Tópicos de Pesquisa em Administração

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tópicos de Pesquisa em Administração"

Transcrição

1 Tópicos de Pesquisa em Administração Professor LUCIEL HENRIQUE DE OLIVEIRA

2 Do conhecimento ao saber científico

3 Do conhecimento ao saber científico CERVO e BERVIAN (década 1970) estabelecem os níveis de conhecimento para os sujeitos conhecerem os objetos em nosso cotidiano. Posteriormente muitos autores classificaram os níveis de conhecimento baseando-se na divisão feita por estes autores.

4 Níveis do conhecimento Empírico: é o conhecimento do povo, que é transmitido de geração a geração; Científico: é o conhecimento obtido através da ciência e a Pesquisa Científica, é metódico e sistemático;

5 Níveis do conhecimento Filosófico:é o conhecimento constituído de realidades mediatas e imperceptíveis aos sentidos, ultrapassam a experiência, estudam a essência do ser ou da realidade,é metódico e sistemático e utiliza o método racional; Teológico:é o conhecimento revelado das coisas divinas, ocorre quando há algo oculto ou um mistério, é obtido através do dogma de fé e do argumento da autoridade.

6 O conhecimento e seus níveis conhece o HOMEM OBJETO Níves do conhecimento Sujeito que conhece Empírico é m metódico e assistemático Científico é metódico e sistemático; utiliza o método científico Filosófico - é metódico e sistemático; utiliza o método racional Teológico é das coisas de Deus; acontece através do - dogma da fé - argumento da autoridade Objeto conhecido

7 O conhecimento do mundo não é simples e portanto não é fácil viver nele Para sobreviver neste mundo, o homem teve necessidade de dispor do saber e até construí- -lo por si só. Para LAVILLE e DIONNE o principal objetivo da pesquisa do saber é:... conhecer o funcionamento das coisas, para melhor controlá-las, e fazer previsões a partir daí...

8 O saber pode ser: Saber Espontâneo: é o saber que acontece no cotidiano, dia a dia, são eles: - Mito: o homem explica o mundo através dos mitos; -Tradição:O homem explica o mundo com base na tradição familiar, das coisa, etc; - Autoridade: O homem explica os fatos ou fenômenos através da opinião das autoridades LAVILLE e DIONE, 1999-

9 O saber pode ser: Saber racional: Filosofia: O homem explica o mundo através do conhecimento filosófico que é obtido pelo Método Racional; Ciência: O homem explica o mundo através do conhecimento científico que é obtido pelo Método Científico. LAVILLE e DIONE, 1999

10 O Método Científico A ciência se estabeleceu no ocidente como conhecimento científico a apenas um século e sua origem é a filosofia. Hoje a ciência possui bases filosóficas que são a essência dos Métodos Científicos: Base filosófica Método de Pesquisa Positivismo Método Quantitativo Fenomenologia e Método Qualitativo Marxismo

11 A construção do conhecimento no meio acadêmico

12 A construção do conhecimento no A universidade hoje : meio acadêmico - possui atributos técnicos, científicos e filosóficos; - mantém a tradição e - prepara para o futuro.

13 Metodologia Científica na universidade Desenvolve importantes papeis: - visão instrumental: oferece apoio aos professores e alunos - fornece subsídios para professores e alunos na busca do conhecimento científico e na formação do espírito crítico nos estudantes.

14 O desenvolvimento do espírito crítico Desenvolver o espírito científico para fazer... Análise Reflexão participação dos fatos sociais de que faz parte

15 A importância da Metodologia Científica na universidade Necessidade de instrumentalizar o universitário para a vida acadêmica; Colaborar para a formação do profissional do futuro; Instrumentalizar o futuro pesquisador em busca de novos conhecimentos.

16 Estudar é um ato que: Deve ser metódico, sistemático e objetivo; Visa buscar conhecimentos, ampliando o que se adquiriu em sala de aula; precisa de espaço ou lugar adequado para que se possa efetivar seu estudo; necessita da ampliação de leituras e pesquisas sobre o tema trabalhado em aula; Torna o aluno sujeito e o direcionador do seu processo de aprendizagem;

17 O estudante universitário precisa de: Desenvolver, gradualmente, seu espírito científico; Fazer uma leitura crítica de seu cotidiano; Utilizar, de forma sistemática, as técnicas de pesquisa e as documentações científicas ; Estabelecer, constantemente, a relação entre a teoria apreendida e a prática, numa visão dialética.

18 A iniciação científica na universidade

19 Métodos e estratégias de estudo e aprendizagem Para dar início à formação acadêmica o aluno precisa ter uma: - postura de estudo na universidade para desenvolver o espírito científico e dominar o saber acadêmico; - desempenhar seu papel de estudante com eficiência para que possa, no futuro, seu um profissional crítico, reflexivo e socialmente engajado.

20 O estudante precisa ter: Consciência de que o resultado deste processo depende dele; Autonomia na efetivação de sua aprendizagem; Maior independência em relação aos subsídios oferecidos para o ensino; Ter um projeto de trabalho individualizado, além das aulas na faculdade; Organizar sua vida de estudo em casa.

21 Para que ocorra o processo de aprendizagem o estudante precisa de: Dispor de material de trabalho específico à sua área ou carreira; Saber estudar utilizando diferentes fontes de consulta; Organizar uma biblioteca pessoal contendo livros (textos) fundamentais(básicos) para o desenvolvimento de seu estudo; Um bom dicionário da língua portuguesa, revistas especializadas e obras específicas de sua carreira.

