Perspectivas do mercado de tratamento de águas e efluentes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Perspectivas do mercado de tratamento de águas e efluentes"

Transcrição

1 por Bruna Lavrini Perspectivas do mercado de tratamento de águas e efluentes Segundo fontes do setor, 2013 deve ser mais promissor do que 2012 O ano de 2012 está acabando e é necessário fazer um balanço sobre o que aconteceu este ano, o que pode se esperar para o próximo e como ficam as projeções para os anos que vêm pela frente. Principalmente, quando lembramos que o Brasil está há menos de dois anos de sediar a Copa do Mundo e, que em breve, mais precisamente em 2016, o país será palco dos Jogos Olímpicos, sediados pela cidade maravilhosa, Rio de Janeiro. Toda essa reflexão não deixa de fora quem faz parte do setor de águas e efluentes, para as fontes do mercado, este ano foi relativamente morno e as expectativas são de que, 2013, seja o contrário do que foi Recentemente, o Instituto Trata Brasil lançou um novo ranking dos avanços e desafios para a universalização do saneamento básico. Para realizar o estudo, o instituto contou com a parceria da GO Associados, consultoria especializada em saneamento básico, e com o SNIS Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento Básico o banco de dados é mantido pelo Ministério das Cidades. A base do estudo do Instituto Trata Brasil são os dados coletados durante o ano de A pesquisa tem três objetivos principais: mostrar a situação do saneamento básico nas maiores cidades, valorizar os esforços das melhores colocadas e incentivar as demais a evoluir. O estudo revelou que o índice médio de atendimento da população com água tratada nas 100 maiores cidades brasileiras foi de 90,94%, ou seja, maior que a média nacional de 81,1%. Em 89 das cidades, 80% ou mais da população é atendida com água tratada 20 delas 10

2 com cobertura de 100%. Por outro lado, 11 cidades apresentaram atendimento inferior a 80% da população. No que se refere a coleta de esgoto, o levantamento concluiu que a maioria dos municípios ainda está longe de ter um serviço universalizado a todas as camadas populacionais. Das 100 cidades analisadas, 59,1% têm coleta de esgoto para os cidadãos. No entanto, apenas 5 municípios todos da região Sudeste afirmaram ter a prestação de serviço para 100% da população. O quesito tratamento de esgoto é um dos mais preocupantes, 40 cidades das 100 que foram estudadas, em 2010, trataram apenas 20% de todo o esgoto recolhido. Apenas 15 municípios mostraram mais cuidado com o material gerado, a compilação de dados afirma que nesses locais o índice de tratamento é superior a 70%. Seis dessas cidades apresentam dados ainda melhores, com mais de 81% de todo o esgoto devidamente tratado. Para Édison Carlos, presidente do Instituto Trata Brasil, os dados mostram que o Brasil ainda tem um longo caminho para alcançar a universalização do saneamento básico, apesar dos avanços que podem ser observados e que devem ter seu mérito. Os dados que são mostrados pelo estudo, vão de acordo com o que palpa o mercado que faz parte da cadeia que ajuda a universalizar o saneamento básico entre as populações de todas as cidades e estados brasileiros. Para Paulo Lisboa, gerente de marketing para a América Latina, da Xylem Inc., multinacional especializada em soluções para o mercado de águas e tratamento de efluentes, este ano foi abaixo das expectativas do mercado, principalmente no que se refere a obras governamentais. O ano de 2012 deve encerrar como mais um onde as expectativas foram grandes, mas as realizações, abaixo do esperado. Acreditávamos que, por ser este o segundo ano dos novos governos federal e estadual, seriam retomados os projetos que ficaram de certa forma parados em O Mercado esperava que este fosse o ano em que as novas gestões tomassem o controle de suas máquinas administrativas, mas isso aconteceu abaixo do esperado. A opinião de Lisboa não é exclusiva. Segundo Vera Grego, gerente comercial da Degremont, empresa especializada no tratamento de águas e efluentes, muito do que era esperado para 2012 ficou só no papel. O cenário de 2012 não se mostrou tão promissor quanto se esperava. Grandes projetos industriais foram adiados. O mesmo cenário se aplica ao mercado público brasileiro. 11

3 O que vem por aí Diferentemente do que será deixado para trás, 2013 já está sendo aguardado com boas expectativas e clima de otimismo pelo mercado. As empresas esperam que o que foi iniciado e não teve andamento em 2012 seja concretizado e, para o gerente de marketing da Xylem Inc., o período em que se encontra os atuais governos será uma boa influência para o setor. O ano deve começar com esperanças renovadas, pois este setor é muito dependente de ações governamentais e a história nos mostra que sempre a segunda metade dos mandatos são de maiores realizações, aposta Lisboa. A tendência que é citada por Paulo Lisboa é sentida pelo mercado como um todo. Rogério Toledo de Almeida, diretor comercial da EP Engenharia de Processo, empresa especializada em desenvolvimento e implantação de soluções para tratamento de águas As regiões do Brasil com aquecimento para o mercado industrial de água e efluentes, tem sido Centro Oeste e Nordeste (Maranhão, Piauí e Tocantins) que irão abrigar novas fábricas de papel e celulose Vera Greco - gerente comercial da Degremont e efluentes, afirma que 2012 serviu para firmar um bom cenário para o setor, oportunidades que serão aproveitadas no próximo ano. Tendo em vista o aumento de demanda que houve este ano para fornecimento de sistemas de tratamento de água e efluentes, bem como estações de reciclagem de água, o cenário atual é bastante promissor e otimista. Uma vez que o Brasil passa por uma fase de grande investimento em infraestrutura, em incentivo à indústria local e com investimentos devido aos grandes eventos esportivos que ocorrerão no país, opina Almeida. O diretor comercial da EP Engenharia ainda acrescenta a importância do fator ambiental e a conscientização que vem sendo proliferada entre as camadas do poder público e privado. Atrelado a esses fatores, as leis ambientais e a conscientização das pessoas e empresas em relação à conservação do meio ambiente impulsionam ainda mais o setor de tratamento de água e efluentes. Foto: Dreamstime 12

