Crédito imobiliário. Entenda melhor o assunto e conheça o novo serviço EBM.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Crédito imobiliário. Entenda melhor o assunto e conheça o novo serviço EBM."

Transcrição

1 Crédito imobiliário. Entenda melhor o assunto e conheça o novo serviço EBM.

2 Índice O momento ideal para comprar imóveis Números da Habitação PRIMEIROS PASSOS PARA A AQUISIÇÃO DE UM IMÓVEL EBMCRED tudo sobre o ebmcred em 5 questões FINANCIAMENTO BANCÁRIO É MELHOR QUE O DIRETO Glossário Aproveitando a oportunidade sem riscos Perguntas sobre o contrutor/ incorporador 2 3

3 O momento ideal para comprar imóveis A união de juros baixos, programas de incentivo público, crédito longo e farto e economia estável, cria o ambiente ideal para aquisição de imóveis. O momento é de confiança no futuro. De um lado temos compradores dispostos a fazerem planos a longo prazo e de outro há um setor privado seguro e organizado. 4 5

4 Números da habitação R$60 bilhões é quanto a Caixa Econômica Federal estima liberar em financiamentos imobiliários no ano de milhão de novas moradias serão entregues ou estarão em construçao até o final de 2010 pelo Minha Casa, Minha Vida 85% foi o aumento nas vendas de imóveis novos na cidade de São Paulo no primeiro trimestre de 2010, em relação ao três primeiros meses de % foi o aumento no volume de crédito liberado pelo Sistema Brasileiro de poupança e empréstimo (sbpe) para compra e reforma de imóveis no 1º trimestre de 2010 em comparação ao mesmo período de mil contratos de financiamentos imobiliários são assinados diariamente nas agências da C.E.F. 4,75% (1) é a menor taxa de juros oferecida pela Caixa Econômica Federal para financiamento imobiliário 6 Fonte: Bacen e Abecip. (1) Valor referente ao mês de maio de

5 PRIMEIROS PASSOS PARA A AQUISIÇÃO DE UM IMÓVEL A aquisição de um imóvel obedece invariavelmente dois momentos: 1º momento: O Sinal. Valor a ser pago no ato ou até a entrega do empreendimento. Permite combinar os pagamentos mensais e parcelas balões. 2º momento: O financiamento. É o crédito adquirido para quitação do saldo devedor junto ao incorporador. O credor do financiamento pode ser um agente financeiro(banco) ou então a própria construtora/incorporadora. Qual a definição de financiamento imobiliário? É uma linha de crédito que toma como garantia o bem que está sendo adquirido, através da alienação fiduciária, ou seja, a transferência da propriedade de um bem móvel ou imóvel do devedor ao credor para garantir o cumprimento de uma obrigação. Quais as duas principais modalidades de financiamento imobiliário? Financiamento Direto com a Construtora e Financiamento Bancário. Estas são as modalidades mais procuradas por pessoas de diferentes faixas de renda. 8 9

6 FINANCIAMENTO BANCÁRIO É MELHOR QUE O DIRETO O cenário atual é totalmente diferente daquele que traumatizou os brasileiros. Em linhas gerais, medidas governamentais e uma nova postura dos bancos estão favorecendo a população. Existe um ideia equivocada de que o Financiamento Direto com a Construtora é melhor que o Financiamento Bancário. Isso é resquício de um passado recente, onde financiar um imóvel pelo banco era sinônimo de dor de cabeça. As prestações eram reajustadas pela Taxa Referencial (TR) que, influenciada pela hiperinflação e de seguidos planos econômicos, sofria drásticas elevações. Por exemplo, a Taxa Referencial, antiga vilã do financiamento, foi domada. Um fator de redução impede que a TR supere a correção dos salários. Ou seja, ela aumenta proporcionalmente à renda geral dos trabalhadores. Outra diferença é que atualmente o governo incentiva os agentes financeiros a aplicarem parte dos recursos de poupança em financiamentos habitacionais. ontem: o valor das prestações só aumentavam e o saldo devedor também. Com isso, os mutuários enfrentavam imensas dificuldades para honrar seus compromissos. hoje: crédito abundante, juros baixos e a correção, antes tão temida, não tem mais o poder de descasar salário e prestação e gerar saldos devedores impagáveis

7 COMPARE E VEJA POR QUE FINANCIAMENTO BANCÁRIO É A MELHOR OPÇÃO. O financiamento bancário é mais vantajoso que o financiamento direto. Compare as duas opções. EXEMPLO PRÁTICO Um cliente financiou R$ ,00 em janeiro de Simulando o histórico de saldo devedor (considerando os índices de correções reais que ocorreram em cada mês), comparamos a diferença entre o financiamento bancário e financiamento direto. PARCELA FINANCIAMENTO BANCÁRIO FINANCIAMENTO DIRETO PARCELA , ,00 PARCELA , ,00 FINANCIAMENTO BANCÁRIO DIRETO Divide em até 360 meses 120 meses Media de juros anual 10.5% 12% Parcelas mensais Decrescentes Crescentes O ISTI pode ser financiado junto com o saldo devedor? Sim Não O FGTS pode ser utilizado? Sim Não Qual o valor total, financiando R$ ,00 em 60 meses?* R$ ,20* R$ ,73** PARCELA , ,00 PARCELA , ,00 PARCELA , ,00 PARCELA , ,00 PARCELA , ,00 PARCELA , ,00 PARCELA , ,00 PARCELA , ,00 PARCELA FINAL 2.009, ,00 *Simulação feita no mês de agosto/2009 com taxa pós fixada. **Simulação feita com base nos IGPMS dos meses 09/2004 a 01/08/2009. Número de parcelas: 120 (janeiro de 2002 até dezembro de 2011) Taxa de juros financiamento bancário: 11% a.a + TR mensal Taxa de juros financiamento direto: Price (0,984%) sobre saldo devedor + IGPM mensal

8 Comparativo parcelas R$ 6.000,00 R$ 5.000,00 R$ 4.000,00 R$ 3.000,00 R$ 2.000,00 R$ 1.000,00 R$ 0,00 1º mês 13º mês 25º mês 37º mês 49º mês 61º mês 73º mês 85º mês 97º mês 109º mês 120º mês Financiamento Bancário Financiamento Direto 14 15

