o anglo resolve a 2ª fase da GV-SP Economia dezembro de 2005

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "o anglo resolve a 2ª fase da GV-SP Economia dezembro de 2005"

Transcrição

1 o anglo resolve a 2ª fase da GV-SP Economia dezembro de 2005 É trabalho pioneiro. Prestação de serviços com tradição de confiabilidade. Construtivo, procura colaborar com as Bancas Examinadoras em sua tarefa de não cometer injustiças. Didático, mais do que um simples gabarito, auxilia o estudante no processo de aprendizagem, graças a seu formato: reprodução de cada questão, seguida da resolução elaborada pelos professores do Anglo. No final, um comentário sobre as disciplinas. Para o curso de Economia, a FGV-SP realiza um vestibular anual em duas fases. 1ª FASE Consta de provas com testes de múltipla escolha das seguintes disciplinas: Horário Disciplina Quantidade Manhã (das 8 às 12h) Matemática 0 Língua Portuguesa 15 História 15 Geografia 15 Tarde Inglês 15 (das 1 às 17h) Química 15 Biologia 15 Física 15 Classificam-se para a 2ª fase os 200 candidatos com as melhores médias aritméticas simples das notas estatisticamente padronizadas. Os candidatos que emparatem na 200ª posição serão todos classificados para a 2ª fase. 2ª FASE Consta de três provas discursivas (cujo número de questões não é previamente divulgado): Duração Disciplina Peso 2 horas Raciocínio Matemático Língua Portuguesa 1 2 horas e meia Redação em Língua Portuguesa 1 A média de cada candidato na 2ª fase é a média ponderada das notas estatisticamente padornizadas. A média final (MF) é dada pela seguinte fórmula: MF = (0, média da 1ª fase) + (0,6 média da 2ª fase) Observações 1. Zero em qualquer disciplina elimina o candidato. 2. Cada disciplina tem pontuação de ZERO a DEZ pontos.

2 T T MA E M Á I CA Questão 1 A seguir, estão representadas as quatro primeiras figuras de uma seqüência infinita, onde cada quadrado tem 10cm de lado. 1ª- figura 2ª- figura ª- figura ª- figura a) Chame de n o número de ordem e de A a área da superfície pintada de cinza de uma figura qualquer dessa seqüência. Determine uma função, por meio de uma equação, que descreva como a área da parte cinza dessas figuras varia com seu número de ordem na seqüência. b) Construa um gráfico cartesiano da função obtida na parte a. Considere a figura de ordem n (n IN*), cotada em cm, em que o conjunto de pontos {P 1, P 2, P,..., P n } está contido no lado RS do quadrado RSTU: R P 1 P 2 P P n S 10 U T a 1 a 2 a a n 10 a) A área A (n) pedida, em cm 2, é tal que: 2 a a a a A n ( n) ( ) = A( n) = Logo, A (n) = 50. Resposta: A (n) = 50, n IN*

3 b) Do item anterior, o gráfico pedido é: A (n) n n Nota: Observamos imprecisões nas figuras de ordem 2, e. Questão 2 Observe as alturas de 10 crianças nascidas num mesmo dia, numa maternidade. Criança Altura (cm) Mariana 52 Jorge 8 Paulo 51 Mário 7 Tarsila 7 Priscila 51 Silvana 5 Alberto 7 Vítor 7 Ricardo 8 a) Elabore um gráfico de colunas que descreva a freqüência das alturas dos recém-nascidos da tabela. b) Calcule e interprete o percentual que a diferença entre as alturas médias das meninas e dos meninos representa em relação à altura média dos meninos. a) Do enunciado, temos a seguinte tabela: altura (cm) freqüência

4 Resposta: 2 1 freqüência altura (cm) b) A altura média das meninas e a dos meninos é dada, nessa ordem, por: = 50, 75, isto é, 50,75cm; = 8, isto é, 8cm. 6 O percentual pedido é dado por: 50, , 057, ou seja, 5,7%. 8 Assim, nesse dia, a altura média das meninas nascidas é 5,7% maior que a altura média dos meninos nascidos. Questão Considere a receita R de uma indústria como a quantia em dinheiro recebida por ela com a venda dos milhares de litros de suco que produz e o custo de produção C como a quantia gasta por ela para produzir esse suco. Chamamos de lucro dessa empresa a diferença, quando positiva, entre a receita e o custo de produção, e de prejuízo, essa diferença, quando negativa. Sabendo que a receita R e o custo de produção C, referentes à quantidade x em milhares de litros de suco produzidos e vendidos por essa empresa, variam de acordo com as leis R = 2x e C = x +, em milhares de reais, a) Represente R e C num mesmo sistema cartesiano. b) Interprete o significado: do ponto P = (x P,y P ), comum às duas curvas; da posição relativa das duas curvas para x x P e para x x P, de acordo com a situação apresentada. a) x R = 2x x C = x Resposta: 6 y C = x + R = 2x P 0 x b) O ponto P = (x p, y p ), comum às duas curvas, é dado pelo par (, 6) e pode ser obtido pela equação 2x p = x p +. Resposta: Oponto P representa o caso em que a receita R é igual ao custo C. Logo, nesse caso não há lucro, nem prejuízo. Para x x p (x ), temos R C. Logo nesse caso há prejuízo. Para x x p (x ), temos R C. Logo nesse caso há lucro. 5

5 Questão Dois dados com a forma de tetraedro regular têm as faces numeradas de 1 a e de 7 a 10, respectivamente. Combina-se que ao lançá-los, a face sorteada é a que fica virada para a mesa. Os dois dados são lançados. a) Calcule a probabilidade de serem sorteados dois números cujo produto é par. b) Represente, num gráfico de setores, as probabilidades de se obter produto par e de se obter produto ímpar, no lançamento desses dois dados. a) A probabilidade pedida será dada por: ímpar e ímpar = Resposta: b) Do enunciado e do item (a), temos: probabilidade graus 1 60 α = 270 α Assim: produto ímpar produto par CO MENT ÁRI O Prova simples, cujas questões exigiram do candidato apenas conhecimentos teóricos superfíciais e pouca criatividade. 6

6 LÍ G A N U POR T U G U ESA Considere o texto seguinte, para responder às questões de números 1 e 2. Não existe liberdade sem independência financeira. Ter um currículo turbinado ou uma rede de relacionamentos em dia pode perder o valor se você não tiver também uma reserva financeira para sobreviver num momento de transição de emprego. (Você s/a, setembro de 2005.) Questão 1 a) Reescreva a primeira oração do texto, substituindo liberdade por perspectivas de futuro e o verbo existir pela locução poder haver. b) A palavra turbinado está empregada, no contexto, em sentido figurado. Reescreva o trecho Ter um currículo turbinado substituindo a palavra em questão por termo ou expressão de sentido não figurado. a) Não pode haver perspectivas de futuro sem independência financeira. b) A reescrita do trecho, substituindo-se a palavra turbinado por outra de sentido não figurado, poderia ser, por exemplo: Ter um currículo potencializado. Outros equivalentes, também aceitáveis, poderiam ser os adjetivos: reforçado, incrementado, desenvolvido, enriquecido. Questão 2 Reescreva o trecho se você não tiver também uma reserva financeira para sobreviver, substituindo a) o conectivo se por a.1. caso; a.2. a menos que; b) o verbo ter pelo verbo dispor. a) Substituindo a conjunção se, temos respectivamente: a.1. Caso você não tenha uma reserva financeira para sobreviver. a.2. A menos que você tenha uma reserva financeira para sobreviver. b) Substituindo o verbo ter por dispor, temos: Se você não dispuser também de uma reserva financeira para sobreviver. Leia o fragmento a seguir, para responder às questões de números a 5. Por erro ou má-fé, prefeitos que deixaram contas em desordem podem até acabar na cadeia. (Época, 10 de janeiro de 2005.) Questão A posição em que se encontra o trecho em destaque cria uma ambigüidade no texto. Explique em que consiste essa ambigüidade.

