IDC FutureScape - Sumário Executivo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "IDC FutureScape - Sumário Executivo"

Transcrição

1

2 IDC FutureScape - Sumário Executivo Cloud no Centro ª Plataforma TI Capacidade de Inovação Pipelines de Dados Intimidade com escala Tudo Fonte: IDC, 0

3 Transformação Digital Em Finais de 0, Dois Terços dos CEO Vão Ter a Transformação Digital no Centro da Sua Estratégia Corporativa Impacto no negócio e nas TI Uma componente crescente dos orçamentos corporativos de TI % em 00 vai estar relacionada com iniciativas de transformação digital. As áreas de negócio vão controlar uma parcela crescente da despesa TI - em 0, as áreas de negócio vão controlar mais de % da despesa de TI. / das principais empresas em cada sector vai ser ameaçada por concorrentes que utilizam a ª Plataforma de TI para redefinir a oferta, transformar os modelos de negócio e fortalecer o envolvimento dos clientes. Orientações Criação de uma forte liderança nesta fase de construção da transformação digital Chief Digital Officer (CDO), Chief Operations Officer (COO) conhecedor da tecnologia e/ou Chief Information Officer (CIO) para alcançar um equilíbrio entre o incentivo à inovação e a crescente necessidade de governação e de integração das iniciativas de transformação digital. Os CIO necessitam de recalibrar as prioridades de TI à medida que estas se infiltram nos produtos e serviços da organização. Os fornecedores de TI devem mapear as suas ofertas à crescente diversidade de iniciativas de transformação digital. Cloud no Centro ª Plataforma TI Pipelines de Dados Capacidade de Inovação Intimidade com escala Fonte: IDC, 0 Tudo

4 Transformação Digital Em Finais de 0, a Maioria dos CEO Vai Ter a Transformação Digital no Centro da Sua Estratégia Corporativa Indicadores no mercado nacional Organizações nacionais acreditam ter competências digitais Negócio tem uma visão mais positiva do que TI PME com uma visão mais positiva do que grandes organizações Maioria das organizações nacionais estão nas primeiras fases da maturidade da transformação digital Cerca de um terço pode ser considerada Digital Resistent, enquanto outro terço pode ser classificada como Digital Explorer O círculo vermelho indica a implicação no mercado nacional. Fonte: IDC, 0

5 ª Plataforma de TI Em 0, Mais de 0% da Despesa TI das Organizações Vai Estar Relacionada com Tecnologias, Soluções e Serviços da ª Plataforma Impacto no negócio e nas TI Os portefólios de TI vão alterar-se nos próximos anos, à medida que a despesa com tecnologias e soluções da ª Plataforma vai crescer a uma média anual de % até 00, enquanto a despesa com a ª Plataforma TI vai diminuir a um ritmo anual de %. Em 0, a totalidade das novas iniciativas de negócio baseadas nas TI vai ser desenvolvida com tecnologias da ª Plataforma TI. Em 00, mais de 0% da despesa na ª Plataforma TI vai ser impulsionada por novas aplicações e serviços relacionados com a transformação digital. Orientações Acelere a transição da sua organização para a nova plataforma de inovação: dê importância ao investimento em ferramentas e competências da ª. Coloque maior enfâse na próxima geração de aplicações e serviços críticos de negócio em breve vão superar os sistemas tradicionais. Para os fornecedores de TI, o imperativo óbvio continua a ser o de acelerar a mudança da oferta da ª para a ª Plataforma, cuja procura está em crescimento. Vai ser difícil convencer as empresas que pode auxilia-las no seu caminho para a ª Plataforma se está atrasado nesta transição. Cloud no Centro ª Plataforma TI Pipelines de Dados Capacidade de Inovação Intimidade com escala Fonte: IDC, 0 Tudo

6 ª Plataforma de TI Em 0, Mais de 0% da Despesa TI das Organizações Vai Estar Relacionada com Tecnologias, Soluções e Serviços da ª Plataforma Indicadores no mercado nacional Despesa com tecnologias da ª Plataforma de TI já representa mais de % da despesa total com TI Equivalente a, mil milhões de euros Despesa com serviços de cloud computing vai representar mais de 0% do orçamento de TI em 00 Dispositivos móveis já representam 0% do mercado de equipamentos cliente Mais de um terço das organizações nacionais já consagra entre % a 0% do orçamento a iniciativas de mobilidade ª Plataforma TI O círculo vermelho indica a implicação no mercado nacional. Fonte: IDC, 0

7 Cloud no Centro Em 0, Metade da Despesa TI Vai Ser Baseada em Serviços Cloud Impacto no negócio e nas TI "Cloud em primeiro lugar" é a palavra de ordem para os fornecedores de hardware, software e serviços. Ambientes dispersos híbridos e multicloud vão ser a regra. Em 0, % dos ativos de TI utilizados pelas organizações vão estar alojados no exterior. A grande maioria da nova geração de aplicações criticas de negócio está a ser desenvolvida e executada na cloud. Nos próximos três a cinco anos, a maioria das grandes organizações vão ter mais dados na cloud do que nos seus centros de dados. Todas as organizações vão ser um fornecedor de serviços cloud computing inovador para o seu mercado. Orientações Não espere pelos seus fornecedores para dominar a cloud; Domine a integração e a gestão de ambientes híbridos e multicloud; este vai ser um requisito fundamental de operação. Migre para um portefólio 0% cloud em 0. Para os fabricantes de software, isto significa um portefólio SaaS. Para os fabricantes de hardware, tal significa desenhar ofertas baseadas em código (versus trabalho), disponibilizadas em modelos SaaS. Cloud no Centro ª Plataforma TI Pipelines de Dados Capacidade de Inovação Intimidade com escala Fonte: IDC, 0 Tudo

8 Cloud no Centro Em 0, Metade da Despesa TI Vai Ser Baseada em Serviços Cloud Indicadores no mercado nacional Maioria das organizações nacionais já utilizam os diferentes modelos de serviços cloud computing públicos, privados e em hosting Utilização diferenciada consoante os modelos Redução de custos (públicos) Melhorar a escalabilidade (hosting) Controlo das TI pelas áreas de negócio Processo de adaptação do departamento de TI à contratação de serviços cloud computing em curso nas organizações nacionais Gestão dinâmica Apenas % das empresas tem uma estratégia cloud first Mas, mais de 0% avalia em circunstâncias idênticas serviços cloud e on-premise Mais de 0% das organizações já colocaram mais de % das cargas em cloud computing; Despesa com serviços de cloud computing já representa % do orçamento de TI das organizações nacionais % para serviços públicos % para serviços privados Em 00, vai representar mais de % do orçamento de TI Cloud no Centro O círculo vermelho indica a implicação no mercado nacional. Fonte: IDC, 0

9 Capacidade de Inovação Em 0, as Organizações com Estratégias Digitais Vão Duplicar as Capacidades de Desenvolvimento de Software Impacto no negócio e nas TI Qualquer organização vai transformar-se numa organização de software. Grandes comunidades de programadores vão aparecer em redor de aplicações e serviços IoT, aplicações e serviços cognitivos, aplicações e serviços de realidade aumentada/realidade virtual, aplicações e serviços de robótica e mashups de transformação digital que incluem todas estas tecnologias. A escassez de recursos vai impulsionar a expansão de fornecedores de serviços de inovação digital. O crescimento da despesa das organizações em recursos de desenvolvimento interno e externo vai ser complementada pelas suas decisões de externalizar os sistemas de TI. Orientações Para os CEO: dê prioridade ao recrutamento e retenção de programadores de talento, de preferência com conhecimento do seu mercado. Tenha em consideração a criação de uma unidade de negócio digital para permitir rapidamente alcançar massa critica na capacidade de inovação. Adopte esforços concertados para expandir o leque de serviços de dados disponíveis para exploração por estes programadores como parte integrante deste esforço de capacidade de inovação. Atribua uma função com relevância aos CIO e às suas equipas. Os CIO tem sido envolvidos marginalmente envolvidos nas tentativas de escalar a capacidade de inovação. Os fornecedores de TI devem criar propostas de valor convincentes. Cloud no Centro ª Plataforma TI Pipelines de Dados Capacidade de Inovação Intimidade com escala Fonte: IDC, 0 Tudo

