João Batista Araujo e Oliveira. Presidente do IAB

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "João Batista Araujo e Oliveira. Presidente do IAB joao@alfaebeto.org.br"

Transcrição

1 João Batista Araujo e Oliveira Presidente do IAB Formação Acadêmica: Ph.D. em Pesquisa Educacional, Florida State University (1973) Mestrado em Psicologia, Tulane University (1972) Psicólogo, Universidade Católica de Minas Gerais (1969) Atividades acadêmicas: Lecionou em: Université de Bourgogne ( ) COPPEAD/UFRJ ( ) Stanford University ( ) PUC/RIO (1975) Universidade Federal de Minas Gerais ( ) Rede do Estado de Minas Gerais ( )

2 Publicações: Colaborador eventual de jornais e revistas. Publicou mais de 200 artigos técnicos em revistas nacionais e internacionais e mais de 30 livros no Brasil e no exterior nas áreas de educação e políticas públicas, dentre os quais se destacam: Para ler e reler (2007) Reforma da Educação: Por onde começar (2006) Usando Textos em Sala de Aula: tipos e gêneros textuais (2006) ABC do Alfabetizador (2003) A Escola Vista por Dentro (Alfa Educativa, 2002) Aprender e Ensinar (Global, 2001, 3ª edição) Reforma do Estado e Pacto Federativo (Governo de Minas Gerais/FINEP, 1998). A Pedagogia do Sucesso (Saraiva, 1997, 8ª edição) A Empresa Inteligente (Ortiz, 1994, 2ª edição) A Política do Livro Didático (Papirus, 1984) Teorias da Instrução (Vozes, 1973, 8ª edição) Coordenou a produção de vários materiais didáticos, dentre eles: Programa Alfa e Beto de Alfabetização Coleção ABCD de Língua Portuguesa para as séries iniciais Alfabetização (Método Dom Bosco)

3 Aceleração de Aprendizagem 1ª - 4ª Série Programa Acelera Brasil e Aceleração da Aprendizagem 5ª - 8ª série Programa Educar para Vencer Posições ocupadas: Presidente do (desde 2006) Presidente da JM-Associados Empresa de Consultoria (desde 1995) Secretário Executivo do MEC (1995) Funcionário do Banco Mundial em Washington ( ), salvo período Funcionário da Organização Internacional do Trabalho (OIT) em Genebra ( ) Diretor do IPEA/CENDEC ( ) Assessor do Ministro Hélio Beltrão no Programa Nacional de Desburocratização ( ) Coordenador de Programas na área de Desenvolvimento de C&T, FINEP ( ) Coordenador do PRONTEL/MEC ( ) Membro de inúmeros comitês científicos nacionais e internacionais e de conselhos de administração de entidades privadas e educacionais

4 Atividades profissionais: Nos últimos quinze anos dedicou-se também a atividades de consultoria educacional, destacando-se entre seus clientes e projetos: Atividades de consultoria a diversas redes estaduais e municipais de ensino, bem como a associações e instituições privadas, relacionadas com políticas educacionais, reformas e gestão. Desenvolvimento de Programas de Regularização do Fluxo Escolar junto aos governos dos Estados do Maranhão, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Programa Acelera Brasil. Essa atividade inclui o desenvolvimento do projeto, do mecanismo de implementação e dos materiais didáticos para programas: de correção do fluxo escolar para 1ª - 4ª série; de correção do fluxo escolar para 5ª - 8a série; da adaptação do Método Dom Bosco para alfabetização. Programa de Gestão Municipal e Escolar (Programa Escola Campeã, patrocinado pelo Instituto Ayrton Senna e Fundação Banco do Brasil abrangendo 52 municípios em 27 estados). Essa atividade inclui o desenvolvimento do projeto, do mecanismo de implementação e dos materiais didáticos para o programa de Gestão Municipal da Educação e para o Programa de Gestão Escolar. Consultor pedagógico do Telecurso 2000.

5 Concepção, orientação e produção do programa CAPACITAR (Sistema Pitágoras de Ensino) Concepção e implementação do Programa Alfa e Beto de Alfabetização, já implementado em centenas de municípios e algumas redes estaduais de ensino. Concepção e implementação do Programa ABCD de Língua Portuguesa (co-autoria Juliana Cabral Junqueira de Castro). Concepção e implementação do Programa Para ler e reler (co-autoria Juliana Cabral Junqueira de Castro). Membro do Comitê de Educação Infantil e Alfabetização da Academia Brasileira de Ciências. Membro do Conselho Consultivo de Avaliação da Alfabetização do Ministério da Educação de Portugal.

