O desafio. energia. Plano Estratégico Plano de Negócios e Gestão Indicadores. 1,2% 1% 1% US$ 220,6 bilhões 0,4% 5% 4% 16% 12% 18% 20%

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O desafio. energia. Plano Estratégico Plano de Negócios e Gestão Indicadores. 1,2% 1% 1% US$ 220,6 bilhões 0,4% 5% 4% 16% 12% 18% 20%"

Transcrição

1 PANORAMA

2 O desafio é a nossa energia Criada em 1953, a Petrobras atua de forma integrada nas atividades de exploração e produção, refino, comercialização, transporte e petroquímica, distribuição de derivados, gás natural, biocombustíveis e energia elétrica. Conquistamos a liderança mundial em tecnologia e operação em águas profundas e nossa previsão é dobrar a produção brasileira de petróleo até Plano Estratégico 2030 Crescimento da produção de petróleo até 2020 e sua sustentação em 4 milhões de barris por dia na média do período Plano de Negócios e Gestão Direcionadores Corporativos Crescimento Integrado Rentabilidade Responsabilidade Social e Ambiental 1,2% 1% 1% US$ 220,6 bilhões Capital Social 5% 4% 0,4% 16% 20% 5% 11% 12% 36% 48% 36% Governo Brasileiro Acionistas Estrangeiros Acionistas Brasileiros Exploração & Produção Abastecimento Gás & Energia Internacional Biocombustíveis Distribuição Engenharia, Tecnologia e Materiais Demais áreas* * Área Financeira, Estratégica e Corporativo - Serviços 18% 70% 16% Fundamentos Pressupostos de Financiabilidade Indicadores Financeiros (em R$ milhões) Ebitda Lucro Líquido DESEMPENHO Gestão focada na excelência em custos DISCIPLINA DE CAPITAL Garantir a expansão dos negócios com indicadores financeiros sólidos Manutenção do Grau de Investimento Não haverá emissão de novas ações Convergência com preços internacionais de derivados PRIORIDADE Projetos de exploração e produção de óleo e gás natural no Brasil Parcerias e reestruturações nos modelos de negócio Gestão dos Investimentos e dos Custos Operacionais Programas Estruturantes Investimentos Dividendos Totais Procop Programa de Otimização de Custos Operacionais PRC-Poço Programa de Redução de Custos de Poços PROEF Programa de Aumento da Eficiência Operacional PRC-Sub Programa de Redução de Custos de Instalações Submarinas INFRALOG Programa de Otimização de Infraestrutura Logística

3 Exploração e produção A produção de petróleo e gás natural totalizou mil barris de óleo equivalentes por dia (boe/ dia), em, 1% inferior a de. O Programa de Aumento da Eficiência Operacional da Bacia de (PROEF) contribuiu com uma produção adicional de petróleo de 63 mil barris de petróleo por dia (bpd) no ano passado. A perspectiva para 2014 é aumentar a nossa produção de petróleo no Brasil em 7,5%. A produção de óleo na região do pré-sal, em, foi de 301,6 mil bpd (aumento de 79%), com sucessivos recordes. O total acumulado ultrapassou 290 milhões de boe em apenas seis anos. Em 27 de fevereiro de 2014, alcançamos o recorde de 412 mil bpd. Nesse mês, entrou em operação o primeiro poço a produzir por meio da tecnologia inovadora da Bóia de Sustentação de Risers (BSR), no FPSO Cidade de São Paulo, alcançando a excepcional marca de 36 mil bpd. Reservas Provadas - Critério ANP/SPE (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis / Society of Petroleum Engineers) (bilhões de boe) ,60 13,23 13,92 Sucesso Exploratório e Crescimento das Reservas no Brasil Índice de Sucesso Exploratório: 75% (100% no pré-sal) Índice de Reposição de Reservas : 131% (acima de 100% há 22 anos) Razão Reserva / Produção = 20 anos Destaque para as descobertas no pré-sal e em novas fronteiras exploratórias (bacias Sergipe-Alagoas e Potiguar) ,17 15,71 15,97 Curva de Óleo, LGN e Gás Natural no Brasil 5,2 Produção de Óleo, LGN e Gás Natural (milhões de boe) Produção de Óleo e LGN (milhões de bpd) 3,9 4,2 operação em 2014 Unidade de Produção 1º Óleo Capacidade Ambiente Bacia p-58 1º trimestre 180 mil bpd /Pós-sal 3,2 p-62 2º trimestre 180 mil bpd Pós-sal 2,32 1,93 Crescimento em ,5% ± 1p.p. p-61 fpso Cidade de Ilhabela FPSO Cidade de Mangaratiba 2º trimestre 3º trimestre 4º trimestre a P-63 processará a produção da P mil bpd 150 mil bpd Pós-sal Santos Santos No período serão 28 novas plataformas em operação. ABASTECIMENTO Com o aumento da eficiência operacional das nossas unidades de refino e a maior utilização dos ativos logísticos, processamos em, no Brasil, mil bpd de petróleo e LGN (Líquido de Gás Natural) e produzimos mil bpd de derivados (6% mais que em ). Registramos recordes de produção de diesel e gasolina, em agosto, com média diária de 893 mil bpd e 515 mil bpd, respectivamente. Em janeiro de 2014, foi lançada a gasolina S-50, que tem como um de seus principais benefícios a redução de emissões de gases poluentes. Comercializamos no mercado brasileiro, em, mil bpd de derivados de petróleo (4% mais que em ). Os destaques foram o óleo diesel (+5%), gasolina (+4%) e óleo combustível (+17%). As exportações de petróleo atingiram 207 mil bpd e as importações alcançaram 404 mil bpd. Desse modo, o saldo da nossa balança comercial apresentou déficit de US$ 16,2 bilhões. Novos empreendimentos UNIDADE Início da operação Capacidade Total Refinaria Abreu e Lima (1º trem) mil bpd Refinaria Abreu e Lima (2º trem) mil bpd Comperj (1º trem) mil bpd Premium I (1º trem) mil bpd Premium II mil bpd

