VAAFT: Video-Assisted Anal Fistula Treatment (Tratamento de fístulas anais assistido por vídeo)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "VAAFT: Video-Assisted Anal Fistula Treatment (Tratamento de fístulas anais assistido por vídeo)"

Transcrição

1 VAAFT: Video-Assisted Anal Fistula Treatment (Tratamento de fístulas anais assistido por vídeo) com o fechamento do orifício interno da fístula mediante grampeador Técnica de MEINERO PRO /2015-PT

2 Introdução A técnica VAAFT é utilizada para o tratamento cirúrgico de fístulas anais complexas e de fístulas recidivadas. A localização exata do orifício interno da fístula sob controle visual, o tratamento das fístulas por dentro e o fechamento completo do orifício interno são decisivos no tratamento das fístulas. A técnica é constituída por duas fases: uma diagnóstica e uma cirúrgica. Portanto, uma classificação pré-operatória da fístula não é mais necessária, o que permite economizar tempo e também custos. Além disso, não são produzidas lesões cirúrgicas perianais e o problema frequente da incontinência fecal pós-operatória é evitado, uma vez que o esfíncter não é lesado. E.P.Si.T. (endoscopic pilonidal sinus treatment) é uma nova técnica minimamente invasiva para o tratamento de cistos pilonidais e recidivas. Devido às excelentes experiências obtidas com a técnica VAAFT no tratamento de fístulas anais, decidi empregar os mesmos equipamentos, o mesmo princípio e a mesma filosofia também no tratamento de cistos pilonidais. O objetivo da técnica E.P.Si.T. é uma ablação endoscópica do cisto pilonidal, de possíveis fístulas e orifícios da fístula sob controle visual. O controle visual direto é uma das características centrais desse novo procedimento cirúrgico. Para uma intervenção E.P.Si.T. são utilizados o mesmo fistuloscópio e o conjunto de instrumento para VAAFT. Prof. Piercarlo Meinero Especialista em Medicina de Emergência Diretor do Centro para Cirurgia Colorretal na Casa di Cura Sanatrix, Roma Diretor do International Colorectal Team (ICRT) Docente na Sapienza Università di Roma Telefon: Website: Fig. 1 2

3 Material São utilizados os aparelhos da KARL STORZ (Fig. 1). O conjunto contém o fistuloscópio de MEINERO (Fig. 2),.um eletrodo unipolar (Fig. 3) que é conectado a um bisturi elétrico com uma corrente de alta frequência no módulo SPRAY, uma escova para fístula (Fig. 4) e uma pinça (Fig. 5). Além disso, são necessários um grampeador semicircular ou linear e uma cânula fina com 0,5 ml de cianoacrilato. O fistuloscópio está equipado com um canal ótico, um canal de trabalho e um canal de irrigação. O comprimento de trabalho é de 18 cm, conectando uma empunhadura apropriada o mesmo é reduzido para um comprimento efetivo de 14 cm. Fig. 2 Fig. 3 Fig. 4 Fig. 5 3

4 Técnica O paciente é colocado em posição de litotomia. É necessário uma anestesia espinhal. O fistuloscópio é conectado aos respectivos aparelhos KARL STORZ e ao recipiente com uma solução de irrigação (uma solução sem eletrólitos como, por exemplo, 1% de glicina e 1% de manitol). A imagem ilustra uma fístula anal com orifício externo (O.E.) e interno (O.I.). (Fig. 6) O.I. O.E. Fig. 6 A técnica consiste em uma fase diagnóstica e uma fase cirúrgica. 1. Fase diagnóstica O propósito da fase diagnóstica é a localização exata do orifício interno da fístula. O fistuloscópio é introduzido através do orifício externo da fístula, aplicando continuamente solução para irrigação, de forma que o canal fistular seja claramente identificado no monitor. (Fig. 7) Com auxílio de uma pinça de apreensão de 2 mm, restos de tecido da fístula podem ser removidos para facilitar a introdução do fistuloscópio. O posicionamento da ótica está correto, quando o obturador aparece na porção inferior da imagem. (Fig. 8) Fig. 7 Fig. 8 Obturador 4

5 O cirurgião segue o trajeto da fístula através de movimentos graduais para a esquerda e para a direita, para cima e para baixo. Uma vez que o fistuloscópio é rígido, é possível conduzi-lo com um dedo introduzido transanalmente. Com esta manobra, e graças à anestesia espinhal, a fístula pode ser ajustada para o fistuloscópio. O fluxo contínuo da solução de irrigação permite uma visualização adequada no orifício perianal até que o orifício interno da fístula seja alcançado. O assistente pode então introduzir o espéculo anal para localizar o orifício interno da fístula no canal anal ou retal com auxílio da luz da ótica. Através do escurecimento da sala de cirurgia é possível identificar mais facilmente a luz do fistuloscópio no reto. Quando o fistuloscópio sai pelo orifício interno da fístula, é possível reconhecer inequivocamente no monitor a mucosa retal. (Fig. 9-11) Em alguns casos, o orifício interno da fístula é bem estreito. Nesses casos, a luz do fistuloscópio aparece atrás da mucosa retal. Orifício interno da fístula Fig. 9 Fig. 10 Fig. 11 5

6 Técnica Para isolar a borda do orifício interno da fístula, marcamos ela com até três suturas em dois pontos opostos. É necessário garantir que tecido suficiente seja preso. (Fig ) Orifício interno da fístula isolado Fig. 12 Fig. 13 Fig. 14 6

7 2. Fase cirúrgica Nessa fase, a fístula deve ser destruída por dentro. O primeiro passo é limpar o canal fistular e remover restos de tecido. A seguir, o orifício interno é fechado hermeticamente. Iniciamos com a destruição da fístula sob controle visual, com um eletrodo unipolar que pode ser introduzido através do canal de trabalho do fistuloscópio e ser conectado ao aparelho de cirurgia de alta frequência. (Fig ) Fig. 15 Abb. 15 Fig. 16 Fig. 18 Fig. 17 Para tanto, inicia-se a coagulação pela área do orifício interno da fístula, sendo coagulados todos os fragmentos do material esbranquiçado que estejam aderidos à parede da fístula e todo o tecido de granulação. O cirurgião avança centímetro por centímetro desde o orifício interno até à orifício externo. Nesse processo, nenhuma cavidade de abscesso pode ser esquecida. 7

8 Técnica Sob controle visual, o material necrótico é removido com uma escova para fístula. (Fig ) Até este momento, o orifício interno da fístula permanece aberto para que os restos de tecido e a solução de irrigação possam sair pelo reto. Fig. 19 Fig. 20 Fig. 21 8

9 O cirurgião retira então por completo o fistuloscópio. Com uma pinça de apreensão, o assistente puxa os fios de sutura no sentido do canal anal ou retal para elevar o orifício interno da fístula em pelo menos 2 cm de forma que a ferida fique com a aparência de um vulcão. Em seguida, o cirurgião conduz o grampeador (CCS 30 Transtar Contour, Ethicon EndoSurgery, p. ex.) até à base do vulcão (Fig ) e realiza o corte mecânico e a sutura. Fig. 22 Fig. 23 Fig. 24 Fig. 25 9

10 Técnica Alternativamente, o orifício interno da fístula também pode ser hermeticamente fechado com um grampeador linear. (Fig ) Isso depende naturalmente da posição do orifício interno. Fig. 26 Fig. 27 Fig. 28 Enquanto a utilização de um grampeador semicircular faz com que a sutura seja feita na posição horizontal, com um grampeador linear a sutura é feita no sentido vertical. (Fig ) Fig. 29 Fig. 30 Fig

