Jaelson Belizário da Silva

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Jaelson Belizário da Silva"

Transcrição

1 Jaelson Belizário da Silva A IMPORTÂNCIA DO MARKETING DE RELACIONAMENTO PARA ATRAÇÃO E FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA CONCESSIONÁRIA DE AUTOMÓVEIS Trabalho de Conclusão de Curso apresentado para a obtenção do título de Bacharel em Administração de Empresas, da Faculdade Sete de Setembro - FASETE, como requisito para avaliação conclusiva. Orientador: Renivaldo Rodrigues Ferraz. Paulo Afonso/BA Novembro/2014

2 Jaelson Belizário da Silva A IMPORTÂNCIA DO MARKETING DE RELACIONAMENTO PARA ATRAÇÃO E FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA CONCESSIONÁRIA DE AUTOMÓVEIS Trabalho de Conclusão de Curso apresentado para a obtenção do título de Bacharelado em Administração de Empresas, da Faculdade Sete de Setembro - FASETE, como requisito para avaliação conclusiva. Orientador: Renivaldo Ferraz. Data de aprovação / /. BANCA EXAMINADORA Prof. Renivaldo Ferraz. Membro 1 Membro 2 PAULO AFONSO BA 2014

3 Dedico esta monografia primeiramente a Nosso Senhor Deus, Criador do universo, que sempre esteve ao meu lado me concedendo fé, esperança, determinação e sabedoria. Aos meus pais, minha esposa, meu irmão por estarem ao meu lado, demostrando apoio, incentivo e forças para os desafios da vida; as pessoas essenciais na realização de mais um sonho.

4 AGRADECIMENTOS No decorre da realização dessa monografia, pude contar com a colaboração e apoio de várias pessoas, as quais amigos e familiares que sem eles, esse sonho não estaria se concretizando. Agradeço em primeiro lugar ao nosso Senhor Deus, a razão da minha existência que nunca me abandonou nas demais situações que a vida proporciona. Em especial as pessoas que me educaram e ofereceram o melhor para minha formação pessoal e profissional, meus pais e heróis, Josivaldo Belizário e Rosania Herculano. A minha esposa Amanda Cardoso, que me incentivou desde o inicio na vida acadêmica, demostrando seus conhecimentos de graduação e pós-graduação. Ao meu irmão e também futuro bacharel em administração, Jaeder Belizário, por toda força. Por fim agradecer aos professores, mestres e colaboradores da FASETE em especial ao meu orientador, Renivaldo Rodrigues Ferraz, por demostrar comprometimento total para realização desse trabalho.

5 "Visão sem ação não passa de sonho; ação sem visão é só passatempo; visão com ação pode mudar o mundo." Joel Baker

6 DA SILVA, Jaelson Belizário. A IMPORTÂNCIA DO MARKETING DE RELACIONAMENTO PARA ATRAÇÃO E FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA CONCESSIONÁRIA DE AUTOMÓVEIS 93f Curso de Bacharelado em Administração de Empresas. Faculdade Sete de Setembro, FASETE. Paulo Afonso BA. RESUMO A competitividade existente no mercado consumidor vem ocasionando grandes problemas para as empresas atualmente. Os novos avanços da tecnologia, diferentes modelos de mercados, tendências incontroláveis; influenciam diretamente nos resultados financeiros das grandes organizações. Com isso a definição de estratégias para ter posse do mercado e ganhar destaque entre os concorrentes, torna-se algo difícil de conquistar. Dessa forma, visando um novo método das técnicas de administração, que tem como proposito manter relações unificadas entre empresa e cliente, surge com grande influência o marketing de relacionamento, no qual seu modelo é responsável por garantir a satisfação dos clientes. O objetivo desse trabalho vem com o intuito de analisar a importância do marketing de relacionamento para atração e fidelização de clientes em uma concessionária de veículos, localizada na cidade de Paulo Afonso BA. Através de estudos detalhados por métodos de pesquisas descritiva e exploratória, foram aplicados questionários direcionados aos clientes, em uma amostra quantitativa e não probabilística no estudo de campo, além de uma entrevista qualitativa com o gestor da organização. As informações coletadas foram tabuladas e analisadas por meio de gráficos e texto corrido, através dos resultados percebe-se a importância de gerenciar o marketing de relacionamento para atrair e fidelizar clientes, visando relações a longo prazo que proporcione melhores rendimentos para a empresa. Palavras-chave: Marketing de relacionamento, Atração, Fidelização.

7 DA SILVA, Jaelson Belizário. THE IMPORTANCE OF RELATIONSHIP MARKETING AND CUSTOMER LOYALTY TO ATTRACT CUSTOMERS AT A CAR DEALERSHIP 93f Course of Bachelor in Business Administration. Faculty Sete de Setembro, FASETE. Paulo Afonso - BA. ABSTRACT The existing competitiveness in the consumer market has caused major problems for businesses today. New advances in technology, different models of markets, uncontrollable trends; directly influence the financial results of large organizations. With this definition of strategies to gain possession of the market and gain prominence among competitors, it becomes difficult to conquer. Thus, targeting a new method of management techniques, which has the purpose to maintain unified relationship between company and customer, comes with great influence relationship marketing, in which your model is responsible for ensuring customer satisfaction. The aim of this work is aimed to present the importance of relationship marketing for attracting and retaining customers in a vehicle dealership located in the city of Paulo Afonso - BA. Through detailed methods for descriptive and exploratory research studies, questionnaires targeted to customers in a quantitative and non-probabilistic sample in the field study were applied, and a qualitative interview with the manager of the organization. The data were tabulated and analyzed by using graphs and text scrolled through the results realizes the importance of managing relationship marketing to attract and retain customers, seeking long-term relationships that provide better returns for the company. Keywords: Relationship Marketing, Attraction, Retention.

8 LISTAS DE GRÁFICOS Gráfico 1 - Sexo dos Clientes Gráfico 2 - Quanto à Faixa Etária dos Clientes Gráfico 3 - Quanto à Renda Mensal dos Clientes Gráfico 4 - Cidade em que Reside Gráfico 5 - Tempo de clientela Gráfico 6 - Quanto à categoria de automóveis dos clientes Gráfico 7 - Quanto à frequência na compra de veículos novos Gráfico 8 - Quanto à frequência na utilização de assistência técnica Gráfico 9 - Avaliação do atendimento ao consumidor Gráfico 10 - Canais de promoção mais atrativos Gráfico 11 - Envolvimento dos consultores no processo de vendas Gráfico 12 - Análise do pós-venda Gráfico 13 - Avaliação da prestação de serviços de assistência técnica Gráfico 14 - Métodos de pós-venda mais atrativos Gráfico 15 - Condição de pagamento utilizada pelos clientes Gráfico 16 - Atitudes sobre insatisfação Gráfico 17 - Aspectos que impulsionam a compra do carro novo Gráfico 18 - Aspectos que impulsionam a desistência da compra Gráfico 19 - Aspectos que fidelizam clientes Gráfico 20 - Quanto ao nível de satisfação dos clientes... 66

9 LISTAS DE FIGURAS Figura 1: Comparação entre orientação de venda e a de marketing Figura 2: Passos do Processo de Marketing Figura 3: O Ambiente de Marketing Figura 4: Os 4Ps do mix de marketing Figura 5: Características do Influenciador na Compra Figura 6: Etapas do processo de decisão de compra do consumidor... 35

