Ambiental. Cá entre nós. Expediente. Sustentabilidade. Agenda. Bate-papo. Tecnologias Sustentáveis. Holofote. Economia. Tecnologia premiada.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ambiental. Cá entre nós. Expediente. Sustentabilidade. Agenda. Bate-papo. Tecnologias Sustentáveis. Holofote. Economia. Tecnologia premiada."

Transcrição

1 Capa

2

3

4 JULHO DE 2012 EDIÇÃO Nº 1 Cá entre nós Expediente Agenda Bate-papo Neire Colman Holofote Economia Os gargalos do setor sucroenergético Havendo rentabilidade o setor volta a investir A falta de estímulos inibe os investimentos Política Setorial Parceria e Comunicação Legislação Código Florestal Ambiental Lucrar com o ambiental não é pecado Sustentabilidade Do social à sustentabilidade Mulher, água e alimento Tecnologias Sustentáveis Lubrificação Inteligente A luz da palha da cana Mais Plene nos canaviais Tecnologia premiada Distribuidor de vinhaça concentrada ganha Prêmio Gerdau Campo As mulheres desbravam o campo Transformers chegam ao campo Quando é bom o tempo voa Máquina parada por pouco tempo Para alimentar o mundo Indústria Mulheres conquistam espaço na área industrial

5 Matéria de capa Os 25 anos da luz que vem da cana Gestão de Pessoas Mulheres no mercado de trabalho O mercado de trabalho para as mulheres no setor sucroenergético Profissões O caminho para sair da crise Artigo Qualidade de vida e sustentabilidade Nordeste Um refresco para o Nordeste O nordeste investe para garantir vaga no futuro do setor Especial A cana no Rio + 20 Os Bastidores do setor Por trás das cortinas Caderno Relax Consumo As asiáticas se rendem ao flex Espaço Gourmet A premiada mandioca amarelinha Batendo Perna Os sabores da Serra Gaúcha Cantinho da Cultura A China desperta paixões Expediente - Cana substantivo feminino Editora: Editor gráfico: Luciana Paiva Fernando Almeida Entre em contato: Marketing: Opiniões, dúvidas e sugestões sobre a revista Cana substantivo Regina Baldin feminino serão muito bem-vindas: Redação: Rua João Pasqualin, 248, cj 22 Cep Comercial: Ribeirão Preto, SP - Telefones: (16) Marcos Renato Silva Jornalismo: Cana substantivo feminino é uma Jaqueline Stamato publicação digital da Paiva& Baldin Editora

6 O jeito feminino de fazer jornalismo De 27 de julho a 12 de agosto acontecem os XXX Jogos Olímpicos, que serão sediados na cidade de Londres. Esta edição das Olimpíadas reunirá 10,5 mil atletas, de 192 países e 13 territórios. O Brasil levará mais de 230 esportistas que participarão de 30 modalidades. Já estamos às portas das Olimpíadas, no entanto, as coberturas esportivas da Rede Globo nem citam este importante evento. O motivo: os direitos de transmissão das Olimpíadas 2012 para a TV aberta pertencem à Record. Para a Globo não importa a notícia e os telespectadores, mas sim queimar o concorrente. Esta é uma forma masculina de fazer jornalismo, é o jeito mais comum adotado por veículos de comunicação e também por outros segmentos, que se preocupam mais com a concorrência do que com seu público-alvo. Este não é o perfil editorial da revista Cana substantivo feminino. Focamos a notícia, o leitor, o que é bom para o setor sucroenergético, por isso, as ações que os demais veículos de comunicação fizerem em prol do setor também terão espaço em nossa publicação. Viemos para somar, engrossar o coro de vozes em favor do setor e, aproveitando a democratização da internet vamos abrir as porteiras e levar o dia a dia da agroindústria sucroenergética não só para o habitante do mundo da cana. Afinal, conquistar a opinião pública, a sociedade, os consumidores é essencial para a continuidade do negócio. Entre as características femininas estão a preservação, a harmonia e a comunicação. Dizem que as mulheres falam demais, então vamos aproveitar esse aspecto feminino para nos comunicar com o mundo, de forma interativa, charmosa, moderna e gerando menos impacto ambiental, já que a revista é digital e não impressa, podendo ser vista nas telonas dos PCs e nas telinhas dos tablets nos quatro cantos do planeta. Vamos botar a boca no mundo, compartilhar e curtir a canade-açúcar nas redes sociais, nos grupos de notícias e de profissionais. Esse jeito feminino não só de fazer jornalismo, mas de conduzir o mundo, é a forma mais inteligente para conquistarmos o almejado e necessário desenvolvimento sustentável. Então, convido vocês, homens e mulheres, para compartilharem esse movimento. Vamos? Luciana Paiva Editora

7

8 MACEIÓ SEDIA A 9ª FERSUCRO De 11 a 13 de julho no Centro de Convenções de Maceió, AL, acontece a 9ª edição da Fersucro. Durante os três dias do evento serão montados mais de 50 estandes e cerca de 60 empresas expositoras. A Fersucro acontece em parceria com o XXIX Simpósio da Agroindústria da Cana-de- Açúcar de Alagoas, que será realizado de 10 a 13 de julho. Os eventos são realizados pela Stab Leste. Mais informações no site: com.br INSCRIÇÕES PARA O MASTERCANA SOCIAL VÃO ATÉ 20 DE JULHO o Prêmio Mastercana Social promovido pelo Gerhai - Grupo de Estudos em Recursos Humanos na Agroindústria -, em parceria com a ProCana Brasil, está com inscrições abertas até 20 de julho. O Prêmio tem por objetivo incentivar, reconhecer e premiar práticas de gestão de pessoas e responsabilidade socioambiental das usinas sucroenergéticas do Brasil, como também das entidades representativas e das empresas fornecedoras de produtos e serviços ao setor, que contribuam para a promoção do bem-estar social e do desenvolvimento sustentável. Mais informações e inscrições no site: 8º INSECTSHOW De 25 a 26 de julho, no Centro de Convenções de Ribeirão Preto,SP, acontece o 8º Insectshow Seminário Nacional sobe Controle de Pragas da Cana-de-Açúcar. Mais informações e inscrições no site: FENASUCRO&AGROCANA De 28 a 31 de agosto, o Centro de Eventos Zanini, localizado no polo regional da cana-deaçúcar em Sertãozinho, SP, sedia a Fenasucro & Agrocana 20º Feira Internacional da Indústria Sucroenergética e 10º Feira de Negócios e Tecnologia da Agricultura da Cana-de-Açúcar. Considerado o mais importante evento de negócios da indústria sucroenergética do mundo. Mais informações no site: www. fenasucroagrocana.com.br GLOBAL AGRIBUSINESS FORUM A Datagro e XYZ Live promovem o primeiro Global Agribusiness Forum, encontro que reunirá líderes, especialistas e representantes da cadeia produtiva agrícola para discutir o tema Agricultura Globalizada e Sustentável, o Desafio do Crescimento. O objetivo é debater estratégias e propor soluções de longo prazo para a agricultura mundial. Al Gore, ganhador do Nobel da Paz, ex-vice-presidente dos Estados Unidos e ativista ambiental será um dos palestrantes, analisando o impacto das mudanças climáticas para a agricultura em todo o mundo. Data: 25 e 26 de Setembro, 2012 Local: Hotel Grand Hyatt, São Paulo. Mais informações no site: www. globalagribusinessforum.com.br/ XI CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DATAGRO SOBRE AÇÚCAR E ETANOL Acontece nos dias 15 e 16 de outubro de 2012, no Hotel Grand Hyatt, em São Paulo, XI Conferência Internacional Datagro sobre Açúcar e Etanol. Mais informações e inscrições no site: www. datagrosonferences.com Aconteceu MBF AGRIBUSINESS INAUGURA NOVA SEDE Em 24 de maio aconteceu a inauguração da nova sede da MBF Agribusiness localizada a Rua Guerino Giovanini, 255, em Sertãozinho, SP. Para marcar o evento aconteceram palestras de Luciano Rodrigues (Unica), Dr. Mairun Junqueira (Makestrat) e Dr. Décio Gazzoni (Embrapa Agroenergia). Segundo o sócio diretor da MBF, Marcos Françóia, a decisão de construir uma nova sede veio por conta do aumento da equipe, da necessidade de atender atividades mais burocráticas e de ter um espaço mais adequado para receber os clientes. O novo prédio conta com uma moderna infraestrutura e sistemas avançados que garantem a segurança da informação no nível exigido pelos clientes. Uma das principais características do projeto é a reunião de novas técnicas de prestação de serviços, treinamentos e um espaço para criação, destinado a reflexões, relaxamento e desenvolvimento de ideias. Entre os destaques do prédio está o anfiteatro, equipado com sistema áudio visual 3D e videoconferência, e que tem capacidade para 60 pessoas, e a biblioteca, com um rico acervo de livros, periódicos, vídeos e documentos relacionados ao agronegócio, especialmente o setor canavieiro. Mais informações no site:

