PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS"

Transcrição

1 PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2014

2 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 1 Índice de respostas a contatos dirigidos à Ouvidoria Mede o percentual de contatos dirigidos à Ouvidoria que receberam resposta. Método de Cálculo: Total de Contatos que Receberam Resposta no período base * 100 (Total de Contatos Recebidos no período + Total de Respostas Pendentes) Quem mede: Meta: Ouvidoria Trimestral Responder a 100% dos contatos recebidos pela Ouvidoria Resultado Meta Atingida Trimestre 2013/2 2013/3 2013/4 2014/1 2014/2 2014/3 2014/4 Contatos Respostas Resultado 100% 100% 100% 100% 100% 100% 100%

3 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 2 Tempo médio de resposta a contatos dirigidos à Ouvidoria Mede o tempo médio, em dias úteis, entre o recebimento de cada solicitação dirigida à Ouvidoria e o envio de sua resposta. Método de Cálculo: Σ dias úteis decorridos entre o recebimento da demanda a resposta Número de Contatos Respondidos no Período Quem mede: Meta: Ouvidoria Trimestral Responder aos contatos em tempo médio inferior a 5 dias úteis. Limite da Meta Resultado 6 5 Resultado Meta Atingida 4 Dias 3 1, ,5 0,59 2,04 1, /2 2013/3 2013/4 2014/1 2014/2 2014/3 2014/4 Trimestre 0,13 0,88

4 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 3 Índice de Atendimentos Descentralizados * Mede a quantidade de atendimentos realizados pelos cartórios em municípios-termo ou localidades distantes da sede. Método de Cálculo: Número de eleitores atendidos em localidade distante * 100 Total de eleitores da UF em localidades distantes Quem mede: Secretaria da Corregedoria Trimestral Meta: 1% do eleitorado em localidades distantes em 2013 ( eleitores) e 3% em 2015 ( eleitores, ambos conforme dados de 2011) Resultado Meta Atingida (*este indicador é resultado de agrupamento dos originais n. 3 e AJ 1.3) Ano Eleitores Atendidos Meta (6,2%) (1%) (9,2%) (3%) até Atendimentos Total ºT/11 2ºT/11 3ºT/11 4ºT/11 1ºT/12 2ºT/12 3ºT/12 4ºT/12 1ºT/13 2ºT/13 3ºT/13 4ºT/13 1ºT/14 2ºT/14 3ºT/14 0

5 4 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência Grau de satisfação de clientes Mede a satisfação dos clientes quanto ao atendimento prestado pela Justiça Eleitoral nos pontos de atendimento ao público (SJ, Cartórios e postos descentralizados de atendimento). Método de Cálculo: Número de votos auferidos nas categorias bom e ótimo * 100 Número total de votantes Quem mede: Meta: Assessoria de Planejamento Estratégico Trimestral Índice mínimo de avaliações com conceito bom e "ótimo de 91% em 2013 e de 92% em Meta atingida em 2013 Resultado Meta não atingida em 2014 Expectativa prévia ao atendimento Índice de Satisfação Médio = 93,31% Qualidade do serviço prestado Localização do Cartório Horário de atendimento Conforto das instalações Tempo de espera até ser atendido A imagem da Justiça Eleitoral é? TOTAL 92,32% 97,31% 90,53% 88,88% 94,19% 95,66% 81,66% Expectativa prévia ao atendimento 2014 Índice de Satisfação Médio = 88,76% Qualidade do serviço prestado Localização do Cartório Horário de atendimento Conforto das instalações Tempo de espera até ser atendido A imagem da Justiça Eleitoral é? TOTAL 88,73% 95,38% 80,92% 86,18% 88,56% 92,77% 79,10%

6 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 5 Seções eleitorais - Mesários voluntários Mede o percentual de mesários voluntários sobre o total de convocados. Método de Cálculo: Quantidade de mesários voluntários na eleição * 100 Quantidade de mesários convocados Quem mede: Cartórios Eleitorais e Coordenadoria de Eleições Bienal, ao final de cada eleição. Meta: Média estadual de 60% de mesários voluntários até Meta não atingida Resultado Ano das Eleições % de mesários voluntários Meta ,90 % 50,10 % situação inicial 60,00 % % de mesários voluntários 62,00% 60,00% 58,00% 56,00% 54,00% 52,00% 50,00% 48,00% 46,00% Quantidade de mesários voluntários na eleição 44,00% % de voluntários Meta Ano das Eleições

7 PROCESSOS INTERNOS: Aprimorar o processo eleitoral EO 1.1 Percentual de implementação de planos de ação/projetos resultantes das avaliações das eleições Mede a realização de melhorias no processo eleitoral brasileiro. Método de Cálculo: Total de planos de ação/projetos implementados * 100 Total de planos/projetos elaborados a partir da avaliação da eleição anterior Meta: Gerente do Programa Eleições Bienal, após as eleições executar 80% dos plano de ação definidos Meta não atingida Biênio 2013/ ,00% 80,00% % de melhorias implantadas resultantes da avaliação das eleições % de melhorias implantadas 76,40 % 79,00% 78,00% 77,00% Implementados Meta 76,00% Meta 80,00 % 75,00% 74,00% 2014

8 PROCESSOS INTERNOS: Aprimorar o processo eleitoral EO 1.2 Percentual de eleitores com cadastro biométrico Mede a relação entre os eleitores com cadastro biométrico e o eleitorado total. Método de Cálculo: Total de Eleitores com Cadastramento Biométrico * 100 Total de Eleitores (TE) Corregedoria Eleitoral e Secretaria de Tecnologia da Informação Anual Meta: Alcançar 3% até Resultado Meta Atingida 14,00% Ano ,00% % de eleitores cadastrados 2,75 % 9,65 % 11,70 % 10,00% 8,00% 6,00% Cadastrados Meta 4,00% Meta - - 3,00 % 2,00% 0,00%

9 PROCESSOS INTERNOS: Aprimorar o processo eleitoral EO 1.3 Horário de término da totalização da eleição Mede o horário do término da totalização de todas as seções eleitorais do estado, no dia da eleição. Método de Cálculo: Verificar, no sistema de gerenciamento, o horário da última seção eleitoral totalizada no estado, no dia da eleição. Secretaria de Tecnologia da Informação Bienal, após as eleições. Meta: Receber todas as seções do estado até 21 horas do dia do pleito em Meta Resultado não atingida 00:00 Ano :30 23:00 22:43 Hora de término da totalização 22:43 21:39 21:55 Hora de Término 22:30 22:00 21:30 21:00 21:00 21:00 21:00 20:30 20:00 21:39 21:55 Término Meta Meta :00 19:30 19: Ano das Eleições

