FÁBRICA DE VASSOURAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FÁBRICA DE VASSOURAS"

Transcrição

1 FÁBRICA DE VASSOURAS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: secundário Ramo de Atividade: indústria Tipo de Negócio: fabricação de vassouras Produtos Ofertados/Produzidos: vassouras e rodos Investimento inicial: R$ 35 mil Área: 150 m² APRESENTAÇÃO Ela é milenar, em lendas e contos infantis serve de meio de transporte para bruxas. Também já foi símbolo de candidato a presidente na década de 50, e, apesar de todo o avanço tecnológico, ainda é objeto indispensável na limpeza de ambientes. Por ser insubstituível, a vassoura, utensílio presente tanto em ambientes sofisticados quanto nos populares, pode representar um bom potencial de negócio. A fabricação de vassouras é uma atividade simples e que pode render um bom lucro desde que o próprio empreendedor se dedique à produção, fazendo um pequeno investimento em equipamentos e maquinários, além da matéria-prima. MERCADO Por se tratar de produto de higiene e limpeza, o consumo é grande, atingindo praticamente todas as classes sociais. Apesar disso, é um mercado bastante competitivo, pois é um empreendimento de fácil implantação, que não requer investimentos altos. Nesse setor, não existe tradição de marcas ou monopólios de pontos de vendas. Porém, é grande o número de fabricantes, gerando forte concorrência no setor. Muitos deles, inclusive, são informais e que, por não recolherem impostos ou encargos, fornecem seus produtos a preços bem mais baixos que o mercado. Uma fábrica em início de atividade tem como clientes os pequenos mercados, mercearias e lojas especializadas em produtos de limpeza. Já num estágio mais avançado, com produção em grande escala, os clientes passam a ser os supermercados e hipermercados. Também são clientes potenciais: hospitais, clubes, hotéis, prefeituras, restaurantes e lanchonetes, entre outros. Nesse negócio, a aquisição de maquinário e matéria-prima, geralmente é feita em um mesmo estabelecimento. Atualmente, é possível encontrar fornecedores, com distribuição para todo o Brasil, que se encarregam de vender o "kit" completo para quem vai começar um negócio, ou seja, todo o equipamento e estoque inicial de matéria-prima.

2 Praticamente todos os fornecedores entregam a mercadoria no local e em curto espaço de tempo. O prazo de pagamento geralmente é de 30 dias. E atenção: o principal risco nesse ramo de negócio está relacionado às falhas no sistema de comercialização e cobrança. Contratar um representante comercial que já atue no segmento criará condições para que esse risco seja minimizado. Deve-se também verificar a idoneidade dos clientes. LOCALIZAÇÃO A indústria deverá ser implantada é um local de fácil acesso, de preferência próximo a fornecedores da matéria-prima. Lembre-se, porém, de que as atividades econômicas da maioria das cidades são regulamentadas em conformidade com um Plano Diretor Urbano (PDU). É essa Lei que determina o tipo de atividade que pode funcionar no imóvel escolhido por você. Esse deve ser seu primeiro passo para avaliar a implantação de sua empresa. Na Prefeitura de Vitória esse documento é fornecido a partir de consulta no site ESTRUTURA A estrutura básica deve contar com uma área mínima de 150 m², que abrigará um galpão industrial, escritório, vestiários e sanitários. EQUIPAMENTOS Os equipamentos básicos são: - Máquinas de encher - Máquinas de cortar e aparar - Banco de madeira - Mesa de apoio - Prateleiras - Utensílios gerais de trabalho (faca, estilete, espátula, lixas, etc.) - Móveis e utensílios de escritório (computadores, mesas, cadeiras, dentre outros) INVESTIMENTO Irá variar de acordo com a estrutura do empreendimento, ficando em torno de R$ 35 mil. Investindo em informatização Toda compra de equipamento deve ser planejada e analisada de acordo com a necessidade de uso dentro da empresa. Tomar a decisão certa é imprescindível para o bom andamento de seus negócios.

3 Sugere-se contar com computadores e impressoras para facilitar trocas de informações com clientes, bem como o gestão do negócio, através da aquisição de software de gerenciamento. Para ajudar a diminuir esta incerteza, seguem algumas considerações a serem seguidas no momento da compra: Tenha sempre em mente a sua real necessidade de uso, estabeleça detalhadamente as características deles, e os benefícios que os equipamentos deverão lhe dar. Procure no mínimo 03 fornecedores e faça comparações, levando em consideração o custo/benefício de cada um deles. Nunca se esqueça de solicitar informações sobre os serviços de assistência técnica e, principalmente da garantia. Fonte: site Sebrae/SP PESSOAL Nesse negócio, são necessários pelos menos quatro empregados, atuando nas seguintes funções: prensista, ajudante, operador de máquina e secretária. Praticamente todos os fabricantes de equipamentos fornecem curso de treinamento para operação da máquina, na fabricação de escovas e vassouras. PROCESSOS PRODUTIVOS As vassouras mais procuradas são as de náilon e de piaçava, mas a quantidade a ser fabricada de um ou outro modelo deve ser definida conforme a procura. Para que o produto tenha preço competitivo, é fundamental saber comprar matéria-prima de qualidade e evitar desperdício. Se fizer contato com bons fornecedores antes de abrir o negócio, o empresário não precisará manter grandes estoques de material ou de vassouras prontas, o que reduz o risco de prejuízo. O ideal é planejar a produção conforme as encomendas. Para aproveitar os equipamentos e a mão-de-obra, fabricar rodos é uma opção. A fabricação de vassouras segue, basicamente, os seguintes passos: 1. Seleção das matérias-primas: corte, limpeza e preparação da piaçava. No caso de vassouras de nylon, essa etapa é desnecessária pois os monofilamentos de nylon já vêm da fábrica na medida exata para a produção de uma vassoura tamanho padrão. 2. Preparação da base da vassoura: corte da cunha e do taco de madeira seguido de sua fixação numa capa feita de folha-de-flandres ou plástico, peça que vai formar a base da vassoura. 3. Prensagem: etapa em que a matéria-prima (piaçava ou nylon) é colocada dentro da base, prensada e pregada.

