabalho da Área Judicial (Procedimentos e Virtualização). Programa de Virtualização e Gestão de Processos de Trabalho da Área Administrativa Programa de Ampliação de Infraestrutura de TIC. Programa de Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação PETIC. Programa de Virtualização e Gestão de Processo de Trabalho da Área Administrativa. 17

18 Tema: Orçamento. Objetivo Estratégico: Assegurar recursos orçamentários necessários para a execução da estratégia. Descrição do Objetivo: Orçamento Promover ações orçamentárias visando assegurar recursos que viabilizem as ações e metas necessárias à execução da estratégia, garantindo e disponibilizando os recursos orçamentários necessários para a execução dos projetos estratégicos, de acordo com os cronogramas estabelecidos para cada iniciativa estratégica. Indicadores Relacionados ao Objetivo: Índice de execução do orçamento disponibilizado Índice de orçamento estratégico Índice de execução do orçamento estratégico Projetos Catalogados: Programa de Gestão Estratégica Gestão Orçamentária e Financeira Voltada para Resultados Estratégicos Projeto Controle Interno como Ferramenta de Gestão Projeto Conscientizar para Economizar SPAC Programa de Responsabilidade Ambiental 18

19 ANEXO 1 - FICHA DOS INDICADORES 19

20 1. INDICADOR: Índice de publicação do conteúdo integral dos processos na Internet Objetivo Estratégico: Aprimorar a comunicação com o público externo Tipo de Indicador Eficácia O que mede O percentual de processos posteriores com seu conteúdo integral publicado na Internet em relação ao total de processos pendentes Para que medir Acompanhar a evolução dos processos judiciais com conteúdo integral publicado na internet Quem mede Quando medir Onde medir Como medir DIRETORIA DE MODERNIZAÇÃO Trimestralmente DIRETORIA DE MODERNIZAÇÃO processos posteriores com seu conteúdo integral publicado na Internet total de processos pendentes Meta Disponibilizar conteúdo integral de 100% dos processos até % 27% 100% 100% 100% 100% 2. INDICADOR: Índice de informações orçamentárias e financeiras disponibilizadas na Internet Objetivo Estratégico: Aprimorar a comunicação com o público externo Tipo de Indicador Eficácia O que mede O percentual entre informações orçamentárias e financeiras disponibilizadas na Internet sobre o total de informações orçamentárias e financeiras Para que medir Dar transparência à sociedade sobre informações financeiras e orçamentária. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Secretaria de finanças Trimestralmente Secretaria de finanças informações orçamentárias e financeiras disponibilizadas na Internet total de informações orçamentárias e financeiras Meta Disponibilizar 100% das informações orçamentárias e financeiras até % 100% 100% 100% 100% 100% 20

21 3. INDICADOR: Índice de inserções institucionais na mídia Objetivo Estratégico: Aprimorar a comunicação com o público externo Tipo de Indicador Eficácia O que mede Quantidade de inserções institucionais na mídia até 2014 Para que medir Acompanhar inserções sobre o TJSE na mídia para melhorar a comunicação com a sociedade. Quem mede Quando medir Diretoria de Comunicação Trimestralmente Onde medir Diretoria de Comunicação Como medir Número de inserções institucionais na mídia até 2014 Meta Aumentar em 100% o número de inserções institucionais na mídia até inserções 2754 inserções 40% 60% 80% 100% 4. INDICADOR: Índice de inserções institucionais positivas na mídia Objetivo Estratégico: Aprimorar a comunicação com o público externo Tipo de Indicador Eficácia O que mede Percentual entre o total de matérias institucionais positivas veiculadas na mídia sobre o Tribunal sobre total de matérias institucionais veiculadas Para que medir Acompanhar inserções positivas sobre o TJSE na mídia, para que a sociedade tenha informações sobre notícias precisas sobre ações e projetos que melhorem a prestação jurisdicional e o acesso a justiça. Melhorando assim a imagem deste Poder na opinião pública. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Diretoria de Comunicação Trimestralmente Diretoria de Comunicação % entre o total de matérias institucionais positivas veiculadas na mídia sobre o Tribunal em relação ao total de matérias institucionais veiculadas Meta Obter 80% de inserções institucionais positivas na mídia até dezembro de ,9% 61,5% 66,2% 70,8% 75,4% 80% 21

22 5. INDICADOR: Número de ações de marketing institucional Objetivo Estratégico: Aprimorar a comunicação com o público externo e interno Tipo de Indicador Eficácia O que mede Total de ações de marketing e comunicação institucional Para que medir Aprimorar a comunicação e o marketing institucional Quem mede Diretoria de Comunicação Quando medir trimestralmente Onde medir Diretoria de Comunicação Como medir Número de ações de comunicação e marketing institucional Meta Aumentar em 100% o nº de ações de marketing institucional até dezembro de ações 20% 40% 60% 80% 100% 6. INDICADOR: Número de pessoas beneficiadas pelos projetos sociais Objetivo Estratégico: Promover a cidadania Tipo de Indicador Eficácia O que mede Total de pessoas diretamente beneficiadas pelos projetos sociais Para que medir Acompanhar o número de pessoas atendidas pelos projetos e ações sociais. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Meta Coordenadoria da Infância e Juventude Trimestralmente Coordenadoria de Infância e Juventude. Número de pessoas diretamente beneficiadas pelos projetos sociais Aumentar em 75% o nº de pessoas diretamente beneficiadas pelos projetos sociais até dezembro de pessoas 15% 30% 45% 60% 75% 22

23 7. INDICADOR: Taxa de congestionamento do 1º Grau na fase de Execução Objetivo Estratégico: Promover a efetividade no cumprimento das decisões Tipo de Indicador Efetividade O que mede Congestionamento de processos do 1º Grau na fase de execução Para que medir Acompanhar taxa de congestionamento na fase de execução no 1º Grau para verificar os resultados efetivos das ações propostas para esse objetivo. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Metas Corregedoria Geral de Justiça Trimestralmente SISTEMA DE CONTROLE PROCESSUAL 1-(processos de execução baixados/(casos novos exec. + pendentes exec. + exec. Judiciais + exec. Pendentes) - Reduzir em 9% a taxa de congestionamento do 1º Grau na fase de execução até dezembro de * relatório Justiça em Números 1,8% 3,6% 5,4% 7,2% 9,0% 8. INDICADOR: Taxa de congestionamento dos Juizados na fase de Execução Objetivo Estratégico: Promover a efetividade no cumprimento das decisões Tipo de Indicador Efetividade O que mede Congestionamento de processos do Juizado na fase de execução Para que medir Acompanhar taxa de congestionamento na fase de execução nos Juizados Especiais para verificar os resultados efetivos das ações propostas para esse objetivo Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Metas Corregedoria Geral de Justiça Trimestralmente Sistema de controle dos Juizados Especiais 1-(processos de execução baixados/(casos novos exec. + pendentes exec. + exec. Judiciais + exec. Pendentes) - Reduzir em 10% a taxa de congestionamento dos Juizados na fase de execução até dezembro de * relatório Justiça em Números 2% 4% 6% 8% 10% 23

24 9. INDICADOR: Produtividade do Magistrado do 1º Grau na fase de execução Objetivo Estratégico: Promover a efetividade no cumprimento das decisões Tipo de Indicador Eficiência O que mede Produtividade do Magistrado do 1º Grau na fase de execução Para que medir Acompanhar a produtividade do Magistrado do 1º Grau para verificar os resultados efetivos das ações propostas para esse objetivo. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Metas Corregedoria Geral de Justiça Trimestralmente SISTEMA DE CONTROLE PROCESSUAL total de julgados total de magistrados - Aumentar em 25% a produtividade do magistrado de 1º grau na fase de execução até dezembro de * relatório Justiça em Números 5% 10% 15% 20% 25% 10. INDICADOR: Produtividade do Magistrado dos Juizados Objetivo Estratégico: Promover a efetividade no cumprimento das decisões Tipo de Indicador Eficiência O que mede Produtividade do Magistrado dos Juizados na fase de execução Para que medir Acompanhar a produtividade do Magistrado dos Juizados para verificar os resultados efetivos das ações propostas para esse objetivo. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Metas Corregedoria Geral de Justiça Trimestralmente Sistema de controle dos Juizados Especiais total de julgados total de magistrados - Aumentar em 25% a produtividade do magistrado dos Juizados na fase de execução até dezembro de * relatório Justiça em Números 5% 10% 15% 20% 25% 24

