14º Encontro de Energia São Paulo - 05/08/2013

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "14º Encontro de Energia São Paulo - 05/08/2013"

Transcrição

1 INSTITUTO BRASILEIRO DE PETRÓLEO, GÁS E BIOCOMBUSTÍVEIS 14º Encontro de Energia São Paulo - 05/08/2013 Petróleo e Biocombustíveis Painel : A Eterna Busca da Autossuficiência Flávio Ofugi Rodrigues Diretor do IBP

2 INSTITUTO BRASILEIRO DE PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS Fundado em 21 de novembro de 1957 Associação sem fins lucrativos, apartidária, congregando empresas nacionais e internacionais, públicas e privadas, de pequeno, médio e grande portes 220 empresas associadas (do poço ao posto) 60 Comissões com a participação voluntária de mais de executivos e especialistas Missão: promover o desenvolvimento do setor nacional de petróleo, gás natural e biocombustíveis, visando uma indústria competitiva, sustentável, ética e socialmente responsável

3 A autossuficiência (virtual) de petróleo foi atingida em 2006, porém Sources: ANP and Petrobras million bopd Offshore deepwater Virtually autosuficient Shallow waters Consumption Onshore Offshore 500 Onshore Petrobras Monopoly Open Market 3

4 ...fatores conjunturais (operacionais e políticos) prejudicaram ritmo ascendente da produção suspensão e posterior cancelamento da 8ª rodada de licitação de blocos (CNPE) ª rodada (última a oferecer blocos no offshore) suspensão das rodadas (discussão de novo regime regulatório para o Pré-sal) 2009 até hoje: paralização, para manutenção, da produção de antigas plataformas da bacia de Campos 2011 a incidente e paralização da produção de Frade

5 1.000 km2 Efeito da suspensão das rodadas nas áreas em fase de exploração ª rodada - apenas blocos terrestres ª rodada Maio Round 0 Round 1 Round 2 Round 3 Round 4 Round 5 Round 6 Round 7 Round 9 Round 10

6 Prognóstico: recuperação da autossuficiência e país exportador de petróleo em Bases do prognóstico (realista): 1- Volume de petróleo descoberto: 25,0 a 35,0 bilhões de boe 2- Volume de investimentos em exploração e desenvolvimento de campos descobertos: US$ 40,0 bilhões anuais 3- Retomada das rodadas de licitação em ª rodada (maio) - 1ª rodada do Pré-sal: Libra (outubro) - 12ª rodada para gás bacias terrestres (novembro) 4- Continuidade futura das rodadas sustentabilidade da curva de produção

7 Potencial Petrolífero do Brasil Km de costa 29 Bacias Sedimentares cobrindo 6,4 milhões de km² Reservas provadas de óleo e gás (2011) => 15,22 bi BOE (Estimativa IBP) Petróleo (2012): Produção < Demanda 2,1 MM b/dia vs. 2,12 MM boe/dia Gás (2012): Produção = 35,2 MM m³/dia (disponível) Importação = 33,4 MM m³/dia Consumo = 67,3 MM m³/dia (Distribuidoras + Petrobras) 80,5% da produção nacional provém da Bacia de Campos

8 Bilhões de barris Evolução das Reservas Provadas até ,0 45,0 40,0 35,0 Óleo (hoje 15,22 bilhões BO) Gás (hoje 2,73 bilhões BOE)? 30,0 25,0 20,0 15,0? 10,0 5,0 0,0

9 Previsão de Investimentos Total investments* E&P investments US$ 59 bi 21% U$$ 228,7 bi 79% US$ 34,5 48 bi bi 25% 18% US$ 147,5 bi 75% Petrobras Others Petrobras Others US$ 287,7 bi US$ 195,5 bi * Biofuels and international Petrobras investments not included Sources: IBP and Petrobras

10 A 11ª rodada foi um sucesso Blocos outorgados 85 terrestres 55 marítimos Área: 100 mil km² Bônus: R$ 2,8 bilhões PEM: R$ 6,9 bilhões Empresas vencedoras: 12 nacionais 18 estrangeiras

11 LIBRA Oferta da 1ª Rodada do Pré-sal

12 12ª Rodada (Gás)

13 Evolução da Produção até 2020 (milhões de bbld) US$ 34,5 bi 18% 5,30 5, EPE IBP Fontes: IBP, EPE, ANP e Petrobras

14 Matriz Energética Brasileira Fonte: IEA

15 Considerações Finais Com base nas reservas já descobertas e o volume investimentos para o desenvolvimento da produção, a atual perda da autossuficiência de petróleo é conjuntural. Sua recuperação deverá ocorrer a médio prazo ( ). Até 2020 a produção do país deverá no mínimo dobrar, transformando o Brasil em um exportador líquido de petróleo A retomada das rodadas de licitação este ano e a sua futura continuidade será fundamental para garantir a sustentabilidade e dinamismo do setor nacional de E&P A 11ª Rodada foi um sucesso; o sucesso da 1ª Rodada do Pré-sal, em outubro, será fundamental para a retomada da exploração no play ;e 12ª Rodada, em novembro, ampliará os investimentos exploratórios nas bacias terrestres

16 INSTITUTO BRASILEIRO DE PETRÓLEO, GÁS E BIOCOMBUSTÍVEIS

17 Previsão para a Produção e a Demanda de Petróleo no Brasil a 2020 Produção Demanda

Análise das Rodadas de Licitação até 2013 e perspectivas para a exploração de petróleo no horizonte 2020

Análise das Rodadas de Licitação até 2013 e perspectivas para a exploração de petróleo no horizonte 2020 Marcelo Mafra Borges de Macedo Superintendente de Segurança Operacional e Maio Ambiente Análise das Rodadas de Licitação até 2013 e perspectivas para a exploração de petróleo no horizonte 2020 O Papel

Leia mais

Perspectivas para os Setores Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis

Perspectivas para os Setores Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis Perspectivas para os Setores Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis Marco Antônio Martins Almeida Secretário de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis spg@mme.gov.br Rio de Janeiro, 21

