Entrega de Folhas de Férias

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Entrega de Folhas de Férias"

Transcrição

1 Entrega de Folhas de Férias Guia do Utilizador Versão 4.0 Agosto/ 2014

2 Índice 1. Introdução 2. Criar/ Validar Folhas de Férias 3. Acesso à funcionalidade 4. Inserir/ Consultar Folhas de Férias 5. Comprovativo de entrega 6. Mensagens de erro do sistema 7. Questões mais frequentes (FAQs) 2

3 1. Introdução A entrada em vigor da Portaria 256/2011, 05/07, resulta num conjunto de novos procedimentos para o envio das remunerações dos trabalhadores seguros nas apólices do seguro obrigatório de Acidentes de Trabalho. Os tomadores de seguro deverão agora comunicar as remunerações mensalmente em ficheiro de formato normalizado e em suporte digital. Este novo modelo simplifica e uniformiza a recolha das declarações de remuneração e de outros valores a segurar, permitindo a sua correcta identificação, mitigando eventuais problemas com verbas não transferidas. A informação remetida no novo formato possibilita ainda, existindo um sinistro na apólice, agilizar todo o processo de sinistro, resultando num processamento das indemnizações e reembolsos de despesas mais rápidos. Este guia pretende auxiliá-lo na utilização da nova funcionalidade de Envio de Folhas de Férias disponibilizada pela na sua página institucional e a ultrapassar os obstáculos funcionais e técnicos mais frequentes na implementação deste novo procedimento. Caso necessite de esclarecimentos adicionais contacte o seu mediador/corretor, a Direcção de Tecnologia e Informação, através do ou ainda o nosso Contact Center, através do número

4 2. Criar/ Validar Folhas de Férias Para criar o ficheiro de folhas de férias para que este contenha a informação obrigatória no formato recomendado, o Cliente poderá: 1. Solicitar o ficheiro normalizado junto da sua empresa fornecedora de software de gestão de recursos humanos; 2. No caso de desenvolvimento interno, criar o ficheiro com base nas Características Técnicas disponibilizadas no site da ; 3. Utilizar os aplicativos disponibilizados pela Associação Portuguesa de Seguradores (APS) na página Folhas de Férias para as Seguradoras para validar e corrigir o ficheiro gerado pelo seu sistema informático, ou para criar de raiz o ficheiro electrónico de forma simples e rápida: Aceda a estes aplicativos na página web da APS https://www.apseguradores.pt/site/aps.aspx e clique na área FICHEIROS DE FOLHAS DE FÉRIAS Valide aqui (localizada na coluna de banners do lado direito da janela). Fig. 1: Página de entrada para o aplicativo da APS Botão de acesso à página dos aplicativos Folhas de Férias para seguradoras Fig. 2: Página do aplicativo 4

5 2. Criar/ Validar Folhas de Férias Na página Folhas de Férias para as seguradoras da APS deve escolher o aplicativo mais adequado às suas necessidades: Ficheiro para a Seguradora - Para clientes que disponham de aplicações de gestão de Recursos Humanos que já gerem ficheiros de Folhas de Férias. O cliente poderá realizar as seguinte operações abrir, validar, consultar, alterar e criar um novo ficheiro para a com base noutro ficheiro. De notar que a disponibiliza na sua página institucional o ficheiro de Características Técnicas que permite aos fornecedores de software e departamentos de informática normalizar correctamente os ficheiros de folhas de férias a enviar à seguradora. Fig. 3: Página dos aplicativos Seleccione o aplicativo mais adequado Botão de acesso à página para Envio de Folhas de Férias Criar ficheiro com base num ficheiro da Segurança Social - Permite criar um ficheiro de Folhas de Férias normalizado a partir do ficheiro que envia para a Segurança Social (Modelo RC4008, versão 01), bastando acrescentar a informação adicional. Criar novo ficheiro para a seguradora - Permite criar um ficheiro de folhas de férias normalizado de raiz. 5

6 3. Acesso à funcionalidade A entrega de Folhas de Férias deve ser efectuada através da página institucional da, Aceda à ÁREA DE CLIENTE (localizada na barra horizontal de menus) e clique na opção Folha de Férias. Pode também aceder à ENTREGA DE FOLHAS DE FÉRIAS, na área de INFORMAÇÕES ÚTEIS do produto Acidente de Trabalho, que se encontra na área OFERTA EMPRESAS. Ambas opções dão acesso à página de registo Envio de Folhas de Férias, onde deve inserir o N.º de Apólice e o N.º de Cliente. Fig. 4: Página de entrada Fig. 5: Página do produto 6

7 3. Acesso à funcionalidade Acesso ao ficheiro de Características Técnicas que permite normalizar as Folhas de Férias. Botão de acesso ao Guia do Utilizador Número da para contacto. Para Inserir/ Consultar as folhas de férias introduza o N.º de Apólice (1), o N.º de Cliente (2) e seleccione o botão Entrar. (1) O campo N.º de Apólice é composto pela identificação do Ramo e pelo n.º da apólice. A folha de férias a submeter deve corresponder à apólice cujo número vai indicar no registo. (2) O N.º Cliente deve corresponder ao n.º de apólice introduzido e tem o objectivo de validar os dados introduzidos. Fig. 6: Página de registo para acesso à funcionalidade de Envio de Folhas de Férias O n.º de apólice, ramo e n.º de cliente podem ser consultados no Aviso Factura/Recibo enviado pela Açoreana Seguros. 7

8 4. Inserir/ Consultar as Folhas de Férias Após efectuar o registo inicial acede a uma janela onde pode inserir novas Folhas de Férias e consultar os documentos já entregues. 1. Para inserir uma nova Folha de Férias, deve começar por indicar o Ano e seleccionar o Mês a que corresponde o ficheiro (Caso introduza, por lapso, uma folha incorrecta deve contactar os serviços da ). 2. Deve indicar o nome do ficheiro que pretende obter ou utilizar o botão Procurar para pesquisar o ficheiro no seu computador. Fig. 7: Janela para inserir/ consultar as Folhas de Férias O nome do ficheiro Folha de Férias normalizado deve ser composto por: 1001(código da ) + Nº de apólice (20 posições e formato com os zeros à esquerda 12 posições para o Ramo, 8 posições para nº da apólice) + Data (MMAA) + extensão.eur. Exemplo: Nº de Apólice: Data: Abril de 2012 Nome do Ficheiro: EUR Indicação do mês a que corresponde a Folha de Férias carregada. Indicação que o ficheiro cumpre as novas regras para a entrega de Folhas de Férias. Documentos Normalizados são apenas aceites devidamente preenchidos de acordo com as Características Técnicas. 3. Para inserir o ficheiro deve seleccionar o botão SUBMETER. Em caso de engano, antes de submeter, deve clicar no botão LIMPAR para apagar o ficheiro. Os campos NOME do FICHEIRO, CARREGADO EM e COMPROVATIVO ENTREGA (veja na próxima página a fig. 5) indicam que os ficheiros entregues foram aceites. 4. Após submissão do documento, a aceitação do mesmo pode ser confirmada pela sua visualização na tabela de FICHEIROS ENTREGUES. 8