25 11. INDICADOR: Facilitar o acesso à Justiça Objetivo Estratégico: Facilitar o acesso à Justiça Tipo de Indicador Eficácia O que mede Acesso à Justiça Para que medir Acompanhar a quantidade de municípios atendidos pelo judiciário para possibilitar a todos o acesso à Justiça Estadual Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Meta Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Trimestralmente Código de Organização Judiciária total de municípios atendidos total de municípios Manter em 100% o número de municípios atendidos pela Justiça % 100% 100% 100% 100% 100% 12. INDICADOR: Taxa de congestionamento do 1º Grau na fase de conhecimento Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Efetividade O que mede Congestionamento dos processos do 1 na fase de conhecimento Para que medir Acompanhar taxa de congestionamento na fase de conhecimento no 1º Grau para verificar os resultados efetivos das ações propostas para esse objetivo. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Metas Corregedoria Geral de Justiça Trimestralmente SISTEMA DE CONTROLE PROCESSUAL 1-((total de processos judiciais baixados/(casos novos + casos pendentes)) - Reduzir em 12% a taxa de congestionamento do 1 G rau na fase de conhecimento até dezembro de * relatório Justiça em Números 2,4% 4,8% 7,2% 9,6% 12% 25

26 13. INDICADOR: Taxa de congestionamento do 2º Grau na fase de conhecimento Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Efetividade O que mede Congestionamento dos processos do 2º Grau na fase de conhecimento Para que medir Acompanhar taxa de congestionamento na fase de conhecimento no 2º Grau para verificar os resultados efetivos das ações propostas para esse objetivo. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Corregedoria Geral de Justiça Trimestralmente SISTEMA DE CONTROLE PROCESSUAL do 2º grau. 1-((total de processos judiciais baixados/(casos novos + casos pendentes)) Metas - Reduzir em 17% a taxa de congestionamento do 2 G rau até dezembro de * relatório Justiça em Números 3,4% 6,8% 10,2% 13,6% 17% 14. INDICADOR: Taxa de congestionamento dos Juizados na fase de conhecimento Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Efetividade O que mede Congestionamento dos processos dos Juizados na fase de conhecimento Para que medir Acompanhar taxa de congestionamento na fase de conhecimento nos Juizados Especiais para verificar o resultados efetivos das ações propostas para esse objetivo. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Metas Corregedoria Geral de Justiça Trimestralmente Sistema de controle dos Juizados Especiais 1-((total de processos judiciais baixados/(casos novos + casos pendentes)) - Reduzir em 20% a taxa de congestionamento dos Juizados na fase de conhecimento até dezembro de * relatório Justiça em Números 4% 8% 12% 16% 20% 26

27 15. INDICADOR: Taxa de congestionamento da Turma Recursal na fase de conhecimento Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Efetividade O que mede Congestionamento dos processos da Turma Recursal na fase de conhecimento Para que medir Acompanhar taxa de congestionamento na fase de conhecimento na Turma Recursal para verificar os resultados efetivos das ações propostas para esse objetivo. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Trimestralmente SISTEMA DE CONTROLE PROCESSUAL DA TURMA RECURSAL. 1-((total de processos judiciais baixados/(casos novos + casos pendentes)) Metas - Reduzir em 10% a taxa de congestionamento da Turma Recursal até * relatório Justiça em Números 2% 4% 6% 8% 10% 16. INDICADOR: Produtividade do Magistrado do 1º Grau na fase de conhecimento Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Eficiência O que mede Produtividade do Magistrado do 1º Grau na fase de conhecimento Para que medir Acompanhar a produtividade do Magistrado para verificar os resultados efetivos das ações propostas para esse objetivo. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Metas Corregedoria Geral de Justiça Trimestralmente SISTEMA DE CONTROLE PROCESSUAL total de julgados total de magistrados - Aumentar em 30% a produtividade do Magistrado de 1º Grau na fase de conhecimento até dezembro de * Dados do relatório Justiça em Números 6% 12% 18% 24% 30% 27

28 17. INDICADOR: Produtividade do Magistrado do 2º Grau na fase de conhecimento Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Eficiência O que mede Produtividade do Magistrado do 2º Grau na fase de conhecimento Para que medir Acompanhar a produtividade do Magistrado para verificar os resultados efetivos das ações propostas para esse objetivo. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Metas Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Trimestralmente SISTEMA DE CONTROLE PROCESSUAL do 2º grau. total de julgados total de magistrados - Aumentar em 30% a produtividade do Magistrado de 2º Grau na fase de conhecimento até dezembro de * Dados do relatório Justiça em Números 6% 12% 18% 24% 30% 18. INDICADOR: Produtividade do Magistrado dos Juizados na fase de conhecimento Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Eficiência O que mede Produtividade do Magistrado dos Juizados na fase de conhecimento Para que medir Acompanhar a produtividade do Magistrado para verificar os resultados efetivos das ações propostas para esse objetivo. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Metas Corregedoria Geral de Justiça Trimestralmente Sistema de controle dos Juizados Especiais total de julgados total de magistrados - Aumentar em 30% a produtividade do Magistrado dos Juizados na fase de conhecimento até dezembro de * relatório Justiça em Números 6% 12% 18% 24% 30% 28

29 19. INDICADOR: Produtividade do Magistrado da Turma Recursal fase de conhecimento Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Eficiência O que mede Produtividade do Magistrado da Turma Recursal na fase de conhecimento Para que medir Acompanhar a produtividade do Magistrado para verificar os resultados efetivos das ações propostas para esse objetivo. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Metas Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Trimestralmente SISTEMA DE CONTROLE PROCESSUAL DA TURMA RECURSAL. total de julgados total de magistrados - Aumentar em 36% a produtividade do Magistrado da Turma Recursal na fase de conhecimento até dezembro de * relatório Justiça em Números 7,2% 14,4% 21,6% 28,8% 36% 20. INDICADOR: Índice de Atendimento à Demanda do 1º Grau Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Eficácia O que mede Atendimento à demanda do 1º Grau Para que medir Verificar o nível de vazão da demanda no 1º Grau Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Metas Corregedoria Geral de Justiça Trimestralmente SISTEMA DE CONTROLE PROCESSUAL processos baixados casos novos - Aumentar em 4% o índice de atendimento à demanda do 1º Grau até dezembro de * relatório Justiça em Números 0,8% 1,6% 2,4% 3,6% 4,0% 29

30 21. INDICADOR: Índice de Atendimento à Demanda do 2º Grau Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Eficácia O que mede Atendimento à demanda do 2º Grau Para que medir Verificar o nível de vazão da demanda no 2º Grau. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Metas Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Trimestralmente SISTEMA DE CONTROLE PROCESSUAL do 2º grau. processos baixados casos novos - Aumentar em 4% o índice de atendimento à demanda do 2º Grau até dezembro de * relatório Justiça em Números 0,8% 1,6% 2,4% 3,6% 4,0% 22. INDICADOR: Índice de Atendimento à Demanda dos Juizados Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Eficácia O que mede Atendimento à demanda dos Juizados Para que medir Verificar o nível de vazão da demanda nos Juizados Especiais Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Corregedoria Geral de Justiça Trimestralmente Sistema de controle dos Juizados Especiais processos baixados casos novos Metas - Aumentar em 4% o índice de atendimento à demanda dos Juizados até * relatório Justiça em Números 0,8% 1,6% 2,4% 3,6% 4,0% 30

31 23. INDICADOR: Índice de Atendimento à Demanda da Turma Recursal Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Eficácia O que mede Atendimento à demanda da Turma Recursal Para que medir Verificar o nível de vazão da demanda na Turma Recursal Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Metas Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Trimestralmente SISTEMA DE CONTROLE PROCESSUAL DA TURMA RECURSAL. processos baixados casos novos - Aumentar em 8% o índice de atendimento à demanda da Turma Recursal até dezembro de * relatório Justiça em Números 1,6% 3,2% 4,8% 6,4% 8% 24. INDICADOR: Índice de Processos Antigos do 1º Grau Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Eficácia O que mede Percentual entre processos do 1º Grau pendentes (protocolados até o último dia útil do segundo ano anterior ao corrente, com a mesma descrição da meta de nivelamento 2, definida pelo judiciário no ano de 2009) sobre o total de processos pendentes Para que medir Acompanhar os processos judiciais no 1º grau pendentes até o último dia útil do segundo ano anterior ao corrente. Quem mede Quando medir Corregedoria Geral de Justiça Trimestralmente Onde medir SISTEMA DE CONTROLE PROCESSUAL Como medir % entre processos pendentes (protocolados até o último dia útil do segundo ano anterior ao corrente) em relação total de processos pendentes Metas - Baixar para 5% o índice de processos antigos do 1º Grau até dezembro de % 9% 8% 6% 5% 31