9 Qual é o valor máximo que posso contratar pelo financiamento? A maioria dos agentes financeiros financia até 80% do valor do imóvel, em alguns casos 90%. O limite de crédito do cliente é determinado pelo comprometimento da renda familiar, que em geral é trabalhada pelos agentes financeiros no limite de 30% da renda. DúVIDAS SOBRE FINANCIAMENTO BANCÁRIO. Como conseguir um financiamento imobiliário com o meu banco? Na agência, o gerente possui linhas de financiamento imobiliário disponíveis. Basta ao cliente preencher uma proposta com as seguintes informações: dados do adquirente, renda, valor do imóvel, saldo a ser financiado e prazo para pagamento. Em média a proposta é aprovada em 1 semana. Em alguns casos, em até 24h. Em função do lastro (garantia) do imóvel, o crédito imobiliário é uma das linhas mais fáceis de se obter. Exemplo: Valor do imóvel: R$ ,00 Valor máximo a ser financiado (80%): R$ ,00 Prazo de financiamento: 240 meses Taxa: 10% a.a. Valor aproximado da 1ª parcela: R$ 2.500,00 Renda familiar necessária: R$ 8.350,00 Qual é a renda necessária para imóveis de até R$ ,00? Prazo: 240 meses Taxa: 10% a.a. Valor financiado Renda familiar 1ª parcela Parcela média Última parcela , , ,00 859,00 450, , , , ,00 870, , , , , , , , , , ,

10 Qual é a renda necessária para imóveis acima de R$ ,00? Prazo: 240 meses Taxa: 11% a.a. Valor financiado Renda familiar 1ª parcela Parcela média Última parcela , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 Como é comprovada a renda familiar? Por contra cheque, declaração de imposto de renda ou pela movimentação bancária. Sendo que a composição pode ser feita entre um titular e uma outra pessoa. Quais as condições de pagamento? Os agentes financeiros trabalham com o sistema de amortização constante, onde as parcelas são decrescentes e pode-se amortizar o saldo devedor a qualquer momento do financiamento. O valor financiado pode ser pago em até 360 meses, com juros variando de acordo com o valor de avaliação do imóvel, ficando entre 6% e 11% ao ano, corrigidos monetariamente pela TR (taxa referencial). É possível fazer simulação de financiamento? Sim. Os principais agentes financeiros têm simuladores na internet e o cliente pode saber qual financiamento é compatível com seu perfil. Basta preencher: Idade Salário Valor do imóvel Prazo para pagamento Links

11 EBMCRED Uma linha de atendimento especializada no processo financeiro de aquisição de imóveis, seja quitação, financiamento bancário ou direto. Uma equipe formada por profissionais gabaritados e com experiência de mercado prontos para tirar dúvidas, orientar e acompanhar passo a passo o processo de financiamento/quitação de imóveis. O EBMCRED oferece: Comparativo de taxas de juros entre vários agentes financeiros Simulações de financiamentos Ajuda no trâmite de documentações necessárias Posicionamento em relação a cada etapa do processo ASSESSORIA COMPLETA PARA FINANCIAMENTO BANCÁRIO

12 Tudo sobre o EBMCRED em 5 questões Por que a EBM está disponibilizando este tipo de atendimento? Porque a EBM se preocupa com a transparência em todos os processos e esta é uma maneira de fazer com que seus clientes se sintam totalmente seguros e amparados em uma decisão tão importante em suas vidas O EBMCRED é gratuito? Quem pode utilizá-lo? O EBMCRED é uma exclusividade da EBM para seus clientes. Mais um benefício da chamada SOLUÇÃO COMPLETA EBM, uma série de serviços que visa atender todas as necessidades dos clientes da empresa. É uma assessoria totalmente gratuita. Em que momento é possível utilizar essa assessoria? Em qualquer momento. Esteja o imóvel na planta, sendo construído ou mesmo depois de entregue. O EBMCRED é um serviço voltado tanto para o cliente EBM que busca rever o plano do seu imóvel, como para um novo cliente interessado em adquirir uma de nossas unidades residenciais ou comerciais. 5 A EBM tem parceria com algum agente bancário? Isso facilita o trâmite do financiamento? A EBM possui parceria com os principais agentes financeiros. Fazendo opção por um destes parceiros o trâmite para obtenção do financiamento bancário é facilitado, pois toda a documentação exigida pelo agente financeiro já está pré-aprovada por esta instituição, tornando assim mais ágil o processo de financiamento. Como entrar em contato com a EBM? Através do nosso e também através do Estamos disponíveis para lhe atender presencialmente no nosso escritório: Av. 136, nº 960, Ed. Executive Tower, Setor Marista, 19º andar

13 GLOSSÁRIO SFH: Sistema Financeiro de Habitação SAC: Sistema de Amortização Constante IGPM: Índice Geral de Preços de Mercado FGTS: Fundo de Garantia do Tempo de Serviço TR: Taxa Referencial PRICE: Tipo de amortização de prestações com taxas fixas AVERBAÇÃO: Documento emitido pelo cartório de registros e que coloca como verdadeiro a existência do imóvel SFH: Sistema Financeiro de Habitação SAC: Sistema de Amortização Constante IGPM: Índice Geral de Preços de Mercado FGTS: Fundo de Garantia do Tempo de Serviço TR: Taxa Referencial PRICE: Tipo de amortização de prestações com taxas fixas AVERBAÇÃO: Documento emitido pelo cartório de registros e que coloca como verdadeiro a existência do imóvel 26 27

14 Que perguntas devem ser feitas sobre o Incoporador/Construtor do imóvel? EBM concorrente 1 concorrente 2 Há quanto tempo a incorporadora está no mercado? 29 anos Quantos empreendimentos já entregou? 153 Quais os últimos 5 empreendimentos entregues pelo incoporador? Você já os visitou? A incorporadora tem obras financiadas por agentes financeiros? Esse diferencial atesta a saúde financeira da empresa. A incorporadora tem central de atendimento? Sol de La Plaza, New Business, Absolut, Sky, Reserva du Parc Sim, em várias obras Possui central de atendimento estruturada com 0800, atendimento via Chat e sistema de gestão via CRM A incorporadora tem obras atrasadas? Histórico de entrega no prazo contratual Qual a quantidade de clientes da incorporadora? 8,5 mil Quantas unidades entregues? 10 mil Quantos m² construídos? 1,7 milhão de m² A incorporadora faz análise de crédito para compra segura? A incorporadora tem empreendimentos com grande histórico de valorização? EBM promove analise de credito de seus clientes e disponibiliza o serviço de assessoria de credito (EBMCRED) para gerar facilidade para o cliente na obtenção de financiamento Empreendimentos como Aton e Chateu du Parc e outros são os emprendimentos com melhor liquidez do mercado Existe area de responsabilidade socio ambiental? A empresa foi a primeira construtora a aderir ao programa SIM do WWF e possui plano de ação desenvolvido por consultoria especializada 28 29

15 anotações 30 31

16 ASSESSORIA COMPLETA PARA FINANCIAMENTO BANCÁRIO

FINANCIAMENTO À PRODUÇÃO IMÓVEL NA PLANTA ALOCAÇÃO DE RECURSOS

FINANCIAMENTO À PRODUÇÃO IMÓVEL NA PLANTA ALOCAÇÃO DE RECURSOS CAIXA ECONÔMICA FEDERAL FINANCIAMENTO À PRODUÇÃO IMÓVEL NA PLANTA ALOCAÇÃO DE RECURSOS Modalidades IMÓVEL NA PLANTA Produção de empreendimentos habitacionais Financiamento direto às pessoas físicas Organizadas

Leia mais

O QUE DEVO SABER PARA CONTRATAR O MEU FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO?

