Ética a qualquer preço? Uma análise da campanha de comunicação da Brahma.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ética a qualquer preço? Uma análise da campanha de comunicação da Brahma."

Transcrição

1 São Revista Acadêmica do Grupo Comunicacional de São Bernardo Ano 1 - nº 2 - (julho/dezembro de 2004) Textos originais, revisados pelos membros do conselho editorial Ética a qualquer preço? Uma análise da campanha de comunicação da Brahma. Roberto Jimenes e Elizabeth Moraes Gonçalves (Universidade Metodista de São Paulo) Resumo. Este artigo aborda a questão ética no meio publicitário e a estratégia de marketing, traçada para alcançar objetivos de mercado propostos, seja para lançar um produto, seja para combater as ações de seus concorrentes. A polêmica gerada pelas campanhas publicitárias das cervejas Brahma e Nova Schin será avaliada, através da análise da linguagem presente nos anúncios e das fontes secundárias publicadas na mídia sobre a temática. Palavras-chave: comunicação, propaganda, ética. Introdução. Não é de hoje que o mercado de cervejas no Brasil vem apresentando uma disputada concorrência entre os mais diversos fabricantes: Skol, Brahma, Antarctica, Kaiser, Schincariol, Bavária, sempre exibiram os seus comerciais nos mais diversos veículos. Quem não se lembra dos famosos slogans:

2 a Skol desce redondo; a Brahma já foi a número 1; a Antarctica, a melhor cerveja do Brasil; a Kaiser foi uma grande cerveja; quem não "experimentou" a Nova Schin; e por fim a Bavária, a cerveja dos amigos. Comerciais estes protagonizados através dos tempos pelos mais variados garotos propaganda, como a tartaruga da Brahma; o baixinho da Kaiser; Daniela Mercuri pela Antarctica; as diversas duplas sertanejas pela Bavária, dentre muitos outros. Diríamos que esta deve ter sido a "época de ouro" do mercado cervejeiro no país, um mercado que movimenta milhões de reais. Um mercado que se mostrava ético, sem campanhas publicitárias comparativas que denegrissem a marca de seus concorrentes. Durante o ano de 2003, a "Primo Schincariol Indústria de Cervejas e Refrigerantes S.A.", com sede localizada na cidade de Itú no interior de São Paulo, deu início a uma nova estratégia de marketing, trabalhando as variáveis de marketing (produto, preço, distribuição e comunicação) de forma clara e objetiva. A saga da Schincariol. De acordo com pesquisa realizada pela própria Schin, o que originou uma matéria publicada pelo Meio & Mensagem em meados de 2003, a antiga cerveja Schincariol era considerada a pior do segmento tradicional, sendo seu produto considerado o "patinho feio" do mercado cervejeiro. Sabiamente e, sem trabalhar sua marca principal (a Cerveja Schincariol), a cervejaria de Itu partiu para um excelente plano estratégico, lançando no mercado uma nova marca só que para o segmento "premium": a "Primus", também utilizando um forte slogan: "desde 2002 uma tradição em cerveja", utilizando-se para isto de astros Globais. Ainda não satisfeita, a Schincariol lançou outra marca nova, só que desta vez para o segmento popular ou "combate" (denominação muito utilizada pelo marketing para produtos de preço baixo): a Glacial, com trabalho de comunicação voltado apenas para o ponto de venda. Com dois novos produtos lançados no prazo médio de 01 ano, sendo um para o segmento "premium" e o outro para o "combate", chegou o momento de atacar o mercado tradicional de cervejas. Até agora, a estratégia de marketing da Cervejaria Schincariol estava perfeita, posicionando corretamente dois novos produtos em mercados até então inexplorados por ela. A Nova Schin. Chegou o momento do mercado brasileiro conhecer mais um novo produto "made in Itú": a Nova Schin. Baseada na pesquisa citada anteriormente, onde a antiga Cerveja Schincariol foi considerada a pior do mercado, a cervejaria do interior paulista veio à mídia, anunciando uma nova cerveja, com nova fórmula, novo sabor, novo rótulo. Chegou a "Nova Schin". Estrelada com protagonistas de peso em uma única campanha, como Luciano Huck, Thiago Lacerda,

3 Fernanda Lima, Zeca Pagodinho, além de inúmeros figurantes, a campanha criada por Eduardo Fischer pregava de forma enfática à população um jargão de fácil memorização: "experimenta, experimenta, experimenta, experimenta!". A campanha só não obteve um maior sucesso, devido ter apresentado um pequeno problema (mas crucial) de distribuição e, reconhecido pela própria empresa: o produto esgotou-se rapidamente nos pontos de vendas. Conforme as pesquisas DataFolha / M&M de fevereiro de 2004, Schincariol mantém-se como a marca preferida em comerciais, com 8,7% de citações, juntamente com Casas Bahia (6,7%) e Skol (6,6%), sendo que as duas cervejas mostram movimento negativo em relação ao mês anterior. Brahma (4,6%), Kaiser (3,2%), Antarctica (2,9%) e Pepsi (2,7%) encontram-se num segundo patamar de preferência. As outras marcas que aparecem entre as dez preferidas são Hawaianas (1,8%), Coca-Cola (1,6%) e GM (1,2%). Pesquisa publicada no Meio & Mensagem de 22 de março de O crescimento da Nova Schin. Independente de seu problema de distribuição, a marca continuou com presença forte na mídia, veiculando nos principais veículos de comunicação do país, e realizando um forte trabalho junto ao varejo: abasteceu bem as gôndolas dos supermercados e efetuou uma excelente exposição de sua marca junto a bares e restaurantes (colocação de totens, cartazes, bolachas para chopp), trabalhando de forma sincronizada suas ações de propaganda e promoção de vendas. O "experimenta" havia caído literalmente na boca do povo, e a marca ganhou notoriedade (share of mind e mkt share) junto ao mercado e à população. A ascensão da Schincariol era inevitável e seus concorrentes viram-se encurralados em uma trincheira, acompanhando a invasão do até então inofensivo inimigo. A "Schincariol" invadiu a "Molson" destituindo o "Kaiser" de seu trono. Não satisfeita, partiu para o soberano reino da "AMBEV", conquistando rapidamente a península da "Antarctica". As tropas de Itu estavam realmente mostrando todo o seu "grande" poderio estratégico (fazendo jus à lembrança do folclore da cidade onde tudo é grande). Próxima parada: o castelo da "Brahma?"

4 O "Kaiser" contra-ataca. Depois que o "Kaiser" foi deposto de seu trono (caiu da 4ª para a 5ª posição no mkt share), tratou imediatamente de reposicionar as suas tropas, preparando uma forte ofensiva no mercado. Realizou talvez uma das maiores pesquisas de mercado do país ( entrevistas), através de um sério e respeitoso instituto, o DataFolha. A campanha de lançamento da "Kaiser Novo Sabor" aconteceu em rede nacional num domingo, 15 de fevereiro de No próprio domingo Gugu Liberato e Fausto Silva já faziam a chamada para o lançamento que aconteceria logo mais à noite e, por volta das 20:00 horas, todos os canais da TV aberta exibiram, ao mesmo tempo, o anúncio que teve um minuto de duração, veiculando a mais nova campanha da cerveja Kaiser, convidando o consumidor a conhecer a cerveja perfeita na opinião dos brasileiros. Além desta campanha na mídia, que durou poucos meses, a empresa trabalhou fortemente o ponto de venda, através de ações de degustação. Porém, a associação à Nova Schin era inevitável. Pela simples avaliação deste mercado, podemos afirmar que todo este esforço não alcançou o seu objetivo: de reposicionar sua marca neste competitivo mercado. A Ambev perde terreno. Conforme mencionado anteriormente, a "Nova Schin" conseguiu reverter a sua participação de mercado, tornando-se a 3ª marca mais consumida, ficando atrás da Brahma por apenas 4,8 pontos percentuais, conforme o levantamento a seguir:

5 Segundo RIES e TROUT (l989, p56), em seu livro Marketing de Guerra, dentre os princípios de marketing há aquele denominado princípio ofensivo, que orienta a buscar uma fraqueza na força do líder e atacar esse ponto fraco: "Não se trata de impressão errada. Queremos dizer, encontre uma fraqueza na força do líder, não na fraqueza do líder. Algumas vezes os líderes têm pontos fracos que são exatamente pontos fracos e não uma parte inerente à sua força. Eles podem ter negligenciado este ponto, tê-lo considerado sem importância, ou esquecido a seu respeito". (RIES; TROUT, 1989, p.56) Observando-se esta citação de Ries e Trout e avaliando a linha de criação adotada nas campanhas publicitárias até então pela indústria cervejeira no país, verifica-se que, até a veiculação da campanha "Experimenta!", da Nova Schin, todos os fabricantes exploravam de forma agressiva o "corpo da mulher" e toda a sua sensualidade. O que aconteceu com aquelas campanhas memoráveis que citamos no começo deste artigo? Assim, pode-se observar que a "Schincariol" e sua agência, a "Fischer América", perceberam muito bem o espaço que estas indústrias e suas agências esqueceram no mercado, utilizando uma campanha inteligente e com uma linguagem de fácil assimilação por parte do consumidor. Cuidado Brahma (a Nova Schin está chegando). Acompanhando os dados já citados, pode-se então traçar a estratégia adotada pela AMBEV para conter o crescimento da Schin. Voltemos ao princípio de tudo: a. A cerveja Schincariol era considerada a pior de seu segmento, ocupando a 5ª colocação em market-share; b. A Schincariol promoveu um incremento em sua linha de produtos, passando a atuar em dois novos segmentos; c. Em seguida, reposicionou seu produto tradicional, mudando fórmula, rótulo, sabor e linha de comunicação; d. Inicia-se a campanha e, rapidamente, a Nova Schin deixou para trás a Antarctica e a Kaiser, começando a preocupar a própria Brahma. Portanto, fica mais do que claro que a ação da Brahma foi de pura retaliação, para tentar conter a avanço de seu mais novo concorrente. E, para isso, ela utilizou uma prática que coloca em discussão princípios éticos e sociais. E para valer-se de sua principal força, ela apostou alto neste mercado, uma vez que é a indústria do setor

6 que maior verba possui, conforme é demonstrado no gráfico a seguir: Embora a AMBEV possa ser considerada a toda poderosa do setor cervejeiro no país, sua comunicação de retaliação criou precedentes com relação a moral e à ética A guerra declarada extrapolou fronteira através de uma campanha comparativa, afetando diretamente a opinião pública em função dos vários artigos publicados pela imprensa. A exposição das marcas envolvidas (Nova Schin e Brahma) ganhou a mídia. Além disso, o garoto propaganda que protagonizou tudo isso, o Sr. Zeca Pagodinho, de forma inocente, declarou junto à Revista Veja (24 de março de 2004) que foi vítima de uma armação, que confiou na palavra de uma pessoa que julgava amiga (Eduardo Fischer, representando sua agência de propaganda Fischer América, e seu cliente, a Cervejaria Schincariol). Na semana seguinte, mais precisamente em 31 de março de 2004, Eduardo Fischer aproveitou-se do mesmo veículo para exercer o seu direito de reposta, alegando que ele jamais tinha negociado a participação de Zeca Pagodinho na campanha de Nova Schin, e sim, foi Eduardo de Alcântara Machado, sócio da Point Comunicação e Marketing, empresário contratado para conduzir as negociações entre Zeca Pagodinho, a Schincariol e a Fischer América. Analisando os discursos de campanha: Nova Schin. A campanha da Nova Shin utilizou um slogan que trabalhava uma mudança explícita: experimenta! Este sentimento de mudança foi o verdadeiro atrativo da campanha, chamando a atenção dos brasileiros. O que a campanha ressoava (experimenta, experimenta, experimenta...), entrou na mente e despertou a curiosidade dos consumidores, retornando em um excelente feedback para a empresa. O principal fator que alavancou as vendas da Nova Schin, foi sua identificação com uma linguagem mais próxima da população, associada à curiosidade de experimentar uma nova marca de cerveja. Podemos

7 aqui destacar uma passagem de Maingueneau (2002, p.20), que aborda a questão desta interpretação da mensagem publicitária. "Compreender um enunciado não é somente referir-se a uma gramática e a um dicionário, é mobilizar saberes muito diversos, fazer hipóteses, raciocinar, construindo um contexto que não é um dado preestabelecido e estável".(maingueneau, 2002, P.20). A análise da linguagem e de sua aplicação unida ao marketing revela resultados surpreendentes para uma campanha publicitária. No caso do "experimenta" podemos identificar uma linguagem verbal e explícita, através de uma função expressiva (emissão de uma opinião) e uma função conativa (apelo). Podemos ainda considerar as leis do discurso citadas por MAINGUENEAU (2002 p. 34): "A lista das leis do discurso e as relações que estas entretêm entre si variam de um autor a outro. Algumas têm um alcance extremamente geral, como, por exemplo, a lei da pertinência ou da sinceridade".(maingueneau, 2002, p. 34). Das leis citadas em seu livro, MAINGUENEAU destaca a da "pertinência", da "sinceridade", da "informatividade" e da "exaustividade". Assim, comparando-se estas leis com a campanha da Nova Schin, percebemos que ela foi pertinente, pois explorou uma linha de comunicação esquecida pelo mercado; foi sincera, pois os personagens atestavam que a cerveja estava realmente boa; foi informativa, pois informava à população que ela (a cerveja) havia mudado, e foi exaustiva, em função de sua repetição junto à mídia. O Marketing e a Linguagem (discurso) da Propaganda, visual e verbal, quando aliados às percepções humanas, resultam em um excelente processo de feedback. O marketing segmenta as necessidades dos consumidores e, a análise do discurso, acelera o processo de recepção da mensagem, despertando assim o interesse pelo produto anunciado. Voltei para o meu Amor! (Brahma). Tudo corria bem no mercado cervejeiro, até que chegasse a mídia a nova campanha da Brahma, estrelada nada mais, nada menos, por Zeca Pagodinho (o garoto propaganda da Nova Schin): a confusão estava armada!