4 Gás & Energia A oferta de gás natural, em, superou em 15% o ano anterior, atingindo 85,9 milhões de m³/ dia. A malha nacional de gasodutos somou km e o volume médio comercializado foi de 62,5 milhões de m³/dia (14% a mais que em ). Temos participação em 21 distribuidoras no Brasil, que juntas comercializaram 33,2 milhões de m³/dia (53% do mercado). Contamos com três fábricas de fertilizantes no Brasil e, em, comercializamos 1,06 milhão de toneladas de ureia e 189 mil toneladas de amônia. Por meio de 18 usinas termelétricas próprias e alugadas, geramos megawatts médios de energia elétrica para o Sistema Interligado Nacional (48% mais que em ). Distribuição A Petrobras Distribuidora, nossa subsidiária, atua na comercialização e distribuição de derivados de petróleo e biocombustíveis. Em, vendeu 53,7 milhões de m³ (4,5% mais que em ) e é líder do mercado brasileiro, com market share de 37,5% e uma rede de postos de serviços. Seus investimentos somaram R$ 1,03 bilhão, sua receita operacional líquida foi de R$ 86,6 bilhões e o lucro líquido recorde de R$ 1,8 bilhão. Transporte Nossa subsidiária Transpetro opera 48 terminais, 53 navios, km de oleodutos e km de gasodutos. Em, foram transportados 59,4 milhões de toneladas de petróleo e derivados e houve movimentação média diária de 69,8 milhões de m³ de gás natural (15% mais que em ). No âmbito do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef) foram entregues três novos navios. Biocombustíveis A nossa subsidiária Petrobras Biocombustível possui, no Brasil, três usinas próprias e duas por meio de parcerias. Em, a capacidade total de produção de biodiesel foi ampliada de 765 mil m³/ ano para 821 mil m³/ano. Por meio de empresas controladas, temos participação também em nove usinas de etanol. Ao final da safra /2014, alcançamos uma produção de 1,06 milhão de m³ de etanol e 1,58 milhão de toneladas de açúcar. Internacional Estamos presentes em mais de 20 países. Nossa atuação no exterior tem foco na América Latina, África e EUA, com ênfase em Exploração & Produção (E&P). Investimos, em, R$ 5,1 bilhões na área internacional, sendo 90% em E&P. Nossa produção fora do Brasil somou 128,5 bpd e 15,5 milhões de m³ dia de gás natural, totalizando 219,5 mil boe/dia PESQUISA & DESENVOLVIMENTO O Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), no Rio de Janeiro, coordena os investimentos em Pesquisa & Desenvolvimento, que somaram R$ 2,4 bilhões, em, numa atuação em parceria com cerca de 100 universidades e institutos, além de fornecedores e outras operadoras. Alguns dos principais resultados alcançados foram o desenvolvimento de novos materiais, a concepção de sistemas para estimativa mais precisa do risco exploratório, redução do tempo de construção de poços e monitoramento da produção em tempo real. Governança e Responsabilidade Socioambiental Somos uma companhia de capital aberto e seguimos os regulamentos das bolsas de valores e órgãos reguladores dos mercados de capitais no Brasil, EUA, Espanha e Argentina, onde temos ações listadas. Adotamos estratégias e instrumentos de gestão alinhados às melhores práticas de governança corporativa e pelo oitavo ano consecutivo integramos o Dow Jones Sustainability Index World. Seguindo o princípio de segurança nas nossas operações, a maior parte das nossas unidades no Brasil está certificada de acordo com as normas ISO (gestão ambiental) e OHSAS (gestão de saúde e segurança). Em, os nossos investimentos em segurança, meio ambiente e saúde somaram R$ 5,7 bilhões. Em projetos sociais, ambientais e esportivos investimos R$ 519,5 milhões. Também lançamos o Programa Petrobras Socioambiental, que prevê recursos de R$ 1,5 bilhão nessas áreas, entre 2014 e 2018, e foi elaborado com base em diretrizes do Pacto Global da ONU e princípios da ISO

5 Em, nove novas unidades de produção foram concluídas. Adição de um milhão de barris/dia à nossa capacidade instalada. Cidade de Itajaí Cidade de Paraty Cidade de São Paulo P-55 P-58 P-61 P-62 P-63 SS-88 TAD

Seminário O Papel do Congresso Nacional na inovação tecnológica. Painel III O setor produtivo e a inovação tecnológica

Seminário O Papel do Congresso Nacional na inovação tecnológica. Painel III O setor produtivo e a inovação tecnológica Seminário O Papel do Congresso Nacional na inovação tecnológica Painel III O setor produtivo e a inovação tecnológica Roberto Murilo Carvalho de Souza Gerente de Estratégia Tecnológica CENPES PETROBRAS

Leia mais

Estratégia Tecnológica da Petrobras

Estratégia Tecnológica da Petrobras Câmara Britânica de Comércio e Indústria no Brasil Rio de Janeiro, 1º de setembro de 2011 Estratégia Tecnológica da Petrobras Carlos Tadeu da Costa Fraga Gerente Executivo do CENPES Petrobras no mundo

Leia mais

Desafios e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural na próxima década

Desafios e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural na próxima década Desafios e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural na próxima década Roberto Gonçalves Gerente Executivo da Engenharia da Petrobras 8º Encontro Nacional do Prominp 23 de Novembro-São Luis, MA

Leia mais

mestre Clique para editar o texto Apresentação para Imprensa 29 de Junho de 2015 Clique para editar o texto mestre

mestre Clique para editar o texto Apresentação para Imprensa 29 de Junho de 2015 Clique para editar o texto mestre Clique Plano de para Negócios editar e o Gestão título mestre 2015-2019 Clique para editar o texto mestre Clique para editar o texto mestre Apresentação para Imprensa 29 de Junho de 2015 AVISOS Clique

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de 2015 Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015 1 AVISOS Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS E GESTÃO Contribuição da Unidade de Operações de Exploração e Produção da Bacia de Santos (UO-BS)