4 Vitor Collette, gerente comercial da Degremont, compartilha da opinião dos colegas do setor e comenta sobre as Parcerias Público-Privadas (PPPs). Para 2013, a perspectiva no setor industrial é a retomada dos projetos que ficaram adiados em 2012, o que traria boas perspectivas para o setor de águas. A formação de algumas importantes PPPs também devem trazer boas perspectivas para o mercado público em Para Carlos Eduardo Kurlbaum, diretor da Kemira Chemicals para a América Latina, empresa especializada em química para água, as obras do Programa de Aceleramento do Crescimento (PAC), trazem bons horizontes para o setor. Na cidade do Rio de Janeiro, por exemplo, a expectativa é de que a vazão do esgoto coletado e tratado na maior estação da cidade, dobre de valor até As obras de interligação estão acontecendo em ritmo acelerado. Em São Paulo, a maior estação de esgotos da região da grande São Paulo tem um aumento de capacidade previsto para 2013 e previsão de aumento de 50% da capacidade atual até No que se refere a regiões que apresentam um mercado mais aquecido para o setor, os membros do mercado afirmam que está havendo um movimento de descentralização da região Sul e Sudeste para as demais. A EP, que predominantemente atuou na região de São Paulo, tem desenvolvido importantes trabalhos de tratamento e reciclagem de água na região Nordeste. O aumento de poder aquisitivo do população e a demanda de produtos que ele traz, aliado a incentivos fiscais, tem levado até essa região uma grande quantidade de investimentos e projetos de grande porte, exemplifica o diretor comercial da EP Engenharia. Mais específica, Vera Greco, gerente comercial da Degremont, afirma que a instalação de fábricas de celulose em algumas regiões, torna alguns Estados mais interessantes para o mercado. As regiões do Brasil com aquecimento para Foto: Dreamstime o mercado industrial de água e efluentes, tem sido Centro Oeste e Nordeste (Maranhão, Piauí e Tocantins) que irão abrigar novas fábricas de papel e celulose. Paulo Lisboa, gerente de marketing da Xylem Inc., afirma que, além das regiões Nordeste e Centro Oeste, o Sul do país tem apresentado boas perspectivas ao setor e explica o por quê. Particularmente, nossa empresa tem notado um bom movimento de negócios nas regiões Centro Oeste e Sul. Podemos creditar parte dessa movimentação a decisão de governos locais por abrir concessões de operação do setor de saneamento à iniciativa privada. O que vemos com bons olhos, pois além de agilizar a execução de projetos por força de contratos, essas empresas geralmente aplicam o conceito do melhor preço e não do menor preço. Ou seja, eficiência operacional é chave para que lucrem o esperado pelos acionistas e o conceito de análise do custo de investimento inicial, versus o custo operacional, durante a vigência do contrato de concessão é amplamente utilizado privilegiando projetos que nem sempre são os mais baratos, mas que trarão melhores resultados ao longo dos anos, 13

5 explica Lisboa. O que nos deixa satisfeitos é que esse fenômeno, que todos consideramos o mais saudável, também começa a ter adeptos nas empresas públicas e essas já se mostram abertas a ouvir propostas com tecnologias embarcadas bem maiores que algum tempo atrás. O gerente de marketing da Xylem ainda comenta sobre as tecnologias aplicadas em território nacional e o que o mercado oferece de novidade em soluções. Muito do que se pode oferecer como tecnologias avançadas para o setor de saneamento vem de propostas aplicadas fora do país, em regiões com Europa e EUA. Até aqui as obras para a Copa do Mundo estão muito concentradas nos estádios e arredores, o que não tem beneficiado as empresas que se dedicam ao setor de saneamento. Também aqui depositamos nossas esperanças de melhores negócios para 2013 Paulo Lisboa, gerente de marketing para a América Latina da Xylem Produtos e sistemas que ofereçam economia de energia, aumento de capacidade de tratamento de água e esgoto com baixo investimento em plantas existentes e melhorias nos processos de tratamento. Principalmente na parte do esgoto tratado que depois retorna ao meio ambiente, as tecnologias aplicadas nas propostas externas são as que mais podem ajudar no desenvolvimento de nosso país, finaliza Lisboa. Copa do Mundo e Olímpiadas Mais uma vez, a unanimidade impera entre as fontes do setor. Para eles, os eventos de 2014 e 2016 podem influenciar o mercado de maneira positiva, mas, de modo geral, esse movimento ainda não ocorreu. Até aqui as obras para a Copa do Mundo estão muito concentradas nos estádios e arredores, o que não tem beneficiado as empresas que se dedicam ao setor de saneamento. Também aqui depositamos nossas esperanças de melhores negócios para 2013, pois afinal já teremos a Copa das Confederações no meio do ano e o Campeonato Mundial em si está muito próximo, prevê Lisboa. Débora Takahashi, especialista técnica de Dow Microbial Control, empresa especializada em soluções químicas para tratamento de águas e efluentes, fala da demanda que pode ser gerada pelo grande número de turistas que devem chegar ao nosso país, em virtude dos eventos. No setor de biocidas, tanto a Copa do Mundo como os Jogos Olímpicos vão mudar muito o setor. Com a chegada de inúmeros visitantes estrangeiros ao nosso país, os hotéis, shoppings e locais públicos em geral devem se preocupar com a contaminação de torre de resfriamento de ar condicionado por Legionella, esta bactéria contamina as torres causando doenças pulmonares, opina Débora. O diretor da Kemira, afirma que, para a empresa, os eventos vêm influenciando diretamente o volume de negócios. É nítida a aceleração das obras nas cidades sedes da Copa do Mundo e Jogos Olímpicos. No caso da Kemira existe uma relação direta entre o volume da água, efluente e esgoto tratado com seu volume de negócios, finaliza Carlos Eduardo Kurlbaum. 14

Simpósio Estadual Saneamento Básico e Resíduos Sólidos: Avanços Necessários MPRS 20.08.2015

Simpósio Estadual Saneamento Básico e Resíduos Sólidos: Avanços Necessários MPRS 20.08.2015 Simpósio Estadual Saneamento Básico e Resíduos Sólidos: Avanços Necessários MPRS 20.08.2015 O saneamento básico no Brasil não condiz com o país que é a 7ª. economia do mundo da população não possui coleta

