PLANO ESTRATÉGICO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2015 2020 PLANO ESTRATÉGICO"

Transcrição

1 2020 PLANO ESTRATÉGICO

2 2020 PLANO ESTRATÉGICO

3 Composição Administrativa do TJDFT Getúlio de Moraes Oliveira Desembargador Presidente Carmelita Indiano Americano do Brasil Dias Desembargadora 1ª Vice-Presidente Waldir Leôncio Júnior Desembargador 2º Vice-Presidente Romeu Gonzaga Neiva Desembargador Corregedor Tribunal Pleno Desembargador Getúlio de Moraes Oliveira Desembargador Romão Cícero de Oliveira Desembargador Mario Machado Desembargador Romeu Gonzaga Neiva Desembargadora Carmelita I. Americano do Brasil Dias Desembargador José Cruz Macedo Desembargador Waldir Leôncio Cordeiro Lopes Júnior Desembargador Humberto Adjuto Ulhôa Desembargador José Jacinto Costa Carvalho Desembargadora Sandra De Santis Mendes de Farias Mello Desembargadora Ana Maria Duarte Amarante Brito Desembargador Jair Oliveira Soares Desembargadora Vera Lucia Andrighi Desembargador Mário-Zam Belmiro Rosa Desembargador Flavio Renato Jaquet Rostirola Desembargadora Nídia Corrêa Lima Desembargador George Lopes Leite Desembargador Angelo Canducci Passareli Desembargador José Divino de Oliveira

4 Tribunal Pleno Desembargador Roberval Casemiro Belinati Desembargador Silvânio Barbosa dos Santos Desembargador Sérgio Xavier de Souza Rocha Desembargador Arnoldo Camanho de Assis Desembargador Fernando Antonio Habibe Pereira Desembargador João Timóteo de Oliveira Desembargador João Egmont Leoncio Lopes Desembargador José Carlos Souza e Avila Desembargador Teófilo Rodrigues Caetano Neto Desembargador Nilsoni de Freitas Custódio Desembargador João Batista Teixeira Desembargador Jesuíno Aparecido Rissato Desembargadora Simone Costa Lucindo Ferreira Desembargador Alfeu Gonzaga Machado Desembargador Sebastião Coelho da Silva Expediente Conteúdo Comissão de Revisão do Plano Estratégico Coordenação e Assessoramento Secretaria de Planejamento e Gestão Estratégica» SEPG Subsecretaria de Orientação Estratégica» SUORE Serviço de Planejamento Institucional» SERPIN Serviço de Análise Estatística» SERANE Revisão textual Núcleo de Revisão Textual» NURT Produção Gráfica Coordenação de Serviços Gráficos» CSG Projeto Gráfico Núcleo de Editoração e Reprografia» NUER Encadernação e Acabamento Núcleo de Encadernação e Acabamento» NUAE Impressão Núcleo de Impressão» NUIMP Desembargador Gilberto Pereira de Oliveira Desembargadora Leila Cristina Garbin Arlanch Desembargadora Maria de Fátima Rafael de Aguiar Desembargadora Maria de Lourdes Abreu Desembargador Marco Antonio da Silva Lemos

5 apresentação 08 SUMÁRIO Metodologia indicadores, METAS e iniciativas Identidade e Mapa Estratégico Considerações Finais

6 9 O Plano Estratégico do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios para o período de a 2020 (PE -2020), aprovado pela Resolução 3, de 23 de abril de, surgiu do processo de revisão do Plano Estratégico , que foi antecipada em razão da publicação da Resolução do Conselho Nacional de Justiça 198, de 1º de julho de Tal normativo, além de instituir a Estratégia Nacional do Poder Judiciário para o período Estratégia Judiciário 2020, estabeleceu a necessidade de seu desdobramento e alinhamento por todos os segmentos e órgãos do Judiciário. 01 APRESENTAÇÃO O conteúdo do PE observa, por conseguinte, as políticas voltadas à concretização da Estratégia Judiciário 2020, ao considerar o conteúdo temático dos Macrodesafios do Poder Judiciário na definição dos objetivos estratégicos institucionais, bem como ao incluir as Metas Nacionais. Finalmente, conforme se deduz da metodologia de trabalho adotada pela Casa, o processo de elaboração deste Plano buscou envolver a participação dos mais variados atores, que, direta ou indiretamente, estão envolvidos com o processo de realização da justiça no âmbito do Distrito Federal.

7 10 11 COMISSÃO DE REVISÃO DO PLANO ESTRATÉGICO O processo de elaboração do PE foi conduzido pela Comissão de Revisão do Plano Estratégico do TJDFT cujos membros foram designados pela Portaria GRP de 13 de agosto de 2014, sendo composta de desembargadores, juízes e gestores do Tribunal, conforme a seguir: Desembargador Humberto Adjuto Ulhôa Presidente Desembargadora Vera Lucia Andrighi; Desembargador Arnoldo Camanho de Assis; Juiz de Direito Fabrício Fontoura Bezerra; Juíza de Direito Margareth Cristina Becker; Juíza de Direito Marilza Neves Gebrim; Juiz de Direito Jayder Ramos de Araújo; Juiz de Direito Giordano Resende Costa; Celso de Oliveira e Sousa Neto Secretário-Geral do Tribunal de Justiça; Lídia Maria Borges de Moura Secretária-Geral da Corregedoria; Fabiano Augusto Koerich Chefe de Gabinete da Presidência; Danielle Mayrink Sampaio Silva Moura Chefe de Gabinete da Primeira Vice-Presidência; Adriana Prazeres Salgueiro Reis Vidal Chefe de Gabinete da Segunda Vice-Presidência; Virgínia Costa Meireles Chefe de Gabinete da Corregedoria; Liz Criciny Werlang Rauber Secretária de Planejamento e Gestão Estratégica; Raimundo Macedo de Souza Secretário de Tecnologia da Informação; Charleston Reis Coutinho Secretário de Recursos Humanos; Cid Moreira Secretário de Recursos Orçamentários e Financeiros.

8 13 A metodologia utilizada para a revisão do Plano Estratégico foi a mesma aplicada por ocasião da elaboração do Plano atualmente vigente, Balanced Scorecard BSC. A inovação ficou por conta da ampliação dos participantes no processo de elaboração do Plano, que desta vez contou com a contribuição de magistrados, servidores, entidades de classe e sociedade. Tal participação foi viabilizada por meio de reuniões, consultas públicas e visitas aos fóruns, com vistas à coleta de sugestões que pudessem melhorar o rol de iniciativas do TJDFT rumo ao cumprimento de sua missão. 02 METODOLOGIA As sugestões recebidas foram analisadas pela Comissão de Revisão, que selecionou as que considerou relevantes, adequadas e oportunas para serem incluídas no Plano. Foram realizadas as seguintes atividades pela Comissão de Revisão e pelas áreas técnicas do TJDFT com o objetivo de proceder à revisão do Plano Estratégico:»» reunião inicial da Comissão para abertura dos trabalhos de revisão e para a aprovação do cronograma das ações a serem efetuadas;»» reuniões da Comissão para discussão e aprovação dos elementos integrantes do Mapa Estratégico para o período -2020: Missão, Visão, Valores e Objetivos;»» realização de consulta pública via internet e intranet para coleta de sugestões de iniciativas, com base nos Macrodesafios do Poder Judiciário -2020;»» apreciação pelos membros da Comissão das propostas apresentadas pelos magistrados, servidores, entidades de classe e cidadãos em geral, por meio de consulta pública e visitas realizadas nos diversos fóruns integrantes da Justiça do DF;»» reunião da Secretaria de Planejamento e Gestão Estratégica SEPG com os gestores das áreas afetas aos objetivos estratégicos aprovados pela Comissão com vistas à elaboração das propostas dos indicadores e das metas;»» elaboração da proposta de indicadores, de metas e de iniciativas para composição do Plano Estratégico a ser apreciada pela Comissão de Revisão;»» reunião da Comissão para discussão e aprovação dos indicadores, das metas e das iniciativas; e»» elaboração da minuta de Resolução para aprovação do Plano Estratégico

