III Fórum de Governança de TI. Governança de TI nos Correios

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "III Fórum de Governança de TI. Governança de TI nos Correios"

Transcrição

1 III Fórum de Governança de TI Governança de TI nos Correios Outubro / 2016

2 COBIT 5: Governança e Gestão de TI Governança Corporativa Governança de TI Gestão de TI

3 Vice-Presidência Corporativa - Áreas Composição VICOR VICOR COETI CGSI Governança e Relacionamento de TI Desen. de Sistemas Corporativos Infraestrutura de Produção e Rede Automação e Tecnologia Operacional Gestão da Cadeia de Suprimentos e Serv. Gerais Segurança Empresarial

4 TIC dos Correios Em Números 657 Sistemas em Produção Servidores Corporativos Bancos de Dados 960 TB de Área em Storage Recursos de Microinformática Links (Rede WAN) Switchs (Rede LAN) 986 Serviços Monitorados 64 Centrais PABX 610 Pontos Wireless

5 Planejamento de TIC Plano Estratégico de TI (PETI) Ciclo de 4 anos - com revisões anuais Objetivos, Indicadores, Metas e Ações Estratégicos de TIC Índice do igov-ti (TCU) Nota na Dimensão Estratégias e Planos = 0,97 Plano Diretor de TI (PDTI) Ciclo anual Planos e Ações Táticas de TIC Modelos de Referência: Guia de Elaboração de PDTI SLTI Balanced Scorecard (BSC) COBIT Resolução CGPAR Nº 11 / 2016 Publicação: Intranet

6 Mapa Estratégico PETI Ciclo (Revisão) Mapa Estratégico Clientes Entregar soluções de TIC com tempestividade Aumentar a satisfação dos Clientes com os serviços de TIC Garantir a disponibilidade e a continuidade de serviços e a capacidade dos recursos de TIC que suportam o negócio Processos Internos Aprimorar a Governança de TIC Aprimorar o planejamento orçamentário com foco no resultado 30 Indicadores 30 Metas 51 Ações Aprendizado e Crescimento Aprimorar o desenvolvimento profissional dos colaboradores de TIC Aprimorar a Comunicação Interna Ampliar as frentes de pesquisa em novas tecnologias Alcançar prontidão na tecnologia Big Data

7 Plano Estratégico de TIC (PETI) - Desafio TI Bimodal Executar o negócio (Eficiência da TI) Mudar o negócio (Velocidade para Resultados)

8 Comitê Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação (COETI) Formalização: Regimento Interno do COETI no Manual de Organização 2012 Composição: 1 representante da Presidência Vice-Presidentes (todas as áreas da Empresa) Deliberações: Políticas e diretrizes de TIC Demandas de TI para contratação Indicadores de desempenho de TIC Plano Estratégico de TI (PETI) Plano Diretor de TI (PDTI) Acompanhamento dos Acordos Bilaterais Metodologia de priorização de demandas de sistemas Periodicidade das Reuniões: A cada 3 meses

9 Segurança da Tecnologia da Informação e Comunicação SIC POSIC - Política de Segurança da Informação (2012) Processo Gerir Risco de TIC Analise de Risco de SIC Políticas e Normas relativas a SIC Plano de Continuidade de Serviços de TIC Cultura e conscientização de SIC Ferramentas de Segurança CGSI - Comitê de Gestão de Segurança da Informação (2011) Composição CGSI: 1 representante da Presidência e de Cada Vice-Presidência (todas as áreas da Empresa) Deliberações CGSI: Propor a definição de políticas, diretrizes, normas de SIC Apoiar na implantação de soluções de TI para SIC Promover a cultura de segurança da informação Avaliar e propor programa orçamentário de SIC Avaliar e emitir parecer quanto aos recursos necessários às ações de SIC

10 Índice de Governança de TI (igov-ti) igov-ti (TCU) º lugar de um total de 372 instituições e 3º lugar entre as 34 estatais Importante realização A consequência direta desse alto nível de maturidade em Gestão e Governança de TI é poder entregar aos Correios uma evolução de toda Tecnologia, alinhada com as necessidades da Empresa, além de muito mais segurança aos colaboradores que, direta e indiretamente, prospectam, analisam, decidem, instruem, gerenciam nossos projetos, especialmente aqueles ligados a contratações. O nível de maturidade que alcançamos ajuda a proteger a ECT desses problemas, e nos coloca num outro patamar de respeito dos órgãos controladores em relação ao nosso modo de trabalhar.

11 Contratação de TIC Aderência a IN 04/ % Execução da LOA (Ciclo: ) 56% Execução da LOA (Ciclo: ) 122% Execução da LOA (Ciclo: )

12 Gerenciamento de Serviços de TIC (ITIL) Maturidade em Gerenciamento de Serviços de TIC (ITIL) Capacidade Configuração Demandas Disponibilidade Fornecedor Mudanças Liberação Evento Incidente Problema Acesso Service Desk

13 Inovação Premiação As 100+ Inovadoras no uso da TI Projeto Interatividade Postal Interatividade Postal - o projeto permite que o cliente receba por SMS atualizações do status da entrega de suas encomendas e interaja com os Correios. A atualização das informações é realizada pelos carteiros, com o uso de smartphones. Inovação Com o projeto Interatividade Postal, os Correios foram os grandes vencedores do prêmio As 100+ Inovadoras no Uso de TI. O prêmio foi recebido em 2014, durante a 2ª edição do IT Fórum Expo Black Hat, considerado o evento mais importante na área de TI e Segurança da Informação da América Latina. A seleção foi realizada por um júri composto por jornalistas especializados, consultores de TI e outros profissionais, que avaliaram 179 cases de TI apresentados por 170 empresas de mais de 20 setores da economia.

