Inteligência Empresarial Carlos Sérgio Mota Silva, PMP, MBA. Planejamento e Gerenciamento Estratégico de Projetos e Processos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Inteligência Empresarial Carlos Sérgio Mota Silva, PMP, MBA. Planejamento e Gerenciamento Estratégico de Projetos e Processos"

Transcrição

1 Inteligência Empresarial Carlos Sérgio Mota Silva, PMP, MBA Planejamento e Gerenciamento Estratégico de Projetos e Processos (Parte I) C a r l o s S é r g i o, P M P, C B P P c a r l o s s e r g i p 4 p r o. c o m. b r P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

2 Conteúdo Conceitos Gerenciamento de Programas Gerenciamento de Portfólios Gerenciamento de Processos Modelos de Maturidade Escritórios de Projetos

3 Roteiro Sessão 01 Sessão 02 Sessão 03 Sessão 04 Sessão 05 Sessão 06 Conceitos Gerais Planejamento Estratégico Gerenciamento de Portfólios Gerenciamento de Programas Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Processos

4 Conceitos Planejamento Estratégico Gerenciamento de Portfólios Gerenciamento de Programas Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Processos

5 Para onde Vamos? Níveis de Governança das Organizações Qual a Função de Cada Camada de Governança Como vamos, e como estamos? Estratégico Acompanhamento no Dia-a-Dia Tático Portfólios Operacional Projetos e Programas

6 Definições Planejamento Estratégico Projeto Formulação de objetivos para a seleção e execução de ações, levando em conta as condições internas e externas à empresa e sua evolução almejada É um esforço temporário empreendido para criar um produto ou serviço Programa Grupo de projetos relacionados gerenciados de modo coordenado para a obtenção de benefícios e controle que não estariam disponíveis se eles fossem gerenciados individualmente Portfólio Processos de Negócio Conjunto de projetos e/ou programas e outros trabalhos que agrupados facilitam o gerenciamento eficaz desse trabalho a fim de atender aos objetivos de negócios estratégicos Conjunto de atividades realizadas por uma ou várias unidades organizacionais e que agregam valor aos clientes

7 Planejamento Estratégico Princípios Estratégicos Missão Princípios Estratégicos Visão Valores

8 Planejamento Estratégico Análise de Forças e Fraquezas

9 Mapa Estratégico Planejamento Estratégico

10 Indicadores e Metas Estratégicas Construção do BSC P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

11 Definições Podemos destacar que um projeto é... Temporário Único Elaboração Progressiva

12 Definições O que é Gerenciamento de Projetos? Aplicação de Conhecimento, Habilidades, Ferramentas e Técnicas às atividades do projeto a fim de atender aos seus requisitos.

13 Definições O que é um subprojeto? Subdivisões de um projeto gerenciados como projetos individuais (PMI )

14 Definições O que é Gerenciamento de Programa? Gerenciamento centralizado e coordenado de um grupo de projetos para atingir os objetivos e benefícios estratégicos do programa (PMI ).

15 Definições Programa é diferente de um projeto com vários subprojetos porquê... Projetos têm como foco a entrega de um produto Programas têm como foco a entrega de benefícios associados a produtos de uma série de projetos, que podem ou não ser interdependentes Programas não têm uma data de conclusão precisa (e podem até não terem data de conclusão...) Programas incluem outros tipos de empreendimentos (processos) Programas muitas vezes incluem ações de natureza significativamente distintas

16 Definições O que é um portfólio de projetos? Conjunto de projetos e/ou programas e outros trabalhos que agrupados facilitam o gerenciamento eficaz desse trabalho a fim de atender aos objetivos de negócios estratégicos. (PMI ). Os projetos ou programas no portfólio podem não ser necessariamente interdependentes ou diretamente relacionados.

17 Definições O que é Gerenciamento de Portfólio? Gerenciamento centralizado de um ou mais portfólios, que inclui identificação, priorização, autorização, gerência, e controle de projetos e outros trabalhos relacionados, para atingir objetivos estratégicos (específicos) de negócios (PMI ).

18 3 Temas do Gerenciamento de Portfólios Tático Estratégico Portfólios Sistematizar a captura das idéias e propostas (Identificar, Categorizar, Avaliar) Operacional Projetos e Programas

19 3 Temas do Gerenciamento de Portfólios Tático Estratégico Portfólios Estabeler Critérios e Processos para escolhas das melhores iniciativas (Selecionar, Priorizar e Balancear) Operacional Projetos e Programas

20 3 Temas do Gerenciamento de Portfólios Tático Estratégico Portfólios Acompanhamento Sistemático das Iniciativas Selecionadas para garantir a realização das metas estratégicas (Painel de Controle) Operacional Projetos e Programas

21 Uso de Boas Práticas Conceitos Maturidade Portfólio Programa Projetos Padronização Medição Controle Melhoria Contínua

22 Diferenças de Abordagem Projetos Programas Portfólios Escopo Escopo estreito. Foco em entregáveis específicos. Elaborado progressivamente Escopo amplo, provendo benefícios mais significativos Tem escopo vinculado ao negócio e muda conforme ocorrem mudanças nos objetivos estratégicos Mudanças O Gerente de Projeto espera que mudanças ocorram, e cria processos para controlá-las Gerentes de Programa esperam mudanças originárias do ambiente interno ou externo e deve gerenciá-las Gerentes de Portfólio devem monitorar as mudanças no ambiente de negócios como um todo Planejamento Planos detalhados são elaborados a partir de planos em alto nível Consta de um Plano Geral para o programa e de planos em alto nível para guiar o planejamento a nível de componente Processos e comunicações são criados e aperfeiçoados em relação ao portfólio

23 Diferenças de Abordagem Projetos Programas Portfólios Gerenciamento Gerentes de Projetos gerenciam a equipe do projeto para alcançar os objetivos do projeto Gerentes de Programas gerenciam a equipe do programa e os Gerentes de Projetos. Eles demonstram visão e liderança geral Gerentes de Portfólios gerenciam ou coordenam a equipe de gerenciamento de portfólios Sucesso É medido pela qualidade do produto e do projeto, pela adequação dos prazos, custos e pelo grau de satisfação do cliente É medido pela realização dos benefícios para os quais o programa foi montado É medido pelo desempenho agregado do conjunto dos componentes do portfólio Monitoramento Gerentes de Projetos monitoram os trabalhos de produção de produtos ou serviços do projeto Gerentes de Programas monitoram o andamento dos componentes para assegurar o alcance das metas globais e a realização dos benefícios Gerentes de Portfólios monitoram o desempenho agregado e indicadores de valor

24 Conceitos Relacionamento Projeto-Programa- Portfólio Portfólio Portfólios Projetos Programas Programas Projetos Programas Projetos Outros Trabalhos Projetos Projetos Projetos

25 Conceitos Projetos x Operações Produtos ou Serviços únicos Pessoas Recursos limitados Requer planejamento e controle Tarefas Contínuas e Repetitivas Programas / Portfólios

26 Conceitos Abrangência Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Programas e Portfólios

27 Conceitos Em suma... Portfólio A gestão de Portfólios e Programas requer forte interação com a Gestão Estratégica da Empresa Portfólios Projetos Programas Programas Projetos Programas Projetos Outros Trabalhos Projetos Projetos Projetos Tático / Operacional

28 28 P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados Exemplos Conhecidos de Programas PAC Programa de Aceleração do Crescimento

29 29 P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados Exemplos Conhecidos de Programas PAC Programa de Aceleração do Crescimento Fonte: Portal do PAC (http://www.brasil.gov.br/pac/)

30 30 P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados Exemplos Conhecidos de Programas PAC Programa de Aceleração do Crescimento Fonte: Portal do PAC (http://www.brasil.gov.br/pac/)

31 31 P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados Exemplos Conhecidos de Programas PAC Programa de Aceleração do Crescimento Fonte: Portal do PAC (http://www.brasil.gov.br/pac/)

32 32 P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados Exemplos Conhecidos de Programas Ronda do Quarteirão Caracterizada pelos Veículos Hilux SW4 equipados com câmeras, computador de bordo, GPRS e celular Início em 5 áreas piloto 1ª. Expansão: todos os bairros de Fortaleza 2ª. Expansão: área metropolitana de Fortaleza 3ª. Expansão: maiores cidades do interior Resposta positiva da população ao programa, mas ausência de estatísticas que comprovem a sua eficácia Fonte: Wikipedia

33 33 P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados Exemplos Conhecidos de Programas Copa do Mundo Projetos de infraestrutura desportiva, mobilidade urbana, receptivo (aeroporto e cais do porto), hotelaria entre outros São ao todo 11 temas (que podemos chamar de subprogramas) Responsabilidades compartilhadas entre Governos Federal, Estadual e Municipal, bem como com a sociedade (hotelaria, restaurantes, artesãos etc) Alguns exemplos de projetos da Copa: ampliação do Aeroporto Internacional Pinto Martins; Terminal de passageiros do Mucuripe; Reforma do estádio Castelão; Veículo Leve sobre Trilhos ligando a Parangaba ao Mucuripe; BRTs, Túneis e Viadutos.