10 PROCESSOS INTERNOS: Garantir agilidade nos trâmites judiciais e administrativos EO 2.1 Índice de agilidade na tramitação dos processos de aquisição de bens e serviços Mede o percentual de processos de aquisição de bens e serviços finalizados no tempo padrão. Método de Cálculo: Total de Processos de Aquisição de bens e serviços Finalizados no Prazo Padrão Total de Processos de Aquisição de bens e serviços Finalizados no Período Base Diretoria-Geral Anual Meta: Obter 40% dos processos de aquisição finalizados no prazo padrão, até Meta Resultado Atingida Ano Processos no prazo Total de Processos Resultado 65,12% 50,85% % processos no prazo 70,00% 60,00% 50,00% 40,00% 30,00% 20,00% 10,00% 65,12% 0,00% ,85% 40,00% 40,00% Ano % no prazo Meta

11 PROCESSOS INTERNOS: Garantir agilidade nos trâmites judiciais e administrativos EO 2.2 Taxa de Congestionamento Mede a relação entre os processos judiciais baixados, os casos novos e os pendentes de julgamento. Método de Cálculo: TC = 1 - Processos Baixados (Casos Novos + Processos Pendentes) Secretaria Judiciária (2º graus) e Secretaria da Corregedoria (1º grau) Semestral Meta: Reduzir a TC para 80% (1º grau) e para 18% (2º grau) em 2013; Reduzir a TC para 70% (1º grau) e para 25% (2º grau) em Meta atingida em 2013 Meta atingida parcialmente em º grau 2º grau 1º grau 2º grau Saldo pendente inicial Processos novos no período Processos baixados no período Taxa de Congestionamento 5,19% 16,55% 60,67% 35,39%

12 PROCESSOS INTERNOS: Buscar a excelência na gestão EO 3.1 Pontuação no GESPÚBLICA Resultado da pontuação obtida na autoavaliação por meio do modelo de excelência de gestão do GESPÚBLICA Método de Cálculo: Pontuação obtida na planilha de avaliação fornecida pelo GESPÚBLICA. Assessoria de Planejamento Estratégico Anual Meta: Atingir 370 pontos em Meta atingida em 2013 Meta 2014 não atingida ,25 166,2 174, , , ,5 Meta Pontuação *

13 PROCESSOS INTERNOS: Buscar a excelência na gestão EO 3.2 Metas do Planejamento Estratégico Mede o número de metas do Planejamento Estratégico cumpridas. Método de Cálculo: Número de metas atingidas *100 Número total de metas Assessoria de Planejamento Estratégico Anual Meta: 70% das metas em 2013 e 75% das metas em Meta não atingida 40 Ano Metas atingidas Metas previstas Nº de metas Metas Atingidas Metas Previstas Resultado 60,87% 44,12% Ano

14 PROCESSOS INTERNOS: Buscar a excelência na gestão EO 3.3 Satisfação dos servidores Mede o percentual geral de satisfação dos servidores nas pesquisas de clima organizacional. Método de Cálculo: Número de respostas a partir da escala* 4 *100 Número total de respostas Meta: Secretaria de Gestão de Pessoas Bienal Incrementar em 3% o nível de satisfação médio dos servidores em relação à pesquisa anterior até dezembro de Resultado Meta não atingida Satisfação em 2011: 76,77% Meta 2013: 79,77% Resultado 2013 = / x 100 = 74,82%

15 PROCESSOS INTERNOS: Buscar a excelência na gestão EO 3.4 Perdas Orçamentárias Mede as perdas orçamentárias do exercício. Método de Cálculo: Montante de recursos não executados *100 Dotação final Secretaria de Orçamento e Finanças Anual Meta: Manter o índice de 1,30% em 2013 e 2014 Meta atingida em 2013 Meta não atingida em ,50% 2,27% 2,00% 1,50% 1,27% 1,27% 1,30% 1,41% 1,00% 0,95% 0,50% 0,58% 0,18% 0,00%

16 PROCESSOS INTERNOS: Facilitar o acesso à Justiça Eleitoral AJ 1.1 Índice de instalações físicas adequadas a pessoas com deficiência Mede a quantidade de imóveis da Justiça Eleitoral adequados para pessoas com deficiência. Método de Cálculo: Quantidade de Prédios Adaptados para pessoas com deficiência * 100 Quantidade de Prédios Ocupada pela Justiça Eleitoral Quem mede: Secretaria de Administração Anual Meta: Atingir 85% de imóveis adaptados até Resultado Meta Atingida Adequação em 2012: 80 % Meta 2014: 85 % Resultado 2014 = 132 imóveis / 153 imóveis = 86,27 %

17 PROCESSOS INTERNOS: Facilitar o acesso à Justiça Eleitoral AJ 1.2 Índice de locais de votação adequados para pessoas com deficiência Mede a quantidade de locais de votação adequados para pessoas com deficiência, para garantir o acesso no dia da eleição. Método de Cálculo: Quantidade de locais de votação adaptados para pessoas com deficiência * 100 Quantidade de locais de votação utilizados na eleição Quem mede: Secretaria de Tecnologia da Informação Bienal, em anos eleitorais. Metas: Atingir 64% de locais com acessibilidade até Meta Atingida Adequação em 2012: 53 % Meta 2014: 64 % Resultado 2014 = / x 100 = 65,01 %

18 PROCESSOS INTERNOS: Aprimorar a interação com a sociedade AI 1.1 Notícias produzidas pelo TRE-RS Mede a quantidade de notícias veiculadas na imprensa produzidas a partir de releases da ASCOM ou notícias postadas no site do TRE-RS. Método de Cálculo: Número de notícias publicadas na imprensa Número de releases produzidos pela ASCOM Assessoria de Comunicação Social Mensal Meta: Manter, no mínimo, 2,57 até ,00% 16,00% 14,00% Meta Atingida 16,46% 12,00% 10,00% 8,00% Limite da Meta Resultado 6,00% 4,00% 2,00% 2,57% 2,57% 2,57% 1,11% 0,00%

19 PROCESSOS INTERNOS: Aprimorar a interação com a sociedade AI 1.2 Confiança no Processo Eleitoral Mede o grau de confiança da população gaúcha em relação ao processo eleitoral executado pela Justiça Eleitoral do RS. Método de Cálculo: Número de eleitores que consideram o trabalho da JE confiável * 100 Número total de eleitores que responderam à pesquisa Assessoria de Planejamento Estratégico Bienal, no dia da eleição. Meta: 85% de confiança em 2014 Meta não Resultado atingida em 2014 Total de entrevistados Eleitores que consideram o trabalho da JE confiável ,7% Confiável 1154 Eleitores que não consideram o trabalho da JE confiável ,1% Não Confiável 163 Não souberam / Não responderam ,2% Não sabe/não respondeu 149