PLANO DE NEGÓCIOS E GESTÃO Contribuição da Unidade de Operações de Exploração e Produção da Bacia de Santos (UO-BS) PLANO DE NEGÓCIOS E GESTÃO 2012 2016 Contribuição da Unidade de Operações de Exploração e Produção da Bacia de Santos (UO-BS) PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2020 Santos, 23 de outubro de 2012 MERCADO DE DERIVADOS

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre 2016 Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas

Leia mais

PERSPECTIVAS PARA INDÚSTRIA DE REFINO NO BRASIL

PERSPECTIVAS PARA INDÚSTRIA DE REFINO NO BRASIL PERSPECTIVAS PARA INDÚSTRIA DE REFINO NO BRASIL Jorge Celestino Diretor Executivo de Refino e Gás Natural 24.10.2016 Transformações na indústria do petróleo mundial Mudança no cenário competitivo: shale

Leia mais

Desafios, Necessidades e Perspectivas na Formação e Capacitação de Recursos Humanos para Exportação, Refino e Distribuição de Produtos Existentes nas

Desafios, Necessidades e Perspectivas na Formação e Capacitação de Recursos Humanos para Exportação, Refino e Distribuição de Produtos Existentes nas Desafios, Necessidades e Perspectivas na Formação e Capacitação de Recursos Humanos para Exportação, Refino e Distribuição de Produtos Existentes nas Reservas Petrolíferas do Pré-Sal Audiência Pública

Leia mais

A indústria do petróleo: Possibilidades de maior contribuição da iniciativa privada para a exploração e produção de áreas do Pré-Sal

A indústria do petróleo: Possibilidades de maior contribuição da iniciativa privada para a exploração e produção de áreas do Pré-Sal A indústria do petróleo: Possibilidades de maior contribuição da iniciativa privada para a exploração e produção de áreas do Pré-Sal Prof. Edmar de Almeida Grupo de Economia de Energia Instituto de Economia

Leia mais

Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014 2018

Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014 2018 Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014 2018 A Petrobras comunica que seu Conselho de Administração aprovou o Plano Estratégico Petrobras 2030 (PE 2030) e o Plano de Negócios

Leia mais

Perfil Corporativo janeiro Principais Players. 1. Perfil. 2. Subsidiárias. 3. Faturamento. 5. Tendências. 6. Lançamentos. 7.

Perfil Corporativo janeiro Principais Players. 1. Perfil. 2. Subsidiárias. 3. Faturamento. 5. Tendências. 6. Lançamentos. 7. Perfil Corporativo 1. Perfil 2. Subsidiárias 3. Faturamento 4. Principais Players 5. Tendências 6. Lançamentos 7. Últimas Notícias 8. Resultados Financeiros Missão Perfil Atuar de forma segura e rentável,

Leia mais

Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 10 bilhões 352 milhões no 1º semestre de 2014

Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 10 bilhões 352 milhões no 1º semestre de 2014 Nota à Imprensa 8 de agosto de 2014 Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 10 bilhões 352 milhões no 1º semestre de 2014 O lucro bruto no 1º semestre de 2014 foi de R$ 38,5 bilhões, 2% superior ao 1º semestre

Leia mais

PLANO DE INVESTIMENTOS PETROBRAS

PLANO DE INVESTIMENTOS PETROBRAS PLANO DE INVESTIMENTOS PETROBRAS Pedro José Barusco Filho Gerente Executivo da ENGENHARIA agosto/2003 Missão e Visão Missão Atuar de forma segura e rentável nas atividades da indústria de óleo, gás e energia,

Leia mais

Oportunidades de investimentos do setor no País. Isabela M. C. da Rocha Gerente Executiva de Relacionamento com Investidores da Petrobras

Oportunidades de investimentos do setor no País. Isabela M. C. da Rocha Gerente Executiva de Relacionamento com Investidores da Petrobras Oportunidades de investimentos do setor no País Isabela M. C. da Rocha Gerente Executiva de Relacionamento com Investidores da Petrobras Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos

Leia mais

Desafios no aumento de eficiência na Logística de petróleo e derivados no país

Desafios no aumento de eficiência na Logística de petróleo e derivados no país Desafios no aumento de eficiência na Logística de petróleo e derivados no país 2 O mercado brasileiro de derivados possui uma concentração na costa litorânea e no sul sudeste do país e o potencial de crescimento

Leia mais

Divulgação de Resultados

Divulgação de Resultados Divulgação de Resultados 2º trimestre de 2010 (legislação societária) 13 de agosto de 2010 Conferência com a Imprensa Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores 1 AVISO

Leia mais

POLO PRÉ-SAL DA BACIA DE SANTOS A CONSOLIDAÇÃO DE UMA INFRAESTRUTURA PRODUTIVA

POLO PRÉ-SAL DA BACIA DE SANTOS A CONSOLIDAÇÃO DE UMA INFRAESTRUTURA PRODUTIVA POLO PRÉ-SAL DA BACIA DE SANTOS A CONSOLIDAÇÃO DE UMA INFRAESTRUTURA PRODUTIVA Solange Guedes Diretora do E&P PRÉ-SAL: confirma sua posição de província petrolífera de classe mundial... Grandes reservatórios

Leia mais

Perspectivas Mundiais dos Biocombustíveis

Perspectivas Mundiais dos Biocombustíveis Perspectivas Mundiais dos Biocombustíveis Sillas Oliva Filho Maio, 2007 Petrobras e os Biocombustíveis Uso dos Biocombustíveis no Mundo Motivação para os Biocombustíveis Atividades da Petrobras nos Biocombustíveis

Leia mais

Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão

Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021 Rio de Janeiro, 20 de setembro de 2016 Petróleo Brasileiro S.A. Petrobras informa que seu Conselho de Administração aprovou, em reunião realizada

Leia mais

ULTRAPAR. ULTRAPAR Aquisição da Shell Gás - Ago/03

ULTRAPAR. ULTRAPAR Aquisição da Shell Gás - Ago/03 ULTRAPAR ULTRAPAR Aquisição da Shell Gás - Ago/03 Este documento pode conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia. Palavras