34 34 P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados Exemplos Conhecidos de Programas Programas de Redução de Custos Utilizados em organizações que desejem otimizar seus recursos atuando em diversas frentes distintas: Energia Água Telefonia e comunicação de dados Serviços Geralmente uma meta global é segmentada em metas setoriais O indicador principal é o custo total das operações

35 Levantar como os processo funcionam Representações gráficas dos processos Manualização Alinhamento das equipes Base para treinamento de colaboradores Institucionalização do conhecimento Processos Gerenciar Processos é...

36 Processos Mas é muito mais que isso... P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

37 Entendimento claro de quem é o cliente Processos Mas é muito mais que isso... Repensar, às vezes radical, sobre a forma como as atividades devem ser realizadas Foco nas atividades que geram valor, do ponto de vista do cliente Simplificação do fluxo de trabalho Utilização de tecnologia (não apenas TI) Visão interfuncional ponta a ponta Fazer mais (muito mais) com os mesmos recursos Automatizar processos

38 38 P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados Exercícios 1. Associe ao tema correto (PE Planejamento Estratégico, GPr Ger. Projetos, GPg Ger. Programas, GPt Ger. Portfólios e GPc Gerenciamento de Processos): a) Decidir qual o melhor conjunto de projetos para atingimento dos objetivos estratégicos ( ) b) Realizar os objetivos estratégicos tais como melhorar a participação de mercado, aumentar faturamento, reduzir a taxa de desemprego, etc ( ) c) Identificar os objetivos mais importantes da organização, a sua interligação e como devem ser medidos ( ) d) O seu escopo é a entrega de um produto necessário para a realização das estratégias da empresa ( ) e) Realizar a captura de propostas para a realização dos objetivos estratégicos ( ) f) Requer uma liderança que comunique a visão futura em termos objetivos e que motive todos os envolvidos no atingimento da visão ( ) g) Acompanhamento sistemático de grupo de projetos relacionados por uma meta comum ( ) h) Acompanhamento sistemático de grupo de projetos não necessariamente relacionados ( ) i) Tem um prazo e escopo bem delineados ( ) j) Tem forte integração com o Planejamento Estratégico da Organização ( ) k) Controle de atividades rotineiras, identificação de gargalos e melhoria contínua ( ) l) Acompanhamento dos indicadores estratégicos da organização ( )

39 Exercício Identifique em uma ou mais organizações escolhidas pelo seu grupo, conjuntos de ações (mínimo de duas) que possam ser classificadas dentro dos conjuntos abaixo: 1. Planejamento Estratégico; 2. Projetos; 3. Programas; 4. Portfólios; 5. Processos. 2. Descreva suscintamente cada ação, destacando sua importância para a organização.

40 Planejamento Estratégico Retrospectiva e Tendências Princípios Estratégicos Análise de Forças, Fraquezas, Ameaças e Oportunidades Objetivos Estratégicos Indicadores e Metas Iniciativas

41 O que é Planejamento Estratégico Conceitos É um processo gerencial que diz respeito à formulação de objetivos para a seleção de programas de ação e para sua execução, levando em conta as condições internas e externas à empresa e sua evolução esperada (Wikipédia). Processo de elaboração da estratégia, na qual se definiria a relação entre a organização e o ambiente interno e externo, bem como os objetivos organizacionais, com a definição de estratégias alternativas (MAXIMIANO, 2006).

42 O que é Planejamento Estratégico Simplificando Moderno Visão Ações Diversas Projetos Programas

43 Mas Como Determinar o Melhor Conjunto de Iniciativas? Gerenciar a Complexidade de Visões e Interesses Distintos Servir Bem Aprender e Crescer Estratégia Eficiência Colaborar com a Sociedade

44 Estrutura do Planejamento Estratégico Traduzindo a missão em resultados Missão Por que existimos Valores Essenciais Em que acreditamos Visão O que queremos ser Onde Estamos O que temos hoje e o que precisamos ter Objetivos e Metas Que objetivos devemos alcançar para realizar a Visão Iniciativas O que precisamos fazer para realizar os Objetivos Acompanhamento Como medir, analisar desvios e realizar ajustes para que as metas sejam atingidas Resultados Estratégicos Patrocinadores Satisfeitos Clientes Satisfeitos Processos Eficazes Servidores Preparados e Motivados

45 45 P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados Plano Estratégico não é um documento. É a construção do novo, de forma estruturada e consistente. Só faz sentido se realmente representar o pensamento das lideranças

46 46 P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados O planejamento não é uma tentativa de predizer o que vai acontecer. O planejamento é um instrumento para raciocinar agora sobre que trabalhos e ações serão necessários hoje para merecermos um futuro. O produto final do planejamento não é a informação: é sempre o trabalho. - Peter Drucker

47 Missão Conceito A missão é uma declaração sobre o que a organização é, sobre sua razão de ser. O que a organização deve fazer? Para quem deve fazer? Para quê deve fazer? Como deve fazer? Onde deve fazer? Qual responsabilidade social deve ter?

48 Missão Orientações para a Elaboração da Missão Curta Abrangente Empolgante Fácil de lembrar Não tem prazo para acabar Evitar linguagem técnica Traduzir aquilo que lhe faz especial Cada membro da instituição deve ser capaz de verbalizar a missão da empresa sem hesitar

49 Missão Exemplos a Seguir Prover Justiça em Busca da Harmonia Social Justiça Estadual do Ceará Aplicar o gerenciamento por projetos, contribuindo para o sucesso de nossos clientes P4Pro Consultoria Nossa Razão de Ser é criar e comercializar produtos e serviços que promovam o Bem-Estar/Estar Bem Natura Alegrar pessoas Disney Dar às pessoas comuns a chance de comprar as mesmas coisas que os ricos - Walmart

50 Missão Outros Exemplos... Processar e julgar as matérias de sua competência originária e recursal, assegurando uniformidade na interpretação das normas infraconstitucionais e oferecendo ao jurisdicionado uma prestação de qualidade, rápida e efetiva STJ Realizar a justiça nos conflitos decorrentes das relações de trabalho, de forma célere e efetiva, contribuindo para a paz social e o fortalecimento da cidadania - TRT 7ª Região Atender às expectativas de todas as partes interessadas no negócio de estirênicos, diferenciando-se no relacionamento com os seus clientes e com foco no crescimento, rentabilidade e responsabilidade social e ambiental Innova Petroquímica

51 Visão Conceito A visão define o que a organização pretende ser no futuro. Ela incorpora as ambições da organização e descreve o quadro futuro que a organização quer atingir. Os grandes navegadores sempre sabem onde fica o norte. Sabem aonde querem ir e o que fazer para chegar a seu destino. Com as grandes empresas (Organizações) acontece a mesma coisa: elas têm visão. É isso que lhes permite administrar a continuidade e a mudança simultaneamente. James Collins e Jerry Porras