7 A expressão por erro ou má-fé (adjunto adverbial de causa), pela posição em que se encontra, pode estar associada tanto a deixaram quanto a podem até acabar, causando, assim, a ambigüidade no texto. Questão Ainda considerando o trecho em destaque, responda: a) qual é a circunstância que esse trecho expressa? b) qual é o dado fornecido pelo fragmento que, pelo sentido, se mostra coerente com a informação contida no trecho? a) Uma circunstância de causa. b) Presume-se que a Banca queira saber quais dos dados fornecidos pelos predicados do fragmento são compatíveis com os traços semânticos contidos no adjunto adverbial por erro ou má-fé. Sendo assim, pode- -se dizer que esse adjunto indica os motivos possíveis de os prefeitos terem deixado suas contas em desordem, bem como sugere que esses atos podem ser passíveis de punição. De fato, tanto erro quanto má-fé pos-suem traços que podem provocar desordem ou motivar uma prisão. Questão 5 Reescreva o fragmento, colocando o trecho destacado em posição adequada para desfazer a ambigüidade. Levando em consideração a presumível intenção do enunciador da revista Época, há duas possibilidades de reescritura: Prefeitos que, por erro ou má-fé, deixaram contas em desordem podem até acabar na cadeia. Prefeitos que deixaram, por erro ou má-fé, contas em desordem podem até acabar na cadeia. Questão 6 80% dos professores são mestres e doutores índice similar às melhores faculdades públicas brasileiras. (Texto de anúncio publicitário.) O trecho em destaque nesse texto é marcado por quebra de paralelismo entre os termos relacionados pela noção de similaridade. a) Explique em que consiste essa quebra de paralelismo no contexto dado. b) Reescreva o trecho, eliminando essa impropriedade. a) A quebra de paralelismo no texto marcado consiste em, ao invés de estabelecer relação de similaridade entre um índice e outro, estabelecer-se relação de similaridade entre índice e faculdades. b)... índice similar ao das melhores faculdades públicas brasileiras. Leia o texto, para responder às questões de números 7 a 10. A China detonou uma bomba e pouca gente percebeu o estrago que ela causou. Assim que abriu as portas para as multinacionais oferecendo mão-de-obra e custos muito baratos, o país enfraqueceu as relações de trabalho no mundo. Em uma recente análise, a revista inglesa The Economist mostra que a entrada da China, da Índia e da ex-união Soviética na economia mundial dobrou a força de trabalho. Com isso, o poder de barganha de sindicatos do mundo inteiro teria se esfacelado. Provavelmente por isso, diz a revista, salários e benefícios tenham crescido apenas 11% desde 2001 nas empresas privadas dos Estados Unidos, ante 17% nos cinco anos anteriores. (Você s/a, setembro de 2005)

8 Questão 7 a) Transcreva uma oração do texto introduzida pelo pronome relativo que. b) Qual é o antecedente desse pronome, isto é, a palavra a que ele se refere? c) Qual é a função sintática desse pronome na oração em que se encontra? a) O pronome relativo que está introduzindo a seguinte oração subordinada adjetiva:... que ela causou. b) Esse pronome relativo está recuperando o substantivo estrago. c) A função sintática exercida é a de objeto direto do verbo causar:... que (o estrago) ela (China) causou objeto direto sujeito ou... ela (China) causou o estrago sujeito objeto direto Questão 8 Transcreva dois trechos do texto em que há emprego de figura de linguagem e informe de que figura se trata, em cada caso. Na frase A China detonou uma bomba, podem ser apontadas duas figuras de linguagem: uma sinédoque (tipo especial de metonímia) e uma metáfora. A primeira decorre da referência ao país em vez do agente (natural do mesmo país) que, supostamente, haveria acionado o detonador de uma bomba. A segunda se mostra no sintagma detonou uma bomba, cujo sentido metafórico evoca a semelhança entre a destruição provocada por um artefato explosivo e o efeito devastador para as relações de trabalho no mundo, decorrente do ingresso da China na economia globalizada contemporânea. Abriu as portas é expressão metafórica para a política econômica chinesa, desde que permitiu a ação de empresas multinacionais no país. Em o país enfraqueceu, ocorre também sinédoque (ou metonímia), na medida em que o país (o todo) é indicado no lugar da política econômica de abertura ao capital internacional (a parte). O vocábulo esfacelado, referido ao poder de barganha dos sindicatos do mundo inteiro, por sua vez, também constitui uma metáfora, pois é empregado no sentido de destruído ou desmantelado, sabendo-se que, em sentido próprio, significa gangrenado. Finalmente, a expressão mundo inteiro constitui uma hipérbole, pois implica a noção de exagero. Questão 9 Comente o efeito de sentido produzido pelo emprego do futuro do pretérito em o poder de barganha... teria se esfacelado e do advérbio provavelmente (parte final do texto). A forma verbal teria se esfacelado, que está no futuro do pretérito composto, indica uma ação futura em relação a um marco de referência pretérito: a entrada da China, da Índia e da ex-união Soviética na economia mundial dobrou a força de trabalho. Esse emprego do futuro do pretérito composto produz um efeito de possibilidade, de hipótese, na medida em que não foi possível comprovar esse esfacelamento, conforme a previsão da revista The Economist. 5

9 O advérbio provavelmente também produz um efeito de possibilidade, de hipótese, com o objetivo de apresentar uma conseqüência, nos Estados Unidos, do possível esfacelamento do poder de barganha dos sindicatos do mundo inteiro. Assim, a diminuição do ritmo de crescimento de salários e benefícios nos Estados Unidos justificaria, em parte, a previsão da revista The Economist. Questão 10 Considere o seguinte trecho do texto: Em uma recente análise, a revista inglesa The Economist mostra que a entrada da China, da Índia e da ex-união Soviética na economia mundial dobrou a força de trabalho. Redija duas novas versões desse trecho, adotando a voz passiva, a) com agente da passiva expresso em todo o trecho; b) empregando pronome apassivador, somente na passagem Em uma recente análise, a revista inglesa The Economist mostra. a) A redação com agente expresso em todo o trecho é: Em uma recente análise, é mostrado pela revista inglesa The Economist que a força de trabalho foi dobrada pela entrada da China, da Índia e da ex-união Soviética na economia mundial. b) A redação com o pronome apassivador é: Em uma recente análise, mostra-se que a entrada da China, da Índia e da ex-união Soviética na economia mundial dobrou a força de trabalho. 6

