química química na abordagem do cotidiano

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "química química na abordagem do cotidiano"

Transcrição

1 Capítulo 3 Mol e massa molar na na abordagem Respostas dos exercícios essenciais a) uma dúzia b) quatro dúzias c) cinco dúzias 2 a) um mol b) quatro mols c) cinco mols 3 a) N 2 H 4 b) c) Em 32 g de hidrazina ( mol) há 28 g do elemento químico nitrogênio e 4 g do elemento químico hidrogênio. 4 Os dados se referem a 0,5 mol da substância. Multiplicando-os por 2, para encontrarmos o que está presente em mol, teremos: 20 mol C 30 mol H mol O o que indica que a fórmula molecular é C 20 H 30 O. 5 a) 95 g 00% 24 g x x 5 25% b) Grandezas: Massa do sal Massa de Mg 95 g 24 g 00 kg y ou 00 kg 00% y 25% y 5 25 kg y 5 25 kg 6 Para o minério Fe 2 O 3 : 60 g 00% 2 g x x 5 70,0% Para o minério Fe 3 O 4 : 232 g 00% y 5 72,4% 68 g y Há, portanto, um teor de ferro ligeiramente maior no Fe 3 O 4. 7 Para a ureia: 60 g 00% x 5 47% 28 g x

2 Capítulo 3 Mol e massa molar na na abordagem 2 Para o nitrato de amônio: 80 g 00% 28 g y y 5 35% Há maior quantidade de nitrogênio por grama de ureia. 8 Como a massa molar do H 2 SO 4 é 98 g/mol, o problema versa sobre um mol dessa substância. Em um mol de H 2 SO 4 há: a) dois mols de átomos de hidrogênio. b) um mol de átomos de enxofre. c) quatro mols de átomos de oxigênio. d) 2? 6? 0 23 átomos de hidrogênio. e) 6? 0 23 átomos de enxofre. f) 4? 6? 0 23 átomos de oxigênio. 9 Em 58,5 g de NaC, há um mol de íons Na e um mol de íons C, 2. amos calcular a quantidade de cátions Na em 7 g. Grandezas: Massa Número de íons 58,5 g 6? 0 23 cátions 7 g x x 5,2? 0 24 cátions O número de ânions C, 2 é igual ao de cátions Na. Em 7 g de NaC, há, portanto,,2? 0 24 cátions e,2? 0 24 ânions. 0 A fórmula molecular é C 6 H 8 O 6 e a fórmula mínima é C 3 H 4 O 3. C 0 H 2 NO 2 Be 3 A, 2 Si 6 O 8 3 Sim. Do enunciado deduz-se que a fórmula molecular é C 8 H 8 O 3, que já expressa a proporção entre os átomos de C, H e O por meio dos menores números inteiros. 4 A massa de uma fórmula mínima CH 3 O é 3 u. A fórmula molecular é (CH 3 O) x, ou C x H 3x O x, em que x é um número inteiro maior que zero. Assim, a massa da molécula é 3? x u. Como a massa da molécula é 62 u, vem que: 3? x u 5 62 u x 5 2 Assim, a fórmula molecular do etilenoglicol é C 2 H 6 O 2. 5 A massa da fórmula C 2 H 6 N é 44 u. Na faixa mencionada está um múltiplo de 44 u, que é 88 u. Portanto, a fórmula molecular da substância é C 4 H 2 N 2 e a massa molecular pedida é 88 u. 6 a) 0,25 0,35 0,05 Dividindo tudo por 0,05, vem: 5 7 Assim, a fórmula mínima é C 5 H 7 N. b) A massa da fórmula mínima C 5 H 7 N é 8 u. Considerando que a fórmula molecular é (C 5 H 7 N) x ou C 5x H 7x N x, a massa molecular é 8? x u. 8? x u 5 62 u x 5 2 Assim, a fórmula molecular da nicotina é C 0 H 4 N g 00% Ca: 40 g x C: 2 g y O: 3? 6 g z x 5 40% y 5 2% z 5 48%

3 Capítulo 3 Mol e massa molar na na abordagem g 00% C: 2? 2 g x H: 4? g y O: 2? 6 g z x 5 40,0% y 5 6,7% z 5 53,3% 9 a) CH 2 O para todos. b) São iguais, pois apresentam a mesma fórmula mínima, isto é, a mesma proporção entre as quantidades de átomos dos elementos formadores. c) 40,0% de carbono, 6,7% de hidrogênio e 53,3% de oxigênio. 2 Considerando uma amostra de 00 g do composto, podemos afirmar que nela há 75 g de carbono e 25 g de hidrogênio. amos calcular as quantidades em mol de cada um desses elementos nessa amostra. 75 g Quantidade de carbono 5 5 6,25 mol 2 g/mol Quantidade de hidrogênio 5 25 g 5 25 mol g/mol Assim, temos a proporção em mols C 6,25 H 25. Dividindo por 6,25 ambos os números da proporção 6,25 25, passamos a expressá-la por meio de números inteiros, 4. A fórmula mínima é CH 4 e, de acordo com o enunciado, a fórmula molecular também. 22 Numa amostra de 00 g do composto há 80 g de carbono e 20 g de hidrogênio. 80 g Quantidade de carbono 5 5 6,67 mol 2 g/mol Quantidade de hidrogênio 5 20 g 5 20 mol g/mol Assim, temos a proporção em mols C 6,67 H 20. Dividindo por 6,67 ambos os números da proporção 6,67 20, passamos a expressá-la por meio de números inteiros, 3. A fórmula mínima é CH 3 e, pelo enunciado, deduz-se que a fórmula molecular é C 2 H Consideremos uma amostra de 00 g do óxido A. 40 g Quantidade de enxofre 5 5,25 mol Quantidade de oxigênio 5 60 g 5 3,75 mol 6 g/mol A proporção,25 3,75 equivale a (basta dividir po,25) 3. A fórmula mínima é SO 3. Portanto, a fórmula molecular do óxido A também é SO 3. Agora vamos considerar uma amostra de 00 g do óxido B. 50 g Quantidade de enxofre 5 5,56 mol Quantidade de oxigênio 5 50 g 5 3,3 mol 6 g/mol A proporção,56 3,3 equivale a (basta dividir po,56) 2. A fórmula mínima é SO 2. Portanto, a fórmula molecular do óxido B também é SO Se considerarmos uma amostra em que haja 6 g de carbono, podemos afirmar que nela haverá g de hidrogênio. 6 g Quantidade de carbono 5 5 0,5 mol 2 g/mol Quantidade de hidrogênio 5 g g/mol 5 mol

