ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO"

Transcrição

1 ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO

2 Í n d i c e Programação 04 Gestor Local - Atribuições 07 Gerenciamento de Usuários e Administração das Tabelas Locais 12 Acompanhamento da rotina Relatórios 21 Agendando Relatórios 33 Impressão da Tabela Assuntos 38 Atendimento ao Usuário 42 Atalhos da Tela Principal 49 Menu Superior Defesa Mínima 58 Menu Lateral Ausência 63 Portaria 087/ Portaria 315/ Portaria 386/ Portaria 431/ OS 001/ Orientação Normativa 001/ Ordem de Serviço 11/2008 Registro de Valores 89

3 Quadro I Relação de Tarefas Judiciais 94 Quadro II Relação das Atividades Classificadas como Peças 95 Caderno de Exercícios 102

4 Page 4 Programação do Treinamento Módulo Iniciantes GESTOR LOCAL Combinar o horário do intervalo (15 minutos) CONTEXTUALIZAÇÃO DO CENÁRIO Foco: Atribuições do Gestor Local Atribuições do Gestor Local, implementação da rotina voltada para o SICAU e o controle de prazos. Estrutura hierárquica para relacionamento com a Gerência Executiva. ADMINISTRAÇÃO DE TABELAS LOCAIS 1 - Gerenciamento de Usuários e Manutenção das Tabelas Locais. a) Inclusão, Alteração e Inativação de Setores na unidade b) Inclusão, Alteração e Finalização de Lotação de usuários c) Alteração de senha de usuário d) Atribuição de perfil ao usuário e) Desativação de usuário f) Lotação em Lote - 1º ao 7º Exercícios página 103 RELATÓRIOS 2 - Visualização e Impressão de Relatórios ênfase para Relatório de prazos. a) Prazos b) Tarefas Distribuídas c) Atividades Realizadas d) Produtividade do Usuário e) Retirada e Devolução de Autos por Lista - Agendamento de Relatórios - 8º ao 10º Exercícios página 103 ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS 3 - Impressão de Tabelas Tema, Subtema e Objeto do Pedido, com leiaute detalhado - 11º Exercício página 103

5 Page 5 Programação do Treinamento Módulo Iniciantes GESTOR LOCAL 4 - Atendimento aos usuários da unidade solução de problemas. Ajuda no sistema Instalação dos aplicativos SICAU Downloads Print Screen das telas de erro Consolidação e verificação das demandas para encaminhamento ao Gestor Local Regional e Gerência Executiva - 12º ao 14º Exercícios página 103 ATALHOS DA TELA PRINCIPAL Foco: Controle de Prazos e Conclusão das Tarefas 1. Alterar Processo 2. Alterar Prazo 3. Concluir Tarefa 4. Redistribuir 5. Visualizar Extrato 6. Exibir Todas 7. Concluir Tarefas em Lote 8. A Redistribuir DEFESA MÍNIMA 1. Funcionalidade Defesa Mínima 2. Incluir subsídio para Defesa Mínima 3. Pesquisar subsídio para Defesa Mínima 15º - Exercício página 104

6 Page 6 Programação do Treinamento Módulo Iniciantes GESTOR LOCAL AUSÊNCIA 1. Funcionalidade Ausência 2. Incluir subsídio para Defesa Mínima 16º - Exercício página 104

7 Page 7 SICAU Sistema Integrado de Controle das Ações da União Módulo Iniciante Gestor Local - Cenário 1 OS 001, de 15 de agosto de 2007 Define as atribuições dos Gestores do Sistema Integrado de Controle das Ações da União (SICAU) e seus subsistemas e estabelece critérios para o atendimento aos usuários. 2

8 Page 8 OS 001, de 15 de agosto de 2007 Art. 1º Os Titulares das unidades da AGU e da PGF designarão 2 (dois) servidores como Gestores do SICAU e seus subsistemas: 1º As designações e alterações devem ser formalizadas por Ordens de Serviço, devidamente publicadas no Boletim de Serviço DRHTI / SGAGU, indicando o titular e o suplente; 2º Nas unidades em que o SICAU ainda não estiver implantado, as designações devem ocorrer antes do treinamento e implantação do sistema; 3 Padronização, Divulgação e Orientação Suporte operacional, após OS 001 Gestor Corporativo Gestor Nacional Gestor Regional Gestor Local Gestor Setorial Usuário Sugestões, solicitações e Dúvidas 4

9 Page 9 OS 001, de 15 de agosto de 2007 Art. 6º São Atribuições i dos Gestores Locais, no âmbito de sua Unidade: I orientar os usuários quanto à utilização do SICAU e seus subsistemas; II promover a uniformização das rotinas e procedimentos de uso do SICAU e seus subsistemas; III acompanhar a implantação, o funcionamento, a manutenção e a utilização do SICAU e seus subsistemas; 5 OS 001, de 15 de agosto de 2007 IV analisar, controlar e zelar pela integridade id d das informações e pela uniformização dos procedimentos e das rotinas de utilização do SICAU e seus subsistemas; V comunicar ao titular da Unidade e ao Gestor Regional qualquer fato que interfira na qualidade dos dados e na uniformização de procedimentos e rotinas da utilização do SICAU e seus subsistemas; VI divulgar aos profissionais das áreas jurídica e administrativa de sua Unidade as informações e orientações expedidas pela GESICAU; 6

10 Page 10 OS 001, de 15 de agosto de 2007 VII manter atualizadas as tabelas de setores e usuários de sua Unidade estabelecendo perfis adequados ao trabalho; VIII supervisionar as atividades da Secretaria Judiciária fazendo cumprir as ordens de serviço e demais normas pertinentes às rotinas e procedimentos para operação do SICAU e dos seus subsistemas, analisando permanentemente a qualidade dos dados registrados; 7 OS 001, de 15 de agosto de 2007 IX indicar os Gestores Setoriais para a chefia de sua Unidade e estabelecer as atribuições e abrangência de atuação; X extrair e fornecer para os usuários de sua Unidade relatórios do SICAU e seus subsistemas, assessorando-os na interpretação das informações; XI incentivar e promover a participação dos usuários nos eventos de treinamento do SICAU e seus subsistemas; 8

11 Page 11 OS 001, de 15 de agosto de 2007 XII solicitar aos Gestores Regionais eventos de treinamento para os usuários do SICAU e seus subsistemas; XIII organizar e divulgar os eventos de treinamento e de aperfeiçoamento para o usuário do SICAU e seus subsistemas; XIV propor conteúdo programático para treinamentos do SICAU e seus subsistemas; XV participar de eventos, seminários, workshop e aperfeiçoamento quando convocado pela GESICAU ou pela Escola da Advocacia-Geral da União (EAGU). 9 GERÊNCIA EXECUTIVA DOS SISTEMAS COMPUTACIONAIS DA ADVOCACIA DA UNIÃO 10

12 Page 12 SICAU Sistema Integrado de Controle das Ações da União Módulo Iniciante Gestor Local Gerenciamento de Usuários 1 Gerenciamento de Usuários O módulo Segurança do Menu Lateral da página principal nos permite gerenciar os usuários e dar permissões para navegação no sistema. Gerenciamento de Usuários e Lotações em Lote (Perfil:GESTOR LOCAL) 2

13 Page 13 Gerenciamento de Usuários Acesso à tela de Pesquisa de Usuários Acesso à tela Inclusão de Lotações em Lote de Usuários 3 Informe os dados do usuário, CPF ou nome(pode utilizar o caracter %), sem a necessidade de selecionar a(s) unidade(s) e clique em Confirmar para verificar se o usuário já está cadastrado. Para incluir um usuário, clique no botão Novo na barra de ferramentas principal. 4

14 Page 14 Preencha os dados do Novo Usuário, escolha o tipo e a lotação. Após clique em Confirmar. Quando se tratar de estagiário ou terceirizado, informar no campo Observações. 5 Gerenciamento de Usuários Menu Lateral Altera o Status para inativo, finaliza a Lotação e volta o perfil do usuário para operacional (Apenas Gestor Corporativo) Altera o Status para ativo, mas mantém o usuário sem lotação Permite visualizar e alterar o perfil do usuário Permite incluir, alterar e excluir a lotação do usuário Desliga o usuário da Unidade, finalizando as lotações. Mantém o Status ativo Possibilita alterar a senha do usuário 6