32 25. INDICADOR: Índice de Processos Antigos do 2º Grau Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Eficácia O que mede Percentual entre processos do 2º Grau pendentes (protocolados até o último dia útil do segundo ano anterior ao corrente, com a mesma descrição da meta de nivelamento 2, definida pelo judiciário no ano de 2009) sobre o total de processos pendentes Para que medir Acompanhar os processos judiciais no 2º grau pendentes até o último dia útil do segundo ano anterior ao corrente. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir SECRETARIA JUDICIÁRIA Trimestralmente SISTEMA DE CONTROLE PROCESSUAL do 2º grau. % entre processos pendentes (protocolados até o último dia útil do segundo ano anterior ao corrente) em relação total de processos pendentes Metas - Baixar para 0% o índice de processos antigos do 2º Grau até dezembro de % 1,5% 1,2% 0,8% 0% 26. INDICADOR: Índice de Processos Antigos dos Juizados Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Eficácia O que mede Percentual entre processos pendentes dos (protocolados até o último dia útil do segundo ano anterior ao corrente, com a mesma descrição da meta de nivelamento 2, definida pelo judiciário no ano de 2009) sobre o total de processos pendentes Para que medir Acompanhar os processos judiciais nos Juizados Especiais pendentes até o último dia útil do segundo ano anterior ao corrente. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Corregedoria Geral de Justiça Trimestralmente SISTEMA DE CONTROLE PROCESSUAL DOS JUIZADOS ESPECIAIS % entre processos pendentes (protocolados até o último dia útil do segundo ano anterior ao corrente) em relação total de processos pendentes Metas - Baixar para 0% o índice de processos antigos dos Juizados até dezembro de % 0,8% 0,6% 0,4% 0% 32

33 27. INDICADOR: Índice de Processos Antigos da Turma Recursal Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Eficácia O que mede Percentual entre processos pendentes (protocolados até o último dia útil do segundo ano anterior ao corrente, com a mesma descrição da meta de nivelamento 2, a definida pelo judiciário no ano de 2009) sobre o total de processos pendentes Para que medir Acompanhar os processos judiciais na Turma Recursal pendentes até o último dia útil do segundo ano anterior ao corrente. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Metas Corregedoria Geral de Justiça Quadrimestralmente SISTEMA DE CONTROLE PROCESSUAL DA TURMA RECURSAL. % entre processos pendentes (protocolados até o último dia útil do segundo ano anterior ao corrente) em relação total de processos pendentes - Baixar para 0% o índice de processos antigos da Turma Recursal até dezembro de % 0,8% 0,6% 0,4% 0% 28. INDICADOR: Índice de Virtualização dos Processos Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Eficiência - Eficácia O que mede Percentual de processos novos eletrônicos sobre o total de processos novos Para que medir Acompanhar a evolução de processos novos eletrônicos Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Meta DIRETORIA DE MODERNIZAÇÃO Trimestralmente SISTEMAS DE CONTROLES PROCESSUAIS. processos novos eletrônicos total de processos novos Aumentar para % o índice de virtualização dos processos novos, em todas as instâncias, até dezembro de % 27% 35% 48% 69% 90% 33

34 29. INDICADOR: Índice de agilidade na tramitação de processos de bens e serviços Objetivo Estratégico: Garantir a agilidade nos trâmites judiciais e administrativos Tipo de Indicador Eficácia O que mede Percentual entre processos de aquisição de bens e serviços finalizados no prazo padrão, em relação ao total. Para que medir Acompanhar se os processos de aquisição de bens e serviços são finalizados no prazo. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Meta Consultoria de Licitações e Contratos Trimestralmente SISTEMA DA ÁREA ADMINISTRATIVA % entre processos de aquisição de bens e serviços finalizados no prazo padrão, em relação ao total: 120 dias para concurso e concorrências dos tipos empreitada integral, técnica ou técnica e preço; 105 dias para demais concorrências e tomadas de preço dos tipos técnica e técnica e preço; 60 dias, para demais tomadas de preços; 50 dias, para convites e pregão; 08 dias para dispensa e inexigibilidade Obter 90% dos processos de aquisição de bens e serviços finalizados no prazo padrão, até % 60% 70% 80% 90% 30. INDICADOR: Índice de Acompanhamento do Planejamento Estratégico Objetivo Estratégico: Garantir o alinhamento estratégico em todas as unidades do Tribunal de Justiça de Sergipe Tipo de Indicador Eficácia O que mede Percentual de reuniões de acompanhamento da execução da estratégia realizadas no prazo em relação ao número de reuniões previstas para o ano. Para que medir Verificar se as reuniões estratégicas previstas aconteceram e no prazo previsto. Quem mede Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Quando medir Onde medir Como medir Meta Trimestralmente Diretoria de planejamento % entre reuniões de acompanhamento da execução da estratégia realizadas no prazo sobre as reuniões previstas no ano Realizar no prazo, no mínimo, uma reunião de acompanhamento de execução da estratégia por trimestre, com o comitê de gestão estratégica, por ano não se aplica 100% 100% 100% 100% 100% 34

35 31. INDICADOR: Índice de sucesso na execução dos projetos estratégicos Objetivo Estratégico: Garantir o alinhamento estratégico em todas as unidades do Tribunal de Justiça de Sergipe Tipo de Indicador Eficácia Percentual de projetos estratégicos com prazos concluídos e com suas metas O que mede internas alcançadas em relação ao total de projetos estratégicos previstos no plano para o período. Para que medir Verificar os projetos estratégicos concluídos e metas alcançadas. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Trimestralmente Unidade de Gerenciamento de Projetos % entre projetos estratégicos com prazos concluídos e com suas metas internas alcançadas sobre o total de projetos estratégicos previstos no plano para o período Meta Obter 100% de sucesso na execução de projetos estratégicos até dezembro de não se aplica 50% 60% 70% 80% 100% 32. INDICADOR: Índice de parcerias estratégicas Objetivo Estratégico: Fortalecer e harmonizar as relações entre os Poderes, setores e instituições. Tipo de Indicador Eficácia Eficiência A contribuição direta das parcerias vigentes no período ao alcance das metas O que mede estratégicas Para que medir Acompanhar e correlacionar as parcerias externas estratégicas, com o total de parcerias realizadas. Quem mede Quando medir Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Trimestralmente Onde medir Nas unidades que atuem diretamente nas parcerias total de parcerias externas ao Poder Judiciário que contribuem diretamente com o Como medir alcance de uma meta estratégica total de parcerias vigentes no período Meta Aumentar para 50% o índice de parcerias estratégicas até dezembro de % 20% 30% 40% 50% 35

36 33. INDICADOR: Eficiência Operacional Objetivo Estratégico: Buscar a excelência na gestão de custos operacionais Tipo de Indicador Eficiência O que mede O valor da despesa por processo Para que medir Medir a despesa do processo Quem mede Quando medir Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Trimestralmente Onde medir Sistema de finanças do TJ, Sistema de Controle Processual e SPAC Como medir (Despesa total Inativos Precatório Investimentos + Depreciação) / processos baixados Meta Reduzir em 5% o valor da despesa por processo até dezembro de R$1166,49 1% 2% 3% 4% 5% 34. INDICADOR: Redução do consumo de papel Objetivo Estratégico: Buscar a excelência na gestão de custos operacionais Tipo de Indicador Eficiência Variação no consumo de resmas de papel no período, em relação ao período O que mede anterior. Para que medir Acompanhar o consumo de papel com relação ao ano anterior para otimizar a quantidades de resmas utilizadas. Quem mede Quando medir DIVISÃO DE ALMOXARIFADO Mensalmente Onde medir SISTEMA DE REQUISÃO DE MATERIAL Como medir Variação da quantidade de resmas de papel utilizadas no período, em relação ao período anterior Meta Reduzir em 20% o consumo de papel, até consumo de janeiro a outubro de 2009: resmas de papel 4% 8% 12% 16% 20% 36