10 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO Considerações iniciais Definição do problema Justificativa Objetivos Objetivo Geral Objetivos Específicos FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Origem do Marketing Conceitos Ambiente de marketing Elementos do composto de marketing Marketing de Relacionamento Mix de comunicação de marketing Qualidade no atendimento Valor e satisfação para os clientes Atração e Fidelização Satisfação do cliente Comportamento do consumidor Qualidade Posicionamento da Marca Concorrência Etapas da decisão de compra Marketing de Varejo Pós-Venda Mercado automobilístico Brasileiro METODOLOGIA Tipos de pesquisa Amostragem Instrumento de Coleta de Dados... 41

11 3.4 Coleta de Dados Tratamento de Dados RESULTADOS E ANÁLISES DOS DADOS Caracterização da Empresa Introdução as Análises Análise dos resultados da pesquisa de campo realizada com o gestor da empresa CONSIDERAÇÕES FINAIS Conclusões Limitações do Estudo Recomendações Futuras REFERÊNCIAS...77 APÊNDICES...81

12 INTRODUÇÃO

13 13 1 INTRODUÇÃO 1.1 Considerações iniciais Diante do novo mercado competitivo as organizações buscam formas de se aproximar dos clientes, a fim de proporcionar ciclos de relacionamentos á longo prazo. Na atualidade o marketing torna-se um modelo diferente ao apresentado há décadas, onde as empresas utilizavam essa ferramenta do segmento administrativo, apenas para atrair os consumidores às compras e consequentemente finalizando o processo do marketing. Porém, atualmente essa ferramenta utilizada no mecanismo da administração, ganhou uma nova consistência, na qual a empresa deve lançar estratégias de vendas, apresentar métodos de comunicação, desenvolver negociações e dar assistência qualificada no pós-venda. O marketing na nova concepção busca priorizar o consumidor em todos os aspectos, desde a atração até uma possível fidelização. Para isso o marketing de relacionamento passa a ser a ferramenta de maior importância na aquisição e manutenção de clientes na empresa. Gerenciar relações mantendo o foco através do objetivo de pesquisa torna-se o diferencial competitivo para a organização na disputa do mercado consumidor, possibilitando a empresa ser vista como referência no segmento de atuação. Para Las Casas (2000, p.77) "a fidelização de clientes, em sentido lato, pode ser definida como a disposição de um cliente para um relacionamento comercial com um fornecedor, que se concretiza em ações sequenciais". Dessa forma, a busca pelas relações á longo prazo entre empresa e cliente, devese ao fator fidelização. A partir do momento que a organização cria na mente do consumidor o sentimento de transparência e honestidade, a existência dos demais concorrentes passará despercebida aos seus olhos. Esta monografia busca analisar a importância do marketing de relacionamento em uma concessionária de automóveis, para que através de estudo realizado em

14 14 campo, a organização tenha como fator principal a atração e manutenção dos clientes, proporcionando melhores rendimentos em busca do sucesso á longo prazo. 1.2 Definição do problema Atualmente, diante do mercado concorrente empresas visionárias buscam obter o sucesso á longo prazo, para isso é preciso investir em métodos e técnicas diferenciadas que procurem a todo o momento garantir o bem estar dos clientes junto à organização. Pois a sobrevivência de um empreendimento comercial depende precisamente do consumidor, dessa forma o marketing tem como objetivo posicionar a empresa para que essa esteja sempre adequada às necessidades de consumo do mercado. Segundo Kotler e Armstrong (2003), Marketing é a entrega de satisfação para o cliente em forma de benefício e seus dois principais objetivos são atrair novos clientes, prometendo-lhes valor superior e manter os atuais, propiciando-lhes satisfação. Dessa forma, a empresa que busca ser referência em determinado segmento de atuação deve está sempre priorizando a satisfação do cliente. Pois seu contentamento e percepção visto que a organização lhe tem como prioridade, proporciona autoestima diante dos seus olhos. Clientes satisfeitos com a empresa fazem questão de comunicar a situação com pessoas próximas e amigos. A credibilidade na informação que essa pessoa passa, proporciona olhares esperançosos ao receptor, que busca em uma organização a satisfação para atender e suprir seus desejos de consumidor. Mas para isso a empresa precisa ouvir e entender o que seu freguês necessita, novas tendências e a tecnologia modificam a concepção dos clientes. Para que seja possível entender o consumidor, precisamos primeiro, entendê-lo, isto é, identificar-nos como ele quer, para depois, esforçar-nos para entender seus desejos. O resto é adereço. (RICHERS, 2000).

15 15 O marketing de relacionamento demostra o quanto é importante às relações entre cliente e empresa. Saber ouvir seu parceiro de negócios provoca na sua intuição o bem estar maior que a organização deseja lhe proporcionar, a impressão que é causada aos olhos da clientela torna-se relevante na sua concepção. Observando o uso dessa ferramenta crucial na sobrevivência de uma empresa diante do mercado altamente competitivo, onde a satisfação do cliente e sua manutenção proporcionam resultados á longo prazo, surge a seguinte indagação: Qual a importância do marketing de relacionamento para atração e fidelização de clientes, como fator competitivo em uma concessionária de automóveis? 1.3 Justificativa Diante do segmento comercial de automóveis, as empresas concorrentes do universo local tendem a ser cada vez mais competitivas graças ao perfil do consumidor. Consumistas de automóveis procuram a todo o momento oportunidades para aquisição do seu bem, ramo atual que é tido como necessidade de consumo na vida de centenas de pessoas. No que se refere às novas tendências da tecnologia a concorrência aumenta constantemente. Novos modelos e estilos de automóveis priorizam cada vez mais o conforto, comodidade, segurança e status do publico alvo. Causando duvidas no momento da aquisição do produto. Com isso grande parte dos clientes tornamse mais exigentes durante as negociações em busca de facilidades no momento de adquirir um novo produto. Entretanto, uma organização que visa à satisfação do cliente em primeiro lugar, alargar-se a valorizar seu freguês constantemente, em meio a todo tipo de negócio. Pois o mercado concorrente local e suas características apresentam pontos fortes qualificados como ameaças para a empresa Comercial de automóveis. Segundo Kotler (1998, p.37): O conceito de marketing assume que a chave para atingir as metas organizacionais consiste em ser mais eficaz que as concorrentes

16 16 para integrar as atividades de marketing, satisfazendo, assim as necessidades e desejos dos mercados-alvos. Conforme os conceitos de marketing, a eficiência da empresa em bater metas que foram traçadas, tem como objetivo a aceitação que o mercado-alvo terá diante da organização. Gerenciar o marketing da melhor maneira possível acarreta a chegada de novos clientes e a permanência das relações com os atuais. Sobre a escolha da Cachoeira Comercial de Veículos Ltda.; foi graças à acessibilidade no setor operacional e as informações internas da empresa quanto às formas de se relacionar com os clientes. Tendo em vista os métodos de pesquisa, possibilita à gerência da empresa a oportunidade de analisar os fatos na busca de melhores rendimentos e lucros, criando uma nova identidade da empresa no mercado consumidor. Quanto à escolha do tema de estudo monográfico, Marketing de relacionamento, está associado à nova realidade vivenciada por grandes empresas na busca do sucesso duradouro. Na Cachoeira Comercial de Veículos Ltda.; essa ferramenta deve ser fator chave na prevenção e aquisição de clientes. No fechamento desse estudo, espera-se criar novas conclusões no que se refere ao marketing de relacionamento, para que a empresa seja símbolo e referência para os clientes, associando fundamentos teóricos com ações práticas em busca de um lugar ao sol. 1.4 Objetivos Objetivo Geral Analisar a importância do marketing de relacionamento para atração e fidelização de clientes em uma concessionária de automóveis.