52 Visão Orientações para a Elaboração da Visão Traduzir uma situação na qual a organização deseja chegar no futuro (normalmente o horizonte estabelecido para o Planejamento Estratégico) Pode declarar o horizonte de tempo (atingir xxx em yyy anos) Pode declarar a abrangência geográfica (regional, nacional,...) Não misturar com objetivos segmentados (aumento de faturamento, redução de custos, etc) Não deve estar limitada às competências atuais Evitar lugares comuns e que são difíceis de verificar ( ser referência em..., Ser reconhecido por )

53 Visão Exemplos a natura será uma das líderes mundiais do seu mercado, diferenciando-se pela qualidade das relações que estabelece, por suas crenças e valores expressos de forma radical por meio de produtos, serviços e comportamento empresarial que promovam a melhor relação da pessoa consigo mesma, com a natureza e com todos que a cercam. Natura Ser a empresa mais centrada no cliente do planeta; construir um local onde as pessoas venham para buscar e encontrar qualquer coisa que elas queiram comprar on-line Amazon Consolidar-se como instrumento de cidadania de referência, visando o fortalecimento institucional do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro. TJRJ

54 Valores Conceito Valores essenciais são idéias fundamentais em torno das quais se constrói a organização. Convicções dominantes Crenças básicas Elementos motivadores Sinalizam o que se persegue em termos de padrão de comportamento Direcionam a forma de agir da organização

55 Valores Exemplos Celeridade Efetividade Satisfação do Cliente / Cidadão Profissionalismo Acessibilidade Transparência Responsabilidade social e ambiental Imparcialidade Coerência Probidade Inovação Otimização Valorização do funcionário...

56 Princípios Estratégicos Ao conjunto de Missão, Visão e Valores costumamos denominar de Princípios Estratégicos Deve ser uma representação fiel... da razão de ser da organização dos ideais das suas principais lideranças do rumo que essa liderança pretende seguir das características comportamentais mais valorizadas (cultura) dos principais limitadores das ações de seus colaboradores

57 Ambiente Externo Os fatores de influência do ambiente externo são oriundos de dois tipos de vetores: as entidades participantes da competição no setor e as macro-tendências nas várias perspectivas do BSC. Devemos: Analisar clientes, fornecedores, concorrentes, organizações similares e macro-tendências onde a organização atua Identificar as oportunidades e ameaças vinculadas Atribuir um grau de importância para orientar sua priorização.

58 Probabilidade da tendência se concretizar (1 a 5) Importância (1 a 5) Ambiente Externo Nota (Prob x Relev) Tendências são fatos não ocorridos ou que ocorreram, mas ainda não tiveram grandes efeitos O que essa tendência pode trazer de positivo e que pode ser capturado? O que essa tendência pode trazer de negativo e que deve nos preocupar P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

59 Ambiente Interno Principais fatores para que a organização possa atingir sua missão e visão com excelência, do ponto de vista da sociedade, clientes e colaboradores. São os fatores críticos de sucesso. Identificar seus pontos fortes e fracos Atribuir grau de importância para priorização Não perder tempo em pontos que não tenham relevância para a definição da estratégia

60 Ambiente Interno Importância (1 a 5) Em que eu sou bom e que me diferencia? O que devo melhorar e que atualmente impacta meu desempenho?

61 Ambiente Interno O que é imprescindível para que a visão seja concretizada? Dito de outra forma, que problemas, se não forem resolvidos, prejudicam a concretização da visão? Importância (1 a 5)

62 Análise SWOT Exercitando o Autoconhecimento Oportunidades são tendências externas, atuais ou futuras que, se adequadamente aproveitadas pela empresa, podem influenciá-la positivamente. Ameaças são tendências externas, atuais ou futuras que, se não eliminadas, minimizadas ou evitadas pela empresa, podem afetá-la negativamente. Forças são características da organização, tangíveis ou não, que podem ser potencializadas para otimizar seu desempenho. Fraquezas são características da organização, tangíveis ou não, que devem ser minimizadas para evitar influência negativa sobre seu desempenho.

63 Análise SWOT Dicas Oportunidades e ameaças são tendências para as quais devemos nos preparar não ocorreram plenamente ainda. Caso já tenham ocorrido, tratam-se de forças ou fraquezas. Exemplo: Ameaça: entrada de novos concorrentes no mercado (ainda não ocorreu, mas existe uma tendência de que venham a ocorrer em breve) Fraqueza: mercado saturado (já é fato - muitos concorrentes existem e inundam o mercado com seus produtos, derrubando preços e lucros) Oportunidade: Aquisição de Equipamentos Modernos a Baixos Custos (ainda não ocorreu, mas se vislumbra essa possibilidade dólar baixo, barateamento de componentes, fornecedores alternativos, etc) Força: Equipamentos Modernos Instalados (já ocorreu, a organização possui os equipamentos e eles representam vantagem competitiva)

64 Análise SWOT Oportunidades e Ameaças Utilizar um checklist para não esquecer nenhum aspecto a ser analisado: Clientes e fornecedores: tendem a aumentar ou diminuir? Há mudanças esperadas no comportamento? Há mudanças esperadas na forma de relacionamento? Há facilidades ou dificuldades à vista? Economia e Política: mercado em alta ou em baixa? Crises? Mudanças de gestão? Processos de Negócio e Tecnologias: melhorias técnicas disponíveis? Novas ferramentas e equipamentos? Mudanças na regulamentação / legislação vigente? Novos sistemas informatizados disponíveis?

65 Mapas Estratégicos Balanceando os Objetivos Os mapas estratégicos oferecem uma forma gráfica de descrever os objetivos chave em todas as dimensões relevantes para a organização (completude): Perspectiva Setor Privado Setor Público Financeira Cliente Processos internos Aprendizagem e Crescimento Trata da geração de caixa para acionistas (topo do BSC) Criação de valor para clientes (fonte de receita) Processos otimizados, competitivos e de baixo custo Construir, manter e desenvolver competências essenciais Não visa lucro, trata restrições de orçamento Cresce a importância desta perspectiva, o cidadão é o alvo Melhorar processos com foco no valor p/ cidadão Motivação, instrumentalização e comprometimento de funcionários

66 Mapa Estratégico do Judiciário Cearense P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

67 Identificar prioridades e dependências OBJETIVOS ESTRATÉGICOS Elevar os resultados econômicofinanceiros Garantir crescimento de mercado Garantir a satisfação dos clientes Otimizar processos produtivos Aprimorar Melhoria da qualidade Promover capacitação seletiva F1 Elevar os resultados econômico-financeiros < < = = = C1 Garantir crescimento de mercado < > > > C2 Garantir a satisfação dos clientes > >> >> P2 Otimizar processos produtivos = = P3 Aprimorar Melhoria da qualidade = A1 Promover capacitação seletiva OBJETIVOS ESTRATÉGICOS Elevar os resultados econômico-financeiros Garantir crescimento de mercado Garantir a satisfação dos clientes Otimizar processos produtivos Aprimorar Melhoria da qualidade Promover capacitação seletiva F1 Elevar os resultados econômico-financeiros DD DI DI ND ND C1 Garantir crescimento de mercado DD DI ND ND C2 Garantir a satisfação dos clientes DI DI ND P2 Otimizar processos produtivos DD DI P3 Aprimorar Melhoria da qualidade DD A1 Promover capacitação seletiva DD Dependência Direta DI Dependência Indireta ND Não Dependência P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

68 Resultados Objetivos Estratégicos Identificados e Priorizados P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

69 Resultados Objetivos Estratégicos Identificados e Priorizados P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

70 Propostas para a Realização da Estratégia Como Priorizar iniciativas, tendo a Estratégica como Critério Essencial Propostas devem ter como base os Fatores Críticos de Sucesso e os Objetivos Estratégicos mapeados Cada proposta deve ser acompanhada de estimativas de investimentos e recursos necessários Além disso, devem ser estimadas as contribuições de cada proposta para o atingimento dos Objetivos Estratégicos A partir do cruzamento da relação custo / beneficio, podemos estabelecer critérios de seleção / priorização de projetos totalmente coerentes com os Objetivos e Metas A alta gestão deve dar as diretrizes sobre que restrições devem ser obedecidas (quanto temos para investir? por exemplo)

71 Planejamento Estratégico é... O que ganhamos em realizar o Planejamento Estratégico? Visão de longo prazo Alinhamento de visões e prioridades Autoconhecimento Método para materialização de uma visão... O que mais?