O QUE DEVO SABER PARA CONTRATAR O MEU FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO? TERMOS QUE VOCÊ DEVE CONHECER Financiamento é o valor emprestado pelo Banco para ajudá-lo a adquirir o seu imóvel. Juros é o custo do financiamento. Informe-se na sua agência da Caixa ou no correspondente

Leia mais

a) Buscar informações no site da Caixa Econômica Federal, http://www.caixa.gov.br/, ou

a) Buscar informações no site da Caixa Econômica Federal, http://www.caixa.gov.br/, ou CASA PRÓPRIA DO SERVIDOR O Governo do Estado do Goiás, em convênio com a Caixa Econômica Federal, disponibiliza aos seus servidores civis e militares, ativos e inativos, bem como aos pensionistas, linhas

Leia mais

O que devo saber para contratar meu Financiamento Habitacional

O que devo saber para contratar meu Financiamento Habitacional O que devo saber para contratar meu Financiamento Habitacional O que devo saber para contratar o meu financiamento imobiliário? Termos que você deve conhecer Financiamento é o valor emprestado pelo Banco

Leia mais

Em direção à. Lembre-se de que não é permitido financiar imóveis em áreas não urbanizadas, assim como chácaras e sítios.

Em direção à. Lembre-se de que não é permitido financiar imóveis em áreas não urbanizadas, assim como chácaras e sítios. 24 Dinheiro&Direitos 47 dezembro 2013-janeiro 2014 Bancos Parcelas Em direção à Ilustração: Perkins 1 Tenha em mente o valor da casa ou do apartamento que você deseja comprar. Deve estar de acordo com

Leia mais

C rédito Imobiliário Assessoria Imobiliária Repasse

C rédito Imobiliário Assessoria Imobiliária Repasse C rédito Imobiliário Assessoria Imobiliária Repasse Informações Gerais e Listas de Documentos ATENÇÃO As regras deste informativo são apenas orientativas e a qualquer momento podem ser alteradas, sem aviso

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes

FAQ Perguntas Frequentes FAQ Perguntas Frequentes Índice 01. Incorporação Imobiliária...3 02. Contrato...4 03. Pagamento e Boletos...5 04. Financiamento...6 05. Distrato e Transferência...8 06. Documentações...9 07. Instalação

Leia mais

Sumario. 1. Contrato 1.1 Assinatura 1.2 Recebimento 1.3 Cessão de Direitos Transferência 1.4 Distrato Reincidir

Sumario. 1. Contrato 1.1 Assinatura 1.2 Recebimento 1.3 Cessão de Direitos Transferência 1.4 Distrato Reincidir CARTILHA DO CLIENTE 1. Contrato 1.1 Assinatura 1.2 Recebimento 1.3 Cessão de Direitos Transferência 1.4 Distrato Reincidir Sumario 2. Planta e Acabamento 2.1 Opções de planta 2.2 Opções de Kit de Acabamento

Leia mais

Agora com a força da Caixa. Seu novo jeito de ser feliz.

Agora com a força da Caixa. Seu novo jeito de ser feliz. Manhattan. Agora com a força da Caixa. Seu novo jeito de ser feliz. O Manhattan passou a contar com o financiamento e a credibilidade da CAIXA. Uma garantia a mais para você, num empreendimento que já

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO 03/2009 ENTRE O COMAER/ CFIAe & CAIXA (CEF) INSTRUÇÕES AOS BENEFICIÁRIOS DA CFIAe GENERALIDADES A Caixa de Financiamento Imobiliário da Aeronáutica (CFIAe) vem acompanhando as taxas

Leia mais

REPASSE IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO

REPASSE IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO Prezado Cliente, Com o objetivo de concretizar o negócio, os bancos oferecem condições especiais de financiamento para pessoas física, quando Imóvel Residencial e Comercial e com regras distintas para

Leia mais

CFIAe. CFIAe:Um sonho, um ideal, uma moradia digna 1

CFIAe. CFIAe:Um sonho, um ideal, uma moradia digna 1 CFIAe 1 SUMÁRIO I CATEGORIA E FINALIDADE DA CFIAe 3 II MISSÃO DA CFIAe 3 III VISÃO DE FUTURO 3 IV VALORES 4 V PRODUTOS CFIAe 5 VI BENEFICIÁRIOS CFIAe 5 VII FACILIDADES ENCONTRADAS NO SITE CFIAe 6 VIII

Leia mais

Índice. Seção I Crédito Imobiliário - Histórico. Seção II Financiamento Imobiliário. Seção III FGTS Fundo de Garantia por Tempo de Serviço

Índice. Seção I Crédito Imobiliário - Histórico. Seção II Financiamento Imobiliário. Seção III FGTS Fundo de Garantia por Tempo de Serviço Índice Seção I Crédito Imobiliário - Histórico Seção II Financiamento Imobiliário Seção III FGTS Fundo de Garantia por Tempo de Serviço Seção IV Sistemas de Amortização Seção V Fluo da Operação e Documentação

Leia mais

Crédito Imobiliário HSBC

Crédito Imobiliário HSBC Crédito Imobiliário HSBC A compra de um imóvel é sempre um passo muito importante na vida de qualquer pessoa. E para você ter a certeza de que está fazendo um bom negócio, o banco HSBC desenvolveu um conjunto

Leia mais

Coletiva de Imprensa. 1º Trimestre 2012

Coletiva de Imprensa. 1º Trimestre 2012 Coletiva de Imprensa 1º Trimestre 2012 25 de abril de 2012 ABECIP ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO E POUPANÇA Agenda 1 - Ambiente Macroeconômico 2 - Financiamento Imobiliário

Leia mais

CUSTO JURÍDICO NO CRÉDITO IMOBILIÁRIO JUL/2002

CUSTO JURÍDICO NO CRÉDITO IMOBILIÁRIO JUL/2002 Diretoria de Crédito e Recuperação de Ativos CUSTO JURÍDICO NO CRÉDITO IMOBILIÁRIO JUL/2002 Meios de aquisição de bens (ex.:imóveis) Poupança Prévia Acumulação de Capital Rendimentos Financiament o BANCO

Leia mais

Consórcio. Imobiliário. na prática. Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros!