15 Page 15 Gerenciamento de Usuários Perfil/Funcionalidades Na tela Relacionar Usuários a um Perfil, escolha um perfil e as funcionalidades corretas para o usuário. Após clique em Confirmar. 7 Gerenciamento de Usuários Menu Lateral - Lotações Um usuário pode ser lotado em um ou em mais de um setor na unidade. O Gestor Local deve, obrigatoriamente, estar lotado no setor Secretaria Judiciária. A lotação do usuário dependerá da especificidade do trabalho que realiza na unidade. Quando o usuário mudar de Setor sua(s) lotação(ões) deverá(ão) ser finalizada(s). Todas as Lotações finalizadas serão mantidas como histórico na tabela do usuário e a data de finalização estará preenchida na tela. 8

16 Page 16 Lotações em Lote Para realizar a operação de lotar um ou mais servidores no mesmo setor ou em vários setores, clique em Segurança no Menu Lateral e em seguida na opção Lotações em Lote. 9 Selecione um ou mais usuários(ctrl) de uma unidade e os setores. Após clique em Confirmar. 10

17 Page 17 SICAU Sistema Integrado de Controle das Ações da União Módulo Iniciante Gestor Local Administração de Tabelas Locais 11 Para incluir Setores na unidade, utilize a opção Tabelas no menu Superior. Será apresentada a tela Administração de Tabelas, clique duas vezes sobre a tabela Setores. 12

18 Page 18 Será exibida a tela de Tabela de Setores de Unidades da AGU, clique no botão Novo na barra de Ferramentas Principal para inserir um novo setor. 13 Na tela de inclusão de setores, preencha os dados corretamente e clique em Confirmar para efetuar a inclusão. 14

19 Page 19 Para Inativar ou Excluir Setor: Todos os usuários do setor devem estar com a Lotação finalizada. Não pode existir Trâmite a Receber para este setor. 15 Demonstrar no sistema. Aplicar o exercício Módulo Iniciante Gestor Local - Exercícios nº 1 a 7. 16

20 Page 20 GERÊNCIA EXECUTIVA DOS SISTEMAS COMPUTACIONAIS DA ADVOCACIA DA UNIÃO 17

21 Page 21 SICAU Sistema Integrado de Controle das Ações da União Módulo Iniciante Gestor Local Relatórios 1 Dicas de Relatórios Operacionais Para acompanhamento detalhado ou analítico da rotina diária do processamento na unidade, todos os usuários podem acessar estes relatórios. Gerenciais - Para acompanhamento estatístico do processamento na unidade, apresenta informações consolidadas por períodos. Só poderão ser acessados por quem o Gestor Local atribuir na funcionalidade o perfil. Agendados Lista de acesso temporário (7 dias) aos relatórios agendados pelo Gestor Local. 2

22 Page 22 Relatório de Prazos O Relatório de Prazos deve ser utilizado para facilitar o controle dos prazos das Tarefas distribuídas para qualquer usuário. Informações encontradas no Relatório: -dia e horário de audiência; -prazos vincendos; -prazos vencidos; e -atividades id d do dia anterior. Pode ser enviado por (agendado) para o responsável pela Tarefa, respeitando os critérios de periodicidade definidos por cada Unidade. 3 Dicas Relatório de Prazos O Gestor Local poderá imprimir o Relatório de Tarefas Vincendas no dia, para verificar junto ao responsável, se o prazo será cumprido ou se há necessidade de alteração evitando tarefas com prazos vencidos. O Gestor Local poderá orientar o responsável para que ele mesmo proceda a alteração da data fim da tarefa e insira no campo Observação a justificativa. 4

23 Page 23 Layout do Relatório de Prazos - Audiências 5 Layout do Relatório de Prazos -Prazos Vincendos 6

24 Page 24 Layout do Relatório de Prazos - Prazos Vencidos 7 Layout do Relatório de Prazos - Atividades registradas no dia anterior 8

25 Page 25 Relatório de Distribuição de Tarefas 9 Dicas - Relatório Distribuição de Tarefas O Relatório de Tarefas Distribuídas deverá ser utilizado quando da entrega da documentação (mandados, autos do processo) ao responsável pela tarefa que atestará o recebimento no relatório. 10

26 Page 26 Layout do Relatório de Tarefas Distribuídas 11 Relatório de Atividades Realizadas 12

27 Page 27 Dicas - Relatório Atividades Realizadas Utilizado principalmente para o acompanhamento da produção dos responsáveis pelas tarefas. 13 Layout do Relatório Atividades Realizadas 14

28 Page 28 Relatório Produtividade do Usuário 15 Dicas - Produtividade do Usuário Pode ser utilizado para imprimir Etiquetas em Lote, selecionando a opção Etiquetas, para acompanhar todas as tarefas que foram registradas pelo Usuário, selecionando a opção Distribuição ou para imprimir Extratos em Lote. 16

29 Page 29 Layout do Relatório Produtividade do Usuário Etiquetas em Lote Modelo da etiqueta padrão nº 3184, com dimensões de 101,6 X 84,7mm. 17 Layout do Relatório Produtividade do Usuário - Distribuição de Tarefas 18

30 Page 30 Devolução e Retirada de Autos por Lista 19 Dica Relatório de Retirada e Devolução de Autos por Lista Pode ser utilizado como documento de protocolo para retirada e devolução de Autos junto ao Cartório Judicial. Pelo registro da atividade Devolução de Autos (FA18), você terá rápido e fácil acesso à data da emissão desse relatório caso precise comprovar a entrega dos autos à Justiça. 20

31 Page 31 Layout do Relatório Retirada e Devolução de Autos por Lista 21 Demonstrar no sistema. Aplicar o exercício Módulo Iniciantes Gestor Local Exercício nº 8 e 9. 22

32 Page 32 GERÊNCIA EXECUTIVA DOS SISTEMAS COMPUTACIONAIS DA ADVOCACIA DA UNIÃO 23

33 Page 33 SICAU Sistema Integrado de Controle das Ações da União Módulo Iniciante Gestor Local Agendamento de Relatórios 1 Agendando Relatórios Após selecionar o Relatório desejado e definir os parâmetros do mesmo, o Gestor Local poderá agendá-lo, clicando no botão Agendar no final da página de solicitação de cada relatório. 2

34 Page 34 Agendando Relatórios Será apresentada a tela para informar os parâmetros do Agendamento. O usuário deverá preencher os campos como se segue: Apelido: o usuário deverá informar um nome que ajude a identificar o Relatório Agendado. 2 Data de Início: o usuário deverá informar a data para início da geração do Relatório. 3 o usuário deverá informar o(s) (s) das pessoas que receberão o Relatório Agendado e clicar em Adicionar. Para excluir , selecionar e clicar em Remover. 4 Ativo: para suspender a geração do Relatório Agendado, desmarcar a opção Ativo 3 Agendando Relatórios O Agendamento permite que o usuário indique se o relatório agendado será: Uma única Vez, Diariamente, Semanalmente ou Mensalmente. 4

35 Page 35 Visualizar Relatórios Agendados Para acessar os relatórios agendados basta clicar em Relatórios no Menu Superior e depois selecionar a opção Agendados, no Menu Lateral. Será apresentada a lista de Relatórios Agendados pelo usuário logado. Clicando duas vezes sobre o relatório desejado ou em Relatórios Prontos, é possível verificar os relatórios gerados. Visualização de Relatórios Agendados 5 Relatórios Agendados Menu Lateral Visualização de Relatórios Prontos Visualização dos Parâmetros do Relatório permite alteração Visualização dos Parâmetros do Agendamento permite alteração 6

36 Page 36 Relatórios Agendados Visualizar Identifica os acessos aos Relatórios Prontos Visualiza o Relatório Pronto 7 Como chegam os relatórios agendados? Os Relatórios Agendados, além de ficarem disponíveis no sistema(por sete dias) em relatórios prontos, como vimos anteriormente, t são encaminhados via ao(s) usuário(s) indicado(s) por quem os agendou. Vejamos exemplo de encaminhado pelo Módulo de Agendamento de Relatórios do SICAU. 8