20 PROCESSOS INTERNOS: Aprimorar a comunicação interna AI 2.1 Satisfação dos servidores em relação à comunicação interna Mede a satisfação dos servidores com a comunicação interna, revelada nas pesquisas de clima organizacional. Método de Cálculo: Número de respostas a partir da escala* 4 *100 Número total de respostas Meta: Secretaria de Gestão de Pessoas Bienal Incrementar em 3% o nível de satisfação médio dos servidores em relação à pesquisa anterior até dezembro de Meta não Resultado atingida em 2013 Satisfação em 2011: 74,78% Meta 2013: 77,78% Resultado 2013 = 1780 / 2506 x 100 = 71,03%

21 PROCESSOS INTERNOS: Aprimorar a comunicação interna AI 2.2 Canais Virtuais de comunicação interna Mede satisfação dos usuários com os canais virtuais de comunicação interna do Tribunal. Método de Cálculo: Total de notas atribuídas para cada ferramenta *100 Número total de respostas Secretaria de Tecnologia da Informação Bienal Meta: 8,5 em 2014 Satisfação com canais virtuais de comunicação Biênio 2013/2014 7,24 Meta não atingida Resultado 9,00 8,00 7,00 6,00 5,00 4,00 satisfação dos usuários com os canais virtuais de comunicação interna 7,24 8,50 Satisfação Meta Meta 8,50 3,00 2,00 1,00 0,

22 PROCESSOS INTERNOS: Promover ações sociais e ambientais RSA 1.1 Ações de responsabilidade socioambiental (RSA) - ZEs Mede o número de Cartórios Eleitorais que participam de algum projeto socioambiental na sua região. Método de Cálculo: Total de Zonas Eleitorais que executam projetos de RSA * 100 Total de Zonas Eleitorais Quem mede: Comitê Valor Público Anual Metas: 100% em Resultado Meta não atingida 100,00% 100,00% 100,00% 100,00% Ano ,00% % de ZEs com projeto Socioambiental 73,45 42,77 46,82 73,45% 60,00% 40,00% 42,77% 46,82% % com ação ambiental Meta Meta ,00% 0,00%

23 PROCESSOS INTERNOS: Promover ações sociais e ambientais RSA 1.2 Atendimento do Plano Anual de ações socioambientais Mede o andamento e implementação das ações socioambientais planejadas anualmente. Método de Cálculo: Total de Ações Concluídas * 100 Total de Ações do Plano Anual Quem mede: Comitê Valor Público Anual Metas: 100% em Meta Resultado Atingida O objetivo inicial consistia em formular e aprovar a Política de Responsabilidade Socioambiental do TRE-RS, sem a qual não haveria diretrizes para as ações a serem desenvolvidas pelas ZEs em A Política foi aprovada pela Resolução n. 244, de 27 de janeiro de 2014, prevendo 2 (duas) ações, as quais foram devidamente implantadas no decorrer do ano.

24 RECURSOS: Desenvolver competências necessárias às atividades institucionais GP 1.1 Índice de aderência ao Plano Anual de Capacitação Mede o percentual de cursos previstos no Plano Anual de Capacitação - PAC em relação ao total de cursos ministrados. Método de Cálculo: Total de Treinamentos do PAC Realizados *100 Total de Treinamento Promovidos pelo Tribunal Meta: Secretaria de Gestão de Pessoas Anual Alcançar 80% de aderência ao PAC aprovado. Meta Atingida Treinamentos do PAC realizados: Treinamentos promovidos pelo Tribunal: Resultado: 100 % 98,93%

25 RECURSOS: Desenvolver competências necessárias às atividades institucionais GP 1.2 Índice de execução do Plano Anual de Capacitação Mede percentual de cursos previstos no PAC efetivamente realizados. Método de Cálculo: Total de Treinamentos do PAC Realizados *100 Total de Treinamentos Previstos no PAC Meta: Secretaria de Gestão de Pessoas Anual Alcançar 80% de execução do PAC. Meta Atingida Treinamentos do PAC realizados: Treinamentos previstos no PAC: Resultado: 100 % 92,50%

26 RECURSOS: Desenvolver competências necessárias às atividades institucionais GP 1.3 Índice de adequação às competências organizacionais Mede a relação entre as competências organizacionais necessárias e as competências apresentadas pelos servidores, de acordo com suas respectivas áreas. Método de Cálculo: Total de Competências apresentadas pelos Servidores *100 Total de Competências Necessárias Secretaria de Gestão de Pessoas Anual Meta: 85% de adequação às competências organizacionais necessárias, até Meta não atingida Ano ,00% 85,00% 85,00% 85,00% Competências apresentadas Competências esperadas ,00% 83,00% 82,00% 81,00% 82,45% % de adequação Meta 80,73% Resultado 82,45% 80,73% 80,00% 79,00% 78,00%

27 RECURSOS: Desenvolver competências necessárias às atividades institucionais GP 1.4 Horas de capacitação Mede a média de horas de capacitação por servidor capacitado. Método de Cálculo: Total de Horas de Capacitação Total de Servidores Capacitados Meta: Secretaria de Gestão de Pessoas Anual Aumentar em 10% a média de horas de capacitação por servidor. Resultado Meta não atingida Média em 2011 (ano não eleitoral): 47,63 horas por servidor Meta 2013 (ano não eleitoral): 52 horas por servidor Resultado 2013 = 43,17 horas por servidor Média em 2012 (ano eleitoral): 52,98 horas por servidor Meta 2014 (ano eleitoral): 58 horas por servidor Resultado 2014 = 49,31 horas por servidor

28 RECURSOS: Desenvolver competências necessárias às atividades institucionais GP 1.5 Aplicação do Programa de Líderes I Mede o percentual de servidores com cargo gerencial que participaram de programa de líderes (PDL). Método de Cálculo: Total de servidores com cargo gerencial que participaram do PDL *100 Total de servidores com cargo gerencial Secretaria de Gestão de Pessoas Bienal, em ano não eleitoral. Meta: 10% de participação de servidores até dezembro de Meta não atingida em 2013 Total de servidores com cargo gerencial que participaram do PDL: Total de servidores com cargo gerencial: Resultado = 5,49% 10,99%

29 RECURSOS: Desenvolver competências necessárias às atividades institucionais GP 1.6 Aplicação do Programa de Líderes II Mede o percentual de servidores sem cargo gerencial que participaram de programa de líderes (PDL). Método de Cálculo: Total de servidores sem cargo gerencial que participaram do PDL *100 Total de servidores sem cargo gerencial Secretaria de Gestão de Pessoas Bienal, em ano não eleitoral. Meta: 10% de participação de servidores até dezembro de Meta não atingida em 2013 Total de servidores sem cargo gerencial que participaram do PDL: 0 Total de servidores sem cargo gerencial: Resultado 0 % 0 %