SAERS - Sistema de Avaliação Educacional do RS. Professor Nota 10 - Valorização do Magistério

SAERS - Sistema de Avaliação Educacional do RS. Professor Nota 10 - Valorização do Magistério Programa Estruturante Boa Escola Para Todos Programa Projetos Ações Boa Escola para Todos SAERS - Sistema de Avaliação Educacional do RS Professor Nota 10 - Valorização do Magistério Avaliação externa

Leia mais

ANEXO AO EDITAL DE SELEÇÃO Nº 008 /2007. Projeto I - Capacitação de Professores de Educação Pré-Secundária e Secundária (Procapes)

ANEXO AO EDITAL DE SELEÇÃO Nº 008 /2007. Projeto I - Capacitação de Professores de Educação Pré-Secundária e Secundária (Procapes) ANEXO AO EDITAL DE SELEÇÃO Nº 008 /2007 Projeto I - Capacitação de Professores de Educação Pré-Secundária e Secundária (Procapes) MODALIDADE /ÁREA VAGAS REQUISITOS PARA A CANDIDATURA ATIVIDADES A SEREM

Leia mais

CETEB. A adolescência e o ensino da língua inglesa 60. A aprendizagem criativa e o prazer de aprender 45. A comunicação em sala de aula 300

CETEB. A adolescência e o ensino da língua inglesa 60. A aprendizagem criativa e o prazer de aprender 45. A comunicação em sala de aula 300 Governo do Distrito Federal Secretaria de Estado de Educação Subsecretaria de Gestão dos Profissionais da Educação Coordenação de Administração de Pessoas Instituição CETEB A adolescência e o ensino da

Leia mais

PNAIC/2015 TERCEIRO CICLO DE FORMAÇÃO MÓDULO CURRÍCULO

PNAIC/2015 TERCEIRO CICLO DE FORMAÇÃO MÓDULO CURRÍCULO PNAIC/2015 TERCEIRO CICLO DE FORMAÇÃO MÓDULO CURRÍCULO 1º Momento Boas Vindas - Apresentações Prezada Orientadora de Estudo Desejo que a nossa Formação seja repleta de momentos felizes, cooperação e aprendizagem.

Leia mais

O Plano Nacional de Educação 2011 2020 e a política educacional Mineira. 22 Fórum Estadual da UNDIME MG

O Plano Nacional de Educação 2011 2020 e a política educacional Mineira. 22 Fórum Estadual da UNDIME MG O Plano Nacional de Educação 2011 2020 e a política educacional Mineira 22 Fórum Estadual da UNDIME MG 26 à 28/04 2011 Secretaria de Estado de Educação Subsecretaria de Desenvolvimento da Educação Básica

Leia mais

O PSDB e as Políticas Sociais: Passado, Presente e Futuro

O PSDB e as Políticas Sociais: Passado, Presente e Futuro O PSDB e as Políticas Sociais: Passado, Presente e Futuro Experiências Inovadoras em Políticas Sociais: o caso de Teresina - PI João Pessoa Maio - 09 Antecedentes Foco na alfabetização (2005 a 2008); Universalização

Leia mais

1- Apoiar a construção coletiva e a implementação do Plano Municipal de Educação. 2 - Educação Inclusiva

1- Apoiar a construção coletiva e a implementação do Plano Municipal de Educação. 2 - Educação Inclusiva Projeto do Plano Conferência Projeto realizado Conferência realizada Elaborar o Plano com ampla participação dos setores da sociedade Realizar a Conferência com a participação de todos os setores da sociedade

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí RESOLUÇÃO Nº 05 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2012 Aprova alteração da matriz curricular do curso de Pedagogia.. A PRESIDENTE DO CONSELHO SUPERIOR DAS FACULDADES INTEGRADAS DO VALE DO IVAÍ, no uso da delegação

Leia mais

PROGRAMA IAB PROVA BRASIL 4º ANO Itens /Cjto

PROGRAMA IAB PROVA BRASIL 4º ANO Itens /Cjto PROGRAMA IAB PROVA BRASIL 4º ANO Cód. Livro Itens /Cjto Preço Unitário Preço Total 399 Coleção ABCD - Livro C 26 R$ 27,00 R$ 702,00 435 Português - Caderno de Atividades - Revisão Prova Brasil 26 R$ 15,00

Leia mais

1º Semestre Código Disciplina Pré- Requisito

1º Semestre Código Disciplina Pré- Requisito MATRIZ CURRICULAR PARA O CURSO DE PEDAGOGIA LICENCIATURA 1º Semestre 01 Filosofia e Ética Educacional 80 h/a 02 Sociologia da Educação I 03 História da Educação I 04 Psicologia da Educação I 05 Leitura

Leia mais

18) MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA LICENCIATURA

18) MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA LICENCIATURA 18) MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA LICENCIATURA 18.1) Matriz curricular do turno matutino Fase 1 a N. Ordem Código COMPONENTE CURRICULAR Créditos Horas 01 Introdução à informática

Leia mais

Currículo Profissional

Currículo Profissional Currículo Profissional Ana Luiza Amaral Sant Anna Borba Formação Acadêmica e Titulação Título de Especialista em Psicopedagogia pelo Conselho Regional de Psicologia/SP Pós-Graduada em Psicopedagogia Graduada

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM CRONOGRAMA AVALIAÇÕES - CURSO DE PEDAGOGIA 2008/1 III Semestre 1ª avaliações 31/03/08 2ª feira 21h Filosofia da Educação III 01/04/08 3ª feira 02/04/08 4ª feira 19h10min Educação e novas tecnologias I

Leia mais

CALENDÁRIO - PEDAGOGIA Grupo 093 - Fevereiro/2012 CursoID 318 - GradeID 425

CALENDÁRIO - PEDAGOGIA Grupo 093 - Fevereiro/2012 CursoID 318 - GradeID 425 CursoID 318 - GradeID 425 Estrutura do Calendário Antes de utilizar o Calendário do Curso, leia atentamente o Manual do Aluno de EAD para que possa entender o processo de avaliação, disciplinas, estrutura