9 15 IDENTIDADE ESTRATÉGICA MISSÃO Proporcionar à sociedade do Distrito Federal e dos Territórios o acesso à justiça e a resolução dos conflitos, por meio de um atendimento de qualidade, promovendo a paz social. VISÃO 03 IDENTIDADE E MAPA ESTRATÉGICO Até 2020, apresentar resultados que reflitam o aumento da produção, eficiência e qualidade em nossa atuação. VALORES Imparcialidade. Manter-se equidistante das partes em litígio, dispensando tratamento igualitário e julgamento de maneira neutra e justa. Ética. Atuar sob os princípios da boa-fé, honestidade, lealdade e dignidade. Celeridade. Garantir a solução dos processos em tempo razoável, de modo a proporcionar a utilidade do resultado alcançado ao final da demanda. Credibilidade. Conquistar a confiança da sociedade e do jurisdicionado por meio da permanente aplicação dos valores fundamentais em sua atuação. Transparência. Praticar atos com visibilidade plena no desempenho de suas atribuições.

10 PERSPECTIVASOCIEDADE MAPA ESTRATÉGICO T J D F T olhar o presente e expandir o futuro Acesso à Justiça Fomentar métodos consensuais de solução de conflitos Aperfeiçoar a qualidade do atendimento ao usuário 4 D I M E N S Õ E S 4 PERSPECTIVAS A expansão do universo é medida em 4 dimensões. Associamos a elas as perspectivas do PE. Comprimento e largura como recursos e processos internos, uma vez que trabalham perpendiculares um ao outro. A altura como aprendizado e crescimento, pois a gestão de pessoas e integração de novas tecnologias aos processos de trabalho colaboram diretamente para o aumento da qualidade e eficiência na prestação jurisdicional e na gestão administrativa do Tribunal. A quarta dimensão, o tempo, relacionamos à sociedade, nosso cliente final e parâmetro fundamental para avaliarmos a efetividade das estratégias traçadas. MISSÃO PERSPECTIVAAPRENDIZADO & CRESCIMENTO Gestão de Pessoas Garantir a eficiência na alocação da força de trabalho nas unidades judiciais Consolidar a política de valorização dos magistrados e dos servidores Consolidar a política de gestão por competências alinhada à Estratégia Tecnologia Promover a modernização e a expansão tecnológica e o aperfeiçoamento das soluções de TIC PERSPECTIVAPROCESSOS INTERNOS Eficiência Operacional Agilizar a tramitação dos processos judiciais e administrativos Consolidar a gestão de custos operacionais Fomentar o uso da tecnologia da informação e comunicação como instrumento de trabalho Governança Judiciária Consolidar e aprimorar a governança do TJDFT Aprimorar a comunicação interna e externa Responsabilidade Socioambiental Fomentar e aperfeiçoar as práticas de sustentabilidade social, ambiental e econômica Proporcionar à sociedade do Distrito Federal e dos Territórios o acesso à justiça e a resolução dos conflitos, por meio de um atendimento de qualidade, promovendo a paz social. VISÃO Até 2020 apresentar resultados que reflitam o aumento da produção, eficiência e qualidade em nossa atuação. VALORES Imparcialidade Ética Celeridade Credibilidade Transparência PERSPECTIVARECURSOS Infraestrutura Proporcionar condições físicas apropriadas ao exercício das atividades administrativas e judiciais Proporcionar a infraestrutura de TIC apropriada ao exercício das atividades administrativas e judiciais Orçamento Assegurar recursos orçamentários necessários à execução da Estratégia

11 18 19 PERSPECTIVAS A partir de uma visão integrada e balanceada da organização, o BSC descreve a estratégia de forma clara por meio de objetivos agrupados em quatro perspectivas representadas no Mapa Estratégico. As perspectivas, por sua vez, são subdivididas em temas. No processo de revisão do Plano Estratégico do TJDFT, foram mantidas as quatro perspectivas: Sociedade. O Tribunal existe para atender às demandas da sociedade na busca de solução para os conflitos, garantindo o acesso à justiça. Processos internos. Destaca e prioriza os processos e procedimentos críticos para a promoção da melhoria contínua do TJDFT com o objetivo de tornar a prestação jurisdicional mais célere e eficiente, aumentar a produtividade e otimizar o gasto público. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS Perspectiva Sociedade Tema 1» Acesso à Justiça: Objetivos Fomentar métodos consensuais de solução de conflitos Apoiar novos modelos de solução de conflitos que viabilizem a pacificação social e contribuam para que o Poder Judiciário se torne mais ágil e acessível, resultando em alívio para o exercício da função jurisdicional. Aperfeiçoar a qualidade do atendimento ao usuário Aprendizado e crescimento. Compreende o capital intelectual do Tribunal, seu preparo para a inovação e sua valorização, bem como a modernização da instituição para o en- Focar a atuação da Instituição na direção do atendimento às necessidades dos usuários da Justiça do Distrito Federal e dos Territórios, destinatários finais dos serviços prestados pelo TJDFT. frentamento das ondas de choques tecnológicos. O foco está na implementação contínua da modernidade e do crescimento organizacional. Perspectiva Processos Internos Recursos. Corresponde à infraestrutura e ao orçamento do Tribunal, considerados ins- Tema 1» Eficiência Operacional : Objetivos trumentos gerenciais que, vinculados ao planejamento, são fundamentais para o alcance das estratégias organizacionais. Essa perspectiva, por estar ligada ao funcionamento da Casa, Agilizar a tramitação de processos judiciais e administrativos posiciona-se na base do Mapa Estratégico. Aplicar medidas, práticas e rotinas que possibilitem a redução de tempo dos processos de trabalho, tanto na área fim como na área meio do Tribunal, com o intuito de assegurar a razoável duração dos processos. TEMAS Consolidar a gestão de custos operacionais Na perspectiva SOCIEDADE, consta o tema: Desenvolver políticas que possibilitem a racionalização dos processos de trabalho em proce-»» Acesso à Justiça dimentos que gerem custos operacionais, a partir de uma logística bem planejada. Na perspectiva PROCESSOS INTERNOS, os temas: Fomentar o uso da tecnologia da informação e comunicação como instrumento de trabalho»» Eficiência Operacional»» Responsabilidade Socioambiental Na perspectiva APRENDIZADO e CRESCIMENTO os temas:»» Gestão de Pessoas»» Tecnologia Na perspectiva RECURSOS, os temas:»» Infraestrutura»» Orçamento»» Governança Judiciária Dotar a Instituição das ferramentas tecnológicas indispensáveis ao aprimoramento dos serviços prestados, com observância às políticas e diretrizes sobre TIC emanadas internamente e do CNJ. Tema 2» Governança Judiciária : Objetivos Consolidar e aprimorar a governança do TJDFT Sedimentar a prática da gestão abrangente, dinâmica e multidimensional como esteio para o aprimoramento dos processos decisórios do Órgão.