30 RECURSOS: Garantir a infraestrutura apropriada às atividades institucionais IT 1.1 Índice de adequação das instalações físicas Mede a qualidade dos imóveis pertencentes ou ocupados pela Justiça Eleitoral. Método de Cálculo: Questionário aplicado aos Cartórios Eleitorais, avaliando 15 critérios de adequação das instalações físicas. Secretaria de Administração Anual Meta: Alcançar 80% de adequação até Cálculo (média dos 15 critérios em 2013): Meta Resultado Atingida (80,35% + 90,00% + 90,00% + 90,00% + 97,69% + 76,88% + 91,33% + 80,00% + 68,79% + 83,24% + 90,00% + 73,41% + 81,50% + 87,86% + 86,71%) / 15 Resultado 2013 = 84,52% Cálculo (média dos 15 critérios em 2014): (90,20% + 90,00% + 90,00% + 90,00% + 99,34% + 81,05% + 90,85% + 92,81% + 85,62% + 86,27% + 90,00% + 81,05% + 87,58% + 84,97% + 95,27%) / 15 Resultado 2014 = 89,00%

31 IT 1.2 Mede o percentual do tempo, em um período determinado, em que os serviços de TI, incluindo sistemas informatizados eleitos essenciais, estiveram disponíveis para utilização. Método de Cálculo: Tempo de Disponibilidade do conjunto de Sistemas Essenciais x 100 Tempo Total do Período RECURSOS: Garantir a infraestrutura apropriada às atividades institucionais Índice de disponibilidade de serviços essenciais de TI Secretaria de Tecnologia da Informação Trimestral Meta: Assegurar a disponibilidade anual de 99% até 2013 e de 99,5% até Meta Atingida 100,00% 98,00% 98,50% 98,85% 99,99% 99,10% 99,85% 96,00% 94,00% 92,00% 90,00% 88,00% 92,09% 2013/1 2013/2 2013/3 2013/4 2014/1 2014/2 Índice de disponibilidade Meta

32 RECURSOS: Aprimorar a segurança da informação IT 2.1 Segurança da informação Mede o grau de adequação das práticas do TRE-RS em relação aos objetivos de controle definidos nas normas de segurança da informação. Método de Cálculo: Σ pontuações na planilha contendo todos os controles da norma NBR Quantidade de itens avaliados na planilha Secretaria de Tecnologia da Informação Anual Meta: 6,42 pontos em 2013 e 7,65 em 2014 Meta não atingida em 2013Resultado Não mensurado em 2014 Ano Meta - 6,42 7,65 Resultado 5,12 5, ,12 5,73 6, ,65 Índice de adequação Meta

33 RECURSOS: Assegurar recursos orçamentários necessários à execução da estratégia OR 1.1 Execução Orçamentária Mede a relação entre o valor executado do orçamento no ano corrente e o valor total do orçamento disponibilizado. Método de Cálculo: Orçamento Executado *100 Valor total do orçamento disponibilizado Secretaria de Orçamento e Finanças Anual Meta: Manter, em 2013 e 2014, o índice de 98,70% Meta atingida em 2013 Meta não atingida em 2014 Orçamento executado em 2013 R$ ,67 Orçamento disponibilizado em 2013 R$ ,62 Resultado 99,18% Orçamento executado em 2014 R$ ,85 Orçamento disponibilizado em 2014 R$ ,60 Resultado 98,59%

34 RECURSOS: Assegurar recursos orçamentários necessários à execução da estratégia OR 1.2 Disponibilização do orçamento estratégico Mede o percentual entre os recursos efetivamente disponibilizados e os demandados para a execução das iniciativas previstas no Planejamento Estratégico. Método de Cálculo: Recursos orçamentários disponibilizados em iniciativas estratégicas *100 Total Demandado pelas Iniciativas Estratégicas Meta: Secretaria de Orçamento e Finanças Anual Disponibilizar 100% dos recursos autorizados pela Lei Orçamentária Anual para iniciativas estratégicas, em Meta Atingida Recursos disponibilizados em 2014 R$ ,00 Total demandado em 2014 R$ ,00 Resultado 100 %

35 RECURSOS: Assegurar recursos orçamentários necessários à execução da estratégia OR 1.3 Índice de execução do orçamento estratégico Mede a relação entre o valor executado nas iniciativas estratégicas e o valor disponibilizado para tal. Método de Cálculo: Valor Executado nas Iniciativas Estratégicas *100 Valor Disponibilizado para as Iniciativas Estratégicas Meta: Secretaria de Orçamento e Finanças Anual Executar, em 2013 e 2014, 100% do valor disponibilizado. Meta atingida em 2013 Meta não atingida em 2014 Orçamento executado em 2013 R$ ,00 Orçamento disponibilizado em 2013 R$ ,00 Resultado 100% Orçamento executado em 2014 R$ ,07 Orçamento disponibilizado em 2014 R$ ,00 Resultado 93,41%

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2013 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 1 Índice de respostas a contatos dirigidos à Ouvidoria Mede o percentual de contatos dirigidos à Ouvidoria que receberam

Leia mais

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2014 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 1 Índice de respostas a contatos dirigidos à Ouvidoria Mede o percentual de contatos dirigidos à Ouvidoria que receberam

Leia mais

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2010-2014

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2010-2014 PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2010-2014 SOCIEDADE: 1. Garantir a legitimidade do processo eleitoral 01 CONFIANÇA NO PROCESSO ELEITORAL Mede o grau de confiança da população gaúcha em relação ao processo

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...6 METODOLOGIA...9 DIAGNÓSTICO...10 PLANO ESTRATÉGICO TRE-RS...12

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...6 METODOLOGIA...9 DIAGNÓSTICO...10 PLANO ESTRATÉGICO TRE-RS...12 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...6 METODOLOGIA...9 DIAGNÓSTICO...10 PLANO ESTRATÉGICO TRE-RS...12 MISSÃO...12 VISÃO...12 VALORES...12 OBJETIVOS...13 MAPA ESTRATÉGICO...15 INDICADORES ESTRATÉGICOS...16 PERSPECTIVA:

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL- ASPLAN. Planejamento Estratégico 2013-2014

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL- ASPLAN. Planejamento Estratégico 2013-2014 TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL- ASPLAN Planejamento Estratégico 2013-2014 Apresentação O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do

Leia mais

Indicadores - Perspectiva Sociedade

Indicadores - Perspectiva Sociedade Indicadores - Perspectiva Sociedade Fortalecer a imagem institucional da Justiça do Trabalho IMAGEM ORGANIZACIONAL GRAU DE CONFIANÇA NA JUSTIÇA DO TRABALHO Mede o grau de confiança dos advogados e partes

Leia mais

(ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES

(ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES (ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES Indicador 01 INDICADOR: Índice de confiança no Poder Judiciário (1 CNJ) Confiança da sociedade no Poder Judiciário CNJ Pesquisa de opinião contratada pelo CNJ Identificar

Leia mais

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Março COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - CGTIC 2 ÍNDICE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO... 3 Apresentação...

