W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i a l n o M u n d o W e b 2. 0

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i a l n o M u n d o W e b 2. 0"

Transcrição

1 Av Eng. Luiz Carlos Berrini 1645, 8 andar, Brooklin Novo, São Paulo SP Brazil. Tel: Fax: W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i a l n o M u n d o W e b 2. 0 Patrocinado por: IBM Brasil Alexandre Campos Silva dezembro 2010 OPI N I Ã O I D C A grande aceitação dos serviços Web 2.0 possibilitou às pessoas criarem, colaborarem e compartilharem mais facilmente suas informações pessoais. No entanto, a facilidade de publicação nos blogs, aliada à adesão em massa às redes sociais, impulsiona cada vez mais a utilização destes serviços populares na Internet também para atividades profissionais. Observa-se um movimento de incentivo às empresas para utilizar o modelo Empresa 2.0 à medida que as áreas de negócios solicitam a TI a disponibilização de infraestrutura que permita iniciar ou aprimorar os canais eletrônicos de relacionamento com seus clientes, fornecedores, canais, parceiros, distribuidores e unidades de negócios da própria empresa. Estes canais de relacionamento visam atender à demanda da cultura digital que utiliza serviços Web 2.0 em busca do aumento da produtividade, por exemplo, no SAC Serviço de Atendimento ao Cliente, na fidelização de clientes, no portal de comércio eletrônico, nas redes sociais ou nos portais de recursos humanos para contratação de profissionais. É importante ressaltar a tendência de utilização destes serviços tanto em computadores quanto em smartphones. O acesso às redes sociais, aplicações de negócios e a vídeos fora do escritório também fazem parte da exigência do momento. Acessar estes serviços, disponibilizados via Internet, a partir de qualquer lugar, é um requerimento importante para o ganho de produtividade nas empresas. Para responder apropriadamente a estes novos requisitos de negócio, as organizações devem estar atentas às tecnologias chave necessárias que tragam tanto produtividade como facilidade de uso para a rápida adoção de novas soluções por funcionários, parceiros, fornecedores e clientes. As principais ferramentas disponíveis para acelerar esta implementação de serviços com a agilidade e produtividade esperadas, por sua natureza colaborativa, baseiam-se nos conceitos de Web 2.0. M E T O D O L O G IA O conteúdo deste documento está baseado em informações de diversas fontes de dados e estudos conduzidos pela IDC.

2 N E S T E W H I T E P A P E R Neste White Paper a IDC aborda como os serviços disponibilizados com os conceitos colaborativos da Web 2.0 propiciam a criação da empresa social (vide gráfico abaixo), atendem às necessidades de compartilhamento de informações e comunicação e propicia um novo canal de negócios e relacionamento com clientes, fornecedores, parceiros e colegas de trabalho. Descrevemos também o IBM Lotus Connections que utiliza os conceitos de Web 2.0 e das redes sociais para disseminar melhores práticas e gerar ganho de produtividade para a organização através do Trabalho Inteligente. S I T U A Ç Ã O A T U A L Em uma sociedade cada vez mais conectada, a IDC vislumbra a empresa social conforme ilustrado na figura abaixo: F I G U R A 1 A E m p r e s a S o c i a l Fonte: IDC, 2009 Entende-se por Empresa Social aquela que implementa serviços Web 2.0 para ganhos de produtividade internos à própria empresa e nos relacionamentos com clientes, fornecedores, parceiros e colaboradores. A criação de serviços Web 2.0 considera o investimento em tecnologias que tragam a agilidade necessária para que as áreas de negócio possam atender as novas dinâmicas de mercado num cenário cada vez mais competitivo. O grande desafio do CIO é criar esta infraestrutura de hardware e software que viabilize a utilização destes serviços de forma segura, rápida e com alta disponibilidade. 2 BR10192_C 2010 IDC Brasil

3 O aumento no volume de informações geradas e armazenadas em diversos formatos (texto, voz e vídeo) apresenta-se como um desafio à infraestrutura. Informações estruturadas oriundas de sistemas transacionais e informações não-estruturadas oriundas de redes sociais públicas aquelas abertas à participação de qualquer usuário de Internet, como Orkut ou Facebook e redes sociais privadas aquelas disponibilizadas para uso interno de funcionários de uma mesma empresa, mas que também podem ser expandidas para sua cadeia de valor devem estar disponíveis para diversas consultas e análises. Destacamos abaixo um comparativo entre alguns dos serviços Web 2.0 mais utilizados pelas pessoas em redes sociais públicas e privadas. Vale destacar a maior utilização das redes sociais, blogs e fóruns de discussão no dia-a-dia dos entrevistados nesta pesquisa mundial realizada pela IDC. F I G U R A 2 S e r v i ç o s W e b 2. 0 m a i s u t i l i z a d o s n a s R e d e s S o c i a i s A b e r t a s x n a s R e d e s S o c i a i s C o r p o r a t i v a s Fonte: IDC Social Business Survey 2009 n = Multiple Responses allowed As redes sociais privado-corporativas agregam diversos benefícios que vão além de simplesmente disponibilizar serviços web 2.0: elas também contribuem para fomentar a inovação. Encontrar especialistas em determinados temas nas empresas, nem sempre uma tarefa fácil quando existem milhares de funcionários que trabalham em home-office ou em escritórios localizados em cidades ou países distintos. Se pensarmos num cenário comum de fusões e aquisições, a complexidade e o tempo despendido para a integração de equipes e identificação de especialistas torna-se mais crítico ainda. Neste cenário, o papel das redes sociais corporativas ganha maior importância IDC Brasil BR10192_C 3