Leia mais

Cenário Atual do Setor de Petróleo & Gás e suas Perspectivas

Cenário Atual do Setor de Petróleo & Gás e suas Perspectivas Cenário Atual do Setor de Petróleo & Gás e suas Perspectivas Setembro 2014 07/10/2014 1 A Dinamus Somos uma empresa de consultoria e inteligência de mercado especializada no desenvolvimento de negócios

Leia mais

Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis

Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis IV SEMINÁRIO DE PETRÓLEO E GAS NO BRASIL Rio, 14 de Abril de 2008 Perspectivas do Setor Petróleo Pós- Descobertas do Pré- Sal Alvaro Teixeira Secretário

Leia mais

Carteira de Investimentos 2003 a 2007

Carteira de Investimentos 2003 a 2007 Workshop Temático - PROMINP Carteira de Investimentos 2003 a 2007 Empresas de petróleo (exceto Petrobras) Angra dos Reis, 07 de Agosto de 2003 A carteira de investimentos prevista pela indústria de petróleo

Leia mais

As Licitações da ANP: Oportunidade Histórica para a Indústria Petrolífera Mundial Eliane Petersohn Superintendente de Definição de Blocos

As Licitações da ANP: Oportunidade Histórica para a Indústria Petrolífera Mundial Eliane Petersohn Superintendente de Definição de Blocos As Licitações da ANP: Oportunidade Histórica para a Indústria Petrolífera Mundial Eliane Petersohn Superintendente de Definição de Blocos Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Roteiro

Leia mais

Senado Federal Comissão de Serviços de Infraestrutura Painel 4: Capitalização da Petrobras

Senado Federal Comissão de Serviços de Infraestrutura Painel 4: Capitalização da Petrobras Senado Federal Comissão de Serviços de Infraestrutura Painel 4: Capitalização da Petrobras TÓPICOS PROPOSTOS 1 -PETROBRAS MARCOS ESCOLHIDOS 2 - PLANO DE INVESTIMENTO 2009/2013 E FINANCIAMENTO 3 - VALORAÇÃO

Leia mais

Silvio Jablonski Chefe de Gabinete ANP - Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis

Silvio Jablonski Chefe de Gabinete ANP - Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis A Bacia da Foz do Amazonas Oportunidades para o Estado do Amapá Silvio Jablonski Chefe de Gabinete ANP - Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Legislação Lei nº 9.478, de 06/08/1997

Leia mais

COMPARAÇÃO DOS MODELOS FISCAIS DE PARTILHA E CONCESSÃO. Prof. Edmar de Almeida Prof. Luciano Losekann Grupo de Economia de Energia

COMPARAÇÃO DOS MODELOS FISCAIS DE PARTILHA E CONCESSÃO. Prof. Edmar de Almeida Prof. Luciano Losekann Grupo de Economia de Energia COMPARAÇÃO DOS MODELOS FISCAIS DE PARTILHA E CONCESSÃO Prof. Edmar de Almeida Prof. Luciano Losekann Grupo de Economia de Energia Índice 1. Concessão e Partilha de Produção: Aspectos Metodológicos; 2.

Leia mais

A indústria do petróleo: Possibilidades de maior contribuição da iniciativa privada para a exploração e produção de áreas do Pré-Sal

A indústria do petróleo: Possibilidades de maior contribuição da iniciativa privada para a exploração e produção de áreas do Pré-Sal A indústria do petróleo: Possibilidades de maior contribuição da iniciativa privada para a exploração e produção de áreas do Pré-Sal Prof. Edmar de Almeida Grupo de Economia de Energia Instituto de Economia

Leia mais

Excedentes da Cessão Onerosa

Excedentes da Cessão Onerosa Excedentes da Cessão Onerosa DESDOBRAMENTOS DA REUNIÃO DO CNPE Rio de Janeiro, 24 de junho de 2014 Informações preliminares Cessão Onerosa Através da Cessão Onerosa a Petrobras adquiriu os direitos para

Leia mais

Perspectivas para Retomada do Setor de Petróleo e Gás no Brasil

Perspectivas para Retomada do Setor de Petróleo e Gás no Brasil Perspectivas para Retomada do Setor de Petróleo e Gás no Brasil Prof. Edmar de Almeida Grupo de Economia de Energia Instituto de Economia UFRJ São Paulo, 13 de março de 2017 Plano da Apresentação Crise

Leia mais

5.1 1 a Rodada de Licitações Sob o Regime de Partilha de Produção

5.1 1 a Rodada de Licitações Sob o Regime de Partilha de Produção 26ª Reunião Ordinária 25 de junho de 2013 5.1 1 a Rodada de Licitações Sob o Regime de Partilha de Produção Licitação da Área de Libra Regime de Partilha Resolução CNPE n o 4, de 22 de maio de 2013 Prospecto

Leia mais

Desafios, Necessidades e Perspectivas na Formação e Capacitação de Recursos Humanos para Exportação, Refino e Distribuição de Produtos Existentes nas

Desafios, Necessidades e Perspectivas na Formação e Capacitação de Recursos Humanos para Exportação, Refino e Distribuição de Produtos Existentes nas Desafios, Necessidades e Perspectivas na Formação e Capacitação de Recursos Humanos para Exportação, Refino e Distribuição de Produtos Existentes nas Reservas Petrolíferas do Pré-Sal Audiência Pública

Leia mais

ANP: Desafios no Setor de E&P. John Forman Diretor Agência Nacional do Petróleo

ANP: Desafios no Setor de E&P. John Forman Diretor Agência Nacional do Petróleo ANP: Desafios no Setor de E&P John Forman Diretor Agência Nacional do Petróleo O princípio Criada em 1997, através da Lei 9.478, a ANP conseguiu atender a vários desafios: Organização de recursos e procedimentos,

Leia mais

Conferência Telefônica / Webcast. Modelo Regulatório de Exploração e Produção Pré-sal e áreas estratégicas. José Sergio Gabrielli Presidente