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo.

Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo. Eficiência Operacional. Buscar a efetividade nos trâmites judiciais e administrativos. Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo.

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA. ANEXO ÚNICO DO ATO PGJ n 056/2010

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA. ANEXO ÚNICO DO ATO PGJ n 056/2010 PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA ANEXO ÚNICO DO ATO PGJ n 056/2010 SUPERINTENDÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO: Indicador: Percentual de órgãos com estrutura de equipamentos adequada. Meta: 79, 24% Melhorar a estrutura

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E METAS

ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E METAS ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E S 31 MATRIZ DE INDICADORES e S Indicador 1 - Visão Visão: Ser reconhecido como um dos 10 Regionais mais céleres e eficientes na prestação jurisdicional, sendo considerado

Leia mais

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional.

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Tema 1: Eficiência Operacional Buscar a excelência na gestão de custos operacionais. Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Agilizar

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação (PETI) Secretaria de Tecnologia da Informação Florianópolis, março de 2010. Apresentação A informatização crescente vem impactando diretamente

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

Assessoria de Gestão Estratégica. Diretoria Geral do Tribunal Superior Eleitoral TSE

Assessoria de Gestão Estratégica. Diretoria Geral do Tribunal Superior Eleitoral TSE Assessoria de Gestão Estratégica Diretoria Geral do Tribunal Superior Eleitoral TSE Agenda Justiça Eleitoral no Brasil A Gestão de Processos no TSE Metodologia Gestão de Processos do TSE Melhoria dos Processos

Leia mais

PORTARIA P N. 422, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA P N. 422, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA P N. 422, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2014. Revisa o Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI para o período 2013-2018 e dá outras providências. O Presidente do TRE-RS, no uso de suas atribuições

Leia mais

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL 1ª Reunião da Rede de Priorização do Primeiro Grau de Jurisdição PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL 05 a 07 de maio de 2015 ESMAF Brasília/DF Integrantes da Rede de Priorização do Primeiro Grau no segmento

Leia mais

TJM-RS NGE-JME-RS. Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014

TJM-RS NGE-JME-RS. Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014 2013 TJM-RS NGE-JME-RS Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014 [PAINEL DE INDICADORES-TJM-RS] Contém os indicadores do do Tribunal de Justiça Militar do Rio Grande

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ MISSÃO: Garantir prestação jurisdicional rápida, acessível e efetiva no âmbito da sua competência. DESCRIÇÃO DA MISSÃO: A Justiça Federal no Paraná existe para garantir direitos

Leia mais

Administração Judiciária

Administração Judiciária Administração Judiciária Planejamento e Gestão Estratégica Claudio Oliveira Assessor de Planejamento e Gestão Estratégica Conselho Superior da Justiça do Trabalho Gestão Estratégica Comunicação da Estratégia

Leia mais

ANEXO A Estratégia do Tribunal de Justiça de Sergipe

ANEXO A Estratégia do Tribunal de Justiça de Sergipe RESOLUÇÃO Nº 10, DE 01 DE JUNHO DE 2011 Dispõe sobre o Planejamento e a Gestão Estratégica no âmbito do Poder Judiciário do Estado de Sergipe e dá outras providências. ANEXO A Estratégia do Tribunal de

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO Controle de Versões Autor da Solicitação: Subseção de Governança de TIC Email:dtic.governanca@trt3.jus.br Ramal: 7966 Versão Data Notas da Revisão 1 03.02.2015 Versão atualizada de acordo com os novos

Leia mais

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 1 Missão 2 Exercer o controle externo da administração pública municipal, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, em benefício da sociedade. Visão Ser reconhecida

Leia mais

A ESTRATÉGIA DO TRT-3ª REGIÃO

A ESTRATÉGIA DO TRT-3ª REGIÃO A ESTRATÉGIA DO TRT-3ª REGIÃO Plano Plurianual 2010-2014 Considerando o caráter dinâmico do processo de planejamento estratégico, o monitoramento e as revisões periódicas vêm auxiliar a Administração,

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO SISTEMATIZAÇÃO DOS RESULTADOS Atendendo a solicitação do CNMP, o presente documento organiza os resultados

Leia mais

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Dezembro/2010 2 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Missão: Prover soluções efetivas de tecnologia

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018 (Síntese da Matriz estratégica) Texto aprovado na 19ª Reunião Extraordinária do CONSUNI, em 04 de novembro de 2013. MISSÃO Ser uma Universidade que valoriza

Leia mais

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1.

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1. 34 Os indicadores são índices utilizados para aferir resultados. O TRT da 7ª Região adotou indicadores aferidos pelo CNJ e criou outros considerados relevantes para o processo decisório da gestão institucional,

Leia mais

RELATÓRIO DE INDICADORES - 1º SEMESTRE DE 2013

RELATÓRIO DE INDICADORES - 1º SEMESTRE DE 2013 RELATÓRIO DE INDICADORES - 1º SEMESTRE DE RELATÓRIO DE INDICADORES PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 1 Apresentação A informação, em conjunto com os recursos tecnológicos, é vital para o funcionamento tático, estratégico

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente Natal, 2011 1. Quem somos 2. Histórico da Gestão Estratégica 3. Resultados práticos 4. Revisão

Leia mais

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Apresentação 1.Identificação do órgão:tribunal do Trabalho da Paraíba/ Assessoria de Comunicação Social 2.E-mail para contato:rdaguiar@trt13.jus.br, rosa.jp@terra.com.br

Leia mais

Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02

Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02 1 de 30 16/11/2015 15:16 Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02 Prezado(a) Como o OBJETIVO de apurar o nível de maturidade em governança da Justiça Federal, foi desenvolvido instrumento

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Relatório de Informações Gerenciais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Relatório de Informações Gerenciais PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Relatório de Informações Gerenciais Setorial do 1º Semestre de 2013 DIRETORIA GERAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÂO DGTEC RELATÓRIO DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS 1º

Leia mais

GESTÃO EFICIENTE 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO 2 JUSTIFICATIVA

GESTÃO EFICIENTE 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO 2 JUSTIFICATIVA GESTÃO EFICIENTE 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO Promover eficiência na gestão de recursos para assegurar a realização da Estratégia, a partir de uma política organizacional de planejamento e execução

Leia mais

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO Simplificar e padronizar os processos internos, incrementando o atendimento ao usuário. Especificamente o projeto tem o objetivo de: Permitir

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Estruturar e implantar uma unidade administrativa para assessorar a alta administração do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais em relação à elaboração e ao

Leia mais

INDICADORES ESTRATÉGICOS EVOLUÇÃO E STATUS. Indicadores com monitoramento implementado e com resultado satisfatório de acordo com a meta.