4 4. Aparo e penteação: operação de cortar e pentear as cerdas da vassoura semipronta de maneira a deixá-la uniforme. 5. Colocação de cabos: estágio em que o cabo da vassoura ou do rodo é pregado na peça já montada. 6. Enfeixamento e estocagem: formação de maços de vassouras encabadas e prontas para a venda, para facilitar sua estocagem e transporte. É recomendável que a distribuição dos produtos seja feita por representantes comissionados pois, dessa maneira, consegue-se obter maior abrangência de pontos de venda. Há ligeira sazonalidade na demanda, que apresenta queda de aproximadamente 10% no inverno enquanto que, no início do verão, registra-se elevação em torno de 20%. Investir em qualidade, estabelecer uma política de vendas dinâmica e praticar preços competitivos, são fatores fundamentais para quem deseja disputar um espaço nesse mercado e ter boas chances de sucesso. Sugere-se, por fim, que o futuro empresário faça visitas a empresas do ramo a fim de se informar sobre os mecanismos de fabricação. DIVULGAÇÃO Seja para quem já tem experiência, seja para quem está chegando agora ao setor, as melhores chances estão mesmo reservadas para quem cuida com carinho da gestão e do marketing do negócio. E uma das maneiras mais eficazes de se chegar ao cliente é via mala-direta, visita ao cliente ou distribuição de folhetos em pequenos estabelecimentos comerciais, além de anúncios em jornal do bairro. DIVERSIFICAÇÃO O empreendedor que está iniciando sua fábrica deverá comercializar outros produtos tais como vassouras de piaçava e pêlo, escovas, pás de lixo, lava-tinas e buchas para limpeza para completar o rol de produtos de uma mesma linha; estes serão, a princípio, comprados de outros fabricantes, sem a necessidade de diversificação de maquinário ou ampliação da área utilizada. Esses produtos funcionam como um serviço extra ao cliente, que não precisará buscar inúmeros fornecedores, podendo assim, concentrar suas compras. NOTÍCIAS Tatiana Alarcon. Agência Sebrae de Notícias, 05/10/2005.

5 Deficiente visual vence barreiras e torna-se empresário de sucesso Capacitação empresarial e gerencial impulsiona empresário a abrir sua própria fábrica de vassouras, no município de Americana, interior paulista Uma história de emocionar. Cego desde os 20 anos e com problemas de audição, Carlos Alberto Almeida superou as barreiras do preconceito e surpreendeu ao alcançar o sucesso num País de muitos talentos empreendedores e poucas oportunidades. Hoje, aos 31 anos, é empresário e administra uma equipe de seis pessoas, que o ajuda a fabricar e a comercializar vassouras na cidade de Americana, em São Paulo. Nascido em Umuarama, interior do Paraná, Carlos Alberto chegou a São Paulo com toda a família ainda pequeno, no fim da década de 70. Mudou-se com os pais e tios que, à procura de emprego, acreditavam nas possibilidades que a cidade oferecia como uma oportunidade de melhoria de vida. Era o começo de uma história que se transformaria em um exemplo de perseverança e sucesso. Aos oito anos, Carlos Alberto ficou cego de um olho por conta de uma doença hereditária. Aos poucos, a doença foi se manifestando até que, com 20 anos, ele parou de enxergar. Mas isso não foi motivo para que Carlos Alberto desistisse, pelo contrário, juntou forças e se empenhou na sua reabilitação. A idéia de montar uma empresa própria surgiu quando Carlos Alberto participava de debate com um grupo de psicologia do Instituto do Cego Trabalhador, que discutia dificuldades e oportunidades de emprego para portadores de deficiência visual. Decidido a abrir um negócio, convidou o irmão e mais um sócio para tocar uma fábrica de vassouras. Assim, em 1998, com apenas uma máquina e poucos recursos financeiros, nascia a Varrelar. No mesmo ano, casou-se com Eliana Kimoto de Almeida, instrutora para deficientes visuais, que o ensinaria a ler em Braille. Com o tempo, foi sentindo a necessidade de qualificação, preparo e entendimento de mercado. Procurou o Sebrae para participar de um curso sobre noções de gerenciamento empresarial, em que aprendeu a organizar e a planejar o uso dos recursos financeiros e humanos da empresa. Com uma linha de financiamento conseguida na Caixa, Carlos Alberto comprou mais máquinas e equipamentos e passou a revender, também, produtos de limpeza para prefeituras, escolas e hospitais. Dos seis funcionários da Varrelar, dois são portadores de deficiência. A empresa produz mais de 300 tipos de produtos, entre rodos, escovas, vassouras e materiais de limpeza em geral. A produção média de vassouras domésticas é de 15,6 mil por mês e o número de clientes ultrapassa a marca dos 500, dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Pensando sempre além, o empresário alugou um novo espaço para administrar a

6 fábrica com a ajuda dos sócios e de seus funcionários. A idéia é investir na empresa de todas as maneiras, com a compra de novos equipamentos, fazendo a equipe crescer, buscando atender os clientes da melhor forma possível, disse. CURSOS E TREINAMENTOS Os cursos de empreendedorismo dão base para estruturar o seu plano de negócios, planejar a empresa e desenvolver características próprias e indispensáveis a empreendedores. Iniciando um Pequeno Grande Negócio Carga horária: 30h Empretec Carga horária: 72h SEBRAE/ES Av. Jerônimo Monteiro, 935 Ed. Sebrae Centro Vitória/ES CEP: Tel.: Administração Básica para Pequenas Empresas Carga horária: 20h O Administração Básica para Pequenas Empresas tem o objetivo de levar aos empresários informações sobre as principais áreas da administração de uma pequena empresa. É um instrumento para que os obstáculos encontrados sejam superados com maior facilidade ampliando, consequentemente, o horizonte de conhecimentos necessários nessa função. SEBRAE/ES Av. Jerônimo Monteiro, 935 Ed. Sebrae Centro Vitória/ES CEP: Tel.: EVENTOS HIGIEXPO Feira de Produtos e Serviços para Higiene, Limpeza e Conservação Ambiental Período: 24 a 26 de Agosto de 2005 ITM Expo Av. Eng. Roberto Zuccoloto, 555 -Vila Leopoldina LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA Recomenda-se fazer uma consulta ao PROCON para adequar seus produtos às especificações do Código de Defesa do Consumidor (Lei nº /90).

7 É interessante, também, fazer uma consulta à CARTILHA DO FORNECEDOR CAPIXABA, que se encontra disponível na Biblioteca do SEBRAE/ES. Esta atividade exige o conhecimento de algumas leis: LEI Nº 5991/73. Dispõe sobre o controle sanitário do comércio de produtos de limpeza e higiene. LEI Nº 6360/76. Dispõe sobre a vigilância a que ficam sujeitos os produtos de limpeza e higiene. DECRETO Nº 793/93 altera os decretos nº /74 e nº /77, que regulamentavam as respectivas leis, e da outras providências. REGISTRO ESPECIAL Para registrar sua empresa você precisa de um contador. Profissional legalmente habilitado para elaborar os atos constitutivos da empresa, auxiliá-lo na escolha da forma jurídica mais adequada para o seu projeto e preencher os formulários exigidos pelos órgãos públicos de inscrição de pessoas jurídicas. Além disso, ele é conhecedor da legislação tributária à qual está subordinada a nossa produção e comercialização. Mas, na hora de escolher tal prestador de serviço, deve-se dar preferência a profissionais qualificados, que tenha boa reputação no mercado e melhor que seja indicado por alguém que já tenha estabelecido com ele uma relação de trabalho. Para legalizar a empresa é necessário procurar os órgãos responsáveis para as devidas inscrições: - Registro na Junta Comercial; - Registro na Secretaria da Fazenda; - Registro na Prefeitura do Município; - Registro no INSS; - Registro no Sindicato Patronal (empresa ficará obrigada a recolher por ocasião da constituição e até o dia 31 de janeiro de cada ano, a Contribuição Sindical Patronal); - Registro na Prefeitura para obter o alvará de funcionamento; - Cadastramento junto à Caixa Econômica Federal no sistema Conectividade Social - INSS ; - Você deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar a sua fábrica para fazer a consulta de local e efetuar a inscrição municipal para obter o alvará de funcionamento. ENTIDADES JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Av. Nossa Senhora da Penha, Praia do Canto - Vitória/ES. CEP: Tel.: (27) Site do Estado do Rio de Janeiro. PREFEITURA DE VITÓRIA SEMUS - Sec. Municipal de Saúde Vigilância Sanitária do Município de Vitória.