17 Objetivos Específicos Analisar o comprometimento dos consultores de vendas durante as negociações; Verificar o nível de satisfação dos clientes; Observar os meios de promocionais utilizados para atração dos clientes; Ressaltar o serviço de pós-venda e suas ferramentas.

18 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 18

19 19 2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 2.1 Origem do Marketing Conforme Las Casas (2011, p. 5) a ferramenta de marketing sofreu mudanças graças à evolução da maneira de comercialização de produtos, como mostra a figura seguinte: Tabela 1 - Evolução do Marketing Era Período aproximado Atitude predominante Era da produção Antes dos anos 20 Um produto venderá por si mesmo Era Das vendas Antes dos anos 50 Propaganda e venda criativas vencerão a resistência do consumidor e o convencerão a comprar Era do marketing Segunda metade do século XX O consumidor é o rei. Busque uma necessidade a satisfaça-a Fonte: Las Casas (2011,p.5) Conforme a imagem observada, com o passar do tempo às ferramentas do setor administrativo ganharam novas condições de vendas aos produtos. Durante as primeiras eras da evolução as empresas acreditavam que a quantidade de produtos que foram produzidos, simplesmente seria vendida automaticamente, era apenas uma questão de tempo no ponto de venda da empresa. Ao perceberem a depreciação de produtos, além dos altos custos de produção e estocagem, os administradores conheceram a ferramenta de marketing, que visionava a produção de acordo as necessidades dos consumidores Conceitos Segundo Kotler (2000), Marketing é um processo social por meio do qual pessoas e grupos de pessoas obtêm aquilo de que necessitam e o que desejam com a criação, oferta e livre negociação de produtos e serviços de valor com outros.

20 20 Na visão de Las Casas (2001), Marketing é a área do conhecimento que engloba todas as atividades concernentes às relações de troca, orientadas para a satisfação dos desejos e necessidades dos consumidores, visando alcançar determinados objetivos de empresas ou indivíduos e considerando sempre o meio ambiente de atuação e o impacto que essas relações causam no bem-estar da sociedade. Para Cobra (1992), Marketing é mais do que uma forma de sentir o mercado e adaptar produtos ou serviços é um compromisso com a busca da melhoria da qualidade de vida das pessoas. Destaca Kotler e Armstrong (2007) que o marketing é um processo administrativo e social pelo qual indivíduos e organizações obtêm o que necessitam e desejam por meio da criação de valor superior ao cliente. Ainda segundo Kotler e Armstrong (2007), este tipo de orientação considera o marketing não como uma caçada, mas como um cultivo. A meta não é encontrar os clientes para o seu produto, mas encontrar os produtos certos para os clientes. A figura compara a orientação de venda e a orientação de marketing. Figura 1: Comparação entre orientação de venda e a de marketing Fonte: KOTLER e ARMSTRONG (2007.p.8) No intuito de obter clientes e satisfazê-los a orientação de marketing torna-se o fator chave para o sucesso da empresa. Mas para o marketing funcionar

21 21 devidamente nos padrões estabelecidos, as vendas devem ser realizadas. A organização deve está voltada na oferta do melhor produto, adequando à qualidade na prestação de serviço. Assim todo o processo do marketing não é algo feito de forma aleatória ou com incertezas, requer todo um processo de estabelecimento de direção das ações. Para Kotler e Armstrong (2007) existe um modelo simples de cinco passos para esse processo: Figura 2: Passos do Processo de Marketing Fonte: KOTLER e ARMSTRONG (2007.p. 4) Dessa forma, o marketing tem a finalidade de estimular o consumidor e encanta-lo perante a organização, completando na visão do mesmo o valor que ele merece da empresa. Com isso, as ações de marketing torna-se a ferramenta essencial para uma aproximação e possivelmente a fidelização, visando excelência em determinado segmento. Entretanto o marketing é processado passo a passo, assim sua execução requer profissionais capacitados para a existência dessa ferramenta. Las Casas (2011, p. 73) define a importância do profissional de marketing: As empresas que se estruturam para o marketing devem procurar administrar incluindo em seu quadro um profissional moderno e atualizado para lida com novos desafios da atividade. Não são todas as pessoas que tem habilidade e conhecimentos para o desempenho das atividades de marketing, pois este exige de seus responsáveis muita versatilidade e criatividade, além de muita rapidez na decisão. O marketing representa a estrutura da empresa no quesito posicionamento de mercado. A proporção e a finalidade do seu desenvolvimento é o fator diferencial na informação da organização quanto ao mercado consumidor. Suas ações

22 22 devem ser executadas por profissionais especializados na área, pois a ineficiência desse setor proporciona uma desaceleração no crescimento interno e externo, causando danos catastróficos ou até mesmo o fechamento de uma empresa Ambiente de Marketing O funcionamento de toda empresa é constituído por uma administração. As variáveis controláveis são aspectos que podem ser dominados por forças internas, ou seja, microambiente. Porém sob um mercado competitivo e as novas tendências da era globalizada, as variáveis incontroláveis tendem a dificultar o macroambiente. Que proporciona á organização métodos de adaptação para possíveis mudanças. Figura 3: O Ambiente de Marketing Fonte: KOTLER (1998, p.47-51) Para Kotler e Armstrong (2007), define o microambiente da organização: A empresa: os diferentes setores da organização em conjunto formam o ambiente interno;

23 23 Os fornecedores: eles são fatores cruciais, para a entrega de valor para o cliente da empresa, pois são eles que fornecem os elementos para se produzir bens e serviços; Os intermediários de marketing: são as pessoas que ajudam a empresa a promover os seus produtos ou serviços e torna-los mais conhecidos pelo seu possível consumidor, podendo ser revendedores ou empresas especializadas; Os clientes: a empresa necessita determinar qual o seu tipo de cliente para estabelecer seus planos presentes e futuros; Os concorrentes: como o papel do marketing é criar na mente do consumidor uma entrega de valor, para empresa é de suma importância para estar sem um passo à frente em relação ao concorrente; Os públicos: consiste em qualquer grupo que tenha interesse presente ou futuro da organização que vem a causar impactos na capacidade de atingir objetivos. Dessa forma, esses fatores representam as dependências do interior da empresa, tudo que está dentro desse parâmetro é de inteira responsabilidade da organização. Cabe ao gestor tomar as decisões cabíveis para adaptar o ambiente interno ao externo, por conta desse último, ser uma variável incontrolável que a todo o momento está em constante mudança. Já para Las Casas (2011) existem variáveis no ambiente de marketing que são incontroláveis como: Variáveis ambientais: é um fator totalmente imprevisível, as organizações podem manter estudos para ter um melhor conhecimento deste fator, mas nem sempre com toda certeza, pois eles mudam a momentos, ainda mais devido as grandes mudanças que vem ocorrendo com danos causados pelo homem a natureza; Variáveis econômicas: a economia esta diretamente ligada ao desempenho de qualquer organização, pois é nela que se encontra o poder de compra dos