INDICADORES ESTRATÉGICOS EVOLUÇÃO E STATUS. Indicadores com monitoramento implementado e com resultado satisfatório de acordo com a meta. Implantação do Planejamento Estratégico AMGE 100% até 2016 O Projeto Desdobramento do Planejamento Estratégico Institucional foi instituído por meio da Portaria PGR nº 725/2011 e finalizado em dezembro

Leia mais

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL 1ª Reunião da Rede de Priorização do Primeiro Grau de Jurisdição PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL 05 a 07 de maio de 2015 ESMAF Brasília/DF Integrantes da Rede de Priorização do Primeiro Grau no segmento

Leia mais

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Diretoria Geral de Planejamento, Coordenação e Finanças (DGPCF) 0301- Tribunal de Justiça.

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Diretoria Geral de Planejamento, Coordenação e Finanças (DGPCF) 0301- Tribunal de Justiça. ESTRUTURA PROGRAMÁTICA - PROPOSTA 2016 UNIDADE - UO 0301 PROGRAMA PROGRAMA Garantir o pagamento pelo efetivo serviço exercido por magistrados e servidores, bem como as obrigações de responsabilidade do

Leia mais

Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009

Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009 Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009 Senhores, No encerramento destes trabalhos, gostaria de agradecer a contribuição

Leia mais

Núcleo Estadual GesPública RS

Núcleo Estadual GesPública RS Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização GESPÚBLICA Núcleo Estadual GesPública RS Contexto do GESPÚBLICA no MINISTÉRIO Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão G E S P Ú B L I C A Conselho

Leia mais

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 29 de setembro de 2009 PLANO DE TRABALHO - PDTI O presente Plano de Trabalho objetiva o nivelamento do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima aos requisitos de tecnologia da informação

Leia mais

Relatório Consolidado Indicadores Quantitativos. Programa de Fortalecimento Institucional, Participação e Controle Social Barro Alto - GO

Relatório Consolidado Indicadores Quantitativos. Programa de Fortalecimento Institucional, Participação e Controle Social Barro Alto - GO Relatório Consolidado Indicadores Quantitativos Programa de Fortalecimento Institucional, Participação e Controle Social Barro Alto - GO Relatório Consolidado Programa de Fortalecimento e Barro Alto -

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Controle Externo

Tribunal de Contas da União. Controle Externo Tribunal de Contas da União Controle Externo 1224 Controle Externo Objetivo Assegurar a efetiva e regular gestão dos recursos públicos federais em benefício da sociedade e auxiliar o Congresso Nacional

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2015 a 2020 Versão 1.0 Índice 1. Apresentação 2. Organograma da SETECI 3. Planejamento Estratégico do TJSE 4. Mapa Estratégico do

Leia mais

Justiça Federal TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. painel estratégico 2010 / 2014

Justiça Federal TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. painel estratégico 2010 / 2014 Justiça Federal TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO painel estratégico 2010 / 2014 Painel Estratégico de Tecnologia da Informação 2010 / 2014 RESOLUÇÃO Nº CF-RES-2012/00194 de 20 de julho de 2012 Dispõe sobre a revisão

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Esta iniciativa busca a modernização e a ampliação das ações e dos instrumentos de Comunicação para atender às necessidades de divulgação e alinhamento de informações

Leia mais

ATO Nº 233/2013. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 233/2013. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 233/2013 Institui a Política de Gerenciamento de Serviços de Tecnologia da Informação (TI) no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO

Leia mais

Processo de Desenvolvimento de Software

Processo de Desenvolvimento de Software Coordenadoria de Tecnologia da Informação Documentos Formais Processo de Desenvolvimento de Software Sumário 1 Introdução... 03 2 Políticas do Documento de Processo de Desenvolvimento de Software... 04

Leia mais

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC Incentivar a inovação em processos funcionais Aprendizagem e conhecimento Adotar práticas de gestão participativa para garantir maior envolvimento e adoção de soluções de TI e processos funcionais. Promover

Leia mais

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense 1. DISCRIMINAÇÃO DO PROJETO Título do Projeto Educação de Qualidade: direito de todo maranhense Início Janeiro de 2015 Período de Execução Término

Leia mais

Indicador Meta de Melhoria Nome Descrição Fórmula. Número de ações para elaboração do Plano da Política

Indicador Meta de Melhoria Nome Descrição Fórmula. Número de ações para elaboração do Plano da Política Painel de es das Metas de Melhoria 1 do plano da política de recursos humanos dos servidores da UEFS desenvolvido e publicizado até março 21 Plano da Política de RH desenvolvida e publicizada Número de

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 24/05/2016 12:51:35 Endereço IP: 187.4.152.90 Designação

Leia mais

PROJETOS Planejamento Estratégico

PROJETOS Planejamento Estratégico PROJETOS Planejamento Estratégico 1 - Institucionalização da pesquisa de satisfação de Magistrados, Servidores e Clientes Externos do TRT 3ª Região Institucionalizar pesquisa bianual com o público interno

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos para apoiar a gestão de projetos e o monitoramento da estratégia institucional.

Estabelecer critérios e procedimentos para apoiar a gestão de projetos e o monitoramento da estratégia institucional. APOIAR E MONITORAR A GESTÃO ESTRATÉGICA E DE PROJETOS DO PJERJ Proposto por: Equipe do Departamento de Gestão Estratégica e Projetos (DGDIN/DEGEP) Analisado por: Diretor do Departamento de Gestão Estratégica

Leia mais

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 A Estratégia do Conselho da Justiça Federal CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 SUEST/SEG 2015 A estratégia do CJF 3 APRESENTAÇÃO O Plano Estratégico do Conselho da Justiça Federal - CJF resume

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ERECHIM PROGRAMA DE QUALIDADE PLANO DE APERFEIÇOAMENTO DO SISTEMA GERENCIAL PASG 2006

PREFEITURA MUNICIPAL DE ERECHIM PROGRAMA DE QUALIDADE PLANO DE APERFEIÇOAMENTO DO SISTEMA GERENCIAL PASG 2006 PREFEITURA MUNICIPAL DE ERECHIM PROGRAMA DE QUALIDADE PLANO DE APERFEIÇOAMENTO DO SISTEMA GERENCIAL PASG 2006 Excelentíssimo Prefeito Municipal: Eloi João Zanella A Prefeitura Municipal de Erechim, com

Leia mais

MINAS GERAIS 12/04/2008. Diário do Judiciário. Portaria 2.176/2008

MINAS GERAIS 12/04/2008. Diário do Judiciário. Portaria 2.176/2008 MINAS GERAIS 12/04/2008 Diário do Judiciário Chefe de Gabinete: Dalmar Morais Duarte 11/04/2008 PRESIDÊNCIA Portaria 2.176/2008 Institucionaliza o Programa Conhecendo o Judiciário do Tribunal de Justiça.