22 A partir da leitura dos textos básicos o estudante precisa: Tomar seus apontamentos; Fazer as fichas de documentação para registro das informações essenciais do que assinalou como parte importante;

23 É importante... Registrar as parte importantes de uma aula; Documentar, através das notas de aulas, as informações principais que seu professor transmitiu; Criar um local apropriado para realizar seu estudo em casa; Ter tempo disponível para fazer suas leitura, trabalhos e etc

24 É importante... Dividir seu horário de estudo durante a semana Fazer trabalhos e leituras sugeridas pelos professores Revisar os conteúdos passados em sala de aula

Metodologia Científica. Aula 2

Metodologia Científica. Aula 2 Metodologia Científica Aula 2 Proposito da aula Conhecer a definição de Metodologia Científica; A importância da Metodologia Científica; Objetivos da Metodologia Científica enquanto disciplina; Divisão

Leia mais

Aula 01 O conhecimento vivo

Aula 01 O conhecimento vivo Metodologia da Pesquisa Científica Aula 01 O conhecimento vivo Bloco 1 Dra. Rita Mazaro Na nossa vida diária utilizamos e convivemos com conhecimentos construídos ao longo da história por diferentes povos

Leia mais

AULA 1: Introdução Conhecimento e Ciência

AULA 1: Introdução Conhecimento e Ciência Disciplina METODOLOGIA CIENTÍFICA (farmacêutica) AULA 1: Introdução Conhecimento e Ciência Profa. Dra. Nilce Nazareno da Fonte Oi!!! Começamos hoje, eu e você, uma deliciosa parceria rumo à SUA formação

Leia mais

AULA Nº 2 METODOLOGIA CIENTÍFICA A NATUREZA DO CONHECIMENTO: TIPOS DE CONHECIMENTO. Prof. MSc. Fernando Soares da Rocha Júnior

AULA Nº 2 METODOLOGIA CIENTÍFICA A NATUREZA DO CONHECIMENTO: TIPOS DE CONHECIMENTO. Prof. MSc. Fernando Soares da Rocha Júnior AULA Nº 2 METODOLOGIA CIENTÍFICA A NATUREZA DO CONHECIMENTO: TIPOS DE CONHECIMENTO Prof. MSc. Fernando Soares da Rocha Júnior 1 AGENDA DA AULA Tipos de conhecimento; Conhecimento Empírico; Conhecimento

Leia mais

MÉTODOS DE PESQUISA. O conhecimento científico, Senso Comum e os tipos de conhecimentos. Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro.

MÉTODOS DE PESQUISA. O conhecimento científico, Senso Comum e os tipos de conhecimentos. Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro. MÉTODOS DE PESQUISA O conhecimento científico, Senso Comum e os tipos de conhecimentos Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro Santos-SP, 2012 Evandro Prestes Guerreiro O Conhecimento Científico, Senso Comum

Leia mais

O que é a Ciência? Fernando Casal. Metodologia nas Ciências Sociais Marketing, Publicidade e Relações Públicas ISPAB

O que é a Ciência? Fernando Casal. Metodologia nas Ciências Sociais Marketing, Publicidade e Relações Públicas ISPAB O que é a Ciência? Marketing, Publicidade e Relações Públicas Ciência Objecto Método Linguagem Objecto da Ciência Objecto é o assunto de que uma ciência se ocupa; É o campo da realidade abragida por cada

Leia mais

Disciplina: METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTIFICA E JURIDICA Carga Horária: 72 (horas) 2º Período

Disciplina: METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTIFICA E JURIDICA Carga Horária: 72 (horas) 2º Período I EMENTA Metodologia e epistemologia. Conceito de ciência. O trabalho científico: a construção do objeto. Métodos. Elaboração de hipóteses. Marco teórico e modelo de análise. Normas de produção acadêmica

Leia mais

CIÊNCIA Texto de: CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino; SILVA, Roberto da. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

CIÊNCIA Texto de: CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino; SILVA, Roberto da. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007. CIÊNCIA Texto de: CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino; SILVA, Roberto da. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007. 1 O CONHECIMENTO E SEUS NÍVEIS O homem não age diretamente

Leia mais

Metodologia do Trabalho Científico

Metodologia do Trabalho Científico Especialização em Redes de Computadores Metodologia do Trabalho Científico Ciência e Conhecimento Científico Tipos de Conhecimento Antes de conceituar conhecimento científico, é necessário diferenciá-lo

Leia mais

TCC - Trabalho de Conclusão de Curso

TCC - Trabalho de Conclusão de Curso TCC - Trabalho de Conclusão de Curso Prof. Ms. Samuel Henrique Bucke Brito prof@shbbrito.net Discussão do Trabalho Científico 1 Objetivo do Trabalho de Conclusão Desenvolver um projeto de pesquisa na área

Leia mais

Assinalar a importancia da proximidade do académico do estudo da filosofía do direito;

Assinalar a importancia da proximidade do académico do estudo da filosofía do direito; 1 IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: PERÍODO: II CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: FILOSOFIA JURÍDICA NOME DO CURSO: DIREITO 2 EMENTA CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 Filosofia, Direito

Leia mais

O CONHECIMENTO E SEUS NÍVEIS

O CONHECIMENTO E SEUS NÍVEIS O CONHECIMENTO E SEUS NÍVEIS 1. O CONHECIMENTO é uma relação que se estabelece entre o sujeito que conhece e o objeto conhecido. O sujeito que conhece se apropria, de certo modo, do objeto conhecido. Através

Leia mais

1. A IMPORTÂNCIA DA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO

1. A IMPORTÂNCIA DA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO 1. A IMPORTÂNCIA DA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO Um relato supõe uma seleção de fatos a partir da sua relevância, por critérios estabelecidos por alguém. Como ele o estuda? Porque? Quais os pressupostos teóricos

Leia mais

24/07/2014. As origens da Sociologia. A questão do conhecimento

24/07/2014. As origens da Sociologia. A questão do conhecimento Tema 1: O enfoque do Positivismo para a Educação Professora Ma. Mariciane Mores Nunes As origens da Sociologia Sociologia: ciência que explica a dinâmica das sociedades contemporâneas. Envolve: herança