14 Gestão de Energia Gestão de Energia Em 2015 a iniciativa de gestão de energia elétrica em microcomputadores realizada pelos Correios foi divulgada pela International Post Corporation (IPC) como uma boa prática mundial. A ação é descrita na página 18 da publicação Market Flash da IPC A iniciativa contou com o apoio de todas as equipes Regionais e destacou-se pela capacidade de utilizar as ferramentas disponíveis para adoção de melhores práticas, melhorias nos processos e otimização de resultados. A gestão de energia elétrica em microcomputadores implantada em 2013 pelos Correios do Brasil gerou resultados significativos na redução das emissões de gás carbônico, de consumo de energia, além de gerar uma economia significativa de recursos. Entre janeiro de 2014 e janeiro de 2015 a empresa deixou de emitir toneladas de gás carbônico e economizou 11% de energia elétrica, com uma iniciativa simples: os microcomputadores, configurados por sistema central, entram em estado de hibernação, automaticamente, em horários previamente planejados. Assim, é possível a realização de procedimentos de informática noturnos, fora do período de hibernação, como atualização de software e antivírus. A hibernação economiza energia elétrica com a desativação do hardware, enquanto menos tempo é requerido para a retomada das atividades do usuário.

15 Obrigada! Vice-Presidência Corporativa Tecnologia da Informação e Comunicação - TIC Fabiana de Assunção Cruvinel Nascimento Chefe do Departamento de Governança e Relacionamento de TIC (DEGOR)/VICOR - (61)

3) Qual é o foco da Governança de TI?

3) Qual é o foco da Governança de TI? 1) O que é Governança em TI? Governança de TI é um conjunto de práticas, padrões e relacionamentos estruturados, assumidos por executivos, gestores, técnicos e usuários de TI de uma organização, com a

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI do MEC

Planejamento Estratégico de TI do MEC Planejamento Estratégico de TI do MEC Merched Cheheb de Oliveira Diretor Diretoria de Tecnologia da Informação Secretaria Executiva Ministério da Educação MEC E mail: merched.oliveira@mec.gov.br Outubro

Leia mais

OBJETIVOS E INDICADORES ESTRATÉGICOS

OBJETIVOS E INDICADORES ESTRATÉGICOS OBJETIVOS E INDICADORES ESTRATÉGICOS PERSPECTIVA: TRE/RN e Sociedade Objetivo 1: Primar pela satisfação do cliente de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) Descritivo: Conhecer e ouvir o cliente

Leia mais

Governança em TI na UFF. Modelo de Gestão da STI. Henrique Uzêda

Governança em TI na UFF. Modelo de Gestão da STI. Henrique Uzêda Governança em TI na UFF Modelo de Gestão da STI Henrique Uzêda henrique@sti.uff.br 2011-2013 Universidade Federal Fluminense 122 cursos de graduação e 359 de pós-graduação ~ 45.000 alunos de graduação

Leia mais

GOVERNANÇA E GESTÃO DE TIC. Câmara dos Deputados

GOVERNANÇA E GESTÃO DE TIC. Câmara dos Deputados GOVERNANÇA E GESTÃO DE TIC Câmara dos Deputados GOVERNANÇA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS Comitê de Gestão Estratégica Escritório Corporativo de Gestão Estratégica Comitês Setoriais de Gestão Escritórios Setoriais

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO ESTRATÉGICO DE TI

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO ESTRATÉGICO DE TI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO ESTRATÉGICO DE TI Plano de Trabalho Elaboração do Plano Estratégico de Tecnologia

Leia mais

Parte I Dimensões do Uso de Tecnologia de Informação, 5

Parte I Dimensões do Uso de Tecnologia de Informação, 5 Sumário Introdução, 1 Parte I Dimensões do Uso de Tecnologia de Informação, 5 1 Direcionadores do Uso de Tecnologia de Informação, 7 1.1 Direcionadores de mercado, 8 1.2 Direcionadores organizacionais,

Leia mais

Como alinhar TI ao Negócio com Indicadores de Desempenho

Como alinhar TI ao Negócio com Indicadores de Desempenho Como alinhar TI ao Negócio com Indicadores de Desempenho Walfrido Brito Diretor da BI Gestão & TI 2017 Nosso Objetivo! Entender como uma Arquitetura de Indicadores de Desempenho bem estruturado e alinhado

Leia mais

GOVERNANÇA EM TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Escrito por Alexandre Luna Thaysa Paiva

GOVERNANÇA EM TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Escrito por Alexandre Luna Thaysa Paiva GOVERNANÇA EM TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Escrito por Alexandre Luna {alexluna@mangve.org} Thaysa Paiva {thaysasuely@gmail.com} ROTEIRO i. INTRODUÇÃO ii. MODELOS DE GESTÃO iii. iv. ITIL

Leia mais

SSC531 Gestão de Sistemas de Informação Gerenciamento de Serviços de TI ITIL e CobIT

SSC531 Gestão de Sistemas de Informação Gerenciamento de Serviços de TI ITIL e CobIT SSC531 Gestão de Sistemas de Informação Gerenciamento de Serviços de TI ITIL e CobIT Simone S. Souza ICMC/USP Introdução O que é serviço de TI? Serviço de TI É um meio de entregar valor (benefício) ao

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2012 2013 APRESENTAÇÃO O Planejamento Estratégico tem como objetivo descrever a situação desejada de uma organização e indicar os caminhos para

Leia mais

10. Metas e Indicadores 1. PERSPECTIVA: SOCIEDADE. Tema: Qualidade 2. PERSPECTIVA: PROCESSOS INTERNOS. Tema: Responsabilidade socioambiental

10. Metas e Indicadores 1. PERSPECTIVA: SOCIEDADE. Tema: Qualidade 2. PERSPECTIVA: PROCESSOS INTERNOS. Tema: Responsabilidade socioambiental 10. Metas e Indicadores As metas representam os resultados a serem alcançados pelo tribunal para atingir os objetivos propostos. Elas permitem um melhor controle do desempenho da instituição, pois são