Leia mais

O Dirigente Municipal de Educação e a articulação com o terceiro setor

O Dirigente Municipal de Educação e a articulação com o terceiro setor Missão Promover e realizar ações que contribuam para a melhoria da qualidade da educação pública e que fomentem o desenvolvimento social de comunidades de baixa renda. Visão Ser referência como fundação

Leia mais

NOVA DIRETORIA Marco Aurelio Crocco Afonso

NOVA DIRETORIA Marco Aurelio Crocco Afonso Marco Aurelio Crocco Afonso Diretor-Presidente Bacharel em economia pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestre em Economia Industrial e da Tecnologia pela UFRJ e PhD em Economia pela Universidade

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 867, DE 4 DE JULHO DE

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 867, DE 4 DE JULHO DE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 867, DE 4 DE JULHO DE 2012 Institui o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa e as ações do Pacto e define suas diretrizes gerais. O MINISTRO

Leia mais

PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO NO SISTEMA PRISIONAL PLANO DE AÇÃO

PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO NO SISTEMA PRISIONAL PLANO DE AÇÃO EIXO: GESTÂO Fortalecer a parceria entre e instituições parceiras para o desenvolvimento de ações educacionais Formalização de Termo de Cooperação Técnica entre e SEC do Estado para a efetivação de políticas

Leia mais

A construção da. Base Nacional Comum. para garantir. Direitos e Objetivos de Aprendizagem e Desenvolvimento

A construção da. Base Nacional Comum. para garantir. Direitos e Objetivos de Aprendizagem e Desenvolvimento A construção da Base Nacional Comum para garantir Direitos e Objetivos de Aprendizagem e Desenvolvimento Política pública de Educação ESTADO dever de educar legislação planejamento instituições CIDADÃO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE EDUCAÇÃO COLÉGIO DE APLICAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE EDUCAÇÃO COLÉGIO DE APLICAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE EDUCAÇÃO COLÉGIO DE APLICAÇÃO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DA EDUCAÇÃO BÁSICA, TÉCNICA E TECNOLÓGICA Edital nº 19, de 27 de abril

Leia mais

NÚCLEO DE ENSINO ATRIBUIÇÕES DA SUPERVISÃO EDUCACIONAL

NÚCLEO DE ENSINO ATRIBUIÇÕES DA SUPERVISÃO EDUCACIONAL NÚCLEO DE ENSINO O Núcleo de Ensino tem por função apoiar pedagogicamente às unidades escolares da REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE GARANHUNS, executando atividades específicas de planejamento, supervisão,

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL. De acordo a LDB 9394/96 o Ensino Fundamental, juntamente com a Educação Infantil e o Ensino Médio, compõe a Educação básica.

ENSINO FUNDAMENTAL. De acordo a LDB 9394/96 o Ensino Fundamental, juntamente com a Educação Infantil e o Ensino Médio, compõe a Educação básica. ENSINO FUNDAMENTAL De acordo a LDB 9394/96 o Ensino Fundamental, juntamente com a Educação Infantil e o Ensino Médio, compõe a Educação básica. Art. 32 "o Ensino Fundamental, com duração mínima de oito

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO N.º 001/2015.PMA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE ANANINDEUA/PA

CONCURSO PÚBLICO N.º 001/2015.PMA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE ANANINDEUA/PA DA 1 / 12 EDITAL N.º 01/2015, DE 15 DE JULHO DE 2015 1. CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO 01 Professor de Ensino das Artes nos planos de aula; orientar os alunos na conscientização das famílias para a

Leia mais

Palavras-chave: Sistema educacional; Programa de Correção de Fluxo; Projeto Se Liga e Acelera.

Palavras-chave: Sistema educacional; Programa de Correção de Fluxo; Projeto Se Liga e Acelera. 1 8 - POLÍTICAS E GESTÃO EDUCACIONAL SISTEMA EDUCACIONAL DE PERNAMBUCO E O PROGRAMA DE CORREÇÃO DE FLUXO: UM OLHAR SOBRE OS PROJETOS SE LIGA E ACELERA Rilva José Pereira Uchôa Cavalcanti Faculdade de Ciências

Leia mais

Coletiva de Imprensa Apresentação de resultados São Paulo, 23 de maio de 2013

Coletiva de Imprensa Apresentação de resultados São Paulo, 23 de maio de 2013 Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação Pesquisa TIC Educação 2012 Pesquisa sobre o uso das TIC nas escolas brasileiras Coletiva de Imprensa Apresentação de resultados

Leia mais

Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO

Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS Perguntas mais frequente e respostas do Departamento de Políticas Educacionais. 1. Qual é a nomenclatura adequada para o primeiro ano do ensino fundamental

Leia mais

Universidade Federal de Mato Grosso. Instituto de Linguagens. Curso de Graduação letras-libras, licenciatura

Universidade Federal de Mato Grosso. Instituto de Linguagens. Curso de Graduação letras-libras, licenciatura Universidade Federal de Mato Grosso Instituto de Linguagens Curso de Graduação letras-libras, licenciatura Prof. Anderson Simão Duarte Coordenador do Curso Letras-Libras Mestre em Estudos Linguísticos