4 Ao falarmos de redes sociais corporativas no contexto da Empresa Social, incluímos também a integração de pessoas em toda a cadeia de valor e ampliamos significativamente a abrangência dos benefícios de colaboração, inovação e integração a um número maior de pessoas. A IDC entende que há, no entanto, desafios relacionados à mensuração e criação de métricas que possam tangibilizar estes benefícios. Muitas empresas ainda estão no processo de elaboração de indicadores que possam mostrar os benefícios obtidos por estas tecnologias. A S O L U Ç Ã O D A I B M O IBM Lotus Connections é um software social desenvolvido especificamente para negócios, que promove o Trabalho Inteligente utilizando os conceitos de Web 2.0. Oferece características de uma rede social, possibilitando a criação de perfis profissionais, blogs, comunidades, fóruns, etc., estimulando a colaboração e troca de conhecimento e promovendo o conteúdo corporativo em um ambiente controlado e seguro o que estimula o processo de inovação. Ao permitir que os colaboradores se conectem facilmente a outros funcionários, parceiros, fornecedores e clientes, o IBM Lotus Connections cria redes dinâmicas de trabalho, voltadas à execução, possibilitando a tomada de decisões mais rápidas e assertivas. Dentre os diversos benefícios que o IBM Lotus Connections visa trazer à empresa e a seus colaboradores, estão: Utilizar ferramentas web 2.0 como widgets para facilitar a integração das pessoas e o compartilhamento de informações em um ambiente seguro. Localizar, identificar e aproximar pessoas rapidamente acabando com barreiras geográficas. Participar de comunidades conforme necessidades, funções e métodos de trabalho. Criar comunidades voltadas à inovação e incentivar a colaboração entre profissionais da empresa. Identificar talentos localizados em diferentes escritórios da empresa e integrá-los em comunidades e atividades específicas. Compartilhar insights e tornar-se reconhecido pelos seus talentos. Beneficiar-se dos conhecimentos de colegas e aplicar as melhores práticas aos novos projetos. Localizar informações mais rapidamente com tags, pesquisa social e bookmarks compartilhados. Manter-se conectado com a rede de profissionais, idéias e contribuições. Possibilidade de integrar colaboradores de toda cadeia de valor como clientes, fornecedores e parceiros. 4 BR10192_C 2010 IDC Brasil

5 Reduzir a sobrecarga de diminuindo o volume da caixa de mensagens. Organizar, gerenciar e manter projetos em conjunto no caminho certo. Acompanhar o trabalho através de um painel de atividades. Descobrir e compartilhar melhores práticas por meio da criação de modelos de atividade. O IBM Lotus Connections permite a utilização do conhecimento coletivo da organização ao construir novas conexões entre pessoas, às informações que elas detêm e às tarefas que estão executando, criando um ambiente propício à inovação. As tarefas são executadas mais rapidamente, pois se tem acesso rápido a informações de uma rede profissional expandida. O IBM Lotus Connections permite a utilização do conhecimento coletivo da organização ao construir novas conexões entre pessoas, às informações que elas detêm e às tarefas que estão executando, criando um ambiente propício à inovação. Na versão mais recente, o Connections 3.0, temos à disposição widgets que recomendam conexões de acordo com perfil ou temas de interesse, facilitando ainda mais a interação e encurtando o tempo para contatar determinado especialista em um assunto. Ao possibilitar o acesso rápido a informações relevantes e fontes qualificadas, o IBM Lotus Connections provê ao colaborador conhecimento para que as decisões sejam tomadas com confiança, conscientes de que foram avaliadas por especialistas de toda a organização e que refletem as experiências anteriores. Serviços e produtos inovadores podem ser criados a partir de comunidades de funcionários, parceiros e clientes, proporcionando o crescimento dos negócios. Também impulsiona o intelectual coletivo para o surgimento de mais e melhores idéias, aumenta a agilidade da empresa no mercado em que atua e torna a organização mais eficiente e produtiva ao mesmo tempo em que reduz os custos. Ao integrar as ferramentas da Web 2.0 em um ambiente seguro, confiável e desenvolvido para negócios, o IBM Lotus Connections permite que a organização usufrua de todas as vantagens do Trabalho Inteligente, ganhando vantagem competitiva, operando de forma mais eficiente e produtiva, e posicionando-se à frente de seus concorrentes. As pessoas formam a espinha dorsal de uma rede social. Desta forma, envolvê-las da forma adequada e mostrar como o trabalho do dia-a-dia pode ser facilitado é fundamental para o sucesso de adesão da utilização da solução tecnológica. Neste contexto, destacamos que as metodologias de consultoria da IBM BVA Business Value Assesment for Portals & Collaboration e IBM Collaboration Agenda são estratégicas para implementação de uma rede social nas organizações. Estas metodologias viabilizam um roadmap de implementação, permitindo a tangibilização e definição de métricas de negócio que mostram os resultados das soluções obtidas no negócio da empresa, no relacionamento com clientes, fornecedores e parceiros e nos benefícios internos atingidos. O IBM BVA - Business Value Assesment for portals & collaboration possibilita aos clientes melhor compreenderem os benefícios de mudança cultural trazidos pela 2010 IDC Brasil BR10192_C 5

