Redes FTTx Oportunidades & Desafios

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Redes FTTx Oportunidades & Desafios"

Transcrição

1 Redes FTTx Oportunidades & Desafios Curitiba 25/Nov/2011

2 A Empresa Presente no mercado desde 1987 JV com Grupo Draka em 2000 Fundação Draktel Fibras Ópticas Presença comercial em toda América do Sul Elevadas capacidades de produção cobre e óptico Contínuo investimento em P&D e Inovação O mais completo portifolio de produtos No. 1 de vendas em cabos ópticos no Brasil!!!

3 Distribuidores Telcon na A Empresa Região Sul O mais completo portifólio entre as empresas do segmento de fios e cabos! Fios e Cabos Cobre Cabos Dados Cabos Ópticos Sistemas OPGW Conectividade Óptica Pigtails e Pacthcords

4 Agenda As Oportunidades do FTTx As tecnologias das Redes FTTx Desafios e soluções já desenvolvidas Comentários Finais

5 Agenda As Oportunidades do FTTx As tecnologias das Redes FTTx Desafios e soluções já desenvolvidas Comentários Finais

6 Fonte: Accenture O Importante Papel dos ISPs

7 Evolução dos Serviços

8 Evolução dos Acessos de FTTH

9 Acessos de FTTH no Mundo Américas 8,8 Milhões HC Europa + Russia 8 Milhões HC Total ~ 78 Milhões Assinantes APAC 61 Milhões HC Fonte: FTTH Council NA

10 Agenda As Oportunidades do FTTx As tecnologias das Redes FTTx Desafios e soluções já desenvolvidas Comentários Finais

11 Redes FTTx - PON Redes Ópticas de Acesso FTTApartment FTTCurb FTTDesk FTTBuilding FTTAntenna FTTHome

12 Redes FTTx-PON

13 Tecnologias xpon ITU-T GPON ITU G.984 2,5 Gb/s Downstream 1,25 Gb/s Upstream Alcance típico 20 km Razão de divisão Max: 64 Típico: 32 IEEE EPON IEEE 802.3ah 1,25 Gb/s Downstream 1,25 Gb/s Upstream Alcance típico 20 km Razão de divisão Max: 64 Típico: 32

14 Limites das Tecnologias EPON

15 Agenda As Oportunidades do FTTx As tecnologias das Redes FTTx Desafios e soluções já desenvolvidas Comentários Finais

16 Principais Desafios dos Fabricantes 1- Desenvolver produtos e soluções inteligentes que permitam reduzir o Investimento (CapEx) na implantação da rede FTTx e seus Custos Operacionais (OpEx), sem comprometer a qualidade, desempenho e confiabilidade. 2- Encontrar soluções para problemas críticos na implantação das redes FTTx. Estas soluções buscam: Reduzir custo global da solução. Reduzir tempos de implantação e manutenção. Reduzir custos de acessórios e materiais nas instalações.

17 Composição do CapEx e OpEx 33% OLT 39% Cabos Splitters Conectividade ONU 26%

18 Situações críticas em Redes FTTx PTO Splitter 1:x OLT Central Office DIO CTO CDO Splitter 1:z CEO Splitter 1:y DIO Alimentação Distribuição Drop Setor da Rede PTO Home Networking ONT ONT

19 Exemplo para redução do CapEx Cabo Óptico alimentador Caixa Terminação Óptica CTO ~ R$ 350/cx Drop ~ R$ 1,50/m L médio drop ~ 100m Total = R$ x 100 x R$ 1,50 ~ R$ 2.750

20 Exemplo para redução do CapEx CTO ~ R$ 350/cx Cabo Óptico alimentador Drop ~ R$ 1,50/m L médio drop ~ 50m Total = 2 x R$ x 50 x R$ 1,50 ~ R$ % redução!!!

21 Alternativas para redução do OpEx Conectorização vs Emenda por Fusão! Caixas de Terminação Óptica pré-conectorizadas Conectorização em campo Cabo óptico Distribuição Drops

22 Alternativas para redução do CapEx/OpEx No interior das Edificações Fibras ópticas padrão G.657A/B Cabos a micromódulos Flextube Cabos mini-drop (EZ Drop)

23 Alternativas para redução do CapEx/OpEx Fibras ópticas Monomodo ITU-T G.657 A/B BendBright XS

24 Cabo Óptico Flextube Alternativas para redução do CapEx/OpEx Dimensional Reduzido: Maior número de fibras compacto Menor tempo de preparo Tecnologia Micromódulos Diâmetro típico 12fo (1,3mm) CFOI UB 48fo 11,20mm 120kg/km FLEXTUBE 48FO 7,60mm 50kg/km Compacto, de fácil acesso Totalmente flexível Modularidade de 1 até 12 fibras

25 Alternativas para redução do CapEx/OpEx Mini Drop Interno 1 ou 2 FO 1,6 x 2 mm Conceito do cabo baixa fricção Não necessita passagem do guia-fio. Pode ser empurrado no duto. Baixo Atrito facilita sua inserção nos dutos. Maior quantidade em um mesmo duto.

26 Agenda As Oportunidades do FTTx As tecnologias das Redes FTTx Desafios e soluções já desenvolvidas Comentários Finais

27 Comentários Finais O Projeto e Plano Diretor da Rede FTTx são elementos chave para o sucesso do investimento e garantia de futuro! A redução do CapEx e do OpEx deve ser feita com Inteligência, Tecnologia, Inovação e Qualidade! Novas oportunidades de serviços devem ser buscadas pelos ISPs, incluindo as parcerias com as Prefeituras para a implantação dos serviços de Banda Larga Municipais. O Brasil conta com inúmeras Empresas sérias e de alto nível de desenvolvimento tecnológico que disponibilizam soluções de redes FTTx consolidadas e a prova de futuro.

28 Obrigado!! Marco Antonio Scocco

Redes Ópticas Passivas. Rodovias Sistemas de ITS

Redes Ópticas Passivas. Rodovias Sistemas de ITS Redes Ópticas Passivas Rodovias Sistemas de ITS Fibra Óptica Meio Ideal para Backbones e Redes de Acesso Arquitetura Rede de Acesso PON para Operadoras & ISP TECNOLOGIA PON Padronização ITU & IEEE ITU-T

Leia mais

DISPONIBILIDADE DE ACESSO AO USUÁRIO FINAL DOS SERVIÇOS MULTIMÍDIA DE MANEIRA RÁPIDA, PRÁTICA E FUTURE PROOF.

