O PROJETO DE INFORMÁTICA EDUCATIVA DE TURVO-SC

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O PROJETO DE INFORMÁTICA EDUCATIVA DE TURVO-SC"

Transcrição

1 O PROJETO DE INFORMÁTICA EDUCATIVA DE TURVO-SC DAIANA MOSER Monitora do Laboratório de informática C.E.I. Profª Maria das Dores Cordeiro Angeloni VALDETE CORDEIRO Supervisora Escolar Secretaria de Educação RESUMO O artigo em questão ressalta os benefícios do site: bem como as postagens publicadas no blog : um dos inúmeros recursos oferecidos pelo site indicado. Ressaltando dentre as postagens as que ressalvam a importância de se ter formação continuada e o Bullying, este último sugerido pela Marisa Mauricio Alves (coordenadora pedagógica do Sistema de Ensino Aprende Brasil). Cabe mencionar também, o quão importante são as Videoconferências assistidas e posteriormente contidas no site em questão.. Palavras chaves: qualificação, profissional, importância, aprendizado.

2 2 INTRODUÇÃO A Secretaria Municipal da Educação de Turvo, preocupada com a qualidade de ensino que oferece nas escolas da rede municipal, vem através deste Programa de Ações buscar meios e subsídios para que os professores e alunos possam através do Portal Aprende Brasil enriquecer e dinamizar o seu fazer pedagógico, criando assim várias formas de tornar as aulas mais interessantes e atrativas para que ambas as partes sintam-se motivados para o ensinoaprendizagem. No ano de 2009, somente 02 escolas possuíam laboratórios de informática sendo que os mesmos não ofereciam condições para um trabalho eficiente. No ano de 2010, a secretaria municipal, contemplou mais 01 escola com laboratório de informática, contando no momento com 03 laboratórios informatizados em bom estado. Para cada laboratório foi admitido um profissional que fica responsável pelo acompanhamento e manutenção do local. No início de 2011 implantou-se o 4º e último laboratório na E.M. São Braz. É notório e válido ressaltar que no 2º semestre de 2010 com o auxílio dos professores das salas de informática, os demais professores estão aos poucos se interessando e utilizando do material que o Portal Aprende Brasil oferece, onde em 2011 ganhou maior enfoque. Com a criação do Blog poder-ser-ia relatar que há também uma maior motivação por parte de alguns professores em se empenhar, para poder assim divulgar seus trabalhos e projetos. Através deste trabalho, que prima por qualificação profissional, com as ações aqui explicitadas que o grupo de Dinamizadores se encarrega de supervisionar e orientar os diretores, professores e alunos sobre a importância do uso desta ferramenta.

3 3 O PROJETO DE INFORMÁTICA EDUCATIVA DE TURVO-SC Dentre as ações realizadas, vale ressaltar os projetos embasados na metodologia de fins educacionais, onde os mesmos foram postados no blog: todas de suma importância, entretanto cabe dar destaque a duas: Qualificação Profissional e o Bullying. As mesmas obtiveram maior enfoque por serem temas relevantes aos objetivos almejados. É de suma importância garantir o cadastro de toda a rede de ensino em questão, para que os mesmos possam usufruir com eficácia de todos os recursos oferecidos pelo Portal Aprende Brasil. Nos quais, os mais utilizados são os Códigos do Livro Didático, Arrobinhas, que seguem os conteúdos trabalhados durante o período; Menu de A a Z, a Pesquisa Escolar, Meu Quartinho, Mundo da Criança; e para auxiliar os professores Temas para Sala de Aula, Roteiros e Pesquisa Escolar. Para que isso ocorra, é notório proporcionar encontros, presencias e as Videoconferências, cursos via on-line com especialistas específicos nas áreas propostas, entre a classe docente junto dos profissionais do Portal Aprende Brasil, sendo os mesmos muito prestativos, com o propósito de incentivar e orientar a rede para que haja uma melhor qualificação profissional. A qual obteve os objetivos pretendidos satisfatoriamente.

4 4 CONCLUSÕES É de grande rentabilidade freqüentar, analisar e colocar em prática com veemência os conteúdos vistos nos cursos de aperfeiçoamento, sendo os mesmos de extrema valia. Pois, os mesmos servem de subsidio para que os conteúdos propostos para o corpo discente sejam encutidos nos mesmos com brandura e eficácia. O uso do blog do referido município visa socializar os projetos de toda a rede de ensino, para que a mesmas se mantenham conectadas e possam desfrutar juntas dos objetivos pretendidos e alcançados. Obter uma planinha que permita o rápido resgate de Logins e Senhas tanto de alunos quanto de professores é algo imprescindível no processo preterido. O mesmo auxilia o processo, quando pelo fato de não lembrar dos dados específicos dificulta o acesso. Pretende-se dar continuidade nas ações ocorridas do ano vigente, colocando-as em pauta em uma reunião, contando com o auxilio da Área de Informática Educativa e os profissionais que atendem o Sistema de Ensino Aprende Brasil, que será feita no inicio do ano de 2012, para que haja planejamento e, posteriormente a obtenção do rendimento almejado, conquistado em 2011 e aperfeiçoando para 2012.

5 5 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS. BRITO, Glaucia da Silva ; PURIFICAÇÃO, Ivonélia da. Educação, professor e novas tecnologias: em busca de uma conexão real. Curitiba: Protexto, GOMES, Nilza Godoy. Os computadores chegam à escola: e, agora professor? IV Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul: Florianópolis, Disponível em:< Acesso em: 07 nov GONNET, Jacques. Educação e mídias. São Paulo: Loyola, LEITE, Ligia S. Tecnologia educacional: descubra suas possibilidades na sala de aula LEMOS, André. Cibercultura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea. Porto Alegre: Meridional, MORAN, José M.; MASETTO, Marcos T.; BEHRENS, Marilda A. Novas tecnologias e mediação pedagógica. São Paulo: Papirus, OROZCO, Guillermo G. Podemos ser mais criativos ao adotar a inovação tecnológica em educação? Uma proposta em comunicação. MATRIZes - Revista do Programa de Pós Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade de São Paulo. ISSN n. 1 out p PARENTE, José. Planejamento estratégico na educação. Brasília: Plano Editora, PENTEADO, Heloísa Dupas (org.) Pedagogia da comunicação: teorias e práticas. São Paulo: Cortez, VALLEJO, José M. Bautista. Uma escola com projeto próprio. Rio de Janeiro, DP&A, 2002.