Leia mais

ULTRAPAR ULTRAPAR. Grupo Santander Banespa Quarta Conferência Anual Junho/03

ULTRAPAR ULTRAPAR. Grupo Santander Banespa Quarta Conferência Anual Junho/03 ULTRAPAR ULTRAPAR Grupo Santander Banespa Quarta Conferência Anual Junho/03 de negócios ULTRAPAR ULTRAGAZ Distribuidora de GLP (gás de cozinha) no Brasil OXITENO Produtora de químicos e petroquímicos ULTRACARGO

Leia mais

Situação atual da indústria química no Brasil e no Mundo: Perspectivas e ameaças

Situação atual da indústria química no Brasil e no Mundo: Perspectivas e ameaças Situação atual da indústria química no Brasil e no Mundo: Perspectivas e ameaças Gabriel Lourenço Gomes Chefe do Departamento de Indústria Química Junho 2011 Julho/2009 Importância da Indústria Química

Leia mais

A crise financeira e o. setor de energia

A crise financeira e o. setor de energia A crise financeira e o setor de energia PAULO CÉSAR RIBEIRO LIMA Consultor Legislativo da Área XII Recursos Minerais, Hídricos e Energéticos MARÇO/2009 Paulo César Ribeiro Lima 2 2009 Câmara dos Deputados.

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO --- RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO SUMÁRIO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO --- RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO SUMÁRIO ANÁLISE FINANCEIRA E DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS --- RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

ALBIOMA I SEMINÁRIO MINEIRO DE BIOELETRICIDADE: A ENERGIA ELÉTRICA DA CANA-DE-AÇÚCAR

ALBIOMA I SEMINÁRIO MINEIRO DE BIOELETRICIDADE: A ENERGIA ELÉTRICA DA CANA-DE-AÇÚCAR ALBIOMA I SEMINÁRIO MINEIRO DE BIOELETRICIDADE: A ENERGIA ELÉTRICA DA CANA-DE-AÇÚCAR Outubro 2016 NOSSO OBJETIVO COMUM 1. Disponibilidade de biomassa 2. Tecnologia consolidada 3. Condições econômicas voltam

Leia mais

S M E Comissão de Energia 28/04/2010

S M E Comissão de Energia 28/04/2010 Oportunidades e Desafios do Pré-Sal S M E Comissão de Energia 28/04/2010 HIDROCARBONETOS Definição Compostos orgânicos constituídos de átomos de carbono e hidrogênio. PETRÓLEO INDÚSTRIA DE PETRÓLEO E GÁS

Leia mais

Unidade de Negócio de Exploração e Produção da Bacia de Santos UN-BS

Unidade de Negócio de Exploração e Produção da Bacia de Santos UN-BS Unidade de Negócio de Exploração e Produção da Bacia de Santos UN-BS Novos Empreendimentos previstos para a UN-BS no Plano de Negócios 2007-2011 da Petrobras José Luiz Marcusso Gerente-Geral São Paulo,

Leia mais

José Sergio Gabrielli de Azevedo Diretor Financeiro e de Relacionamento com Investidores. Julho de 2004

José Sergio Gabrielli de Azevedo Diretor Financeiro e de Relacionamento com Investidores. Julho de 2004 José Sergio Gabrielli de Azevedo Diretor Financeiro e de Relacionamento com Investidores Julho de 2004 As apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL NA PETROBRAS

RESPONSABILIDADE SOCIAL NA PETROBRAS RESPONSABILIDADE SOCIAL NA PETROBRAS FERNANDO FRANCISCA Gerência de Orientações e Práticas de Responsabilidade Social A RESPONSABILIDADE SOCIAL NA COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL Gerente Executivo Assistente

Leia mais

INFORME À IMPRENSA Plano Decenal de Energia PDE 2019

INFORME À IMPRENSA Plano Decenal de Energia PDE 2019 Setor energético receberá investimentos de quase R$ 1 trilhão até 2019 Geração de eletricidade terá de crescer 63 mil MW em 10 anos. País será exportador de petróleo e derivados Rio de Janeiro, 04/05/2010

Leia mais

José Sergio Gabrielli Presidente. 24 de Agosto de 2011

José Sergio Gabrielli Presidente. 24 de Agosto de 2011 José Sergio Gabrielli Presidente 24 de Agosto de 2011 1 AVISO Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T06 e José Carlos Grubisich Carlos Fadigas

Teleconferência de Resultados 4T06 e José Carlos Grubisich Carlos Fadigas Teleconferência de Resultados e 2006 José Carlos Grubisich Carlos Fadigas Ressalva sobre declarações futuras Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos,

Leia mais

Plano de Negócios e Gestão 2013-2017

Plano de Negócios e Gestão 2013-2017 PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS Companhia Aberta FATO RELEVANTE Plano de Negócios e Gestão 2013-2017 Rio de Janeiro, 15 de março de 2013 Petróleo Brasileiro S.A. Petrobras comunica que seu Conselho

Leia mais

Estratégia da Petrobras na Área de E&P. Paulo Henrique Costacurta Estratégia e Gestão de Portfolio de E&P 25 de setembro de 2013

Estratégia da Petrobras na Área de E&P. Paulo Henrique Costacurta Estratégia e Gestão de Portfolio de E&P 25 de setembro de 2013 Estratégia da Petrobras na Área de E&P Paulo Henrique Costacurta Estratégia e Gestão de Portfolio de E&P 25 de setembro de 2013 AGENDA ESTRATÉGIA DO E&P PANORAMA DO E&P PRÉ-SAL É UMA REALIDADE BACIA DE

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T16

Teleconferência de Resultados 2T16 Teleconferência de Resultados 2T16 Relações com Investidores São Paulo, 5 de Agosto de 2016 RESSALVA SOBRE DECLARAÇÕES FUTURAS Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são

Leia mais

RESULTADO DAS OPERAÇÕES

RESULTADO DAS OPERAÇÕES RESULTADO DAS OPERAÇÕES Resultados do 1T- : Lucro bruto Lucro bruto superior em 2% (R$ 395 milhões), refletindo: Receita de vendas de R$ 74.353 milhões, inferior em 13%, decorrente de: Redução da demanda