9 5. Comprovativo de entrega Após a submissão das Folhas de Férias através do aplicativo da, os ficheiros são sujeitos a um processo de validação e, cumprindo as características técnicas, serão aceites pela Seguradora. A aceitação do ficheiro de Folha de Férias gera um novo ficheiro de extensão PDF que poderá ser guardado ou impresso e que corresponde ao comprovativo de entrega. Fig. 8: Comprovativo de entrega de Folhas de Férias 9

10 6. Mensagens de erro do sistema A Mensagem de Erro resulta de uma falha encontrada na formatação do ficheiro submetido. Para solucionar este constrangimento deve contactar a empresa de software que lhe forneceu o ficheiro ou, no caso de se tratar de um aplicativo de gestão de Recursos Humanos desenvolvido internamente pela empresa, deve consultar as Características Técnicas a que o ficheiro deve obedecer. Tem ainda disponível os aplicativos da APS que permitem criar, corrigir e validar os ficheiro de folhas de férias, como explicado no Capítulo 2 deste Guia. Fig. 9: Janela ilustrativa da mensagem de erro A tabela seguinte contém algumas mensagens de erro que pode encontrar aquando da submissão do ficheiro de Folha de Férias. Mensagem de erro "Formato Ficheiro Inválido - O ficheiro não começa por R0FOLHAF (primeiros oito caracteres)." "Formato Ficheiro Inválido - A linha em análise contém mais que 124 Caracteres. "Formato Ficheiro Inválido - O ficheiro contém mais que um registo R0, este só deverá conter um único registo R0." "Formato Ficheiro Inválido - O número de registos R2 não é igual ao total reportado no registo R3." "Formato Ficheiro Inválido - O somatório do VALREM dos registos R2 não é igual ao somatório do campo TOTREM dos registos R3. "Formato Ficheiro Inválido - Um registo R2 contém uma natureza inválida (desconhecida)." "A data para o qual submeteu a folha de férias é diferente da contida no registo R0, estas deverão coincidir." "A data para o qual submeteu a folha de férias é diferente da contida no registo R3, estas deverão coincidir." "O número da apólice no registo R0 é incoerente com a apólice seleccionada." "O código da Seguradora no registo R0 é diferente de 1001 que representa a." "O número da apólice no(s) registo(s) R1 é incoerente com a apólice do registo R0." Fig. 10: Tabela de possíveis mensagens de erro do sistema 10

11 7. Questões mais frequentes (FAQs) É obrigatório adoptar o novo formato para envio da informação de Folhas de Férias estabelecido na legislação em vigor recentemente emitida? A Portaria nº 256/11, de 05/07, que aprova a nova apólice uniforme do seguro obrigatório de acidentes de trabalho, define que o Tomador do Seguro deve obrigatoriamente remeter à sua Seguradora a "cópia das declarações de remunerações do seu pessoal remetidas à segurança social, recorrendo, para este efeito, a meio informático que deverá ser em suporte digital ou correio electrónico. Reconhecendo as vantagens quer para a Seguradora, quer para os seus Clientes, a maioria das empresas de seguros existentes na actividade Seguradora adoptou os seus sistemas informáticos a este novo modelo, estando a aconselhar a sua utilização. Quais as vantagens da adopção deste novo modelo de entrega de Folhas de Férias nas Seguradoras? O novo modelo tem como objectivo a simplificação e uniformização da recolha das declarações de remunerações e, também, de outros valores a segurar. A informação remetida através do novo formato possibilita, existindo sinistro na apólice, agilizar todo o processo de sinistro, resultando num processamento das indemnizações e reembolso de despesas mais rápido, com as naturais vantagens tanto para a empresa, como para o sinistrado de acidentes de trabalho. Permitirá, igualmente, apontar a identificação correcta dos vários valores a segurar, mitigando, dessa forma, quaisquer problemas que possam ocorrer com verbas não transferidas. Como poderá a minha empresa ter acesso a este novo formato de entrega de Folhas de Férias? A desenvolveu no seu site institucional - - uma funcionalidade específica para a inserção/consulta das Folhas de Férias dos seus Clientes. No espaço destinado ao Envio de Folhas de Férias encontrará ainda um ficheiro excel designado Características Técnicas, que contém todas as especificações técnicas necessárias para a adaptação da informação. Adicionalmente, a APS disponibiliza no seu site - https://www.apseguradores.pt/site/aps.aspx - 3 aplicativos que, para além de validar ficheiros normalizados, permitem criar um Ficheiro de Folhas de Férias a partir do ficheiro enviado para Segurança Social (Modelo RC008, Versão 01) e criar um ficheiro de raiz de forma simples e rápida. Ver Capítulo 2 deste Guia. 11

12 7. Questões mais frequentes (FAQs) Este novo formato obriga a ter um programa informático especial e a adquirir um novo software? O formato de envio de Folhas de Férias às Seguradoras tem uma arquitectura muito semelhante àquele que é actualmente utilizado pelas empresas para remeterem, via Internet, as declarações de remunerações dos seus colaboradores aos serviços da Segurança Social. Os aplicativos disponibilizado pela APS, no site https://www.apseguradores.pt/site/aps.aspx, permitem a criação de um ficheiro de Folhas de Férias a partir do ficheiro enviado para Segurança Social (Modelo RC008, Versão 01). Ver Capítulo 2 deste Guia. O que deve a minha empresa fazer para se adaptar ao novo modelo de entrega das Folhas de Férias na Açoreana Seguros? As empresas devem contactar com os seus serviços e/ou os seus prestadores/consultores regulares para a área do software, que conhecem bem este novo modelo e poderão aconselhá-las quanto ao formato e formulário normalizado para entrega das Folhas de Férias. Poderão utilizar os aplicativos disponibilizados pela APS - https://www.apseguradores.pt/site/aps.aspx que permitem validar, adaptar e criar o ficheiro normalizado a entregar na. Ver Capítulo 2 deste Guia. A empresa pode remeter para a Seguradora o ficheiro remetido à Segurança Social? Não. O formato adoptado pelas Seguradoras contém novos campos que se destinam à informação relativa ao número da apólice, ao código da Seguradora, ao código de profissão do trabalhador e ao código de subsídio de refeição, pelo que o ficheiro remetido à Segurança Social não pode ser utilizado. No entanto, os aplicativos disponibilizados pela APS, no seu site https://www.apseguradores.pt/site/aps.aspx, permitem a criação de um Ficheiro de Folhas de Férias a partir do ficheiro enviado para Segurança Social (Modelo RC008, Versão 01). Ver Capítulo 2 deste Guia. 12