4 Capítulo 3 Mol e massa molar na na abordagem 4 A proporção 0,5 equivale a 2. Assim, a fórmula mínima é CH 2. Como a fórmula molecular é igual à fórmula mínima multiplicada por seis, deduzimos que a fórmula molecular é C 6 H Quantidade de carbono 5,2 g 5 0, mol 2 g/mol Quantidade de enxofre 5 6,4 g 5 0,2 mol Decorre que a fórmula mínima do composto é CS amos determinar a massa de nitrogênio e a de oxigênio em um mol de clorofila. 892 g 00% N: x 6,3% O: y 9,0% 56 g Quantidade de nitrogênio 5 5 4,0 mol 4 g/mol Quantidade de oxigênio 5 80 g 5 5,0 mol 6 g/mol x 5 56 g y 5 80 g Assim, se em um mol de clorofila há quatro mols de nitrogênio e cinco mols de oxigênio, concluímos que na molécula dessa substância há 4 átomos de nitrogênio e 5 átomos de oxigênio g 00% x 0,394% x g Quantidade de enxofre g 5 8 mol Assim, se em um mol de hemoglobina ( g) há oito mols de enxofre, concluímos que na molécula dessa substância há 8 átomos desse elemento. 29 amos calcular a massa de cada elemento em um mol da substância e, a seguir, determinar a quantidade em mols correspondente a cada uma dessas massas. 62 g 00% C: x 44,4% H: y 6,2% S: z 39,5% O: w 9,9% x 5 72 g y 5 0 g z 5 64 g w 5 6 g Quantidade de carbono 5 72 g 2 g/mol 5 6 mol Quantidade de hidrogênio 5 0 g 5 0 mol g/mol Quantidade de enxofre 5 64 g 5 2 mol Quantidade de oxigênio 5 6 g 6 g/mol 5 mol Portanto, a fórmula molecular é C 6 H 0 S 2 O.

5 Capítulo 3 Mol e massa molar na na abordagem g 00% C: x 49,5% H: y 5,2% N: z 28,8% O: w 6,5% 96 g Quantidade de carbono 5 2 g/mol 5 8 mol Quantidade de hidrogênio 5 0 g 5 0 mol g/mol Quantidade de nitrogênio 5 56 g 4 g/mol 5 4 mol Quantidade de oxigênio 5 32 g 6 g/mol 5 2 mol Portanto, a fórmula molecular é C 8 H 0 N 4 O 2. x 5 96 g y 5 0 g z 5 56 g w 5 32 g

RELAÇÕES DE MASSA E MOL

RELAÇÕES DE MASSA E MOL RELAÇÃO DE MASSA E MOL A relação entre massa e quantidade Em uma gota de água de 0,05 ml há 1,67 sextilhão (1,67 x 10 21 ) de moléculas de água. A relação entre massa e quantidade A unidade de massa atômica

Leia mais

AULA 05: Isso significa que 1 átomo de hidrogênio pesa 1/12 da massa do carbono-12.

AULA 05: Isso significa que 1 átomo de hidrogênio pesa 1/12 da massa do carbono-12. SETOR 2306 Turma de Maio/Manhã Aulas 05 e 06 Resolução dos eercícios de sala AULA 05: EXERCÍCIO 1) (discutido em sala) Hidrogênio (MA = 1,0 u). Isso significa que 1 átomo de hidrogênio pesa 1/12 da massa

Leia mais

O que você deve saber sobre

O que você deve saber sobre O que você deve saber sobre Podemos conhecer as grandezas que regem a quantificação dos fenômenos químicos identificando o comportamento da massa, do número de partículas e do volume de diferentes substâncias.

Leia mais

QUÍMICA 1 1º ANO RELAÇÕES DE MASSA

QUÍMICA 1 1º ANO RELAÇÕES DE MASSA QUÍMICA 1 1º ANO RELAÇÕES DE MASSA PROFª ELAINE CRISTINA 1. UNIDADE DE MASSA ATÔMICA A escala de massas atômicas está baseada no isótopo do carbono com número de massa igual a 12, ao qual foi atribuída

Leia mais

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 25 ESTEQUIOMETRIA: TIPOS DE FÓRMULA

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 25 ESTEQUIOMETRIA: TIPOS DE FÓRMULA QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 25 ESTEQUIOMETRIA: TIPOS DE FÓRMULA Fixação 1) (PUC) A água oxigenada é uma solução de peróxido de hidrogênio (H 2 O 2 ) fortemente antis éptica por liberar O 2. Os percentuais,

Leia mais

Química C Extensivo V. 1

Química C Extensivo V. 1 GABARIT Química C Extensivo V. 1 Exercícios 01) C 10 H 14 5 NSP C: 12. 10 = 120 H: 1. 14 = 14 :. 5 = 80 N: 14. 1 = 14 S: 32. 1 = 32 P: 31. 1 = 31 291 u 02) C 9 H 13 3 N C: 12. 9 = 108 H: 1. 13 = 13 :.