Leia mais

Pesquisa Principais Investimentos em Infraestrutura no Brasil

Pesquisa Principais Investimentos em Infraestrutura no Brasil Pesquisa Principais Investimentos em Infraestrutura no Brasil PATROCINADOR INICIATIVA REALIZAÇÃO SUBCAPA O trabalho e a pesquisa O TRABALHO E A PESQUISA A 4ª edição do relatório principais investimentos

Leia mais

Mecanismo de Garantia para Eficiência Energética e Energias Renováveis (EEGM) Alvaro Silveira Atla Consultoria

Mecanismo de Garantia para Eficiência Energética e Energias Renováveis (EEGM) Alvaro Silveira Atla Consultoria Mecanismo de Garantia para Eficiência Energética e Energias Renováveis (EEGM) Alvaro Silveira Atla Consultoria Institucional Quem somos? O Programa das Nações Unidas para o desenvolvimento (PNUD) é o órgão

Leia mais

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA 2 Caixa, patrimônio dos brasileiros. Caixa 100% pública! O processo de abertura do capital da Caixa Econômica Federal não interessa aos trabalhadores e à população

Leia mais

A locomotiva de concreto

A locomotiva de concreto A locomotiva de concreto 16 KPMG Business Magazine Construção civil supera período de estagnação, mas ainda há gargalos que podem comprometer o ritmo de investimentos A construção civil no Brasil não para

Leia mais

Nordeste atrai novos investimentos em celulose

Nordeste atrai novos investimentos em celulose Reportagem de Capa Agência Vale Nordeste atrai novos investimentos em celulose O PAPEL - Março 2010 O sul da Bahia já tem exemplos de sucesso, como as fábricas da Veracel e da Suzano. Agora, os Estados

Leia mais

2013 Inventta Todos os direitos reservados.

2013 Inventta Todos os direitos reservados. Agenda Quem Somos Gerindo a Inovação nas Empresas Estímulos Governamentais à Inovação Resultados da pesquisa FDC/Inventta Conclusões O GRUPO A Inventta é uma consultoria especializada em gestão da inovação,

Leia mais

Discurso do Presidente. Dr Marco Antonio Mroz, Secretário de Estado Adjunto de Saneamento e Recursos Hídricos

Discurso do Presidente. Dr Marco Antonio Mroz, Secretário de Estado Adjunto de Saneamento e Recursos Hídricos Discurso do Presidente Dr Marco Antonio Mroz, Secretário de Estado Adjunto de Saneamento e Recursos Hídricos Dra Dilma Pena, Presidente da Sabesp Dr Carlos Roberto dos Santos, Diretor de Engenharia e Qualidade

Leia mais

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS Gestão de Administração e Finanças Gerência de Desenvolvimento Humano e Responsabilidade Social Junho/2014 Desenvolvimento Sustentável Social Econômico

Leia mais

Infraestrutura no Brasil

Infraestrutura no Brasil www.pwc.com.br Infraestrutura no Brasil Como agregar valor e gerenciar a complexidade de ativos de capital, programas ou portfólios de médio a grande porte (greenfield ou brownfield). O contexto de infraestrutura

Leia mais

Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar

Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar AGENDA BAHIA Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar Além das reformas tributária e trabalhista, país precisa investir em infraestrutura eficaz, na redução do custo da energia

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

Apresentação de Resultados 4T10

Apresentação de Resultados 4T10 Apresentação de Resultados 4T10 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Administração da Companhia sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações

Leia mais

Sustentabilidade das Edificações Utilizando Energia Solar para Aquecimento de Água

Sustentabilidade das Edificações Utilizando Energia Solar para Aquecimento de Água Seminário: COPA DO MUNDO DE 2014 NORMATIZAÇÃO PARA OBRAS SUSTENTÁVEIS Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado Sustentabilidade das Edificações Utilizando Energia

Leia mais

POLÍTICA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

POLÍTICA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA POLÍTICA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA ESTEVÃO FREIRE estevao@eq.ufrj.br DEPARTAMENTO DE PROCESSOS ORGÂNICOS ESCOLA DE QUÍMICA - UFRJ Tópicos: Ciência, tecnologia e inovação; Transferência de tecnologia; Sistemas

Leia mais

Innovation in Building Chemicals

Innovation in Building Chemicals Innovation in Building Chemicals MC-Bauchemie Soluções inovadoras em produtos químicos para construção A MC-Bauchemie Brasil, subsidiária do grupo multinacional alemão MC-Bauchemie, possui mais de 50 anos

Leia mais

EDIÇÃO COMEMORATIVA POST SHOW. A maior feira da indústria de alimentos e bebidas tem UM nome. www.fispaltecnologia.com.br

EDIÇÃO COMEMORATIVA POST SHOW. A maior feira da indústria de alimentos e bebidas tem UM nome. www.fispaltecnologia.com.br EDIÇÃO COMEMORATIVA POST SHOW 2014 A maior feira da indústria de alimentos e bebidas tem UM nome www.fispaltecnologia.com.br Fispal Tecnologia, a 30ª edição! Se tem uma edição da Fispal Tecnologia que

Leia mais

CAF: Um banco de desenvolvimento ao serviço da água na América Latina

CAF: Um banco de desenvolvimento ao serviço da água na América Latina CAF: Um banco de desenvolvimento ao serviço da água na América Latina Apoio financeiro e técnico no setor água O CAF apoia os esforços que os países da região realizam para garantir que toda a população

Leia mais

Suzano: atualização e mais qualidade de informações com SAP Business Suite powered by HANA

Suzano: atualização e mais qualidade de informações com SAP Business Suite powered by HANA Suzano: atualização e mais qualidade de informações com SAP Business Suite powered by HANA Geral Executiva Nome da Suzano Papel e Celulose Indústria Papel e celulose Produtos e Serviços Celulose de eucalipto,

Leia mais

A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES

A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES O Brasil ingressa em um novo ciclo de desenvolvimento A economia brasileira continuarácrescendo firmemente nos

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

COPA. Copa de 2014, Desafios e Oportunidades JOÃO ALBERTO VIOL. Vice-Presidente Nacional ABECE - ABCIC. 29 de Outubro 2009

COPA. Copa de 2014, Desafios e Oportunidades JOÃO ALBERTO VIOL. Vice-Presidente Nacional ABECE - ABCIC. 29 de Outubro 2009 COPA Copa de 2014, Desafios e Oportunidades JOÃO ALBERTO VIOL Vice-Presidente Nacional ABECE - ABCIC 29 de Outubro 2009 1 SINAENCO Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva

Leia mais

O Quadro de Desigualdades Habitacionais e o Saneamento no Rio de Janeiro

O Quadro de Desigualdades Habitacionais e o Saneamento no Rio de Janeiro OBSERVATÓRIO DAS METRÓPOLES, AÇÃO URBANA E FUNDAÇÃO BENTO RUBIÃO PROGRAMA DE FORMAÇÃO: POLÍTICAS PÚBLICAS E O DIREITO À CIDADE O Quadro de Desigualdades Habitacionais e o Saneamento no Rio de Janeiro Ana

Leia mais

Plásticos: soluções modernas para o saneamento. Rogerio Kohntopp Tecnologia, Qualidade, Sustentabilidade e Inovação

Plásticos: soluções modernas para o saneamento. Rogerio Kohntopp Tecnologia, Qualidade, Sustentabilidade e Inovação Plásticos: soluções modernas para o saneamento Rogerio Kohntopp Tecnologia, Qualidade, Sustentabilidade e Inovação Visão, Missão e Valores Visão Missão Valores Temos certeza que o lugar onde as pessoas

Leia mais

UM POUCO SOBRE A COPA DO MUNDO NO BRASIL

UM POUCO SOBRE A COPA DO MUNDO NO BRASIL UM POUCO SOBRE A COPA DO MUNDO NO BRASIL Julho/2013 Em 2014, o Brasil sediará a Copa do Mundo e em 2016 as Olimpíadas. Os brasileiros efetivamente são apaixonados por futebol e quando foi divulgado que

Leia mais

O MAIS COMPLETO SISTEMA DE MONITORAMENTO E ANÁLISE DO MERCADO BRASILEIRO DA CONSTRUÇÃO!

O MAIS COMPLETO SISTEMA DE MONITORAMENTO E ANÁLISE DO MERCADO BRASILEIRO DA CONSTRUÇÃO! O MAIS COMPLETO SISTEMA DE MONITORAMENTO E ANÁLISE DO MERCADO BRASILEIRO DA CONSTRUÇÃO! A evolução da indústria da construção civil A indústria da construção civil evoluiu, assumiu um papel importante

Leia mais

Relatório de Clipping BÁSICA COMUNICAÇÕES

Relatório de Clipping BÁSICA COMUNICAÇÕES Relatório de Clipping BÁSICA COMUNICAÇÕES Cliente: Famiglia Zanlorenzi Inserções na mídia: 18 Período: Fevereiro de 2015 VEÍCULO: Portal Supermercado Moderno - Notícias PÁGINA: www.sm.com.br/editorias/ultimas-noticias/consumo-em-alta-fazindustria-reforcar-oferta-de-suco-detox-25731.html

Leia mais

midiakit2012 A cadeia da construção merece uma revista de grande visibilidade

midiakit2012 A cadeia da construção merece uma revista de grande visibilidade construção, infraestrutura e sustentabilidade midiakit2012 A cadeia da construção merece uma revista de grande visibilidade www.grandesconstruções.com.br conjunto de mídias que funcionam Revista proposta

Leia mais

Caio Luiz de Carvalho Presidente

Caio Luiz de Carvalho Presidente Caio Luiz de Carvalho Presidente Os desafios do Brasil Deixar de ser espectador e se tornar ator do processo. Todos os brasileiros. Profissionais ou espectadores, envolvidos diretamente ou não. Muitas

Leia mais

Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014. O que o Brasil já ganhou com a Copa

Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014. O que o Brasil já ganhou com a Copa Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014 O que o Brasil já ganhou com a Copa 2 O que o Brasil já ganhou com a Copa Investimentos A Copa do Mundo é um grande investimento para todos brasileiros Os únicos

Leia mais

Visão Estratégica de Longo Prazo.

Visão Estratégica de Longo Prazo. Visão Estratégica de Longo Prazo. João Pessoa PB. Outubro de 2013 O MERCADO COMUM DO NORDESTE Adm. José Queiroz de Oliveira ESPECIALISTA PREVÊ SECAS MAIS INTENSAS E LONGAS NO NORDESTE. SE O HOMEM NORDESTINO

Leia mais

5 Case Stara. Cristiano Buss *

5 Case Stara. Cristiano Buss * Cristiano Buss * Fundada em 1960, a Stara é uma fabricante de máquinas agrícolas. De origem familiar, está instalada em Não-Me-Toque, no norte do Estado; Em seis anos, cresceu 11 vezes, com baixo nível

Leia mais

BRASIL 2015: O VERDADEIRO RESULTADO DA COPA

BRASIL 2015: O VERDADEIRO RESULTADO DA COPA BRASIL 2015: O VERDADEIRO RESULTADO DA COPA Brasil, 2007 PIB R$ 1,8 trilhão Alfabetização 88,6% Expec. de Vida 71,7 anos PIB per capita US$ 8.402 Fonte: ONU e IBGE Brasil, 2015 PIB R$ 2,1 trilhões Alfabetização

Leia mais

EEGM Mecanismo de Garantia de Eficiência Energética. Alvaro Silveira

EEGM Mecanismo de Garantia de Eficiência Energética. Alvaro Silveira EEGM Mecanismo de Garantia de Eficiência Energética Alvaro Silveira Institucional Quem somos? O Programa das Nações Unidas para o desenvolvimento (PNUD) é o órgão da Organização das Nações Unidas (ONU)

Leia mais

O MELHOR DA CONSTRUÇÃO EM UM SÓ LUGAR. 01 a 04 de OUTUBRO RIOCENTRO. www.feiraconstruir.com.br/rio

O MELHOR DA CONSTRUÇÃO EM UM SÓ LUGAR. 01 a 04 de OUTUBRO RIOCENTRO. www.feiraconstruir.com.br/rio O MELHOR DA CONSTRUÇÃO EM UM SÓ LUGAR RIOCENTRO 01 a 04 de OUTUBRO www.feiraconstruir.com.br/rio UM RIO EM PLENO VAPOR Grandes projetos e investimentos desenvolvendo nosso estado PRINCIPAIS EIXOS DE CRESCIMENTO

Leia mais

Boletim Informativo do Grupo Premodisa

Boletim Informativo do Grupo Premodisa Nº34 JUN. 2014 Boletim Informativo do Grupo Premodisa Novo galpão da Translap Veículos pesados ganham espaço interno para manutenção, trazendo mais agilidade à logística de transporte do Grupo Premodisa.