37 35. INDICADOR: Redução do consumo de água Objetivo Estratégico: Buscar a excelência na gestão de custos operacionais Tipo de Indicador Eficiência O que mede Variação no consumo de água no período, em relação ao período anterior. Para que medir Acompanhar e otimizar o consumo de água. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir DIRETORIA ADMINISTRATIVA Mensalmente NAS FATURAS DE PAGAMENTO DE ÁGUA Variação da quantidade de água utilizada no período, em relação ao período anterior Meta Reduzir em 10% o consumo de água, até consumo de janeiro a outubro de 2009: m³ de água 2% 4% 6% 8% 10% 36. INDICADOR: Redução do consumo de energia Objetivo Estratégico: Buscar a excelência na gestão de custos operacionais Tipo de Indicador Eficiência O que mede Variação no consumo de energia no período, em relação ao período anterior. Para que medir Acompanhar e otimizar o consumo de energia com relação ao ano anterior. Quem mede Quando medir DIRETORIA ADMINISTRATIVA Mensalmente Onde medir NAS FATURAS DE PAGAMENTO DE ENERGIA Como medir Variação da quantidade de energia utilizada no período, em relação ao período anterior Meta Reduzir em 10% o consumo de energia, até consumo de janeiro a outubro de 2009: watts de energia 2% 4% 6% 8% 10% 37

38 37. INDICADOR: Índice de capacitação nas competências estratégicas da área-fim Objetivo Estratégico: Desenvolver competências dos magistrados e servidores para os objetivos estratégicos Tipo de Indicador Eficácia Percentual entre os Magistrados treinados com, no mínimo, 20 horas, nas O que mede competências estratégicas em relação ao total de Magistrados. Para que medir Acompanhar percentual de magistrados treinados em competências estratégicas Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Meta ESMESE Trimestralmente ESMESE % entre os Magistrados treinados com, no mínimo, 20 horas, nas competências estratégicas total de Magistrados Aumentar para 100% o índice de capacitação nas competências estratégicas dos Magistrados % 45% 70% 85% 100% 38. INDICADOR: Índice de capacitação nas competências estratégicas dos Servidores da área-meio Objetivo Estratégico: Desenvolver competências dos magistrados e servidores para os objetivos estratégicos Tipo de Indicador Eficácia Percentual entre os servidores da área-meio treinados com, no mínimo, 20 horas, nas O que mede competências estratégicas em relação ao total de servidores da área-meio. Para que medir Acompanhar percentual de servidores da área meio, treinados em competências estratégicas. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Meta ESAJ Trimestralmente ESAJ % entre os servidores da área-meio treinados com, no mínimo, 20 horas, nas competências estratégicas total de servidores da área-meio Aumentar para 100% o índice de capacitação nas competências estratégicas dos servidores da área-meio % 70% 80% 90% 100% 38

39 39. INDICADOR: Índice de capacitação nas competências estratégicas dos servidores da área-fim Objetivo Estratégico: Desenvolver competências dos Magistrados e servidores para os objetivos estratégicos Tipo de Indicador Eficácia Percentual entre os servidores da área-fim treinados com, no mínimo, 20 horas, nas O que mede competências estratégicas em relação ao total de servidores da área-fim. Para que medir Acompanhar percentual de servidores da área fim, treinados em competências estratégicas. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Meta ESAJ Trimestralmente ESAJ % entre os servidores da área-fim treinados com, no mínimo, 20 horas, nas competências estratégicas do total de servidores da área-fim Aumentar para 100% o índice de capacitação nas competências estratégicas dos servidores da área-fim % 45% 70% 85% 100% 40. INDICADOR: Percentual do orçamento de custeio aplicado em capacitação e aperfeiçoamento Objetivo Estratégico: Desenvolver competências dos magistrados e servidores para os objetivos estratégicos Tipo de Indicador Eficácia Relação entre o valor aplicado em capacitação e aperfeiçoamento e o total do O que mede orçamento executado Para que medir Verificar o percentual do valor aplicado em capacitação do orçamento executado. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Meta ESAJ Trimestralmente SISTEMA DE FINANÇAS DO TJSE % entre o valor aplicado em capacitação e aperfeiçoamento e o total do orçamento executado Aplicar 0,18% do valor do orçamento executado em capacitação e aperfeiçoamento até dezembro de ,14% 0,14% 0,56% A ser definido nas RAE s

40 41. INDICADOR: Índice de alcance das metas Objetivo Estratégico: Motivar e comprometer magistrados e servidores com as metas e com os objetivos estratégicos Tipo de Indicador Eficácia O que mede Percentual de metas estratégicas alcançadas Para que medir Acompanhar as metas estratégicas alcançadas Quem mede DIRETORIA DE PLANEJAMENTO Quando medir Trimestralmente Onde medir COM OS SETORES REPONSÁVEIS PELAS AÇÕES ESTRATÉGICAS. Como medir % das metas estratégicas alcançadas e o total das metas estratégicas Meta Alcançar 80% das metas até % 50% 60% 70% 80% 42. INDICADOR: Índice de favorabilidade do clima organizacional Objetivo Estratégico: Motivar e comprometer magistrados e servidores com as metas e com os objetivos estratégicos Tipo de Indicador Eficácia O que mede Avaliações positivas sobre o total de avaliações na pesquisa de clima organizacional Para que medir Acompanhar os índices de pesquisa de clima organizacional Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Meta DIRETORIA DE PLANEJAMENTO Anualmente PESQUISA DE CLIMA ORGNIZACIONAL % entre as avaliações positivas sobre o total de avaliações na pesquisa de clima organizacional Aumentar para 70% o índice de avaliações positivas (favorabilidade) do clima organizacional até % 55% 60% 65% 70% 40

41 43 INDICADOR: Índice de unidades com segurança armada e/ou eletrônica Objetivo Estratégico: Garantir a infraestrutura apropriada às atividades administrativas e judiciais Tipo de Indicador Eficácia O que mede Percentual de unidades consideradas seguras sobre o total de unidades Para que medir Acompanhar o percentual de unidades seguras. Quem mede Quando medir Onde medir Como medir Meta DIRETORIA DE SEGURANÇA Trimestralmente NAS UNIDADES. unidades consideradas seguras total de unidades Aumentar para 100% as unidades consideradas seguras % 100% 100% 100% 100% 100% 44. INDICADOR: Índice de satisfação com as instalações físicas Objetivo Estratégico: Garantir a infraestrutura apropriada às atividades administrativas e judiciais Tipo de Indicador Eficácia Percentual entre as avaliações positivas quanto à adequação das instalações físicas O que mede em relação ao total de avaliações Para que medir Acompanhar o percentual de avaliações positivas das instalações físicas. Quem mede Quando medir DIRETORIA DE PLANEJAMENTO Anualmente Onde medir Pesquisa de Satisfação Como medir % entre as avaliações positivas quanto à adequação das instalações físicas / total de avaliações Meta Aumentar para X% o índice de avaliações positivas sobre instalações físicas até % 68% 70% 72% 74% 76% 41

42 45. INDICADOR: Índice de aderência aos padrões mínimos de TI Objetivo Estratégico: Garantir a infraestrutura apropriada às atividades administrativas e judiciais Tipo de Indicador Eficácia O que mede Percentual de itens especificados na Resolução 90/2009 atendidos Para que medir Acompanhar o Percentual de itens especificados na Resolução 90/2009 atendidos Quem mede Quando medir Secretaria de Tecnologia Trimestralmente Onde medir Secretaria de Tecnologia Como medir % entre itens atendidos sobre o total de itens especificados na Resolução 90/2009 Meta Atender 100% dos padrões mínimos de TI, até % 80% 85% 90% 95% 100% 46. INDICADOR: Índice de disponibilidade de sistemas de Tecnologia da Informação Objetivo Estratégico: Garantir a disponibilidade de sistemas eficazes de tecnologia da informação Tipo de Indicador Eficácia O que mede Tempo de disponibilidade de sistemas Para que medir Acompanhar o tempo de disponibilidade de sistemas. Quem mede Secretaria de Tecnologia Quando medir Trimestralmente Onde medir Secretaria de Tecnologia Como medir 1 (tempo de indisponibilidade de sistemas / tempo total do período) Meta Aumentar para 100% o índice de disponibilidade dos sistemas até dezembro de % 93% 96% 98% 100% 42

ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E METAS

ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E METAS ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E S 31 MATRIZ DE INDICADORES e S Indicador 1 - Visão Visão: Ser reconhecido como um dos 10 Regionais mais céleres e eficientes na prestação jurisdicional, sendo considerado

Leia mais

A ESTRATÉGIA DO TRT-3ª REGIÃO

A ESTRATÉGIA DO TRT-3ª REGIÃO A ESTRATÉGIA DO TRT-3ª REGIÃO Plano Plurianual 2010-2014 Considerando o caráter dinâmico do processo de planejamento estratégico, o monitoramento e as revisões periódicas vêm auxiliar a Administração,

Leia mais

Resolução nº 17, de 02 de maio de 2013. Revisão do Plano Diretor 2010/2014. A Estratégia do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima

Resolução nº 17, de 02 de maio de 2013. Revisão do Plano Diretor 2010/2014. A Estratégia do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima Resolução nº 17, de 02 de maio de 2013. Revisão do Plano Diretor 2010/2014. A Estratégia do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima Revisada Vigência 2013 2014 Missão, qual nosso negócio? Identidade institucional

Leia mais

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional.