Conferência Telefônica / Webcast. Modelo Regulatório de Exploração e Produção Pré-sal e áreas estratégicas. José Sergio Gabrielli Presidente Conferência Telefônica / Webcast Modelo Regulatório de Exploração e Produção Pré-sal e áreas estratégicas José Sergio Gabrielli Presidente 1 AVISO As apresentações podem conter previsões acerca de eventos

Leia mais

CENÁRIO E PERSPECTIVAS DO SETOR PETRÓLEO 4º CAMPETRO CAMPINAS OIL & GAS

CENÁRIO E PERSPECTIVAS DO SETOR PETRÓLEO 4º CAMPETRO CAMPINAS OIL & GAS CENÁRIO E PERSPECTIVAS DO SETOR PETRÓLEO 4º CAMPETRO CAMPINAS OIL & GAS Alfredo Renault Campinas, 11 de novembro de 2015 SUMÁRIO I. PETROBRAS PLANO DE NEGÓCIOS II. PRÉ-SAL III. PRIORIDADES E DESINVESTIMENTOS

Leia mais

Hidrocarbonetos - O Pré-Sal - Dificuldades e Oportunidades. Adriano Pires Março de 2011

Hidrocarbonetos - O Pré-Sal - Dificuldades e Oportunidades. Adriano Pires Março de 2011 Hidrocarbonetos - O Pré-Sal - Dificuldades e Oportunidades Adriano Pires Março de 2011 1 Metas Nacionais de Produção e Reservas da Petrobras 7,4% a.a. 5.059 1.109 ia d / p e b il M 1.752 1.791 1.758 252

Leia mais

A Regulamentação do Conteúdo Local e a Certificação no Setor de Petróleo e Gás

A Regulamentação do Conteúdo Local e a Certificação no Setor de Petróleo e Gás A Regulamentação do Conteúdo Local e a Certificação no Setor de Petróleo e Gás Rio de Janeiro, 21/08/2013 Origem dos Compromissos de Conteúdo Local Rodadas de Licitações. Mais de 3800 blocos oferecidos

Leia mais

BOLETIM DE EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL

BOLETIM DE EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL EDIÇÃO 38 - JUNHO 215 M I N I S T É R I O D E M I N A S E E N E R G I A BOLETIM DE EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL D E P G @ M M E. G O V. B R E D I Ç Ã O 3 8 - J U N H O 2 1 5 INTRODUÇÃO

Leia mais

Ampliar a parceria estratégica entre China e Brasil no setor de petróleo, gás e biocombustíveis

Ampliar a parceria estratégica entre China e Brasil no setor de petróleo, gás e biocombustíveis Ampliar a parceria estratégica entre China e Brasil no setor de petróleo, gás e biocombustíveis Haroldo Lima Diretor-Geral Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis 1 1 Surgimento e evolução

Leia mais

Seminário O Papel do Congresso Nacional na inovação tecnológica. Painel III O setor produtivo e a inovação tecnológica

Seminário O Papel do Congresso Nacional na inovação tecnológica. Painel III O setor produtivo e a inovação tecnológica Seminário O Papel do Congresso Nacional na inovação tecnológica Painel III O setor produtivo e a inovação tecnológica Roberto Murilo Carvalho de Souza Gerente de Estratégia Tecnológica CENPES PETROBRAS

Leia mais

PANORAMA ATUAL DA MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA

PANORAMA ATUAL DA MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA PANORAMA ATUAL DA MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA Armando Guedes Coelho Conselheiro IBP Junho/2009 PANORAMA MUNDIAL SÉCULO XXI DIVERSIFICAÇÃO DAS FONTES DE ENERGIA Fonte: Nakícenovic, Grübler e MaConald,

Leia mais

Perspectivas para Exploração e Desenvolvimento do Pré-Sal

Perspectivas para Exploração e Desenvolvimento do Pré-Sal PRÉ-SAL PETRÓLEO S. A. - PPSA Perspectivas para Exploração e Desenvolvimento do Pré-Sal Oswaldo A. Pedrosa Jr. Fundação Getúlio Vargas (FGV) 25 de março de 2015 Rio de Janeiro, RJ 1 2 3 4 5 6 Assuntos

Leia mais

CONTRATO DE CONCESSÃO PARA EXPLORAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL

CONTRATO DE CONCESSÃO PARA EXPLORAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL CONTRATO DE CONCESSÃO PARA EXPLORAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL Terezinha Rauta Dias de Morais e Silva Superintendência de Exploração Abril/2013 1 SUMÁRIO I - Base Legal II

Leia mais

A REGULAÇÃO BRASILEIRA E A ATUAÇÃO DA SONANGOL 30/06-01/

A REGULAÇÃO BRASILEIRA E A ATUAÇÃO DA SONANGOL 30/06-01/ 1 A REGULAÇÃO BRASILEIRA E A ATUAÇÃO DA SONANGOL 30/06-01/07 2011 A Regulação Brasileira e a atuação da SONANGOL 2 2 AGENDA 1 PANORAMA HISTÓRICO 2- PORTFÓLIO 3 REGULAÇÃO BRASILEIRA PANORAMA HISTÓRICO 3

Leia mais

Perspectivas para o Setor de Óleo e Gás Brasileiro e as Rodadas de Licitações da ANP

Perspectivas para o Setor de Óleo e Gás Brasileiro e as Rodadas de Licitações da ANP Perspectivas para o Setor de Óleo e Gás Brasileiro e as Rodadas de Licitações da ANP Magda Chambriard Diretora-Geral Agosto, 203 Sumário 2 3 4 5 6 Retomada das Rodadas de Licitações da ANP Cenário Atual

Leia mais

Potencial do Pré-Sal. Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Magda Chambriard

Potencial do Pré-Sal. Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Magda Chambriard Potencial do Pré-Sal Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Magda Chambriard O Pré-Sal como o novo paradigma Evoluçã ção o Institucional Constituição de 1934 O Regime de concessões

Leia mais

A DESONERAÇÃO DOS INVESTIMENTOS NAS ATIVIDADES DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL

A DESONERAÇÃO DOS INVESTIMENTOS NAS ATIVIDADES DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL A DESONERAÇÃO DOS INVESTIMENTOS NAS ATIVIDADES DE EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL HISTÓRICO O desenvolvimento da produção de petróleo na Bacia de Campos foi fortemente influenciado pela

Leia mais

NAGI PG. As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado. Eng. Virgilio Calças Filho São Paulo, 23/04/2014

NAGI PG. As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado. Eng. Virgilio Calças Filho São Paulo, 23/04/2014 NAGI PG NÚCLEO DE APOIO À GESTÃO DA INOVAÇÃO NA CADEIA DE PETRÓLEO E GÁS As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado Eng. Virgilio Calças Filho São Paulo, 23/04/2014

Leia mais

QUEM DECIDE, CONSULTA! MAPAS TN PETRÓLEO. Imprescindíveis.