Leia mais

A Política Nacional de Resíduos Sólidos e a questão dos Resíduos Sólidos Urbanos no Estado do Rio de Janeiro. Quanto à origem Sujeitos à lei

A Política Nacional de Resíduos Sólidos e a questão dos Resíduos Sólidos Urbanos no Estado do Rio de Janeiro. Quanto à origem Sujeitos à lei A Política Nacional de Resíduos Sólidos e a questão dos Resíduos Sólidos Urbanos no Estado do Rio de Janeiro. A política Nacional de resíduos sólidos é muito importante na história do gerenciamento de

Leia mais

DISCURSO DE POSSE. Sinto-me extremamente honrado ao assumir a Presidência da ACISB/CDL nesta cerimônia, agradeço a Deus por este momento.

DISCURSO DE POSSE. Sinto-me extremamente honrado ao assumir a Presidência da ACISB/CDL nesta cerimônia, agradeço a Deus por este momento. DISCURSO DE POSSE Boa Noite a todos! Cumprimento o ex-diretor presidente Sebastião Calais, o Prefeito Leris Braga, o vice-prefeito Alcemir Moreira, o presidente da Câmara de Vereadores Juarez Camilo, o

Leia mais

Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014

Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014 Code-P0 Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014 Encontro Nacional - Abracen Eventos Esportivos e os Impactos para o país São Paulo, 7 de março de 2012 Code-P1 O Brasil

Leia mais

Existem inúmeros benefícios quando você escolhe smar

Existem inúmeros benefícios quando você escolhe smar Soluções smar Acesso Remoto a Outras Usinas Estação de Engenharia Supervisão, Controle e Comunicação Existem inúmeros benefícios quando você escolhe smar Maior e único fabricante de equipamentos de Automação

Leia mais

consultor saneamento ambiental

consultor saneamento ambiental saneamento ambiental A ENGECORPS é uma empresa de engenharia consultiva pronta a responder a todos os desafios da retomada e manutenção de crescimento do país e globalização da economia. Interessada em

Leia mais

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS. Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS. Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas Desenvolvimento Sustentável Social Econômico Ambiental Lucro Financeiro Resultado Social

Leia mais

CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL CDES GT MATRIZ ENERGÉTICA PARA O DESENVOLVIMENTO COM EQUIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL CDES GT MATRIZ ENERGÉTICA PARA O DESENVOLVIMENTO COM EQUIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL CDES GT MATRIZ ENERGÉTICA PARA O DESENVOLVIMENTO COM EQUIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL COLÓQUIO EMPREGOS VERDES E CONSTRUÇÕES SUSTENTÁVEIS 20.08.2009

Leia mais

Meio: Site Blog da Floresta Editoria:-- Caderno:-- Data:4/8/2015

Meio: Site Blog da Floresta Editoria:-- Caderno:-- Data:4/8/2015 Meio: Site Blog da Floresta Editoria:-- Caderno:-- Data:4/8/2015 Fecomércio AM e PMM debatem obras e mobilidade urbana para os jogos olímpicos de 2016 Meio: Site G1 Amazonas Editoria:-- Hora: 20h18 Data:4/8/2015

Leia mais

TENDÊNCIAS E PRÁTICAS DE RECURSOS HUMANOS 2015

TENDÊNCIAS E PRÁTICAS DE RECURSOS HUMANOS 2015 TENDÊNCIAS E PRÁTICAS DE RECURSOS HUMANOS 2015 CONTEÚDO 1. Como estamos até agora? 2. O que vem por aí... 3. Prioridades do RH para 2015 4. Nossa visão de 2015 01 COMO ESTAMOS ATÉ AGORA? PERFIL DOS PARTICIPANTES

Leia mais

4º Fórum Internacional Habitat do Cidadão

4º Fórum Internacional Habitat do Cidadão 4º Fórum Internacional Habitat do Cidadão Painel 2 - Gestão, operação e capacitação para enfrentar os desafios do saneamento e enfrentar a crise hídrica 01 de Outubro de 2015 Agenda Desafios no Setor de

Leia mais

1º Seminário de Saneamento Básico da FIESP

1º Seminário de Saneamento Básico da FIESP 1º Seminário de Saneamento Básico da FIESP Painel III Investimentos em infraestrutura de saneamento básico O papel do setor privado Rogério de Paula Tavares Superintendente Nacional de Saneamento e Infraestrutura

Leia mais

3º Balanço das ações do Governo Brasileiro para a Copa- Abril 2012

3º Balanço das ações do Governo Brasileiro para a Copa- Abril 2012 Code-P0 3º Balanço das ações do Governo Brasileiro para a Copa- Abril 2012 Brasília, Maio de 2012 Code-P1 Conteúdo do documento Visão geral das ações Visão por tema 1 Code-P2 Ciclos dos preparativos do

Leia mais

Investimentos no Brasil: Hotéis & Resorts

Investimentos no Brasil: Hotéis & Resorts Investimentos no Brasil: Hotéis & Resorts 2013 Realização: INVESTIMENTOS NO BRASIL: HOTÉIS & RESORTS 2013 O relatório a seguir foi realizado pela BSH Travel Research, divisão estatística da BSH International

Leia mais

CONSTRUCTION. Feira Internacional De Soluções Para Obras & Infraestrutura 10 a 13 de agosto de 2011 Centro de Exposições Imigrantes

CONSTRUCTION. Feira Internacional De Soluções Para Obras & Infraestrutura 10 a 13 de agosto de 2011 Centro de Exposições Imigrantes em um único lugar, todas as soluções para o cotidiano da obra. Realização: A única feira na América latina que reúne suprimentos, serviços, produtos e soluções que atendem às atividades do dia a dia de

Leia mais

Síntese do planejamento do Governo Federal para a Copa do Mundo 2014 Brasília, Setembro de 2012

Síntese do planejamento do Governo Federal para a Copa do Mundo 2014 Brasília, Setembro de 2012 Code-P0 Síntese do planejamento do Governo Federal para a Copa do Mundo 2014 Brasília, Setembro de 2012 Code-P1 O Brasil recebe os grandes eventos esportivos em um contexto favorável COPA OLIMPÍADAS Brasil