DISPONIBILIDADE DE ACESSO AO USUÁRIO FINAL DOS SERVIÇOS MULTIMÍDIA DE MANEIRA RÁPIDA, PRÁTICA E FUTURE PROOF. DISPONIBILIDADE DE ACESSO AO USUÁRIO FINAL DOS SERVIÇOS MULTIMÍDIA DE MANEIRA RÁPIDA, PRÁTICA E FUTURE PROOF. Furukawa Broadband System A linha Furukawa Broadband System tem produtos voltados ao segmento

Leia mais

Cabo Optico Aéreo Dielétrico Tubo unico ASU (NR/RC)

Cabo Optico Aéreo Dielétrico Tubo unico ASU (NR/RC) Cabo Optico Aéreo Dielétrico Tubo unico ASU (NR/RC) Os cabos ópticos TELCON contam com uma excelente proteção e transmissão óptica para conectar longas distancias e outros serviços como Multimedia, Internet

Leia mais

índice CENTRAL DE EQUIPAMENTOS REDE DE DISTRIBUIÇÃO REDE DE ACESSO REDE DE TERMINAÇÃO PARA RESIDÊNCIAS REDE DE TERMINAÇÃO PARA PRÉDIOS VANTAGENS

índice CENTRAL DE EQUIPAMENTOS REDE DE DISTRIBUIÇÃO REDE DE ACESSO REDE DE TERMINAÇÃO PARA RESIDÊNCIAS REDE DE TERMINAÇÃO PARA PRÉDIOS VANTAGENS índice 5 12 18 22 26 33 CENTRAL DE EQUIPAMENTOS REDE DE DISTRIBUIÇÃO REDE DE ACESSO REDE DE TERMINAÇÃO PARA RESIDÊNCIAS REDE DE TERMINAÇÃO PARA PRÉDIOS VANTAGENS 34 FACILIDADE DE COMPRA VIA CANAL DIRETO

Leia mais

Cabo Óptico Tubo Único Dielétrico

Cabo Óptico Tubo Único Dielétrico Os cabos ópticos Telcon proporcionam excelente performance de transmissão. Este cabo tem como diferencial ser constituído por um único tubo loose, protegidos por termoplástico preto retardante a chama

Leia mais

Como ofertar e projetar uma solução compacta Laserway PABLO DE CNOP GRANADO LOPES

Como ofertar e projetar uma solução compacta Laserway PABLO DE CNOP GRANADO LOPES Como ofertar e projetar uma solução compacta Laserway PABLO DE CNOP GRANADO LOPES CONCEITOS BÁSICOS A solução Laserway é baseada em uma rede multiserviços que utiliza o método de transmissão GPON, amplamente

Leia mais

TÉCNICAS DE ACESSO MÚLTIPLO NO DOMINIO ÓPTICO. José Valdemir dos Reis Junior

TÉCNICAS DE ACESSO MÚLTIPLO NO DOMINIO ÓPTICO. José Valdemir dos Reis Junior TÉCNICAS DE ACESSO MÚLTIPLO NO DOMINIO ÓPTICO José Valdemir dos Reis Junior ROTEIRO Gerações das redes PON Componentes das Redes Ópticas Passivas Técnicas de acesso múltiplo nas redes PON: - Acesso Multiplo

Leia mais

Agenda WWW.PARKS.COM.BR

Agenda WWW.PARKS.COM.BR Agenda Localização de aplicações GPON no espectro eletromagnético; Principio Fibra Óptica ; Ângulos de inserção; Relação Comprimento de onda e atenuação; Vantagens de aplicação de fibra e GPON; Cuidados;

Leia mais

Provedores de Internet

Provedores de Internet Fibra Óptica Meio Ideal para Backbones Fibra x Cobre Fibra x Cobre A Taxa de Transmissão no FTTH não é afetada pela distância do cliente até o equipamento da Central l(olt) Tecnologias sobre Cobre como

Leia mais

A Solução Furukawa Broadband System. FTTH e FTTA

A Solução Furukawa Broadband System. FTTH e FTTA A Solução Furukawa Broadband System FTTH e FTTA A linha Furukawa Broadband System oferece diversas opções de cabos, divisores (Splitters), equipamentos e acessórios de infraestrutura óptica. Uma linha

Leia mais

Conquistas e Novos Desafios

Conquistas e Novos Desafios Conquistas e Novos Desafios Segmento ISPs e Integradores FTTx Marcos Kazushi Futikami - VSB Mercado - Cenario CRESCIMENTO CONTÍNUO AO LONGO DOS ANOS Brasil: 100% dos municípios do Brasil são cobertos pelos

Leia mais

FIBRAS ÓPTICAS ESPECIAIS PARA APLICAÇÃO EM REDES FTTH. Slide: 1

FIBRAS ÓPTICAS ESPECIAIS PARA APLICAÇÃO EM REDES FTTH. Slide: 1 FIBRAS ÓPTICAS ESPECIAIS PARA APLICAÇÃO EM REDES FTTH Slide: 1 Agenda 1. Evolução na demanda por Banda Larga 2. Conceitos de Rede Óptica Passiva (PON) 3. Infra-estrutura da Rede Óptica Passiva 4. Fibras

Leia mais

PASSIVE OPTICAL NETWORK - PON

PASSIVE OPTICAL NETWORK - PON PASSIVE OPTICAL NETWORK - PON É uma solução para a rede de acesso, busca eliminar o gargalo das atuais conexões entre as redes dos usuários e as redes MAN e WAN. A solução PON não inclui equipamentos ativos

Leia mais

Soluções Inteligentes para Redes Ópticas FTTx

Soluções Inteligentes para Redes Ópticas FTTx Soluções Inteligentes para Redes Ópticas FTTx Matheus Enomoto 1 FURUKAWA ELECTRIC GROUP MAKING THE WORLD BRIGHTER Há mais de 130 anos ampliando os relacionamentos, encurtando as distâncias e se antecipando