72 Resultados Fundamentos Estratégicos Declarados P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

73 Resultados Lista de Proposta de Projetos Identificada, Categorizada e Priorizada P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

74 Resultados Priorização com Base no Valor Estratégico Gerado P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

75 Acompanhamento O processo permite identificar as propostas mais promissoras, tendo em vista a estratégia definida Será definido posteriormente o modelo de acompanhamento dos Objetivos e Metas, tendo a preocupação de envolver todos os atores Indicadores e metas devem poder ser medidos de forma eficaz e precisa Esse modelo de acompanhamento é um fator chave para a realização da estratégica: exemplos são abundantes de planos muito bem elaborados que não se materializam por falta de um modelo eficaz de acompanhamento

76 1. Identificar Objetivos Estratégicos para sua organização (mínimo de 4); Exercício Propor Indicadores e Metas para cada Objetivo identificado

77 Gerenciamento de Portfólios 1. Ligação com a Estratégia Organizacional 2. Ligação com a Governança Organizacional 3. Ligação com o Gerenciamento de Operações 4. Ligação com o Gerenciamento de Projetos e Programas 5. As funções do Gerente de Portfólios 6. Papéis e Responsabilidades 7. Processos do Gerenciamento de Portfólios

78 Habilidade de Identificar as Melhores Ideias P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados Gerenciamento de Portfólios 100% Fazer os Projetos Certos Gerenciamento de Portfólios Valor Perdido Valor realizado Gerenciamento de Projetos e Programas Fazer Certo os Projetos 0% Habilidade de Realizar 100%

79 Conceitos Relacionamento Projeto-Programa-Portfólio Portfólio Portfólios Projetos Programas Programas Projetos Programas Projetos Outros Trabalhos Projetos Projetos Projetos Os componentes de um portfólio podem ser medidos, ranqueados e priorizados

80 Ligação com a Estratégia Organizacional Passo I Intenções estratégicas e priorização fornecem os critérios para a determinação dos recursos financeiros que devem ser alocados para o portfólio

81 Ligação com a Estratégia Organizacional Passo II As intenções estratégicas são mapeadas em um conjunto de projetos e programas. Os recursos são distribuídos de acordo com critérios de priorização e balanceamento.

82 Ligação com a Estratégia Organizacional Passo III Projetos e programas são autorizados e acompanhados, em alto nível (benefícios gerados). Portfólio se adéqua a mudanças de prioridade e de estratégia.

83 Ligação com a Estratégia Organizacional Passo VI Projetos, Programas e Operações são acompanhados segundo o modelo de governança da empresa

84 Ligação com a Estratégia Organizacional Gerentes de Portfólio Gerentes de Programas e Gerentes de Projetos

85 Clientes Processos Internos P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados Ligação com a Estratégia Organizacional BSC EBITDA Receita Projeto Venda Multicanal Clientes Ativos Índice de Satisfação Projeto Novo Call Center Custos Produtividade Tempo de Atendimento Programa Nacional de Treinamentos Treinamentos / Funcionário Plano de Remuneração Variável Retenção Índice de Satisfação

86 Aprendizado e Crescimento Processos Internos Satisfação dos Clientes Finanças Ligação com a Estratégia Organizacional Com relação ao BSC Corporativo, o Gerenciamento do portfólio deve: Entender as inter-relações entre os indicadores e o princípio da obliqüidade; Projetar a contribuição de cada Projetos/ Programa para o sucesso da estratégia; Determinar quais os projetos que mais contribuem para a realização da estratégia; Acompanhar a contribuição real dos projetos e Programas e propor ajustes. EBITDA Receita Projeto Venda Multicanal Clientes Ativos Índice de Satisfação Projeto Novo Call Center Custos Produtividade Tempo de Atendimento Programa Nacional de Treinamentos Treinamentos / Funcionário Plano de Remuneração Variável Retenção P4Pro - Satisfação Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados Índice de

87 Ligação com a Governança Organizacional P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

88 Ligação com a Governança Organizacional O que é Governança Organizacional? Governança é o ato de criar um modelo para alinhar, organizar e executar atividades coletivas de maneira coerente e inteligível, com o objetivo de atingir objetivos traçados Governança organizacional estabelece limites de poder, regras de conduta e protocolos de trabalho que as organizações podem utilizar para a condução das suas estratégias.

89 Ligação com a Governança Organizacional O que é Governança Organizacional? Inclui controles (processos e métricas) e contém os domínios de Operações, Projetos, Programas e Portfólios. A Governança Organizacional ocorre em diversos níveis da hierarquia. A Governança deve garantir que projetos e operações em qualquer nível de execução estejam alinhados com as estratégias organizacionais.

90 Ligação com a Governança Organizacional Macro-Fluxo P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

91 Ligação com o Gerenciamento de Projetos e Programas Gerenciamento de Portfólio Iniciação Diretrizes Ações Corretivas Finalização Gerenciamento de Projetos e Programas Relatórios de Progresso Necessidades de Recursos

92 Gerentes executivos Comitê de revisão de portfólio Gerentes de portfólio Patrocinadores Gerentes de programa Gerentes de projeto PgMO (Escritório de Gerenciamento de Programas) PMO (Escritório de Gerenciamento de Projetos) Equipe de projeto Gerente operacional Gerente funcional Gerente financeiro Clientes Parceiros de negócios Stakeholders Papéis Envolvidos

93 Ligação com o Gerenciamento de Operações Impacto dos Projetos nas Operações Processos utilizados nas operações são frequentemente resultados de projetos finalizados; Decisões tomadas durante o desenvolvimento do projeto podem impactar, positiva ou negativamente, o orçamento e a eficiência das operações.

94 Ligação com o Gerenciamento de Operações Impacto das Operações no Portfólio A performance financeira do Portfólio é resultante da eficiência das Operações; A performance das Operações pode ser determinante para a seleção e priorização de projetos; O paradigma On-Time/ On-Budget é insuficiente para a satisfação da estratégia.

95 Ligação com o Gerenciamento de Operações Finanças Uma gestão efetiva do portfólio requer informações financeiras atualizadas e corretas; Monitorar o orçamento do portfólio, controlando os gastos reais em comparação com os gastos planejados; Apurar os ganhos realizados em comparação com os ganhos projetados e recomendar ajustes.

96 Ligação com o Gerenciamento de Operações Marketing Análises, pesquisas e benchmarking são fundamentais na gestão de portfólio, visto que as oportunidades e ameaças são critérios importantes na análise e seleção dos projetos; Oportunidades em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) podem contemplar novos produtos ou melhorias de processos.

97 Ligação com o Gerenciamento de Operações Comunicação Corporativa Utilização de canais de comunicação estabelecidos para divulgação de progressos, mudanças e/ou conquistas; Exemplos: relatórios de acompanhamento já existentes, reuniões de diretoria, jornais e revistas (internos e externos).

98 Ligação com o Gerenciamento de Operações Recursos Humanos Identificação das necessidades de capacitação a partir da identificação dos componentes do portfólio; Execução de treinamento e recrutamento; Manutenção do pool de recursos da organização; Remoção de barreiras culturais aos conceitos de gerenciamento por projetos.

99 O Gerente de Portfólio Funções do Gerente de Portfólio Figura chave na priorização e balanceamento do portfólio, garantindo o alinhamento estratégico; Sumarização de informações relevantes; Provê à alta gestão avaliações atualizadas do portfólio e dos seus componentes, incluindo sugestões de ações corretivas; Participa nas revisões do portfólio apoiando a alta gestão e implementando sua visão e liderança.