9 bate papo NLuciana Paiva Nos últimos anos, uma nova personagem passou a compor o cenário do setor sucroenergético, é Neire Colman, secretaria de Desenvolvimento Sustentável do Município de Dourados, MS. Em sua missão de expandir a agroindústria canavieira para a região de Dourados, Neire participa, de forma atenta e bastante simpática, de diversos eventos do setor, visita entidades, empresários e faz parcerias, enfim, muni-se de informações e experiência para colocar em prática o Projeto Polo de Serviços do Setor Sucroenergético de Dourados e Região. A cidade conta com aproximadamente 200 mil moradores, em seu entorno estão 38 municípios, com um total de 800 mil habitantes. Responsável por 60% da cana no Estado, Dourados se apresenta como a capital sucroenergética de Mato Grosso do Sul, seria como Sertãozinho no interior paulista. Mas para que esse título faça justiça, além de terra para o cultivo da cana, os administradores de Dourados querem oferecer infraestrutura e benefícios fiscais, como isenção de ICMS, para que novas unidades produtoras e também empresas fornecedoras de produtos e serviços para usinas se instalem na cidade e região. A Associação dos Produtores de Bionergia de Mato Grosso do Sul (Biosul) e o Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis (CeiseBr) já são parceiros do Projeto Polo de Serviços do Setor Sucroenergético

10 bate papo O presidente da Copercana, Toninho Tonielo, durante a Fenasucro&Agrocana 2011 recebeu a visita de Neire e do prefeito de Dourados, Murilo Zauith de Dourados e Região. E Neire, cada vez mais, estreita laços com a prefeitura de Sertãozinho, a Secretaria quer aprender com eles os erros e acertos para o melhor desenvolvimento do Projeto, um ponto importante ela já sabe: é fundamental que haja mão de obra qualificada. Formada em Ciências Econômicas, Neire diz que não é econômica, mas sim economista, também cursou MBA em Gestão de Negócios e MBA na FGV em Gestão de Projetos. Para completar o pacote de conquista da agroindústria canavieira para a região, a Secretaria também trabalha no sentido de aumentar a troca de informações e exposição de tecnologia. Para isso, investe na realização do 6º Congresso da Cana de Açúcar de Mato Grosso do Sul, o Canasul 2012, que acontecerá em Dourados no próximo mês de outubro. Neire, que participou do Encontro Cana substantivo feminino, realizado em Ribeirão Preto, pela Paiva & Baldin Editora, é a convidada deste primeiro Bate-Papo com a nossa revista. Quais funções ocupou antes de ser Secretaria de Desenvolvimento de Dourados? Fui gestora de projetos no Sebrae em Campo Grande, onde auxiliei o desenvolvimento de um polo industrial do setor de têxtil e confecção. E nos quatro últimos anos, sou gerente da Regional Sul do Sebrae onde atendemos 38 municípios da região do sul em projetos e ações focadas no desenvolvimento das micro e pequenas empresas nos diversos setores da economia, principalmente na cadeia de madeira e móveis, têxtil e confecção, comercio varejista, metal mecânico, além do setor do agronegócios voltados para

11 bate papo trabalho de estruturação tanto na área agrícola como na indústria e serviços no município. Neire, no Encontro Cana substantivo feminino, em companhia de Carlos Reze, diretor da Personality Consultoria e de Cláudia Maranhão, gerente ambiental da Usina Santo Antonio, AL pequenos negócios rurais, alimentos orgânicos, leite, café e hortifrúti. Atualmente, o que representa o setor sucroenergético para Dourados e região? O governo de Mato Grosso do Sul fez um zoneamento ecológico econômico no Estado e mapeou as potencialidades vocacionadas para cada região, ou seja: região norte: potencialidade para o turismo, região oeste: potencialidade no setor minero siderúrgico, região leste: papel e celulose, e, região sul, setor: sucroenergético. Com foco nestas estratégias de desenvolvimento do Estado, focamos o setor como propulsor da economia local, podendo alavancar renda e ocupações ainda inexploradas pelo município. Como no caso do setor metal mecânico, onde constam um numero considerável de empresas representadas pela federação das indústrias do Estado, as 14 unidades sucroenergéticas instaladas na região, num raio de 100 km de Dourados, podem ser propulsoras da economia, desde que seja realizado um Qual o potencial de Dourados e região para a cultura canavieira? A região de Dourados tem um potencial climático, geográfico e boa diversificação de culturas que podem agregar a canade-açúcar com excelentes resultados, existe grande parte de áreas que ainda não são cultiváveis ou que possam haver a integração de culturas. O que estamos trabalhando nesse momento é levar até o produtor tradicional as informações relevantes do setor da cana-deaçúcar, quais as potencialidades, os ganhos da produção da cana, para que o produtor possa escolher quais as culturas e onde pode obter um lucro maior. Qual a reação da população com o crescimento da cultura canavieira na região? Entendemos que os ciclos econômicos fazem parte da historia dos municípios, e a chegada de um novo ciclo pode num primeiro momento causar alguns desconfortos, que são normais. Com o passar do tempo, com a implementação de políticas de desenvolvimento para o setor, com as parcerias realizadas, com a implantação de ações voltadas para mercado e produção, os resultados

12 bate papo começam a aparecer. Como é o caso da implantação do Projeto do Polo de Serviços do Setor sucroenergético de Dourados e Região que tem por objetivo a qualificação de empresas do setor metal mecânico para fornecimento às usinas da região. Como surgiu e quais as metas deste Projeto? Foi realizada uma pesquisa com as usinas da região e constatamos que 60% do que é comprado pelas grandes usinas são de fora do Estado, os serviços e produtos necessários para atender as reposições e manutenções ainda são feitas fora daqui. Vendo essa oportunidade de mercado, montamos um projeto com a finalidade de apoiar as empresas de Dourados para que possam ter qualidade e custos semelhantes as empresas de fora do Estado, e também captar novas empresas para apoiar o setor no município. A meta é qualificar 50 indústrias do setor metal mecânico de Dourados para que nos próximos meses possam ser futuros fornecedores das usinas. O grande objetivo é fomentar esse setor fazer com que nosso empresário possa obter Secretaria de Desenvolvimento Sustentável de Dourados, se empenha para o sucesso do Polo de Serviços do Setor Sucroenergético um lucro maior nos seus negócios, empregando mais, gerando a economia local. Quais ações vocês têm promovido para que o Projeto se concretize? E como está a receptividade do investidor? A promoção de abertura de mercado como rodadas de negócios entre os empresários de Dourados e as usinas são ações contínuas realizadas, que já movimentaram mais de 15 milhões em negócios para o setor metal mecânico. A capacitação e qualificação também estão sendo realizadas para que o empresário possa se qualificar em gestão e custos, além da qualificação de mão de obra do setor. A próxima etapa é a certificação em ISO 9001 nos processos industriais das empresas do setor metal mecânico e a realização do 6º Canasul, em outubro de O setor vive mais uma crise, isso tem atrapalhado o desenvolvimento do projeto? Essa inconstância assusta? O setor vive crise o tempo todo, conversando com alguns usineiros eles me disseram que não se lembram de ciclos sem crise, ou por falta de matéria-prima, ou por politicas públicas, ou por preços no mercado, enfim, vemos que o trabalho a ser realizado nas empresas colabora com o crescimento das mesmas, independente das crises do setor. Porque uma vez qualificadas elas podem fornecer para outros mercados, como a indústria de alimentos ou agrícola que também necessita desse tipo de serviço.