Leia mais

SEMINÁRIOS TRANSDISCIPLINARES HISTÓRIA E PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO

SEMINÁRIOS TRANSDISCIPLINARES HISTÓRIA E PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO SEMINÁRIOS TRANSDISCIPLINARES HISTÓRIA E PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO AS PERSPECTIVAS POLÍTICAS PARA UM CURRÍCULO INTERDISCIPLINAR: DESAFIOS E POSSIBILIDADES Professor Doutor Carlos Henrique Carvalho Faculdade

Leia mais

O PAPEL DAS FEIRAS DE CIÊNCIAS NA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL

O PAPEL DAS FEIRAS DE CIÊNCIAS NA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL ANAIS DA 67ª REUNIÃO ANUAL DA SBPC - SÃO CARLOS - SP - JULHO/2015 O PAPEL DAS FEIRAS DE CIÊNCIAS NA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL Antes de entender qual a diferença entre educação formal e não formal é preciso entender

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES E PROJETOS EXECUTADOS EM 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES E PROJETOS EXECUTADOS EM 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES E PROJETOS EXECUTADOS EM 2004 A Fundação Aprender, no ano de 2004, procurou cumprir as etapas previstas no Planejamento 2003, levando a efeito iniciativas no sentido de ampliar

Leia mais

9º Congresso de Gestão Pública do Rio Grande do Norte Inovação na gestão e possibilidade de novas oportunidades para o desenvolvimento regional

9º Congresso de Gestão Pública do Rio Grande do Norte Inovação na gestão e possibilidade de novas oportunidades para o desenvolvimento regional 9º Congresso de Gestão Pública do Rio Grande do Norte Inovação na gestão e possibilidade de novas oportunidades para o desenvolvimento regional Natal, 14/08/2015 ROTEIRO Duvidas de partida? Tempos de estratégia

Leia mais

Mestrado Profissional em Administração em Rede Nacional

Mestrado Profissional em Administração em Rede Nacional Mestrado Profissional em Administração em Rede Nacional Modalidade a Distância Santo André-SP, junho de 2011 A quem se destina Qualificação de funcionários públicos federais, estaduais e municipais. Objetivos

Leia mais

Programa Nacional Alfabetização na Idade Certa PNAIC 30/05/12

Programa Nacional Alfabetização na Idade Certa PNAIC 30/05/12 Programa Nacional Alfabetização na Idade Certa PNAIC 30/05/12 Alguns dados disponíveis sobre analfabetismo Objetivo e principais componentes Objetivo O PNAIC é um programa integrado cujo objetivo

Leia mais

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL Nº

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL Nº PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL Nº 01/2014 ANEXO II PRINCIPAIS ATRIBUIÇÕES DOS EMPREGOS EMPREGOS (Ciências) (Ensino Fundamental) ATRIBUIÇÕES proposta da escola. fixando metas, definindo objetivos.

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Diretoria de Estudos Educacionais (DIRED)

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Diretoria de Estudos Educacionais (DIRED) Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Diretoria de Estudos Educacionais (DIRED) Prova Docente Profa. Dra. Marcella Laureano Prottis Novembro de 2012

Leia mais

Audiência pública: Educação e Federalismo Educação Básica: Responsabilidade do Governo Federal? Cybele Amado de Olivieira 5 de dezembro de 2012

Audiência pública: Educação e Federalismo Educação Básica: Responsabilidade do Governo Federal? Cybele Amado de Olivieira 5 de dezembro de 2012 Cybele Amado de Olivieira 5 de dezembro de 2012 Abordagem: 1. 2. Fortalecimento de um regime de colaboração/ arranjos que promovam avanços nas relações intramunicipais, intermunicipais e intergovernamentais

Leia mais

DISCIPINAS DE FINALIZAÇÃO EQUIVALENTES CADASTRADAS NO AVA DISCIPLINAS EQUIVALENTES EM CADA CURSO

DISCIPINAS DE FINALIZAÇÃO EQUIVALENTES CADASTRADAS NO AVA DISCIPLINAS EQUIVALENTES EM CADA CURSO Atenção acadêmicos! Devido a equivalência entre disciplinas de Finalização Disciplinar que serão ofertadas, algumas delas estarão disponíveis para matrículas com nomes diferentes. Assim, verifiquem no

Leia mais

Capacitação de Recursos Humanos para o Uso de Tecnologias no Ensino Fundamental

Capacitação de Recursos Humanos para o Uso de Tecnologias no Ensino Fundamental Programa 0042 ESCOLA DE QUALIDADE PARA TODOS Objetivo Melhorar a qualidade do ensino fundamental, mediante a democratização do acesso a novas tecnologias de suporte à formação educacional. Indicador(es)

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO, DIVERSIDADE E INCLUSÃO COORDENAÇÃO GERAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO, DIVERSIDADE E INCLUSÃO COORDENAÇÃO GERAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO, DIVERSIDADE E INCLUSÃO COORDENAÇÃO GERAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO N.º e Título do Projeto TERMO DE REFERÊNCIA Projeto OEI BRA/08/003