Leia mais

A Financiabilidade do Plano de Negócios e Gestão da Petrobras. Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores

A Financiabilidade do Plano de Negócios e Gestão da Petrobras. Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores A Financiabilidade do Plano de Negócios e Gestão 2013-2017 da Petrobras Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores 20 de Agosto de 2013 1 Aviso Estas apresentações podem

Leia mais

A Cemig e a Sustentabilidade Empresarial

A Cemig e a Sustentabilidade Empresarial A Cemig e a Sustentabilidade Empresarial Luiz Fernando Rolla Diretor de Finanças, Relações com Investidores e Controle de Participações O que é desenvolvimento sustentável? Éo desenvolvimento que atende

Leia mais

BOLETIM DE EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL

BOLETIM DE EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL EDIÇÃO 38 - JUNHO 215 M I N I S T É R I O D E M I N A S E E N E R G I A BOLETIM DE EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL D E P G @ M M E. G O V. B R E D I Ç Ã O 3 8 - J U N H O 2 1 5 INTRODUÇÃO

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO POR PROCESSOS

IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO POR PROCESSOS IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO POR PROCESSOS CASO PETROBRAS Gestor:OG&G Versão:1 04/04/2014 Palestrante Engenheiro de Produção Pleno Mestre em Engenharia de Produção (2010) Doutorando em Engenharia de Produção

Leia mais

Aquisição do negócio de distribuição de combustíveis Texaco no Brasil Um grande país se faz com grandes empresas

Aquisição do negócio de distribuição de combustíveis Texaco no Brasil Um grande país se faz com grandes empresas Aquisição do negócio de distribuição de combustíveis Texaco no Brasil Um grande país se faz com grandes empresas 1 Previsões acerca de eventos futuros Este documento pode conter previsões acerca de eventos

Leia mais

Plano de Negócios e Gestão

Plano de Negócios e Gestão Plano de Negócios e Gestão 2014-2018 1 Aviso Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia sobre condições

Leia mais

Análise das Rodadas de Licitação até 2013 e perspectivas para a exploração de petróleo no horizonte 2020

Análise das Rodadas de Licitação até 2013 e perspectivas para a exploração de petróleo no horizonte 2020 Marcelo Mafra Borges de Macedo Superintendente de Segurança Operacional e Maio Ambiente Análise das Rodadas de Licitação até 2013 e perspectivas para a exploração de petróleo no horizonte 2020 O Papel

Leia mais

Excedentes da Cessão Onerosa

Excedentes da Cessão Onerosa Excedentes da Cessão Onerosa DESDOBRAMENTOS DA REUNIÃO DO CNPE Rio de Janeiro, 24 de junho de 2014 Informações preliminares Cessão Onerosa Através da Cessão Onerosa a Petrobras adquiriu os direitos para

Leia mais

Licitação de Gasodutos de Transporte

Licitação de Gasodutos de Transporte Mesa Redonda sobre Energia no Brasil : O inicio de uma nova era energética? Licitação de Gasodutos de Transporte Melissa Cristina Mathias José Cesário Cecchi Superintendência de Comercialização e Movimentação

Leia mais

Senado Federal Comissão de Serviços de Infraestrutura Painel 4: Capitalização da Petrobras

Senado Federal Comissão de Serviços de Infraestrutura Painel 4: Capitalização da Petrobras Senado Federal Comissão de Serviços de Infraestrutura Painel 4: Capitalização da Petrobras TÓPICOS PROPOSTOS 1 -PETROBRAS MARCOS ESCOLHIDOS 2 - PLANO DE INVESTIMENTO 2009/2013 E FINANCIAMENTO 3 - VALORAÇÃO

Leia mais

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL NOVO PROGRAMA Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL 2014-2018 1 PETROBRAS Fundada em 1953, a partir de uma campanha popular O petróleo é nosso. Empresa integrada de energia Sociedade anônima de capital aberto

Leia mais

Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014

Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014 1 Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014 O Conselho de Administração aprovou o Plano de Negócios 2010-2014, com investimentos totais de US$ 224 bilhões, representando a média de US$ 44,8 bilhões

Leia mais

Ampliar a parceria estratégica entre China e Brasil no setor de petróleo, gás e biocombustíveis

Ampliar a parceria estratégica entre China e Brasil no setor de petróleo, gás e biocombustíveis Ampliar a parceria estratégica entre China e Brasil no setor de petróleo, gás e biocombustíveis Haroldo Lima Diretor-Geral Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis 1 1 Surgimento e evolução

Leia mais

ENAIQ 2/12/2016. Petrobras e perspectivas para 2017

ENAIQ 2/12/2016. Petrobras e perspectivas para 2017 ENAIQ 2/12/2016 Petrobras e perspectivas para 2017 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da companhia

Leia mais

Reunião Pública com Analistas e Investidores

Reunião Pública com Analistas e Investidores 2014 Reunião Pública com Analistas e Investidores Grupo São Martinho 300.000 Ha Área agrícola de colheita 4 usinas São Martinho, Iracema, Santa Cruz e Boa Vista 20 milhões de toneladas Capacidade de processamento

Leia mais

Lucro líquido da Petrobras em 2010 alcança valor recorde de R$ 35 bilhões 189 milhões

Lucro líquido da Petrobras em 2010 alcança valor recorde de R$ 35 bilhões 189 milhões Nota à Imprensa 25 de fevereiro de 2011 Lucro líquido da Petrobras em 2010 alcança valor recorde de R$ 35 bilhões 189 milhões O lucro líquido aumentou 17% em relação a 2009 e EBITDA atingiu de R$ 60 bilhões

Leia mais

O Mercado Brasileiro de Álcool: Perspectivas. João Carlos de Figueiredo Ferraz Presidente da CRYSTALSEV

O Mercado Brasileiro de Álcool: Perspectivas. João Carlos de Figueiredo Ferraz Presidente da CRYSTALSEV O Mercado Brasileiro de Álcool: Perspectivas João Carlos de Figueiredo Ferraz Presidente da CRYSTALSEV 2º Seminário Internacional CANA & ENERGIA Agosto de 2002 Produção Mensal na Região Centro-Sul Álcool