13

14 holofote

15 holofote A 64ª edição do banquete do Sugar Dinner, realizada em Nova York em 16 de maio, teve público recorde de empresários e executivos do setor sucroenergético. O mais tradicional e prestigiado jantar dos executivos da cadeia açucareira contou como orador o presidente da Datagro Consultoria, o economista Plínio Nastari. Para Nastari, a honra de poder discursar e ser homenageado no principal evento do setor no mundo é de suma importância, principalmente por ter sido o quarto brasileiro a ter esta deferência, tendo sido precedido por nomes como o do ex-ministro da Agricultura Pratini de Moraes, o Embaixador Rubens Barbosa, e o ex-presidente da Unica, Eduardo Pereira de Carvalho. Os presentes elogiaram a homenagem a Nastari, resultado de seu grande conhecimento e dedicação ao setor. Disseram também que Plínio era o cara do Sugar Dinner Nova York de 2012, ou seja, a personagem mais importante da festa. Em seu discurso, Plínio Nastari enalteceu a história secular do açúcar no Brasil e sua relação com Nova York, que em sua visão «tem sido o centro do comércio mundial de açúcar por um longo tempo. 6ª EDIÇÃO DO ISO/DATAGRO NEW YORK SUGAR CONFERENCE Antes do jantar aconteceu no Waldorf Astoria Hotel a 6ª edição do ISO/Datagro New York Sugar Conference com o tema O desafio de atender a demanda global de açúcar e etanol. O encontro abordou os principais desafios e atualidades sobre os principais fundamentos da cadeia produtiva do açúcar, etanol e bioenergia no mundo. A Conferência reuniu 320 pessoas de 24 países, empresários, autoridades e ministros de vários países, e líderes do setor de açúcar e etanol de todo o mundo, com destaque à presença maciça de brasileiros e centro-americanos. As palestras abordaram a situação atual no Brasil, Tailândia, Índia, e Leste Europeu. O evento contou também com um painel formado por CEOs, participaram o presidente do Conselho da Copersucar, Luis Roberto Pogetti, o presidente da São Martinho, Fábio Venturelli, o presidente da ETH Bionergia, Luiz de Mendonça, e o presidente do Grupo Tereos International, Alexis Duval. E um painel formado por traders, participaram Jeff Bauml, da R.J.O Brien, Michael McDougall, da Newedge, e Patrice Bougault, da Cargill. Plínio Nastari foi o orador da 64ª edição do Sugar Dinner

16 holofote Foco na sustentabilidade Quando Marcos Jank deixou a presidência da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) disse que não desejava um evento de homenagem, mas gostaria muito de ser o paraninfo de alguma turma de formandos do programa RenoVação. E foi o que ocorreu em 25 de maio na cidade de Rio Preto, no interior paulista, em uma formatura de 250 alunos das usinas do Grupo Colombo, Noble Bioenergia, Virgolino de Oliveira, Bunge e Usina São Domingos. A razão do pedido, segundo Marcos, deveu-se ao fato de que ele valoriza muito o trabalho da Unica destinado à área de qualificação profissional. Em dois anos, profissionais foram requalificados pelo RenovAção. Marcos salientou que o programa incentivou e abriu caminho para as associadas da entidade desenvolverem seus próprios projetos de qualificação, o que eleva o número de trabalhadores qualificados em mais de 16 mil. Um exemplo citado, foi a Umoe Bioenergy que de uma turma de 400 formandos, 45 eram do programa RenoVação, os demais se formaram graças a iniciativa da própria empresa. Marcos também ressaltou as ações pioneiras desenvolvidas pela Unica como o Relatório de Sustentabilidade seguindo os critérios da Global Reporting Initiative (GRI) e o protocolo Agroambiental. O promotor do meio ambiente de Ribeirão Preto, Marcelo Goulart, pela primeira vez admitiu que o problema da queima não é mais em decorrência da cana, mas sim das queimadas urbanas. Isso representa um grande vitória, é o coroamento do protocolo Agroambiental, diz. A gestão de Jank com ações pioneiras focando a sustentabilidade chamou a atenção de vários segmentos, assim, o ex-presidente da Unica tem recebido propostas de trabalho não só de empresas e entidades ligadas ao agronegócio. Até o momento, Marcos estuda as propostas. Marcos Jank:... o promotor Marcelo Goulart admitiu que agora o problema não é mais com a queima da cana e sim com as queimadas urbanas Ele é TOP José Paulo Stupiello recebe o prêmio de Mônika Bergamaschi, secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo José Paulo Stupiello recebeu o prêmio Top Etanol como personalidade acadêmica. O evento aconteceu em Brasília, em 30 de maio, e é uma das ações do Projeto Agora, iniciativa de comunicação realizada por entidades e empresas ligadas ao setor sucroenergético. Engenheiro agrônomo e doutor em tecnologia do açúcar e do álcool pela Universidade de São Paulo (Esalq-USP), Stupiello se destaca por sua liderança à frente da Sociedade dos Técnicos Açucareiros e Alcooleiros do Brasil (STAB), entidade que promove o intercâmbio científico, técnico e cultural entre as diversas regiões produtoras de cana-de-açúcar do Brasil e do exterior. Pesquisas em novas variedades, na área industrial e de fermentação de cana são algumas das atividades desenvolvidas pela STAB. Na década de 70, quando o Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) dava os seus primeiros passos, foi um grande incentivador de pesquisa e desenvolvimento no setor sucroenergético

17 Maior histórico de base de dados do setor sucroenergético Mundial Independência total nas analises séries históricas de dados Única fonte de dados primário do setor Since 1979 Planting data Harvesting solutions

18 economia Os gargalos do setor sucroenergético Seminário em comemoração ao Dia da Indústria apresentou a pesquisa Gargalos da Cadeia Produtiva Sucroenergética e debateu a Conjuntura Econômica Brasileira Aproximadamente 300 empresários do setor compareceram ao seminário que teve como encerramento um almoço de confraternização Rubens Okamoto

19 economia DLuciana Paiva Dia 25 de maio, Dia da Indústria, sempre foi uma data festiva para o Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis (Ceise Br), a comemoração era a base de jantares memoráveis, mas este ano, segundo Adézio José Marques, a situação não está para grandes festas, por isso, preferiu realizar um seminário para discutir o cenário do setor sucroenergético. A programação do evento contou com a divulgação da pesquisa inédita Gargalos da Cadeia Produtiva Sucroenergética, realizada pelo Centro de Pesquisas do Agronegócio da PwC (Pricewaterhouse Coopers), em parceria com o Ceise Br e o portal Sucrotrends. Com essa pesquisa, conseguimos traçar mais fielmente o cenário do setor, pois ela representa o sentimento dos vários elos da cadeia, salientou Adézio. Marco Antonio Conejero, gerente do Research & Knowledge Center no Centro de Serviços em Agribusiness da PwC Brasil, esclareceu que o Entre os fatores responsáveis pelo desempenho negativo das duas últimas safras, está a baixa qualificação dos trabalhadores, diz Conejero estudo foi realizado entre os meses de março a maio deste ano, foram ouvidas 120 pessoas e entre os participantes da pesquisa, 66% são tomadores de decisão, ou seja, atuam em posições de gerência. Embora pareça um número pequeno, disse Conejero, os entrevistados compõem um segmento representativo da cadeia, como empresários e dirigentes de usinas, indústrias de base e fornecedores de cana. É uma pesquisa relevante por causa do perfil das pessoas que responderam e os resultados obtidos foram divididos nos segmentos agrícola, industrial e de mercado, informou. Análise da pesquisa os itens que chamaram a atenção na parte agrícola, segundo Conejero, foram produtividade, renovação dos canaviais e capacitação de mão de obra. Entre os fatores responsáveis pelo desempenho negativo das duas últimas safras, está a baixa qualificação dos trabalhadores, desde tratoristas e operadores de colhedoras até cargos mais altos como gerente agrícola. Houve mudança no quadro de funcionários das usinas, trocou-se profissionais experientes por outros sem conhecimento da área, isso refletiu com redução de produtividade, ressaltou. Na parte industrial o que chamou a atenção foi o endividamento no setor. O Itau BBA tem um trabalho muito interessante nesse sentido, aponta que o setor tem um endividamento de R$ 42 bilhões, um valor considerado alto. Ao mesmo tempo que precisa reduzir as dividas, o setor enfrenta o desafio de precisar investir para aumentar a produção, observou Conejero.

