Projeto Pedagógico do curso de Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Projeto Pedagógico do curso de Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda"

Transcrição

1 FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DA CIDADE DE FEIRA DE SANTANA Projeto Pedagógico do curso de Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda Prof.ª MSc. Elica Luiza Paiva Coordenadora Acadêmica do Curso Prof. Newton Oliveira Diretor Presidente Feira de Santana 2010

2 2 SUMÁRIO Apresentação... 3 Introdução Perfil do Curso Estrutura Curricular Estrutura pedagógica Infra-estrutura da Faesf Infra-estrutura dos laboratórios e equipamentos Infra-estrutura da biblioteca Forma de acesso Nível de informatização Seção de informação e atualização do acervo Acervo periódico Atividades do curso Representação Gráfica do perfil de formação Perfil do Egresso Sistema de Avaliação do Projeto do Curso Sistema de avaliação do processo de ensino e aprendizagem Trabalho de conclusão de curso Estágio curricular não obrigatório ANEXOS Disciplinas equivalentes entre Matriz Curricular 2007 e a de RESOLUÇÃO FAESF 003/2010 TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PORTARIA FAESF Nº 007/2009 COMPOSIÇÃO COLEGIADO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL SEMESTRES RESOLUÇÃO FAESF 001/2008 ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO... 60

3 3 Apresentação Este documento apresenta à comunidade acadêmica o Projeto Pedagógico do curso de Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda da Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana Faesf. credenciada pela portaria n de 25/04/2002, publicada no Diário Oficial da União n. 80, Seção 01, p. 30 no dia 26/04/2002. Desde o início de suas atividades a Faesf encontra-se estruturada na Av. Presidente Dutra, s/n, Bairro Capuchinhos, Feira de Santana, Estado da Bahia, mantida pela Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana Unef tendo como dirigente principal o professor Newton Oliveira. Este Projeto contempla a atualização da matriz curricular, a estrutura, dinâmica e gestão do Curso, o qual foi autorizado pelo Ministério da Educação MEC através da portaria n de 25/04/2002 publicada no Diário Oficial da União n 80, Seção 01, p. 31 de 26/04/2002, obtendo conceito B do MEC. O Curso está em andamento desde o primeiro semestre de 2003 e em 2007 foi reconhecido pelo MEC por meio da portaria n 728, de 04/06/2009 publicada no Diário Oficial da União n 106, Seção 01, p. 94 de 05/06/2009. A elaboração deste projeto foi iniciada em dezembro de 2009, cabendo, tal empreendimento, a uma comissão formada pela coordenadora do curso prof.ª MSc. Elica Luiza Paiva, pelos professores que compõem o Colegiado do Curso, direção da Instituição e pelo bibliotecário, Elthon Luiz da Silva Santos.

4 4 Introdução A elaboração deste projeto foi iniciada em dezembro de 2009, cabendo, tal empreendimento, a uma comissão formada pela coordenadora do curso prof.ª MSc. Elica Luiza Paiva, pelos professores que compõem o Colegiado do curso, direção da IES (Instituição de Ensino Superior) e pelo bibliotecário da Instituição, Elthon Luiz da Silva Santos. Este Projeto Pedagógico se configura como uma atualização do Projeto anterior, referente à matriz curricular do Curso em vigor de à Em entra em vigor a nova matriz curricular para o Curso, que foi reestruturada de acordo com as exigências apresentadas pelas Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda, desde o alocamento das disciplinas nos semestres, construção de ementários e referencial bibliográfico. Para tanto, estipulou-se como metodologia a avaliação dos Projetos Pedagógicos anteriores, pesquisa de campo sobre a formulação e adequação de disciplinas à realidade atual da sociedade e do mercado, em consonância com os outros cursos da área de Comunicação Social. Esta nova configuração curricular busca dar respostas aos desafios referentes às formas de atuação inerentes ao perfil profissional do Comunicador Social com habilitação em Publicidade e Propaganda: articulando e estimulando a interdisciplinaridade ao envolver professores e alunos na construção e disseminação de saberes múltiplos na formação profissional, contemplando a evolução das tecnologias de informação e comunicação. Este trabalho coletivo resulta num redesenho curricular que está em sintonia com as demandas sociais, configurando-se num ato político-pedagógico que busca redimensionar o modelo atual de gestão curricular articulando ensino, pesquisa e extensão, promovendo um ensino de qualidade ao possibilitar a flexibilização curricular. Isso é alcançado com a ampliação do campo da produção científica e interação com a comunidade local e regional, numa missão de socializar o saber científico, aprimorando a formação de pessoas para o exercício profissional com compromisso social.

5 5 1. Perfil do Curso O curso de Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda da Faesf é o pioneiro na cidade de Feira de Santana-Ba, o que se configura como um dos fatores que contribui para que este seja reconhecido pelo mercado feirense e pelos agentes sócio culturais não só da cidade como também do Estado. A cidade de Feira de Santana é a segunda maior cidade do Estado com aproximadamente habitantes segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE. O município ocupa historicamente posição estratégica na região Nordeste e no Estado da Bahia, entrecruzado por rodovias, constituindo-se como o maior entroncamento rodoviário do Norte e Nordeste brasileiro, o que possibilita um crescimento notório do mercado intra-regional processado para o interior do Estado, ficando evidente a sua função central na dinâmica regional. Segundo a Câmara dos Dirigentes Lojistas CDL - de Feira de Santana, dentro dessa divisão regional das Regiões de Influências das Cidades REGIC -, constituída em regiões funcionais urbanas, publicadas pelo IBGE em 1987 e 2003, a cidade é classificada como capital regional, abrangendo 96 municípios com população de , representando: 20,70% do total de habitantes do Estado da Bahia (contagem da população e estimativa de 2007 do IBGE), 23,02% dos municípios do Estado e 27,88% da área territorial do Estado. Por ter esta localização privilegiada no cenário geográfico nacional, o município funciona como centro regional de passagem de pessoas e produtos, exercendo papel de entroncamento de vias de transporte, na fronteira da capital Salvador com o sertão, do recôncavo aos tabuleiros do semi-árido da Bahia. Toda esta dinâmica contribui para o desenvolvimento do comércio regional e nacional. Feira de Santana se constitui como um município em constante desenvolvimento sócio-econômico, atraindo continuamente investidores nacionais e internacionais e respondendo pela segunda economia do Estado, ostentando ainda, segundo a CDL, a posição de centro distribuidor da produção regional e pólo de negócios e atividades dinâmicas. É neste contexto sócio-político-econômico e cultural que a Faesf implantou em o curso de Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda, para suprir a necessidade de profissionais éticos, competentes e comprometidos com a sociedade. O curso objetiva uma formação específica na área de Publicidade e Propaganda capacitando o egresso a conhecer e dominar técnicas e instrumentos necessários para a proposição e execução de soluções de comunicação eficazes para os objetivos de mercado, de negócios de anunciantes e institucionais; a traduzir em objetivos e procedimentos de comunicação apropriados os objetivos institucionais, empresariais e mercadológicos; a planejar, criar, produzir, difundir e gerir a

6 6 comunicação publicitária, de ações promocionais e de incentivo, eventos e patrocínio, atividades de marketing, venda pessoal, design de embalagens e de identidade corporativa e de assessoria publicitária de informação. Desde as primeiras turmas de publicitários formados pela Faesf é visível no cenário da Comunicação Social de Feira de Santana o aumento da qualidade das publicidades e propagandas veiculadas nos meios de comunicação, da cidade e na região. Pode-se observar também que com o ingresso dos ex-alunos no mercado de trabalho, as empresas locais estão mais conscientes em relação à importância da formação do profissional para trabalhar nas agências de publicidade, de marketing e nas assessorias de comunicação integrada, atividade que a cada dia se torna mais frequente nas empresas privadas. Feira de Santana possui um amplo mercado para os egressos. A cidade possui 08 emissoras de rádio (04 AM s e 04 FM s), 02 emissoras de rádio Comunitárias com concessão; 02 emissoras de rádio Comunitárias funcionando com liminar; 03 rádios web; 01 TV aberta; 01 TV Comunitária; 02 TVs web; 01 jornal impresso diário; 03 jornais impressos semanais (Tribuna Feirense, Folha do Norte e Noite&Dia) e cerca de 54 agências de Publicidade e Propaganda, que oferecem vagas de trabalho aos futuros profissionais que não fizerem opção pelo empreendedorismo que é outra possibilidade em alta, no mercado local e regional. A estrutura pedagógica do curso foi construída coletivamente nas reuniões de Colegiado 1 e de Coordenação, num processo contínuo de reflexão sobre a práxis pedagógica na formação do profissional que vai trabalhar com a prática publicitária. A matriz curricular atual é flexível e interdisciplinar contemplando disciplinas que trabalham com a teoria aliada à prática profissional, estimulando a autonomia dos sujeitos - que fazem parte do processo de formação - além de incitar a interação entre o ensino, a pesquisa e a extensão, propiciando sua articulação com diferentes segmentos da sociedade. 1 Segue em anexo a Portaria FAESF - 007/2009 referente à atual composição do Colegiado do curso de Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda, com representante do corpo discente indicado pelo Diretório Acadêmico do Curso, de acordo com o Regimento Interno FAESF.