Leia mais

Governança de TI. O que realmente importa? Clayton Soares

Governança de TI. O que realmente importa? Clayton Soares Governança de TI O que realmente importa? Clayton Soares clayton@clayton.pro.br Curriculo Acadêmico Profissional Cursos e Certificações Agenda Afinal, o que realmente importa? Qual o papel da TI nessa

Leia mais

Projeto G7 Implantando o gerenciamento de serviços de TI no BACEN

Projeto G7 Implantando o gerenciamento de serviços de TI no BACEN Projeto G7 Implantando o gerenciamento de serviços de TI no BACEN Marcelo Garrido de Oliveira Chefe Adjunto do Deinf - BACEN AGENDA ALGUMAS PREMISSAS O DEINF O PROJETO G7 PRÓXIMOS PASSOS 2 ALGUMAS PREMISSAS

Leia mais

ANEXO VII Perfil para futuros concursos de TI da UNIFESP

ANEXO VII Perfil para futuros concursos de TI da UNIFESP ANEXO VII Perfil para futuros concursos de TI da UNIFESP Proposição de perfil para futuros concursos de TI da UNIFESP (ainda não foi utilizado) 174 Perfil para futuros concursos de TI da UNIFESP 1º. Cargo:

Leia mais

POLÍTICA DA CENTRAL DE SERVIÇO DE TI. Versão 1.0 GERÊNCIA CORPORATIVA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DA CENTRAL DE SERVIÇO DE TI. Versão 1.0 GERÊNCIA CORPORATIVA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO POLÍTICA DA CENTRAL DE SERVIÇO DE TI Versão 1.0 GERÊNCIA CORPORATIVA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVOS... 3 3. ABRANGÊNCIA DA CENTRAL DE SERVIÇO... 3 4. FERRAMENTA UTILIZADA

Leia mais

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições regimentais,

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições regimentais, PORTARIA TRT/GP/DGCA Nº 38/2016 Define a Política de Gerenciamento da Central de Serviços de Tecnologia da Informação e Comunicações do Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL

Leia mais

Novas Aplicações Móveis e Geoprocessamento Case dos Correios

Novas Aplicações Móveis e Geoprocessamento Case dos Correios Novas Aplicações Móveis e Geoprocessamento Case dos Correios 120 mil Empregados 61 mil Carteiros 14 mil Operadores de triagem 26 mil Atendentes 26 mil Veículos 1 milhão km/rodados/di a 12 mil Agências

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação do TRT 11 a Região AM/RR

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação do TRT 11 a Região AM/RR TRT11 a Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação do TRT 11 a Região AM/RR Atendendo a RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento e a Gestão Estratégica de Tecnologia

Leia mais

PROJETOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

PROJETOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PROJETOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Aula 5 BSC: Balanced Scorecard Prof. Fabiano Nezello, Msc DESVENDANDO O BSC Balanced Scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenvolvida pelos

Leia mais

O desafio da transformação pela excelência em gestão

O desafio da transformação pela excelência em gestão O desafio da transformação pela excelência em gestão Conheça o novo Modelo de Excelência da Gestão - MEG 21ª Edição Gilmar Casagrande Sócio e Diretor da Casattos 23/08/2017 O PGQP, há 25 anos, mobiliza

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Unidade VI Planejamento Estratégico de TI. Luiz Leão

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Unidade VI Planejamento Estratégico de TI. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático 6.1 Governança de tecnologia da Informação 6.2 Planejamento e Controle da TI 6.3 O Papel Estratégico da TI para os Negócios 6.4

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi fabianotaguchi@gmail.com http://fabianotaguchi.wordpress.com INTRODUÇÃO Durante muito tempo a Tecnologia da Informação foi tratada apenas como um pequeno

Leia mais

O MODELO DE GESTÃO DO CONHECIMENTO DOS CORREIOS. KM Brasil 2016

O MODELO DE GESTÃO DO CONHECIMENTO DOS CORREIOS. KM Brasil 2016 O MODELO DE GESTÃO DO CONHECIMENTO DOS CORREIOS KM Brasil 2016 O Modelo de Gestão do Conhecimento dos Correios e suas práticas Os Correios... 33 Milhões Objetos entregues/dia 9 Bilhões (ano) 1 milhão km/rodados/dia

Leia mais

Artigo: Planejamento com foco na execução

Artigo: Planejamento com foco na execução Artigo: Planejamento com foco na execução O uso do BSC no BANDES Gilson Domingues Cardoso Planejamento com foco na execução Gilson Domingues Cardoso gilson@ bandes.com.br e gilsondc@gmail.com RESUMO Trata

Leia mais

Diretor de Sistemas e Informação

Diretor de Sistemas e Informação Controladoria-Geral da União Implantação do COBIT na CGU José Geraldo Loureiro Rodrigues José Geraldo Loureiro Rodrigues Diretor de Sistemas e Informação A escolha do COBIT 4.1 Maior abrangência Integração

Leia mais

soluções inteligentes

soluções inteligentes soluções inteligentes Catálogo de soluções NEGÓCIOS INOVADORES Soluções inteligentes, negócios inovadores Empresa Data Center CSC - Centro de Serviços Compartilhados Gestão de Ativos, Licenças e Recursos

Leia mais

Estudo sobre o efeito da Crise Econômica nos Investimentos em Tecnologia de Informação

Estudo sobre o efeito da Crise Econômica nos Investimentos em Tecnologia de Informação A Tecnologia de Informação (TI) é recurso organizacional e como tal recebe investimentos, que são afetados pela situação econômica e da própria organização. O momento atual da economia brasileira afeta

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO CTIS

PERFIL CORPORATIVO CTIS PERFIL CORPORATIVO CTIS PERFIL CORPORATIVO Sobre a CTIS A CTIS foi fundada em 1983. Ela iniciou sua trajetória com dois sócios, um office- boy e uma secretária, ocupando uma área de apenas 27m². Hoje,

Leia mais

PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO DA ESTRATÉGIA NO VITÓRIA APART HOSPITAL. Estudo de Caso

PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO DA ESTRATÉGIA NO VITÓRIA APART HOSPITAL. Estudo de Caso PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO DA ESTRATÉGIA NO VITÓRIA APART HOSPITAL Estudo de Caso Sobre o Vitória Apart Hospital Institucional Desde a sua fundação, em 2001, o Vitória Apart Hospital atua com o objetivo de

Leia mais

Sumário. 1. Política de Sustentabilidade da Rede D Or São Luiz Objetivos Abrangência Diretrizes...2

Sumário. 1. Política de Sustentabilidade da Rede D Or São Luiz Objetivos Abrangência Diretrizes...2 Rede D Or São Luiz Sumário 1. Política de Sustentabilidade da Rede D Or São Luiz...2 1.1. Objetivos...2 1.2. Abrangência...2 1.3. Diretrizes...2 Diretriz Econômica...2 Diretriz Social...3 Diretriz Ambiental...4

Leia mais

Práticas ambientais desenvolvidas pela empresa Artecola Indústrias Químicas Fabiano de Quadros Vianna

Práticas ambientais desenvolvidas pela empresa Artecola Indústrias Químicas Fabiano de Quadros Vianna Práticas ambientais desenvolvidas pela empresa Artecola Indústrias Químicas Fabiano de Quadros Vianna Engenheiro Ambiental e de Segurança do Trabalho Coordenador de SMS nas Empresas Artecola Nossos negócios

Leia mais

POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, AUTOMAÇÃO E TELECOMUNICAÇÃO DAS EMPRESAS ELETROBRAS. 2ª Versão

POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, AUTOMAÇÃO E TELECOMUNICAÇÃO DAS EMPRESAS ELETROBRAS. 2ª Versão POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, AUTOMAÇÃO E TELECOMUNICAÇÃO DAS EMPRESAS ELETROBRAS 2ª Versão Sumário 1 Objetivo... 3 2 Conceitos... 3 3 Princípios... 4 4 Diretrizes... 5 5 Responsabilidades... 5

Leia mais

RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 089/2013

RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 089/2013 RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 089/2013 O PLENO DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO, em Sessão Administrativa hoje realizada sob a Presidência do Desembargador do Trabalho Ilson Alves Pequeno Junior,

Leia mais

Objetivos Estratégicos: 02- Aprimorar a Gestão de Serviços de TI 07 Desenvolver competências Gerenciais e Técnicas com Foco na Estratégia

Objetivos Estratégicos: 02- Aprimorar a Gestão de Serviços de TI 07 Desenvolver competências Gerenciais e Técnicas com Foco na Estratégia ANEXO VI DO PDTI-2016 - AÇÕES DE GOVERNANÇA DE TI Objetivos Estratégicos: 02- Aprimorar a Gestão de Serviços de TI 07 Desenvolver competências Gerenciais e Técnicas com Foco na Estratégia ID- Demanda Status

Leia mais

Planejamento Estratégico. Professor Bruno Eduardo

Planejamento Estratégico. Professor Bruno Eduardo Planejamento Estratégico Professor Bruno Eduardo PROMOÇÃO! 30% desconto nos cursos online do TRE-SP até segunda-feira. CUPOM: MINHAVAGATRE30 CONHECIMENTOS GERAIS PARA TODOS OS CARGOS/ÁREAS/ESPECIALIDADES

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Diretoria de Tecnologia da Informação Centro de Computação

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Diretoria de Tecnologia da Informação Centro de Computação UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Diretoria de Tecnologia da Informação Centro de Computação Elaboração e Implantação do Planejamento Estratégico em Tecnologia da Informação da Belo Horizonte - MG Julho

Leia mais

POLÍTICA POL TI 002 GOVERNANÇA TI REV.3 PG 1/11. Data: 26/01/2015. Data: 26/01/2015. Data: 26/01/2015. Data: 26/01/2015.

POLÍTICA POL TI 002 GOVERNANÇA TI REV.3 PG 1/11. Data: 26/01/2015. Data: 26/01/2015. Data: 26/01/2015. Data: 26/01/2015. GOVERNANÇA TI REV.3 PG 1/11 Homologado por: Renato Martins Oliva Presidente Data: 26/01/2015 Visto: Homologado por: Cyril Desire Alberis Andre Diretor de Risco de Crédito Data: 26/01/2015 Visto: Homologado

Leia mais

BALANCED SCORECARD. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP

BALANCED SCORECARD. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP BALANCED SCORECARD Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP Gestão Estratégica e BSC Balanced Scoredcard GESTÃO ESTRATÉGICA GESTÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Integração de Sistemas de Informação

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Integração de Sistemas de Informação MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Integração de Sistemas de Informação ANÁLISE PRELIMINAR DE PDTI Órgão: IFE - Brasília Objeto:

Leia mais

Governança de TI na APF, quo vadis? Souza Neto

Governança de TI na APF, quo vadis? Souza Neto Governança de TI na APF, quo vadis? Souza Neto Agenda Projeto de Pesquisa IPEA/UCB Modelo COBIT 5 para a APF Teoria Institucional Programa de Integridade da CGU Pesquisas Recentes do MGCTI/UCB 2 Projeto

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Novembro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Finalizar o conteúdo da Disciplina Governança de

Leia mais

Caderno de Indicadores Nacionais (INA) e de Metas de Medição Periódicas (MMP)

Caderno de Indicadores Nacionais (INA) e de Metas de Medição Periódicas (MMP) Estratégia Nacional de Tecnologia da Informação e Comunicação do Poder Judiciário (ENTIC-JUD) Caderno de Indicadores Nacionais (INA) e de Metas de Medição Periódicas (MMP) 1 Contexto Estratégico de TIC

