Nome Nº Turma Nome Nº Turma Nome Nº Turma Nome Nº Turma Nome Nº Turma

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Nome Nº Turma Nome Nº Turma Nome Nº Turma Nome Nº Turma Nome Nº Turma"

Transcrição

1 DISCIPLINA DE GEOGRAFIA 7º ANO TRABALHO DE GRUPO HYPERPAISAGENS PROFESSORA: CRISTINA CÂMARA ANO LECTIVO 2002/03 FOTOGRAFIA AÉREA (1 E 2) A Fotografia Aérea é: a) Uma fotografia digital, tirada na vertical a partir de um avião, que será corrigida por forma a rectificar as b) Uma fotografia tirada com uma máquina especial, a partir de um avião, onde fica registado a data, a hora, as coordenadas geográficas, a altitude e escala. c) Uma scanarização resultante da informação emitida sob a forma de calor e de luz, por parte da superfície terrestre e recebida pelos satélites. 2. Observa atentamente as duas Fotografias Aéreas Identifica o tipo de paisagem (rural ou urbana) onde podemos encontrar os seguintes conjuntos de elementos. Campos agrícolas Pomares Albufeiras Pequeno conjunto de casas Caminhos Vias rápidas Estradas Prédios Jardins Parques de Estacionamento 2.2. Faz corresponder a cada frase a respectiva Fotografia Aérea: 1. Fotografia Aérea Pancromática 2. Fotografia Aérea Infravermelha. a) Esta Fotografia Aérea foi tirada sobre uma área rural. b) Esta Fotografia Aérea foi tirada sobre uma área urbana.

2 2.3. Indica a Fotografia Aérea que corresponde a cada um dos concelhos: 1. Fotografia Aérea Pancromática 2. Fotografia Aérea Infravermelha. a) Concelho de Mértola (Vale Formoso, Baixo Alentejo) b) Concelho de Lisboa (Benfica) 3. Consulta a planta da cidade de Lisboa e com base na Fotografia Aérea 1, responde às questões seguintes Identifica a superfície comercial que se localiza no centro da Fotografia Aérea Localiza na Planta as seguintes Avenidas (liga o nome à sua localização na Planta com uma linha): Avenida do Colégio Militar Avenida General Norton de Matos (mais conhecida por Segunda Circular) Fonte: Michelin, Edições de Viagens 4. Com base na Fotografia Aérea 2, escreve a letra correspondente a cada uso do solo. Pomar (área delimitada com um conjunto de árvores de copa pequena. alinhadas) Campos agricolas (área delimitada de cor verde, com aspecto riscado, seguindo a inclinação do terreno) Monte Alentejano ( pequeno conjunto de casas, com forma rectângular e de cor azul) Caminhos (estrutura linear que liga campos agrícolas e povoações) Albufeira (plano artificial de água, com forma irregular e de cor escura) Olival (área delimitada com um conjunto de árvores de copa méda, alinhadas) 5. As frases que se seguem são exemplos da utilização da Fotografia Aérea como instrumento de trabalho em diversas profissões. Faz corresponder as seguintes frases às respectivas Fotografias Aéreas. a) Elaborar e actualizar cartografia. b) Controlar o crescimento de bairros clandestinos e bairros de barracas. c) Controlar o crescimento das árvores de um projecto agro-florestal. Fotografia Aérea 1 Fotografia Aérea 2

3 ORTOFOTOMAPA (3) O Ortofotomapa é: a) Uma fotografia digital, tirada na vertical a partir de um avião, que será corrigida por forma a rectificar as b) Uma fotografia tirada com uma máquina especial, a partir de um avião, onde fica registado a data, a hora, as coordenadas geográficas, a altitude e escala. c) Uma scanarização resultante da informação emitida sob a forma de calor e de luz, por parte da superfície terrestre e recebida pelos satélites. 2. Identifica a zona da cidade de Lisboa representada no Ortofotomapa, assinala um X na opção correcta. Baixa Parque das Nações Belém 3. Utiliza os rumos da Rosa-dos-ventos para localizar o Parque das Nações em relação: à Baixa a Belém ao Campo Grande 4. Faz corresponder as letras A, B, C e D aos elementos representados no Ortofotomapa. A B C D Oceanário Rio Tejo Gare do Oriente Pavilhão Atlântico

4 IMAGENS DE SATÉLITE (4 E 5) Uma Imagem de Satélite é: d) Uma fotografia digital, tirada na vertical a partir de um avião, que será corrigida por forma a rectificar as e) Uma fotografia tirada com uma máquina especial, a partir de um avião, onde fica registado a data, a hora, as coordenadas geográficas, a altitude e escala. f) Uma scanarização resultante da informação emitida sob a forma de calor e de luz, por parte da superfície terrestre e recebida pelos satélites. 2. Completa a Legenda do mapa Bragança 5. Castelo Branco Guarda Porto Viana do Castelo Viseu 3. Observa atentamente as duas Imagens de Satélite Faz corresponder os símbolos e às Imagens de Satélite (4 e 5). 4. Completa o quadro, classificando os elementos Naturais e Humanos de cada Imagem de Satélite. Utiliza as palavras que se encontram na Chave. Cidade de Alcácer do Sal Vila de Alzejur Serra de Monchique Arrozais Rio Sado Linha de Água Campos Agrícolas Pinhal Caminhos Floresta Oceano Atlântico Imagem de Satélite (4) Imagem de Satélite (5) Elementos Naturais Elementos Humanos Elementos Naturais Elementos Humanos

5 5. A Imagem de Satélite do Sudoeste Alentejano é de Setembro de Nesta existe uma mancha azul muito grande sobre a Serra de Monchique Identifica a catástrofe ocorrida nesta região do país Indica dois factores que possam ter estado na origem desta catástrofe Indica uma consequência que poderiam ter ocorrido para: as populações os bens materiais 6. Na Imagem de Satélite do vale do Rio Sado podemos observar a actividade agrícola e agro-florestal desenvolvida nesta região do país Indica dois produtos desta actividade Refere dois exemplos de consequências ambientais desta actividade. 7. As frases que se seguem são exemplos da utilização da Imagem de Satélite como instrumento de trabalho em diversas profissões. Faz corresponder as seguintes frases às Imagens de Satélite (4 ou 5), assinala um X na opção correcta. Frases Elaborar e actualizar cartografia. Identificar e estudar as áreas afactadas por catastrofes. Imagem de Satélite 4 Imagem de Satélite 5 Controlar e estudar as áreas ocupadas com agricultura. Controlar e estudar as áreas ocupadas com floresta/pinhal. Estudar os recursos hidricos da bacia Sado para planear e projectar a construção de uma barrragem ou de um sistema de irrigação. Estudar a morfologia da Serra de Monchique para projectar a construção de uma estrada entre duas localidades.