24 24 consumidores, se acontece uma crise e acarretam danos nos bolso dos consumidores, consequentemente eles irão comprar menos; Variáveis político-legais: as organizações estão submetidas às leis impostas pelo o governo, mudanças em determinadas leis, vem fazer com que muitas organizações mudem suas maneiras comuns de trabalhar para buscar novos ramos de atividade, se caso restrinja os processos anteriores; Variáveis socioculturais: a sociedade vem mudando seus costumes, valores e crenças de forma momentânea de acordo com as circunstâncias impostas pela sociedade, às organizações devem estar atentos a essas mudanças de costumes para não ficar parado no tempo, um exemplo é em meados dos anos 40 e 50, a sociedade valorizava o uso de cigarro, que significava ser maduro; Variáveis tecnológicas: na atualidade com o grande avanço a ciência em novas tecnologias e a constantes mudanças bruscas nas formas de produzir e promover produtos, sem dúvida é o fator ter um cuidado especial, na economia moderna, pois as organizações devem se atualizar e esta sempre com conhecimento da tecnologia para sempre poder inovar e melhorar seu produto ou serviço; Variáveis demográficas: a empresa deve estar atividades direcionadas aos diferentes tipos de classes sociais, raças, já que existem grandes misturas de pessoas em lugares que antes podia mapear como características únicas. As variáveis que comprometem o funcionamento do interno são incontroláveis, elas estão fora do domínio da empresa, com isso a própria organização deve buscar a melhor adaptação para essas forças que afetam o microambiente. As organizações devem lançar estratégias internas para continuar obtendo os resultados esperados Elementos do composto de marketing De acordo com Kotler (2000), a estrutura dos quatro Ps exige que os profissionais de marketing tomem decisões sobre diversos aspectos dos produtos e suas

25 25 características, estabeleçam preço, decidam sobre como distribuir o produto e selecionem métodos para promovê-lo. Segundo Las Casas (2006) existem quatro elementos fundamentais para que a organização realize o processo de comercialização: ter um produto, estabelecer o preço, decidir sobre o sistema de distribuição e promover o produto. Ainda segundo Las Casas (2006), em suma estes elementos formam o Composto de Marketing ou Marketing Mix, termo desenvolvido na década de 50. Assim, os quatro elementos do composto de marketing são: Produto, Preço, Distribuição e Promoção. Figura 4: Os 4Ps do mix de marketing Fonte: KOTLER e KELLER (2012.p. 24) O composto de marketing ou quatro p s representa variáveis controláveis do microambiente da empresa. Os produtos que ela comercializa, o ponto de venda que se encontra a loja física, os preços adequados para os produtos ofertados aos consumidores e a promoção que será utilizada para expor a marca e a organização para o mercado.

26 Marketing de Relacionamento O Marketing de Relacionamento é a prática de construção das relações satisfatórias ocorridas em longo prazo com partes chaves consumidores, fornecedores e distribuidores, para reter a preferência e negócios em longo prazo. (KOTLER, 1999, p.30). Para Kotler e Keller (2012. p.18) marketing de relacionamento é um dos principais objetivos do marketing, é, cada vez, desenvolver relacionamentos profundos e duradouros com todas as pessoas ou organizações, que podem, direta ou indiretamente, afetar o sucesso das atividades de marketing da empresa. Segundo Gummesson (2010. p.35) MR é a interação das redes de relacionamentos, onde o relacionamento necessita pelo ou menos o contato básico do marketing o contato de uma com a outra. Dessa forma, o marketing de relacionamento vem com o intuito de reter e fidelizar clientes. Atualmente essa ferramenta da administração representa o diferencial competitivo para empresas que buscam conquistar novos horizontes. Vale ressaltar a importância de profissionais e métodos especializados para gerir relações á longo prazo. Pois a concorrência local apresenta ameaças para o desenvolvimento de uma concessionária de automóveis. Na busca de ser referência em determinado segmento, está à frente dos concorrentes contribui para o crescimento organizacional. Na atualidade as organizações possuem semelhanças até mesmo nos modelos de gestões. Entretanto obter informações e dados sobre os clientes através de sistemas internos possibilita a empresa lançar métodos que almejem as relações constantemente. Assim, segundo Kotler (2005, p. 124), o CRM foi vendido como uma revolução tecnológica que permitiria maior precisão para identificar clientes em potencial e fazer ofertas.

27 27 Já para Las Casas (2011, p.27), define a base do CRM é de que a tecnologia, que deve ser usada não apenas para compilar dados, mas também para prestar serviços, como telecomunicações e informática são administradas de forma a proporcionar condições para manutenção de relacionamentos. Gummesson (2010, p.23) CRM, são valores e estratégias do MR- com ênfase especial no relacionamento entre um cliente e um fornecedor- transformados em aplicação prática e dependentes de ação humana e de tecnologia da informação. O Customer Relationship Management (CRM) é responsável por gerenciar todo o processo de relacionamento com os clientes, além de agrupar informações importantes sobre os indivíduos gerenciados. Essa ferramenta é fundamental para manter relações com clientes em uma concessionária de automóveis, proporcionando um atendimento personalizado de acordo ao perfil do mesmo, viabilizando a manutenção dos produtos e assim facilitando às ofertas para negociações entre as partes envolvidas. Para atrair e fidelizar clientes é necessário estratégias que busquem a todo o momento uma aproximação com a clientela. Através das ferramentas utilizadas para gerenciamento das relações, a empresa tem em suas mãos dados de extrema importância para um futuro bem sucedido. Como foi visto o CRM possui um valioso banco de informações, pois para buscar a fidelidade do cliente a empresa projeta e desenvolve um longo processo de marketing. Mas é preciso que a organização esteja sempre garantindo a satisfação do cliente, por conta da quantidade de informações que tem em relação à clientela. Proporcionar a satisfação contínua reflete em clientes sempre fieis a empresa. 2.3 Mix de Comunicação de Marketing Para despertar a atenção de clientes e consumidores ao ponto de venda, a empresa deve lançar estratégias de retenção para atrair, comercializar produtos/serviços, garantir a satisfação e bem estar, e consequentemente chegar à fidelização de clientes.

28 28 Segundo Kotler E Keller (2012): as empresas devem distribuir o orçamento de comunicação entre as oitos principais formas de comunicação- propaganda, promoção de vendas, relações públicas e publicidade, eventos e experiências, marketing direto, marketing interativo, boca a boca e força de vendas. Em um mesmo setor, as empresas podem diferir consideravelmente quanto às escolhas das formas e canais. Nesta análise percebe-se que o investimento nas ferramentas de comunicação deve ser direcionado a todos os meios. Cada estratégia de retenção tem sua finalidade, seja ela, atingir um tipo de grupo direcionado ou grande quantidade de consumidores. 2.4 Qualidade no atendimento Para que o marketing de relacionamento torne-se uma ferramenta competitiva no mercado, é necessário a empresa contar com um grupo de colaboradores preparados para servir e gerenciar buscando as melhores negociações e relações entre cliente e empresa. Para Godri (1994), O atendimento é a principal ferramenta de uma empresa para a conquista de todo e qualquer cliente, sendo que a qualidade deste é indiscutível para o resultado final, ou seja, a compra de um determinado produto. O cliente deve ser tratado com prioridade, deve ser ouvido, acompanhado e tratado preferencialmente pelo nome e, acima de tudo, com respeito as suas decisões e opiniões. Já no ponto de vista de Detzel e Desatnick (1995), o atendimento ao cliente é como um ponto de partida para o sucesso da empresa. Não se limita apenas ao momento da compra, mas também a pós-venda, a empresa tem utilizar processos de comunicação para saber a opinião do cliente em relação ao atendimento, produto e serviço adquirido, fortalecendo assim, a parceria empresa/cliente. Dessa forma, a empresa que considera as relações com os clientes importantes para o ciclo de negociações, jamais descarta a utilização do pós-venda para ter o

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex...

