A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx"

Transcrição

1 A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx Glauco Pereira Gerente de Produto - GPON Tel.: Cel.: padtec.com

2 Soluções de transporte óptico de alta capacidade e desempenho Empresa 100% nacional. Maior desenvolvedor e fabricante de soluções ópticas do Brasil. Fornecedor de soluções para mercado mundial: presença em mais de 40 países. Produtividade: receita de R$ 800 K por colaborador ao ano. Investimentos em P&D: até 15% das Receitas. Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 2

3 Padtec S/A Presença Mundial Matriz: Campinas, SP Brasil. Escritórios comerciais: São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Escritórios internacionais: Argentina, Itália, Israel e Estados Unidos Equipamentos e soluções comercializados em mais de 40 países. Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 3

4 Padtec S/A Subsidiárias Empresa Israelense que desenvolve e fabrica modulos para transmissão óptica em 10, 40 e 100 Gbps. Empmresa brasileira de soluções wireless, como WiMax, Wi-Fi e LTE. Serviços especializados para telecomunicações. Empresa Americana de semicondutores que desenvolve mixed-signal ICs para transmissão em 10, 40 and 100 Gbps Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 4

5 Padtec S/A Expertise em Comunicações Ópticas Chipset Módulo Sistema Serviço Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 5

6 Padtec S/A Soluções Integradas em Comunicações Ópticas DWDM DWDM: Dense Wavelength Division Multiplexing PTN: Packet Transport Network GPON: Gigabit Capable Passive Optical Network DWDM PTN GPON PTN Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 6

7 Demanda por Banda por Tipo de Serviço 500 Kb/s à 1 Mb/s 1 Mb/s à 5 Mb/s 5 Mb/s à 10 Mb/s VoIP SMS Navegar na Internet com Anexo Vídeo baixa resolução Streaming de Música File Sharing e Gaming IPTV SD e Video Streaming E-learning baixa resolução 10 Mb/s à 100 Mb/s Telemedicina IPTV HD Teleconferências E-learning HD Vigilância HD 100 Mb/s à 1 Gb/s Full IPTV 4k/8k Telemedicina HD Serviços Educacionais Completos Gaming (Imersão) 1 Gb/s à 10 Gb/s Pesquisas Científicas com terabytes de DataSets Telepresença HD Controle Remoto de Instrumentos Médicos Realidade Virtual Remota Interativa Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 7

8 Tráfego por Tipo de Serviço - Mundo Consumer - Video Consumer - Internet Business - Video Consumer compatilhamento de arquivos Business - Internet Business Compartilhamento de arquivo Consumer Jogos online Fonte: Cisco VNI, Maio 2013 Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 8

9 Tráfego por Tipo de Serviço - Brasil Consumer - Video Consumer - Internet Business - Video Consumer compatilhamento de arquivos Business - Internet Business Compartilhamento de arquivo Consumer Jogos online Fonte: Cisco VNI, Maio 2013 Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 9

10 Tráfego Fixo vs Móvel - Mundo Internet Fixa Internet Móvel Fonte: Cisco VNI, Maio 2013 Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 10

11 Crescimento da Demanda por Banda Fonte: Future FTTH bandwidth demands favor TDM PONs, Harstead, Sharpe, IEEE Comm Mag, Nov 2012 Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 11

12 Tempo de Carregamento x Largura de Banda Fonte: Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 12

13 Tempo de Carregamento x Latência da Rede Latências médias: FTTH: 18 ms Cabo: 26 ms xdsl: 44 ms A redução de 1 ms na latência leva a 20 ms de melhora no desempenho Fonte: Ed Harstead a partir de raw data em broadband america/2012/july Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 13

14 Redes de Acesso por Fibra Óptica - FTTx Se por um lado temos... Alta capacidade de transmissão Alta disponibilidade Baixa latência Por outro... Investimento maior na rede física quando comparado com outras tecnologias de acesso Projeto deve ser elaborado pensando nas demandas futuras Rede óptica - patrimônio do Provedor! Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 14

15 GPON Características Gerais Downstream: 2,5 Gbps, 1490 nm Upstream: 1,25 Gbps, 1310 nm Rede de acesso com topologia em árvore Rede 100% passiva Atendimento de até 128 usuários por porta PON de 2,5 Gbps Distâncias de até 60 km 20 km de distância diferencial Trple Play: Voz, Vídeo, Dados Compatibilidade com vídeo legado RF Overlay Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 15

16 Fonte: FTTH Council Europe Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 16

17 OLT Chassis Até placas 8 OLTs 8 PON portas cada máximo de 64 portas 128 usuários por porta atendimento de até 8192 usuários 2 portas de uplink 1/10 GbE por OLT Standalone 1U 8 portas PON Duas portas uplink 1/10 GbE 6 portas 1 GbE 128 usuários por porta atendimento de até 1024 usuários Fonte de alimentação redundante Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 17

18 ONTs HMG-4202 Bridge ou Residential Gateway Wi-Fi 4 GbE 2 FXS 2 USB HMG-1000 Bridge Single GbE Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 18

19 Modelo de Atendimento Rede Metropolitana Acesso Óptico Acesso Wireless PTN PacketTransport Network GPON Gigabit Capable Passive Optical Network Wi-Fi / LTE GPON LTE/WiFi PTN LTE/WiFi GPON Agregação Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 19

20 Modelo de Atendimento Rede Metropolitana Acesso Óptico Acesso Wireless PTN PacketTransport Network GPON Gigabit Capable Passive Optical Network Wi-Fi / LTE GPON LTE/WiFi PTN LTE/WiFi GPON Acesso Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 20

21 Alguns Pontos a Serem Considerados Estudo do viabilidade e plano de negócio Parceiro tecnológico com know how Funcionalidades que facilitem a operação: Provisionamento automático dos serviços Ativação automática de cliente Gerenciamento da rede óptica passiva Controle dinâmico de banda Integração com outros sistemas Discussão: Serviços disponíveis x capacidade de transmissão Até onde faz sentido controlar a banda do usuário? Padtec S/A 2015 Todos os Direitos Reservados 21