Leia mais

Cálculos Químicos. Mol, massa molar, Constante de Avogadro

Cálculos Químicos. Mol, massa molar, Constante de Avogadro Cálculos Químicos Mol, massa molar, Constante de Avogadro Massa atômica Medidas massa (Kg SI) 1 Kg 1000 g Grama 1 g Massa átomo? Unidade? Unidade de massa atômica 1 u massa de 1/12 do átomo de carbono

Leia mais

Disciplina: Química Geral Docente Responsável: Prof a. Dr a. Luciana Maria Saran. Assunto: Ácidos e Bases de Lewis/ Óxidos/ Sais: classificação

Disciplina: Química Geral Docente Responsável: Prof a. Dr a. Luciana Maria Saran. Assunto: Ácidos e Bases de Lewis/ Óxidos/ Sais: classificação Disciplina: Química Geral Docente Responsável: Prof a. Dr a. Luciana Maria Saran 1 Assunto: Ácidos e Bases de Lewis/ Óxidos/ Sais: classificação 1. Ácidos e Bases: conceito de Lewis O modelo de Lewis baseia-se

Leia mais

QUÍMICA. A Ciência Central 9ª Edição. Capítulo 3 Estequiometria: cálculos com fórmulas e equações químicas. Prof. Kleber Bergamaski.

QUÍMICA. A Ciência Central 9ª Edição. Capítulo 3 Estequiometria: cálculos com fórmulas e equações químicas. Prof. Kleber Bergamaski. QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Capítulo 3 Estequiometria: cálculos com fórmulas e equações químicas Prof. Kleber Bergamaski Equações químicas 1789, lei da conservação da massa A massa total de uma

Leia mais

L E I S D A S R E A Ç Õ E S Q U Í M I C A S PROF. AGAMENON ROBERTO < 2011 >

L E I S D A S R E A Ç Õ E S Q U Í M I C A S PROF. AGAMENON ROBERTO < 2011 > L E I S D A S R E A Ç Õ E S Q U Í M I C A S PROF. AGAMENON ROBERTO < 2011 > Prof. Agamenon Roberto LEIS DAS REAÇÕES QUÍMICAS www.agamenonquimica.com 2 LEIS DAS REAÇÕES QUÍMICAS Um trabalho muito complicado

Leia mais

(a) Calcule a percentagem de urânio na carnotita. (b) Que massa de urânio pode ser obtida a partir de 1350 g de carnotita.

(a) Calcule a percentagem de urânio na carnotita. (b) Que massa de urânio pode ser obtida a partir de 1350 g de carnotita. Cálculos com fórmulas e equações químicas 3. 3.1 A análise de uma pequena amostra de Pb 3 (PO 4 ) 2 apresentou a quantidade de 0,100 g de chumbo. Responda os itens abaixo usando estes dados e as massas

Leia mais

Química. 01. Quantos prótons há na espécie química (A) 2 (D) 32 (B) 28 (E) 60 (C) 30

Química. 01. Quantos prótons há na espécie química (A) 2 (D) 32 (B) 28 (E) 60 (C) 30 Química 01. Quantos prótons há na espécie química (A) 2 (D) 32 (B) 28 (E) 60 (C) 30 02. Para que um átomo de número atômico 55 e número de massa 137 seja eletricamente neutro, ele deverá ter, necessariamente:

Leia mais

Cálculos Químicos. Mol, massa molar, Constante de Avogadro

Cálculos Químicos. Mol, massa molar, Constante de Avogadro Cálculos Químicos Mol, massa molar, Constante de Avogadro Medidas massa (Kg SI) 1 Kg 1000 g Grama 1 g Massa átomo? Unidade? Massa atômica Unidade de massa atômica 1 u massa de 1/12 do átomo de carbono

Leia mais

1ª Parte: Questões resolvidas

1ª Parte: Questões resolvidas ANÁLISE ELEMENTAR QUANTITATIVA DISCIPLINA: QUÍMICA GERAL / TURMA: 1º ano Ensino Médio 1ª Parte: Questões resolvidas Nota: A massa molecular de um composto, pode ser calculada em função da densidade de

Leia mais

Atividade complementar. Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos

Atividade complementar. Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos Atividade complementar Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos Esta atividade tem como objetivo complementar e aprofundar os estudos sobre as transformações químicas,

Leia mais

Texto para as questões 31 e 32.

Texto para as questões 31 e 32. QUÍMICA Texto para as questões 31 e 32. Um sinal de que o bico do queimador do fogão está entupido é o aparecimento de chama amarela, quando o fogo é aceso. Nessa situação, ocorre a formação de carbono

Leia mais

QUÍMICA Exercícios de revisão resolvidos

QUÍMICA Exercícios de revisão resolvidos 9. (ENEM 2013) A produção de aço envolve o aquecimento do minério de ferro, junto com carvão (carbono) e ar atmosférico em uma série de reações de oxirredução. O produto é chamado de ferro-gusa e contém

Leia mais

Cálculos Estequiométricos

Cálculos Estequiométricos Estequiometria significa medida de um elemento Com base numa equação química, podemos calcular o número de mols, o número de moléculas, a massa, o volume de uma ou mais substâncias, em função de algum

Leia mais

Exercícios Sobre DistribuiÇão eletrônica

Exercícios Sobre DistribuiÇão eletrônica Exercícios Sobre DistribuiÇão eletrônica Dado: 01. Faça a distribuição eletrônica nas camadas para os átomos: a) Cs (Z= 55) b) Tl (Z= 81) 02. Faça a distribuição eletrônica nas camadas, para os átomos:

Leia mais

Fórmula percentual. Fórmula molecular do metano: CH 4 Massa atômica do carbono: 12g/mol Massa atômica do hidrogênio: 1g/mol

Fórmula percentual. Fórmula molecular do metano: CH 4 Massa atômica do carbono: 12g/mol Massa atômica do hidrogênio: 1g/mol Você sabia que a quantidade de substâncias envolvidas em uma reação química, é encontrada através do cálculo estequiométrico? Bem, mas para realizar esse cálculo, você precisa primeiro conhecer quais as

Leia mais

Química Fascículo 03 Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida

Química Fascículo 03 Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida Química Fascículo 03 Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida Índice Estequiometria...1 Exercícios...2 Gabarito...4 Estequiometria Balanço de massas e de quantidades

Leia mais

VII Olimpíada Catarinense de Química Etapa I - Colégios

VII Olimpíada Catarinense de Química Etapa I - Colégios VII Olimpíada Catarinense de Química 2011 Etapa I - Colégios Fonte: Chemistryland Segunda Série 1 01 200 ml de uma solução de hidróxido de alumínio são diluídos em água destilada até a sua concentração

Leia mais

O processo B é químico. Ocorre uma recombinação entre os átomos, formando novas substâncias químicas. Há ocorrência de reação química.