Consórcio. Imobiliário. na prática. Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros! Consórcio Imobiliário na prática Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros! 1 Sobre a empresa A A+ Consórcios iniciou suas atividades com o objetivo de gerir

Leia mais

CRÉDITO IMOBILIÁRIO E POLÍTICA HABITACIONAL

CRÉDITO IMOBILIÁRIO E POLÍTICA HABITACIONAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO E POLÍTICA HABITACIONAL. O déficit habitacional brasileiro é da ordem de 7 milhões de unidades. A demanda por crescimento demográfico do número de famílias é da ordem de 700 MIL unidades

Leia mais

até 31.08.87 100% até 30.09.87 95% até 30.10.87 90% até 30.11.87 85% até 31.12.87 80% Circular n 1214, de 4 de agosto de 1987

até 31.08.87 100% até 30.09.87 95% até 30.10.87 90% até 30.11.87 85% até 31.12.87 80% Circular n 1214, de 4 de agosto de 1987 1 06/01/1988. CIRCULAR Nº 1.214 Documento normativo revogado pela Circular 1278, de 05/01/1988, a partir de Às Sociedades de Crédito Imobiliário, Associações de Poupança e Empréstimo e Caixas Econômicas

Leia mais

Diretor Executivo da ABECIP

Diretor Executivo da ABECIP Fontes de Recursos para o Financiamento i Imobiliário Filipe F. Pontual Diretor Executivo da ABECIP 83º ENIC São Paulo, 11 de Agosto de 2011 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO E

Leia mais

Julho/2010. Diretoria de Empréstimos e Financiamentos

Julho/2010. Diretoria de Empréstimos e Financiamentos Crédito Imobiliário Julho/2010 Agenda 1. Números do Mercado e BB 2. Aquisição PF - SFH 3. Financiamento à Produção PJ 4. Programa Minha Casa, Minha Vida - PMCMV 5. Atuação Estratégica Mercado Atacado 2

Leia mais

GUIA DO COMPRADOR. Rua Irineu Ferlin, 301 Marau RS Fone (54) 3342 3448 www.marodimimoveis.com.br. Pag 1

GUIA DO COMPRADOR. Rua Irineu Ferlin, 301 Marau RS Fone (54) 3342 3448 www.marodimimoveis.com.br. Pag 1 Pag 1 CRECI J 23 004 Rua Irineu Ferlin, 301 Marau RS Fone (54) 3342 3448 www.marodimimoveis.com.br 1 - QUAL A VANTAGEM DE SE COMPRAR UM IMÓVEL NO SEU LANÇAMENTO? 2 - O QUE SIGNIFICA COMPRAR UM IMÓVEL NA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1.446 R E S O L V E U:

RESOLUÇÃO Nº 1.446 R E S O L V E U: RESOLUÇÃO Nº 1.446 O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do artigo 9º da Lei nº 4.595, de 31.12.64, torna público que o Presidente do CONSELHO MONETÁRIO NACIONAL, por ato de 18.12.87, com base no artigo

Leia mais

Administrar uso do FGTS no consórcio de imóvel

Administrar uso do FGTS no consórcio de imóvel Administrar uso do FGTS no consórcio de imóvel Quais são as possibilidades de uso do FGTS no consórcio? Oferta de lance em consórcio de imóvel residencial O consorciado poderá utilizar até 100% do saldo

Leia mais

Cartilha Entrega de Chaves

Cartilha Entrega de Chaves Cartilha Entrega de Chaves Plano Associativo Você que optou pelo Plano de Financiamento Associativo irá percorrer o seguinte caminho até receber suas chaves: Aquisição do Imóvel com o Banco Pagamento de

Leia mais

CIRCULAR Nº 1.278 Às Caixas Econômicas, Sociedades de Crédito Imobiliário e Associações de Poupança e Empréstimo

CIRCULAR Nº 1.278 Às Caixas Econômicas, Sociedades de Crédito Imobiliário e Associações de Poupança e Empréstimo 1 CIRCULAR Nº 1.278 Às Caixas Econômicas, Sociedades de Crédito Imobiliário e Associações de Poupança e Empréstimo Comunicamos que a Diretoria do Banco Central, tendo em vista o disposto no i- tem XXIII

Leia mais

Lista de exercício nº 3* VPL, TIR e Equivalência de fluxos de caixa

Lista de exercício nº 3* VPL, TIR e Equivalência de fluxos de caixa Lista de exercício nº 3* VPL, TIR e Equivalência de fluxos de caixa 1. Calcule o valor presente do fluxo de caixa indicado a seguir, para uma taxa de desconto de 1 % ao mês, no Resposta: $13.147,13 2.

Leia mais

O Feirão DA SUA CASA.

O Feirão DA SUA CASA. O Feirão DA SUA CASA. Tudo o que você queria saber sobre o financiamento da CAIXA para comprar, construir ou reformar sua casa. E tudo sobre o Programa Minha Casa Minha Vida para quem ganha até R$ 4.900,00.

Leia mais

CORREÇÃO MONETÁRIA. Prof. M. Sc. Jarbas Thaunahy Santos de Almeida

CORREÇÃO MONETÁRIA. Prof. M. Sc. Jarbas Thaunahy Santos de Almeida CORREÇÃO MONETÁRIA 1 Prof. M. Sc. Jarbas Thaunahy Santos de Almeida Roteiro 2 Roteiro 3 Introdução 4 Introdução 5 Introdução 1. Em maio de 2008, João emprestou R$ 20.000,00 a Pedro, à taxa de juros compostos

Leia mais

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito?

