Convergência Fixo-Móvel

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Convergência Fixo-Móvel"

Transcrição

1 18as Palestras sobre Comunicações Móveis 2010 Instituto Superior Técnico 28 Maio 2010

2 Index Convergência Fixo-Móvel Agenda O que é a Convergência?

3 O que é? Convergência resulta de um conjunto de iniciativas no sentido da integração de redes, produtos e serviços.

4 Oportunidades Valor para o Cliente Funcionalidades e Conveniência Experiência seamless Terminal único Número único Voic único Serviços Integrados Convergência das Redes e Terminais Aplicações unificadas Bundling Controlo de Custos Bundle único Bundle de único serviços de serviços Customer Service único Factura única Factura única Customer Service único Nível de Integração Os operadores devem conseguir disponibilizar serviços integrados através das diferentes redes de acesso e de uma rede core integrada e convergente

5 Oportunidades para o Operador Objectivos Estratégicos Reduzir migração de clientes para outros operadores oferta de mútiplos serviços em múltiplos terminais Aumentar receitas permite escolher a melhor tecnologia para implementação de serviços multimedia Reduzir Investimento - rede e desenvolvimento de serviços Reduzir time-to-market criar uma infra-estrutura de rede flexível que permita implementação rápida de serviços inovadores e suporte crescimentos futuros O objectivo é desenvolver uma rede que permita suporte de serviços e oferta diferenciadores, inovadores e convenientes para os consumidores finais.

6 Index Convergência Fixo-Móvel Agenda Rede Organização Serviços

7 Convergência Redes O conceito Fazer evoluir redes, verticalmente independentes, para uma rede Multi-Serviços e horizontalmente integrada, representado um activo estratégico para ambas as áreas de telecomunicações (móvel e fixo), aumentando a flexibilidade e reduzindo os custos de exploração S PASSADO R e d e s U ni- s e r v i ç o S S n EVOLUÇÃO R e d e s M u l t i - s e r v i ç o S S S S n R R R n R A A A n A A A A n A, A, A n Redes Acesso S, S, S n Serviços R, R, R n Redes de Controlo Redes verticais e independentes Redundância entre alguns elementos de rede Serviços têm que ser replicados nas várias redes A, A, A n Redes Acesso S, S, S n Serviços R Rede Controlo Integrada 1, 2 Equip. Multi-acesso Redes horizontais e integradas Camada de controlo comum Serviços partilhados pelas várias redes Sinergias nos custos e investimentos

8 Convergência Redes Rede Móvel Rede Fixa Redes Móvel e Fixa apresentam requisitos semelhantes para evolução NóB/BTS Acesso 2G/3G Cell site Gateway Agregador RNC/BSC Backhauling MSC SGSN/GGSN Core (PS/CS) e Serviços Modem DSLAM/OLT Acesso ADSL Agregador Agregação e Transporte Core e Serviços Migração TDM+ATM para IP Escalabilidade para suportar tendência crescente de tráfego de dados e largura de banda Qualidade de Serviço Segurança Gestão End-to-End

9 Convergência Redes Rede convergente no Acesso, Transporte e Core : escalável e que suporte múltiplos acessos 1 Acesso Móvel 2G/3G/LTE NóB/BTS 3 Agregação Metro-Ethernet Convergente 4 IMS Core e Serviços Convergente Modem DSLAM/OLT 2 Acesso Fixo Convergência de Rede End-to- End baseada em all IP 1 Arquitectura centralizada BTS Muti- Acesso e interfaces IP para transporte 2 Equipamento Multi-serviço para clientes residenciais/ empresariais e backhauling da rede móvel 3 Rede de agregação IP/MPLS integrada 4 Controlo em tempo real de recursos de rede e serviços diferenciados

10 Convergência Rede Múltiplas Tecnologias na Rede de Acesso centralizadas numa Rede de Transporte IP Convergente 2G LTE 3G FTTH Arquitectura de rede irá evoluir para suporte de convergência total suportando redes de acesso móvel (2G/3G/LTE) e fixa (ADSL, MW, Ethernet, GPON) 10

11 Convergência Serviços A perspectiva da tecnologia IMS (IP Multimedia Subsystem) O IMS é uma arquitectura para comunicações multimédia É um enabler para o FMC Convergência fixo-móvel Todos os serviços são baseados em IP

12 Convergência Serviços A perspectiva do utilizador Decide o meio e método de comunicação 2. Cria o conteúdo 3. Escolhe o destinatário 4. Liga e desliga para mudança do meio e método 1. Verifica quem está disponível (presença) 2. Verifica qual o melhor meio/método a utilizar 3. Contacta e cria o conteúdo 4. Altera meio e método em tempo real 12

13 Index Convergência Fixo-Móvel Agenda Rede Organização Serviços

14 Organização Convergente Área Técnica Rede Fixa Área Técnica Rede Móvel Engenharia Operações Qualidade Engenharia Operações Qualidade Direcção Técnica Engenharia Operações Qualidade O primeiro grande passo para a convergência é organizacional

15 Organização Convergente MÓVEL SONAECOM (Telecomunicações, Media e SSI) TELECOMS MEDIA SSI (1) FIXA Optimus passa a ser a única marca da Sonaecom nas telecomunicações A Sonaecom decidiu integrar a Clix na Optimus, que passa assim a ser a única marca da empresa para o sector das telecomunicações. OPERADOR MÓVEL OPERADOR FIXO INTERNET, VOZ, TV LEADING PAPER O CLIX agora é OPTIMUS! INTEGRATORS Este movimento da Optimus é uma clara antecipação do futuro e uma afirmação da convergência de serviços fixo e móvel.