Leia mais

TREINAMENTO de PRODUTOS

TREINAMENTO de PRODUTOS TREINAMENTO de PRODUTOS Tecnologia R&D Sorocaba 11 de Maio de 2010 www.telcon.com.br Produtos Fibras Ópticas Fibras Ópticas VANTAGENS DAS FIBRAS ÓPTICAS» Alta capacidade de transmissão (dados, voz, imágens);»

Leia mais

Futuro das comunicações ópticas e. sistemas de mobilidade

Futuro das comunicações ópticas e. sistemas de mobilidade Futuro das comunicações ópticas e a convergência com sistemas de mobilidade Convivência de Redes Móveis com as Fixas FORA E DENTRO DA CASA DENTRO DA CASA Mercado de Tablet deverá explodir nos próximos

Leia mais

ACESSO de BANDA LARGA. Uma perspectiva de Operador

ACESSO de BANDA LARGA. Uma perspectiva de Operador ACESSO de BANDA LARGA Uma perspectiva de Operador António Varanda I S T Lisboa, 8-Maio-2007 SUMÁRIO Um pouco de história e a evolução da Banda Larga Vídeo em tempo real: requisitos Análise de Operador:

Leia mais

PON PASSIVE OPTICAL NETWORK

PON PASSIVE OPTICAL NETWORK Cleiber Marques da Silva PON PASSIVE OPTICAL NETWORK Texto sobre a tecnologia de Redes ópticas passivas (PON) apresenta conceitos básicos, características e modelos existentes CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA

Leia mais

Soluções Inteligentes para Redes Ópticas FTTx

Soluções Inteligentes para Redes Ópticas FTTx Soluções Inteligentes para Redes Ópticas FTTx Matheus Enomoto 1 O Grupo FURUKAWA 1884 FOUNDED TELECOMUNICAÇÕES SISTEMAS ELETRÔNICOS AUTOMOTIVOS PRODUTOS PARA ENERGIA METAIS METAIS LEVES 2 A HISTÓRIA DA

Leia mais

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx Glauco Pereira Gerente de Produto - GPON glauco@padtec.com.br Tel.: + 55 19 2104.9727 Cel.: + 55 19 8118.0776 padtec.com Soluções

Leia mais

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx Glauco Pereira Gerente de Produto - GPON glauco@padtec.com.br Tel.: + 55 19 2104.9727 Cel.: + 55 19 8118.0776 padtec.com Soluções

Leia mais

COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO CET. Plano para revitalização da Rede de Transmissão de Dados e Imagens RTDI do sistema de CFTV Versão 2.

COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO CET. Plano para revitalização da Rede de Transmissão de Dados e Imagens RTDI do sistema de CFTV Versão 2. COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO CET Plano para revitalização da Rede de Transmissão de Dados e Imagens RTDI do sistema de CFTV Versão 2.0 10/09/2015 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 4 2. LEVANTAMENTO TÉCNICO...

Leia mais

Cabos Ópticos Totalmente Secos Soluções Ópticas para Infraestrutura de Redes Ópticas

Cabos Ópticos Totalmente Secos Soluções Ópticas para Infraestrutura de Redes Ópticas Cabos Ópticos Totalmente Secos Soluções Ópticas para Infraestrutura de Redes Ópticas Christiane Suemy EXCELÊNCIA EM INFRAESTRUTURA DE REDE DE ACESSO PARA PROVEDORES DE INTERNET SPLITTER DE 1 er NÍVEL SPLITTER

Leia mais

Soluções Inteligentes para Redes Ópticas FTTx

Soluções Inteligentes para Redes Ópticas FTTx Soluções Inteligentes para Redes Ópticas FTTx 1 O Grupo FURUKAWA Há mais de130 anos a Furukawa participa ativamente na vida das pessoas, através da contínua inovação tecnológica. 1884 FOUNDED 1896 ESTABLISHED

Leia mais

REDES A PROVA DE FUTURO MAGNO FUGISAVA GERENTE REGIONAL FURUKAWA INDUSTRIAL

REDES A PROVA DE FUTURO MAGNO FUGISAVA GERENTE REGIONAL FURUKAWA INDUSTRIAL REDES A PROVA DE FUTURO MAGNO FUGISAVA GERENTE REGIONAL FURUKAWA INDUSTRIAL REDES DE TELECOMUNICAÇÕES Evolução e Tendências TENDÊNCIAS EM LAN Evolução do Cabeamento MUDANÇA NO PERFIL DOS USUÁRIOS DOS SERVIÇOS

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA I - REDE GPON... 1. II - REDES FTTx... 8. III - DESCRIÇÃO DO PROJETO REDE FIBRAS OPTICAS FTTx... 10

TERMO DE REFERÊNCIA I - REDE GPON... 1. II - REDES FTTx... 8. III - DESCRIÇÃO DO PROJETO REDE FIBRAS OPTICAS FTTx... 10 TERMO DE REFERÊNCIA Conteúdo I - REDE GPON... 1 II - REDES FTTx... 8 III - DESCRIÇÃO DO PROJETO REDE FIBRAS OPTICAS FTTx... 10 IV RESUMO DE ATENDIMENTO DA REDE DE DUTOS POR SETOR... 15 1 I - REDE GPON

Leia mais

Cidades Digitais. Convergência - Banda Larga Melhorando a vida do cidadão. José C. Alcântara Jr alcantara@furukawa.com.br

Cidades Digitais. Convergência - Banda Larga Melhorando a vida do cidadão. José C. Alcântara Jr alcantara@furukawa.com.br Cidades Digitais Convergência - Banda Larga Melhorando a vida do cidadão José C. Alcântara Jr alcantara@furukawa.com.br Sociedade Conectada A todo instante - Em qualquer lugar Sociedade Conectada A todo

Leia mais

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Versão 1.0 22 a 25 Novembro de 2009 Recife - PE GRUPO XV GRUPO DE ESTUDO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TELECOMUNICAÇÃO PARA SISTEMAS

Leia mais

FTTH Fiber-To-The-Home. Equipamentos e acessórios ópticos para atender a demanda de internet e TV de clientes residenciais.