Leia mais

MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA

MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA São Paulo, 05/09/2012 Ministério de Minas e Energia ABINEE ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA ELÉTRICA E ELETRÔNICA ABINEE TEC 2012 TALK SHOW MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA Altino Ventura Filho Secretário

Leia mais

Reunião Apimec. Souza Cruz

Reunião Apimec. Souza Cruz Reunião Apimec Souza Cruz 2015 Líder em mais de 60 países 13% de market share 44 fábricas de cigarros (em 39 países) QUEM É A SOUZA CRUZ? A Souza Cruz faz parte da BAT (British American Tobacco) o mais

Leia mais

Pré-sal e o futuro da Indústria do Petróleo no Brasil

Pré-sal e o futuro da Indústria do Petróleo no Brasil Pré-sal e o futuro da Indústria do Petróleo no Brasil Professor Helder Queiroz Pinto Jr. Grupo de Economia da Energia Instituto de Economia / UFRJ X CBPE Gramado, 27 de Setembro 2016 Plano de Apresentação

Leia mais

Apoio do BNDES para o Setor de P&G

Apoio do BNDES para o Setor de P&G Apoio do BNDES para o Setor de P&G Rodrigo Matos Huet de Bacellar Superintendente Área de Insumos Básicos Setembro / 2013 MERCADO de P&G BRASILEIRO É importante ter a dimensão desse desafio Pré-sal: um

Leia mais

Aguardaremos neste instante o início da transmissão ao vivo pela WebTV e TV Corporativa da Petrobras.

Aguardaremos neste instante o início da transmissão ao vivo pela WebTV e TV Corporativa da Petrobras. Moderador: Sejam bem vindos às apresentações do plano estratégico Petrobras 2030 e dos resultados operacionais e financeiros da companhia referentes ao exercício 2013. Este evento está sendo transmitido

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016 Clique para editar o título Coletiva de Imprensa mestre 10 de Novembro de 2016 Clique para editar o texto mestre Clique para editar o texto mestre Avisos Estas

Leia mais

Taller de Estadísticas Energéticas TALLER DE ESTADÍSTICAS ENERGÉTICAS JOINT OIL DATA INITIATIVE (JODI)

Taller de Estadísticas Energéticas TALLER DE ESTADÍSTICAS ENERGÉTICAS JOINT OIL DATA INITIATIVE (JODI) Taller de Estadísticas Energéticas TALLER DE ESTADÍSTICAS ENERGÉTICAS JOINT OIL DATA INITIATIVE (JODI) Ney Cunha Superintendente Adjunto de Planejamento e Pesquisa da ANP 1 APRESENTAÇÃO Indústria do Petróleo

Leia mais

Ministério de Minas e Energia. Diesel BTE e TRR CLÁUDIO AKIO ISHIHARA. Diretor do Departamento de Combustíveis Derivados de Petróleo

Ministério de Minas e Energia. Diesel BTE e TRR CLÁUDIO AKIO ISHIHARA. Diretor do Departamento de Combustíveis Derivados de Petróleo Diesel BTE e TRR CLÁUDIO AKIO ISHIHARA Diretor do Departamento de Combustíveis Derivados de Petróleo 27ª CONVENÇÃO NACIONAL TRR 09/03/2012 SUMÁRIO PROCONVE ACORDO JUDICIAL CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO DIESEL

Leia mais

APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1T16 UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS

APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1T16 UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS São Paulo, 12 de Maio de 2016 RESULTADOS CONSOLIDADOS 2 DESTAQUES CONSOLIDADOS DO RECEITA LÍQUIDA (R$ MILHÕES) LUCRO BRUTO (R$ MILHÕES)

Leia mais

Ultrapar Participações S.A.

Ultrapar Participações S.A. Ultrapar Participações S.A. Apresentação para investidores Santander 12/04/2013 ULTRAPAR Relações com Investidores 1 > Thilo Mannhardt Trajetória até a presidência da Ultrapar Nascido na Alemanha, parte

Leia mais

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SUSTENTABILIDADE

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SUSTENTABILIDADE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SUSTENTABILIDADE João Roberto Loureiro de Mattos joaol@pitágoras.com.br jrdemattos@oi.com.br 1ª ENGENIO - SEMANA DO NÚCLEO DE ENGENHARIA E COMPUTAÇÃO DA FACULDADE PITÁGORAS 10 de

Leia mais

ReuniãoAPIMEC. São Paulo, 8 de dezembro, 2010

ReuniãoAPIMEC. São Paulo, 8 de dezembro, 2010 ReuniãoAPIMEC São Paulo, 8 de dezembro, 2010 Visão geral da Companhia QUEM SOMOS Líder mundial na fabricação de produtos têxteis de cama e banho para o lar Fundada em 1967 Líder no mercado brasileiro de

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2015 PLANO DE NEGÓCIOS 2006-2010

PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2015 PLANO DE NEGÓCIOS 2006-2010 PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2015 PLANO DE NEGÓCIOS 2006-2010 MISSÃO Atuar de forma segura e rentável, com responsabilidade social e ambiental, nas atividades da indústria de óleo, gás e energia, nos mercados

Leia mais

* Sujeito à aprovação dos Órgãos Reguladores. Aquisição do HSBC Brasil * 03 de Agosto de 2015

* Sujeito à aprovação dos Órgãos Reguladores. Aquisição do HSBC Brasil * 03 de Agosto de 2015 * Sujeito à aprovação dos Órgãos Reguladores Aquisição do HSBC Brasil * 03 de Agosto de 2015 Destaques da transação Ativo único 5,0 milhões de correntistas e mais de R$61 bilhões em depósitos Presença

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016 RESULTADOS CONSOLIDADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016 Informações contábeis intermediárias consolidadas revisadas pelos auditores independentes de acordo com os padrões internacionais de contabilidade (IFRS).