Leia mais

METODOLOGIA DA PESQUISA UNIDADE DE REVISÃO E RECUPERAÇÃO

METODOLOGIA DA PESQUISA UNIDADE DE REVISÃO E RECUPERAÇÃO METODOLOGIA DA PESQUISA UNIDADE DE REVISÃO E RECUPERAÇÃO Organizamos esta unidade para orientá-lo na revisão dos conteúdos trabalhados ao longo da disciplina. Siga as orientações desta apresentação, reveja

Leia mais

A) Pelo senso comum, o homem simples conhece o fato e sua ordem aparente A) I e III são corretas B) Somente a II é correta. conhecimento acadêmico

A) Pelo senso comum, o homem simples conhece o fato e sua ordem aparente A) I e III são corretas B) Somente a II é correta. conhecimento acadêmico Assinale com a resposta correta Pelo senso comum, o homem simples conhece o fato e sua ordem aparente Pelo senso comum, o homem conhece as causas e as leis que regem os fenômenos Pelo senso comum é possível

Leia mais

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS F U T U R O T E N D Ê N C I A S I N O V A Ç Ã O Uma instituição do grupo CURSO 2 OBJETIVOS Discutir e fomentar conhecimentos sobre a compreensão das potencialidades,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO. Plano de Ensino

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO. Plano de Ensino Plano de Ensino Universidade Federal do Espírito Santo Campus: Goiabeiras Curso: Administração Noturno Departamento Responsável: Departamento de Administração Data de Aprovação (Art. nº 91): Docente responsável:

Leia mais

Introdução a Filosofia

Introdução a Filosofia Introdução a Filosofia Baseado no texto de Ludwig Feuerbach, A essência do homem em geral, elaborem e respondam questões relacionadas a este tema. 1- Quem foi Feuerbach? PERGUNTAS 2- Qual é a diferença

Leia mais

XVII S U M Á R I O Capítulo 1 Técnicas de Estudo e Aprendizagem...29 Capítulo 2 Conhecimento...49 Introdução

XVII S U M Á R I O Capítulo 1 Técnicas de Estudo e Aprendizagem...29 Capítulo 2 Conhecimento...49 Introdução XVII S U M Á R I O Capítulo 1 Técnicas de Estudo e Aprendizagem...29 1.1 Leitura...30 1.2 Estudo...32 1.3 Resumo conforme as normas da ABNT...34 1.3.1 Tipos de resumos e conceituação...34 1.3.1.1 Resumo

Leia mais

Para Mezzaroba e Monteiro: Marlyse F. de C. Magalhães 1 1 PESQUISA

Para Mezzaroba e Monteiro: Marlyse F. de C. Magalhães 1 1 PESQUISA 4 1 PESQUISA Marlyse F. de C. Magalhães 1 Para uma melhor compreensão, iniciar-se-á no conceito da pesquisa e após explanar o conceito de acordo com os autores, explicará a finalidade de uma pesquisa.

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LICENCIATURA EM FILOSOFIA 1º PERÍODO

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LICENCIATURA EM FILOSOFIA 1º PERÍODO EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LICENCIATURA EM FILOSOFIA 1º PERÍODO FIL02457 - FILOSOFIA POLÍTICA I (60 h, OBR) O homem e sua ação política. A noção de polis no pensamento grego antigo e seus desdobramentos

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 6 semestres. Prof. Dr. Jaimir Conte

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 6 semestres. Prof. Dr. Jaimir Conte Habilitação: Bacharelado e Licenciatura em Filosofia Documentação: jetivo: Titulação: Diplomado em: Renovação Atual de Reconhecimento - Port. nº286/mec de 21/12/12-DOU 27/12/12.Curso reconhecido pelo Decr.

Leia mais

PROPOSTA TRANSFORMADORA FINALIDADE DA EDUCAÇÃO

PROPOSTA TRANSFORMADORA FINALIDADE DA EDUCAÇÃO FINALIDADE DA EDUCAÇÃO Proporcionar aos homens e as mulheres o desenvolvimento da vivacidade, da invenção e reinvenção, a participação política, a sua condição de sujeito histórico. O saber sistematizado

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL DO TUTOR DE CURSOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

PERFIL PROFISSIONAL DO TUTOR DE CURSOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PERFIL PROFISSIONAL DO TUTOR DE CURSOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Área profissional: Educação Segmento tecnológico: Educação a Distância Qualificação profissional: Tutor de Cursos de Educação a Distância

Leia mais

HABILIDADES DE PENSAMENTO PRESENTES NO ENSINO/APRENDIZAGEM E NA AVALIAÇÃO

HABILIDADES DE PENSAMENTO PRESENTES NO ENSINO/APRENDIZAGEM E NA AVALIAÇÃO HABILIDADES DE PENSAMENTO PRESENTES NO ENSINO/APRENDIZAGEM E NA AVALIAÇÃO Profa. Dra. Maria Isabel da Cunha - UNISINOS Oficina de formação Tema: Avaliação da aprendizagem: qualidade de instrumentos de

Leia mais

AULA Nº 7 METODOLOGIA CIENTÍFICA ALGUNS TIPOS DE PESQUISAS E SUAS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS. Prof. MSc. Fernando Soares da Rocha Júnior

AULA Nº 7 METODOLOGIA CIENTÍFICA ALGUNS TIPOS DE PESQUISAS E SUAS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS. Prof. MSc. Fernando Soares da Rocha Júnior AULA Nº 7 METODOLOGIA CIENTÍFICA ALGUNS TIPOS DE PESQUISAS E SUAS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS Prof. MSc. Fernando Soares da Rocha Júnior 1 AGENDA DA AULA O que é uma pesquisa?; Pesquisa quanto à abordagem;

Leia mais

Metodologia Científica

Metodologia Científica Universidade Federal da Paraíba Centro de Ciências Exatas e da Natureza Departamento de Química Conteúdo Programático 1. Conhecimento, Ciência e Pesquisa: Definições e Características Metodologia Científica

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS CST em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 5ª Série Linguagem para Organização e Transferência de Dados para Web A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método