6 6

Ações da Informática Educativa do Município de Goianinha para Utilização do Portal Aprende Brasil

Ações da Informática Educativa do Município de Goianinha para Utilização do Portal Aprende Brasil Ações da Informática Educativa do Município de Goianinha para Utilização do Portal Aprende Brasil 1. IDENTIFICAÇÃO: DADOS DO MUNICÍPIO: Município: Goianinha - RN Coordenador Pedagógica Regional da Editora

Leia mais

Ações da Informática Educativa de Terenos(MS) para Utilização do Portal Aprende Brasil

Ações da Informática Educativa de Terenos(MS) para Utilização do Portal Aprende Brasil Ações da Informática Educativa de Terenos(MS) para Utilização do Portal Aprende Brasil 1. IDENTIFICAÇÃO: 1.1. DADOS DO MUNICÍPIO: Município: Terenos(MS) Coordenador Pedagógica Regional da Editora Positivo:

Leia mais

Ações da Informática Educativa de Tarumã (SP) para Utilização do Portal Aprende Brasil

Ações da Informática Educativa de Tarumã (SP) para Utilização do Portal Aprende Brasil Ações da Informática Educativa de Tarumã (SP) para Utilização do Portal Aprende Brasil 1. IDENTIFICAÇÃO: 1.1. DADOS DO MUNICÍPIO: Município: Tarumã (SP) Coordenadora Pedagógica Regional da Editora Positivo:

Leia mais

MÍDIAS EDUCACIONAIS: ferramentas pedagógicas como mediadoras da produção de conhecimentos

MÍDIAS EDUCACIONAIS: ferramentas pedagógicas como mediadoras da produção de conhecimentos 400 MÍDIAS EDUCACIONAIS: ferramentas pedagógicas como mediadoras da produção de conhecimentos Andréa KOCHHANN Amanda Gonçalves da LUZ Alice Carlos FELICIANO Herick José Rodrigues CHAVEIRO Vanessa Amélia

Leia mais

SOCIEDADE CAMPINEIRA DE EDUCAÇÃO E INSTRUÇÃO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS Média de Qualidade de cada Aspecto por ano/semestre

SOCIEDADE CAMPINEIRA DE EDUCAÇÃO E INSTRUÇÃO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS Média de Qualidade de cada Aspecto por ano/semestre 1º Semestre de 2007 03/08/16 17:03 Pagina 1 de19 2º Semestre de 2007 03/08/16 17:03 Pagina 2 de19 1º Semestre de 2008 03/08/16 17:03 Pagina 3 de19 2º Semestre de 2008 03/08/16 17:03 Pagina 4 de19 1º Semestre

Leia mais

Universidade Federal da Paraíba. Manual de Acesso ao SIGAA Página 1 de 6

Universidade Federal da Paraíba. Manual de Acesso ao SIGAA Página 1 de 6 Manual de Acesso ao SIGAA Página 1 de 6 O que é o SIGAA? O SIGAA informatiza os procedimentos da área acadêmica através dos módulos de: graduação, pósgraduação (stricto e lato sensu), ensino técnico, ensino

Leia mais

Profa Dra.: Adriana Azevedo

Profa Dra.: Adriana Azevedo EAD Cenário e Possibilidades Profa Dra.: Adriana Azevedo Definição de EAD A Educação a Distância é a modalidade educacional na qual a mediação didático pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO ESTÁGIO NA FORMAÇÃO DO LICENCIANDO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS: ANSEIOS E DIFICULDADES

A IMPORTÂNCIA DO ESTÁGIO NA FORMAÇÃO DO LICENCIANDO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS: ANSEIOS E DIFICULDADES A IMPORTÂNCIA DO ESTÁGIO NA FORMAÇÃO DO LICENCIANDO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS: ANSEIOS E DIFICULDADES Mauricio André Morales Garcia 1 Simone Medianeira Franzin 2 Resumo: O estágio em qualquer curso superior

Leia mais

Art. 1º Aprovar, em extrato, o Instrumento de Avaliação para Reconhecimento de Cursos Superiores de Tecnologia, anexo a esta Portaria.

Art. 1º Aprovar, em extrato, o Instrumento de Avaliação para Reconhecimento de Cursos Superiores de Tecnologia, anexo a esta Portaria. SIC 01/09 Belo Horizonte, 06 de janeiro de 2009. RECONHECIMENTO. CURSOS DE TECNOLOGIA, BACHARE- LADO E LICENCIATURA, E DIREITO. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO PORTARIAS Nºs 1, 2 E 3, PUBLICADAS DIA 06/01/09

Leia mais

MEDIAÇÃO DIDÁTICA SEMIPRESENCIAL NO CURSO DE PEDAGOGIA RESUMO

MEDIAÇÃO DIDÁTICA SEMIPRESENCIAL NO CURSO DE PEDAGOGIA RESUMO MEDIAÇÃO DIDÁTICA SEMIPRESENCIAL NO CURSO DE PEDAGOGIA Maria Aparecida Candine de Brito 1 Beatriz Aparecida Zanatta 2 Pontifícia Universidade Católica de Goiás PUC/GO Modalidade: Poster Eixo Temático:

Leia mais

SMA 0186 PRÁTICA DO ENSINO DE MATEMÁTICA I- 2011

SMA 0186 PRÁTICA DO ENSINO DE MATEMÁTICA I- 2011 SMA 0186 PRÁTICA DO ENSINO DE MATEMÁTICA I- 2011 Responsável: Dra. Miriam Cardoso Utsumi Horário: quarta-feira 16:10h as 17:50h, sala : LEM Atendimento a alunos: PRESENCIALMENTE apenas às terças e quintas:

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 5º semestre

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 5º semestre EIXO TECNOLÓGICO: Ensino Superior Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Licenciatura em Matemática FORMA/GRAU:( )integrado( )subsequente( ) concomitante ( ) bacharelado( x )licenciatura( ) tecnólogo MODALIDADE:

Leia mais

ATUAÇÃO DA CPA. Roteiro. Avaliação do ensino superior. Avaliação do Ensino Superior. Autoavaliação na UFMS

ATUAÇÃO DA CPA. Roteiro. Avaliação do ensino superior. Avaliação do Ensino Superior. Autoavaliação na UFMS ATUAÇÃO DA CPA Avaliação do ensino superior Roteiro Avaliação do Ensino Superior Legislação SINAES Autoavaliação Institucional Dimensões Autoavaliação na UFMS Instrumentos AVALIAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SECRETARIADO REGULAMENTO DAS DISCIPLINAS DE PRÁTICA I E II

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SECRETARIADO REGULAMENTO DAS DISCIPLINAS DE PRÁTICA I E II 1 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SECRETARIADO REGULAMENTO DAS DISCIPLINAS DE PRÁTICA I E II MANTENEDORA: COMPLEXO DE ENSINO SUPERIOR DE CACHOEIRINHA MANTIDA: FACULDADE INEDI Coordenação: Profa Me Eliane

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Didática I Carga Horária Semestral: 40 horas Semestre do Curso: 4º 1 - Ementa (sumário, resumo) A Didática e os fundamentos educacionais

Leia mais

Passo a passo de como organizar o evento de programação Hora do Código na sua escola

Passo a passo de como organizar o evento de programação Hora do Código na sua escola Blog Tecnologia na Educação Passo a passo de como organizar o evento de programação Hora do Código na sua escola Karina Padial Antes de qualquer coisa, vamos explicar o que é a Hora do Código. Trata-se

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 7º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 7º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Gestão Escolar IV Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 7º 1 - Ementa (sumário, resumo) Dimensões da participação: política,

Leia mais

I CIRCULAR OBJETIVOS. Estimular a produção acadêmica sobre o estágio supervisionado, tomando-o como um campo de pesquisa;

I CIRCULAR OBJETIVOS. Estimular a produção acadêmica sobre o estágio supervisionado, tomando-o como um campo de pesquisa; I CIRCULAR O Laboratório de Pesquisa em História Cultural (LAPEHC) informa que estarão abertas no período de 31 de outubro a 14 de novembro de 2016 as inscrições para submissão de resumos para o I Seminário

Leia mais

CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS - FISE TEMPO DE TRABALHO

CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS - FISE TEMPO DE TRABALHO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS - FISE Total de vagas Anuais: 100 vagas anuais Carga Horária Total do Curso: 4.240 horas-aula Integralização do Curso: Mínimo 08 semestres Turno: Noturno Portaria de Reconhecimento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE COORDENAÇÃO DO CURSO DE NUTRIÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE COORDENAÇÃO DO CURSO DE NUTRIÇÃO COORDENAÇÃO DO CURSO DE NUTRIÇÃO NORMAS REFERENTES ÀS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES PARA O CURSO DE NUTRIÇÃO Componente curricular Atividades Complementares obrigatórias do Curso de Nutrição, da

Leia mais

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária 7 Semanal Mensal 6 24

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária 7 Semanal Mensal 6 24 Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária 7 Semanal Mensal 6 24 Nome da Disciplina ESTÁGIO EM GESTÃO EDUCACIONAL I Curso PEDAGOGIA GESTÃO DE SISTEMAS EDUCACIONAIS Orientação individual e grupal aos

Leia mais

Tecnologias Aplicadas ao Ensino Superior Prof. Esp. André Luís Belini

Tecnologias Aplicadas ao Ensino Superior Prof. Esp. André Luís Belini Tecnologias Aplicadas ao Ensino Superior Prof. Esp. André Luís Belini Aula 03 Software Livre e Educação O que o Software Livre tem a ver com a Educação A liberdade do software tem um papel especialmente

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO INSTRUMENTO DE CONHECIMENTO, REFLEXÃO E DECISÃO

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO INSTRUMENTO DE CONHECIMENTO, REFLEXÃO E DECISÃO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO INSTRUMENTO DE CONHECIMENTO, REFLEXÃO E DECISÃO ALBUQUERQUE, Rosa 1 NEGREIROS, Gláucia 2 VASCONCELOS, Maria Auxiliadora Marques 3 Introdução No ano de 2004 o Governo Federal

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Paraná Programa de Pós-Graduação em Teologia Linha Teologia e Sociedade

Pontifícia Universidade Católica do Paraná Programa de Pós-Graduação em Teologia Linha Teologia e Sociedade Pontifícia Universidade Católica do Paraná Programa de Pós-Graduação em Teologia Linha Teologia e Sociedade LIVROS DE ENSINO RELIGIOSO: uma produção de conhecimento no período de 1995 a 2010 Isabel Cristina

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA "PIO DÉCIMO" S/C LTDA FACULDADE PIO DÉCIMO. Relatório horário Disciplina por Curso

ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA PIO DÉCIMO S/C LTDA FACULDADE PIO DÉCIMO. Relatório horário Disciplina por Curso Curso: LICENCIATURA LETRAS / 18:00-18:45 LL120015 - SOCIOLOGIA DA EDUCAÇAO - 18:45-19:35 LL120009 - TEXTUAL - 19:35-20:25 LL120009 - TEXTUAL - 20:25-21:15 LL120011 - A II 21:15-22:00 LL120011 - A II II

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM. CURSO: Pedagogia. Período: Não definido. Semestre de Ingresso: 1º. C.H. Teórica: 40h