ANO LECTIVO PLANIFICAÇÃO ANUAL. Tema 1: A Terra: estudos e representações UNIDADE DIDÁCTICA: 1- Da paisagem aos mapas. A descrição da paisagem;

ANO LECTIVO PLANIFICAÇÃO ANUAL. Tema 1: A Terra: estudos e representações UNIDADE DIDÁCTICA: 1- Da paisagem aos mapas. A descrição da paisagem; ANO LECTIVO PLANIFICAÇÃO ANUAL DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA 2007/2008 ANO GEOGRAFIA 7.º GERAIS Tema 1: A Terra: estudos e representações Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos

Leia mais

FOTOINTERPRETAÇÃO. Interpretação e medidas. Dado qualitativo: lago

FOTOINTERPRETAÇÃO. Interpretação e medidas. Dado qualitativo: lago FOTOINTERPRETAÇÃO a) conceito A fotointerpretação é a técnica de examinar as imagens dos objetos na fotografia e deduzir sua significação. A fotointerpretação é bastante importante à elaboração de mapas

Leia mais

15- Representação Cartográfica - Estudos Temáticos a partir de imagens de Sensoriamento Remoto

15- Representação Cartográfica - Estudos Temáticos a partir de imagens de Sensoriamento Remoto 15- Representação Cartográfica - Estudos Temáticos a partir de imagens de Sensoriamento Remoto O Sensoriamento Remoto é uma técnica que utiliza sensores, na captação e registro da energia refletida e emitida

Leia mais

1) Plano de Aula PARTE I ENQUADRAMENTO. Título Nível de Ensino Anos de escolaridade Disciplina Escala Tema/Conteúdos

1) Plano de Aula PARTE I ENQUADRAMENTO. Título Nível de Ensino Anos de escolaridade Disciplina Escala Tema/Conteúdos 1) Plano de Aula PARTE I ENQUADRAMENTO Título Nível de Ensino Anos de escolaridade Disciplina Escala Tema/Conteúdos Conceitos Objectivos/ Competências Agricultura controlada 3º Ciclo 8º Ano Geografia Território

Leia mais

Escola Secundária Mouzinho da Silveira Departamento de Ciências Sociais e Humanas Grupo de Recrutamento 420 Ano Letivo de 2014 / 2015 Curso Básico

Escola Secundária Mouzinho da Silveira Departamento de Ciências Sociais e Humanas Grupo de Recrutamento 420 Ano Letivo de 2014 / 2015 Curso Básico Escola Secundária Mouzinho da Silveira Departamento de Ciências Sociais e Humanas Grupo de Recrutamento 420 Ano Letivo de 2014 / 2015 Curso Básico Planificação Anual da disciplina de GEOGRAFIA 7 º Ano

Leia mais

Índice. Baldios em Portugal Continental registados no Sistema de Identificação Parcelar

Índice. Baldios em Portugal Continental registados no Sistema de Identificação Parcelar O Sistema de Identificação Parcelar O que é? Implementação dos novos limites Administrativos - CAOP Baldios em Portugal Continental registados no Sistema de Identificação Parcelar Como estava a ser calculada

Leia mais

GAPTEC. Estudos de Orientação Para o Planeamento do Concelho de Odivelas. Relatório Final Volume II. Maio 2003

GAPTEC. Estudos de Orientação Para o Planeamento do Concelho de Odivelas. Relatório Final Volume II. Maio 2003 GAPTEC Departamento de Planeamento Estratégico Divisão do Plano Director Municipal Estudos de Orientação Para o Planeamento do Concelho de Odivelas Maio 2003 Relatório Final Volume II EQUIPA Coordenadores

Leia mais

EB 2,3 do Cadaval Planificação Anual Geografia 3º Ciclo 7º Ano Ano Lectivo 2006/2007. A TERRA: ESTUDOS E REPRESENTAÇÕES A Geografia e a paisagem

EB 2,3 do Cadaval Planificação Anual Geografia 3º Ciclo 7º Ano Ano Lectivo 2006/2007. A TERRA: ESTUDOS E REPRESENTAÇÕES A Geografia e a paisagem EB 2,3 do Cadaval Planificação Anual Geografia 3º Ciclo 7º Ano Ano Lectivo 2006/2007 A TERRA: ESTUDOS E REPRESENTAÇÕES A Geografia e a paisagem A Geografia e a paisagem Identificar o objecto de estudo

Leia mais

CSAP, Lda. Claudia Schwarzer Arquitectura paisagista, Lda. Referências. Referencias. Piscinas, Lda 2/2009

CSAP, Lda. Claudia Schwarzer Arquitectura paisagista, Lda. Referências. Referencias. Piscinas, Lda 2/2009 CSAP, Lda Referências Piscinas, Lda 2/2009 Claudia Schwarzer Arquitectura paisagista, Lda. Referencias Projectos de Parques e Jardins Projecto de um Parque Ambiental e de Lazer S. Pedro, Aljezur, com Piscina

Leia mais

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Na folha de respostas, indique de forma legível a versão da prova.