20 economia Já na área de mercado, houve surpresa, as usinas mostraram preocupação em desenvolver estratégias para vender bem os seus produtos. É uma mudança de paradigma, pois o setor sempre deixou a cargo de agências comercializadoras, de tradings, agora pensa em um atendimento personalizado, em manter um relacionamento forte com os compradores, mesmo eles estando na Ásia e Europa, comentou Conejero. Ainda no tema mercado, segundo ele, na parte de açúcar o gargalo está na logística (o porto de Santos é o maior problema), outra preocupação diz respeito ao mercado mundial de açúcar que não deve crescer muito. Já em relação ao etanol, o problema é que não há isonomia tributária, que não há valorização do etanol como produto renovável. No caso da bioeletricidade, a preocupação está com os baixos preços e com a concorrência com a energia eólica. É PRECISO CUIDAR DO NEGÓCIO Conejero disse que é bastante otimista com o setor, mesmo com esse cenário. Não vejo mais problemas que soluções, porém é preciso cuidar do negócio. Um exemplo é Sertãozinho. Fala-se muito que O governo precisa pensar o setor como cadeia produtiva, não apenas como usineiros, salienta Adézio a cidade precisa diversificar suas atividades, mas também é necessário cuidar de sua vaca leiteira, que é o setor sucroenergético, observou, completando que Ceise Br vem trabalhando muito bem nesse sentido. Ser um dos interlocutores do setor junto ao governo é uma das metas do Ceise Br. Adézio Marques salienta que o que está ocorrendo é uma crise de confiança, o governo quer saber se o setor vai investir, e empresário quer saber se o investimento lhe dará retorno no médio ou longo prazo. Tenho ouvido nos bastidores que a presidente Dilma está chateada com o setor, que deu as costas para nós. Ela tem as suas razões, não a culpo. Mas acho que é o momento de deixar a emoção de lado e trabalhar de forma racional, em favor do Brasil. O setor tem de fazer a minha culpa, ver onde errou, corrigir a rota e dar segurança ao governo federal. Por outro lado, o governo precisa também reconhecer onde está errando e possibilitar ao setor mecanismos para que volte a crescer, diz o presidente do Ceise Br. Para Adézio o governo precisa pensar o setor como cadeia produtiva, não apenas como usineiros. Perceber que o setor não se resume a 450 unidades, que são quatro mil indústrias, 88 mil fornecedores de cana e 2,5 milhões de empregos. Ver o quanto o setor é grande e estratégico. O Presidente do Ceise Br observa que é preciso agir já, pois a indefinição está provocando estragos, as usinas pararam de comprar, as indústrias para cortar custos, nos últimos três meses, já demitiram centenas de funcionários em Sertãozinho e quando o corte chega aos trabalhadores a luz vermelha da crise se acende.

21 economia O setor deveria ter dito NÃO, à presidente Dilma Rubens Okamoto O ex-ministro, economista e professor emérito da USP, Antonio Delfim Netto encerrou o Seminário do Dia da Indústria. Delfim falou que o Brasil vive seu melhor momento econômico, que existe equilíbrio monetário e, por causa dessa base mais sólida, sentirá menos a crise mundial. Salientou a importância do papel do Estado para o bom desempenho da iniciativa privada. Disse que não pode existir mercado sem um Estado regulado e forte. O mercado precisa do Estado para garantir o direito a propriedade. Precisa do Estado para garantir o contrato que é a garantia de fazer negócio hoje e receber amanhã. O Estado pode e deve trabalhar no sentido de reduzir crises. O Estado precisa estimular o instinto animal do empresário. A competição é fundamental, cada vez que ela é reduzida, é menor a eficiência, afirmou. Em decorrência dessa atuação do Estado, é fundamental para qualquer setor Delfim defende um programa de estímulos para o setor voltar a crescer econômico contar com a simpatia dos governos para prevenir crises ou ajudálo a sair delas. Na visão do ex-ministro, o governo federal não tem agido com boa vontade para o setor sucroenergético, isso porque o próprio setor construiu os obstáculos ao gerar um clima de falta de credibilidade. Quando houve a reunião com o governo para saber se o setor teria condições de abastecer o mercado interno com etanol. O setor deveria ter dito: não dá, teremos de importar. Deveria ter passado suas as reais condições de produção para a Presidente. Mas, disseram que dariam um jeitinho. Houve uma promessa que não foi cumprida. Dilma é uma tecnocrata, quer respostas certas. Apesar da má vontade do governo para ajudar o setor a sair da crise, Delfim, acha que a situação começa a ser superada, mas o diálogo deve ser mandito de forma elegante. Além disso, na opinião do ex-ministro, o governo necessita rever algumas de suas ações, como a de segurar o preço da gasolina (já há sete anos), o que tem gerado mais inflação, pois tem aumentado o valor do diesel, do gás e de outros produtos do petróleo. O governo deverá rever sua postura em relação ao setor, afinal o Brasil precisa dele e o segmento necessita de investimentos gigantes para sua recuperação. Para isso, vai precisar de um programa de estímulos para colocar em marcha esse processo.

22

23 economia Havendo rentabilidade o setor volta a investir EMPRESÁRIOS E ENTIDADES TENTAM CONSEGUIR UM ESPAÇO NA AGENDA DO GOVERNO DILMA PARA RETOMAR AS DISCUSSÕES SOBRE O FUTURO DA CANA ALuciana Paiva A edição da revista Exame de 15 de maio trouxe como matéria de capa A nova vida do usineiro, enfatizando que Rubens Ometto, presidente do Conselho da Cosan, estava cansado da montanha-russa do setor de açúcar e álcool e após investir 7 bilhões de reais está criando um novo conglomerado em que cana não entra. A notícia assustou o setor sucroenergético, afinal, se o maior produtor do mundo de cana, açúcar e etanol pretende abandonar o barco é porque o cenário não é bom. O Rubens diz isso porque está cansado da instabilidade do setor. Ele tem razão, afirma Carmen Aparecida Ruete, diretora do Grupo Virgolino de Oliveira. Carminha lembra que nos últimos 30 anos, a agroindústria canavieira passou por três grandes crises: em 1985, o preço do petróleo baixou e derrubou o preço do etanol. Com menos investimentos, em 1989 houve quebra de safra e redução da produção de etanol, o que praticamente decretou o fim do carro a álcool. Em 2008, a crise de crédito atingiu feio o setor e ainda causa estragos. Calejado com a história de crises no setor, o empresário Cícero Junqueira Franco diz que a atual é passageira e que as usinas não acabam, podem mudar de dono. Segundo ele,as usinas que estão a venda é em função de deficiência administrativa e gerencial, não por causa do setor. Apesar da crise internacional, o empresário acredita que o Brasil dentro da economia do mundo está em melhor situação e, por isso, não sofreremos muito. E o setor sairá fortalecido, mostrando que tem muita lenha para queimar. Rubens Ometto: cansado da instabilidade do mundo da cana

A feira. O maior evento mundial do setor sucroenergético. 26 a 29 de Agosto de 2014 Centro de Eventos Zanini Sertãozinho - São Paulo Brasil

A feira. O maior evento mundial do setor sucroenergético. 26 a 29 de Agosto de 2014 Centro de Eventos Zanini Sertãozinho - São Paulo Brasil Resultados Fenasucro 2014 A feira 26 a 29 de Agosto de 2014 Centro de Eventos Zanini Sertãozinho - São Paulo Brasil O maior evento mundial do setor sucroenergético O setor sucroenergético do Brasil já

Leia mais

. Reafirmar a importância do etanol como tema estratégico para a economia, o meio-ambiente, a geração de empregos e o futuro do País

. Reafirmar a importância do etanol como tema estratégico para a economia, o meio-ambiente, a geração de empregos e o futuro do País o que é O QUE É. Lançado em Brasília em dezembro de 2011, o Movimento Mais Etanol visa detalhar e disseminar políticas públicas e privadas indispensáveis para: w O restabelecimento da competitividade do

Leia mais

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Exportações de açúcar da empresa devem aumentar 86% na safra 2009/2010 A Copersucar completa

Leia mais

Mercado global. vive momento de mudanças

Mercado global. vive momento de mudanças DATAGRO Mercado global vive momento de mudanças A indústria mundial de açúcar e etanol, setor no qual o Brasil figura como um dos principais líderes, vive um cenário de transformações. Enquanto no país

Leia mais

1º Encontro de Comunicação do Setor Sucroenergético de Minas BELO HORIZONTE 08/10/09

1º Encontro de Comunicação do Setor Sucroenergético de Minas BELO HORIZONTE 08/10/09 1º Encontro de Comunicação do Setor Sucroenergético de Minas Gerais BELO HORIZONTE 08/10/09 . Jornal Canavial SIAMIG-SINDAÇÚCAR-MG EVOLUÇÃO DA COMUNICAÇÃO. Criação do Boletim Eletrônico. Criação do Site

Leia mais

Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise

Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise A crise econômica afeta o setor sucroenergético principalmente, dificultando e encarecendo o crédito

Leia mais

Cana de açúcar para indústria: o quanto vai precisar crescer

Cana de açúcar para indústria: o quanto vai precisar crescer Cana de açúcar para indústria: o quanto vai precisar crescer A demanda crescente nos mercados interno e externo por combustíveis renováveis, especialmente o álcool, atrai novos investimentos para a formação

Leia mais

O SORGO SACARINO É UMA ALTERNATIVA PARA COMPLEMENTO DA CANA-DE-AÇÚCAR NA PRODUÇÃO DE ETANOL E BIOMASSA PARA COGERAÇÃO DE ENERGIA.