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM. CURSO: Pedagogia. Período: Não definido. Semestre de Ingresso: 1º. C.H. Teórica: 40h PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Pedagogia Disciplina: Educação de Jovens e Adultos Professor: Renato Ribeiro Período Letivo: 2 sem/2016 Série: 5ª Série 6ª Série Período: Não definido C.H. Teórica:

Leia mais

CALENDÁRIO ACADÊMICO 2014

CALENDÁRIO ACADÊMICO 2014 CALENDÁRIO ACADÊMICO 2014 FEVEREIRO 24 a 28 10 Matrícula 1 o Semestre 2014. Para todos os estudantes de Mestrado e Doutorado. (horário de atendimento: 14h00 às h00). Período de agendamento (anual) dos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE EDITAL N 16/2017 PROGRAD PET CONEXÃO DE SABERES MATEMÁTICA 1 APRESENTAÇÃO 1.1 A (PROGRAD) torna pública a seleção de bolsistas para o grupo PET Conexões de Saberes em Matemática do Curso de Licenciatura

Leia mais

Aula 05 Técnicas de Ensinagem: Tendências pedagógicas e Didática Anna Lucia, M.Sc.

Aula 05 Técnicas de Ensinagem: Tendências pedagógicas e Didática Anna Lucia, M.Sc. Escola Politécnica da Universidade de Pernambuco POLI/UPE Programa de Pós-graduação em Engneharia Civil - PEC Disciplina: Metodologia do Ensino e Pesquisa Tecnológica - MEPT Professora: Emilia Rahnemay

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE FILOSOFIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE FILOSOFIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE FILOSOFIA Nome: Nº 9 a. Série Data: / /2015 Professores: Bento e Alessandro Nota: (valor: 1,0) 4º bimestre A - Introdução Neste semestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não

Leia mais

Projeto do Laboratório de Pesquisa 2013

Projeto do Laboratório de Pesquisa 2013 Projeto do Laboratório de Pesquisa 2013 Descrição O Laboratório de Pesquisa consiste em um grupo de estudos/pesquisa voltado para os alunos da graduação em Direito da Escola de Direito de Brasília-IDP.

Leia mais

Saneamento Ambiental I TH018

Saneamento Ambiental I TH018 Universidade Federal do Paraná Engenharia Ambiental Saneamento Ambiental I TH018 Aula 01 Apresentação da Disciplina Profª Heloise G. Knapik 1 Apresentação Docente Professor: Heloise Garcia Knapik Formação:

Leia mais

FAQ OEC FAQ OEC. FGV ONLINE l 1

FAQ OEC FAQ OEC. FGV ONLINE l 1 FAQ OEC FGV ONLINE l 1 2 l FGV ONLINE SUMÁRIO PERGUNTAS FREQUENTES... 5 Acesso... 5 1. O que é OEC?... 5 2. Eu preciso pagar algum valor para realizar esse curso?... 5 3. Eu posso fazer quantos cursos

Leia mais

REGULAMENTO DO CENTRO DE PESQUISA (CEPES) DA ESCOLA DE DIREITO DE BRASÍLIA EDB/IDP

REGULAMENTO DO CENTRO DE PESQUISA (CEPES) DA ESCOLA DE DIREITO DE BRASÍLIA EDB/IDP REGULAMENTO DO CENTRO DE PESQUISA (CEPES) DA ESCOLA DE DIREITO DE BRASÍLIA EDB/IDP TEXTO COMPILADO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 O presente Regulamento tem por finalidade normatizar as

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU CURSO : PSICOPEDAGOGIA PROJETO A VEZ DO MESTRE A CRIANÇA COM DISLEXIA

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU CURSO : PSICOPEDAGOGIA PROJETO A VEZ DO MESTRE A CRIANÇA COM DISLEXIA UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU CURSO : PSICOPEDAGOGIA PROJETO A VEZ DO MESTRE A CRIANÇA COM DISLEXIA AUTORA: JACQUELINE DA COSTA LOPES BORGES ORIENTADORA : MARY SUE PEREIRA DATA DA

Leia mais

Semestre letivo/ Módulo 4º semestre. Curso: Pedagogia Componente Curricular: Gestão Escolar Carga Horária: 50 horas.

Semestre letivo/ Módulo 4º semestre. Curso: Pedagogia Componente Curricular: Gestão Escolar Carga Horária: 50 horas. FACULDADE SUMARÉ PLANO DE ENSINO Curso: Pedagogia Componente Curricular: Gestão Escolar Carga Horária: 50 horas Semestre letivo/ Módulo 4º semestre Professor(es): Período: 1º Semestre / 2015 Ementa Reflexão

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA NO ESTADO DE SÃO PAULO: REFLEXÃO SOBRE O ESTÁGIO E PRÁTICAS DE ENSINO i

CURSO DE PEDAGOGIA NO ESTADO DE SÃO PAULO: REFLEXÃO SOBRE O ESTÁGIO E PRÁTICAS DE ENSINO i 1 CURSO DE PEDAGOGIA NO ESTADO DE SÃO PAULO: REFLEXÃO SOBRE O ESTÁGIO E PRÁTICAS DE ENSINO i LIMA, Vanda Moreira Machado Faculdade de Ciências e Tecnologia/UNESP- Presidente Prudente, SP Este artigo apresenta

Leia mais

METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO - GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA FAEL ANO LETIVO 2016

METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO - GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA FAEL ANO LETIVO 2016 METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO - GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA FAEL ANO LETIVO 2016 Os processos de avaliação do ensino e da aprendizagem deverão ser contínuos, sistemáticos, abertos, flexíveis e propiciadores da realimentação

Leia mais

Faculdade Educacional de Colombo

Faculdade Educacional de Colombo Faculdade Educacional de Colombo CALENDÁRIO ACADEMICO 2010 JANEIRO FEVEREIRO- 17 dias MARÇO- 23 dias D S T Q Q S S D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 1 2 3 4 5 6 1 2 3 4 5 6 3 4 5 6 7 8 9 7 8 9 10 11 12 13