Leia mais

Auditoria de controles organizacionais. Prof. Dr. Joshua Onome Imoniana

Auditoria de controles organizacionais. Prof. Dr. Joshua Onome Imoniana Auditoria de controles organizacionais Prof. Dr. Joshua Onome Imoniana Definição de controles organizacionais Os controles organizacionais e operacionais são os controles administrativos instalados nos

Leia mais

5. Estudo de Aplicação

5. Estudo de Aplicação 5. Estudo de Aplicação 5.1. Introdução Este capítulo objetiva relatar a experiência da utilização do Balanced Scorecard (BSC), como ferramenta para medição e avaliação do desempenho logístico, pela área

Leia mais

SLA Aplicado ao Negócio

SLA Aplicado ao Negócio SLA Aplicado ao Negócio Melhores Práticas para Gestão de Serviços Rildo Santos @rildosan rildo.santos@etecnologia.com.br www.etecnologia.com.br http://etecnologia.ning.com SLA V 51 Rildo F Santos (@rildosan)

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Resultados obtidos em 2016

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Resultados obtidos em 2016 Defendendo a Medicina, protegendo a sociedade PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Resultados obtidos em 2016 Curitiba, 27.03.2017 Produtos Etapas de trabalho: Plano de Trabalho Ajustado Capacitação dos Colaboradores

Leia mais

As visões de Negócio. Analista de Negócio 3.0. Segundo Módulo: Parte 2

As visões de Negócio. Analista de Negócio 3.0. Segundo Módulo: Parte 2 Segundo Módulo: Parte 2 As visões de Negócio 1 Quais são visões de Negócio? Para conhecer o negócio o Analista de precisa ter: - Visão da Estratégia - Visão de Processos (Operação) - Visão de Valor da

Leia mais

(Prot. PAE n /2015) Assunto: Medição de indicadores de desempenho institucional pela STIC (Janeiro a Setembro/2015)

(Prot. PAE n /2015) Assunto: Medição de indicadores de desempenho institucional pela STIC (Janeiro a Setembro/2015) Informação n. 023/2015-STIC (Prot. PAE n. 13557/2015) Assunto: Medição de indicadores de desempenho institucional pela STIC (Janeiro a Setembro/2015) Conforme solicitado, seguem os dados da medição dos

Leia mais

EUS CTIS END USER SUPPORT. case eus ctis

EUS CTIS END USER SUPPORT. case eus ctis 01 EUS CTIS END USER SUPPORT case eus ctis 01 TELESSERVIÇOS/TELEMARKETING Prestação de telesserviços (telemarketing) no atendimento e suporte operacional e tecnológico aos produtos, serviços e sistemas

Leia mais

WEBINAR. Curso: Gestão por Processos (BPM) Tema: Operacionalizando as culturas de Compliance através dos processos. Profa. Renata Wada.

WEBINAR. Curso: Gestão por Processos (BPM) Tema: Operacionalizando as culturas de Compliance através dos processos. Profa. Renata Wada. WEBINAR Curso: Gestão por Processos (BPM) Tema: Operacionalizando as culturas de Compliance através dos processos Profa. Renata Wada BIOGRAFIA Pós Graduada em Investigação de Fraudes e Forense Computacional.

Leia mais

Dinamizar e Implementar a Estratégia Gabriel Silva

Dinamizar e Implementar a Estratégia Gabriel Silva Dinamizar e Implementar a Estratégia Gabriel Silva Tempos de Mudança Mercados Tecnologia Pessoas Papel do Estado Escassez de Recursos Úteis no Longo Prazo Desdobramento dos Recursos 1 Missão Porque é que

Leia mais

Uma abordagem de gerência de configuração em ambiente de TI com as melhores práticas em I.T.I.L

Uma abordagem de gerência de configuração em ambiente de TI com as melhores práticas em I.T.I.L Uma abordagem de gerência de configuração em ambiente de TI com as melhores práticas em I.T.I.L MARCELO CLÁUDIO DANTAS SALLES RIBEIRO JUNIOR MARIA DE JESUS RODRIGUES DA SILVA OBJETIVO Avaliar processos

Leia mais

Gerenciamento de Crises e Continuidade do Negócio

Gerenciamento de Crises e Continuidade do Negócio Gerenciamento de Crises e Continuidade do Negócio Palestrante Washington Grimas Arquiteto de Soluções de TI ITIL COBIT PMI TOGAF DOCENTE Objetivos Conceitos e Definições Fatores Críticos de Sucesso Normatizações

Leia mais

PROCESSO GESTÃO DE ATIVOS DE TI Versão 1.0 GERÊNCIA CORPORATIVA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PROCESSO GESTÃO DE ATIVOS DE TI Versão 1.0 GERÊNCIA CORPORATIVA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROCESSO GESTÃO DE ATIVOS DE TI Versão 1.0 GERÊNCIA CORPORATIVA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. MACROPROCESSO... 4 3. DIAGRAMA DE ESCOPO DO PROCESSO GESTÃO DE ATIVOS DE TI... 5

Leia mais

Prof. Luiz Eduardo G. Martins. Coordenadoria Executiva do CETI Coordenadoria de Gestão da Informação - ProPlan

Prof. Luiz Eduardo G. Martins. Coordenadoria Executiva do CETI Coordenadoria de Gestão da Informação - ProPlan Prof. Luiz Eduardo G. Martins Coordenadoria Executiva do CETI Coordenadoria de Gestão da Informação - ProPlan São Paulo Fevereiro/2014 Histórico Junho/2013 - CETI inicia discussão sobre possível mudança

Leia mais

Gerenciamento de Incidente

Gerenciamento de Incidente Gerenciamento de Incidente Neste módulo, iremos apresentar o Processo de Gerenciamento de Incidente, mostrando como pode ser tratado as requisições dos usuários Durante este módulo iremos: Apresentar o

Leia mais

GESTÃO PLANEJAMENTO E PROPOSTAS. Alexandre Barreto de Souza Presidente do Cade

GESTÃO PLANEJAMENTO E PROPOSTAS. Alexandre Barreto de Souza Presidente do Cade GESTÃO 2017-2020 PLANEJAMENTO E PROPOSTAS Alexandre Barreto de Souza Presidente do Cade 5 anos da Lei 12.529/2011 e o Legado das gestões anteriores O atual desenho institucional da autoridade antitruste