10 R E DAÇ Ã O Os textos a seguir servem de subsídio para o desenvolvimento de sua redação. Leia-os atentamente. TEXTO 1 Nós, o vexame mundial A ONU acaba de lançar novo relatório sobre a situação social no mundo. De cara, traz uma notícia incômoda. Afirma que crescimento econômico não reduz, por si só, a desigualdade social. Diz que, se um país cresce, mas não tem programas específicos de combate à desigualdade, os frutos do crescimento acabam na mão dos ricos e isso, em vez de reduzir, aumenta a desigualdade. A ONU não elege o campeão mundial do mau exemplo. Mas, como também não esconde os dados sobre o Brasil, fica claro que o mau exemplo mundial, de novo, somos nós mesmos. Debulhando os números do relatório, fica-se sabendo que o Brasil é um recordista em desigualdade de renda. Os mais ricos ganham 2 vezes mais que os mais pobres. A ONU aponta para outro drama mundial da desigualdade o desemprego. No mundo, há 186 milhões de desempregados. No Brasil, a taxa oficial está em cerca de 10%. O desemprego é sempre mais alto entre os jovens e é uma das explicações para o aumento da criminalidade. (André Petry, Veja, Texto editado.) TEXTO 2 Entrevista: Peter Lindert O Brasil gasta mal O professor americano diz que no país são os mais pobres que contribuem para ajudar os ricos. Somos o avesso de Robin Hood. Veja: O Brasil destina 25% de seu Produto Interno Bruto para a área social, mas não consegue reduzir a pobreza. Isso significa que o país deveria gastar mais? Lindert: Não. Na verdade, o investimento já é muito alto. O problema é que os programas sociais não atendem os mais pobres. Quase todo o dinheiro é usado para custear o sistema previdenciário dos mais ricos. É um mecanismo distorcido, em que se gasta muito e mal. Essa situação não é uma marca do Brasil ou mesmo da América Latina, a Índia tem problema semelhante. As castas mais baixas pagam impostos para que as mais altas usufruam educação e saúde. Veja: Qual é a saída para efetivamente ajudar os mais pobres? Criar um sistema em que os gastos sociais sejam direcionados a grupos específicos? Ou o regime de universalização, utilizado no Brasil, em que todos têm acesso a programas sociais? Lindert: Essa é uma questão difícil. Para atingir os mais pobres, o Brasil deveria focalizar os gastos diretamente nas camadas menos favorecidas. Alguns programas brasileiros fazem isso, especialmente os que exigem que a ajuda financeira seja condicionada a algumas exigências, como é o caso do Bolsa-Escola. Para receber o benefício, as famílias têm de matricular os filhos no colégio. Esse é o melhor sistema de direcionamento de gastos sociais que vi no Brasil, mas tem de funcionar corretamente. É importante criar mecanismos para que o sistema funcione. (Veja, Texto editado.) PROPOSTA Tomando por referência as idéias expostas nos textos acima e suas próprias informações sobre o assunto, desenvolva uma dissertação a partir do seguinte tema: DESIGUALDADE SOCIAL: O MAL CRÔNICO DE NOSSO PAÍS Instruções: Não copie nem parafraseie os textos 1 e 2. No desenvolvimento do tema, procure utilizar seus conhecimentos e experiências de modo crítico. Exponha argumentos e fatos para sustentar seu ponto de vista. Faça uso da modalidade escrita culta da língua portuguesa. 7

11 Análise da proposta A Banca solicitou a elaboração de uma dissertação de cerca de 60 linhas, fornecendo um tema explícito: DESIGUALDADE SOCIAL: O MAL CRÔNICO DE NOSSO PAÍS. Como subsídio para a elaboração da redação, forneceu dois fragmentos retirados da mesma edição da revista Veja (1/08/2005). No primeiro editado de um texto de André Petry analisam-se dados recentemente divulgados pela ONU que reafirmam, embora implicitamente, a posição do Brasil como campeão mundial em má distribuição de renda. O relatório da organização noticia que o crescimento econômico não basta para a redução da desigualdade social: a ausência de programas adequados destina os frutos do crescimento aos mais ricos, o que acaba por surtir efeito contrário. O desemprego também é apontado como um grave problema a ser combatido e como uma das principais causas da criminalidade. O segundo fragmento é um trecho de entrevista concedida por Peter Lindert. Segundo o professor americano, os recursos destinados aos programas sociais em nosso país são suficientemente elevados, mas mal aplicados, não favorecendo quem precisa realmente deles. O Bolsa-Escola é citado como um contra-exemplo bem sucedido, por condicionar o recebimento do dinheiro ao cumprimento de certas exigências, podendo, dessa forma, contribuir para a reeducação e, por extensão, para o efetivo combate à desigualdade. Encaminhamentos possíveis Com base na análise da proposta, dois encaminhamentos distintos se mostram viáveis: Condenar a utilização dos recursos destinados a programas sociais no Brasil, deixando clara a necessidade de revisão no formato dos já existentes. Para comprovar esse ponto de vista, o candidato poderia citar por exemplo, a criticável valorização de um sistema previdenciário que favorece os mais ricos e ainda a construção de escolas e hospitais que acabam não sendo utilizados por quem mais precisa. Assumir esse posicionamento significa admitir o valor de um certo assistencialismo necessário para a superação de gravíssimos problemas estruturais, como a indigência. Nesse sentido, o assistencialismo deve ser visto como um mal necessário, tratamento de emergência dentro de um processo contínuo de superação gradual. Discutir a idéia de que a desigualdade é um mal crônico e, portanto, incurável. Para tal, o candidato poderia refutar as possibilidades assistencialistas oferecidas pelos fragmentos e defender a aplicação de medidas mais drásticas para o rearranjo econômico por exemplo, uma revolução nacional que estimulasse o capital produtivo e freasse a especulação financeira como única maneira de obter o efetivo desenvolvimento social. CO MENT ÁRI O A Banca da GV mostrou uma boa fórmula para avaliar conhecimento de Língua Portuguesa: solicitar certas operações de reescritura ou de análise de fragmentos recortados de contextos mais amplos. Por meio de comandos bem elaborados, propôs reescritura de frases, para adaptá-las a certas alterações promovidas em algum item da cadeia; permuta de palavras ou expressões por seus equivalentes semânticos; identificação de procedimentos geradores de ambigüidade e sua neutralização por meio de reescritura da frase; reconhecimento de fatos gramaticais no interior do texto; reconhecimento de figuras de linguagem ao longo do texto. Com isso, procurou-se avaliar o domínio da norma culta escrita; a competência de operar com diferentes mecanismos de construção de sentido; a sensibilidade para reconhecer o uso de recursos retóricos e interpretar seus efeitos de sentido. Como se vê, foi uma prova elaborada por quem sabe o que está fazendo. 8

A seguir, estão representadas as quatro primeiras figuras de uma seqüência infinita, onde cada quadrado tem 10 cm de lado.

A seguir, estão representadas as quatro primeiras figuras de uma seqüência infinita, onde cada quadrado tem 10 cm de lado. MATEMÁTICA 1 A seguir, estão representadas as quatro primeiras figuras de uma seqüência infinita, onde cada quadrado tem 10 cm de lado. a) Chame de n o número de ordem e de A a área da superfície pintada

Leia mais

A medida da lei de cotas para o ensino superior

A medida da lei de cotas para o ensino superior Versão 2, 1/12/2008 A medida da lei de cotas para o ensino superior Simon Schwartzman Qual o verdadeiro alcance da lei de cotas para o ensino superior aprovada pelo Congresso Nacional no Dia da Consciência

Leia mais

Erros mais freqüentes

Erros mais freqüentes Lição 1 Erros mais freqüentes Extraímos de comunicações empresariais alguns erros, que passamos a comentar: 1. Caso se faça necessário maiores esclarecimentos... Apontamos duas falhas: 1. Caso se faça

Leia mais

VERSÃO PRELIMINAR. Notas sobre Redes de Proteção Social e Desigualdade

VERSÃO PRELIMINAR. Notas sobre Redes de Proteção Social e Desigualdade Notas sobre Redes de Proteção Social e Desigualdade 1) Nos últimos dez anos a renda media dos brasileiros que caiu a taxa de 0.6% ao ano, enquanto o dos pobres cresceu 0.7%, já descontados o crescimento

Leia mais

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam.