Leia mais

PROGRAMAÇÃO FOCO FORMAÇÃO CONTINUADA PARA DOCENTES COORD. PROFA. MS. MÁRCIA LIMA BORTOLETTO

PROGRAMAÇÃO FOCO FORMAÇÃO CONTINUADA PARA DOCENTES COORD. PROFA. MS. MÁRCIA LIMA BORTOLETTO PROGRAMAÇÃO FOCO FORMAÇÃO CONTINUADA PARA DOCENTES COORD. PROFA. MS. MÁRCIA LIMA BORTOLETTO LOCAL DOS ENCONTROS Campinas: POLICAMP Rua: Luiz Otávio, 1281 Parque Santa Cândida Campinas SP Fone: (19) 3756-2300

Leia mais

Anexo II CARGOS DE DCA

Anexo II CARGOS DE DCA Anexo II CARGOS DE DCA CARGO: COORDENADOR DO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO DE EDUCAÇÃO INFANTIL COORDENADOR DO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO DE ENSINO FUNDAMENTAL Coordenar atividades específicas de área, participando

Leia mais

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso AUTO-AVALIAÇAO INSTITUCIONAL DO CURSO DE PEDAGOGIA FACED-UFAM / Professores Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso Objetivos do Curso 01 - Tenho conhecimento do Projeto Pedagógico do Curso.

Leia mais

CURSO DE LETRAS - LICENCIATURA HABILITAÇÃO EM PORTUGUÊS/INGLÊS QUADRO DE SEMESTRALIZAÇÃO

CURSO DE LETRAS - LICENCIATURA HABILITAÇÃO EM PORTUGUÊS/INGLÊS QUADRO DE SEMESTRALIZAÇÃO CURSO DE LETRAS - LICENCIATURA HABILITAÇÃO EM PORTUGUÊS/INGLÊS QUADRO DE SEMESTRALIZAÇÃO SEM DISCIPLINAS CH 1º Cultura Brasileira 40 Filosofia da Educação 40 Fundamentos da Educação 40 Iniciação à Pesquisa

Leia mais

Plano de Mobilização o Social pela pela Educação Garantir a todos e a cada um dos brasileiros o direito de aprender linda.goulart@mec.gov.

Plano de Mobilização o Social pela pela Educação Garantir a todos e a cada um dos brasileiros o direito de aprender linda.goulart@mec.gov. Plano de Mobilizaçã Social pela Educaçã Foto: João Bittar Garantir a todos e a cada um dos brasileiros o direito de aprender linda.goulart goulart@mec.gov.br Desafios da Educa Brasileira Altas taxas de

Leia mais

Colégio Casimiro de Abreu Sistema Dom Bosco de ensino

Colégio Casimiro de Abreu Sistema Dom Bosco de ensino Caro(a) Conveniado, O COLÉGIO CASIMIRO DE ABREU, escola dedicada ao Ensino Fundamental I, II e Ensino Médio, tem grande satisfação em oferecer a você, através do convênio com o SEAAC, um benefício que

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Diretoria de Formulação de Conteúdos Educacionais Programa Nacional de Tecnologia Educacional

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Diretoria de Formulação de Conteúdos Educacionais Programa Nacional de Tecnologia Educacional Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Diretoria de Formulação de Conteúdos Educacionais Programa Nacional de Tecnologia Educacional SEB DCE CGMID COGTEC PROINFO SEB SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

Leia mais

PROGRAMA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA Santa Maria/RS 04 a 08 de Fevereiro de 2013 Orientações Equipe Técnica

PROGRAMA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA Santa Maria/RS 04 a 08 de Fevereiro de 2013 Orientações Equipe Técnica PROGRAMA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA Santa Maria/RS 04 a 08 de Fevereiro de 2013 Orientações Equipe Técnica Graziela Franceschet Farias Apoio Técnico e Doutoranda em Educação Cinthia

Leia mais

Prova Nacional de Concurso para o Ingresso na Carreira Docente

Prova Nacional de Concurso para o Ingresso na Carreira Docente Prova Nacional de Concurso para o Ingresso na Carreira Docente Fórum Estadual da Undime MA Gabriela Moriconi Diretoria de Estudos Educacionais INEP A Prova Docente: Breve Histórico O potencial dos concursos

Leia mais

ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICAP Educação a Distância

ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICAP Educação a Distância Fundação Oswaldo Cruz ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICAP Educação a Distância Lucia Dupret Coordenação Geral Programa de Educação a Distância Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca Fundação Oswaldo

Leia mais

Gianna Perim. Ministério do Esporte. Abril/2007 Brasília/DF O PROGRAMA NO CONTEXTO DAS POLÍTICAS ESPORTIVAS. Ministério do Esporte

Gianna Perim. Ministério do Esporte. Abril/2007 Brasília/DF O PROGRAMA NO CONTEXTO DAS POLÍTICAS ESPORTIVAS. Ministério do Esporte Gianna Perim Abril/2007 Brasília/DF Ministério do Esporte O PROGRAMA NO CONTEXTO DAS POLÍTICAS ESPORTIVAS Ministério do Esporte 1 Princípio Constitucional É dever do estado fomentar práticas desportivas

Leia mais

Jornada Pedagógica Pastoral. Recife, 2012

Jornada Pedagógica Pastoral. Recife, 2012 Jornada Pedagógica Pastoral Recife, 2012 Josenildo Costa e Telma Pereira Sistema Marista de Avaliação SIMA O SIMA é um instrumento de avaliação acadêmica utilizado em todas as Unidades Educacionais da