QUEM DECIDE, CONSULTA! MAPAS TN PETRÓLEO. Imprescindíveis. QUEM DECIDE, CONSULTA! MAPAS TN PETRÓLEO Bacias do Espírito Santo, Campos e Santos: Infraestrutura e logística offshore, 2015 Bacia de Campos 2015 Projeto Papa-terra: P-61 e P-63 Rodadas da ANP: 11ª, 12ª

Leia mais

Unidade de Negócio de Exploração e Produção da Bacia de Santos UN-BS

Unidade de Negócio de Exploração e Produção da Bacia de Santos UN-BS Unidade de Negócio de Exploração e Produção da Bacia de Santos UN-BS Novos Empreendimentos previstos para a UN-BS no Plano de Negócios 2007-2011 da Petrobras José Luiz Marcusso Gerente-Geral São Paulo,

Leia mais

Oportunidades dos Produtores Independentes de Petróleo Um mercado pouco explorado. FIEMG Câmara da Indústria de Petróleo e Gás Setembro de 2010

Oportunidades dos Produtores Independentes de Petróleo Um mercado pouco explorado. FIEMG Câmara da Indústria de Petróleo e Gás Setembro de 2010 Oportunidades dos Produtores Independentes de Petróleo Um mercado pouco explorado FIEMG Câmara da Indústria de Petróleo e Gás Setembro de 2010 Breve Histórico dos Produtores Independentes 2000 - Contratos

Leia mais

Magda Chambriard Diretoria II Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (11/03/2009)

Magda Chambriard Diretoria II Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (11/03/2009) Potencial Petrolífero Brasileiro Magda Chambriard Diretoria II Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (11/03/2009) Evolução da História Institucional Brasileira Emenda Constitucional

Leia mais

Confidencial. 23/Ago/2011 1

Confidencial. 23/Ago/2011 1 Confidencial 23/Ago/2011 1 AVISO Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia sobre condições futuras

Leia mais

Plano Estratégico Petrobras 2020 e Plano de Negócios

Plano Estratégico Petrobras 2020 e Plano de Negócios PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. PETROBRAS Companhia Aberta FATO RELEVANTE Plano Estratégico Petrobras 2020 e Plano de Negócios 2008 2012 Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2007 PETRÓLEO BRASILEIRO S/A PETROBRAS,

Leia mais

Pré-sal e o futuro da Indústria do Petróleo no Brasil

Pré-sal e o futuro da Indústria do Petróleo no Brasil Pré-sal e o futuro da Indústria do Petróleo no Brasil Professor Helder Queiroz Pinto Jr. Grupo de Economia da Energia Instituto de Economia / UFRJ X CBPE Gramado, 27 de Setembro 2016 Plano de Apresentação

Leia mais

A Indústria de Petróleo e Gás Natural no Brasil: Situação Atual e Tendências Futuras no Contexto da Sustentabilidade Energética

A Indústria de Petróleo e Gás Natural no Brasil: Situação Atual e Tendências Futuras no Contexto da Sustentabilidade Energética A Indústria de Petróleo e Gás Natural no Brasil: Situação Atual e Tendências Futuras no Contexto da Sustentabilidade Energética Florival Rodrigues de Carvalho SPP/ANP XI Reunião Anual de ARIAE Madrid,

Leia mais

Estratégia da Petrobras na Área de E&P. Paulo Henrique Costacurta Estratégia e Gestão de Portfolio de E&P 25 de setembro de 2013

Estratégia da Petrobras na Área de E&P. Paulo Henrique Costacurta Estratégia e Gestão de Portfolio de E&P 25 de setembro de 2013 Estratégia da Petrobras na Área de E&P Paulo Henrique Costacurta Estratégia e Gestão de Portfolio de E&P 25 de setembro de 2013 AGENDA ESTRATÉGIA DO E&P PANORAMA DO E&P PRÉ-SAL É UMA REALIDADE BACIA DE

Leia mais

S M E Comissão de Energia 28/04/2010

S M E Comissão de Energia 28/04/2010 Oportunidades e Desafios do Pré-Sal S M E Comissão de Energia 28/04/2010 HIDROCARBONETOS Definição Compostos orgânicos constituídos de átomos de carbono e hidrogênio. PETRÓLEO INDÚSTRIA DE PETRÓLEO E GÁS

Leia mais

Pré-sal: Oportunidades e Desafios

Pré-sal: Oportunidades e Desafios Pré-sal: Oportunidades e Desafios PRÉ-SAL PETRÓLEO S. A. -PPSA Comitê de Energia - Britcham 27 de Maio de 2014 OSWALDO A. PEDROSA JR Pré-Sal Petróleo S. A. -PPSA 1 2 3 4 5 Pré-Sal: História e Expectativa

Leia mais

José Formigli Diretor do E&P. 500 mil barris de óleo por dia no Pré-Sal

José Formigli Diretor do E&P. 500 mil barris de óleo por dia no Pré-Sal José Formigli Diretor do E&P 500 mil barris de óleo por dia no Pré-Sal LOCALIZAÇÃO DA PROVÍNCIA PRÉ-SAL LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA DO PRÉ-SAL CONCESSÃO (BACIA DE SANTOS) CONCESSÃO (BACIA DE CAMPOS) (00%) BALEIA