22 Obrigado! Glauco Pereira Gerente de Produto - GPON Tel.: Cel.: padtec.com

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx Glauco Pereira Gerente de Produto - GPON glauco@padtec.com.br Tel.: + 55 19 2104.9727 Cel.: + 55 19 8118.0776 padtec.com Soluções

Leia mais

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx Glauco Pereira Gerente de Produto - GPON glauco@padtec.com.br Tel.: + 55 19 2104.9727 Cel.: + 55 19 8118.0776 padtec.com Soluções

Leia mais

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx Glauco Pereira Gerente de Produto - GPON glauco@padtec.com.br Tel.: + 55 19 2104.9727 Cel.: + 55 19 8118.0776 padtec.com Empresa 100%

Leia mais

Padtec S/A. Início de operação em Agosto de 2001. Maior fabricante de sistemas de transmissão óptica no Brasil.

Padtec S/A. Início de operação em Agosto de 2001. Maior fabricante de sistemas de transmissão óptica no Brasil. Redes Ópticas Convergentes Do Backbone ao Acesso Nicholas Gimenes Marketing de Produto nicholas@padtec.com Cel.: (19) 2104.9744 Apresentação Institucional padtec.com.br Padtec S/A Início de operação em

Leia mais

Redes Ópticas Passivas. Rodovias Sistemas de ITS

Redes Ópticas Passivas. Rodovias Sistemas de ITS Redes Ópticas Passivas Rodovias Sistemas de ITS Fibra Óptica Meio Ideal para Backbones e Redes de Acesso Arquitetura Rede de Acesso PON para Operadoras & ISP TECNOLOGIA PON Padronização ITU & IEEE ITU-T

Leia mais

Futuro das comunicações ópticas e. sistemas de mobilidade

Futuro das comunicações ópticas e. sistemas de mobilidade Futuro das comunicações ópticas e a convergência com sistemas de mobilidade Convivência de Redes Móveis com as Fixas FORA E DENTRO DA CASA DENTRO DA CASA Mercado de Tablet deverá explodir nos próximos

Leia mais

PASSIVE OPTICAL NETWORK - PON

PASSIVE OPTICAL NETWORK - PON PASSIVE OPTICAL NETWORK - PON É uma solução para a rede de acesso, busca eliminar o gargalo das atuais conexões entre as redes dos usuários e as redes MAN e WAN. A solução PON não inclui equipamentos ativos

Leia mais

ACESSO de BANDA LARGA. Uma perspectiva de Operador

ACESSO de BANDA LARGA. Uma perspectiva de Operador ACESSO de BANDA LARGA Uma perspectiva de Operador António Varanda I S T Lisboa, 8-Maio-2007 SUMÁRIO Um pouco de história e a evolução da Banda Larga Vídeo em tempo real: requisitos Análise de Operador:

Leia mais

TÉCNICAS DE ACESSO MÚLTIPLO NO DOMINIO ÓPTICO. José Valdemir dos Reis Junior

TÉCNICAS DE ACESSO MÚLTIPLO NO DOMINIO ÓPTICO. José Valdemir dos Reis Junior TÉCNICAS DE ACESSO MÚLTIPLO NO DOMINIO ÓPTICO José Valdemir dos Reis Junior ROTEIRO Gerações das redes PON Componentes das Redes Ópticas Passivas Técnicas de acesso múltiplo nas redes PON: - Acesso Multiplo

Leia mais

Anatomia de uma rede de acesso banda-larga (Parte I) GTER 33

Anatomia de uma rede de acesso banda-larga (Parte I) GTER 33 Anatomia de uma rede de acesso banda-larga (Parte I) GTER 33 2012 Grupo Algar Negócios Algar Setor TI/Telecom Setor Agro Setor Serviços Turismo Algar Telecom Negócios & Atuação: Varejo Empresas Dados &

Leia mais

3.1 Tecnologias de Acesso Banda Larga para Suporte aos Novos Serviços

3.1 Tecnologias de Acesso Banda Larga para Suporte aos Novos Serviços 3 Redes de Acesso Ao longo do presente capítulo são introduzidas algumas opções das tecnologias de acesso e justificada a escolha da tecnologia baseada em PON para atender as novas demandas por aumento

Leia mais

Conquistas e Novos Desafios

Conquistas e Novos Desafios Conquistas e Novos Desafios Segmento ISPs e Integradores FTTx Marcos Kazushi Futikami - VSB Mercado - Cenario CRESCIMENTO CONTÍNUO AO LONGO DOS ANOS Brasil: 100% dos municípios do Brasil são cobertos pelos

Leia mais

Anexo II: Especificações da Chamada de Propostas de Pesquisa.

Anexo II: Especificações da Chamada de Propostas de Pesquisa. Anexo II: Especificações da Chamada de Propostas de Pesquisa. Os temas de interesse da Fapesp e da Telesp e que serão objeto de Chamadas de Propostas de Pesquisa para projetos de pesquisa cooperativa entre

Leia mais

A Solução Furukawa Broadband System. FTTH e FTTA

A Solução Furukawa Broadband System. FTTH e FTTA A Solução Furukawa Broadband System FTTH e FTTA A linha Furukawa Broadband System oferece diversas opções de cabos, divisores (Splitters), equipamentos e acessórios de infraestrutura óptica. Uma linha

Leia mais

Redes de Nova Geração e o ITED

Redes de Nova Geração e o ITED Redes de Nova Geração e o ITED A explosão da procura telefónica dos anos 80 induziu a implantação do RITA O incremento da Internet e a liberalização do mercado das telecomunicações influenciou claramente

Leia mais

REDES DE ACESSO ÓPTICO

REDES DE ACESSO ÓPTICO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS DE SÃO JOSÉ CURSO SUPERIOR TECNOLÓGICO EM SISTEMAS