Leia mais

III CARAVANA DO SINEPE/SC 2015 JOINVILLE E REGIÃO

III CARAVANA DO SINEPE/SC 2015 JOINVILLE E REGIÃO III CARAVANA DO SINEPE/SC 2015 JOINVILLE E REGIÃO Prezados Educadores, Formação Contínua, comprometida com a qualidade e excelência do ensino particular, essa é a premissa do Programa de Formação Continuada

Leia mais

Projetos de informatização educacional. Ketiuce Ferreira Silva 3º Período G1 Professora: Gilca

Projetos de informatização educacional. Ketiuce Ferreira Silva 3º Período G1 Professora: Gilca Projetos de informatização educacional Ketiuce Ferreira Silva 3º Período G1 Professora: Gilca O uso do computador como instrumento de educação ainda não é uma realidade para muitos no Brasil, mas aqui

Leia mais

XXV ENCONTRO NACIONAL DA UNCME

XXV ENCONTRO NACIONAL DA UNCME XXV ENCONTRO NACIONAL DA UNCME Os desafios da Educação Infantil nos Planos de Educação Porto de Galinhas/PE Outubro/2015 Secretaria de Educação Básica CONCEPÇÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL É direito dos trabalhadores

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

A Organização Federativa da Educação Brasileira. Manuel Palácios

A Organização Federativa da Educação Brasileira. Manuel Palácios A Organização Federativa da Educação Brasileira Manuel Palácios Um Roteiro 1 2 3 As Bases do Federalismo Educacional Brasileiro O Federalismo em Processo Federalismo, Equidade e Qualidade Página 2 Índice

Leia mais

Esfera: 10 Função: 12 - Educação Subfunção: 367 - Educação Especial UO: 26298 - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação

Esfera: 10 Função: 12 - Educação Subfunção: 367 - Educação Especial UO: 26298 - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Programa 1374 Desenvolvimento da Educação Especial Numero de Ações 16 Ações Orçamentárias 0511 Apoio ao Desenvolvimento da Educação Especial Produto: Projeto apoiado UO: 26298 - Fundo Nacional de Desenvolvimento

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Exmo. Sr. Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção de Mato Grosso do Sul: A Comissão Permanente de Ensino Jurídico da OAB/MS, na pessoa de seu Presidente, o advogado Cláudio de Rosa Guimarães,

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE MODALIDADES E TEMÁTICAS

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE MODALIDADES E TEMÁTICAS SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE MODALIDADES E TEMÁTICAS ESPECIAIS DE ENSINO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL A Política

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR 4 anos INÍCIO EM 2012.1

MATRIZ CURRICULAR 4 anos INÍCIO EM 2012.1 MATRIZ CURRICULAR 4 anos INÍCIO EM 2012.1 EIXO1 Formação docente: Profissionalização, Ética e Cidadania 1º Período Disciplina C.H.R. C.H.S. Informática Aplicada 20 20 01 01 Políticas Públicas e Organizações

Leia mais

1/5. Reconhecimento-Grupo 1-2010

1/5. Reconhecimento-Grupo 1-2010 1/5 INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira DAES - Diretoria de Avaliação da Educação Superior Coordenação Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e Instituições

Leia mais

CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2013 INTRODUÇÃO: O presente trabalho apresenta a relação de Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu a serem reorganizados no

Leia mais

PEDAGOGIA. COORDENADOR José Henrique de Oliveira jenrique@ufv.br

PEDAGOGIA. COORDENADOR José Henrique de Oliveira jenrique@ufv.br PEDAGOGIA COORDENADOR José Henrique de Oliveira jenrique@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2009 369 Licenciatura ATUAÇÃO Em atendimento às Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN), aprovadas em 2006 pelo

Leia mais

Matriz 2008... 02. Matriz 2010... 04. Matriz 2012... 06

Matriz 2008... 02. Matriz 2010... 04. Matriz 2012... 06 Matriz Curricular Página 1 Sumário Matriz 2008... 02 Matriz 2010... 04 Matriz 2012... 06 Matriz Curricular Página 2 MATRIZ CURRICULAR 2008 1º Período Filosifia e Educação 54 Fundamentos da Pedagogia 36

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL TERMO DE REFERÊNCIA

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL TERMO DE REFERÊNCIA Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL TERMO DE REFERÊNCIA 1. REFERÊNCIA Projeto OEI/BRA/09/001 Fortalecimento institucional das secretarias municipais de educação

Leia mais

LEI N.º 4.013 de 17 de dezembro de 2010.