13 7. Questões mais frequentes (FAQs) O nome do ficheiro obedece a alguma estrutura própria? O nome do ficheiro a remeter à Seguradora deve observar composição seguinte: Código + Número de Apólice (Ramo e Número) + Data da FF (MMAA) +.EUR Este nome deve respeitar um número de caracteres específicos, não podendo conter caracteres especiais tais como: \ / : *.? < >: - 4 algarismos para o código da Seguradora; - 20 algarismos para o número de apólice (formato com os zeros à esquerda 12 posições para o Ramo + 8 posições para o Número da Apólice); - 4 algarismos para o mês e dia; - 3 posições para a extensão.eur Exemplo: EUR A que se referem com o código da Seguradora a incluir no ficheiro? Cada Seguradora tem um código oficial único atribuído pelo Instituto de Seguros de Portugal (ISP), o qual deve ser associado a todas as apólices por ela geridas. Este código é composto por 4 dígitos e integra a posição inicial do nome dado ao ficheiro de folha de férias. No caso da este código é o número O R1, onde está o n.º de apólice e o código da Seguradora, aparece tantas as vezes quanto os diferentes estabelecimentos e taxas constantes da apólice em questão. Podem existir colaboradores na mesma empresa com apólices diferentes? Sim. No entanto, uma vez que o ficheiro de Folha de Férias refere uma única apólice os colaboradores em diferentes apólices não poderão ser enviados no mesmo ficheiros. 13

14 7. Questões mais frequentes (FAQs) Como devo configurar os elementos que vou incluir no ficheiro das Características Técnicas? Deve consultar as normas de preenchimento que fazem parte do ficheiro de Características Técnicas disponível no site institucional da, espaço destinado à inserção/consulta de Folha de Férias. Como proceder se, após confirmar que a apólice está no estado "Activo", ao inserir o n.º da apólice e o n.º de cliente o aplicativo não permite avançar no processo? Deve verificar-se se os n.ºs de apólice (composto pelo Ramo e nº. Apólice) e o n.º de cliente introduzidos estão correctos. Se depois desta confirmação a mensagem persistir deve contactar-se os serviços da.. Qual a periodicidade do envio de Folhas de Férias à Seguradora? Conforme se encontra estabelecido nas Condições Gerais da apólice uniforme de acidentes de trabalho, a informação relativa ao mês anterior, deve ser remetida à Seguradora com uma periodicidade mensal e até ao dia 15 de cada mês. Não se registou, com a adoptação deste novo modelo de tratamento de Folhas de Férias, quaisquer alterações no que respeita aos seus prazos de envio. A minha empresa pode fazer a entrega de Folhas de Férias respeitante a meses anteriores? Sim. As empresas podem remeter em determinado mês as Folhas de Férias dos meses que não tenham sido ainda entregues, devendo no entanto, sempre que possível respeitar a entrega em tempo útil. 14

15 7. Questões mais frequentes (FAQs) Poder-se-á correr o risco de duplicar a entrega de Folhas de Férias de um mesmo mês? Não. O modelo informático agora adoptado efectua uma validação à informação constante dos campos do ficheiro remetido, rejeitando de forma automática informação duplicada. Se se registar um lapso no preenchimento, como proceder para o corrigir? Nesta situação os serviços da devem ser contactados de imediato, identificando qual o lapso. Existe limite para o número de ficheiros a inserir no aplicativo? Sim. Os ficheiros são limitados ao ficheiro correspondente à folha de férias de cada mês. Os colaboradores de uma mesma empresa têm de pertencer à mesma seguradora e à mesma apólice? É frequente as grandes empresas terem tantas apólices quanto as suas unidades de negócio, atendendo à função da actividade ou local onde estão estabelecidos. Logo terá de ser preparado um ficheiro para cada apólice. Onde pode ser obtido o código de profissão do trabalhador a incluir no ficheiro? O código de profissão do trabalhador pode ser obtido a partir de consulta à tabela de Classificação Portuguesa das Profissões (CPP) disponível no site - - do Instituto Nacional de Estatística. 15

16 7. Questões mais frequentes (FAQs) Quais os tipos de Remuneração do colaborador da empresa que devem ser incluídos nos ficheiro de Folhas de Férias? CÓD A B C F M N O P R S T X SR DESIGNAÇÃO Ajudas de Custo Prémios, Bónus e outras prestações de carácter mensal Comissões Subsídios de férias Subsídio de carácter regular mensal Subsídio de Natal Prémios, Bónus e outras prestações de carácter mensal Remuneração base Subsídio de refeição Trabalho suplementar Trabalho nocturno Subsídios de carácter regular não mensal Subsídio de refeição não sujeito a Segurança Social A estrutura do ficheiro é validada? Os ficheiros de Folhas de Férias que se encontram normalizados são sujeitos a um processo de validação automática e cumprindo as características técnicas facultadas anteriormente serão aceites pela. Como se confirma que o ficheiro foi validado? Após ter submetido o ficheiro de folha de férias as colunas Nome do Ficheiro ; Carregado em e Comprovativo da tabela de Ficheiros Entregues ficará preenchida. Quem devo contactar se tiver dúvidas? Para obter qualquer outro esclarecimento adicional pode contactar o Contact Center da através do número , nos dias úteis, entre as 08h30m e as 18h00m ou a Direcção de Tecnologia e Informação através do e- mail: 16

17 17

Entrega de Folhas de Férias

Entrega de Folhas de Férias Entrega de Folhas de Férias Questões mais frequentes FAQs Maio/2012 Versão 2.0 DDO É obrigatório adoptar o novo formato para envio da informação de Folhas de Férias estabelecido na legislação em vigor

Leia mais

FAQs Envio das Folhas de Férias por Ficheiro Electrónico - Seguro AT (prémio variável)

FAQs Envio das Folhas de Férias por Ficheiro Electrónico - Seguro AT (prémio variável) PERGUNTAS E RESPOSTAS 1. O nome do ficheiro obedece a alguma estrutura própria? Para aproveitar, mas simultaneamente diferenciar, o ficheiro para a Segurança Social, sugere-se que o nome do ficheiro a

Leia mais

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito Mais informação Acesso ao Sistema de Transferência Electrónica de dados de Inquéritos (STEDI). Onde se acede ao sistema de entrega de Inquéritos? Deverá aceder ao sistema através do site do GEP www.gep.mtss.gov.pt

Leia mais

APOIO AO BENEFICIÁRIO - FEDER - - MAIS CENTRO - GUIA DE SUBMISSÃO ELECTRÓNICA DOS PEDIDOS DE PAGAMENTO

APOIO AO BENEFICIÁRIO - FEDER - - MAIS CENTRO - GUIA DE SUBMISSÃO ELECTRÓNICA DOS PEDIDOS DE PAGAMENTO APOIO AO BENEFICIÁRIO - FEDER - - MAIS CENTRO - GUIA DE SUBMISSÃO ELECTRÓNICA DOS PEDIDOS DE PAGAMENTO GUIA DE PREENCHIMENTO: - SUBMISSÃO ELECTRÓNICA DOS PEDIDOS DE PAGAMENTO - SUBMISSÃO DE CHECK-LIST

Leia mais

CGA Directa. Manual do Utilizador. Acesso, Adesão e Lista de Subscritores

CGA Directa. Manual do Utilizador. Acesso, Adesão e Lista de Subscritores CGA Directa Manual do Utilizador Acesso, Adesão e Lista de Subscritores Versão 1.00 de 10 de Março de 2008 Índice Pág. Introdução 3 Capítulo 1 Capítulo 2 Capítulo 3 Acesso Acesso 4 Adesão Adesão 5 2.1