8 Do ponto de vista do discurso utilizado, o comercial televisivo apresentava uma estética impecável, porém sua mensagem fazia referência à rival Nova Schin, onde Zeca referia-se a esta como um amor de verão e que agora voltava para o seu grande amor (a Brahma), prática esta questionada pelo próprio CONAR, que não permite a comparação de produtos e marcas na propaganda brasileira. Se pararmos para avaliar o conteúdo explícito desta mensagem, podemos perceber que, de forma humorística (ou quem sabe sarcástica) o retorno ao grande amor pode ser comparado à traição, ao adultério, prática esta muito comentada e difundida em nosso meio social, principalmente em conversas de bar. Implicitamente, este comercial refere-se à Nova Schin, a marca traída por Zeca Pagodinho. No texto publicitário, a linguagem é determinante para sua eficácia. Para tanto, faz uso de elementos simbólicos e lingüísticos como os operadores argumentativos, a relação imagem / texto, as formas do discurso, as funções de linguagem, o princípio de cooperação, a ideologia, o momento histórico, político e social, as condições de produção a partir das quais se compõe sua elaboração para despertar a atenção, desejo, sonho, consciência, interesse e, por fim, levar o leitor / consumidor à ação. A linguagem publicitária utiliza principalmente a linguagem visual para a transmissão das mensagens. A verdade é que as campanhas comparativas e enganosas não são aceitas pelo mercado publicitário brasileiro e o próprio Zeca Pagodinho afetou com esta ação a sua imagem de ícone social. A linguagem como forma de ação a Teoria dos Atos de Fala, SEARLE (1995) designa o que se diz (ato locucionário) e como se faz para dizer (ato ilocucionário) a fim de despertar no receptor a ação pretendida (ato perlocucionário). "(...) assim, quando se deseja convencer, assustar ou agradar alguém, não basta dizer 'eu (te) convenço', 'eu (te) assusto', 'eu (te) agrado' a persuasão, o temor, a satisfação vão decorrer (ou não) daquilo que é dito (...) sempre que se interage através da língua, profere-se um enunciado lingüístico dotado de certa força que irá produzir no interlocutor determinado(s) efeito(s), ainda que não aqueles que o locutor tinha em mira" (KOCH, 1995, p. 20). Os valores éticos. Percebendo o forte crescimento de sua rival - a Schincariol - a AMBEV utilizou uma ação para retaliar e tentar conter o avanço de sua concorrente, que já havia derrubado uma das suas marcas, a Antarctica e, que rapidamente, aproximava-se de sua outra marca, a Brahma. Uma ação que fere a ética e os bons princípios profissionais da propaganda. Algumas matérias publicadas nas principais revistas justificavam esta ação para desviar a atenção da mídia da associação da AMBEV com a belga Interbrew, fusão esta, que resultou na maior cervejaria do mundo. Porém, toda ação da Brahma foi premeditada, pois a maior cervejaria do país não queria ser ameaçada por uma marca que, até pouco tempo, tinha uma participação inexpressiva no mercado. Considerações finais. Este artigo pode mostrar como uma ação publicitária (ou de comunicação) está fundamentada em um

9 plano de marketing. Vimos que, através de dados de pesquisa, uma empresa pode acompanhar o desempenho de sua marca junto ao mercado, e quando há indícios que o seu concorrente vem ganhando participação rapidamente. Porém, não podemos aceitar que para conter as ações de empresas concorrentes, esta tome atitudes antiéticas, e que comprometam os princípio de uma comunicação socialmente correta. Todas as marcas de cerveja, Shol, Brahma, Nova Schin, Antarctica, Kaiser, Bavária, entre outras, apresentam uma imagem formada frente aos consumidores. Uma imagem construída ao longo dos anos, através de um sério trabalho de marketing, apresentando produtos de qualidade, bem distribuídos, e porque não dizer, todas com um bom share of mind. Mas ações como esta, empreendidas pela Brahma, podem fazer com que o consumidor de hoje, mais atento e exigente, veja a imagem desta marca ser socialmente afetada, pelo simples fato de utilizar-se de uma mensagem que coloca em dúvida os seus princípios morais. A questão da propaganda como ciência é amplamente explorada por ARMANDO SANT ANNA (2000) em sua obra, independente de seu mercado de atuação. "(...) Em todos os domínios, a propaganda logo se empenha na busca da simplificação. Trata-se de dividir a doutrina e a argumentação em alguns pontos, definindo-os o mais claramente possível. O propagandista tem a sua disposição uma escala inteira de fórmulas: manifestos, profissões de fé, programas, declarações, catecismo, os quais, em geral sob forma afirmativa, enunciam certo número de proposições em texto conciso e claro." (SANT ANNA, 2000, p. 58/9). Bibliografia: KOCH, Ingedore Villaça. A Inter-ação pela Linguagem. São Paulo: Contexto, MAINGUENEAU, Dominique. Análise de Textos de Comunicação. Cortez Editora, São Paulo: RIES, Al & TROUT, Jack. Marketing de Guerra. Makron, São Paulo: SANT ANNA, Armando. Propaganda: teoria, técnica e prática. São Paulo: Pioneira / Thomson Learning, SEARLE, J Expressão e Significado: estudo dos atos de fala. São Paulo: Martins Fontes, Periódicos: Meio & Mensagem, 08 de dezembro de 2003, página 60: "Brahma experimenta Milton Neves".

10 Meio & Mensagem, 08 de março de 2004, página 29: "Bye-bye Brasil". Meio & Mensagem, 15 de Março de 2004, página 27: "Entre quatro paredes". Jornal Valor Econômico, 22 de março de Caderno Empresas & Tecnologia, página B1: "W/Brasil entra na guerra das cervejas com ação contra Ambev". Meio & Mensagem, 22 de março de 2004, páginas 38 e 39: "Malandragem dá um tempo". Revista Veja, 24 de março de 2004, páginas 11, 14 e 15: "O pagodão de Pagodinho". Meio & Mensagem, 29 de março de 2004, páginas 12, 32 e 33: "Brahma sem Pagodinho"; "Se não resolver com a Lei de Gerson, tenta um pagodinho"; "Honestidade como padrão". Revista Veja, 31 de março de 2004, páginas 24 e 25: "Eduardo Fisher". Meio & Mensagem, 19 de abril de 2004, páginas 44 e 58 "Caso Zeca Pagodinho: um novo precedente." Internet: Disponível em: em 31 de março de 2004: "Liminar proíbe Schincariol de usar sósia de Zeca Pagodinho".

11 (imagem kaiser) (imagem Schincariol)

PENSAR GRANDE CATEGORIA INDÚSTRIA DE BEBIDAS

PENSAR GRANDE CATEGORIA INDÚSTRIA DE BEBIDAS EXPERIMENTA! NOVA SCHIN PENSAR GRANDE CATEGORIA INDÚSTRIA DE BEBIDAS Este bem poderia ser o lema do Grupo Schincariol, que teve origem na pitoresca cidade de Itu, no interior paulista, conhecida em todo

Leia mais

O USO DA METÁFORA NOS SLOGANS

O USO DA METÁFORA NOS SLOGANS O USO DA METÁFORA NOS SLOGANS CARNEIRO, Carla Maria Bessa e STANCATO, Francine Teles 1 RESUMO: Este estudo tem como objetivo mostrar a eficácia da metáfora nos slogans para a construção de um anúncio.

Leia mais

COMUNICAÇÃO DE MARKETING

COMUNICAÇÃO DE MARKETING COMUNICAÇÃO DE MARKETING COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE MARKETING Meio através do qual a empresa informa, persuadi e lembra os consumidores sobre o seu produto, serviço e marcas que comercializa. Funções: Informação

Leia mais

Projeto Integrado de Comunicação Do Bem Sucos Integrais: Peça de Mídia Impressa Recado do Bem 1

Projeto Integrado de Comunicação Do Bem Sucos Integrais: Peça de Mídia Impressa Recado do Bem 1 Projeto Integrado de Comunicação Do Bem Sucos Integrais: Peça de Mídia Impressa Recado do Bem 1 Amanda DIAS 2 Ana Carolina SACCOMANN 3 Beatriz REBELO 4 Bruna CLARA 5 Isabela SANTOS 6 Nathalia COBRA 7 Antonio

Leia mais

Etapas Planejamento de Campanha de Propaganda PARTE 4

Etapas Planejamento de Campanha de Propaganda PARTE 4 Etapas Planejamento de Campanha de Propaganda PARTE 4 UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 12.05.11 Tema Vários termos são utilizados para denominar