100 Tipicamente um gerente Senior; O Gerente de Portfólio Perfil do Gerente de Portfólio Entendimento dos conceitos financeiros aplicados na avaliação de benefícios: Demonstrativos de resultados; Contabilidade; Valor presente; Taxa Interna de Retorno; Payback. Conhecimento dos processos de Gestão de Projetos e Programas; Experiência no desenho de processos e melhoria contínua; Habilidades gerenciais.

101 Papéis e Responsabilidades Papéis Gerentes Executivos Grupo de Avaliação do Portfólio Gerentes de Portfólio Patrocinadores Responsabilidades Determinam os objetivos estratégicos; Acompanhar a performance geral do portfólio; Em menores organizações, podem ser responsáveis por todos ou quase todos os processos de gestão do portfólio. Estabelece regras e procedimentos para decisões sobre o portfólio; Possui a autoridade para avaliar a performance do portfólio e decidir quando mudanças abrangentes são necessárias. Responsáveis pelo processo de gestão do portfólio Enviam relatórios de performance para o Grupo de Avaliação do Portfólio São campeões da causa de projetos e programas específicos; Buscam a aprovação do Grupo de Avaliação do Portfólio Acompanham a performance dos seus projetos e programas patrocinados.

102 Papéis e Responsabilidades Papéis Gerente de Programas Gerentes de Projetos Escritório de Projetos Outros papéis relevantes Responsabilidades Trabalha junto ao patrocinador para conseguir o apoio ao seu programa Provê Plano de Negócios detalhado Acompanha a performance dos projetos componentes do programa para garantir o alcance dos objetivos estratégicos associados ao programa Planejamento, execução, acompanhamento e entrega dos produtos dos projetos Provê informações ao Grupo de Avaliação do Portfólio de forma indireta Sugere planos de recuperação para projetos em risco Pode ser a casa dos gerentes de projetos, programas e portfólios Gerente de Operações Gerentes Funcionais Gerente Financeiro Clientes Fornecedores

103 Processos do Gerenciamento de Portfólio Pré-requisitos A organização, principalmente a alta gestão, compreende e apóia o conceito de Gerenciamento de Portfólio; Existência de Projetos e programas na empresa; Pessoal qualificado existente ou será treinado para tal; Existência de processo de gestão de projetos implantado; Papéis e responsabilidades organizacionais estão definidos; Existência de canais de comunicação adequados.

104 Processos do Gerenciamento de Portfólio Grupos de Processos de Alinhamento P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

105 Grupo de Processo de Alinhamento Identificar Componentes Criar uma lista compreensiva e atualizada com informações suficientes sobre componentes novos e correntes; Garantir informações completas, segundo o modelo adotado (uso de formulários); Classificar componentes (Projeto, Programa, Portfólio, Outros); Requer uma clara definição do que será considerado como componente para o Portfólio.

106 Grupo de Processo de Alinhamento Categorizar Componentes Classificar componentes em grupos relevantes para o negócio, de forma a permitir a aplicação de filtros e facilitar os processos seguintes (avaliação, seleção, priorização e balanceamento); Cada componente deve ser classificado em uma única categoria; Exemplos de Categorias: aumento de receitas, redução de custos, aumento de participação no mercado, estruturantes, regulatórios, etc.

107 Grupo de Processo de Alinhamento Avaliar Componentes Coleta de todas as informações relevantes para a avaliação comparativa entre componentes; As informações podem ser quantitativas ou qualitativas; Garantir a comparabilidade entre as informações dos diversos componentes; Utilização de critérios pontuáveis; Produção de relatórios gráficos.

108 Grupo de Processo de Alinhamento P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

109 Grupo de Processo de Alinhamento Selecionar Componentes Seleciona os componentes com base na comparação entre os critérios levantados (que podem ter nuances não precisamente quantificáveis); Produz uma lista reduzida contendo apenas os componentes aprovados (a iniciar ou antigos continuar); Registra as premissas utilizadas para aprovação ou rejeição.

110 Grupo de Processo de Alinhamento Matriz com dois Critérios P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

111 Obj Estrat 01 Obj Estrat 02 Obj Estrat 03 Obj Estrat 04 P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados Obj Estrat 05 Obj Estrat 06 Obj Estrat 07 Grupo de Processo de Alinhamento Uma Abordagem mais Abrangente Nome da Proposta de Investimento Custo / # Grupo Contrib. Projeto (R$) Benefício 30% 20% 15% 13% 9% 7% 6% 001 Proposta 15 R$ ,00 2,1700 0, Nenhuma Extrema Baixa Baixa Baixa Nenhuma Nenhuma 002 Proposta 3 R$ ,00 1,3000 0, Nenhuma Nenhuma Forte Baixa Moderada Nenhuma Nenhuma 003 Proposta 5 R$ ,00 1,2800 0, Baixa Baixa Nenhuma Forte Nenhuma Nenhuma Nenhuma 004 Proposta 1 R$ ,00 0,9300 0, Baixa NenhumaNenhuma NenhumaNenhuma Extrema Nenhuma 005 Proposta 6 R$ ,00 0,5400 0, Nenhuma Nenhuma Nenhuma Nenhuma Forte Nenhuma Nenhuma 006 Proposta 4 R$ ,00 1,1700 0, Nenhuma Nenhuma Nenhuma Nenhuma Nenhuma Extrema Extrema 007 Proposta 2 R$ ,00 1,7400 0, Nenhuma Forte Nenhuma Nenhuma Forte Nenhuma Nenhuma 008 Proposta 8 R$ ,00 2,2500 0, Nenhuma Extrema Moderada Nenhuma Nenhuma Nenhuma Nenhuma 009 Proposta 10 R$ ,00 2,7600 0, Moderada Extrema Nenhuma Nenhuma Nenhuma Nenhuma Baixa 010 Proposta 9 R$ ,00 2,7000 0, Extrema Nenhuma Nenhuma Nenhuma Nenhuma Nenhuma Nenhuma 011 Proposta 7 R$ ,00 1,8000 0, Nenhuma Extrema Nenhuma Nenhuma Nenhuma Nenhuma Nenhuma 012 Proposta 12 R$ ,00 0,9000 0, Nenhuma Nenhuma Nenhuma Nenhuma Moderada Extrema Nenhuma 013 Proposta 14 R$ ,00 1,2300 0, Nenhuma Nenhuma Nenhuma Nenhuma Forte Extrema Baixa 014 Proposta 13 R$ ,00 0,6500 0, Nenhuma Baixa Moderada Nenhuma Nenhuma NenhumaNenhuma 015 Proposta 11 R$ ,00 0,2800 0, Nenhuma Nenhuma Baixa Baixa Nenhuma NenhumaNenhuma Totais: R$ ,00 21,7000

112 Grupo de Processo de Alinhamento Uma Abordagem mais Abrangente P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

113 Grupo de Processo de Alinhamento Identificar Riscos do Portfólio Determina quais riscos poderiam afetar o portfólio e documenta as suas características; Para a análise de Riscos do Portfólio, são considerados temas gerais, aplicáveis a todos os projetos, não temas específicos que são utilizados no gerenciamento de riscos de projetos

114 Grupo de Processo de Alinhamento Analisar Riscos do Portfólio Inclui métodos para priorização dos riscos identificados para ações posteriores. A análise também considera a tolerância a riscos da organização e das Partes Interessadas

115 Grupo de Processo de Alinhamento Priorizar Componentes Classifica os componentes com relação à menor ou maior contribuição aos diversos aspectos relevantes ao negócio: inovação, crescimento, redução de custos, custo/ benefício etc. Permite determinar, por comparação, quais os componentes que devem merecer a maior prioridade na alocação de recursos.