10 Capacidade de Inovação Em 0, as Organizações com Estratégias Digitais Vão Aumentar as Capacidades de Desenvolvimento de Software Indicadores no mercado nacional A generalidade das organizações nacionais acredita que as alterações tecnológicas são uma oportunidade para melhorar produtos e serviços Maioria sublinha que as tecnologias emergentes permitem um conhecimento mais aprofundado dos clientes Número de aplicações em produção aumentou consideravelmente nos últimos anos Em média, as organizações nacionais possuem cerca de 0 aplicações em produção (0 alguns anos atrás) Crescimento da procura de aplicações móveis e de serviços de cloud computing vai aumentar necessidades de desenvolvimento de software. Capacidade de Inovação O círculo vermelho indica a implicação no mercado nacional. Fonte: IDC, 0

11 Pipelines de Dados Em 0, as Organizações com Estratégias Digitais Vão Expandir a Vezes as Fontes de Dados Externas e Disponibilizar ao Exterior 0 Vezes Mais Dados Impacto no negócio e nas TI Em 0, 0% das organizações vão adquirir dados externos (0% das grandes organizações já o fazem). As organizações com estratégias de transformação digital vão integrar dados externos nas suas ofertas digitais. As organizações em todos os sectores vão participar numa corrida de dados para identificar e tornar segura as melhores pipelines de dados para alimentar as suas equipas de inovação. Os maiores fornecedores de analítica e plataformas cloud vão expandir os armazéns de dados a par das suas "lojas aplicacionais" para facilitar a busca e subscrição de dados externos. Em 0, dois terços dos fornecedores SaaS vão disponibilizar fluxos de dados como valor acrescentado opcional. A legislação sobre privacidade de dados vai proliferar nos próximos três anos, assim como o apetite das organizações pelos dados. Orientações As organizações devem identificar quais os dados externos que as podem auxiliar a ter um melhor desempenho nos seus mercados e utilizar as tecnologias da ª Plataforma de TI para estabelecer ligações a esses dados. As organizações que procuram distribuir/rentabilizar os seus dados devem pensar numa escala de distribuição/consumo totalmente diferente. As organizações devem melhorar a sua capacidade para to exercer controlo sobre os dados que criam e consomem. Crie a função de Chief Data Officer (CDO). As organizações vão necessitar de demonstrar conformidade com a legislação de privacidade de dados e desenvolver estratégias de dados que funcionem eficazmente com os constrangimentos de privacidade. Os fornecedores devem ter em consideração como podem participar na crescente procura de fontes de dados para alimentar os motores de inovação digital dos clientes. Cloud no Centro ª Plataforma TI Pipelines de Dados Capacidade de Inovação Fonte: IDC, 0 Intimidade com escala Tudo

12 Pipelines de Dados Em 0, Maioria das Organizações Vai Iniciar Projetos com Dados Externos Indicadores no mercado nacional Dados corporativos (estruturados e não estruturados) tem vindo a crescer a um ritmo exponencial. Maturidade das organizações nacionais relativamente à informação ainda é reduzida. Cerca de 0% das organizações nacionais nas primeiras fases de maturidade. Governação dos dados dispersa por múltiplas funções CEO/administrador; CIO/Diretor de informática; Diretores executivos. Apenas / das organizações nacionais tem uma estratégia de gestão de dados. Mais de 0% recolhem grandes quantidades mas não maximizam o seu valor. Pipelines de Dados O círculo vermelho indica a implicação no mercado nacional. Fonte: IDC, 0

13 Em 0, Vão Existir Mais de Mil Milhões de Equipamentos IoT e Mais de 00 Mil Novas Aplicações e Serviços Impacto no negócio e nas TI As cargas de trabalho IoT vão transformar os requisitos dos centros de dados corporativos. As cargas de trabalho IoT vão impulsionar cerca de 0% das novas necessidades de capacidade dos servidores em0 (% em 00). Em 0, mais de dois terços das redes de TI vão ter uma brecha de segurança IoT. IoT vai possibilitar uma nova classe de aplicações de transformação digital, às quais a IDC designa como gémeos digitais réplicas digitais em tempo real da oferta e das operações das organizações. Orientações Os responsáveis de negócio devem monitorizar a emergência de equipamentos IoT que representam novos pontos de contacto para serviços digitais de valor acrescentado no seu sector. As equipas de desenvolvimento devem direcionar tantos recursos para IoT nos próximos três anos como os que atribuem ao desenvolvimento de aplicações/serviços móveis. Em 0, os CIO e as suas equipas criar em conjunto avaliações e planos de ação para se preparar para o impacto que a IoT vai ter na infraestrutura de TI e na segurança. Os fornecedores de TI devem avaliar e alinhar com as novas oportunidades de ofertas IoT: na infraestrutura, no suporte de desenvolvimento, nas aplicações/serviços e nos serviços profissionais. Cloud no Centro ª Plataforma TI Pipelines de Dados Capacidade de Inovação Fonte: IDC, 0 Intimidade com escala Tudo

14 Em 0, Vão Existir Mais de 0 Milhões de Equipamentos IoT no Território Nacional Indicadores no mercado nacional Cerca de / das organizações nacionais acredita que IoT vai introduzir alterações significativas no negócio Apenas % das empresas acredita que tem potencial para transformar o negócio Mais de % das organizações nacionais ainda não tem planos de implementação de soluções Mas, nível de familiaridade com conceito é elevado Mais de 0 milhões de equipamentos conectadas Cerca de milhões de PCs Mais de milhões de smartphones Mais de milhões de equipamentos via verde Modems, Servidores, etc. Mercado potencial de 0 milhões de equipamentos conectados Contadores (gás, água, eletricidade), veículos (ligeiros, comerciais, pesados), iluminação pública, cabeças de gado, animais domésticos, etc Ecossistema em crescimento no território nacional Mais de 0 empresas com soluções O círculo vermelho indica a implicação no mercado nacional. Fonte: IDC, 0

15 Tudo Em 0, Mais de 0% das Equipas de Desenvolvimento Vão Embeber Serviços s nas Aplicações Impacto no negócio e nas TI Casos de utilização de sistemas cognitivos por sector vão incluir: Sistemas de diagnóstico e tratamento Agentes automatizados de serviço a cliente Sistemas de investigação criminal Consultores financeiros, análise de risco, reclamação e processamento de seguros Sistemas de melhoria das operações industriais As soluções cognitivas vão requerer pipelines de dados internos e externos para os alimentar (ver Previsão ),. As tecnologias cognitivas vão ser ingredientes essenciais para escalar a personalização de clientes (ver Previsão ), uma capacidade fundamental para o sucesso numa economia digital. Em 00, melhorias na combinação de serviços cognitivos com outras tecnologias da ª Plataforma (e.g., robótica cognitiva, veículos cognitivos, micro analítica IoT) Orientações O domínio de tecnologias cognitivas deve estar no topo da lista de prioridades de 0 para as suas equipas de desenvolvimento (ver Previsão ). As ofertas cognitivas e de aprendizagem automática deve estar entre os principais critérios de seleção dos fornecedores PaaS estratégicos. Para fornecedores de TI, vai ser critico no período 0-0 para criar um papel de liderança no ecossistema das soluções cognitivas como fornecedor tecnológico, fornecedor de soluções, serviços profissionais ou fornecedor de serviços de dados. Cloud no Centro ª Plataforma TI Pipelines de Dados Capacidade de Inovação Fonte: IDC, 0 Intimidade com escala Tudo