8 Av. Mal. Mascarenhas de Moraes, 1185 Forte São João Vitória/ES. CEP Tel.: (27) / / SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DO ESPÍRITO SANTO Rua Duque de Caxias, no Centro Vitória/ES. CEP Tels.: (27) FAX: (27) PREFEITURA DE VITÓRIA SEMUS - Sec. Municipal de Saúde Vigilância Sanitária do Município de Vitória. Av. Mal. Mascarenhas de Moraes, 1185 Forte São João Vitória/ES CEP Tel.: (27) / / ABIPLA Associação Brasileira da Indústria de Produtos de Limpeza e Afins Avenida Brigadeiro Faria Lima, o.Andar - Conjunto 111 São Paulo/SP CEP Tel: (11) / Fax: (11) SIMVEP - Sindicato de Indústria de Móveis de Junco, Vime, Vassouras, Escovas e Pincel do Estado de São Paulo Av. Paulista, º and - sl Cerq. César - São Paulo/SP. CEP: Tel.: (11) FORNECEDORES E FABRICANTES ÂNFORA Rua Tavannes, Lauzane Paulista- São Paulo - SP CEP: Tel.: (11) J. PILTZ & CIA. LTDA Av. Nações Unidas, ºandar CEP: Tel.: (11) Fax: (11) Site:

9 BIBLIOGRAFIA Fábrica de vassouras. Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios, São Paulo, nº 99, p , Abril.97. SEBRAE/SP. Fábrica de Vassouras e Rodos (Perfil de Oportunidades e Negócios). São Paulo, p. Fábrica de vassouras. Guia Empreendedor-Pequenas Empresas Grandes Negócios, São Paulo, V.5, nº 7, p , Jun/95. Pequenas Empresas Grandes Negócios, Fábrica de Vassouras. Dez/93. SEBRAE/CE. Vassouras de Piaçava e Rodos. Fortaleza:Sebrae/CE, p. Ana Paula Quintela. Piaçava para vassouras vira item da pauta de exportação. Diário do Comércio & Indústria, 22/09/2003. ÁREA RESPONSÁVEL E DATA DA ATUALIZAÇÃO UCE Unidade de Capacitação Empresarial - SEBRAE/ES Data de atualização: Maio de 2006.

AGÊNCIA VIRTUAL DE EMPREGOS

AGÊNCIA VIRTUAL DE EMPREGOS Página 1 de 10 AGÊNCIA VIRTUAL DE EMPREGOS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviços Tipo de Negócio: agência de emprego Produtos Ofertados/Produzidos: serviço de agenciamento

Leia mais

LOJA DE TINTA FICHA TÉCNICA APRESENTAÇÃO MERCADO

LOJA DE TINTA FICHA TÉCNICA APRESENTAÇÃO MERCADO LOJA DE TINTA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio Tipo de Negócio: loja de tinta Produtos Ofertados/Produzidos: tintas empregadas na construção civil Investimento inicial:

Leia mais

CLÍNICA VETERINÁRIA FICHA TÉCNICA

CLÍNICA VETERINÁRIA FICHA TÉCNICA 1 CLÍNICA VETERINÁRIA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço e comércio Tipo de Negócio: clinica veterinária Produtos Ofertados/Produzidos: serviços de saúde de animais Investimento

Leia mais

ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO 1 ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: escola de ensino fundamental e médio Produtos Ofertados/Produzidos: formação

Leia mais

LOJA DE LIVROS E ARTIGOS RELIGIOSOS

LOJA DE LIVROS E ARTIGOS RELIGIOSOS LOJA DE LIVROS E ARTIGOS RELIGIOSOS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: Terciário. Ramo de Atividade: Livros e Artigos Religiosos. Tipo de Negócio: Comércio de Livros e Artigos Religiosos. APRESENTAÇÃO Diante

Leia mais

Página 1 de 11 CRECHE

Página 1 de 11 CRECHE Página 1 de 11 CRECHE FICHA TÉCNICA Setor da Economia : terciário Ramo de Atividade : serviço Tipo de Negócio : Educação Infantil Produtos Ofertados/Produzidos : Serviços de Educação Infantil para crianças

Leia mais

5 Plano Financeiro. Investimento total. investimentos fixos; capital de giro; investimentos pré-operacionais. 5.1 Estimativa dos investimentos fixos

5 Plano Financeiro. Investimento total. investimentos fixos; capital de giro; investimentos pré-operacionais. 5.1 Estimativa dos investimentos fixos 5 Plano Financeiro Investimento total Nessa etapa, você irá determinar o total de recursos a ser investido para que a empresa comece a funcionar. O investimento total é formado pelos: investimentos fixos;

Leia mais

www.es.sebrae.com.br

www.es.sebrae.com.br Página 1 de 9 LOJA DE PRODUTOS PARA LIMPEZA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio Tipo de Negócio: loja de produtos para limpeza Produtos Ofertados/Produzidos: produtos

Leia mais

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Itajubá/MG Fevereiro de 2012 Plano Anual de 2 de 11 Revisão 01 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1 OBJETIVO GERAL... 4 2

Leia mais

meses e de ganhos financeiros muito maiores do que quando se é empregado é um erro comum. Além disso, a idéia de não ter chefe é extremamente

meses e de ganhos financeiros muito maiores do que quando se é empregado é um erro comum. Além disso, a idéia de não ter chefe é extremamente DICAS PARA ABRIR UM ESCRITÓRIO CONTÁBIL Começar um empreendimento requer coragem. Estar preparado para esse momento é fundamental, pois não vale, em hipótese alguma, aplicar o seu dinheiro no desconhecido.

Leia mais

Table of Contents. Sobre o material. Geo Studio. Apresentação. Mercado de Rastreadores. Mercado de Rastreadores. Equipamentos. Estrutura.