Leia mais

GÁS NATURAL EM TERRA: UMA AGENDA PARA O DESENVOLVIMENTO E MODERNIZAÇÃO DO SETOR

GÁS NATURAL EM TERRA: UMA AGENDA PARA O DESENVOLVIMENTO E MODERNIZAÇÃO DO SETOR GÁS NATURAL EM TERRA: UMA AGENDA PARA O DESENVOLVIMENTO E MODERNIZAÇÃO DO SETOR Projeto desenvolvido para: CNI - Confederação Nacional da Industria Equipe: Prof. Edmar de Almeida (Coordenador) Prof. Marcelo

Leia mais

SETOR PETROLÍFERO BRASILEIRO Acidenteno Campo de Frade

SETOR PETROLÍFERO BRASILEIRO Acidenteno Campo de Frade SETOR PETROLÍFERO BRASILEIRO Acidenteno Campo de Frade Marco Antônio Martins Almeida Secretário de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis CME, 30 de novembro de 2011 ATIVIDADES DE E&P NO BRASIL

Leia mais

José Sergio Gabrielli de Azevedo Diretor Financeiro e de Relacionamento com Investidores. Julho de 2004

José Sergio Gabrielli de Azevedo Diretor Financeiro e de Relacionamento com Investidores. Julho de 2004 José Sergio Gabrielli de Azevedo Diretor Financeiro e de Relacionamento com Investidores Julho de 2004 As apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas

Leia mais

As rendas geradas pela exploração de petróleo no Brasil o pré-sal brasileiro para educação e desenvolvimento

As rendas geradas pela exploração de petróleo no Brasil o pré-sal brasileiro para educação e desenvolvimento Plataforma Operária e Camponesa de Energia Seminário Nacional: Energia, Educação e Indústria no Brasil As rendas geradas pela exploração de petróleo no Brasil o pré-sal brasileiro para educação e desenvolvimento

Leia mais

CANA & ENERGIA. Estoques Estratégicos de Combustíveis. Carlos Valois Maciel Braga

CANA & ENERGIA. Estoques Estratégicos de Combustíveis. Carlos Valois Maciel Braga CANA & ENERGIA Estoques Estratégicos de Combustíveis Carlos Valois Maciel Braga Superintendente de Comercialização e Movimentação de Petróleo e seus Derivados Agência Nacional do Petróleo - ANP Coordenador

Leia mais

As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado. Eng. Virgilio Calças Filho Campinas 26/11/2013

As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado. Eng. Virgilio Calças Filho Campinas 26/11/2013 As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado Eng. Virgilio Calças Filho Campinas 26/11/2013 Em geologia, camada pré-salrefere-se a um tipo de rochas sob a crosta terrestre

Leia mais

A crise financeira e o. setor de energia

A crise financeira e o. setor de energia A crise financeira e o setor de energia PAULO CÉSAR RIBEIRO LIMA Consultor Legislativo da Área XII Recursos Minerais, Hídricos e Energéticos MARÇO/2009 Paulo César Ribeiro Lima 2 2009 Câmara dos Deputados.

Leia mais

PARNAÍBA GÁS NATURAL. Fórum CONFAP. 19 de agosto de 2016

PARNAÍBA GÁS NATURAL. Fórum CONFAP. 19 de agosto de 2016 PARNAÍBA GÁS NATURAL Fórum CONFAP 19 de agosto de 2016 QUEM SOMOS A PGN é uma empresa independente de exploração e produção que opera na Bacia do Parnaíba, no Maranhão. Atualmente, opera 7 campos, 7 Planos

Leia mais

Cumprimentar os presentes Agradecer IotA Por que o tema é relevante Hámais de 30 anos... Essa nova realidade que eu gostaria de compartilhar com v.

Cumprimentar os presentes Agradecer IotA Por que o tema é relevante Hámais de 30 anos... Essa nova realidade que eu gostaria de compartilhar com v. O Pré sal: Brasil como Player Global no Setor de Petróleo Brazil Energy Roundtable: Energy & the New Administration Luiz Costamilan Cumprimentar os presentes Agradecer IotA Por que o tema é relevante Hámais

Leia mais

Assembleia Geral de Credores Principais Aspectos do PRJ

Assembleia Geral de Credores Principais Aspectos do PRJ Rio de Janeiro Dezembro, 2014 Assembleia Geral de Credores Principais Aspectos do PRJ Rio de Janeiro Dezembro, 2014 Aviso Importante O presente documento foi elaborado pela OSX e seus assessores com a

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS E GESTÃO Contribuição da Unidade de Operações de Exploração e Produção da Bacia de Santos (UO-BS)

PLANO DE NEGÓCIOS E GESTÃO Contribuição da Unidade de Operações de Exploração e Produção da Bacia de Santos (UO-BS) PLANO DE NEGÓCIOS E GESTÃO 2012 2016 Contribuição da Unidade de Operações de Exploração e Produção da Bacia de Santos (UO-BS) PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2020 Santos, 23 de outubro de 2012 MERCADO DE DERIVADOS

Leia mais

Biocombustíveis em um Contexto Global. José Sérgio Gabrielli de Azevedo Presidente São Paulo 02 de junho de 2009

Biocombustíveis em um Contexto Global. José Sérgio Gabrielli de Azevedo Presidente São Paulo 02 de junho de 2009 Biocombustíveis em um Contexto Global José Sérgio Gabrielli de Azevedo Presidente São Paulo 02 de junho de 2009 MERCADO PARA BIOCOMBUSTÍVEIS A manutenção das metas dos governos para biocombustíveis, nos

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de 2015 Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015 1 AVISOS Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas

Leia mais

O desafio. energia. Plano Estratégico Plano de Negócios e Gestão Indicadores. 1,2% 1% 1% US$ 220,6 bilhões 0,4% 5% 4% 16% 12% 18% 20%

O desafio. energia. Plano Estratégico Plano de Negócios e Gestão Indicadores. 1,2% 1% 1% US$ 220,6 bilhões 0,4% 5% 4% 16% 12% 18% 20% PANORAMA O desafio é a nossa energia Criada em 1953, a Petrobras atua de forma integrada nas atividades de exploração e produção, refino, comercialização, transporte e petroquímica, distribuição de derivados,