Leia mais

ESTUDO DE CASO: BRAHMA: NOVA LATA VERMELHA

ESTUDO DE CASO: BRAHMA: NOVA LATA VERMELHA ESTUDO DE CASO: BRAHMA: NOVA LATA VERMELHA Carlos Eduardo Carvalho Cruz Eduardo Borges Ferreira Rudiney Cordeiro Cardoso 1 Resumo: O presente trabalho trata de um estudo de caso com foco na campanha da

Leia mais

tipos de campanhas PUBLICITÁRIAS

tipos de campanhas PUBLICITÁRIAS PAULOCINTI tipos de campanhas PUBLICITÁRIAS Ela tem como objetivo difundir a marca do fabricante, institucionalizá-la. Neste tipo de campanha você nunca verá uma empresa falando explicitamente sobre os

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA LET 02630 LÍNGUA PORTUGUESA Noções gerais da língua portuguesa. Leitura e produção de diferentes tipos de textos, em especial os relativos à comunicação de

Leia mais

Atendimento. Item 4- Publicidade e Propaganda

Atendimento. Item 4- Publicidade e Propaganda Atendimento Item 4- Publicidade e Propaganda Atendimento Item 4- Publicidade e Propaganda PUBLICIDADE X PROPAGANDA PUBLICIDADE Deriva de público (latim: publicus) Atendimento Item 4- Publicidade e Propaganda

Leia mais

Estratégias de Comunicação

Estratégias de Comunicação Prof. Edmundo W. Lobassi A propaganda é parte do marketing e uma das ferramentas da comunicação. Uma boa estratégia de marketing não garante que a campanha de propaganda será boa, mas é condição essencial

Leia mais

Emoção CONSTRUÇÃO DE MARCAS

Emoção CONSTRUÇÃO DE MARCAS Emoção Grande parte das nossas decisões de compra são feitas por impulso, de forma irracional, instintiva. Se temos dinheiro, compramos as marcas com as quais nos relacionamos emocionalmente. Cada marca

Leia mais

ANÁLISE DOS PONTOS DE VISTA IDEOLÓGICOS COMO REFERÊNCIA NA FORMAÇÃO DO PÚBLICO LEITOR.

ANÁLISE DOS PONTOS DE VISTA IDEOLÓGICOS COMO REFERÊNCIA NA FORMAÇÃO DO PÚBLICO LEITOR. ANÁLISE DOS PONTOS DE VISTA IDEOLÓGICOS COMO REFERÊNCIA NA FORMAÇÃO DO PÚBLICO LEITOR. Autor: Wagner de Araújo Baldêz 1 - UFOP. Orientador: William Augusto Menezes 2 - UFOP. O objetivo desse artigo é relatar

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Publicidade e Propaganda 2011-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Publicidade e Propaganda 2011-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Publicidade e Propaganda 2011-2 DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO CAMPANHA DE POSICIONAMENTO

Leia mais

Prazo de Validade e indústria de alimento

Prazo de Validade e indústria de alimento Prazo de Validade e indústria de alimento Luiz Eduardo Carvalho Na Inglaterra uma cerveja em lata apresenta e prazo de validade nas tampas superior e inferior, bem como alerta no rótulo para que tal informação

Leia mais

ANÁLISE CRÍTICA DE UMA PROPAGANDA DA SKY VEICULADA NA REVISTA VEJA

ANÁLISE CRÍTICA DE UMA PROPAGANDA DA SKY VEICULADA NA REVISTA VEJA ANÁLISE CRÍTICA DE UMA PROPAGANDA DA SKY VEICULADA NA REVISTA VEJA Themis Rondão Barbosa 1 IFMS Resumo: Este trabalho tem por objetivo analisar um texto publicitário da SKY publicado na revista Veja (n.

Leia mais

TELEVISÃO x CRIANÇA: novo alvo da publicidade televisiva.

TELEVISÃO x CRIANÇA: novo alvo da publicidade televisiva. TELEVISÃO x CRIANÇA: novo alvo da publicidade televisiva. Mariana Carneiro da Cunha CAMPELO 1 Resumo Ao longo dos anos, na publicidade televisiva brasileira, vem ocorrendo algumas mudanças na comunicação

Leia mais

Era preciso criar novos caminhos visando aumentar

Era preciso criar novos caminhos visando aumentar KAISER ROBERTO D RANGER RANGER / W ALTER ALTER LONGO INVESTINDO NA ASSOCIAÇÃO ENTRE DUAS PAIXÕES NACIONAIS Diante da iminente aprovação da fusão entre suas principais concorrentes, que resultou na criação

Leia mais

Painel 2 O BUSINESS JORNAL E O POSICIONAMENTO MULTIPLATAFORMA

Painel 2 O BUSINESS JORNAL E O POSICIONAMENTO MULTIPLATAFORMA 29. 09. 2014 Geral Nome da pesquisa Painel 2 O BUSINESS JORNAL E O POSICIONAMENTO Autor 2 Apêndice: Pesquisa Painel 2 O BUSINESS JORNAL E O POSICIONAMENTO A reunião na agência foi muito positiva. Márcio

Leia mais

ESTRANGEIRISMOS NA SALA DE AULA: PROPOSTA DE TRABALHO A PARTIR DE TEXTOS PUBLICITÁRIOS Fabiana Kelly de Souza (UFMG) fabksouza@gmail.

ESTRANGEIRISMOS NA SALA DE AULA: PROPOSTA DE TRABALHO A PARTIR DE TEXTOS PUBLICITÁRIOS Fabiana Kelly de Souza (UFMG) fabksouza@gmail. ESTRANGEIRISMOS NA SALA DE AULA: PROPOSTA DE TRABALHO A PARTIR DE TEXTOS PUBLICITÁRIOS Fabiana Kelly de Souza (UFMG) fabksouza@gmail.com 1. Introdução As línguas se modificam de acordo com as necessidades

Leia mais

Apresentação da Disciplina

Apresentação da Disciplina Mídia - 2015.1 Nilmar Figueiredo 1 2 3 4 Calendário Acadêmico Comentários Apresentação da Disciplina Sistema de Avaliação 1 - Apresentação da Disciplina O que é Mídia? Departamento de Mídia - Organização

Leia mais

O marketing aplicado aos mandatos : A importância da leitura de cenário para o planejamento.

O marketing aplicado aos mandatos : A importância da leitura de cenário para o planejamento. 2º Seminário Nacional de REDES SOCIAIS e E-GOV para Administração Pública O marketing aplicado aos mandatos : A importância da leitura de cenário para o planejamento. Daniel Machado Especialista em Marketing

Leia mais

A guerra das cervejas

A guerra das cervejas 1 de 18 02/04/2012 20:06 A guerra das cervejas As relações com o publicitário Fischer para enviar informações para comentar Momentos de catarse e a mídia Em PDF A mudança de comando Em PDF A guerra das

Leia mais

Briefing O que é? Para que serve?