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Licenciatura EM educação básica intercultural TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Licenciatura EM educação básica intercultural TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Licenciatura EM educação básica intercultural TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Artigo 1º - O Estágio Supervisionado de que trata este regulamento refere-se à formação de

Leia mais

Tecnologias de Informação e Comunicação I Graduação. Prof. Alexandre Rosado

Tecnologias de Informação e Comunicação I Graduação. Prof. Alexandre Rosado Tecnologias de Informação e Comunicação I Graduação Prof. Alexandre Rosado Bloco I Tecnologia e sociedade Introdução à disciplina Formação Graduação em Comunicação Social (UGF, 2004) Mestrado em Educação

Leia mais

FACULDADE SANTA MARIA DA GLÓRIA - SMG REGIMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA

FACULDADE SANTA MARIA DA GLÓRIA - SMG REGIMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA FACULDADE SANTA MARIA DA GLÓRIA - SMG REGIMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA Maringá 01/2017 1 REGIMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA CAPÍTULO I Da Comissão Própria de Avaliação CPA Concepção

Leia mais

Professores do PED criam Mestrado Profissional em Educação: Formação de Formadores. Marli Eliza Dalmazo Afonso de André

Professores do PED criam Mestrado Profissional em Educação: Formação de Formadores. Marli Eliza Dalmazo Afonso de André Compartilhando... Professores do PED criam Mestrado Profissional em Educação: Formação de Formadores Marli Eliza Dalmazo Afonso de André Com muitos anos de experiência na formação de mestrandos e doutorandos

Leia mais

MANUAL DE INSCRIÇÃO EM COMPONENTES CURRICULARES

MANUAL DE INSCRIÇÃO EM COMPONENTES CURRICULARES MANUAL DE INSCRIÇÃO EM COMPONENTES CURRICULARES 2017.1 Cronograma das Inscrições 2017.1 Etapa Pré-inscrição Resultado da pré-inscrição Inscrição Resultado da Inscrição Ajuste On Line Período 14 e 15 de

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Avaliação Educacional Código da Disciplina: EDU 340 Curso: Pedagogia Semestre de oferta da disciplina: 7º Faculdade responsável: Pedagogia Programa em vigência a partir

Leia mais

Edital FUNIARP / MONITORIA nº 024/2016

Edital FUNIARP / MONITORIA nº 024/2016 Edital FUNIARP / MONITORIA nº 024/2016 Dispõe sobre a abertura das inscrições para o Programa de Monitoria do Curso de Engenharia Civil da UNIARP. A REITORIA DA UNIVERSIDADE DO ALTO VALE DO RIO DO PEIXE,

Leia mais

CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA Reconhecido (renovado) pela Portaria SERES/MEC nº 01, de 06/01/2012, Publicada no DOU, de 09/01/2012

CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA Reconhecido (renovado) pela Portaria SERES/MEC nº 01, de 06/01/2012, Publicada no DOU, de 09/01/2012 RESOLUÇÃO Nº 002/ CONSELHO DO CURSO - MEDICINA VETERINÁRIA Regulamento para validação e registro das horas de Atividades Complementares Curso de Medicina Veterinária. O Conselho do Curso de Medicina Veterinária,

Leia mais

Proposta de auto avaliação continuada do curso de Jornalismo

Proposta de auto avaliação continuada do curso de Jornalismo UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO Proposta de auto avaliação continuada do curso de Jornalismo Apresentador: Giulia Micheli POZZOBON

Leia mais

Anima Educação Adapti Ingressante Manual de Instruções 2º Semestre de 2017

Anima Educação Adapti Ingressante Manual de Instruções 2º Semestre de 2017 Anima Educação Adapti Ingressante Manual de Instruções 2º Semestre de 2017 O Adapti Ingressante, por meio das Trilhas do Conhecimento, tem como objetivo auxiliar você, estudante, a relembrar os conteúdos

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA HABILITAÇÃO EM GESTÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA HABILITAÇÃO EM GESTÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA HABILITAÇÃO EM GESTÃO DA INFORMAÇÃO FLORIANÓPOLIS, SC 2011 CAPITULO I CONCEPÇÃO E OBJETIVOS Art. 1º O Curso de Biblioteconomia

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE GEOGRAFIA CURSO DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA E CARTOGRÁFICA I SiRAC - SIMPÓSIO REGIONAL DE AGRIMENSURA E CARTOGRAFIA: A GEODÉSIA E A TOPOGRAFIA NO CENÁRIO

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DA PRONÚNCIA ESCRITA NO ENSINO DE LÍNGUA INGLESA

A UTILIZAÇÃO DA PRONÚNCIA ESCRITA NO ENSINO DE LÍNGUA INGLESA A UTILIZAÇÃO DA PRONÚNCIA ESCRITA NO ENSINO DE LÍNGUA INGLESA *Ananda Cristina de Morais¹ (IC); Márcia Arantes do Vale². 1. Acadêmica - UEG Campus Morrinhos, ananda1929@hotmail.com; 2. Professor Orientador

Leia mais

PLANO DE CARREIRA PARA OS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE E AGENTE DE COMBATE A ENDEMIA

PLANO DE CARREIRA PARA OS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE E AGENTE DE COMBATE A ENDEMIA PLANO DE CARREIRA PARA OS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE E AGENTE DE COMBATE A ENDEMIA Nossa Equipe Coordenadora: Professora Maria José Menezes Brito (Escola de Enfermagem UFMG) Co-coordenador: Professor

Leia mais

Estágio - Experimento Didático. Câmpus Camboriú

Estágio - Experimento Didático. Câmpus Camboriú Estágio - Experimento Didático Câmpus Camboriú O CURSO Formação encadeada Disciplinas planejadas Professores organizados Práticas Articuladas TERCEIRO SEMESTRE Tecnologias no Ensino da Matemática Primeiras