Leia mais

Gerenciamento de Projetos de Implantação de Software. Bruno Souza de Oliveira

Gerenciamento de Projetos de Implantação de Software. Bruno Souza de Oliveira Gerenciamento de Projetos de Implantação de Software Bruno Souza de Oliveira O que é EBSERH? Vamos implantar? Porque não pensamos nisto? Metodologias Implantação de Sistema de Informação Hospitalar Cenários;

Leia mais

ITIL v3 Transição de Serviço Parte 1

ITIL v3 Transição de Serviço Parte 1 ITIL v3 Transição de Serviço Parte 1 A Transição de Serviço é composto por um conjunto de processos e atividades para a transição de serviços no ambiente de produção. Aqui, deve-se encarar como um projeto

Leia mais

POLÍTICA DE LOGÍSTICA E SUPRIMENTOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE LOGÍSTICA E SUPRIMENTOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE LOGÍSTICA E SUPRIMENTOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS Versão 2.0 Aprovada por meio da RES nº 261/2017, de 19/09/2017 Deliberação nº 075/2017, de 05/10/2017 Sumário 1. Objetivo... 3 2. Referências...

Leia mais

LÍDER EM VAREJO AUMENTA PRODUTIVIDADE E ROI COM FERRAMENTAS ATLASSIAN 2016 LÍDER EM VAREJO AUMENTA PRODUTIVIDADE E ROI COM FERRAMENTAS ATLASSIAN

LÍDER EM VAREJO AUMENTA PRODUTIVIDADE E ROI COM FERRAMENTAS ATLASSIAN 2016 LÍDER EM VAREJO AUMENTA PRODUTIVIDADE E ROI COM FERRAMENTAS ATLASSIAN LÍDER EM VAREJO AUMENTA PRODUTIVIDADE E ROI COM FERRAMENTAS ATLASSIAN 2016 1 LÍDER EM VAREJO AUMENTA PRODUTIVIDADE E ROI COM FERRAMENTAS ATLASSIAN 2016 Organizações globais que trabalham com times distribuídos

Leia mais

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS Versão 2.0 12/06/2017 Sumário 1 Objetivo... 3 2 Referências... 3 3 Princípios... 3 4 Diretrizes... 3 5 Responsabilidades... 7 6 Disposições

Leia mais

Em Tempo de Orçamento curto, qual a Melhor Estratégia Bimodal de TI? Sincronizar TI Bimodal com otimização de custos para melhores resultados.

Em Tempo de Orçamento curto, qual a Melhor Estratégia Bimodal de TI? Sincronizar TI Bimodal com otimização de custos para melhores resultados. Em Tempo de Orçamento curto, qual a Melhor Estratégia Bimodal de TI? Sincronizar TI Bimodal com otimização de custos para melhores resultados. Otimização de Custos e a Era dos Negócios Digitais Visão Geral:

Leia mais

1ª Jornada Internacional da Gestão Pública. O caso MDIC. BRASÍLIA (DF), 13 de março de 2013

1ª Jornada Internacional da Gestão Pública. O caso MDIC. BRASÍLIA (DF), 13 de março de 2013 1ª Jornada Internacional da Gestão Pública O caso MDIC BRASÍLIA (DF), 13 de março de 2013 ANTECEDENTES INÍCIO DE 2011 Contexto de mudança de Governo; Necessidade de diagnóstico organizacional; Alinhamento

Leia mais

Vinculando Processos à Estratégia

Vinculando Processos à Estratégia Vinculando Processos à Estratégia A evolução da gestão de processos no Sicredi Plinio Regis Moraes da Cunha, CBPP Rodrigo Dias Marino, CBPP Irrestrito SICREDI FEITO POR PESSOAS, PARA PESSOAS Instituição

Leia mais

Roadmap para Implementação e Certificação ISO Mário Rui Costa

Roadmap para Implementação e Certificação ISO Mário Rui Costa 1 1 Roadmap para Implementação e Certificação ISO 20000-1 Mário Rui Costa TÓPICOS O que é a ISO 20000-1? Porquê implementar? Custos Ponto de partida Papéis e Responsabilidades Implementação Preparação

Leia mais

MISSÃO VISÃO VALORES

MISSÃO VISÃO VALORES MISSÃO VISÃO VALORES MISSÃO VISÃO Contribuir para a eficiência do setor público e para a simplificação da vida do cidadão por meio de soluções tecnológicas inovadoras" VALORES MISSÃO VISÃO Ser referenciada

Leia mais

A gestão do conhecimento organizacional: o caso Petrobras

A gestão do conhecimento organizacional: o caso Petrobras KM DAY Furnas Rio de Janeiro, 03 de março de 2009. A gestão do conhecimento organizacional: o caso Petrobras Raquel Balceiro Petrobras Gestão do Conhecimento Agenda Petrobras :: Desafios de Negócio Gestão

Leia mais

PDI Plano de Desenvolvimento Institucional

PDI Plano de Desenvolvimento Institucional PDI 2015-2019 Plano de Desenvolvimento Institucional CENÁRIO PDI - 2016 METODOLOGIA DE TRABALHO SISTEMÁTICA DE ACOMPANHAMENTO PAINEL DE BORDO DISPONIBILIDADE NO SITE DA UFERSA PRESENCIAL PAINEL DE BORDO

Leia mais

A ESTRUTURA PARA A GESTÃO DA ESTRATÉGIA

A ESTRUTURA PARA A GESTÃO DA ESTRATÉGIA A ESTRUTURA PARA A GESTÃO DA ESTRATÉGIA 6o FÓRUM NACIONAL Seminário Estratégia na Prática & Gestão por Processos Copyright 2013 Symnetics Todos os direitos reservados Onde estamos Ao longo da nossa história,