6 implementação de uma rede social corporativa e identificarem oportunidades de criação de experiências Web 2.0 que possam alavancar sua produtividade e colaboração e consequentemente seus negócios. Esta metodologia apresenta um processo em 3 etapas onde o módulo 1 mostra como uma empresa pode se beneficiar de uma solução colaborativa. O módulo 2 mostra como a solução colaborativa contribuirá para o negócio da empresa e o módulo 3 cria um business case com ROI para mostrar os benefícios financeiros da solução. Esta abordagem consegue tangibilizar os benefícios de uma empresa social e facilita a implementação destas soluções nas empresas. Um exemplo de sucesso no uso da metodologia IBM BVA - Business Value Assesment for portals & collaboration é o da empresa mexicana CEMEX que tem mais de 47 mil funcionários espalhados por 50 países, onde o desafio era mudar a cultura da empresa e criar um ambiente de inovação e open collaboration. Depois de um ano de adoção do IBM Lotus Connections, 17 mil funcionários aderiram ao modelo de empresa social, colaborando para a inovação do negócio. Detalhes deste case estão disponíveis em No Brasil, outro case de destaque é a FIAP que tinha a necessidade de disponibilizar ferramentas colaborativas corporativas para melhor preparar seus alunos para as exigências do mercado de trabalho. A implementação envolveu a criação de comunidades, fóruns de discussão, blogs, wikis e o gerenciamento de tarefas para melhorar a colaboração entre alunos e entre professores e alunos. Detalhes deste case estão disponíveis em É fundamental lembrar que o IBM Lotus Connections 3.0 é um produto que evoluiu rapidamente para atender às novas dinâmicas de disponibilização de acesso as redes sociais em plataformas móveis cada vez mais populares como, por exemplo, BlackBerry, Nokia, iphone e ipad entre tantas outras. C O N C L U S Ã O A nova realidade corporativa, onde não existem mais grupos e recursos estruturados, oferece grandes desafios e também oportunidades para as organizações. Disponibilizar um ambiente onde os colaboradores da empresa possam trocar informações e conhecimento, atuando de forma colaborativa e propiciando diferencial competitivo, torna a empresa mais ágil, eficiente e produtiva. Ao mesmo tempo em que as empresas não têm mais o controle sobre suas marcas, já que opiniões e comentários dos consumidores são mais influentes do que os meios tradicionais de propaganda, há também maior proximidade com o cliente, que conversa diretamente com a companhia, expandindo a fonte de idéias e incrementando o potencial de inovação. A geração atual de softwares colaborativos está apta a capturar diretamente conteúdo relevante através da interação dos colaboradores com fornecedores, com clientes e entre si mesmos. O software colaborativo permite a grandes grupos de 6 BR10192_C 2010 IDC Brasil

7 trabalhadores se auto-organizarem, de modo que qualquer pessoa pode contribuir com um processo independente de seu papel ou função específica. A Web 2.0 ganha cada vez mais importância e usa suas ferramentas colaborativas para executar o Trabalho Inteligente para atingir o sucesso. Redes e softwares sociais estão no centro desse processo, ao criar redes de relacionamento voltadas para a execução de tarefas de forma ágil e inovadora. O IBM Lotus Connections faz uso dessas ferramentas de forma a beneficiar toda a organização, aproximando pessoas por tarefas, interesses comuns e áreas de conhecimento, independente de área de negócio, departamento, ou distância geográfica. Ao contrário de ferramentas públicas disponíveis na internet, o IBM Lotus Connections é desenhado para o mundo corporativo, e pode ser utilizado por empresas de diversos tamanhos que desejam aumentar a eficiência de suas operações, aumentando a produtividade e promovendo a inovação. Além de mostrarse como uma importante plataforma para extrair as vantagens da Web 2.0 e promover o Trabalho Inteligente. Ao auxiliar a gestão de conhecimento da empresa, o IBM Lotus Connections ajuda líderes das organizações a otimizar todas as áreas de negócio, identificando oportunidades de crescimento enquanto gerenciam de forma pró-ativa os riscos e habilitando esses gestores a reagir mais rápido às mudanças no mercado. Ao aprimorar a gestão de conhecimento da empresa, o IBM Lotus Connections ajuda líderes das organizações a otimizar todas as áreas de negócio, identificando oportunidades de crescimento enquanto gerenciam de forma pró-ativa os riscos e possibilitando reações mais rápidas às mudanças no mercado. E, ao promover a interação entre os diversos públicos da companhia, ajuda a criar relacionamentos confiáveis e os estimula a ocorrer onde e quando necessário com o objetivo de crescer, inovar e tornar as pessoas mais eficazes. D i r e i t o s A u t o r a i s Esse documento é parte integrante do serviço contínuo de inteligência de mercado da IDC que fornece estudos, interações com os profissionais, telebriefings e conferências. Visite o site o para obter informações sobre serviços de consultoria e assinaturas de estudos. Para informações sobre o preço deste documento ou de outros produtos/serviços da IDC, solicitações de cópias ou direitos de acesso na Web, contate a IDC Brasil pelo telefone (55.11) ou pelo Direitos Autorais IDC É proibida a reprodução sem prévia autorização.todos os direitos reservados IDC Brasil BR10192_C 7