Table of Contents. Sobre o material. Geo Studio. Apresentação. Mercado de Rastreadores. Mercado de Rastreadores. Equipamentos. Estrutura. Table of Contents Sobre o material Geo Studio Apresentação Mercado de Rastreadores Mercado de Rastreadores Equipamentos Estrutura Estrutrua Localização Pessoal Mercadoria Produtividade da Empresa Automação

Leia mais

Para ser Franqueado. É essencial:

Para ser Franqueado. É essencial: Para ser Franqueado É essencial: Estar em busca de sucesso empresarial; Ter disposição pessoal para estudar, ensinar e trabalhar para manter um negócio seguro e rentável; Possuir espírito empreendedor;

Leia mais

FACÇÃO TECIDO PLANO. 1 - Introdução. 2- Mercado

FACÇÃO TECIDO PLANO. 1 - Introdução. 2- Mercado FACÇÃO TECIDO PLANO 1 - Introdução Nesta apresentação o empreendedor encontra indicações dos conhecimentos que aumentam e melhoram suas chances de sucesso, desde a identificação da oportunidade, riscos

Leia mais

VENDAS DIRETAS Fortaleza - CE 2013

VENDAS DIRETAS Fortaleza - CE 2013 VENDAS DIRETAS Fortaleza - CE 2013 2013. Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Ceará - SEBRAE/CE. Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação, no todo

Leia mais

Agência de Propaganda

Agência de Propaganda Agência de Propaganda RIO DE JANEIRO, 2010 APRESENTAÇÃO O SEBRAE/RJ Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Estado do Rio de Janeiro apóia o desenvolvimento da atividade empresarial de pequeno

Leia mais

GRATUITA. consultoria.

GRATUITA. consultoria. Sua empresa cresceu? Você está sem tempo para planejar o futuro do seu negócio? Sente dificuldades em delegar tarefas? Não encontra ninguém para trocar experiências semelhantes? Está na hora de conhecer

Leia mais

COMPONENTES DA ESTRUTURA DO PLANO DE NEGÓCIO

COMPONENTES DA ESTRUTURA DO PLANO DE NEGÓCIO COMPONENTES DA ESTRUTURA DO PLANO DE NEGÓCIO No Modelo de Plano de Negócio, disponível no seu ambiente do Concurso você terá um passo a passo para elaborar o seu Plano, bem como todo o conteúdo necessário

Leia mais

Plano de Negócio (Projeto de Viabilidade Econômica) Loja de Roupas Femininas na cidade de Marialva

Plano de Negócio (Projeto de Viabilidade Econômica) Loja de Roupas Femininas na cidade de Marialva Plano de Negócio (Projeto de Viabilidade Econômica) Loja de Roupas Femininas na cidade de Marialva Caracterização do Empreendimento Trata o presente de análise de viabilidade de mercado e de viabilidade

Leia mais

GUIA DE BENEFÍCIOS ASSOCIADOS ABTG

GUIA DE BENEFÍCIOS ASSOCIADOS ABTG GUIA DE BENEFÍCIOS ASSOCIADOS ABTG w w w. ab t g. o r g. b r Você está recebendo o guia de benefícios e serviços oferecidos aos associados ABTG. Se a sua empresa já é associada aproveite e utilize o maior

Leia mais

O desafio de gerenciar o fluxo de caixa. Gilvânia Banker

O desafio de gerenciar o fluxo de caixa. Gilvânia Banker Gilvânia Banker Manter as contas em dia é um grande desafio para quase todos os empreendedores. O fluxo de caixa de uma empresa, de acordo com o consultor contábil Charles Tessmann, é praticamente o coração

Leia mais

INCUBADORA DE EMPRESAS I-DEIA EDITAL 01/2011 PROCEDIMENTOS PARA O PROCESSO SELETIVO

INCUBADORA DE EMPRESAS I-DEIA EDITAL 01/2011 PROCEDIMENTOS PARA O PROCESSO SELETIVO INCUBADORA DE EMPRESAS I-DEIA EDITAL 01/2011 PROCEDIMENTOS PARA O PROCESSO SELETIVO FEVEREIRO DE 2011 Telefones: (66) 3422 2461 / 6710 1 1. Apresentação da Incubadora de Empresas I-deia A Incubadora I-deia

Leia mais

LOJA DE FRIOS E LATICÍNIOS

LOJA DE FRIOS E LATICÍNIOS LOJA DE FRIOS E LATICÍNIOS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio Tipo de Negócio: loja de frios e laticínios Investimento inicial: 30mil reais Área: 40m² APRESENTAÇÃO A

Leia mais

Empresas que atuavam fora do Brasil, começam a olhar para o nosso mercado e investem na busca de crescer a sua base de clientes, tais como:

Empresas que atuavam fora do Brasil, começam a olhar para o nosso mercado e investem na busca de crescer a sua base de clientes, tais como: TENDÊNCIAS 1. Globalização Empresas que atuavam fora do Brasil, começam a olhar para o nosso mercado e investem na busca de crescer a sua base de clientes, tais como: Grupo Casino Carrefour Wal-Mart C&A

Leia mais

Guia de Abertura de um Hotel em Pernambuco (Brasil) Zeta Advisors

Guia de Abertura de um Hotel em Pernambuco (Brasil) Zeta Advisors Guia de Abertura de um Hotel em Pernambuco (Brasil) Zeta Advisors 1 The way to get started is to quit talking and begin doing. Walt Disney Company ÍNDICE 1. Introdução... 3 2. Licenciamento e Legislação...

Leia mais

Conheça a nova maneira de vender para o Governo do Pará

Conheça a nova maneira de vender para o Governo do Pará Conheça a nova maneira de vender para o Governo do Pará 1. APRESENTAÇÃO 2. O QUE É O SISTEMA DE COTAÇÃO ELETRÔNICA 3. QUE BENS E SERVIÇOS SERÃO TRANSACIONADOS NO SISTEMA 4. QUEM PODE VENDER OU CONTRATAR

Leia mais

Elaboração de Plano de Negócio Leandro Lind 04.Jun.2013. Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais!

Elaboração de Plano de Negócio Leandro Lind 04.Jun.2013. Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais! Elaboração de Plano de Negócio Leandro Lind 04.Jun.2013 Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais! O que é importante para você? O que é importante para você? Saúde! O que

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIO. EMPRESA (inserir logo) SET/14

PLANO DE NEGÓCIO. EMPRESA (inserir logo) SET/14 PLANO DE NEGÓCIO EMPRESA (inserir logo) SET/14 Índice 1 INTRODUÇÃO-Sumário Executivo 04 1.1 Identificação da Empresa 04 1.1.1 Histórico da empresa 04 1.1.2 Definição do modelo de negócio 05 1.1.3 Constituição

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso:

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso: PLANO DE NEGÓCIOS Causas de Fracasso: Falta de experiência profissional Falta de competência gerencial Desconhecimento do mercado Falta de qualidade dos produtos/serviços Localização errada Dificuldades

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO SÓCIO ECONÔMICO FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS ANA RUTH MESQUITA DOS SANTOS - 05010004901

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO SÓCIO ECONÔMICO FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS ANA RUTH MESQUITA DOS SANTOS - 05010004901 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO SÓCIO ECONÔMICO FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS ANA RUTH MESQUITA DOS SANTOS - 05010004901 SIDNEY SOARES DE LIMA 05010004401 TURMA: 01030 TURNO: NOITE PLANO DE NEGÓCIOS

Leia mais

Página 1 de 14 LIVRARIA

Página 1 de 14 LIVRARIA Página 1 de 14 LIVRARIA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio de livros ou livraria Tipo de Negócio: comércio varejista de livros, revistas, periódicos, CD-ROMS, vídeos

Leia mais

Universidade Estadual de Goiás. Trabalho da matéria de Núcleo Interdisciplinar de Estudos Independentes