37 Page 37 Demonstrar no sistema. Aplicar o exercício Módulo Iniciante Gestor Local Exercício nº GERÊNCIA EXECUTIVA DOS SISTEMAS COMPUTACIONAIS DA ADVOCACIA DA UNIÃO 10

38 Page 38 SICAU Sistema Integrado de Controle das Ações da União Funcionalidades do Menu Superior Tabela de Assunto 1 Para imprimir a tabela de Assuntos, utilize a opção Tabelas no menu Superior. Será apresentada a tela Administração de Tabelas, clique duas vezes sobre a tabela de Temas. 2

39 Page 39 Para imprimir a tabela de Assuntos, clique na opção Imprimir no Menu Lateral. 3 Será apresentada a tela abaixo, escolha a ordenação e o Layout. Após clique no botão Visualizar Impressão. 4

40 Page 40 Para imprimir a tabela de Assunto 5 Demonstrar no sistema. Aplicar o exercício Módulo Iniciante Gestor Local Exercício nº 11. 6

41 Page 41 GERÊNCIA EXECUTIVA DOS SISTEMAS COMPUTACIONAIS DA ADVOCACIA DA UNIÃO 7

42 Page 42 SICAU Sistema Integrado de Controle das Ações da União Módulo Iniciante Gestor Local Atendimento ao Usuário 1 Atendimento ao Usuário Ajuda do Sistema Instalação dos Aplicativos do SICAU Erros do Sistema Hierarquia para Atendimento ao Usuário 2

43 Page 43 Barra de Ferramentas Superior Ajuda do Sistema 3 Instalação dos Aplicativos SICAU Clique em Downloads no Menu Lateral, será exibida a tela abaixo, clique na opção Utilitários. 4

44 Page 44 Na tela de Utilitários, selecione o aplicativo desejado, baixe e faça a instalação. 5 Dicas para Instalação dos Aplicativos SICAU Você precisará instalar todos os aplicativos disponíveis e suas atualizações, se houver, para que o SICAU funcione em todos os módulos. Caso o sistema exija senha de Administrador, você precisará do representante de informática que tenha esta responsabilidade. 6

45 Page 45 Hierarquia para Atendimento ao Usuário O Gestor Local na unidade d é o responsável por orientar os usuários ái quanto à utilização do SICAU e seus subsistemas. O Gestor Regional e o Gestor Nacional são os responsáveis pela divulgação, aos Gestores Locais, das informações e orientações expedidas pela GESICAU. A Gerência Executiva presta orientação técnica, atende às consultas formuladas pelos usuários e recebe informações sobre problemas e dificuldades na utilização do sistema, encaminhadas pelos Gestores Regionais ou pelos Gestores Nacionais. 7 Atendimento ao Usuário Demandas, Sugestões e Erros do Sistema Para encaminhar consultas ou informações à Gerência Executiva, o Gestor Regional ou o Gestor Nacional deve consolidar as informações recebidas dos Gestores Locais de suas unidades vinculadas. Antes de encaminhar uma mensagem de erro, o Gestor Regional ou o Gestor Nacional deve simular a situação para ver se o erro se reproduz. 8

46 Page 46 Atendimento ao Usuário - Informar Erros Para encaminhar uma mensagem de erro, o Gestor Regional ou o Gestor Nacional deve: explicar de forma detalhada a operação que estava sendo realizada quando ocorreu o erro; e copiar a tela de erro apresentada utilizando a tecla Print Screen. 9 Atendimento ao Usuário - Informar Erros Ao printar uma tela do sistema, crie um documento no formato Word para anexar ao . (Colada diretamente no outlook afiguradeixaamensagemmuito pesada e difícil de ser aberta). 10

47 Page 47 Atendimento ao Usuário - Rotina Sistema apresenta Tela de Erro: solicite que o usuário efetue um Print Screen da tela apresentada, cole em documento do Word ou Openoffice elhe envie por ; analise o erro apresentado, tente reproduzir a mesma operação e oriente o usuário sobre a correta maneira de proceder; caso o erro seja reproduzido em sua estação de trabalho, verifique se há problema na rede local (tente acessar outras páginas on-line); e caso o erro persista, envie o para o Gestor Regional, relatando as verificações já realizadas e descrevendo o objetivo do usuário com a operação. 11 Padronização, Divulgação e Orientação Suporte operacional, após OS 001 Gestor Corporativo Gestor Nacional Gestor Regional Gestor Local Gestor Setorial Usuário Sugestões, solicitações e Dúvidas 12

48 Page 48 Demonstrar no sistema. Aplicar os exercícios Módulo Iniciante Gestor Local Exercício nº 12 a GERÊNCIA EXECUTIVA DOS SISTEMAS COMPUTACIONAIS DA ADVOCACIA DA UNIÃO 14

49 Page 49 SICAU Sistema Integrado de Controle das Ações da União Módulo Iniciante Gestor Local Atalhos da Tela Principal 1 Atalhos da Tela Principal Tarefas sob a responsabilidade do usuário Clique para acessar a Tela Principal Cinco últimos processos acessados Trâmites a receber para o setor do usuário 2

50 Page 50 Atalhos da Tela Principal Tarefas Pendentes As Tarefas Pendentes poderão ser tratadas através das opções no Menu. Deve-se selecionar a tarefa e escolher a opção desejada. Detalharemos cada opção. 3 Atalhos da Tela Principal Alterar Processo Clicando no atalho Alterar Processo, será apresentada tela, onde estarão habilitados alguns campos para alteração. 4

51 Page 51 Atalhos da Tela Principal Alterar Processo Dados básicos que possibilitam alteração: número do processo, identificação alternativa, relevância, classe de ação, competência, localidade e juízo. Pode ser alterado o tema, subtema e objeto do pedido. O campo observação possibilita alteração. 5 Atalhos da Tela Principal Alterar Prazo Clicando no atalho Alterar Prazo, será apresentada a tela de Alterar Tarefa, onde estarão habilitados os campos concernentes ao Prazo. 6

52 Page 52 Na tela Alterar Tarefa estão disponíveis os campos: Tarefa, informações de prazo, documento e o campo observação. Após alterar, clique em Confirmar. 7 Atalhos da Tela Principal Concluir Tarefa Clicando no atalho Concluir Tarefa, será apresentada a tela de Nova Atividade. 8

53 Page 53 Na tela de inclusão de Nova Atividade, selecione a atividade ou pesquise no link Procurar Atividade, informe os dados do ajuizamento. Pode-se, também, anexar eletronicamente o arquivo. Após clique em confirmar. 9 Atalhos da Tela Principal Redistribuir Clicando no atalho Redistribuir, será apresentada a tela de Incluir Distribuição. 10

54 Page 54 Na tela de Incluir Distribuição, selecione a Unidade Responsável, Setor e o novo Responsável pela tarefa. Após clique em confirmar. 11 Atalhos da Tela Principal Visualizar Extrato Clicando no atalho Visualizar Extrato será apresentada a tela de Extrato do Processo. 12

55 Page 55 Para imprimir o extrato 13 Atalhos da Tela Principal Exibir Todas Clicando no atalho Exibir Todas será apresentada a tela de Tarefas Pendentes. 14

56 Page 56 Será exibida a tela com as tarefas pendentes para o usuário, que poderá realizar operações em lote, com no máximo 25 tarefas, tais como: Alterar Prazo, Concluir Tarefa, Redistribuir e Visualizar Extrato. Nesta tela será possível utilizar filtros para localizar as tarefas semelhantes e utilizar as operações em lote. 15 Nesta tela de Exibir Todas as tarefas pendentes, é possível com a utilização de filtros, verificar as tarefas pendentes de outro usuário, por exemplo um advogado ou procurador e realizar as operações em lote. 16

57 Page 57 Atalhos da Tela Principal A Redistribuir Clicando no atalho A Redistribuir serão apresentadas, somente aos usuários lotado na Secretaria Judiciária, as tarefas abertas por outras unidades, sendo possível alterar prazo, redistribuir e visualizar extratos dessas tarefas. 17 GERÊNCIA EXECUTIVA DOS SISTEMAS COMPUTACIONAIS DA ADVOCACIA DA UNIÃO 18