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... (/artigos /carreira/comopermanecercalmosob-pressao /89522/) Carreira Como permanecer calmo sob pressão (/artigos/carreira/como-permanecer-calmosob-pressao/89522/)

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA Autor: Jeferson Correia dos Santos ARTIGO TÉCNICO INOVAÇÃO NA GESTÃO DE PÓS-VENDAS: SETOR AUTOMOTIVO RESUMO A palavra inovação tem sido atualmente umas das mais mencionadas

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 1. Comercial e Marketing 1.1 Neurovendas Objetivo: Entender

Leia mais

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente A Importância do Marketing nos Serviços da Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente Hellen Souza¹ Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNISINOS RESUMO Este artigo aborda a importância

Leia mais

COLETA DE INFORMAÇÕES E PREVISÃO DE DEMANDA

COLETA DE INFORMAÇÕES E PREVISÃO DE DEMANDA COLETA DE INFORMAÇÕES E PREVISÃO DE DEMANDA 1) Quais são os componentes de um moderno sistema de informações de marketing? 2) Como as empresas podem coletar informações de marketing? 3) O que constitui

Leia mais

CRM Uma ferramenta tecnológica inovadora

CRM Uma ferramenta tecnológica inovadora CRM Uma ferramenta tecnológica inovadora Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Prof Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefet.br Prof Dr. Antonio Carlos de Francisco (UTFPR) acfrancisco@pg.cefetpr.br

Leia mais

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes Unidade IV Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas Prof a. Daniela Menezes Tipos de Mercado Os mercados podem ser divididos em mercado de consumo e mercado organizacional. Mercado de consumo: o consumidor

Leia mais

A PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS SOBRE OS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS PROFISSIONAIS DA AREA DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO 1

A PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS SOBRE OS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS PROFISSIONAIS DA AREA DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO 1 A PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS SOBRE OS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS PROFISSIONAIS DA AREA DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO 1 Tatiana Pereira da Silveira 1 RESUMO O objetivo deste trabalho é apresentar os resultados da

Leia mais

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro.

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. PLANO DE MARKETING Andréa Monticelli Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. 1. CONCEITO Marketing é

Leia mais

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Josiane Corrêa 1 Resumo O mundo dos negócios apresenta-se intensamente competitivo e acirrado. Em diversos setores da economia, observa-se a forte

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) « CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «21. É falacioso falar que o marketing é filho do capitalismo e, portanto, apenas ajudaria a concentrar a renda satisfazendo necessidades supérfluas

Leia mais

AULA 4 Marketing de Serviços

AULA 4 Marketing de Serviços AULA 4 Marketing de Serviços Mercado Conjunto de todos os compradores reais e potenciais de um produto ou serviço. Trata-se de um sistema amplo e complexo, que envolve: FORNECEDORES CONCORRENTES CLIENTES

Leia mais

ENDOMARKETING: Utilização como ferramenta de crescimento organizacional

ENDOMARKETING: Utilização como ferramenta de crescimento organizacional ENDOMARKETING: Utilização como ferramenta de crescimento organizacional Carlos Henrique Cangussu Discente do 3º ano do curso de Administração FITL/AEMS Marcelo da Silva Silvestre Discente do 3º ano do

Leia mais

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Avaliação de: Sr. Antônio Modelo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Especialistas The Inner

Leia mais

IMPORTANTES ÁREAS PARA SUCESSO DE UMA EMPRESA

IMPORTANTES ÁREAS PARA SUCESSO DE UMA EMPRESA IMPORTANTES ÁREAS PARA SUCESSO DE UMA EMPRESA SILVA, Paulo Henrique Rodrigues da Discente da Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerencias E-mail: ph.rs@hotmail.com SILVA, Thiago Ferreira da Docente da Faculdade

Leia mais

Formulação da Visão e da Missão

Formulação da Visão e da Missão Formulação da Visão e da Missão Zilta Marinho zilta@globo.com Os grandes navegadores sempre sabem onde fica o norte. Sabem aonde querem ir e o que fazer para chegar a seu destino. Com as grandes empresas

Leia mais

Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report

Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report Avaliação de: Sr. Mario Exemplo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report

Leia mais

Obtendo resultados reais através do CRM

Obtendo resultados reais através do CRM Porque investir em CRM? Aresposta é simples: Seus clientes consideram o foco da empresa no consumidor como prérequisito, não como diferencial. Eles esperam poder negociar com você quando, onde e como quiserem.

Leia mais

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto CURRÍCULO DO PROFESSOR Administradora com mestrado e doutorado em engenharia de produção

Leia mais

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010 Técnicas de Secretariado Departamento Comercial e Marketing Módulo 23- Departamento Comercial e Marketing Trabalho realizado por: Tânia Leão Departamento

Leia mais

Conceito de Marketing Considerações Preliminares Atendimento

Conceito de Marketing Considerações Preliminares Atendimento Conceito de Marketing Considerações Preliminares Atendimento Metodologia de Ensino 1) Noções de Marketing 2) Marketing de Serviço 3) Marketing de Relacionamento 1 2 1) Noções de Marketing 3 4 5 6 www.lacconcursos.com.br

Leia mais

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS BUSINESS GAME UGB VERSÃO 2 Luís Cláudio Duarte Graduação em Administração de Empresas APRESENTAÇÃO (DADOS DE IDENTIFICAÇÃO) O Business Game do Centro Universitário Geraldo Di Biase (BG_UGB) é um jogo virtual

Leia mais

INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS

INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS Ari Lima Um empreendimento comercial tem duas e só duas funções básicas: marketing e inovação. O resto são custos. Peter Drucker

Leia mais

CONSULTOR CARLOS MARTINS AÇAO EM MARKETING

CONSULTOR CARLOS MARTINS AÇAO EM MARKETING CONSULTOR CARLOS MARTINS CRIA - AÇAO EM MARKETING SUA EMPRESA Copyright Consultor Carlos Martins - Todos os direitos reservados wwwcarlosmartinscombr - consultor@carlosmartinscombr Como conquistar Clientes

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. CRM e AFV

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. CRM e AFV Bloco Comercial CRM e AFV Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre os Módulos CRM e AFV, que fazem parte do Bloco Comercial. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas

Leia mais

CONTROLE ESTRATÉGICO

CONTROLE ESTRATÉGICO CONTROLE ESTRATÉGICO RESUMO Em organizações controlar significa monitorar, avaliar e melhorar as diversas atividades que ocorrem dentro de uma organização. Controle é fazer com que algo aconteça como foi

Leia mais

Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação

Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação Manual Como elaborar uma estratégia de comunicação Índice Introdução Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação. Passo 2 - Defina os alvos da comunicação Passo 3 - Estabeleça os objetivos da comunicação

Leia mais

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios UNIMEP MBA em Gestão e Negócios Módulo: Sistemas de Informações Gerenciais Aula 4 TI com foco nos Negócios: Áreas envolvidas (Parte II) Flávio I. Callegari www.flaviocallegari.pro.br O perfil do profissional

Leia mais

Plano de Marketing. Introdução (breve) ao Marketing Análise de Mercado Estratégias de Marketing

Plano de Marketing. Introdução (breve) ao Marketing Análise de Mercado Estratégias de Marketing Plano de Marketing Introdução (breve) ao Marketing Análise de Mercado Estratégias de Marketing 1 Plano de Marketing É o resultado de um processo de planejamento. Define o quevai ser vendido, por quanto,