11 Técnica Se o tecido na área do orifício interno não for esclerótico e permitir que um bom vulcão seja formado, pode-se utilizar um grampeador. Entretanto, se o tecido em volta do orifício interno for excessivamente rígido e esclerótico, a utilização do grampeador pode ser difícil. Neste caso, é preferível realizar um retalho da mucosa. (Fig. 32) O última passo é injetar diretamente atrás da sutura/grampos de sutura 0,5 ml de cianoacrilato sintético no canal da fístula para reforçar a sutura. Fig. 32 A injeção de cianoacrilato sintético abaixo da sutura ou do retalho da mucosa garante um fechamento perfeito do orifício interno da fístula. Entretanto, o trajeto completo da fístula não é preenchido com cianoacrilato sintético, sendo apenas injetada uma quantidade reduzida diretamente abaixo da linha de sutura. Para que a secreção possa ser eliminada, o trajeto da fístula deve permanecer aberto. (Fig ) Fig. 33 Fig. 34 Fig. 35 Fig. 36 Com este procedimento, obtém-se uma excisão perfeita e um fechamento hermético do orifício interno da fístula, de modo que as fezes não possam mais penetrar. Uma vez que a sutura perpassa pelo esfíncter tangencialmente, ocorrem muito poucas dores no pósoperatório, tanto quando a sutura está localizada no canal anal quanto no reto. 11

12 Conclusão As vantagens da técnica VAAFT são evidentes: Não é necessário uma internação, não há lesões decorrentes da cirurgia nem nas nádegas, nem na região perianal. O orifício interno da fístula pode ser localizado de forma inequívoca (um item decisivo para qualquer tratamento cirúrgico de fístulas) e a fístula pode ser destruída internamente por completo. O trajeto da fístula é irrelevante, seja ele transesfincteriano, extraesfincteriano ou supraesfincteriano, porque na cirurgia o esfíncter anal não é lesado por dentro. Além de não necessitar de medicamentos e poder retornar ao trabalho após alguns dias, o paciente é poupado do risco da incontinência fecal pós-operatória. 12

13 Instrumentos Conjunto de instrumentos para VAAFT segundo o Dr. MEINERO para o tratamento de fístulas anais assistido por vídeo Conjunto para fistulectomia inclui: Fistuloscópio, 8, ocular angulada, 3,3 x 4,7 mm de Ø externo, 18 cm de comprimento útil, autoclavável, com canal de trabalho reto para instrumentos de até 2,5 mm de Ø, com condutor de luz de fibra ótica integrado, código de cor: verde Empunhadura Obturador Cesto aramado para limpeza, esterilização e armazenamento Tampa de vedação Endoscopic Seal, estéril, embalagem com 10 unidades AA Fistuloscópio 8, ocular angulada, 3,3 x 4,7 mm de Ø externo, 18 cm de comprimento, autoclavável, com canal de trabalho reto para instrumentos de até 2,5 mm de Ø, com condutor de luz de fibra ótica integrado Código de cor: verde Tampa de vedação Endoscopic Seal, estéril, descartável, para canais de trabalho para instrumentos de 4 10 Fr., embalagem com 10 unidades Empunhadura, para fistuloscópio de AA Obturador, para AA Eletrodo de coagulação, unipolar, para fistulectomia, 7 Fr., 53 cm de comprimento 13

14 Instrumentos Escova para fístula inclui: Empunhadura com três anéis Tubo externo 3x Inserte de escova para fístula: com 4 mm; 4,5 mm e 5 mm de diâmetro externo KJ Pinça de apreensão e biópsia CLICKLINE de REDDICK- OLSEN, giratória, com conexão HF para coagulação unipolar, tamanho 5 mm, 30 cm de comprimento, abertura bilateral inclui: Empunhadura de plástico, sem cremalheira, maior superfície de apoio Tubo externo, isolado Inserte de pinça Espéculo expansor anal de AUCKLAND-EASI, para exame anal, 3 lâminas, 27 mm de Ø externo, 6 cm de comprimento útil, com obturador O, com cremalheira XP Cesto aramado para limpeza, esterilização e armazenamento, com adaptador de limpeza integrado para conexão com lavadoras desinfetadoras automáticas, com tampa, cesta para peças pequenas XS e suportes de silicone para ótica, dimensões externas (L x P x A): 460 x 150 x 80 mm. Para utilização com instrumentos com até 27 cm comprimento útil 14

15 Fonte de luz fria XENON 300 SCB Fonte de luz fria XENON 300 SCB, com SCB KARL STORZ, inclusive uma bomba antiembaçante integrada, uma lâmpada xenon de 300 W e uma conexão para cabo de luz KARL STORZ, tensão de serviço / VCA, 50/60 Hz inclui: Cabo de rede Cabo de conexão SCB, 100 cm de comprimento Módulo de lâmpadas sobressalentes XENON, 300 W, 15 V Lâmpada sobressalente XENON, 300 W, 15 V 495 NL Cabo de luz de fibra ótica, com conector reto, 3,5 mm de Ø, 180 cm de comprimento 495 NA Cabo de luz de fibra ótica, com conector reto, 3,5 mm de Ø, 230 cm de comprimento 15

16 Sistema de câmera IMAGE1 SPIES TC 200PT* IMAGE1 CONNECT, módulo connect, para utilização de até 3 módulos link, resolução 1920 x 1080 pixels, com SCB KARL STORZ e módulo de processamento de imagem digital integrados, tensão de serviço VCA/ VCA, 50/60 Hz inclui: Cabo de rede, 300 cm de comprimento Cabo de conexão DVI-D, 300 cm de comprimento Cabo de conexão SCB, 300 cm de comprimento Pen drive, 32 GB Teclado de silicone USB, com touchpad, PT TC 300 IMAGE1 H3-LINK, módulo link, para utilização com cabeçotes de câmera de 3 chips FULL HD IMAGE1, tensão de serviço VCA/ VCA, 50/60 Hz, para utilização com IMAGE1 CONNECT TC 200PT inclui: Cabo de rede, 300 cm de comprimento Cabo de ligação, 20 cm de comprimento * Disponível também nos seguintes idiomas: EN, ES, FR, IT, DE, RU 16

17 Cabeçotes de câmera IMAGE1 SPIES TH 100 Cabeçote de câmera FULL HD de 3 chips IMAGE1 H3-Z SPIES, progressive scan, imersível, esterilizável por gás e por plasma, com objetiva zoom parfocal integrada, distância focal f = mm (2x), 2 teclas programáveis no cabeçote da câmera, para utilização com IMAGE1 SPIES e IMAGE 1 HUB HD/HD TH 102 Cabeçote de câmera FULL HD de 3 chips IMAGE1 H3-Z FI SPIES, compatível com SPIES, para diagnóstico de perfusão de tecidos e órgãos com indocianina verde (ICG) em combinação com fonte de luz D-LIGHT P, resolução máx x 1080 pixels, progressive scan, com objetiva zoom parfocal integrada, distância focal f = mm (2x), 2 teclas programáveis no cabeçote da câmera, para utilização com IMAGE1 SPIES e IMAGE 1 HUB HD/HD TH 104 Cabeçote de câmera FULL HD de 3 chips IMAGE1 H3-ZA SPIES, autoclavável, progressive scan, imersível, esterilizável por gás e por plasma, com objetiva zoom parfocal integrada, distância focal f = mm (2x), 2 teclas programáveis no cabeçote da câmera, para utilização com IMAGE1 SPIES e IMAGE 1 HUB HD/HD 17

18 Monitores KARL STORZ 9826 NB Monitor FULL HD de 26", sistemas de cores PAL/NTSC, resolução máx. de 1920 x 1080, formato 16:9, Entradas de vídeo: DVI, 3G-SDI, VGA, S-Video, vídeo composto; Saídas de vídeo: DVI, 3G-SDI, vídeo composto, tensão de serviço VCA, 50/60 Hz, tensão de saída contínua 5 V (1A), versão para montagem na parede com adaptador VESA 100 inclui: Fonte de alimentação 24VDC externa Cabo de rede 9627 NB Monitor FULL HD de 27", sistemas de cores PAL/NTSC, resolução máx. de 1920 x 1080, formato 16:9, interface: RS 232, tensão de serviço VCA, 50/60 Hz, versão para montagem na parede com adaptador VESA 100 inclui: Fonte de alimentação 24VDC externa Cabo de rede Acessórios opcionais: 9826 SF Base para monitor, adequada para monitores de 26" e outros, base para monitor inclinável, rotação de +/-30, desinfectável, branca, para utilização com, p. ex., monitor FULL HD de 26" 9826 NB ou monitor 3D de 26" 9826 NB-3D 9626 SF Base para monitor, com canal para cabos integrado, para utilização com monitores da série 96xx 18