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam. Conjuntura Econômica Brasileira Palestrante: José Márcio Camargo Professor e Doutor em Economia Presidente de Mesa: José Antonio Teixeira presidente da FENEP Tentarei dividir minha palestra em duas partes:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA. Seleção 2009. Prova Escrita 06/02/2009

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA. Seleção 2009. Prova Escrita 06/02/2009 UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA Seleção 2009 Prova Escrita 06/02/2009 Número de inscrição: Esta prova é composta de três partes: Parte A: conteúdos

Leia mais

Lista de Exercícios de Recuperação do 1 Bimestre

Lista de Exercícios de Recuperação do 1 Bimestre Lista de Exercícios de Recuperação do 1 Bimestre Instruções gerais: Resolver os exercícios à caneta e em folha de papel almaço ou monobloco (folha de fichário). Copiar os enunciados das questões. Entregar

Leia mais

Prof. Volney Ribeiro

Prof. Volney Ribeiro A REDAÇÃO NO ENEM Prof. Volney Ribeiro Professor de língua portuguesa Especialista em Gestão Educacional Mestrando em Letras A prova de redação exigirá de você a produção de um texto em prosa, do tipo

Leia mais

ipea políticas sociais acompanhamento e análise 7 ago. 2003 117 GASTOS SOCIAIS: FOCALIZAR VERSUS UNIVERSALIZAR José Márcio Camargo*

ipea políticas sociais acompanhamento e análise 7 ago. 2003 117 GASTOS SOCIAIS: FOCALIZAR VERSUS UNIVERSALIZAR José Márcio Camargo* GASTOS SOCIAIS: FOCALIZAR VERSUS UNIVERSALIZAR José Márcio Camargo* Como deve ser estruturada a política social de um país? A resposta a essa pergunta independe do grau de desenvolvimento do país, da porcentagem

Leia mais

Professora Verônica Ferreira

Professora Verônica Ferreira Professora Verônica Ferreira 1- Prova: ESAF - 2013 - DNIT - Técnico Administrativo (questão nº 1) Disciplina: Português Assuntos: Crase; Assinale a opção que completa corretamente a sequência de lacunas

Leia mais

Disponibilizo a íntegra das 8 questões elaboradas para o Simulado, no qual foram aproveitadas 4 questões, com as respectivas resoluções comentadas.

Disponibilizo a íntegra das 8 questões elaboradas para o Simulado, no qual foram aproveitadas 4 questões, com as respectivas resoluções comentadas. Disponibilizo a íntegra das 8 questões elaboradas para o Simulado, no qual foram aproveitadas questões, com as respectivas resoluções comentadas. Amigos, para responder às questões deste Simulado, vamos

Leia mais

Histórico. Com o final da Segunda Guerra Mundial, tem. sofre um freio em seu crescimento global. O final da Velha Ordem Mundial entre os anos

Histórico. Com o final da Segunda Guerra Mundial, tem. sofre um freio em seu crescimento global. O final da Velha Ordem Mundial entre os anos Histórico As iniciadas no século XV, são consideradas como o marco inicial da (capitalismo comercial). O fenômeno segue crescendo com o período do Neocolonialismo europeu na Ásia e na África. Paralelamente

Leia mais

TEXTO 1964, PASSADO E PRESENTE

TEXTO 1964, PASSADO E PRESENTE LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO 1964, PASSADO E PRESENTE Mundo, maio/2014 O golpe de 1964, que completou meio século, é passado e presente simultaneamente. Passado: o golpe se inscreve na geopolítica da Guerra

Leia mais

PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS PARA 2016

PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS PARA 2016 PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS PARA 2016 Prezado (a) candidato (a), Saúde e Paz! Ao fazer a opção pelo Colégio Padre Eustáquio, você está escolhendo uma escola confessional, católica, que se orienta

Leia mais

Professora: Lícia Souza

Professora: Lícia Souza Professora: Lícia Souza Morfossintaxe: a seleção e a combinação de palavras Observe que, para combinar as palavras loucamente, louco e loucura com outras palavras nas frases de modo que fiquem de acordo

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA INTERATIVIDADE FINAL DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES AULA. AULA: 23.1 Conteúdo: Texto dissertativo-argumentativo

LÍNGUA PORTUGUESA INTERATIVIDADE FINAL DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES AULA. AULA: 23.1 Conteúdo: Texto dissertativo-argumentativo : 23.1 Conteúdo: Texto dissertativo-argumentativo Habilidades: Perceber como se organizam os parágrafos de um texto dissertativo-argumentativo. Texto dissertativo O texto dissertativo é um tipo de texto

Leia mais

EMENTÁRIO: COMPONENTES DA BASE NACIONAL COMUM (BNC)

EMENTÁRIO: COMPONENTES DA BASE NACIONAL COMUM (BNC) SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DA BAHIA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL - SUPROF DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DIRDEP EMENTÁRIO: COMPONENTES DA BASE NACIONAL COMUM (BNC)

Leia mais

Instituto Educacional Mayrink Vieira Ensino Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio

Instituto Educacional Mayrink Vieira Ensino Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio Instituto Educacional Mayrink Vieira Ensino Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio REGULAMENTO PARA FEIRA DE CIÊNCIAS MAYRINK 2014 A Feira de Ciências do Instituto Educacional Mayrink Vieira, 2014, é

Leia mais

Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS UNIVERSIDADE POSITIVO COMISSÃO DE PROCESSO SELETIVO CPS VESTIBULAR AGENDADO 4 a ENTRADA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA (TECNÓLOGOS) MODALIDADE À DISTÂNCIA EDITAL N O 348 DE 17/07/2015 A UNIVERSIDADE POSITIVO

Leia mais

O comportamento conjunto de duas variáveis quantitativas pode ser observado por meio de um gráfico, denominado diagrama de dispersão.

O comportamento conjunto de duas variáveis quantitativas pode ser observado por meio de um gráfico, denominado diagrama de dispersão. ESTATÍSTICA INDUTIVA 1. CORRELAÇÃO LINEAR 1.1 Diagrama de dispersão O comportamento conjunto de duas variáveis quantitativas pode ser observado por meio de um gráfico, denominado diagrama de dispersão.

Leia mais

b) a 0 e 0 d) a 0 e 0

b) a 0 e 0 d) a 0 e 0 IFRN - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RN PROFESSOR: MARCELO SILVA MATEMÁTICA FUNÇÃO DO º GRAU 1. Um grupo de pessoas gastou R$ 10,00 em uma lanchonete. Quando foram pagar a conta,

Leia mais

PROPOSTAS PARA O COMBATE À ALTA ROTATIVIDADE DO MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO

PROPOSTAS PARA O COMBATE À ALTA ROTATIVIDADE DO MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO PROPOSTAS PARA O COMBATE À ALTA ROTATIVIDADE DO MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO 2 PROPOSTAS PARA O COMBATE À ALTA ROTATIVIDADE DO MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO Nos últimos anos, várias medidas adotadas

Leia mais

Estrutura para a avaliação de estratégias fiscais para Certificação Empresas B

Estrutura para a avaliação de estratégias fiscais para Certificação Empresas B Estrutura para a avaliação de estratégias fiscais para Certificação Empresas B Este documento fornece a estrutura que B Lab utiliza para avaliar as estratégias fiscais que atendam aos requisitos da Certificação