7 7 2. Estrutura Curricular O curso de Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda foi autorizado pelo Ministério da Educação MEC através da portaria n de 25/04/2002 publicada no Diário Oficial da União n 80, Seção 01, p. 31 de 26/04/2002, obtendo conceito B do MEC. O Curso está em andamento desde o primeiro semestre de 2003 e em 2007 foi reconhecido pelo MEC por meio da portaria n 728, de 04/06/2009 publicada no Diário Oficial da União n 106, Seção 01, p. 94 de 05/06/2009. Desde o início de suas atividades o Curso segue a seguinte estrutura curricular: Curso: Comunicação Social Habilitação: Publicidade e Propaganda Portaria de Autorização: Portaria de autorização de funcionamento de 25/04/2002. Portaria de Reconhecimento: Portaria de Reconhecimento n 728, de 04/06/2009 publicada no Diário Oficial da União n 106, Seção 01, p. 94 de 05/06/2009 Área de Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas Início de funcionamento CONCEITO MEC: B Código do curso: 403 Modalidade: Presencial/seriado/semestral Número de vagas anuais: 100 Número máximo por 50 turma/semestre: Turno de Funcionamento: Noturno Bases Legais do curso: Portaria de autorização de funcionamento de 25/04/2002. Duração do Curso: 4 anos ou 8 semestres Carga horária Total: 2700 Integralização da Carga Horária: Mínima: 04 anos Máxima: 07 anos Estrutura Organizacional: Regimento Interno Dias de funcionamento: Segunda a sexta-feira Horário: das 18h50 às 22h30 Coordenação: Profª. MSc. Elica Luiza Paiva do coordenador: Telefone do coordenador: (75)

8 8 3. Estrutura pedagógica A matriz curricular atual do Curso baseia se nas Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de Graduação que se estabelece sob resoluções e pareceres do Conselho Nacional de Educação CNE. A matriz apresenta um total de 2700 horas/aula sendo que destas, 2430h/a são destinadas às disciplinas e 270h/a para as Atividades Complementares 2. Este currículo, abaixo sistematizado, é constituído por disciplinas que fazem parte do tronco comum à área de Comunicação Social e de disciplinas específicas da habilitação em Publicidade e Propaganda que buscam concretizar a filosofia de uma prática pedagógica que auxilia a reflexão sobre comunicação e comunidade, ação dos veículos e formação do homem contemporâneo, no campo da estética, da ética e dos estudos da linguagem, das novas tecnologias e sua mediação social, formando profissionais com competências e habilidades gerais na área da Comunicação Social para compreender e analisar criticamente a realidade, os conceitos e teorias da área; demonstrar atitudes e responsabilidades inerentes ao contexto ético-político da profissão; dominar as linguagens utilizadas nos processos de comunicação, nos aspectos da criação e da produção; experimentar, desenvolver e inovar ações e linguagens midiáticas; compreender a ação profissional mediada por suportes e técnicas comunicacionais. Além dessas habilidades e competências gerais, a matriz curricular do Curso também contempla os conteúdos formativos específicos em Publicidade e Propaganda que desenvolvem no discente a capacidade de buscar e ordenar informações para subsidiar diagnósticos dos problemas/situação dos clientes; realizar pesquisas de mercado e pesquisas científicas, bem como, analisar investigações quantitativas e qualitativas; definir objetivos e estratégias de comunicação como soluções os para problemas dos anunciantes; realizar e interpretar pesquisas como subsídio para a preparação de campanhas publicitárias; executar e administrar o trabalho de criação, produção e veiculação de campanhas de propaganda em veículos impressos, eletrônicos e digitais; dominar linguagens, estéticas e técnicas para criar, orientar e julgar materiais de comunicação pertinentes as suas atividades; planejar, executar e administrar campanhas de comunicação, envolvendo além do uso da propaganda, a promoção de vendas, o merchandising, marketing direto, eventos, comunicação digital e demais ferramentas pertinentes à profissão; identificar e analisar as rápidas mudanças econômicas e sociais em escala global e nacional que influenciem nas práticas da profissão; identificar a responsabilidade social da profissão, mantendo os compromissos éticos estabelecidos; assimilar criticamente conceitos que permitam a 2 Cf. em anexo a Resolução FAESF 001/2008 que trata sobre as Atividades Complementares para os cursos de graduação da Instituição

9 9 compreensão das práticas e teorias referentes à publicidade e à propaganda; conhecer os códigos de ética profissional, os órgãos de regulamentação e legislação que contempla a área; reconhecer as mudanças no público consumidor, suas formas de apreensão das mensagens, suas novas exigências e saber reagir a elas; conhecer a mídia correta para veiculação de cada campanha, bem como, ser capaz de comprar e negociar espaços utilizando-os com pertinência e gerenciar um negócio no campo da comunicação. Ementário e referências bibliográficas 1º Semestre 300h/a Língua Portuguesa - 60h/a Linguagem e comunicação: níveis, funções, processos e elementos. Língua: modalidade falada e escrita. Coesão e coerência textual. Tópicos de gramática. ANDRADE, Maria Margarida de. MEDEIROS, João Bosco. Comunicação em Língua Portuguesa para os cursos de Jornalismo, Publicidade e propaganda e Letras. São Paulo: Atlas, HENRIQUES, Antonio. Língua Portuguesa: noções básicas para cursos superiores. São Paulo: Atlas, BLINKSTEIN, Izidoro. Técnicas de comunicação escrita. 21. ed. São Paulo: Ática, Série Princípios; 12. CITELLI, Adilson. Linguagem e Persuasão. 16. ed. São Paulo: Ática, Série Princípios; 17. KOCH, Ingedore. TRAVAGLIA, Luiz. A coerência textual. São Paulo: Contexto, KOCH, Ingedore. A coesão textual. São Paulo: Contexto, AZEREDO, JOSÉ Carlos (org). Letras e comunicação. Petropólis: Vozes, CARRASCOZA, João Anzanello. Redação publicitária: estudos sobre a retórica do consumo. Rio de Janeiro: Futura, CORRÊA, Manoel Luiz Gonçalves. Linguagem e comunicação social. São Paulo: Parábola, FIORIN, José Luiz. SAVIOLI, Francisco Platão. Para Entender o Texto - Leitura e Redação. São Paulo. Ática, GUIMARÃES, Elisa. A Articulação do Texto. 9. ed. rev. atual. São Paulo: Ática, Série Princípios; 182. IASBECK, Luiz Carlos. A arte dos slogans: as técnicas de construção das frases de efeito do texto publicitário. Brasília: Upis, JAKOBSON, Roman. Lingüística e Comunicação. São Paulo: Cultrix, KLEIMAN, Ângela Oficina de leitura. 7. ed. Campinas: Pontes, MAINGUENEAU, Dominique. Análise de textos de comunicação. 3.ed. São Paulo: Cortez, Teoria da Comunicação - 60h/a Comunicação: conceito, objeto e objetivo. Pressupostos históricos e contribuições interdisciplinares para a constituição da Teoria da Comunicação. Teoria Hipodérmica. A Indústria Cultural e a

10 10 Escola de Frankfurt. O Funcionalismo. Crise dos paradigmas da teoria da comunicação. A Cibercultura. COELHO NETTO, J. Teixeira. O que é Indústria Cultural. São Paulo: Brasiliense, (Coleção primeiros passos; 08). Semiótica, Informação e Comunicação. 6. ed. São Paulo: Perspectiva, HOHLFELDT, Antonio. Teorias da comunicação: conceitos, escolas e tendências. 3.ed. Petrópolis: Vozes, LIMA, Luis Costa (org.) Teoria da Comunicação de Massa. Rio de Janeiro: Saga, MCLUHAN, Marshall. Os meios de comunicação como extensões do homem. São Paulo: Cultrix, BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. 7. ed. Rio de janeiro: Bertrand Brasil, LEVY, Pierre. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informação. Rio de Janeiro: Editora 34, Cibercultura. Tradução de Carlos Irineu da Costa. São Paulo: (Coleção Trans). MATTELART, Armand; MATTELART, Michèle. História das teorias da comunicação. 3. ed. São Paulo: Loyola, WOLF, Mauro. Teorias da comunicação. 5. ed. Lisboa: Presença, Informática Aplicada - 60h/a Informática e Comunicação. Ferramentas e componentes fundamentais da informática, plataformas e interfaces. Elementos básicos para autoria de composições gráficas, diagramação eletrônica, tratamento de imagem digital. Elementos básicos para construção de páginas para a internet. BAER, Lorenzo. Produção gráfica. 6. ed. São Paulo: Senac, COLLARO, Antônio Celso. Projeto Gráfico: teoria e prática da diagramação. São Paulo: Summus, FALLEIROS, Dario Pimentel. O mundo gráfico da informática: editoração eletrônica, design gráfico & artes digitais. São Paulo: Futura, RIBEIRO, Milton. Planejamento visual gráfico. 8. ed. Atual. Brasília: LGE editora, MUNARI, Bruno. Das coisas Nascem as Coisas. Tradução de José Manuel de Vasconcelos. São Paulo: Martins Fontes, NIEMEYER, Lucy. Tipografia: uma Apresentação. Rio de Janeiro: 2AB, OLIVEIRA, Marina. Produção Gráfica para Designers. Rio de Janeiro: 2AB, PEDRO, Bruno. Memórias Tipográficas. Rio de Janeiro: 2AB, Metodologia Científica - 60h/a Introdução ao trabalho científico. A ciência e seu significado. A ciência e o conhecimento científico. O processo de produção do conhecimento. Métodos e