Leia mais

TECNOLOGIA NACIONAL: SOLUÇÕES DE INFRAESTRUTURA DE COMUNICAÇÕES PARA GESTÃO DO SERVIÇO PÚBLICO

TECNOLOGIA NACIONAL: SOLUÇÕES DE INFRAESTRUTURA DE COMUNICAÇÕES PARA GESTÃO DO SERVIÇO PÚBLICO TECNOLOGIA NACIONAL: SOLUÇÕES DE INFRAESTRUTURA DE COMUNICAÇÕES PARA GESTÃO DO SERVIÇO PÚBLICO Maio / 2014 AGENDA DEMANDAS DA GESTÃO PÚBLICA SOBRE A TI E AS COMUNICAÇÕES SOLUÇÕES COM TECNOLOGIA NACIONAL

Leia mais

DISPONIBILIDADE DE ACESSO AO USUÁRIO FINAL DOS SERVIÇOS MULTIMÍDIA DE MANEIRA RÁPIDA, PRÁTICA E FUTURE PROOF.

DISPONIBILIDADE DE ACESSO AO USUÁRIO FINAL DOS SERVIÇOS MULTIMÍDIA DE MANEIRA RÁPIDA, PRÁTICA E FUTURE PROOF. DISPONIBILIDADE DE ACESSO AO USUÁRIO FINAL DOS SERVIÇOS MULTIMÍDIA DE MANEIRA RÁPIDA, PRÁTICA E FUTURE PROOF. Furukawa Broadband System A linha Furukawa Broadband System tem produtos voltados ao segmento

Leia mais

PON PASSIVE OPTICAL NETWORK

PON PASSIVE OPTICAL NETWORK Cleiber Marques da Silva PON PASSIVE OPTICAL NETWORK Texto sobre a tecnologia de Redes ópticas passivas (PON) apresenta conceitos básicos, características e modelos existentes CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA

Leia mais

2 Perspectivas de Consumo de Banda no Acesso

2 Perspectivas de Consumo de Banda no Acesso 2 Perspectivas de Consumo de Banda no Acesso Esse capítulo apresenta os novos serviços disponíveis aos usuários e a tendência de oferta futura, indicando as previsões de bandas associadas necessárias a

Leia mais

Provedores de Internet

Provedores de Internet Fibra Óptica Meio Ideal para Backbones Fibra x Cobre Fibra x Cobre A Taxa de Transmissão no FTTH não é afetada pela distância do cliente até o equipamento da Central l(olt) Tecnologias sobre Cobre como

Leia mais

Novas Tecnologias e Soluções FTTH A White Paper by the Deployment & Operations Committee

Novas Tecnologias e Soluções FTTH A White Paper by the Deployment & Operations Committee Novas Tecnologias e Soluções FTTH A White Paper by the Deployment & Operations Committee Contribuidores: José Salgado, Rong Zhao, Nuno Monteiro, Wolfgang Fischer Índice Introdução... 3 Drivers e Requisitos

Leia mais

Transmissão e Multiplexação. Rodolfo I. Meneguette

Transmissão e Multiplexação. Rodolfo I. Meneguette Transmissão e Multiplexação Rodolfo I. Meneguette Redes de Acesso e Meios Físicos P: Como conectar os sistemas finais aos roteadores de borda? Redes de acesso residencial redes de acesso institucional

Leia mais

LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES.

LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES. v8.art.br LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES. www.liguetelecom.com.br 0800 888 6700 VOIP FIXO INTERNET LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO

Leia mais

Plataforma LightPad i6400g

Plataforma LightPad i6400g Plataforma LightPad i6400g Transporte óptico convergente de alta capacidade Product Brochure 2 Os desafios da convergência de serviços A crescente demanda dos usuários finais por serviços broadband de

Leia mais

IEEE 802.3ah (EPON) Inatel. Inatel. www.inatel.br Parte III Redes Metro.: EPO e RPR. www.inatel.br. Instituto Nacional de Telecomunicações

IEEE 802.3ah (EPON) Inatel. Inatel. www.inatel.br Parte III Redes Metro.: EPO e RPR. www.inatel.br. Instituto Nacional de Telecomunicações 311 Parte III Redes Metro.: EPO e RPR 312 IEEE 802.3ah (EPON) 1 313 Tecnologias de última milha disponíveis DSL - ADSL, VDSL Cable modem - HFC Wireless - WiFi ou WiMax Power Line FTTX - FTTH, FTTB, FTTC,

Leia mais

PROPOSTA TÉCNICA COMERCIAL IMPLANTAÇÃO DE REDE FTTH E SERVIÇOS DE ACESSO À INTERNET BANDA LARGA E TELEFONIA

PROPOSTA TÉCNICA COMERCIAL IMPLANTAÇÃO DE REDE FTTH E SERVIÇOS DE ACESSO À INTERNET BANDA LARGA E TELEFONIA PROPOSTA TÉCNICA COMERCIAL IMPLANTAÇÃO DE REDE FTTH E SERVIÇOS DE ACESSO À INTERNET BANDA LARGA E TELEFONIA São Paulo, 09 de junho de 2010. Ao A/C.: Condomínio Colinas do Atibaia Jorge Vicente Lopes da

Leia mais

Agenda. Mobilidade, convergência e Cloud. A Rede ótica de próxima geração na PT. Evoluções

Agenda. Mobilidade, convergência e Cloud. A Rede ótica de próxima geração na PT. Evoluções Agenda 1. Mobilidade, convergência e Cloud 2. A Rede ótica de próxima geração na PT 3. Evoluções Tsunami de dados Data rate na hora de pico Gbps transport network. DL Utilização diária Gbps transport network.