16 Index Convergência Redes Fixo-Móvel Agenda Rede Organização Serviços

17 Optimus TAG Webphone + Instant Messaging + Presence Comunicações Ilimitadas Telemóvel PC Legacy Voice SMS MMS Voice Mail Internet Presença Messenger Redes Sociais Multi-plataforma Voice SMS MS Voice Mail Internet Comunidade Messenger Como se materializa? Mobile Messenger Application PC Client webphone O cliente mantém identidade

18 Optimus TAG Clientes Móveis interagem com clientes fixos (via PC)...

19 Gravação Remota Online em http//guiadetv.clix.pt No telemóvel em

20 Femtocells Onde comunicamos? Tráfego Voz Tráfego Dados 70% 90% Ambientes Interiores 30% 10% Ambientes Exteriores Ubiquidade da rede móvel: sempre e em toda a parte. Always ON 20

21 Femtocells Femtocell Router Internet Rede Optimus Femtocells são pontos de acesso 3G ligados à rede móvel da Optimus usando uma ligação de banda larga fixa do cliente (ADSL ou fibra óptica) Excelente cobertura indoor 3G (voz/dados) dedicada ao Cliente Compatibilidade com qualquer telemóvel 3G Convergência Fixo-Móvel Baixo consumo Plug&Play Auto-Gestão 21

22 Index Convergência Fixo-Móvel Agenda Conclusões

23 Rede Integrada SERVIÇOS REDE CORE - IMS REDE TRANSPORTE IP, CONVERGENTE Rede Serviços ADSL2+ FTTH MOBILE Organização Áreas Fixo+Móvel Técnica Negócio Cliente

24 Obrigada! Ana Claro Optimus Tecnologias Acesso Fixo e Transporte 24

Um Desafio às Telecomunicações

Um Desafio às Telecomunicações Um Desafio às Telecomunicações A Inovação na Administração Pública como driver de desenvolvimento de novas infra-estruturas, produtos e serviços egovernment & ehealth 24 e 25 de Junho de 2008 IDC - CCB

Leia mais

Unified Communications & IP Tl Telephony. IDC, 2 e 3 Abril de 2008

Unified Communications & IP Tl Telephony. IDC, 2 e 3 Abril de 2008 Unified Communications & IP Tl Telephony IDC, 2 e 3 Abril de 2008 Abril de 2008 Sumário Enquadrar sucintamente o ambiente que se vive na indústria em torno desta nova (r)evolução tecnológica. Constatar

Leia mais

O VoIP como enabler do desenvolvimento da Rede de Voz da Novis

O VoIP como enabler do desenvolvimento da Rede de Voz da Novis VoIP Coimbra, 16 de Setembro 2005 O VoIP como enabler do desenvolvimento da Rede de Voz da Novis Índice A rede da Novis Transmissão Rede Multi-Serviços O VoIP como tecnologia de Transporte o enabler do

Leia mais

GOVERNANÇA NO SETOR DE TRANSPORTES. Telecomunicações Ferroviárias. Mário Alves. 9 de Maio de 2012. Brasília, 9 de Maio de 2012.

GOVERNANÇA NO SETOR DE TRANSPORTES. Telecomunicações Ferroviárias. Mário Alves. 9 de Maio de 2012. Brasília, 9 de Maio de 2012. Bem Brasília vindos 9 de Maio de 2012 AGENDA REFER TELECOM Desafios da Modernização Interoperabilidade Operação Ferroviária Modelo de negócio Gestão de Telecomunicações Gestão do Património Engenharia

Leia mais

Plano industrial 2014-2016 TIM Participações

Plano industrial 2014-2016 TIM Participações Plano industrial 2014-2016 TIM Participações Limitação de Responsabilidade Este documento pode incluir declarações prospectivas. Essas declarações não são declarações de fatos históricos e refletem crenças

Leia mais

MUDANÇA DE PARADIGMA INDUZIDA PELA DISRUPÇÃO TECNOLÓG. Gabriel Antunes Abrantes 23 Maio 2013

MUDANÇA DE PARADIGMA INDUZIDA PELA DISRUPÇÃO TECNOLÓG. Gabriel Antunes Abrantes 23 Maio 2013 MUDANÇA DE PARADIGMA INDUZIDA PELA DISRUPÇÃO TECNOLÓG Gabriel Antunes Abrantes 23 Maio 2013 A CRISE TEM IMPACTOS PROFUNDOS NAS EMPRESAS PORTUGUESAS CONSUMO INTERNO desce RECEITAS descem CUSTOS mantêm-se

Leia mais

Redes de Nova Geração

Redes de Nova Geração Redes de Nova Geração Pedro Nascimento 9 de Outubro, 2006 Workshop sobre Redes de Nova Geração ANACOM Sumário O Mercado Português Números Dinâmica Factores de crescimento Os Serviços de Banda Larga Ofertas

Leia mais

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC RIO

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC RIO Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados Seminário sobre Telecomunicações APIMEC RIO As Oportunidades do Mercado de Telecom no Brasil Universalização dos Serviços Através do Móvel Crescimento

Leia mais

Capa. Redes de Acesso à Internet Móvel. Perspectiva dos operadores FWA

Capa. Redes de Acesso à Internet Móvel. Perspectiva dos operadores FWA Capa Redes de Acesso à Internet Móvel Perspectiva dos operadores FWA Sonaecom Engenharia de Acesso Rádio Tecnologias Wireless Leiria, 3 de Maio de 2006 Sonaecom EAR / TW I David Antunes I 03/Maio/2006

Leia mais

Solução Base. Descrição do Serviço. A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas.