Leia mais

RESUMO DE EVENTOS DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL Semestre 2016/2º

RESUMO DE EVENTOS DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL Semestre 2016/2º ESCOLA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Curso de Serviço Social RESUMO DE EVENTOS DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL Semestre 2016/2º Manaus Amazonas 2016/2º IDENTIFICAÇÃO Diretor Geral Marcelo José Frutuoso Medeiros Reitor

Leia mais

CAMPUS REALENGO II PLANO DE AÇÃO 2016

CAMPUS REALENGO II PLANO DE AÇÃO 2016 CAMPUS REALENGO II PLANO DE AÇÃO 2016 Meta Prioritária 1: Integração do Trabalho Pedagógico Objetivo geral: Integrar os diferentes setores do campus visando à adequação do atendimento às necessidades pedagógicas

Leia mais

Manual de Utilização Sistema MONI

Manual de Utilização Sistema MONI UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE AVALIAÇÃO E APOIO PEDAGÓGICO SeTIC - SUPERINTENDÊNCIA DE GOVERNANÇA ELETRÔNICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Leia mais

SISTEMA DE APOIO EDUCACIONAL

SISTEMA DE APOIO EDUCACIONAL SISTEMA DE APOIO EDUCACIONAL Vandor R. V. Rissoli UnB Gama Apoio CNPq e FAPDF AGENDA Processo Educacional Ambiente Virtual de Aprendizagem Interoperabilidade Sistema Tutor Inteligente Educação Personalizada

Leia mais

MATRÍCULAS ON LINE MANUAL DO DISCENTE

MATRÍCULAS ON LINE MANUAL DO DISCENTE MATRÍCULAS ON LINE MANUAL DO DISCENTE 1 1. Entrar no site do Programa de Pós-graduação e clicar em MATRÍCULA ON LINE, localizado no menu esquerdo da tela. 2 2. O aluno será direcionado para tela ACESSO

Leia mais

São Bernardo do Campo Maio de Antonio Dégas M. N. Storelli. Universidade Metodista de São Paulo

São Bernardo do Campo Maio de Antonio Dégas M. N. Storelli. Universidade Metodista de São Paulo 1 POJETO SOL - ESTRATÉGIA DE UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS DE SUPORTE ON LINE PARA OTIMIZAÇÃO E INTEGRAÇÃO DOS PROCESSOS DE APRENDIZAGEM E ENSINO EM MÓDULOS SEMIPRESENCIAIS NA GRADUAÇÃO São Bernardo do Campo

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS

PROGRAMAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS CENTRO UNIVERSITÁRIO FUNDAÇÃO SANTO ANDRÉ Curso: Licenciatura Plena em Ciências Biológicas Projeto de Estágio Supervisionado do curso de Ciências Biológicas Profa.: Angela Martins Baeder 2005 PROGRAMAÇÃO

Leia mais

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Instituto de Ciências Sociais Aplicadas Curso de Graduação em Serviço Social.

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Instituto de Ciências Sociais Aplicadas Curso de Graduação em Serviço Social. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Instituto de Ciências Sociais Aplicadas Curso de Graduação em Serviço Social Edital 01/2017 NORMAS PARA CONSULTA À COMUNIDADE ACADÊMICA PARA A ESCOLHA DO(A)

Leia mais

HORÁRIO DO CURSO DE PSICOLOGIA Matriz Curricular

HORÁRIO DO CURSO DE PSICOLOGIA Matriz Curricular Matriz Curricular 100108 8h 9h40 10h 11h40 14h - 15h40 16h 17h40 2º Semestre Sala 5 do Prédio 1 - Turma:PS21I Metodologia Teorias em Científica Profª Psicologia Profª Emília Pignata Anchielle Metodologia

Leia mais

Programa de Pós-graduação em Psicologia: Mestrado e Doutorado. Universidade Federal de Pernambuco

Programa de Pós-graduação em Psicologia: Mestrado e Doutorado. Universidade Federal de Pernambuco Programa de Pós-graduação em Psicologia: Mestrado e Doutorado Universidade Federal de Pernambuco Síntese da apresentação 1. Caracterização 2. Linhas de Pesquisa 3. Corpo docente 4. Demanda 5. Fluxo de

Leia mais

Faculdade Boa Viagem

Faculdade Boa Viagem Faculdade Boa Viagem CENTRO DE EMPREENDEDORISMO E INTERNACIONALIZAÇÃO EDITAL Nº 01/2017 DE 01 DE FEVEREIRO DE 2017 O Centro de Empreendedorismo e Internacionalização (CEI) juntamente com a Coordenadoria

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 1503 / 1504 / Licenciatura em Matemática. Ênfase

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 1503 / 1504 / Licenciatura em Matemática. Ênfase Curso 1503 / 1504 /1505 - Licenciatura em Matemática Ênfase Identificação Disciplina 0007216A - Psicologia da Educação Docente(s) Antonio Francisco Marques Unidade Faculdade de Ciências Departamento Departamento

Leia mais

PROJETO CINEMAPSI: ESTRATÉGIA DE PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM PSICOLOGIA

PROJETO CINEMAPSI: ESTRATÉGIA DE PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM PSICOLOGIA CONEXÃO FAMETRO: ÉTICA, CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE XII SEMANA ACADÊMICA ISSN: 2357-8645 RESUMO PROJETO CINEMAPSI: ESTRATÉGIA DE PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM PSICOLOGIA Monique Santos Ysmael Rocha Fátima

Leia mais

PLANO DE ENSINO. DISCIPLINA: DIDÁTICA CARGA HORÁRIA: 80 PROFESSOR: Vallace Chriciano Souza Herran

PLANO DE ENSINO. DISCIPLINA: DIDÁTICA CARGA HORÁRIA: 80 PROFESSOR: Vallace Chriciano Souza Herran / PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: DIDÁTICA CARGA HORÁRIA: 80 PROFESSOR: Vallace Chriciano Souza Herran OBJETIVO GERAL: Estabelecer a discussão crítica sobre os princípios e os pressupostos históricos, filosóficos,