11 11 tipos de pesquisa. Atitude científica. O planejamento da pesquisa: a construção do projeto de pesquisa. Registro, Sistematização e organização de trabalhos científicos: esquema, fichamento, resumo e resenha. Normas Técnicas (ABNT-Associação Brasileira de Normas Técnicas). ALVES, Rubens. Filosofia da Ciência. 12. ed. São Paulo: Brasiliense, DEMO, Pedro. Metodologia do conhecimento científico. São Paulo: Atlas, LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de Metodologia Científica. 3. ed. São Paulo: Atlas, LAVILLE, Christian; DIONNE, Jean. A Construção do Saber: manual de metodologia da pesquisa em Ciências Humanas. Tradução Heloisa Monteiro e Francisco Settineri. Porto Alegre: Artes Médicas Sul Ltda; Belo horizonte: UFMG, LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Metodologia do Trabalho Científico. 6. ed. rev. ampliada. São Paulo: Atlas, PARRA FILHO, Domingos; SANTOS, João Almeida. Metodologia Científica. 5. ed. São Paulo: Futura, RUIZ, João. Metodologia Científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, História da Comunicação - 60h/a Os primeiros registros da linguagem. A comunicação oral, escrita e online. O surgimento dos meios de comunicação impresso, eletrônico e online e suas contextualizações. Uma reflexão crítica sobre o perfil dos meios de comunicação na sociedade brasileira contemporânea. BORDENAVE, Juan E. Díaz. O que é Comunicação. São Paulo: Brasiliense, (Coleção Primeiros Passos; 67). GIOVANNINI, Giovanni. Evolução da comunicação: do sílex ao silício. Tradução de Wilma Freitas e Ronaldo de Carvalho. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, LÉVY, Pierre. As Tecnologias da Inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Rio de Janeiro: Ed. 34, MCLUHAN, Marshall. Os meios de comunicação como extensão do homem. (understandig media). São Paulo: Cultrix, SODRÉ, Nelson Werneck. A história da imprensa no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, ABRAMO, Cláudio. A Regra do Jogo. São Paulo: Cia das Letras, CASTELO BRANCO, Renato et al.. História da Propaganda no Brasil. São Paulo: T. A. Queiroz, (Coleção coroa vermelha: Estudos brasileiros; v.21) FEBVRE, Lucien, Martin, Henry. O Aparecimento do Livro. São Paulo: Hucitec, FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas. São Paulo: Martins Fontes, MATTOS, Sérgio. Perfil da TV Brasileira. Salvador: A TARDE; ABAP, MELO, José Marques de. Jornalismo Brasileiro. Porto Alegre: Sulina, RIBEIRO, J. Cláudio. Sempre Alerta: condições e contradições do trabalho jornalístico. São Paulo: Brasiliense & Olho d água, 1994.

12 12 RUBIM, Antonio Albino Canelas. Comunicação e Capitalismo. Salvador: EDUFBA, STEPHENS, Mitchell. História das Comunicações: do tantan ao satélite. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, TOMPSON, John B. Ideologia e cultura moderna. Petrópolis: Vozes, º Semestre 300h/a Economia - 60h/a A Ciência Econômica: conceitos fundamentais; princípios; objeto de estudo; sistemas; questões chaves e os grandes desafios da atualidade. A Evolução do Pensamento Econômico. Microeconomia. O Mercado: suas estruturas e mecanismos básicos. Teoria da Oferta e da Demanda. Preço e Elasticidade. Macroeconomia: Fundamentos; Problemas e Mercados Financeiros. Inflação. Economia Internacional. Economia da micro região de Feira de Santana. EQUIPE DE PROFESSORES DA USP. Manual de economia. 4. ed. São Paulo: Saraiva, MENDES, Judas Tadeu Grassi. Economia: fundamentos e aplicações. São Paulo: Pearson, MOCHÓN, Francisco. Princípios de economia. Tradução de Thelma Guimarães. São Paulo: Pearson, ROSSETI, José Paschoal. Introdução à Economia. 17. ed. São Paulo: Atlas, SOUZA, Nali de J. de. Curso de economia. São Paulo: Atlas, TROSTER, R. L.; MOCHON, F. Introdução à economia. São Paulo: Pearson, BENKO, Georges. Economia, espaço e globalização na aurora do século XXI. 2. ed. São Paulo: HUCITEC, CASTRO, Antônio B. de; LESSA, Carlos. Introdução à economia: uma abordagem estruturalista. 36. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, FURTADO, Milton Braga. Síntese da economia brasileira. 7. ed. Rio de Janeiro: LTC, HUGON, Paul. Histórias das doutrinas econômicas. 14. ed. São Paulo: Atlas, PRADO JUNIOR, Caio. História econômica do Brasil. 45. ed. São Paulo: Brasiliense, SINGER, Paul. Aprender economia. São Paulo: Brasiliense, VASCONCELOS, Marco A. de; GREMAUD, Amaury P; TONETO JUNIOR, Rudinei. Economia brasileira contemporânea. 3. ed. São Paulo: Atlas, Psicologia - 60h/a A construção da psicologia como ciência: uma visão histórica. A questão da unidade e diversidade da psicologia. Grandes temas da psicologia: cognição, aprendizagem, motivação e emoção. Temas emergentes no debate contemporâneo da psicologia. Psicologia

13 13 e práticas interdisciplinares. BARROS, Célia Silva Guimarães. Pontos de psicologia do desenvolvimento. 12. ed. São Paulo: Ática, (Série Educação) BOCK, Ana Merces Bahia et al. Psicologias: uma introdução ao estudo da psicologia. 13.ed. reform. São Paulo: Saraiva SCHULTZ, Duane P. História da Psicologia Moderna. Tradução de Suely Sonoe Murai Cuccio. São Paulo: Thompson, MINICUCCI, Agostinho. Técnicas de trabalho de grupo. 3.ed. São Paulo: Atlas, Relações humanas: psicologia das relações interpessoais. 6. ed. São Paulo: Atlas, TELES, Antonio Xavier. Psicologia Moderna. São Paulo: Ática, ZANELLI, José Carlos; BORGES-ANDRADE, Jairo Eduardo; BASTOS, Antonio Virgílio Bittencourt. Psicologia, organizações e trabalho no Brasil. Porto Alegre: Artmed, Filosofia - 60h/a Introdução Geral à Filosofia. Filosofia enquanto Ciência. História da Filosofia: evolução do pensamento humano através dos tempos. Relevância da Filosofia para a Sociedade contemporânea a para o exercício da profissão. ARANHA, Maria Lúcia de Arruda; MARTINS, Maria Helena Pires. Filosofando: introdução à filosofia. 3. ed. rev. São Paulo: Moderna, CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia. 13. ed. São Paulo: Editora Ática, LUCKESI, Cipriano Carlos; PASSOS, Elizete Silva. Introdução à Filosofia: aprendendo a pensar. 5. ed. São Paulo: Cortez, RESENDE, Antonio. Curso de Filosofia: para professores e alunos dos cursos de segundo grau e de graduação. 11. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, MORENTE, Manuel Garcia. Fundamentos de filosofia: lições preliminares. Tradução de Guilhermo de la Cruz Coronado. 8. ed. São Paulo: Mestre Jou, PAREYSON, Luigi. Os problemas da estética. Tradução de Maria Helena Nery Garcez, 3.ed. São Paulo: Martins Fontes, PLATÃO. A República. Tradução de Maria Helena da Rocha Pereira. 7. ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, Sociologia - 60h/a As condições histórico-sociais da Sociologia como ciência e no marco das Ciências Sociais. O pensamento sociológico clássico: Comte, Weber, Marx, Dürkheim. Conceitos sociológicos básicos: cultura e sociedade, controle, processos e mudança social. O fenômeno da globalização no processo de organização da sociedade. Noções de Sociologia do direito. BOTTOMORE. T. B. Introdução à Sociologia. 9. ed. São Paulo: LTC

14 14 CHINOY, Ely. Sociedade: uma Introdução à Sociologia. 16. ed. São Paulo: Cultrix, COSTA, Cristina. Sociologia: introdução à Ciência da Sociedade. São Paulo: Moderna FORACCHI. M. Mencarini. Sociologia e Sociedade. 18. ed. Rio de Janeiro: LTC, 1999 MARTINS, Carlos Benedito. O Que é Sociologia. 63. ed. São Paulo: Brasiliense (Coleção Primeiros Passos; 57). QUITANEIRO, Tânia. et al. Um Toque de Clássicos. Belo Horizonte: UFMG BERGER, Peter. A construção social da realidade. Petrópolis: Vozes, BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. 7. ed. Rio de janeiro: Bertrand Brasil, BRETON, Philippe. Sociologia da comunicação. São Paulo: Loyola, (Série humanística; 4). Introdução à Publicidade e Propaganda - 60h/a Compreensão dos conceitos e definições relativos à Publicidade e Propaganda e sua contextualização na área de Marketing. História e funções da Publicidade e Propaganda, das agências de publicidade e dos seus profissionais. Os elementos do processo publicitário: agências, anunciantes, corretores, veículos e fornecedores. As funções e os departamentos de uma agência de propaganda. Abordagem e análise crítica da comunicação publicitária. Áreas de atuação do publicitário. A realidade do mercado publicitário brasileiro. BARRETO, Roberto Menna. Criatividade em Propaganda. 12. ed. São Paulo: Summus, GRACIOSO, Francisco. Propaganda: Engorda e Faz Crescer a Pequena Empresa. São Paulo, Atlas, RIBEIRO, Júlio. et al. Tudo Que Você Queria Saber Sobre Propaganda e Ninguém Teve Paciência de Explicar. 3. ed. São Paulo: Atlas, SAMPAIO, Rafael. Propaganda de A a Z: como usar a propaganda para construir marcas e empresas de sucesso. 3. ed. Rio de Janeiro: Campus, SANT ANNA, Armando. Propaganda: teoria, técnica e Prática. 7. ed.rev. atual. São Paulo. Pioneira, COSTA, Antônio Roque; TALARICO, Edison. Marketing Promocional para Mercados Competitivos. São Paulo: Atlas, KOTLER, Philip; ARMSTRONG, Gary. Princípios de Marketing. 9. ed. São Paulo: Prentice Hall do Brasil Ltda, LUPETTI, Marcélia. Administração em Publicidade: a verdadeira alma do negócio. São Paulo: Pioneira Thompson, 2003.