116 Grupo de Processo de Alinhamento Matriz de Comparação par-a-par P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

117 Grupo de Processo de Alinhamento Análise de Múltiplos Critérios P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

118 Grupo de Processo de Alinhamento Desenvolver Respostas a Riscos do Portfólio Levantamento de opções e determinação de ações para realçar oportunidades e reduzir ameaças aos objetivos do portfólio Trata os riscos de acordo com sua prioridade, alterando cronogramas e o plano de gerenciamento do portfólio, conforme o caso

119 Grupo de Processo de Alinhamento Balancear Portfólio Objetiva prover o melhor mix de componentes capaz de implementar a estratégia da empresa; O objetivo deve ser o maior retorno possível, dentro dos limites de risco, levando em consideração os objetivos de curto, médio e longo prazos; Inclui a revisão dos componentes selecionados e priorizados; Documenta os critérios utilizados no balanceamento.

120 Grupo de Processo de Alinhamento Balanceando o Quadro de Investimentos Balanceamento de Portfólio ( )

121 Grupo de Processo de Alinhamento Balanceando o Quadro de Investimentos Balanceam ento Usando Indicadores e Critérios Projeto 1: 1.000,000 Projeto 1: 1.000,000 Projeto 1: 1.000,000 Indicador Y Projeto 1: 1.000,000 Projeto 1: 1.000,000 Projeto 1: 1.000, Projeto 1: 1.000,000 Projeto 1: 1.000, Indicador X Balanceamento de Portfólio ( )

122 Grupo de Processo de Alinhamento Comunicar Ajustes no Portfólio Comunica as mudanças no Portfólio para as Partes Interessadas para administrar as expectativas. Assegura que o Portfólio permanece na direção correta

123 Grupo de Processo de Alinhamento Autorizar Componentes Formalizar a alocação/ desalocação de recursos organizacionais aos componentes do portfólio; Autorizar o início ou o cancelamento de componentes; Comunicar os resultados esperados. Autorização ( )

124 Processos do Gerenciamento de Portfólio Grupos de Processos de Monitoramento e Controle P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

125 Grupo de Processo de Monitoramento e Controle P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados Determina se: Monitorar e Controlar Riscos do Portfólio As premissas do portfólio ainda são válidas O risco, ao ser avaliado, mudou em relação ao seu estado anterior As políticas e procedimentos apropriados de gerenciamento de riscos estão sendo seguidos As reservas de contingências de custos ou de cronogramas devem ser modificadas de acordo com os riscos

126 Grupo de Processo de Monitoramento e Controle Revisar e Relatar Desempenho do Portfólio Coletar informações de performance; Executado pelo Grupo de Revisão do Portfólio; Garante o alinhamento estratégico, revendo a lista de componentes selecionados, incluindo, repriorizando e cancelando componentes quando adequado.

127 Grupo de Processo de Monitoramento e Controle Análise de Metas do Portfólio P4Pro - Gerenciamento por Projetos Todos os Direitos Reservados

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais

ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO

ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO 05.11.2015 SUMÁRIO INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO DE PORTFÓLIO CENÁRIO NEGATIVO DOS PORTFÓLIOS NAS ORGANIZAÇÕES GOVERNANÇA

Leia mais

CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10

CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10 CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10 Planejar e Organizar Gerenciar Projetos Pedro Rocha http://rochapedro.wordpress.com RESUMO Este documento trás a tradução do objetivo de controle PO10 (Gerenciamento

Leia mais

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Miriam Regina Xavier de Barros, PMP mxbarros@uol.com.br Agenda Bibliografia e Avaliação 1. Visão Geral sobre o PMI e o PMBOK 2. Introdução

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Grupo de Consultores em Governança de TI do SISP 20/02/2013 1 Agenda 1. PMI e MGP/SISP 2. Conceitos Básicos - Operações e Projetos - Gerenciamento de Projetos - Escritório de

Leia mais

Administração Judiciária

Administração Judiciária Administração Judiciária Planejamento e Gestão Estratégica Claudio Oliveira Assessor de Planejamento e Gestão Estratégica Conselho Superior da Justiça do Trabalho Gestão Estratégica Comunicação da Estratégia

Leia mais

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve.

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve. Balanced Scorecard BSC 1 2 A metodologia (Mapas Estratégicos e Balanced Scorecard BSC) foi criada por professores de Harvard no início da década de 90, e é amplamente difundida e aplicada com sucesso em

Leia mais

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Histórico de Revisões Data Versão Descrição 30/04/2010 1.0 Versão Inicial 2 Sumário 1. Introdução... 5 2. Público-alvo... 5 3. Conceitos básicos...

Leia mais

Política de Gestão de Riscos

Política de Gestão de Riscos Política de Gestão de Riscos 1 OBJETIVO Fornecer as diretrizes para a Gestão de Riscos da Fibria, assim como conceituar, detalhar e documentar as atividades a ela relacionadas. 2 ABRANGÊNCIA Abrange todas

Leia mais

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE DESCRIÇÕES DOS NÍVEIS APRENDIZ SABER Aprende para adquirir conhecimento básico. É capaz de pôr este conhecimento em prática sob circunstâncias normais, buscando assistência

Leia mais

fagury.com.br. PMBoK 2004

fagury.com.br. PMBoK 2004 Este material é distribuído por Thiago Fagury através de uma licença Creative Commons 2.5. É permitido o uso e atribuição para fim nãocomercial. É vedada a criação de obras derivadas sem comunicação prévia

Leia mais

Gestão de Portfólio de Projetos

Gestão de Portfólio de Projetos Dez/2010 Gestão de de Projetos Prof. Américo Pinto FGV, IBMEC-RJ, PUC-RJ, COPPEAD Email: contato@americopinto.com.br Twitter: @americopinto Linkedin: Americo Pinto Website: www.americopinto.com.br Por

Leia mais

Oficina de Gestão de Portifólio

Oficina de Gestão de Portifólio Oficina de Gestão de Portifólio Alinhando ESTRATÉGIAS com PROJETOS através da GESTÃO DE PORTFÓLIO Gestão de portfólio de projetos pode ser definida como a arte e a ciência de aplicar um conjunto de conhecimentos,

Leia mais

A ESTRELA QUE QUEREMOS. Planejamento Estratégico de Estrela

A ESTRELA QUE QUEREMOS. Planejamento Estratégico de Estrela Planejamento Estratégico de Estrela 2015 2035 O planejamento não é uma tentativa de predizer o que vai acontecer. O planejamento é um instrumento para raciocinar agora, sobre que trabalhos e ações serão

Leia mais

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI FINANÇAS EM PROJETOS DE TI 2012 Material 1 Prof. Luiz Carlos Valeretto Jr. 1 E-mail valeretto@yahoo.com.br Objetivo Objetivos desta disciplina são: reconhecer as bases da administração financeira das empresas,

Leia mais

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation.

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. O SoftExpert PPM Suite é a solução mais robusta, funcional e fácil para priorizar, planejar, gerenciar e executar projetos, portfólios

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI 1. PI06 TI 1.1. Processos a serem Atendidos pelos APLICATIVOS DESENVOLVIDOS Os seguintes processos do MACROPROCESSO

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO. Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br

GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO. Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Guia de Estudo Vamos utilizar para a nossa disciplina de Modelagem de Processos com BPM o guia

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos PMI, PMP e PMBOK PMI (Project Management Institute) Estabelecido em 1969 e sediado na Filadélfia, Pensilvânia EUA, o PMI é a principal associação mundial, sem fins lucrativos,

Leia mais

Aula 2 Governança do projeto Papéis e Responsabilidades

Aula 2 Governança do projeto Papéis e Responsabilidades Aula 2 Governança do projeto Papéis e Responsabilidades Objetivos da Aula: Nesta aula, iremos conhecer os diversos papéis e responsabilidades das pessoas ou grupos de pessoas envolvidas na realização de

Leia mais

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO Simplificar e padronizar os processos internos, incrementando o atendimento ao usuário. Especificamente o projeto tem o objetivo de: Permitir

Leia mais

Desenvolve Minas. Modelo de Excelência da Gestão

Desenvolve Minas. Modelo de Excelência da Gestão Desenvolve Minas Modelo de Excelência da Gestão O que é o MEG? O Modelo de Excelência da Gestão (MEG) possibilita a avaliação do grau de maturidade da gestão, pontuando processos gerenciais e resultados