Leia mais

A SATISFAÇÃO DOS CLIENTES DE UMA TRANSPORTADORA DA CIDADE DE SÃO PAULO: UM ESTUDO DE CASO

A SATISFAÇÃO DOS CLIENTES DE UMA TRANSPORTADORA DA CIDADE DE SÃO PAULO: UM ESTUDO DE CASO 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 A SATISFAÇÃO DOS CLIENTES DE UMA TRANSPORTADORA DA CIDADE DE SÃO PAULO: UM ESTUDO DE CASO Marcelo Cristian Vieira 1, Carolina Zavadzki Martins 2,Gerliane

Leia mais

Plano de Negócios PLANEJAMENTO DO PROJETO FINAL. Sumário

Plano de Negócios PLANEJAMENTO DO PROJETO FINAL. Sumário Plano de Negócios Plano de Negócios Sumário Introdução... 3 Plano de Negócios... 3 Etapas do Plano de Negócio... 3 Fase 1... 3 Fase 2... 8 Orientação para entrega da Atividade de Avaliação... 12 Referências

Leia mais

COMUNICAÇÃO DE MARKETING

COMUNICAÇÃO DE MARKETING COMUNICAÇÃO DE MARKETING COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE MARKETING Meio através do qual a empresa informa, persuadi e lembra os consumidores sobre o seu produto, serviço e marcas que comercializa. Funções: Informação

Leia mais

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve.

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve. Balanced Scorecard BSC 1 2 A metodologia (Mapas Estratégicos e Balanced Scorecard BSC) foi criada por professores de Harvard no início da década de 90, e é amplamente difundida e aplicada com sucesso em

Leia mais

GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS

GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. PLANO DE NEGÓCIOS:... 2 2.1 RESUMO EXECUTIVO... 3 2.2 O PRODUTO/SERVIÇO... 3 2.3 O MERCADO... 3 2.4 CAPACIDADE EMPRESARIAL... 4 2.5

Leia mais

A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram

A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram Esquema de Palestra I. Por Que As Pessoas Compram A Abordagem da Caixa Preta A. Caixa preta os processos mentais internos que atravessamos ao tomar uma

Leia mais

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida Unidade IV MERCADOLOGIA Profº. Roberto Almeida Conteúdo Aula 4: Marketing de Relacionamento A Evolução do Marketing E-marketing A Internet como ferramenta As novas regras de Mercado A Nova Era da Economia

Leia mais

7.1 Introdução. Monitoramento e Avaliação 427

7.1 Introdução. Monitoramento e Avaliação 427 7.1 Introdução O processo de monitoramento e avaliação constitui um instrumento para assegurar a interação entre o planejamento e a execução, possibilitando a correção de desvios e a retroalimentação permanente

Leia mais

Investimento para Mulheres

Investimento para Mulheres Investimento para Mulheres Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência de mercado. Cem

Leia mais

Unidade II MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino

Unidade II MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino Unidade II MARKETING DE VAREJO E NEGOCIAÇÃO Profa. Cláudia Palladino Preço em varejo Preço Uma das variáveis mais impactantes em: Competitividade; Volume de vendas; Margens e Lucro; Muitas vezes é o mote

Leia mais

Endomarketing: um estudo de caso em uma agência de uma instituição financeira de Bambuí- MG

Endomarketing: um estudo de caso em uma agência de uma instituição financeira de Bambuí- MG Endomarketing: um estudo de caso em uma agência de uma instituição financeira de Bambuí- MG Bruna Jheynice Silva Rodrigues 1 ; Lauriene Teixeira Santos 2 ; Augusto Chaves Martins 3 ; Afonso Régis Sabino

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL

PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL Relatório e Análise 2005 Introdução: ``Para que a Construtora Mello Azevedo atinja seus objetivos é necessário que a equipe tenha uma atitude vencedora, busque sempre resultados

Leia mais

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes Unidade IV Marketing Profª. Daniela Menezes Comunicação (Promoção) Mais do que ter uma ideia e desenvolver um produto com qualidade superior é preciso comunicar a seus clientes que o produto e/ ou serviço

Leia mais

GESTÃO DO NÍVEL DE SERVIÇO E SEGMENTAÇÃO DE MERCADO PARA DIFERENCIAÇÃO DOS SERVIÇOS DE RH. PROFa. EVELISE CZEREPUSZKO

GESTÃO DO NÍVEL DE SERVIÇO E SEGMENTAÇÃO DE MERCADO PARA DIFERENCIAÇÃO DOS SERVIÇOS DE RH. PROFa. EVELISE CZEREPUSZKO GESTÃO DO NÍVEL DE SERVIÇO E SEGMENTAÇÃO DE MERCADO PARA DIFERENCIAÇÃO DOS SERVIÇOS DE RH PROFa. EVELISE CZEREPUSZKO O QUE É NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO? É a qualidade com que o fluxo de bens e serviços

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE MARKETING

SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE MARKETING SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE MARKETING DESAFIOS PARA O SÉC. XXI A globalização, que obrigará a empresa a comparar-se com o que há de melhor no mundo. A necessidade de educar, treinar, motivar e liderar talentos.

Leia mais

Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM

Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM Fábio Pires 1, Wyllian Fressatti 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil pires_fabin@hotmail.com wyllian@unipar.br RESUMO. O projeto destaca-se

Leia mais

5 CONSIDERAÇÕES FINAIS. 5.1 Conclusão

5 CONSIDERAÇÕES FINAIS. 5.1 Conclusão 97 5 CONSIDERAÇÕES FINAIS 5.1 Conclusão Este estudo teve como objetivo final elaborar um modelo que explique a fidelidade de empresas aos seus fornecedores de serviços de consultoria em informática. A

Leia mais

Gestão em Farmácia. Marketing 3. Manuel João Oliveira. Identificação e Selecção da Estratégia

Gestão em Farmácia. Marketing 3. Manuel João Oliveira. Identificação e Selecção da Estratégia Gestão em Farmácia Marketing 3 Manuel João Oliveira Análise Externa Análise do Cliente Segmentação, comportamento do cliente, necessidades não-correspondidas Análise dos Concorrentes Grupos estratégicos,

Leia mais

FATEC Cruzeiro José da Silva. Ferramenta CRM como estratégia de negócios

FATEC Cruzeiro José da Silva. Ferramenta CRM como estratégia de negócios FATEC Cruzeiro José da Silva Ferramenta CRM como estratégia de negócios Cruzeiro SP 2008 FATEC Cruzeiro José da Silva Ferramenta CRM como estratégia de negócios Projeto de trabalho de formatura como requisito

Leia mais

Gestão de Negócios. Unidade III FUNDAMENTOS DE MARKETING

Gestão de Negócios. Unidade III FUNDAMENTOS DE MARKETING Gestão de Negócios Unidade III FUNDAMENTOS DE MARKETING 3.1- CONCEITOS DE MARKETING Para a American Marketing Association: Marketing é uma função organizacional e um Marketing é uma função organizacional

Leia mais

O comprometimento dos colaboradores é a chave para o sucesso das organizações

O comprometimento dos colaboradores é a chave para o sucesso das organizações O comprometimento dos colaboradores é a chave para o sucesso das organizações Jean C. de Lara (Faculdade SECAL) jean@smagon.com.br Maria Elisa Camargo (Faculdade SECAL) elisa@aguiaflorestal.com.br Enir

Leia mais

Futuro do trabalho O futuro do trabalho Destaques O futuro do trabalho: Impactos e desafios para as empresas no Brasil

Futuro do trabalho O futuro do trabalho Destaques O futuro do trabalho: Impactos e desafios para as empresas no Brasil 10Minutos Futuro do trabalho Pesquisa sobre impactos e desafios das mudanças no mundo do trabalho para as organizações no B O futuro do trabalho Destaques Escassez de profissionais, novos valores e expectativas

Leia mais

TIPOS DE RECRUTAMENTO E SUA IMPORTÂNCIA PARA UMA GESTÃO ADEQUADA DE PESSOAS APLICADAS A EMPRESAS.