LEI N.º 4.013 de 17 de dezembro de 2010. LEI N.º 4.013 de 17 de dezembro de 2010. O PREFEITO MUNICIPAL DE URUGUAIANA: Cria Cargos de Professor para os Níveis da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, de provimento efetivo, no Quadro de Pessoal

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Portaria nº 808, de 8 de junho de 00. Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES. O MINISTRO DE

Leia mais

UNDIME 17 de junho de 2015. Mariana Alcalay UNESCO Brazil Project Officer

UNDIME 17 de junho de 2015. Mariana Alcalay UNESCO Brazil Project Officer UNDIME 17 de junho de 2015 Mariana Alcalay UNESCO Brazil Project Officer Atividades Atividade 1: Pesquisa de Educação em Mudanças Climáticas para o Desenvolvimento Sustentável (CCESD) em Itajaí. Atividade

Leia mais

Capacitação Gerencial PST

Capacitação Gerencial PST Capacitação Gerencial PST Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social SNELIS Ministério do Esporte Direito Social É dever do estado fomentar práticas desportivas formais e não formais:

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE NITERÓI EDITAL N 005/2015

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE NITERÓI EDITAL N 005/2015 PUBLICADA EM 15/09/2015 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE NITERÓI EDITAL N 005/2015 O presente Edital torna pública a abertura de inscrições e estabelece as diretrizes gerais para

Leia mais

Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão Objetivo do curso:

Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão Objetivo do curso: Com carga horária de 720 horas o curso Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros

Leia mais

EDUCAÇÃO EM GOIÁS. Secretária de Estado: Raquel Teixeira

EDUCAÇÃO EM GOIÁS. Secretária de Estado: Raquel Teixeira EDUCAÇÃO EM GOIÁS Secretária de Estado: Raquel Teixeira 1. Regulamentação de objetivos comuns de aprendizagem e sistema de avaliação SAEGO SISTEMA DE AVALIAÇÃO EDUCACIONAL 1. Regulamentação de objetivos

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2014 Altera a Deliberação CONSEP Nº 107/2012, que Dispõe sobre o Currículo Pleno do Curso de Pedagogia - Licenciatura, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA,

Leia mais

CURSO DE EXTENSÃO GESTÃO DE PESSOAS NA ORGANIZAÇÃO CONTEMPORÂNEA

CURSO DE EXTENSÃO GESTÃO DE PESSOAS NA ORGANIZAÇÃO CONTEMPORÂNEA 1 Gestão de pessoas na organização contemporânea FIA Veduca 40h Sobre o curso O curso trabalhará com os participantes uma compreensão das tendências e desafios para a gestão de pessoas, procurando traçar

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Diretoria de Políticas de Educação Especial Constituição Federal/88 Artigo 208, III - atendimento preferencialmente

Leia mais

Projeto Pedagógico Institucional PPI FESPSP FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI

Projeto Pedagógico Institucional PPI FESPSP FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI Grupo Acadêmico Pedagógico - Agosto 2010 O Projeto Pedagógico Institucional (PPI) expressa os fundamentos filosóficos,

Leia mais

I Fórum Nacional Conjunto Consad Conseplan - Confaz

I Fórum Nacional Conjunto Consad Conseplan - Confaz I Fórum Nacional Conjunto Consad Conseplan - Confaz Avanços do trabalho desenvolvido no âmbito do Ciclo de Debates sobre Relações Público-Privadas e Compras Públicas Estaduais 13 de novembro de 2014 Relações

Leia mais

ESCOLAS PÚBLICAS CORRELACIONADAS AOS PROGRAMAS DO ESTADO E SEUS RESULTADOS.

ESCOLAS PÚBLICAS CORRELACIONADAS AOS PROGRAMAS DO ESTADO E SEUS RESULTADOS. ESCOLAS PÚBLICAS CORRELACIONADAS AOS PROGRAMAS DO ESTADO E SEUS RESULTADOS. COLLING, Janete 1 ; ZIEGLER, Mariani 1 ; KRUM, Myrian 2. Centro Universitário franciscano - UNIFRA E-mails: janetecolling@hotmail.com;

Leia mais

Parceria pelo Desenvolvimento da Educação Pública em Manaus. Instituto Ayrton Senna e CIEAM Agosto - 2015

Parceria pelo Desenvolvimento da Educação Pública em Manaus. Instituto Ayrton Senna e CIEAM Agosto - 2015 Parceria pelo Desenvolvimento da Educação Pública em Manaus Instituto Ayrton Senna e CIEAM Agosto - 2015 Escola do Século XIX Professor do Século XX Aluno do Século XXI Educação para o século XXI Trabalhamos

Leia mais

Compromisso Todos pela Educação. Garantir o direito de aprender, para todos e para cada um.

Compromisso Todos pela Educação. Garantir o direito de aprender, para todos e para cada um. Compromisso Todos pela Educação Garantir o direito de aprender, para todos e para cada um. Ministério da Educação SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA Maria do Pilar Lacerda A. Silva DEPARTAMENTO DE PROJETOS

Leia mais

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

EDUCAÇÃO ESPECIAL: A INCLUSÃO ESCOLAR DOS ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS NA REDE PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE CÁCERES

EDUCAÇÃO ESPECIAL: A INCLUSÃO ESCOLAR DOS ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS NA REDE PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE CÁCERES EDUCAÇÃO ESPECIAL: A INCLUSÃO ESCOLAR DOS ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS NA REDE PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE CÁCERES Rodrigo Barretto Vila 1 Aline Cezário Coutinho 2 Cristiane Tenuta Cabral

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MANAUS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO GABARITO DEFINITIVO.