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 1 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação Pesquisa realizada com os participantes do de Apresentação O perfil do profissional de Projetos Pesquisa realizada durante o 12 Seminário Nacional de, ocorrido em 2009, traça um importante perfil do profissional

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

ISO 9001 Relatórios. A importância do risco em gestao da qualidade. Abordando a mudança. ISO Revisions. ISO Revisions

ISO 9001 Relatórios. A importância do risco em gestao da qualidade. Abordando a mudança. ISO Revisions. ISO Revisions ISO 9001 Relatórios A importância do risco em gestao da qualidade Abordando a mudança BSI Group BSI/UK/532/SC/1114/en/BLD Contexto e resumo da revisão da ISO 9001:2015 Como uma Norma internacional, a ISO

Leia mais

Trilhas Técnicas SBSI - 2014

Trilhas Técnicas SBSI - 2014 brunoronha@gmail.com, germanofenner@gmail.com, albertosampaio@ufc.br Brito (2012), os escritórios de gerenciamento de projetos são importantes para o fomento de mudanças, bem como para a melhoria da eficiência

Leia mais

Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC

Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC Uma estrutura de apoio à Inovação Eliza Coral, Dr. Eng., PMP Outubro, 2010 Diretrizes Organizacionais Missão Contribuir para o desenvolvimento sustentável

Leia mais

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Adm.Walter Lerner 1.Gestão,Competência e Liderança 1.1.Competências de Gestão Competências Humanas e Empresariais são Essenciais Todas as pessoas estão, indistintamente,

Leia mais

1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit.

1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit. 1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit. 2 Regras e Instruções: Antes de começar a fazer a avaliação leia as instruções

Leia mais

Gerenciamento de Portfólio

Gerenciamento de Portfólio Qualidade, Processos e Gestão de Software Prof. Alexandre Vasconcelos e Prof. Hermano Perrelli Fabricio Araújo Gerenciamento de Portfólio Projetos? Projetos? Portifólios? Projetos? Projetos Programas Portfólio

Leia mais

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade As empresas têm passado por grandes transformações, com isso, o RH também precisa inovar para suportar os negócios

Leia mais

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos O que você vai mudar em sua forma de atuação a partir do que viu hoje? Como Transformar o Conteúdo Aprendido Neste Seminário em Ação! O que debatemos

Leia mais

Formulação da Visão e da Missão

Formulação da Visão e da Missão Formulação da Visão e da Missão Zilta Marinho zilta@globo.com Os grandes navegadores sempre sabem onde fica o norte. Sabem aonde querem ir e o que fazer para chegar a seu destino. Com as grandes empresas

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Em conformidade com a metodologia PMI 1 Apresentações Paulo César Mei, MBA, PMP Especialista em planejamento, gestão e controle de projetos e portfólios, sempre aplicando as melhores

Leia mais

Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da

Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da Informação e Documentação Disciplina: Planejamento e Gestão

Leia mais

Módulo 15 Resumo. Módulo I Cultura da Informação

Módulo 15 Resumo. Módulo I Cultura da Informação Módulo 15 Resumo Neste módulo vamos dar uma explanação geral sobre os pontos que foram trabalhados ao longo desta disciplina. Os pontos abordados nesta disciplina foram: Fundamentos teóricos de sistemas

Leia mais

Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto

Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto BALANCED SCORECARD Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto Por que a Implementação da Estratégia torna-se cada vez mais importante? Você conhece a Estratégia de sua Empresa? Muitos líderes

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 2 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

Auditoria Interna do Futuro: Você está Preparado? Oswaldo Basile, CIA, CCSA. Presidente IIA Brasil

Auditoria Interna do Futuro: Você está Preparado? Oswaldo Basile, CIA, CCSA. Presidente IIA Brasil Auditoria Interna do Futuro: Você está Preparado? Oswaldo Basile, CIA, CCSA. Presidente IIA Brasil O futuro é (deveria ser) o sucesso Como estar preparado? O que você NÃO verá nesta apresentação Voltar

Leia mais

O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão

O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão Esse artigo tem como objetivo apresentar estratégias para assegurar uma equipe eficiente em cargos de liderança, mantendo um ciclo virtuoso

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 3. Gestão empresarial 3.1 Gestão empresarial Objetivo: prover

Leia mais

I Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações

I Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações I Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA (GSI/PR) OBJETIVO Identificar a Metodologia de Gestão de SIC na APF AGENDA Gestão

Leia mais

Gestão de Programas Estruturadores

Gestão de Programas Estruturadores Gestão de Programas Estruturadores Fevereiro/2014 DEFINIÇÕES Rede de Desenvolvimento Integrado Arranjos que estimulam e proporcionam um comportamento (em rede) cooperativo entre agentes governamentais

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Outubro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Abordar o domínio Adquirir e Implementar e todos

Leia mais

Alinhamento entre Estratégia e Processos

Alinhamento entre Estratégia e Processos Fabíola Azevedo Grijó Superintendente Estratégia e Governança São Paulo, 05/06/13 Alinhamento entre Estratégia e Processos Agenda Seguros Unimed Modelo de Gestão Integrada Kaplan & Norton Sistema de Gestão

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS. Vanice Ferreira

GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS. Vanice Ferreira GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS Vanice Ferreira 12 de junho de 2012 GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS: conceitos iniciais DE QUE PROCESSOS ESTAMOS FALANDO? GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS: conceitos iniciais

Leia mais

O Valor da TI. Introduzindo os conceitos do Val IT para mensuração do valor de Tecnologia da Informação. Conhecimento em Tecnologia da Informação

O Valor da TI. Introduzindo os conceitos do Val IT para mensuração do valor de Tecnologia da Informação. Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação O Valor da TI Introduzindo os conceitos do Val IT para mensuração do valor de Tecnologia da Informação 2010 Bridge Consulting

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Setembro de 2010 Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente

Leia mais

Como facilitar sua Gestão Empresarial

Como facilitar sua Gestão Empresarial Divulgação Portal METROCAMP Como facilitar sua Gestão Empresarial Aplique o CANVAS - montando o seu(!) Modelo de Gestão Empresarial de Werner Kugelmeier WWW.wkprisma.com.br Por que empresas precisam de

Leia mais

4º Congresso de Gerenciamento de Projetos da Amazônia. Minicurso: Gerenciamento de Portfólio Palestrante: Luis Augusto dos Santos, MSc,PMP

4º Congresso de Gerenciamento de Projetos da Amazônia. Minicurso: Gerenciamento de Portfólio Palestrante: Luis Augusto dos Santos, MSc,PMP 4º Congresso de Gerenciamento de Projetos da Amazônia Minicurso: Gerenciamento de Portfólio Palestrante: Luis Augusto dos Santos, MSc,PMP Agenda Introdução ao Gerenciamento de Portfólio Identificar e Categorizar

Leia mais

Módulo 07 Gestão de Conhecimento

Módulo 07 Gestão de Conhecimento Módulo 07 Gestão de Conhecimento Por ser uma disciplina considerada nova dentro do campo da administração, a gestão de conhecimento ainda hoje tem várias definições e percepções, como mostro a seguir:

Leia mais

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro:

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro: Gerenciamento de Projetos Teoria e Prática Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009 do PMBOK do PMI Acompanha o livro: l CD com mais de 70 formulários exemplos indicados pelo PMI e outros desenvolvidos

Leia mais

Desenvolvendo e avaliando programas de incentivos de remuneração de curto prazo

Desenvolvendo e avaliando programas de incentivos de remuneração de curto prazo Desenvolvendo e avaliando programas de incentivos de remuneração de curto prazo Com a competição por talentos e a cobrança maior por resultados financeiros, as empresas vem procurando criar ou alterar

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA 5 GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS 7 INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE PROJETOS

TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA 5 GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS 7 INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE PROJETOS TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA Líderes eficazes devem encontrar maneiras de melhorar o nível de engajamento, compromisso e apoio das pessoas, especialmente durante os períodos

Leia mais

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras 1. DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente para o desenvolvimento sustentável, das áreas onde atuamos e

Leia mais

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional.