@FabioCipriani Social Media Brasil 2011 04 de junho de 2011

@FabioCipriani Social Media Brasil 2011 04 de junho de 2011 Mídias Sociais nas Empresas @FabioCipriani Social Media Brasil 2011 04 de junho de 2011 Midias_Sociais_Cafe_Aberje.ppt Foto de Gabriel Guimarães 22 http://www.flickr.com/photos/gabrielfgo/3919726379-2

Leia mais

EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual.

EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual. EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual. Somos uma empresa especializada em soluções voltadas ao segmento digital como: criação,

Leia mais

Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia

Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia Desafios a serem superados Nos últimos anos, executivos de Tecnologia de Informação (TI) esforçaram-se em

Leia mais

O Uso da Inteligência Competitiva e Seus Sete Subprocessos nas Empresas Familiares

O Uso da Inteligência Competitiva e Seus Sete Subprocessos nas Empresas Familiares O Uso da Inteligência Competitiva e Seus Sete Subprocessos nas Empresas Familiares O uso da Inteligência Competitiva como processo para monitorar tecnologias, legislação, ambiente regulatório, concorrência,

Leia mais

8 Congresso Internacional de Qualidade para Competitividade. Práticas de gestão do conhecimento na Promon. Porto Alegre, 3 de julho de 2007

8 Congresso Internacional de Qualidade para Competitividade. Práticas de gestão do conhecimento na Promon. Porto Alegre, 3 de julho de 2007 8 Congresso Internacional de Qualidade para Competitividade Práticas de gestão do conhecimento na Promon Porto Alegre, 3 de julho de 2007 1 Promon S.A. Todos os direitos reservados Agenda 1 Sobre a Promon

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE TURSIMO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE TURSIMO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE TURSIMO Concurso Público para o Cargo de Professor Adjunto EDITAL 027/2012 Código do Candidato: PROVA ESCRITA - 17.12.2012

Leia mais

Desenvolve Minas. Modelo de Excelência da Gestão

Desenvolve Minas. Modelo de Excelência da Gestão Desenvolve Minas Modelo de Excelência da Gestão O que é o MEG? O Modelo de Excelência da Gestão (MEG) possibilita a avaliação do grau de maturidade da gestão, pontuando processos gerenciais e resultados

Leia mais

Backsite Serviços On-line

Backsite Serviços On-line Apresentação Quem Somos O Backsite Com mais de 15 anos de mercado, o Backsite Serviços On-line vem desenvolvendo soluções inteligentes que acompanham o avanço das tecnologias e do mundo. Com o passar do

Leia mais

SIGMAFONE AGORA É SIGMACOM

SIGMAFONE AGORA É SIGMACOM SIGMACOM SIGMAFONE AGORA É SIGMACOM NOSSA MARCA CRESCE. NOSSA QUALIDADE EVOLUI. Com mais de 30 anos de experiência e uma equipe altamente capacitada, a Sigmacom está em busca constante por inovação, consolidada

Leia mais

5 Conclusão. FIGURA 3 Dimensões relativas aos aspectos que inibem ou facilitam a manifestação do intraempreendedorismo. Fonte: Elaborada pelo autor.

5 Conclusão. FIGURA 3 Dimensões relativas aos aspectos que inibem ou facilitam a manifestação do intraempreendedorismo. Fonte: Elaborada pelo autor. 5 Conclusão Este estudo teve como objetivo a análise dos diversos fatores que influenciam tanto de maneira positiva quanto negativa no exercício do papel dos gerentes e também dos elementos que facilitam

Leia mais

Aprimoramento através da integração

Aprimoramento através da integração Aprimoramento através da integração Uma parceria para implementar uma solução de aprendizagem em tempo recorde Visão Geral Com mais de 70 anos de excelência na produção de conhecimento no Brasil, a Fundação

Leia mais

Otimizada para Crescimento:

Otimizada para Crescimento: Quinta Pesquisa Anual de Mudança na Cadeia de Suprimentos RESUMO REGIONAL: AMÉRICA LATINA Otimizada para Crescimento: Executivos de alta tecnologia se adaptam para se adequar às demandas mundiais INTRODUÇÃO

Leia mais

7 tendências de tecnologia

7 tendências de tecnologia 7 tendências de tecnologia para o mercado segurador em 2016 O ano de 2016 deve impulsionar a evolução tecnológica direcionada ao mercado segurador. Isto porque, as seguradoras irão investir fortemente

Leia mais

Novo contexto. A incorporação da Internet à rotina empresarial provocou forte impacto sobre as tradicionais formas de negociação...