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Tema 1: Eficiência Operacional Buscar a excelência na gestão de custos operacionais. Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Agilizar

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2015 a 2020 Versão 1.0 Índice 1. Apresentação 2. Organograma da SETECI 3. Planejamento Estratégico do TJSE 4. Mapa Estratégico do

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo.

Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo. Eficiência Operacional. Buscar a efetividade nos trâmites judiciais e administrativos. Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo.

Leia mais

O Processo Eletrônico como Instrumento de Eficiência da Administração Judiciária

O Processo Eletrônico como Instrumento de Eficiência da Administração Judiciária O Processo Eletrônico como Instrumento de Eficiência da Administração Judiciária ENAMAT Curso de Formação Continuada de Teoria Geral do Processo Eletrônico Brasília-DF, setembro de 2011 Rubens Curado Silveira

Leia mais

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2014 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 1 Índice de respostas a contatos dirigidos à Ouvidoria Mede o percentual de contatos dirigidos à Ouvidoria que receberam

Leia mais

Carteira de Projetos da Seção Judiciária do RS

Carteira de Projetos da Seção Judiciária do RS Página 1 Carteira de Projetos da Seção Judiciária do RS Projeto I Padronização e Melhoria dos Procedimentos das Varas Federais, Juizados e Turmas Recursais Escopo: Implementação de método de gerenciamento

Leia mais

ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO E MODERNIZAÇÃO DO PODER JUDICIÁRIO APMP

ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO E MODERNIZAÇÃO DO PODER JUDICIÁRIO APMP ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO E MODERNIZAÇÃO DO PODER JUDICIÁRIO APMP AGENTES DA ESTRATÉGIA ANÁLISE DE AMBIENTE ANÁLISE DE AMBIENTE ANÁLISE DE AMBIENTE ANÁLISE DE AMBIENTE AVALIAÇÃO 1. Divulgação da Palestra

Leia mais

A Estratégia do Poder Judiciário

A Estratégia do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 70, DE 18 DE MARÇO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento e a Gestão Estratégica no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia do Poder Judiciário PODER JUDICIÁRIO

Leia mais

NOÇÕES DE GESTÃO PÚBLICA

NOÇÕES DE GESTÃO PÚBLICA WELTOM A. DE CARVALHO NOÇÕES DE GESTÃO PÚBLICA TEORIA 140 Questões Gabaritadas da FCC por Tópicos (2013 2004) A apostila abrange o conteúdo programático cobrado em alguns concursos púbicos, organizados

Leia mais

(ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES

(ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES (ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES Indicador 01 INDICADOR: Índice de confiança no Poder Judiciário (1 CNJ) Confiança da sociedade no Poder Judiciário CNJ Pesquisa de opinião contratada pelo CNJ Identificar

Leia mais

Secretaria de Planejamento e Administração Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento

Secretaria de Planejamento e Administração Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Secretaria de Planejamento e Administração Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento 1.1. Identificação do Órgão: Tribunal de Justiça de Sergipe 1.2. Unidades: Presidência do TJSE: (presid@tjse.jus.br)

Leia mais

ESTRATÉGIA NACIONAL. Planejamento Estratégico Nacional do Poder Judiciário 2015/2020

ESTRATÉGIA NACIONAL. Planejamento Estratégico Nacional do Poder Judiciário 2015/2020 Poder Judiciário Conselho Nacional de Justiça ESTRATÉGIA NACIONAL Planejamento Estratégico Nacional do Poder Judiciário 2015/2020 Versão 7 Planejamento Estratégico Nacional do Poder Judiciário 2015-2020

Leia mais

[Digite texto] Plano Estratégico STJ 2010-2014

[Digite texto] Plano Estratégico STJ 2010-2014 [Digite texto] Plano Estratégico STJ 2010-2014 Matrizes indicadores estratégicos Plano STJ 2010-2014 Setembro/2014 Sumário 1.1.Indicador: Execução do orçamento estratégico... 3 1.2.Indicador: Execução

Leia mais

DESEMBARGADOR SÉRGIO ANTÔNIO DE RESENDE PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MINAS GERAIS

DESEMBARGADOR SÉRGIO ANTÔNIO DE RESENDE PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MINAS GERAIS DISCURSO DESEMBARGADOR SÉRGIO ANTÔNIO DE RESENDE PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MINAS GERAIS ABERTURA DO 79º ENCONTRO NACIONAL DO COLÉGIO PERMANENTE DE PRESIDENTES DE TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DO BRASIL

Leia mais

Unidade de Medida: % de execução física Especificação do Produto

Unidade de Medida: % de execução física Especificação do Produto Programa 0565 - Prestação Jurisdicional do Supremo Tribunal Federal Número de Ações 13 Tipo: Operações Especiais 09HB - Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de

Leia mais

Indicadores - Perspectiva Sociedade

Indicadores - Perspectiva Sociedade Indicadores - Perspectiva Sociedade Fortalecer a imagem institucional da Justiça do Trabalho IMAGEM ORGANIZACIONAL GRAU DE CONFIANÇA NA JUSTIÇA DO TRABALHO Mede o grau de confiança dos advogados e partes

Leia mais

1H24 - Implantação de Sistema Integrado de Gestão da Informação Jurisdicional II no Superior Tribunal de Justiça (e-jus) Unidade de Medida:

1H24 - Implantação de Sistema Integrado de Gestão da Informação Jurisdicional II no Superior Tribunal de Justiça (e-jus) Unidade de Medida: Programa 0568 - Prestação Jurisdicional no Superior Tribunal de Justiça Número de Ações 11 Tipo: Operações Especiais 09HB - Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime

Leia mais

Administração Judiciária

Administração Judiciária Administração Judiciária Planejamento e Gestão Estratégica Claudio Oliveira Assessor de Planejamento e Gestão Estratégica Conselho Superior da Justiça do Trabalho Gestão Estratégica Comunicação da Estratégia

Leia mais

Plano Bianual 2010/2011

Plano Bianual 2010/2011 Plano Bianual 2010/2011 Por meio da Resolução Administrativa nº 55/2010 foi aprovado alterações no Plano Plurianual 2010/2014. Em razão, destas adequações, atualizamos a apresentação do Plano Bianual 2010/2011,

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Diretoria Geral de Planejamento, Coordenação e Finanças (DGPCF) 0301- Tribunal de Justiça.

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Diretoria Geral de Planejamento, Coordenação e Finanças (DGPCF) 0301- Tribunal de Justiça. ESTRUTURA PROGRAMÁTICA - PROPOSTA 2016 UNIDADE - UO 0301 PROGRAMA PROGRAMA Garantir o pagamento pelo efetivo serviço exercido por magistrados e servidores, bem como as obrigações de responsabilidade do

Leia mais

PROVIMENTO Nº 38/2012. O Corregedor-Geral da Justiça do Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

PROVIMENTO Nº 38/2012. O Corregedor-Geral da Justiça do Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições legais e regimentais, PROVIMENTO Nº 38/2012 Dispõe sobre o envio, por meio eletrônico, através do Portal Eletrônico do Advogado - PEA, das petições iniciais e em andamento de processos físicos que tramitam na primeira instância

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2013 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 1 Índice de respostas a contatos dirigidos à Ouvidoria Mede o percentual de contatos dirigidos à Ouvidoria que receberam

Leia mais

O CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA A E O DIAGNÓSTICO DOS JUIZADOS ESPECIAIS. Comissão dos Juizados Especiais

O CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA A E O DIAGNÓSTICO DOS JUIZADOS ESPECIAIS. Comissão dos Juizados Especiais O CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA A E O DIAGNÓSTICO DOS JUIZADOS ESPECIAIS Comissão dos Juizados Especiais Formulário rio dos Juizados Criminais Estatísticas da Justiça Federal e prognósticos de seguros -

Leia mais

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2014 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 1 Índice de respostas a contatos dirigidos à Ouvidoria Mede o percentual de contatos dirigidos à Ouvidoria que receberam

Leia mais

VISÃO Ser reconhecido, junto à Instituição, pela qualidade de seus serviços e soluções de TIC - 1 -

VISÃO Ser reconhecido, junto à Instituição, pela qualidade de seus serviços e soluções de TIC - 1 - RECURSOS E PESSOAS PROCESSOS INTERNOS RESULTADOS / SOCIEDADE ANEXO I ( a que se refere o 1º do art. 1º da Resolução nº 732, de 14 de agosto de 2013) MISSÃO Prover soluções tecnológicas efetivas para que

Leia mais

META 01 do CNJ para 2011 CRIAR UNIDADE DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS NOS TRIBUNAIS PARA AUXILIAR A IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA.