19 Aparelho cirúrgico de alta frequência AUTOCON II 400 para a cirurgia de alta frequência interdisciplinar Uso interdisciplinar Unidade de alta frequência com touch screen de 6,5" para manuseio e limpeza simples, seguros e ergonômicos Configurações pré-programáveis para determinados procedimentos, outros procedimentos podem ser programados adicionalmente de forma simples e rápida Uma conexão multifunção permite a ressecção bipolar em solução salina Recomendamos a utilização do nosso ressectoscópio bipolar em conjunto com o aparelho cirúrgico de alta frequência AUTOCON II 400. Esse aparelho dispõe de configurações préprogramadas para a ressecção bipolar, que podem ser facilmente selecionadas através do touch screen. A ativação é efetuada por um interruptor de pedal triplo. O ressectoscópio bipolar é conectado através de um cabo de alta frequência multifuncional com modo de detecção integrado. O retorno da corrente é efetuado diretamente através do cabo bipolar, sendo então desnecessária a utilização de um eletrodo neutro Conjunto High-End AUTOCON II 400, SCB, tensão de serviço VCA, 50/60 Hz, conectores de alta frequência: Combinação bipolar, multifunção, unipolar de 3 polos + Erbe, eletrodo neutro com jack de 6,3 mm e 2 polos Requisitos do sistema: CB R-UI software release ou versão mais recente inclui: Cabo de rede Cabo de conexão SCB, 100 cm de comprimento Acessório necessário: Interruptor de pedal triplo, para gerador de alta frequência AUTOCON II 400 SCB 19

20 Gestão de dados e documentação KARL STORZ AIDA Uma documentação diferente e espetacular Os produtos da linha AIDA representam uma busca contínua por soluções completas, no que se refere à documentação, para todos os tipos de intervenções cirúrgicas. A família de produtos AIDA apresenta uma solução personalizada que pode ser adaptada às necessidades de cada disciplina de maneira flexível, permitindo o mais alto grau de individualização. Essa individualização é baseada na nossa longa experiência de trabalho com os padrões clínicos existentes, o que garante uma solução confiável e segura. Funcionalidades comprovadas se incorporam aos últimos desenvolvimentos e tendências da medicina, permitindo uma experiência completamente nova de documentação AIDA. AIDA se encaixa perfeitamente em estruturas já existentes e é capaz de trocar dados com outros sistemas através das interfaces padrão normalmente utilizadas. WD 200-XX* Sistema de documentação AIDA, para a gravação de imagens e de vídeos, dois canais com resolução até FULL HD, imagens e vídeos em 2D/3D, tensão de serviço VCA, 50/60 Hz inclui: Teclado de silicone USB, com touchpad Cabo de conexão ACC Cabo de conexão DVI, 200 cm de comprimento Cabo DVI HDMI, 200 cm de comprimento Cabo de rede, 300 cm de comprimento WD 250-XX* Sistema de documentação AIDA, para a gravação de imagens e de vídeos, dois canais com resolução até FULL HD, imagens e vídeos em 2D/3D, inclusive SMARTSCREEN (touchscreen), tensão de serviço VCA, 50/60 Hz inclui: Teclado de silicone USB, com touchpad Cabo de conexão ACC Cabo de conexão DVI, 200 cm de comprimento Cabo DVI HDMI, 200 cm de comprimento Cabo de rede, 300 cm de comprimento *XX: Ao solicitar o produto, por favor, indique o código do idioma (DE, EN, ES, FR, IT, PT, RU). 20

21 Controle orientado pelo fluxo de trabalho Paciente Nunca foi tão fácil inserir os dados do paciente. AIDA integra-se perfeitamente em estruturas já existentes como o HIS e PACS. A inserção dos dados pode ser feita manualmente ou através de uma DICOM worklist. Todas as informações importantes do paciente são acessadas com apenas um clique. Checklist Gerenciamento e documentação central do Time Out. Fazer a documentação de todas as etapas críticas, de acordo com os padrões clínicos, é fácil e possível com a checklist. Todas as checklists podem ser adaptadas às respectivas necessidades individuais. Assim, a segurança do paciente é aumentada duradouramente. Gravação Documentação da mais alta qualidade graças ao registro de imagens e vídeos em FULL HD e 3D. A função dual capture permite a gravação paralela (sincronizada ou independente) de duas fontes. Todas as gravações podem ser marcadas com um clique para edição posterior. Edição Ajustes simples em imagens e vídeos gravados são executados rapidamente com o módulo "Editar". Gravações podem ser processadas com rapidez para serem diretamente anexadas ao relatório. Adicionalmente, é possível recortar, ajustar e armazenar imagens de uma sequência de vídeo já gravada. Marcações existentes, provenientes do módulo de gravação, podem ser aproveitadas aqui para uma seleção rápida. Conclusão Nunca foi tão fácil concluir um registro. AIDA possui uma grande variedade de módulos de armazenamento. É possível definir quais dados devem ser exportados para cada módulo de armazenamento. Essa exportação é realizada em background pelo Intelligent Export Manager (IEM). O sistema mantém os dados armazenados até que os mesmos tenham sido exportados com sucesso, garantindo, assim, que não haja perda de dados. Referência Todas as informações importantes sobre os pacientes estão sempre disponíveis e à mão. O módulo "Referência" permite acessar facilmente dados de intervenções já concluídas, inclusive todas as informações, imagens, vídeos e relatórios da checklist. 21

22 Anotações 22

23 Anotações É aconselhável certificar-se da aplicação adequada dos produtos antes de sua utilização em determinada intervenção. 23

24 KARL STORZ Marketing América do Sul Ltda. Rua Joaquim Floriano, andar - Itaim Bibi São Paulo-SP, Brasil Tel.: Fax: KARL STORZ GmbH & Co. KG Mittelstraße 8, Tuttlingen, Alemanha Postbox 230, Tuttlingen, Alemanha Telefone: +49 (0) Fax: +49 (0) PRO /2015/EW-PT

TP 43 4.0 09/2015-PT IMAGE1 SPIES. IMAGE1 CONNECT e H3-LINK Your Link to Perfection

TP 43 4.0 09/2015-PT IMAGE1 SPIES. IMAGE1 CONNECT e H3-LINK Your Link to Perfection TP 43 4.0 09/2015-PT IMAGE1 SPIES IMAGE1 CONNECT e H3-LINK Your Link to Perfection 2 Da tradição KARL STORZ sempre é referência na área de aquisição de imagem endoscópica. Assim, em 2007, ela trouxe ao

Leia mais

Novo nefroscópio percutâneo de 18/22 Fr. com canal de trabalho ampliado

Novo nefroscópio percutâneo de 18/22 Fr. com canal de trabalho ampliado URO 23 10.0 08/2015-PT Novo nefroscópio percutâneo de 18/22 Fr. com canal de trabalho ampliado Modelo Slender Nefroscopia percutânea de 18/22 Fr. Modelo Slender para retirada percutânea de cálculos renais

Leia mais

NAV 3 1.0 12/2015-PT KARL STORZ. NAV1 optical

NAV 3 1.0 12/2015-PT KARL STORZ. NAV1 optical NAV 3 1.0 12/2015-PT KARL STORZ NAV1 optical KARL STORZ NAV1 optical Integração com economia de espaço em qualquer sala de cirurgia Com o NAV1 optical, você se beneficia de uma solução de navegação de

Leia mais

Rinoplastia em perfeição

Rinoplastia em perfeição ORL 132 3.0 09/2015-PT Rinoplastia em perfeição Conjunto de Rinoplastia do Prof. G. J. Nolst Trenité Rinoplastia em perfeição Conjunto de Rinoplastia do Prof. G. J. Nolst Trenité 2 Para rinoplastia moderna,