12 20 21 Aprimorar a comunicação interna e externa Divulgar, de forma sistêmica e em linguagem acessível, informações acerca da atuação do TJDFT e dos serviços disponibilizados, sobretudo quanto aos direitos do cidadão, bem como incentivar a comunicação entre as diversas unidades internas (público interno) e entre o Tribunal e as demais instituições (público externo), primando pela transparência de sua atuação. Tema 3» Responsabilidade Socioambiental : Objetivo Fomentar e aperfeiçoar as práticas de sustentabilidade social, ambiental e econômica Promover a cidadania e disseminar valores éticos e morais por meio de uma atuação institucional efetiva no cumprimento de sua função social, bem como adotar e fortalecer posturas socioambientais que permitam resultados sustentáveis quanto à forma equilibrada de preservar o meio ambiente. Tema 2» Tecnologia : Objetivo Promover a modernização e a expansão tecnológica e o aperfeiçoamento das soluções de TIC Desenvolver estratégia de modernização constante e de aperfeiçoamento das soluções baseadas em Tecnologia da Informação e Comunicação, de maneira a garantir a disponibilização de sistemas essenciais, segurança e integridade das informações. PERSPECTIVA RECURSOS Tema 1» Infraestrutura : Objetivos Proporcionar as condições físicas ao exercício das atividades administrativas e judiciais Disponibilizar infraestrutura física e recursos materiais (instalações, mobiliário e equipamentos) que proporcionem um bom desempenho das unidades do Tribunal, assegurando aos magistrados e servidores segurança e saúde no trabalho e, aos jurisdicionados, um ambiente ideal para um atendimento ágil, seguro e de qualidade. Perspectiva Aprendizado e Crescimento Tema 1» Gestão de Pessoas : Objetivos Proporcionar a infraestrutura de TIC apropriada ao exercício das atividades administrativas e judiciais Garantir a eficiência na alocação da força de trabalho nas unidades judiciais Prover a infraestrutura tecnológica indispensável à regular e adequada prestação dos serviços, com observância às políticas e diretrizes sobre TIC emanadas internamente e do CNJ. Promover equilíbrio na distribuição da força de trabalho, com base no dimensionamento das necessidades de pessoal das unidades, com ênfase no atendimento das atividades finalísticas do Tribunal. Tema 2» Orçamento : Objetivo Consolidar a política de valorização de magistrados e de servidores Assegurar recursos orçamentários necessários à execução da Estratégia Desenvolver ações de valorização de magistrados e servidores a partir da identificação das necessidades relacionadas à melhoria da qualidade e do ambiente de trabalho (clima organizacional), ao plano de benefícios, ao acesso à cultura, à qualidade de vida no trabalho, ao reconhecimento de talentos e ao sentimento de identificação funcional, com o fim de garantir a condição necessária para que sejam efetivos agentes na execução da estratégia institucional. Garantir a disponibilização de recursos orçamentários para o desenvolvimento das ações, metas e projetos institucionais, priorizando a sua aplicação para o cumprimento do Plano Estratégico. Consolidar a política de gestão por competências alinhada à estratégia Estabelecer um processo permanente de desenvolvimento das pessoas e realizar as ações de gestão de pessoal a partir das competências mapeadas na instituição, sempre com vistas ao alcance dos objetivos organizacionais.

13 23 INDICADORES E METAS Os indicadores e as metas foram elaborados, inicialmente, sob a coordenação da equipe da Secretaria de Planejamento e Gestão Estratégica juntamente com representantes das áreas relacionadas a cada um dos objetivos elencados. Na metodologia adotada, cada objetivo tem seu alcance mensurado por, no mínimo, um indicador. Para cada indicador deverá haver uma meta a ser alcançada. 04 INDICADORES, METAS E INICIATIVAS Os Indicadores avaliam e comunicam a performance da organização em relação ao resultado esperado, possibilitando a medição do desempenho da organização. Eles quantificam o alcance das metas e representam um elo entre os objetivos estratégicos e a execução das ações na organização. As Metas, por sua vez, são uma segmentação do objetivo estratégico com foco no aspecto quantitativo, viabilizando o controle e o acompanhamento da execução do Plano e a correção tempestiva de rumos. INICIATIVAS Da mesma forma que as metas, a cada indicador estão associadas iniciativas estratégicas que serão responsáveis por impulsionar os resultados a serem demonstrados por meio da aferição daquele. As iniciativas propostas no Plano originaram-se da Consulta Pública, realizada no período de 6 de outubro a 20 de novembro de 2014, das visitas aos fóruns e das reuniões realizadas com magistrados e servidores, das propostas apresentadas pelos membros da Comissão e outras iniciativas que já se encontravam em curso na Casa e que são de interesse da Instituição a sua continuidade. A seguir, apresentam-se as Iniciativas Estratégicas, as Metas e os Indicadores de Desempenho do TJDFT para o período

14 24 25 PERSPECTIVASOCIEDADE Tema» Acesso à Justiça OBJETIVO ESTRATÉGICO: Aperfeiçoar a qualidade do atendimento ao usuário INICIATIVAS ESTRATÉGICAS 1. Aprimorar e expandir o Processo Judicial Eletrônico; 2. Fortalecer as relações com as instituições parceiras; 3. Aperfeiçoar o sistema de cálculos das contadorias; 4. Desenvolver programa de aperfeiçoamento e capacitação de servidores responsáveis pelo atendimento ao público; 5. Promover a integração constante das áreas responsáveis pela prestação das informações aos usuários; 6. Ampliar a divulgação dos serviços prestados pelo Tribunal; 7. Fortalecer a Ouvidoria como canal de comunicação interno e externo. INDICADORES Índice de satisfação com a prestação de serviços Mede, por meio de pesquisa, o grau de satisfação dos usuários com os serviços prestados pelo TJDFT Número correspondente ao resultado apurado em pesquisa Semestral Nota de 0 a 10 OVG Pesquisa de satisfação Meta 7,75 7,8 7,85 7,9 7,95 8

15 26 27 Índice de satisfação com a qualidade das informações Mede, por meio de pesquisa, o grau de satisfação dos usuários com a qualidade das informações prestadas pelo TJDFT Número correspondente ao resultado apurado em pesquisa Semestral Nota de 0 a 10 OVG Pesquisa de satisfação Meta Fixar linha de base OBJETIVO ESTRATÉGICO: Fomentar métodos consensuais de solução de conflitos INICIATIVAS ESTRATÉGICAS Observações Índice de realização de conciliações/mediações pré-processuais Mede o número de demandas resolvidas por meio de conciliação/mediação pré-processual (Número de demandas resolvidas por meio de conciliação/mediação pré-processual no período de apuração (A) / Número de demandas resolvidas por meio de conciliação/ mediação pré-processual no período anterior (B)) - 1 x 100 Percentual NUPEMEC SISCON (Access e Apex) No cômputo das demandas resolvidas, consideram-se aquelas que resultaram em acordo ou em desistência da ação Meta Ampliar a instalação de Centros Judiciários de Solução de Conflitos e de Cidadania CEJUSCs; 2. Expandir a atuação da Justiça Restaurativa; 3. Expandir a atuação da Justiça Comunitária; 4. Ampliar a divulgação das formas alternativas de solução de conflitos para a sociedade; 5. Implantar política de valorização de conciliadores e mediadores. Índice de realização de conciliações/mediações processuais Mede, em relação aos processos recebidos das Varas e dos Juizados, quantos foram resolvidos por meio de conciliação/mediação processual (Número de processos resolvidos por meio de conciliação/mediação processual no período de apuração / Número de processos recebidos das Varas e Juizados no mesmo período) x 100 Percentual INDICADORES Índice de promoção de ações voltadas à solução adequada de conflitos Mede a evolução da quantidade de pessoas atingidas em ações voltadas à solução adequada de conflitos NUPEMEC SISCON e PJe (Número de pessoas atingidas em ações voltadas à solução adequada de conflitos desenvolvidas no ano vigente (A) / Número de pessoas atingidas em ações voltadas à solução adequada de conflitos desenvolvidas no ano base (B)) -1 x 100 Meta Percentual NUPECON Controle manual (Excel) Meta % a mais 1 27% a mais 3