Leia mais

OGpar: Situação Atual após 3 anos em Recuperacão Judicial

OGpar: Situação Atual após 3 anos em Recuperacão Judicial Seminário APIMEC Reunião Pública OGpar: Situação Atual após 3 anos em Recuperacão Judicial Victor Rosenzvaig Relações com Investidores 20 de Outubro de 2016 Aviso Legal Este documento contém algumas afirmações

Leia mais

FUP Federação Única dos Petroleiros

FUP Federação Única dos Petroleiros FUP Federação Única dos Petroleiros Semana Acadêmica do Curso de Engenharia Ambiental UFSM 31/10/2013 Energia e Alimentos A Nova Escassez João Antônio de Moraes Coordenador www.fup.org.br moraes@fup.org.br

Leia mais

LEI DO PETRÓLEO - Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE Presidência da República - Subchefia para Assuntos Jurídicos

LEI DO PETRÓLEO - Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE Presidência da República - Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI DO PETRÓLEO - Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE 1997 Presidência da República - Subchefia para Assuntos Jurídicos Dispõe sobre a política energética nacional, as atividades relativas ao monopólio do petróleo,

Leia mais

Marco regulatório de exploração e produção de petróleo e gás. 30 Perguntas e Respostas

Marco regulatório de exploração e produção de petróleo e gás. 30 Perguntas e Respostas Marco regulatório de exploração e produção de petróleo e gás 30 Perguntas e Respostas sumário Contexto e Regulação do Setor Projeto de Lei: sistema de Partilha (PL-5.938/2009) 1.. O que é o marco regulatório

Leia mais

PETROBRAS EMPRESA ÂNCORA

PETROBRAS EMPRESA ÂNCORA PETROBRAS EMPRESA ÂNCORA Missão da Petrobras Atuar de forma segura e rentável, com responsabilidade social e ambiental, nos mercados nacional e internacional, fornecendo produtos e serviços adequados às

Leia mais

ECONOMIA DO PETRÓLEO

ECONOMIA DO PETRÓLEO Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo ECONOMIA DO PETRÓLEO PMI 3101 -Introdução à Engenharia para a Indústria Mineral Prof. Eduardo César Sansone

Leia mais

Workshop sobre o Marco Regulatório do Pré-Sal

Workshop sobre o Marco Regulatório do Pré-Sal INSTITUTO BRASILEIRO DE PETRÓLEO, GÁS S NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS Workshop sobre o Marco Regulatório do Pré-Sal Painel O Novo Modelo Setorial Ambiente institucional, regulação e segurança a do investidor

Leia mais

Farm in BS-4 e Atualização do Portfólio de Ativos

Farm in BS-4 e Atualização do Portfólio de Ativos Farm in BS-4 e Atualização do Portfólio de Ativos Setembro 2011 Aquisição de 30% de participação no Bloco BS-4 localizado na Bacia de Santos (1) (1) Sujeito à aprovação da ANP 2 Taxa de sucesso geológico

Leia mais

AULA INAUGURAL ESCOLA POLITÉCNICA DA USP Engenharia de Petróleo

AULA INAUGURAL ESCOLA POLITÉCNICA DA USP Engenharia de Petróleo AULA INAUGURAL ESCOLA POLITÉCNICA DA USP Engenharia de Petróleo João Carlos de Souza Meirelles Secretário de Energia e Mineração Fevereiro/2016 Santos/SP Produção de P&G em São Paulo Gás Natural Terrestre

Leia mais

POLO PRÉ-SAL DA BACIA DE SANTOS A CONSOLIDAÇÃO DE UMA INFRAESTRUTURA PRODUTIVA

POLO PRÉ-SAL DA BACIA DE SANTOS A CONSOLIDAÇÃO DE UMA INFRAESTRUTURA PRODUTIVA POLO PRÉ-SAL DA BACIA DE SANTOS A CONSOLIDAÇÃO DE UMA INFRAESTRUTURA PRODUTIVA Solange Guedes Diretora do E&P PRÉ-SAL: confirma sua posição de província petrolífera de classe mundial... Grandes reservatórios

Leia mais

Arbitragem em contratos de petróleo

Arbitragem em contratos de petróleo Arbitragem e Poder Público Arbitragem em contratos de petróleo Ricardo Barretto de Andrade 23.10.2015 1. Antecedentes legislativos do setor Lei nº 2.004/1953: monopólio da União exercido, com exclusividade,

Leia mais

Estratégia Tecnológica da Petrobras

Estratégia Tecnológica da Petrobras Câmara Britânica de Comércio e Indústria no Brasil Rio de Janeiro, 1º de setembro de 2011 Estratégia Tecnológica da Petrobras Carlos Tadeu da Costa Fraga Gerente Executivo do CENPES Petrobras no mundo

Leia mais

MEC SHOW 2017 Conferência panorama atual e expectativas reais do setor offshore no Brasil

MEC SHOW 2017 Conferência panorama atual e expectativas reais do setor offshore no Brasil MEC SHOW 2017 Conferência panorama atual e expectativas reais do setor offshore no Brasil Investimentos previstos pela Petrobras no segmento offshore 18/07/2017 AGENDA A Unidade de Operações de Exploração

Leia mais

EPE PETRÓLEO, GÁS E BIOCOMBUSTÍVEIS. Workshop: Desafios e Perspectivas do Setor Sucroenergético no Nordeste. José Mauro Coelho

EPE PETRÓLEO, GÁS E BIOCOMBUSTÍVEIS. Workshop: Desafios e Perspectivas do Setor Sucroenergético no Nordeste. José Mauro Coelho EPE PETRÓLEO, GÁS E BIOCOMBUSTÍVEIS Workshop: Desafios e Perspectivas do Setor Sucroenergético no Nordeste Campinas/SP 30 mar. 2017 José Mauro Coelho Diretor de Estudos do Petróleo, Gás e Biocombustíveis