Leia mais

PLANEJAR: atividade intencional > tomada de decisões

PLANEJAR: atividade intencional > tomada de decisões PLANEJAMENTO INSTRUMENTO DE AÇÃO EDUCATIVA PLANEJAR: atividade intencional > tomada de decisões Busca determinar fins Torna presentes valores e crenças Explicita nossa compreensão (mundo, vida, sociedade,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO NA UNIVERSIDADE E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A SEMANA CIENTIFICA DA FACULDADE R.SÁ

A IMPORTÂNCIA DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO NA UNIVERSIDADE E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A SEMANA CIENTIFICA DA FACULDADE R.SÁ A IMPORTÂNCIA DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO NA UNIVERSIDADE E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A SEMANA CIENTIFICA DA FACULDADE R.SÁ Maria das Mercês de Sousa Silva¹ RESUMO:O ingresso no curso superior implica uma mudança

Leia mais

Clóvis de Barros Filho

Clóvis de Barros Filho Clóvis de Barros Filho Sugestão Formação: Doutor em Ciências da Comunicação pela USP (2002) Site: http://www.espacoetica.com.br/ Vídeos Produção acadêmica ÉTICA - Princípio Conjunto de conhecimentos (filosofia)

Leia mais

TEMA: tipos de conhecimento. Professor: Elson Junior

TEMA: tipos de conhecimento. Professor: Elson Junior Ciências Humanas e suas Tecnologias. TEMA: tipos de conhecimento. Professor: Elson Junior Plano de Aula Conhecimento O que é? Como adquirir Características Tipos Recordar é Viver... Processo de pesquisa

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 6 semestres. Prof. Dr. Jaimir Conte

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 6 semestres. Prof. Dr. Jaimir Conte Habilitação: Bacharelado e Licenciatura em Filosofia Documentação: jetivo: Titulação: Diplomado em: Renovação Atual de Reconhecimento - Port. nº286/mec de 21/12/12-DOU 27/12/12.Curso reconhecido pelo Decreto

Leia mais

O MUNDO VISÕES DO MUNDO ATRAVÉS DA HISTÓRIA

O MUNDO VISÕES DO MUNDO ATRAVÉS DA HISTÓRIA O MUNDO VISÕES DO MUNDO ATRAVÉS DA HISTÓRIA MITO: FORMA DE EXPLICAÇÃO MITO: vem do vocábulo grego mythos, que significa contar ou narrar algo. Mito é uma narrativa que explica através do apelo ao sobrenatural,

Leia mais

A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO. Prof Bruno Tamancoldi

A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO. Prof Bruno Tamancoldi A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO Prof Bruno Tamancoldi META DA AULA Apresentar conceitos sobre o Conhecimento, partindo da Filosofia, distinguindo Ciência e senso comum. OBJETIVOS conceituar lógica e raciocínio;

Leia mais

DIFERENTES PERSPECTIVAS EPISTEMOLÓGICAS EM PESQUISA. Prof. Dto. Luiz Antonio de OLIVEIRA.

DIFERENTES PERSPECTIVAS EPISTEMOLÓGICAS EM PESQUISA. Prof. Dto. Luiz Antonio de OLIVEIRA. DIFERENTES PERSPECTIVAS EPISTEMOLÓGICAS EM PESQUISA Prof. Dto. Luiz Antonio de OLIVEIRA. PARADIGMAS DE INVESTIGAÇÃO EM EDUCAÇÃO Pesquisar: Para quem? (sentido social) Por quê? (histórico) De qual lados

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO- BRASILEIRA (UNILAB)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO- BRASILEIRA (UNILAB) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO- BRASILEIRA (UNILAB) RESOLUÇÃO N 03, DE 22 DE MARÇO DE 2013. Aprova o Regimento Interno do Polo de Apoio Presencial de

Leia mais

NATUREZA DO CONHECIMENTO

NATUREZA DO CONHECIMENTO NATUREZA DO CONHECIMENTO CONHECER E PENSAR Conhecer e pensar são uma necessidade para o ser humano e indispensável para o progresso. Sabemos que existimos porque pensamos. Se nada soubéssemos sobre o universo

Leia mais

EBI/JI FIALHO DE ALMEIDA, CUBA

EBI/JI FIALHO DE ALMEIDA, CUBA EBI/JI FIALHO DE ALMEIDA, CUBA DEPARTAMENTO DAS CIÊNCIAS EXACTAS E DA NATUREZA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ANO LECTIVO 2007/2008 INTRODUÇÃO A avaliação é um processo contínuo que implica uma recolha sistemática

Leia mais

Metodologia da Pesquisa em Ciências Agrárias. Prof. Massena.

Metodologia da Pesquisa em Ciências Agrárias. Prof. Massena. Metodologia da Pesquisa em Ciências Agrárias Prof. Massena www.professormassena.wordpress.com TIPOS DE PESQUISA As pesquisas podem ser classificadas segundo diversos critérios, como por exemplo, quanto:

Leia mais

CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINA: METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA

CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINA: METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINA: METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Prof. Dra. Renata Cristina da Penha França E-mail: renataagropec@yahoo.com.br -Recife- 2015 VAMOS COLOCAR NOSSOS CELULARES NO

Leia mais

FLUXOGRAMA DO CURSO DE PSICOLOGIA 1º SEMESTRE

FLUXOGRAMA DO CURSO DE PSICOLOGIA 1º SEMESTRE 6 FLUXOGRAMA DO CURSO DE PSICOLOGIA 1º SEMESTRE Introdução às Ciências Sociais Introdução à Filosofia Psicologia como Ciência e Profissão Introdução ao Pensamento Científico Português Instrumental e Produção

Leia mais

Paradigmas filosóficos e conhecimento da educação:

Paradigmas filosóficos e conhecimento da educação: Paradigmas filosóficos e conhecimento da educação: Limites atual do discurso filosófico no Brasil na abordagem da temática educacional Fonte: SEVERINO, Antonio Joaquim (USP) A preocupação do texto Os discursos