15 15 3º Semestre 300h/a Semiótica - 60h/a Noções de Semiótica e semiologia: sistemas de significação, signos e meios de comunicação, modelos semiológicos. Linguagem e codificação. Charles Sanders Peirce e o conceito triádico de signo. Ferdinand de Saussure e o conceito diádico de signo. Usos da semiótica na comunicação. COELHO NETTO, J. Teixeira. Semiótica, Informação e Comunicação: diagrama da teoria do signo. 6. ed. São Paulo: Perspectiva, ECO, Umberto. Obra Aberta: forma e indeterminação nas poéticas contemporâneas. Tradução Giovanni Cutolo. 9. ed. São Paulo: Perspectiva, (Coleção Debates; 04). SANTAELLA, Lucia. A Teoria Geral dos Signos: como as linguagens significam as coisas. São Paulo: Thomson, Semiótica Aplicada. São Paulo: Thomson, CITELLI, Adilson. Linguagem e Persuasão. 16. ed. rev. atual. São Paulo: Ática, ECO, Umberto. Apocalípticos e integrados. 6. ed. São Paulo: Perspectiva, Série Debates.Interpretação e Superinterpretação. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, Série Tópicos. LIMA, Luiz Costa (org). Teoria da Cultura de Massa. 7. ed. rev. São Paulo: Paz e Terra, THOMPSON, John B. Ideologia e Cultura Moderna: teoria social da crítica na era dos meios de comunicação de massa. 6. ed. Petrópolis: Vozes, Criação e Redação Publicitária I - 60h/a Comunicação e cultura. Processo criativo e técnicas de criatividade. Teoria e prática para construção de textos publicitários criativos. Linguagem da propaganda, experimentação dos caminhos criativos, reconhecimento dos elementos básicos de peças gráficas, suas variações e possibilidades. Produção de textos publicitários para mídia impressa. CARRASCOZA, João Anzanello. Redação publicitária: estudos sobre a retórica do consumo. 2. ed. São Paulo: Futura, Razão e sensibilidade no texto publicitário. São Paulo: Futura, IASBECK, Luiz Carlos Assis. A arte dos slogans: as técnicas de construção das frases de efeito no texto publicitário. São Paulo: AnnaBlume, SANDMANN, Antônio José. A Linguagem da Propaganda. 8. ed. São Paulo: Contexto, Série Repensando a Língua Portuguesa. CARVALHO, Nelly de. Publicidade: a linguagem da sedução. 3. ed. São Paulo: Ática, 2003.

16 16 MARTINS, Jorge S. Redação publicitária: teoria e prática. 2. ed. São Paulo: Atlas, Estética da Comunicação - 60h/a Conceito, natureza e tarefa da Estética. A estética, o belo e a arte. A teoria da Informação e a natureza da informação estética. Fenômeno estético e comunicação de massa. Estetização da informação. Pós-modernidade e o emprego das novas tecnologias como fonte de expressão artística. Percepção visual. COLI, Jorge. O que é arte. 15. ed. São Paulo: Brasiliense, (Coleção primeiros passos; 46). ECO, Umberto. Obra Aberta. Tradução de Giovanni Cutolo. 9. ed. São Paulo: Perspectiva, (Coleção Debates; 04). HEGEL, G. W. F. Curso de Estética: o belo na arte. Tradução de Orlando Vitorino e Álvaro Ribeiro. São Paulo: Martins Fontes, (Coleção Paidéia). LIMA, Luiz Costa (org). Teoria da Cultura de Massa. 7. ed. rev. São Paulo: Paz e Terra, PAREYSON, Luigi. Os Problemas da Estética. Tradução Maria Helena Garcez. São Paulo: Martins Fontes, SANTOS, Jair Ferreira dos. O que é pós-moderno. São Paulo: Brasiliense, 2004 (Coleção primeiros passos; 165). ADORNO, Theodor. Indústria Cultural e Sociedade. 3. ed. São Paulo: Paz e Terra, (Coleção Leitura). COELHO NETTO, J. Teixeira. O que é Indústria Cultural. São Paulo: Brasiliense, (Coleção primeiros passos; 08). ECO, Umberto. Apocalípticos e integrados. 6. ed. São Paulo: Perspectiva, Série Debates. EPSTEIN, Isaac. Teoria da Informação. 2. ed. São Paulo: Ática, Série Princípios; 35. GOMES FILHO, João. Gestalt do Objeto: sistema de leitura visual da forma. São Paulo: Escrituras, MARSHALL, Leandro. O Jornalismo na era da publicidade. São Paulo: Summus, MCLUHAN, Marshall. Os meios de comunicação como extensão do homem. (understandig media). São Paulo: Cultrix, RUBIN, Antônio Albino Canelas; BENTZ, Ione Maria Ghislene; PINTO, Milton José. Olhar estético da comunicação. Petrópolis: Vozes, 2000 (Coleção Compós). Políticas de Comunicação, Mídia e Cultura - 60h/a O que é política. Formas de participação política. As políticas de comunicação no Brasil. As mídias e as relações de poder: análise de forma e conteúdo. O cenário histórico-político brasileiro contemporâneo. O processo de urbanização e industrialização. Os meios de comunicação na organização das classes subalternas e na construção da realidade brasileira.

17 17 OLIVIERI, Cristiane. Cultura Neoliberal: leis de incentivo como política pública de cultura. São Paulo: Escrituras Editora, ORTIZ, Renato. Moderna tradição brasileira: cultura brasileira e indústria, cultural. 5.ed. São Paulo: Brasiliense, Mundialização e Cultura. 2.ed. São Paulo: Brasiliense, PINTO, Virgílio. Comunicação e Cultura Brasileira. 5. ed. São Paulo: Ática, (Série princípios; 56). RUBIM, Antonio Canelas (org). Comunicação e Política: conceitos e abordagens. São Paulo: UNESP, SEMPRINI, Andrea. Multiculturalismo. Bauru: EDUSC, Antropologia Cultural - 60h/a Conceitos e temas básicos da antropologia cultural. Sistemas de representações e sistemas simbólicos da realidade brasileira e contemporânea. Comunicação social e pesquisa antropológica. DA MATTA, Roberto. Carnavais, Malandros e Heróis. Rio de Janeiro: Rocco, O Que Faz o Brasil, Brasil? Rio de Janeiro: Rocco, HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Tradução Tomaz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro. 10. ed. Rio de Janeiro: DP&A, LAPLANTINE, François. Aprender antropologia. São Paulo: Brasiliense, LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro. Jorge Zahar ROCHA, Everardo P. O que é etnocentrismo. São Paulo: Brasiliense, (Coleção primeiros passos; 124) SANTOS, Jose Luiz dos. O Que é cultura? São Paulo: Brasiliense, (Coleção primeiros passos; 110). ARANTES, Antonio Augusto. O que é cultura popular. 14. ed. São Paulo: Brasiliense, (Coleção primeiros passos; 36). AYALA, Marcos; AYALA, Maria Inez Novais. Cultura popular no Brasil: perspectiva de análise. 2. ed. São Paulo: Ática, (Série princípios; 122) DA MATTA, Roberto. Relativizando: uma introdução a antropologia social. Rio de Janeiro: Rocco, THOMPSON, John B. A mídia e a Modernidade: uma teoria social da mídia. Rio de Janeiro: Vozes, º Semestre 300h/a Ateliê de Fotografia Publicitária - 60h/a A história da fotografia. A luz e a formação da imagem. Evolução e tipos de equipamentos fotográficos. Fundamentos da fotografia (Foco, abertura e obturador x profundidade de campo). Uso das diversas objetivas fotográficas. A composição da imagem e