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Lista de Exercícios 06. Luiz Leão

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Lista de Exercícios 06. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 01 O que é governança Corporativa? Questão 01 - Resposta O que é governança Corporativa? É o conjunto de processos, costumes, políticas, leis,

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA GESTÃO DA QUALIDADE: Benefícios e Aplicações Práticas

OS PRINCÍPIOS DA GESTÃO DA QUALIDADE: Benefícios e Aplicações Práticas OS PRINCÍPIOS DA GESTÃO DA QUALIDADE: Benefícios e Aplicações Práticas Rev. 00 de Março/2013 1/208 1/ 42 Rodrigo Sousa Atuação: Instrutor de treinamentos Consultor e Auditor em Sistemas de Gestão da Qualidade

Leia mais

OBJETIVOS PADRONIZAÇÃO DE PROCESSOS REDUÇÃO DE CUSTOS COM QUALIDADE. SLA s e KPI s INOVAÇÃO SAZONALIDADE PRÓ-ATIVIDADE CONFIABILIDADE ECONOMIAS

OBJETIVOS PADRONIZAÇÃO DE PROCESSOS REDUÇÃO DE CUSTOS COM QUALIDADE. SLA s e KPI s INOVAÇÃO SAZONALIDADE PRÓ-ATIVIDADE CONFIABILIDADE ECONOMIAS FACILITY MANAGEMENT OBJETIVOS SLA s e KPI s INOVAÇÃO PADRONIZAÇÃO DE PROCESSOS REDUÇÃO DE CUSTOS COM QUALIDADE SAZONALIDADE PRÓ-ATIVIDADE CONFIABILIDADE ECONOMIAS VANTAGENS DO MODELO SOFTWARE TRX REALTIME

Leia mais

SLA Aplicado ao Negócio

SLA Aplicado ao Negócio SLA Aplicado ao Negócio Visão da Estratégia: BSC Exemplo BSC: Declarações de Visão, Missão e Valores Empresa Acme NEGÓCIO: Soluções que aproximam. MISSÃO: Fornecer soluções acessíveis e confiáveis para

Leia mais

Programa de Consultores Associados (PCA)

Programa de Consultores Associados (PCA) Programa de Consultores Associados (PCA) www.gessaude.com.br A GesSaúde Nascida com a missão de Aumentar os resultados e a maturidade de gestão das instituições de Saúde do Brasil, a GesSaúde é o resultado

Leia mais

Oficina - Gestão por Processos

Oficina - Gestão por Processos Oficina - Gestão por Processos Isaac da Silva Torres João Francisco da Fontoura Vieira 02/09/2015 Escritório de Processos 1 Tópicos Nesta oficina, apresentaremos a Gestão por Processos e a sua relação

Leia mais

Monitoramento comportamental do negócio.

Monitoramento comportamental do negócio. Monitoramento comportamental do negócio. Utilização do algoritmo de previsão do tempo para monitorar comportamentos anômalos do negócio. VISÃO GERAL Cunhamos o conceito de monitoramento comportamental

Leia mais

Analista de Negócio 3.0

Analista de Negócio 3.0 Balanced Scorecard Introdução Podemos comparar o Planejamento Estratégico como um bussola que orienta e direciona a empresa a chegar ao seu destino (objetivo de longo prazo). AN V 3.0 [60] Rildo F Santos

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Unidade 4: Implementação e controle do planejamento estratégico 1 SEÇÃO 4.1 A ESTRUTURA E A CULTURA ORGANIZACIONAL NA IMPLEMENTAÇÃO DA ESTRATÉGIA 2 Estrutura organizacional Especifica

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Plano de Capacitação dos Servidores de TI 2016-2017 1 Não é possív el exibir esta imagem no momento. 2 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

PROGRAMA DE MELHORIA

PROGRAMA DE MELHORIA Sistema de Abastecimento de Água (SAA) PROGRAMA DE MELHORIA - do planejamento à aplicação real - Engª Priscila Faria CREA-RJ 2006129552 Agosto 2012 Quem Somos? Atendimento a 6.2 milhões de habitantes Planejamento

Leia mais

BPM como subsídio à Gestão Estratégica Escritório de Gestão de Processos e Projetos Estratégicos. Secretaria Executiva/MEC

BPM como subsídio à Gestão Estratégica Escritório de Gestão de Processos e Projetos Estratégicos. Secretaria Executiva/MEC BPM como subsídio à Gestão Estratégica Escritório de Gestão de Processos e Projetos Estratégicos Secretaria Executiva/MEC Histórico do Escritório de Processos Mapeamento de Sistemas na Diretoria de TI

Leia mais

RELATÓRIO DE AUDITORIA Nº 14/2016

RELATÓRIO DE AUDITORIA Nº 14/2016 RELATÓRIO DE AUDITORIA Nº 14/2016 Em consonância com o Plano Anual de Atividades de Auditoria Interna para o exercício de 2016 (PAINT 2016) e com as atividades definidas no Programa de Auditoria n o 25/2016,

Leia mais

Melhores Práticas para Monitoramento e Controle de seu Portfólio

Melhores Práticas para Monitoramento e Controle de seu Portfólio Melhores Práticas para Monitoramento e Controle de seu Portfólio Principais aprendizados e insights Programa Voz do Cliente Diretoria de Integração e Processos Gestão de Mudança e Qualidade As informações

Leia mais

Informação n. 01/2016-STIC (Prot. PAE n. 596/2016) Assunto: Medição de indicadores de desempenho institucional pela STIC (Setembro a Dezembro/2015)

Informação n. 01/2016-STIC (Prot. PAE n. 596/2016) Assunto: Medição de indicadores de desempenho institucional pela STIC (Setembro a Dezembro/2015) Informação n. 01/2016-STIC (Prot. PAE n. 596/2016) Assunto: Medição de indicadores de desempenho institucional pela STIC (Setembro a Dezembro/2015) Conforme solicitado, seguem os dados da medição dos indicadores