Leia mais

FILOSOFIA 11º ano O CONHECIMENTO E A RACIONALIDADE CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA

FILOSOFIA 11º ano O CONHECIMENTO E A RACIONALIDADE CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA FILOSOFIA 11º ano O CONHECIMENTO E A RACIONALIDADE CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA Governo da República Portuguesa Descrição e interpretação da atividade cognoscitiva 1.1 Estrutura do ato de conhecer 1.2 Análise

Leia mais

O CONHECIMENTO CIENTÍFICO SOBRE A SOCIEDADE

O CONHECIMENTO CIENTÍFICO SOBRE A SOCIEDADE O CONHECIMENTO CIENTÍFICO SOBRE A SOCIEDADE 1. O homem como produtor de conhecimento 2. O conhecimento, tipos de conhecimento e a ciência 3. A construção da Sociologia como ciência 4. O que é um fato social,

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica de Santa Catarina Departamento de Eletrônica Eletrônica Básica. Prof. Clóvis Antônio Petry.

Centro Federal de Educação Tecnológica de Santa Catarina Departamento de Eletrônica Eletrônica Básica. Prof. Clóvis Antônio Petry. Centro Federal de Educação Tecnológica de Santa Catarina Departamento de Eletrônica Eletrônica Básica Metodologia Científica e Etapas do PI Prof. Clóvis Antônio Petry. Florianópolis, setembro de 2007.

Leia mais

MBA EMPRESARIAL. Disciplina: Metodologia do Trabalho Cientifico

MBA EMPRESARIAL. Disciplina: Metodologia do Trabalho Cientifico FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA Departamento de Pesquisa: Curso de Pós-Graduação "Lato-Sensu" MBA EMPRESARIAL Disciplina: Metodologia do Trabalho Cientifico Prof. Adm. Ms. Alexandre de Paula Pereira

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Português

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Português CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Português Ensino Básico Ano letivo: 16/17 5º ANO Perfil de Aprendizagens Específicas O aluno é capaz: Domínios Interpretar discursos orais breves (Referir

Leia mais

A teoria do conhecimento

A teoria do conhecimento conhecimento 1 A filosofia se divide em três grandes campos de investigação. A teoria da ciência, a teoria dos valores e a concepção de universo. Esta última é na verdade a metafísica; a teoria dos valores

Leia mais

Universidade Federal de Roraima Departamento de matemática

Universidade Federal de Roraima Departamento de matemática Universidade Federal de Roraima Departamento de matemática Metodologia do Trabalho Científico O Método Cientifico: o positivismo, a fenomenologia, o estruturalismo e o materialismo dialético. Héctor José

Leia mais

METODOLOGIADO TRABALHOACADÊMICO

METODOLOGIADO TRABALHOACADÊMICO METODOLOGIADO TRABALHOACADÊMICO 1 1.Dicas sobre a Técnica de Fichamento Quanto mais se estuda, mais se percebe que o ato de estudar é extremamente lento, exige interesse, esforço, disciplina. Não adiante

Leia mais

Livro: GASPARIN, João Luiz. Uma didática para a pedagogia histórico-crítica. 2ªed.- Campinas, SP:Autores Associados,2003.

Livro: GASPARIN, João Luiz. Uma didática para a pedagogia histórico-crítica. 2ªed.- Campinas, SP:Autores Associados,2003. Livro: GASPARIN, João Luiz. Uma didática para a pedagogia histórico-crítica. 2ªed.- Campinas, SP:Autores Associados,2003. UNIOESTE Curso de Pedagogia Professora Jamily Charão Vargas METODOLOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA:

Leia mais

FILOSOFIA COMENTÁRIO DA PROVA DE FILOSOFIA

FILOSOFIA COMENTÁRIO DA PROVA DE FILOSOFIA COMENTÁRIO DA PROVA DE FILOSOFIA Mais uma vez a UFPR oferece aos alunos uma prova exigente e bem elaborada, com perguntas formuladas com esmero e citações muito pertinentes. A prova de filosofia da UFPR

Leia mais

DICAS SOBRE RESUMO E FICHAMENTO

DICAS SOBRE RESUMO E FICHAMENTO O objetivo destas rápidas orientações é auxiliar na tarefa do pesquisador principiante, instrumentalizando-o de modo que, desde os primeiros passos da sua jornada pelo mundo da investigação acadêmica,

Leia mais

Fundamentos Pedagógicos e Estrutura Geral da BNCC. BNCC: Versão 3 Brasília, 26/01/2017

Fundamentos Pedagógicos e Estrutura Geral da BNCC. BNCC: Versão 3 Brasília, 26/01/2017 Fundamentos Pedagógicos e Estrutura Geral da BNCC BNCC: Versão 3 Brasília, 26/01/2017 1 INTRODUÇÃO 1.3. Os fundamentos pedagógicos da BNCC Compromisso com a formação e o desenvolvimento humano global (dimensões

Leia mais

EMCR. académicas. País: Data: retalho

EMCR. académicas. País: Data: retalho 2011 2014 Project Number N 517575 LLP 1 2011 1 CH ERASMUS EMCR AGREEMENT N 2011 3648 / 001 001 Modularização de Competências Académicas Multilingues e Multiculturais ao nível de Licenciaturas e Mestrado

Leia mais

COMPOSIÇÃO CURRICULAR SERIADO ANUAL TURNO DIURNO I ANO HORAS/ANO CARGA HORÁRIA SEMANAL

COMPOSIÇÃO CURRICULAR SERIADO ANUAL TURNO DIURNO I ANO HORAS/ANO CARGA HORÁRIA SEMANAL Universidade Estadual da Paraíba UEPB - Campus I Campina Grande Curso de Licenciatura Plena em Filosofia Resolução de Aprovação do Projeto Pedagógico UEPB/CONSEPE/024/2006 Carga horária alterada de 33h

Leia mais

Bachelard. A Ciência é contínua?