FTTH Fiber-To-The-Home. Equipamentos e acessórios ópticos para atender a demanda de internet e TV de clientes residenciais. Mundialmente aplicada com sucesso, a solução de redes ópticas passivas (PON - Passive Optical Network) permite levar a fibra até o assinante e atende as mais variadas topologias de redes de acesso como

Leia mais

Slide: 1. FTTx Equipamentos GEPON

Slide: 1. FTTx Equipamentos GEPON Slide: 1 FTTx Equipamentos GEPON FTTx - Definição FTTx é um termo genérico para designar arquiteturas de redes de transmissão de alto desempenho, baseadas em tecnologia óptica. São redes totalmente passivas

Leia mais

Panorama Atual e Futuro das Redes Broadband. Nelson Saito

Panorama Atual e Futuro das Redes Broadband. Nelson Saito Panorama Atual e Futuro das Redes Broadband Nelson Saito CIUDADES INTELIGENTES ITMAX DATA CENTER REDES METROPOLITANAS REDES DE ACCESO AEROPUERTO INDÚSTRIA PON LAN - LASERWAY OPGW UTILITIES FIBER TO THE

Leia mais

Road Map de Soluciones FTTx. Antonio Carlos Gonçalves

Road Map de Soluciones FTTx. Antonio Carlos Gonçalves Road Map de Soluciones FTTx Antonio Carlos Gonçalves Equipos Central Office Cliente Final Equipos EPON FK-ONU- 20L Produccíon Local 1 FE + 1GE ONU Dados + VoiP + WiFi 2 FXS 4 Ethernet Router WiFi Integrado

Leia mais

Redes de Nova Geração e o ITED

Redes de Nova Geração e o ITED Redes de Nova Geração e o ITED A explosão da procura telefónica dos anos 80 induziu a implantação do RITA O incremento da Internet e a liberalização do mercado das telecomunicações influenciou claramente

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TELEINFORMÁTICA E REDES DE COMPUTADORES RAFAEL GOES BARRETO

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TELEINFORMÁTICA E REDES DE COMPUTADORES RAFAEL GOES BARRETO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TELEINFORMÁTICA E REDES DE COMPUTADORES RAFAEL GOES BARRETO REDES FTTx NO BRASIL DISSERTAÇÃO CURITIBA 2014 RAFAEL GOES BARRETO REDES

Leia mais

Solução Conectorizada - Desafios. Talita Ianaguihara Favoreto

Solução Conectorizada - Desafios. Talita Ianaguihara Favoreto Solução Conectorizada - Desafios Talita Ianaguihara Favoreto CIDADES INTELIGENTES ITMAX DATA CENTER REDES METROPOLITANAS REDES DE ACESSO AEROPORTO INDÚSTRIA PON LAN - LASERWAY OPGW UTILITIES FIBER TO THE

Leia mais

Distribuidor Interno Óptico Gaveta. Distribuidor Interno Óptico Fit

Distribuidor Interno Óptico Gaveta. Distribuidor Interno Óptico Fit Linha Óptica Família de produtos que tem como principal função proporcionar o tráfego de dados, voz e imagem através de cordões e cabos de fibra óptica com o auxílio de acessórios para garantir a infraestrutura

Leia mais

3.1. Esta especificação faz referência aos seguintes documentos:

3.1. Esta especificação faz referência aos seguintes documentos: 1/7 1. OBJETIVO: 1.1. Esta Especificação Técnica tem por objetivo definir as características e estabelecer os critérios para a fabricação e aceitação do Sistema para Cabeamento Interno Aparente em Ambiente

Leia mais

AGENDA. Conceitos. Por que o Laserway? Estudo de casos. Normas e Associações. Conclusões

AGENDA. Conceitos. Por que o Laserway? Estudo de casos. Normas e Associações. Conclusões CASES LASERWAY AGENDA Conceitos Por que o Laserway? Estudo de casos Normas e Associações Conclusões CONCEITOS A solução LASERWAY Furukawa é 100% óptica e integra cabling, equipamentos e acessórios para

Leia mais

CHASSI EPON FK-C32-RAC... 34 TRANSCEIVER EPON... 35 CARTÃO DE INTERFACE OLT... 35 OLT STANDALONE EPON OLT FK-C2-RADC... 35

CHASSI EPON FK-C32-RAC... 34 TRANSCEIVER EPON... 35 CARTÃO DE INTERFACE OLT... 35 OLT STANDALONE EPON OLT FK-C2-RADC... 35 Índice GRUPO FURUKAWA...4 ORGULHO DE NOSSA HISTÓRIA...5 PESQUISA E DESENVOLVIMENTO...6 RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL...7 INSTITUTO FURUKAWA DE TECNOLOGIA...7 OUTRAS FERRAMENTAS DE VENDAS...8 TECNOLOGIA...9

Leia mais

Fibra Óptica. Por que escolher a 3M? O futuro é FTTB / FTTA FTTP. Soluções inovadoras, a 3M é um fornecedor completo para

Fibra Óptica. Por que escolher a 3M? O futuro é FTTB / FTTA FTTP. Soluções inovadoras, a 3M é um fornecedor completo para Celular Fiber-tothe-Antenna FTTH FTTB / FTTA Planta Externa subterrânea FTTP Por que escolher a 3M? Soluções inovadoras, a 3M é um fornecedor completo para implementações de projetos FTTH em MDUs. A 3M

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CDURP COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CDURP COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO ANEXO 6 CARACTERÍSTICAS OPERACIONAIS DA REDE DE FIBRAS ÓPTICAS INTRODUÇÃO Tecnologia de rede GPON A Concessionária, quando da implantação da Rede de Fibras Ópticas, deverá utilizar a tecnologia GPON (Gigabit-capable

Leia mais

GPON. Rede Óptica Passiva GigabitG. Leonardo F. Oliveira. Especialista Lato Sensu em Rede de Computadores Leonardo@uesb.edu.br

GPON. Rede Óptica Passiva GigabitG. Leonardo F. Oliveira. Especialista Lato Sensu em Rede de Computadores Leonardo@uesb.edu.br GPON Rede Óptica Passiva GigabitG Leonardo F. Oliveira Especialista Lato Sensu em Rede de Computadores Leonardo@uesb.edu.br GPON O que égpon? Utilização da fibra óptica para interligar pontos distantes