Leia mais

Prova de Português Comentada NCE

Prova de Português Comentada NCE Estado de Mato Grosso (MT) Auditoria Geral do Estado (AGE) - 2005 Nível Superior Prova de Português Comentada NCE Texto: EDUCAÇÃO: O FUTURO ESTÁ EM NOSSAS MÃOS José Henrique Vilhena Folha de São Paulo

Leia mais

9º ANO O progresso da criança

9º ANO O progresso da criança 1 2 3 4 1 2 3 4 6 7 8 PREPARAÇÃO PARA O SUCESSO NO 9º ANO O progresso da criança Uma fonte de recursos para os pais para entender o que a criança deve aprender este ano e sugestões úteis para apoiar o

Leia mais

Matemática SSA 2 REVISÃO GERAL 1

Matemática SSA 2 REVISÃO GERAL 1 1. REVISÃO 01 Matemática SSA REVISÃO GERAL 1. Um recipiente com a forma de um cone circular reto de eixo vertical recebe água na razão constante de 1 cm s. A altura do cone mede cm, e o raio de sua base

Leia mais

ELEMENTOS DO PLANO DE NEGÓCIOS

ELEMENTOS DO PLANO DE NEGÓCIOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ - CAMPUS DE PARNAÍBA CURSO: Técnico em Informática DISCIPLINA: Empreendedorismo PROFESSORA: CAROLINE PINTO GUEDES FERREIRA ELEMENTOS DO PLANO

Leia mais

Faculdades Integradas da União Educacional do Planalto Central FACIPLAC EDITAL nº 017, de 4 de dezembro de 2015

Faculdades Integradas da União Educacional do Planalto Central FACIPLAC EDITAL nº 017, de 4 de dezembro de 2015 Faculdades Integradas da União Educacional do Planalto Central FACIPLAC EDITAL nº 017, de 4 de dezembro de 15 O Diretor Geral das Faculdades Integradas da União Educacional do Planalto Central - FACIPLAC,

Leia mais

processos de qualidade como um todo. Este conceito, muitas vezes como parte de uma iniciativa mais ampla "gestão enxuta", muitas organizações abraçam

processos de qualidade como um todo. Este conceito, muitas vezes como parte de uma iniciativa mais ampla gestão enxuta, muitas organizações abraçam 2 1 FILOSOFIA KAIZEN Segundo IMAI, MASAAKI (1996) KAIZEN é uma palavra japonesa que traduzida significa melhoria continua, que colabora em melhorias sequenciais na empresa como um todo, envolvendo todos

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA - Comissão Permanente do Vestibular PROCESSO SELETIVO PARA ADMISSÃO POR TRANSFERÊNCIA VOLUNTÁRIA - 2009.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA - Comissão Permanente do Vestibular PROCESSO SELETIVO PARA ADMISSÃO POR TRANSFERÊNCIA VOLUNTÁRIA - 2009. PARTE I Leia o TEXTO I e responda às questões de 1 a 5. TEXTO I ILUSÃO À VENDA Um atento estudo discursivo pode revelar que a literatura de auto-ajuda tem um lado implicitamente omisso e até perverso Anna

Leia mais

Os gráficos estão na vida

Os gráficos estão na vida Os gráficos estão na vida A UUL AL A Nas Aulas 8, 9 e 28 deste curso você já se familiarizou com o estudo de gráficos. A Aula 8 introduziu essa importante ferramenta da Matemática. A Aula 9 foi dedicada

Leia mais

COMO REDIGIR ARTIGOS CIENTÍFICOS. Profa. EnimarJ. Wendhausen

COMO REDIGIR ARTIGOS CIENTÍFICOS. Profa. EnimarJ. Wendhausen COMO REDIGIR ARTIGOS CIENTÍFICOS Profa. EnimarJ. Wendhausen Objetivo do capítulo Contribuir para que o discente, seguindo as etapas apresentadas no texto, tenha condições de redigir um texto em conformidade

Leia mais

Resolverei neste artigo uma prova da fundação VUNESP realizada em 2010.

Resolverei neste artigo uma prova da fundação VUNESP realizada em 2010. Olá pessoal! Resolverei neste artigo uma prova da fundação VUNESP realizada em 2010. 01. (Fundação CASA 2010/VUNESP) Em um jogo de basquete, um dos times, muito mais forte, fez 62 pontos a mais que o seu

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO 2016 Primeiro Semestre

EDITAL PROCESSO SELETIVO 2016 Primeiro Semestre EDITAL PROCESSO SELETIVO Primeiro Semestre O Diretor Geral da Faculdade Capital Federal, credenciada pela Portaria MEC no. 596 de 18 de junho de e publicada no Diário Oficial da União em 19 de junho de,

Leia mais

... RIO DE JANEIRO, 14 DE DEZEMBRO DE 2008

... RIO DE JANEIRO, 14 DE DEZEMBRO DE 2008 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COLÉGIO PEDRO II DIRETORIA-GERAL SECRETARIA DE ENSINO EXAME DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE CANDIDATOS À MATRÍCULA NA 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO REGULAR PROVA DE PORTUGUÊS 2009 UNIDADE

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Santos, SP 30/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 281,35 km² IDHM 2010 0,840 Faixa do IDHM Muito Alto (IDHM entre 0,8 e 1) (Censo 2010) 419400 hab. Densidade

Leia mais

PROVA RESOLVIDA E COMENTADA DA POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL(PRF) - Professor Joselias Out- 2009.

PROVA RESOLVIDA E COMENTADA DA POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL(PRF) - Professor Joselias Out- 2009. PROVA RESOLVIDA E COMENTADA DA POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL(PRF) - Oi Amigos, Como estou recebendo muitos pedidos da resolução da prova a PRF-2009. Elaborei os comentários das questões. Observe que foram

Leia mais

4. Metodologia. Capítulo 4 - Metodologia

4. Metodologia. Capítulo 4 - Metodologia Capítulo 4 - Metodologia 4. Metodologia Neste capítulo é apresentada a metodologia utilizada na modelagem, estando dividida em duas seções: uma referente às tábuas de múltiplos decrementos, e outra referente

Leia mais

A) 1, 2 e 3. B) 1, 3 e 4. C) 2, 3 e 4. D) 2, 4 e 5. E) 3, 4 e 5.

A) 1, 2 e 3. B) 1, 3 e 4. C) 2, 3 e 4. D) 2, 4 e 5. E) 3, 4 e 5. Seleção para Cursos Técnicos 007 CONHECIMENTOS DE PORTUGUÊS Texto 1: Gol de placa contra o trabalho infantil Até o começo deste ano Isaias Maciel tinha uma enxada velha, a sua companheira de finais de

Leia mais

3 Definição da metodologia

3 Definição da metodologia 3 Definição da metodologia A Pesquisa-ação foi a metodologia escolhida para a realização desta pesquisa, por indicar a participação do autor e a interação de outros atores na produção de conhecimento a

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL BÁSICA

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL BÁSICA APRENDIZAGEM INDUSTRIAL BÁSICA E D I T A L D O P R O C E S S O S E L E T I V O A Comissão Geral do Processo Seletivo da Escola SENAI Catalão, faz saber, pelo presente edital e por seus anexos, que estarão