Bachelard. A Ciência é contínua? Texto B Visão Dialética do conhecimento científico Inclui razão e experiência As observações são influenciadas por teorias prévias Visão descontinuísta das Ciências: presença de rupturas com o senso comum

Leia mais

Filosofia Moderna. Antecedentes e pensamento cartesiano (epistemologia racionalista)

Filosofia Moderna. Antecedentes e pensamento cartesiano (epistemologia racionalista) Filosofia Moderna Antecedentes e pensamento cartesiano (epistemologia racionalista) O projeto moderno se define, em linhas gerais, pela busca da fundamentação da possibilidade de conhecimento e das teorias

Leia mais

HERMENÊUTICA E INTERPRETAÇÃO

HERMENÊUTICA E INTERPRETAÇÃO HERMENÊUTICA E INTERPRETAÇÃO Hermenêutica e Interpretação não são sinônimos: HERMENÊUTICA: teoria geral da interpretação (métodos, estratégias, instrumentos) INTERPRETAÇÃO: aplicação da teoria geral para

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM UNISALESIANO DE LINS PROFESSORA: LILIANE VALBOM ENFERMAGEM º SEMESTRE

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM UNISALESIANO DE LINS PROFESSORA: LILIANE VALBOM ENFERMAGEM º SEMESTRE CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM UNISALESIANO DE LINS PROFESSORA: LILIANE VALBOM ENFERMAGEM - 2015 1º SEMESTRE O QUE É RELIGIÃO DEUS CONHECIMENTO RELIGIOSO, ENFIM... PARA QUE SERVE. POR

Leia mais

O ESTUDO DA FILOSOFIA NA FORMAÇÃO JURÍDICA. PALAVRAS-CHAVE: Filosofia, ensino, educação, Curso de Graduação em Direito.

O ESTUDO DA FILOSOFIA NA FORMAÇÃO JURÍDICA. PALAVRAS-CHAVE: Filosofia, ensino, educação, Curso de Graduação em Direito. O ESTUDO DA FILOSOFIA NA FORMAÇÃO JURÍDICA. Flávio Bento. UNOPAR. flavio@unopar.br Marcia Hiromi Cavalcanti Bento. marciacavalcantibento@gmail.com RESUMO O presente estudo tem como objeto analisar o estudo

Leia mais

TIPOS DE CONHECIMENTO

TIPOS DE CONHECIMENTO TIPOS DE CONHECIMENTO Conhecimento Empírico Científico Filosófico Religioso ou Teológico Mas o que é conhecer? É uma relação que se estabelece entre o sujeito que conhece e o objeto ou fenômeno alvo da

Leia mais

A DISCIPLINA METODOLOGIA CIENTÍFICA

A DISCIPLINA METODOLOGIA CIENTÍFICA A DISCIPLINA METODOLOGIA CIENTÍFICA Importante é fazer uma reflexão sobre a presença da disciplina de metodologia no seu curso, a fim de conduzi-lo, com os conteúdos que serão desenvolvidos, ao entendimento

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE PROCEDIMENTOS DE LEITURA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE PROCEDIMENTOS DE LEITURA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE PROCEDIMENTOS DE LEITURA Nome: Nº 9º Data: / /2015 Professores: Belisa, Natália e Willian Nota: A - Introdução Neste ano, sua média final foi inferior a 6,0, o que revela

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENSINO DE QUÍMICA III. Aula

ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENSINO DE QUÍMICA III. Aula ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENSINO DE QUÍMICA III Estágio Supervisionado em Ensino de Química INTRODUÇÃO Neste capítulo estarão expostos objetivos e metas, bem como as orientações necessárias para o desenvolvimento

Leia mais

TEORIA DO CONHECIMENTO Immanuel Kant ( )

TEORIA DO CONHECIMENTO Immanuel Kant ( ) TEORIA DO CONHECIMENTO Immanuel Kant (1724-1804) Obras de destaque da Filosofia Kantiana Epistemologia - Crítica da Razão Pura (1781) Prolegômenos e a toda a Metafísica Futura (1783) Ética - Crítica da

Leia mais

Disciplina: Educação Tecnológica

Disciplina: Educação Tecnológica Aprender a viver com os outros Pilar de Aprendizagem Aprender a fazer Aprender a conhecer Departamento do 2 o Ciclo Disciplina: Educação Tecnológica CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 5 o ano Ed. Setembro 2016 Unidades

Leia mais

Metodologia Científica. Aula 1 - Prof. Bruno Moreno

Metodologia Científica. Aula 1 - Prof. Bruno Moreno Metodologia Científica Aula 1 - Prof. Bruno Moreno Apresentação Prazer, Bruno Neiva Moreno Áreas de interesse: Trajetórias de Objetos Móveis (espaço-temporal) Banco de Dados (para objetos móveis e geográficos)

Leia mais

Prof. Walter Moreira Unesp / Marília, 2017

Prof. Walter Moreira Unesp / Marília, 2017 HJORLAND, Birger. As relações no tesauro são livres de contexto, definicionais e verdadeiras em todos os mundos possíveis"? Journal of the Association for Information Science and Technology, v. 66, n.