Solução Base. Descrição do Serviço. A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas. Solução Base Descrição do Serviço A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas. O acesso Internet Banda Larga que evolui com as suas necessidades. Características Solução adequada para:

Leia mais

4G / WIFI Abordagens para melhor acesso à internet no campus

4G / WIFI Abordagens para melhor acesso à internet no campus 4G / WIFI Abordagens para melhor acesso à internet no campus EMBRATEL É PARTE DA AMÉRICA MÓVIL INSTITUCIONAL UM DOS MAIORES GRUPOS EMPRESARIAIS DO MUNDO E LÍDER NA OFERTA DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES

Leia mais

REDES COMUNITÁRIAS. Casos Internacionais. Stokcab Municipios de Estocolmo. MetroWeb Municipios de Milão

REDES COMUNITÁRIAS. Casos Internacionais. Stokcab Municipios de Estocolmo. MetroWeb Municipios de Milão REDES COMUNITÁRIAS Casos Internacionais Stokcab Municipios de Estocolmo MetroWeb Municipios de Milão BorderLight.net Municipios da Suécia / Cidade de Uppsala Utopia.net Municipios do Estado do Utah 0 O

Leia mais

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010 I Fórum Lusófono de Comunicações Abril. 2010 Evolução do Setor de Telecomunicações no Brasil Pré-Privatização Monopólio estatal Poucos investimentos Baixa qualidade dos serviços 98 Grande demanda reprimida

Leia mais

Inovação ao Serviço dos Cidadãos. Comunicação com os cidadãos através de tecnologia móvel

Inovação ao Serviço dos Cidadãos. Comunicação com os cidadãos através de tecnologia móvel Inovação ao Serviço dos Cidadãos Comunicação com os cidadãos através de tecnologia móvel 27 de Junho de 2008 Do para o Objectivos da Apresentação Canal de comunicação com os cidadãos complementar à Internet

Leia mais

Gestão Rodoviária: optimização de processos de manutenção e operação

Gestão Rodoviária: optimização de processos de manutenção e operação Gestão Rodoviária: optimização de processos de manutenção e operação José Miguel Santos, Miguel Serrano Ana Maria Nunes Missão Promover o processo de inovação, transformando o conhecimento em vantagens

Leia mais

Formação BEYOND INNOVATION

Formação BEYOND INNOVATION Formação BEYOND INNOVATION 05 APLICAÇÕES E SERVIÇOS INTRODUÇÃO Conceitos de Segurança - BYOD Triple Play Gestão de Identidades - Estado da Arte e Tendências Instalação de Soluções Triple Play - MEO MEO:

Leia mais

Tecnologia ao seu dispor

Tecnologia ao seu dispor Tecnologia ao seu dispor EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE 1987 Janeiro Fundação como empresa de prestação de serviços na área da electrónica e Centro de Assistência Técnica para o Sul do País de um fabricante de

Leia mais

Relatório Preliminar de. Projecto de Telecomunicações em Contexto Empresarial II. VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source

Relatório Preliminar de. Projecto de Telecomunicações em Contexto Empresarial II. VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source Relatório Preliminar de Projecto de Telecomunicações em Contexto Empresarial II VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source Cândido Silva Av. dos Descobrimentos, 333 4400-103 Santa Marinha

Leia mais

TIM Brasil Padroniza Testes e Antecipa Erros em Aplicações com CA LISA

TIM Brasil Padroniza Testes e Antecipa Erros em Aplicações com CA LISA CUSTOMER SUCCESS STORY Maio 2014 TIM Brasil Padroniza Testes e Antecipa Erros em Aplicações com CA LISA PERFIL DO CLIENTE Indústria: Telecomunicações Empresa: TIM Brasil Colaboradores: 12,167 mil EMPRESA

Leia mais

Condições de oferta e de utilização de Serviços de Comunicações Eletrónicas

Condições de oferta e de utilização de Serviços de Comunicações Eletrónicas Condições de oferta e de utilização de Serviços de Comunicações Eletrónicas Conteúdo 1. Identificação... 3 2. Serviços... 4 2.1. Serviços de Voz... 4 2.1.1. SIP Trunk /Voip... 4 2.1.2. IPBX... 4 2.1.3.

Leia mais

Estudo do Caso PT-SI: Dois passos em frente nos ambientes colaborativos. Carlos Pinhão Lisboa, 2 de Abril 2008

Estudo do Caso PT-SI: Dois passos em frente nos ambientes colaborativos. Carlos Pinhão Lisboa, 2 de Abril 2008 Estudo do Caso PT-SI: Dois passos em frente nos ambientes colaborativos Carlos Pinhão Lisboa, 2 de Abril 2008 Agenda O porquê da mudança Comunicações Conclusões 2 O porquê da mudança PT-SI conta com mais

Leia mais

Newsletter. Condições especiais para STFP Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública do Centro. Janeiro 2011. Campanha Colaboradores

Newsletter. Condições especiais para STFP Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública do Centro. Janeiro 2011. Campanha Colaboradores Newsletter Janeiro 2011 Campanha Colaboradores Condições especiais para STFP Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública do Centro Principais Vantagens para Associados A Vodafone oferece condições especiais

Leia mais

ACESSO de BANDA LARGA. Uma perspectiva de Operador

ACESSO de BANDA LARGA. Uma perspectiva de Operador ACESSO de BANDA LARGA Uma perspectiva de Operador António Varanda I S T Lisboa, 8-Maio-2007 SUMÁRIO Um pouco de história e a evolução da Banda Larga Vídeo em tempo real: requisitos Análise de Operador:

Leia mais

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Cloud Computing é a denominação adotada para a mais recente arquitetura de sistemas informáticos. Cada vez mais empresas

Leia mais

Broadband & Mobility Uma perspectiva tecnológica. Eng.º João Picoito ( Siemens )