Leia mais

Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais

Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais Módulo 1: Etapas de Projeto e Dimensionamento do Sistema INATEL Competence Center treinamento@inatel.br Tel: (35) 3471-9330 Etapas de projeto e dimensionamento

Leia mais

Transceptor WDM-PON com Apagamento e Reuso de Portadora

Transceptor WDM-PON com Apagamento e Reuso de Portadora 1 IA364 MÉTODOS DE PESQUISA EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO Transceptor WDM-PON com Apagamento e Reuso de Portadora Aluno: Fernando R. Pereira - RA 026946 Prof.: Ivan Ricarte Junho - 2014 2 Agenda Introdução

Leia mais

Panorama Atual e Futuro das Redes Broadband. Nelson Saito

Panorama Atual e Futuro das Redes Broadband. Nelson Saito Panorama Atual e Futuro das Redes Broadband Nelson Saito CIUDADES INTELIGENTES ITMAX DATA CENTER REDES METROPOLITANAS REDES DE ACCESO AEROPUERTO INDÚSTRIA PON LAN - LASERWAY OPGW UTILITIES FIBER TO THE

Leia mais

1. Introdução 1.1 Os sistemas de 4 a geração Quando falamos em redes de quarta geração (4G), dois nomes vem imediatamente à nossa cabeça: LTE (Long

1. Introdução 1.1 Os sistemas de 4 a geração Quando falamos em redes de quarta geração (4G), dois nomes vem imediatamente à nossa cabeça: LTE (Long 16 1. Introdução 1.1 Os sistemas de 4 a geração Quando falamos em redes de quarta geração (4G), dois nomes vem imediatamente à nossa cabeça: LTE (Long Term Evolution) e WiMAX [11]. A tecnologia LTE é um

Leia mais

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Versão 1.0 22 a 25 Novembro de 2009 Recife - PE GRUPO XV GRUPO DE ESTUDO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TELECOMUNICAÇÃO PARA SISTEMAS

Leia mais

Redes Ópticas Submarinas

Redes Ópticas Submarinas Redes Ópticas Submarinas Solução Turnkey Transmissão sem fronteiras. Product Brochure 2 Redes Submarinas: Interconexão Global Desde o começo da história das telecomunicações, as redes submarinas desempenharam

Leia mais

Redes Óticas de Acesso de Banda Ultra Larga: Conservação de Potência em OLTs na arquitetura TWDM-PON

Redes Óticas de Acesso de Banda Ultra Larga: Conservação de Potência em OLTs na arquitetura TWDM-PON Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Trabalho de Graduação em Engenharia da Computação Redes Óticas de Acesso de Banda Ultra Larga: Conservação de Potência em OLTs na arquitetura TWDM-PON

Leia mais

Redes Gpon FTTH uma realidadade em portugal

Redes Gpon FTTH uma realidadade em portugal Redes Gpon FTTH uma realidadade em portugal III Jornadas Electrotécnicas ISEP A. Vilas Boas - Amisfera, lda A Tecnologia GPON está dsiponível há já alguns anos Quando falamos em Redes de Nova Geração estamos

Leia mais

OFERTA DE ESTÁGIO E EMPREGO

OFERTA DE ESTÁGIO E EMPREGO 001-2013-COECG Campina Grande, 29 de Janeiro de 2013. Coordenação de Estágios OFERTA DE ESTÁGIO E EMPREGO EMPRESA: Padtec Soluções em sistemas de comunicações ópticas. http://www.padtec.com.br/ PROCEDIMENTOS

Leia mais

Provisão de Qualidade de Serviço (QoS) em Redes Integradas WiMAX EPON

Provisão de Qualidade de Serviço (QoS) em Redes Integradas WiMAX EPON 1 / 23 Provisão de Qualidade de Serviço (QoS) em Redes Integradas WiMAX EPON Mariana Piquet Dias Nelson Luis Saldanha da Fonseca (Orientador) Instituto de Computação - UNICAMP, Campinas/SP, Brasil 5 de

Leia mais

AGENDA. Conceitos. Por que o Laserway? Estudo de casos. Normas e Associações. Conclusões

AGENDA. Conceitos. Por que o Laserway? Estudo de casos. Normas e Associações. Conclusões CASES LASERWAY AGENDA Conceitos Por que o Laserway? Estudo de casos Normas e Associações Conclusões CONCEITOS A solução LASERWAY Furukawa é 100% óptica e integra cabling, equipamentos e acessórios para

Leia mais

Redes de Acesso Ópticas

Redes de Acesso Ópticas Redes de Acesso Ópticas João Pires Instituto de Telecomunicações, DEEC, Instituto Superior Técnico, e-mail: jpires@lx.it.pt Seminário sobre Redes Ópticas de Nova Geração ISCTE, 14 de Abril de 2009 Sumário

Leia mais

Tecnologia de Transmissão de Rádio e Óptica para Telecomunicações. Abel Ruiter Gripp

Tecnologia de Transmissão de Rádio e Óptica para Telecomunicações. Abel Ruiter Gripp Tecnologia de Transmissão de Rádio e Óptica para Telecomunicações Abel Ruiter Gripp Agenda História Portfolio Mercado Labs P&D Principais produtos GPON WDM Radio Ponto a Ponto Gerência Conscius AsGa -

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA I - REDE GPON... 1. II - REDES FTTx... 8. III - DESCRIÇÃO DO PROJETO REDE FIBRAS OPTICAS FTTx... 10

TERMO DE REFERÊNCIA I - REDE GPON... 1. II - REDES FTTx... 8. III - DESCRIÇÃO DO PROJETO REDE FIBRAS OPTICAS FTTx... 10 TERMO DE REFERÊNCIA Conteúdo I - REDE GPON... 1 II - REDES FTTx... 8 III - DESCRIÇÃO DO PROJETO REDE FIBRAS OPTICAS FTTx... 10 IV RESUMO DE ATENDIMENTO DA REDE DE DUTOS POR SETOR... 15 1 I - REDE GPON

Leia mais

Plataforma LightPad i6400g

Plataforma LightPad i6400g Plataforma LightPad i6400g Transporte óptico convergente de alta capacidade Product Brochure Plataforma LightPad i6400g Através da Plataforma LightPad i6400g, a Padtec disponibiliza ao mercado uma solução

Leia mais

COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO CET. Termo de Referência para Equipamentos de Redes Ópticas Passivas - GPON. Versão 2.

COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO CET. Termo de Referência para Equipamentos de Redes Ópticas Passivas - GPON. Versão 2. COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO CET Termo de Referência para Equipamentos de Redes Ópticas Passivas - GPON Versão 2.0 Revisão STE 26/01/2016 SUMÁRIO 1. OBJETIVO...3 2. INTRODUÇÃO...3 3. DEFINIÇÕES...3

Leia mais

Fornecimento de Acesso em Banda Larga com Solução Híbrida GPON, WiMAX, WiFi-Ad Hoc e Mesh.

Fornecimento de Acesso em Banda Larga com Solução Híbrida GPON, WiMAX, WiFi-Ad Hoc e Mesh. Fornecimento de Acesso em Banda Larga com Solução Híbrida GPON, WiMAX, WiFi-Ad Hoc e Mesh. Luciano Martins, João F. Pozzuto, Marcos P. Mokarzel, Fernanda O. Giolo, Edson J. Bonon, Maurilio M. Freire e

Leia mais

LAGF. Otimizando Redes Comunicações Carlos Alberto Previdelli

LAGF. Otimizando Redes Comunicações Carlos Alberto Previdelli LAGF Otimizando Redes Comunicações Carlos Alberto Previdelli Setembro/2013 Agenda Smart Utilities & Smart Network Gestão integrada da Rede Conclusão Smart Utilities - Vetores da Governança Visão, Direção

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CDURP COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CDURP COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO ANEXO 6 CARACTERÍSTICAS OPERACIONAIS DA REDE DE FIBRAS ÓPTICAS INTRODUÇÃO Tecnologia de rede GPON A Concessionária, quando da implantação da Rede de Fibras Ópticas, deverá utilizar a tecnologia GPON (Gigabit-capable

Leia mais

Redes PON II: Novas Tecnologias e Tendências

Redes PON II: Novas Tecnologias e Tendências Redes PON II: Novas Tecnologias e Tendências Esta série de tutoriais tem por objetivo descrever as tecnologias PON da forma mais clara possível e com o maior número de informações relevantes para uma eventual

Leia mais

Novas Tecnologias para aplicações RF. Alexsander Loula Gerente de Eng. de Aplicações

Novas Tecnologias para aplicações RF. Alexsander Loula Gerente de Eng. de Aplicações Novas Tecnologias para aplicações RF Alexsander Loula Gerente de Eng. de Aplicações Agenda Espectro de frequência As últimas tecnologias de rádio Algumas coisas para ficar de olho 2 ESPECTRO DE FREQUÊNCIA

Leia mais

Cidades Digitais. Convergência - Banda Larga Melhorando a vida do cidadão. José C. Alcântara Jr alcantara@furukawa.com.br

Cidades Digitais. Convergência - Banda Larga Melhorando a vida do cidadão. José C. Alcântara Jr alcantara@furukawa.com.br Cidades Digitais Convergência - Banda Larga Melhorando a vida do cidadão José C. Alcântara Jr alcantara@furukawa.com.br Sociedade Conectada A todo instante - Em qualquer lugar Sociedade Conectada A todo

Leia mais

Infraestrutura para Redes de 100 Gb/s. André Amaral Marketing andre.amaral@padtec.com Tel.: + 55 19 2104-0408

Infraestrutura para Redes de 100 Gb/s. André Amaral Marketing andre.amaral@padtec.com Tel.: + 55 19 2104-0408 Infraestrutura para Redes de 100 Gb/s 1 André Amaral Marketing andre.amaral@padtec.com Tel.: + 55 19 2104-0408 Demanda por Banda de Transmissão: 100 Gb/s é Suficiente? Demanda por Banda de Transmissão:

Leia mais

GPON-IN-A-BOX. QREN - I&D em Co-Promoção. Co-financiado por:

GPON-IN-A-BOX. QREN - I&D em Co-Promoção. Co-financiado por: Co-financiado por: Co-financiado por: PT Inovação/DSR3 GPON Solutions - Central Office OLT8CH / OLT360 3 Agenda FTTx Topology OLT7-8CH Equipment OLT360 Equipment SW Features & HW Resources RF Overlay in

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA REDES ÓPTICAS ATÉ O ASSINANTE. Área de Engenharia Elétrica. por. Anderson Toshiake Chiba

UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA REDES ÓPTICAS ATÉ O ASSINANTE. Área de Engenharia Elétrica. por. Anderson Toshiake Chiba UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA REDES ÓPTICAS ATÉ O ASSINANTE Área de Engenharia Elétrica por Anderson Toshiake Chiba João Hermes Clerici, Engenheiro Orientador Campinas (SP), Dezembro

Leia mais

Formação BEYOND INNOVATION

Formação BEYOND INNOVATION Formação BEYOND INNOVATION 05 APLICAÇÕES E SERVIÇOS INTRODUÇÃO Conceitos de Segurança - BYOD Triple Play Gestão de Identidades - Estado da Arte e Tendências Instalação de Soluções Triple Play - MEO MEO:

Leia mais

Padtec S/A. Início de operação em Agosto de 2001. Maior fabricante de sistemas de transmissão óptica no Brasil. Faturamento 2014: R$ 406M.

Padtec S/A. Início de operação em Agosto de 2001. Maior fabricante de sistemas de transmissão óptica no Brasil. Faturamento 2014: R$ 406M. Padtec S/A Início de operação em Agosto de 2001. Maior fabricante de sistemas de transmissão óptica no Brasil. Faturamento 2014: R$ 406M. Fornecedor global: equipamentos e soluções vendidas em mais de

Leia mais

Padtec S/A. Início de operação em Agosto de 2001. Maior fabricante de sistemas de transmissão óptica no Brasil.