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito? O que é o FGTS? O FGTS - Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - é um fundo composto por depósitos bancários em dinheiro, compulsório, vinculado, realizado pelo empregador em favor do trabalhador, visando

Leia mais

Os recursos da conta vinculada do FGTS podem ser utilizados pelos Consorciados nas seguintes operações:

Os recursos da conta vinculada do FGTS podem ser utilizados pelos Consorciados nas seguintes operações: REGRAS DE UTILIZAÇÃO DO FGTS Utilização O Consorciado e o Imóvel devem atender a todas as condições normativas previstas no Manual do FGTS instituído pela Caixa Econômica Federal, na qualidade de Agente

Leia mais

Juros Simples. www.siteadministravel.com.br

Juros Simples. www.siteadministravel.com.br Juros Simples Juros simples é o acréscimo percentual que normalmente é cobrado quando uma dívida não foi pago na data do vencimento. Financiamento de casa própria A casa própria é o sonho de muitas famílias,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1980 R E S O L V E U:

RESOLUÇÃO Nº 1980 R E S O L V E U: RESOLUÇÃO Nº 1980 Aprova regulamento que disciplina direcionamento dos recursos captados pelas entidades integrantes do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstismo (SBPE) e as operações de financiamento

Leia mais

Programa Minha Casa Minha Vida

Programa Minha Casa Minha Vida Programa Minha Casa Minha Vida Novembro/2012 Apresentação O Programa Minha Casa Minha Vida é uma iniciativa criada pelo Governo Federal com o objetivo de diminuir o déficit habitacional, mediante a construção

Leia mais

Anexo à Política de Investimentos 2009 a 2013

Anexo à Política de Investimentos 2009 a 2013 Anexo à Política de Investimentos 2009 a 2013 Diretrizes para Investimentos em Imóveis Índice 1. Contratação de Corretores, Avaliadores e Consultores Imobiliários... 3 2. Critérios para Aquisições e Alienações...

Leia mais

BB Crédito Imobiliário

BB Crédito Imobiliário Dados da Agência acolhedora / condutora da Operação BB Crédito Imobiliário Prefixo-dv Nome da agência Proposta nº Dados da Operação Produto Finalidade Tipo de imóvel pretendido Aquisição de imóvel Moradia

Leia mais

Antena e telefones Na sala, foram instalados pontos para a antena de televisão e o telefone.

Antena e telefones Na sala, foram instalados pontos para a antena de televisão e o telefone. Antena e telefones Na sala, foram instalados pontos para a antena de televisão e o telefone. Aquecedor solar Caso sua moradia seja dotada de aquecimento solar, é necessário que, antes de utilizá-lo, você

Leia mais

Se você está procurando um imóvel para comprar e precisa de um auxílio financeiro, ou está vendendo seu imóvel, esse ebook é para VOCÊ.

Se você está procurando um imóvel para comprar e precisa de um auxílio financeiro, ou está vendendo seu imóvel, esse ebook é para VOCÊ. INTRODUÇÃO Se você está procurando um imóvel para comprar e precisa de um auxílio financeiro, ou está vendendo seu imóvel, esse ebook é para VOCÊ. Os financiamentos imobiliários surgiram na década de 1950

Leia mais

Guia Rápido do Cliente

Guia Rápido do Cliente Guia Rápido do Cliente Seja bem-vindo! Está chegando a hora de viver a vida em Alphaville. Para nós, é um grande prazer recebê-lo e poder compartilhar esse momento de realização com você. Nesse Guia Rápido,

Leia mais

BB Crédito Imobiliário

BB Crédito Imobiliário Selecione a Linha de Crédito Aquisição PF PMCMV Aquisição PF FGTS Pró-Cotista Aquisição FGTS PF Aquisição PF PMCMV Convênios Aquisição PF FGTS Convênios Dados da Agência acolhedora / condutora da Operação

Leia mais

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito?

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito? a O que é o FGTS? O FGTS - Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - é um fundo composto por depósitos bancários em dinheiro, compulsório, vinculado, realizado pelo empregador em favor do trabalhador, visando

Leia mais

Fundo de Garantia por tempo de serviço. Diversos são os casos em que o trabalhador pode sacar os recursos depositados em sua conta do FGTS.

Fundo de Garantia por tempo de serviço. Diversos são os casos em que o trabalhador pode sacar os recursos depositados em sua conta do FGTS. Fundo de Garantia por tempo de serviço Diversos são os casos em que o trabalhador pode sacar os recursos depositados em sua conta do FGTS. Um deles é o saque para compra de moradia própria. Formas de Utilização

Leia mais

APLICAÇÃO DA POLÍTICA DE CRÉDITO NO SISTEMA FINANCEIRO IMOBILIÁRIO

APLICAÇÃO DA POLÍTICA DE CRÉDITO NO SISTEMA FINANCEIRO IMOBILIÁRIO APLICAÇÃO DA POLÍTICA DE CRÉDITO NO SISTEMA FINANCEIRO IMOBILIÁRIO Marina Donizete Cursino dos Santos 1, Moacir José dos Santos 2, Monica Franchi Carniello 3 1,2,3 Universidade de Taubaté/Mestrado em Gestão

Leia mais

Perguntas e Respostas Alteração no rendimento da caderneta de poupança. 1) Por que o governo decidiu mudar as regras da caderneta de poupança?

Perguntas e Respostas Alteração no rendimento da caderneta de poupança. 1) Por que o governo decidiu mudar as regras da caderneta de poupança? Perguntas e Respostas Alteração no rendimento da caderneta de poupança Novas regras 1) Por que o governo decidiu mudar as regras da caderneta de poupança? Por ter parte de sua remuneração (chamada de adicional)

Leia mais

CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL Crescimento Sustentável. ESTRATÉGIA DO BRADESCO Posicionamento/Estratégia

CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL Crescimento Sustentável. ESTRATÉGIA DO BRADESCO Posicionamento/Estratégia CRÉDITO IMOBILIÁRIO NO BRASIL Crescimento Sustentável ESTRATÉGIA DO BRADESCO Posicionamento/Estratégia 1 DE 28 1 Crédito Imobiliário no Brasil Crescimento contínuo e sustentável nos últimos anos, aumento

Leia mais

Palavras que você precisa conhecer

Palavras que você precisa conhecer Guia do Comprador NOVOLAR, um nome cada vez mais forte no mercado de construção civil. A NOVOLAR vem consolidando uma reputação de alta qualidade, graças aos seus diferenciais nas execuções das obras e

Leia mais

Regulamento da MultiConta Prestige

Regulamento da MultiConta Prestige Regulamento da MultiConta Prestige Mais serviços e mais benefícios feitos para quem recebe seu crédito de salário ou aposentadoria no Itaú Personnalité. A MultiConta Prestige oferece um maior número de

Leia mais

Cartilha da Compra Consciente

Cartilha da Compra Consciente Cartilha da Compra Consciente Desde 1946 Cartilha da Compra Consciente DECISÃO E DEFINIÇÕES 1) Por que comprar um imóvel? A decisão de residir em casa própria ou alugada deve ser tomada de acordo com