58 Page 58 SICAU Sistema Integrado de Controle das Ações da União Funcionalidades do Menu Superior Defesa Mínima 1 Funcionalidades do Menu Superior Defesa Mínima A funcionalidade Defesa Mínima tem por objetivo possibilitar a divulgação e a consulta, no ambiente do SICAU, de subsídios e minutas de peças às unidades da AGU. Para ter acesso à funcionalidade basta clicar no Menu Superior - Defesa Mínima. 2

59 Page 59 Funcionalidades do Menu Superior Defesa Mínima A funcionalidade Defesa Mínima visa à inserção e pesquisa de peças. O acesso ao banco de dados será restrito aos usuários que tiverem essa funcionalidade habilitada no seu perfil. Somente os Gestores Corporativos poderão habilitar essa funcionalidade no perfil dos usuários. Os Procuradores-Chefes das unidades devem ter o acesso para que possam incluir minutas de peças locais. 3 Funcionalidades do Menu Superior Defesa Mínima Para inserir os subsídios, após clicar no ícone Defesa Mínima no Menu Superior, clique no botão Novo, encontrado na barra de ferramentas principal. 4

60 Page 60 Funcionalidades do Menu Superior Defesa Mínima Para inseriri ossubsídios, bídi basta selecionar Assunto ( Tema e Objeto do Pedido) e Atividade, clicando, em seguida em Arquivo Procurar. Localize a peça na sua pasta e clique no botão Confirmar. 5 Funcionalidades do Menu Superior Defesa Mínima Para Pesquisar os subsídios inseridos na Defesa Mínima, basta clicar no ícone do Menu Superior Defesa Mínima e após clicar no ícone Pesquisar no Menu Lateral. 6

61 Page 61 Funcionalidades do Menu Superior Defesa Mínima Será apresentada a tela de Consulta de Defesa Mínima, selecione o Assunto (Tema e Objeto do Pedido) e a Atividade desejada. Após clique no botão Confirmar. Clicando no botão Confirmar sem escolha de Assunto, serão exibidos todos os subsídios cadastrados. 7 Funcionalidades do Menu Superior Defesa Mínima É possível, também, efetuar a pesquisa em outras unidades, basta selecionar a opção Pesquisar Peças de Outras Unidades/ Órgãos da Administração Indireta. 8

62 Page 62 Demonstrar no sistema. Aplicar os exercícios Módulo Iniciantes Apoio Administrativo Exercício 15º. 9 GERÊNCIA EXECUTIVA DOS SISTEMAS COMPUTACIONAIS DA ADVOCACIA DA UNIÃO 10

63 Page 63 SICAU Sistema Integrado de Controle das Ações da União Funcionalidades do Menu Lateral - Ausência 1 Funcionalidades do Menu Lateral Ausência A funcionalidade Ausência serve para impedir a distribuição de tarefas em períodos determinados, tais como: férias, participação em cursos e congressos, licença saúde... Podemos acessá-la através do Menu Lateral da Tela Principal. Para declarar uma ausência basta clicar no botão Novo, localizado na Barra de Ferramentas Principal. 2

64 Page 64 Será possível Declarar minha Ausência ou Declarar Ausência de um usuário da minha Unidade. Para declarar a própria ausência inserir a Data Inicial e a Data Final, descrevendo o Motivo no campo específico. Após clicar em Confirmar. CPF 3 Para Declarar Ausência de um usuário da minha Unidade deve-se selecionar um usuário da lista, definindo a Data Inicial e a Data Final, descrevendo o Motivo no campo específico. Após clicar em Confirmar. 4

65 Page 65 Demonstrar no sistema. Aplicar os exercícios Módulo Iniciantes Apoio Administrativo Exercício 16º. 5 GERÊNCIA EXECUTIVA DOS SISTEMAS COMPUTACIONAIS DA ADVOCACIA DA UNIÃO 6

66 Page 66

67 Page 67

68 Page 68

69 Page 69 PORTARIA Nº 315, DE 11 DE JUNHO DE Estabelece normas para o registro de atos no Sistema Integrado de Controle de ações da União SICAU, e dá outras providências. O ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos I e XVIII do art. 4º da Lei Complementar nº 73, de 10 de fevereiro de 1993, e Considerando a necessidade de obter informações quanto à atuação jurídica da Procuradoria- Geral da União, da Secretaria-Geral de Contencioso, das Procuradorias Regionais da União, das Procuradorias da União e das Procuradorias Seccionais da União; Considerando que o Sistema Integrado de Controle de Ações da União SICAU é o sistema de informática no qual deve ser efetuado o registro e o controle das ações judiciais em que a União, suas autarquias e fundações são partes; Considerando as medidas adotadas pela Gerência Executiva do SICAU e pela Secretaria-Geral da Advocacia-Geral da União para o aprimoramento das condições operacionais de utilização do SICAU; e Considerando a necessidade de estabelecer normas para o registro de atos no Sistema Integrado de Controle de Ações da União - SICAU, resolve: Art. 1º A Procuradoria-Geral da União, a Secretaria-Geral de Contencioso, as Procuradorias Regionais da União, as Procuradorias da União e as Procuradorias Seccionais da União devem registrar, diariamente, no SICAU, os mandados de citação, de intimação e demais atos do Poder Judiciário destinados à União ou às autarquias, fundações e autoridades que estejam sendo representadas judicialmente pela Advocacia-Geral da União. Art. 2º O registro dos atos referidos no art. 1 deve ser realizado antes da tramitação do ato judicial para o Advogado da União, Procurador Federal ou outro profissional da área jurídica responsável pela análise do ato e elaboração da peça judicial ou extrajudicial decorrente. 1º O registro deve especificar o prazo assinalado no ato judicial, bem como a identificação do profissional da área jurídica ao qual o ato será encaminhado. 2 O registro no SICAU poderá ocorrer após a tramitação a que se refere o caput, em casos de prazos judiciais exíguos e na eventualidade de inoperância do sistema. 3 A inserção dos dados requeridos pelo sistema cabe aos servidores administrativos responsáveis pela alimentação do SICAU.

70 Page 70 Art. 3º As peças judiciais produzidas no âmbito da Advocacia-Geral devem ser registradas no SICAU no prazo máximo de dois dias úteis após a data de protocolo no Poder Judiciário, e as extrajudiciais, em até quatro dias úteis após a sua elaboração. Art. 4º O Procurador-Geral da União, o Secretário-Geral de Contencioso, os Procuradores Regionais da União, os Procuradores-Chefes das Procuradorias da União e das Procuradorias Seccionais da União adotarão, em suas respectivas áreas de atuação, as medidas necessárias para garantir a consistência dos dados registrados no SICAU, especialmente quanto à relevância das ações judiciais, consoante a Portaria n 87, de 2003, da Advocacia-Geral da União. Parágrafo único. Os Advogados da União, Procuradores Federais e demais profissionais da área jurídica em exercício nos órgãos referidos no art. 1 encaminharão ao setor responsável pelo SICAU, em sua unidade de exercício, as informações necessárias à alimentação do sistema, cumprindo-lhes zelar pela consistência e fidedignidade dos dados referentes às peças jurídicas que produzirem. Art. 5º As unidades que apresentem problemas que dificultem ou impossibilitem o cumprimento do disposto nesta Portaria comunicarão o fato à Procuradoria-Geral da União, por meio do formulário em anexo a esta Portaria. Parágrafo único. A Procuradoria-Geral da União encaminhará à Secretaria-Geral da Advocacia-Geral da União e à Gerência Executiva do SICAU cópia das comunicações que lhe forem enviadas, no prazo de até quatro dias úteis após o seu recebimento. Art. 6 A Corregedoria-Geral da Advocacia da União verificará o cumprimento desta Portaria, ao efetuar correições nos órgãos referidos no art. 1. Art. 7 A Gerência Executiva do SICAU expedirá orientação padronizando as rotinas de alimentação do sistema, especialmente quanto ao disposto nos arts. 3 e 4 desta Portaria. Art. 8º Esta Portaria entra em vigor trinta dias após a sua publicação. ALVARO AUGUSTO RIBEIRO COSTA 45mai-pt