Leia mais

PROGRAMA DE MESTRADO EM DIREITO - UNIMAR Cronograma das atividades docentes e discentes 2º semestre 2014 AGOSTO 2014

PROGRAMA DE MESTRADO EM DIREITO - UNIMAR Cronograma das atividades docentes e discentes 2º semestre 2014 AGOSTO 2014 PROGRAMA DE MESTRADO EM DIREITO - UNIMAR Cronograma das atividades docentes e discentes 2º semestre 2014 AGOSTO 2014 01/08 01/08 01/08 01/08 02/08 02/08 02/08 02/08 08/08 08/08 08/08 08/08 09/08 09/08

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 2º Semestre EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 2º Semestre EMENTA Plano de Ensino EIXO TECNOLÓGICO: GESTÃO E NEGÓCIOS IDENTIFICAÇÃO CURSO: Curso Superior em Administração FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO EM BIOTECNOLOGIA I/2015

ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO EM BIOTECNOLOGIA I/2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS SÃO GABRIEL CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO EM BIOTECNOLOGIA I/2015 Coordenação de Estágios do Curso de Biotecnologia da Universidade

Leia mais

PREPARAÇÃO DE PROJETOS, FORMAS DE REGISTRO E AVALIAÇÃO

PREPARAÇÃO DE PROJETOS, FORMAS DE REGISTRO E AVALIAÇÃO PREPARAÇÃO DE PROJETOS, FORMAS DE REGISTRO E AVALIAÇÃO Profª. Ms. Fabiana Chinalia FACULDADES COC 11 e 12 de maio http://verainfedu.files.wordpress.com/2008/10/legal1.gif Vamos conversar um pouco sobre

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 4º Semestre EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 4º Semestre EMENTA Plano de Ensino EIXO TECNOLÓGICO: GESTÃO E NEGÓCIOS IDENTIFICAÇÃO CURSO: Curso Superior em Administração FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA RESOLUÇÃO N o 01/2017, DO CONSELHO DE GRADUAÇÃO Altera o Calendário Acadêmico da Graduação para o ano letivo de 2017, aprovado pela Resolução n o 08/2016 do Conselho de Graduação, para os campi de Uberlândia,

Leia mais

FORMAÇÃO DE PEDAGOGOS NA ERA DAS TICs

FORMAÇÃO DE PEDAGOGOS NA ERA DAS TICs FORMAÇÃO DE PEDAGOGOS NA ERA DAS TICs BRASÃO, Mauricio dos Reis UNIUBE - mbrasao@gmail.com RESENDE, Marilene Ribeiro - UNIUBE - marilene.resende@uniube.br PRATA-LINHARES, Martha Maria UFTM - marthaml@terra.com.br

Leia mais

Objetivo Geral: Objetivos Específicos:

Objetivo Geral: Objetivos Específicos: Disciplina: Gestão e Organização do Trabalho Pedagógico Código da disciplina: EDU 339 Semestre de oferta da disciplina: 7º Faculdade responsável: Pedagogia Programa em vigência a partir de: 2015 Número

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Curso: Pedagogia. Disciplina: Planejamento e Avaliação Educacional. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 6º

PLANO DE ENSINO. Curso: Pedagogia. Disciplina: Planejamento e Avaliação Educacional. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 6º PLANO DE ENSINO 2016 Curso: Pedagogia Disciplina: Planejamento e Avaliação Educacional Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 6º 1 - Ementa (sumário resumo) Aspectos históricos e socioeconômicos

Leia mais

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso de Educação Física

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso de Educação Física Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso de Educação Física A presente pesquisa foi realizada maio de 2011 na Unidade de Duque de Caxias, tendo como universo

Leia mais

Como obter o Microsoft Office 365 ProPlus para seu computador, tablet ou smartphone

Como obter o Microsoft Office 365 ProPlus para seu computador, tablet ou smartphone Como obter o Microsoft Office 365 ProPlus para seu computador, tablet ou smartphone Prezados. A UNIUBE/Sociedade Educacional Uberabense estabeleceu uma parceria com a Microsoft para fornecer, SEM CUSTO,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI

UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI SELEÇÃO DE MONITOR VOLUNTÁRIO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE - FCBS UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI CAMPUS JK. O Departamento de Educação

Leia mais

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso superior de Engenharia de Petróleo e Gás

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso superior de Engenharia de Petróleo e Gás Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso superior de Engenharia de Petróleo e Gás A presente pesquisa foi realizada em dezembro de 2010 na Unidade de Duque

Leia mais

Regulamenta a oferta de disciplinas na modalidade semipresencial no Curso de Graduação em Ciências Contábeis:

Regulamenta a oferta de disciplinas na modalidade semipresencial no Curso de Graduação em Ciências Contábeis: UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS Resolução nº 003/2015-CCGCC/CCSA Regulamenta a oferta de disciplinas na modalidade

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso 08LEM11 - Licenciatura em Educação Musical. Ênfase

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso 08LEM11 - Licenciatura em Educação Musical. Ênfase Curso 08LEM11 - Licenciatura em Educação Musical Ênfase Identificação Disciplina LEM1275T1 - Educação Musical I Docente(s) Margarete Arroyo Unidade Instituto de Artes Departamento Departamento de Música

Leia mais

Programa Sentidos Urbanos: patrimônio e cidadania

Programa Sentidos Urbanos: patrimônio e cidadania Casa do Patrimônio de Ouro Preto Programa Sentidos Urbanos: patrimônio e cidadania Simone Monteiro Silvestre Fernandes Escritório Técnico de Ouro Preto Superintendência do Iphan em Minas Gerais OURO PRETO