Leia mais

BB Crédito Imobiliário

BB Crédito Imobiliário Dados da Agência acolhedora / condutora da Operação BB Crédito Imobiliário Prefixo-dv Nome da agência Proposta nº Dados para envio de informações da proposta DDD/Telefone Celular Email Dados pessoais do

Leia mais

Escritura 9.1 Emissão de escritura 9.2 Diferença de escritura e compromisso de compra e venda 9.3 Despesas de transferência

Escritura 9.1 Emissão de escritura 9.2 Diferença de escritura e compromisso de compra e venda 9.3 Despesas de transferência 3 Sumário Introdução Canais de Relacionamento Contrato 3.1 Assinatura e recebimento de contrato 3.2 Revenda de unidade Cessão de direitos 3.3 Distrato Rescisão de contrato 3.4 Alteração cadastral 3.5 Prazo

Leia mais

Cartilha de Poupança

Cartilha de Poupança Cartilha depoupança Poupança O que é?... 2 Segurança... 2 Modalidades de poupança do BB... 3 Reajuste Monetário... 4 Juros... 4 Imposto de renda... 4 Valor mínimo... 5 Abertura... 5 Aniversário da poupança...

Leia mais

Anexo à Política de Investimentos 2010 a 2014

Anexo à Política de Investimentos 2010 a 2014 Anexo à Política de Investimentos 2010 a 2014 Diretrizes para Investimentos em Imóveis (aprovadas pelo CDE em sua 18ª reunião realizada nos dias 14 a 16 de dezembro de 2009 Índice Anexo à Política de Investimentos...1

Leia mais

Coletiva de Imprensa - ABECIP. Índice

Coletiva de Imprensa - ABECIP. Índice Coletiva de Imprensa - ABECIP Índice 1. Ambiente Macroeconômico 2. Mercado Imobiliário 3. Financiamento Imobiliário - SBPE 4. Inadimplência 5. Ativos Financeiros 6. Poupança SBPE 7. Expectativas 2013 2

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE HABITAÇÃO URBANA MINHA CASA MINHA VIDA SINDUSCON, 24/05/2009

PROGRAMA NACIONAL DE HABITAÇÃO URBANA MINHA CASA MINHA VIDA SINDUSCON, 24/05/2009 PROGRAMA NACIONAL DE HABITAÇÃO URBANA MINHA CASA MINHA VIDA SINDUSCON, 24/05/2009 OBJETIVO DO PROGRAMA Subsidiar a aquisição de IMÓVEL NOVO para os segmentos populacionais de menor renda Política Social

Leia mais

Diretrizes para Investimentos em Imóveis

Diretrizes para Investimentos em Imóveis Diretrizes para Investimentos em Imóveis 21ª reunião do CAP - 15/12/2010 11ª reunião ordinária do CDE - 16/12/2010 Anexo à Política de Investimentos 2011 a 2015 Índice 1. Contratação de Corretores, Avaliadores

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE A COMPRA DE IMÓVEIS NOS EUA

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE A COMPRA DE IMÓVEIS NOS EUA PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE A COMPRA DE IMÓVEIS NOS EUA É normal as pessoas terem muitas dúvidas quanto ao processo de compra de um imóvel fora do país. Para ajudar, a PROFIT traz para você respostas para

Leia mais

GUIA PRÁTICO COMO FINANCIAR SUA CASA PRÓPRIA PELO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA

GUIA PRÁTICO COMO FINANCIAR SUA CASA PRÓPRIA PELO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA GUIA PRÁTICO COMO FINANCIAR SUA CASA PRÓPRIA PELO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA INTRODUÇÃO O que você vai encontrar neste guia Todos os anos, milhões de brasileiros realizam o sonho da casa própria graças

Leia mais

Guia de Compra Segura Apartamentosna planta

Guia de Compra Segura Apartamentosna planta Guia de Compra Segura Apartamentosna planta de A compra de um apartamento gera muita dúvida aos consumidores, pensando nisso a Tecnisa criou esse Guia que vai ajudá-lo a entender um pouco do universo do

Leia mais

Programa Agosto / 2011

Programa Agosto / 2011 Programa Agosto / 2011 Apresentação O Programa Minha Casa Minha Vida é uma iniciativa criada pelo Governo Federal com o objetivo de diminuir o déficit habitacional, mediante a construção de 1 milhão de

Leia mais

Informativo FGTS (DAMP II)

Informativo FGTS (DAMP II) Para utilizar os recursos do seu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para amortização ou liquidação do saldo devedor do seu contrato de financiamento imobiliário, leia atentamente este passo

Leia mais

Esta é a tela em que você assistirá as palestras ;-)

Esta é a tela em que você assistirá as palestras ;-) Denis Levati Corretor de imóveis com ampla experiência. É historiador e atua como coordenador de conteúdo no blog Guru do Corretor, veículo de relevância nacional, especializado no mercado imobiliário.

Leia mais

Consultor Legislativo da Área VII Finanças, Direito Comercial, Direito Econômico, Defesa do Consumidor e

Consultor Legislativo da Área VII Finanças, Direito Comercial, Direito Econômico, Defesa do Consumidor e SOBRE AS ALTERAÇÕES NO CRÉDITO IMOBILIÁRIO E OUTRAS REFERENTES À POLÍTICA HABITACIONAL CONTIDAS NA MP 2.212 DE 30/8/01 E NAS MPS 2.221 E 2.223 DE 4/9/01 EDUARDO BASSIT LAMEIRO DA COSTA Consultor Legislativo

Leia mais

REGULAMENTO DA CAMPANHA. Planik Facilita

REGULAMENTO DA CAMPANHA. Planik Facilita REGULAMENTO DA CAMPANHA Planik Facilita PROGRAMA DE BENEFÍCIOS PLANIK FACILITA ( Campanha ) é uma campanha de iniciativa da Planik Empreendimentos Imobiliários Ltda., pessoa jurídica de direito privado

Leia mais

AMORTIZAÇÃO E EMPRÉSTIMOS

AMORTIZAÇÃO E EMPRÉSTIMOS AMORTIZAÇÃO E EMPRÉSTIMOS Conceitos iniciais Antes de iniciarmos os estudos específicos em relação a cada metodologia de amortização, é necessário conceituar alguns termos utilizados pelo mercado: Amortização:

Leia mais

GUIA DA COMPRA DO IMÓVEL DE UMA INCORPORADORA

GUIA DA COMPRA DO IMÓVEL DE UMA INCORPORADORA GUIA DA COMPRA DO IMÓVEL DE UMA INCORPORADORA Bem-vindos A conquista de um sonho Criamos a Tecnisa Engenharia em 1977, com o sonho de nos transformar em uma grande construtora e incorporadora no segmento