16 Tudo Em 0, 0% das Organizações Nacionais Vão Iniciar Pilotos com Sistemas s Indicadores no mercado nacional Dados corporativos (estruturados e não estruturados) tem vindo a crescer a um ritmo exponencial Maturidade das organizações nacionais relativamente à informação ainda é reduzida Cerca de 0% das organizações nacionais nas primeiras fases de maturidade Melhoria dos processos existentes e redução do tempo de acesso são as vantagens reconhecidas pelas organizações nacionais da utilização de soluções de BA Aceleradores de inovação conjunto de tecnologias que aproveitam a ª Plataforma de TI - vão ser responsáveis pela transformação digital das organizações a nível mundial Potencialidades de utilização dos sistemas cognitivos ainda é diminuto no território nacional Apenas % das organizações acreditam que pode contribuir para a transformação do negócio; Cerca de % das organizações acredita que pode introduzir alterações significativas Consumerização dos sistemas cognitivos Siri, Cortana, Google Now, entre outras vai contribuir para acelerar procura destas aplicações Tudo O círculo vermelho indica a implicação no mercado nacional. Fonte: IDC, 0

17 e Comunidades Cloud Em 0, Mais de 0% das Organizações Vão Criar ou Colaborar com para Distribuir ou Contratar Inovação Impacto no negócio e nas TI Em 0, o número de plataformas cloud sectoriais vai ultrapassar as 00. As API vão ser vitais como método principal para escalar o seu canal digital e a sua cadeia de valor. Desenvolvimento de mecanismo de confiança de controlo de dados e de conteúdos vai emergir como um mecanismo critico de sucesso de fornecedores de cloud sectoriais. Mais de 0% das plataformas cloud sectoriais vão assentar em cima das maiores plataformas PaaS horizontais de cloud ("megaplataformas"). Orientações Integre plataforma cloud como elementos centrais dos planos da organização de escalar as cadeias de abastecimento e as redes de distribuição: Escale a sua cadeia de abastecimento para acompanhar o ritmo e a amplitude da inovação no seu sector. Integre as plataformas cloud nas suas estratégias de distribuição/ go-tomarket, desenvolvendo comunidades de programadores externos em redor dos bens e serviços da sua organização (baseado em API). Cloud no Centro ª Plataforma TI Pipelines de Dados Capacidade de Inovação Intimidade com escala Fonte: IDC, 0 Tudo

18 e Comunidades Cloud Em 0, Administração Pública e Banca Vão Liderar a Criação de Sectoriais Indicadores no mercado nacional Administração pública e banca na liderança da adopção de plataformas cloud sectoriais Estratégia da Administração pública contempla a criação de uma (ou várias) plataforma cloud computing GovCloud Banca Instituições bancárias reconhecem a importância da criação de plataforma de serviços cloud computing Saúde Especificidade do setor pode levar à criação de plataforma cloud computing O círculo vermelho indica a implicação no mercado nacional. Fonte: IDC, 0

19 Intimidade com Clientes com Escala Em 0, 0% das Organizações BB e 0% das BC Vão Suportar 00 a 000 Vezes Mais Clientes e Pontos de Contacto Impacto no negócio e nas TI O crescimento da escala dos clientes vai requerer o domínio das tecnologias cloud, móveis e sociais e a participação em comunidades de plataformas sectoriais (e megaplataformas). A intimidade com clientes com escala vai requerer o domínio de big data e analítica, pipelines de dados e IoT. Em conjunto com os sistemas de envolvimento com clientes, as organizações necessitam de escalar os sistemas para suportar o envolvimento e as expectativas dos clientes (cobrança, logística, serviço a clientes, etc.). Um dos componentes mais importantes da estratégia de escalar os pontos de contacto de clientes é a de aproveitar o Facebook e outras redes sociais. Em 00, 0% das transações e- commerce vão ser ativadas ou influenciadas pelo Facebook ou outras redes sociais regionais. Orientações Intimidade com clientes com escala é provavelmente a maior e mais complexa iniciativa de transformação digital requer uma transformação cultural e operacional e, por consequência, requer o foco da gestão de topo e das TI. Integre as comunidades de distribuição e da cadeia de abastecimento nos sistemas e operações de escala de clientes e de intimidade com clientes com escala. Os fornecedores de TI devem disponibilizar produtos e serviços que suportem as estratégias de intimidade com os clientes com escala para manter a sua relevância nas organizações. Cloud no Centro ª Plataforma TI Pipelines de Dados Capacidade de Inovação Fonte: IDC, 0 Intimidade com escala Tudo

20 Intimidade com Clientes com Escala Em 0, Maioria das Organizações BC Vai Iniciar Projetos Omnicanal 0 Indicadores no mercado nacional Projetos em curso nas organizações nacionais privilegiam programas de fidelização ou de angariação de clientes. Atualização de soluções de CRM. Cerca de 0% das organizações nacionais tem projetos de inovação dirigidos à satisfação dos clientes. Mais de % das organizações nacionais tem projetos de inovação orientados para a criação de novos produtos/serviços. Dois terços das organizações nacionais ainda possuem uma maturidade incipiente no que diz respeito à criação de experiências multidimensionais para os seus clientes, parceiros e colaboradores. Intimidade com escala O círculo vermelho indica a implicação no mercado nacional. Fonte: IDC, 0

21 e Fornecedores Em 00, Mais de 0% dos Fornecedores TI Não Vão Existir Como os Conhecemos Impacto no negócio e nas TI Apesar dos fornecedores de TI tradicionais estarem a migrar as suas ofertas e organizações para a ª Plataforma TI e para a transformação digital, disponibilizando aos clientes caminhos de migração, podem ou não emergir desta transição como líderes nos seus mercados. Os fornecedores de tecnologias da ª Plataforma TI da primeira vaga possuem competências neste novo ambiente de TI, mas podem não sobreviver. As organizações devem acompanhar e entender uma comunidade de potenciais fornecedores e parceiros da ª Plataforma e da transformação digital. Orientações Aumente os investimentos na gestão de fornecedores e parceiros. Avalie os fornecedores de TI através da avaliação da execução das áreas da ª Plataforma mencionadas anteriormente. Nos casos em que for possível, continue a adoptar estratégias multisource e de externalização abertas para evitar ficar na dependência de fornecedores e (ainda mais importante) proteger dos fracassos dos fornecedores. Insista para que os fornecedores e parceiros disponibilizem opções financiamento de risco partilhado/recompensa. Cloud no Centro ª Plataforma TI Pipelines de Dados Capacidade de Inovação Fonte: IDC, 0 Intimidade com escala Tudo

22 e Fornecedores Em 00, Mais de 0% dos Fornecedores TI Não Vão Existir Como os Conhecemos Indicadores no mercado nacional Vendas das 0 Maiores cresceram somente,% em 0. Cerca de um terço registaram quebras das vendas. Rentabilidade das 0 Maiores caiu 0,% em 0. Mais de metade diminuíram rentabilidade. Número de colaboradores diminuiu em 0. Mais de metade reduziu número de colaboradores. O círculo vermelho indica a implicação no mercado nacional. Fonte: IDC, 0

23 Orientações Disponibilize serviços de negócio e de TI baseados em serviços cloud computing Expanda a capacidade de inovação através do crescimento das equipas de programadores/inovadores digitais e com foco no "código como vantagem competitiva" Alimente a inovação digital através de pipelines de dados externos e disponibilize pipelines de dados ao mercado para maximizar o valor dos dados Amplie a inovação digital para os endpionts mais relevantes da Internet of Things, desenvolvendo novas soluções e serviços que se ligam a esta infraestrutura e que criam valor através da IoT