META 01 do CNJ para 2011 CRIAR UNIDADE DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS NOS TRIBUNAIS PARA AUXILIAR A IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA. META 01 do CNJ para 2011 CRIAR UNIDADE DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS NOS TRIBUNAIS PARA AUXILIAR A IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA. PROJETOS ESTRATÉGICOS A carteira de Projetos Estratégicos do Tribunal

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL Este questionário objetiva diagnosticar a realidade dos tribunais em relação às aprovadas no II Encontro Nacional do Judiciário, bem como subsidiar medidas concretas a serem adotadas

Leia mais

11E6 - Implantação de Sistema Integrado de Gestão da Informação Jurisdicional no Poder Judiciário (e-jus) Unidade de Medida:

11E6 - Implantação de Sistema Integrado de Gestão da Informação Jurisdicional no Poder Judiciário (e-jus) Unidade de Medida: Programa 1389 - Controle da Atuação Administrativa e Financeira no Poder Judiciário Número de Ações 12 Tipo: Operações Especiais 09HB - Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO 2015/2020

PLANO ESTRATÉGICO 2015/2020 PLANO ESTRATÉGICO 2015/2020 Missão Institucional Solucionar conflitos nas relações de trabalho Visão de Futuro, a ser alcançada até 2020 Aprimorar a qualidade na prestação de serviço, com estrutura adequada

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 8ª REGIÃO INTRODUÇÃO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 8ª REGIÃO INTRODUÇÃO Assegurar o acesso à justiça, de forma efetiva, na composição dos conflitos decorrentes das relações de trabalho. Missão Institucional do TRT da 8ª Região. INTRODUÇÃO Prática adotada pelo Tribunal Regional

Leia mais

(ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS

(ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS (ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS 1 - SUAP - Sistema Unificado de Acompanhamento Processual Implantar, a partir de diretrizes do CSJT, sistema único de acompanhamento processual, em substituição aos diversos

Leia mais

Melhorando a governança: Umaexperiênciapráticade evoluçãoinstitucional. Novembro de 2015

Melhorando a governança: Umaexperiênciapráticade evoluçãoinstitucional. Novembro de 2015 Melhorando a governança: Umaexperiênciapráticade evoluçãoinstitucional Novembro de 2015 CONCEITO DE GOVERNANÇA A governança pública é a capacidade que os governos têm de avaliar, direcionar e monitorar

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE GOVERNANÇA DE TI

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE GOVERNANÇA DE TI MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE GOVERNANÇA DE TI CHEFE DA SEÇÃO DE GOVERNANÇA DE TIC (FC-5) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação ATIVIDADE PRINCIPAL

Leia mais

PARTE 1. Resolução 551/2011

PARTE 1. Resolução 551/2011 PARTE 1 Resolução 551/2011 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO RESOLUÇÃO Nº 551/2011 Regulamenta o processo eletrônico no âmbito do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e dá outras providências.

Leia mais

Contrato de Empréstimo n.º 980/OC-BR. República Federativa do Brasil e o Banco Interamericano de Desenvolvimento

Contrato de Empréstimo n.º 980/OC-BR. República Federativa do Brasil e o Banco Interamericano de Desenvolvimento TERMO DE REFERÊNCIA Projeto BRA/97/032 Coordenação do Programa de Modernização Fiscal dos Estados Brasileiros - PNAFE Contrato de Empréstimo n.º 980/OC-BR entre a República Federativa do Brasil e o Banco

Leia mais

Comitê Gestor Regional PLANO DE AÇÃO

Comitê Gestor Regional PLANO DE AÇÃO Comitê Gestor Regional PLANO DE AÇÃO Sumário 1. Apresentação... 1 2. Membros do Comitê... 2 3. Plano de Ação... 3 3.1 Alinhamento ao Planejamento Estratégico... 3 3.2 Equalização da Força de Trabalho...

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO RONDÔNIA E ACRE

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO RONDÔNIA E ACRE PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO RONDÔNIA E ACRE GLOSSÁRIO DE METAS DO PLANO DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL Versão: 1.0 Atualização: outubro/2013 Porto Velho

Leia mais

Antônio Francisco Morais Rolla Diretor Executivo de Informática TJMG

Antônio Francisco Morais Rolla Diretor Executivo de Informática TJMG Antônio Francisco Morais Rolla Diretor Executivo de Informática TJMG Tipos de Justiça: Federal Estadual (Comum e Militar) Trabalho Eleitoral No TJMG Justiça Comum: 1ª e 2ª Instâncias Juizados Especiais

Leia mais

ASSESSORIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA AGE Núcleo de Projetos NPROJ

ASSESSORIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA AGE Núcleo de Projetos NPROJ Relatório Consolidado de Situação dos Projetos EM ANDAMENTO Projetos PROJETO Gestão por Competência Gestor: Ana Christina Carneiro Cavalcanti Período: 19/04/2011 a 18/04/2013 Execução atual 30% Período

Leia mais

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1.

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1. 34 Os indicadores são índices utilizados para aferir resultados. O TRT da 7ª Região adotou indicadores aferidos pelo CNJ e criou outros considerados relevantes para o processo decisório da gestão institucional,

Leia mais

Aprovado na 4ª Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo 10-12-10 REVISADO NA 3ª RO DO CONSELHO DELIBERATIVO 24-08-12

Aprovado na 4ª Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo 10-12-10 REVISADO NA 3ª RO DO CONSELHO DELIBERATIVO 24-08-12 Aprovado na 4ª Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo 10-12-10 REVISADO NA 3ª RO DO CONSELHO DELIBERATIVO 24-08-12 Missão: MISSÃO Administrar os recursos previdenciários com segurança e rentabilidade,

Leia mais

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 A Estratégia do Conselho da Justiça Federal CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 SUEST/SEG 2015 A estratégia do CJF 3 APRESENTAÇÃO O Plano Estratégico do Conselho da Justiça Federal - CJF resume

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 24/05/2016 12:51:35 Endereço IP: 187.4.152.90 Designação

Leia mais

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Dezembro/2010 2 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Missão: Prover soluções efetivas de tecnologia

Leia mais

TJM-RS NGE-JME-RS. Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014

TJM-RS NGE-JME-RS. Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014 2013 TJM-RS NGE-JME-RS Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014 [PAINEL DE INDICADORES-TJM-RS] Contém os indicadores do do Tribunal de Justiça Militar do Rio Grande

Leia mais

Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais Presidência Controladoria Interna PLANO DIRETOR CONTROLE INTERNO 2013-2014

Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais Presidência Controladoria Interna PLANO DIRETOR CONTROLE INTERNO 2013-2014 PLANO DIRETOR DE CONTROLE INTERNO 2013-2014 SUMÁRIO Pág. 1. INTRODUÇÃO 02 2. SISTEMA DE CONTROLE INTERNO 02 2.1 Conceituação 02 2.2. Marco legal 04 3. O CONTROLE INTERNO NO ÂMBITO DO TCEMG 4. CONTROLADORIA

Leia mais

I REUNIÃO DE ANÁLISE DA ESTRATÉGIA - 2013

I REUNIÃO DE ANÁLISE DA ESTRATÉGIA - 2013 I REUNIÃO DE ANÁLISE DA ESTRATÉGIA - 2013 Desembargador do Trabalho ILSON ALVES PEQUENO JUNIOR Presidente e Gestor de Metas Regionais e Nacionais do TRT da 14ª Região Porto Velho-RO 8/3/2013 www.trt14.jus.br

Leia mais

PLANO DE GERENCIAMENTO DO PROJETO GRATIFICAÇÃO DE INCENTIVO À PRODUTIVIDADE DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DO TJPB

PLANO DE GERENCIAMENTO DO PROJETO GRATIFICAÇÃO DE INCENTIVO À PRODUTIVIDADE DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DO TJPB SUMÁRIO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO... 2 1.1 Nome do projeto... 2 1.2 Responsável pelo Projeto... 2 1.3 Clientes do projeto... 2 1.4 Objetivo do projeto... 2 2. PLANEJAMENTO DO PROJETO... 3 2.1 Descrição

Leia mais

Supremo Tribunal Federal. Planejamento Estratégico STF rumo a 2020 Aprovado em Sessão Administrativa de 9/12/2015