Leia mais

DIREITOS AUTORAIS E ACESSO À CULTURA São Paulo, agosto de 2008 MESA 2 LIMITAÇÕES E EXCEÇÕES DA LEI

DIREITOS AUTORAIS E ACESSO À CULTURA São Paulo, agosto de 2008 MESA 2 LIMITAÇÕES E EXCEÇÕES DA LEI DIREITOS AUTORAIS E ACESSO À CULTURA São Paulo, agosto de 2008 MESA 2 LIMITAÇÕES E EXCEÇÕES DA LEI O SR. GUILHERME CARBONI (Instituto de Direito do Comércio Internacional e Desenvolvimento): Gostaria de

Leia mais

Os sistemas de Segurança Social e da CGA utilizados pelo governo como instrumento orçamental

Os sistemas de Segurança Social e da CGA utilizados pelo governo como instrumento orçamental A MANIPULAÇÃO DO FATOR DE SUSTENTABILIDADE PELO GOVERNO, O AUMENTO TODOS OS ANOS DA IDADE DE REFORMA E DE APOSENTAÇÃO, E O DUPLO CORTE NA PENSÕES ANTECIPADAS Neste estudo vamos esclarecer cinco questões

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO 2016.2 UNICE - ENSINO SUPERIOR

MANUAL DO CANDIDATO 2016.2 UNICE - ENSINO SUPERIOR MANUAL DO CANDIDATO 2016.2 UNICE - ENSINO SUPERIOR 1. DA VALIDADE O Vestibular, anunciado neste Manual, é válido para admissão nos cursos de Graduação da Faculdade de Ciências Tecnológicas de Fortaleza

Leia mais

ÁREA DE CONHECIMENTOS CONTÁBEIS

ÁREA DE CONHECIMENTOS CONTÁBEIS ÁREA DE CONHECIMENTOS CONTÁBEIS 1. O Patrimônio Líquido divide-se em: a) Investimentos, Reservas de Capital, Reservas de Lucros e Lucros ou Prejuízos Acumulados. b) Capital Social, Reservas de Capital,

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Areado, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 282,6 km² IDHM 2010 0,727 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 13731 hab. Densidade demográfica

Leia mais

Questão 1 Que problemas de funcionamento identifica no setor portuário nacional?

Questão 1 Que problemas de funcionamento identifica no setor portuário nacional? A Acembex congratula-se com a elaboração e colocação em consulta pública por parte da Autoridade da Concorrência do Estudo sobre a Concorrência no Setor Portuário, tendo em consideração a sua elevada qualidade

Leia mais

Análise da minuta de proposta da pró-reitoria de graduação referente à política de inclusão na USP. I O contexto educacional

Análise da minuta de proposta da pró-reitoria de graduação referente à política de inclusão na USP. I O contexto educacional Análise da minuta de proposta da pró-reitoria de graduação referente à política de inclusão na USP Análise preliminar feita pelo GT Educação e pela Diretoria da Adusp A pró-reitora de graduação da USP,

Leia mais

OFICINA DE JOGOS MATEMÁTICOS E MATERIAIS MANIPULÁVEIS

OFICINA DE JOGOS MATEMÁTICOS E MATERIAIS MANIPULÁVEIS OFICINA DE JOGOS MATEMÁTICOS E MATERIAIS MANIPULÁVEIS Mais informações: Site PIBID: http://www.pibid.ufrn.br/ Site LEM/UFRN: http://www.ccet.ufrn.br/matematica/lemufrn/index.html E-mail do LEM/UFRN: lem2009ufrn@yahoo.com.br

Leia mais

A USP DEVE SE PREOCUPAR COM A INCLUSÃO SOCIAL?

A USP DEVE SE PREOCUPAR COM A INCLUSÃO SOCIAL? A USP DEVE SE PREOCUPAR COM A INCLUSÃO SOCIAL? Pela função que desempenham no projeto político do país, as universidades públicas devem assumir com lucidez e empenho, a partir da esfera de suas atribuições

Leia mais

Considerações Finais 08. Av. Central Bloco 990/1120 Lote 1020 Loja 02 Núcleo Bandeirante Brasília DF - Tel: 3386-2422

Considerações Finais 08. Av. Central Bloco 990/1120 Lote 1020 Loja 02 Núcleo Bandeirante Brasília DF - Tel: 3386-2422 SUMÁRIO Apresentação 03 Introdução 03 Equipe e Coordenação de Curso 03 Estrutura Física e Material de Uso na central de Tutoria 04 Calendário da tutoria 04 Produção e Veiculação do Material Didático 05

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Botelhos, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 335,24 km² IDHM 2010 0,702 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 14920 hab. Densidade

Leia mais

UNIVERSIDADE POSITIVO

UNIVERSIDADE POSITIVO UNIVERSIDADE POSITIVO COMISSÃO DE PROCESSO SELETIVO CPS VESTIBULAR AGENDADO 1 a ENTRADA 2016 (P5) CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA (TECNÓLOGOS) MODALIDADE À DISTÂNCIA (EAD) EDITAL N O 373 DE 07/10/2015

Leia mais

O próprio secretário de saúde afirmou que seus antecessores adquiriam. medicamentos através de compras direcionadas e sem qualquer critério.

O próprio secretário de saúde afirmou que seus antecessores adquiriam. medicamentos através de compras direcionadas e sem qualquer critério. Senador Pedro Taques Discurso contas da Saúde MT (06/2013) Senhor presidente, Senhoras senadoras, senhores senadores, Amigos que nos acompanham pela Agência Senado A saúde de Mato Grosso pede socorro.

Leia mais

ENSINO MÉDIO DIFERENCIAIS PEDAGÓGICOS ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO. Processo de Admissão

ENSINO MÉDIO DIFERENCIAIS PEDAGÓGICOS ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO. Processo de Admissão ENSINO MÉDIO PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ESTUDANTES PARA 2015 PROPOSTAS PEDAGÓGICAS A fase da escolha de qual carreira seguir acontece, normalmente, durante o ensino médio. Tendo de vivenciar mudanças

Leia mais

Republicado por incorreção

Republicado por incorreção UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UFRN PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA PPGP EDITAL PPGP Nº. 02/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM GESTÃO PÚBLICA PARA

Leia mais

Em 2040, Brasil terá 55 milhões de idosos

Em 2040, Brasil terá 55 milhões de idosos RELEASE 9 de dezembro de 2008. Em 2040, Brasil terá 55 milhões de idosos Novas políticas de proteção social, investimento público e financiamento serão temas cada vez mais presentes; afinal idosos serão

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Alto Boa Vista, MT 01/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 2248,35 km² IDHM 2010 0,651 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 5247 hab. Densidade

Leia mais

Artigo. nos últimos 15 anos Acesso ao ensino superior no Brasil: equidade e desigualdade social

Artigo. nos últimos 15 anos Acesso ao ensino superior no Brasil: equidade e desigualdade social Artigo nos últimos 15 anos Acesso ao ensino superior no Brasil: equidade e desigualdade social Por Cibele Yahn de Andrade Pesquisadora do Núcleo de Estudos de Políticas Públicas (NEPP) da Unicamp. Doutoranda

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS AOS CANDIDATOS

ORIENTAÇÕES GERAIS AOS CANDIDATOS ORIENTAÇÕES GERAIS AOS CANDIDATOS 1 Confira se este caderno contém uma proposta de redação conforme o quadro abaixo. TIPO CONTEÚDO Nº DE QUESTÕES E PROPOSTA Discursiva Redação 01 2 Verifique se não há

Leia mais

Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística SEFAZ - Analista em Finanças Públicas Prova realizada em 04/12/2011 pelo CEPERJ

Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística SEFAZ - Analista em Finanças Públicas Prova realizada em 04/12/2011 pelo CEPERJ Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística SEFAZ - Analista em Finanças Públicas Prova realizada em 04/1/011 pelo CEPERJ 59. O cartão de crédito que João utiliza cobra 10% de juros ao mês,

Leia mais

Website:www.luckesi.com.br / e-mail:contato@luckesi.com.br

Website:www.luckesi.com.br / e-mail:contato@luckesi.com.br ENTREVISTA À REVISTA NOVA ESCOLA SOBRE AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM (Esta entrevista subsidiou matéria que saiu na Revista Nova Escola de novembro de 2001) 1. O sr. considera as provas e exames instrumentos

Leia mais

PRODUÇÃO ORAL E ESCRITA NO EXAME CELPE-BRAS

PRODUÇÃO ORAL E ESCRITA NO EXAME CELPE-BRAS PRODUÇÃO ORAL E ESCRITA NO EXAME CELPE-BRAS Professoras: Luiza Castro Solange López Indagações: Como preparar um aluno para o exame CELPE-Bras? É importante conhecer a cultura do Brasil? Que habilidades

Leia mais

A mobilização de conhecimentos matemáticos no ensino de Física

A mobilização de conhecimentos matemáticos no ensino de Física Cintia Ap. Bento dos Santos Universidade Cruzeiro do Sul Brasil cintiabento@ig.com.br Edda Curi Universidade Cruzeiro do Sul Brasil edda.curi@cruzeirodosul.edu.br Resumo Este artigo apresenta um recorte

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Sorriso, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 9382,37 km² IDHM 2010 0,744 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 66521 hab. Densidade

Leia mais

EDITAL 001 DE 2015 1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINAR

EDITAL 001 DE 2015 1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINAR EDITAL 001 DE 2015 O Centro de Ensino Médio de Tempo Integral e Profissional Zacarias de Góis - Liceu Piauiense torna público aos interessados a abertura das inscrições do Exame classificatório para preenchimento

Leia mais

Conteúdo. Apostilas OBJETIVA - Ano X - Concurso Público 2015

Conteúdo. Apostilas OBJETIVA - Ano X - Concurso Público 2015 Apostilas OBJETIVA - Ano X - Concurso Público 05 Conteúdo Matemática Financeira e Estatística: Razão; Proporção; Porcentagem; Juros simples e compostos; Descontos simples; Média Aritmética; Mediana; Moda.

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA LOGOTIPO MACMILLAN BRASIL Utilização colorido; preto/branco e negativo Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS A respeito das normas brasileiras de contabilidade, julgue os itens a seguir. 51 Considere que determinada entidade, que passava por uma auditoria independente, tenha contratado

Leia mais

INSTITUTO TECNOLÓGICO

INSTITUTO TECNOLÓGICO PAC - PROGRAMA DE APRIMORAMENTO DE CONTEÚDOS. ATIVIDADES DE NIVELAMENTO BÁSICO. DISCIPLINAS: MATEMÁTICA & ESTATÍSTICA. PROFº.: PROF. DR. AUSTER RUZANTE 1ª SEMANA DE ATIVIDADES DOS CURSOS DE TECNOLOGIA

Leia mais

ECONOMIA MÓDULO 17. AS ELASTICIDADES DA DEMANDA (continuação)

ECONOMIA MÓDULO 17. AS ELASTICIDADES DA DEMANDA (continuação) ECONOMIA MÓDULO 17 AS ELASTICIDADES DA DEMANDA (continuação) Índice 1. As Elasticidades da Demanda (continuação)...3 1.1. Elasticidade-preço cruzada da demanda... 3 1.2. Elasticidade-renda da demanda...

Leia mais

ATENÇÃO! www.enem.inep.gov.br

ATENÇÃO! www.enem.inep.gov.br Cursos Presenciais Manual do Processo de Isenção do Pagamento da Taxa de Inscrição das Provas a serem realizadas pela UFSCar ATENÇÃO! Candidatos ao Vestibular da UFSCar para 2010, precisam fazer as provas

Leia mais

PROVA TEMÁTICA/2014 Conhecimento e Expressão nas Artes e nas Ciências

PROVA TEMÁTICA/2014 Conhecimento e Expressão nas Artes e nas Ciências PROVA TEMÁTICA/2014 Conhecimento e Expressão nas Artes e nas Ciências 6 ANO / ENSINO FUNDAMENTAL MATRIZ DE REFERÊNCIA DE LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS (LÍNGUA PORTUGUESA, REDAÇÃO, ARTES E LÍNGUA

Leia mais

CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV

CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV FGV ADM Objetiva Prova A 03/junho/01 matemática 01. Em um período de grande volatilidade no mercado, Rosana adquiriu um lote de ações e verificou, ao final do dia,

Leia mais

Caderno de Prova. Agente Comunitário de Saúde. 1. Aguarde autorização para abrir o caderno de provas. mais de uma alternativa em uma mesma questão.

Caderno de Prova. Agente Comunitário de Saúde. 1. Aguarde autorização para abrir o caderno de provas. mais de uma alternativa em uma mesma questão. Caderno de Prova Agente Comunitário de Saúde 1. Aguarde autorização para abrir o caderno de provas. 2. Confira seu número de inscrição e nome. Assine no local indicado. 3. A interpretação das questões

Leia mais

Métodos Quantitativos Prof. Ms. Osmar Pastore e Prof. Ms. Francisco Merlo. Funções Exponenciais e Logarítmicas Progressões Matemáticas

Métodos Quantitativos Prof. Ms. Osmar Pastore e Prof. Ms. Francisco Merlo. Funções Exponenciais e Logarítmicas Progressões Matemáticas Métodos Quantitativos Prof. Ms. Osmar Pastore e Prof. Ms. Francisco Merlo Funções Exponenciais e Logarítmicas Progressões Matemáticas Funções Exponenciais e Logarítmicas. Progressões Matemáticas Objetivos

Leia mais

UNIVERSIDADE POSITIVO (UP)

UNIVERSIDADE POSITIVO (UP) UNIVERSIDADE POSITIVO (UP) COMISSÃO DE PROCESSO SELETIVO CPS PROCESSO SELETIVO 1 a ENTRADA em 20/02/2016 CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA (Graduação) Modalidade à Distância (EAD) EDITAL N o 361 de 09/09/2015

Leia mais

MELHORES PRÁTICAS DA OCDE

MELHORES PRÁTICAS DA OCDE MELHORES PRÁTICAS DA OCDE PARA A TRANSPARÊNCIA ORÇAMENTÁRIA INTRODUÇÃO A relação entre a boa governança e melhores resultados econômicos e sociais é cada vez mais reconhecida. A transparência abertura

Leia mais

De acordo com a NBC TG16(R1), estoques, seu item número 9 define como os estoques devem ser mensurados, assim transcrito abaixo:

De acordo com a NBC TG16(R1), estoques, seu item número 9 define como os estoques devem ser mensurados, assim transcrito abaixo: PROVA BACHAREL PRIMEIRO EXAME DE SUFICIÊNCIA 2014. TESE PARA RECURSOS Questão 1 De acordo com a NBC TG16(R1), estoques, seu item número 9 define como os estoques devem ser mensurados, assim transcrito

Leia mais

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA PRIMEIRA PARTE: CONCORDÂNCIA NOMINAL I. Regra Geral II. Casos Particulares I) Regra Geral: Exemplo:

Leia mais

UNIVERSIDADE POSITIVO

UNIVERSIDADE POSITIVO UNIVERSIDADE POSITIVO COMISSÃO DE PROCESSO SELETIVO CPS MODALIDADE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA FORMATO DE OFERTA: SEMIPRESENCIAL VESTIBULAR 2016 - AGENDADO E DE DIA FIXO - 3 a ENTRADA (P4f) Este Edital aplica-se