Briefing O que é? Para que serve? Faculdade de Tecnologia da Paraíba CURSO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA A INTERNET DISCIPLINA DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES WEB ESTÁTICAS PERÍODO: P2 Semestre: 20082 PROFESSOR Geraldo Rodrigues

Leia mais

introdução a publicidade & propaganda Aula 3- Funções e Conceitos de publicidade e propaganda

introdução a publicidade & propaganda Aula 3- Funções e Conceitos de publicidade e propaganda introdução a publicidade & propaganda Aula 3- Funções e Conceitos de publicidade e propaganda professor Rafael Ho mann Setores envolvidos Anunciante também conhecido como cliente, é a empresa, pessoa ou

Leia mais

É Natural Educar Assim 1

É Natural Educar Assim 1 É Natural Educar Assim 1 Luana da Silva de ANDRADE 2 Larissa Santos de ASSIS 3 Luana Cristina KNOD 4 Rafaela Ritz dos SANTOS 5 Simone Cristina KAUFMANN 6 Tamires Lopes SILVA 7 YhevelinSerrano GUERIN 8

Leia mais

Promoção de vendas é a pressão de marketing de mídia ou não mídia exercida durante um período predeterminado e limitado de tempo ao nível de

Promoção de vendas é a pressão de marketing de mídia ou não mídia exercida durante um período predeterminado e limitado de tempo ao nível de Metas das Comunicações de Marketing: Criação de consciência informar os mercados sobre produtos, marcas, lojas ou organizações. Formação de imagens positivas desenvolver avaliações positivas nas mentes

Leia mais

Gestão de Marketing Ricardo Almeida, Dr. 02/10/09

Gestão de Marketing Ricardo Almeida, Dr. 02/10/09 Administração Noturno - 5º período Gestão de Marketing Ricardo Almeida, Dr. 02/10/09 1 (Ricardo 2009 Vale 0,5) Foi comentado em sala que a propaganda do Supermercado Beira Rio em Gurupi, tinha sido mal

Leia mais

7. POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO. 7.1- Comunicação 7.2- Publicidade 7.3- Promoção 7.4- Marketing directo

7. POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO. 7.1- Comunicação 7.2- Publicidade 7.3- Promoção 7.4- Marketing directo 7. POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO 7.1- Comunicação 7.2- Publicidade 7.3- Promoção 7.4- Marketing directo A COMUNICAÇÃO Comunicar Comunicar no marketing emitir mensagem para alguém emitir mensagem para o mercado

Leia mais

ATENDIMENTO A CLIENTES

ATENDIMENTO A CLIENTES Introdução ATENDIMENTO A CLIENTES Nos dias de hoje o mercado é bastante competitivo, e as empresas precisam ser muito criativas para ter a preferência dos clientes. Um dos aspectos mais importantes, principalmente

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 14:54

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 14:54 Curso: DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Centro de Ciências Humanas e da Comunicação Comunicação Social (Noturno) Ano/Semestre: 011/1 09/05/011 1:5 COM.0000.0.000- COM.0001.0.001-0 COM.0019.01.001-7 FIL.0051.00.00-3

Leia mais

1. FATOS QUE EVIDENCIAM EXPANSÃO DO SETOR

1. FATOS QUE EVIDENCIAM EXPANSÃO DO SETOR 1. FATOS QUE EVIDENCIAM EXPANSÃO DO SETOR O brasileiro toma refrigerante como água. Pelo menos, essa foi a constatação da Associação Brasileira da Indústria de Refrigerantes (ABIR) ao anunciar que, em

Leia mais

introdução a publicidade & propaganda Aula 3 - Departamentos e uxograma da agência de propaganda

introdução a publicidade & propaganda Aula 3 - Departamentos e uxograma da agência de propaganda introdução a publicidade & propaganda Aula 3 - Departamentos e uxograma da agência de propaganda professor Rafael Ho mann Campanha Conjunto de peças com o mesmo objetivo, conjunto de peças publicitárias

Leia mais

A REAÇÃO DO JOVEM MARINGAENSE FRENTE ÀS PROPAGANDAS QUE INCENTIVAM A PRÁTICA ESPORTIVA ATRAVÉS DA MÍDIA

A REAÇÃO DO JOVEM MARINGAENSE FRENTE ÀS PROPAGANDAS QUE INCENTIVAM A PRÁTICA ESPORTIVA ATRAVÉS DA MÍDIA 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 A REAÇÃO DO JOVEM MARINGAENSE FRENTE ÀS PROPAGANDAS QUE INCENTIVAM A PRÁTICA ESPORTIVA ATRAVÉS DA MÍDIA Ivania Skura 1, Julia Cristina Paixão 2, Joaquim

Leia mais

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes Unidade IV Marketing Profª. Daniela Menezes Comunicação (Promoção) Mais do que ter uma ideia e desenvolver um produto com qualidade superior é preciso comunicar a seus clientes que o produto e/ ou serviço

Leia mais

&DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR

&DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR &DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR Toda comunicação publicitária visa atender a alguma necessidade de marketing da empresa. Para isso, as empresas traçam estratégias de comunicação publicitária, normalmente traduzidas

Leia mais

Cliente: Sindicerv Veículo: www.parana-online.com.br Data: 19-10-2010 Imagem Corporativa Monopólio no setor de bebidas é alvo de críticas Helio Miguel Pequenas perdem espaço. A enorme concentração no setor

Leia mais

Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento

Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento Introdução Planejamento Divulgando sua loja Como fechar as vendas Nota Fiscal

Leia mais

Marketing Digital de resultado para PMEs. Monitoramento na Internet A arma competitiva das pequenas e médias empresas

Marketing Digital de resultado para PMEs. Monitoramento na Internet A arma competitiva das pequenas e médias empresas Monitoramento na Internet A arma competitiva das pequenas e médias empresas 1 Sumário I II V Porque monitorar? O que monitorar? Onde monitorar? Como engajar? 2 Por que Monitorar? 3 I II V Nas mídias sociais

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Cultura Brasileira 1º PERÍODO O fenômeno cultural. Cultura(s) no Brasil. Cultura regional e

Leia mais

CONAR: NOVAS RESTRIÇÕES PARA A PUBLICIDADE DE BEBIDAS ALCOÓLICAS

CONAR: NOVAS RESTRIÇÕES PARA A PUBLICIDADE DE BEBIDAS ALCOÓLICAS : NOVAS RESTRIÇÕES PARA A PUBLICIDADE DE BEBIDAS ALCOÓLICAS Conheça todas as novidades que o Conar está implantando a partir de 10 de abril de 2008 para a publicidade de cervejas, vinhos, aguardentes,

Leia mais

A ESCRITA CRIATIVA: ESCREVENDO EM SALA DE AULA E PUBLICANDO NA WEB Solimar Patriota Silva (UNIGRANRIO) solimar.silva@unigranrio.edu.

A ESCRITA CRIATIVA: ESCREVENDO EM SALA DE AULA E PUBLICANDO NA WEB Solimar Patriota Silva (UNIGRANRIO) solimar.silva@unigranrio.edu. A ESCRITA CRIATIVA: ESCREVENDO EM SALA DE AULA E PUBLICANDO NA WEB Solimar Patriota Silva (UNIGRANRIO) solimar.silva@unigranrio.edu.br RESUMO O objetivo deste trabalho é apresentar algumas sugestões de

Leia mais

Campanha de Comunicação para a Cerveja Itaipava 2008 ¹

Campanha de Comunicação para a Cerveja Itaipava 2008 ¹ Campanha de Comunicação para a Cerveja Itaipava 2008 ¹ Rafael Cruz GALLEGO ² João BATISTA Freitas Cardoso ³ Universidade Municipal de São Caetano do Sul - IMES RESUMO Durante o ano de 2007, ano de conclusão

Leia mais

OBJETIVOS DE MARKETING

OBJETIVOS DE MARKETING CASE Banco do Brasil Todo Seu O Banco do Brasil é a mais antiga instituição bancária brasileira. Reconhecido como fundamental para o desenvolvimento econômico e social do país, é também o maior banco da