Leia mais

Redes Gpon FTTH uma realidadade em portugal

Redes Gpon FTTH uma realidadade em portugal Redes Gpon FTTH uma realidadade em portugal III Jornadas Electrotécnicas ISEP A. Vilas Boas - Amisfera, lda A Tecnologia GPON está dsiponível há já alguns anos Quando falamos em Redes de Nova Geração estamos

Leia mais

Tecnologia de Transmissão de Rádio e Óptica para Telecomunicações. Abel Ruiter Gripp

Tecnologia de Transmissão de Rádio e Óptica para Telecomunicações. Abel Ruiter Gripp Tecnologia de Transmissão de Rádio e Óptica para Telecomunicações Abel Ruiter Gripp Agenda História Portfolio Mercado Labs P&D Principais produtos GPON WDM Radio Ponto a Ponto Gerência Conscius AsGa -

Leia mais

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx Glauco Pereira Gerente de Produto - GPON glauco@padtec.com.br Tel.: + 55 19 2104.9727 Cel.: + 55 19 8118.0776 padtec.com Soluções

Leia mais

FTTH Fiber-to-the-Home

FTTH Fiber-to-the-Home FTTH Fiber-to-the-Home Rede à prova do Futuro Eng. Ernesto Eiti Fujita DTN Depto. Téc. Networking 41-3341-4289 ernestof@furukawa.com.br Slide: 1 A necessidade de Banda Larga Novos Serviços HDTV Real Time

Leia mais

A miniaturização chega à infraestrutura - a tecnologia dos microcabos e microdutos

A miniaturização chega à infraestrutura - a tecnologia dos microcabos e microdutos A miniaturização chega à infraestrutura - a tecnologia dos microcabos e microdutos Gustavo Candolo Gerente Comercial - Technical Sales Suport & FTTx Bauru, 17 de Novembro de 2015 O Grupo Prysmian no Brasil

Leia mais

Construindo Redes FTTH com Alta Disponibilidade e Confiabilidade Marcelo Di Mango

Construindo Redes FTTH com Alta Disponibilidade e Confiabilidade Marcelo Di Mango Construindo Redes FTTH com Alta Disponibilidade e Confiabilidade Marcelo Di Mango Engenheiro de Aplicação 10 de Novembro, 2016 1 Agenda Elementos da Rede FTTH Evolução das Redes de Acesso FTTH Infraestrutura

Leia mais

Comando Militar da Amazônia

Comando Militar da Amazônia Comando Militar da Amazônia SRP nº 11/2015 Dados para Adesão Cliente Comando Militar da Amazônia Serviços de instalação, manutenção e configuração de estruturas para redes de comunicação de dados, voz

Leia mais

Redes de Computadores. Redes de Computadores ADSL / XDSL. Protocolos de Redes. Aula 9 ADSL FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA

Redes de Computadores. Redes de Computadores ADSL / XDSL. Protocolos de Redes. Aula 9 ADSL FACULDADE PITÁGORAS DE TECNOLOGIA Redes de Computadores Protocolos de Redes Redes de Computadores Aula 9 / XDSL Introdução A tecnologia (Asymmetric Digital Subscriber Line - Linha Digital Assimétrica de Assinante) opera com transmissões

Leia mais

Anatomia de uma rede de acesso banda-larga (Parte I) GTER 33

Anatomia de uma rede de acesso banda-larga (Parte I) GTER 33 Anatomia de uma rede de acesso banda-larga (Parte I) GTER 33 2012 Grupo Algar Negócios Algar Setor TI/Telecom Setor Agro Setor Serviços Turismo Algar Telecom Negócios & Atuação: Varejo Empresas Dados &

Leia mais

MICROTECNOLOGIA. Luiz Henrique Cury Nov. 2015

MICROTECNOLOGIA. Luiz Henrique Cury Nov. 2015 MICROTECNOLOGIA Luiz Henrique Cury Nov. 2015 LUIZ HENRIQUE CURY DIRETOR DE NEGÓCIOS Engenheiro Elétrico com Ênfase em Telecomunicações pelo INATEL / Pós Graduado em ADM de Empresas na FGV / MBA em Marketing

Leia mais

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx

A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx A Tecnologia GPON na Banda Larga Perspectivas e ideias para redes FTTx Glauco Pereira Gerente de Produto - GPON glauco@padtec.com.br Tel.: + 55 19 2104.9727 Cel.: + 55 19 8118.0776 padtec.com Empresa 100%

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2014

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2014 APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2014 Política de Qualidade Atender as expectativas dos nossos clientes e requisitos regulamentares com a participação de todos os funcionários, buscando a melhoria contínua em

Leia mais

ETEP FACULDADES CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES

ETEP FACULDADES CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES ETEP FACULDADES CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES WESLLEY RICHARD FORNARI TECNOLOGIA GPON EM REDES DE FIBRA ÓPTICA MONOGRAFIA Jacareí 2015 2 ETEP FACULDADES CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA

Leia mais

Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada

Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada Os cabos ópticos Telcon proporcionam excelente performance de transmissão e proteção das fibras ópticas contra mudanças ambientais. Estes cabos são formados

Leia mais

REMAV Rede Metropolitana de Alta Velocidade INFOVIA DIGITAL = Rede de comunicação digital multisserviço de alta capacidade de transmissão

REMAV Rede Metropolitana de Alta Velocidade INFOVIA DIGITAL = Rede de comunicação digital multisserviço de alta capacidade de transmissão REMAV Rede Metropolitana de Alta Velocidade INFOVIA DIGITAL = Rede de comunicação digital multisserviço de alta capacidade de transmissão refeitura Municipal de São Luís -MA ecretaria Municipal de Informação

Leia mais

29º Encontro JARBAS JOSÉ VALENTE. Conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações

29º Encontro JARBAS JOSÉ VALENTE. Conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações 29º Encontro JARBAS JOSÉ VALENTE Conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações Brasília, 17de abril de 2012 Agenda Serviços de Telecomunicações: Convergência de Plataformas, Redes e Outorgas Premissas