Novo contexto. A incorporação da Internet à rotina empresarial provocou forte impacto sobre as tradicionais formas de negociação... O AMBIENTE DIGITAL O que mudou com a Internet A estratégia no ambiente digital a Empresa 2.0 e o uso das Mídias Sociais Redes Sociais como instrumento estratégico A incorporação da Internet à rotina empresarial

Leia mais

Índice. Introdução 2. Quais funcionalidades uma boa plataforma de EAD deve ter? 4. Quais são as vantagens de ter uma plataforma EAD?

Índice. Introdução 2. Quais funcionalidades uma boa plataforma de EAD deve ter? 4. Quais são as vantagens de ter uma plataforma EAD? Índice SUA EMPRESA DE TREINAMENTOS ESTÁ PARADA NO TEMPO? Introdução 2 Quais funcionalidades uma boa plataforma de EAD deve ter? 4 Quais são as vantagens de ter uma plataforma EAD? 6 A gestão de cursos

Leia mais

Planejamento e Gestão Estratégica

Planejamento e Gestão Estratégica Planejamento e Gestão Estratégica O Governo de Minas estabeleceu como um dos eixos norteadores da suas políticas públicas a eficiência na utilização dos recursos e a oferta de serviços com qualidade cada

Leia mais

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA Proposta de Marketing Digital Design inox Marketing de Resultados A PlusPixel vem oferecendo seus serviços desde o início da internet, isso nos

Leia mais

O impacto da Lei de Acesso à Informação (LAI) no ambiente SISP

O impacto da Lei de Acesso à Informação (LAI) no ambiente SISP 6ª Governança Aplicada ISACA Capítulo Brasília O impacto da Lei de Acesso à Informação (LAI) no ambiente SISP João Batista Ferri de Oliveira Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL 2/11 Sumário 1. Conceito... 3 2. Objetivo... 3 3. Áreas de aplicação... 3 4. Diretrizes... 4 4.1 Princípios... 4 4.2 Estratégia de e Responsabilidade

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Este material resulta da reunião de fragmentos do módulo I do Curso Gestão Estratégica com uso do Balanced Scorecard (BSC) realizado pelo CNJ. 1. Conceitos de Planejamento Estratégico

Leia mais

5 funcionalidades inovadoras para sua Central de Atendimento

5 funcionalidades inovadoras para sua Central de Atendimento 5 funcionalidades inovadoras para sua Central de Atendimento Inove a sua Central de Atendimento Montamos uma lista para te ajudar a entender a sua central de atendimento e quais são as oportunidades para

Leia mais

Capítulo 2 Objetivos e benefícios de um Sistema de Informação

Capítulo 2 Objetivos e benefícios de um Sistema de Informação Capítulo 2 Objetivos e benefícios de um Sistema de Informação 2.1 OBJETIVO, FOCO E CARACTERÍSTICAS DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Os Sistemas de Informação, independentemente de seu nível ou classificação,

Leia mais

Válvulas de Controle-"Case"- Copesul. Nelzo Luiz Neto da Silva 1 Jader Weber Brum 2

Válvulas de Controle-Case- Copesul. Nelzo Luiz Neto da Silva 1 Jader Weber Brum 2 Válvulas de Controle-"Case"- Copesul Nelzo Luiz Neto da Silva 1 Jader Weber Brum 2 RESUMO Visando rever conceitos, procedimentos, estratégias e tecnologias voltadas para a manutenção de válvulas, partimos

Leia mais

Professor: Conrado Frassini cfrassini@uol.com.br

Professor: Conrado Frassini cfrassini@uol.com.br Governança de TI e ISO20000 Quo Vadis TI? quinta-feira, 14 de agosto de 2008, 17h09 A área de Tecnologia da Informação vem sofrendo mudanças profundas e esse fenômeno aumentará nos próximos anos. Além

Leia mais

Sobre o Instituto Desenvolve T.I

Sobre o Instituto Desenvolve T.I Sobre o Instituto Desenvolve T.I A empresa Desenvolve T.I foi fundada em 2008, em Maringá, inicialmente focando a sua atuação em prestação de serviços relacionados à Tecnologia da Informação e atendendo

Leia mais

Metadados. 1. Introdução. 2. O que são Metadados? 3. O Valor dos Metadados

Metadados. 1. Introdução. 2. O que são Metadados? 3. O Valor dos Metadados 1. Introdução O governo é um dos maiores detentores de recursos da informação. Consequentemente, tem sido o responsável por assegurar que tais recursos estejam agregando valor para os cidadãos, as empresas,

Leia mais

3ª EDIÇÃO. Agenda. 22 de Setembro 2015. Hotel Grand Mercure São Paulo, SP. Realização: www.corpbusiness.com.br

3ª EDIÇÃO. Agenda. 22 de Setembro 2015. Hotel Grand Mercure São Paulo, SP. Realização: www.corpbusiness.com.br Agenda 3ª EDIÇÃO 22 de Setembro 2015 Hotel Grand Mercure São Paulo, SP Realização: www.corpbusiness.com.br Patrocínio Gold Patrocínio Bronze Apoio Realização: APRESENTAÇÃO O E-LEARNING COMO FERRAMENTA

Leia mais

www.snowx.com.br The Ultimate Design

www.snowx.com.br The Ultimate Design www.snowx.com.br +55-13 - 3473.3792 / ID 117*11741 Rua Mococa - nº 379 - Sala 2 - Boqueirão Praia Grande - SP - CEP 11701-100 Só atendemos com hora marcada. 09:00 às 12:00 / 13:30 às 17:00 Segunda a Sexta-Feira