TIPOS DE RECRUTAMENTO E SUA IMPORTÂNCIA PARA UMA GESTÃO ADEQUADA DE PESSOAS APLICADAS A EMPRESAS. TIPOS DE RECRUTAMENTO E SUA IMPORTÂNCIA PARA UMA GESTÃO ADEQUADA DE PESSOAS APLICADAS A EMPRESAS. MICHEL, Murillo Docente da Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerencias murillo@faef.br RESUMO O presente

Leia mais

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Miriam Regina Xavier de Barros, PMP mxbarros@uol.com.br Agenda Bibliografia e Avaliação 1. Visão Geral sobre o PMI e o PMBOK 2. Introdução

Leia mais

OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS

OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Esta seção apresenta alguns dos problemas da gestão da cadeia de suprimentos discutidos em mais detalhes nos próximos capítulos. Estes problemas

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV MANUAL DA QUALIDADE Manual da Qualidade - MQ Página 1 de 15 ÍNDICE MANUAL DA QUALIDADE 1 INTRODUÇÃO...3 1.1 EMPRESA...3 1.2 HISTÓRICO...3 1.3 MISSÃO...4 1.4 VISÃO...4 1.5 FILOSOFIA...4 1.6 VALORES...5

Leia mais

&DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR

&DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR &DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR Toda comunicação publicitária visa atender a alguma necessidade de marketing da empresa. Para isso, as empresas traçam estratégias de comunicação publicitária, normalmente traduzidas

Leia mais

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os melhores resultados. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01

Leia mais

INTRODUÇÃO AO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ORGANIZACIONAL

INTRODUÇÃO AO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ORGANIZACIONAL INTRODUÇÃO AO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ORGANIZACIONAL ZAROS, Raíssa Anselmo. Discente da Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais/ACEG E-mail: raissa_zaros@hotmail.com LIMA, Sílvia Aparecida Pereira

Leia mais

Marketing Estratégico no Agronegócio Brasileiro

Marketing Estratégico no Agronegócio Brasileiro Marketing Estratégico no Agronegócio Brasileiro Prof. Adriano Alves Fernandes DCAB - Departamento de Ciências Agrárias e Biológicas CEUNES - Universidade Federal do Espírito Santo 1- Introdução Uma grande

Leia mais

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração VICTOR HUGO SANTANA ARAÚJO ANÁLISE DAS FORÇAS DE PORTER NUMA EMPRESA DO RAMO FARMACÊUTICO:

Leia mais

Vivendo de acordo com nossos valores...

Vivendo de acordo com nossos valores... Vivendo de acordo com nossos valores... o jeito Kinross Nossa empresa, Kinross, é uma empresa internacional de mineração de ouro sediada no Canadá, com operações nos Estados Unidos da América, Rússia,

Leia mais

TÉCNICA DE VENDAS: UMA ABORDAGEM DIRETA

TÉCNICA DE VENDAS: UMA ABORDAGEM DIRETA 1 TÉCNICA DE VENDAS: UMA ABORDAGEM DIRETA Alan Nogueira de Carvalho 1 Sônia Sousa Almeida Rodrigues 2 Resumo Diversas entidades possuem necessidades e interesses de negociações em vendas, e através desses

Leia mais

Redes Sociais Em Apoio À Tomada De Decisão

Redes Sociais Em Apoio À Tomada De Decisão Redes Sociais Em Apoio À Tomada De Decisão Este assunto normalmente é tratado quando se aborda a coleta de dados no ciclo de Inteligência. No entanto, o fenômeno das redes sociais, atualmente, cresceu

Leia mais

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI)

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Profº Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr,br Profº Dr. Luciano

Leia mais

Módulo 5. Composto de Marketing (Marketing Mix)

Módulo 5. Composto de Marketing (Marketing Mix) Módulo 5. Composto de Marketing (Marketing Mix) Dentro do processo de administração de marketing foi enfatizado como os profissionais dessa área identificam e definem os mercados alvo e planejam as estratégias

Leia mais

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING Sumário Parte um Conceitos e tarefas da administração de marketing CAPITULO I MARKETING PARA 0 SÉCULO XXI A importância do marketing O escopo do marketing 0 que é marketing? Troca e transações A que se

Leia mais

3 Metodologia. 3.1. Introdução

3 Metodologia. 3.1. Introdução 3 Metodologia 3.1. Introdução Este capítulo é dedicado à forma de desenvolvimento da pesquisa. Visa permitir, através da exposição detalhada dos passos seguidos quando da formulação e desenvolvimento do

Leia mais

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras Por Marcelo Bandeira Leite Santos 13/07/2009 Resumo: Este artigo tem como tema o Customer Relationship Management (CRM) e sua importância como

Leia mais

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA Há muito se discute que o mercado de farmácias é ambiente competitivo e que a atividade vem exigindo profissionalismo para a administração de seus processos, recursos e pessoal.

Leia mais

EMPREENDEDORISMO Marketing

EMPREENDEDORISMO Marketing Gerenciando o Marketing EMPREENDEDORISMO Marketing De nada adianta fabricar um bom produto ou prestar um bom serviço. É preciso saber colocálo no mercado e conseguir convencer as pessoas a comprá-lo. O

Leia mais

Técnicas e Instrumentos Utilizados na Pesquisa Científica Cavalcanti

Técnicas e Instrumentos Utilizados na Pesquisa Científica Cavalcanti Técnicas e Instrumentos Utilizados na Pesquisa Científica Técnicas de Pesquisa Técnica: Conjunto de preceitos ou processos de que se serve uma ciência. Toda ciência utiliza inúmeras técnicas na obtenção

Leia mais

3 METODOLOGIA DA PESQUISA

3 METODOLOGIA DA PESQUISA 3 METODOLOGIA DA PESQUISA O objetivo principal deste estudo, conforme mencionado anteriormente, é identificar, por meio da percepção de consultores, os fatores críticos de sucesso para a implementação

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA QUALIDADE DE VIDA PARA O TRABALHADOR NA GRÁFICA E EDITORA BRASIL

A IMPORTÂNCIA DA QUALIDADE DE VIDA PARA O TRABALHADOR NA GRÁFICA E EDITORA BRASIL FACULDADES INTEGRADAS DO PLANALTO CENTRAL Aprovadas pela Portaria SESu/MEC Nº. 368/08 (DOU 20/05/2008) CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA QUALIDADE DE VIDA PARA O TRABALHADOR NA GRÁFICA E EDITORA

Leia mais

Resumo para Identificação das Necessidades dos Clientes

Resumo para Identificação das Necessidades dos Clientes Resumo para Identificação das Necessidades dos Clientes O processo de decisão de compra é feito através da percepção de que os consumidores têm um problema. Então, se movem em direção à resolução. Disto