Leia mais

PROVEDORES REGIONAIS ALTER DO CHÃO. Soluções Inteligentes para Redes Ópticas Como valorizar sua Rede

PROVEDORES REGIONAIS ALTER DO CHÃO. Soluções Inteligentes para Redes Ópticas Como valorizar sua Rede PROVEDORES REGIONAIS ALTER DO CHÃO Soluções Inteligentes para Redes Ópticas Como valorizar sua Rede HÁ MAIS DE 130 ANOS A FURUKAWA PARTICIPA ATIVAMENTE NA VIDA DAS PESSOAS, ATRAVÉS DA CONTÍNUA INOVAÇÃO

Leia mais

Revendedor Oficial. Linha GPON/EPON. OLT FiberHome

Revendedor Oficial. Linha GPON/EPON. OLT FiberHome Revendedor Oficial Linha GPON/EPON OLT FiberHome AN5516-04 OLT (AC Power) GPON OLT 2 slots com placa GC8B - AC A OLT AN5516-04 é um equipamento GPON de alto desempenho e compacto da FiberHome. Possui 2

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S.A. TELEBRAS

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S.A. TELEBRAS 1 Item 1.2.2.3 e 1.2.2.4 Duvida / Sugestão Duvida 2 4,3 Duvida 3 5,7 Sugestão ANEXO I Asga Questionamento Qualificação Justificativa Gostaríamos de saber se as especificações técnicas são iguais para os

Leia mais

Redes PON I: Novas Tecnologias e Tendências

Redes PON I: Novas Tecnologias e Tendências Redes PON I: Novas Tecnologias e Tendências Esta série de tutoriais tem por objetivo descrever as tecnologias PON da forma mais clara possível e com o maior número de informações relevantes para uma eventual

Leia mais

PAC EPON (ONU 8 PORTAS PoE REVERSO) PAC-SWITCH (8 PORTAS PoE REVERSO)

PAC EPON (ONU 8 PORTAS PoE REVERSO) PAC-SWITCH (8 PORTAS PoE REVERSO) PAC EPON (ONU 8 PORTAS PoE REVERSO) com bandeja O Pac-Epon, de padrão GEPON, é uma ONU de 8 portas com PoE reverso integrado, sendo a solução mais completa do mercado, onde o provedor tem toda a sua necessidade

Leia mais

BAIXA CAPILARIDADE ALTO CONSUMO ENERGIA ALTO CUSTO

BAIXA CAPILARIDADE ALTO CONSUMO ENERGIA ALTO CUSTO OTIMIZAÇÃO DE REDES USO DA REDE EXISTENTE E OTIMIZAÇÃO DE FIBRA EVOLUÇÂO NATURAL DA REDE DE ACESSO ÓPTICO BAIXA CAPILARIDADE LOCAL OPERADORA PONTO A PONTO USUÁRIOS Ponto a ponto: para cada novo cliente

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 1

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 1 REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 1 Índice 1. Redes de Computadores e Telecomunicações...3 2. Topologias de Redes...4 2.1 Barramento... 4 2.2 Anel... 4 2.3 Estrela... 5 2.4 Árvore... 5 2.5

Leia mais

FTTH FORUM 2008. Sociedade da Informação Portugal em Mudança CCB, 5 Nov 2008. Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento

FTTH FORUM 2008. Sociedade da Informação Portugal em Mudança CCB, 5 Nov 2008. Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento FTTH FORUM 2008 Sociedade da Informação Portugal em Mudança CCB, 5 Nov 2008 Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Principais Orientações

Leia mais

X??? Digital Subscriber Line

X??? Digital Subscriber Line Tecnologias XDSL X??? Digital Subscriber Line AGENDA GERAL Tecnologias de Transmissão A Rede Rede Pública Comutada Loop local Central PROVEDOR REDE CORPORATIVA usuário Central Central usuário Par trançado

Leia mais

CATEGORIA 8 NOVA SOLUÇÃO PARA REDES ETHERNET 40Gbps. Renato Flávio Cruz Gerente Técnico - Cabos

CATEGORIA 8 NOVA SOLUÇÃO PARA REDES ETHERNET 40Gbps. Renato Flávio Cruz Gerente Técnico - Cabos CATEGORIA 8 NOVA SOLUÇÃO PARA REDES ETHERNET 40Gbps Renato Flávio Cruz Gerente Técnico - Cabos Agenda Redes atuais para 40 Gbit/s Ethernet Next Generation Cabling: 40GBASE-T Category 8 - Cabos e Conectores

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE

ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE Introdução O administrador de redes geovanegriesang@ifsul.edu.br www.geovanegriesang.com Gerenciamento de redes Gerenciamento de rede é o ato de iniciar, monitorar e modificar

Leia mais

Principais benefícios. A plataforma ConnectMaster oferece os seguintes benefícios principais:

Principais benefícios. A plataforma ConnectMaster oferece os seguintes benefícios principais: PLATAFORMA DE GESTÃO DE RECURSO DE CONHECIMENTO DE LOCALIZAÇÃO E SERVIÇO Resumo O poderoso recurso do ConnectMaster para análise robusta leva a suposição trabalhar fora das funções críticas do negócio

Leia mais

Acesso Internet. Hernesto Miyamoto Inovação Tecnológica Julho, 2008. II Seminário sobre Informação na Internet

Acesso Internet. Hernesto Miyamoto Inovação Tecnológica Julho, 2008. II Seminário sobre Informação na Internet Acesso Internet Hernesto Miyamoto Inovação Tecnológica Julho, 2008 Agenda TIM no Brasil Tecnologias de Acesso Banda Larga Aplicações das Tecnologias de Acesso Popularizando o Acesso a Internet TIM no Brasil

Leia mais

Posição da ONITELECOM relativa àconsulta pública sobre a abordagem regulatória às novas redes de acesso (NRA) 30 de Julho 2008

Posição da ONITELECOM relativa àconsulta pública sobre a abordagem regulatória às novas redes de acesso (NRA) 30 de Julho 2008 Posição da ONITELECOM relativa àconsulta pública sobre a abordagem regulatória às novas redes de acesso (NRA) 30 de Julho 2008 Vimos pelo presente meio apresentar a posição da ONITELECOM relativamente