Universidade Estadual de Goiás. Trabalho da matéria de Núcleo Interdisciplinar de Estudos Independentes Universidade Estadual de Goiás Ciências Contábeis 2º ano Trabalho da matéria de Núcleo Interdisciplinar de Estudos Independentes ALUNO: Vinicius Oliveira de Siqueira Trabalho apresentado para avaliação

Leia mais

Como abrir. uma Empresa? Passo-a-passo para tirar as ideias do papel

Como abrir. uma Empresa? Passo-a-passo para tirar as ideias do papel Como abrir uma Empresa? Passo-a-passo para tirar as ideias do papel índice 03 Introdução 05 07 Capítulo 1 Características do empreendedor de sucesso Capítulo 2 Planejamento eficiente 10 Capítulo 3 Como

Leia mais

REPRESENTAÇÃO COMERCIAL

REPRESENTAÇÃO COMERCIAL Página 1 de 10 REPRESENTAÇÃO COMERCIAL FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: representação comercial Produtos Ofertados/Produzidos: intermediação de negócios

Leia mais

www.es.sebrae.com.br

www.es.sebrae.com.br Página 1 de 10 MARCENARIA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: primário Ramo de Atividade: indústria Tipo de Negócio: marcenaria Produtos Ofertados/Produzidos: produção de móveis sobmedida - armários, cozinhas,

Leia mais

ASPECTOS JURÍDICOS ESSENCIAIS PARA LOJAS VIRTUAIS

ASPECTOS JURÍDICOS ESSENCIAIS PARA LOJAS VIRTUAIS ASPECTOS JURÍDICOS ESSENCIAIS PARA LOJAS VIRTUAIS Introdução Defina o tipo de empresa Capítulo 1 Registre a sua marca e o seu domínio Capítulo 2 Prepare-se para os impostos Capítulo 3 O direito do e-consumidor

Leia mais

Banco Mundial. Capacitação em Gestão de Convênios e Projetos

Banco Mundial. Capacitação em Gestão de Convênios e Projetos Banco Mundial Capacitação em Gestão de Convênios e Projetos Versão: Agosto/2011 O QUE É O PROGRAMA PRODUZIR? O PRODUZIR é um programa do Governo do Estado da Bahia, coordenado pela CAR - Companhia de Desenvolvimento

Leia mais

3. Como acionar o serviço de ambulância em São Mateus? Ligue para 192.

3. Como acionar o serviço de ambulância em São Mateus? Ligue para 192. 1. Abandonei os estudos e gostaria de retomá-los para concluir o ensino fundamental. Como faço? Dirija-se a Superintendência Regional de Educação; ou até mesmo a uma Escola do município. 2. Como acionar

Leia mais

Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor - Procon-SP

Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor - Procon-SP Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor - Procon-SP É permitida a reprodução total ou parcial, desde que citada a fonte. Projeto Gráfico, Capa e Ilustrações Carlos Alberto Damiano São Paulo junho/2014

Leia mais

ELEMENTOS DO PLANO DE NEGÓCIOS

ELEMENTOS DO PLANO DE NEGÓCIOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ - CAMPUS DE PARNAÍBA CURSO: Técnico em Informática DISCIPLINA: Empreendedorismo PROFESSORA: CAROLINE PINTO GUEDES FERREIRA ELEMENTOS DO PLANO

Leia mais

Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015

Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015 Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015 1 Feira do Empreendedor 2015 O sucesso é grande. Há pessoas que demostram o interesse em adquirir até 10 máquinas de uma só vez. Alexandre Ronconi, diretor da Hot

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TÉCNICA EM REGISTROS E PRODUÇÃO DAS INFORMAÇÕES EM SAÚDE

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TÉCNICA EM REGISTROS E PRODUÇÃO DAS INFORMAÇÕES EM SAÚDE Laboratório de Educação Profissional em Informações e Registros em Saúde LIRES CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TÉCNICA EM REGISTROS E PRODUÇÃO DAS INFORMAÇÕES EM SAÚDE Nome da Unidade: Escola Politécnica de Saúde

Leia mais

ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE NEGÓCIOS PARA UMA EMPRESA DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS 1

ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE NEGÓCIOS PARA UMA EMPRESA DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS 1 ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE NEGÓCIOS PARA UMA EMPRESA DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS 1 Jéssica Schreiber Boniati 2, Eusélia Pavéglio Vieira 3. 1 Trabalho de conclusão de curso apresentado ao curso

Leia mais

OFICINA DE SILK - SCREEN - ESTAMPARIA

OFICINA DE SILK - SCREEN - ESTAMPARIA Página 1 de 9 OFICINA DE SILK - SCREEN - ESTAMPARIA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio e serviço Tipo de Negócio: oficina de silk-screen Produtos Ofertados/Produzidos:

Leia mais

1.3 Itens Financiáveis Capital de giro, compra de mercadorias e/ou matérias-primas e insumos para produção.

1.3 Itens Financiáveis Capital de giro, compra de mercadorias e/ou matérias-primas e insumos para produção. PROGRAMA GAÚCHO DE MICROCRÉDITO O governo do Estado do Rio Grande do Sul em conjunto com o Banrisul, e suas Secretarias de Estado, está instituindo o Programa Gaúcho de Microcrédito, conforme o Decreto

Leia mais

www.es.sebrae.com.br

www.es.sebrae.com.br Página 1 de 9 LOJA DE ARTIGOS DE ANIMAÇÃO DE FESTAS E EVENTOS FICHA TÉCNICA Setor da economia: terciário Ramo de atividade: comércio de artigos de animação de festas. Produtos ofertados: anéis, pulseiras,

Leia mais

Empreendedorismo de Negócios com Informática

Empreendedorismo de Negócios com Informática Empreendedorismo de Negócios com Informática Aula 6 Plano de Negócios Empreendedorismo de Negócios com Informática - Plano de Negócios 1 Conteúdo Sumário Executivo Apresentação da Empresa Plano de Marketing

Leia mais

Av. Ataulfo de Paiva, 245-3º andar Leblon CEP: 22440-032 www.animaeducacao.com.br/ri Rio de Janeiro Tel.: +55 (21) 3550-1630. www.genuscapital.com.

Av. Ataulfo de Paiva, 245-3º andar Leblon CEP: 22440-032 www.animaeducacao.com.br/ri Rio de Janeiro Tel.: +55 (21) 3550-1630. www.genuscapital.com. Av. Ataulfo de Paiva, 245-3º andar Leblon CEP: 22440-032 Rio de Janeiro Tel.: +55 (21) 3550-1630 www.genuscapital.com.br A EMPRESA A Genus Capital Group é uma gestora independente centrada em produtos

Leia mais

Prefácio. Julio Rezende Pai, empreendedor

Prefácio. Julio Rezende Pai, empreendedor Prefácio Nesse treinamento vou compartilhar o que os empresários do ramo de SEGURANÇA ELETRÔNICA não compartilham com ninguém, aliás, nenhum empresário quer contar o segredo de suas Empresas, Correto?