16 28 29 PERSPECTIVAPROCESSOS INTERNOS Tema» Eficiência Operacional OBJETIVO ESTRATÉGICO: Agilizar a tramitação dos processos judiciais e administrativos INICIATIVAS ESTRATÉGICAS 1. Aprimorar e expandir o Processo Judicial Eletrônico; 2. Priorizar as ações do Plano de Ação de Atenção Prioritária ao 1º Grau de Jurisdição; 3. Promover a efetividade no cumprimento das decisões; 4. Fortalecer as relações com as instituições parceiras; 5. Implantar a metodologia de melhoria contínua dos processos de trabalho, priorizando os finalísticos; 6. Ampliar o número de procedimentos administrativos para o suporte digital. INDICADORES Celeridade processual (1ª Instância) Mede o tempo de tramitação dos processos judiciais (Somatória dos tempos de tramitação dos processos que tiveram a primeira sentença de mérito no período de apuração) / (Número de processos da relação) Dias SGC SISTJ

17 30 31 INDICADORES Celeridade processual (1ª Instância) Meta Celeridade processual (2ª Instância) Mede o tempo de tramitação dos processos judiciais (Somatória dos tempos de tramitação dos processos que tiveram o primeiro julgamento ou decisão monocrática que põe fim ao processo, ou o andamento que o retire de tramitação no período de apuração) / (Número de processos da relação) Índice de processos antigos (2ª Instância) Mede o percentual de processos antigos, isto é, protocolados até o último dia útil do segundo ano anterior ao corrente, que estejam pendentes (Casos antigos na 2ª Instância / Casos pendentes na 2ª Instância) x 100 Porcentagem SEJU SISPL Meta 10% 10% 10% 10% 10% 10% Dias SEJU SISPL Índice de atendimento à demanda (1º Grau) Mede a relação entre o número de processos baixados e o número de casos novos apresentados no mesmo período (Total de processos judiciais baixados no 1º Grau / Total de casos novos no 1º Grau) x 100 Observações Excluem-se as seguintes classes processuais: ACJ, AGD, AGF, AGR, AGS, AGV, AGX, AJC, APA, APJ, ARE, CDO, CPT, DVJ, EDJ, EIA, EIC, EIE, EIF, EIG, EIJ, EIN, EIO, EIP, EIR, EIS, EIT, EIV, EMA, EMD (todos), EMG, PAC, PAD, PCT, RAD, RED, REE, RES, REX, RJC, ROS, ROX, RPI, RPV, RSX e processos infracionais (APE) Porcentagem SGC Meta SISTJ Meta 130% 128% 126% 124% 122% 120% Índice de processos antigos (1ª Instância) Mede o percentual de processos antigos, isto é, protocolados até o último dia útil do segundo ano anterior ao corrente, que estejam pendentes (Casos antigos no 1º Grau + Casos antigos nos Juizados Especiais) / (Casos pendentes no 1º Grau + Casos pendentes nos Juizados Especiais) x 100 Índice de atendimento à demanda (2º Grau) Mede a relação entre o número de processos baixados e o número de casos novos apresentados no mesmo período (Total de processos judiciais baixados no 2º Grau / Total de casos novos no 2º Grau) x 100 Dias Porcentagem SGC SEJU SISTJ SISPL Meta 70% 65% 60% 55% 50% 45% Meta 105% 105% 105% 105% 105% 105%

18 32 33 Processos conclusos para sentença com excesso de prazo Mede o número de processos conclusos para sentença no período de apuração, que se encontravam havia mais de cem dias sem prolação de sentença Contagem dos processos conclusos para sentença com excesso de prazo no período de apuração Processos SGC SISTJ Meta Observações Índice de eficiência operacional Mede, por meio da relação entre a despesa total executada e a quantidade de processos baixados, a eficiência operacional do órgão (Despesa total Executada + Depreciação) / (Total de processos baixados) Reais SEOF SIAFI, SISTJ e SISPL No cômputo da despesa total executada, devem ser considerados os Restos a Pagar e desconsideradas as despesas com investimentos, magistrados e servidores cedidos e inativos e pensionistas. No denominador, devem ser incluídas todas as classes processuais. Índice de aquisição de bens e serviços em tempo-padrão Mede a quantidade de contratações realizadas no tempo-padrão em comparação com o total de contratações realizadas no período de apuração (Número de contratações finalizadas no tempo-padrão / Número total de contratações finalizadas) x 100 Meta Fixar linha de base OBJETIVO ESTRATÉGICO: Fomentar o uso da tecnologia da informação e comunicação como instrumento de trabalho INICIATIVAS ESTRATÉGICAS Porcentagem SEMA SICOMP e arquivos internos (data de homologação das licitações) 1. Aprimorar e expandir o Processo Judicial Eletrônico; 2. Ampliar o número de procedimentos administrativos para o suporte digital; 3. Regulamentar a política de trabalho à distância. Meta , 10% a mais % a mais % a mais 2018 OBJETIVO ESTRATÉGICO: Consolidar a gestão de custos operacionais INICIATIVAS ESTRATÉGICAS 10% a mais Implantar sistemática de gestão de custos; 2. Aperfeiçoar a gestão dos recursos próprios; 3. Garantir a utilização de estudos estatísticos para balizar as decisões do Tribunal para fins de instalação de novas Varas ou novos Fóruns. Unidade responsável pelos dados INDICADORES Índice de processos judiciais eletrônicos novos Mede o percentual de processos judiciais eletrônicos em relação ao total de processos judiciais distribuídos no mesmo período (Quantidade de processos judiciais eletrônicos que ingressaram no período de apuração / Quantidade de casos novos, eletrônicos ou não, que ingressaram no período de apuração) x 100 Porcentagem SGC

19 34 35 Índice de processos judiciais eletrônicos novos Meta 5% 10% 15% 20% 25% 30% Índice de procedimentos administrativos eletrônicos PJe Mede a proporção entre os procedimentos administrativos que constam no Plano de Classificação de Documentos da Área Administrativa do TJDFT (PC-AD) que foram migrados para o suporte digital e o total dos procedimentos administrativos constantes no PC-AD (Número de procedimentos administrativos do PC-AD que foram migrados para o suporte digital / Número total de procedimentos administrativos do PC-AD) x 100 INDICADOr Índice de execução do orçamento estratégico Mede a efetividade na aplicação dos recursos consignados para atendimento das iniciativas estratégicas (Valor executado nas iniciativas estratégicas / Valor disponibilizado para tal) x 100 Anual Porcentagem SEOF SIAFI Observações Consideram-se como estratégicas as iniciativas contempladas no PLABI, no Plano de Obras (excluídas as manutenções) e no Plano de Contratações de TIC Porcentagem SEGD Meta Fixar linha de base Variável Numerador: Sistema SIPAD > Consulta Seletiva de PA s > Código da Classificação; Variável Denominador: Sistema SIPAD > Consulta Seletiva de PA s > Relação de Códigos de Classificação OBJETIVO ESTRATÉGICO: Aprimorar a comunicação interna e externa INICIATIVAS ESTRATÉGICAS Meta 6,6% 9% 11% 16% 18% 25% Tema» Governança Judiciária OBJETIVO ESTRATÉGICO: Consolidar e aprimorar a governança do TJDFT 1. Ampliar a divulgação das iniciativas estratégicas e dos serviços prestados pelo Tribunal; 2. Promover a integração constante das áreas responsáveis pela prestação das informações aos usuários; 3. Promover o reconhecimento e a disseminação de boas práticas. INICIATIVAS ESTRATÉGICAS INDICADOr 1. Implantar sistemática de gestão de riscos; 2. Consolidar a sistemática de acompanhamento do Plano Estratégico; 3. Promover o alinhamento estratégico das unidades administrativas e judiciárias; 4. Implantar instrumento de classificação e controle do orçamento estratégico; 5. Promover ações para integração do Orçamento ao Planejamento Estratégico; 6. Elaborar estudos visando à implantação da gestão do conhecimento; 7. Priorizar a 1ª Instância nas decisões estratégicas; 8. Aprimorar a governança de TIC. Índice de matérias positivas na imprensa Mede o percentual de matérias positivas veiculadas de maneira espontânea em jornais, revistas, emissoras de TV e sítios da internet em relação ao total de matérias sobre o Tribunal (Quantidade de matérias positivas veiculadas no período de apuração / Quantidade total de matérias, positivas ou não, veiculadas no período de apuração) x 100 Porcentagem ACS