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Versão 2015.2 Editada em julho de 2015 SUMÁRIO 1. Objetivo da Política...3 2. Abrangência...3 3. Princípios...3 4. Das Diretrizes Estratégicas...4 5. Da Estrutura

Leia mais

Intranets e Capital Intelectual

Intranets e Capital Intelectual Intranets e Capital Intelectual Intranets e Capital Intelectual As mídias sociais ultrapassaram os limites da vida privada. Os profissionais são 2.0 antes, durante e depois do expediente. É possível estabelecer

Leia mais

1. O Contexto do SBTVD

1. O Contexto do SBTVD CT 020/06 Rio de Janeiro, 27 de janeiro de 2006 Excelentíssimo Senhor Ministro Hélio Costa MD Ministro de Estado das Comunicações Referência: Considerações sobre o Sistema Brasileiro de Televisão Digital

Leia mais

Conceitos Básicos de Rede. Um manual para empresas com até 75 computadores

Conceitos Básicos de Rede. Um manual para empresas com até 75 computadores Conceitos Básicos de Rede Um manual para empresas com até 75 computadores 1 Conceitos Básicos de Rede Conceitos Básicos de Rede... 1 A Função de Uma Rede... 1 Introdução às Redes... 2 Mais Conceitos Básicos

Leia mais

Aumente o valor do ciclo de vida de cada cliente

Aumente o valor do ciclo de vida de cada cliente Engajamento com o Cliente Gerenciamento de Ciclo de Vida do Cliente Informativo Torne cada interação relevante e envolvente Aumente o valor do ciclo de vida de cada cliente Gerenciamento do ciclo de vida

Leia mais

7 etapas para construir um Projeto Integrado de Negócios Sustentáveis de sucesso

7 etapas para construir um Projeto Integrado de Negócios Sustentáveis de sucesso 7 etapas para construir um Projeto Integrado de Negócios Sustentáveis de sucesso Saiba como colocar o PINS em prática no agronegócio e explore suas melhores opções de atuação em rede. Quando uma empresa

Leia mais

AGILIDADE ORGANIZACIONAL

AGILIDADE ORGANIZACIONAL PMI PULSO DA PROFISSÃO RELATÓRIO DETALHADO AGILIDADE ORGANIZACIONAL Destaques do Estudo O lento crescimento econômico e as prioridades mutantes do mercado global criaram um ambiente de negócios complexo

Leia mais

Como e por que criar uma para sua empresa A PERSONA VECTOR

Como e por que criar uma para sua empresa A PERSONA VECTOR Como e por que criar uma para sua empresa A PERSONA Quem trabalha com marketing, publicidade ou já anunciou na mídia, certamente foi questionado alguma vez sobre quem é o público-alvo da empresa. Isso

Leia mais

Alinhando Produção de Software e TI Copyright 2004 Jorge H C Fernandes. Todos os direitos Reservados

Alinhando Produção de Software e TI Copyright 2004 Jorge H C Fernandes. Todos os direitos Reservados Alinhando Produção de e TI White paper Prof. Dr. Jorge Henrique Cabral Fernandes jhcf@cic.unb.br Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília Junho de 2004 Conteúdo 1 - Organizações precisam

Leia mais

UNICEUB OTIMIZA A DISTRIBUIÇÃO DE SOFTWARES EM SEUS LABORATÓRIOS COM VIRTUALIZAÇÃO DE APLICAÇÃO

UNICEUB OTIMIZA A DISTRIBUIÇÃO DE SOFTWARES EM SEUS LABORATÓRIOS COM VIRTUALIZAÇÃO DE APLICAÇÃO Case de Sucesso Integrando CIOs, gerando conhecimento. UNICEUB OTIMIZA A DISTRIBUIÇÃO DE SOFTWARES EM SEUS LABORATÓRIOS COM VIRTUALIZAÇÃO DE APLICAÇÃO Perfil O UniCEUB é um dos pioneiros de ensino na capital

Leia mais

DESCRIÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DA INICIATIVA

DESCRIÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DA INICIATIVA DESCRIÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DA INICIATIVA Como é sabido existe um consenso de que é necessário imprimir qualidade nas ações realizadas pela administração pública. Para alcançar esse objetivo, pressupõe-se

Leia mais

JORNADA DE COMPRA. O que é e sua importância para a estratégia de Marketing Digital VECTOR

JORNADA DE COMPRA. O que é e sua importância para a estratégia de Marketing Digital VECTOR O que é e sua importância para a estratégia de Marketing Digital 1 2 3 4 Já falamos muitas vezes sobre produção de conteúdo ser a base de uma estratégia de marketing digital de resultados para a sua empresa.