O processo B é químico. Ocorre uma recombinação entre os átomos, formando novas substâncias químicas. Há ocorrência de reação química. 01 O processo A é físico. Não há transformação das espécies químicas apresentadas, ou seja, é um processo de mistura sem que haja a ocorrência de reação química. O processo B é químico. Ocorre uma recombinação

Leia mais

2005 by Pearson Education. Capítulo 03

2005 by Pearson Education. Capítulo 03 QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Capítulo 3 Estequiometria: cálculos com fórmulas e equações químicas David P. White Equações químicas Lavoisier: a massa é conservada em uma reação química. Equações

Leia mais

NOMENCLATURA DOS COMPOSTOS

NOMENCLATURA DOS COMPOSTOS NOMENCLATURA DOS COMPOSTOS Prof. Dr. Cristiano Torres Miranda Disciplina: Química Geral QM81A Turmas Q13 e Q14 Moléculas e compostos moleculares Moléculas e fórmulas químicas Moléculas são reuniões de

Leia mais

2005 by Pearson Education. Capítulo 02

2005 by Pearson Education. Capítulo 02 Moléculas e compostos moleculares Moléculas e fórmulas químicas Moléculas são reuniões de dois ou mais átomos ligados entre si. Cada molécula tem uma fórmula química. A fórmula química indica quais átomos

Leia mais

CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO. Prof.: Andrey kleber Migliorini

CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO. Prof.: Andrey kleber Migliorini CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO Prof.: Andrey kleber Migliorini Introdução Estequiometria: Stoikheîon = elemento metron = medida É o estudo das relações quantitativas (átomos, moléculas, massa, volume) entre as

Leia mais

, e o óxido de ferro III, iniciada por centelha elétrica. A equação para a reação é: 6NaN 3. (s) 3Na 2

, e o óxido de ferro III, iniciada por centelha elétrica. A equação para a reação é: 6NaN 3. (s) 3Na 2 20 QUÍMICA s automóveis modernos estão equipados com air bags (bolsas de ar) para proteger os ocupantes em caso de colisão. Muitos deles são inflados com nitrogênio, N 2, gás liberado na reação muito rápida

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA. Prof. João Neto

ESTEQUIOMETRIA. Prof. João Neto ESTEQUIOMETRIA Prof. João Neto 1 Lei de Lavoisier Leis Ponderais Lei de Dalton Lei de Proust 2 Fórmula molecular Fórmula mínima Tipos de Fórmulas Fórmula eletrônica ou de Lewis Fórmula Centesimal Fórmula

Leia mais

EXERCÍCIOS DE QUÍMICA PROFESSOR: RENIR DAMASCENO

EXERCÍCIOS DE QUÍMICA PROFESSOR: RENIR DAMASCENO 01. Ana, Lúcia, Renata e Fernanda participaram de uma olimpíada química. A vencedora foi a que apresentou o objeto com maior número de átomos. O resultado foi registrado na tabela a seguir. PARTICIPANTES

Leia mais

DATA: Nº de ordem GRAU: PROVA: TURMA MATRÍCULA: Estudo Independente

DATA: Nº de ordem GRAU: PROVA: TURMA MATRÍCULA: Estudo Independente FOLHA DE QUESTÕES CURSO: ASS.: Engenharia de Produção DISCIPLINA: NOME: Química Geral DATA: Nº de ordem GRAU: PROVA: TURMA MATRÍCULA: Estudo Independente 5PRD31A 01) O grupo de átomos que é encontrado

Leia mais

Estequiometria I. Estequiometria I Monitor: Gabriel dos Passos 10/04/2014. Material de apoio para Monitoria

Estequiometria I. Estequiometria I Monitor: Gabriel dos Passos 10/04/2014. Material de apoio para Monitoria 1. (UFSM-RS) O ácido fosfórico, usado em refrigerantes do tipo cola e possível causador da osteoporose, pode ser formado a partir da equação não-balanceada: Ca3(PO4)2 + H2SO4 ----> H3PO4 + CaSO4 Partindo-se

Leia mais

Cálculos com Mol.

Cálculos com Mol. Cálculos com Mol www.aulasdequimica.com.br Página 02 Página 03 Talvez a grandeza mais conhecida pelos químicos seja o mol. No entanto, quando ensinamos isso aos alunos, parece que estamos falando em algo

Leia mais

Lista de Exercícios. Química Inorgânica: Óxidos. Professor Anderson Dino

Lista de Exercícios. Química Inorgânica: Óxidos. Professor Anderson Dino Lista de Exercícios Química Inorgânica: Óxidos Professor Anderson Dino www.aulasdequimica.com.br O óxido é um composto químico binário formado por átomos de oxigênio com outro elemento em que o oxigênio

Leia mais

Leonnardo Cruvinel Furquim ESTEQUIOMETRIA

Leonnardo Cruvinel Furquim ESTEQUIOMETRIA Leonnardo Cruvinel Furquim ESTEQUIOMETRIA Leonnardo Cruvinel Furquim ESTEQUIOMETRIA O cálculo das quantidades das substâncias envolvidas em uma reação química é chamado estequiometria Leis Ponderais Lei

Leia mais

Apostila de Química 19 Funções Inorgânicas

Apostila de Química 19 Funções Inorgânicas 1.0 Dissociação Apostila de Química 19 Funções Inorgânicas Teoria da dissociação (Arrhenius, 1903) Determinadas substâncias, quando dissolvidas em água, são capazes de originar cátions e ânions (íons livres).

Leia mais

PROFª. KAÍZA CAVALCANTI

PROFª. KAÍZA CAVALCANTI Processos Químicos Quando ocorre uma alteração qualitativa do sistema, dos tipos de substâncias presentes ou de suas proporções. Processos Físicos Quando ocorre uma alteração qualitativa do sistema, dos

Leia mais

QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS

QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS Os cálculos estequiométricos correspondem aos cálculos de massa, de quantidade de matéria e em alguns casos, de volumes das substâncias envolvidas

Leia mais

Vamos iniciar o estudo da unidade fundamental que constitui todos os organismos vivos: a célula.