20 36 37 Observações INDICADOr Índice de matérias positivas na imprensa Empresa de Clipping As matérias taxadas de neutras, por seu caráter informativo, representam, no âmbito do judiciário, tendência favorável (positiva) à imagem do TJDFT, ainda que não consideradas no cômputo das matérias positivas. Meta 10% a mais % a mais 10% a mais % a mais 2017 Índice de favorabilidade à comunicação interna 10% a mais % a mais 2019 Indicador Observação Índice de execução do Plano de Logística Sustentável Percentual COGESA Relatórios encaminhados pelas áreas responsáveis pelos indicadores do PLS Não são considerados no cálculo os indicadores referentes a bens de consumo e veículos (quantidades) Meta 20% 40% 60% 80% 90% 100% Mede a percepção favorável de magistrados e servidores sobre a comunicação interna obtida em dimensão específica da pesquisa de clima organizacional Número correspondente ao resultado apurado em pesquisa Bienal Nota de 1 a 5 SERH Pesquisa de clima organizacional Meta 3,20 3,50 3,70 Tema» Responsabilidade Socioambiental OBJETIVO ESTRATÉGICO: Fomentar e aperfeiçoar as práticas de sustentabilidade social, ambiental e econômica INICIATIVA ESTRATÉGICA 1. Implantar o Plano de Logística Sustentável. Indicador Índice de execução do Plano de Logística Sustentável Mede o percentual de execução das metas estabelecidas para os indicadores do PLS Média do grau de cumprimento das metas individuais dos indicadores do PLS

COMPOSIÇÃO ADMINISTRATIVA DO TJDFT TRIBUNAL PLENO. Getúlio de Moraes Oliveira Desembargador Presidente

COMPOSIÇÃO ADMINISTRATIVA DO TJDFT TRIBUNAL PLENO. Getúlio de Moraes Oliveira Desembargador Presidente COMPOSIÇÃO ADMINISTRATIVA DO TJDFT Getúlio de Moraes Oliveira Desembargador Presidente Carmelita Indiano Americano do Brasil Dias Desembargadora 1ª Vice-Presidente Waldir Leôncio Júnior Desembargador 2º

Leia mais

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional.

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Tema 1: Eficiência Operacional Buscar a excelência na gestão de custos operacionais. Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Agilizar

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

Indicadores - Perspectiva Sociedade

Indicadores - Perspectiva Sociedade Indicadores - Perspectiva Sociedade Fortalecer a imagem institucional da Justiça do Trabalho IMAGEM ORGANIZACIONAL GRAU DE CONFIANÇA NA JUSTIÇA DO TRABALHO Mede o grau de confiança dos advogados e partes

Leia mais

Administração Judiciária

Administração Judiciária Administração Judiciária Planejamento e Gestão Estratégica Claudio Oliveira Assessor de Planejamento e Gestão Estratégica Conselho Superior da Justiça do Trabalho Gestão Estratégica Comunicação da Estratégia

Leia mais

Plano Estratégico do TJDFT 2010-2016

Plano Estratégico do TJDFT 2010-2016 Poder Judiciário da União Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios Secretaria de Planejamento e Gestão Estratégica Plano Estratégico do TJDFT 2010-2016 Atualizado pela Portaria GPR 209

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1.

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1. 34 Os indicadores são índices utilizados para aferir resultados. O TRT da 7ª Região adotou indicadores aferidos pelo CNJ e criou outros considerados relevantes para o processo decisório da gestão institucional,

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA Fabiana Alves de Souza dos Santos Diretora de Gestão Estratégica do TRT 10 1/29 O TRT da 10ª Região Criado em 1982 32 Varas do Trabalho

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo.

Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo. Eficiência Operacional. Buscar a efetividade nos trâmites judiciais e administrativos. Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo.

Leia mais

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Março COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - CGTIC 2 ÍNDICE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO... 3 Apresentação...

Leia mais

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 1 Missão 2 Exercer o controle externo da administração pública municipal, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, em benefício da sociedade. Visão Ser reconhecida

Leia mais

Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009

Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009 Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009 Senhores, No encerramento destes trabalhos, gostaria de agradecer a contribuição

Leia mais

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 A Estratégia do Conselho da Justiça Federal CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 SUEST/SEG 2015 A estratégia do CJF 3 APRESENTAÇÃO O Plano Estratégico do Conselho da Justiça Federal - CJF resume

Leia mais

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Dezembro/2010 2 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Missão: Prover soluções efetivas de tecnologia

Leia mais

ANEXO A Estratégia do Tribunal de Justiça de Sergipe

ANEXO A Estratégia do Tribunal de Justiça de Sergipe RESOLUÇÃO Nº 10, DE 01 DE JUNHO DE 2011 Dispõe sobre o Planejamento e a Gestão Estratégica no âmbito do Poder Judiciário do Estado de Sergipe e dá outras providências. ANEXO A Estratégia do Tribunal de

Leia mais

ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E METAS

ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E METAS ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E S 31 MATRIZ DE INDICADORES e S Indicador 1 - Visão Visão: Ser reconhecido como um dos 10 Regionais mais céleres e eficientes na prestação jurisdicional, sendo considerado

Leia mais

(ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES

(ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES (ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES Indicador 01 INDICADOR: Índice de confiança no Poder Judiciário (1 CNJ) Confiança da sociedade no Poder Judiciário CNJ Pesquisa de opinião contratada pelo CNJ Identificar

Leia mais

Portaria nº 3156, de 5 de dezembro de 2013.