O SORGO SACARINO É UMA ALTERNATIVA PARA COMPLEMENTO DA CANA-DE-AÇÚCAR NA PRODUÇÃO DE ETANOL E BIOMASSA PARA COGERAÇÃO DE ENERGIA. Seminário Temático Agroindustrial de Produção de Sorgo Sacarino para Bioetanol, 2. Ribeirão Preto, SP, 20-21/Setembro/2012. O SORGO SACARINO É UMA ALTERNATIVA PARA COMPLEMENTO DA CANA-DE-AÇÚCAR NA PRODUÇÃO

Leia mais

Edição 44 (Abril/2014)

Edição 44 (Abril/2014) Edição 44 (Abril/2014) Cenário Econômico: Prévia da inflação tem maior alta desde janeiro de 2013 O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação oficial,

Leia mais

Medida Provisória 532/2011

Medida Provisória 532/2011 Ciclo de palestras e debates Agricultura em Debate Medida Provisória 532/2011 Manoel Polycarpo de Castro Neto Assessor da Diretoria da ANP Chefe da URF/DF Maio,2011 Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural

Leia mais

5 Case Stara. Cristiano Buss *

5 Case Stara. Cristiano Buss * Cristiano Buss * Fundada em 1960, a Stara é uma fabricante de máquinas agrícolas. De origem familiar, está instalada em Não-Me-Toque, no norte do Estado; Em seis anos, cresceu 11 vezes, com baixo nível

Leia mais

Jornal Canal da Bioenergia A energia das florestas Agosto de 2014 Ano 9 Nº 94

Jornal Canal da Bioenergia A energia das florestas Agosto de 2014 Ano 9 Nº 94 Jornal Canal da Bioenergia A energia das florestas Agosto de 2014 Ano 9 Nº 94 Apesar de pouco explorada, a biomassa florestal pode ser uma das alternativas para a diversificação da matriz energética Por

Leia mais

Cooperação entre Brasil e EUA para a produção de etanol

Cooperação entre Brasil e EUA para a produção de etanol Cooperação entre Brasil e EUA para a produção de etanol Resenha Desenvolvimento / Economia e Comércio Raphael Rezende Esteves 22 de março de 2007 1 Cooperação entre Brasil e EUA para a produção de etanol

Leia mais

Ordenamento Territorial para Expansão da Cana-de-açúcar no Brasil Zoneamento Agroecológico da Cana-de-açúcar

Ordenamento Territorial para Expansão da Cana-de-açúcar no Brasil Zoneamento Agroecológico da Cana-de-açúcar Ordenamento Territorial para Expansão da Cana-de-açúcar no Brasil Zoneamento Agroecológico da Cana-de-açúcar Simpósio Internacional e Mostra de Tecnologia da Agroindústria sucroalcooleira SIMTEC 01 de

Leia mais

Situação atual e perspectivas para o setor sucroenergético

Situação atual e perspectivas para o setor sucroenergético 23 de julho de 2015 Situação atual e perspectivas para o setor sucroenergético Antonio de Padua Rodrigues Diretor técnico ROTEIRO I. Perspectivas para a safra 2015/2016 II. Mercados de açúcar e de etanol

Leia mais

UMA SOLUÇÃO PARA O ETANOL BRASILEIRO

UMA SOLUÇÃO PARA O ETANOL BRASILEIRO UMA SOLUÇÃO PARA O ETANOL BRASILEIRO O Brasil tem o programa mais bem sucedido de substituição de combustível fóssil por combustível renovável no mundo. Esse resultado só foi possível pela resposta do

Leia mais

Saiba mais sobre o desenvolvimento sustentável da Bunge no Brasil por meio do site: www.bunge.com.br/sustentabilidade

Saiba mais sobre o desenvolvimento sustentável da Bunge no Brasil por meio do site: www.bunge.com.br/sustentabilidade Saiba mais sobre o desenvolvimento sustentável da Bunge no Brasil por meio do site: www.bunge.com.br/sustentabilidade O Relatório de Sustentabilidade de 2008, em versão digital, pode ser obtido pelo site

Leia mais

EFICIÊNCIA. QUALIDADE. INOVAÇÃO. RESULTADOS. SÓ A PROCANA BRASIL OFERECE TUDO QUE SEU PLANO DE MARKETING REQUER.

EFICIÊNCIA. QUALIDADE. INOVAÇÃO. RESULTADOS. SÓ A PROCANA BRASIL OFERECE TUDO QUE SEU PLANO DE MARKETING REQUER. EFICIÊNCIA. QUALIDADE. INOVAÇÃO. RESULTADOS. SÓ A PROCANA BRASIL OFERECE TUDO QUE SEU PLANO DE MARKETING REQUER. O SETOR SUCROENERGÉTICO É UM MERCADO IMPRESSIONANTE, POIS INVESTE MAIS DE R$ 6 BILHÕES POR

Leia mais

Elas formam um dos polos mais dinâmicos da economia brasileira, e são o principal sustentáculo do emprego e da distribuição de renda no país.

Elas formam um dos polos mais dinâmicos da economia brasileira, e são o principal sustentáculo do emprego e da distribuição de renda no país. Fonte: http://www.portaldaindustria.org.br 25/02/2015 PRONUNCIAMENTO DO PRESIDENTE DO CONSELHO DELIBERATIVO NACIONAL (CDN) DO SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS (SEBRAE), NA SOLENIDADE

Leia mais

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL IMPORTÂNCIA ECONOMICA 1- Exportações em 2014: Mais de US$ 100 bilhões de dólares; 2- Contribui com aproximadamente 23% do PIB brasileiro; 3- São mais de 1 trilhão de Reais e

Leia mais

ConstruBusiness - Rumo a 2022

ConstruBusiness - Rumo a 2022 ConstruBusiness - Rumo a 2022 EXPRESS ANO 1/12 Nº44 DEZ/12 CONSTRUBUSINESS 2012 10º CONGRESSO BRASILEIRO DA CONSTRUÇÃO Em sua 10ª edição, o Construbusiness elaborou o programa Compete Brasil, com soluções

Leia mais

COMO VOLTAR A ESTIMULAR PRODUÇÃO E CONSUMO NO SETOR SUCROENERGÉTICO. Plinio Nastari DATAGRO. FÓRUM NORDESTE 2013 Recife, PE 09 de Setembro de 2013

COMO VOLTAR A ESTIMULAR PRODUÇÃO E CONSUMO NO SETOR SUCROENERGÉTICO. Plinio Nastari DATAGRO. FÓRUM NORDESTE 2013 Recife, PE 09 de Setembro de 2013 COMO VOLTAR A ESTIMULAR PRODUÇÃO E CONSUMO NO SETOR SUCROENERGÉTICO Plinio Nastari DATAGRO FÓRUM NORDESTE 2013 Recife, PE 09 de Setembro de 2013 O Fim da Pobreza China: 1,35 bilhão pessoas (2012). Índia:

Leia mais

Cooxupé faz investimento milionário em complexo de armazenamento

Cooxupé faz investimento milionário em complexo de armazenamento Cooxupé faz investimento milionário em complexo de armazenamento 7 8 Carlos Paulino discursando A cidade de Guaxupé, no sul de Minas Gerais, é conhecida por ser um dos grandes centros cafeeiros nacionais

Leia mais

Sede Sebrae Nacional

Sede Sebrae Nacional Sede Sebrae Nacional Somos o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa, uma entidade privada sem fins lucrativos, e a nossa missão é promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável

Leia mais

PROJETO GOIÁS ASSOCIAÇÃO DOS JOVENS EMPREENDEDORES E EMPRESÁRIOS DE GOIÁS

PROJETO GOIÁS ASSOCIAÇÃO DOS JOVENS EMPREENDEDORES E EMPRESÁRIOS DE GOIÁS PROJETO GOIÁS PROJETO AGROJOVEM AJE-GOIÁS CONTEXTO Uma das principais preocupações da agricultura na atualidade é a sucessão nas propriedades rurais, não somente aqui no Brasil, mas como em grandes países

Leia mais

RELOP III Reunião Anual Rio de Janeiro, 04 de novembro de 2010

RELOP III Reunião Anual Rio de Janeiro, 04 de novembro de 2010 Os Biocombustíveis no Brasil RELOP III Reunião Anual Rio de Janeiro, 04 de novembro de 2010 SUMÁRIO 1. Alguns dados d sobre o Brasil e a ANP 2. Os biocombustíveis no Brasil 3. O etanol 4. O biodiesel PANORAMA