Leia mais

ADSE DIRECTA - PROTOCOLOS DE DOCUMENTOS REGIME LIVRE MANUAL DE APOIO AOS ORGANISMOS

ADSE DIRECTA - PROTOCOLOS DE DOCUMENTOS REGIME LIVRE MANUAL DE APOIO AOS ORGANISMOS ADSE DIRECTA - PROTOCOLOS DE DOCUMENTOS REGIME LIVRE MANUAL DE APOIO AOS ORGANISMOS Este documento destina-se a apoiar os serviços processadores na elaboração dos protocolos dos documentos de despesa em

Leia mais

MATRÍCULA ELECTRÓNICA. Manual do Utilizador

MATRÍCULA ELECTRÓNICA. Manual do Utilizador MATRÍCULA ELECTRÓNICA Manual do Utilizador ÍNDICE 1 PREÂMBULO... 2 2 UTILIZAÇÃO PELOS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO... 3 2.1 Matrícula Electrónica - Acesso através do Portal das Escolas... 3 2.2 Registo de

Leia mais

Guia de Utilização. Acesso Universal

Guia de Utilização. Acesso Universal Guia de Utilização Índice PREÂMBULO...3 ACESSO À PLATAFORMA...3 ÁREA DE TRABALHO...4 APRESENTAR PROPOSTAS...9 RECEPÇÃO DE ADJUDICAÇÃO...18 PARAMETRIZAÇÃO DA EMPRESA...19 Acesso universal Proibida a reprodução.

Leia mais

Plataforma de Benefícios Públicos Acesso externo

Plataforma de Benefícios Públicos Acesso externo Índice 1. Acesso à Plataforma... 2 2. Consulta dos Programas de Beneficios Públicos em Curso... 3 3. Entrar na Plataforma... 4 4. Consultar/Entregar Documentos... 5 5. Consultar... 7 6. Entregar Comprovativos

Leia mais

GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO. (Módulo da Entidade Parceira Exclusivamente Financiadora)

GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO. (Módulo da Entidade Parceira Exclusivamente Financiadora) ACÇÃO 4.2.2 REDES TEMÁTICAS DE INFORMAÇÃO E DIVULGAÇÃO GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO (Módulo da Entidade Parceira Exclusivamente Financiadora) União Europeia FEADER PRODER 1 INSTRUÇÕES PARA UMA CORRECTA

Leia mais

POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA

POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DIRECÇÃO NACIONAL Plataforma eletrónica Versão 1.0 Departamento de Segurança Privada Abril de 2012 Manual do Utilizador dos Serviços Online do SIGESP Versão 1.0 (30 de abril

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÃO DAS PARTICIPAÇÕES DO ESTADO

SISTEMA DE INFORMAÇÃO DAS PARTICIPAÇÕES DO ESTADO SISTEMA DE INFORMAÇÃO DAS PARTICIPAÇÕES DO ESTADO SIPART (versão Setembro/2004) Manual de Utilização ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. ACEDER À APLICAÇÃO...4 3. CRIAR NOVO UTILIZADOR...5 4. CARACTERIZAÇÃO GERAL

Leia mais

MANUAL DE SUBMISSÃO DE PEDIDOS PARA EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE UM MEDICAMENTO MODELO OMS E DECLARAÇÕES DE MEDICAMENTOS

MANUAL DE SUBMISSÃO DE PEDIDOS PARA EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE UM MEDICAMENTO MODELO OMS E DECLARAÇÕES DE MEDICAMENTOS MANUAL DE SUBMISSÃO DE PEDIDOS PARA EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE UM MEDICAMENTO MODELO OMS E DECLARAÇÕES DE MEDICAMENTOS GLOSSÁRIO... 2 INTRODUÇÃO... 3 Objectivo... 3 DEFINIÇÕES... 3 Certificado de um medicamento

Leia mais

Guia de Acesso/Apresentação de Pedidos de Apoio Sistema de Informação RURAL

Guia de Acesso/Apresentação de Pedidos de Apoio Sistema de Informação RURAL Guia de Acesso/Apresentação de Pedidos de Apoio Sistema de Informação RURAL Índice 1. Introdução...3 2. Home Page...3 3. Pedido de Senha...4 3.1 Proponente...5 3.2 Técnico Qualificado...5 3.3 Proponente/Técnico

Leia mais

Manual de instruções BIOMUDA

Manual de instruções BIOMUDA Manual de instruções BIOMUDA Helder Cardoso Introdução Instalação 2 Introdução O programa Biomuda, gentilmente cedido pelo Instituto Catalão de Ornitologia (ICO) e adaptado para Português, é uma ferramenta

Leia mais

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1 Copyright 2012 Efacec Todos os direitos reservados. Não é permitida qualquer cópia, reprodução, transmissão ou utilização deste documento sem a prévia autorização escrita da Efacec Sistemas de Gestão S.A.

Leia mais

Índice 1 INTRODUÇÃO...2 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 3 CRIAÇÃO DE ENTIDADES...12 4 DEPENDÊNCIAS...17 5 BANCOS, SEGURADORAS E CONSERVATÓRIAS...

Índice 1 INTRODUÇÃO...2 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 3 CRIAÇÃO DE ENTIDADES...12 4 DEPENDÊNCIAS...17 5 BANCOS, SEGURADORAS E CONSERVATÓRIAS... Índice 1 INTRODUÇÃO...2 1.1 JANELA ÚNICA DE ENTIDADES...3 1.2 PERMISSÕES POR UTILIZADOR...4 1.3 RESTRIÇÕES À VISUALIZAÇÃO/MANIPULAÇÃO...6 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 2.1 CRITÉRIOS DE PESQUISA...8 2.2 LISTA

Leia mais

Manual SRCT - v.ps.2 UTILIZADORES. Apoio à gestão das Declarações de Vendas dos Produtos de Saúde. Contacto: taxa.04@infarmed.

Manual SRCT - v.ps.2 UTILIZADORES. Apoio à gestão das Declarações de Vendas dos Produtos de Saúde. Contacto: taxa.04@infarmed. Manual SRCT - v.ps.2 UTILIZADORES Apoio à gestão das Declarações de Vendas dos Produtos de Saúde Contacto: taxa.04@infarmed.pt 2008/Setembro NOTAS EXPLICATIVAS 1. As Declaração de Vendas a que se referem

Leia mais

ADSE DIRETA - PROTOCOLOS DE DOCUMENTOS REGIME LIVRE

ADSE DIRETA - PROTOCOLOS DE DOCUMENTOS REGIME LIVRE ADSE DIRETA - PROTOCOLOS DE DOCUMENTOS REGIME LIVRE MANUAL DE APOIO ÀS ENTIDADES EMPREGADORAS Este documento destina-se a apoiar as entidades empregadoras na elaboração dos protocolos dos documentos de

Leia mais

Registo de Produtores de Pilhas e Acumuladores

Registo de Produtores de Pilhas e Acumuladores MANUAL DE PROCEDIMENTOS Registo de Produtores de Pilhas e Acumuladores Ecopilhas Sociedade Gestora de Resíduos de Pilhas e Acumuladores, Lda. JUNHO 2011 Índice 1. Início do Registo de Produtor de Pilhas