Vamos iniciar o estudo da unidade fundamental que constitui todos os organismos vivos: a célula. Aula 01 Composição química de uma célula O que é uma célula? Vamos iniciar o estudo da unidade fundamental que constitui todos os organismos vivos: a célula. Toda célula possui a capacidade de crescer,

Leia mais

01- (FGV 2000) Em um recipiente contendo 200g de água (H O) foram dissolvidos 15g de

01- (FGV 2000) Em um recipiente contendo 200g de água (H O) foram dissolvidos 15g de 01- (FGV 2000) Em um recipiente contendo 200g de água (H O) foram dissolvidos 15g de sacarose (C 1 H O 11 ). Considerando as massas molares do carbono=12g.mol, hidrogênio=1g.mol e oxigênio=16g.mol, os

Leia mais

1º Questão: Escreva a distribuição eletrônica dos elementos abaixo e determine o número de valência de cada elemento: a) Fe (26):.

1º Questão: Escreva a distribuição eletrônica dos elementos abaixo e determine o número de valência de cada elemento: a) Fe (26):. FOLHA DE EXERCÍCIOS CURSO: Otimizado ASS.: Exercícios de Conteúdo DISCIPLINA: Fundamentos de Química e Bioquímica NOME: TURMA: 1SAU 1º Questão: Escreva a distribuição eletrônica dos elementos abaixo e

Leia mais

Faculdade de Ciências da Universidade do Porto Departamento de Química. Programa do 10º ano e do 11º ano de Química do Ensino Secundário

Faculdade de Ciências da Universidade do Porto Departamento de Química. Programa do 10º ano e do 11º ano de Química do Ensino Secundário Faculdade de Ciências da Universidade do Porto Departamento de Química Programa da Prova de Acesso de Química (2016): Exemplos de exercícios 1.Indique a afirmação correcta. Programa do 10º ano e do 11º

Leia mais

+1 2 Nox +1 2 Carga Nox +7 8 Carga

+1 2 Nox +1 2 Carga Nox +7 8 Carga 01 Cl 2 Cl Nox = 0 Nox = 1 Cl O +1 2 Nox +1 2 Carga Cl O 4 +7 2 Nox +7 8 Carga Resposta: Respectivamente zero, 1, +1, +7. 1 02 a) NH 4 NO 3 NH 4 + cátion + NO 3 ânion N H 4 + 3 +1 Nox 3 +4 Carga N O 3

Leia mais

Tabela Periódica dos Elementos

Tabela Periódica dos Elementos 1º EM Química B Priscila Av. Trimestral 21/10/15 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta

Leia mais

Ligações Químicas elementos químicos átomos moléculas

Ligações Químicas elementos químicos átomos moléculas Ligações Químicas Ligações Químicas Os diferentes elementos químicos combinam-se de várias maneiras formando uma grande variedade de substâncias, por meio das ligações químicas. Através das ligações químicas

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE IFRN CAMPUS MOSSORÓ PROFESSOR: ALBINO DISCIPLINA: QUÍMICA II

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE IFRN CAMPUS MOSSORÓ PROFESSOR: ALBINO DISCIPLINA: QUÍMICA II INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE IFRN CAMPUS MOSSORÓ PROFESSOR: ALBINO DISCIPLINA: QUÍMICA II ESTRUTURA DA MATÉRIA O termo matéria refere-se a todos os materiais

Leia mais

NOME: ANO: 2º ENSINO: MÉDIO TURMA: DATA: / / PROF(ª).: Luciano Raposo Freitas EXERCÍCIOS TERMOQUÍMICA QUÍMICA II (2º BIM)

NOME: ANO: 2º ENSINO: MÉDIO TURMA: DATA: / / PROF(ª).: Luciano Raposo Freitas EXERCÍCIOS TERMOQUÍMICA QUÍMICA II (2º BIM) NOME: ANO: 2º ENSINO: MÉDIO TURMA: DATA: / / PROF(ª).: Luciano Raposo Freitas EXERCÍCIOS TERMOQUÍMICA QUÍMICA II (2º BIM) 1. Nos motores de explosão existentes hoje em dia utiliza-se uma mistura de gasolina

Leia mais

REVISIONAL DE QUÍMICA 1º ANO PROF. RICARDO

REVISIONAL DE QUÍMICA 1º ANO PROF. RICARDO REVISIONAL DE QUÍMICA 1º ANO PROF. RICARDO 1- Um aluno de química, ao investigar as propriedades de gases, colocou uma garrafa plástica (PET), contendo ar e devidamente fechada, em um freezer e observou

Leia mais

Reações com transferência de elétrons: oxirredução

Reações com transferência de elétrons: oxirredução Reações com transferência de elétrons: oxirredução Química Geral Prof. Edson Nossol Uberlândia, 19/05/2016 Número de oxidação: número de cargas que um átomo teria em uma molécula (em um composto iônico)

Leia mais

LEIS DAS COMBINAÇÕES QUÍMICAS

LEIS DAS COMBINAÇÕES QUÍMICAS COLÉGIO CONTATO 2016 QUIMICA I Livro 1 LEIS DAS COMBINAÇÕES QUÍMICAS EDMAR MARINHO DE AZEVEDO SITUANDO A DISCUSSÃO... 1. INTRODUÇÃO As Leis das Reações Químicas, deduzidas de forma empírica por cientistas

Leia mais

No final do enunciado, encontrarás um anexo com alguma informação relevante à sua realização. Bom Trabalho!