Leia mais

MICRO 6 6.0 06/2015-PT H3-M COVIEW. Cabeçote de câmera FULL HD para microscopia

MICRO 6 6.0 06/2015-PT H3-M COVIEW. Cabeçote de câmera FULL HD para microscopia MICRO 6 6.0 06/2015-PT H3-M COVIEW Cabeçote de câmera FULL HD para microscopia H3-M COVIEW SPIES TM : Cabeçote de câmera FULL HD para microscopia Aproveite seu microscópio cirúrgico ao máximo com as soluções

Leia mais

Instrumentos RoBi NOVO. Pinças de apreensão e tesouras bipolares rotativas nos tamanhos 3,5 mm e 5 mm. RoBi agora. também com 3,5 mm de Ø

Instrumentos RoBi NOVO. Pinças de apreensão e tesouras bipolares rotativas nos tamanhos 3,5 mm e 5 mm. RoBi agora. também com 3,5 mm de Ø LAP 45 16.0 08/2015-PT Instrumentos RoBi Pinças de apreensão e tesouras bipolares rotativas nos tamanhos 3,5 mm e 5 mm NOVO RoBi agora também com 3,5 mm de Ø Instrumentos bipolares rotativos de 3,5 mm

Leia mais

Ressectoscópios bipolares GYN 21 12.0 07/2015-PT

Ressectoscópios bipolares GYN 21 12.0 07/2015-PT Ressectoscópios bipolares GYN 21 12.0 07/2015-PT Ressecção bipolar: Cirurgia intrauterina de alta frequência mais segura e eficaz Os ressectoscópios bipolares são equipados com um eletrodo de trabalho

Leia mais

LAP 61 4.1 06/2015-PT. Sistema D-LIGHT P. Para a avaliação por perfusão de fluorescência em anastomoses colorretais

LAP 61 4.1 06/2015-PT. Sistema D-LIGHT P. Para a avaliação por perfusão de fluorescência em anastomoses colorretais LAP 61 4.1 06/2015-PT Sistema D-LIGHT P Para a avaliação por perfusão de fluorescência em anastomoses colorretais Introdução Para visualizar alterações no corpo humano que não são perceptíveis através

Leia mais

Cirurgia laparoscópica da obesidade

Cirurgia laparoscópica da obesidade LAP 55.6.0 07/2015-PT Cirurgia laparoscópica da obesidade Instrumental 5/10 de CADIÈRE 2 Cirurgia laparoscópica da obesidade Instrumental 5/10 de CADIÈRE Introdução Em países industrializados, a obesidade

Leia mais

MULTISWITCH Distribuição completa de imagem em um aparelho compacto MICRO 12 3.0 06/2015-PT

MULTISWITCH Distribuição completa de imagem em um aparelho compacto MICRO 12 3.0 06/2015-PT MULTISWITCH Distribuição completa de imagem em um aparelho compacto MICRO 12 3.0 06/2015-PT MULTISWITCH Simples Flexível Compacto Através de uma solução compacta é possível distribuir vários sinais de

Leia mais

Videocistoscopia portátil da KARL STORZ

Videocistoscopia portátil da KARL STORZ URO 43 7.0 07/2015-PT Videocistoscopia portátil da KARL STORZ Faça a tecnologia de imagem digital te acompanhar 2 Soluções completas digitais Videocistoscopia portátil da KARL STORZ Com o videocistoscópio

Leia mais

VITOM Um sistema de visualização único para cirurgia aberta da mão ART 54 2.0 02/2015-PT

VITOM Um sistema de visualização único para cirurgia aberta da mão ART 54 2.0 02/2015-PT VITOM Um sistema de visualização único para cirurgia aberta da mão ART 54 2.0 02/2015-PT Prefácio Em intervenções abertas na mão, utilizamos ou óculos com lupa ou trabalhamos a olho nu. Para intervenções

Leia mais

ORL 134 3.0 08/2015-PT TELE PACK X LED. Estroboscopia LED em uma nova dimensão

ORL 134 3.0 08/2015-PT TELE PACK X LED. Estroboscopia LED em uma nova dimensão ORL 134 3.0 08/2015-PT TELE PACK X LED Estroboscopia LED em uma nova dimensão O TELE PACK X LED segue a tradição dos sistemas all in one da KARL STORZ. Sua área de atuação vai desde consultórios médicos

Leia mais

Highlights 2016. Edição do 1 trimestre de 2016 OR1

Highlights 2016. Edição do 1 trimestre de 2016 OR1 Highlights 2016 Edição do 1 trimestre de 2016 OR1 KARL STORZ OR1 FUSION O melhor comando para a sala de cirurgia KARL STORZ OR1 FUSION é uma plataforma que proporciona roteamento de áudio/vídeo, documentação

Leia mais

Otoscópio para consultórios veterinários de animais de pequeno porte VET 17 8.0 10/2015-PT

Otoscópio para consultórios veterinários de animais de pequeno porte VET 17 8.0 10/2015-PT Otoscópio para consultórios veterinários de animais de pequeno porte VET 17 8.0 10/2015-PT Otoscópio para consultórios veterinários de animais de pequeno porte A otoscopia diagnóstica é um dos principais

Leia mais

Laringoscópio cirúrgico expansível de HINNI ORL 135 2.0 06/2015-PT

Laringoscópio cirúrgico expansível de HINNI ORL 135 2.0 06/2015-PT Laringoscópio cirúrgico expansível de HINNI ORL 135 2.0 06/2015-PT Supondo que um novo laringoscópio possibilite uma exposição de 100% do assoalho da língua e da área supraglótica, além de um grande espaço

Leia mais

Design compacto e imagens excelentes Os novos monitores da KARL STORZ TP 46 1.0 07/2015-PT

Design compacto e imagens excelentes Os novos monitores da KARL STORZ TP 46 1.0 07/2015-PT Design compacto e imagens excelentes Os novos monitores da KARL STORZ TP 46 1.0 07/2015-PT Uma imagem endoscópica brilhante é resultado de uma sequência de imagens de alta qualidade, perfeitamente sincronizadas

Leia mais

GYN 37-1 08/2012-PT TROPHYSCOPE. de CAMPO

GYN 37-1 08/2012-PT TROPHYSCOPE. de CAMPO GYN 37-1 08/2012-PT TROPHYSCOPE de CAMPO TROPHYSCOPE de CAMPO Prefácio O novo histeroscópio compacto TROPHYSCOPE foi desenvolvido especialmente para histeroscopias no consultório e no ambulatório. Ele

Leia mais

A nova alça renal da KARL STORZ

A nova alça renal da KARL STORZ URO 39 4.0 03/2015-PT A nova alça renal da KARL STORZ Um passo decisivo contra a isquemia quente na ressecção laparoscópica parcial do rim A nova alça renal da KARL STORZ - Um passo decisivo contra a isquemia

Leia mais

Artroscopia da articulação temporomandibular

Artroscopia da articulação temporomandibular OMFS 14 1.0 10/2015-PT Artroscopia da articulação temporomandibular Soluções para tratamento minimamente invasivo da articulação da mandíbula Quando a articulação temporomandibular dói A articulação temporomandibular

Leia mais

ORL 119 11.1 10/2015-PT. Tecnologia CMOS em Otorrinolaringologia. Diagnóstico completo através da compatibilidade máxima

ORL 119 11.1 10/2015-PT. Tecnologia CMOS em Otorrinolaringologia. Diagnóstico completo através da compatibilidade máxima ORL 119 11.1 10/2015-PT Tecnologia CMOS em Otorrinolaringologia Diagnóstico completo através da compatibilidade máxima 2 Videorrinolaringoscópio CMOS O videorrinolaringoscópio CMOS da KARL STORZ é uma

Leia mais

ART 42 9.1 07/2014-PT. ARTHROPUMP Power. O sistema inteligente para a gestão de líquidos em Artroscopia

ART 42 9.1 07/2014-PT. ARTHROPUMP Power. O sistema inteligente para a gestão de líquidos em Artroscopia ART 42 9.1 07/2014-PT ARTHROPUMP Power O sistema inteligente para a gestão de líquidos em Artroscopia ARTHROPUMP Power O sistema inteligente para a gestão de líquidos em Artroscopia inovador simples potente