Leia mais

Formular a Gestão da Estratégia da Previdência Social para o novo ciclo Disseminar da Gestão da Estratégia na Previdência Social

Formular a Gestão da Estratégia da Previdência Social para o novo ciclo Disseminar da Gestão da Estratégia na Previdência Social Estrutura Analítica do Projeto - EAP Formular a Gestão da Estratégia da Previdência Social para o novo ciclo 2016-2019 Gerenciar o projeto Planejar a gestão da estratégia Desdobrar a estratégia Programar

Leia mais

Arezzo&Co s Investor Day

Arezzo&Co s Investor Day Arezzo&Co s Investor Day Tecnologia da informação aplicada ao varejo Kurt Richter Diretor de TI 1 Plano estratégico O plano estratégico de TI está bastante alinhado com a visão de longo prazo da Companhia

Leia mais

PLANO!ESTRATÉGICO!DE! TECNOLOGIA!DA! INFORMAÇÃO!

PLANO!ESTRATÉGICO!DE! TECNOLOGIA!DA! INFORMAÇÃO! PLANOESTRATÉGICODE TECNOLOGIADA INFORMAÇÃO COMITÊDETECNOLOGIADAINFORMAÇÃO PlanejamentoEstratégicodeTecnologiadaInformação PETI (2014L2018) Fortaleza/Ce Novembro/2013 GrupodeTrabalhodePlanejamentoEstratégicodoCTILIFCE

Leia mais

Universidade de São Paulo Faculdade de Economia Administração e Contabilidade

Universidade de São Paulo Faculdade de Economia Administração e Contabilidade Universidade de São Paulo Faculdade de Economia Administração e Contabilidade Exercício sobre o extrato do Artigo: Oliveira, G. & Martins, R. Efeitos da adoção do modelo do Prêmio Nacional da Qualidade

Leia mais

adequadas ao contexto econômico-financeiro e institucional das empresas;

adequadas ao contexto econômico-financeiro e institucional das empresas; 1. Objetivo Aumentar a eficiência e competitividade das empresas do Sistema Eletrobrás, através da integração da logística de suprimento de bens e serviços, visando o fortalecimento de seu poder de compra

Leia mais

Portfólio de Projetos do Planejamento Estratégico de TI do TRT24. Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região Secretaria de Tecnologia da Informação

Portfólio de Projetos do Planejamento Estratégico de TI do TRT24. Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região Secretaria de Tecnologia da Informação de Projetos do Planejamento Estratégico de TI do TRT24 Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região Secretaria de Tecnologia da Informação Março/2015 MAPA ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO TRT

Leia mais

Eficiência, Eficácia e Qualidade dos Gastos Públicos nas Estatais

Eficiência, Eficácia e Qualidade dos Gastos Públicos nas Estatais Eficiência, Eficácia e Qualidade dos Gastos Públicos nas Estatais 18/10/2017 VII Congresso Internacional de Contabilidade, Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público 2017 Agenda A CAIXA Grandes Números

Leia mais

Analista de Negócio 3.0

Analista de Negócio 3.0 Analista de 3.0 Análise Corporativa: Analise Corporativa Esta a área de conhecimento descreve as atividades de análise de negócio necessárias para identificar uma necessidade do negócio, problema ou oportunidade.

Leia mais

Todas as lindas flores e os suculentos frutos do futuro, dependem das sementes plantadas hoje. Provérbio Chinês

Todas as lindas flores e os suculentos frutos do futuro, dependem das sementes plantadas hoje. Provérbio Chinês MENSAGEM INICIAL: Todas as lindas flores e os suculentos frutos do futuro, dependem das sementes plantadas hoje. Provérbio Chinês Especialmente frente ao cenário atual, os profissionais e as empresas precisam

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE PROCESSAMENTO DE DADOS TÍTULO I DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DO CENTRO CAPÍTULO I DO CENTRO E DE SEUS OBJETIVOS

REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE PROCESSAMENTO DE DADOS TÍTULO I DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DO CENTRO CAPÍTULO I DO CENTRO E DE SEUS OBJETIVOS REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE PROCESSAMENTO DE DADOS TÍTULO I DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DO CENTRO CAPÍTULO I DO CENTRO E DE SEUS OBJETIVOS Art. 1º O Centro de Processamento de Dados, Órgão Suplementar

Leia mais

Política de Governança Digital Brasileira: em pauta a participação social e a transparência ativa

Política de Governança Digital Brasileira: em pauta a participação social e a transparência ativa Política de Governança Digital Brasileira: em pauta a participação social e a transparência ativa Pós-doutorado em Semiótica Cognitiva e Novas Mídias pela Maison de Sciences de l Homme, Professora Titular

Leia mais

Gerenciamento de Projetos de Governança em TI

Gerenciamento de Projetos de Governança em TI Gerenciamento de Projetos de Governança em TI Universidade Veiga de Almeida Luiz Antônio Vivacqua Corrêa Meyer Luiz.vcm@gmail.com http://vivacquabd.webnode.com.br Cobit X ITIL CobiT representa um consenso

Leia mais

TEMA ESTRATÉGICO: GESTÃO UNIVERSITÁRIA TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

TEMA ESTRATÉGICO: GESTÃO UNIVERSITÁRIA TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TEMA ESTRATÉGICO: GESTÃO UNIVERSITÁRIA TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Objetivo 1: Aprimorar a adoção de soluções de TI nas atividades de ensino, pesquisa, extensão e gestão, auxiliando na consecução

Leia mais

Quem somos. Porque ABCCorp? Referencias

Quem somos. Porque ABCCorp? Referencias 1 Quem somos 2 Porque ABCCorp? 3 Referencias Trabalhamos como você! Experiência não somente acadêmica, sobre o teu segmento; Entendemos suas expectativas Valorizamos e garantimos o teu investimento com

Leia mais