No final do enunciado, encontrarás um anexo com alguma informação relevante à sua realização. Bom Trabalho! Escola Secundária Filipa de Vilhena 2010/2011 Curso: Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Física e Química TESTE DE AVALIAÇÃO Módulo Q1 Estrutura atómica. Tabela periódica. Ligação Química. 11ºAno

Leia mais

Aula 15 Relações de Massa

Aula 15 Relações de Massa Aula 15 Relações de Massa Na Química, é muito importante, saber antecipadamente as quantidades de reagentes que devemos usar para obter as quantidades de produtos desejadas. Entretanto, essas previsões

Leia mais

Final 8 de Maio de 2010

Final 8 de Maio de 2010 Final 8 de Maio de 2010 Prova Teórica Nome:.... Escola:....... Pergunta Total Átomo, elemento e núcleo Contar os átomos Massa, moles e concentrações Equações Químicas Classificação teórica Classificação

Leia mais

A) Se a massa molar do composto C é 76 g.mol 1, determine as fórmulas químicas para os compostos A, B, C, D e E.

A) Se a massa molar do composto C é 76 g.mol 1, determine as fórmulas químicas para os compostos A, B, C, D e E. VTB 2008 2ª ETAPA Solução Comentada da Prova de Química 01. Na análise de 5 (cinco) diferentes compostos (A, B, C, D e E) formados apenas por nitrogênio e oxigênio, observou-se que as relações de massas

Leia mais

Questão 10: Sobre as moléculas de CO 2 e SO 2, cujas estruturas estão representadas a seguir, é CORRETO afirmar que: S O O C O

Questão 10: Sobre as moléculas de CO 2 e SO 2, cujas estruturas estão representadas a seguir, é CORRETO afirmar que: S O O C O QUESTÕES OBJETIVAS Questão 9: Nitrogênio e fósforo são elementos essenciais para a nutrição das plantas e por isso alguns de seus compostos são utilizados na maioria dos fertilizantes. Sobre esses elementos

Leia mais

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 22 RELAÇÕES NUMÉRICAS FUNDAMENTAIS - PARTE 2

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 22 RELAÇÕES NUMÉRICAS FUNDAMENTAIS - PARTE 2 QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 22 RELAÇÕES NUMÉRICAS FUNDAMENTAIS - PARTE 2 Fixação 1) (UNESP) O volume de uma massa fixa de gás ideal, a pressão constante, é diretamente proporcional à: a) concentração do gás.

Leia mais

Química. Resolução das atividades complementares. Q13 Massa molar e mol

Química. Resolução das atividades complementares. Q13 Massa molar e mol Resolução das atividades complementares 1 Química Q13 Massa molar e mol p. 75 1 (Univali-SC) A urina apresenta 5% de água e 5% de substâncias orgânicas e inorgânicas dissolvidas. Em um litro de urina,

Leia mais

Escola Secundária de Lagoa. Correção da Ficha de Trabalho 1. Física e Química A. Espécie química. Número de massa.

Escola Secundária de Lagoa. Correção da Ficha de Trabalho 1. Física e Química A. Espécie química. Número de massa. Escola Secundária Lagoa Física e Química A 10º Ano Turma A Emília Correia e Paula Melo Silva Correção da Ficha Trabalho 1 Unida Zero Materiais: diversida e constituição 2014/2015 1.1. (A) Falso (B) Falso

Leia mais

ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO

ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO IX Olimpíada Capixaba de Química 2011 Prova do Grupo II 2 a série do ensino médio Fase 02 Aluno: Idade: Instituição de Ensino: Coordenador da Instituição de Ensino: ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS

Leia mais

Leis Históricas da Estequiometria

Leis Históricas da Estequiometria Estequiometria A proporção correta da mistura ar-combustível para o motor de uma carro de corrida pode ser tão importante quanto a habilidade do piloto para ganhar a corrida. As substâncias químicas, como

Leia mais

Exercícios de Revisão - 2

Exercícios de Revisão - 2 Exercícios de Revisão - 2 1. Na tentativa de explicar a origem dos seres vivos, Müller reproduziu, em seu experimento, as condições atmosféricas primitivas, que continham os gases metano (CH4); amônia

Leia mais

12 GAB. 1 1 o DIA PASES 1 a ETAPA TRIÊNIO QUÍMICA QUESTÕES DE 21 A 30

12 GAB. 1 1 o DIA PASES 1 a ETAPA TRIÊNIO QUÍMICA QUESTÕES DE 21 A 30 12 GAB. 1 1 o DIA PASES 1 a ETAPA TRIÊNIO 2005-2007 QUÍMICA QUESTÕES DE 21 A 30 21. A hemoglobina das células vermelhas do sangue contém o complexo de ferro com uma porfirina. Sabendo que um indivíduo

Leia mais

Química Orgânica Ambiental

Química Orgânica Ambiental Química Orgânica Ambiental Aula 2 Formas de representação e interações moleculares Prof. Dr. Leandro Vinícius Alves Gurgel 1. Introdução: Estrutura de Lewis 1) Estruturas de Lewis mostram as conexões entre

Leia mais

Bem Explicado Centro de Explicações Lda. CFQ 8º Ano Fórmulas químicas de substâncias moleculares

Bem Explicado Centro de Explicações Lda. CFQ 8º Ano Fórmulas químicas de substâncias moleculares Bem Explicado Centro de Explicações Lda. CFQ 8º Ano Fórmulas químicas de substâncias moleculares Nome: Data: / / 1. Assinala a resposta correcta com um X. 1.1. Os símbolos químicos C, Ca, F e P representam,

Leia mais

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 09/05/08

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 09/05/08 2 - ROVA DE QUÍMICA GERAL - 09/05/08 Nome: GABARITO Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Quão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Constantes: R 8,314 J mol -1 K -1 0,0821 atm L

Leia mais

Equipe de Química QUÍMICA REDOX

Equipe de Química QUÍMICA REDOX Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 7B Ensino Médio Equipe de Química Data: QUÍMICA REDOX O número de átomos numa reação química deve ser o mesmo nos reagentes e nos produtos. Para isso, existem diversos

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA Folha 02 João Roberto Mazzei

ESTEQUIOMETRIA Folha 02 João Roberto Mazzei 01. (CFT MG 2008) Cada mililitro de um medicamento antiácido contém 0,06 g de hidróxido de alumínio. A massa de ácido clorídrico do suco gástrico que é neutralizada pela ingestão de 26 ml desse medicamento