24 Orientações Produza conhecimento em tempo real para todos os colaboradores, parceiros e clientes incorporando serviços cognitivos em todas as aplicações e serviços intensivos em dados Desenvolva e ligue-se a plataformas e comunidades sectoriais para escalar a capacidade de inovar e de adquirir inovação de outros Re-arquitete as atividades de marketing, vendas, serviços e distribuição para suportar muitos mais clientes e parceiros e para, concretizar esta realidade com maior intimidade com clientes Realinhe as redes de parceiros e fornecedores, selecionando aqueles que possuem liderança na ª Plataforma e transformação digital

25 IDC FutureScape - Sumário Executivo Outros tópicos a ter em consideração Racionalização da infraestrutura Consolidação Optimização Virtualização Segurança Mobilidade Atualização infraestrutura Atualização aplicacional ERP CRM Cloud no Centro ª Plataforma TI Capacidade de Inovação Pipelines de Dados Intimidade com escala Tudo Fonte: IDC, 0

IDC MaturityScape: Digital Transforma9on em Portugal. Março 2016

IDC MaturityScape: Digital Transforma9on em Portugal. Março 2016 IDC MaturityScape: Digital Transforma9on em Portugal Março 2016 Desafios da 3ª Plataforma e a Transformação Digital IDC Visit us at IDC.com and follow us on Twitter: @IDC 2 A transformação digital é inevitável

Leia mais

Rumo à Integração de Segurança. IDC FutureScape IT Security Products and Services 2015 Predictions

Rumo à Integração de Segurança. IDC FutureScape IT Security Products and Services 2015 Predictions Rumo à Integração de IDC FutureScape IT Security Products and Services 0 Predictions ª Plataforma Processo de Decisão Evolução da ª Plataforma focalizada no risco do acesso a servidores centralizados e

Leia mais

Estado da Nação das TIC em Angola

Estado da Nação das TIC em Angola Estado da Nação das TIC em Angola CIO AGENDA ANGOLA 2013 AS TI TI COMO ALAVANCA DE CRESCIMENTO DO NEGÓCIO 21 de Maio, Hotel Sana Epic, Luanda Gabriel Coimbra General Manager, IDC Angola gcoimbra@idc.com

Leia mais

Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia

Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia Desafios a serem superados Nos últimos anos, executivos de Tecnologia de Informação (TI) esforçaram-se em

Leia mais

7 tendências de tecnologia

7 tendências de tecnologia 7 tendências de tecnologia para o mercado segurador em 2016 O ano de 2016 deve impulsionar a evolução tecnológica direcionada ao mercado segurador. Isto porque, as seguradoras irão investir fortemente

Leia mais

Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais

Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais 1. Tendências na impressão e gestão documental 2. Modelo de maturidade da impressão e gestão documental 3. Q&A 2 Uma nova plataforma

Leia mais

SEMINÁRIO MAXIMIZAÇÃO DO POTENCIAL DA DIRETIVA SERVIÇOS

SEMINÁRIO MAXIMIZAÇÃO DO POTENCIAL DA DIRETIVA SERVIÇOS SEMINÁRIO MAXIMIZAÇÃO DO POTENCIAL DA DIRETIVA SERVIÇOS Eliminação de Barreiras à livre Prestação de Serviços Confederação do Comércio e Serviços de Portugal Esquema 1. PORTUGAL- UMA ESPECIALIZAÇÃO COM

Leia mais

IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N

IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N Robert Young Gerente de pesquisas de software para gerenciamento de sistemas empresariais C o m o r e p e n s a r o gerenciamento de ativo s d e T I n a e ra da "Internet

Leia mais

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com SUMÁRIO Introdução... 4 Nuvem pública: quando ela é ideal... 9 Nuvem privada: quando utilizá-la... 12 Alternativas de sistemas

Leia mais

Monetização de APIs: extraindo o valor de seus dados

Monetização de APIs: extraindo o valor de seus dados Monetização de APIs: extraindo o valor de seus dados Explore o potencial de seus dados A economia dos aplicativos forçou uma transformação nas empresas. Para capturar novas oportunidades de crescimento,

Leia mais

W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i a l n o M u n d o W e b 2. 0

W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i a l n o M u n d o W e b 2. 0 Av Eng. Luiz Carlos Berrini 1645, 8 andar, 04571-000 Brooklin Novo, São Paulo SP Brazil. Tel: 55 11 5508-3400 Fax: 55 11 5508 3444 W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i

Leia mais

Eleve a experiência do consumidor: como criar uma situação de win-win entre a TI e seus usuários

Eleve a experiência do consumidor: como criar uma situação de win-win entre a TI e seus usuários Eleve a experiência : como criar uma situação de win-win entre a TI e seus usuários Introdução Soluções da CA Por que é necessário melhorar a experiência dos usuários com os serviços de TI? A consumerização

Leia mais

DATA CENTER INOVAÇÃO PARA RESPONDER À EXPLOSÃO DE TENDÊNCIAS GERMANO ALVES DA COSTA ENGENHEIRO DE APLICAÇÃO

DATA CENTER INOVAÇÃO PARA RESPONDER À EXPLOSÃO DE TENDÊNCIAS GERMANO ALVES DA COSTA ENGENHEIRO DE APLICAÇÃO DATA CENTER INOVAÇÃO PARA RESPONDER À EXPLOSÃO DE TENDÊNCIAS GERMANO ALVES DA COSTA ENGENHEIRO DE APLICAÇÃO Consultoria Frost & Sullivan Por que investir em Data Center? Mercado brasileiro de Data Center

Leia mais

Copyright 2012 1. Innoscience. Artigo publicado no Blog de Inovação 3M, em 24 de maio de 2012

Copyright 2012 1. Innoscience. Artigo publicado no Blog de Inovação 3M, em 24 de maio de 2012 Artigo Os primeiros 90 dias do CEO Inovador Parte I Por Maximiliano Carlomagno 1 Copyright 2012 1. Innoscience Artigo publicado no Blog de Inovação 3M, em 24 de maio de 2012 2 Os primeiros 90 dias do CEO

Leia mais

É viável terceirizar o ambiente de backup de dados?

É viável terceirizar o ambiente de backup de dados? É viável terceirizar o ambiente de backup de dados? Na era da informação, o próprio nome sugere que o ativo mais valioso da organização são os dados que geram as informações. Em alguns casos esses dados

Leia mais

Inovação aberta na indústria de software: Avaliação do perfil de inovação de empresas

Inovação aberta na indústria de software: Avaliação do perfil de inovação de empresas : Avaliação do perfil de inovação de empresas Prof. Paulo Henrique S. Bermejo, Dr. Prof. André Luiz Zambalde, Dr. Adriano Olímpio Tonelli, MSc. Pamela A. Santos Priscila Rosa LabGTI Laboratório de Governança

Leia mais

7 perguntas para fazer a qualquer fornecedor de automação de força de vendas

7 perguntas para fazer a qualquer fornecedor de automação de força de vendas 7 perguntas para fazer a qualquer fornecedor de automação de força de vendas 1. O fornecedor é totalmente focado no desenvolvimento de soluções móveis? Por que devo perguntar isso? Buscando diversificar

Leia mais

Gartner Symposium/ITxpo 2014 27 a 30 de outubro São Paulo, Brasil gartner.com/br/symposium

Gartner Symposium/ITxpo 2014 27 a 30 de outubro São Paulo, Brasil gartner.com/br/symposium 27 a 30 de outubro São Paulo, Brasil gartner.com/br/symposium Impulsionando os Negócios Digitais AGENDA track guide Cassio Dreyfuss Diretor da conferência, vice-presidente e líder de pesquisa para o Brasil

Leia mais

S U M Á R I O E X E C U T I V O. Desenvolvido para a 12ª Edição do Forum TI Novembro 2013

S U M Á R I O E X E C U T I V O. Desenvolvido para a 12ª Edição do Forum TI Novembro 2013 IDC Portugal: Centro Empresarial Torres de Lisboa, Rua Tomas da Fonseca, Torre G, 1600-209 Lisboa www.idc.pt W H I T E P A P E R I D C A s P r i n c i p a i s T e n d ê n c i a s n o S e c t o r d a D

Leia mais

Otimizada para Crescimento:

Otimizada para Crescimento: Quinta Pesquisa Anual de Mudança na Cadeia de Suprimentos RESUMO REGIONAL: AMÉRICA LATINA Otimizada para Crescimento: Executivos de alta tecnologia se adaptam para se adequar às demandas mundiais INTRODUÇÃO

Leia mais

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios.