Padtec S/A. Início de operação em Agosto de 2001. Maior fabricante de sistemas de transmissão óptica no Brasil. Padtec S/A Início de operação em Agosto de 2001. Maior fabricante de sistemas de transmissão óptica no Brasil. Fornecedor global: equipamentos e soluções vendidas em mais de 40 países. Produtividade: receita

Leia mais

1 Introduc ao 1.1 Hist orico

1 Introduc ao 1.1 Hist orico 1 Introdução 1.1 Histórico Nos últimos 100 anos, o setor de telecomunicações vem passando por diversas transformações. Até os anos 80, cada novo serviço demandava a instalação de uma nova rede. Foi assim

Leia mais

BAIXA CAPILARIDADE ALTO CONSUMO ENERGIA ALTO CUSTO

BAIXA CAPILARIDADE ALTO CONSUMO ENERGIA ALTO CUSTO OTIMIZAÇÃO DE REDES USO DA REDE EXISTENTE E OTIMIZAÇÃO DE FIBRA EVOLUÇÂO NATURAL DA REDE DE ACESSO ÓPTICO BAIXA CAPILARIDADE LOCAL OPERADORA PONTO A PONTO USUÁRIOS Ponto a ponto: para cada novo cliente

Leia mais

WiMAX. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com

WiMAX. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com WiMAX é uma tecnologia padronizada de rede sem fio que permite substituir as tecnologias de acesso de banda larga por cabo e ADSL. O WiMAX permite a

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Design de Rede Local Design Hierárquico Este design envolve a divisão da rede em camadas discretas. Cada camada fornece funções específicas que definem sua função dentro da rede

Leia mais

ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS. Como adicionar valor à banda larga

ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS. Como adicionar valor à banda larga ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS Como adicionar valor à banda larga Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações Marcelo Couto Diretor de Comunicação e Marketing Quem somos ABRINT

Leia mais

A EMPRESA SOLUÇÕES CORPORATIVAS SOLUÇÕES PARA OPERADORAS. Wholesale. Servidores SIP. Flat Fixo Brasil em CLI. IPBX Segurança e economia

A EMPRESA SOLUÇÕES CORPORATIVAS SOLUÇÕES PARA OPERADORAS. Wholesale. Servidores SIP. Flat Fixo Brasil em CLI. IPBX Segurança e economia A EMPRESA A ROTA BRASIL atua no mercado de Tecnologia nos setores de TI e Telecom, buscando sempre proporcionar às melhores e mais adequadas soluções aos seus Clientes. A nossa missão é ser a melhor aliada

Leia mais

Inovação em Banda Larga. Marco Antonio Folegatti Gerente Geral da América do Sul Telecom Networks

Inovação em Banda Larga. Marco Antonio Folegatti Gerente Geral da América do Sul Telecom Networks Inovação em Banda Larga Marco Antonio Folegatti Gerente Geral da América do Sul Telecom Networks A banda larga beneficia a todos Melhoria na qualidade de vida com FTTH Exemplos em países em desenvolvimento

Leia mais

PROPOSTA DE UM MÉTODO PARA OTIMIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DE REDES GPON

PROPOSTA DE UM MÉTODO PARA OTIMIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DE REDES GPON FRANCISCO CARLOS DE LIMA PEREIRA PROPOSTA DE UM MÉTODO PARA OTIMIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DE REDES GPON Projeto de Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Informática da Pontifícia

Leia mais

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA?

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? Tecnologia 40 Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? DSL Cabo Fibra Móvel Móvel WiFi em movimento Convergência TERMINAL é poder MULTI- se comunicar ÓTIMO MÍDIA independente de local, dispositivo de acesso

Leia mais

Análise da Rede Óptica Passiva Baseada em Multiplexação por Divisão no Tempo como alternativa para acesso banda larga no cenário brasileiro

Análise da Rede Óptica Passiva Baseada em Multiplexação por Divisão no Tempo como alternativa para acesso banda larga no cenário brasileiro Análise da Rede Óptica Passiva Baseada em Multiplexação por Divisão no Tempo como alternativa para acesso banda larga no cenário brasileiro Rafael Jales Lima Ferreira 1, Guilherme Enéas Vaz Silva 12. 1

Leia mais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Conteúdo deste módulo Equipamentos usados nas Redes; Modelos de Camadas; Protocolos

Leia mais

Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações. Marcelo Couto Diretor de Comunicação e Marketing

Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações. Marcelo Couto Diretor de Comunicação e Marketing Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações Marcelo Couto Diretor de Comunicação e Marketing Quem somos ABRINT - Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações.

Leia mais

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010 I Fórum Lusófono de Comunicações Abril. 2010 Evolução do Setor de Telecomunicações no Brasil Pré-Privatização Monopólio estatal Poucos investimentos Baixa qualidade dos serviços 98 Grande demanda reprimida

Leia mais

Sistemas Internet Introdução às redes óticas Redes de Longa Distância e Alta Velocidade. Prof. Dr. Ruy de Oliveira IFMT

Sistemas Internet Introdução às redes óticas Redes de Longa Distância e Alta Velocidade. Prof. Dr. Ruy de Oliveira IFMT Sistemas Internet Introdução às redes óticas Redes de Longa Distância e Alta Velocidade Prof. Dr. Ruy de Oliveira IFMT Aplicações residenciais cada vez mais exigentes Necessidade de VELOCIDADE A velociade

Leia mais

Broadband & Mobility Uma perspectiva tecnológica. Eng.º João Picoito ( Siemens )

Broadband & Mobility Uma perspectiva tecnológica. Eng.º João Picoito ( Siemens ) Mobilidade Uma presença pervasiva no quotidiano das sociedades modernas 21 de Outubro de 2004 Hotel Le Meridien Broadband & Mobility Uma perspectiva tecnológica Eng.º João Picoito ( Siemens ) Patrocínio