Leia mais

Osvaldo Correa Fonseca Diretor Geral da ABECI P Rio de Janeiro, 16/ 5/ 2007

Osvaldo Correa Fonseca Diretor Geral da ABECI P Rio de Janeiro, 16/ 5/ 2007 Osvaldo Correa Fonseca Diretor Geral da ABECI P Rio de Janeiro, 16/ 5/ 2007 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO E POUPANÇA Av. Brigadeiro Faria Lima 1.485 13º Andar São Paulo CEP

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER PARECER Referência: 99902.002114/2013-11 Assunto: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação Restrição Não se aplica de acesso: Ementa: Taxa de juros e informações sobre correção

Leia mais

Imediatas: parcelas pagas em 30, 60 e 90 dias Antecipadas: sendo a primeira parcela paga no ato

Imediatas: parcelas pagas em 30, 60 e 90 dias Antecipadas: sendo a primeira parcela paga no ato Matemática Financeira Leandra Anversa Fioreze Rendas Imediatas: Primeiro pagamento efetuado no final do primeiro período. Ex: Comprei uma calculadora HP-12c Platinum em três parcelas de R$95,00, sendo

Leia mais

Utilização do FGTS Passo a passo para utilização do FGTS no seu contrato de financiamento imobiliário

Utilização do FGTS Passo a passo para utilização do FGTS no seu contrato de financiamento imobiliário Crédito Imobiliário Itaú Utilização do FGTS Passo a passo para utilização do FGTS no seu contrato de Em caso de dúvidas ou para obter mais informações, você tem à disposição a Central de Atendimento do

Leia mais

8) Qual o papel da administradora?

8) Qual o papel da administradora? 1) Como funciona o consórcio? R= Consórcio é um sistema que reúne em grupo pessoas físicas e/ou jurídicas com interesse comum para compra de bens ou serviços, por meio de autofinanciamento, onde o valor

Leia mais

Perspectivas para o crédito imobiliário em 2015. José Aguiar Superintendente Abecip

Perspectivas para o crédito imobiliário em 2015. José Aguiar Superintendente Abecip Perspectivas para o crédito imobiliário em 2015 José Aguiar Superintendente Abecip São Paulo, 29 de Outubro de 2014 AGENDA: Overview Pilares do crescimento Crédito imobiliário: situação atual E o funding?

Leia mais

Define os procedimentos para a operacionalização do programa Carta de Crédito Municipal, nos termos da Resolução CMH n 02, de 11 de novembro de 2003.

Define os procedimentos para a operacionalização do programa Carta de Crédito Municipal, nos termos da Resolução CMH n 02, de 11 de novembro de 2003. INSTRUÇÃO NORMATIVA N 02/2OO4/SEHAB.G Publicada em 14/09/2004, D.O.M. páginas 22 e 23. Define os procedimentos para a operacionalização do programa Carta de Crédito Municipal, nos termos da Resolução CMH

Leia mais

Goiânia Março/2013. Teotonio Costa Rezende Diretor Execu4vo Diretoria Execu4va de Habitação

Goiânia Março/2013. Teotonio Costa Rezende Diretor Execu4vo Diretoria Execu4va de Habitação 1 Goiânia Março/2013 Teotonio Costa Rezende Diretor Execu4vo Diretoria Execu4va de Habitação ü A CAIXA em números ü Inovações ü Produtos PJ A CAIXA EM NÚMEROS Crédito Imobiliário e Market Share CAIXA 250

Leia mais

Soluções para a construção da casa própria. Soluções para clientes de todas as faixas de renda

Soluções para a construção da casa própria. Soluções para clientes de todas as faixas de renda Soluções para aquisição da casa própria Soluções para a construção da casa própria Soluções para a reforma ou ampliação da casa própria Soluções para clientes de todas as faixas de renda Redução de juros

Leia mais

Melhoria do marco regulatório para o crédito. Ministério da Fazenda 20 de Agosto, 2014

Melhoria do marco regulatório para o crédito. Ministério da Fazenda 20 de Agosto, 2014 Melhoria do marco regulatório para o crédito Ministério da Fazenda 20 de Agosto, 2014 1 Objetivo das medidas: melhorar a produtividade e a competitividade da economia Liberação de compulsório e redução

Leia mais

SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO

SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO CONCEITOS BÁSICOS A amortização é uma operação financeira mediante a qual um empréstimo ou financiamento é pago de maneira progressiva, por meio de prestações, de modo que ao término

Leia mais

UFSC CFM DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA MTM 5152 MATEMÁTICA FINACEIRA II PROF. FERNANDO GUERRA. LISTA DE EXERCÍCIOS SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS

UFSC CFM DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA MTM 5152 MATEMÁTICA FINACEIRA II PROF. FERNANDO GUERRA. LISTA DE EXERCÍCIOS SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS UFSC CFM DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA MTM 5152 MATEMÁTICA FINACEIRA II PROF. FERNANDO GUERRA. 1 LISTA DE EXERCÍCIOS SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS 1) Certo banco concede um financiamento de 80.000

Leia mais

Copyright 2014 Todos os direitos reservados Publicado em julho de 2014 www.adrianadosimoveis.com.br

Copyright 2014 Todos os direitos reservados Publicado em julho de 2014 www.adrianadosimoveis.com.br 1 Avisos Legais REDISTRIBUIÇÃO. Você concorda que não irá copiar redistribuir ou explorar comercialmente qualquer parte deste documento sem a permissão expressa do autor. AUTORIA. Adriana Soares Copyright

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 359, DE 2015

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 359, DE 2015 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 359, DE 2015 Altera os incisos V, VI e VII do art. 20 da Lei nº 8.036, de 11 de maio de 1990, para reduzir o prazo de carência para utilização da conta vinculada do FGTS para

Leia mais

Melhim Namem Chalhub Jurista especializado em Direito Imobiliário. Rio de Janeiro 6 de Setembro 2015

Melhim Namem Chalhub Jurista especializado em Direito Imobiliário. Rio de Janeiro 6 de Setembro 2015 Melhim Namem Chalhub Jurista especializado em Direito Imobiliário Rio de Janeiro 6 de Setembro 2015 NOVO SISTEMA E GARANTIAS NO BRASIL Lei 9.514/1997 Propriedade fiduciária Garantia dos financiamentos