Leia mais

Recessão e infraestrutura estagnada afetam setor da construção civil

Recessão e infraestrutura estagnada afetam setor da construção civil CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIÁRIO RECONHECIDA NOS TERMOS DA LEGISLAÇÃO VIGENTE EM 16 DE SETEMBRO DE 2010 Estudo técnico Edição nº 21 dezembro de 2014

Leia mais

C ELULOS E & P A P E L

C ELULOS E & P A P E L ELULOSE C & P A P E L C ELULOSE & P A P E L APRESENTAÇÃO A Revista CELULOSE & PAPEL surge no segmento para oferecer aos seus leitores uma nova oportunidade na busca da melhor informação do mercado e novos

Leia mais

Gestão orçamentária na Construção Civil

Gestão orçamentária na Construção Civil Um retrato dos desafios, práticas e resultados do planejamento orçamentário Maio, 2014 Agenda Metodologia e amostra Desafios e cultura da organização na gestão orçamentária Processos e riscos do planejamento

Leia mais

EXPLORAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO

EXPLORAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO EXPLORAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO CARACTERIZAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO É o maior bioma brasileiro depois da Amazônia, com aproximadamente 2 milhões de km² e está concentrado na região Centro Oeste do Brasil;

Leia mais

Planejamento Urbano e a Dinâmica da Cidade. Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Secretaria de Urbanismo - SMU

Planejamento Urbano e a Dinâmica da Cidade. Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Secretaria de Urbanismo - SMU Planejamento Urbano e a Dinâmica da Cidade Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Secretaria de Urbanismo - SMU Dinâmica do Licenciamento Evolução da Área Licenciada 1980-2011 5,3 mil Evolução da Área

Leia mais

O Marketing Esportivo evoluiu. A Escala também.

O Marketing Esportivo evoluiu. A Escala também. O Marketing Esportivo evoluiu. A Escala também. O número de academias dobrou de 2007 a 2010; O futebol do Brasil é o 6º mais rico do mundo; Se na década de 70 tivemos as primeiras transmissões de eventos

Leia mais

Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil

Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil Nota de Imprensa Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil Presidente mundial do Banco Santander apresenta em São Paulo o Plano Estratégico 2008-2010 para o A integração

Leia mais

Tratamento de Efluentes

Tratamento de Efluentes Tratamento de Efluentes A IMPORTÂNCIA DO TRATAMENTO DE EFLUENTES E A REGULAMENTAÇÃO DO SETOR INTRODUÇÃO Conservar a qualidade da água é fundamental, uma vez que apenas 4% de toda água disponível no mundo

Leia mais

Abioeletricidade cogerada com biomassa

Abioeletricidade cogerada com biomassa bioeletricidade Cana-de-Açúcar: um pr energético sustentável A cana-de-açúcar, a cultura mais antiga do Brasil, é hoje uma das plantas mais modernas do mundo. A afirmação é do vice-presidente da Cogen

Leia mais

Empresa. SCK Seguros atenta ao Mercado Energético

Empresa. SCK Seguros atenta ao Mercado Energético Empresa SCK Seguros atenta ao Mercado Energético Raphael Andrade SCK Seguros São inúmeras as possibilidades de fontes de energia no mundo e no Brasil. Um mercado que cresce a cada ano e gera uma rentabilidade

Leia mais

Qualidade dos Serviços Situação Atual e Perspectivas COELCE 30/06/2011

Qualidade dos Serviços Situação Atual e Perspectivas COELCE 30/06/2011 Qualidade dos Serviços Situação Atual e Perspectivas COELCE 30/06/2011 Agenda O grupo Endesa 1 Características da COELCE e do estado do Ceará 2 Qualidade dos Serviços Técnicos e Comerciais 3 Investimentos

Leia mais

AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014

AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014 Code-P0 AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014 Agenda de Trabalho Junho 2011 Claudio Langone Code-P1 OPORTUNIDADE PARA O BRASIL 2011 - Jogos Militares Mundiais 2012 - RIO + 20 - Cúpula das

Leia mais

PROGRAMA DESENVOLVER PELOTAS

PROGRAMA DESENVOLVER PELOTAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO CARTA-CONSULTA ANEXO II AO DECRETO 4744 PROGRAMA DESENVOLVER PELOTAS I A EMPRESA 1.1. Caracterização e Outras Informações Razão social:

Leia mais

O que o Brasil já ganhou com a Copa. Secretaria-Geral da Presidência da República

O que o Brasil já ganhou com a Copa. Secretaria-Geral da Presidência da República O que o Brasil já ganhou com a Copa COPA DO MUNDO NO BRASIL um momento histórico e de oportunidades A Copa do Mundo é um momento histórico para o Brasil, que vai sediar, em conjunto com as Olimpíadas em

Leia mais

Brasil avança, mas é quarto país mais desigual da América Latina, diz ONU

Brasil avança, mas é quarto país mais desigual da América Latina, diz ONU Brasil avança, mas é quarto país mais desigual da América Latina, diz ONU Estudo faz balanço de serviços urbanos básicos, como a gestão dos resíduos sólidos. (Foto: Reprodução) Apesar do crescimento econômico,

Leia mais

PROJETO. Lixo Eletrônico

PROJETO. Lixo Eletrônico CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS Pró-reitora de Graduação e-mail: prograd@unifeb.edu.com PROJETO Lixo Eletrônico JUNHO/2015 Nome do projeto: Lixo Eletrônico (Reciclagem, reaproveitamento

Leia mais

Cinco em cada dez empreendedores de serviços abriram a própria empresa sem qualquer experiência, mostra SPC Brasil

Cinco em cada dez empreendedores de serviços abriram a própria empresa sem qualquer experiência, mostra SPC Brasil Cinco em cada dez empreendedores de serviços abriram a própria empresa sem qualquer experiência, mostra SPC Brasil Levantamento realizado em todas as capitais revela que os empreendedores do setor de serviços

Leia mais

Fomento à Inovação e Negócios em Ciências da Vida em Belo Horizonte

Fomento à Inovação e Negócios em Ciências da Vida em Belo Horizonte Fomento à Inovação e Negócios em Ciências da Vida em Belo Horizonte Atração de Investimentos, Promoção Comercial e Projeção Internacional Eduardo Bernis Secretaria Municipal de Desenvolvimento Belo Horizonte

Leia mais

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF Dezembro de 2013 OBJETIVO Promover a competitividade das micro e pequenas empresas

Leia mais

Brasil: Potência ou Colônia? Uma reflexão necessária...