Portaria nº 3156, de 5 de dezembro de 2013. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, CONSIDERANDO o Planejamento Estratégico Participativo em execução (2009/2014), aprovado pela Resolução Administrativa

Leia mais

ÍNDICE. Introdução 2. Missão 4. Visão de Futuro 5. Objetivos Estratégicos 6. Mapa Estratégico 7. Metas, Indicadores e Ações 8. Considerações Finais 22

ÍNDICE. Introdução 2. Missão 4. Visão de Futuro 5. Objetivos Estratégicos 6. Mapa Estratégico 7. Metas, Indicadores e Ações 8. Considerações Finais 22 ÍNDICE Introdução 2 Missão 4 Visão de Futuro 5 Objetivos Estratégicos 6 Mapa Estratégico 7 Metas, Indicadores e Ações 8 Considerações Finais 22 1 INTRODUÇÃO O Plano Estratégico do Supremo Tribunal de Federal,

Leia mais

A ESTRATÉGIA DO TRT-3ª REGIÃO

A ESTRATÉGIA DO TRT-3ª REGIÃO A ESTRATÉGIA DO TRT-3ª REGIÃO Plano Plurianual 2010-2014 Considerando o caráter dinâmico do processo de planejamento estratégico, o monitoramento e as revisões periódicas vêm auxiliar a Administração,

Leia mais

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS 43 Considerando os Objetivos Estratégicos, Indicadores e Metas, foram elaboradas para cada Objetivo, as Ações e indicados Projetos com uma concepção corporativa. O Plano Operacional possui um caráter sistêmico,

Leia mais

Apresentação. Resolução CNJ 201, PLS do Judiciário

Apresentação. Resolução CNJ 201, PLS do Judiciário Apresentação Resolução CNJ 201, PLS do Judiciário Art. 10: os PLS-PJ são instrumentos, vinculados ao planejamento estratégico do Poder Judiciário, com objetivos e responsabilidades definidas, ações, metas,

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Esta iniciativa busca a modernização e a ampliação das ações e dos instrumentos de Comunicação para atender às necessidades de divulgação e alinhamento de informações

Leia mais

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII)

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII) PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO Secretaria-Executiva Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional Plano de Integridade Institucional (PII) 2012-2015 Apresentação Como

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO SINTÉTICO 2013 2016 - REVISÃO 2014

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO SINTÉTICO 2013 2016 - REVISÃO 2014 Anexo à Resolução CGM 1.143 DE 08/07/2014 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO SINTÉTICO 2013 2016 - REVISÃO 2014 INTRODUÇÃO Este trabalho é o produto de discussões finalizados em fevereiro de 2014, junto à Comissão

Leia mais

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Diretoria Geral de Planejamento, Coordenação e Finanças (DGPCF) 0301- Tribunal de Justiça.

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Diretoria Geral de Planejamento, Coordenação e Finanças (DGPCF) 0301- Tribunal de Justiça. ESTRUTURA PROGRAMÁTICA - PROPOSTA 2016 UNIDADE - UO 0301 PROGRAMA PROGRAMA Garantir o pagamento pelo efetivo serviço exercido por magistrados e servidores, bem como as obrigações de responsabilidade do

Leia mais

*486EBBAA* PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO)

*486EBBAA* PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) ** PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) Dispõe sobre a criação de cargos de provimento efetivo e de cargos em comissão no Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal Regional

Leia mais

INDICADORES ESTRATÉGICOS EVOLUÇÃO E STATUS. Indicadores com monitoramento implementado e com resultado satisfatório de acordo com a meta.

INDICADORES ESTRATÉGICOS EVOLUÇÃO E STATUS. Indicadores com monitoramento implementado e com resultado satisfatório de acordo com a meta. Implantação do Planejamento Estratégico AMGE 100% até 2016 O Projeto Desdobramento do Planejamento Estratégico Institucional foi instituído por meio da Portaria PGR nº 725/2011 e finalizado em dezembro

Leia mais

Relatório Metas Nacionais do Judiciário Diagnóstico Situacional TJAL

Relatório Metas Nacionais do Judiciário Diagnóstico Situacional TJAL Relatório Metas Nacionais do Judiciário Diagnóstico Situacional TJAL Assessoria de Planejamento de Modernização do Poder - APMP Divisão de Estatística do Tribunal de Justiça - DETJ Assessoria de Planejamento

Leia mais

Construção do Plano Estratégico 2015-2020. Revisão da Identidade Estratégica Comissão de Planejamento Estratégico 10/10/2014

Construção do Plano Estratégico 2015-2020. Revisão da Identidade Estratégica Comissão de Planejamento Estratégico 10/10/2014 Construção do Plano Estratégico 2015-2020 Revisão da Identidade Estratégica Comissão de Planejamento Estratégico 10/10/2014 2 Objetivo da Reunião Apresentar a contribuição institucional, discutir propostas

Leia mais

ATO Nº 61/2015. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 61/2015. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 61/2015 Aprova alteração no Plano de Auditoria de Longo Prazo PALP Quadriênio 2014/2017, no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

ESCOLA JUDICIAL DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 16ª REGIÃO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO QUALIFICAR

ESCOLA JUDICIAL DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 16ª REGIÃO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO QUALIFICAR PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO QUALIFICAR CALENDÁRIO DE CURSOS EXERCÍCIO 2011 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2011-2015 PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO QUALIFICAR Escopo Capacitar magistrados e servidores em gestão

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O Nº 035/2015

R E S O L U Ç Ã O Nº 035/2015 R E S O L U Ç Ã O Nº 035/2015 Aprova o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação do Poder Judiciário do Estado de Sergipe para o período de 2015 a 2020. O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR Este questionário objetiva diagnosticar a realidade dos tribunais em relação às aprovadas no II Encontro Nacional do Judiciário, bem como subsidiar medidas concretas a serem

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2015 a 2020 Versão 1.0 Índice 1. Apresentação 2. Organograma da SETECI 3. Planejamento Estratégico do TJSE 4. Mapa Estratégico do

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

TJM-RS NGE-JME-RS. Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014

TJM-RS NGE-JME-RS. Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014 2013 TJM-RS NGE-JME-RS Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014 [PAINEL DE INDICADORES-TJM-RS] Contém os indicadores do do Tribunal de Justiça Militar do Rio Grande

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO Controle de Versões Autor da Solicitação: Subseção de Governança de TIC Email:dtic.governanca@trt3.jus.br Ramal: 7966 Versão Data Notas da Revisão 1 03.02.2015 Versão atualizada de acordo com os novos

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ MISSÃO: Garantir prestação jurisdicional rápida, acessível e efetiva no âmbito da sua competência. DESCRIÇÃO DA MISSÃO: A Justiça Federal no Paraná existe para garantir direitos

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro

PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Revisão do Plano Estratégico 2013/2014 PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 2014 Página 1 de 16 Sumário 1 Apresentação... 3 2 Objetivos... 4 3 Público-Alvo

Leia mais

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO Simplificar e padronizar os processos internos, incrementando o atendimento ao usuário. Especificamente o projeto tem o objetivo de: Permitir

Leia mais

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC Incentivar a inovação em processos funcionais Aprendizagem e conhecimento Adotar práticas de gestão participativa para garantir maior envolvimento e adoção de soluções de TI e processos funcionais. Promover

Leia mais

Plano de Ação 2015: Objetivos estratégicos, Indicadores, Metas e Projetos priorizados

Plano de Ação 2015: Objetivos estratégicos, Indicadores, Metas e Projetos priorizados E77p Espírito Santo. Tribunal de Contas do Estado. Plano de Ação 2015: Objetivos estratégicos, Indicadores, Metas e Projetos priorizados / Tribunal de Contas do Estado. Vitória/ES: TCEES, 2015. 13p. 1.Tribunal

Leia mais

PROCESSOS DE PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO DE PROJETOS

PROCESSOS DE PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO DE PROJETOS 1 Ficha Técnica Proposto por: Presidente Des. Cássio Rodolfo Sbarzi Guedes Vice-Presidente Des. Marcos Alaor Diniz Grangeia Corregedor-Geral da Justiça Des. Paulo Kiyochi Mori Coordenação Juiz Francisco

Leia mais

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM Fevereiro DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM 2 ÍNDICE PLANO ESTRATÉGICO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO... 3 Apresentação... 3 Missão... 4 Visão de Futuro... 4 Valores... 4 PERSPECTIVAS...

Leia mais

6 - Garantir recursos orçamentários necessários para funcionamento do Poder Judiciário Estadual.