Leia mais

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO Odilio Sepulcri odilio@emater.pr.gov.br www.odiliosepulcri.com.br www.emater.pr.gov.br Telefone: (41) 3250-2252 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO 1. Perfil para empreender

Leia mais

Edital PROEX/IFRS nº 021/2015. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer crie seu negócio de alto impacto

Edital PROEX/IFRS nº 021/2015. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer crie seu negócio de alto impacto Edital PROEX/IFRS nº 021/2015 Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer crie seu negócio de alto impacto A Pró-reitora de Extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS ATENÇÃO! UTILIZE OS SLIDES APENAS COMO MATERIAL ACADÊMICO. NÃO O PASSE A TERCEIROS. OBRIGADA.

GESTÃO DE PESSOAS ATENÇÃO! UTILIZE OS SLIDES APENAS COMO MATERIAL ACADÊMICO. NÃO O PASSE A TERCEIROS. OBRIGADA. GESTÃO DE PESSOAS ATENÇÃO! UTILIZE OS SLIDES APENAS COMO MATERIAL ACADÊMICO. NÃO O PASSE A TERCEIROS. OBRIGADA. René Descartes Dualismo: Corpo e mente Cogito ergo sun O trabalho deu origem as organizações

Leia mais

UNIVERSIDADE GUARULHOS - UnG ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DISCIPLINA: PLANO DE NEGÓCIOS

UNIVERSIDADE GUARULHOS - UnG ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DISCIPLINA: PLANO DE NEGÓCIOS UNIVERSIDADE GUARULHOS - UnG ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DISCIPLINA: PLANO DE NEGÓCIOS MATERIAL COMPLEMENTAR PARTE 2 IDEIAS DE NEGÓCIOS PROFª MAISA ALVES masantos@prof.ung.br Fevereiro, 2014 PLANO DE NEGÓCIOS...

Leia mais

é lei Agora Política Nacional de Resíduos Sólidos poder público, empresas, catadores e população Novos desafios para

é lei Agora Política Nacional de Resíduos Sólidos poder público, empresas, catadores e população Novos desafios para Política Nacional de Resíduos Sólidos Agora é lei Novos desafios para poder público, empresas, catadores e população Marco histórico da gestão ambiental no Brasil, a lei que estabelece a Política Nacional

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA PEDRO ROGÉRIO GARCIA- FATTEP FUNDAÇÃO ADOLPHO BÓSIO DE EDUCAÇÃO NO TRANSPORTE-FABET EDICLÉIA KARINE MANTHEI

FACULDADE DE TECNOLOGIA PEDRO ROGÉRIO GARCIA- FATTEP FUNDAÇÃO ADOLPHO BÓSIO DE EDUCAÇÃO NO TRANSPORTE-FABET EDICLÉIA KARINE MANTHEI 0 FACULDADE DE TECNOLOGIA PEDRO ROGÉRIO GARCIA- FATTEP FUNDAÇÃO ADOLPHO BÓSIO DE EDUCAÇÃO NO TRANSPORTE-FABET EDICLÉIA KARINE MANTHEI EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL Concórdia- SC 2014 1 EDICLÉIA KARINE

Leia mais

Apresentação. Vinicius Lino Ventorim Diretor da Politintas

Apresentação. Vinicius Lino Ventorim Diretor da Politintas Apresentação Seriedade, comprometimento e ética na condução de seus negócios. Esses são os princípios que regem a conduta da Politintas desde sua inauguração até os dias de hoje. Para que esses ideais

Leia mais

EMPREENDER É SHOW MISSÃO IV EM BUSCA DE CRÉDITO NO BANCO DO BRASIL

EMPREENDER É SHOW MISSÃO IV EM BUSCA DE CRÉDITO NO BANCO DO BRASIL EMPREENDER É SHOW MISSÃO IV EM BUSCA DE CRÉDITO NO BANCO DO BRASIL SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE FINANCIAMENTO PARA APOIO A PROJETOS INOVADORES E DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO BANCO DO BRASIL Brasília, 27 de

Leia mais

Plano de Negócios. Bruno Menegola Gustavo Führ Jonas Hartmann Rosália Schneider William Gonçalves

Plano de Negócios. Bruno Menegola Gustavo Führ Jonas Hartmann Rosália Schneider William Gonçalves Plano de Negócios Bruno Menegola Gustavo Führ Jonas Hartmann Rosália Schneider William Gonçalves 1 Instituto de Informática Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Caixa Postal 15.064 91.501-970

Leia mais

Pessoa para Contato: João Barbosa. Rua Ceará, 1254. Belo Horizonte MG.

Pessoa para Contato: João Barbosa. Rua Ceará, 1254. Belo Horizonte MG. PLANO DE NEGÓCIO EMPRESA DO RAMO DE SERVIÇOS ETAPA 1 INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO Nome da Empresa: Brilhante Serviços de Limpeza Razão Social: Barbosa e Rodrigues ME Sócios: João Barbosa e Jerônimo

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Programa de Graduação em Ciências Contábeis com Ênfase em Controladoria

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Programa de Graduação em Ciências Contábeis com Ênfase em Controladoria PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Programa de Graduação em Ciências Contábeis com Ênfase em Controladoria Aline Fernanda de Oliveira Castro Michelle de Lourdes Santos A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE

Leia mais

Plano de Negócios e Pesquisas de Mercado: Ninguém Vive Sem

Plano de Negócios e Pesquisas de Mercado: Ninguém Vive Sem Plano de Negócios e Pesquisas de Mercado: Ninguém Vive Sem Henrique Montserrat Fernandez Muitas pessoas, antes de abrir a empresa, já têm uma idéia do que ela produzirá. Mas será que é isso que os clientes

Leia mais

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio.

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Plano de negócios estruturado ajuda na hora de conseguir financiamento. Veja dicas de especialistas e saiba itens que precisam constar

Leia mais

Imobiliária RIO DE JANEIRO, 2010.

Imobiliária RIO DE JANEIRO, 2010. Imobiliária RIO DE JANEIRO, 2010. APRESENTAÇÃO O SEBRAE/RJ Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Estado do Rio de Janeiro apóia o desenvolvimento da atividade empresarial de pequeno porte, por

Leia mais

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica CENTEV/UFV Av. Oraida Mendes de Castro, 6000, Novo Silvestre CEP 36570-000 Viçosa/MG Tel/fax: 31 3899 2602

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica CENTEV/UFV Av. Oraida Mendes de Castro, 6000, Novo Silvestre CEP 36570-000 Viçosa/MG Tel/fax: 31 3899 2602 EDITAL 03.2014 - SELEÇÃO DE NOVAS EMPRESAS PARA O PROGRAMA DE PRÉ - INCUBAÇÃO DE EMPRESAS DA INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA CENTEV/UFV. O Centro Tecnológico de Desenvolvimento Regional de Viçosa

Leia mais

Sempre evoluindo com você!