71 Page 71 ANEXO Unidade: Assinale os problemas que impedem ou dificultam o registro diário de dados no SICAU: ( ) Grande volume de mandados judiciais recebidos diariamente Responda às perguntas abaixo, referentes aos problemas assinalados na coluna ao lado: Qual o volume de mandados judiciais recebidos diariamente? ( ) entre 1 e 150 ( ) de 151 a 300 ( ) de 301 a 450 ( ) de 451 a 600 ( ) acima de 601 ( ) Falta de servidores administrativos Quantos servidores administrativos trabalham com o SICAU? ( )Nenhum ( )1 ( )2 ( )3 ( )4 ( )5 ( ) Entre 5 e 10 ( ) mais de 10 Quantos servidores são necessários para atingir o quantitativo ideal para trabalhar com o SICAU? ( )1 ( )2 ( )3 ( )4 ( )5 ( )Entre 5 e 10 ( ) Falta de treinamento dos usuários Qual o percentual de servidores administrativos treinados? ( ) Menos de 30% ( ) Entre 30 e 50% ( ) Entre 50 e 80% ( ) Mais de 80% ( ) Falta de equipamentos na configuração mínima exigida pelo SICAU (CPU de no mínimo 500Mhz, Memória de 128MB e Windows 2000 ou XP). Foi recomendado o remanejamento interno de computadores? ( ) Sim ( ) Não Foi efetuado o remanejamento sugerido? ( ) Sim ( ) Não Quantos computadores são necessários para atingir o quantitativo ideal para utilização no SICAU? ( )1 ( )2 ( )3 ( )4 ( )5 ( )Entre 5 e 10 ( ) Problemas na rede, o que torna lento o SICAU Quando o SICAU está lento, o que mais está? ( ) acessos à Internet ( ) sistemas da Intranet ( ) correio eletrônico ( ) nenhum outro aplicativo OUTRAS RAZÕES QUE IMPEDEM OU DIFICULTAM O REGISTRO DE PEÇAS NO SICAU (Usar folha separada, caso o espaço seja insuficiente) Diante dos problemas enfrentados, qual é o percentual de mandados judiciais registrados diariamente no SICAU? ( ) Menos de 30% ( ) Entre 30 e 50% ( ) Entre 50 e 80% ( ) Mais de 80%, de de 2004 Assinatura e carimbo do titular da unidade

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO Í n d i c e Programação 03 Cenário e SICAU 06 Atalhos da Tela Principal 16 Menu Superior Processos e Relatórios 25 Menu Superior Defesa Mínima 34 Menu Lateral - Ausência 39 Portaria

Leia mais

Funções Institucionais

Funções Institucionais Advocacia-Geral da União Secretaria-Geral Coordenação-Geral de Documentação e Informação Subcomissão SIGA/AGU Comissão Permanente de Avaliação de Documentos - CAD Brasília Junho/2010 Funções Institucionais

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 3681 - ANTAQ, DE 6 DE OUTUBRO DE 2014.

RESOLUÇÃO Nº 3681 - ANTAQ, DE 6 DE OUTUBRO DE 2014. RESOLUÇÃO Nº 3681 - ANTAQ, DE 6 DE OUTUBRO DE 2014. APROVA A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL E OS PROCEDIMENTOS DE ASSESSORAMENTO E CONSULTORIA JURÍDICA DA PROCURADORIA FEDERAL JUNTO À AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES

Leia mais

MANUAL SISTEMA AJG/CJF

MANUAL SISTEMA AJG/CJF MANUAL DO SISTEMA AJG/CJF ÍNDICE 1. SEJA BEM VINDO AO AJG... 3 1.1 Seja Bem-Vindo!... 3 2. SOBRE A AJUDA... 4 2.1 Como navegar no ajuda on-line... 4 3. SOBRE O SISTEMA... 5 3.1 Sobre o sistema... 5 3.2

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado de Roraima. AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado de Roraima. AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos 1 SUMÁRIO 1. Definições 3 1.1 Apresentação 3 1.2 Disposição do Sistema 3 2. Acessando o Sistema 4 2.1 Procedimento para regularizar o primeiro acesso 4 2.2 Procedimento

Leia mais

O QUE É DOCUMENTO PARA O SIGA

O QUE É DOCUMENTO PARA O SIGA APRESENTAÇÃO O SIGA - Sistema Integrado de Gestão Administrativa é o sistema oficial de gestão documental do Poder Judiciário baiano que permite a criação, transferência, assinatura e demais atos de tramitação

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO DEPARTAMENTO DE SUPORTE E INFORMAÇÃO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO DEPARTAMENTO DE SUPORTE E INFORMAÇÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO DEPARTAMENTO DE SUPORTE E INFORMAÇÃO SUMARIO: 1. Histórico do Sistema... 3 2. Perfis dos Usuários... 4 3. Solicitação de Acesso... 5 4. Acessando o Sistema...

Leia mais

Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE FREQUÊNCIA

Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE FREQUÊNCIA Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE FREQUÊNCIA MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE 1.0 OBJETIVO:...3 2.0 ACESSO AO SISTEMA:...3 3.0 BOLETIM DE FREQÜÊNCIA:...4

Leia mais

Malote Digital. Manual do usuário

Malote Digital. Manual do usuário Malote Digital Manual do usuário Brasília, Novembro de 2014 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 03/10/2011 1.4.1 Elaboração do Documento Rodrigo Antunes 01/07/2013 1.8.0.0 Atualização do Documento

Leia mais

DECRETO JUDICIÁRIO Nº 135/2009

DECRETO JUDICIÁRIO Nº 135/2009 DECRETO JUDICIÁRIO Nº 135/2009 Dispõe sobre o registro e controle da freqüência dos servidores do Poder Judiciário. PUBLICADO NO DIÁRIO DO PODER JUDICIÁRIO NO DIA 24 DE AGOSTO DE 2009. A PRESIDENTE DO

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DE VITÓRIA FDV

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DE VITÓRIA FDV REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DE VITÓRIA FDV REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA TÍTULO I Dos Princípios gerais Art. 1. Este regimento Interno disciplina

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

CARTILHA. Principais mudanças contidas na versão 1.7.1.0

CARTILHA. Principais mudanças contidas na versão 1.7.1.0 CARTILHA PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO Principais mudanças contidas na versão 1.7.1.0 Belo Horizonte 2015 Corregedoria-Geral de Justiça SUMÁRIO 1. Introdução 2. Perfil de Advogado 3. Módulo de Procuradoria

Leia mais

NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA. Controle Judicial. Manual de Instruções. Versão 8.32

NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA. Controle Judicial. Manual de Instruções. Versão 8.32 NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA Controle Judicial Manual de Instruções Versão 8.32 1 Sumário 1 CONTROLE DE COBRANÇA JUDICIAL... 4 1.1 ARQUIVO... 4 1.1.1 Processos...4 1.1.1.1 Réus Principais do Processo...13

Leia mais

Visão Empresa de Contabilidade. Versão 8.1A-13

Visão Empresa de Contabilidade. Versão 8.1A-13 Visão Empresa de Contabilidade Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

Manual do Usuário. Malote Digital MANUAL DO USUÁRIO. Malote Digital

Manual do Usuário. Malote Digital MANUAL DO USUÁRIO. Malote Digital MANUAL DO USUÁRIO Malote Digital HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 03/10/2011 1.4.1 Elaboração do Documento Rodrigo Antunes 01/07/2013 1.8.0.0 Atualização do Documento Eliane Vieira 07/10/2013

Leia mais

Manual do Sistema de Patrimônio P á g i n a 2. Manual do Sistema de Patrimônio. Núcleo de Informática. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Manual do Sistema de Patrimônio P á g i n a 2. Manual do Sistema de Patrimônio. Núcleo de Informática. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Divisão de Patrimônio DIPM/GRM/PRAD Manual do Sistema de Patrimônio Versão On-Line Núcleo de Informática Universidade Federal de Mato Grosso do Sul P á g i n a 2 Manual do Sistema de Patrimônio Núcleo

Leia mais

Resumo das funcionalidades

Resumo das funcionalidades Resumo das funcionalidades Menu MENU Dados Cadastrais Atualizar Cadastro Troca Senha Grupo Usuários Incluir Atualizar Funcionários Incluir Atualizar Atualizar Uso Diário Importar Instruções Processar Status

Leia mais

Manual do Usuário Instituição

Manual do Usuário Instituição 1 Manual do Usuário Instituição Área Restrita Site de Certificação Controle: D.04.36.00 Data da Elaboração: 13/08/2014 Data da Revisão: - Elaborado por: TIVIT / Certificação ANBIMA Aprovado por: Gerência