Broadband & Mobility Uma perspectiva tecnológica. Eng.º João Picoito ( Siemens ) Mobilidade Uma presença pervasiva no quotidiano das sociedades modernas 21 de Outubro de 2004 Hotel Le Meridien Broadband & Mobility Uma perspectiva tecnológica Eng.º João Picoito ( Siemens ) Patrocínio

Leia mais

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM:

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: Decidiu apoiar as PME através deste programa, que permite: Modernizar a sua infraestrutura de comunicações Fazer crescer o seu negócio Incorporar competências essenciais

Leia mais

Paulo César Especialista de Soluções da ATM informática paulo.cesar@atminformatica.pt

Paulo César Especialista de Soluções da ATM informática paulo.cesar@atminformatica.pt Desktop Virtual Paulo César Especialista de Soluções da ATM informática paulo.cesar@atminformatica.pt Tendo em conta que a Virtualização será um dos principais alvos de investimento para o ano 2009 (dados

Leia mais

Projecto de Governo Electrónico e de Infra-estruturas de Comunicação

Projecto de Governo Electrónico e de Infra-estruturas de Comunicação Projecto de Governo Electrónico e de Infra-estruturas de Comunicação (Mozambique egovernment and Communication Infrastructure Project) (MEGCIP) 5º Fórum Lusófono das Comunicações Painel 4: Infra-estruturas

Leia mais

TIM Brasil Padroniza Testes e Antecipa Erros em Aplicações com CA Service Virtualization

TIM Brasil Padroniza Testes e Antecipa Erros em Aplicações com CA Service Virtualization CUSTOMER SUCCESS STORY Junho 2014 TIM Brasil Padroniza Testes e Antecipa Erros em Aplicações com CA Service Virtualization PERFIL DO CLIENTE Indústria: Telecomunicações Empresa: TIM Brasil Colaboradores:

Leia mais

Tecnologia VoIP Produtos, serviços e aplicações

Tecnologia VoIP Produtos, serviços e aplicações Tecnologia VoIP Produtos, serviços e aplicações Fernando Canuto fcanuto@falevoice.com.br Diretor de Operações e Tecnologia Especialista em redes NGN www.falevoice.com Conteúdo da Palestra Evoluçao das

Leia mais

EDP Soluções Comerciais. A perspectiva do Cliente. Business Transformation Outsourcing Os novos modelos de outsourcing

EDP Soluções Comerciais. A perspectiva do Cliente. Business Transformation Outsourcing Os novos modelos de outsourcing EDP Soluções Comerciais Business Transformation Outsourcing Os novos modelos de outsourcing A perspectiva do Cliente Associação Portugal Outsourcing 18 de Junho 2013 A EDP Soluções Comerciais nasceu com

Leia mais

A perspectiva de Operadoras Competitivas de Telecomunicações

A perspectiva de Operadoras Competitivas de Telecomunicações 24 de Março de 2011 As exigências de infraestrutura de TIC para a Copa do Mundo e Olimpíada no Brasil Desafios e Oportunidades na construção do IBC. A perspectiva de Operadoras Competitivas de Telecomunicações

Leia mais

IPHONE 3G: OPTIMUS GARANTE PRIMEIRA OFERTA MUNDIAL EM PRÉ-PAGO

IPHONE 3G: OPTIMUS GARANTE PRIMEIRA OFERTA MUNDIAL EM PRÉ-PAGO Sonaecom Direcção de Comunicação Institucional R. Henrique Pousão, nº 432 3º 4460-841 Senhora da Hora Tel: 93 100 2000 Fax: 93 100 2204 / 22 957 2204 E-mail: comunicacao@sonae.com Website: www.sonae.com

Leia mais

Perspectivas de Desenvolvimento das Comunicações

Perspectivas de Desenvolvimento das Comunicações Perspectivas de Desenvolvimento das Comunicações Tiago Rocha da Silva Director de Marketing Movicel Luanda, 1 de Julho de 2014 EM DESENVOLVIMENTO 2005 2014 DESENVOLVIDOS 2005 2014 AS TELECOMUNICAÇÕES NO

Leia mais

O Backbone da Internet Infra-estrutura de rede de operador. O Backbone da Internet infra-estrutura de rede de operador

O Backbone da Internet Infra-estrutura de rede de operador. O Backbone da Internet infra-estrutura de rede de operador 11 O Backbone da Internet Infra-estrutura de rede de operador 22 Objectivo da apresentação 1. Apresentar a topologia-macro da infra-estrutura de rede 2. Identificar os principais desafios para os operadores

Leia mais

Agenda. Mobilidade, convergência e Cloud. A Rede ótica de próxima geração na PT. Evoluções

Agenda. Mobilidade, convergência e Cloud. A Rede ótica de próxima geração na PT. Evoluções Agenda 1. Mobilidade, convergência e Cloud 2. A Rede ótica de próxima geração na PT 3. Evoluções Tsunami de dados Data rate na hora de pico Gbps transport network. DL Utilização diária Gbps transport network.

Leia mais

Destaques do trimestre

Destaques do trimestre Resultados 3T12 Destaques do trimestre 1 Empresa integrada é líder no índice de satisfação do cliente 2 Líder indiscutível nos segmentos de maior receita com foco na geração de valor 3 Melhora sequencial

Leia mais

PT Wi-Fi: Internet em Movimento

PT Wi-Fi: Internet em Movimento PT Wi-Fi: Internet em Movimento Clipping de Media (05 a 09 de Dezembro de 2003) Meio: Diário Económico Data: 09 de Dezembro de 2003 Pág.: 6 Meio: Jornal de Negócios Data: 09 de Dezembro de 2003 Pág.: 8

Leia mais

4G no Brasil: Demanda dos Usuários e Exemplos de Aplicações. Alexandre Jann FIESP. Marketing & Strategy General Manager NEC Latin America

4G no Brasil: Demanda dos Usuários e Exemplos de Aplicações. Alexandre Jann FIESP. Marketing & Strategy General Manager NEC Latin America 5º Encontro de Telecomunicações Respeito ao Consumidor 4G no Brasil: FIESP Demanda dos Usuários e Exemplos de Aplicações Alexandre Jann Marketing & Strategy General Manager NEC Latin America Tópicos Perfil

Leia mais

Sistemas Multimédia. Instituto Superior Miguel Torga. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações

Sistemas Multimédia. Instituto Superior Miguel Torga. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações Sistemas Multimédia Instituto Superior Miguel Torga Redes e Comunicações Francisco Maia famaia@gmail.com Estrutura das Aulas 5 Aulas Aula 10 (20 de Abril) Classificação Componentes Aula 11 (27 de Abril)

Leia mais

LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES.

LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES. v8.art.br LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES. www.liguetelecom.com.br 0800 888 6700 VOIP FIXO INTERNET LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO

Leia mais

» Conveniência fixo-móvel

» Conveniência fixo-móvel 26 de Fevereiro 2008 Centro Cultural de Belém Lisboa Luis Esteves Martins Siemens Enterprise Communications Portugal» Conveniência fixo-móvel Page 1 Copyright Siemens Enterprise Communications 2007. All

Leia mais

NE Report Digital 2013

NE Report Digital 2013 Índice 1. Economia Digital em Portugal (/17) e no Mundo () 2. Evolução dos prestadores do Serviço de Acesso à Internet (acesso fixo) - Internet Service Providers 3. Evolução das quotas de acessos de banda

Leia mais

Telefonia IP e Comunicações Unificadas Cisco. Solução de Switching e Voz sobre Metro LAN

Telefonia IP e Comunicações Unificadas Cisco. Solução de Switching e Voz sobre Metro LAN Telefonia IP e Comunicações Unificadas Cisco Solução de Switching e Voz sobre Metro LAN José Ferreira 17/04/2008 Agenda O Grupo Aveleda Vinhos, Queijos e Turismo As Motivações e o porquê da evolução tecnológica

Leia mais

REDE IP WAVENET INFRA-ESTRUTURA MULTISERVIÇOS IP WIRELESS

REDE IP WAVENET INFRA-ESTRUTURA MULTISERVIÇOS IP WIRELESS REDE IP WAVENET INFRA-ESTRUTURA MULTISERVIÇOS IP WIRELESS TÓPICOS - INTRODUÇÃO - HISTÓRICO - INTERNET PONTO A PONTO - INTERNET PONTO MULTIPONTO - TECNOLOGIA WI-MESH - REDE MULTISERVIÇOS IP - CASOS PRÁTICOS

Leia mais

ACREDITAMOS QUE O FUTURO É ALGO QUE CRIAMOS E NÃO ALGO QUE NOS ACONTECE.

ACREDITAMOS QUE O FUTURO É ALGO QUE CRIAMOS E NÃO ALGO QUE NOS ACONTECE. ACREDITAMOS QUE O FUTURO É ALGO QUE CRIAMOS E NÃO ALGO QUE NOS ACONTECE. A FibNet Engenharia e Telecomunicações, S.A. - surgiu no mercado das telecomunicações em 2000 como fornecedor de soluções integradas,

Leia mais

NE Report Digital 2013

NE Report Digital 2013 Índice 1. Economia Digital em Portugal (/17) e no Mundo () 2. Evolução dos prestadores do Serviço de Acesso à Internet (acesso fixo) - Internet Service Providers 3. Evolução das quotas de acessos de banda

Leia mais

1 Introduc ao 1.1 Hist orico

1 Introduc ao 1.1 Hist orico 1 Introdução 1.1 Histórico Nos últimos 100 anos, o setor de telecomunicações vem passando por diversas transformações. Até os anos 80, cada novo serviço demandava a instalação de uma nova rede. Foi assim

Leia mais

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx Glauco Pereira Gerente de Produto - GPON glauco@padtec.com.br Tel.: + 55 19 2104.9727 Cel.: + 55 19 8118.0776 padtec.com Soluções

Leia mais

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014.

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014. Resultados 3T14_ Novembro de 2014. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA?

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? Tecnologia 40 Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? DSL Cabo Fibra Móvel Móvel WiFi em movimento Convergência TERMINAL é poder MULTI- se comunicar ÓTIMO MÍDIA independente de local, dispositivo de acesso

Leia mais

INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET 4.º TRIMESTRE DE 2009

INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET 4.º TRIMESTRE DE 2009 INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA DO SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET 4.º TRIMESTRE DE Índice 1. Evolução do número de prestadores habilitados para a prestação do Serviço de Acesso à Internet... 3 2. Número de clientes

Leia mais

Questão. Uma breve visão da Web 2.0. Redes e Web 2.0 Comunicação, Informação Partilhada e Inovação

Questão. Uma breve visão da Web 2.0. Redes e Web 2.0 Comunicação, Informação Partilhada e Inovação Redes e Web 2.0 Comunicação, Informação Partilhada e Inovação Questão Rita Espanha Isla Lisboa e Lini (ISCTE-IUL) Lisboa, 13 de Novembro de 2009 Reflectir sobre o papel das Redes, na promoção dos processos

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA Quem Somos Somos um grupo de empresas de prestação de serviços profissionais nas áreas das Tecnologias de Informação, Comunicação e Gestão. Estamos presente em Portugal,

Leia mais

O Alerta à População em Caso de Ruptura de Barragens. João Palha Fernandes

O Alerta à População em Caso de Ruptura de Barragens. João Palha Fernandes O Alerta à População em Caso de Ruptura de Barragens João Palha Fernandes Sumário Introdução Tecnologias de base Sistema de Aviso de Pedrógão Conclusões Trabalho Futuro O Problema Em caso de ruptura de