Leia mais

Aumenta a desigualdade mundial, apesar do crescimento econômico

Aumenta a desigualdade mundial, apesar do crescimento econômico Aumenta a desigualdade mundial, apesar do crescimento econômico Análise Segurança / Economia e Comércio / Desenvolvimento Bárbara Gomes Lamas 22 de setembro de 2005 Aumenta a desigualdade mundial, apesar

Leia mais

B R A S I L EMERGENTE E X P E C T A T I V A D E V I D A E C O N S U M O E M 2 0 1 5

B R A S I L EMERGENTE E X P E C T A T I V A D E V I D A E C O N S U M O E M 2 0 1 5 B R A S I L EMERGENTE E X P E C T A T I V A D E V I D A E C O N S U M O E M 2 0 1 5 O I N V E S T I M E N T O P E L A L Ó G I C A D A D E M A N D A R E N A T O M E I R E L L E S r e n a t o @ d a t a p

Leia mais

Introdução. Módulo 1: Necessidade de Informação, introdução

Introdução. Módulo 1: Necessidade de Informação, introdução 1 Introdução Objetivo Este módulo ajudará os gerentes a identificarem as necessidades de informação, a definirem prioridades, e a determinarem que módulos do PAG APS serão mais úteis para eles. A planilha

Leia mais

LISTA 3 - Prof. Jason Gallas, DF UFPB 10 de Junho de 2013, às 14:26. Jason Alfredo Carlson Gallas, professor titular de física teórica,

LISTA 3 - Prof. Jason Gallas, DF UFPB 10 de Junho de 2013, às 14:26. Jason Alfredo Carlson Gallas, professor titular de física teórica, Exercícios Resolvidos de Física Básica Jason Alfredo Carlson Gallas, professor titular de física teórica, Doutor em Física pela Universidade udwig Maximilian de Munique, Alemanha Universidade Federal da

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares UNESP 2010 1ª fase www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares UNESP 2010 1ª fase www.planetabio.com 1- Leia a notícia. Dengue tipo 4 reaparece após 25 anos A dengue é causada por quatro tipos de vírus: DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4. O tipo DENV-4 não era encontrado no país desde 1982, mas exames de

Leia mais

RESOLUÇÃO PROVA TJ PR

RESOLUÇÃO PROVA TJ PR PROVA TJ PR Questão 6 Três amigas estavam de férias em três cidades diferentes. Com base nas informações abaixo, descubra o nome do lugar e o número do quarto de hotel em que Ana, Claudia e Vanessa estavam

Leia mais

Construindo uma aula significativa passo-a-passo.

Construindo uma aula significativa passo-a-passo. Construindo uma aula significativa passo-a-passo. www.juliofurtado.com.br SINOPSE: O As sete etapas da construção de um conceito. O Os três momentos de uma aula significativa. O A mediação de conflitos

Leia mais

CURRÍCULO 1º ANO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM

CURRÍCULO 1º ANO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM CURRÍCULO do ENSINO UNDAMENTAL LINGUAGEM ORALIDADE Formar frases com seqüência e sentido. Relacionar palavras que iniciam com vogais. Associar primeira letra/som em palavras iniciadas por vogal. Falar

Leia mais

DESEMPENHO 1 INTRODUÇÃO

DESEMPENHO 1 INTRODUÇÃO DESEMPENHO 1 INTRODUÇÃO Esta pesquisa tem como objetivo abordar o tema voltado para a avaliação do desempenho humano com os seguintes modelos: escalas gráficas, escolha forçada, pesquisa de campo, métodos

Leia mais

RELATÓRIO FINAL ALFABETIZAÇÃO 2010

RELATÓRIO FINAL ALFABETIZAÇÃO 2010 RELATÓRIO FINAL ALFABETIZAÇÃO 2010 Débora Rana Introdução Participar da seleção do Prêmio Victor Civita, pela segunda vez, é uma experiência bastante interessante, pois permite estabelecer relações entre

Leia mais

Prova 3 - Matemática

Prova 3 - Matemática Prova 3 - QUESTÕES OBJETIIVAS N ọ DE ORDEM: N ọ DE INSCRIÇÃO: NOME DO CANDIDATO: IINSTRUÇÕES PARA A REALIIZAÇÃO DA PROVA. Confira os campos N ọ DE ORDEM, N ọ DE INSCRIÇÃO e NOME, que constam na etiqueta

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO FACENS - Processo Seletivo 2015

MANUAL DO CANDIDATO FACENS - Processo Seletivo 2015 MANUAL DO CANDIDATO FACENS - Processo Seletivo 2015 1. Condições e Normas para a Inscrição: Poderão inscrever-se no Processo Seletivo 2015, de acordo com a legislação vigente, todos aqueles que concluíram

Leia mais

FACULDADE CATÓLICA DOM ORIONE COMISSÃO DE VESTIBULAR 2011/2

FACULDADE CATÓLICA DOM ORIONE COMISSÃO DE VESTIBULAR 2011/2 1 FACULDADE CATÓLICA DOM ORIONE COMISSÃO DE VESTIBULAR 11/2 EDITAL Nº 5/11 1.0 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES O Processo Seletivo 11/2 dos cursos de Administração e de Direito da Faculdade Católica Dom Orione

Leia mais

6. Resultados obtidos

6. Resultados obtidos 6. Resultados obtidos 6.1 O Balanced corecard final Utilizando a metodologia descrita no capítulo 5, foi desenvolvido o Balanced corecard da Calçados yrabel Ltda. Para facilitar o entendimento deste trabalho,

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2009

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2009 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2009 Inclui novo parágrafo ao art. 208 da Constituição Federal, para dispor sobre a obrigatoriedade de retribuição, na forma de prestação de serviço à comunidade

Leia mais

MESTRADO EM ECONOMIA APLICADA

MESTRADO EM ECONOMIA APLICADA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Coordenadoria de Pós-Graduação Prova de Conhecimentos Específicos do Processo Seletivo Stricto Sensu UFAL 2012.1 CADERNO DE PROVA

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE REDAÇÃO LEO CLUBE, ESCOLA DE LÍDERES

REGULAMENTO DO CONCURSO DE REDAÇÃO LEO CLUBE, ESCOLA DE LÍDERES REGULAMENTO DO CONCURSO DE REDAÇÃO LEO CLUBE, ESCOLA DE LÍDERES 1 DO CONCURSO O Concurso de Redação do LEO Clube São João da Urtiga, com o tema LEO Clube, Escola de Líderes, obedecerá ao presente regulamento.

Leia mais

As questões de 1 a 7 referem-se ao texto Vitamina B reduz risco de câncer, retirado da Revista Veja.

As questões de 1 a 7 referem-se ao texto Vitamina B reduz risco de câncer, retirado da Revista Veja. PRIMEIRA PARTE PORTUGUÊS Instrução: As questões de 1 a 7 referem-se ao texto Vitamina B reduz risco de câncer, retirado da Revista Veja. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 Vitamina

Leia mais

UNIVERSIDADE POSITIVO

UNIVERSIDADE POSITIVO UNIVERSIDADE POSITIVO COMISSÃO DE PROCESSO SELETIVO CPS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA (TECNÓLOGOS), LICENCIATURA EM PEDAGOGIA E BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE À DISTÂNCIA (EAD) VESTIBULAR 2016

Leia mais