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios Caro (a) aluno (a), Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. O Plano de Negócios deverá ter no máximo

Leia mais

Apresentação do Manual de Gestão de IDI

Apresentação do Manual de Gestão de IDI Seminário Final do Projeto IDI&DNP Coimbra 31 de março Miguel Carnide - SPI Conteúdos. 1. O CONCEITO DE IDI (INVESTIGAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO) 2. OVERVIEW DO MANUAL 3. A NORMA NP 4457:2007 4. A

Leia mais

Como ter sucesso no desenvolvimento e suporte de nuvens híbridas

Como ter sucesso no desenvolvimento e suporte de nuvens híbridas BOLETIM INFORMATIVO Como ter sucesso no desenvolvimento e suporte de nuvens híbridas Oferecido por: HP Gard Little Julho de 2014 Elaina Stergiades OPINIÃO DA IDC Ao planejar a adoção de novas tecnologias

Leia mais

O EFEITO DO ENVELHECIMENTO DE PCs EXPOSIÇÃO DO IMPACTO FINANCEIRO PARA PEQUENAS EMPRESAS W P T WWW.TECHAISLE.COM

O EFEITO DO ENVELHECIMENTO DE PCs EXPOSIÇÃO DO IMPACTO FINANCEIRO PARA PEQUENAS EMPRESAS W P T WWW.TECHAISLE.COM W P T WWW.TECHAISLE.COM O EFEITO DO ENVELHECIMENTO DE PCs EXPOSIÇÃO DO IMPACTO FINANCEIRO PARA PEQUENAS EMPRESAS Este white paper é de propriedade da Techaisle LLC e é fornecido apenas para fins de informação,

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS E TALENTOS

DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS E TALENTOS DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS E TALENTOS CompetencyCore5 Success Through Competency-based Talent Management DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS E TALENTOS A Gestão do Capital Humano com Foco nas Competências

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DA INFORMÁTICA

ADMINISTRAÇÃO DA INFORMÁTICA ADMINISTRAÇÃO DA INFORMÁTICA A informação sempre esteve presente em todas as organizações; porém, com a evolução dos negócios, seu volume e valor aumentaram muito, exigindo uma solução para seu tratamento,

Leia mais

HP ajuda empresas a aumentar a eficiência da gestão de informação

HP ajuda empresas a aumentar a eficiência da gestão de informação HP ajuda empresas a aumentar a eficiência da gestão de informação Estudo indica que 70 por cento das empresas têm lacunas na abordagem holística à gestão de informação crítica para o seu negócio Lisboa,

Leia mais

EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual.

EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual. EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual. Somos uma empresa especializada em soluções voltadas ao segmento digital como: criação,

Leia mais

SEMINÁRIO OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES PARA AS EMPRESAS INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE FINANCIAMENTO DAS EMPRESAS OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES

SEMINÁRIO OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES PARA AS EMPRESAS INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE FINANCIAMENTO DAS EMPRESAS OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES SEMINÁRIO OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES PARA AS EMPRESAS INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE FINANCIAMENTO DAS EMPRESAS OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES Jaime Andrez Presidente do CD do IAPMEI 20 de Abril de 2006 A inovação

Leia mais

O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados

O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados Como as empresas podem usar a nuvem para se adaptar e prosperar em um mercado financeiro em rápida mudança Por Sherwin Uretsky, Aron Dutta

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Organizações Nenhuma organização existe

Leia mais

Brazil IT Snapshot 2015

Brazil IT Snapshot 2015 Brazil IT Snapshot Um panorama sobre a maturidade da TIC corporativa brasileira Map Brazil IT Snapshot PromonLogicalis 3 Pelo terceiro ano consecutivo, a PromonLogicalis foi ao mercado para tirar uma fotografia

Leia mais

i9social Social Innovation Management Sobre

i9social Social Innovation Management Sobre i9social Social Innovation Management A inovação social é uma solução inovadora para um problema social, que é mais eficaz, eficiente e sustentável do que as soluções existentes, e a qual incrementa a

Leia mais

Sustentabilidade nos Negócios

Sustentabilidade nos Negócios Sustentabilidade nos Negócios Apresentação O programa Gestão Estratégica para a Sustentabilidade foi oferecido pelo Uniethos por nove anos. Neste período os temas ligados à sustentabilidade começam a provocar

Leia mais

Cimeira Empresarial UE-CELAC eucelac-bizsummit2015.eu. Quarta-feira, 10 de junho de 2015, 14h30-16h30 Documento de síntese para o Workshop 3

Cimeira Empresarial UE-CELAC eucelac-bizsummit2015.eu. Quarta-feira, 10 de junho de 2015, 14h30-16h30 Documento de síntese para o Workshop 3 Cimeira Empresarial UE-CELAC eucelac-bizsummit2015.eu Quarta-feira, 10 de junho de 2015, 14h30-16h30 Documento de síntese para o Workshop 3 Acesso ao financiamento e aos instrumentos financeiros O importante

Leia mais

10 Análise dos recursos internos

10 Análise dos recursos internos 177 10 Análise dos recursos internos Essa seção do trabalho tem como objetivo fazer a análise dos recursos internos das duas empresas pesquisadas, Globo e Vivo. Como referencial teórico será utilizado

Leia mais

A Universidade Corporativa: reflexão sobre a motivação, benefícios e implicações do conceito

A Universidade Corporativa: reflexão sobre a motivação, benefícios e implicações do conceito A Universidade : reflexão sobre a motivação, benefícios e implicações do conceito Miguel Rombert Trigo, Luis Borges Gouveia mtrigo@ufp.pt, lmbg@ufp.pt ProjEstQ, CEREM Universidade Fernando Pessoa Universidade

Leia mais

Quatro tendências críticas em TI para a continuidade dos negócios

Quatro tendências críticas em TI para a continuidade dos negócios Quatro tendências críticas em TI para a continuidade dos negócios Em TI, o fracasso não é uma opção. Não surpreendentemente, as organizações tornaram uma prioridade alta desenvolver e implementar planos

Leia mais

1. O Contexto do SBTVD

1. O Contexto do SBTVD CT 020/06 Rio de Janeiro, 27 de janeiro de 2006 Excelentíssimo Senhor Ministro Hélio Costa MD Ministro de Estado das Comunicações Referência: Considerações sobre o Sistema Brasileiro de Televisão Digital

Leia mais

CONCLUSÕES. Dos relatos elaborados a partir dos trabalhos do Congresso, emergiram as 36 conclusões seguintes:

CONCLUSÕES. Dos relatos elaborados a partir dos trabalhos do Congresso, emergiram as 36 conclusões seguintes: CONCLUSÕES 1. Súmula individualizada. Dos relatos elaborados a partir dos trabalhos do Congresso, emergiram as 36 conclusões seguintes: Tema: CONHECIMENTO E INOVAÇÃO (6) I. É da maior relevância estimular

Leia mais

Não está gostando do jogo? Mude-o!