Sempre evoluindo com você! Sempre evoluindo com você! A EMPRESA Queremos surpreender você em cada trabalho. A Vizionare Cabral, está sempre em constante evolução para poder oferecer à sua empresa sérvios relacionados à limpezas

Leia mais

B. Braun Avitum. Fornecedora de Sistemas em Terapia de Substituição Renal. Avitum

B. Braun Avitum. Fornecedora de Sistemas em Terapia de Substituição Renal. Avitum B. Braun Avitum Fornecedora de Sistemas em Terapia de Substituição Renal Avitum B. Braun Avitum. Sempre com Paixão. Paixão pela Vida Pois fazer a vida ficar melhor é o melhor de tudo Pois não há nada melhor

Leia mais

www.santanabertolami.com.br

www.santanabertolami.com.br www.santanabertolami.com.br Apresentação O Escritório tem como objetivo prestar serviços jurídicos de alto nível a clientes nacionais e estrangeiros. Fundado em 2005, o Escritório busca a combinação equilibrada

Leia mais

ORÇAMENTO DOMÉSTICO PLANEJAMENTO DE COMPRAS FORMAS DE PAGAMENTO ECONOMIA DOMÉSTICA

ORÇAMENTO DOMÉSTICO PLANEJAMENTO DE COMPRAS FORMAS DE PAGAMENTO ECONOMIA DOMÉSTICA 2009 ORÇAMENTO DOMÉSTICO PLANEJAMENTO DE COMPRAS FORMAS DE PAGAMENTO ECONOMIA DOMÉSTICA A elaboração do orçamento doméstico nem sempre é uma tarefa fácil. Definir quais são as suas necessidades e planejar

Leia mais

PATRUS ANANIAS DE SOUZA Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

PATRUS ANANIAS DE SOUZA Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate à Fome apresentação do programa Brasília, maio 2007 PATRUS ANANIAS DE SOUZA Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate à Fome ONAUR RUANO Secretário Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional CRISPIM

Leia mais

PizzarIFSC - Pizzaria IFSC. Pizzaria IFSC. Elaborado por: Edson Watanabe. Data criação: 25/04/2011 21:04 Data Modificação: 07/12/2011 11:40

PizzarIFSC - Pizzaria IFSC. Pizzaria IFSC. Elaborado por: Edson Watanabe. Data criação: 25/04/2011 21:04 Data Modificação: 07/12/2011 11:40 PizzarIFSC - Pizzaria IFSC Pizzaria IFSC Elaborado por: Edson Watanabe Data criação: 25/04/2011 21:04 Data Modificação: 07/12/2011 11:40 Tipo Empresa: Empresa nascente 1 - Sumário Executivo 1.1 - Resumo

Leia mais

Promover a participação cooperada das Micro e Pequenas Empresas do estado na feira.

Promover a participação cooperada das Micro e Pequenas Empresas do estado na feira. ESTANDE COLETIVO DO RIO GRANDE DO SUL COUROMODA 2015 11 A 14 DE JANEIRO DE 2015 Objetivo Geral O objetivo do projeto é Fortalecer o espaço do Rio Grande do Sul na feira, incentivando as Micro e Pequenas

Leia mais

ANQUI AS DE AÚÊN. R ir*. ' l r >

ANQUI AS DE AÚÊN. R ir*. ' l r > ANQUI AS DE AÚÊN R ir*. ' l r > V v i fill! ç;. íi : 5 *3 lá al i!m«m í5tu UMA AGENCIA DE PRIMEIRO MUNDO A Agência de Viagens e Turismo Flytour se diferencia das demais porque: utiliza os mais avançados

Leia mais

Capítulo 3. Focalizando o novo negócio

Capítulo 3. Focalizando o novo negócio O QUE É UMA EMPRESA? De acordo com Santos (1982), a empresa é comumente definida pelos economistas como uma unidade básica do sistema econômico, cuja principal função é produzir bens e serviços. Os objetivos

Leia mais

CT03.07 - Departamento de Gestão Social Fevereiro/2013 Atualizado em março/2014 CARTA TÉCNICA

CT03.07 - Departamento de Gestão Social Fevereiro/2013 Atualizado em março/2014 CARTA TÉCNICA CARTA TÉCNICA Nome do Certificado: INSCRIÇÃO NO CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL ENTIDADES QUE DEVEM REALIZAR O REGISTRO: Entidades de Assistência Social ORGÃO RESPONSÁVEL PELA EMISSÃO: Conselho

Leia mais

Educação Nutricional para o Adulto (20 a 59 anos)

Educação Nutricional para o Adulto (20 a 59 anos) Educação Nutricional para o Adulto (20 a 59 anos) Educação Nutricional no Programa de Alimentação do Trabalhador - PAT Programa de complementação alimentar no qual governo, empresa e trabalhadores partilham

Leia mais

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios.

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios Caro (a) aluno (a), Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. O Plano de Negócios deverá ter no máximo

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO I. Família Pai, mãe, filhos. Criar condições para a perpetuação da espécie

ADMINISTRAÇÃO I. Família Pai, mãe, filhos. Criar condições para a perpetuação da espécie 1 INTRODUÇÃO 1.1 ORGANIZAÇÃO E PROCESSOS A administração está diretamente ligada às organizações e aos processos existentes nas mesmas. Portanto, para a melhor compreensão da Administração e sua importância

Leia mais

CURSO. Master in Business Economics 1. vire aqui

CURSO. Master in Business Economics 1. vire aqui CURSO MASTER In Business Economics Master in Business Economics 1 vire aqui DISCIPLINAs O aluno poderá solicitar a dispensa das disciplinas básicas: Matemática Básica, Estatística Aplicada e Contabilidade.

Leia mais

ETAPA 1 INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO

ETAPA 1 INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO ETAPA 1 INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO Nome da Empresa: Sapatos e Bolsas BACANAS. Razão Social: Sócios: Endereço: Fone/Fax: Pessoa para Contato: CEP: ETAPA 2 DESCRIÇÃO GERAL DO NEGÓCIO O que a empresa

Leia mais

Edital PROEX/IFRS nº 17/2016. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer - crie seu negócio de alto impacto

Edital PROEX/IFRS nº 17/2016. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer - crie seu negócio de alto impacto Edital PROEX/IFRS nº 17/2016 Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer - crie seu negócio de alto impacto O Pró-reitor de Extensão Substituto do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

Dicas e orientações sobre o e-commerce de produtos e serviços de saúde

Dicas e orientações sobre o e-commerce de produtos e serviços de saúde Boas Práticas em Saúde Online Dicas e orientações sobre o e-commerce de produtos e serviços de saúde Boas Práticas em Saúde Online 1 Expediente 2015 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Leia mais

II Concurso de Artigos sobre Casos de Sucesso na Atuação dos Agentes de Desenvolvimento, edição 2014.

II Concurso de Artigos sobre Casos de Sucesso na Atuação dos Agentes de Desenvolvimento, edição 2014. II Concurso de Artigos sobre Casos de Sucesso na Atuação dos Agentes de Desenvolvimento, edição 2014. O Aumento da Formalização Através de Tecnologias Adaptáveis (TA s). Introdução Hoje com o avanço tecnológico

Leia mais

Como IDENTIFICAr AS oportunidades E CoNqUISTAr o ClIENTE

Como IDENTIFICAr AS oportunidades E CoNqUISTAr o ClIENTE Como IDENTIFICAr AS oportunidades E CoNqUISTAr o ClIENTE A abertura de empresas tem uma grande importância na sociedade em que vivemos, pois gera diversos benefícios, como empregos e riquezas para o país.