Leia mais

Carta da Indústria 2014 (PDF 389) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/cartadaindstria_2.pdf)

Carta da Indústria 2014 (PDF 389) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/cartadaindstria_2.pdf) www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/cni/iniciativas/eventos/enai/2013/06/1,2374/memoria-enai.html Memória Enai O Encontro Nacional da Indústria ENAI é realizado anualmente pela CNI desde

Leia mais

Articles about fuel switch portfolio Brazil

Articles about fuel switch portfolio Brazil Articles about fuel switch portfolio Brazil DIÁRIO DE CUIABÁ : Empresa holandesa vai financiar projetos de energia alternativa. O financiamento se dará com a venda de créditos de carbono a partir do aproveitamento

Leia mais

etanol e bioeletricidade!!). Ora a cana de açúcar se presta a ambas as tecnologias mencionadas. Ao converter açúcar em etanol, nas dornas de

etanol e bioeletricidade!!). Ora a cana de açúcar se presta a ambas as tecnologias mencionadas. Ao converter açúcar em etanol, nas dornas de Comentários sobre o Resumo do Segundo Seminário Internacional sobre Uso Eficiente do Etanol, realizado nos dias 17 e 18 de setembro de 2015, no Auditório do BNDES, Rio de Janeiro, RJ, organizado pelo INEE.

Leia mais

Ecológico. Arranha-céu. O retrofit de um dos principais ícones norte-americanos. bate-papo Com Vitorio Panicucci, da Clavi Incorporações

Ecológico. Arranha-céu. O retrofit de um dos principais ícones norte-americanos. bate-papo Com Vitorio Panicucci, da Clavi Incorporações Mar/Abr 2015 ANO III Nº 16 R E V I S TA A REVISTA DA CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL Arranha-céu Ecológico O retrofit de um dos principais ícones norte-americanos bate-papo Com Vitorio Panicucci, da Clavi Incorporações

Leia mais

OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA

OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA BOLETIM TÉCNICO MAIO/2011 OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA Um empresário da indústria se assustou com os aumentos de custo e de impostos e reajustou proporcionalmente seus preços. No mês

Leia mais

Fusões e Aquisições no Setor Sucroenergético e a Importância da Escala de Geração. Nivalde J. de Castro Guilherme de A.

Fusões e Aquisições no Setor Sucroenergético e a Importância da Escala de Geração. Nivalde J. de Castro Guilherme de A. Fusões e Aquisições no Setor Sucroenergético e a Importância da Escala de Geração Nivalde J. de Castro Guilherme de A. Dantas TDSE Textos de Discussão do Setor Elétrico Nº14 Novembro de 2009 Rio de Janeiro

Leia mais

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012 GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY Oficina de Planejamento 2010-2012 Paraty, agosto de 2010 Objetivo da oficina Elaborar o Direcionamento Estratégico da Gastronomia Sustentável de Paraty para os próximos

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS 3º trimestre 2012

PLANO DE ESTUDOS 3º trimestre 2012 PLANO DE ESTUDOS 3º trimestre 2012 ano: 9º disciplina: geografia professor: Meus caros (as) alunos (as): Durante o 2º trimestre, você estudou as principais características das cidades globais e das megacidades

Leia mais

SEMIÁRIDOSHOW Edição 2011

SEMIÁRIDOSHOW Edição 2011 SEMIÁRIDOSHOW Edição 2011 Tecnologias Agrícolas: Água e Produção de Alimentos na Agricultura Familiar. De 22 a 25 de agosto de 2011 Local: Embrapa Transferência de Tecnologia BR 122 Km 50 (BR 428 Km 148)

Leia mais

Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS

Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS Apresentação O Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS ocorrerá nos dias 13, 14 e 15 de outubro de

Leia mais

COMO A GIR NA CRI $E 1

COMO A GIR NA CRI $E 1 1 COMO AGIR NA CRI$E COMO AGIR NA CRISE A turbulência econômica mundial provocada pela crise bancária nos Estados Unidos e Europa atingirá todos os países do mundo, com diferentes níveis de intensidade.

Leia mais

PRODUTORES DO VALE PARAM PETROLINA E JUAZEIRO

PRODUTORES DO VALE PARAM PETROLINA E JUAZEIRO Discurso pronunciado pelo Deputado Gonzaga Patriota (PSB/PE), na Sessão de 23/05/2006. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, PRODUTORES DO VALE PARAM PETROLINA E JUAZEIRO Acompanhando os grandes

Leia mais

Entendendo custos, despesas e preço de venda

Entendendo custos, despesas e preço de venda Demonstrativo de Resultados O empresário e gestor da pequena empresa, mais do que nunca, precisa dedicar-se ao uso de técnicas e instrumentos adequados de gestão financeira, para mapear a situação do empreendimento

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 11 Pronunciamento sobre a questão

Leia mais

O PT se afastou. De suas origens. Eduardo suplicy: O jornalismo impresso tem futuro? As experiências que deram certo pelo mundo

O PT se afastou. De suas origens. Eduardo suplicy: O jornalismo impresso tem futuro? As experiências que deram certo pelo mundo política, cultura & negócios eduardo tessler O jornalismo impresso tem futuro? desafio Brasil As experiências que deram certo pelo mundo Brasil Nuno Ramos: Faço arte para surpreender, não para escandalizar

Leia mais

Biocombustíveis. Também chamados de agrocombustíveis

Biocombustíveis. Também chamados de agrocombustíveis Biocombustíveis Também chamados de agrocombustíveis Biomassa É o combustível obtido a partir da biomassa: material orgânico vegetal ou animal Uso tradicional: lenha, excrementos Etanol: álcool combustível.

Leia mais

INFOSUCRO Perspectivas do Mercado de Etanol e Açúcar

INFOSUCRO Perspectivas do Mercado de Etanol e Açúcar INFOSUCRO Perspectivas do Mercado de Etanol e Açúcar Marcello Cuoco Rio de Janeiro, 28/11/11 AGENDA Overview dos mercados de Energia e Açúcar Perspectivas do mercado de Etanol ETH AGENDA Overview dos mercados

Leia mais

Carro flex com etanol: uma atitude inteligente.

Carro flex com etanol: uma atitude inteligente. Carro flex com etanol: uma atitude inteligente. O carro flex, abastecido com álcool combustível, o etanol, é uma arma poderosa no combate ao aquecimento global, um dos principais problemas que o mundo

Leia mais

OS BIOCOMBUSTÍVEIS E A

OS BIOCOMBUSTÍVEIS E A OS BIOCOMBUSTÍVEIS E A INDÚSTRIA DO PETRÓLEO Ricardo de Gusmão Dornelles Diretor do Departamento de Combustíveis Renováveis Jun/2009 MATRIZ ENERGÉTICA MUNDIAL E NACIONAL - 2008 54,9 45,1 Brasil (2008)

Leia mais

BIODIESEL. O NOVO COMBUSTÍVEL DO BRASIL.

BIODIESEL. O NOVO COMBUSTÍVEL DO BRASIL. Folder final 12/4/04 2:45 AM Page 1 BIODIESEL. O NOVO COMBUSTÍVEL DO BRASIL. PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DO BIODIESEL Folder final 12/4/04 2:45 AM Page 2 BIODIESEL. A ENERGIA PARA O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

FACIM Feira Internacional de Maputo

FACIM Feira Internacional de Maputo FACIM Feira Internacional de Maputo 50ª Edição 25 a 31 de Agosto de 2014 1. Sobre a FACIM Feira Internacional de Maputo A FACIM é uma feira multisetorial com periodicidade anual, e constitui o maior evento

Leia mais

A EVOLUÇÃO DA CULTURA DO CAFÉ E DA CANA-DE-AÇUCAR NO MUNICIPIO DE FRANCA: UM ESTUDO NOS ANOS DE 1990 A 2007

A EVOLUÇÃO DA CULTURA DO CAFÉ E DA CANA-DE-AÇUCAR NO MUNICIPIO DE FRANCA: UM ESTUDO NOS ANOS DE 1990 A 2007 344 A EVOLUÇÃO DA CULTURA DO CAFÉ E DA CANA-DE-AÇUCAR NO MUNICIPIO DE FRANCA: UM ESTUDO NOS ANOS DE 1990 A 2007 Jordanio Batista Maia da Silva (Uni-FACEF) Hélio Braga Filho (Uni-FACEF) 1 INTRODUÇÃO Vivemos