Leia mais

GUIA PRÁTICO DECLARAÇÃO DE REMUNERAÇÕES POR INTERNET INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO DECLARAÇÃO DE REMUNERAÇÕES POR INTERNET INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO DECLARAÇÃO DE REMUNERAÇÕES POR INTERNET INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático de Declaração de Remunerações por Internet (2027 V4.14) PROPRIEDADE Instituto da

Leia mais

Relatório SHST - 2003

Relatório SHST - 2003 Relatório da Actividade dos Serviços de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Relatório SHST - 2003 Programa de Validação e Encriptação Manual de Operação Versão 1.1 DEEP Departamento de Estudos, Estatística

Leia mais

MINISTÉRIO DO AMBIENTE E DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO. Manual de Utilizador. Portal TRH

MINISTÉRIO DO AMBIENTE E DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO. Manual de Utilizador. Portal TRH MINISTÉRIO DO AMBIENTE E DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO Manual de Utilizador Portal TRH Novembro de 2009 ÍNDICE 1. Introdução...2 2. Registo...4 3. Visualização e criação de operadores...8 4. Introdução

Leia mais

O CITIUS é uma ferramenta mais avançada do que a antiga aplicação Habilus.net, permitindo um conjunto de novas funcionalidades.

O CITIUS é uma ferramenta mais avançada do que a antiga aplicação Habilus.net, permitindo um conjunto de novas funcionalidades. Projecto CITIUS CITIUS (do latim mais rápido, mais célere) é o projecto de desmaterialização dos processos nos tribunais judiciais desenvolvido pelo Ministério da Justiça. Englobando aplicações informáticas

Leia mais

Guia de Depósito Teses

Guia de Depósito Teses Guia de Depósito Teses Descreva o documento que está a depositar Página 1 Se seleccionar todas as opções nesta página, visualizará um formulário diferente, modificado com o intuito de capturar informações

Leia mais

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET MANUAL DO UTILIZADOR WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET 1. 2. PÁGINA INICIAL... 3 CARACTERÍSTICAS... 3 2.1. 2.2. APRESENTAÇÃO E ESPECIFICAÇÕES... 3 TUTORIAIS... 4 3. DOWNLOADS... 5 3.1. 3.2. ENCOMENDAS (NOVOS

Leia mais

Internet e Email no Akropole. Internet e Email no Akropole

Internet e Email no Akropole. Internet e Email no Akropole Internet e Email no Akropole Internet e Email no Akropole O Akropole tira proveito da ligação à internet, podendo efectuar várias operações de maior valia, com ou sem intervenção directa do utilizador.

Leia mais

Conselho Geral da Ordem Dos Advogados Departamento Informático. Índice:

Conselho Geral da Ordem Dos Advogados Departamento Informático. Índice: Nota Introdutória: Este documento irá guiá-lo(a) através dos procedimentos necessários para obtenção correcta do seu Certificado Digital. Por favor consulte o índice de modo a encontrar, de uma forma mais

Leia mais

I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1

I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1 Novembro.2010 Índice I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1 III. COMO INSERIR MATERIAL PEDAGÓGICO (ANEXAR FICHEIROS) 1 IV. CRIAR UM GLOSSÁRIO 5 V.

Leia mais

1.1 Candidaturas on-line

1.1 Candidaturas on-line 1.1 Candidaturas on-line Para efectuar o processo de candidatura o candidato deverá aceder ao portal do ICS e clicar na informação com a

Leia mais

Documento de actualização funcional. Refª JURI-DEV-20121221-v1

Documento de actualização funcional. Refª JURI-DEV-20121221-v1 Documento de actualização funcional Refª JURI-DEV-20121221-v1 21 de Dezembro de 2012 Índice 1 Certificação com envio de ficheiro SAFT-PT para AT... 3 1.1 Sobre a Certificação... 3 1.2 Novas regras para

Leia mais

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU Imagina que queres criar o teu próprio site. Normalmente, terías que descarregar e instalar software para começar a programar. Com a Webnode não é preciso instalar nada.

Leia mais

ACUMULAÇÃO DE FUNÇÕES

ACUMULAÇÃO DE FUNÇÕES ACUMULAÇÃO DE FUNÇÕES MANUAL DE APOIO Este manual de apoio destina-se aos docentes do ensino oficial que pretendam requerer autorização para acumular funções. Exceptuam-se aqueles que se encontram na situação

Leia mais

GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE

GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE Devido a um bug detectado no motor da base de dados, situação agora corrigida pelo fabricante, esta nova actualização do GIAE é disponibilizada numa

Leia mais

ANTES DE ATUALIZAR O PROGRAMA PARA ESTA NOVA VERSÃO

ANTES DE ATUALIZAR O PROGRAMA PARA ESTA NOVA VERSÃO GPV Gestão de Pessoal e Vencimentos Versão 5.3.72 Janeiro de 2012 Este documento refere as principais alterações implementadas na versão 5.3.72 e passa a fazer parte integrante do manual do programa. ANTES

Leia mais

Aplicação da Qualidade. Manual do Utilizador. Versão 1 2006-05-30

Aplicação da Qualidade. Manual do Utilizador. Versão 1 2006-05-30 Aplicação da Qualidade Versão 1 2006-05-30 Índice 1. Introdução 2. Acesso à Aplicação 3. Menu principal 3.1. Processo 3.1.1. Registo da Ocorrência - Fase 1 3.1.2. Análise das Causas - Fase 2 3.1.3. Acção

Leia mais

Manual do Gestor da Informação do Sistema

Manual do Gestor da Informação do Sistema Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Licenciatura Informática e Computação Laboratório de Informática Avançada Automatização de Horários Manual do Gestor da Informação do Sistema João Braga

Leia mais

A BDAP Passo a Passo. www.bdap.min-financas.pt

A BDAP Passo a Passo. www.bdap.min-financas.pt A BDAP Passo a Passo www.bdap.min-financas.pt Versão 1 BDAP passo a passo A BDAP Base de Dados dos Recursos Humanos da Administração Pública - é um repositório de informação sobre os Recursos Humanos da

Leia mais

Portal AEPQ Manual do utilizador

Portal AEPQ Manual do utilizador Pedro Gonçalves Luís Vieira Portal AEPQ Manual do utilizador Setembro 2008 Engenharia Informática - Portal AEPQ Manual do utilizador - ii - Conteúdo 1 Introdução... 1 1.1 Estrutura do manual... 3 1.2 Requisitos...