Leia mais

QUINTUS e QUINTUS ZOOM

QUINTUS e QUINTUS ZOOM EndoWorld MICRO 9 01/2013-PT QUINTUS e QUINTUS ZOOM Adaptador de TV de alto rendimento para microscópios cirúrgicos da Leica Microsystems QUINTUS e QUINTUS ZOOM Adaptador de TV de alto rendimento para

Leia mais

Endoscópio veterinário para inseminação artificial e histeroscopia VET 33 7.1 03/2016-PT

Endoscópio veterinário para inseminação artificial e histeroscopia VET 33 7.1 03/2016-PT Endoscópio veterinário para inseminação artificial e histeroscopia VET 33 7.1 03/2016-PT Uma revolução na inseminação artificial A endoscopia é o melhor método para o diagnóstico e tratamento do trato

Leia mais

TELE PACK X LED KARL STORZ

TELE PACK X LED KARL STORZ TP 45 2.0 07/2015-PT TELE PACK X LED KARL STORZ Sistema compacto all in one com fonte de luz LED O TELE PACK X LED prossegue a tradição dos sistema portáteis all in one da KARL STORZ. Sua área de atuação

Leia mais

BETTOCCHI Integrated Office Hysteroscope (B.I.O.H. )

BETTOCCHI Integrated Office Hysteroscope (B.I.O.H. ) EW GYN 34-6 07-2012-PT BETTOCCHI Integrated Office Hysteroscope (B.I.O.H. ) Para a histeroscopia diagnóstica e cirúrgica 2 3 "Exceda as expectativas" Em 1996 revolucionámos o mundo da histeroscopia, ao

Leia mais

Laparoscopia e toracoscopia no consultório veterinário de equinos VET 22 3.0 06/2015-PT

Laparoscopia e toracoscopia no consultório veterinário de equinos VET 22 3.0 06/2015-PT Laparoscopia e toracoscopia no consultório veterinário de equinos VET 22 3.0 06/2015-PT Laparoscopia e toracoscopia no consultório veterinário de equinos Os métodos minimamente invasivos em equinos, quando

Leia mais

URO 45 4.0 01/2016-PT VITOM. Um sistema de visualização único para cirurgias abertas de acesso mínimo em Urologia

URO 45 4.0 01/2016-PT VITOM. Um sistema de visualização único para cirurgias abertas de acesso mínimo em Urologia URO 45 4.0 01/2016-PT VITOM Um sistema de visualização único para cirurgias abertas de acesso mínimo em Urologia Prefácio Em intervenções cirúrgicas abertas para o tratamento de doenças da uretra e dos

Leia mais

SERVICE 2 3.0 08/2015-PT. MicroStop. Recipientes de esterilização e acessórios

SERVICE 2 3.0 08/2015-PT. MicroStop. Recipientes de esterilização e acessórios SERVICE 2 3.0 08/2015-PT MicroStop Recipientes de esterilização e acessórios Recipientes de esterilização MicroStop A ponte entre a cirurgia, o descarte, a esterilização e a armazenagem para uma rotina

Leia mais

MICRO 8 8.0 09/2015-PT VITOM. Um sistema de visualização único para cirurgias abertas de acesso mínimo

MICRO 8 8.0 09/2015-PT VITOM. Um sistema de visualização único para cirurgias abertas de acesso mínimo MICRO 8 8.0 09/2015-PT VITOM Um sistema de visualização único para cirurgias abertas de acesso mínimo 2 VITOM Um sistema de visualização único para cirurgia aberta de acesso mínimo O sistema VITOM é uma

Leia mais

TP /2017-PT POWER LED 300. Potente. Eficiente. Duradouro.

TP /2017-PT POWER LED 300. Potente. Eficiente. Duradouro. TP 51 1.0 05/2017-PT POWER LED 300 Potente. Eficiente. Duradouro. POWER LED 300 Potente. Eficiente. Duradouro. Nos últimos anos, os díodos emissores de luz (LED) se tornaram padrão na indústria de consumo,

Leia mais

Histeroscópios KARL STORZ

Histeroscópios KARL STORZ GYN 47 1.1 03/2015-PT Histeroscópios KARL STORZ Soluções diagnósticas e cirúrgicas para a histeroscopia ambulatorial BETTOCCHI Integrated Office Hysteroscope (B.I.O.H. ) Baseado em uma ótica de lentes

Leia mais

A solução completa de PDD da KARL STORZ

A solução completa de PDD da KARL STORZ URO 17-3 07/2014-PT A solução completa de PDD da KARL STORZ para diagnóstico, terapia e cuidados pós-operatórios em câncer de bexiga A solução completa de PDD da KARL STORZ para diagnóstico, terapia e

Leia mais

Ótica nova e aperfeiçoada de aplicação universal para o consultório veterinário de animais de pequeno porte VET 16 7.0 07/2015-PT

Ótica nova e aperfeiçoada de aplicação universal para o consultório veterinário de animais de pequeno porte VET 16 7.0 07/2015-PT Ótica nova e aperfeiçoada de aplicação universal para o consultório veterinário de animais de pequeno porte VET 16 7.0 07/2015-PT Ótica de aplicação universal para o consultório veterinário de animais

Leia mais

Highlights 2016. Edição do 1 trimestre de 2016. Otorrinolaringologia

Highlights 2016. Edição do 1 trimestre de 2016. Otorrinolaringologia Highlights 2016 Edição do 1 trimestre de 2016 Otorrinolaringologia Vídeo-otoscópio USB Diagnóstico móvel, fácil de realizar Ideal para otorrinolaringologistas e audiologistas Características Especiais:

Leia mais

VET 36 3.0 01/2016-PT TELE PACK VET X LED. Sistema de vídeo completo para documentação endoscópica ambulatorial

VET 36 3.0 01/2016-PT TELE PACK VET X LED. Sistema de vídeo completo para documentação endoscópica ambulatorial VET 36 3.0 01/2016-PT TELE PACK VET X LED Sistema de vídeo completo para documentação endoscópica ambulatorial Cinco aparelhos, um O TELE PACK VET X LED da KARL STORZ é um sistema único, compacto e portátil,

Leia mais

A série E da KARL STORz:

A série E da KARL STORz: EndoWorld UNITS 3-2-PT/07-2011 A série E da KARL STORz: Ergonómica Elegante Eficiente Carro para monitores TROLL-E O novo carro para monitores da KARL STORz oferece-lhe toda a liberdade para deslocar e

Leia mais

SPS Secure Portal System

SPS Secure Portal System ART 21 10.0 07/2015-PT SPS Secure Portal System Sistema de portais na artroscopia do ombro SPS Secure Portal System O sistema de portal seguro (SPS) simplifica o posicionamento de portais na artroscopia

Leia mais

Highlights 2016. Edição do 2 trimestre de 2016. Otorrinolaringologia

Highlights 2016. Edição do 2 trimestre de 2016. Otorrinolaringologia Highlights 2016 Edição do 2 trimestre de 2016 Otorrinolaringologia O novo TIPCAM 1 S 3D ORL Uma dimensão à frente Ótica 3D com 4 mm de diâmetro Através de uma extraordinária exibição em três dimensões

Leia mais

Simulador cirúrgico da KARL STORZ

Simulador cirúrgico da KARL STORZ NEURO 27 4.0 02/2016-PT Simulador cirúrgico da KARL STORZ para o treinamento de técnicas neurocirúrgicas endoscópicas In house Training Solutions da KARL STORZ Treinamento do uso de endoscópios diretamente

Leia mais

Laringoscópio para operação seg. DEDO ORL 125 2.0 02/2015-PT

Laringoscópio para operação seg. DEDO ORL 125 2.0 02/2015-PT Laringoscópio para operação seg. DEDO ORL 125 2.0 02/2015-PT Laringoscópio para operação seg. DEDO A característica especial do laringoscópio seg. DEDO é o formato da extremidade proximal em forma de uma