Supremo Tribunal Federal. Planejamento Estratégico STF rumo a 2020 Aprovado em Sessão Administrativa de 9/12/2015 Supremo Tribunal Federal Planejamento Estratégico STF rumo a 2020 Aprovado em Sessão Administrativa de 9/12/2015 Média de 1,9 meta por objetivo. STF - rumo a 2020 STF rumo a 2020 PRESTAÇÃO JURISDICIONAL

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL DO GESTOR DE PROJETOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

PERFIL PROFISSIONAL DO GESTOR DE PROJETOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PERFIL PROFISSIONAL DO GESTOR DE PROJETOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Área profissional: Educação Segmento tecnológico: Educação a Distância Qualificação profissional: Gestor de Projetos de Educação a Distância

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 425/2003 (Revogada pela Resolução nº 522/2007)

RESOLUÇÃO Nº 425/2003 (Revogada pela Resolução nº 522/2007) Publicação: 29/08/03 RESOLUÇÃO Nº 425/2003 (Revogada pela Resolução nº 522/2007) Cria a Superintendência da Gestão de Recursos Humanos, estabelece seu Regulamento e dá outras providências. A CORTE SUPERIOR

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O Nº 035/2015

R E S O L U Ç Ã O Nº 035/2015 R E S O L U Ç Ã O Nº 035/2015 Aprova o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação do Poder Judiciário do Estado de Sergipe para o período de 2015 a 2020. O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ENTRÂNCIA ESPECIAL DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARÁ

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ENTRÂNCIA ESPECIAL DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARÁ MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ENTRÂNCIA ESPECIAL DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARÁ SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO, 3 2 FUNCIONALIDADE ADMINISTRATIVA, 3 2 S ORGANIZACIONAIS DO CENTRO DE ESTUDOS, 3 3 PROCEDIMENTO

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ MISSÃO: Garantir prestação jurisdicional rápida, acessível e efetiva no âmbito da sua competência. DESCRIÇÃO DA MISSÃO: A Justiça Federal no Paraná existe para garantir direitos

Leia mais

Programa 1017 Infraestrutura Pública

Programa 1017 Infraestrutura Pública Órgão 20570 Junta Comercial do Estado do Tocantins - JUCETIS Programa 1017 Infraestrutura Pública Ação 3033 Construção da Sede da JUCETIS Elaboração de projetos estruturais, arquitetônicos, hidro-sanitário

Leia mais

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Março COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - CGTIC 2 ÍNDICE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO... 3 Apresentação...

Leia mais

Curso: Photoshop. Público-alvo: Servidores públicos municipais que trabalham com editoração de imagens e Curso de Informática Básica.

Curso: Photoshop. Público-alvo: Servidores públicos municipais que trabalham com editoração de imagens e Curso de Informática Básica. Curso: Photoshop Compreender os recursos e a funcionalidade do programa Photoshop, edição, geração e tipos de imagem, camadas, efeitos e filtros, como ferramentas de apoio no desenvolvimento das atividades

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO SERVIÇO DE CONTROLE INTERNO PLANO DE AUDITORIA DE LONGO PRAZO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO SERVIÇO DE CONTROLE INTERNO PLANO DE AUDITORIA DE LONGO PRAZO PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO SERVIÇO DE CONTROLE INTERNO PLANO DE AUDITORIA DE LONGO PRAZO PARA O PERÍODO DE 2014 A 2017 NOVEMBRO - 2013 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Competências Capacitação e Desenvolvimento

Competências Capacitação e Desenvolvimento TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO Rondônia / Acre TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO Rondônia / Acre IDENTIDADE ORGANIZACIONAL DO TRT 14ª REGIÃO (2009/2014) Missão Solucionar conflitos

Leia mais

RELATÓRIO DE DESEMPENHO DAS METAS NACIONAIS

RELATÓRIO DE DESEMPENHO DAS METAS NACIONAIS TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO 2013 RELATÓRIO DE DESEMPENHO DAS METAS NACIONAIS Dezembro - 2013 2 RELATÓRIO DE DESEMPENHO DAS METAS NACIONAIS 2013 METAS DE NIVELAMENTO PARA AS CORREGEDORIAS

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA Fabiana Alves de Souza dos Santos Diretora de Gestão Estratégica do TRT 10 1/29 O TRT da 10ª Região Criado em 1982 32 Varas do Trabalho

Leia mais

PRÁTICAS INOVADORAS EM GC NO SISTEMA DE JUSTIÇA BRASILEIRO JOSÉ VALTER ARCANJO DA PONTE

PRÁTICAS INOVADORAS EM GC NO SISTEMA DE JUSTIÇA BRASILEIRO JOSÉ VALTER ARCANJO DA PONTE PRÁTICAS INOVADORAS EM GC NO SISTEMA DE JUSTIÇA BRASILEIRO JOSÉ VALTER ARCANJO DA PONTE PRÁTICAS DE GESTÃO DO CONHECIMENTO NO STJ SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA 19/06/2013 Roteiro Apresentação da Instituição

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA - SP Sistema de Contabilidade Relatório de Controle de Projetos Completo 2016

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA - SP Sistema de Contabilidade Relatório de Controle de Projetos Completo 2016 1 1001 - REGISTRO DE PROFISSIONAIS E EMPRESAS s Metas Fiscalização e Registro Profissional Gerir as ações de registro e fiscalização do Sistema CFB/CRB enquanto fator de proteção da sociedade O registro

Leia mais

PLANO ANUAL DE AUDITORIA. Tribunal Superior do Trabalho

PLANO ANUAL DE AUDITORIA. Tribunal Superior do Trabalho PLANO ANUAL DE AUDITORIA 2014 Tribunal Superior do Trabalho PLANO ANUAL DE AUDITORIA 2014 Secretaria de Controle Interno PLANO ANUAL DE AUDITORIA DA SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO - EXERCÍCIO 2014 Aprovado

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Relatório de Informações Gerenciais Setorial Anual

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Relatório de Informações Gerenciais Setorial Anual PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Relatório de Informações Gerenciais Setorial Anual GABINETE DO CORREGEDOR-GERAL DA JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 2012 RELATÓRIO DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS

Leia mais

- Setores da Corregedoria -

- Setores da Corregedoria - - Setores da Corregedoria - Calendário Logísitica Correições Assessoria Processo Administrativo Apoio Interno Núcleo de Apoio Corregedor Cadastro de Documentos Ouvidoria Promoções Controle do Trâmite Processual

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE BRAGANÇA PAULISTA ESTADO DE SÃO PAULO EDITAL DE CURSOS DE CAPACITAÇÃO N 01/2015

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE BRAGANÇA PAULISTA ESTADO DE SÃO PAULO EDITAL DE CURSOS DE CAPACITAÇÃO N 01/2015 CURSOS DE CAPACITAÇÃO PARA SERVIDORES PÚBLICOS A Prefeitura do Município de Bragança Paulista, torna público o presente Edital e informa que estão abertas as inscrições para o Programa de Capacitação 2015.

Leia mais

XI MOSTRA NACIONAL DE TRABALHOS DA QUALIDADE NO PODER JUDICIÁRIO. 1.1. Identificação do Órgão: Tribunal de Justiça de Sergipe

XI MOSTRA NACIONAL DE TRABALHOS DA QUALIDADE NO PODER JUDICIÁRIO. 1.1. Identificação do Órgão: Tribunal de Justiça de Sergipe XI MOSTRA NACIONAL DE TRABALHOS DA QUALIDADE NO PODER JUDICIÁRIO 1. INTRODUÇÃO 1.1. Identificação do Órgão: Tribunal de Justiça de Sergipe 1.2. Unidades: Presidência do TJSE: (presid@tjse.jus.br) Presidente:

Leia mais

CLEUSA REGINA HALFEN Presidente do TRT da 4ª Região/RS

CLEUSA REGINA HALFEN Presidente do TRT da 4ª Região/RS 1624/2014 Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região 2 A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições, e considerando o que consta no PA nº 0008096-80.2014.5.04.0000,

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Esta iniciativa busca definir ações e diretrizes que atendam aos requisitos de infraestrutura e gestão apropriadas às atividades administrativas e judiciais, de forma

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 11/06/2014 13:47:32 Endereço IP: 200.253.113.2 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Resolução nº 102, de 15 de dezembro de 2009

Resolução nº 102, de 15 de dezembro de 2009 English Sobre o CNJ Presidência Corregedoria Atos Administrativos Ouvidoria Sistemas Programas de A a Z Mapa do Site Página Inicial Atos Administrativos Atos da Presidência Resoluções Resolução nº 102,