Leia mais

CONTEXTO. O modo como os consumidores se relacionam com a sua TV e acedem aos seus conteúdos está a mudar drasticamente:

CONTEXTO. O modo como os consumidores se relacionam com a sua TV e acedem aos seus conteúdos está a mudar drasticamente: NOVOS SERVIÇOS TELEVISÃO Expectativas do Consumidor Lisboa, 24 de Maio, 2012 CONTEXTO O modo como os consumidores se relacionam com a sua TV e acedem aos seus conteúdos está a mudar drasticamente: TV em

Leia mais

Projectar o Algarve no Futuro

Projectar o Algarve no Futuro Projectar o Algarve no Futuro Os Novos Desafios do Algarve Região Digital paulo.bernardo@globalgarve.pt 25 Maio 2007 Auditório Portimão Arena Um mundo em profunda mudança O Mundo enfrenta hoje um processo

Leia mais

Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações. Marcelo Couto Diretor de Comunicação e Marketing

Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações. Marcelo Couto Diretor de Comunicação e Marketing Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações Marcelo Couto Diretor de Comunicação e Marketing Quem somos ABRINT - Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações.

Leia mais

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens Callix PABX Virtual SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens Por Que Callix Foco no seu negócio, enquanto cuidamos da tecnologia do seu Call Center Pioneirismo no mercado de Cloud

Leia mais

PROJECTO DE DECISÃO I OS FACTOS

PROJECTO DE DECISÃO I OS FACTOS http://www.anacom.pt/template31.jsp?categoryid=269365 Deliberação de 13.2.2008 PROJECTO DE DECISÃO I OS FACTOS 1. Em 17.05.2007, a RADIOMÓVEL Telecomunicações, S.A. (RADIOMÓVEL) apresentou ao ICP-ANACOM

Leia mais

Entendimento do ICP-ANACOM. Originação de chamadas nas redes móveis nacionais

Entendimento do ICP-ANACOM. Originação de chamadas nas redes móveis nacionais Entendimento do ICP-ANACOM Originação de chamadas nas redes móveis nacionais I. Enquadramento Os serviços de originação de chamadas prestados pelos operadores móveis nacionais são definidos como os serviços

Leia mais

Decisão sobre processo de controlo prévio da concentração Sonaecom/PT

Decisão sobre processo de controlo prévio da concentração Sonaecom/PT Decisão sobre processo de controlo prévio da concentração Sonaecom/PT Abel M. Mateus Presidente Autoridade da Concorrência Lisboa, de 22 Dezembro de 2006 A decisão Decisão de não oposição acompanhada da

Leia mais

Processadores de telecomunicações

Processadores de telecomunicações 1 Processadores de telecomunicações ƒ Modems (modulação/desmodulação) ƒ Converte sinais entre os formatos analógico e digital. ƒ Multiplexadores ƒ Permitem que um canal de comunicação transporte simultaneamente

Leia mais

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx Glauco Pereira Gerente de Produto - GPON glauco@padtec.com.br Tel.: + 55 19 2104.9727 Cel.: + 55 19 8118.0776 padtec.com Soluções

Leia mais

O COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL O quadro legal e o negócio

O COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL O quadro legal e o negócio O COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL O quadro legal e o negócio Março, 2004 SONAE COM SONAE DISTRIBUIÇÃO Comunicações Móveis Comunicações Fixas Software &S.I. Media & Internet Optimus Novis ecommerce Mainroad

Leia mais

E-PME. Iniciativa para a Modernização Tecnológica e Competitividade Global das PMEs. Lisboa, 03 de Abril de 2009

E-PME. Iniciativa para a Modernização Tecnológica e Competitividade Global das PMEs. Lisboa, 03 de Abril de 2009 E-PME Iniciativa para a Modernização Tecnológica e Competitividade Global das PMEs Lisboa, 03 de Abril de 2009 1 Preâmbulo A economia portuguesa é cada vez mais aberta Exportações são 33% do PIB e importações

Leia mais

SERVIÇOS CONVERGENTES MODELOS E DESAFIOS

SERVIÇOS CONVERGENTES MODELOS E DESAFIOS SERVIÇOS CONVERGENTES MODELOS E DESAFIOS Lisboa, 10 de Outubro de 2006 Paulo Garrido Sujeito à obtenção das aprovações usuais por parte das entidades reguladoras, à conclusão das normais condições de fecho

Leia mais

Mobile Business. Your sales on the move.

Mobile Business. Your sales on the move. Pág/02 O PRIMAVERA é um produto destinado a empresas que utilizem processos de auto-venda e/ou pré-venda com Equipas de Vendas que necessitem de um conjunto de informação e funcionalidades avançadas, disponíveis

Leia mais

Miguel Teixeira miguel.teixeira@microsoft.com Unified Communications Solutions-Product Manager Microsoft Portugal

Miguel Teixeira miguel.teixeira@microsoft.com Unified Communications Solutions-Product Manager Microsoft Portugal Miguel Teixeira miguel.teixeira@microsoft.com Unified Communications Solutions-Product Manager Microsoft Portugal Trabalhar em conjunto em tempo real Manter equipas globais sincronizadas Partilhar informação

Leia mais

Case Study Grupo Amorim. Eng. Paulo Sérgio Mota Director de Infra-estrutras OSI / Grupo Amorim

Case Study Grupo Amorim. Eng. Paulo Sérgio Mota Director de Infra-estrutras OSI / Grupo Amorim Case Study Grupo Amorim Eng. Paulo Sérgio Mota Director de Infra-estrutras OSI / Grupo Amorim 1 Central de Compras Tecnologias Informação Serviços de BPO Consultoria e Gestão Projectos IT a OSI Grupo Amorim