Leia mais

CV 11 9.1 08/2015-PT VITOM SPINE. Um sistema de visualização único para a Cirurgia da Coluna Vertebral aberta com acesso minimamente invasivo

CV 11 9.1 08/2015-PT VITOM SPINE. Um sistema de visualização único para a Cirurgia da Coluna Vertebral aberta com acesso minimamente invasivo CV 11 9.1 08/2015-PT VITOM SPINE Um sistema de visualização único para a Cirurgia da Coluna Vertebral aberta com acesso minimamente invasivo O que é o VITOM SPINE? Com VITOM se vê mais que esperado. Intervenções

Leia mais

ORL 88 8.0 06/2015-PT CLEARVISION II. Para a limpeza intra-operatória da lente frontal

ORL 88 8.0 06/2015-PT CLEARVISION II. Para a limpeza intra-operatória da lente frontal ORL 88 8.0 06/2015-PT CLEARVISION II Para a limpeza intra-operatória da lente frontal Sistema CLEARVISION II: Para a limpeza intra-operatória da lente frontal Realiza o seu diagnóstico ou cirurgia de forma

Leia mais

Instrumentos KARL STORZ para a ductoscopia. EndoWorld GYN 41-1 06/2014/EW-PT

Instrumentos KARL STORZ para a ductoscopia. EndoWorld GYN 41-1 06/2014/EW-PT Instrumentos KARL STORZ para a ductoscopia EndoWorld GYN 41-1 06/2014/EW-PT Prefácio A secreção dos mamilos é um sintoma frequentemente associado às doenças do peito, cuja frequência é estimada em 1 a

Leia mais

UNITS 10 1.0 02/2015-PT COR. A peça central na sala de cirurgia

UNITS 10 1.0 02/2015-PT COR. A peça central na sala de cirurgia UNITS 10 1.0 02/2015-PT COR A peça central na sala de cirurgia COR A peça central para sua sala de cirurgia! Em qualquer sala de cirurgia na qual são realizadas intervenções, a unidade móvel com todos

Leia mais

KARL STORZ OR1 TM Streaming Solutions. Estabeleça conexões

KARL STORZ OR1 TM Streaming Solutions. Estabeleça conexões KARL STORZ OR1 TM Streaming Solutions Estabeleça conexões Atualmente, a necessidade de ter acesso à sala de cirurgia e a observação do seu fluxo de trabalho exige soluções adequadas no âmbito das tecnologias

Leia mais

AIDA mini. Grandes resultados em um design compacto. Small, Smart and Simple

AIDA mini. Grandes resultados em um design compacto. Small, Smart and Simple Grandes resultados em um design compacto Small, Smart and Simple AIDA mini é a mais nova solução da KARL STORZ para usuários sem muita experiência no uso de aparelhos de gravação de arquivos de imagem

Leia mais

Fazemos de grandes inovações uma realidade

Fazemos de grandes inovações uma realidade URO 44-2 06/2015-PT Fazemos de grandes inovações uma realidade Os novos ureterorrenoscópios da KARL STORZ Novas dimensões na ureterorrenoscopia Atualmente não avançar significa ficar para trás. Por isso,

Leia mais

Cabo de luz de fibra ótica

Cabo de luz de fibra ótica TP 26 10.0 07/2015-PT Cabo de luz de fibra ótica Tecnologia inovadora da KARL STORZ, iluminando a prática médica há 60 anos 2 Cabo de luz de fibra ótica para fontes de luz fria Atenção: A alta concentração

Leia mais

KARL STORZ AUTOCON II 400 SCB

KARL STORZ AUTOCON II 400 SCB UNITS 1 9.0 07/2015-PT KARL STORZ AUTOCON II 400 SCB Aparelhos cirúrgicos de alta frequência O novo aparelho de alta frequência AUTOCON II 400 SCB Para utilização interdisciplinar tanto em intervenções

Leia mais

Sistema COLOVIEW Mainz

Sistema COLOVIEW Mainz VET 21-5 07/2014-PT Sistema COLOVIEW Mainz Conjunto para colonoscopia e retirada de biópsia em ratos e camundongos Sistema COLOVIEW Mainz Conjunto para colonoscopia e retirada de biópsia em ratos e camundongos

Leia mais

Highlights Edição do 2. trimestre de Tórax

Highlights Edição do 2. trimestre de Tórax Highlights 2016 Edição do 2. trimestre de 2016 Tórax Ótica HOPKINS EndoCAMeleon Variável em todos os aspectos Graças ao ângulo de visão ajustável variavelmente entre 0 120 é possível regular a direção

Leia mais

Vídeo-endoscópios para animais de grande porte VET 28 3.0 08/2015-PT

Vídeo-endoscópios para animais de grande porte VET 28 3.0 08/2015-PT Vídeo-endoscópios para animais de grande porte VET 28 3.0 08/2015-PT Vídeo-endoscópios para a medicina veterinária da KARL STORZ um novo critério para a qualidade da imagem e a versatilidade Com os novos

Leia mais

UNIDRIVE S III NEURO. A solução completa para Neurocirurgia e para Cirurgia da Coluna Vertebral NEURO 28 6.0 01/2016-PT

UNIDRIVE S III NEURO. A solução completa para Neurocirurgia e para Cirurgia da Coluna Vertebral NEURO 28 6.0 01/2016-PT UNIDRIVE S III NEURO A solução completa para Neurocirurgia e para Cirurgia da Coluna Vertebral NEURO 28 6.0 01/2016-PT UNIDRIVE S III NEURO A solução completa para Neurocirurgia e para Cirurgia da Coluna

Leia mais

LASER de hólmio CALCULASE II 20 W

LASER de hólmio CALCULASE II 20 W URO 32-9 07/2014-PT LASER de hólmio CALCULASE II 20 W Aplicações avançadas LASER de hólmio CALCULASE II 20 W Experimente o tratamento a laser exato e rápido, que satisfaz as exigências máximas da litotripsia,

Leia mais

VET 30-5 07/2014-PT. Minilaparoscopia. Para animais com um peso inferior a 10 kg

VET 30-5 07/2014-PT. Minilaparoscopia. Para animais com um peso inferior a 10 kg VET 30-5 07/2014-PT Minilaparoscopia Para animais com um peso inferior a 10 kg Morbilidade e mortalidade reduzidas Recuperação e cicatrização mais rápidas Um conjunto básico de instrumentos para veterinários

Leia mais

O acesso endoscópico de DESTANDAU com tubo cirúrgico ENDOSPINE móvel

O acesso endoscópico de DESTANDAU com tubo cirúrgico ENDOSPINE móvel CV 2 8.1 06/2015-PT O acesso endoscópico de DESTANDAU com tubo cirúrgico ENDOSPINE móvel Em casos de hérnias de disco de medial até lateral profundo e de estenoses espinhais lombares O acesso endoscópico

Leia mais

Highlights Edição do 1 trimestre de Cirurgia Cardíaca e Vascular

Highlights Edição do 1 trimestre de Cirurgia Cardíaca e Vascular Highlights 2016 Edição do 1 trimestre de 2016 Cirurgia Cardíaca e Vascular Ótica EndoCAMeleon HOPKINS Variável em todos os aspectos O ângulo de visão ajustável variavelmente entre 0 120 permite adequar

Leia mais

Retrator modular iluminado para a cirurgia minimamente invasiva da coluna vertebral CV 14 2.0 04/2015-PT

Retrator modular iluminado para a cirurgia minimamente invasiva da coluna vertebral CV 14 2.0 04/2015-PT Retrator modular iluminado para a cirurgia minimamente invasiva da coluna vertebral CV 14 2.0 04/2015-PT Retrator modular iluminado para a cirurgia minimamente invasiva da coluna vertebral Introdução O

Leia mais

Macro porta-agulhas de KOH LAP 63 3.0 02/2015-PT

Macro porta-agulhas de KOH LAP 63 3.0 02/2015-PT Macro porta-agulhas de KOH LAP 63 3.0 02/2015-PT Qualidade insuperável macro porta-agulhas de KOH Os macro porta-agulhas de KOH, com 5 mm de diâmetro, combinam um excelente rendimento a uma ampla gama