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE ENSINO QUE FACILITAM A APRENDIZAGEM DOS ESTUDANTES. Márcia Maria Gurgel Ribeiro DEPED/PPGEd/CCSA

PROCEDIMENTOS DE ENSINO QUE FACILITAM A APRENDIZAGEM DOS ESTUDANTES. Márcia Maria Gurgel Ribeiro DEPED/PPGEd/CCSA PROCEDIMENTOS DE ENSINO QUE FACILITAM A APRENDIZAGEM DOS ESTUDANTES Márcia Maria Gurgel Ribeiro DEPED/PPGEd/CCSA OBJETIVO Analisar os processos de ensino e de aprendizagem e suas significações no ensino

Leia mais

Filosofia e Sociologia PROFESSOR: Alexandre Linares

Filosofia e Sociologia PROFESSOR: Alexandre Linares AULA 2 - Sociologia Filosofia e Sociologia PROFESSOR: Alexandre Linares 1 Sociologia O modo de produção da vida material é que condiciona o processo da vida social, política e espiritual. Não é a consciência

Leia mais

O GRANDE RACIONALISMO: RENÉ DESCARTES ( )

O GRANDE RACIONALISMO: RENÉ DESCARTES ( ) O GRANDE RACIONALISMO: RENÉ DESCARTES (1596-1650) JUSTIFICATIVA DE DESCARTES: MEDITAÇÕES. Há já algum tempo que eu me apercebi de que, desde meus primeiros anos, recebera muitas falsas opiniões como verdadeiras,

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM METODOLOGIA DO ENSINO E/OU AREAS EDUCACIONAIS IRAUÇUBA-CE

ESPECIALIZAÇÃO EM METODOLOGIA DO ENSINO E/OU AREAS EDUCACIONAIS IRAUÇUBA-CE ESPECIALIZAÇÃO EM METODOLOGIA DO ENSINO E/OU AREAS EDUCACIONAIS IRAUÇUBA-CE 2017.1 Pesquisa Pedagógica I Conceitos Fundamentais C/H: 30 Prof. Me. Daniel Brito UFC Conceitos Fundamentais Conhecimento científico

Leia mais

O legado da Filosofia grega para o Ocidente europeu

O legado da Filosofia grega para o Ocidente europeu O legado da Filosofia grega para o Ocidente europeu Marilena Chauí Por causa da colonização europeia das Américas, nós também fazemos parte - ainda que de modo inferiorizado e colonizado - do Ocidente

Leia mais

Um mundo fantástico de experiências através dos Cientistas mais queridos do Brasil, que vivem aventuras incríveis ao lado de grandes Mestres como

Um mundo fantástico de experiências através dos Cientistas mais queridos do Brasil, que vivem aventuras incríveis ao lado de grandes Mestres como Um mundo fantástico de experiências através dos Cientistas mais queridos do Brasil, que vivem aventuras incríveis ao lado de grandes Mestres como Leonardo da Vinci, Gaya, Apolo e Merlin. JUSTIFICATIVA

Leia mais

Oficina de Apropriação de Resultados de Matemática. Paebes 2013

Oficina de Apropriação de Resultados de Matemática. Paebes 2013 Oficina de Apropriação de Resultados de Matemática Paebes 2013 Paebes 2013 Conhecendo o outro.. Expectativas... Paebes 2013 OBJETIVOS DA OFICINA Objetivo geral: Analisar e interpretar resultados da avaliação

Leia mais

N Disciplina Nº CR C. H. Conteúdo Natureza. Introdução a EAD 4 60 DP Mód. 1 Obrigatória. Introdução à Filosofia 4 60 FG Mód.

N Disciplina Nº CR C. H. Conteúdo Natureza. Introdução a EAD 4 60 DP Mód. 1 Obrigatória. Introdução à Filosofia 4 60 FG Mód. Apresentação O curso de Filosofia licenciatura, na modalidade a distância, é resultado do desejo de iniciar um trabalho inter e multidisciplinar na qualificação de profissionais que atuam ou atuarão na

Leia mais

Oficina de Apropriação de Resultados PAEBES 2013

Oficina de Apropriação de Resultados PAEBES 2013 Oficina de Apropriação de Resultados PAEBES 2013 Oficina de Apropriação de Resultados de BIOLOGIA Dinâmica Eu não sou eu.sou o momento:passo. Mario Quintana Objetivos: Interpretar os resultados da avaliação

Leia mais

TÍTULO: OS DESAFIOS DA GESTÃO DEMOCRÁTICA NAS ESCOLAS PÚBLICAS DA REGIÃO MÉDIO PARAÍBA

TÍTULO: OS DESAFIOS DA GESTÃO DEMOCRÁTICA NAS ESCOLAS PÚBLICAS DA REGIÃO MÉDIO PARAÍBA TÍTULO: OS DESAFIOS DA GESTÃO DEMOCRÁTICA NAS ESCOLAS PÚBLICAS DA REGIÃO MÉDIO PARAÍBA CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PEDAGOGIA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO GERALDO

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO DATA 23/10/2017 PROFESSORA: TAIS BORGES DISCIPLINA: FILOSOFIA

ROTEIRO DE ESTUDO DATA 23/10/2017 PROFESSORA: TAIS BORGES DISCIPLINA: FILOSOFIA ROTEIRO DE ESTUDO DATA 23/10/2017 PROFESSORA: TAIS BORGES DISCIPLINA: FILOSOFIA A cultura e os modos de vida Elementos fundamentais da cultura Livro de Filosofia pg. 102 a 108 Conceituar os diferentes

Leia mais

Critérios de Avaliação 1º Ciclo

Critérios de Avaliação 1º Ciclo Departamento Curricular do 1º Ciclo Critérios 1º Ciclo Setembro de 2015 1º Ano de escolaridade Todas as componentes do currículo serão avaliadas com 80% para a aquisição de conhecimentos e desenvolvimento

Leia mais

CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia

CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia O que caracteriza a consciência mítica é a aceitação do destino: Os costumes dos ancestrais têm raízes no sobrenatural; As ações humanas são determinadas pelos

Leia mais

Pesquisa Científica. Pesquisa Científica

Pesquisa Científica. Pesquisa Científica Nas universidades, centros universitários e faculdades é muito comum a realização de trabalhos de Conclusão de Curso. Para a realização do chamado TCC, é fundamental a compreensão de que tais trabalhos

Leia mais

Os Sociólogos Clássicos Pt.2

Os Sociólogos Clássicos Pt.2 Os Sociólogos Clássicos Pt.2 Max Weber O conceito de ação social em Weber Karl Marx O materialismo histórico de Marx Teoria Exercícios Max Weber Maximilian Carl Emil Weber (1864 1920) foi um intelectual