Leia mais

A situação do espectro no Brasil e na Região 2

A situação do espectro no Brasil e na Região 2 A situação do espectro no Brasil e na Região 2 Maximiliano Salvadori Martinhão Gerente Geral de Certificação e Engenharia do Espectro Agenda Espectro no Brasil Contextualização do tema Onde Estamos O que

Leia mais

Concentração no mercado de telecom Telesíntese 40

Concentração no mercado de telecom Telesíntese 40 Concentração no mercado de telecom Telesíntese 40 Telefonica do Brasil S.A. mar.2015 AGENDA e principais mensagens 1. O negócio de telecomunicações é intensivo em capital e está pressionado pela expansão

Leia mais

Fundação. Sede. Chief Marketing Officer. Chief Technology Officer. Internacionalização. Santa Maria da Feira, Portugal. Sérgio Castro.

Fundação. Sede. Chief Marketing Officer. Chief Technology Officer. Internacionalização. Santa Maria da Feira, Portugal. Sérgio Castro. Apresentação da Empresa Fundação 2003 Sede Santa Maria da Feira, Portugal Chief Marketing Officer Sérgio Castro Chief Technology Officer Ruben Sousa Internacionalização Mercado actuação: Global Presença

Leia mais

ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS. Como adicionar valor à banda larga

ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS. Como adicionar valor à banda larga ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS Como adicionar valor à banda larga Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações Marcelo Couto Diretor de Comunicação e Marketing Quem somos ABRINT

Leia mais

Defesa da Concorrência nas Telecomunicações: Tempos de Convergência Tecnológica

Defesa da Concorrência nas Telecomunicações: Tempos de Convergência Tecnológica Defesa da Concorrência nas Telecomunicações: Tempos de Convergência Tecnológica Caio Mário da Silva Pereira Neto Fundação Getulio Vargas - Março 2007 caio.pereira@fgv.br Estrutura da Apresentação Convergência

Leia mais

Caso de Estudo. Kero - Links Wireless e Redes Wi-Fi

Caso de Estudo. Kero - Links Wireless e Redes Wi-Fi Kero - Links Wireless e Redes Wi-Fi ...sendo fundamental para permitir o funcionamento de todos os equipamentos de mobilidade, usados nos vários processos da operação do armazém. Kero O Kero é uma empresa

Leia mais

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA DESTAQUES A infraestrutura do RSA Security Analytics Arquitetura modular para coleta distribuída Baseada em metadados para indexação, armazenamento

Leia mais

PT PRIME - APRESENTAÇÃO

PT PRIME - APRESENTAÇÃO PT PRIME - APRESENTAÇÃO A PT Prime Soluções Empresariais de Telecomunicações e Sistemas, é uma empresa do Grupo PT que presta serviços e soluções de comunicação e informação para o mercado empresarial.

Leia mais

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx Glauco Pereira Gerente de Produto - GPON glauco@padtec.com.br Tel.: + 55 19 2104.9727 Cel.: + 55 19 8118.0776 padtec.com Soluções

Leia mais

Evolução da Regulamentação do Setor de Telecomunicações. Sub-Comissão de Marcos Regulatórios da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado 21/05/2007

Evolução da Regulamentação do Setor de Telecomunicações. Sub-Comissão de Marcos Regulatórios da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado 21/05/2007 Evolução da Regulamentação do Setor de Telecomunicações Sub-Comissão de Marcos Regulatórios da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado 21/05/2007 Razões para mudar a legislação Antes de mudar, definir

Leia mais

Agenda Norte Região Digital: Diagnóstico, Estratégia e Plano de Acção

Agenda Norte Região Digital: Diagnóstico, Estratégia e Plano de Acção : Diagnóstico, Estratégia e Plano de Acção Mário Jorge Leitão INESC Porto / FEUP Sumário Enquadramento e-governo Local e Regional Cartão do Cidadão e Plataforma de Serviços Comuns da Administração Pública

Leia mais

TEMA 1 CENÁRIOS DE MUDANÇA

TEMA 1 CENÁRIOS DE MUDANÇA Mestrado em Engenharia de Redes de Comunicações TEMA 1 CENÁRIOS DE MUDANÇA Parte I Redes tradicionais: - Redes Fixas de Voz e Dados - Redes Móveis: SMT, SMRP As Redes de Acesso à Internet: - ISP - WISP

Leia mais

Principais Introduções Tecnológicas Vodafone Portugal

Principais Introduções Tecnológicas Vodafone Portugal Principais Introduções Tecnológicas Vodafone Portugal A Vodafone tem estado sempre na linha da frente da introdução de novas tecnologias e desenvolvimento de serviços de dados móveis. Foi pioneira em Portugal

Leia mais

Encontros UTIS. Estabelecer parceiras com os clientes permite desenvolver soluções globais e integradas adequadas às suas necessidades

Encontros UTIS. Estabelecer parceiras com os clientes permite desenvolver soluções globais e integradas adequadas às suas necessidades Encontros UTIS Este documento é propriedade intelectual da PT e fica proibida a sua utilização ou propagação sem expressa autorização escrita. A PT no âmbito da sua estratégia de responsabilidade social,

Leia mais

Prof. Dr. Arismar Cerqueira Sodré Junior Prof. Dr. Arismar Cerqueira S. Jr. arismar@inatel.br

Prof. Dr. Arismar Cerqueira Sodré Junior Prof. Dr. Arismar Cerqueira S. Jr. arismar@inatel.br Rádio sobre Fibra: Tecnologia Chave para Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016 Prof. Dr. Arismar Cerqueira Sodré Junior 1 Contexto Tecnológico 2 Sumário da apresentação I. Contexto Tecnológico II.