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO Equilíbrio Químico EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (PUC-RS) Dada a expressão da constante de equilíbrio em termos de concentração de produtos e reagentes a equação química que pode ser representada por essa

Leia mais

FÍSICO QUÍMICA AULA 2 - OXIDO- REDUÇÃO. Parte 2 Reações e conceitos

FÍSICO QUÍMICA AULA 2 - OXIDO- REDUÇÃO. Parte 2 Reações e conceitos FÍSICO QUÍMICA AULA 2 - OXIDO- REDUÇÃO Parte 2 Reações e conceitos Vimos anteriormente que oxidação é o processo no qual um átomo perde elétrons, tendo um aumento no N ox, enquanto na redução ganham-se

Leia mais

Especial Específicas UNESP e UFPR

Especial Específicas UNESP e UFPR Especial Específicas UNESP e UFPR Material de Apoio para Monitoria 1. (UNESP) Em 2013 comemora-se o centenário do modelo atômico proposto pelo físico dinamarquês Niels Bohr para o átomo de hidrogênio,

Leia mais

Identificação funções inorgânicas, ionização e dissociação, número de oxidação

Identificação funções inorgânicas, ionização e dissociação, número de oxidação Identificação funções inorgânicas, ionização e dissociação, número de oxidação Várias teorias tentaram explicar o fato de algumas soluções conduzirem energia elétrica e outra não 1903 Arrhenius experiências

Leia mais

Estudos de Calor Nas Reações Químicas

Estudos de Calor Nas Reações Químicas studos de Calor Nas Reações s 1. Leia as informações a seguir: Uma árvore, em um ambiente natural a 0 C, apresentando 10 5 folhas com área média de 0,5 dm por folha, está perdendo água para a atmosfera

Leia mais

RESPOSTAS ESPERADAS QUÍMICA

RESPOSTAS ESPERADAS QUÍMICA Questão 1 C 4 N 3 OH 7 - massa molar = 113 g mol -1 A concentração de creatinina no exame foi de 1,20 x 10-4 mol L -1, ou 1,20 x 10-5 mol dl -1. Assim, a concentração = 113.000 x 1,20 x 10-5 = 1,36 mg

Leia mais

TAREFA DA SEMANA DE 24 a 28 DE FEVEREIRO

TAREFA DA SEMANA DE 24 a 28 DE FEVEREIRO TAREFA DA SEMANA DE 4 a 8 DE FEVEREIRO QUÍMICA 3ª SÉRIE. (Upe) Um dos contaminantes do petróleo e do gás natural brutos é o H S. O gás sulfídrico é originário de processos geológicos, baseados em diversos

Leia mais

QUÍMICA COMENTÁRIO DA PROVA DE QUÍMICA

QUÍMICA COMENTÁRIO DA PROVA DE QUÍMICA COMENTÁRIO DA PROVA DE QUÍMICA Reiterando o que destacamos na 1ª fase, sabemos que para manter a lisura da prova, ela deve passar pelo menor número de mãos possível. Porém, uma avaliação final técnica

Leia mais

Lista I de exercícios de estequiometria e balanceamento de equações Química Geral e Experimental I Prof. Hamilton Viana

Lista I de exercícios de estequiometria e balanceamento de equações Química Geral e Experimental I Prof. Hamilton Viana 1. O iso-octano é um combustível automotivo. A combustão desse material ocorre na fase gasosa. Dados a massa molar do iso-octano igual a 114g/mol, o volume molar de gás nas "condições ambiente" igual a

Leia mais

Gabarito Química Grupo J. 1 a QUESTÃO: (1,0 ponto) Avaliador Revisor. Considerando-se as substâncias I, II e III mostradas abaixo,

Gabarito Química Grupo J. 1 a QUESTÃO: (1,0 ponto) Avaliador Revisor. Considerando-se as substâncias I, II e III mostradas abaixo, VESTIB LAR Gabarito Química Grupo J 1 a QUESTÃO: (1,0 ponto) Avaliador Revisor Considerando-se as substâncias I, II e III mostradas abaixo, I) 2-clorobutano II) hidroxi benzeno III) tolueno a) Escreva

Leia mais

QUÍMICA LIGAÇÕES QUÍMICAS PROF. SAUL SANTANA

QUÍMICA LIGAÇÕES QUÍMICAS PROF. SAUL SANTANA QUÍMICA LIGAÇÕES QUÍMICAS PROF. SAUL SANTANA Ligação Química O conceito de configuração eletrônica e o desenvolvimento da Tabela Periódica permitiu aos químicos uma base lógica para explicar a formação

Leia mais

Na Atmosfera da Terra: Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2

Na Atmosfera da Terra: Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2 Sumário Na : Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2 Atmosfera: temperatura, pressão e densidade em função da.. - Transferência de energia. - Principais características das camadas da atmosfera.

Leia mais

Química. A) Considerando-se que o pk a1 é aproximadamente 2, quais os valores de pk a2 e pk a3?

Química. A) Considerando-se que o pk a1 é aproximadamente 2, quais os valores de pk a2 e pk a3? Química 01. O gráfico a seguir representa a variação do p de 50 ml de uma solução aquosa de um ácido 3 X em função do volume de NaO 0,30 moll -1 adicionado. A) Considerando-se que o pk a1 é aproximadamente

Leia mais

O ALUNO DEVERÁ VIR PARA A AULA DE RECUPERAÇÃO COM A LISTA PRONTA PARA TIRAR DÚVIDAS.

O ALUNO DEVERÁ VIR PARA A AULA DE RECUPERAÇÃO COM A LISTA PRONTA PARA TIRAR DÚVIDAS. Lista de exercícios para a prova de recuperação final 1º ano EM Conteúdo. O ALUNO DEVERÁ VIR PARA A AULA DE RECUPERAÇÃO COM A LISTA PRONTA PARA TIRAR DÚVIDAS. - Misturas e substâncias - Tabela e propriedades

Leia mais

Química. Eletroquímica

Química. Eletroquímica CIC Colégio Imaculada Conceição Química Eletroquímica Msc. Camila Soares Furtado Couto Eletrólise Inverso da Pilha; Reação de oxi-redução que é provocada pela corrente elétrica; Não espontânea!!!! Eletrólise

Leia mais

Apostila de Química 04 Compostos Orgânicos

Apostila de Química 04 Compostos Orgânicos 1.0 Introdução Apostila de Química 04 Compostos Orgânicos Composto orgânico Todo elemento que possui carbono na sua composição. Existem exceções grafite, monóxido de carbono, carboidratos... Química orgânica

Leia mais

III.1 Classificação das Misturas: Soluções e Dispersões.