Brasil: Potência ou Colônia? Uma reflexão necessária... Brasil: Potência ou Colônia? Uma reflexão necessária... Sede Nacional Sede Nacional - SP Fundação: 1937 - origem em um sindicato têxtil; Possui 1.500 empresas associadas e representa 4,5 mil empresas;

Leia mais

Indústria de pneus recua 3,4% no 1º bimestre. Folha de S. Paulo Online - São Paulo/SP - OPINIÃO - 17/03/2015-03:34:00

Indústria de pneus recua 3,4% no 1º bimestre. Folha de S. Paulo Online - São Paulo/SP - OPINIÃO - 17/03/2015-03:34:00 Indústria de pneus recua 3,4% no 1º bimestre Folha de S. Paulo Online - São Paulo/SP - OPINIÃO - 17/03/2015-03:34:00 Apos ter registrado um leve crescimento (0,8%) no volume de vendas de pneus no ano passado,

Leia mais

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA. D 4.7 Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas (20h) (Aula 3: Monitoramento do PAC)

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA. D 4.7 Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas (20h) (Aula 3: Monitoramento do PAC) EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA D 4.7 Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas (20h) (Aula 3: Monitoramento do PAC) Professor: Pedro Antônio Bertone Ataíde 23 a 27 de março

Leia mais

Planejamento. Futuro. Técnica ou processo que serve para lidar com o futuro. O que aumenta a incerteza nas organizações. Incerteza nas organizações

Planejamento. Futuro. Técnica ou processo que serve para lidar com o futuro. O que aumenta a incerteza nas organizações. Incerteza nas organizações Fonte: Introdução à Administração de Antonio Cesar Amaru Maximiano Índice Definição de planejamento Incertezas Eventos previsíveis Processo de planejamento Decisões de planejamento Planejar Atitudes em

Leia mais

Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG - Campus CETEC

Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG - Campus CETEC Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG Campus CETEC O Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG Campus CETEC, compõe-se por um conjunto de institutos de inovação e institutos de tecnologia capazes

Leia mais

Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável

Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável Anexo III da Resolução n o 1 da CIMGC Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável I Introdução A atividade de projeto do Projeto de MDL das Usinas Eólicas Seabra, Novo Horizonte

Leia mais

Reuso macroexterno: reuso de efluentes provenientes de estações de tratamento administradas por concessionárias ou de outra indústria;

Reuso macroexterno: reuso de efluentes provenientes de estações de tratamento administradas por concessionárias ou de outra indústria; Um local de grande potencialidade de reutilização de efluentes de ETE s é o setor industrial, afirma Giordani (2002), visto que várias fases dos processos produtivos podem aceitar águas de menor qualidade,

Leia mais

A Estruturadora Brasileira de Projetos tem por missão desenvolver, com imparcialidade e transparência, projetos de infraestrutura que contribuam para

A Estruturadora Brasileira de Projetos tem por missão desenvolver, com imparcialidade e transparência, projetos de infraestrutura que contribuam para A Estruturadora Brasileira de Projetos tem por missão desenvolver, com imparcialidade e transparência, projetos de infraestrutura que contribuam para o desenvolvimento econômico e social brasileiro criando

Leia mais

Em 20 anos, Brasil poderá gerar 280 MW de energia do lixo

Em 20 anos, Brasil poderá gerar 280 MW de energia do lixo Em 20 anos, Brasil poderá gerar 280 MW de energia do lixo Fabíola Ortiz - 28/02/13 Potencial de produção de energia vinda dos aterros pode dobrar em 20 anos, se a lei de resíduos sólidos for cumprida.

Leia mais

Exposição de marca Além de obter maior visibilidade na mídia, através da associação com equipes e atletas de alto rendimento, a marca da instituição

Exposição de marca Além de obter maior visibilidade na mídia, através da associação com equipes e atletas de alto rendimento, a marca da instituição Os jogos olímpicos mais diretamente possuem vinculação com o ensino superior por ter a participação de atletas oriundos de disputas universitárias. Conforme aponta estimativa da Koch Tavares, empresa especializada

Leia mais

UNIDADE DE NEGÓCIO DE TRATAMENTO DE ESGOTOS DA METROPOLITANA MT. Aquapolo Ambiental Uma Parceria de Sucesso

UNIDADE DE NEGÓCIO DE TRATAMENTO DE ESGOTOS DA METROPOLITANA MT. Aquapolo Ambiental Uma Parceria de Sucesso UNIDADE DE NEGÓCIO DE TRATAMENTO DE ESGOTOS DA METROPOLITANA MT Aquapolo Ambiental Uma Parceria de Sucesso José Luiz Salvadori Lorenzi Superintendente Abril/2008 PAUTA SABESP SOLUÇÕES AMBIENTAIS ÁGUA DE

Leia mais

Questionário para Cotação de Seguro de Responsabilidade Civil Profissional para Engenheiros e Arquitetos

Questionário para Cotação de Seguro de Responsabilidade Civil Profissional para Engenheiros e Arquitetos Questionário para Cotação de Seguro de Responsabilidade Civil Profissional para Engenheiros e Arquitetos Por favor, responda todas as perguntas, quando cabíveis a atividade/empresa. Seção 1 Dados do Proponente

Leia mais

DINHEIRO DÁ EM ÁRVORE SIM!