Leia mais

Internet de Banda Larga pré-paga da Netcabo. Clipping de Media (10 e 11 de Maio de 2004) Direcção de Comunicação Corporativa

Internet de Banda Larga pré-paga da Netcabo. Clipping de Media (10 e 11 de Maio de 2004) Direcção de Comunicação Corporativa Internet de Banda Larga pré-paga da Netcabo Clipping de Media (10 e 11 de Maio de 2004) Meio: Jornal de Notícias Data: 11 de Maio de 2004 Pág.: 27 Meio: Diário Económico Data: 11 de Maio de 2004 Pág.:

Leia mais

Este tutorial apresenta conceitos e recomendações para o planejamento de uma rede multi-serviço.

Este tutorial apresenta conceitos e recomendações para o planejamento de uma rede multi-serviço. O que se deve considerar no planejamento de uma rede multi-serviço? Este tutorial apresenta conceitos e recomendações para o planejamento de uma rede multi-serviço. Jorge Moreira de Souza Doutor em Informática

Leia mais

Melhoria de Cobertura Indoor Utilizando Femtocell

Melhoria de Cobertura Indoor Utilizando Femtocell Melhoria de Cobertura Indoor Utilizando Femtocell Este tutorial tem como objetivo principal, uma revisão bibliográfica parar simplificar o entendimento da tecnologia femtocell, com a proposta de atender

Leia mais

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal. JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal. JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel Brasília/DF Maio/2013 15 anos de LGT Em 1997, na corrida pelo usuário, a

Leia mais

SIMPLICIDADE COMODIDADE POUPANÇA

SIMPLICIDADE COMODIDADE POUPANÇA SIMPLICIDADE COMODIDADE POUPANÇA EM 2008 O MERCADO MOSTRAVA UMA FORTE APETÊNCIA POR OFERTAS CONVERGENTES Apetência por tipo de oferta Percentagem Atributos relevantes de uma oferta 3P Percentagem 2x 63%

Leia mais

Office. Telefone com central telefónica. Telefone Internet Televisão

Office. Telefone com central telefónica. Telefone Internet Televisão Office Telefone com central telefónica Telefone Internet Televisão A solução de voz mais completa para o escritório com utilização em grupo, que acompanha o crescimento do seu negócio Telefone Telefone

Leia mais

Sectores de aplicação: Estações de comunicação, repetidores telefónicos, parques eólicos, etc.

Sectores de aplicação: Estações de comunicação, repetidores telefónicos, parques eólicos, etc. novidades Comunicação segurança vía IP e Sectores de aplicação: UNIDADE EXTERIOR/BOTONEIRA ÁUDIO E VÍDEO A CORES ALEA VIA IP 1 BOTÃO DE CHAMADA. A botoneira PDV501SIP da GUINAZ permite uma gestão das comunicações

Leia mais

A Cartão1 desenvolve e comercializa soluções especiais de conectividade e acesso para os mercados de comunicação de dados e automação comercial

A Cartão1 desenvolve e comercializa soluções especiais de conectividade e acesso para os mercados de comunicação de dados e automação comercial A Empresa Cartão1 ( AlôSaldo ) A Cartão1 desenvolve e comercializa soluções especiais de conectividade e acesso para os mercados de comunicação de dados e automação comercial Fundada em 1998 com capital

Leia mais

Gil Simões. 17 de Outubro de 2008

Gil Simões. 17 de Outubro de 2008 Gil Simões Departamento de Comunicações e Sistemas 17 de Outubro de 2008 Rede de Comunicações do Governo Rede Comunicações do Governo Interliga todos os Ministérios (Membros do Governo) É constituída por

Leia mais

O futuro da Banda Larga em Portugal

O futuro da Banda Larga em Portugal O futuro da Banda Larga em Portugal Dr. Miguel Horta e Costa Presidente Executivo da Portugal Telecom Lisboa, 5 de Fevereiro de 2004 Quadro 1 Portugal encontra-se hoje particularmente bem posicionado para

Leia mais

FTTH FORUM 2008. Sociedade da Informação Portugal em Mudança CCB, 5 Nov 2008. Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento

FTTH FORUM 2008. Sociedade da Informação Portugal em Mudança CCB, 5 Nov 2008. Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento FTTH FORUM 2008 Sociedade da Informação Portugal em Mudança CCB, 5 Nov 2008 Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Principais Orientações

Leia mais

Evolução das Redes de Telecomunicação: Arquitetura IMS

Evolução das Redes de Telecomunicação: Arquitetura IMS Evolução das Redes de Telecomunicação: Arquitetura IMS Samuel R. Lauretti Graduado em Engenharia Elétrica pela USP-São Carlos em 1987, com Mestrado em Telecomunicações pela UNICAMP em 1993. Completou o

Leia mais

Tendências para a próxima geração celular - 5G. Juliano J. Bazzo

Tendências para a próxima geração celular - 5G. Juliano J. Bazzo Tendências para a próxima geração celular - 5G Juliano J. Bazzo Agenda Motivação Roadmap: do 4G ao 5G Principais Tecnologias Tecnologia Nacional 4G/LTE Conclusão Evolução histórica Substituição de importações

Leia mais

Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia.

Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia. Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia. Bem-vindos à Conferência da ANACOM. Antes de mais gostaria de agradecer

Leia mais

Case Study Business Intelligence Portals como solução de Mobilidade

Case Study Business Intelligence Portals como solução de Mobilidade Case Study Business Intelligence Portals como solução de Mobilidade Agenda A BetterSoft Mobilidade e Colaboradores móveis A Divisão de FoodServices da Nestlé Portais corporativos O que são A Arquitectura

Leia mais