Leia mais

Introdução Funcionalidades por perfil Advogado e Jus Postulandi Adicionar defensoria representante de uma parte Adicionar procuradoria representante

Introdução Funcionalidades por perfil Advogado e Jus Postulandi Adicionar defensoria representante de uma parte Adicionar procuradoria representante 1 Introdução Funcionalidades por perfil Advogado e Jus Postulandi Adicionar defensoria representante de uma parte Adicionar procuradoria representante de uma parte Detalhes do processo Representante processual

Leia mais

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.0A-01 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

MANUAL DE INTERPOSIÇÃO DE AÇÃO NOS JEFs E TURMAS RECURSAIS DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE SÃO PAULO

MANUAL DE INTERPOSIÇÃO DE AÇÃO NOS JEFs E TURMAS RECURSAIS DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE SÃO PAULO 1 MANUAL DE INTERPOSIÇÃO DE AÇÃO NOS JEFs E TURMAS RECURSAIS DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE SÃO PAULO Srs. Advogados, O sistema de peticionamento online foi instituído com o fito de agilizar a análise das iniciais

Leia mais

SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição Configurando a Conexão com o Banco de Dados

SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição Configurando a Conexão com o Banco de Dados SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição 1 Configurando a Conexão com o Banco de Dados 2 Primeiro Acesso ao Sistema Manutenção de Usuários 3 Parametrizando o Sistema Configura

Leia mais

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 14 DE 15 DE DEZEMBRO DE 2003

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 14 DE 15 DE DEZEMBRO DE 2003 PROVIMENTO CONJUNTO Nº 14 DE 15 DE DEZEMBRO DE 2003 Dispõe sobre a auto-intimação eletrônica de advogados no âmbito dos Juizados Especiais Federais na 2 a Região. O CORREGEDOR-GERAL DA JUSTIÇA FEDERAL

Leia mais

Definir as atribuições e os procedimentos para a manutenção da segurança do Complexo SIAFI, detalhados em anexo.

Definir as atribuições e os procedimentos para a manutenção da segurança do Complexo SIAFI, detalhados em anexo. NORMA DE EXECUÇÃO Nº 01 DE 08 DE JANEIRO DE 2015 A COORDENADORA-GERAL DE SISTEMAS E TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelo Regimento Interno da Secretaria do Tesouro

Leia mais

MANUAL DE USO SERASAJUD

MANUAL DE USO SERASAJUD MANUAL DE USO SERASAJUD JULHO DE 2015 Controle de Revisão Data da Revisão Versão Documento Versão DF-e Manager Executor Assunto Revisado 08/10/2013 1.0 Rodrigo Vieira Ambar/Gigiane Martins Criação 18/03/2104

Leia mais

ATO CONJUNTO PGJ-CGMP N. 02/2014

ATO CONJUNTO PGJ-CGMP N. 02/2014 ATO CONJUNTO PGJ-CGMP N. 02/2014 Dispõe sobre a regulamentação e a metodologia da inteligência de sinais a ser utilizada no âmbito do Ministério Público do Estado de Goiás. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ PROJUDI REFORMULAÇÃO DE CUMPRIMENTOS - MANDADOS

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ PROJUDI REFORMULAÇÃO DE CUMPRIMENTOS - MANDADOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ PROJUDI REFORMULAÇÃO DE CUMPRIMENTOS - MANDADOS 2 SUMÁRIO SEÇÃO 1 - FLUXO DAS VARAS QUE NÃO POSSUEM CENTRAL DE MANDADOS... 03 1. CUMPRIMENTOS (PERFIS DE ANALISTA E TÉCNICO

Leia mais

Expresso Livre Correio Eletrônico

Expresso Livre Correio Eletrônico Expresso Livre Correio Eletrônico 1. EXPRESSO LIVRE Para fazer uso desta ferramenta de correio eletrônico acesse seu Navegador de Internet e digite o endereço eletrônico expresso.am.gov.br. Figura 1 A

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Edição nº 141/2015 Brasília - DF, segunda-feira, 10 de agosto de 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015

Edição nº 141/2015 Brasília - DF, segunda-feira, 10 de agosto de 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 Regulamenta a Portaria-SEI 1 de 4 de agosto de 2015, que instituiu o Sistema Eletrônico de Informações - SEI no âmbito do Conselho Nacional de Justiça. O

Leia mais

SECTEC / COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO

SECTEC / COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO Macaé, Outubro de 2010 SECTEC / COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO Página 1 de 38 Controle de Revisões Data Comentário Responsável 01/10/2010 Revisão e correção de texto Marcos Lemos 01/10/2010 Correção

Leia mais

Procedimentos referentes ao Gerenciamento do Sistema CGU-PAD a serem adotados no âmbito da Corregedoria-Geral da União

Procedimentos referentes ao Gerenciamento do Sistema CGU-PAD a serem adotados no âmbito da Corregedoria-Geral da União ANEXO I DA PORTARIA Nº 293, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2008 (Alterado pela Portaria 147 de 31/01/2011). Procedimentos referentes ao Gerenciamento do Sistema CGU-PAD a serem adotados no âmbito da Corregedoria-Geral

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE IX Envio das Informações e documentos para o TCE VERSÃO 2015 Novembro

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 Atendente... 3 1. Abrindo uma nova Solicitação... 3 1. Consultando Solicitações... 5 2. Fazendo uma Consulta Avançada... 6 3. Alterando dados da

Leia mais

RESOLUÇÃO AGE Nº 335, DE 23 DE JULHO DE 2013. (Texto Consolidado)

RESOLUÇÃO AGE Nº 335, DE 23 DE JULHO DE 2013. (Texto Consolidado) RESOLUÇÃO AGE Nº 335, DE 23 DE JULHO DE 2013. (Texto Consolidado) Dispõe sobre o Sistema de Controle de Processos Judiciais e Expedientes Administrativos Tribunus. O ADVOGADO-GERAL DO ESTADO, no uso de

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS EXTRAJUDICIAL SIG-EX

SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS EXTRAJUDICIAL SIG-EX SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS EXTRAJUDICIAL SIG-EX Atualizado em 27.05.2011 MANUAL DO USUÁRIO 1. Apresentação 1.1. Acessando o Sistema 1.2. Tela Principal 2. Página Principal SUMÁRIO 3. Módulo Corregedoria

Leia mais

1ª ETAPA IMPRIMIR LAUDO

1ª ETAPA IMPRIMIR LAUDO PROCEDIMENTOS PARA IMPRESSÃO DOS LAUDOS DE AVALIAÇÃO SÓCIO-ECONÔMICA COM FOTOS EM PDF PARA USO NO SISTEMA DO PROCESSO ELETRÔNICO. Inicialmente digite seu laudo de avaliação conforme modelo padronizado

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo SISRH

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo SISRH Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo SISRH Sistema de Gestão de Pessoas Versão 2.0a Manual de Operação

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Universidade Federal Fluminense

Universidade Federal Fluminense Universidade Federal Fluminense SISTEMA DE CONTROLE DE PROCESSOS SCP MANUAL DO USUÁRIO Novembro 2007 Sumário 1. INTRODUÇÃO...3 2. REQUISITOS NECESSÁRIOS...3 3. INFORMAÇÕES SOBRE SENHAS...3 4. ACESSO AO

Leia mais

SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços

SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MANUAL DO USUÁRIO SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 2/24 ÍNDICE Instruções

Leia mais

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet.