Leia mais

Estratégias em Propaganda e Comunicação

Estratégias em Propaganda e Comunicação Ferramentas Gráficas I Estratégias em Propaganda e Comunicação Tenho meu Briefing. E agora? Planejamento de Campanha Publicitária O QUE VOCÊ DEVE SABER NO INÍCIO O profissional responsável pelo planejamento

Leia mais

Planejamento de Campanha Publicitária

Planejamento de Campanha Publicitária Planejamento de Campanha Publicitária Prof. André Wander UCAM O briefing chegou. E agora? O profissional responsável pelo planejamento de campanha em uma agência de propaganda recebe o briefing, analisa

Leia mais

TÍTULO: NEUROMARKETING: UMA NOVA FORMA DE FAZER PROPAGANDA. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS

TÍTULO: NEUROMARKETING: UMA NOVA FORMA DE FAZER PROPAGANDA. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS TÍTULO: NEUROMARKETING: UMA NOVA FORMA DE FAZER PROPAGANDA. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO AUTOR(ES): FELIPE

Leia mais

Campanha promocional Doutores da Alegria - Voluntáriado 1

Campanha promocional Doutores da Alegria - Voluntáriado 1 Campanha promocional Doutores da Alegria - Voluntáriado 1 Alexandre COELHO 2 Catarina CARVALHO 3 Danielle RIBEIRO 4 Leoni ROCHA 5 Paloma HADDAD 6 Professor/Orientador: Daniel CAMPOS 7 Universidade Fumec,

Leia mais

Veículo: www.estadao.com.br Data: 05-05-2010 Lucro da AmBev sobe 2,38% no 1º trimestre SÃO PAULO - A AmBev (Companhia de Bebidas das Américas) divulgou hoje um lucro líquido consolidado de R$ 1,650 bilhão

Leia mais

Palavras-chave: Peças publicitárias; comerciais marcantes; televisão; criatividade. Área do conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas.

Palavras-chave: Peças publicitárias; comerciais marcantes; televisão; criatividade. Área do conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas. COMERCIAIS MARCANTES Açucena Vieira de Morais, Daniella Zarro Teixeira Silva Pinto, James da Silva Costa, Ariane Fernanda da Silva Costa, Silene Fernandes Bicudo Univap Universidade do Vale do Paraíba/FCSAC

Leia mais

1- O que é um Plano de Marketing?

1- O que é um Plano de Marketing? 1- O que é um Plano de Marketing? 2.1-1ª etapa: Planejamento Um Plano de Marketing é um documento que detalha as ações necessárias para atingir um ou mais objetivos de marketing, adaptando-se a mudanças

Leia mais

Divulgação do novo telefone da Central de Atendimento da Cemig: Análise da divulgação da Campanha

Divulgação do novo telefone da Central de Atendimento da Cemig: Análise da divulgação da Campanha XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Divulgação do novo telefone da Central de Atendimento da Cemig: Análise da divulgação

Leia mais

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2009/2012

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2009/2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 018 /2011/CSCI Versão: 01 Aprovação em: 17 de novembro de 2011 Ato de Aprovação: 018/2011 Unidades Responsáveis: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social DISPÕE SOBRE PROCEDIMENTOS

Leia mais

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Josiane Corrêa 1 Resumo O mundo dos negócios apresenta-se intensamente competitivo e acirrado. Em diversos setores da economia, observa-se a forte

Leia mais

A IMAGEM DA PROPAGANDA NO BRASIL

A IMAGEM DA PROPAGANDA NO BRASIL A IMAGEM DA PROPAGANDA NO BRASIL Medição 2004 Menção obrigatória: Pesquisa encomendada ao IBOPE pela ABP- Associação Brasileira de Propaganda Série histórica iniciada em 2002 Principais objetivos - Avaliar

Leia mais

MERCHANDISING NO PDV: AGREGANDO VALOR AO PLANO DE COMUNICAÇÃO 1

MERCHANDISING NO PDV: AGREGANDO VALOR AO PLANO DE COMUNICAÇÃO 1 1 MERCHANDISING NO PDV: AGREGANDO VALOR AO PLANO DE COMUNICAÇÃO 1 Rafael Vinícius Back RESUMO Esse artigo consiste em demonstrar brevemente o papel do Merchandising no composto da comunicação e sua importância

Leia mais

Publicidade. Monitoramento: Percepções sobre Publicidade. Relatório de Monitoramento de Marcas e Conversações

Publicidade. Monitoramento: Percepções sobre Publicidade. Relatório de Monitoramento de Marcas e Conversações Crédito da imagem: ronnestam.com Anúncio Upex Publicidade Relatório de Monitoramento de Marcas e Conversações Introdução Foram realizadas buscas na mídia social Twitter, através de ferramenta de monitoramento

Leia mais

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos INTERTEXTUALIDADE E OS TEXTOS PUBLICITÁRIOS Vanessa Nogueira Maia de Sousa (UNIGRANRIO) vanessousa@yahoo.com.br RESUMO Este artigo debate a relação entre a Intertextualidade e os textos publicitários.

Leia mais

Thaísa Fortuni. 15 dicas de Mídias Sociais para Moda. Copyright 2015 - Todos os direitos reservados

Thaísa Fortuni. 15 dicas de Mídias Sociais para Moda. Copyright 2015 - Todos os direitos reservados Thaísa Fortuni Thaísa Fortuni 15 dicas de Mídias Sociais para Moda Copyright 2015 - Todos os direitos reservados Sobre Thaísa Fortuni Publicitária por formação, escritora e empreendora digital. Trabalha

Leia mais

CURSO de COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA Gabarito

CURSO de COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA Gabarito UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2006 e 1 o semestre letivo de 2007 CURSO de COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA Gabarito Verifique se este caderno contém: INSTRUÇÕES

Leia mais

(VWXGRGH&DVR. Os tipos de produtos comercializados e distribuídos pelas distribuidoras Skol são as cervejas, refrigerantes, água e isotônicos.

(VWXGRGH&DVR. Os tipos de produtos comercializados e distribuídos pelas distribuidoras Skol são as cervejas, refrigerantes, água e isotônicos. (VWXGRGH&DVR A história da Nova Iguaçu Distribuidora de Bebidas, localizada no município de Queimados no Estado do Rio de Janeiro iniciou-se na década de 80. Em 1983 houve a fusão da Distribuidora Escuna

Leia mais

COMUNICAÇÃO MERCADOLÓGICA CONTEXTO. Professora Rosicler Bettarelli rbettarelli@cidadesp.edu.br

COMUNICAÇÃO MERCADOLÓGICA CONTEXTO. Professora Rosicler Bettarelli rbettarelli@cidadesp.edu.br COMUNICAÇÃO MERCADOLÓGICA CONTEXTO Professora Rosicler Bettarelli rbettarelli@cidadesp.edu.br A COMUNICAÇÃO MERCADOLÓGICA...... deve ser elaborada a partir do quadro sociocultural do consumidor alvo COMUNICAÇÃO

Leia mais

BREVE APRESENTACAO, ~

BREVE APRESENTACAO, ~ BREVE APRESENTACAO, ~ Jornal era considerado mídia obrigatória O principal diferencial costumava ser o volume de circulação, principalmente se o jornal era auditado pelo IVC. Os jornais eram procurados

Leia mais

1 Briefing de Criação

1 Briefing de Criação 1 Briefing de Criação Antecedentes do processo de criação Para se criar uma campanha ou mesmo uma única peça é imprescindível que antes seja feito um briefing para orientar o trabalho do planejamento,

Leia mais

Aula 4 Lugares de argumentação

Aula 4 Lugares de argumentação Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Programa de Pós-Graduação em Design Disciplina Seminário de desenvolvimento de tese Aula 4 Lugares de argumentação Profa. Dra. Jackeline Lima Farbiarz