Não está gostando do jogo? Mude-o! WHITE PAPER Não está gostando do jogo? Mude-o! Entenda o mercado de Provedores de Serviços e descubra novas maneiras de aumentar os lucros, reduzir os custos, lançar novos serviços e muito mais; com informações

Leia mais

As Organizações e a Teoria Organizacional

As Organizações e a Teoria Organizacional Página 1 de 6 As Organizações e a Teoria Organizacional Autora: Sara Fichman Raskin Este texto é totalmente baseado no primeiro capítulo do livro Organizational theory: text and cases, do autor Jones Gareth,

Leia mais

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO ÍNDICE 11. PRESSUPOSTO BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO 25 NO ALENTEJO pág. 11.1. Um sistema regional de inovação orientado para a competitividade

Leia mais

TIC como instrumento de apoio ao Acesso a Informação: novas demandas e oportunidades

TIC como instrumento de apoio ao Acesso a Informação: novas demandas e oportunidades TIC como instrumento de apoio ao Acesso a Informação: novas demandas e oportunidades Prof. José Carlos Vaz Universidade de São Paulo Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH-USP) TIC como instrumento

Leia mais

Tendências Dominantes na Apropriação de Tecnologias de Informação e Comunicação por Organizações Brasileiras. Raul Colcher raul.colcher@questera.

Tendências Dominantes na Apropriação de Tecnologias de Informação e Comunicação por Organizações Brasileiras. Raul Colcher raul.colcher@questera. Tendências Dominantes na Apropriação de Tecnologias de Informação e Comunicação por Organizações Brasileiras Raul Colcher raul.colcher@questera.com Fonte: ABES, 2013 Mercado Brasileiro de TI Os últimos

Leia mais

IDC Portugal: Av. António Serpa, 36 9º Andar, 1050-027 Lisboa, Portugal Tel. 21 796 5487 www.idc.com

IDC Portugal: Av. António Serpa, 36 9º Andar, 1050-027 Lisboa, Portugal Tel. 21 796 5487 www.idc.com CADERNO IDC Nº 53 IDC Portugal: Av. António Serpa, 36 9º Andar, 1050-027 Lisboa, Portugal Tel. 21 796 5487 www.idc.com ROI - Retorno do Investimento OPINIÃO IDC Os anos 90 permitiram a inclusão das tecnologias

Leia mais

A Lexmark Impulsiona a Transformação de TI com Soluções de Garantia de Serviços CA

A Lexmark Impulsiona a Transformação de TI com Soluções de Garantia de Serviços CA CUSTOMER SUCCESS STORY Fevereiro 2014 A Lexmark Impulsiona a Transformação de TI com Soluções de Garantia de Serviços CA PERFIL DO CLIENTE Indústria: Servicios de TI Empresa: Lexmark Colaboradores: 12.000

Leia mais

Desenvolvimento e implementação de Solução de e-commerce para a

Desenvolvimento e implementação de Solução de e-commerce para a Desenvolvimento e implementação de Solução de e-commerce para a GROUPFREITAS A/A Exmo. Sr. Jérémy Freitas e-store B2C FIS 1.2 Business to Consumer Full Integrated Solution 1.2 Proposta de licenciamento

Leia mais

[ Empowering Business, Architecting IT. ]

[ Empowering Business, Architecting IT. ] SOA coloca TI da Rede Ipiranga em linha com os negócios Setembro/2012 Sumário Matéria publicada na Information Week... 4 Artigo Case Ipiranga... 7 SOA coloca TI da Rede Ipiranga em linha com os negócios

Leia mais

Inclusão Financeira Digital. Setembro 2015

Inclusão Financeira Digital. Setembro 2015 Inclusão Financeira Digital Setembro 2015 2 A inclusão financeira tem vindo a conquistar ao longo dos últimos anos um lugar de destaque no panorama mundial. Este facto é demonstrado tanto pelo foco que

Leia mais

Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma

Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma 1 IDC - Equipe Pietro Delai Reinaldo Sakis João Paulo Bruder Luciano Ramos Gerente de Pesquisa e Consultoria -Enterprise Gerente de Pesquisa

Leia mais

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico.

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. TENDÊNCIAS NO COMÉRCIO ELETRÔNICO Atualmente, muitos negócios são realizados de forma eletrônica não sendo necessário sair de casa para fazer compras

Leia mais

Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal. www.quidgest.com quidgest@quidgest.com

Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal. www.quidgest.com quidgest@quidgest.com Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal www.quidgest.com quidgest@quidgest.com 1. Introdução Novo contexto económico e tecnológico Metodologia 2. Agilidade Organizacional das

Leia mais

De olho no futuro. 10Minutos Energia

De olho no futuro. 10Minutos Energia 10Minutos Energia Como ganhar impulso no processo de transformação energética De olho no futuro Julho de 2015 Destaques Megatendências e disrupções estão tendo impactos profundos nas estratégias e no papel

Leia mais

Fondo Europeo de Desarrollo Regional

Fondo Europeo de Desarrollo Regional Anúncio da Autoridade de Gestão (Vice-secretaria da Economia e Assuntos Económicos com a União Europeia do Governo das Canárias), pelo qual se dá publicidade à primeira convocatória do Programa Operacional

Leia mais

Planejamento Estratégico da UNICAMP PLANES/UNICAMP

Planejamento Estratégico da UNICAMP PLANES/UNICAMP Planejamento Estratégico da UNICAMP PLANES/UNICAMP Abril/2012 Apresentação O Planejamento Estratégico (PLANES) da UNICAMP é um processo acadêmico/administrativo dinâmico cujo objetivo central é de ampliar

Leia mais

Regulamento da 1ª Edição do StartupGov: o Desafio do Serviço Público

Regulamento da 1ª Edição do StartupGov: o Desafio do Serviço Público Regulamento da 1ª Edição do StartupGov: o Desafio do Serviço Público 1. SOBRE O STARTUPGOV: O StartupGov: O Desafio do Serviço Público é um espaço para debate com o objetivo de aproximar o governo de especialistas

Leia mais

Perspectivas dos serviços financeiros sobre o papel e o impacto real da nuvem

Perspectivas dos serviços financeiros sobre o papel e o impacto real da nuvem Perspectivas dos serviços financeiros sobre o papel e o impacto real da nuvem Sumário executivo A Ovum realizou recentemente, em parceria com a SAP, uma detalhada pesquisa independente com 400 CIOs seniores

Leia mais

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas Conceito As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas PÁG 02 Actualmente, face à crescente necessidade de integração dos processos de negócio, as empresas enfrentam o desafio de inovar e expandir

Leia mais

Estudo da Migração para EMV e Análise de Mercado: México e Brasil 8 de dezembro de 2009

Estudo da Migração para EMV e Análise de Mercado: México e Brasil 8 de dezembro de 2009 Estudo da Migração para EMV e Análise de Mercado: México e Brasil 8 de dezembro de 2009 Palavras de inspiração Se você perder a confiança de seus compatriotas, nunca se pode recuperar o seu respeito e

Leia mais

Introdução. 1. O que é e-commerce?

Introdução. 1. O que é e-commerce? Introdução As vendas na internet crescem a cada dia mais no Brasil e no mundo, isto é fato. Entretanto, dominar esta ferramenta ainda pode ser um mistério tanto para micro quanto para pequenos e médios

Leia mais

CE também significa Crime Electrónico. Imperativos éticos no comércio electrónico / negócio electrónico

CE também significa Crime Electrónico. Imperativos éticos no comércio electrónico / negócio electrónico Imperativos éticos no comércio electrónico / negócio electrónico Luís Manuel Borges Gouveia Dezembro /99 Adaptado da apresentação de Rafee Yusoff, Junho /98 COMÉRCIO ELECTRÓNICO & NEGÓCIO ELECTRÓNICO DEFINIÇÃO

Leia mais

Capítulo 2 Objetivos e benefícios de um Sistema de Informação

Capítulo 2 Objetivos e benefícios de um Sistema de Informação Capítulo 2 Objetivos e benefícios de um Sistema de Informação 2.1 OBJETIVO, FOCO E CARACTERÍSTICAS DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Os Sistemas de Informação, independentemente de seu nível ou classificação,

Leia mais

ANATEL AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES

ANATEL AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES À ANATEL AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Superintendência de Planejamento e Regulamentação SPR Consulta Pública n.º 19 de 28 de Abril de 2014 Proposta de Edital de Licitação para Autorização de uso

Leia mais

O princípio da afirmação da sociedade civil.