Leia mais

Fórum Estadual de Juízes, Promotores de Justiça, Defensores Públicos e Técnicos do Poder Judiciário e Ministério Público de Santa Catarina

Fórum Estadual de Juízes, Promotores de Justiça, Defensores Públicos e Técnicos do Poder Judiciário e Ministério Público de Santa Catarina Curso Java Enterprise 2ª edição Público-alvo: servidores do TJSC que atuam como Analistas de Sistemas, especialmente os lotados nas Divisões de Sistemas Administrativos e Gestão do Conhecimento. Curso

Leia mais

PROJETOS DA ADMINISTRAÇÃO PARA O BIÊNIO 2008/2009

PROJETOS DA ADMINISTRAÇÃO PARA O BIÊNIO 2008/2009 PROJETOS DA ADMINISTRAÇÃO PARA O BIÊNIO 2008/2009 LINHAS DE AÇÃO PROJETOS DESCRIÇÃO EXCELÊNCIA NO ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS / CELERIDADE Locação do 2º prédio na esquina da Av. Augusto de Lima com rua Mato

Leia mais

Resumo Gestão de Pessoas por Competências

Resumo Gestão de Pessoas por Competências Resumo Gestão de Pessoas por Competências A coordenação técnica e acompanhamento especializado para a realização do projeto são realizados pela consultora e professora Sonia Goulart, da SG Educação Empresarial.

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE PESSOAS DA SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PREVIC

POLÍTICA DE GESTÃO DE PESSOAS DA SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PREVIC POLÍTICA DE GESTÃO DE PESSOAS DA SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PREVIC 1. CONCEITOS E DEFINIÇÕES 1.1 Políticas de Gestão de Pessoas são o conjunto de estratégias ou políticas específicas

Leia mais

Esfera: 10 Função: 20 - Agricultura Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 22101 - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Esfera: 10 Função: 20 - Agricultura Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 22101 - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Programa 0360 Gestão da Política Agropecuária Numero de Ações 11 Ações Orçamentárias 10HD Implantação do Projeto de Melhoria da Infra-estrutura da Sede do MAPA Produto: Projeto implantado Unidade de Medida:

Leia mais

RESOLUÇÃO N. 135/2013/TCE-RO

RESOLUÇÃO N. 135/2013/TCE-RO RESOLUÇÃO N. 135/2013/TCE-RO Institui a Política de Comunicação Social e Marketing do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia e dá outras providências. O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso

Leia mais

OPERACIONALIZAR AÇÕES, CAMPANHAS E EVENTOS SOCIOAMBIENTAIS 1 OBJETIVO

OPERACIONALIZAR AÇÕES, CAMPANHAS E EVENTOS SOCIOAMBIENTAIS 1 OBJETIVO OPERACIONALIZAR AÇÕES, CAMPANHAS E EVENTOS SOCIOAMBIENTAIS Proposto por: Equipe da Divisão de Apoio aos Programas de Promoção da Cidadania (DIAPP) Analisado por: Diretor do Departamento de Ações Pró-Sustentabilidade

Leia mais

6 - Garantir recursos orçamentários necessários para funcionamento do Poder Judiciário Estadual.

6 - Garantir recursos orçamentários necessários para funcionamento do Poder Judiciário Estadual. 5.4. ORÇAMENTO Objetivo Estratégico: 6 - Garantir recursos orçamentários necessários para funcionamento do Poder Judiciário Estadual. Descrição do Objetivo: Garantir a disponibilização dos recursos necessários

Leia mais

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2015

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2015 Programa 0566 - Prestação Jurisdicional Militar 00M1 - Benefícios Assistenciais decorrentes do Auxílio-Funeral e Natalidade Tipo: Operações Especiais Número de Ações 17 Despesas orçamentárias com o pagamento

Leia mais

PORTARIA N.º 249, DO DIA 13 DE FEVEREIRO DE 2014

PORTARIA N.º 249, DO DIA 13 DE FEVEREIRO DE 2014 PODER JUDICIÁRIO. TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RORAIMA Seção de Biblioteca "Amazônia, patrimônio dos brasileiros" Este texto não substitui o original publicado no DJE PORTARIA N.º 249, DO DIA 13 DE

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Estruturar e implantar uma unidade administrativa para assessorar a alta administração do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais em relação à elaboração e ao

Leia mais

ATO REGULAMENTAR Nº 15, DE 18 DE ABRIL DE 2012

ATO REGULAMENTAR Nº 15, DE 18 DE ABRIL DE 2012 Publicado no DJE/STF, n. 77, p. 1-3 em 20/4/2012. ATO REGULAMENTAR Nº 15, DE 18 DE ABRIL DE 2012 Altera dispositivos do Regulamento da Secretaria. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, nos termos do

Leia mais

CARTA DO RIO DE JANEIRO

CARTA DO RIO DE JANEIRO CARTA DO RIO DE JANEIRO Os representantes das Escolas Judiciais e Gestores de Pessoas dos Tribunais dos Estados do Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão,

Leia mais

Plano Anual de Educação Institucional 2015

Plano Anual de Educação Institucional 2015 Plano Anual de Educação Institucional 2015 Sumário Apresentação Projetos Estratégicos do CEAF em 2015 Metodologia de Construção do Plano Anual de Educação Ações do CEAF Planejadas para 2015 Programa Direito

Leia mais

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO. PROJETO DE LEI N o 7.927, DE 2014 (do Tribunal Superior do Trabalho)

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO. PROJETO DE LEI N o 7.927, DE 2014 (do Tribunal Superior do Trabalho) CÂMARA DOS DEPUTADOS DEPUTADO POLICARPO COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI N o 7.927, DE 2014 (do Tribunal Superior do Trabalho) Dispõe sobre a criação de cargos de

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS R E S O L U Ç Ã O N.º 003/2013

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS R E S O L U Ç Ã O N.º 003/2013 Altera a nomenclatura da Divisão de Recursos Humanos para Divisão de Gestão de Pessoas, organiza a estrutura funcional e dá outras providências. O, no uso de suas atribuições legais, e CONSIDERANDO que

Leia mais

AMBIÊNCIA EXTERNA / Ameaças

AMBIÊNCIA EXTERNA / Ameaças 22 A análise ambiental externa teve como foco os fatores predominantes do ambiente externo (oportunidades e ameaças) que influenciam ou podem vir a influenciar o desempenho do TRT, rumo ao alcance de sua

Leia mais

SECRETARIA DE FAZENDA DO TOCANTINS PROJETO DE MODERNIZAÇÃO FISCAL DO ESTADO DO TOCANTINS - PMF-TO (PROFISCO-TO). PLANO DE COMUNICAÇÃO SEFAZ-TO

SECRETARIA DE FAZENDA DO TOCANTINS PROJETO DE MODERNIZAÇÃO FISCAL DO ESTADO DO TOCANTINS - PMF-TO (PROFISCO-TO). PLANO DE COMUNICAÇÃO SEFAZ-TO SECRETARIA DE FAZENDA DO TOCANTINS SEFAZ-TO PROJETO DE MODERNIZAÇÃO FISCAL DO ESTADO DO TOCANTINS - PMF-TO (PROFISCO-TO). PLANO DE COMUNICAÇÃO 10 de Outubro de 2013 LISTA DE ILUSTRAÇÕES 2 Quadro 1- Matriz

Leia mais

Apostila Exclusiva Direitos Autorais Reservados www.thaisnunes.com.br 1

Apostila Exclusiva Direitos Autorais Reservados www.thaisnunes.com.br 1 Direito - Técnico do TRF 4ª Região É possível estudar buscando materiais e aulas para cada uma das matérias do programa do concurso de Técnico do TRF 4ª Região. Basta disciplina e organização. Sugestão

Leia mais

EXPECTATIVAS COM RELAÇÃO AO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

EXPECTATIVAS COM RELAÇÃO AO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EXPECTATIVAS COM RELAÇÃO AO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Novos tempos para o Poder judiciário; Sucesso total; Acredito que o seminário plantou a semente de pensar a estrutura do ambiente em que se trabalha

Leia mais

CARTA DO ENCONTRO REGIONAL EM RECIFE (Pernambuco e Alagoas)

CARTA DO ENCONTRO REGIONAL EM RECIFE (Pernambuco e Alagoas) CARTA DO ENCONTRO REGIONAL EM RECIFE (Pernambuco e Alagoas) Os Presidentes dos Tribunais de Justiça dos Estados de Pernambuco e Ceará, os Presidentes dos Tribunais Regionais do Trabalho das 6ª e 19ª Regiões,

Leia mais