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Na folha de respostas, indique de forma legível a versão da prova. EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Prova Escrita de Geografia A 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Prova 719/1.ª Fase 16 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. DOMINGOS JARDO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. DOMINGOS JARDO Temas/Conteúdos Objetivos de Conceitos TEMA 1 - A TERRA: ESTUDOS E REPRESENTAÇÕES 0. A GEOGRAFIA - O que é a Geografia - Como investigar em Geografia - Conhecer a superfície terrestre 1. DESCRIÇÃO DA PAISAGEM

Leia mais

Fotografia aérea e foto-interpretação

Fotografia aérea e foto-interpretação Fotografia aérea e foto-interpretação Fotografias aéreas e foto-interpretação são elementos e técnicas de trabalho fundamentais para um conhecimento aprofundado do território e para a elaboração ou actualização

Leia mais

Escola E.B. 2,3 de António Feijó. Ano letivo 2014 2015. Planificação anual. 7º ano de escolaridade

Escola E.B. 2,3 de António Feijó. Ano letivo 2014 2015. Planificação anual. 7º ano de escolaridade Escola E.B.,3 de António Feijó Ano letivo 04 05 Planificação anual 7º ano de escolaridade A Terra. Estudos e representações A representação da superfície terrestre A Geografia e o território Compreender

Leia mais

Plataforma Integrada de Gestão e Accionamento de Cenários

Plataforma Integrada de Gestão e Accionamento de Cenários , Plataforma Integrada de Gestão e Accionamento de Cenários Cláudia Paixão A Ilha da Madeira apresenta um conjunto de riscos específicos entre os quais se destacam: Movimentação de Massas Cheias Rápidas

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES PARA LEVANTAMENTOS TOPOGRÁFICOS

ESPECIFICAÇÕES PARA LEVANTAMENTOS TOPOGRÁFICOS ESPECIFICAÇÕES PARA LEVANTAMENTOS TOPOGRÁFICOS Versão 1.0 30 de Abril de 2003 Índice 1 INTRODUÇÃO... 1 2 LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO... 1 2.1 CONTEÚDO... 1 2.2 ESTRUTURA...1 2.2.1 Diferenciação de características

Leia mais

NÚMERO DESCRIÇÃO. 2 Planta das segundas muralhas de Setúbal, com data do Século XVIII;

NÚMERO DESCRIÇÃO. 2 Planta das segundas muralhas de Setúbal, com data do Século XVIII; ÍNDICE DE FIGURAS 1 Planta das primeiras muralhas de Setúbal, com data do Século XVI; Fonte: SOARES, J.; SILVA, C. T. Quintas de Setúbal: Valores Culturais, DEPA, Setúbal, 1985, p.6. 2 Planta das segundas

Leia mais

PROPOSTA # 7 CICLOVIA DO CARREGADO AO TEJO

PROPOSTA # 7 CICLOVIA DO CARREGADO AO TEJO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DE ALENQUER ǀ OPA 2015 CICLOVIA DO CARREGADO AO TEJO Divisão de Obras Municipais Departamento Operativo 1 DESCRIÇÃO DA PROPOSTA 2 FOTOGRAFIA AÉREA / PLANTA DE LOCALIZAÇÃO Com esta

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS devem comportar-se como previsto no Código da Estrada,

INSTRUÇÕES GERAIS devem comportar-se como previsto no Código da Estrada, INSTRUÇÕES GERAIS Este Raid Book constitui parte integrante do regulamento do 2º Barreiro Urban Challenge, não dispensa a consulta do regulamento nem a presença no briefing da prova. A prova realiza-se

Leia mais

Recursos Hídricos. Fig. 1 Distribuição da Água no Planeta

Recursos Hídricos. Fig. 1 Distribuição da Água no Planeta Recursos Hídricos Recursos Hídricos Os recursos hídricos representam a água subterrânea e superficial disponível para qualquer tipo de uso dado pelo Homem numa determinada região. Estes recursos hídricos

Leia mais

1. Leia a reportagem e observe o mapa a seguir. Troca de figurinhas da Copa é mania entre crianças e adultos no Recife

1. Leia a reportagem e observe o mapa a seguir. Troca de figurinhas da Copa é mania entre crianças e adultos no Recife 3ºano 1.3 HISTÓRIA & GEOGRAFIA 2º período 11 de junho de 2014 Cuide da organização da sua avaliação, escreva de forma legível, fique atento à ortografia e elabore respostas claras. Tudo isso será considerado

Leia mais

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O DISCIPLINA: Geografia ANO: 7ºano TURMAS: B, C ed ANO LECTIVO: 2011/2012 P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O UNIDADE DIDÁTICA 1: A Terra: Estudos e Representações (1º Período) AULAS PREVISTAS:

Leia mais

CAPÍTULO 7 EVOLUÇÃO DA ÁREA NA AUSÊNCIA DO PROJECTO

CAPÍTULO 7 EVOLUÇÃO DA ÁREA NA AUSÊNCIA DO PROJECTO CAPÍTULO 7 EVOLUÇÃO DA ÁREA NA AUSÊNCIA DO PROJECTO ÍNDICE DE TEXTO VII. EVOLUÇÃO DA ÁREA NA AUSÊNCIA DO PROJECTO...219 217 218 VII. EVOLUÇÃO DA ÁREA NA AUSÊNCIA DO PROJECTO O presente capítulo tem como

Leia mais

Colégio Visconde de Porto Seguro

Colégio Visconde de Porto Seguro Colégio Visconde de Porto Seguro Unidade I 2011 AULA 1 Ensino Fundamental e Ensino Médio Atividade de Recuperação Contínua Nome do (a) Aluno (a): Atividade de Recuperação Contínua de Ciências Nível I Classe:

Leia mais

Ciência e Tecnologia de Defesa no 3.º Quartel do Séc. XX A cartografia Militar em PORTUGAL (1950-1975)

Ciência e Tecnologia de Defesa no 3.º Quartel do Séc. XX A cartografia Militar em PORTUGAL (1950-1975) Ciência e Tecnologia de Defesa no 3.º Quartel do Séc. XX A cartografia Militar em PORTUGAL (1950-1975) 1975) A cartografia Militar Resumo histórico do IGeoE Evolução das instalações Produção cartográfica

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES GEOGRAFIA ATENÇÃO: Este trabalho deverá ser realizado em casa, trazendo as dúvidas para serem sanadas durante as aulas de plantão. Aluno (a): 5º ano Turma: Professora:

Leia mais

Rotas de aprendizagem - Projetos

Rotas de aprendizagem - Projetos Página1 Rotas de aprendizagem - Projetos Domínio - A Terra: Estudos e Representações Subdomínio: A e o Território 1/2 Quinzenas (Inicio: 1.º período) 1) Reconhecer a como a ciência que estuda os territórios