Leia mais

Tema: Eficiência Operacional. Tribunal de Origem Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região. Nome do projeto Processo Virtual

Tema: Eficiência Operacional. Tribunal de Origem Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região. Nome do projeto Processo Virtual Tema: Eficiência Operacional Tribunal de Origem Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região Nome do projeto Processo Virtual Finalidade do projeto Implementar o projeto Processo Virtual no âmbito do TRT

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Secretaria de Estado de Cultura 5.Objetivos, Indicadores e Metas para a OS

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Secretaria de Estado de Cultura 5.Objetivos, Indicadores e Metas para a OS 5.s, es e s para a OS O funcionamento das bibliotecas parque e da nova BPE é ainda experimental e, portanto, carece ainda das séries históricas de dados e informações que serão necessárias a um planejamento

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Prof. Mércio Rosa Júnior PRODUÇÃO 02 e 03 de Fevereiro de 2011

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Prof. Mércio Rosa Júnior PRODUÇÃO 02 e 03 de Fevereiro de 2011 Workshop 2011 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Prof. Mércio Rosa Júnior PRODUÇÃO 02 e 03 de Fevereiro de 2011 Agência Nacional de Transportes Aquaviários O MAPA ESTRATÉGICO ANTAQ 2 Missão Assegurar à sociedade

Leia mais

[Digite texto] Plano Estratégico STJ 2010-2014

[Digite texto] Plano Estratégico STJ 2010-2014 [Digite texto] Plano Estratégico STJ 2010-2014 Matrizes indicadores estratégicos Plano STJ 2010-2014 Setembro/2014 Sumário 1.1.Indicador: Execução do orçamento estratégico... 3 1.2.Indicador: Execução

Leia mais

Painel de Contribuição ASGE (Outubro/2015)

Painel de Contribuição ASGE (Outubro/2015) ASGE (Outubro/2015) Objetivo Estratégico / Iniciativa Estratégica/ Meta Estratégica 1. Alcançar 82% dos Projetos dentro do Prazo/ Aperfeiçoar a gestão de projetos 2. Implementar a Gestão de Riscos a) Criar

Leia mais

PRÊMIO QUALIDADE TOTAL ANOREG PQTA 2014 10ª EDIÇÃO REGULAMENTO

PRÊMIO QUALIDADE TOTAL ANOREG PQTA 2014 10ª EDIÇÃO REGULAMENTO PRÊMIO QUALIDADE TOTAL ANOREG PQTA 2014 10ª EDIÇÃO REGULAMENTO 1. ÍNDICE ÍNDICE... 2 2. APRESENTAÇÃO... 3 ANOREG BR Associação dos Notários e Registradores do Brasil...3 Missão... 3 Visão... 3 Política

Leia mais

Relatório de Satisfação dos Clientes

Relatório de Satisfação dos Clientes 1 /14 I - Introdução Este relatório apresenta os resultados da Pesquisa de Monitoramento da Satisfação dos Clientes da PARANAPREVIDÊNCIA realizada de. Para chegar aos resultados, apresentados a seguir,

Leia mais

POLÍTICA DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO

POLÍTICA DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO POLÍTICA DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO 1. Aplicação Esta política aplica-se a todos os colaboradores Técnico-administrativos, sejam vínculo CLT ou contrato de estágio. 2. Objetivo Estabelecer critérios

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA Fabiana Alves de Souza dos Santos Diretora de Gestão Estratégica do TRT 10 1/29 O TRT da 10ª Região Criado em 1982 32 Varas do Trabalho

Leia mais

Portaria nº 3156, de 5 de dezembro de 2013.

Portaria nº 3156, de 5 de dezembro de 2013. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, CONSIDERANDO o Planejamento Estratégico Participativo em execução (2009/2014), aprovado pela Resolução Administrativa

Leia mais

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII)

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII) PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO Secretaria-Executiva Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional Plano de Integridade Institucional (PII) 2012-2015 Apresentação Como

Leia mais

CARGOS E FUNÇÕES APEAM

CARGOS E FUNÇÕES APEAM CARGOS E FUNÇÕES APEAM 1. PRESIDÊNCIA A Presidência possui por finalidades a representação oficial e legal da associação, coordenação e integração da Diretoria Executiva, e o acompanhamento, avaliação,

Leia mais

RAG - 2006 O RELATÓRIO DA AÇÃO GOVERNAMENTAL

RAG - 2006 O RELATÓRIO DA AÇÃO GOVERNAMENTAL RAG - 2006 O RELATÓRIO DA AÇÃO GOVERNAMENTAL RELATÓRIO DE QUE? AVALIAÇÃO: Avaliação anual avaliamos a execução durante o ano, a entrega dos produtos e os seus impactos. AVALIAÇÃO PARA QUE? OBJETIVOS: Prestar

Leia mais

Infraestrutura e Tecnologia

Infraestrutura e Tecnologia Tema: Infraestrutura e Tecnologia. Objetivo Estratégico: Garantir a infraestrutura apropriada às atividades administrativas e judiciais. Descrição do Objetivo: Prover os recursos materiais e tecnológicos

Leia mais

Processo nº 7.675-9/2013

Processo nº 7.675-9/2013 Processo nº 7.675-9/2013 Interessado TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE MATO GROSSO Assunto Institui e regulamenta o Comitê Gestor Interno do Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização - Gespública

Leia mais

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional CASO PRÁTICO COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL E GESTÃO DE TALENTOS: COMO A GESTÃO DA CULTURA, DO CLIMA E DAS COMPETÊNCIAS CONTRIBUI PARA UM AMBIENTE PROPÍCIO À RETENÇÃO DE TALENTOS CASO PRÁTICO: COMPORTAMENTO

Leia mais

Curso de Formação para o Aperfeiçoamento do Atendimento ao Eleitor

Curso de Formação para o Aperfeiçoamento do Atendimento ao Eleitor Unidade: Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas segti@tre-am.gov.br Curso de Formação para o Aperfeiçoamento do Atendimento ao Eleitor Gestão de Pessoas Jander Assis Valente, Msc Analista Judiciário/Secretário