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. Prezado Cliente, A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. No Padrão 9 você encontrará novas funcionalidades, além de alterações

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 6ª REGIÃO. Manual do Usuário

PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 6ª REGIÃO. Manual do Usuário PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 6ª REGIÃO Manual do Usuário SCGB Sistema de Controle de Guias Bancárias Responsável: Henrique de Barros Saraiva Leão Conteúdo

Leia mais

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral Índice 03 Capítulo 1: Visão Geral 04 Capítulo 2: Conta de Usuário 04 Criação 08 Edição 09 Grupo de Usuários 10 Informações da Conta 12 Capítulo 3: Download do Backup Online Embratel 16 Capítulo 4: Cópia

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 Norte Lote 7 Bloco B CEP 70760 542 Brasília DF www.cnj.jus.br INSTRUÇÃO NORMATIVA

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 Norte Lote 7 Bloco B CEP 70760 542 Brasília DF www.cnj.jus.br INSTRUÇÃO NORMATIVA CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 Norte Lote 7 Bloco B CEP 70760 542 Brasília DF www.cnj.jus.br INSTRUÇÃO NORMATIVA INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 Regulamenta a Portaria SEI

Leia mais

Passo a passo SISCORT R 2015

Passo a passo SISCORT R 2015 Passo a passo SISCORT 2015 SUMÁRIO (PASSO A PASSO SISCORT) Passo 1 Acessando o Sistema ------------------------- slide 1 Passo 2 -Identificação do Usuário ---------------------slide 16 Passo 3 Atualizar

Leia mais

Sistema Nacional de Bens Apreendidos. Manual do Usuário Versão 1.0

Sistema Nacional de Bens Apreendidos. Manual do Usuário Versão 1.0 Sistema Nacional de Bens Apreendidos Manual do Usuário Versão 1.0 Brasília, 2009 ÍNDICE I. SOBRE O SISTEMA NACIONAL DE BENS APREENDIDOS... 3 1.1- SNBA Versão 1.0... 3 1.2- Habilitação e Perfis de Acesso...

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES 1.3

Leia mais

SGD - Sistema de Gestão de Documentos

SGD - Sistema de Gestão de Documentos Agosto/2012 SGD - Sistema de Gestão de Documentos Manual do Módulo Documentos Características Orientações de utilização do Módulo Documentos. Apresentação das funcionalidades. Telas explicativas e passo

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MATO GROSSO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MATO GROSSO MANUAL DO SERVIDOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MATO GROSSO Janeiro 2012 Sumário Bem vindo ao PJE... 6 Elaboração do projeto... 6 Acesso ao Sistema... 7 Tipo de Certificado... 7 Navegador padrão para acessar

Leia mais

Manual do Sistema de RMO P á g i n a 2. Manual do Sistema de RMO. Registro Mensal de Ocorrências (GRH) Núcleo de Informática

Manual do Sistema de RMO P á g i n a 2. Manual do Sistema de RMO. Registro Mensal de Ocorrências (GRH) Núcleo de Informática Gerência de Recursos Humanos GRH/PRAD/UFMS Manual do Sistema de RMO Versão On-Line Núcleo de Informática Universidade Federal de Mato Grosso do Sul P á g i n a 2 Manual do Sistema de RMO Registro Mensal

Leia mais

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MANUAL

Leia mais

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO MANUAL VTWEB CLIENT URBANO A marca do melhor atendimento. Conteúdo... 2 1. Descrição... 3 2. Cadastro no sistema... 3 2.1. Pessoa Jurídica... 3 2.2. Pessoa Física... 5 2.3. Concluir o cadastro... 6 3.

Leia mais

Manual usuario sipon. Índice. Introdução. Características do Sistema. De Wiki Intranet. 1 Introdução 1.1 Características do Sistema

Manual usuario sipon. Índice. Introdução. Características do Sistema. De Wiki Intranet. 1 Introdução 1.1 Características do Sistema Manual usuario sipon De Wiki Intranet Índice 1 Introdução 1.1 Características do Sistema 1.2 Regras Gerais (Tipos de Jornada, Prazos, Tolerância, Justificativas, Limites do Banco de Horas etc) 1.2.1 Tipos

Leia mais

SEC. 02 OFÍCIOS E TEXTOS

SEC. 02 OFÍCIOS E TEXTOS 1 de 23 OFÍCIOS E TEXTOS MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO OFÍCIOS E TEXTOS OFÍCIOS E TEXTOS 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 4.1 DEFINIÇÃO

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES

Leia mais

Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários

Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários Secretaria De Estado de Fazenda Superintendência de Gestão da Informação Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários DECLARAÇÃO DE COMPRA

Leia mais

SIPAC- SISTEMA INTEGRADO DE PATRIMÔNIO, ADMINISTRAÇÃO E CONTRATOS MÓDULO DE PROTOCOLO MANUAL DE OPERAÇÃO Versão 1.0 Dezembro/2012

SIPAC- SISTEMA INTEGRADO DE PATRIMÔNIO, ADMINISTRAÇÃO E CONTRATOS MÓDULO DE PROTOCOLO MANUAL DE OPERAÇÃO Versão 1.0 Dezembro/2012 SIPAC- SISTEMA INTEGRADO DE PATRIMÔNIO, ADMINISTRAÇÃO E CONTRATOS MÓDULO DE PROTOCOLO MANUAL DE OPERAÇÃO Versão 1.0 Dezembro/2012 Caro Gestor, Este manual de operação tem por objetivo instruí-lo sobre

Leia mais

Manual da Petição Eletrônica Intercorrente

Manual da Petição Eletrônica Intercorrente TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DGTEC Diretoria Geral de Tecnologia da Informação DEATE Departamento de Suporte e Atendimento Manual da Petição Eletrônica Intercorrente TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Leia mais

SISTEMA PATRIMÔNIO WEB

SISTEMA PATRIMÔNIO WEB UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Subcomissão de Patrimônio - GEFIM REITORIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO COMPATRIM/GEFIM SISTEMA PATRIMÔNIO WEB Manual do usuário v.1.1 Sumário Introdução... 4 Fluxo das Principais

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS AVULSOS - SISDOC. Manual do Sistema v3.1

SISTEMA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS AVULSOS - SISDOC. Manual do Sistema v3.1 SISTEMA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS AVULSOS - SISDOC Manual do Sistema v3.1 JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO SISTEMA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS AVULSOS 1- Introdução O Sistema

Leia mais

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. 04 2 ACESSO. 05 3 ABERTURA DE PROTOCOLO. 06 4 CONSULTA DE PROTOCOLO. 08 5 PROTOCOLO PENDENTE. 10 6 CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO.

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. 04 2 ACESSO. 05 3 ABERTURA DE PROTOCOLO. 06 4 CONSULTA DE PROTOCOLO. 08 5 PROTOCOLO PENDENTE. 10 6 CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO. ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 04 2 ACESSO... 05 3 ABERTURA DE PROTOCOLO... 06 4 CONSULTA DE PROTOCOLO... 08 5 PROTOCOLO PENDENTE... 10 6 CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO... 11 7 ANDAMENTO DE PROTOCOLO... 12 8 RELATÓRIOS,

Leia mais

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO 2.1. COMPARTILHANDO O DIRETÓRIO DO APLICATIVO 3. INTERFACE DO APLICATIVO 3.1. ÁREA DO MENU 3.1.2. APLICANDO A CHAVE DE LICENÇA AO APLICATIVO 3.1.3 EFETUANDO

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DO M3

MANUAL DO USUÁRIO DO M3 MANUAL DO USUÁRIO DO M3 1 CADASTROS 1.1 Clientes Abre uma tela de busca na qual o usuário poderá localizar o cadastro dos clientes da empresa. Preencha o campo de busca com o nome, ou parte do nome, e

Leia mais

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO 2 ÍNDICE 1. PRÉ REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB 04 2. PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA 04 3. INSTALANDO O SIGEP WEB 07 4. CONFIGURAÇÕES DO SISTEMA 09 COMPARTILHANDO O BANCO

Leia mais

PORTARIA PGE Nº 054/2011

PORTARIA PGE Nº 054/2011 PORTARIA PGE Nº 054/2011 Institui a comunicação interna eletrônica no âmbito da Procuradoria-Geral do Estado de Alagoas. O PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DE ALAGOAS no uso da atribuição que lhe confere o artigo

Leia mais

Manual do Almoxarifado SIGA-ADM

Manual do Almoxarifado SIGA-ADM Manual do Almoxarifado SIGA-ADM DIRETORIA DE GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO(DGTI) MARÇO/2012 Requisição de Almoxarifado Requisições O sistema retornará a tela do menu de Administração. Nela selecione

Leia mais

RENAJUD. Restrições Judiciais de Veículos Automotores. Manual do Usuário Versão 1.0

RENAJUD. Restrições Judiciais de Veículos Automotores. Manual do Usuário Versão 1.0 RENAJUD Restrições Judiciais de Veículos Automotores Manual do Usuário Versão 1.0 Sumário I. SOBRE O SISTEMA RENAJUD... 3 1 RENAJUD versão 1.0... 3 2 Usuários... 3 3 Habilitação no Sistema... 4 II. ACESSO

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

RENAJUD Restrições Judiciais de Veículos Automotores. Manual do Usuário Versão 1.0

RENAJUD Restrições Judiciais de Veículos Automotores. Manual do Usuário Versão 1.0 RENAJUD Restrições Judiciais de Veículos Automotores Manual do Usuário Versão 1.0 1 ÍNDICE I. SOBRE O SISTEMA RENAJUD... 3 1- RENAJUD versão 1.0... 3 2- Usuários... 4 3- Habilitação no Sistema... 4 II.