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES GEOGRAFIA Aluno (a): 4º ano Turma: Professor (a): Valor: 20 pontos Conteúdo de Recuperação Sistema Solar. Mapa político do Brasil: Estados e capitais. Regiões

Leia mais

E N T I D A D E EXECUÇÃO DO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS ANO CONTABILÍSTICO 2008 MUNICIPIO DE REDONDO. Pagina : 1

E N T I D A D E EXECUÇÃO DO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS ANO CONTABILÍSTICO 2008 MUNICIPIO DE REDONDO. Pagina : 1 Pagina : 1 1. Funções gerais 610.500,00 610.500,00 334.850,49 334.850,49 54.85 54.85 1.1. Serviços gerais de administração pública 525.500,00 525.500,00 334.640,59 334.640,59 63.68 63.68 1.1.1. Administracao

Leia mais

Anexo II.5.3-4 Ficha de Sítios Cadastrados por Daivisson Santos Durante a Etapa de Campo para Confecção do Diagnóstico Arquelógico do Gasoduto do

Anexo II.5.3-4 Ficha de Sítios Cadastrados por Daivisson Santos Durante a Etapa de Campo para Confecção do Diagnóstico Arquelógico do Gasoduto do Anexo II.5.3-4 Ficha de Sítios Cadastrados por Daivisson Santos Durante a Etapa de Campo para Confecção do Diagnóstico Arquelógico do Gasoduto do Pará Nome do sítio: Ilha da Montanha Outras designações

Leia mais

MAPEAMENTO FLORESTAL

MAPEAMENTO FLORESTAL MAPEAMENTO FLORESTAL ELISEU ROSSATO TONIOLO Eng. Florestal Especialista em Geoprocessamento OBJETIVO Mapear e caracterizar a vegetação visando subsidiar o diagnóstico florestal FUNDAMENTOS É uma ferramenta

Leia mais

FORMAÇÃO AGRICULTURA, AMBIENTE E INOVAÇÃO

FORMAÇÃO AGRICULTURA, AMBIENTE E INOVAÇÃO FORMAÇÃO AGRICULTURA, AMBIENTE E INOVAÇÃO PROJECTO RURAL VALUE Desenvolvimento sustentável de sistemas agrícolas extensivos ameaçados Programa Castro Verde Sustentável Centro de Educação Ambiental do Vale

Leia mais

Universidade do Estado de Santa Catarina Departamento de Engenharia Civil TOPOGRAFIA II. Profa. Adriana Goulart dos Santos

Universidade do Estado de Santa Catarina Departamento de Engenharia Civil TOPOGRAFIA II. Profa. Adriana Goulart dos Santos Universidade do Estado de Santa Catarina Departamento de Engenharia Civil TOPOGRAFIA II Profa. Adriana Goulart dos Santos Aerofotogrametria Fotogrametria é a ciência aplicada que se propõe a registrar,

Leia mais

ANEXO AO REQUERIMENTO DO PEDIDO DE UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS PESQUISA DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS DO DOMÍNIO PÚBLICO

ANEXO AO REQUERIMENTO DO PEDIDO DE UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS PESQUISA DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS DO DOMÍNIO PÚBLICO ANEXO AO REQUERIMENTO DO PEDIDO DE UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS PESQUISA DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS DO DOMÍNIO PÚBLICO I. IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE Nome/Denominação social identificação fiscal nº, residência/sede

Leia mais

EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO

EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO 11.º/12.º Anos de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março) PROVA 703/7 Págs. Duração da prova: 120 minutos 2007 1.ª FASE PROVA PRÁTICA DE APLICAÇÕES INFORMÁTICAS

Leia mais

A Importância dos Sistemas de Informação Geográfica na Caracterização e Gestão das Vinhas

A Importância dos Sistemas de Informação Geográfica na Caracterização e Gestão das Vinhas A Importância dos Sistemas de Informação Geográfica na Caracterização e Gestão das Vinhas José Aranha CITAB j_aranha@utad.pt Juliana Salvação bolseira EcoVitis jlsalvacao@hotmail.com Colóquio Ecovitis:

Leia mais

CASA DO POVO DE ÓBIDOS PROJECTO EDUCATIVO

CASA DO POVO DE ÓBIDOS PROJECTO EDUCATIVO CASA DO POVO DE ÓBIDOS PROJECTO EDUCATIVO Índice 1. CARACTERIZAÇÃO DO MEIO... 1 1.1. Breves Notas Histórias sobre Óbidos... 1 1.2 Situação geográfica de Óbidos... 1 2 - BREVE HISTORIAL DA INSTITUIÇÃO...

Leia mais

Sensoriamento Remoto. Características das Imagens Orbitais

Sensoriamento Remoto. Características das Imagens Orbitais Sensoriamento Remoto Características das Imagens Orbitais 1 - RESOLUÇÃO: O termo resolução em sensoriamento remoto pode ser atribuído a quatro diferentes parâmetros: resolução espacial resolução espectral

Leia mais

Planificação Geografia 7º ano Ano Letivo 2012 / 2013

Planificação Geografia 7º ano Ano Letivo 2012 / 2013 Planificação Geografia 7º ano Ano Letivo 0 / 0 I Unidade: A Terra: estudos e representações II Unidade: Meio Natural Conteúdos Conceitos Estruturantes Competências Essenciais Estratégias Recursos/Materiais

Leia mais

Complexo regional do Nordeste

Complexo regional do Nordeste Antônio Cruz/ Abr Luiz C. Ribeiro/ Shutterstock gary yim/ Shutterstock Valter Campanato/ ABr Complexo regional do Nordeste Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, MA. Sertão de Pai Pedro, MG. O norte

Leia mais

C A P Í T U L O 1 4. M a u r i c i o A l v e s M o r e i r a I n s t i t u t o N a c i o n a l d e P e s q u i s a s E s p a c i a i s