18 18 suas regras. O filme fotográfico e suas características (sensibilidade e formatos). O laboratório fotográfico e noções de revelação de filmes e fotografias em P/B. Acessórios para câmeras fotográficas. O estúdio fotográfico (equipamentos fotográficos e de iluminação). Técnicas de fotografia publicitária. Uso adequado do Adobe Photoshop na fotografia publicitária. A fotografia digital, armazenamento e manipulação de imagens. ANDRADE, Marcos Serafin. Adobe Photoshop 7.0. São Paulo: Senac, ANDRADE, Rosane de. Fotografia e Antropologia: olhares fora-dentro. São Paulo: Educ, BUSSELLE, Michel. Tudo sobre fotografia. São Paulo: Editora Thomson/Pioneira DUBOIS, Phelippe. O ato fotográfico. São Paulo: Papins Editora KUBRUSLY, Cláudio A. O que é a fotografia. 4. ed. São Paulo: Brasiliense, (Coleção Primeiros Passos; 82). ADAMS, Ansel. A câmera. São Paulo: Editora Senac, O negativo. São Paulo: Editora Senac, A cópia. São Paulo: Editora Senac, BERGER, John. Modos de Ver. Rio de Janeiro: Rocco, KOSSOY, Boris. Fotografia & Historia. São Paulo: Ateliê Editora, MUNARI, Bruno. Design e Comunicação Visual. São Paulo: Martins Fontes, Ética em Publicidade e Propaganda - 60h/a O que é ética. Noções de Ética na Filosofia. Ética profissional, Deontologia, Código de Ética Profissional. Regulamentação profissional. Direitos e deveres do publicitário, sua responsabilidade social e seu papel histórico no Brasil. O direito à informação. Leis que regem a Publicidade e Propaganda. Código de defesa do consumidor. Crimes próprios do publicitário. Noções sobre Direitos Autorais e Direito de Imagem. CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia. 13. ed. São Paulo: Editora Ática, LOPES, A. Paraguassú. Ética na propaganda. São Paulo: Atlas, TUGENDHAT, Ernst. Lições sobre Ética. 5. ed. rev. Petrópolis: Vozes, VALLS, Álvaro L. M. O que é Ética. 9. ed. São Paulo: Brasiliense, (Coleção Primeiros Passos; 177). CHAVES, Rui Moreira. Código de publicidade anotado. Coimbra: Almedina, 1996 MATOS, Sérgio. O controle dos meios de comunicação. Salvador: EDUFBA, 1996 PEREIRA, Otaviano. O que é Moral. São Paulo: Brasiliense, (Coleção Primeiros

19 19 Passos; 244). THOMPSON, John B. O escândalo político: poder visibilidade na era da mídia. Petrópolis: Vozes, Comunicação e Novas Tecnologias - 60h/a Comunicação e Tecnologia. Comunicação e globalização. Estudo da aplicação das novas tecnologias no campo da Comunicação Social. Análise de processos comunicacionais envolvendo mídias digitais como suporte. Condições e aspectos da produção, circulação de mensagens e de sentido. DIZARD JÚNIOR, Wilson. A Nova Mídia: a comunicação de massa na era da informação. Tradução de Antonio Queiroga e Edmond Jorge. 2. ed. rev. atual. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, STRAUBHAAR, Joseph; LAROSE, Robert. Comunicação, Mídia e Tecnologia. Tradução José Antonio Lacerda Duarte. São Paulo: Thomson, THOMPSON, John B. A Mídia e a Modernidade: uma teoria social da mídia. Tradução Wagner de Oliveira Brandão. 6. ed. Petrópolis: Vozes, BORDENAVE, Juan E. Diaz. Além dos Meios e Mensagens: introdução à comunicação como processo, tecnologia, sistema e ciência. 10. ed. Petrópolis: Vozes, GUARESCHI, Pedrinho A. (Coord). Comunicação e Controle Social. 6. ed. Petrópolis: Vozes, RUBIM, Antonio Albino Canelas. Comunicação e capitalismo. Salvador: UFBA, Criação e Redação Publicitária II - 60h/a Estimulação e sensibilização criativa. Técnicas de brainstorm e redação. Recursos lingüísticos. Planejamento de criação publicitária a fim de se obter unidade e integração entre as peças de uma campanha publicitária. Desenvolvimento criativo para as diversas mídias. Produção de textos publicitários para mídia eletrônica. FIGUEIREDO, Celso. Redação Publicitária: sedução pela palavra. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, HOFF, Tânia. Redação publicitária: para os cursos de comunicação, publicidade e propaganda. Rio de Janeiro: Campus, MARCHIONI, Rubens. Criatividade e redação. 4. ed. São Paulo: Loyola, (Coleção o que é, como se faz). MARTINS, Zeca. Redação Publicitária: prática na prática São Paulo: Atlas, GOLEMAN, Daniel; KAUFMAN, Paul; RAY, Michel. O Espírito Criativo. Tradução de Gilson César Cardoso de Sousa. 8. ed. São Paulo: Cultrix, VON OECH, Roger. Um toc na cuca: técnicas para quem quer ter mais criatividade na vida. Tradução de Virgílio Freire. São Paulo: Cultura editores associados, 1995.

20 20 Marketing I - 60h/a Estudo das principais teorias de marketing. O conceito de Marketing, sua evolução e aplicações. Segmentação a fatores que influenciam no comportamento de compra do consumidor. Os 4P S, 4M S, 4C S e 4A S do Marketing e a maneira como cada um impacta na construção de uma ação de marketing. O planejamento, a pesquisa, a cadeia de valor e a equação de valor como elemento da Gestão Mercadológica. COSTA, Antonio Roque. Marketing promocional. São Paulo: Atlas, KOTLER, Philip. Administração de Marketing: análise, planejamento e controle. 5. ed. São Paulo: Atlas, LAS CASAS, Alexandre L. Marketing: conceitos, exercícios, casos. São Paulo: Atlas, MCDANIEL JÚNIOR, Carl; GATES, Roger. Pesquisa de Marketing. Tradução de James F. Suderland Cook. São Paulo: Thomson, ROCHA, Ângela da; CHRISTENSEN, Carl. Marketing: teoria e prática no Brasil. 2. ed. São Paulo: Atlas, LEVITT, Theodore. A imaginação de Marketing. Tradução de Auriphebo Berrance Simões. 2. ed. São Paulo: Atlas, RIES, Al; TROUT, Jack. Marketing de Guerra. Tradução de Auriphebo Berrance Simões. São Paulo: Makron Books, º Semestre 320h/a Produção Gráfica I - 60h/a Conceito de Design Gráfico. Desenvolvimento da habilidade de criar, preparar e apresentar ideias para material visual. Elementos básicos da composição gráfica. Produção gráfica em Jornalismo e Publicidade e Propaganda, técnicas de composição, sistemas de impressão. Utilização de cores e espaços. Normas e medidas de programação gráfica. Planejamento gráfico tradicional e moderno. Processo de diagramação. A comunicação gráfica e sua aplicação aos periódicos, anúncios e peças publicitárias. Análise de casos. Confecção do mural da Faculdade (diagramação e anúncios). COLLARO, Antônio Celso. Projeto Gráfico: teoria e prática da diagramação. São Paulo: Summus, FALLEIROS, Dario Pimentel. O mundo gráfico da informática: editoração eletrônica, design gráfico & artes digitais. São Paulo: Futura, FARINA, Modesto; PEREZ, Clotilde; BASTOS, Dorinho. Psicodinâmica das Cores

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Cultura Brasileira 1º PERÍODO O fenômeno cultural. Cultura(s) no Brasil. Cultura regional e

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Curso de Jornalismo CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Área 1 Jornalismo Especializado (1 vaga) Graduação Exigida: Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo Titulação mínima exigida:

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA 1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INTRODUÇÃO A PUBLICIDADE E PROPAGANDA... 4 02 HISTÓRIA DA ARTE... 4 03 COMUNICAÇÃO

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA 1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INTRODUÇÃO A PUBLICIDADE E PROPAGANDA... 4 02 HISTÓRIA DA ARTE... 4 03 COMUNICAÇÃO

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA

Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA 1. Curso: COMUNICAÇÃO SOCIAL 2. Código: 12 3.Modalidade(s): Bacharelado X Licenciatura Profissional

Leia mais

COORDENAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

COORDENAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL Disciplina: CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA I Código: HT/OC 261 Curso: Comunicação Social Publicidade e Propaganda Pré-requisito: não tem Natureza: Semestral Carga horária: Aulas teóricas: 30 horas-aula Aulas práticas:

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013 Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: COMUNICAÇÃO SOCIAL BACHARELADO MATRIZ CURRICULAR PUBLICIDADE E PROPAGANDA SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL

Leia mais

CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO - CAC CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA Coordenador do Curso: Prof. Dirceu Tavares de Carvalho Lima Filho IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1.