Leia mais

www.es.sebrae.com.br

www.es.sebrae.com.br Página 1 de 8 LOJA DE CALÇADO FICHA TÉCNICA Setor da Economia: secundário Ramo de Atividade: comércio Tipo de Negócio: loja de calçados Produtos Ofertados/Produzidos: sapatos e sandálias Investimento inicial:

Leia mais

TRABALHO INTERDISCIPLINAR G2-6º período

TRABALHO INTERDISCIPLINAR G2-6º período TRABALHO INTERDISCIPLINAR G2-6º período Disciplinas: Promoção de Vendas - Francisco Pavin Planejamento de mídia - Francisco Pavin Direção de Arte 2 Ricardo Fantinelli / Gabriel Tesser Agências Dividam-se

Leia mais

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE IJUÍ PROPOSTA PRELIMINAR - 2007

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE IJUÍ PROPOSTA PRELIMINAR - 2007 PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE IJUÍ PROPOSTA PRELIMINAR - 2007 APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA A presente proposta articula um conjunto de sugestões, cenários e arranjos institucionais e sociais,

Leia mais

CIA. INDUSTRIAL VALE DO PARAÍBA S/A. UM CASO DE SUCESSO?

CIA. INDUSTRIAL VALE DO PARAÍBA S/A. UM CASO DE SUCESSO? CIA. INDUSTRIAL VALE DO PARAÍBA S/A. UM CASO DE SUCESSO? Autoria: Amadeu Nosé Junior Mestre em Administração de Empresas Universidade Presbiteriana Mackenzie A Cia. Industrial Vale do Paraíba S/A., é uma

Leia mais

Artigo publicado. na edição 30. www.revistamundologistica.com.br. Assine a revista através do nosso site. setembro e outubro de 2012

Artigo publicado. na edição 30. www.revistamundologistica.com.br. Assine a revista através do nosso site. setembro e outubro de 2012 Artigo publicado na edição 30 Assine a revista através do nosso site setembro e outubro de 2012 www.revistamundologistica.com.br Paulo Guedes :: opinião LOGÍSTICA A Logística como instrumento estratégico

Leia mais

Unidade III MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino

Unidade III MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino Unidade III MARKETING DE VAREJO E NEGOCIAÇÃO Profa. Cláudia Palladino Compras, abastecimento e distribuição de mercadorias Os varejistas: Precisam garantir o abastecimento de acordo com as decisões relacionadas

Leia mais

Processos Administrativos de Compras

Processos Administrativos de Compras Processos Administrativos de Compras INTRODUÇÃO A função compras é um segmento essencial do Departamento de Materiais e Suprimentos, que tem pôr finalidade suprir as necessidades de materiais ou serviços

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

Aserviços de Limpeza e Terceirização, temos o compromisso

Aserviços de Limpeza e Terceirização, temos o compromisso Nossa Empresa STANDARD CLEAN BRASIL é uma empresa prestadora de Aserviços de Limpeza e Terceirização, temos o compromisso com a Qualidade Total na Execução de Nossos Serviços. Oferecemos Soluções integradas

Leia mais

Serviços de Conservação e Limpeza

Serviços de Conservação e Limpeza Serviços de Conservação e Limpeza RIO DE JANEIRO, 2010. APRESENTAÇÃO O SEBRAE/RJ Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Estado do Rio de Janeiro apóia o desenvolvimento da atividade empresarial

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO BLAIRO BORGES MAGGI Governador SECRETARIA DE ESTADO DE INDÚSTRIA, COMÉRCIO, MINAS E ENERGIA

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO BLAIRO BORGES MAGGI Governador SECRETARIA DE ESTADO DE INDÚSTRIA, COMÉRCIO, MINAS E ENERGIA GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO BLAIRO BORGES MAGGI Governador SECRETARIA DE ESTADO DE INDÚSTRIA, COMÉRCIO, MINAS E ENERGIA ALEXANDRE FURLAN Secretário de Estado JOSÉ EPAMINONDAS MATTOS CONCEIÇÃO Secretário

Leia mais

Uma empresa é viável quando tem clientes em quantidade e com poder de compra suficiente para realizar vendas que cubram as despesas, gerando lucro.

Uma empresa é viável quando tem clientes em quantidade e com poder de compra suficiente para realizar vendas que cubram as despesas, gerando lucro. Página 1 de 9 2. Análise de Mercado 2.1 Estudo dos Clientes O que é e como fazer? Esta é uma das etapas mais importantes da elaboração do seu plano. Afinal, sem clientes não há negócios. Os clientes não

Leia mais

GESTÃO ORGANIZACIONAL NA EMPRESA: A OLIVEIRA S INFORMÁTICA

GESTÃO ORGANIZACIONAL NA EMPRESA: A OLIVEIRA S INFORMÁTICA GESTÃO ORGANIZACIONAL NA EMPRESA: A OLIVEIRA S INFORMÁTICA Braulio Oliveira dos Santos Fo Adriana Guimarães de Oliveira Leuzenir Barth de Oliveira Resumo: Este artigo retrata a maneira pela qual foi desenvolvido

Leia mais

EDITAL Nº 135 /2010 DE 22 DE NOVEMBRO DE 2010 SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DO CEFET- MG NASCENTE ARAXÁ

EDITAL Nº 135 /2010 DE 22 DE NOVEMBRO DE 2010 SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DO CEFET- MG NASCENTE ARAXÁ EDITAL Nº 135 /2010 DE 22 DE NOVEMBRO DE 2010 SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DO CEFET- MG NASCENTE ARAXÁ O DIRETOR-GERAL DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

Leia mais

Graduação Executiva. Feita para o seu momento Venha para a única graduação exclusiva para adultos a partir dos 24 anos

Graduação Executiva. Feita para o seu momento Venha para a única graduação exclusiva para adultos a partir dos 24 anos Graduação Executiva Feita para o seu momento Venha para a única graduação exclusiva para adultos a partir dos 24 anos Graduação Graduação em Administração Duração: 4 anos Carga Horária Total: 3.040 horas/aula

Leia mais

Consultoria e Gerenciadora

Consultoria e Gerenciadora Consultoria e Gerenciadora Revolutia Consultoria e Gerenciadora Distribuição livre desde que mantida fonte e originalidade Sumário Por onde começar? Problemas e Soluções Dicas dos Campeões 2 3 O que impede

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DO APL CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESPÍRITO SANTO 2010/2014

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DO APL CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESPÍRITO SANTO 2010/2014 PLANO DE DESENVOLVIMENTO DO APL CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESPÍRITO SANTO 2010/2014 RESUMO 1. APRESENTAÇÃO Com a missão de promover ações para o fortalecimento do segmento da construção civil no Espírito Santo,

Leia mais