6 - Garantir recursos orçamentários necessários para funcionamento do Poder Judiciário Estadual. 5.4. ORÇAMENTO Objetivo Estratégico: 6 - Garantir recursos orçamentários necessários para funcionamento do Poder Judiciário Estadual. Descrição do Objetivo: Garantir a disponibilização dos recursos necessários

Leia mais

Resolução nº 17, de 02 de maio de 2013. Revisão do Plano Diretor 2010/2014. A Estratégia do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima

Resolução nº 17, de 02 de maio de 2013. Revisão do Plano Diretor 2010/2014. A Estratégia do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima Resolução nº 17, de 02 de maio de 2013. Revisão do Plano Diretor 2010/2014. A Estratégia do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima Revisada Vigência 2013 2014 Missão, qual nosso negócio? Identidade institucional

Leia mais

PORTFÓLIO DE PROJETOS ESTRATÉGICOS PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE MS

PORTFÓLIO DE PROJETOS ESTRATÉGICOS PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE MS PORTFÓLIO DE PROJETOS ESTRATÉGICOS PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE MS Elaboração e Implantação de Modelo e Software de Gestão de Desempenho dos Oficiais de Justiça Implantar software de gestão de desempenho

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Publicada no DJE/STF, n. 127, p. 1-3 em 3/7/2013. RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Dispõe sobre a Governança Corporativa de Tecnologia da Informação no âmbito do Supremo Tribunal Federal e dá outras

Leia mais

Antônio Francisco Morais Rolla Diretor Executivo de Informática TJMG

Antônio Francisco Morais Rolla Diretor Executivo de Informática TJMG Antônio Francisco Morais Rolla Diretor Executivo de Informática TJMG Tipos de Justiça: Federal Estadual (Comum e Militar) Trabalho Eleitoral No TJMG Justiça Comum: 1ª e 2ª Instâncias Juizados Especiais

Leia mais

RESOLUÇÃO GPGJ Nº 1.943 DE 13 DE OUTUBRO DE 2014.

RESOLUÇÃO GPGJ Nº 1.943 DE 13 DE OUTUBRO DE 2014. RESOLUÇÃO GPGJ Nº 1.943 DE 13 DE OUTUBRO DE 2014. Dispõe sobre o Modelo de Governança do Planejamento Estratégico do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA PRÁTICA GESTÃO DE PORTFÓLIOS DE PROJETOS. RELATOR Ana Cristina Wollmann Zornig Jayme

APRESENTAÇÃO DA PRÁTICA GESTÃO DE PORTFÓLIOS DE PROJETOS. RELATOR Ana Cristina Wollmann Zornig Jayme APRESENTAÇÃO DA PRÁTICA GESTÃO DE PORTFÓLIOS DE PROJETOS RELATOR Ana Cristina Wollmann Zornig Jayme RESPONSÁVEIS Ana Cristina Wollmann Zornig Jayme - 3350-8628 - ajayme@pmc.curitiba.pr.gov.br - SEPLAN

Leia mais

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2013 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 1 Índice de respostas a contatos dirigidos à Ouvidoria Mede o percentual de contatos dirigidos à Ouvidoria que receberam

Leia mais

RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO SISTEMATIZAÇÃO DOS RESULTADOS Atendendo a solicitação do CNMP, o presente documento organiza os resultados

Leia mais

Processo Judicial Eletrônico: Juizados Especiais Cíveis

Processo Judicial Eletrônico: Juizados Especiais Cíveis Processo Judicial Eletrônico: Juizados Especiais Cíveis BPM Day Serra Gaúcha 2013 Carolina Möbus Volnei Rogério Hugen O Poder Judiciário De acordo com o fundamento do Estado, o Poder Judiciário tem a Missão

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação (PETI) Secretaria de Tecnologia da Informação Florianópolis, março de 2010. Apresentação A informatização crescente vem impactando diretamente

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares,

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares, PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO PORTARIA TRT/GP/DGCA Nº 630/2011 Define a Política de Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicações

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL. O Planejamento e a Gestão Estratégica do INSS

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL. O Planejamento e a Gestão Estratégica do INSS INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL O Planejamento e a Gestão Estratégica do INSS OUTUBRO/2009 REVISTA ISTO É DINHEIRO REVISTA RECONHECE EXCELÊNCIA DO INSS Estado com foco no cliente Como o INSS, que já

Leia mais

008228/2009 TC - - PSF

008228/2009 TC - - PSF Processo nº: 008228/2009 TC Jurisdicionado: Prefeitura Municipal do Natal - Secretaria Municipal de Saúde. Assunto: Auditoria Operacional na Ação Implementação e Expansão do Programa de Saúde da Família

Leia mais

Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal

Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA Introdução É importante ressaltar que um plano de comunicação tem a finalidade de tornar conhecida

Leia mais

*F69F3DF9* PROJETO DE LEI N.º, de de 2012. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO)

*F69F3DF9* PROJETO DE LEI N.º, de de 2012. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) ** PROJETO DE LEI N.º, de de 2012. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) Dispõe sobre a criação de cargos de provimento efetivo no Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região.

Leia mais

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2014 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 1 Índice de respostas a contatos dirigidos à Ouvidoria Mede o percentual de contatos dirigidos à Ouvidoria que receberam

Leia mais

ITINERÁRIO FORMATIVO DE DIRETORES DE SECRETARIA DE VT s. Coordenador: Desembargador Fernando Luiz Gonçalves Rios Neto

ITINERÁRIO FORMATIVO DE DIRETORES DE SECRETARIA DE VT s. Coordenador: Desembargador Fernando Luiz Gonçalves Rios Neto ITINERÁRIO FORMATIVO DE DIRETORES DE SECRETARIA DE VT s Coordenador: Desembargador Fernando Luiz Gonçalves Rios Neto 1. PROCESSO DE TRABALHO 1.1. Esfera Administrativa Planejamento Análise da realidade

Leia mais

(ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS

(ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS (ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS 1 - SUAP - Sistema Unificado de Acompanhamento Processual Implantar, a partir de diretrizes do CSJT, sistema único de acompanhamento processual, em substituição aos diversos

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa O Poder Judiciário tem-se conscientizado, cada vez mais, de que se faz necessária uma resposta para a sociedade que exige uma prestação jurisdicional mais célere e

Leia mais

MANUAL DE GESTÃO DE PROJETOS: Guia de referência do sistema de gestão de projetos do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região

MANUAL DE GESTÃO DE PROJETOS: Guia de referência do sistema de gestão de projetos do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região MANUAL DE GESTÃO DE PROJETOS: Guia de referência do sistema de gestão de projetos do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região Belém PA 2013 MANUAL DE GESTÃO DE PROJETOS: Guia de referência do sistema

Leia mais

Conselho Nacional de Justiça Processo Judicial Eletrônico

Conselho Nacional de Justiça Processo Judicial Eletrônico Conselho Nacional de Justiça Processo Judicial Eletrônico O documento a seguir foi juntado aos autos do processo de número 0001627-78.2014.2.00.0000 em 27/03/2015 15:12:09 e assinado por: - CICERO RENATO

Leia mais

Carteira de Projetos da Seção Judiciária do RS

Carteira de Projetos da Seção Judiciária do RS Página 1 Carteira de Projetos da Seção Judiciária do RS Projeto I Padronização e Melhoria dos Procedimentos das Varas Federais, Juizados e Turmas Recursais Escopo: Implementação de método de gerenciamento

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO AGENDA ESTRATÉGICA DA GESTÃO (2012-2015) AGENDA ESTRATÉGICA DA GESTÃO (2012-2015) Este documento tem o propósito de promover o alinhamento da atual gestão

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 94 DE 14 DE OUTUBRO DE 2014.