Leia mais

EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE. GestProcessos Online. Manual do Utilizador

EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE. GestProcessos Online. Manual do Utilizador EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE GestProcessos Online Manual do Utilizador GestProcessos Online GABINETE DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO EAmb Esposende Ambiente, EEM Rua da Ribeira 4740-245 - Esposende

Leia mais

Manual do Utilizador do Registo Prévio (Entidades Coletivas e Singulares)

Manual do Utilizador do Registo Prévio (Entidades Coletivas e Singulares) POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DIRECÇÃO NACIONAL Plataforma eletrónica SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO DE SEGURANÇA PRIVADA (SIGESP) Manual do Utilizador do Registo Prévio (Entidades Coletivas e Singulares)

Leia mais

Portal Web de Apoio às Filiadas

Portal Web de Apoio às Filiadas Portal Web de Apoio às Filiadas Manual de Utilizador Externo Titularidade: FCMP Data: 2014-02-03 Versão: 1 1 1. Introdução 3 2. Descrição das Funcionalidades 4 2.1. Entrada no sistema e credenciação de

Leia mais

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária)

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) http://curriculum.degois.pt Março de 2012 Versão 1.5 1 Introdução O objectivo deste guia é auxiliar o utilizador

Leia mais

Guia rápido do utilizador

Guia rápido do utilizador Guia rápido do utilizador Índice Relatório de roubo 3 Criar um novo relatório de roubo 4 Fornecer detalhes do relatório de roubo Secção 1. Especificar o computador 5 Fornecer detalhes do relatório de roubo

Leia mais

MANUAL DA TRANSFERÊNCIA ELECTRÓNICA DE DADOS

MANUAL DA TRANSFERÊNCIA ELECTRÓNICA DE DADOS MANUAL DA TRANSFERÊNCIA ELECTRÓNICA DE DADOS O relacionamento com os prestadores convencionados tem vindo a sustentar-se na utilização de transferências electrónicas de dados (TED) que permitem alterar

Leia mais

Princalculo Contabilidade e Gestão

Princalculo Contabilidade e Gestão COMUNICAÇÃO EXTERNA Junho/2013 REGIME DOS BENS EM CIRCULAÇÃO A obrigação é a partir de quando? 1 de Julho de 2013 Quem está obrigado? Os que no ano anterior tiveram um volume de negócios superior a 100.000

Leia mais

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL Manual de Utilização Direcção dos Serviços de Economia do Governo da RAEM Novembro de 2014 SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL Manual

Leia mais

GIGrecibos. Sistema de Emissão de Recibos de Donativos. Para Igrejas. Produzido e distribuído por: VIBISinfor Rua Nova, 10 7490-250 MORA

GIGrecibos. Sistema de Emissão de Recibos de Donativos. Para Igrejas. Produzido e distribuído por: VIBISinfor Rua Nova, 10 7490-250 MORA wgig GIGrecibos Sistema de Emissão de Recibos de Donativos Para Igrejas Produzido e distribuído por: VIBISinfor Rua Nova, 10 7490-250 MORA tel: 266403273 www.vibis.com 1 Conteúdo wgig... 1 Avisos legais...

Leia mais

Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00

Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00 Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00 Edição 1 Agosto 2011 Elaborado por: GSI Revisto e Aprovado por: COM/ MKT Este manual é propriedade exclusiva da empresa pelo que é proibida a sua

Leia mais

Ministério das Finanças Instituto de Informática. Departamento de Sistemas de Informação

Ministério das Finanças Instituto de Informática. Departamento de Sistemas de Informação Ministério das Finanças Instituto de Informática Departamento de Sistemas de Informação Assiduidade para Calendários Específicos Junho 2010 Versão 6.0-2010 SUMÁRIO 1 OBJECTIVO 4 2 ECRÃ ELIMINADO 4 3 NOVOS

Leia mais

SIBA SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE BOLETINS DE ALOJAMENTO MANUAL DE UTILIZADOR

SIBA SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE BOLETINS DE ALOJAMENTO MANUAL DE UTILIZADOR SIBA SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE BOLETINS DE ALOJAMENTO MANUAL DE UTILIZADOR VERSÃO DATA DESCRIÇÃO AUTOR 1.0 24-10-2008 VERSÃO INICAL LÍDIA AGOSTINHO 1.1 20-11-2008 ACTUALIZAÇÃO DE ECRANS LÍDIA AGOSTINHO

Leia mais

GUIA PARA O PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS ENTIDADE GESTORA ERP PORTUGAL

GUIA PARA O PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS ENTIDADE GESTORA ERP PORTUGAL GUIA PARA O PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS ENTIDADE GESTORA ERP PORTUGAL Versão: 1.0 Data: 05-06-2009 Índice Acesso e estados dos Formulários... 3 Escolha do Formulário e submissão... 4 Bases para a navegação

Leia mais

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida Ministério Público Ministério Público Guia de Consulta Rápida Versão 3 (Outubro de 2009) - 1 - ÍNDICE 1. ACEDER AO CITIUS MINISTÉRIO PÚBLICO... 4 2. BARRA DE TAREFAS:... 4 3. CONFIGURAR O PERFIL DO UTILIZADOR...

Leia mais

POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA

POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DIRECÇÃO NACIONAL Plataforma eletrónica Versão 2 Departamento de Segurança Privada Março de 2014 Manual do Utilizador dos Serviços Online do SIGESP Versão 2. (Março de 2014)

Leia mais

POSTOUCH. Manual Software

POSTOUCH. Manual Software POSTOUCH Manual Software Introdução Introdução POS TOUCH é uma solução direcionada a pequenos postos de venda, que tem necessidade de criação de muitos talões de uma forma linear e rápida. A solução implementa

Leia mais

Supply4Galp (S4G) FAQs Fornecedores Versão 1.0 03.02.2014

Supply4Galp (S4G) FAQs Fornecedores Versão 1.0 03.02.2014 Lista de FAQs 1. Registo de Fornecedor e Gestão da Conta... 4 Q1. Quando tento fazer um novo registo na Plataforma S4G, recebo uma mensagem a indicar que a minha empresa já se encontra registada.... 4

Leia mais

Gestão Pessoal. Relatório Único. Manual preparação do software para o relatório único

Gestão Pessoal. Relatório Único. Manual preparação do software para o relatório único Gestão Pessoal Relatório Único Manual preparação do software para o relatório único Wincode, 30 Março de 2011 Introdução Este manual tem como principal objectivo ajudar o utilizador a preparar o software

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA ONLINE WWW.ZILIANCHOOSE.COM. Artigo 1.º. (Âmbito e Definições)

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA ONLINE WWW.ZILIANCHOOSE.COM. Artigo 1.º. (Âmbito e Definições) CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA ONLINE WWW.ZILIANCHOOSE.COM Artigo 1.º (Âmbito e Definições) 1 As presentes condições gerais regulam a venda, incluindo o registo e a encomenda, de produtos através da página/sítio

Leia mais

- Instruções para Aplicação de Geração do Ficheiro Prestação -

- Instruções para Aplicação de Geração do Ficheiro Prestação - ACSS Administração Central do Sistema de Saúde, I.P. - Instruções para Aplicação de Geração do Ficheiro Prestação - Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica Novembro de 2013 1/24 ÍNDICE ÍNDICE...