C A P Í T U L O 1 4. M a u r i c i o A l v e s M o r e i r a I n s t i t u t o N a c i o n a l d e P e s q u i s a s E s p a c i a i s C A P Í T U L O 1 4 I N F O R M A Ç Õ E S Ú T E I S P A R A A U X I L I A R A I N T E R P R E T A Ç Ã O V I S U A L D E I M A G E N S D E S A T É L I T E S M a u r i c i o A l v e s M o r e i r a I n s

Leia mais

Sistema de Recuperação

Sistema de Recuperação Colégio Visconde de Porto Seguro Unidade I - 2º ano 2011 Sistema de Recuperação ATIVIDADES EXTRAS DE RECUPERAÇÃO PARALELA E CONTÍNUA FAÇA UMA CAPA PERSONALIZADA PARA SUA APOSTILA DE ESTUDOS Nome: Classe:

Leia mais

Cobertura Fotogramétrica com uma Câmara Digital

Cobertura Fotogramétrica com uma Câmara Digital Cobertura Fotogramétrica com uma Câmara Digital Instituto Geográfico Português Direcção-Geral dos Recursos Florestais Paulo Patrício Inventário Florestal Nacional A Direcção-Geral dos Recursos Florestais

Leia mais

MAPA DE RUÍDO DO TERRITÓRIO MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO RESUMO NÃO TÉCNICO

MAPA DE RUÍDO DO TERRITÓRIO MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO RESUMO NÃO TÉCNICO Câmara Municipal de Viana do Castelo MAPA DE RUÍDO DO TERRITÓRIO MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO Novembro de 2008 MAPA DE RUÍDO DO TERRITÓRIO MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO Equipa Técnica: José F. G. Mendes,

Leia mais

Sugestões de Avaliação Conviver Geografia 5 ano 2 bimestre

Sugestões de Avaliação Conviver Geografia 5 ano 2 bimestre Unidade 2 Brasil: as diferentes paisagens Sugestões de Avaliação Caro Professor, durante muito tempo a avaliação em Geografia teve como privilégio a memorização e o que se avaliava ao final de cada estudo

Leia mais

24 de junho de 2014 Rossio a Sul do Tejo - Abrantes

24 de junho de 2014 Rossio a Sul do Tejo - Abrantes Agricultura Presente, Agricultura Presente, um Projeto com Futuro um Projecto com Futuro 24 de junho de 2014 Rossio a Sul do Tejo - Abrantes Paula Guerra 1 SUMÁRIO BREVE CARACTERIZAÇÃO DA REGIÃO CAUSAS

Leia mais

Centro de Investigação Gastronómica O Lagar

Centro de Investigação Gastronómica O Lagar Centro de Investigação Gastronómica O Lagar Situado à beira do Rio Mondego, este restaurante é o perfeito retiro para apreciar os verdadeiros sabores da beira numa ambiência natural e verdejante, na corrente

Leia mais

Prova 3 Geografia QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE GEOGRAFIA. QUESTÕES OBJETIVAS GABARITO 3

Prova 3 Geografia QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE GEOGRAFIA. QUESTÕES OBJETIVAS GABARITO 3 Prova 3 QUESTÕES OBJETIVAS QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE GEOGRAFIA. UEM Comissão Central do Vestibular Unificado GEOGRAFIA 01 Sobre as rochas que compõem

Leia mais

Recuperação - 1ª Etapa Ensino Fundamental II

Recuperação - 1ª Etapa Ensino Fundamental II 1 GEOGRAFIA 6º ANO ENS. FUNDAMENTAL II PROFESSOR (A): GRAZIELLA FERNANDES NOME: Nº Querido(a) aluno(a), para que eu possa lhe ajudar neste momento de recuperação será importante que estude o conteúdo listado

Leia mais

Uso do gvsig aplicado no estudo da erosão marginal na Foz do Rio Ribeira de Iguape/SP/Brasil

Uso do gvsig aplicado no estudo da erosão marginal na Foz do Rio Ribeira de Iguape/SP/Brasil Uso do gvsig aplicado no estudo da erosão marginal na Foz do Rio Ribeira de Iguape/SP/Brasil Prof. Gilberto Cugler 1 Prof Dr. Vilmar Antonio Rodrigues 2 Resumo: O estudo da erosão marginal aqui proposto,

Leia mais

DETECÇÃO DE CORPOS DE ÁGUA EM IMAGENS DE SATÉLITE LANDSAT 5TM

DETECÇÃO DE CORPOS DE ÁGUA EM IMAGENS DE SATÉLITE LANDSAT 5TM DETECÇÃO DE CORPOS DE ÁGUA EM IMAGENS DE SATÉLITE LANDSAT 5TM PALMEIRIM, José Carlos ( 1 )e FERNANDES, Susana( 2 ) RESUMO As crescentes necessidades de utilização da água a níveis industrial, agrícola

Leia mais

Património Natural local e regional Rios e Biodiversidade

Património Natural local e regional Rios e Biodiversidade Património Natural local e regional Rios e Biodiversidade O que é a Biodiversidade? Área de Projecto 5ºD 2010/2011 Realizado por: Inês, Mariana, Ema, Diana e José do 5ºD Trabalho iniciado com a participação

Leia mais

Diagnóstico Ambiental do Município de Alta Floresta - MT

Diagnóstico Ambiental do Município de Alta Floresta - MT Diagnóstico Ambiental do Município de Alta Floresta - MT Paula Bernasconi Ricardo Abad Laurent Micol Maio de 2008 Introdução O município de Alta Floresta está localizado na região norte do estado de Mato

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA A PRODUÇÃO DE MATERIAL CARTOGRÁFICO PARA AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL - AIA

ORIENTAÇÃO PARA A PRODUÇÃO DE MATERIAL CARTOGRÁFICO PARA AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL - AIA ORIENTAÇÃO PARA A PRODUÇÃO DE MATERIAL CARTOGRÁFICO PARA AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL - AIA É indispensável que um estudo de impacto ambiental contenha, ao menos, os seguintes documentos cartográficos:

Leia mais

INQUÉRITO À POPULAÇÃO DE BRAGANÇA

INQUÉRITO À POPULAÇÃO DE BRAGANÇA FACULDADE DE LETRAS UNIVERSIDADE DE LISBOA Mestrado em Geografia, Esp. em Urbanização e Ordenamento do Território O planeamento urbano e o ordenamento territorial estratégico: O papel das politicas de