Leia mais

PRÉ-SAL: A CONTRIBUIÇÃO DA EMPRESA NACIONAL

PRÉ-SAL: A CONTRIBUIÇÃO DA EMPRESA NACIONAL Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças as PRÉ-SAL: A CONTRIBUIÇÃO DA EMPRESA NACIONAL Guilherme de Oliveira Estrella Petrobras DE&P Rio de Janeiro, 23 de março de 2010 Informações A apresentação

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Exercício de de Abril de 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Exercício de de Abril de 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Exercício de 2014 22 de Abril de 2015 AVISOS Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores

Leia mais

Ciclo do Debates sobre Petróleo e Economia

Ciclo do Debates sobre Petróleo e Economia Ciclo do Debates sobre Petróleo e Economia Custos e Competitividade do Setor Petróleo no Brasil Diretor José Gutman (ANP) IBP Rio de Janeiro - 13/05/2016 fase pré-contratação ACESSO À INFORMAÇÃO GERANDO

Leia mais

Desafios e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural na próxima década

Desafios e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural na próxima década Desafios e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural na próxima década Roberto Gonçalves Gerente Executivo da Engenharia da Petrobras 8º Encontro Nacional do Prominp 23 de Novembro-São Luis, MA

Leia mais

Os desafios da ANP: Pré-Sal e Biocombustíveis

Os desafios da ANP: Pré-Sal e Biocombustíveis Os desafios da ANP: Pré-Sal e Biocombustíveis Comissão de Serviços de Infra-Estrutura Desafios para um país emergente Luis Eduardo Duque Dutra Chefe de Gabinete da Diretoria Geral Professor Adjunto EQ/UFRJ

Leia mais

Gás Natural. METODOLOGIA DE ELABORAÇÃO DAS PROJEÇÕES DE PRODUÇÃO DE GÁS NATURAL RENEU SILVA

Gás Natural. METODOLOGIA DE ELABORAÇÃO DAS PROJEÇÕES DE PRODUÇÃO DE GÁS NATURAL RENEU SILVA Gás Natural A Lei do Gás e o Planejamento de Expansão da Malha de Transporte METODOLOGIA DE ELABORAÇÃO DAS PROJEÇÕES DE PRODUÇÃO DE GÁS NATURAL RENEU SILVA reneu.silva@epe.gov.br Brasília, 29 de novembro

Leia mais

Boletim Petróleo e Gás MAIO 2017 Venda de Ativos da Petrobras

Boletim Petróleo e Gás MAIO 2017 Venda de Ativos da Petrobras 1 Boletim Petróleo e Gás MAIO 2017 Venda de Ativos da Petrobras No último mês, o Tribunal de Contas da União ("TCU") decidiu autorizar a Petrobras a vender ativos, revogando uma suspensão vigente desde

Leia mais

Competitividade dos projetos offshore no Brasil. Promoção e Realização: Plano de Patrocínio. 31 de agosto de 2016 Sede do IBP

Competitividade dos projetos offshore no Brasil. Promoção e Realização: Plano de Patrocínio. 31 de agosto de 2016 Sede do IBP Competitividade dos projetos offshore no Brasil Promoção e Realização: Plano de Patrocínio 31 de agosto de 2016 Sede do IBP Público 100 Participantes 75% Diretores e Presidentes 100% Operadoras, Cias de

Leia mais

A Certificação de Conteúdo Local no Setor de Petróleo e Gás

A Certificação de Conteúdo Local no Setor de Petróleo e Gás A Certificação de Conteúdo Local no Setor de Petróleo e Gás Rio de Janeiro, 23/05/2012 Origem dos Compromissos de Conteúdo Local Rodadas de Licitações. Mais de 3500 blocos oferecidos em 21 bacias sedimentares

Leia mais

Taller de Estadísticas Energéticas TALLER DE ESTADÍSTICAS ENERGÉTICAS JOINT OIL DATA INITIATIVE (JODI)

Taller de Estadísticas Energéticas TALLER DE ESTADÍSTICAS ENERGÉTICAS JOINT OIL DATA INITIATIVE (JODI) Taller de Estadísticas Energéticas TALLER DE ESTADÍSTICAS ENERGÉTICAS JOINT OIL DATA INITIATIVE (JODI) Ney Cunha Superintendente Adjunto de Planejamento e Pesquisa da ANP 1 APRESENTAÇÃO Indústria do Petróleo

Leia mais

RODADA DE LICITAÇÃO DE BLOCOS EXPLORATÓRIOS O IMPACTO PARA A INDÚSTRIA DE UM ANO SEM RODADA

RODADA DE LICITAÇÃO DE BLOCOS EXPLORATÓRIOS O IMPACTO PARA A INDÚSTRIA DE UM ANO SEM RODADA Maio/2015 Ano II nº 3 NOTA TÉCNICA Sistema FIRJAN RODADA DE LICITAÇÃO DE BLOCOS EXPLORATÓRIOS Sistema FIRJAN Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro Presidente: Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira

Leia mais

III Seminário Internacional Desafios da Regulação no Setor Elétrico

III Seminário Internacional Desafios da Regulação no Setor Elétrico III Seminário Internacional Desafios da Regulação no Setor Elétrico Novembro 2016 0 Aviso Legal Esta apresentação contém algumas afirmações e informações prospectivas relacionadas a Companhia que refletem

Leia mais

Planejamento nacional e Integração elétrica regional. Amilcar Guerreiro Diretor de Estudos de Energia Elétrica

Planejamento nacional e Integração elétrica regional. Amilcar Guerreiro Diretor de Estudos de Energia Elétrica Planejamento nacional e Integração elétrica regional Amilcar Guerreiro Diretor de Estudos de Energia Elétrica Foz do Iguaçu, Brasil 27 de novembro de 2015 Planejamento nacional e Integração elétrica regional

Leia mais

Segundo o Relatório 2010 do EIA, no grupo que não integra a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), o Brasil, o Cazaquistão e a

Segundo o Relatório 2010 do EIA, no grupo que não integra a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), o Brasil, o Cazaquistão e a 1 Introdução Segundo a Lei nº 9.478, de 6/8/1997, também chamada Lei do Petróleo, o petróleo pode ser definido como todo e qualquer hidrocarboneto líquido em seu estado natural. Entende-se então que o