Leia mais

As sacolas das lojas são outdoors que circulam pelos shopping centers

As sacolas das lojas são outdoors que circulam pelos shopping centers ASSUNTO em pauta As sacolas das lojas são outdoors que circulam pelos shopping centers As lojas de shopping não estão explorando todo o potencial desta poderosa ferramenta de marketing. P o r Fábio Mestriner

Leia mais

Estética da Cerveja: apontamentos sobre 20 anos de discursos gráficos da bebida nacional 1

Estética da Cerveja: apontamentos sobre 20 anos de discursos gráficos da bebida nacional 1 Estética da Cerveja: apontamentos sobre 20 anos de discursos gráficos da bebida nacional 1 Sergio Marilson KULAK UNICENTRO Universidade Estadual do Centro-Oeste/PR RESUMO O presente trabalho ressalta aspectos

Leia mais

Resumo. GT Produção Laboratorial Impresso Jornal cultural 2ª Opinião Márcia Eliane Rosa Professora de Jornalismo, doutoranda na ECA/USP

Resumo. GT Produção Laboratorial Impresso Jornal cultural 2ª Opinião Márcia Eliane Rosa Professora de Jornalismo, doutoranda na ECA/USP GT Produção Laboratorial Impresso Jornal cultural 2ª Opinião Márcia Eliane Rosa Professora de Jornalismo, doutoranda na ECA/USP Resumo O 2ª Opinião - Espaço cultural é um jornal-laboratório que vem sendo

Leia mais

Integrada de Marketing. UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 31.03.11

Integrada de Marketing. UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 31.03.11 O Planejamento de Comunicação Integrada de Marketing UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 31.03.11 Agenda: Planejamento de Comunicação Integrada de

Leia mais

A Responsabilidade Ética na Propaganda & Marketing. Com DANILO CUNHA

A Responsabilidade Ética na Propaganda & Marketing. Com DANILO CUNHA A Responsabilidade Ética na Propaganda & Marketing Com DANILO CUNHA Ética A Responsabilidade Ética na Propaganda & Marketing Conceito Estudo dos juízos de apreciação referentes à conduta humana suscetível

Leia mais

Cliente: Sindicerv Veículo: Jornal Brasil Econômico Data: 25-05-2010 Imagem Corporativa Cliente: Sindicerv Veículo: www.msnoticias.com.br Data: 24-03-2010 Imagem Corporativa RC Meio Dia coloca em discussão

Leia mais

RELAÇÕES PÚBLICAS E MARKETING? EIS A QUESTÃO. NA FACULDADE E NO MERCADO DE TRABALHO 1

RELAÇÕES PÚBLICAS E MARKETING? EIS A QUESTÃO. NA FACULDADE E NO MERCADO DE TRABALHO 1 RELAÇÕES PÚBLICAS E MARKETING? EIS A QUESTÃO. NA FACULDADE E NO MERCADO DE TRABALHO 1 Jeaine Cardoso Soares 2 Resumo Parafraseando a célebre indagação Shakespeariana: Ser ou não ser, eis a questão e aproveitando

Leia mais

1ª Lei do Marketing: LIDERANÇA. As Nove Leis Vencedoras do Marketing

1ª Lei do Marketing: LIDERANÇA. As Nove Leis Vencedoras do Marketing As Nove Leis Vencedoras do Marketing 1ª Lei do Marketing: LIDERANÇA A Desafio 21 publicou as Leis Vencedoras do Marketing, resumidas pelo guru norte americano do marketing contemporâneo Al Ries no seu

Leia mais

A Resolução CFM nº 1.974/2011

A Resolução CFM nº 1.974/2011 A Resolução CFM nº 1.974/2011 A Resolução CFM nº 1.974/2011 Publicada no Diário Oficial da União em 19/8/2011. Entra em vigor 180 dias após sua publicação. Ementa: Estabelece os critérios norteadores da

Leia mais

Mídia Kit. Informação de líder para líder

Mídia Kit. Informação de líder para líder Mídia Kit Informação de líder para líder 2014 AméricaEconomia Brasil América Economia é a única revista brasileira que oferece cobertura exclusiva e especializada da economia da América Latina em contexto

Leia mais

NOTÍCIA INSTITUCIONAL: IMAGEM INSTITUCIONAL

NOTÍCIA INSTITUCIONAL: IMAGEM INSTITUCIONAL NOTÍCIA INSTITUCIONAL: IMAGEM INSTITUCIONAL RESUMO Caroline Ferreira 1 O objetivo deste artigo é falar sobre Noticia institucional e o interesse cada vez maior das empresas em cuidar da sua imagem institucional.

Leia mais

COMUNICAÇÃO APLICADA MÓDULO 18

COMUNICAÇÃO APLICADA MÓDULO 18 COMUNICAÇÃO APLICADA MÓDULO 18 Índice 1. Imagem - Continuação...3 1.1. Posicionamento... 3 2. Referências Bibliográficas...3 2 1. IMAGEM - CONTINUAÇÃO 1.1. POSICIONAMENTO Al Ries (1993) 1 apresenta: lei

Leia mais

Televisão brasileira: o início da problemática 1

Televisão brasileira: o início da problemática 1 Televisão brasileira: o início da problemática 1 AUTOR: QUINTANA JÚNIOR, José CURSO: Comunicação Social Jornalismo/Unifra, Santa Maria, RS OBRA: CAPARELLI, Sérgio. Televisão e capitalismo no Brasil: com

Leia mais

Cartaz Hiper Cap 1 RESUMO

Cartaz Hiper Cap 1 RESUMO Cartaz Hiper Cap 1 Alana de FREITAS 2 Danizieli de OLIVEIRA 3 Diego de OLIVEIRA 4 Hugo CEREZER 5 Jéssica TESOTO 6 Renata Cristina FORNAZIERO 7 Rafaela ALVES 8 Renata Luis SOUZA 9 Thaís Roberta CASAGRANDE

Leia mais

Negociação: conceitos e aplicações práticas. Dante Pinheiro Martinelli Flávia Angeli Ghisi Nielsen Talita Mauad Martins (Organizadores)

Negociação: conceitos e aplicações práticas. Dante Pinheiro Martinelli Flávia Angeli Ghisi Nielsen Talita Mauad Martins (Organizadores) Negociação: conceitos e aplicações práticas Dante Pinheiro Martinelli Flávia Angeli Ghisi Nielsen Talita Mauad Martins (Organizadores) 2 a edição 2009 Comunicação na Negociação Comunicação, visão sistêmica

Leia mais

Consumo feminino de cerveja

Consumo feminino de cerveja Consumo feminino de cerveja Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência de mercado. Cem

Leia mais

Cerveja Heineken 1. PALAVRAS-CHAVE: Heineken; Fotografia; Latinhas; Festa; Diversão.

Cerveja Heineken 1. PALAVRAS-CHAVE: Heineken; Fotografia; Latinhas; Festa; Diversão. Cerveja Heineken 1 Lais Eloara Nunes 2 Camila Roberta Fernandes 3 Paulo Oliveira 4 Mérsia Alvarinho Casimiro 5 Thayne Cristina dos Santos 6 Cristiane Peixoto Nabarretti. 7 Faculdade Anhanguera de Limeira,

Leia mais

Apontamentos sobre marketing eleitoral

Apontamentos sobre marketing eleitoral Apontamentos sobre marketing eleitoral Posicionamento da Candidatura Cada campanha é única e terá seu próprio cronograma. No entanto, é possível propor uma divisão geral em fases, pelas quais qualquer

Leia mais

O JORNAL DE EMPRESA COMO UMA FERRAMENTA DE MARKETING AMBIENTAL Rebeca Morato Mangualde 1, Vinícius Valim Pereira 2

O JORNAL DE EMPRESA COMO UMA FERRAMENTA DE MARKETING AMBIENTAL Rebeca Morato Mangualde 1, Vinícius Valim Pereira 2 O JORNAL DE EMPRESA COMO UMA FERRAMENTA DE MARKETING AMBIENTAL Rebeca Morato Mangualde 1, Vinícius Valim Pereira 2 1 Graduada em Comunicação Social - UFV, Gerente de Marketing da Lifesys Informática Ltda.