PREFEITURA MUNICIPAL DE MANAUS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO GABARITO DEFINITIVO. CARGO 01: PROFESSOR ESPECIALIDADE: EDUCAÇÃO INFANTIL Gabarito A C C B A B C A B D B C D D C Gabarito B C B B C D C B B C B D C D D CARGO 02: PROFESSOR ESPECIALIDADE: 1º AO 5º ANO Gabarito A C C D B A B

Leia mais

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

MESTRADO EM EDUCAÇÃO MESTRADO EM EDUCAÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE O CURSO 1. Recomendação pela Capes: ofício nº 115-20/2012/CTC/CAAII/CGAA/DAV/ CAPES de 2 de outubro de 2012. 2. Objetivo geral: formar o pesquisador, o docente

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1

AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1 AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1 Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta

Leia mais

PROGRAMA MUNICIPAL DE VOLUNTARIADO INTERNACIONAL

PROGRAMA MUNICIPAL DE VOLUNTARIADO INTERNACIONAL PROGRAMA MUNICIPAL DE VOLUNTARIADO INTERNACIONAL SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE RECURSOS HUMANOS O PROGRAMA O Programa Municipal de Voluntariado

Leia mais

O Ensino a Distância nas diferentes Modalidades da Educação Básica

O Ensino a Distância nas diferentes Modalidades da Educação Básica O Ensino a Distância nas diferentes Modalidades da Educação Básica Francisco Aparecido Cordão Conselheiro da Câmara de Educação Básica do CNE facordao@uol.com.br 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Educação a Distância no Brasil

Educação a Distância no Brasil Universidade Federal de Juiz de Fora dezembro de 2009 Educação a Distância no Brasil Carlos Bielschowsky Secretário de Educação a Distância - MEC ESTA APRESENTAÇÃO Primeira parte : Uma visão geral da EAD

Leia mais

Sistemas Estruturados de Ensino e Redes Municipais do Estado de São Paulo

Sistemas Estruturados de Ensino e Redes Municipais do Estado de São Paulo Sistemas Estruturados de Ensino e Redes Municipais do Estado de São Paulo Coordenadora: Paula Louzano Marcio Kameoka Valéria Rocha Adriana Borges Avaliação pedagógica: Rosa Barros Elenita Berger Rosana

Leia mais

Vani Moreira Kenski USP/SITE As coisas têm outro sentido se as olharmos retrospectivamente. (Morley, M., 2014)

Vani Moreira Kenski USP/SITE As coisas têm outro sentido se as olharmos retrospectivamente. (Morley, M., 2014) Pedagogia em 2044 Vani Moreira Kenski USP/SITE As coisas têm outro sentido se as olharmos retrospectivamente. (Morley, M., 2014) Pedagogia hoje: Para quem? Para que? ÁREAS DE ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL FORMADO:

Leia mais

2.463.466 NACIONAL F 3 2 90 0 112 2.463.466 TOTAL - FISCAL 44.744.830 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 44.744.830

2.463.466 NACIONAL F 3 2 90 0 112 2.463.466 TOTAL - FISCAL 44.744.830 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 44.744.830 UNIDADE : 26101 - MINISTERIO DA EDUCACAO 0750 APOIO ADMINISTRATIVO 5.580.000 12 122 0750 2000 ADMINISTRACAO DA UNIDADE 5.580.000 12 122 0750 2000 0053 ADMINISTRACAO DA UNIDADE - NO DISTRITO FEDERAL 5.580.000

Leia mais

MEC/SEMTEC SUBPROGRAMA NACIONAL PLANO DE AÇÃO DA GERÊNCIA DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS

MEC/SEMTEC SUBPROGRAMA NACIONAL PLANO DE AÇÃO DA GERÊNCIA DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS MEC/SEMTEC SUBPROGRAMA NACIONAL PLANO DE AÇÃO DA GERÊNCIA DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS Anexo 2: DETALHAMENTO DAS ATIVIDADES Componente 2: Ações e programas para o Ensino Médio Subcomponente 2. 3: Elaboração

Leia mais

REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 586-A DE 2012 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 2 DE 2013. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 586-A DE 2012 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 2 DE 2013. O CONGRESSO NACIONAL decreta: REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 586-A DE 2012 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 2 DE 2013 Dispõe sobre o apoio técnico e financeiro da União aos entes federados no âmbito do Pacto Nacional pela Alfabetização

Leia mais

Políticas Públicas: Impactos na Formação em Engenharia. Silvia Costa Dutra Unisinos 2014

Políticas Públicas: Impactos na Formação em Engenharia. Silvia Costa Dutra Unisinos 2014 Políticas Públicas: Impactos na Formação em Engenharia Silvia Costa Dutra Unisinos 2014 Regatando o passado Avaliando o presente Pensando o futuro Formação em Engenharia: Alguns marcos Criação da ABENGE-

Leia mais

Sobre os autores Bolívar Lamounier Charles Pessanha Cláudio de Moura Castro Elisa Reis

Sobre os autores Bolívar Lamounier Charles Pessanha Cláudio de Moura Castro Elisa Reis Sobre os autores Bolívar Lamounier é bacharel em sociologia e política pela UFMG (1964) e PhD em ciência política pela Universidade da Califórnia, em Los Angeles (1974). Foi membro da Comissão de Estudos

Leia mais

9. EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA

9. EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA 9. EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA 9.1 ORGANIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO INDÍGENA 9.1.1 Objetivos gerais A Constituição Federal assegura às comunidades indígenas o direito de uma educação escolar diferenciada e a utilização

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO PERÍODO LETIVO/ANO 2010 Programa: Pós-Graduação stricto sensu em Educação/PPGE Área de Concentração: Sociedade,

Leia mais