Leia mais

Redes FTTx Oportunidades & Desafios

Redes FTTx Oportunidades & Desafios Redes FTTx Oportunidades & Desafios Curitiba 25/Nov/2011 A Empresa Presente no mercado desde 1987 JV com Grupo Draka em 2000 Fundação Draktel Fibras Ópticas Presença comercial em toda América do Sul Elevadas

Leia mais

Serviços Banda Larga: O uso de Rede Óptica Passiva GPON

Serviços Banda Larga: O uso de Rede Óptica Passiva GPON Serviços Banda Larga: O uso de Rede Óptica Passiva GPON Este tutorial apresenta as redes GPON (Gigabit-capable Passive Optical Network, ou Rede Óptica Passiva com capacidade Gigabit). Essas redes desempenham

Leia mais

REDES GPON COMO SOLUÇÃO PARA FTTH

REDES GPON COMO SOLUÇÃO PARA FTTH UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ELETRÔNICA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES ANDRINE MARIANA VARELA DA CRUZ MAURICIO RICARDO KONOPACKI REDES

Leia mais

Redes de Acesso Óptico para Próxima Geração. Next Generation Optical Access Networks

Redes de Acesso Óptico para Próxima Geração. Next Generation Optical Access Networks 11 Redes de Acesso Óptico para Próxima Geração Next Generation Optical Access Networks Guilherme Enéas Vaz Silva 1 Rafael Jales Lima Ferreira 2 Resumo Abstract O artigo traz uma comparação entre duas arquiteturas

Leia mais

[GPON / FTTH _ FIBER TO THE HOME] 2008/2009

[GPON / FTTH _ FIBER TO THE HOME] 2008/2009 i Prefácio As redes de comunicação de nova geração, onde se incluem as tecnologias de fibra óptica, têm sido uma área na qual tem havido imensa investigação e desenvolvimento. As tecnologias de FTTx,

Leia mais

HÁ 130 ANOS A FURUKAWA PARTICIPA ATIVAMENTE NA VIDA DAS PESSOAS, ATRAVÉS DA CONTÍNUA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA.

HÁ 130 ANOS A FURUKAWA PARTICIPA ATIVAMENTE NA VIDA DAS PESSOAS, ATRAVÉS DA CONTÍNUA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA. HÁ 130 ANOS A FURUKAWA PARTICIPA ATIVAMENTE NA VIDA DAS PESSOAS, ATRAVÉS DA CONTÍNUA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA. CRIANDO SOLUÇÕES COMPLETAS PARA EMPRESAS E PESSOAS DATA CENTER SOLUÇÃO ITMAX ENTERPRISE REDES

Leia mais

TOPOLOGIAS E CONCEITOS BÁSICOS SOBRE O PADRÃO IEEE 802.16 (WIMAX) MATHEUS CAVECCI

TOPOLOGIAS E CONCEITOS BÁSICOS SOBRE O PADRÃO IEEE 802.16 (WIMAX) MATHEUS CAVECCI TOPOLOGIAS E CONCEITOS BÁSICOS SOBRE O PADRÃO IEEE 802.16 (WIMAX) MATHEUS CAVECCI Dezembro 2011 INTRODUÇÃO A transmissão de dados via ondas de radio não é novidade, segundo Haykin e Moher, as primeiras

Leia mais

Slide: 1. FTTx Equipamentos GEPON

Slide: 1. FTTx Equipamentos GEPON Slide: 1 FTTx Equipamentos GEPON FTTx - Definição FTTx é um termo genérico para designar arquiteturas de redes de transmissão de alto desempenho, baseadas em tecnologia óptica. São redes totalmente passivas

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES E REDES

TELECOMUNICAÇÕES E REDES TELECOMUNICAÇÕES E REDES 1 OBJETIVOS 1. Quais são as tecnologias utilizadas nos sistemas de telecomunicações? 2. Que meios de transmissão de telecomunicações sua organização deve utilizar? 3. Como sua

Leia mais

Convergência Fixo-Móvel

Convergência Fixo-Móvel 18as Palestras sobre Comunicações Móveis 2010 Instituto Superior Técnico 28 Maio 2010 Index Convergência Fixo-Móvel Agenda O que é a Convergência? O que é? Convergência resulta de um conjunto de iniciativas

Leia mais

ETEP FACULDADES CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES

ETEP FACULDADES CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES ETEP FACULDADES CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES WESLLEY RICHARD FORNARI TECNOLOGIA GPON EM REDES DE FIBRA ÓPTICA MONOGRAFIA Jacareí 2015 2 ETEP FACULDADES CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA

Leia mais

SG 800 SF 800 SG 2620 R SF 1600. Informática Portifólio Redes 2008. Soluções completas em informática e redes www.intelbras.com.br

SG 800 SF 800 SG 2620 R SF 1600. Informática Portifólio Redes 2008. Soluções completas em informática e redes www.intelbras.com.br SF 800 SG 800 Switch 8 portas Fast Ethernet 10/100 Mbps Viabiliza a construção de redes e o compartilhamento de acesso à Internet Integra dispositivos como computadores, impressoras, ATAs, telefones VoIP,

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ ESCOLA POLITÉCNICA ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES LUAN BUENO BARROS SOUZA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ ESCOLA POLITÉCNICA ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES LUAN BUENO BARROS SOUZA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ ESCOLA POLITÉCNICA ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES LUAN BUENO BARROS SOUZA PROJETO E IMPLEMENTAÇÃO DE UMA REDE DE ACESSO USANDO TECNOLOGIA PON Curitiba

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Universidade de Brasília Introdução a Microinformática Turma H Redes e Internet Giordane Lima Porque ligar computadores em Rede? Compartilhamento de arquivos; Compartilhamento de periféricos; Mensagens