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Tema 1: Eficiência Operacional Buscar a excelência na gestão de custos operacionais. Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Agilizar

Leia mais

Estratégia de TI. Posicionamento Estratégico da TI: como atingir o alinhamento com o negócio. Conhecimento em Tecnologia da Informação

Estratégia de TI. Posicionamento Estratégico da TI: como atingir o alinhamento com o negócio. Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação Estratégia de TI Posicionamento Estratégico da TI: como atingir o alinhamento com o negócio 2011 Bridge Consulting Apresentação

Leia mais

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC {aula #2} Parte 1 Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11)

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES DESENHO DE SERVIÇO Este estágio do ciclo de vida tem como foco o desenho e a criação de serviços de TI cujo propósito será realizar a estratégia concebida anteriormente. Através do uso das práticas, processos

Leia mais

METODOLOGIA HSM Centrada nos participantes com professores com experiência executiva, materiais especialmente desenvolvidos e infraestrutura tecnológica privilegiada. O conteúdo exclusivo dos especialistas

Leia mais

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP DARCI PRADO Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP Versão 2.0.0 Janeiro 2014 Extraído do Livro "Maturidade em Gerenciamento de Projetos" 3ª Edição (a publicar)

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO

GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO Indicadores e Diagnóstico para a Inovação Primeiro passo para implantar um sistema de gestão nas empresas é fazer um diagnóstico da organização; Diagnóstico mapa n-dimensional

Leia mais

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS GESTÃO POR COMPETÊNCIAS STM ANALISTA/2010 ( C ) Conforme legislação específica aplicada à administração pública federal, gestão por competência e gestão da capacitação são equivalentes. Lei 5.707/2006

Leia mais

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide A Nova América na vida das pessoas 8 Cultural Empresarial Missão Do valor do campo ao campo de valor

Leia mais

Parte integrante da Metodologia Tear de Trabalho em Cadeia de Valor

Parte integrante da Metodologia Tear de Trabalho em Cadeia de Valor Parte integrante da Metodologia Tear de Trabalho em Cadeia de Valor 2 Apresentando as etapas da Metodologia Tear de forma simplificada, esta versão resumida foi preparada para permitir um acesso rápido

Leia mais

Estrutura Hierárquica de Planejamento e Controle da Produção Estratégico Entradas Ações Saídas Fonte

Estrutura Hierárquica de Planejamento e Controle da Produção Estratégico Entradas Ações Saídas Fonte Estratégico Previsão do Negócio Estrutura Hierárquica de Planejamento e Controle da Produção Estratégico Entradas Ações Saídas Fonte Mercados e demandas de longo prazo. Competidores. Fatores econômicos,

Leia mais

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS IS/TI

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS IS/TI COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS IS/TI DESCRIÇÕES DOS NÍVEIS APRENDIZ Aprende para adquirir conhecimento básico. É capaz de pôr este conhecimento em prática sob circunstâncias normais, buscando assistência se necessário.

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos

3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos 3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos Este capítulo tem como objetivo a apresentação das principais ferramentas e metodologias de gerenciamento de riscos em projetos, as etapas do projeto onde o processo

Leia mais

Capítulo 1. Introdução ao Gerenciamento de Projetos

Capítulo 1. Introdução ao Gerenciamento de Projetos Capítulo 1 Introdução ao Gerenciamento de Projetos 2 1.1 DEFINIÇÃO DE PROJETOS O projeto é entendido como um conjunto de ações, executadas de forma coordenada por uma organização transitória, ao qual são

Leia mais

Módulo 2. Origem do BSC, desdobramento do BSC, estrutura e processo de criação do BSC, gestão estratégica e exercícios

Módulo 2. Origem do BSC, desdobramento do BSC, estrutura e processo de criação do BSC, gestão estratégica e exercícios Módulo 2 Origem do BSC, desdobramento do BSC, estrutura e processo de criação do BSC, gestão estratégica e exercícios Origem do BSC Cenário Competitivos CONCORRENTE A CONCORRENTE C VISÃO DE FUTURO ESTRATÉGIA

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Elaboração Luiz Guilherme D CQSMS 10 00 Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes Avaliação da Necessidade de Treinamento

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

biblioteca Cultura de Inovação Dr. José Cláudio C. Terra & Caspar Bart Van Rijnbach, M Gestão da Inovação

biblioteca Cultura de Inovação Dr. José Cláudio C. Terra & Caspar Bart Van Rijnbach, M Gestão da Inovação O artigo fala sobre os vários aspectos e desafios que devem ser levados em consideração quando se deseja transformar ou fortalecer uma cultura organizacional, visando a implementação de uma cultura duradoura

Leia mais

União Metropolitana de Educação e Cultura. Interdisciplinar I Módulo CSTs: RH, Logística e GESCOM

União Metropolitana de Educação e Cultura. Interdisciplinar I Módulo CSTs: RH, Logística e GESCOM União Metropolitana de Educação e Cultura Interdisciplinar I Módulo CSTs: RH, Logística e GESCOM Lauro de Freitas - BAHIA 2013 2 JUSTIFICATIVA A principal justificativa para o desenvolvimento e implementação

Leia mais

Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos

Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos 11. Gerenciamento de riscos do projeto PMBOK 2000 PMBOK 2004 11.1 Planejamento de gerenciamento de riscos 11.1 Planejamento de gerenciamento de riscos

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO PMI PULSO DA PROFISSÃO RELATÓRIO DETALHADO GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO Destaques do Estudo As organizações mais bem-sucedidas serão aquelas que encontrarão formas de se diferenciar. As organizações estão

Leia mais

SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL SGA MANUAL CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS

SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL SGA MANUAL CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL MANUAL Elaborado por Comitê de Gestão de Aprovado por Paulo Fernando G.Habitzreuter Código: MA..01 Pag.: 2/12 Sumário Pag. 1. Objetivo...

Leia mais

Missão, Visão e Valores

Missão, Visão e Valores , Visão e Valores Disciplina: Planejamento Estratégico Página: 1 Aula: 12 Introdução Página: 2 A primeira etapa no Planejamento Estratégico é estabelecer missão, visão e valores para a Organização; As

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

Service Level Management SLM. Gerenciamento de Níveis de Serviço

Service Level Management SLM. Gerenciamento de Níveis de Serviço Service Level Management SLM Gerenciamento de Níveis de Serviço 1 É o balanço o entre... Qualidade dos serviços entregues Expectativa do cliente 2 Processo: Definições Service Level Management (SLM) Têm

Leia mais

GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com

GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com Conceito Com base nas definições podemos concluir que: Governança de de TI TI busca o compartilhamento de de decisões de de TI TI com os os demais dirigentes

Leia mais

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM É COM GRANDE PRAZER QUE GOSTARÍAMOS DE OFICIALIZAR A PARTICIPAÇÃO DE PAUL HARMON NO 3º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE BPM!! No ano passado discutimos Gestão

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS

GERENCIAMENTO DE PROJETOS GERENCIAMENTO DE PROJETOS O que é um Projeto? Regra Início e fim definidos Destinado a atingir um produto ou serviço único Escopo definido Características Sequência clara e lógica de eventos Elaboração

Leia mais

GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS

GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS ISSN 1984-9354 GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS Emerson Augusto Priamo Moraes (UFF) Resumo Os projetos fazem parte do cotidiano de diversas organizações, públicas e privadas, dos mais diversos

Leia mais

Gerência de Projetos

Gerência de Projetos Gerência de Projetos Escopo Custo Qualidade Tempo CONCEITO PROJETOS: são empreendimentos com objetivo específico e ciclo de vida definido Precedem produtos, serviços e processos. São utilizados as funções

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Contratação de consultoria pessoa física para serviços de preparação

Leia mais

Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO. Profa. Leonor Cordeiro Brandão

Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO. Profa. Leonor Cordeiro Brandão Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO Profa. Leonor Cordeiro Brandão Relembrando Vimos alguns conceitos importantes: O que são dados; O que é informação; Quando uma informação se transforma em conhecimento;

Leia mais