Leia mais

UM CAMINHO SIMPLES PARA UMA NUVEM PRIVADA

UM CAMINHO SIMPLES PARA UMA NUVEM PRIVADA UM CAMINHO SIMPLES PARA UMA NUVEM PRIVADA Julho de 2015 Com nuvens privadas de fácil uso concebidas para executar aplicativos corporativos essenciais para os negócios, as principais organizações se beneficiam

Leia mais

MICROSOFT INSIDERS BRASIL. e a digitalização do relacionamento com a mídia

MICROSOFT INSIDERS BRASIL. e a digitalização do relacionamento com a mídia Índice Introdução 3 Cenário Conceito Desafios da comunicação Público alvo Estratégia de comunicação Exemplo de ação 7 Anexos 10 4 5 5 6 6 2 Introdução A Microsoft Brasil é uma subsidiária da Microsoft

Leia mais

No capítulo 3 estão concentrados todos os assuntos relacionados à metodologia utilizada nesse trabalho de pesquisa. Ou seja, tipo de pesquisa, método

No capítulo 3 estão concentrados todos os assuntos relacionados à metodologia utilizada nesse trabalho de pesquisa. Ou seja, tipo de pesquisa, método 14 1 Introdução Este estudo visa identificar os atributos e seus respectivos níveis mais importantes na definição da contratação de serviços de consultoria estratégica pelas operadoras de telecomunicações.

Leia mais

Administração de CPD Chief Information Office

Administração de CPD Chief Information Office Administração de CPD Chief Information Office Cássio D. B. Pinheiro pinheiro.cassio@ig.com.br cassio.orgfree.com Objetivos Apresentar os principais conceitos e elementos relacionados ao profissional de

Leia mais

CURSOS DE SOCIAL MEDIA. Redes Sociais: do Relacionamento até a Mensuração. Mobile Marketing : Estratégias e Ações

CURSOS DE SOCIAL MEDIA. Redes Sociais: do Relacionamento até a Mensuração. Mobile Marketing : Estratégias e Ações CURSOS DE SOCIAL MEDIA INSTITUIÇÃO: ESPM SUL INÍCIO: 18/01/2016 DURAÇÃO:16 HORAS VALOR: R$ 729,00 Redes Sociais: do Relacionamento até a Mensuração Redes sociais = CONVERSA. E você e sua marca estão preparadas

Leia mais

...estas abordagens contribuem para uma ação do nível operacional do design.

...estas abordagens contribuem para uma ação do nível operacional do design. Projetar, foi a tradução mais usada no Brasil para design, quando este se refere ao processo de design. Maldonado definiu que design é uma atividade de projeto que consiste em determinar as propriedades

Leia mais

Somos uma empresa do Grupo Instituto Inovação, pioneiro no Brasil em gestão da inovação.

Somos uma empresa do Grupo Instituto Inovação, pioneiro no Brasil em gestão da inovação. Somos uma empresa do Grupo Instituto Inovação, pioneiro no Brasil em gestão da inovação. O Instituto Inovação é um núcleo gerador de negócios inovadores. Por meio de suas empresas, desde 2002 aproxima

Leia mais

Projeto de Gestão pela Qualidade Rumo à Excelência

Projeto de Gestão pela Qualidade Rumo à Excelência Projeto de Gestão pela Qualidade Rumo à Excelência Introdução O panorama que se descortina para os próximos anos revela um quadro de grandes desafios para as empresas. Fatores como novas exigências dos

Leia mais

A influência da Tecnologia da Informação e Telecomunicação na Contabilidade - A Era do Contador Digital

A influência da Tecnologia da Informação e Telecomunicação na Contabilidade - A Era do Contador Digital A influência da Tecnologia da Informação e Telecomunicação na Contabilidade - A Era do Contador Digital Núcleo Interdisciplinar de Estudos Independentes Brayan Christian B. de Oliveira Abril 2012 Introdução

Leia mais

Revista Inteligência Competitiva Daniela Ramos Teixeira

Revista Inteligência Competitiva Daniela Ramos Teixeira 239 RELATO DE PESQUISA TECNOLOGIAS APLICADAS À INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL E INTELIGÊNCIA COMPETITIVA E O BRASIL? 1 INTRODUÇÃO Esse artigo mostra uma pequena amostra das nossas conclusões sobre a evolução

Leia mais

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado. 2 o semestre/2005 1 o trimestre/2006

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado. 2 o semestre/2005 1 o trimestre/2006 Barômetro Cisco Banda Larga da Análise de mercado 2 o semestre/2005 1 o trimestre/2006 Barômetro Cisco da Banda Larga Introdução Você está recebendo a nova edição do Barômetro Cisco da Banda Larga, indicador

Leia mais

QiDEIA C O M U N I C A Ç Ã O

QiDEIA C O M U N I C A Ç Ã O QiDEIA CREATE WHAT YOU SEE. CREATE WHAT YOU FEEL. CREATE WHAT YOU HAVE NEVER SEEN. JUST CREATE. NATHAN SAWAYA QUEM SOMOS A Qideia é uma agência de comunicação, vocacionada para a estratégia e implementação

Leia mais

SUMÁRIO. White Paper - NETGLOBE 2

SUMÁRIO. White Paper - NETGLOBE 2 SUMÁRIO Conhecendo a Telepresença... 3 A nova era da Videoconferência: Telepresença... 3 Como viabilizar um projeto de Telepresença... 4 Telepresença oferece excelente qualidade em uma fantástica experiência,

Leia mais

[ Empowering Business, Architecting IT. ]