DINHEIRO DÁ EM ÁRVORE SIM! ESPECIAL DINHEIRO DÁ EM ÁRVORE SIM! INVESTIMENTOS EM EMPREENDIMENTOS FLORESTAIS SÃO SEGUROS E COM BOA RENTABILIDADE, MAS É PRECISO SABER O QUE ESTÁ FAZENDO 58 www.referenciaflorestal.com.br C olocar dinheiro

Leia mais

Relatório Gerencial TECNOVA

Relatório Gerencial TECNOVA Relatório Gerencial TECNOVA Departamento de Produtos Financeiros Descentralizados - DPDE Área de Apoio à Ciência, Inovação, Infraestrutura e Tecnologia - ACIT Fevereiro de 2015 Marcelo Nicolas Camargo

Leia mais

GVcev. Financeiros no Varejo. A relevância da Garantia Estendida relevância da Garantia Estendida Raimundo Espinheira

GVcev. Financeiros no Varejo. A relevância da Garantia Estendida relevância da Garantia Estendida Raimundo Espinheira Seminário GVcev Crédito e Serviços Financeiros no Varejo A relevância da Garantia Estendida relevância da Garantia Estendida Raimundo Espinheira A relevância da Garantia Estendida Raimundo Espinheira O

Leia mais

Criado em abril de 1991, o Núcleo

Criado em abril de 1991, o Núcleo UFRN inicia produção de medicamentos Com capacidade de produção de 400 milhões de medicamentos sólidos orais e seis milhões de líquidos orais por ano, destinados exclusivamente aos programas governamentais

Leia mais

Usina Hidrelétrica de Belo Monte

Usina Hidrelétrica de Belo Monte Usina Hidrelétrica de Belo Monte PA Ao dar continuidade ao maior programa de infraestrutura do Brasil desde a redemocratização, o Governo Federal assumiu o compromisso de implantar um novo modelo de desenvolvimento

Leia mais

Formação em Parcerias Público Privadas. Desenvolvimento de uma carteira de projetos

Formação em Parcerias Público Privadas. Desenvolvimento de uma carteira de projetos Formação em Parcerias Público Privadas Desenvolvimento de uma carteira de projetos Novembro de 2013 1. Contexto Atual 2. Análise das Demandas do Setor Público 3. Como Estruturar um Procedimento 4. Como

Leia mais

A visão social em relação ao sistema de saneamento e a importância da sociedade na elaboração do plano

A visão social em relação ao sistema de saneamento e a importância da sociedade na elaboração do plano A visão social em relação ao sistema de saneamento e a importância da sociedade na elaboração do plano Nossa Realidade 57% da população brasileira não possui coleta de esgoto (SNIS 2008) O Brasil é o 9º

Leia mais

Referência na gestão otimizada de recursos na América Latina

Referência na gestão otimizada de recursos na América Latina Referência na gestão otimizada de recursos na Renovando o mundo O mundo desenvolve-se e necessita de novos recursos: recursos naturais, econômicos e humanos. A nossa contribuição consiste em conceber e

Leia mais

SUMÁRIO EXECUTIVO. Novembro 2009

SUMÁRIO EXECUTIVO. Novembro 2009 SUMÁRIO EXECUTIVO Novembro 2009 1 Introdução A Biomm se dedica ao desenvolvimento de processos de produção baseados na biotecnologia, área em que a sua equipe foi pioneira no Brasil desde os anos 1970.

Leia mais

Informativo. dezembro/2013. Prezados cooperados,

Informativo. dezembro/2013. Prezados cooperados, Informativo Prezados cooperados, dezembro/ Rapidamente chegamos ao fim de. Um ano de muito trabalho e de grandes conquistas, de muitas entregas e muitas ações realizadas alinhadas à nossa visão de envidar

Leia mais

Ricardo Leyser Secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento

Ricardo Leyser Secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento Ricardo Leyser Secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento Maior programa de infraestrutura para iniciação à prática esportiva PAC 2 Equipamento multiuso para identificação de talentos e formação

Leia mais

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Gustavo Guerrante. 30 de novembro de 2015

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Gustavo Guerrante. 30 de novembro de 2015 Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro Gustavo Guerrante 30 de novembro de 2015 Prefeitura do Rio de Janeiro Secretaria Especial de Concessões e Parcerias Público-Privadas Em 2009, institucionalizou-se

Leia mais

Reinventando a gestão de vendas

Reinventando a gestão de vendas Reinventando a gestão de vendas Um bom vendedor é mais importante para a empresa do que o produto. Vender não é mais persuasão, mas compreensão. Esta é a proposta de Neil Rackham, expressa durante o Fórum

Leia mais

X PRÊMIO SUL-MATO-GROSSENSE DE GESTÃO PÚBLICA CATEGORIA PRÁTICAS E IDEIAS INOVADORAS NA GESTÃO ESTADUAL

X PRÊMIO SUL-MATO-GROSSENSE DE GESTÃO PÚBLICA CATEGORIA PRÁTICAS E IDEIAS INOVADORAS NA GESTÃO ESTADUAL X PRÊMIO SUL-MATO-GROSSENSE DE GESTÃO PÚBLICA CATEGORIA PRÁTICAS E IDEIAS INOVADORAS NA GESTÃO ESTADUAL 1. Nome da prática ou ideia inovadora: Programa Canal de Ideias, sistema de sugestões. 2. Caracterização

Leia mais

INVESTIMENTOS, ABORDAGENS E ESFORÇOS COMUNS NO SANEAMENTO RURAL

INVESTIMENTOS, ABORDAGENS E ESFORÇOS COMUNS NO SANEAMENTO RURAL VI SEMINÁRIO NACIONAL DE SANEAMENTO RURAL I ENCONTRO LATINO-AMERICANO DE SANEAMENTO RURAL INVESTIMENTOS, ABORDAGENS E ESFORÇOS COMUNS NO SANEAMENTO RURAL Ernani Ciríaco de Miranda Diretor SNSA/MCIDADES

Leia mais

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RILEY RODRIGUES Conselho Empresarial de Infraestrutura Sistema FIRJAN Principais desafios Os programas precisam ser estruturados, dentro de seus setores, como

Leia mais

Centro Cultural e de Exposições de Maceió

Centro Cultural e de Exposições de Maceió Centro Cultural e de Exposições de Maceió Descrição Administrar, explorar comercialmente e desenvolver eventos culturais, de lazer e de negócios no Centro Cultural e de Exposições de Maceió, localizado

Leia mais

APRESENTAÇÃO. 18 a 20 de maio de 2010 Clube de Engenharia - Rio de Janeiro RJ

APRESENTAÇÃO. 18 a 20 de maio de 2010 Clube de Engenharia - Rio de Janeiro RJ 18 a 20 de maio de 2010 Clube de Engenharia - Rio de Janeiro RJ APRESENTAÇÃO Pesquisa realizada recentemente pelo Instituto Trata Brasil em parceria com o Centro de Políticas Sociais da Fundação Getulio

Leia mais