Leia mais

Laringoscópios Brite Blade AN 12-2 06/2014-PT

Laringoscópios Brite Blade AN 12-2 06/2014-PT Laringoscópios Brite Blade AN 12-2 06/2014-PT Espátulas laringoscópicas com luz fria Vantagens dos laringoscópios KARL STORZ O mais alto padrão de qualidade A utilização de materiais de alta qualidade,

Leia mais

Manipulador uterino seg. TINTARA

Manipulador uterino seg. TINTARA GYN 23 3.0 02/2015-PT Manipulador uterino seg. TINTARA Prof. Hatern Tintara Manipulador uterino seg. TINTARA O manipulador uterino é indispensável para a laparoscopia ginecológica. O manipulador uterino

Leia mais

Shaver Intrauterino Bigatti (IBS ) GYN /2016-PT

Shaver Intrauterino Bigatti (IBS ) GYN /2016-PT Shaver Intrauterino Bigatti (IBS ) GYN 48 7.0 01/2016-PT IBS, um método alternativo para cirurgia intrauterina de alta frequência No momento, a ressecção convencional pode ser considerada um procedimento

Leia mais

POINT SETTER * Sistema médico de sustentação universal MICRO 3-3 05/2013-PT

POINT SETTER * Sistema médico de sustentação universal MICRO 3-3 05/2013-PT POINT SETTER * Sistema médico de sustentação universal MICRO 3-3 05/2013-PT POINT SETTER * Preciso, estável, seguro, de fácil manuseio POINT SETTER * 2 3 Sistema médico de sustentação universal O sistema

Leia mais

GYN 40-4 07/2014-PT. VITOM Um sistema de visualização único para cirurgias de excisão com alça diatérmica

GYN 40-4 07/2014-PT. VITOM Um sistema de visualização único para cirurgias de excisão com alça diatérmica GYN 40-4 07/2014-PT VITOM Um sistema de visualização único para cirurgias de excisão com alça diatérmica O sistema VITOM para exoscopias não ambulatoriais Caros colegas, A conização com alça deve ser feita

Leia mais

Manuseio simples combinado com a máxima força

Manuseio simples combinado com a máxima força GYN 20-12 08/2013-PT Manuseio simpes combinado com a máxima força ROTOCUT G1 ROTOCUT G1 Com o sistema de morceadores ROTOCUT G1, a KARL STORZ oferece um sistema competo desenvovido para atender as mais

Leia mais

Highlights Edição do 3. trimestre de Tórax

Highlights Edição do 3. trimestre de Tórax Highlights 2016 Edição do 3. trimestre de 2016 Tórax IMAGE1 S Uma solução all in one para a cirurgia torácia e para a broncosopia Image1 S é a solução all in one para a endoscopia rígida e flexível. Graças

Leia mais

EndoWorld THOR 7-PT/06-2011. MediaFIT. A nova geração de pinças desmontáveis para a mediastinoscopia

EndoWorld THOR 7-PT/06-2011. MediaFIT. A nova geração de pinças desmontáveis para a mediastinoscopia EndoWorld THOR 7-PT/06-2011 MediaFIT A nova geração de pinças desmontáveis para a mediastinoscopia MediaFIT mais ergonomia e maior facilidade de uso O design ergonômico das novas pinças MediaFIT facilita

Leia mais

Sistema LAPspay para cães e felinos

Sistema LAPspay para cães e felinos VET 32 6.0 01/2016-PT Sistema LAPspay para cães e felinos Ooforectomia / Ovariohisterectomia laparoscópicas Técnica com portal único e múltiplo Técnica LAPspay multiportal Laparoscópio padrão 62046 AA

Leia mais

Highlights Edição do 3. trimestre de Gastroenterologia

Highlights Edição do 3. trimestre de Gastroenterologia Highlights 2016 Edição do 3. trimestre de 2016 Gastroenterologia Gastroscópio flexível SILVER SCOPE As Tecnologias S KARL STORZ (CLARA, CHROMA, SPECTRA) facilitam ao usuário a avaliação da estrutura da

Leia mais

Highlights Telepresença. Sistemas de imagiologia, documentação, iluminação, unidades móveis. Edição do 2. trimestre de 2016

Highlights Telepresença. Sistemas de imagiologia, documentação, iluminação, unidades móveis. Edição do 2. trimestre de 2016 Highlights 2016 Edição do 2. trimestre de 2016 Telepresença Sistemas de imagiologia, documentação, iluminação, unidades móveis Tão individual quanto as suas exigências Com o sistema de câmera IMAGE1 S

Leia mais

GYN /2016-PT HYSTEROMAT E.A.S.I. Endoscopic Automatic System for Irrigation

GYN /2016-PT HYSTEROMAT E.A.S.I. Endoscopic Automatic System for Irrigation GYN 46 5.0 01/2016-PT HYSTEROMAT E.A.S.I. Endoscopic Automatic System for Irrigation Simples O HYSTEROMAT E.A.S.I. é uma bomba de fluxo duplo com regulagem de pressão inteligente que mantém uma pressão

Leia mais

Endoscopia dos seios maxilares para implantodontistas

Endoscopia dos seios maxilares para implantodontistas OMFS 13 3.0 08/2015-PT Endoscopia dos seios maxilares para implantodontistas Prof. Dr. Hans Behrbohm, Priv.-Doz. Dr. Dr. Steffen Köhler, ZÄ Wibke Behrbohm 1. 1. Introdução do conjunto para acesso pela

Leia mais

C2 NERVEMONITOR. Identificar - Proteger - Detectar

C2 NERVEMONITOR. Identificar - Proteger - Detectar C2 NerveMonitor C2 NERVEMONITOR Identificar - Proteger - Detectar O C2 NerveMonitor aumenta a segurança durante as intervenções cirúrgicas, uma vez que auxilia na prevenção e diagnóstico precoce de possíveis

Leia mais

Highlights Edição do 1 trimestre de Tórax

Highlights Edição do 1 trimestre de Tórax Highlights 2016 Edição do 1 trimestre de 2016 Tórax Ótica HOPKINS EndoCAMeleon Variável em todos os aspectos Graças ao ângulo de visão ajustável variavelmente entre 0 120 é possível regular a direção visual

Leia mais

Invólucros estéreis para os rinofaringolaringoscópios flexíveis KARL STORZ ORL 138 2.0 05/2016-PT

Invólucros estéreis para os rinofaringolaringoscópios flexíveis KARL STORZ ORL 138 2.0 05/2016-PT Invólucros estéreis para os rinofaringolaringoscópios flexíveis KARL STORZ ORL 138 2.0 05/2016-PT Os invólucros estéreis podem ser utilizados com o rinofaringolaringoscópio flexível em exames endoscópicos

Leia mais

Discectomia endoscópica percutânea lombar (DEPL) e outras intervenções na coluna torácica e lombar com o sistema SpineTIP

Discectomia endoscópica percutânea lombar (DEPL) e outras intervenções na coluna torácica e lombar com o sistema SpineTIP CV 17 3.0 10/2015-PT Discectomia endoscópica percutânea lombar (DEPL) e outras intervenções na coluna torácica e lombar com o sistema SpineTIP Dr. med. Thomas Lübbers, Departamento de Neurocirurgia, Centro

Leia mais

Histeroscopia ambulatorial

Histeroscopia ambulatorial Histeroscopia ambulatorial Histeroscópio de BETTOCCHI com instrumentos semirrígidos GYN 24-7 06/2014/EW-PT Histeroscopia ambulatorial Histeroscópio de BETTOCCHI com instrumentos semirrígidos Introdução

Leia mais

Endoscopia em animais exóticos de pequeno porte

Endoscopia em animais exóticos de pequeno porte VET 23 7.0 08/2015-PT Endoscopia em animais exóticos de pequeno porte Conjunto para aves, répteis, anfíbios, pequenos animais domésticos e peixes Endoscopia um método indispensável no consultório de espécies