Leia mais

SInOA - Sistema de Informação da Ordem dos Advogados INSCRIÇÃO NO SISTEMA DE ACESSO AO DIREITO. Manual de Utilizador

SInOA - Sistema de Informação da Ordem dos Advogados INSCRIÇÃO NO SISTEMA DE ACESSO AO DIREITO. Manual de Utilizador SInOA - Sistema de Informação da Ordem dos Advogados INSCRIÇÃO NO SISTEMA DE ACESSO AO DIREITO Manual de Utilizador INTRODUÇÃO O presente Manual tem por objectivo a descrição dos procedimentos a ter em

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE A EQUIPA DO PTE 2009/2010 Índice 1. Entrar na plataforma Moodle 3 2. Editar o Perfil 3 3. Configurar disciplina 4 3.1. Alterar definições 4 3.2. Inscrever alunos

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES DIRECÇÃO GERAL DOS RECURSOS HUMANOS DA EDUCAÇÃO DIRECÇÃO DE SERVIÇOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES (APENAS PARA ESCOLAS) MANIFESTAÇÃO DE NECESSIDADES PARA COLOCAÇÕES CÍCLICAS ANO ESCOLAR

Leia mais

Guia passo a passo para o preenchimento do formulário de candidatura. Junho 2008

Guia passo a passo para o preenchimento do formulário de candidatura. Junho 2008 Guia passo a passo para o preenchimento do formulário de candidatura Junho 2008 ÍNDICE 1. Instruções gerais... 2 2. Parceria... 4 3. Grupos de tarefas... 8 4. Indicadores... 13 5. Preenchimento das outras

Leia mais

MATRÍCULA ELECTRÓNICA. Manual do Utilizador ESCOLAS / DRE

MATRÍCULA ELECTRÓNICA. Manual do Utilizador ESCOLAS / DRE MATRÍCULA ELECTRÓNICA Manual do Utilizador ESCOLAS / DRE ÍNDICE 1 PREÂMBULO... 2 2 UTILIZAÇÃO PELOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS DOS ESTABELECIMENTOS DE ENSINO... 3 2.1 Matrícula Electrónica - Acesso através

Leia mais

Manual do utilizador da aplicação. MaisCondominio

Manual do utilizador da aplicação. MaisCondominio da aplicação MaisCondominio Este software destina-se a ser usado tanto por quem administra, apenas, um condomínio, como pelos profissionais, que administram vários condomínios. O MaisCondominio caracteriza-se

Leia mais

Guia para Submissão de Pedido de Pre-LEI junto da London Stock Exchange i

Guia para Submissão de Pedido de Pre-LEI junto da London Stock Exchange i Guia para Submissão de Pedido de Pre-LEI junto da London Stock Exchange i 1. Efectuar registo no site Aceder a https://www.unavista.londonstockexchange.com/datasolutions/login.html e carregar no botão

Leia mais

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação?

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Índice Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Como efectuar uma operação de confirmação de estimativas? Como aceder ao Serviço de Certificação

Leia mais

ADSE DIRETA MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARA PRESTADORES DA REDE DA ADSE

ADSE DIRETA MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARA PRESTADORES DA REDE DA ADSE ADSE DIRETA MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARA PRESTADORES DA REDE DA ADSE 2 ÍNDICE ADSE Direta... 4 Serviços Disponíveis... 6 Atividade Convencionada... 7 Atualizar/Propor Locais de Prestação... 9 Propor Novo

Leia mais

GUIA DE APOIO ÀS CANDIDATURAS

GUIA DE APOIO ÀS CANDIDATURAS GUIA DE APOIO ÀS CANDIDATURAS Recomendações Gerais para Preenchimento do Formulário de Candidatura: ANTES do preenchimento da candidatura: o que precisa saber/ fazer? Reunir informação: Consultar as Normas

Leia mais

Manual de Administração Intranet BNI

Manual de Administração Intranet BNI Manual de Administração Intranet BNI Fevereiro - 2010 Índice 1. Apresentação... 3 2. Conceitos... 5 3. Funcionamento base da intranet... 7 3.1. Autenticação...8 3.2. Entrada na intranet...8 3.3. O ecrã

Leia mais

CANDIDATURAS ON LINE CSS NET FMV-ULISBOA. 1.1 Candidaturas on-line

CANDIDATURAS ON LINE CSS NET FMV-ULISBOA. 1.1 Candidaturas on-line 1.1 Candidaturas on-line css net Para efectuar o processo de candidatura o candidato deverá aceder à pagina de internet da Faculdade http://www.fmv.ulisboa.pt e aceder através de candidatos/condições de

Leia mais

Manual do Fénix. Inscrições (Portal do Estudante) Serviços de Informática 2010-07-22- (Versão 1.0)

Manual do Fénix. Inscrições (Portal do Estudante) Serviços de Informática 2010-07-22- (Versão 1.0) Manual do Fénix Inscrições (Portal do Estudante) Serviços de Informática 2010-07-22- (Versão 1.0) Este manual tem como objectivo auxiliar a inscrição nas unidades curriculares. Índice 1. Entrar no Fénix...

Leia mais

RENT versão desktop Manual de Utilizador para empresa

RENT versão desktop Manual de Utilizador para empresa RENT versão desktop Manual de Utilizador para empresa @ Copyright 2015 Desenvolvido pela Dória Software versão manual 1.3 Última atualização 23.03.2015 Sobre o RENT I. O que é o RENT? RENT- Registo Nominal

Leia mais

Perguntas Frequentes Assinatura Digital

Perguntas Frequentes Assinatura Digital Perguntas Frequentes Assinatura Digital Conteúdo Onde posso obter a minha assinatura digital qualificada... 1 O que preciso para assinar um documento com o cartão de cidadão... 1 Como assinar um documento

Leia mais

Guia de Apoio ao Fornecedor. Introdução:

Guia de Apoio ao Fornecedor. Introdução: Guia de Apoio ao Fornecedor Introdução: A Feira Viva, EEM ao abrigo do Código dos Contratos Públicos adquiriu o acesso a uma plataforma electrónica, construlink, para elaboração dos procedimentos necessários

Leia mais

ÍNDICE. Acesso para agências...3. Organização por pastas...4. Download das facturas a partir do site...5. Pesquisa de facturas...8

ÍNDICE. Acesso para agências...3. Organização por pastas...4. Download das facturas a partir do site...5. Pesquisa de facturas...8 2 ÍNDICE Acesso para agências...3 Organização por pastas...4 Download das facturas a partir do site...5 Pesquisa de facturas...8 Configurar notificações por email...11 3 Bem-vindo ao manual de uso do novo

Leia mais

Manual do Fénix. Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso. Candidatura Online para o 2.

Manual do Fénix. Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso. Candidatura Online para o 2. Manual do Fénix Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso Candidatura Online para o 2. º Ciclo SI (Versão 1.0) Maio 2011 Este manual tem como objectivo auxiliar na

Leia mais

Rua Latino Coelho, 37-B 1050-132 Lisboa Portugal T. +351 213 232 960 F. +351 213 232 999

Rua Latino Coelho, 37-B 1050-132 Lisboa Portugal T. +351 213 232 960 F. +351 213 232 999 Guia do Utilizador 1. Abertura de Conta... 3 1.1 Manual... 3 1.2 Online... 3 1.2.1 Introdução... 3 1.2.2 Titulares... 4 1.2.3 Confirmar dados... 6 1.2.4 Finalizar... 7 2 Iniciar sessão... 9 3 A Minha Conta...