Leia mais

Guia de Compra Segura

Guia de Compra Segura Guia de Compra Segura de Apartamentos na planta A compra de um apartamento gera muita dúvida aos consumidores, pensando nisso criamos esse Guia que vai ajudá-lo a entender um pouco do universo do mercado

Leia mais

Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium. Séries Uniformes de Pagamento

Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium. Séries Uniformes de Pagamento Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Disciplina: Matemática Financeira I Prof.: Marcos José Ardenghi Séries Uniformes de Pagamento As séries uniformes de pagamentos, anuidades ou rendas são

Leia mais

INFORMAÇÕES BÁSICAS SOBRE CRÉDITO. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil

INFORMAÇÕES BÁSICAS SOBRE CRÉDITO. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil INFORMAÇÕES BÁSICAS SOBRE CRÉDITO Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários

Leia mais

www.concurseiro10.com.br

www.concurseiro10.com.br 1) Um capital de R$ 18.000,00, aplicados a 6% ao ano, durante 8 anos, qual o juros produzido? a) 7.640,00 b) 6.460,00 c) 8.640,00 d) 9.000,00 2) Um investidor aplicou R$10.000,00, à taxa de 13% ao mês

Leia mais

OPERAÇÕES FINANCEIRAS DE CURTO PRAZO - PARTE I

OPERAÇÕES FINANCEIRAS DE CURTO PRAZO - PARTE I OPERAÇÕES FINANCEIRAS DE CURTO PRAZO - PARTE I O QUE SÃO OPERAÇÕES PRÉ E PÓS FIXADAS? OS PRINCIPAIS INDEXADORES E SUAS CARACTERÍSTICAS ASPECTOS TRIBUTÁRIOS PRINCIPAIS OPERAÇÕES DE CURTO PRAZO Autores:

Leia mais

Produtos Bancários CAIXA

Produtos Bancários CAIXA Produtos Bancários CAIXA Item 1- Programa Minha Casa Minha Vida Programa do Governo Federal, lançado em abril de 2009. Gerido pelo Ministério das Cidades e operacionalizado pela CAIXA. Produtos Bancários

Leia mais

Seminário Crédito Imobiliário Visão do regulador e o mercado externo Banco Central do Brasil (BCB)

Seminário Crédito Imobiliário Visão do regulador e o mercado externo Banco Central do Brasil (BCB) Seminário Crédito Imobiliário Visão do regulador e o mercado externo Banco Central do Brasil (BCB) São Paulo, 20 de março de 2014 Agenda 1. Panorama do Segmento 2. Particularidades do Mercado Brasileiro

Leia mais

Linhas de Crédito. Capital de Giro

Linhas de Crédito. Capital de Giro Linhas de Crédito Capital de Giro Apresentação FIESP Jul/2015 Operações mais utilizadas NOME CONTA GARANTIDA CAIXA CH.EMPRESA CAIXA CREDITO ESPECIAL EMPRESA - PRE/PRICE - GARANTIA FGO GIROCAIXA RECURSOS

Leia mais

O Sistema de Financiamento Habitacional no Brasil: Potencial para atender o déficit e a demanda

O Sistema de Financiamento Habitacional no Brasil: Potencial para atender o déficit e a demanda O Sistema de Financiamento Habitacional no Brasil: Potencial para atender o déficit e a demanda Claudia Magalhães Eloy Rio de Janeiro, setembro de 2015 IUHF, UNIAPRAVI Financiamento Habitacional no Brasil

Leia mais

TABELA DE VENDAS - SETEMBRO 2014

TABELA DE VENDAS - SETEMBRO 2014 TABELA DE VENDAS - SETEMBRO 2014 REALIZAÇÃO INTERMEDIAÇÃO CENTRAL DE ATENDIMENTO DA ABYARA BROKERS INTERMEDIAÇÃO IMOBILIÁRIO: Av. República do Líbano, 1.110 - Ibirapuera - CEP 04501-000 Tel.: 3888-9200

Leia mais

Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL. Outubro de 2010

Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL. Outubro de 2010 Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL Outubro de 2010 Aviso Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos, mas refletem as metas e as expectativas

Leia mais

Cartilha de Empréstimo 1

Cartilha de Empréstimo 1 Cartilha de Empréstimo 1 Empréstimo Economus: Como é? Quem tem direito? Que tipo de empréstimos o Economus oferece? O Economus oferece apenas a modalidade de empréstimo pessoal. Quem poderá solicitar empréstimos?

Leia mais

Filipe F. Pontual Diretor Executivo - ABECIP

Filipe F. Pontual Diretor Executivo - ABECIP Filipe F. Pontual Diretor Executivo - ABECIP Fortaleza CE, Brasil 4 de outubro de 2013 Pauta Descolamento recente: Renda X Preço dos Imóveis Uma Breve História o Pré estabilização o Pós estabilização Crédito

Leia mais

Cartilha Crédito Imobiliário Pessoa Física

Cartilha Crédito Imobiliário Pessoa Física 1 Objetivo Ao iniciar a leitura desta cartilha, você, cliente do Bradesco, está dando um grande passo para tornar realidade o sonho da casa própria. Para que tudo ocorra de maneira tranqüila e dentro de

Leia mais

TARIFAS BANCÁRIAS VOCÊ VALORIZA CADA CENTAVO DO SEU DINHEIRO. E A CAIXA TAMBÉM.

TARIFAS BANCÁRIAS VOCÊ VALORIZA CADA CENTAVO DO SEU DINHEIRO. E A CAIXA TAMBÉM. TARIFAS BANCÁRIAS VOCÊ VALORIZA CADA CENTAVO DO SEU DINHEIRO. E A CAIXA TAMBÉM. Por norma do Conselho Monetário Nacional (CMN), foram padronizados os Serviços Prioritários e os serviços isentos para Pessoa

Leia mais

O papel da CAIXA na viabilização dos Programas Habitacionais

O papel da CAIXA na viabilização dos Programas Habitacionais O papel da CAIXA na viabilização dos Programas Habitacionais AGENDA I NÚMEROS CAIXA III PROGRAMAS DE HABITAÇÃO SOCIAL III.I PMCMV, Operações Coletivas, Crédito Solidário, PAR Valores Contratados 2003 A

Leia mais

COMO CRIAR UM PLANO DE AMORTIZAÇÃO

COMO CRIAR UM PLANO DE AMORTIZAÇÃO COMO CRIAR UM PLANO DE AMORTIZAÇÃO! Sistemas de amortização de empréstimos! Sistema Price! SAC! Fórmulas do Excel! Planilha fornecida Autores: Francisco Cavalcante(cavalcante@netpoint.com.br) Administrador

Leia mais