Leia mais

PROSPECÇÃO DE NEGÓCIOS E TECNOLOGIA. Prof. Araken Patusca Linhares

PROSPECÇÃO DE NEGÓCIOS E TECNOLOGIA. Prof. Araken Patusca Linhares PROSPECÇÃO DE NEGÓCIOS E TECNOLOGIA Prof. Araken Patusca Linhares UNIDADE I Surgimento do Empreendedorismo Postura e comportamento do Empreendedor A importância do Empreendedor na sociedade Motivação do

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE FILOSOFIA ENSINO MÉDIO - 2º ANO A FILOSOFIA DA GRÉCIA CLÁSSICA AO HELENISMO

QUESTIONÁRIO DE FILOSOFIA ENSINO MÉDIO - 2º ANO A FILOSOFIA DA GRÉCIA CLÁSSICA AO HELENISMO QUESTIONÁRIO DE FILOSOFIA ENSINO MÉDIO - 2º ANO A FILOSOFIA DA GRÉCIA CLÁSSICA AO HELENISMO ESTUDAR PARA A PROVA TRIMESTRAL DO SEGUNDO TRIMESTRE PROFESSORA: TATIANA SILVEIRA 1 - Seguiu-se ao período pré-socrático

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Inglês

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Inglês Produção CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Inglês Ensino Básico Ano letivo: 2017/2018 7º ANO Perfil de Aprendizagens Específicas O aluno é capaz: Compreender textos orais e audiovisuais

Leia mais

Metodologia do Trabalho Científico. Profa. Ms. Daniela Cartoni

Metodologia do Trabalho Científico. Profa. Ms. Daniela Cartoni Metodologia do Trabalho Científico Profa. Ms. Daniela Cartoni Aula 3 As etapas da pesquisa Fontes de pesquisa Técnicas de leitura Interpretação de dados Técnicas de documentação Redação científica Planejamento

Leia mais

CONSELHO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA COMISSÃO DE ESTÁGIO REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA

CONSELHO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA COMISSÃO DE ESTÁGIO REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES ARTIGO 1º - Considera-se Estágio Curricular, o conjunto de atividades de aprendizagem social, profissional

Leia mais

OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM

OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM FACULDADE DO NORTE GOIANO OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM Objetivos do curso O Curso de Graduação em Enfermagem tem por objetivo formar bacharel em enfermagem (enfermeiro) capaz de influenciar na construção

Leia mais

AFINAL, O QUE É SITUAÇÃO DIDÁTICA?

AFINAL, O QUE É SITUAÇÃO DIDÁTICA? AFINAL, O QUE É SITUAÇÃO DIDÁTICA? O planejamento consiste em sistematizar o trabalho docente na intenção de ajudar o aluno a desenvolver competências e habilidades que deem significação para efetivação

Leia mais

Engenharias Metodologia Científica 1º semestre Iolanda Cláudia Sanches Catarino

Engenharias Metodologia Científica 1º semestre Iolanda Cláudia Sanches Catarino Engenharias Metodologia Científica 1º semestre Iolanda Cláudia Sanches Catarino TELE AULA 1 Cientificidade do conhecimento Resumo Unidade de Ensino: 1 Competência da Unidade de Ensino: Resumo: Palavras-chave:

Leia mais

Uma Leitura Sobre as Escolhas dos Conteúdos.

Uma Leitura Sobre as Escolhas dos Conteúdos. Uma Leitura Sobre as Escolhas dos Conteúdos. Os conteúdos disciplinares devem ser tratados, na escola, de modo contextualizado, estabelecendo-se, entre eles, relações interdisciplinares e colocando sob

Leia mais

FARTEC-FACULDADE REGIONAL TECMED LTDA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE - NAD. Atendimento Psicopedagógico Faculdade de Tecnologia TECMED

FARTEC-FACULDADE REGIONAL TECMED LTDA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE - NAD. Atendimento Psicopedagógico Faculdade de Tecnologia TECMED FARTEC-FACULDADE REGIONAL TECMED LTDA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE - NAD Atendimento Psicopedagógico Faculdade de Tecnologia TECMED 2016 REGULAMENTO DO NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE - NAD CAPÍTULO

Leia mais

Critérios específicos de avaliação HISTÓRIA 3.º ciclo Ano letivo

Critérios específicos de avaliação HISTÓRIA 3.º ciclo Ano letivo Objeto de avaliação Conhecimentos e Capacidades Específicos Critérios específicos de avaliação HISTÓRIA 3.º ciclo Ano letivo 2016-2017 Itens/Parâmetros Compreensão histórica (Temporalidade Espacialidade

Leia mais

CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM QUÍMICA

CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM QUÍMICA CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM QUÍMICA 1 Perfil do Curso O curso de Licenciatura em Química do IF SERTÃO-PE Campus Floresta destina-se a formação de professores para a educação básica, o ensino médio e

Leia mais

GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DE ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA

GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DE ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DE ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA INÍCIO ESCRITÓRIO DEFINIÇÃO DOS SÓCIOS OBJETIVOS DA SOCIEDADE CRESCIMENTO E CONTRATAÇÃO ELABORAÇÃO DAS POLÍTICAS GESTÃO DEFINIÇÃO DE CARGOS E FUNÇÕES DIFERENCIAL

Leia mais

08/08/2013. Plano de Ensino e Aprendizagem (PEA) Atividades Práticas Supervisionadas (ATPS) Apresentação do professor. Apresentação da Disciplina

08/08/2013. Plano de Ensino e Aprendizagem (PEA) Atividades Práticas Supervisionadas (ATPS) Apresentação do professor. Apresentação da Disciplina Apresentação do professor Nome: André Luís Belini de Oliveira Formação: Bacharel em Sistemas de Informação MBA em Gestão Estratégica de Negócios Especialista em Didática e Metodologia do Ensino Superior

Leia mais