O princípio da afirmação da sociedade civil. Dois dos Valores do PSD O Princípio do Estado de Direito, respeitante da eminente dignidade da pessoa humana - fundamento de toda a ordem jurídica baseado na nossa convicção de que o Estado deve estar

Leia mais

QUER UMA FRANQUIA? Abrir sua própria empresa de Suporte Técnico em TI. Alta lucratividade e grande demanda no Brasil! www.helpdigitalti.com.

QUER UMA FRANQUIA? Abrir sua própria empresa de Suporte Técnico em TI. Alta lucratividade e grande demanda no Brasil! www.helpdigitalti.com. QUER UMA FRANQUIA? Abrir sua própria empresa de Suporte Técnico em TI Alta lucratividade e grande demanda no Brasil! www.helpdigitalti.com.br PUBLICIDADE REGIONAL CAMPANHAS NACIONAIS APOIO COMERCIAL HOT

Leia mais

C O B I T Control Objectives for Information and related Technology

C O B I T Control Objectives for Information and related Technology C O B I T Control Objectives for Information and related Technology Goiânia, 05 de Janeiro de 2009. Agenda Evolução da TI Desafios da TI para o negócio O que é governança Escopo da governança Modelos de

Leia mais

Soluções de análise preditiva para optimizar os processos de negócio. João Pequito. Director Geral da PSE

Soluções de análise preditiva para optimizar os processos de negócio. João Pequito. Director Geral da PSE Soluções de análise preditiva para optimizar os processos de negócio João Pequito Director Geral da PSE Soluções de análise preditiva para optimizar os processos de negócio Qualquer instituição tem hoje

Leia mais

MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA A EXPERIÊNCIA PORTUGUESA JOÃO RICARDO VASCONCELOS

MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA A EXPERIÊNCIA PORTUGUESA JOÃO RICARDO VASCONCELOS A EXPERIÊNCIA PORTUGUESA JOÃO RICARDO VASCONCELOS JORNADAS CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO PORTO, 21 DE MAIO DE 2013 COLABORAR SIMPLIFICAR INOVAR PORTUGAL POSSUI UM PERCURSO RICO NO DESENVOLVIMENTO DE POLÍTICAS

Leia mais

O Papel da Engenharia no Crescimento

O Papel da Engenharia no Crescimento O Papel da Engenharia no Crescimento Visão e Objectivos Projecto Engenharia 2020 - Tecnologia e Inovação Iniciativa António Manzoni e Vilar Filipe 11 de Abril de 2013 Projecto Engenharia 2020 Plataforma

Leia mais

DICIONÁRIO DO EMPREENDEDOR. Tenha na ponta da língua os termos que não podem faltar no vocabulário de quem almeja alcançar o sucesso ESPECIAL

DICIONÁRIO DO EMPREENDEDOR. Tenha na ponta da língua os termos que não podem faltar no vocabulário de quem almeja alcançar o sucesso ESPECIAL DICIONÁRIO DO EMPREENDEDOR DICIONÁRIO DO EMPREENDEDOR Tenha na ponta da língua os termos que não podem faltar no vocabulário de quem almeja alcançar o sucesso 54 TEXTO MARIA BEATRIZ VACCARI ARTE IVAN VOLPE

Leia mais

CEO Briefing Portugal 2015 The Economist. A Internet das Coisas como impulsionador da estratégia das empresas portuguesas

CEO Briefing Portugal 2015 The Economist. A Internet das Coisas como impulsionador da estratégia das empresas portuguesas CEO Briefing Portugal 2015 The Economist A Internet das Coisas como impulsionador da estratégia das empresas portuguesas 92% dos executivos portugueses acreditam que as suas empresas dispõem de capacidades

Leia mais

Cadeira de Tecnologias de Informação. Conceitos fundamentais de sistemas e tecnologias de informação e de gestão do conhecimento.

Cadeira de Tecnologias de Informação. Conceitos fundamentais de sistemas e tecnologias de informação e de gestão do conhecimento. Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2008/2009 Conceitos fundamentais de sistemas e tecnologias de informação e de gestão do conhecimento. Profª Ana Lucas (Responsável) Mestre Cristiane Pedron

Leia mais

Conceitos Básicos de Rede. Um manual para empresas com até 75 computadores

Conceitos Básicos de Rede. Um manual para empresas com até 75 computadores Conceitos Básicos de Rede Um manual para empresas com até 75 computadores 1 Conceitos Básicos de Rede Conceitos Básicos de Rede... 1 A Função de Uma Rede... 1 Introdução às Redes... 2 Mais Conceitos Básicos

Leia mais

SOLUÇÕES DA SAP PARA ENGAJAMENTO DO CLIENTE REPRESENTAM MAIS QUE UM SIMPLES CRM

SOLUÇÕES DA SAP PARA ENGAJAMENTO DO CLIENTE REPRESENTAM MAIS QUE UM SIMPLES CRM SOLUÇÕES DA PARA ENGAJAMENTO DO CLIENTE REPRESENTAM MAIS QUE UM SIMPLES CRM As soluções da para Engajamento do Cliente representam mais do que um simples CRM. Ao integrar completamente marketing, comércio,

Leia mais

Connections with Leading Thinkers

Connections with Leading Thinkers Instituto de Alta Performance Connections with Leading Thinkers A economista Fernanda de Negri discute os méritos e deficiências das políticas de inovação brasileiras. Fernanda De Negri é diretora de Estudos

Leia mais

de 9 de Março de 2005

de 9 de Março de 2005 24.3.2005 PT Jornal Oficial da União Europeia L 79/1 I (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade) DECISÃO N. O 456/2005/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 9 de Março de 2005 que

Leia mais

O Desafio de Inovar em um Ambiente em Contínua Evolução

O Desafio de Inovar em um Ambiente em Contínua Evolução O Desafio de Inovar em um Ambiente em Contínua Evolução Dorgival Olavo Guedes Neto 1 Pesquisador Associado do Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal de Minas Gerais-UFMG Doutor em

Leia mais

Nove Motivos do Porque as Soluções de Implementação Rápida SAP Podem Facilitar a Sua Vida Chegue Onde Quer Chegar, Um Passo de Cada Vez

Nove Motivos do Porque as Soluções de Implementação Rápida SAP Podem Facilitar a Sua Vida Chegue Onde Quer Chegar, Um Passo de Cada Vez Soluções de Implementação Rápida SAP Nove Motivos do Porque as Soluções de Implementação Rápida SAP Podem Facilitar a Sua Vida Chegue Onde Quer Chegar, Um Passo de Cada Vez O Melhor Gerenciador de Negócios

Leia mais

Plano Tecnológico Uma ideia mobilizadora, uma agenda de prioridades e um compromisso político

Plano Tecnológico Uma ideia mobilizadora, uma agenda de prioridades e um compromisso político Plano Tecnológico Uma ideia mobilizadora, uma agenda de e um compromisso político Apresentação ao Conselho Consultivo do Plano Tecnológico 19 de Julho de 26 Um mundo em profunda mudança O Mundo enfrenta

Leia mais

Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo.

Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo. Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo. Desafios da vigilância por vídeo hoje O mercado de vigilância por vídeo está crescendo, impulsionado por preocupações de segurança

Leia mais

Primeira Sessão Pública de Apresentação 30 de Janeiro de 2015, Lisboa

Primeira Sessão Pública de Apresentação 30 de Janeiro de 2015, Lisboa Primeira Sessão Pública de Apresentação 30 de Janeiro de 2015, Lisboa Artur Pimenta Alves Comissão Fundadora, Diretor Executivo NEM Portugal Diretor INESC TEC palves@inesctec.pt Agenda e Agradecimentos

Leia mais

Seminário OEP/INPI. O papel dos Offices nacionais da PI na promoção da inovação e das invenções. Em colaboração com: Apresentado por

Seminário OEP/INPI. O papel dos Offices nacionais da PI na promoção da inovação e das invenções. Em colaboração com: Apresentado por Seminário OEP/INPI Apresentado por José Maria Maurício Director de Marcas e Patentes O papel dos Offices nacionais da PI na promoção da inovação e das invenções Em colaboração com: Bissau, 21 de Dezembro

Leia mais

Alexandre Pontes Nº 27340 Wilson Roque Nº 27636

Alexandre Pontes Nº 27340 Wilson Roque Nº 27636 Alexandre Pontes Nº 27340 Wilson Roque Nº 27636 As últimas décadas permitiram ligar o mundo e dinamizar os mercados, intensificando a competitividade existente. A Internet tornou o mundo mais pequeno e

Leia mais

3ª EDIÇÃO. Agenda. 22 de Setembro 2015. Hotel Grand Mercure São Paulo, SP. Realização: www.corpbusiness.com.br

3ª EDIÇÃO. Agenda. 22 de Setembro 2015. Hotel Grand Mercure São Paulo, SP. Realização: www.corpbusiness.com.br Agenda 3ª EDIÇÃO 22 de Setembro 2015 Hotel Grand Mercure São Paulo, SP Realização: www.corpbusiness.com.br Patrocínio Gold Patrocínio Bronze Apoio Realização: APRESENTAÇÃO O E-LEARNING COMO FERRAMENTA

Leia mais

ESTUDO IDC O papel das tecnologias de informação na produtividade e redução de custos nas organizações nacionais

ESTUDO IDC O papel das tecnologias de informação na produtividade e redução de custos nas organizações nacionais ESTUDO IDC O papel das tecnologias de informação na produtividade e redução de custos nas organizações nacionais Patrocinado por: Microsoft Versão Preliminar - Março 2013 SUMÁRIO EXECUTIVO IDC Portugal:

Leia mais

Tecnologia nacional potencia sustentabilidade

Tecnologia nacional potencia sustentabilidade Tecnologia nacional potencia sustentabilidade 1 Tecnologia nacional potencia sustentabilidade O desenvolvimento de soluções inovadoras que melhoram a eficiência das organizações e a qualidade de vida das

Leia mais

A Certificação das atividades de investigação, desenvolvimento e inovação (IDI) Alter do Chão 12 Novembro. Miguel Taborda - SPI

A Certificação das atividades de investigação, desenvolvimento e inovação (IDI) Alter do Chão 12 Novembro. Miguel Taborda - SPI A Certificação das atividades de investigação, desenvolvimento e inovação (IDI) Miguel Taborda - SPI Conteúdos. 1. O CONCEITO DE IDI (INVESTIGAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO) 2. A NORMA NP 4457:2007 REQUISITOS

Leia mais

TI na evolução da sociedade do conhecimento. Outubro / 2012

TI na evolução da sociedade do conhecimento. Outubro / 2012 TI na evolução da sociedade do conhecimento Outubro / 2012 Sociedade do Conhecimento ÍNDICE I) Premissas para um case de sucesso II) Sociedade do Conhecimento III) Evolução da TI IV) Arena Digital V) Passos

Leia mais

Relatório de Investigação da Escola julho 2015

Relatório de Investigação da Escola julho 2015 Microsoft Partners in Learning Relatório de Investigação da Escola julho 2015 Elaborado para julho 2015 Relatório do Estudo de Este relatório apresenta os resultados dos inquéritos à equipa diretiva e

Leia mais

RESUMO EXECUTIVO RELATÓRIO FINAL DO PROJETO

RESUMO EXECUTIVO RELATÓRIO FINAL DO PROJETO Documento 7.1 RESUMO EXECUTIVO RELATÓRIO FINAL DO PROJETO TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICIPIOS DO ESTADO DA BAHIA TCM-BA SALVADOR BAHIA MARÇO / 2010 1/10 1. Introdução Este documento faz parte do escopo do

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. QREN: uma oportunidade para a Igualdade entre homens e mulheres

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. QREN: uma oportunidade para a Igualdade entre homens e mulheres PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS QREN: uma oportunidade para a Igualdade entre homens e mulheres PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS QREN: uma oportunidade para a Igualdade entre homens e mulheres

Leia mais

INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA

INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA FACTORES CRÍTICOS DE SUCESSO DE UMA POLÍTICA DE INTENSIFICAÇÃO DO PROCESSO DE INOVAÇÃO EMPRESARIAL EM PORTUGAL E POTENCIAÇÃO DOS SEUS RESULTADOS 0. EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS

Leia mais

Código de Conduta. Os nossos cinco princípios fundamentais: O benefício e a segurança do doente estão no centro de tudo o que fazemos

Código de Conduta. Os nossos cinco princípios fundamentais: O benefício e a segurança do doente estão no centro de tudo o que fazemos O nosso compromisso de cuidar e curar Código de Conduta Os nossos cinco princípios fundamentais: Doentes O benefício e a segurança do doente estão no centro de tudo o que fazemos Colaboradores Tratamos

Leia mais

Olá, Somos Ideatera - Studio Tecnológico

Olá, Somos Ideatera - Studio Tecnológico Olá, Somos Ideatera - Studio Tecnológico O parceiro certo para aumentar a produtividade, visibilidade e alcance de sua marca e/ou website! Breve descrição do que oferecemos: Web Analytics: Este serviço

Leia mais

XOPVision Cloud Digital Signage

XOPVision Cloud Digital Signage XOPVision Cloud Digital Signage O que é o Digital Signage? Conceito O XOPVISION é uma ferramenta de comunicação que utiliza televisores, monitores, smartphones ou tablet s, estrategicamente localizados

Leia mais

Estratégia da VMware: O modelo corporativo definido por software e o desafio de simplificar a TI. Anderson Ferreira Bruno Amaral 22 Ago 2014

Estratégia da VMware: O modelo corporativo definido por software e o desafio de simplificar a TI. Anderson Ferreira Bruno Amaral 22 Ago 2014 Estratégia da VMware: O modelo corporativo definido por software e o desafio de simplificar a TI Anderson Ferreira Bruno Amaral 22 Ago 2014 Desafios de TI Arquitetura da VMware Estratégia da VMware Sucesso

Leia mais

Sistema de Incentivos à Inovação Empresarial da Região Autónoma da Madeira - Inovar 2020.- Portaria n.º 86/2016 de 2 de Março de 2016

Sistema de Incentivos à Inovação Empresarial da Região Autónoma da Madeira - Inovar 2020.- Portaria n.º 86/2016 de 2 de Março de 2016 FICHA TÉCNICA INOVAR 2020 Sistema de Incentivos à Inovação Empresarial da Região Autónoma da Madeira - Inovar 2020.- Portaria n.º 86/2016 de 2 de Março de 2016 Introdução O INOVAR 2020, Sistema de Incentivos

Leia mais

Plano Geral de Formação

Plano Geral de Formação Plano Geral de Formação 2 0 1 6 A Católica Business Schools Alliance é constituída por: Índice Mensagem de boas vindas Católica Business Schools Alliance 10 razões para nos escolher MBA Atlântico Oficina

Leia mais

Identificação da empresa

Identificação da empresa Identificação da empresa ANA Aeroportos de Portugal, S.A. Missão, Visão e Valores Missão da ANA A ANA - Aeroportos de Portugal, SA tem como missão gerir de forma eficiente as infraestruturas aeroportuárias

Leia mais