Leia mais

Endoscopia na medicina veterinária

Endoscopia na medicina veterinária Highlights 2016 Edição do 3. trimestre de 2016 Endoscopia na medicina veterinária Animais de grande porte Videoendoscópio EquiVeo Sistema completo e móvel para a endoscopia das vias respiratórias no cavalo

Leia mais

Endoscopia rígida praticada em bovinos VET /2016-PT

Endoscopia rígida praticada em bovinos VET /2016-PT Endoscopia rígida praticada em bovinos VET 24 6.0 07/2016-PT Conjunto de telorressectoscopia de SEEH/HOSPES Desenvolvido na clínica de obstetrícia, ginecologia e andrologia para animais de grande e pequeno

Leia mais

Artroscopia em animais de pequeno porte VET 18 9.0 06/2015-PT

Artroscopia em animais de pequeno porte VET 18 9.0 06/2015-PT Artroscopia em animais de pequeno porte VET 18 9.0 06/2015-PT Artroscopia em cães A artroscopia é o método padrão para realizar a maior parte das cirurgias das articulações tanto em seres humano quanto

Leia mais

Instrumentos para a reconstrução do LCP ART 40 7.0 09/2015-PT

Instrumentos para a reconstrução do LCP ART 40 7.0 09/2015-PT Instrumentos para a reconstrução do LCP ART 40 7.0 09/2015-PT Instrumentos para a reconstrução do LCP Para a reconstrução do Ligamento Cruzado Posterior (LCP) é necessário um instrumental especial. Para

Leia mais

Verificando os componentes

Verificando os componentes PPC-4542-01PT Agradecemos a aquisição do scanner de imagem em cores fi-65f. Este manual descreve os preparativos necessários para o uso deste produto. Siga os procedimentos aqui descritos. Certifique-se

Leia mais

SISTEMAS AVANÇADOS DE CÂMARAS DE VIDEO PARA INSPEÇÃO

SISTEMAS AVANÇADOS DE CÂMARAS DE VIDEO PARA INSPEÇÃO SISTEMAS AVANÇADOS DE CÂMARAS DE VIDEO PARA INSPEÇÃO MODELOS VIS 200 / VIS 250 Generalidades: Os sistemas de inspeção VIS 200 e VIS 250 são equipamentos de grande robustez, a preço económico, mas de elevada

Leia mais

EndoWorld DOK/LK 28-3-PT/04-2006. Cabeças de câmara TRICAM e TELECAM Parfocal Zoom autoclaváveis

EndoWorld DOK/LK 28-3-PT/04-2006. Cabeças de câmara TRICAM e TELECAM Parfocal Zoom autoclaváveis EndoWorld DOK/LK 28-3-PT/04-2006 Cabeças de câmara TRICAM e TELECAM Parfocal Zoom autoclaváveis Quanto mais quente melhor Cabeças de câmara TRICAM e TELECAM Parfocal Zoom autoclaváveis As novas cabeças

Leia mais

Sensores de Imagem ivu

Sensores de Imagem ivu Sensores de Imagem ivu www.bannerengineering.com.br Sensor de Visão ivu com interface integrada Sensor de imagem para inspeções de aprovação/rejeição ou leitura de código de barras Interface Gráfica do

Leia mais

Camisas de artroscópio da KARL STORZ

Camisas de artroscópio da KARL STORZ Camisas de artroscópio da KARL STORZ para um acoplamento mais rápido e estável da ótica na camisa ART 45 6.0 07/2015/EW-PT Camisas de artroscópio da KARL STORZ para um acoplamento mais rápido e estável

Leia mais

A nova plataforma reutilizável para Cirurgia Transanal Laparoscópica PRO 5 2.0 05/2016-PT

A nova plataforma reutilizável para Cirurgia Transanal Laparoscópica PRO 5 2.0 05/2016-PT A nova plataforma reutilizável para Cirurgia Transanal Laparoscópica PRO 5 2.0 05/2016-PT Cirurgias no reto podem ser executadas através de Laparotomias, Laparoscopias com multitrocarte, Laparoscopias

Leia mais

Endoscopia na medicina veterinária

Endoscopia na medicina veterinária Highlights 2016 Edição do 3. trimestre de 2016 Endoscopia na medicina veterinária Aves e espécies exóticas Óticas para aplicação universal Dois endoscópios, aplicações infinitas A ótica de aplicação universal

Leia mais

SELAGEM DE VASOS E R B E B i C i s i o n. Termofusão e dissecç ão com a vantagem π

SELAGEM DE VASOS E R B E B i C i s i o n. Termofusão e dissecç ão com a vantagem π SELAGEM DE VASOS E R B E B i C i s i o n Termofusão e dissecç ão com a vantagem π O conceito de segur anç a do BiCision: Má xima termofusão mínima borda de coagul aç ão Com o BiCision vasos e tecidos poderão

Leia mais

Levantamento do assoalho do seio maxilar assistido Endoscopicamente

Levantamento do assoalho do seio maxilar assistido Endoscopicamente OMFS 10 1.0 02/2015-PT Levantamento do assoalho do seio maxilar assistido Endoscopicamente (EIS Endoscopically Assisted Internal Sinus Lift) Conjunto recomendado pelo Dr. Peter SCHLEIER Levantamento do

Leia mais

Característica K132 K220 K223 K112L K112H

Característica K132 K220 K223 K112L K112H Microscópios Possuem design ergonômico, ajustes coaxiais de fácil acesso e de alta precisão, foco ajustável, objetivas de excelente contraste que proporcionam imagens nítidas e claras. Os microscópios

Leia mais

New Plasma 60/50PZ570B

New Plasma 60/50PZ570B New Plasma 60/50PZ570B Diferenciais LG------------------------------ - Smart TV¹: A evolução da TV. Interface com internet, conteúdos e aplicativos incríveis - Magic Motion Ready²: Compatível com controle

Leia mais

CIRURGIA POR JATO DE ÁGUA ERBEJET 2

CIRURGIA POR JATO DE ÁGUA ERBEJET 2 CIRURGIA POR JATO DE ÁGUA ERBEJET 2 A diversidade da cirurgia por jato de água: ERBEJET 2 com Instrumentos híbridos Intervenções menos invasivas na cirurgia e endoscopia A cirurgia por jato de água com

Leia mais

Pinça de coagulação e dissecção CLICKLINE Duo de SHAWKI GYN /2015-PT

Pinça de coagulação e dissecção CLICKLINE Duo de SHAWKI GYN /2015-PT Pinça de coagulação e dissecção CLICKLINE Duo de SHAWKI GYN 50 5.0 06/2015-PT Introdução: Na maioria dos procedimentos de qualquer cirurgia laparoscópica, quando uma dissecção minunciosa tem que ser feita,

Leia mais

Procedimento para instalação do BLACKBERRY Software de Imagem via Celular

Procedimento para instalação do BLACKBERRY Software de Imagem via Celular Procedimento para instalação do BLACKBERRY Software de Imagem via Celular Atenção: este aplicativo é compatível somente com a versão do sistema operacional do BlackBerry 4.6 ou superior. Os modelos de

Leia mais

GS 16SVR960 Sistema de Gravação de Vídeo - 960H - 16 canais

GS 16SVR960 Sistema de Gravação de Vídeo - 960H - 16 canais www.gigasecurity.com.br GS 16SVR960 Sistema de Gravação de Vídeo - 960H - 16 canais Gravador de vídeo Fonte bivolt Proteção de surto HD opcional Acesso via internet Sistema de gravação de vídeo Muito mais

Leia mais

URO /2016-PT. A porta para uma nova dimensão! Ureteroscópio flexível de 7,5 Fr.

URO /2016-PT. A porta para uma nova dimensão! Ureteroscópio flexível de 7,5 Fr. URO 22 16.0 01/2016-PT A porta para uma nova dimensão! Ureteroscópio flexível de 7,5 Fr. A porta para uma nova dimensão! Ureteroscópio flexível de 7,5 Fr. FLEX-X 2 Empunhadura mais leve e ergonômica para

Leia mais