Leia mais

Resultados do 4T05 e do ano de 2005

Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Teleconferência 24/03/2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais

Leia mais

Superintendência de Competição PGMC A NOVA REALIDADE DO

Superintendência de Competição PGMC A NOVA REALIDADE DO Superintendência de Competição PGMC A NOVA REALIDADE DO Abraão Balbino e Silva Gerente de Monitoramento das Relações entre Prestadoras asilva@anatel.gov.br Brasília, maio de 2013 Agenda Nova Estrutura

Leia mais

ÍNDICE. Válido por 02 (dois) dias a partir da data de impressão. Deve ser eliminado após este prazo. Data de impressão: 20/04/2011 16:21

ÍNDICE. Válido por 02 (dois) dias a partir da data de impressão. Deve ser eliminado após este prazo. Data de impressão: 20/04/2011 16:21 PO-000063 00 Página 1/29 ÍNDICE 1. OBJETIVO 3 2. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES 3 3. DEFINIÇÕES E GLOSSÁRIO 3 4. DADOS DE ENTRADA DE PROJETO 4 5. VISTORIA / LEVANTAMENTO DE CAMPO 6 6. DIVISÃO DE ÁREAS E DEFINIÇÃO

Leia mais

Cidade Digital: Projeto Baseado em Tecnologia GPON

Cidade Digital: Projeto Baseado em Tecnologia GPON Cidade Digital: Projeto Baseado em Tecnologia GPON Este tutorial tem por objetivo descrever as características de um projeto de Cidade Digital, utilizando a tecnologia GPON (Gigabit Passive Optical Network)

Leia mais

É Presidente do Comitê de TIC - Tecnologia da Informação e Comunicação da Amcham - SP, Câmara Americana de Comércio de São Paulo.

É Presidente do Comitê de TIC - Tecnologia da Informação e Comunicação da Amcham - SP, Câmara Americana de Comércio de São Paulo. Direitos de Passagem e Termos de Permissão de Uso de Vias Públicas O objetivo deste tutorial é fazer com que você conheça os conceitos básicos sobre direitos de passagem e termos de permissão de uso de

Leia mais

LINHA ÓPTICA. Distribuidor Interno Óptico Gaveta. Distribuidor Interno Óptico Fit

LINHA ÓPTICA. Distribuidor Interno Óptico Gaveta. Distribuidor Interno Óptico Fit Distribuidor Interno Óptico Gaveta Módulo montado. Estrutura padrão 19 com gaveta metálica deslizante, frente em acrílico. Fornecido com módulos que fazem a reserva técnica de cabos, acomodação das emendas

Leia mais

Inovação em Banda Larga. Marco Antonio Folegatti Gerente Geral da América do Sul Telecom Networks

Inovação em Banda Larga. Marco Antonio Folegatti Gerente Geral da América do Sul Telecom Networks Inovação em Banda Larga Marco Antonio Folegatti Gerente Geral da América do Sul Telecom Networks A banda larga beneficia a todos Melhoria na qualidade de vida com FTTH Exemplos em países em desenvolvimento

Leia mais

CIDADE DIGITAL (TECNOLOGIA GPON) DIGITAL CITY (TECHNOLOGY GPON)

CIDADE DIGITAL (TECNOLOGIA GPON) DIGITAL CITY (TECHNOLOGY GPON) CIDADE DIGITAL (TECNOLOGIA GPON) Aluno: Fábio Banda Roland Professor: Edgar Bortolini Resumo Objetivo: Descrever as características de um projeto de Cidade Digital, utilizando a tecnologia GPON (Gigabit

Leia mais

COMUNICADO TÉCNICO Nº 53

COMUNICADO TÉCNICO Nº 53 Página 1 de 8 COMUNICADO TÉCNICO Nº 53 FIBRA ÓPTICA COMO MEIO DE COMUNICAÇÃO PADRÃO DE EQUIPAMENTOS APLICADOS NA PROTEÇÃO Diretoria de Engenharia e Serviços Gerência de Automação ELABORADO POR: COLABORADORES:

Leia mais

NT 239 2015. Redes ópticas passivas para a rede de comunicação de equipamentos de ITS

NT 239 2015. Redes ópticas passivas para a rede de comunicação de equipamentos de ITS NT 239 2015 Redes ópticas passivas para a rede de comunicação de equipamentos de ITS Introdução Sun Hsien Ming Com o advento de ITS (Intelligent Transportation System), a necessidade de redes de comunicação

Leia mais

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09 Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09 1 DESTAQUES DO 2T09 2 Base de Clientes TV a Cabo: 3,5 milhões Base de Clientes Net Vírtua: 2,6 milhões Base de Clientes em Voz: 2,3 milhões ARPU: oportunidade

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE SOFTWARE PARA AUTOMAÇÃO DE PROCEDIMENTOS NO PLANEJAMENTO DE REDE

UTILIZAÇÃO DE SOFTWARE PARA AUTOMAÇÃO DE PROCEDIMENTOS NO PLANEJAMENTO DE REDE Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa Lato Sensu em Gerenciamento de Projetos UTILIZAÇÃO DE SOFTWARE PARA AUTOMAÇÃO DE PROCEDIMENTOS NO PLANEJAMENTO DE REDE Autor: Patrícia Daniel Pinto Orientador:

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE IV FIBRA ÓPTICA

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE IV FIBRA ÓPTICA APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE IV FIBRA ÓPTICA 1 REDE DE COMPUTADORES IV 1. Introdução FIBRA ÓPTICA É um filamento de vidro ou de materiais poliméricos com capacidade de transmitir luz. Tal filamento

Leia mais

Workshop 4. PNBL Catalizador da Produção e Desenvolvimento Local. José Carlos Alcântara Jr

Workshop 4. PNBL Catalizador da Produção e Desenvolvimento Local. José Carlos Alcântara Jr Workshop 4 PNBL Catalizador da Produção e Desenvolvimento Local José Carlos Alcântara Jr 1 Objetivos Criar oportunidades, acelerar o desenvolvimento econômico e social, promover a inclusão digital, reduzir

Leia mais

UM PLANO NACIONAL PARA BANDA LARGA. O BRASIL EM ALTA VELOCIDADE.