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 14:54

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 14:54 Curso: DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Centro de Ciências Humanas e da Comunicação Comunicação Social (Noturno) Ano/Semestre: 011/1 09/05/011 1:5 COM.0000.0.000- COM.0001.0.001-0 COM.0019.01.001-7 FIL.0051.00.00-3

Leia mais

Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno)

Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno) Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno) Disciplina Ementa Pré- requisito C.H. Curso Assessoria de Comunicação Conhecimento geral, reflexão e prática

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: 4001 Publicidade e Propaganda MISSÃO DO CURSO O curso de Publicidade e Propaganda do Centro Universitário Estácio Radial de São Paulo tem como missão formar

Leia mais

QUADRO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA QUADRO ANTERIOR A 2001 ATÉ O CURRICULO VIGENTE NO PRÓPRIO CURSO - 3 primeiros períodos

QUADRO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA QUADRO ANTERIOR A 2001 ATÉ O CURRICULO VIGENTE NO PRÓPRIO CURSO - 3 primeiros períodos QUADRO CURSO D PUBLICIDAD PROPAGANDA QUADRO ANTRIOR A 2001 ATÉ O CURRICULO VIGNT NO PRÓPRIO CURSO - 3 primeiros períodos DISCIPLINA A DISCIPLINA B CÓDIGO DISCIPLINA - 2008 C/H CUR -SO DISCIPLINA C/H CÓDIGO

Leia mais

APROVAÇÃO DO CURSO E AUTORIZAÇÃO DA OFERTA PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PROMOTOR DE VENDAS. Parte 1 (solicitante)

APROVAÇÃO DO CURSO E AUTORIZAÇÃO DA OFERTA PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PROMOTOR DE VENDAS. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA APROVAÇÃO DO CURSO E AUTORIZAÇÃO DA OFERTA PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Curso de Administração Informações da Disciplina: Comunicação

Curso de Administração Informações da Disciplina: Comunicação Comunicação Cristiane Hengler Corrêa Bernardo Propiciar ao estudante de administração condições para compreender o processo de comunicação empresarial enquanto instrumental para a orientação dos fluxos

Leia mais

Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda

Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda Disciplinas Optativas Publicidade Carga horária total

Leia mais

PLANO DE ENSINO I EMENTA

PLANO DE ENSINO I EMENTA PLANO DE ENSINO CURSO: Comunicação Social Publicidade e Propaganda Série: 4º semestre TURNO: Diurno e Noturno DISCIPLINA: Oficina De Criação E Redação CARGA HORÁRIA SEMANAL: 4h/aula I EMENTA O curso instruirá

Leia mais

Programa e Bibliografia Edital 100/12

Programa e Bibliografia Edital 100/12 Programa e Bibliografia Edital 100/12 Campus Área Pontos Bibliografia Jaguarão Administração, Cultura e Turismo 1. Administração e Gerência Cultural 2. Gestão de agência de viagens 3. Gestão de recursos

Leia mais

PROGRAMA GERAL DO COMPONENTE CURRICULAR- PGCC 1

PROGRAMA GERAL DO COMPONENTE CURRICULAR- PGCC 1 Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretaria de Estado da Educação e da Cultura - SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Pró-Reitoria de Ensino de Graduação PROEG Home Page: http://www.uern.br

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA LET 02630 LÍNGUA PORTUGUESA Noções gerais da língua portuguesa. Leitura e produção de diferentes tipos de textos, em especial os relativos à comunicação de

Leia mais

Agencia Experimental Unideias 1. Guilherme Pereira da ROSA 2 Andreia Chiara PRIETO 3 UNIVERSIDADE ANHANGUERA-UNIDERP, MS

Agencia Experimental Unideias 1. Guilherme Pereira da ROSA 2 Andreia Chiara PRIETO 3 UNIVERSIDADE ANHANGUERA-UNIDERP, MS Agencia Experimental Unideias 1 Guilherme Pereira da ROSA 2 Andreia Chiara PRIETO 3 UNIVERSIDADE ANHANGUERA-UNIDERP, MS RESUMO Agências experimentais ou pedagógicas dos cursos de Publicidade e Propaganda

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO

EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO LET 02630 LÍNGUA PORTUGUESA Noções gerais da língua portuguesa. Leitura e produção de diferentes tipos de textos, em especial os relativos à comunicação de massa. Os tipos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 93/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Jornalismo, Bacharelado,

Leia mais

COMUNICAÇÃO APLICADA MÓDULO 18

COMUNICAÇÃO APLICADA MÓDULO 18 COMUNICAÇÃO APLICADA MÓDULO 18 Índice 1. Imagem - Continuação...3 1.1. Posicionamento... 3 2. Referências Bibliográficas...3 2 1. IMAGEM - CONTINUAÇÃO 1.1. POSICIONAMENTO Al Ries (1993) 1 apresenta: lei

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA

Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA 1. Curso: COMUNICAÇÃO SOCIAL: Publicidade e Propaganda Código: 12 3.Modalidade(s): Bacharelado x Licenciatura

Leia mais

INTRODUÇÃO À ECONOMIA I OBJETIVOS: DESCRIÇÃO DA EMENTA: BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

INTRODUÇÃO À ECONOMIA I OBJETIVOS: DESCRIÇÃO DA EMENTA: BIBLIOGRAFIA BÁSICA: INTRODUÇÃO À ECONOMIA I I. O Sistema Econômico II. A circulação no Sistema Econômico III. Relações com o Exterior IV. O Setor Público IV. A Unidade Produtora no Sistema Econômico V. O Sistema Monetário

Leia mais

2º SEMESTRE CARGA HORÁRIA

2º SEMESTRE CARGA HORÁRIA ESTRUTURA CURRICULAR Universidade Estadual da Paraíba UEPB Campina Grande - Campus I DIURNO 1º SEMESTRE CARGA HORÁRIA História da Comunicação (básica) 30 02 Filosofia da Comunicação (complementar) 30 02

Leia mais

Diretrizes Curriculares ENADE 2012. Curso de: Publicidade e Propaganda

Diretrizes Curriculares ENADE 2012. Curso de: Publicidade e Propaganda Diretrizes Curriculares ENADE 2012 Curso de: Publicidade e Propaganda MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA MEC Nº207 DE 22 DE JUNHO DE

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 92/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Radialismo, Bacharelado,

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA. 1. Curso: Comunicação Social 2.

Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA. 1. Curso: Comunicação Social 2. Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA 1. Curso: Comunicação Social 2. Código: 12 3.Modalidade(s): Bacharelado X Licenciatura Profissional

Leia mais

CARGA HORÁRIA: 80 H/A, sendo 72h em sala de aula + 8h AED

CARGA HORÁRIA: 80 H/A, sendo 72h em sala de aula + 8h AED DISCIPLINA: Comunicação Integrada CÓDIGO: COS 1034 CARGA HORÁRIA: 80 H/A, sendo 72h em sala de aula + 8h AED PERÍODO: 5º SEMESTRE: 2012/2 CURRÍCULO: 2010/1 DOCENTE: Ms. Marina Roriz EMENTA Conceito, relevância

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO (Prograd) EDITAL N 17/2006 SELEÇÃO DE PESSOAL DOCENTE COORDENAÇÃO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO (Prograd) EDITAL N 17/2006 SELEÇÃO DE PESSOAL DOCENTE COORDENAÇÃO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO (Prograd) EDITAL N 17/2006 SELEÇÃO DE PESSOAL DOCENTE COORDENAÇÃO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA Área de concentração: Comunicação Publicitária Conteúdo Programático: Docência no

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA. NÍVEL VII e VIII-MANHÃ; NÍVEL IX e X-NOITE

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA. NÍVEL VII e VIII-MANHÃ; NÍVEL IX e X-NOITE CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA NÍVEL VII e VIII-MANHÃ; NÍVEL IX e X-NOITE PROFESSORES - ORIENTADORES PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO Adriana S. Kurtz Mídia e cultura de massa Cinema

Leia mais

EMENTAS E OBJETIVOS HABILITAÇÃO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA 1º PERÍODO

EMENTAS E OBJETIVOS HABILITAÇÃO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA 1º PERÍODO S E S HABILITAÇÃO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA 1º PERÍODO Nome da Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA: INTRODUÇÃO À PRODUÇÃO DE TEXTO E LEITURA Linguagem, língua e texto. As diversas normas e a adequação discursiva.

Leia mais

Programa da Disciplina

Programa da Disciplina INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E tecnologia PARAÍBA Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba - Campus Cajazeiras Diretoria de Ensino / Coord. do Curso

Leia mais

Etapas para a elaboração de um Pré-Projeto A conclusão de um Curso de Comunicação Social com responsabilidade e seriedade. Antoniella Devanier

Etapas para a elaboração de um Pré-Projeto A conclusão de um Curso de Comunicação Social com responsabilidade e seriedade. Antoniella Devanier Etapas para a elaboração de um Pré-Projeto A conclusão de um Curso de Comunicação Social com responsabilidade e seriedade. Antoniella Devanier O Pré-projeto é uma visão antecipada da pesquisa e representa

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Metodologia Científica Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º 1 - Ementa (sumário, resumo) Conceito e concepção de ciência

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

Vestibular ICEC 2014! 1

Vestibular ICEC 2014! 1 Vestibular ICEC 2014! 1 Franck H. Oliveira Durgo GOMES 2 Elizângela Luiza Barbosa LUIZ 3 Weslene de Sousa MOTA 4 Mateus Pereira da SILVA 5 Steffany Verônica de Sousa DIAS 6 Thiago Sérgio PEDROSO 7 Cláudio

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 60/00-CEPE RESOLVE:

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 60/00-CEPE RESOLVE: RESOLUÇÃO Nº /00-CEPE 1 Fixa o Currículo Pleno do Curso de Comunicação Social, Habilitações em Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda, do Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes. O,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 90/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Relações Públicas, Bacharelado,

Leia mais

PUBLICIDADE E PROPAGANDA

PUBLICIDADE E PROPAGANDA PUBLICIDADE E PROPAGANDA Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 CURSO: AGRONOMIA Dados de identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo Calvo Galindo

Leia mais

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING MÓDULO I 304101 FUNDAMENTOS DE MARKETING Fundamentos do Marketing. Processo de Marketing.