Leia mais

REDE DE COMPUTADORES

REDE DE COMPUTADORES SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL REDE DE COMPUTADORES Tecnologias de Rede Arquitetura Prof. Airton Ribeiro de Sousa E-mail: airton.ribeiros@gmail.com 1 A arquitetura de redes tem como função

Leia mais

Agenda WWW.PARKS.COM.BR

Agenda WWW.PARKS.COM.BR Agenda Localização de aplicações GPON no espectro eletromagnético; Principio Fibra Óptica ; Ângulos de inserção; Relação Comprimento de onda e atenuação; Vantagens de aplicação de fibra e GPON; Cuidados;

Leia mais

8/3/2009. TE155-Redes de Acesso sem Fios. TE155-Redes de Acesso sem Fios

8/3/2009. TE155-Redes de Acesso sem Fios. TE155-Redes de Acesso sem Fios Panorama atual das Redes de Acesso sem Fios para Computadores Ewaldo Luiz de Mattos Mehl Universidade Federal do Paraná Departamento de Engenharia Elétrica mehl@eletrica.ufpr.br Computação do Passado Computadores

Leia mais

PARA OS NETS É AGORA

PARA OS NETS É AGORA PARA OS NETS É AGORA A NET é a empresa que lidera a inovação no mercado de telecomunicações no Brasil Pioneira na TV por Assinatura Pioneira na Banda Larga Pioneira nas Mega Velocidades Pioneira na Oferta

Leia mais

Descritivo Técnico BreezeACCESS-VL

Descritivo Técnico BreezeACCESS-VL Broadband Wireless Access -Visualização da linha de produtos BreezeACCESS VL- Solução completa ponto multiponto para comunicação Wireless em ambiente que não tenha linda de visada direta, utiliza a faixa

Leia mais

PTT.br. Atualizações e Planejamento São Paulo

PTT.br. Atualizações e Planejamento São Paulo PTT.br Atualizações e Planejamento São Paulo PTT Fórum 7 São Paulo 2 Dez 2013 Eduardo Ascenço Reis Equipe de Engenharia PTT.br 1 Referência - Nomenclatura IXP - Internet

Leia mais

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado Barômetro Cisco Banda Larga da Análise de mercado Barômetro Cisco da Banda Larga Índice Introdução Introdução...2 Metodologia...3 Barômetro Cisco da Banda Larga...3 Definições...4 Banda Larga no Mundo...4

Leia mais

Prof. Luís Rodolfo. Unidade I REDES DE COMPUTADORES E

Prof. Luís Rodolfo. Unidade I REDES DE COMPUTADORES E Prof. Luís Rodolfo Unidade I REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO C Redes de computadores e telecomunicação Objetivo: apresentar os conceitos iniciais e fundamentais com relação às redes de computadores

Leia mais

Acesso Internet. Hernesto Miyamoto Inovação Tecnológica Julho, 2008. II Seminário sobre Informação na Internet

Acesso Internet. Hernesto Miyamoto Inovação Tecnológica Julho, 2008. II Seminário sobre Informação na Internet Acesso Internet Hernesto Miyamoto Inovação Tecnológica Julho, 2008 Agenda TIM no Brasil Tecnologias de Acesso Banda Larga Aplicações das Tecnologias de Acesso Popularizando o Acesso a Internet TIM no Brasil

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito - Cabeamento Óptico (Norma ANSI/TIA-568-C.3) www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Meio de Transmissão Meio de transmissão é o caminho físico (enlace) que liga

Leia mais

GPON. Rede Óptica Passiva GigabitG. Leonardo F. Oliveira. Especialista Lato Sensu em Rede de Computadores Leonardo@uesb.edu.br

GPON. Rede Óptica Passiva GigabitG. Leonardo F. Oliveira. Especialista Lato Sensu em Rede de Computadores Leonardo@uesb.edu.br GPON Rede Óptica Passiva GigabitG Leonardo F. Oliveira Especialista Lato Sensu em Rede de Computadores Leonardo@uesb.edu.br GPON O que égpon? Utilização da fibra óptica para interligar pontos distantes

Leia mais

Redes de Computadores. Redes de Computadores ADSL / XDSL. Protocolos de Redes. Aula 9 ADSL FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA

Redes de Computadores. Redes de Computadores ADSL / XDSL. Protocolos de Redes. Aula 9 ADSL FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA Redes de Computadores Protocolos de Redes Redes de Computadores Aula 9 / XDSL Introdução A tecnologia (Asymmetric Digital Subscriber Line - Linha Digital Assimétrica de Assinante) opera com transmissões

Leia mais

O VoIP como enabler do desenvolvimento da Rede de Voz da Novis

O VoIP como enabler do desenvolvimento da Rede de Voz da Novis VoIP Coimbra, 16 de Setembro 2005 O VoIP como enabler do desenvolvimento da Rede de Voz da Novis Índice A rede da Novis Transmissão Rede Multi-Serviços O VoIP como tecnologia de Transporte o enabler do

Leia mais

INFRA-ESTRUTURA COMUM PARA PROVEDORES DE SERVIÇOS E EMPRESAS. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com

INFRA-ESTRUTURA COMUM PARA PROVEDORES DE SERVIÇOS E EMPRESAS. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com INFRA-ESTRUTURA COMUM PARA PROVEDORES DE SERVIÇOS E EMPRESAS Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com No passado, os provedores de serviços de telecomunicações projetavam, implementavam e operavam

Leia mais

WiMAX no Brasil. Rodrigo Constantin Ctenas Zaccara Computação Móvel IME USP

WiMAX no Brasil. Rodrigo Constantin Ctenas Zaccara Computação Móvel IME USP WiMAX no Brasil Rodrigo Constantin Ctenas Zaccara Computação Móvel IME USP 2008 INTRODUÇÃO WiMAX é acrônimo para Worldwide Interoperability for Microwave Access, sendo este uma definição de protocolo para

Leia mais