Leia mais

Ciências Humanas. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo

Ciências Humanas. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo Ciências Humanas baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo 1 PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS HUMANAS Elementary School 2 K5 Conteúdos Gerais Conteúdos Específicos Habilidades

Leia mais

2012 1ª PROVA PARCIAL DE GEOGRAFIA

2012 1ª PROVA PARCIAL DE GEOGRAFIA COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 1ª PROVA PARCIAL DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 7º Turma: Data: 24/03/2012 Nota: Professor(a): Valor da Prova: 40 pontos Orientações gerais: 1) Número de

Leia mais

GERAÇÃO DE MAPAS DIGITAIS E MODELOS TRIDIMENSIONAIS DE SUPERFÍCIES. Manoel Silva Neto Engenheiro Cartógrafo

GERAÇÃO DE MAPAS DIGITAIS E MODELOS TRIDIMENSIONAIS DE SUPERFÍCIES. Manoel Silva Neto Engenheiro Cartógrafo GERAÇÃO DE MAPAS DIGITAIS E MODELOS TRIDIMENSIONAIS DE SUPERFÍCIES Manoel Silva Neto Engenheiro Cartógrafo Com um novo conceito enraizado na inovação, a Droneng busca integrar a multidisciplinaridade no

Leia mais

5ºano. 2º período 1.5 GEOGRAFIA. 10 de junho de 2014

5ºano. 2º período 1.5 GEOGRAFIA. 10 de junho de 2014 5ºano 1.5 GEOGRAFIA 2º período 10 de junho de 2014 Cuide da organização da sua avaliação, escreva de forma legível, fique atento à ortografia e elabore respostas claras. Tudo isso será considerado na correção.

Leia mais

Glossário das Camadas do SISTEMA CADEF

Glossário das Camadas do SISTEMA CADEF Glossário das Camadas do SISTEMA CADEF Imagem dos Corredores Ecológicos: Exibe a imagem de satélite baixa resolução de SPOT-5, adquirida em 2005. Esta imagem está como padrão defaut ao iniciar o sistema,

Leia mais

PLANEJAMENTO TRIMESTRAL III Trimestre / 2009. PROFESSORA: Bianca de Souza NÚCLEO 3 TURMA N3-8 OBJETIVOS 1

PLANEJAMENTO TRIMESTRAL III Trimestre / 2009. PROFESSORA: Bianca de Souza NÚCLEO 3 TURMA N3-8 OBJETIVOS 1 PLANEJAMENTO TRIMESTRAL III Trimestre / 2009 PROFESSORA: Bianca de Souza OBJETIVOS 1 Os objetivos para o terceiro trimestre com a turma N3-8 é o estudo e a construção de uma maquete da escola. Uma sequência

Leia mais

Reabilitação e Reforço de Estruturas

Reabilitação e Reforço de Estruturas Mestrado em Engenharia Civil 2011 / 2012 Reabilitação e Reforço de Estruturas Aula 06: Métodos de inspecção e diagnóstico. 6.2. Aplicação da tecnologia laser scanning à reabilitação do espaço construído.

Leia mais

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Na folha de respostas, indique de forma legível a versão da prova.

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Na folha de respostas, indique de forma legível a versão da prova. EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Prova Escrita de Geografia A 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Prova 719/2.ª Fase 16 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

Guião de Exploração. Introdução

Guião de Exploração. Introdução Guião de Exploração Introdução Ter o Mundo em 3D dentro de um computador e visualizar a superfície terrestre como se de uma viagem aérea se tratasse é a experiência que todos os professores já tiveram.

Leia mais

Perfil de Água Balnear da Fonte da Telha

Perfil de Água Balnear da Fonte da Telha Perfil de Água Balnear da Fonte da Telha Identificação da Água Balnear Nome da Água Balnear FONTE DA TELHA Código da Água Balnear PTCX7L Ano de Identificação 1991 Categoria/Tipo Água balnear costeira/costa

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação COLÉGIO LA SALLE Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Geografia Trimestre: 1º

Leia mais

CONTEÚDOS DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CONTEÚDOS DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO GOVERNADOR DE PERNAMBUCO João Lyra Neto SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES Ricardo Dantas SECRETÁRIA EXECUTIVA

Leia mais

Mapa-mundo 7. o ANO. Geografia. Planos ARINDA RODRIGUES. Professor

Mapa-mundo 7. o ANO. Geografia. Planos ARINDA RODRIGUES. Professor Mapa-mundo 7. o ANO Geografia Planos aula de ARINDA RODRIGUES Professor ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 4 PLANIFICAÇÃO ANUAL... 5 CALENDARIZAÇÃO DAS AULAS DO 1. O PERÍODO... 6 CALENDARIZAÇÃO DAS AULAS DO 2. O PERÍODO...

Leia mais

Serra do Caramulo, um Laboratório de Ciências Guião para uma saída de campo

Serra do Caramulo, um Laboratório de Ciências Guião para uma saída de campo Agrupamento de Escolas de Mortágua Serra do Caramulo, um Laboratório de Ciências Guião para uma saída de campo Ciências Naturais 7º ano Dinâmica externa da Terra: - Rochas Magmáticas, Sedimentares e Metamórficas.

Leia mais

CARTOGRAFIA E CADASTRO Cadastros Temáticos / SIG FICHEIRO VITIVINÍCOLA COMUNITÁRIO

CARTOGRAFIA E CADASTRO Cadastros Temáticos / SIG FICHEIRO VITIVINÍCOLA COMUNITÁRIO Cadastros Temáticos / SIG FICHEIRO VITIVINÍCOLA COMUNITÁRIO DESCRIÇÃO FICHEIRO VITIVINÍCOLA COMUNITÁRIO EM. Regiões do Minho, Trás-os-Montes, Ribatejo, Estremadura e Terras do Sado Cliente: Instituto do

Leia mais

Hidrografia e Litoral

Hidrografia e Litoral Conferência Internacional ESTRUTURA ECOLÓGICA NACIONAL CONCEITOS E DELIMITAÇÃO Auditório da Torre do Tombo, 22 de Novembro de 2013 Hidrografia e Litoral João Silva Natália Cunha Ana Müller Lopes Manuela