UM PLANO NACIONAL PARA BANDA LARGA. O BRASIL EM ALTA VELOCIDADE. UM PLANO NACIONAL PARA BANDA LARGA. O BRASIL EM ALTA VELOCIDADE. NOSSO DESAFIO EM NÚMEROS ACESSOS EM 2009 MILHÕES DE ACESSOS ACESSOS EM 2014 MILHÕES DE ACESSOS INVESTIMENTOS NO PNBL (2010 2014) APORTE

Leia mais

Baseada na tecnologia GPON (Gigabit Passive Optical Network), a solução Laserway é uma rede

Baseada na tecnologia GPON (Gigabit Passive Optical Network), a solução Laserway é uma rede Baseada na tecnologia GPON (Gigabit Passive Optical Network), a solução Laserway é uma rede baseada em fibras monomodo com topologia ponto-multiponto. A transmissão de dados ocorre entre um equipamento

Leia mais

Redes PON II: Novas Tecnologias e Tendências

Redes PON II: Novas Tecnologias e Tendências Redes PON II: Novas Tecnologias e Tendências Esta série de tutoriais tem por objetivo descrever as tecnologias PON da forma mais clara possível e com o maior número de informações relevantes para uma eventual

Leia mais

IV SEMINÁRIO DOS RESULTADOS DA LEI DE INFORMÁTICA EDUARDO TUDE. Impactos da Lei de Informática em Telecomunicações. 2 abril 2013, Anhembi, São Paulo

IV SEMINÁRIO DOS RESULTADOS DA LEI DE INFORMÁTICA EDUARDO TUDE. Impactos da Lei de Informática em Telecomunicações. 2 abril 2013, Anhembi, São Paulo IV SEMINÁRIO DOS RESULTADOS DA LEI DE INFORMÁTICA EDUARDO TUDE Impactos da Lei de Informática em Telecomunicações 2 abril 2013, Anhembi, São Paulo Sumário Introdução Serviços de Telecom no Brasil A Indústria

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. UNIDADE REQUISITANTE: EMPRESA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO CEARÁ ETICE

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. UNIDADE REQUISITANTE: EMPRESA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO CEARÁ ETICE ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. UNIDADE REQUISITANTE: ETICE 2. DO OBJETO: Registro de Preços para futuras e eventuais aquisições de fibra óptica, acessórios e material para rede de acesso FTTX e equipamentos

Leia mais

Conexão ADSL/VDSL. Redes de Computadores

Conexão ADSL/VDSL. Redes de Computadores Conexão ADSL/VDSL Redes de Computadores O que é DSL? Digital Subscriber Line é uma família de tecnologias que fornecem um meio de transmissão aproveitando a própria rede de telefonia que chega na maioria

Leia mais

Análise da Rede Óptica Passiva Baseada em Multiplexação por Divisão no Tempo como alternativa para acesso banda larga no cenário brasileiro

Análise da Rede Óptica Passiva Baseada em Multiplexação por Divisão no Tempo como alternativa para acesso banda larga no cenário brasileiro Análise da Rede Óptica Passiva Baseada em Multiplexação por Divisão no Tempo como alternativa para acesso banda larga no cenário brasileiro Rafael Jales Lima Ferreira 1, Guilherme Enéas Vaz Silva 12. 1

Leia mais

Redes de Acesso Ópticas

Redes de Acesso Ópticas Redes de Acesso Ópticas João Pires Instituto de Telecomunicações, DEEC, Instituto Superior Técnico, e-mail: jpires@lx.it.pt Seminário sobre Redes Ópticas de Nova Geração ISCTE, 14 de Abril de 2009 Sumário

Leia mais

PROJETO OPGW CABLES OPGW

PROJETO OPGW CABLES OPGW PROJETO OPGW CABLES OPGW 2007 CABO OPGW Para instalação em sistemas de linhas distribuição e transmissão de energia elétrica: Abriga em seu interior, fibras ópticas. Interface de comunicação entre dois

Leia mais

ESTUDO DE CASO DA IMPLEMENTAÇÃO DE UM FTTH (Fiber-To-The-Home) EM CONDOMÍNIO RESIDENCIAL.

ESTUDO DE CASO DA IMPLEMENTAÇÃO DE UM FTTH (Fiber-To-The-Home) EM CONDOMÍNIO RESIDENCIAL. ESTUDO DE CASO DA IMPLEMENTAÇÃO DE UM FTTH (Fiber-To-The-Home) EM CONDOMÍNIO RESIDENCIAL. Matheus Henrique Sacramento Martins¹, Frederico Coelho (Orientador)¹. ¹Departamento de Ciência da Computação Universidade

Leia mais

TABELA DE PREÇOS DE REFERÊNCIA 1-7

TABELA DE PREÇOS DE REFERÊNCIA 1-7 Item Serviços do Grupo 1 Unida 1.1 Projeto instalação fibras ópticas aéreas metro 411770 R$ 947.071,00 1.2 Projeto instalação fibras ópticas subterrâneas metro 20680 R$ 66.176,00 1.3 Projeto instalação

Leia mais

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. Resultados do 4T07

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. Resultados do 4T07 NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. Resultados do 4T07 Destaques 2 Lançamento do NET Digital HD, que combina as funções de gravador e conversor de alta definição; Aquisição da BIGTV traz 12 importantes cidades

Leia mais

Cabos Ópticos Drop. Qualidade e Requisitos Aplicáveis. Rodrigo Maciel de Oliveira/GTC

Cabos Ópticos Drop. Qualidade e Requisitos Aplicáveis. Rodrigo Maciel de Oliveira/GTC Cabos Ópticos Drop Qualidade e Requisitos Aplicáveis Rodrigo Maciel de Oliveira/GTC Arquitetura Genérica Rede FTTx SPLITTER DE 2º NÍVEL SPLITTER DE 1º NÍVEL CENTRAL DA OPERADORA Quantos tipos de cabo Drop

Leia mais

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA?

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? Tecnologia 40 Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? DSL Cabo Fibra Móvel Móvel WiFi em movimento Convergência TERMINAL é poder MULTI- se comunicar ÓTIMO MÍDIA independente de local, dispositivo de acesso

Leia mais