Leia mais

Design Manual do curso

Design Manual do curso Design Manual do curso Informações gerais INFORMAÇÕES GERAIS Nome: curso de Design, bacharelado Código do currículo: 2130 Nível: curso superior de graduação Início: o curso de Design com habilitação em

Leia mais

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC Campus Ceilândia GESTÃO E PRÁTICAS EMPREENDEDORAS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Ceilândia, Fevereiro de 2014. CURSO DE FORMAÇÃO

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 19-CEPE/UNICENTRO, DE 6 DE MARÇO DE 2009. Aprova o Curso de Especialização em Mercados Emergentes em Comunicação, modalidade modular, a ser ministrado no Campus Santa Cruz, da UNICENTRO. O

Leia mais

TÍTULO / TÍTULO: TV EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO: PROJETO INTEGRADO DE EXTENSÃO E COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA

TÍTULO / TÍTULO: TV EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO: PROJETO INTEGRADO DE EXTENSÃO E COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA TÍTULO / TÍTULO: TV EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO: PROJETO INTEGRADO DE EXTENSÃO E COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA AUTOR / AUTOR: Ruy Alkmim Rocha Filho INSTITUIÇÃO / INSTITUCIÓN: Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

FACULDADE PASCHOAL DANTAS

FACULDADE PASCHOAL DANTAS FACULDADE PASCHOAL DANTAS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO ÊNFASE GESTÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO - SP NOVEMBRO DE 2008 ÍNDICE 1. Visão e Missão da FPD...3 2. ORGANIZAÇÃO

Leia mais

HOBSBAWN, Eric. A Era dos Extremos: O breve século XX 1914-1991. São Paulo: Cia das Letras, 2004.

HOBSBAWN, Eric. A Era dos Extremos: O breve século XX 1914-1991. São Paulo: Cia das Letras, 2004. REALIDADE SOCIOECONÔMICA E POLÍTICA BRASILEIRA O movimento de 30. O estado Novo: autoritarismo e nacionalismo. O desenvolvimento do nacionalismo, o nacional-popular e o reformismo. Intensificação do capitalismo

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Produção de Áudio. 72 5º semestre

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Produção de Áudio. 72 5º semestre Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Objetivos

PLANO DE ENSINO. Objetivos MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Dados de Identificação Campus: São Borja Curso: Relações Públicas ênfase em produção cultural Componente

Leia mais

Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência

Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência Universidade Metodista de São Paulo Faculdade de Jornalismo e Relações Públicas Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência Fábio França Maria Aparecida Ferrari Maio de 2006 1 Tradição

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO 1 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) Consuni nº. 63/14, 2011 de 10 de dezembro de 2014. 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 3 01 INTRODUÇÃO AO CONHECIMENTO TECNOLÓGICO...

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA FONTES DO JORNALISMO IMPRESSO EM CAMPO GRANDE

PROJETO DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA FONTES DO JORNALISMO IMPRESSO EM CAMPO GRANDE Gerson Luiz Martins PROJETO DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA FONTES DO JORNALISMO IMPRESSO EM CAMPO GRANDE A contribuição da Reportagem, Assessorias e Agências para a formação do jornal diário. Equipe

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS UNISINOS COMUNICAÇÃO SOCIAL RELAÇÕES PÚBLICAS SEMINÁRIO AVANÇADO EM RELAÇÕES PÚBLICAS. Ana Paula do Amaral Silva

UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS UNISINOS COMUNICAÇÃO SOCIAL RELAÇÕES PÚBLICAS SEMINÁRIO AVANÇADO EM RELAÇÕES PÚBLICAS. Ana Paula do Amaral Silva UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS UNISINOS COMUNICAÇÃO SOCIAL RELAÇÕES PÚBLICAS SEMINÁRIO AVANÇADO EM RELAÇÕES PÚBLICAS Ana Paula do Amaral Silva RESENHA DO ARTIGO CIENTÍFICO Marketing Interno: Uma

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS Técnico de Multimédia 10 H 7536 Alberto Filipe Cardoso Pinto 7566 Ana Isabel Lomar Antunes 7567 Andreia Carine Ferreira Quintela 7537 Bruno Manuel Martins Castro 7538 Bruno Miguel Ferreira Bogas 5859 Bruno

Leia mais

Interatividade UniNorte 1

Interatividade UniNorte 1 Interatividade UniNorte 1 Anne Caroline BARROS 2 Francisco BARBOZA 3 Heverton PAULA 4 Igor SANTOS 5 Eudóxia Pereira da SILVA 6 Márcio Alexandre dos Santos SILVA 7 Centro Universitário do Norte (UniNorte),

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 10/2013 PREENCHIMENTO DE VAGA PARA DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR ADMINISTRAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 10/2013 PREENCHIMENTO DE VAGA PARA DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR ADMINISTRAÇÃO I - INSCRIÇÕES PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 10/2013 PREENCHIMENTO DE VAGA PARA DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR ADMINISTRAÇÃO Período: 05/03/2013 a 10/03/2013 Pelo

Leia mais

ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1

ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1 ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1 ARQUITETURA E URBANISMO Graduar arquitetos e urbanistas com uma sólida formação humana, técnico-científica e profissional,

Leia mais

PROGRAMA DE ENSINO DA GRADUAÇÂO Bacharelado 2009 OPÇÃO

PROGRAMA DE ENSINO DA GRADUAÇÂO Bacharelado 2009 OPÇÃO UNIDADE UNIVERSITÁRIA Faculdade de Ciências e Tecnologia/UNESP CURSO DE Geografia HABILITAÇÃO PROGRAMA DE ENSINO DA GRADUAÇÂO Bacharelado 2009 OPÇÃO DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL Departamento de Geografia -

Leia mais

Ementas das disciplinas do Curso de Comunicação Social Resolução 58/04, de 15/06/2004

Ementas das disciplinas do Curso de Comunicação Social Resolução 58/04, de 15/06/2004 Ementas das disciplinas do Curso de Comunicação Social Resolução 58/04, de 15/06/2004 HT011 Teoria da Comunicação I 2 02 Não tem Introdução á teoria da Comunicação. O surgimento da sociedade de massa e

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de AUXILIAR ADMINISTRATIVO. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de AUXILIAR ADMINISTRATIVO. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO BACHARELADO EM SECRETARIADO EXECUTIVO

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO BACHARELADO EM SECRETARIADO EXECUTIVO Anexo II da Resolução nº, de de de 2008. EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO BACHARELADO EM SECRETARIADO EXECUTIVO 1. DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS PORTUGUÊS INSTRUMENTAL Comunicação e linguagem; estrutura do

Leia mais

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. 72h 6º

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. 72h 6º Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

INCISO IV COMPONENTES CURRICULARES DE CADA CURSO, SUA DURAÇÃO, REQUISITOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

INCISO IV COMPONENTES CURRICULARES DE CADA CURSO, SUA DURAÇÃO, REQUISITOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO INCISO IV COMPONENTES CURRICULARES DE CADA CURSO, SUA DURAÇÃO, REQUISITOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Graduação em Administração - FECAP Grade Curricular - 2º Semestre em 2013 (sujeita a alteração) 1 Semestre

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21.10.11, DOU de 24.10.11 PLANO DE CURSO

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21.10.11, DOU de 24.10.11 PLANO DE CURSO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21.10.11, DOU de 24.10.11 Componente Curricular: ARTE E CULTURA Código: --- Pré-requisito: --- Período Letivo: 2013.1

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PLANO DE ENSINO CÓDIGO 042 CÓD. CURSO 42951 CÓD. DISC. 090.3630.1 UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO DISCIPLINA REDAÇÃO E EXPRESSÃO ORAL VI ETAPA 6ª CH 02 ANO 2011 OBJETIVO

Leia mais

81,9(56,'$'(&$7Ï/,&$'(%5$6Ë/,$±8&% 35Ï5(,725,$'(*5$'8$d 2±35* 81,'$'('($32,2','È7,&2('8&$&,21$/±8$'( &225'(1$d 2'(3/$1(-$0(172('8&$&,21$/±&3(

81,9(56,'$'(&$7Ï/,&$'(%5$6Ë/,$±8&% 35Ï5(,725,$'(*5$'8$d 2±35* 81,'$'('($32,2','È7,&2('8&$&,21$/±8$'( &225'(1$d 2'(3/$1(-$0(172('8&$&,21$/±&3( 81,9(56,'$'(&$7Ï/,&$'(%5$6Ë/,$±8&% 35Ï5(,725,$'(*5$'8$d 2±35* 81,'$'('($32,2','È7,&2('8&$&,21$/±8$'( &225'(1$d 2'(3/$1(-$0(172('8&$&,21$/±&3( 3/$12'((16,125('8=,'2±9HUVmRGR$OXQR,'(17,),&$d 2 &8562 Comunicação

Leia mais

CURSO DE DESIGN DE MODA

CURSO DE DESIGN DE MODA 1 CURSO DE MATRIZ CURRICULAR 2016.1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) Consuni nº. 49/15, 2015 de 7 de outubro de 2015. SUMÁRIO 2 1ª FASE... 4 01 DESENHO DE MODA I... 4 02 HISTÓRIA: ARTE E INDUMENTÁRIA...