Leia mais

Cartografia e Prospeção

Cartografia e Prospeção Cartografia e Prospeção Prospeção Consiste na atividade de pesquisa de entradas de cavidades no terreno. Antes de se abordar o terreno deve efetuar-se um trabalho de casa que nos forneça o máximo de informação

Leia mais

Plano de Pormenor de Salvaguarda e Valorização do Núcleo Histórico de Sines. Proposta de Termos de Referência

Plano de Pormenor de Salvaguarda e Valorização do Núcleo Histórico de Sines. Proposta de Termos de Referência Plano de Pormenor de Salvaguarda e Valorização do Núcleo Histórico de Sines Proposta de Termos de Referência Câmara Municipal de Sines Divisão de Planeamento, Ordenamento do Território e Ambiente OUTUBRO

Leia mais

ELEMENTOS NECESSÁRIOS À INSTRUÇÃO DO PEDIDO DE TÍTULO DE UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS

ELEMENTOS NECESSÁRIOS À INSTRUÇÃO DO PEDIDO DE TÍTULO DE UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS ELEMENTOS NECESSÁRIOS À INSTRUÇÃO DO PEDIDO DE TÍTULO DE UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS I. IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE Nome/Denominação social, identificação fiscal n.º, com residência/sede em, código

Leia mais

VETORIZAÇÃO DO CADASTRO GEOMÉTRICO DA PROPRIEDADE RÚSTICA DO CONCELHO DE ALJUSTREL

VETORIZAÇÃO DO CADASTRO GEOMÉTRICO DA PROPRIEDADE RÚSTICA DO CONCELHO DE ALJUSTREL VETORIZAÇÃO DO CADASTRO GEOMÉTRICO DA PROPRIEDADE RÚSTICA DO CONCELHO DE ALJUSTREL Lisboa, Setembro 2015 Inês Guerreiro Sara Santos - CM Aljustrel OBJETIVOS Converter para formato vetorial, o cadastro

Leia mais

Unidade 0 Diversidade na biosfera I DIVERSIDADE NA BIOSFERA

Unidade 0 Diversidade na biosfera I DIVERSIDADE NA BIOSFERA 1 Unidade 0 Diversidade na biosfera I DIVERSIDADE NA BIOSFERA Objectivos 2 Compreender a importância da diversidade biológica na manutenção da vida; Identificar diferentes tipos de interacção entre seres

Leia mais

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica;

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica; Mapas Destinado especialmente aos Utilizadores do GEOPORTAL, nele são descritas e explicadas as diferentes funcionalidades existentes no FrontOffice (GEOPORTAL). O GEOPORTAL é baseado em tecnologia Web,

Leia mais

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO AVISOS N. OS 33 E 34 / SI/ 2009 CRITÉRIOS DE INSERÇÃO DE PROJECTOS NO PÓLO DE COMPETITIVIDADE E TECNOLOGIA TURISMO 2015 TIPOLOGIAS DE INVESTIMENTO

Leia mais

Geomática Aplicada à Engenharia Civil. 1 Fotogrametria

Geomática Aplicada à Engenharia Civil. 1 Fotogrametria Geomática Aplicada à Engenharia Civil 1 Fotogrametria Conceitos 2 Segundo Wolf (1983), a Fotogrametria pode ser definida como sendo a arte, a ciência e a tecnologia de se obter informações confiáveis de

Leia mais

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES Estudante: Turma: Data: / / QUESTÃO 1 Analise o mapa

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE GEOGRAFIA - 7.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE GEOGRAFIA - 7.º ANO DE GEOGRAFIA - 7.º ANO Ano Letivo 2014 2015 PERFIL DO ALUNO Dentro do domínio da geografia e o território, o aluno deve compreender o objeto e o método da Geografia. No dominio da representação da superfície

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 Conteúdos Habilidades Avaliação COLÉGIO LA SALLE Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Geografia Trimestre: 1º

Leia mais

José Manuel Rosa Pinto Curriculum vitae

José Manuel Rosa Pinto Curriculum vitae 1 José Manuel Rosa Pinto 1. Dados pessoais Nome completo: José Manuel Baptista Rosa Pinto Local e data de nascimento: Faro, 20 de Setembro de 1941 Nacionalidade: Portuguesa E-mail: josrospinto@hotmail.com

Leia mais

SIGRIA. sistema de informação geográfica dos municípios da ria. guião de exploração dos. serviços SIG na web AM RIA. Associação de Municípios da Ria

SIGRIA. sistema de informação geográfica dos municípios da ria. guião de exploração dos. serviços SIG na web AM RIA. Associação de Municípios da Ria SIGRIA. sistema de informação geográfica dos municípios da ria guião de exploração dos serviços SIG na web Associação de Municípios da Ria 02 GUIA WEB ÍNDICE Introdução O que é um SIG? 03 O que é SIGRia?

Leia mais

. a d iza r to u a ia p ó C II

. a d iza r to u a ia p ó C II II Sugestões de avaliação Geografia 7 o ano Unidade 5 5 Unidade 5 Nome: Data: 1. Complete o quadro com as características dos tipos de clima da região Nordeste. Tipo de clima Área de ocorrência Características

Leia mais

A HIDROSFERA. Colégio Senhora de Fátima. Disciplina: Geografia 6 ano Profª Jenifer Tortato

A HIDROSFERA. Colégio Senhora de Fátima. Disciplina: Geografia 6 ano Profª Jenifer Tortato A HIDROSFERA Colégio Senhora de Fátima. Disciplina: Geografia 6 ano Profª Jenifer Tortato A HIDROSFERA A água é o mais abundante solvente natural que atua no sentido de desagregar, ou seja, fragmentar

Leia mais

CAPÍTULO 1 Introduzindo SIG

CAPÍTULO 1 Introduzindo SIG CAPÍTULO 1 Introduzindo SIG Por muito tempo, estudou-se o mundo usando modelos como mapas e globos. Aproximadamente nos últimos trinta anos, tornou-se possível colocar estes modelos dentro de computadores