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011 Manual Avançado Gestão de Stocks Local v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Produto... 5 b) Activar gestão de stocks... 5 i. Opção: Faz gestão de stocks... 5 ii.

Leia mais

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011 Plano [1] Guia de Acesso à Formação Online 2011 [2] ÍNDICE ÍNDICE...2 1. Introdução...3 2. Metodologia Formativa...4 3. Actividades...4 4. Apoio e Acompanhamento do Curso...5 5. Avaliação...6 6. Apresentação

Leia mais

Manual de Configuração

Manual de Configuração Manual de Configuração Índice Criar conta de Administrador... 3 Criar Negócio... 5 Back office... 7 Criar Locais... 11 Criar Menu... 13 Itens complexos... 18 One Click... 19 Painel de Pedidos... 20 QR

Leia mais

Manual de utilização do Moodle

Manual de utilização do Moodle Manual de utilização do Moodle Docentes Universidade Atlântica 1 Introdução O conceito do Moodle (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) foi criado em 2001 por Martin Dougiamas, o conceito

Leia mais

PROJ. Nº 528362 LLP-1-2012-1-NL-ERASMUS-ECUE

PROJ. Nº 528362 LLP-1-2012-1-NL-ERASMUS-ECUE REDIVE GUIA LMS PROJ. Nº 528362 LLP-1-2012-1-NL-ERASMUS-ECUE Projecto financiado com o apoio da Comissão Europeia. A informação contida nesta publicação vincula exclusivamente o autor, não sendo a Comissão

Leia mais

CSSnet - candidaturas on-line

CSSnet - candidaturas on-line CSSnet - candidaturas on-line Passamos a apresentar, os passos que deverá seguir para realizar a sua candidatura on-line, chamando a atenção para alguns aspetos a ter em conta. Leia, atentamente, todas

Leia mais

Procedimentos para a divulgação de eventos no site da ECUM

Procedimentos para a divulgação de eventos no site da ECUM Procedimentos para a divulgação de eventos no site da ECUM Pressupostos introdutórios 3 Descrição da tarefa 4 Autenticação/Login 4 Página de entrada 4 Criar um novo evento 5 Colocar um evento em destaque

Leia mais

Internet Update de PaintManager TM. Manual de registo do utilizador

Internet Update de PaintManager TM. Manual de registo do utilizador Internet Update de PaintManager TM Manual de registo do utilizador ÍNDICE O que é o registo CTS? 3 Como é realizado o pedido de registo? 3 Opção 1: Se o número de registo CTS for conhecido 3 Passo 1: 3

Leia mais

BearingNet - Inventário

BearingNet - Inventário Contenuto Introdução... 2 Tabela O Seu Inventário... 3 Adicionar inventário... 4 Editar ou Eliminar Inventário... 5 Tabela de Manutenção de Inventário... 7 O seu inventário/ Lista de pedido de stock...

Leia mais

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG]

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG] [Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG] Unidade De Administração de Sistemas Serviços Informáticos Instituto Politécnico de Leiria 10-07-2009 Controlo do Documento Autor

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA 2014 CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA Direcção Municipal de Habitação e Desenvolvimento Social [DOCUMENTO DE APOIO À CANDIDATURA ON LINE ] Para mais esclarecimentos, ligue para 21 798 86 01/ 86 55 ou através

Leia mais

Software de Facturação e Gestão Comercial On-Line

Software de Facturação e Gestão Comercial On-Line Software de Facturação e Gestão Comercial On-Line Manual básico do Utilizador Software de Facturação e Gestão Comercial On-line Level 7 Basic, Light & Premium Este Software é fornecido com um número de

Leia mais

FAQ s para os Administradores do Sistema

FAQ s para os Administradores do Sistema FAQ s para os Administradores do Sistema Este documento disponibiliza FAQ s sobre vários temas. Clique sobre o tema que lhe interessa para aceder às respetivas FAQ s. FAQ s sobre a credenciação do Administrador

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO 2014-15

MANUAL DO CANDIDATO 2014-15 MANUAL DO CANDIDATO 2014-15 1.1 Candidaturas Online Para iniciar o processo de candidatura o candidato deverá aceder ao portal do IGOT http://www.igot.ulisboa.pt e clicar no separador «CANDIDATURAS»: Para

Leia mais

Ficheiros PS2 Pagamentos

Ficheiros PS2 Pagamentos Ficheiros PS2 Pagamentos Índice 1. Introdução... 1 2. Nível de Serviço... 2 3. Criação de Ficheiros PS2... 2 4. Carregamento de Ficheiros no Net24 Empresas... 3 5. Assinatura de Transações... 8 6. Consulta

Leia mais

Instituto Politécnico de Tomar. Manual da Área de Secretariados

Instituto Politécnico de Tomar. Manual da Área de Secretariados Instituto Politécnico de Tomar Manual da Área de Secretariados Última actualização: 13 de Outubro de 2004 Índice Como aceder a Área de Secretariados...2 O que posso efectuar na Área de Secretariado (Acções)...4

Leia mais

CC SMS Manual do Utilizador

CC SMS Manual do Utilizador CC SMS Manual do Utilizador Global Id - Creative Thinkers 2011 Índice Manual do Utilizador 02 Acerca do CC SMS 03 Instalação 04 Visão Geral 05 Sms 05 Noções Básicas e Requisitos 05 Envio de SMS 06 Como

Leia mais

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor 20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor Manual do Utilizador Professor... 1 1. Conhecer o 20 Escola Digital... 4 2. Autenticação... 6 2.1. Criar um registo na LeYa Educação... 6 2.2. Aceder ao

Leia mais

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest/ZSPos FrontOffice... 4 4. Produto... 5 Activar gestão de stocks... 5 5. Armazém... 7 a) Adicionar Armazém... 8 b) Modificar Armazém... 8 c)

Leia mais

actualização gratuita *para clientes Gnotarium com contrato de manutenção activo.

actualização gratuita *para clientes Gnotarium com contrato de manutenção activo. novidades da versão 4.0 Registo automóvel o Pedido de certidão automóvel o Pedidos de registo automóvel o Estado dos pedidos Registo predial o Pedido de certidão predial o Pedido de depósito o Pedido de

Leia mais

Manual Gestix Guia do Utilizador. Gestix.com

Manual Gestix Guia do Utilizador. Gestix.com Manual Gestix Guia do Utilizador Gestix.com Copyright Este documento é Copyright 2008 Westix TI Lda. Todos os direitos reservados. Todas as marcas registadas referidas neste Manual são propriedade dos

Leia mais

Manual utilização. Dezembro 2011. Instituto Politécnico de Viseu

Manual utilização. Dezembro 2011. Instituto Politécnico de Viseu Manual utilização Dezembro 2011 Instituto Politécnico de Viseu 1 Índice Zona pública... 3 Envio da ideia de negócio... 3 Inscrição nas Oficinas E... 4 Zona privada... 5 Administração... 5 Gestão de utilizadores...

Leia mais