Leia mais

DEFICIÊNCIA INTELECTUAL: TECNOLOGIA ASSISTIVA E A COMUNICAÇÃO

DEFICIÊNCIA INTELECTUAL: TECNOLOGIA ASSISTIVA E A COMUNICAÇÃO 20 DEFICIÊNCIA INTELECTUAL: TECNOLOGIA ASSISTIVA E A COMUNICAÇÃO Eixo: Práticas para Educação Especial AZAMUR, Mirian 1 DAVID, Mônica Cristiane 2 GOES, Celma Tessari de 3 LIMA, Cristiane de Fátima dos

Leia mais

Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais Alves Fortes MANUAL COORDENADOR

Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais Alves Fortes MANUAL COORDENADOR MANUAL DO COORDENADOR COLABORADORES Prof.ª Rogéria Aparecida de Souza Oliveira Prof. Allan Lima Ferreira Prof. Roque Hudson da Silveira Resolução Direção/FACE nº 12, de 01 de Janeiro de 2010. Regula o

Leia mais

EDITAL AUXÍLIO PUBLICAÇÃO & EDITORAÇÃO 2013 PROGRAMA DE FOMENTO À PESQUISA NA UFF

EDITAL AUXÍLIO PUBLICAÇÃO & EDITORAÇÃO 2013 PROGRAMA DE FOMENTO À PESQUISA NA UFF EDITAL AUXÍLIO PUBLICAÇÃO & EDITORAÇÃO 2013 PROGRAMA DE FOMENTO À PESQUISA NA UFF Os produtos de publicação científica (artigos, livros e capítulos de livros) são o resultado de um processo que exige uma

Leia mais

P.A.I. PROGRAMA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

P.A.I. PROGRAMA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL P.A.I. PROGRAMA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL O QUE É O P.A.I? O PAI - Programa de Avaliação Institucional, promove os processos de avaliação internos baseados nos preceitos do Ministério da Educação e da

Leia mais

A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS. Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL

A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS. Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL Município: São Francisco de Paula COOPESERRA - Colégio Expressão INTRODUÇÃO O

Leia mais

PLANO DE PATROCÍNIO EVENTO REGIONAL VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL

PLANO DE PATROCÍNIO EVENTO REGIONAL VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL PLANO DE PATROCÍNIO EVENTO REGIONAL VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL Dir. Nac. de Marketing Jun/13 APRESENTAÇÃO A cidade mais badalada de Santa Catarina, que durante o verão atrai mais de um milhão de turistas,

Leia mais

O papel da assessoria no Projeto Letras2.0. Luciana Viter Simone Lima

O papel da assessoria no Projeto Letras2.0. Luciana Viter Simone Lima O papel da assessoria no Projeto Letras2.0 Luciana Viter Simone Lima Quem somos? Luciana Nunes Viter Licenciada em Letras (Português- Inglês), especialista em Informática na Educação, mestre em Linguística

Leia mais

PAUTA DA REUNIÃO DE PAIS DO 8º e 9º ANOS 15/02/2017

PAUTA DA REUNIÃO DE PAIS DO 8º e 9º ANOS 15/02/2017 COMUNICADO 13/2017 OBJETIVOS DA REUNIÃO PAUTA DA REUNIÃO DE PAIS DO 8º e 9º S 15/02/2017 Orientações sobre o trabalho pedagógico e a rotina escolar de 2017. Estabelecimento de parceria Escola-Família.

Leia mais

Normas da disciplina TCC (Trabalho de Conclusão de Curso)

Normas da disciplina TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) 1. Aluno Normas da disciplina TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) Manual do Aluno 1.1 O TCC é o produto de uma atividade a ser desenvolvida individualmente. 1.2 É de responsabilidade do aluno procurar

Leia mais

Resolução nº 09, de 05 de fevereiro de 2009

Resolução nº 09, de 05 de fevereiro de 2009 Resolução nº 09, de 05 de fevereiro de 2009 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CONSELHO UNIVERSITÁRIO Resolução nº 09, de 05 de fevereiro de 2009 A Presidente do Conselho Universitário da Universidade Federal

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DE ESTAGIO CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTORIA LICENCIATURA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO

REGIMENTO INTERNO DE ESTAGIO CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTORIA LICENCIATURA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO REGIMENTO INTERNO DE ESTAGIO CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTORIA LICENCIATURA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Dispõe sobre o cumprimento da carga horária de Estágio Supervisionado

Leia mais

Educar pela Pesquisa?

Educar pela Pesquisa? UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO Rede de estudos e colaboração para inclusão social e desenvolvimento da cultura científica Projeto nº: 67049. Aprovado pelo Edital 055/2012 Programa Novos Talentos Capes

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação Page 1 of 5 Ministério da Educação Nº 1087 - Terça feira, 6 de janeiro de 2009 Gabinete do Ministro - Portaria nº 1, de 5 de janeiro de 2009 Aprova, em extrato, o instrumento de avaliação para reconhecimento

Leia mais

NORMAS REFERENTES ÀS ATIVIDADES FORMATIVAS DO CURSO DE NUTRIÇÃO

NORMAS REFERENTES ÀS ATIVIDADES FORMATIVAS DO CURSO DE NUTRIÇÃO NORMAS REFERENTES ÀS ATIVIDADES FORMATIVAS DO CURSO DE NUTRIÇÃO Componente curricular Atividades Formativas obrigatórias do Curso de Nutrição, da Universidade Federal do Paraná. Art. 1º. As Atividades

Leia mais

IV Encontro Pedagógico do IFAM 2016 DIRETORIA DE ENSINO MÉDIO E TÉCNICO SISTÊMICA DET/PROEN

IV Encontro Pedagógico do IFAM 2016 DIRETORIA DE ENSINO MÉDIO E TÉCNICO SISTÊMICA DET/PROEN DIRETORIA DE ENSINO MÉDIO E TÉCNICO SISTÊMICA DET/PROEN AVALIAÇÃO DOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO DO IFAM Lei Nª 11.872/2008 Art. 7ª - Objetivos dos Institutos Federais: I - ministrar educação profissional

Leia mais