Leia mais

2. METODOLOGIA DE PESQUISA

2. METODOLOGIA DE PESQUISA 2. METODOLOGIA DE PESQUISA O presente capítulo apresenta a metodologia de pesquisa proposta e procura-se dar uma visão geral do que será feito para atingir os objetivos. Está dividido em seis partes: i)

Leia mais

As Experiências de Regulação dos Países de Língua. Edson Menezes da Silva Superintendente de Abastecimento Lisboa 28 de maio de 2008

As Experiências de Regulação dos Países de Língua. Edson Menezes da Silva Superintendente de Abastecimento Lisboa 28 de maio de 2008 Regulação de Energia nos Países de Língua Oficial Portuguesa RELOP Fundação Calouste Gulbenkian As Experiências de Regulação dos Países de Língua Oficial i Portuguesa Edson Menezes da Silva Superintendente

Leia mais

DIREITO SETORIAL E REGULATÓRIO DO PRÉ-SAL

DIREITO SETORIAL E REGULATÓRIO DO PRÉ-SAL DIREITO SETORIAL E REGULATÓRIO DO PRÉ-SAL Adriano Drummond Cançado Trindade Outubro/2016 Manchetes de 6/10/2016 Câmara aprova mudança no présal Câmara acaba com fatia obrigatória da Petrobras no pré-sal

Leia mais

Reativação de Campos Marginais da ANP e Incentivo à Pequena Empresa Petrolífera. Outubro/2004

Reativação de Campos Marginais da ANP e Incentivo à Pequena Empresa Petrolífera. Outubro/2004 Reativação de Campos Marginais da ANP e Incentivo à Pequena Empresa Petrolífera Outubro/2004 Campos Marginais da ANP Sumário Objetivo Histórico Situação atual Conclusões Visão da ANP Objetivo Promover

Leia mais

Farm in BM-S-8 Julho 2011

Farm in BM-S-8 Julho 2011 Farm in BM-S-8 Julho 2011 Aquisição de 10% de participação no Bloco BM-S-8 localizado na Bacia de Santos (1) (1) Sujeito à aprovação da ANP 2 Offshore, bacia de Santos hot spot do pré-sal 3 Maior bloco

Leia mais

PRE-SAL PANORAMA E OPORTUNIDADES

PRE-SAL PANORAMA E OPORTUNIDADES PRE-SAL PANORAMA E OPORTUNIDADES CARLOS TADEU FRAGA Set / 2012 Aviso Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores

Leia mais

ANÁLISE DA BACIA POTIGUAR: um estudo de caso acerca da produção petrolífera. Manoel Mariano Neto da Silva 1 ; Judson Diniz Medeiros 2, Almir Mariano de Sousa Junior 1 Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Leia mais

Perfil Corporativo janeiro Principais Players. 1. Perfil. 2. Subsidiárias. 3. Faturamento. 5. Tendências. 6. Lançamentos. 7.

Perfil Corporativo janeiro Principais Players. 1. Perfil. 2. Subsidiárias. 3. Faturamento. 5. Tendências. 6. Lançamentos. 7. Perfil Corporativo 1. Perfil 2. Subsidiárias 3. Faturamento 4. Principais Players 5. Tendências 6. Lançamentos 7. Últimas Notícias 8. Resultados Financeiros Missão Perfil Atuar de forma segura e rentável,

Leia mais

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL NOVO PROGRAMA Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL 2014-2018 1 PETROBRAS Fundada em 1953, a partir de uma campanha popular O petróleo é nosso. Empresa integrada de energia Sociedade anônima de capital aberto

Leia mais

PARTICIPAÇÕES GOVERNAMENTAIS DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL

PARTICIPAÇÕES GOVERNAMENTAIS DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL PARTICIPAÇÕES GOVERNAMENTAIS DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL Comissão de Serviços de Infraestrutura e Comissão de Assuntos Econômicos Édison Lobão Ministro de 23/08/2011 1 Principais Participações Governamentais

Leia mais

DIREITO DO PETRÓLEO E GÁS

DIREITO DO PETRÓLEO E GÁS WORKSHOP DIREITO DO PETRÓLEO E GÁS CONTEXTO As atividades de Exploração e Produção de petróleo são relevantes para o desenvolvimento de qualquer economia. No atual cenário brasileiro, essas atividades

Leia mais

O Brasil de hoje e perspectivas para o futuro na visão do MDIC

O Brasil de hoje e perspectivas para o futuro na visão do MDIC O Brasil de hoje e perspectivas para o futuro na visão do Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul Marcos Pereira Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços Caxias do Sul, 02

Leia mais

Oportunidades de investimentos do setor no País. Isabela M. C. da Rocha Gerente Executiva de Relacionamento com Investidores da Petrobras

Oportunidades de investimentos do setor no País. Isabela M. C. da Rocha Gerente Executiva de Relacionamento com Investidores da Petrobras Oportunidades de investimentos do setor no País Isabela M. C. da Rocha Gerente Executiva de Relacionamento com Investidores da Petrobras Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos

Leia mais

Obrigação de Investimentos em P&D

Obrigação de Investimentos em P&D Obrigação de Investimentos em P&D COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO E PESQUISA SPP Coordenadoria de Desenvolvimento Tecnológico - CDT Rio de Janeiro, mar/2012

Leia mais

11 de agosto de Apresentação de Resultados 2T16

11 de agosto de Apresentação de Resultados 2T16 11 de agosto de 2016 Apresentação de Resultados 2T16 Agenda Visão Geral Destaques Financeiros Atualização de Ativos AVANÇOS EM UM CENÁRIO DESAFIADOR Perspectiva positiva com negociação do Bloco BM-S-8

Leia mais

A Oitava Rodada de Licitações e as bacias de Santos e Pelotas

A Oitava Rodada de Licitações e as bacias de Santos e Pelotas A Oitava Rodada de Licitações e as bacias de Santos e Pelotas Guilherme E. Zerbinatti Papaterra Superintendente Adjunto (SPL) Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis São Paulo, 06 de

Leia mais