Leia mais

Um ano de farta colheita

Um ano de farta colheita Um ano de farta colheita Estamos muito felizes, pois o trabalho que realizamos em 2012 rendeu uma farta colheita, como demonstramos neste balanço: o Balanço de Atividades ANDEFedu de 2012. Além de palestras

Leia mais

Edição 40 (Março/2014)

Edição 40 (Março/2014) Edição 40 (Março/2014) Cenário Econômico: Prévia da inflação oficial acelera por alimentos e transportes (Fonte: Terra) O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) avançou 0,73% em março

Leia mais

UNIDADE 2 Empreendedorismo

UNIDADE 2 Empreendedorismo UNIDADE 2 Empreendedorismo O mundo tem sofrido inúmeras transformações em períodos de tempo cada vez mais curtos. Alguns conceitos relativos à administração predominaram em determinados momentos do século

Leia mais

Cortadores de cana têm vida útil de escravo em SP

Cortadores de cana têm vida útil de escravo em SP Cortadores de cana têm vida útil de escravo em SP Pressionado a produzir mais, trabalhador atua cerca de 12 anos, como na época da escravidão Conclusão é de pesquisadora da Unesp; usineiros dizem que estão

Leia mais

José Carlos de Oliveira Lima recebe homenagem especial da Fundação Vanzolini por sua atuação em prol da construção sustentável

José Carlos de Oliveira Lima recebe homenagem especial da Fundação Vanzolini por sua atuação em prol da construção sustentável José Carlos de Oliveira Lima recebe homenagem especial da Fundação Vanzolini por sua atuação em prol da construção sustentável Placa de reconhecimento foi entregue ao engenheiro durante a Conferência Aqua,

Leia mais

OS TRÊS PILARES DO LUCRO EMPRESAS GRANDES

OS TRÊS PILARES DO LUCRO EMPRESAS GRANDES BOLETIM TÉCNICO MAIO/2011 OS TRÊS PILARES DO LUCRO EMPRESAS GRANDES Um empresário da indústria se assustou com os aumentos de custo e de impostos e reajustou proporcionalmente seus preços. No mês seguinte,

Leia mais

Empresa Ferramentas de Apoio a Inovação e Excelência. DATA: 23/06/05

Empresa Ferramentas de Apoio a Inovação e Excelência. DATA: 23/06/05 RELATÓRIO EIXO TEMÁTICO: Eixo dos Arranjos Produtivos Locais APL s - GRUPO DE TRABALHO 07: Oportunidades para Desenvolvimento Tecnológico na Empresa Ferramentas de Apoio a Inovação e Excelência. DATA:

Leia mais

Reinventando a gestão de vendas

Reinventando a gestão de vendas Reinventando a gestão de vendas Um bom vendedor é mais importante para a empresa do que o produto. Vender não é mais persuasão, mas compreensão. Esta é a proposta de Neil Rackham, expressa durante o Fórum

Leia mais

AÇÕES INSTITUCIONAIS NO SETOR SUCROENERGÉTICO

AÇÕES INSTITUCIONAIS NO SETOR SUCROENERGÉTICO AÇÕES INSTITUCIONAIS NO SETOR SUCROENERGÉTICO Elizabeth Farina Diretora Presidente da União da Indústria da Cana-de-Açúcar Araçatuba, 13 de dezembro de 2013 130 associados; 60% da cana-de-açúcar, etanol

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

2013 Inventta Todos os direitos reservados.

2013 Inventta Todos os direitos reservados. Agenda Quem Somos Gerindo a Inovação nas Empresas Estímulos Governamentais à Inovação Resultados da pesquisa FDC/Inventta Conclusões O GRUPO A Inventta é uma consultoria especializada em gestão da inovação,

Leia mais

A Paralisia Decisória.

A Paralisia Decisória. A Paralisia Decisória. Começo este artigo com uma abordagem um pouco irônica, vinda de uma amiga minha, que, inconformada como a humanidade vêm se portando perante a fé em algo superior, soltou a máxima

Leia mais

$ $ À espera da competitividade

$ $ À espera da competitividade etanol À espera da competitividade foi mais um ano de sufoco para o setor sucroalcooleiro, que ainda sente os reflexos da crise de 2008, que deixou as usinas sem crédito, justamente quando haviam assumido

Leia mais

17 a 19 de novembro de 2008 Auditório do Clube de Engenharia Rio de Janeiro RJ

17 a 19 de novembro de 2008 Auditório do Clube de Engenharia Rio de Janeiro RJ APRESENTAÇÃO Paralela à necessidade e a previsão de investimentos do Brasil na geração de energia elétrica, que deverá destinar recursos da ordem de R$ 274,8 bilhões nos próximos quatro anos, através do

Leia mais

Faz sentido o BNDES financiar investimentos em infraestrutura em outros países?

Faz sentido o BNDES financiar investimentos em infraestrutura em outros países? Faz sentido o BNDES financiar investimentos em infraestrutura em outros países? Marcos Mendes 1 O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tem financiado a construção de infraestrutura

Leia mais

ÁREA DE MILHO CRESCEU 4,9% NA SAFRA 2012/2013, A MAIOR DESDE 1937, INDICANDO QUE O PAÍS COLHERIA UMA SAFRA RECORDE ESTE ANO

ÁREA DE MILHO CRESCEU 4,9% NA SAFRA 2012/2013, A MAIOR DESDE 1937, INDICANDO QUE O PAÍS COLHERIA UMA SAFRA RECORDE ESTE ANO GRÃOS: SOJA, MILHO, TRIGO e ARROZ TENDÊNCIAS DOS MERCADOS PARA 2012/2013 NO BRASIL E NO MUNDO Carlos Cogo Setembro/2012 PRODUÇÃO MUNDIAL DEVE RECUAR 4,1% NA SAFRA 2012/2013 ESTOQUES FINAIS MUNDIAIS DEVEM

Leia mais

7 Política de investimento direto no Brasil: a internacionalização da economia brasileira

7 Política de investimento direto no Brasil: a internacionalização da economia brasileira 7 Política de investimento direto no Brasil: a internacionalização da economia brasileira Alexandre Petry * A Apex foi criada em 2003, mas funcionava desde 1997 dentro da estrutura do Sebrae. Implementa

Leia mais

Clipping, Quarta-feira, 25 de Junho de 2008 Rede Energia Blog - (12/06/08) - Online. Cerona fecha contrato com a ENGEVIX

Clipping, Quarta-feira, 25 de Junho de 2008 Rede Energia Blog - (12/06/08) - Online. Cerona fecha contrato com a ENGEVIX Rede Energia Blog - (12/06/08) - Online Cerona fecha contrato com a ENGEVIX A Cerona - Companhia de Energia Renovável acaba de anunciar a escolha da ENGEVIX como gestora de todo o processo de instalação

Leia mais

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)?

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)? Entrevista concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após cerimônia de apresentação dos resultados das ações governamentais para o setor sucroenergético no período 2003-2010 Ribeirão

Leia mais

Novos cenários para o Brasil e o Nordeste 245 TANIA BACELAR

Novos cenários para o Brasil e o Nordeste 245 TANIA BACELAR Novos cenários para o Brasil e o Nordeste 245 TANIA BACELAR Em nome da comissão que organizou este evento agradeço a todos aqueles que convidamos para compor as diversas mesas e a todos vocês que acompanharam

Leia mais

Comunicação e Reputação. 10 dicas para manter o alinhamento e assegurar resultados

Comunicação e Reputação. 10 dicas para manter o alinhamento e assegurar resultados Comunicação e Reputação 10 dicas para manter o alinhamento e assegurar resultados 1 Introdução Ao contrário do que alguns podem pensar, reputação não é apenas um atributo ou juízo moral aplicado às empresas.

Leia mais

vencido Desafio Tradição, superação e vontade Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história

vencido Desafio Tradição, superação e vontade Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história Desafio Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história de recuperação, tradição e sucesso no varejo de material de construção mineiro. O único caminho a seguir,

Leia mais

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA?