Leia mais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ANÁLISE MENSAL DO MERCADO DE BIODIESEL: EDIÇÃO Nº 17 JUNHO DE 214 A, documento elaborado pela Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ABIOVE, possui o intuito de levar ao mercado informações

Leia mais

Resultados do Exercício de 2014 Auditados

Resultados do Exercício de 2014 Auditados Nota à Imprensa 22 de abril de 2015 Resultados do Exercício de 2014 Auditados A Petrobras apresentou prejuízo de R$ 21,6 bilhões no ano de 2014, em função, principalmente, da perda por desvalorização de

Leia mais

Petrobras e Tereos Internacional: Um passo transformador para a indústria brasileira de cana-de-açúcar e biocombustíveis.

Petrobras e Tereos Internacional: Um passo transformador para a indústria brasileira de cana-de-açúcar e biocombustíveis. : Um passo transformador para a indústria brasileira de cana-de-açúcar e biocombustíveis 3 de maio de 2010 1 Aviso Importante O Grupo Tereos anunciou que considera uma oferta primária de ações da Tereos

Leia mais

Petrobras Café da Manhã com Analistas

Petrobras Café da Manhã com Analistas Petrobras Café da Manhã com Analistas São Paulo, 10 de Junho de 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores

Leia mais

ULTRAPAR PARTICIPAÇÕES S.A.

ULTRAPAR PARTICIPAÇÕES S.A. MD&A - ANÁLISE DOS RESULTADOS CONSOLIDADOS Primeiro Trimestre 2012 (1) Informações financeiras selecionadas: (R$ milhões) 1º Tri 12 1º Tri 11 4º Tri 11 Variação 1T12 X 1T11 Variação 1T12 X 4T11 Receita

Leia mais

Estratégias de Crescimento de um Porto Privado. Novembro de 2016

Estratégias de Crescimento de um Porto Privado. Novembro de 2016 Estratégias de Crescimento de um Porto Privado Novembro de 2016 HISTÓRICO MAIO 2001 CONTRATO DE ADESÃO COM O MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES JUNHO 2010 CERTIFICAÇÃO ISO 14001 OUTUBRO 2005 INÍCIO DA CONSTRUÇÃO

Leia mais

São Paulo quer mudar a matriz energética brasileira com a ampliação do uso do gás natural

São Paulo quer mudar a matriz energética brasileira com a ampliação do uso do gás natural Agência de Notícias Brasil-Árabe - SP 30/01/2004-07:00 São Paulo quer mudar a matriz energética brasileira com a ampliação do uso do gás natural Após a descoberta, pela Petrobras, de uma enorme jazida

Leia mais

Fundação Getúlio Vargas Instituto Brasileiro de Economia Centro de Estudos em Regulação e Infraestrutura

Fundação Getúlio Vargas Instituto Brasileiro de Economia Centro de Estudos em Regulação e Infraestrutura Rio de Janeiro, 04/julho/2013 Ministério de Fundação Getúlio Vargas Instituto Brasileiro de Economia Centro de Estudos em Regulação e Infraestrutura III Seminário sobre Matriz e Segurança Energética Brasileira

Leia mais

COMUNICADO DE IMPRENSA

COMUNICADO DE IMPRENSA COMUNICADO DE IMPRENSA ANÚNCIO DOS RESULTADOS OPERACIONAIS E FINANCEIROS DO ANO DE 2015 1. Produção de Petróleo Bruto: Durante o ano de 2015, a produção nacional de petróleo bruto de Angola foi de 649.526.031

Leia mais

edp internacional uma energia capaz de fazer a diferença

edp internacional uma energia capaz de fazer a diferença EDP INTERNACIONAL Praça Marquês de Pombal 12 1250 162 Lisboa Portugal www..pt internacional uma energia capaz de fazer a diferença EDP INTERNACIONAL A EDP Internacional desenvolve projetos de consultoria

Leia mais

Resultados 1º Trimestre de de Maio de 2015

Resultados 1º Trimestre de de Maio de 2015 Resultados 1º Trimestre de 2015 8 de Maio de 2015 Receita líquida avança 14,8%, com sólido crescimento orgânico Cnova Receita líquida: +14,8% Vendas mesmas lojas: +4,0% EBITDA (1) : R$ 1,057 bilhão Margem

Leia mais

Contas Nacionais Trimestrais

Contas Nacionais Trimestrais Contas Nacionais Trimestrais Indicadores de Volume e Valores Correntes 2º Trimestre de 2013 Coordenação de Contas Nacionais 30 de agosto de 2013 Tabela Resumo Principais resultados do PIB a preços de mercado

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Maio 2015

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Maio 2015 APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Maio 2015 O Açu é uma solução estruturante para diversas indústrias Exemplo: evolução da indústria do petróleo nos próximos anos Crescimento esperado de 13% ao ano Crescimento

Leia mais

Distribuição Missão e Valores

Distribuição Missão e Valores EBDQUIM 2016 Abastecimento de Derivados e Biocombustíveis Distribuição Missão e Valores Antonio José Valleriote Superintendência de Abastecimento 11 de Março de 2016 Atividades da ANP ANP A Agência Nacional

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL ACUMULA SUPERÁVIT DE US$ 4,0 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DO ANO

BALANÇA COMERCIAL ACUMULA SUPERÁVIT DE US$ 4,0 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DO ANO São Paulo, 20 de março de 2016 Fevereiro 2016 BALANÇA COMERCIAL ACUMULA SUPERÁVIT DE US$ 4,0 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DO ANO Em fevereiro, a corrente de comércio brasileira totalizou US$ 23,7 bilhões,

Leia mais

Interface das Indústrias de Gás e Energia Elétrica

Interface das Indústrias de Gás e Energia Elétrica V Congresso Brasileiro de Regulação Associação Brasileira de Agências de Regulação - ABAR Interface das Indústrias de Gás e Energia Elétrica José Cesário Cecchi Superintendente de Comercialização e Movimentação

Leia mais

Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular PROGRAMA BRASILEIRO DE ETIQUETAGEM VEICULAR

Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular PROGRAMA BRASILEIRO DE ETIQUETAGEM VEICULAR Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular PROGRAMA BRASILEIRO DE ETIQUETAGEM VEICULAR O Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular é um programa de eficiência energética para veículos leves coordenado