ATO NORMATIVO Nº 94 DE 14 DE OUTUBRO DE 2014. ATO NORMATIVO Nº 94 DE 14 DE OUTUBRO DE 2014. REGULAMENTA A APLICAÇÃO DOS DISPOSITIVOS PREVISTOS NAS RESOLUÇÕES TJAL Nº 02/2014 E 18/2014, REVOGA OS ATOS NORMATIVOS Nº 12, DE 19 DE MARÇO DE 2014 E Nº 19,

Leia mais

1 APRESENTAÇÃO. Página 3 de 16

1 APRESENTAÇÃO. Página 3 de 16 Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 OBJETIVOS... 4 3 PÚBLICO-ALVO DA GESTÃO ESTRATÉGICA... 4 4 INFORMAÇÕES SOBRE O MODELO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DO TCE/RN... 5 4.1 DIRECIONADORES ESTRATÉGICOS... 5 4.2 OBJETIVOS

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente Natal, 2011 1. Quem somos 2. Histórico da Gestão Estratégica 3. Resultados práticos 4. Revisão

Leia mais

Supremo Tribunal Federal PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO (2009-2013)

Supremo Tribunal Federal PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO (2009-2013) Supremo Tribunal Federal PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO (2009-2013) Aprovado em Sessão Administrativa de 05.08.2009 COMPOSIÇÃO Ministro GILMAR MENDES Presidente Ministro CEZAR PELUSO Vice-Presidente Ministro

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI PETI MPMA 2015 2016 Procuradora Geral de Justiça VERSÃO 1.0 SÃO LUIS MA, 2014 Regina Lúcia de Almeida Rocha Procuradora de Justiça Diretor Geral Luís Gonzaga Martins Coelho

Leia mais

"Estrutura do Monitoramento e Avaliação no Ministério da Previdência Social"

Estrutura do Monitoramento e Avaliação no Ministério da Previdência Social "Estrutura do Monitoramento e Avaliação no Ministério da Previdência Social" 1 Gestão por processos 2 Previdência Social: em números e histórico Estrutura: Administração Direta, 2 Autarquias e 1 Empresa

Leia mais

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA Boletim GESTÃO DE PESSOAS & RECURSOS HUMANOS IPEA, 13 de outubro de 2010 EXTRA Nº 2 OUTUBRO INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA PORTARIA Nº 385, DE 13 DE OUTUBRO DE 2010. Institui, no âmbito do IPEA,

Leia mais

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL 1ª Reunião da Rede de Priorização do Primeiro Grau de Jurisdição PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL 05 a 07 de maio de 2015 ESMAF Brasília/DF Integrantes da Rede de Priorização do Primeiro Grau no segmento

Leia mais

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 29 de setembro de 2009 PLANO DE TRABALHO - PDTI O presente Plano de Trabalho objetiva o nivelamento do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima aos requisitos de tecnologia da informação

Leia mais

Supremo Tribunal Federal PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO (2009-2013)

Supremo Tribunal Federal PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO (2009-2013) Supremo Tribunal Federal PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO (2009-2013) Aprovado em Sessão Administrativa de 05.08.2009 COMPOSIÇÃO Ministro GILMAR MENDES Presidente Ministro CEZAR PELUSO Vice-Presidente Ministro

Leia mais

Questão de auditoria Informações Requeridas Fontes de Informação Procedimentos Possíveis Achados

Questão de auditoria Informações Requeridas Fontes de Informação Procedimentos Possíveis Achados Questão de auditoria Informações Requeridas Fontes de Informação s Possíveis Achados 1 As características da unidade de controle interno atendem aos preceitos normativos e jurisprudenciais? Ato que criou

Leia mais

Desempenho dos Projetos Estratégicos Ata 2ª RAE - Julho 2013

Desempenho dos Projetos Estratégicos Ata 2ª RAE - Julho 2013 Desempenho dos Projetos Estratégicos Ata 2ª RAE - Julho 2013 A Coordenadora de Planejamento, Rosemeire Moreira Ferreira, apresentou a análise do banco de projetos, as causas dos problemas enfretados, bem

Leia mais

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Apresentação 1.Identificação do órgão:tribunal do Trabalho da Paraíba/ Assessoria de Comunicação Social 2.E-mail para contato:rdaguiar@trt13.jus.br, rosa.jp@terra.com.br

Leia mais

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT Quadro de Servidores SITUAÇÃO 2008 2009 Abril 2010 CARGOS EFETIVOS (*) 429 752 860 Analista Administrativo 16 40 41 Especialista em Regulação 98 156 169

Leia mais

Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02

Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02 1 de 30 16/11/2015 15:16 Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02 Prezado(a) Como o OBJETIVO de apurar o nível de maturidade em governança da Justiça Federal, foi desenvolvido instrumento

Leia mais

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL 1ª Reunião da Rede de Priorização do Primeiro Grau de Jurisdição PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL 05 a 07 de maio de 2015 ESMAF Brasília/DF Integrantes da Rede de Priorização do Primeiro Grau no segmento

Leia mais

III Códigos relativos às audiências de conciliação (correspondentes ao código 970 do CNJ):

III Códigos relativos às audiências de conciliação (correspondentes ao código 970 do CNJ): PORTARIA CONJUNTA PRESI/COGER/COJEF/SISTCON 86 DE 07/05/2013 Dispõe sobre o lançamento das movimentações processuais referentes aos processos que tramitam no Sistema de da Justiça Federal da 1ª Região

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PERÍODO 2012 A 2016 MANAUS/AM VERSÃO 1.0 1 Equipe de Elaboração João Luiz Cavalcante Ferreira Representante da Carlos Tiago Garantizado Representante

Leia mais

DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009.

DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009. DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009. Institui a Política de Tecnologia da Informação e Comunicação no Governo do Estado do Piauí, cria o Sistema de Governança de Tecnologia da Informação e

Leia mais

Planejamento e Gestão para Cumprimento da Meta 02. *Cristiane Pederzolli Rentzsch*

Planejamento e Gestão para Cumprimento da Meta 02. *Cristiane Pederzolli Rentzsch* Planejamento e Gestão para Cumprimento da Meta 02 *Cristiane Pederzolli Rentzsch* I - Introdução II - A Meta 02 III - Experiência da 17ª Vara da SJDF IV - Conclusão V - Agradecimentos I. Introdução O Conselho

Leia mais

20 12 RELATÓRIO DE GESTÃO

20 12 RELATÓRIO DE GESTÃO 20 12 RELATÓRIO DE GESTÃO SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEBRAE NACIONAL RELATÓRIO DE GESTÃO 2012 Brasília / 2012 2012. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012

IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012 IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012 Rosely Vieira Consultora Organizacional Mestranda em Adm. Pública Presidente do FECJUS Educação

Leia mais

Painel de Contribuição ASGE (Outubro/2015)

Painel de Contribuição ASGE (Outubro/2015) ASGE (Outubro/2015) Objetivo Estratégico / Iniciativa Estratégica/ Meta Estratégica 1. Alcançar 82% dos Projetos dentro do Prazo/ Aperfeiçoar a gestão de projetos 2. Implementar a Gestão de Riscos a) Criar

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO PROJETO: APERFEIÇOAR O PROCESSO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL Número do Projeto: 02/2011 Código do Projeto:CPG_APERFEICOAR_PEI Versão: 2 Área demandante: Comitê de Planejamento e Gestão Data

Leia mais

COMISSÃO DIRETORA. Praça dos Três Poderes Senado Federal CEP: 70165 900 Brasília DF

COMISSÃO DIRETORA. Praça dos Três Poderes Senado Federal CEP: 70165 900 Brasília DF A estrutura administrativa do Senado Federal está dividida em três áreas que compreendem os órgãos superiores de execução, órgãos de assessoramento superior e órgão supervisionado. Conheça a estrutura

Leia mais