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA? MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA? Que nome estranho! O que é isso? Essa expressão, Margem de Contribuição, pode soar estranha aos ouvidos, mas entender o que significa ajudará muito

Leia mais

Estamos presentes em 20 estados

Estamos presentes em 20 estados http://goo.gl/7kuwo O IDEBRASIL é voltado para compartilhar conhecimento de gestão com o empreendedor do pequeno e micro negócio, de forma prática, objetiva e simplificada. A filosofia de capacitação é

Leia mais

Faça amizades no trabalho

Faça amizades no trabalho 1 Faça amizades no trabalho Amigos verdadeiros ajudam a melhorar a saúde, tornam a vida melhor e aumentam a satisfação profissional. Você tem um grande amigo no local em que trabalha? A resposta para essa

Leia mais

A confluência dos vídeos e a Internet

A confluência dos vídeos e a Internet WHITEPAPER A confluência dos vídeos e a Internet Por que sua empresa deveria investir em vídeos em 2013 e como a Construção Civil pode utilizar os vídeos como diferencial competitivo. 1 Saiba como os vídeos

Leia mais

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 1 Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 Entrevistador- Como o senhor vê a economia mundial e qual o posicionamento do Brasil, após quase um ano da quebra do

Leia mais

CONCORRÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA DE IMPRENSA

CONCORRÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA DE IMPRENSA CONCORRÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA DE IMPRENSA Período de Execução: 2012 www.reedalcantara.com.br BRIEFING Reed Exhibitions PERFIL A Reed Exhibitions A Reed Exhibitions é a principal organizadora

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL (SIG) Conjunto integrado de pessoas, procedimentos, banco de dados e dispositivos que suprem os gerentes e os tomadores

Leia mais

Fonte: MAPA e RFA/USA. Elaboração: INTL FCStone

Fonte: MAPA e RFA/USA. Elaboração: INTL FCStone Commodity Insight Agosto de 2013 Analistas Thadeu Silva Diretor de Inteligência de Mercado Thadeu.silva@intlfcstone.com Pedro Verges Analista de Mercado Pedro.verges@intlfcstone.com Natália Orlovicin Analista

Leia mais

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil.

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil. A ABEMD, Associação Brasileira de Marketing Direto, é uma entidade civil, sem fins lucrativos, fundada em 1976 e constituída por pessoas jurídicas e físicas interessadas na aplicação de estratégias e técnicas

Leia mais

GRUPO CGSC INVESTE FORTE NO BRASIL

GRUPO CGSC INVESTE FORTE NO BRASIL Ano XVI Nº 157 2015 R$ 20,00 GRUPO CGSC INVESTE FORTE NO BRASIL Fábio Basilone Presidente da CGSC para o Brasil Especial: saiba tudo sobre o 4º Encontro de Resseguro do Rio de Janeiro reuniu mais de 500

Leia mais

EVENTO COM OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DIRECIONADAS PARA EMPREENDEDORES

EVENTO COM OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DIRECIONADAS PARA EMPREENDEDORES EVENTO COM OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DIRECIONADAS PARA EMPREENDEDORES A Feira do Empreendedor é promovida pelo Sebrae desde 1992 em todos os estados do país. É considerado o maior evento presencial de

Leia mais

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO ANL 2012

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO ANL 2012 JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO ANL 2012 Com a presença de mais de 100 executivos e profissionais do segmento do livro, aconteceu na capital paulista no último dia 04 de dezembro, o Jantar de Confraternização

Leia mais

Financiamento da Transição para a Agroecologia A proposta do Proambiente

Financiamento da Transição para a Agroecologia A proposta do Proambiente Financiamento da Transição para a Agroecologia A proposta do Proambiente Letícia Rangel Tura 1 e Luciano Mattos 2 Na Amazônia, desde o final dos anos 90, vêm-se discutindo formas de introduzir, em programas

Leia mais

Resumo Técnico: Avaliação técnica e econômica do mercado potencial de co-geração a Gás Natural no Estado de São Paulo

Resumo Técnico: Avaliação técnica e econômica do mercado potencial de co-geração a Gás Natural no Estado de São Paulo Resumo Técnico: Avaliação técnica e econômica do mercado potencial de co-geração a Gás Natural no Estado de São Paulo São Paulo 2008 1. Introdução. Este estudo tem como finalidade demonstrar a capacidade

Leia mais

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013 Atuação das Instituições GTP- APL Sebrae Brasília, 04 de dezembro de 2013 Unidade Central 27 Unidades Estaduais 613 Pontos de Atendimento 6.554 Empregados 9.864 Consultores credenciados 2.000 Parcerias

Leia mais

Panorama do Setor de Açúcar e Álcool. Alexandre Enrico Figliolino

Panorama do Setor de Açúcar e Álcool. Alexandre Enrico Figliolino Panorama do Setor de Açúcar e Álcool Alexandre Enrico Figliolino SETEMBRO, 2012 SUMÁRIO SEÇÃO 1 SEÇÃO 2 SEÇÃO 3 SEÇÃO 4 SEÇÃO 5 Avaliação Setorial Desempenho Econômico-Financeiro Quadro Evolutivo Setorial

Leia mais

Associativismo a modernização do sindicalismo nacional

Associativismo a modernização do sindicalismo nacional A união faz a força O dito popular encaixa-se como uma luva quando o assunto é associativismo o assunto em pauta no meio sindical. As principais confederações patronais do País estão investindo nessa bandeira

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 19 Discurso na solenidade de lançamento

Leia mais

O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO E O SETOR DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS TENDÊNCIAS DOS MERCADOS PARA 2012/2013 E OS CENÁRIOS DE LONGO PRAZO Carlos Cogo Agosto/2012 LA NIÑA PROVOCA FORTES QUEBRAS EM SAFRAS DE GRÃOS O

Leia mais

FECOMÉRCIO VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: 10.11.15 EDITORIA: CAPA E ESPECIAL

FECOMÉRCIO VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: 10.11.15 EDITORIA: CAPA E ESPECIAL FECOMÉRCIO VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: 10.11.15 EDITORIA: CAPA E ESPECIAL VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: 10.11.15 COMENTÁRIOS EDITORIA: NOTAS E VEÍCULO: PORTAL NO AR/BLOG FATOR RRH DATA: 09.11.15

Leia mais

De mãos dadas: RH e marketing

De mãos dadas: RH e marketing De mãos dadas: RH e marketing A união de RH e marketing é um dos melhores caminhos para a sobrevivência de uma empresa - e das próprias áreas Não é incomum, em tempos de turbulência e incertezas econômicas,

Leia mais

27/03/2014. Conquista de goodwill, imagem e reputação por parte dos associados, governo, imprensa, formadores de opinião, ONGs, sociedade

27/03/2014. Conquista de goodwill, imagem e reputação por parte dos associados, governo, imprensa, formadores de opinião, ONGs, sociedade INDUSTRIA BRASILEIRA DE ARVORES Câmara Setorial de Florestas Plantadas Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Março - 2014 Criação de Associação da Indústria de Produtos de Base Florestal

Leia mais

Abioeletricidade cogerada com biomassa

Abioeletricidade cogerada com biomassa bioeletricidade Cana-de-Açúcar: um pr energético sustentável A cana-de-açúcar, a cultura mais antiga do Brasil, é hoje uma das plantas mais modernas do mundo. A afirmação é do vice-presidente da Cogen

Leia mais

Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar

Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar AGENDA BAHIA Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar Além das reformas tributária e trabalhista, país precisa investir em infraestrutura eficaz, na redução do custo da energia

Leia mais

Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento

Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento Sumário XXI EDIÇÃO DO CONGRESSO FENABRAVE TERMINA COM PREVISÃO OTIMISTA PARA

Leia mais

RJ 15/04/2014 Nº 1063 Ônibus elétrico começa a circular no Rio de Janeiro

RJ 15/04/2014 Nº 1063 Ônibus elétrico começa a circular no Rio de Janeiro RJ 15/04/2014 Nº 1063 Ônibus elétrico começa a circular no Rio de Janeiro Veículo da Rodoviária A. Matias está em teste na linha 249 operacionais Ônibus elétrico começa a circular no Rio de Janeiro A Fetranspor

Leia mais

Boletim. O mercado da cerveja em foco. A priorização do setor de bares e restaurantes é estratégica. CervBrasil participa do São Paulo Pizza Show

Boletim. O mercado da cerveja em foco. A priorização do setor de bares e restaurantes é estratégica. CervBrasil participa do São Paulo Pizza Show Boletim Outubro/2015 O mercado da cerveja em foco. ENTREVISTA A priorização do setor de bares e restaurantes é estratégica. Leia entrevista exclusiva com Paulo Solmucci Júnior, presidente-executivo da

Leia mais

7 dicas rápidas de marketing digital para você sair na frente! MARKETING DIGITAL

7 dicas rápidas de marketing digital para você sair na frente! MARKETING DIGITAL DICAS PARA DIVULGAR SUA EMPRESA E AUMENTAR AS VENDAS NO FIM DE ANO 7 dicas rápidas de marketing digital para você sair na frente! MARKETING DIGITAL Sumário Apresentação Capítulo 1 - Crie conteúdo de alta

Leia mais

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES Organizador Patrocínio Apoio PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 O Turismo é uma das maiores fontes de

Leia mais