III.1 Classificação das Misturas: Soluções e Dispersões. III SOLUÇÕES III.1 Classificação das Misturas: Soluções e Dispersões. Frequentemente as substâncias químicas (elementos e compostos) encontram-se misturadas umas às outras. O sangue, a água do mar, o solo

Leia mais

S Nox total = zero. Nº de oxidação (Nox) Regras para determinar o Nox. AULA 11 Oxidação e Redução

S Nox total = zero. Nº de oxidação (Nox) Regras para determinar o Nox. AULA 11 Oxidação e Redução AULA 11 Oxidação e Redução Nº de oxidação (Nox) é a carga que surge quando os elementos estão combinados NaCl Æ Na + Cl - (sódio doou 1 e - e o cloro recebeu 1e - ) H 2 Æ H H zero Quando a ligação for

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ 2010 01. A tabela

Leia mais

QUÍMICA. Forças Intermoleculares

QUÍMICA. Forças Intermoleculares Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 4R Ensino Médio Equipe de Química Data: QUÍMICA Forças Intermoleculares DEFINIÇÃO: As forças intermoleculares são forças de atração que ocorrem entre as moléculas,

Leia mais

DETERMINAÇÃO DE FÓRMULAS

DETERMINAÇÃO DE FÓRMULAS www.agraçadaquímica.com.br DETERMINAÇÃO DE FÓRMULAS FÓRMULA PERCENTUAL 01) (FEI-SP) O carbonato de sódio é formado por 40% de cálcio, 12% de carbono e x% de oxigênio (% em massa). Em 50 g do referido sal,

Leia mais

Preparo sanduíches, para compreender a representação de uma equação química.

Preparo sanduíches, para compreender a representação de uma equação química. Secretaria de Estado da Educação Departamento de Ensino Médio Projeto Folhas- 2008 Nome do Professor PDE: Luiz Carlos Creado Sita Disciplina: Química Conteúdo da disciplina: Cálculo Estequiométrico Faixa

Leia mais

TERMOQUÍMICA. Prof. Neif Nagib.

TERMOQUÍMICA. Prof. Neif Nagib. TERMOQUÍMICA Prof. Neif Nagib neifnagib@yahoo.com.br Os princípios fundamentais do calor e do trabalho se aplicam no estudo de uma reação química e nas mudanças do estado físico de uma substância. Nesses

Leia mais

Ocorrência de reações

Ocorrência de reações Ocorrência de reações Dados: Força de ácidos e bases Classificação dos hidrácidos mais conhecidos: Regra prática para a classificação dos oxiácidos Determine a diferença (D) entre a quantidade de átomos

Leia mais

Química 1ª série Ensino Médio v. 4

Química 1ª série Ensino Médio v. 4 1ª série Ensino Médio v. 4 Exercícios Caro(a) Professor(a): Neste último bimestre serão trabalhadas algumas reações químicas, bem como os cálculos que envolvem as quantidades de reagentes e produtos. Será

Leia mais

2005 by Pearson Education. Capítulo 04

2005 by Pearson Education. Capítulo 04 QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Capítulo 4 Reações em soluções aquosas e estequiometria de soluções David P. White Propriedades gerais das soluções aquosas Propriedades eletrolíticas As soluções aquosas

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA Título do Podcast Área Segmento Duração Chuva ácida... será que a água da chuva vai corroer tudo? Ciências da Natureza Química Ensino Médio 5min 44seg

Leia mais

Química. Resolução das atividades complementares. Q51 Conceitos de valência e NOX. 1 (UFPI) Um anti-séptico bucal contendo peróxido de zinco, ZnO 2

Química. Resolução das atividades complementares. Q51 Conceitos de valência e NOX. 1 (UFPI) Um anti-séptico bucal contendo peróxido de zinco, ZnO 2 Resolução das atividades complementares 4 Química Q51 Conceitos de valência e NOX p. 21 1 (UFPI) Um anti-séptico bucal contendo peróxido de zinco, ZnO 2, suspenso em água é efetivo no tratamento de infecções

Leia mais

Critérios Específicos de Classificação da Questão Aula

Critérios Específicos de Classificação da Questão Aula Critérios Específicos de da Questão Aula Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos DISCIPLINA: Física e Química Módulo: Q 0/0 0 ºAno de escolaridade Duração: 90 minutos

Leia mais

Hipótese de Avogadro e Volume Molar

Hipótese de Avogadro e Volume Molar Hipótese de Avogadro e Volume Molar EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (UFES-ES) Três balões contêm H, N e O, conforme ilustrado abaixo: Considerando-se que os gases estão sob pressão de 1 atm e à mesma temperatura,

Leia mais

Ligação covalente comum.

Ligação covalente comum. Ligação covalente comum. Na ligação covalente, ao contrário do que acontece na iônica, nenhum dos participantes deseja doar elétrons. Ambos os elementos desejam receber elétrons Como fazer acordo desta

Leia mais

Símbolos e fórmulas químicas

Símbolos e fórmulas químicas Desde sempre o homem tenta comunicar com símbolos. As letras das palavras escritas constituem uma linguagem simbólica. O maior problema é que não é UNIVERSAL. Então os químicos usam uma simbologia própria.

Leia mais

Química Básica: Átomo. Profa. Alessandra Barone

Química Básica: Átomo. Profa. Alessandra Barone Química Básica: Átomo Profa. Alessandra Barone www.profbio.com.br Átomo Fermions: formam a matéria Bósons: intermedeiam forças Quarks e leptons - Glúon e fóton Partículas Quark up Quark down Quark charmoso

Leia mais