Leia mais

Polis Litoral Norte CONCURSO PARA A ELABORAÇÃO DO PROJECTO DE REQUALIFICAÇÃO DA FRENTE RIBEIRINHA DE VIANA DO CASTELO - NÚCLEO DO CABEDELO

Polis Litoral Norte CONCURSO PARA A ELABORAÇÃO DO PROJECTO DE REQUALIFICAÇÃO DA FRENTE RIBEIRINHA DE VIANA DO CASTELO - NÚCLEO DO CABEDELO Polis Litoral Norte CONCURSO PARA A ELABORAÇÃO DO PROJECTO DE REQUALIFICAÇÃO DA FRENTE RIBEIRINHA DE VIANA DO CASTELO - NÚCLEO DO CABEDELO SÍNTESE METODOLÓGICA Polis Litoral Norte CONCURSO PARA A ELABORAÇÃO

Leia mais

nós na sala de aula - módulo: geografia 4º e 5º anos - unidade 9

nós na sala de aula - módulo: geografia 4º e 5º anos - unidade 9 As paisagens urbanas e as paisagens rurais são visualmente distintas. As atividades propostas têm como objetivo diferenciar e evidenciar as relações espaciais entre as paisagens urbanas e rurais, colocando

Leia mais

Disponibilização de Informação sobre Recursos Hídricos via INTERNET

Disponibilização de Informação sobre Recursos Hídricos via INTERNET Disponibilização de Informação sobre Recursos Hídricos via INTERNET INTRODUÇÃO O Ministério do Ambiente, através do Instituto da Água (INAG) e Direcções Regionais do Ambiente (DRA) dispõe actualmente de

Leia mais

11º8 - Geografia A Professor Luís Gomes

11º8 - Geografia A Professor Luís Gomes 11º8 - Geografia A Professor Luís Gomes Projecto desenvolvido por: Beatriz Delgado, nº4 Leonor Evangelista, nº17 Rita Soromenho Sequeira, nº25 Sofia Velosa da Silva, nº28 Tatiana Malheiros, nº29 4 de Maio

Leia mais

16- Representação Cartográfica - Estudos Temáticos a Partir de Cartas Topográficas

16- Representação Cartográfica - Estudos Temáticos a Partir de Cartas Topográficas 16- Representação Cartográfica - Estudos Temáticos a Partir de Cartas Topográficas A carta topográfica é um documento cartográfico que pode ser utilizado para inúmeros fins, como elaboração de bases cartográficas

Leia mais

PERGUNTA 2. Figura 2. Arade Alcantarilha Quarteira. 0m 5000m 10000m

PERGUNTA 2. Figura 2. Arade Alcantarilha Quarteira. 0m 5000m 10000m PERGUNTA 1 O aquífero de Escusa está localizado no pleno coração do Parque Natural da Serra de S. Mamede, na bacia hidrográfica do rio Tejo, tem uma extensão de cerca de 8 km 2 e é constituído por rochas

Leia mais

"Protegendo as nascentes do Pantanal"

Protegendo as nascentes do Pantanal "Protegendo as nascentes do Pantanal" Diagnóstico da Paisagem: Região das Cabeceiras do Rio Paraguai Apresentação O ciclo de garimpo mecanizado (ocorrido nas décadas de 80 e 90), sucedido pelo avanço das

Leia mais

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Geografia

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Geografia COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Geografia Nome: Ano: 2º Ano 1º Etapa 2014 Colégio Nossa Senhora da Piedade Área do Conhecimento: Ciências Humanas Disciplina:

Leia mais

Agrupamento de Escolas Sto. Onofre Escola Básica de Sto. Onofre - Caldas da Rainha Complemento ao plano de formação vocacional e pré profissional

Agrupamento de Escolas Sto. Onofre Escola Básica de Sto. Onofre - Caldas da Rainha Complemento ao plano de formação vocacional e pré profissional Agrupamento de Escolas Sto. Onofre Escola Básica de Sto. Onofre - Caldas da Rainha Complemento ao plano de formação vocacional e pré profissional PROJECTO (III) Ano Lectivo 2008/2009 (compostagem, horta,

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APOIO ÀS AULAS PRÁTICAS DE TOPOGRAFIA ENGENHARIA CIVIL

EXERCÍCIOS DE APOIO ÀS AULAS PRÁTICAS DE TOPOGRAFIA ENGENHARIA CIVIL EXERCÍCIOS DE APOIO ÀS AULAS PRÁTICAS DE TOPOGRAFIA ENGENHARIA CIVIL INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL E ARQUITECTURA DOCENTES (2009/2010) 2009/2010 Ana Paula Falcão Flôr Ricardo

Leia mais

Florianópolis. b) a data em que cada imagem foi produzida:, e

Florianópolis. b) a data em que cada imagem foi produzida:, e PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= A PAISAGEM E AS

Leia mais

AVALIAÇÃO DA EVOLUÇÃO DOS CORPOS DE ÁGUA EM PORTUGAL CONTINENTAL DURANTE AS ÚLTIMAS TRÊS DÉCADAS

AVALIAÇÃO DA EVOLUÇÃO DOS CORPOS DE ÁGUA EM PORTUGAL CONTINENTAL DURANTE AS ÚLTIMAS TRÊS DÉCADAS AVALIAÇÃO DA EVOLUÇÃO DOS CORPOS DE ÁGUA EM PORTUGAL CONTINENTAL DURANTE AS ÚLTIMAS TRÊS DÉCADAS Bruno Miguel Meneses Raquel Saraiva Maria José Vale Rui Reis Projeto Alterações de uso e ocupação do solo

Leia mais

Planificação a longo prazo

Planificação a longo prazo A Terra: Estudos e Representações 1º Período / 2º Período Planificação a longo prazo Professores: Carlos Naré e Isabel Rodrigues Ano letivo: 2015-2016 Número de aulas previstas (3 x 45 minutos / semana)

Leia mais

Prova bimestral 5 o ano 2 o Bimestre

Prova bimestral 5 o ano 2 o Bimestre Prova bimestral 5 o ano 2 o Bimestre geografia Escola: Nome: Data: / / Turma: Leia o trecho da letra da música abaixo e, em seguida, responda às questões. [...] Eu já cantei no Pará Toquei sanfona em Belém

Leia mais