Leia mais

Pesquisa Risqué Clássicos. Thamara Yanne Silva Santos Antônio Terra Centro Universitário de Belo Horizonte, Belo Horizonte, MG

Pesquisa Risqué Clássicos. Thamara Yanne Silva Santos Antônio Terra Centro Universitário de Belo Horizonte, Belo Horizonte, MG Pesquisa Risqué Clássicos Thamara Yanne Silva Santos Antônio Terra Centro Universitário de Belo Horizonte, Belo Horizonte, MG Grupos focais são comumente utilizados em pesquisas de marketing para determinar

Leia mais

ENADE Publicidade e propaganda: uma análise da tipologia de questões dos ciclos 2006, 2009 e 2012 1.

ENADE Publicidade e propaganda: uma análise da tipologia de questões dos ciclos 2006, 2009 e 2012 1. ENADE Publicidade e propaganda: uma análise da tipologia de questões dos ciclos 2006, 2009 e 2012 1. Profa Dra Nanci Maziero Trevisan 2 Professora e pesquisadora da Universidade Anhanguera de Santo André

Leia mais

Não adianta falar inglês sem fazer sentido. 1

Não adianta falar inglês sem fazer sentido. 1 Não adianta falar inglês sem fazer sentido. 1 BOGUSZEWSKI, Luiza. 2 SCHETTERT, Gabriela Antunes. 3 MENEZES, Sérgio. 4 Universidade Positivo, Curitiba, PR. 2013 RESUMO Com a disseminação da cultura norte-americana

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013 Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: COMUNICAÇÃO SOCIAL BACHARELADO MATRIZ CURRICULAR PUBLICIDADE E PROPAGANDA SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL

Leia mais

SLOGAN E INTERAÇÃO DE TEMPO, SUJEITO E ESPAÇO: UM ESTUDO DE CASO DO GUARANÁ ANTÁRTICA

SLOGAN E INTERAÇÃO DE TEMPO, SUJEITO E ESPAÇO: UM ESTUDO DE CASO DO GUARANÁ ANTÁRTICA 1 SLOGAN E INTERAÇÃO DE TEMPO, SUJEITO E ESPAÇO: UM ESTUDO DE CASO DO GUARANÁ ANTÁRTICA Bruna Carreira Barcaroli Jéssica Gonçalves Evangelista¹ Orientadora: Profª. Drª. Sheila F. P. de Oliveira Resumo:

Leia mais

O ATENDIMENTO ENQUANTO AGENTE ATUANTE NO MERCADO PUBLICITÁRIO DE SANTA MARIA - RS

O ATENDIMENTO ENQUANTO AGENTE ATUANTE NO MERCADO PUBLICITÁRIO DE SANTA MARIA - RS O ATENDIMENTO ENQUANTO AGENTE ATUANTE NO MERCADO PUBLICITÁRIO DE SANTA MARIA - RS OLIVEIRA-CRUZ, Milena Carvalho Bezerra Freire de 1 RABAIOLLI, Janderle 2 SCHERER, Fernanda 3 SANTOS, Giandra Carla dos

Leia mais

manual básico de mídia

manual básico de mídia manual básico de mídia Manual Básico de Mídia 1 2 Manual Básico de Mídia 2015 Índice_ 01. Amostra...4 02. Público-alvo...6 03. Audiência de TV...8 04. GRP...12 05. Alcance e frequência...14 06. Custo por

Leia mais

Política de. [ comunicação] Forluz

Política de. [ comunicação] Forluz Política de [ comunicação] Forluz Índice Apresentação...4 Missão da Forluz...5 Condições para aplicação deste documento...6 Objetivos da Política de Comunicação...7 Diretrizes da Política de Comunicação...8

Leia mais

História da propaganda brasileira: dos fatos à linguagem

História da propaganda brasileira: dos fatos à linguagem História da propaganda brasileira: dos fatos à linguagem A trajetória A cada período da trajetória, em cada contexto social em que se inseriu, a publicidade encontrou a sua maneira de dizer, dialogando

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina 008ª Zona Eleitoral de Canoinhas/SC

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina 008ª Zona Eleitoral de Canoinhas/SC Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina 008ª Zona Eleitoral de Canoinhas/SC gdelbem@tre-sc.gov.br ; gdelbem@yahoo.com.br Proposta de valores no Planejamento Estratégico da Justiça Eleitoral Gestão

Leia mais

Atuação do comunicólogo frente a uma Assessoria de comunicação 1. Thalles ATAIDE 2 Liliana RODRIGUES 3 Faculdade Boas Novas (FBN), Manaus AM

Atuação do comunicólogo frente a uma Assessoria de comunicação 1. Thalles ATAIDE 2 Liliana RODRIGUES 3 Faculdade Boas Novas (FBN), Manaus AM Atuação do comunicólogo frente a uma Assessoria de comunicação 1 Thalles ATAIDE 2 Liliana RODRIGUES 3 Faculdade Boas Novas (FBN), Manaus AM RESUMO Com o intuito de alavancar a imagem de empresas foram

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO

EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO LET 02630 LÍNGUA PORTUGUESA Noções gerais da língua portuguesa. Leitura e produção de diferentes tipos de textos, em especial os relativos à comunicação de massa. Os tipos

Leia mais

Relatório Social Colégio Espaço

Relatório Social Colégio Espaço Relatório Social Colégio Espaço As aulas de Cidadania e Empreendedorismo concentram a maioria das atividades de Responsabilidade Social do Colégio Espaço. Idealizador e Professor do Curso: Peterson de

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA 1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INTRODUÇÃO A PUBLICIDADE E PROPAGANDA... 4 02 HISTÓRIA DA ARTE... 4 03 COMUNICAÇÃO

Leia mais

Percepções acerca da autoestima na propaganda da Coca-Cola¹

Percepções acerca da autoestima na propaganda da Coca-Cola¹ Percepções acerca da autoestima na propaganda da Coca-Cola¹ Resumo Jasmine HORST² Nincía Cecília Ribas Borges TEIXEIRA³ Universidade Estadual do Centro Oeste - Unicentro Atualmente, a publicidade é um

Leia mais

Redes Sociais Em Apoio À Tomada De Decisão

Redes Sociais Em Apoio À Tomada De Decisão Redes Sociais Em Apoio À Tomada De Decisão Este assunto normalmente é tratado quando se aborda a coleta de dados no ciclo de Inteligência. No entanto, o fenômeno das redes sociais, atualmente, cresceu

Leia mais

Anúncio Impresso Juntos Transformamos o Mundo 1

Anúncio Impresso Juntos Transformamos o Mundo 1 Anúncio Impresso Juntos Transformamos o Mundo 1 Paulo Henrique Paes Alves Da SILVA 2 Danielle Soares De CARVALHO 3 Gabriela Caroline BERNARDI 4 Jessica Dos Santos BATISTA 5 João Paulo SPRICIGO 6 Laysa

Leia mais