Leia mais

PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA CÓD. 11

PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA CÓD. 11 15 PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA CÓD. 11 QUESTÃO 41 Para se imprimir no ambiente do Microsoft Windows, é necessário que a impressora esteja cadastrada no sistema. Na configuração padrão do sistema, o

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS CORREGEDORIA-GERAL DE JUSTIÇA. Guia Rápido do PJe Para Advogados

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS CORREGEDORIA-GERAL DE JUSTIÇA. Guia Rápido do PJe Para Advogados TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS CORREGEDORIA-GERAL DE JUSTIÇA Guia Rápido do PJe Para Advogados Belo Horizonte 2015 Sumário 1. Introdução 2. Requisitos mínimos 3. Cadastramento no sistema

Leia mais

Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário

Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário SERVIÇO PÚBLICO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ ARQUIVO CENTRAL Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário Belém Pará Fevereiro 2000 Sumário Introdução... 3 Acesso ao Sistema...

Leia mais

ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS, ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA.

ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS, ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA. DECRETO 44932 2008 Data: 30/10/2008 Origem: EXECUTIVO Ementa: DISPÕE SOBRE A ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS - ESP-MG. Relevância LEGISLAÇÃO BÁSICA : Fonte: PUBLICAÇÃO

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO VERSÃO 2014 Fevereiro de 2014 SIGFIS-Sistema Integrado

Leia mais

Institui a Política de Segurança da Informação da Advocacia-Geral da União, e dá outras providências.

Institui a Política de Segurança da Informação da Advocacia-Geral da União, e dá outras providências. PORTARIA No- 192, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2010 Institui a Política de Segurança da Informação da Advocacia-Geral da União, e dá outras providências. O ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO, no uso de suas atribuições

Leia mais

e- SIC Manual do SIC

e- SIC Manual do SIC e- SIC Manual do SIC Sumário Introdução.. 3 O e-sic.. 4 Primeiro acesso.. 5 Perfis de usuário.. 6 Cadastro de usuário no e-sic.. 7 Alteração de dados de usuários.. 9 Atualização de dados do SIC.. 11 Registro

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO CONTROLE DE ACESSO. Versão do Guia: 1.1

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO CONTROLE DE ACESSO. Versão do Guia: 1.1 SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO CONTROLE DE ACESSO Versão do Guia: 1.1 Brasília, DF Fevereiro de 2011 2011 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Leia mais

MÓDULO 5 Movimentações

MÓDULO 5 Movimentações MÓDULO 5 Movimentações Bem-vindo(a) ao quinto módulo do curso. Agora que você já conhece as entradas no HÓRUS, aprenderá como são feitas as movimentações. As movimentações do HÓRUS são: Requisição ao Almoxarifado:

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.707, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2006. Institui a Política e as Diretrizes para o Desenvolvimento de Pessoal da administração

Leia mais

GUIA ORIENTAÇÕES AOS CARTÓRIOS SOBRE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GERID: MÓDULOS GID E GPA

GUIA ORIENTAÇÕES AOS CARTÓRIOS SOBRE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GERID: MÓDULOS GID E GPA GUIA ORIENTAÇÕES AOS CARTÓRIOS SOBRE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GERID: MÓDULOS GID E GPA 28/07/2015 COORDENAÇÃO-GERAL DE ADMINISTRAÇÃO DE INFORMAÇÕES DE SEGURADOS - CGAIS Divisão de Integração de Cadastros

Leia mais

Malote Digital MANUAL DO USUÁRIO. Malote Digital

Malote Digital MANUAL DO USUÁRIO. Malote Digital MANUAL DO USUÁRIO Malote Digital Malote Digital 1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 03/10/2011 1.4.1 Elaboração do Documento Rodrigo Antunes 01/07/2013 1.8.0.0 Atualização do Documento Eliane

Leia mais

www.gerenciadoreficaz.com.br

www.gerenciadoreficaz.com.br Fone: (62) 4141-8464 E-mail: regraconsultoria@hotmail.com www.gerenciadoreficaz.com.br Guia Prático do Usuário Manual de Instalação Gerenciador Eficaz 7 2 Manual do Usuário Gerenciador Eficaz 7 Instalando

Leia mais

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de

Manual Operacional do Sistema de Manual Operacional do Sistema de ATUALIZADO EM 06/11/2013 por Luiz Andrade ATUALIZADO EM 08/11/2013 por Edson Reis versão 2.0 Diretoria de Sistemas - Atividade Meio 1 Índice ÍNDICE... 2 PERFIL... 3 PERFIL

Leia mais

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO Criação de Conta de Usuário...03 Edição da Conta de Usuário...10 Download do Backup Online Embratel...10 Descrição dos Conjuntos de Cópia de Segurança...19

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

Conteúdo. Part I Tela de Abertura. Part II AZ Controle de Processos. Contents. 2 Controles de Menus. Exibir Pasta. Propriedades. Lista de Processos

Conteúdo. Part I Tela de Abertura. Part II AZ Controle de Processos. Contents. 2 Controles de Menus. Exibir Pasta. Propriedades. Lista de Processos Contents I Conteúdo 0 Part I Tela de Abertura 1 Abertura 3... 3 2 Ferramentas de... Apoio 4 Part II AZ Controle de Processos 6 1 Abrir o AZ Controle... de processos 6 2 Controles de Menus... 8 Menu Arquivo...

Leia mais

Elaborado por SIGA-EPT. Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado

Elaborado por SIGA-EPT. Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado Elaborado por SIGA-EPT Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado Versão Dezembro - 2009 Sumário 1 Introdução 5 1.1 Entrando no sistema e repassando as opções................... 5 1.2 Administração......................................

Leia mais

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Nota Fiscal Paulista Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) Versão 1.1 15/02/2008 Página 1 de 17 Índice Analítico 1. Considerações Iniciais 3 2. Instalação do

Leia mais

1. Tela de Acesso pg. 2. 2. Cadastro pg. 3. 3. Abas de navegação pg. 5. 4. Abas dados cadastrais pg. 5. 5. Aba grupo de usuários pg.

1. Tela de Acesso pg. 2. 2. Cadastro pg. 3. 3. Abas de navegação pg. 5. 4. Abas dados cadastrais pg. 5. 5. Aba grupo de usuários pg. Sumário 1. Tela de Acesso pg. 2 2. Cadastro pg. 3 3. Abas de navegação pg. 5 4. Abas dados cadastrais pg. 5 5. Aba grupo de usuários pg. 6 6. Aba cadastro de funcionários pg. 7 7. Pedidos pg. 12 8. Cartões

Leia mais

MANUAL DO ADVOGADO. Elaborado por: Roberta Rodrigues Seneda. Corrigido por: Wanderley Andrade

MANUAL DO ADVOGADO. Elaborado por: Roberta Rodrigues Seneda. Corrigido por: Wanderley Andrade MANUAL DO ADVOGADO Elaborado por: Roberta Rodrigues Seneda Corrigido por: Wanderley Andrade DAPI Departamento de Aprimoramento da Primeira Instância. Março/2010 Atualizado pelo Tribunal de Justiça do Estado

Leia mais

Corregedoria-Geral de Justiça. Serviço Notarial e de Registro. Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO

Corregedoria-Geral de Justiça. Serviço Notarial e de Registro. Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO Corregedoria-Geral de Justiça Serviço Notarial e de Registro Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO Atualizado em 29/04/2015 CONTEÚDO APRESENTAÇÃO... 4 CAPÍTULO 1 DOWNLOAD DO SISNOR CARTÓRIO... 5 CAPÍTULO 2

Leia mais