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR Este questionário objetiva diagnosticar a realidade dos tribunais em relação às aprovadas no II Encontro Nacional do Judiciário, bem como subsidiar medidas concretas a serem

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Art. 1º - A Diretoria de Tecnologia de Informação e Comunicação DTIC da Universidade FEDERAL DO ESTADO DO RIO

Leia mais

Avaliação dos Resultados do Planejamento de TI anterior

Avaliação dos Resultados do Planejamento de TI anterior Avaliação dos Resultados do Planejamento de TI anterior O PDTI 2014 / 2015 contém um conjunto de necessidades, que se desdobram em metas e ações. As necessidades elencadas naquele documento foram agrupadas

Leia mais

ESCOLA JUDICIAL DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 16ª REGIÃO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO QUALIFICAR

ESCOLA JUDICIAL DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 16ª REGIÃO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO QUALIFICAR PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO QUALIFICAR CALENDÁRIO DE CURSOS EXERCÍCIO 2011 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2011-2015 PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO QUALIFICAR Escopo Capacitar magistrados e servidores em gestão

Leia mais

Governança de TI e Auditoria Interna

Governança de TI e Auditoria Interna Governança de TI e Auditoria Interna Renato Braga, CISA, CIA, CGAP, CCI Diretor Secretaria de Fiscalização de Tecnologia da Informação Tribunal de Contas da União Florianópolis, 25 de abril de 2012 Agenda

Leia mais

MANUAL DE GESTÃO DE PROJETOS: Guia de referência do sistema de gestão de projetos do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região

MANUAL DE GESTÃO DE PROJETOS: Guia de referência do sistema de gestão de projetos do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região MANUAL DE GESTÃO DE PROJETOS: Guia de referência do sistema de gestão de projetos do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região Belém PA 2013 MANUAL DE GESTÃO DE PROJETOS: Guia de referência do sistema

Leia mais

Plano de Gerenciamento do Projeto (PGP)

Plano de Gerenciamento do Projeto (PGP) 1.JUSTIFICATIVA A administração pública vem nos últimos anos sofrendo mudanças estruturais em sua forma de atuação, saindo de um modelo patrimonialista e burocrático para um modelo gerencial, focando nos

Leia mais

20 Diretrizes Priorizadas pela Etapa Estadual

20 Diretrizes Priorizadas pela Etapa Estadual 20 Diretrizes Priorizadas pela Etapa Estadual Paulista da CONSOCIAL Prioridades Texto Diretriz Eixo Pontos 1 2 Regulamentação e padronização de normas técnicas para a elaboração dos Planos de Governo apresentados

Leia mais

ISO NAS PRAÇAS. Oficina ISO 9001-2008 Formulação da Política da Qualidade. Julho/2011

ISO NAS PRAÇAS. Oficina ISO 9001-2008 Formulação da Política da Qualidade. Julho/2011 Oficina ISO 9001-2008 Formulação da Política da Qualidade Julho/2011 GESPÚBLICA Perfil do Facilitador Servidor de carreira que tenha credibilidade Bom relacionamento interpessoal Acesso a alta administração

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PERÍODO 2012 A 2016 MANAUS/AM VERSÃO 1.0 1 Equipe de Elaboração João Luiz Cavalcante Ferreira Representante da Carlos Tiago Garantizado Representante

Leia mais

Adequação dos Sistemas de Trens Urbanos de Porto Alegre à Acessibilidade Universal (Decreto n. 5.296 de 2004)

Adequação dos Sistemas de Trens Urbanos de Porto Alegre à Acessibilidade Universal (Decreto n. 5.296 de 2004) Programa 1078 Nacional de Acessibilidade Ações Orçamentárias Número de Ações 13 1O340000 Produto: Projeto executado Adequação dos Sistemas de Trens Urbanos de Porto Alegre à Acessibilidade Universal (Decreto

Leia mais

Carta de Serviços aos Cidadãos

Carta de Serviços aos Cidadãos Carta de Serviços aos Cidadãos Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul: a cada dia mais próximo da comunidade www.tre-jus.br O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul é um órgão do Poder

Leia mais

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA OPERACIONAL (PTO)

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA OPERACIONAL (PTO) EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 CONCESSÃO PARA AMPLIAÇÃO, MANUTENÇÃO E EXPLORAÇÃO DOS AEROPORTOS INTERNACIONAIS BRASÍLIA CAMPINAS GUARULHOS EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA

Leia mais

Portfolio de Produtos

Portfolio de Produtos Introdução O Guia de Produtos e Serviços da Assessoria de Comunicação (ASCOM) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi elaborado com o objetivo de apresentar os produtos e serviços prestados

Leia mais

Implantação do Sistema de Divulgação de Melhores Práticas de Gestão na Administração Pública

Implantação do Sistema de Divulgação de Melhores Práticas de Gestão na Administração Pública Ministério do Planejamento, Orçamento e Programa 0792 GESTÃO PÚBLICA EMPREENDEDORA Objetivo Promover a transformação da gestão pública para ampliar os resultados para o cidadão e reduzir custos. Indicador(es)

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.707, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2006. Institui a Política e as Diretrizes para o Desenvolvimento de Pessoal da administração

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico A decisão pela realização do Planejamento Estratégico no HC surgiu da Administração, que entendeu como urgente formalizar o planejamento institucional. Coordenado pela Superintendência

Leia mais

1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit.

1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit. 1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit. 2 Regras e Instruções: Antes de começar a fazer a avaliação leia as instruções

Leia mais

Gerenciamento de Recursos Humanos e Gerenciamento de Comunicações. Sergio Scheer / DCC / UFPR TC045 Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Recursos Humanos e Gerenciamento de Comunicações. Sergio Scheer / DCC / UFPR TC045 Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Recursos Humanos e Gerenciamento de Comunicações Sergio Scheer / DCC / UFPR TC045 Gerenciamento de Projetos Just to remember... Interação entre os processos segundo PMBOK... Cada processo

Leia mais

Seminário Gaúcho de Acessibilidade na Mobilidade Urbana. Andrea Mallmann Couto Juliana Baum Vivian

Seminário Gaúcho de Acessibilidade na Mobilidade Urbana. Andrea Mallmann Couto Juliana Baum Vivian Planos Municipais de Mobilidade Urbana e Acessibilidade e o papel do TCE-RS na sua implementação Seminário Gaúcho de Acessibilidade na Mobilidade Urbana Andrea Mallmann Couto Juliana Baum Vivian SUPORTE

Leia mais