Leia mais

EXAMES ÉPOCA ESPECIAL

EXAMES ÉPOCA ESPECIAL EXAMES ÉPOCA ESPECIAL ANO LETIVO 2014/2015 LICENCIATURAS MESTRADOS PÓS-GRADUAÇÃO EXAMES ÉPOCA ESPECIAL 2014/2015 LICENCIATURA // AUDIOVISUAL E MULTIMÉDIA 4º Semestre 1º Semestre Teorias da Comunicação

Leia mais

PROCESSO Nº 1693/07 PROTOCOLO Nº 9.080.702-1 PARECER Nº 677/07 APROVADO EM 09/11/07

PROCESSO Nº 1693/07 PROTOCOLO Nº 9.080.702-1 PARECER Nº 677/07 APROVADO EM 09/11/07 PROTOCOLO Nº 9.080.702-1 PARECER Nº 677/07 APROVADO EM 09/11/07 CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR INTERESSADA: FACULDADE MUNICIPAL VIZINHANÇA VALE DO IGUAÇU - VIZIVALI MUNICÍPIO: DOIS VIZINHOS ASSUNTO: Pedido

Leia mais

MODA. HABILITAÇÃO: Bacharelado em Moda - habilitação em modelagem e desenvolvimento de produto. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos

MODA. HABILITAÇÃO: Bacharelado em Moda - habilitação em modelagem e desenvolvimento de produto. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos MODA 1. TURNO: Noturno HABILITAÇÃO: Bacharelado em Moda - habilitação em modelagem e desenvolvimento de produto GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Moda PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos Máximo = 7 anos 2.

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO CÓDIGO 042 CÓD. CURSO CÓD. DISC. 090.3630.1 CRÉDITOS UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO DISCIPLINA Redação e Expressão Oral VI ETAPA 6ª Período

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 276, de 30/05/15 DOU de 31/03/15

Autorizado pela Portaria nº 276, de 30/05/15 DOU de 31/03/15 C U R S O D E E N G E N H A R I A C I V I L Autorizado pela Portaria nº 276, de 30/05/15 DOU de 31/03/15 Componente Curricular: PORTUGUÊS INSTRUMENTAL Código: ENG. 000 Pré-requisito: ----- Período Letivo:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO PLANO DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO PLANO DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO PLANO DE DISCIPLINA DISCIPLINA: COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL PERÍODO: 2010/2 CÓDIGO: C.H. TOTAL:

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO CÓDIGO 042 CÓD. CURSO CÓD. DISC. CRÉDITOS UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO DISCIPLINA Redação e Expressão Oral VI ETAPA 6 Período CH 2 ANO

Leia mais

Projeto de Assessoria de Imprensa 1 Transportadora Americana

Projeto de Assessoria de Imprensa 1 Transportadora Americana Projeto de Assessoria de Imprensa 1 Transportadora Americana Ana Carla CANDIDO 2 Gabriela Almeida MINGHINI 3 Maria Juliana Gomes de OLIVEIRA 4 Renata Andrade de RAMOS 5 Marcel José CHEIDA 6 Pontifícia

Leia mais

DESIGN GRÁFICO EM PUBLICIDADE PROPAGANDA. Prof. Ms. Alexandre Augusto Giorgio alexandre.giorgio@usp.br

DESIGN GRÁFICO EM PUBLICIDADE PROPAGANDA. Prof. Ms. Alexandre Augusto Giorgio alexandre.giorgio@usp.br 2013 Prof. Ms. Alexandre Augusto Giorgio alexandre.giorgio@usp.br Este é o conteúdo geral. As aulas podem sofrer alterações segundo o andamento do curso. OBJETIVOS: Identificar e analisar as características

Leia mais

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 O SESI/SENAI - PR, torna pública a RETIFICAÇÃO referente ao Edital de CREDENCIAMENTO N.º 502/2009, conforme segue: Fica Incluído no ANEXO III - ÁREAS

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

CARGA HORÁRIA: 80 h/a PERÍODO: 5

CARGA HORÁRIA: 80 h/a PERÍODO: 5 PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA DISCIPLINA: CRIAÇÃO E PRODUÇÃO EM TV CÓDIGO: COS 1049 A02 CARGA HORÁRIA: 80 h/a PERÍODO: 5 CURRÍCULO: 2015/1 DOCENTE: Me. Alvaro de Melo Filho 1. EMENTA Redação, produção

Leia mais

DIREITO CIVIL TEORIA GERAL DO DIREITO CIVIL 12

DIREITO CIVIL TEORIA GERAL DO DIREITO CIVIL 12 DIREITO CIVIL TEORIA GERAL DO DIREITO CIVIL 12 12.1. Pessoa jurídica: atribuição de personalidade a um ente que se torna sujeito de direitos e obrigações. 12.2. Principais pessoas jurídicas: associações

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 127, DE 24 DE JUNHO DE 2009

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 127, DE 24 DE JUNHO DE 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 127, DE 24 DE JUNHO DE 2009 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR Instituição Certificadora: FALC Amparo Legal: Resolução CNE CES 1 2001 Resolução CNE CES 1 2007 Carga Horária: 460h Período de Duração: 12 meses (01 ano) Objetivos:

Leia mais

FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ CURSO DE BACHARELADO EM CINEMA E VÍDEO Ano Acadêmico de 2008 MATRIZ CURRICULAR

FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ CURSO DE BACHARELADO EM CINEMA E VÍDEO Ano Acadêmico de 2008 MATRIZ CURRICULAR MATRIZ CURRICULAR Carga Horária Semestral por Disciplina Disciplinas 1º semestre 2º semestre 3º semestre 4º semestre 5º semestre 6º semestre 7º semestre 8º semestre Total Obrigatórias Optativas Fundamentos

Leia mais

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL/GESTÃO DA COMUNICAÇÃO INTEGRADA ARCOS

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL/GESTÃO DA COMUNICAÇÃO INTEGRADA ARCOS SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL/GESTÃO DA COMUNICAÇÃO INTEGRADA ARCOS 1 PERFIL DO CURSO A comunicação integrada é, cada vez mais, um instrumento necessário para a sobrevivência

Leia mais

Componente Curricular: Metodologia da Pesquisa Científica PLANO DE CURSO

Componente Curricular: Metodologia da Pesquisa Científica PLANO DE CURSO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Reconhecimento Renovado pela Portaria MEC nº 264 de 14.07.11, DOU de 19.07.11. Componente Curricular: Metodologia da Pesquisa Científica Código: CTB-190 Pré-requisito: ----------

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA PLANO DE ENSINO 2011-1 DISCIPLINA: Arte e Educação - JP0029 PROFESSOR: Ms. Clóvis Da Rolt I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Carga Horária Teórica: 60h Carga Horária Prática: 15h II EMENTA A disciplina de Arte e

Leia mais

Portaria Inep nº 127 de 24 de junho de 2009 Publicada no Diário Oficial de 25 de junho de 2009, Seção 1, págs. 21, 22 e 23

Portaria Inep nº 127 de 24 de junho de 2009 Publicada no Diário Oficial de 25 de junho de 2009, Seção 1, págs. 21, 22 e 23 Portaria Inep nº 127 de 24 de junho de 2009 Publicada no Diário Oficial de 25 de junho de 2009, Seção 1, págs. 21, 22 e 23 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS - SP Área de conhecimento: GESTÃO E NEGÓCIOS Componente Curricular: MARKETING INSTITUCIONAL Série:

Leia mais

ESCOLA DE COMUNICAÇÕES E ARTES Portaria Externa ECA - 01, de 27-03-2015

ESCOLA DE COMUNICAÇÕES E ARTES Portaria Externa ECA - 01, de 27-03-2015 ESCOLA DE COMUNICAÇÕES E ARTES Portaria Externa ECA - 01, de 27-03-2015 * Dispondo sobre normas da segunda etapa das provas de transferência de curso para curso, podendo ser aceito da mesma área de conhecimento,

Leia mais

UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL HORÁRIO DE AVALIAÇÃO ALTERNATIVA/ SEMESTRAL 1º SEMESTRE 2015

UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL HORÁRIO DE AVALIAÇÃO ALTERNATIVA/ SEMESTRAL 1º SEMESTRE 2015 Curso: JORNALISMO Período: 1º Período: Matutino Turma: M Horário de Aula Disciplina: Planejamento e Design Grafico Professor (a): Viviane Fushimi Horário de Aula Disciplina: História da Comunicação Professor

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 293/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 293/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 293/2014 Dispõe sobre o Currículo do Curso de Relações Públicas, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº COS- 144/2012, aprovou e

Leia mais

CURSO DE DESIGN DE MODA

CURSO DE DESIGN DE MODA 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2013 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 3 01 CRIATIVIDADE... 3 02 HISTÓRIA DA ARTE E DO DESIGN... 3 03 INTRODUÇÃO AO... 3 04 LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTO... 3

Leia mais

MBA em Gestão Estratégica de Marketing e Mercados

MBA em Gestão Estratégica de Marketing e Mercados MBA em Gestão Estratégica de Marketing e Mercados 1-OBJETIVOS OBJETIVO GERAL: Especializar profissionais com diploma do curso superior, que atuem nos setores empresariais, estratégicos, gerenciais e técnicos

Leia mais