Leia mais

(i) Aquisição de Participação no Controle da Comgás (ii) Associação Cosan Alimentos e Camil

(i) Aquisição de Participação no Controle da Comgás (ii) Associação Cosan Alimentos e Camil (i) Aquisição de Participação no Controle da Comgás (ii) Associação Cosan Alimentos e Camil São Paulo, 29 de maio de 2012 Disclaimer Declarações sobre operações futuras Esta apresentação contém estimativas

Leia mais

ANP: Desafios no Setor de E&P. John Forman Diretor Agência Nacional do Petróleo

ANP: Desafios no Setor de E&P. John Forman Diretor Agência Nacional do Petróleo ANP: Desafios no Setor de E&P John Forman Diretor Agência Nacional do Petróleo O princípio Criada em 1997, através da Lei 9.478, a ANP conseguiu atender a vários desafios: Organização de recursos e procedimentos,

Leia mais

JBS S.A. JBS S.A. Resultado do 3º Trimestre de Reunião Pública com Analistas e Investidores 16 de novembro de 2009

JBS S.A. JBS S.A. Resultado do 3º Trimestre de Reunião Pública com Analistas e Investidores 16 de novembro de 2009 Resultado do 3º Trimestre de 2009 Reunião Pública com Analistas e Investidores 16 de novembro de 2009 JBS S.A. JBS S.A. Confiamos em Deus, respeitamos a natureza Apresentadores Joesley Mendonça Batista

Leia mais

Operadora: Indicadores econômico-financeiros

Operadora: Indicadores econômico-financeiros Número 02 São Paulo, 24 de julho de 2013 Operadora: Indicadores econômico-financeiros RESUMO Maior empresa de telecomunicações no segmento de telefonia móvel pré-paga no Brasil, e segundo lugar no mercado

Leia mais

Para Sempre Brasil. Audiência Pública Comissão de Minas e Energia Câmara dos Deputados (1)

Para Sempre Brasil. Audiência Pública Comissão de Minas e Energia Câmara dos Deputados (1) Para Sempre Brasil Audiência Pública Comissão de Minas e Energia Câmara dos Deputados 21.05.2014 2014 (1) 108 anos de desenvolvimento industrial e sustentável Hydro liderou a industrialização e modernização

Leia mais

PANORAMA ATUAL DA MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA

PANORAMA ATUAL DA MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA PANORAMA ATUAL DA MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA Armando Guedes Coelho Conselheiro IBP Junho/2009 PANORAMA MUNDIAL SÉCULO XXI DIVERSIFICAÇÃO DAS FONTES DE ENERGIA Fonte: Nakícenovic, Grübler e MaConald,

Leia mais

Resultados 4T de Março de 2011

Resultados 4T de Março de 2011 Resultados 4T10 22 de Marçode 2011 1 AGENDA DESTAQUES Providência USA RESULTADOS PERSPECTIVAS 2 DESTAQUES Conclusão do projeto da primeira planta da Companhia nos Estados Unidos, com uma linha de produção

Leia mais

Tabela 2.1: Contas Agregadas do Petróleo (Barril).

Tabela 2.1: Contas Agregadas do Petróleo (Barril). PETRÓLEO Rafael Nogueira Julia Febraro sendo 24,7% da produção óleo leve (>=31 API), 46,4% óleo médio (>=22 API e

Leia mais

Automação no Abastecimento - Refino

Automação no Abastecimento - Refino Abinee Tec 2003 Automação no Abastecimento - Refino São Paulo, 9 de outubro de 2003. Objetivo SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS DA AUTOMAÇÃO DO ABASTECIMENTO-REFINO DA PETROBRAS FRENTE AS METAS DESAFIADORAS

Leia mais

VP Negócios Emergentes SN Agronegócios. Crédito Rural

VP Negócios Emergentes SN Agronegócios. Crédito Rural VP Negócios Emergentes SN Agronegócios Crédito Rural Agronegócio no Brasil fonte: SECEX/MDIC PIB Brasil 2013 R$ 4.838 bi Agronegócios R$ 1.020 bi * 21.08% US$ Bilhões 300 250 200 Exportações Brasileiras

Leia mais

Petrobras (PETR4) Comprar: PETR4

Petrobras (PETR4) Comprar: PETR4 21 de setembro de 2016 Petrobras (PETR4) Comprar: PETR4 O Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017 2021 anunciado ontem veio em grande parte dentro da expectativa do mercado: (i) redução da

Leia mais

Parceria entre Petrobras e Tereos no Setor Sucroenergético

Parceria entre Petrobras e Tereos no Setor Sucroenergético Parceria entre Petrobras e Tereos no Setor Sucroenergético Petróleo Brasileiro S.A. (Petrobras) e Tereos Participações Ltda. (Tereos Internacional) anunciam uma parceria estratégica para investirem conjuntamente

Leia mais

COMPARAÇÃO DOS MODELOS FISCAIS DE PARTILHA E CONCESSÃO. Prof. Edmar de Almeida Prof. Luciano Losekann Grupo de Economia de Energia

COMPARAÇÃO DOS MODELOS FISCAIS DE PARTILHA E CONCESSÃO. Prof. Edmar de Almeida Prof. Luciano Losekann Grupo de Economia de Energia COMPARAÇÃO DOS MODELOS FISCAIS DE PARTILHA E CONCESSÃO Prof. Edmar de Almeida Prof. Luciano Losekann Grupo de Economia de Energia Índice 1. Concessão e Partilha de Produção: Aspectos Metodológicos; 2.

Leia mais

Relatório de Certificação de Reservas de Manati. Referente a 31 de dezembro de Agosto de 2013

Relatório de Certificação de Reservas de Manati. Referente a 31 de dezembro de Agosto de 2013 Agosto de 2013 Relatório de Certificação de Reservas de Manati Referente a 31 de dezembro de 2012 QGEP Av Almirante Barroso, N.52, Sala 1301 Centro Rio de Janeiro - RJ Cep: 20031-918 T 55 21 3509-5800

Leia mais