Leia mais

4/2/2008. 2) Tomar grandes decisões = 1)Analisar a situação externa e interna. Leitura do mercado e das condições internas da organização

4/2/2008. 2) Tomar grandes decisões = 1)Analisar a situação externa e interna. Leitura do mercado e das condições internas da organização PLANO DE MARKETING Ferramenta importante do plano estratégico de uma empresa. Deve estar em perfeita sintonia com os objetivos estabelecidos pela empresa. É um passo para a elaboração do PLANO DE NEGÓCIOS

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO MERCADOLÓGICA II

ADMINISTRAÇÃO MERCADOLÓGICA II ADMINISTRAÇÃO MERCADOLÓGICA II Atividades Gerenciais de MKT Produto Testar Novos Produtos; Modificar Atuais; Eliminar; Política de Marcas; Criar Satisfação e Valor; Embalagem. 2 1 Atividades Gerenciais

Leia mais

ATENDIMENTO 3D O diferencial para o sucesso em vendas

ATENDIMENTO 3D O diferencial para o sucesso em vendas Perfil... Atuando há 20 anos em vendas Jean Oliveira já viveu na pele cada experiência que essa profissão promove, é especialista com MBA em Estratégias de Negócios e graduado em Tecnologia de Processamento

Leia mais

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com.

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado Análise de Mercado A análise de mercado é um dos componentes do plano de negócios que está relacionado ao marketing da organização. Ela apresenta o entendimento

Leia mais

ANEXO B CONTEXTUALIZAÇÃO DA PROMOÇÃO DA SAÚDE EM MODELO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL DE ALTO DESEMPENHO

ANEXO B CONTEXTUALIZAÇÃO DA PROMOÇÃO DA SAÚDE EM MODELO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL DE ALTO DESEMPENHO ANEXO B CONTEXTUALIZAÇÃO DA PROMOÇÃO DA SAÚDE EM MODELO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL DE ALTO DESEMPENHO Autoria: Elaine Emar Ribeiro César Fonte: Critérios Compromisso com a Excelência e Rumo à Excelência

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos PMI, PMP e PMBOK PMI (Project Management Institute) Estabelecido em 1969 e sediado na Filadélfia, Pensilvânia EUA, o PMI é a principal associação mundial, sem fins lucrativos,

Leia mais

I. A empresa de pesquisa de executivos deve lhe fornecer uma avaliação precisa e cândida das suas capacidades para realizar sua pesquisa.

I. A empresa de pesquisa de executivos deve lhe fornecer uma avaliação precisa e cândida das suas capacidades para realizar sua pesquisa. DIREITO DOS CLIENTES O que esperar de sua empresa de Executive Search Uma pesquisa de executivos envolve um processo complexo que requer um investimento substancial do seu tempo e recursos. Quando você

Leia mais

Aula Nº 9 Treinamento - Atendimento em Call Center

Aula Nº 9 Treinamento - Atendimento em Call Center Aula Nº 9 Treinamento - Atendimento em Call Center Objetivos da aula: Ao final desta aula, você poderá compreender a importância de um treinamento adequado, que possui, como ferramentas competitivas, a

Leia mais

A MOTIVAÇÃO COMO FATOR DE SUCESSO NA ORGANIZAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF

A MOTIVAÇÃO COMO FATOR DE SUCESSO NA ORGANIZAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF A MOTIVAÇÃO COMO FATOR DE SUCESSO NA ORGANIZAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF Danilo Domingos Gonzales Simão 1 Fábio Augusto Martins Pereira 2 Gisele Maciel de Lima 3 Jaqueline de Oliveira Rocha 4

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing Internacional

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing Internacional INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing CURSO: Administração DISCIPLINA: Comércio FONTE: DIAS, Reinaldo. RODRIGUES, Waldemar. Comércio Exterior Teoria e Gestão. Atlas. São Paulo: 2004 2.4d_ização de

Leia mais

COMPOSTO DE MARKETING NA ABORDAGEM DAS UNIDADES DE INFORMAÇÃO

COMPOSTO DE MARKETING NA ABORDAGEM DAS UNIDADES DE INFORMAÇÃO COMPOSTO DE MARKETING NA ABORDAGEM DAS UNIDADES DE INFORMAÇÃO CALDAS, Rosângela Formentini Departamento de Ciência da Informação UNESP/Marília A definição de marketing ainda permanece enquanto uma discussão

Leia mais

Missão, Visão e Valores

Missão, Visão e Valores , Visão e Valores Disciplina: Planejamento Estratégico Página: 1 Aula: 12 Introdução Página: 2 A primeira etapa no Planejamento Estratégico é estabelecer missão, visão e valores para a Organização; As

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS O plano de negócios deverá conter: 1. Resumo Executivo 2. O Produto/Serviço 3. O Mercado 4. Capacidade Empresarial 5. Estratégia de Negócio 6. Plano de marketing

Leia mais

OS 5 P S DO MARKETING NO SETOR HOTELEIRO NA CIDADE DE BAMBUÍ-MG

OS 5 P S DO MARKETING NO SETOR HOTELEIRO NA CIDADE DE BAMBUÍ-MG 1 OS 5 P S DO MARKETING NO SETOR HOTELEIRO NA CIDADE DE BAMBUÍ-MG Camila Alves Teles 1 Maria Solange dos Santos 2 Rodrigo Honório Silva 3 Romenique José Avelar 4 Myriam Angélica Dornelas 5 RESUMO O presente

Leia mais

Aula Nº 13 A Dissonância Cognitiva pode ser eliminada

Aula Nº 13 A Dissonância Cognitiva pode ser eliminada Aula Nº 13 A Dissonância Cognitiva pode ser eliminada Objetivos da aula: Esta aula proporcionará ao aluno da disciplina de Marketing em Administração de Call Center compreender o sentido e a importância

Leia mais

M A N U A L TREINAMENTO. Mecânica de Veículos Piçarras Ltda. Manual Prático de Procedimento do Treinamento

M A N U A L TREINAMENTO. Mecânica de Veículos Piçarras Ltda. Manual Prático de Procedimento do Treinamento M A N U A L TREINAMENTO 1. Introdução A velocidade das mudanças tecnológicas, o aumento da diversidade nos locais de trabalho e a acentuada mobilidade dos trabalhadores atuais são aspectos do mundo contemporâneo

Leia mais

COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS.

COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS. COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS. A Rio Quality existe com o objetivo de proporcionar a total satisfação dos clientes e contribuir para o sucesso de todos. Essa integração se dá através do investimento

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE EMPRESAS CONSTRUTURAS DE PEQUENO PORTE

SISTEMA DE GESTÃO DE EMPRESAS CONSTRUTURAS DE PEQUENO PORTE SISTEMA DE GESTÃO DE EMPRESAS CONSTRUTURAS DE PEQUENO PORTE MOURA, Adilson Tadeu Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva BILESKY, Luciano Rossi Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva

Leia mais

Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das Partes Interessadas e da Integração

Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das Partes Interessadas e da Integração Diretoria de Desenvolvimento Gerencial Coordenação Geral de Educação a Distância Gerência de Projetos - Teoria e Prática Conteúdo para impressão Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1 BUSINESS GAME UGB Eduardo de Oliveira Ormond Especialista em Gestão Empresarial Flávio Pires Especialista em Gerencia Avançada de Projetos Luís Cláudio Duarte Especialista em Estratégias de Gestão Marcelo

Leia mais