[ Empowering Business, Architecting IT. ] SOA coloca TI da Rede Ipiranga em linha com os negócios Setembro/2012 Sumário Matéria publicada na Information Week... 4 Artigo Case Ipiranga... 7 SOA coloca TI da Rede Ipiranga em linha com os negócios

Leia mais

CIDADE PARTICIPATIVA O GOVERNO FORA DA CAIXA

CIDADE PARTICIPATIVA O GOVERNO FORA DA CAIXA CIDADE PARTICIPATIVA O GOVERNO FORA DA CAIXA A forma tradicional de governar, em geral, tem se distanciado da população. Há poucos canais de diálogo e participação popular. Parte disso se deve à burocracia

Leia mais

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 03

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 03 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 03 RELATÓRIO TÉCNICO CONCLUSIVO

Leia mais

Conceito e Processo do Planejamento Estratégico

Conceito e Processo do Planejamento Estratégico ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Estratégia de Negócios em TI (Parte 2) Conceito e Processo do Planejamento Prof. Me. Walteno Martins Parreira Jr Vídeo: Os três porquinhos http://www.youtube.com/watch?v=eo4msbm113g

Leia mais

FACULDADE MODELO POR DENTRO DA SENFF ADMINISTRADORA DE CARTÕES

FACULDADE MODELO POR DENTRO DA SENFF ADMINISTRADORA DE CARTÕES FACULDADE MODELO POR DENTRO DA SENFF ADMINISTRADORA DE CARTÕES CURITIBA 2009 MARCOS ANTONIO RIBAS PONT SAMUEL ANDRADE TAUFMANN POR DENTRO DA SENFF ADMINISTRADORA DE CARTÕES Trabalho apresentado à disciplina

Leia mais

Ernâni Teixeira Liberali Rodrigo Oliveira

Ernâni Teixeira Liberali Rodrigo Oliveira Ernâni Teixeira Liberali Rodrigo Oliveira O projeto Nugin (Núcleo de apoio ao planejamento e gestão da inovação) originou-se de um projeto FINEP. Foi proposto pelo IEL/SC, em parceria com a UFSC, com o

Leia mais

Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda.

Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda. Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda. Resumo Com a globalização e os avanços tecnológicos, as empresas estão operando num ambiente altamente competitivo e dinâmico. As organizações que quiserem

Leia mais

Um mercado de oportunidades

Um mercado de oportunidades Um mercado de oportunidades Como grandes, pequenas e médias empresas se comunicam? Quem são os principais interlocutores e como procurá-los? Como desenvolver uma grande campanha e inovar a imagem de uma

Leia mais

IBM Software Demos Lotus Connections

IBM Software Demos Lotus Connections O IBM é um software social para empresas que permite ao funcionário ser mais inovador e o ajuda a trabalhar rapidamente usando redes dinâmicas de colegas de trabalho, parceiros e clientes.

Leia mais

Inovação aberta na indústria de software: Avaliação do perfil de inovação de empresas

Inovação aberta na indústria de software: Avaliação do perfil de inovação de empresas : Avaliação do perfil de inovação de empresas Prof. Paulo Henrique S. Bermejo, Dr. Prof. André Luiz Zambalde, Dr. Adriano Olímpio Tonelli, MSc. Pamela A. Santos Priscila Rosa LabGTI Laboratório de Governança

Leia mais

ITIL v3 - Operação de Serviço - Parte 1

ITIL v3 - Operação de Serviço - Parte 1 ITIL v3 - Operação de Serviço - Parte 1 É na Operação de Serviço que se coordena e realiza as atividades e processos necessários para fornecer e gerenciar serviços em níveis acordados com o usuário e clientes

Leia mais

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. SEGPLAN DISPONIBILIZA SERVIÇOS ELETRÔNICOS VIA WEB E DISPOSITIVOS MÓVEIS

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. SEGPLAN DISPONIBILIZA SERVIÇOS ELETRÔNICOS VIA WEB E DISPOSITIVOS MÓVEIS Case de Sucesso Integrando CIOs, gerando conhecimento. SEGPLAN DISPONIBILIZA SERVIÇOS ELETRÔNICOS VIA WEB E DISPOSITIVOS MÓVEIS Perfil A Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento de Goiás (Segplan)

Leia mais

Plano de Segurança da Informação

Plano de Segurança da Informação Faculdade de Tecnologia Plano de Segurança da Informação Alunos: Anderson Mota, André Luiz Misael Bezerra Rodrigo Damasceno. GTI 5 Noturno Governança de tecnologia da informação Prof. Marcelo Faustino

Leia mais

E SE VOCÊ PUDESSE EXTRAIR INTELIGÊNCIA DO CONTEÚDO PRODUZIDO SOBRE SUA MARCA OU PRODUTO NAS MÍDIAS SOCIAIS?

E SE VOCÊ PUDESSE EXTRAIR INTELIGÊNCIA DO CONTEÚDO PRODUZIDO SOBRE SUA MARCA OU PRODUTO NAS MÍDIAS SOCIAIS? E SE VOCÊ PUDESSE EXTRAIR INTELIGÊNCIA DO CONTEÚDO PRODUZIDO SOBRE SUA MARCA OU PRODUTO NAS MÍDIAS SOCIAIS? COM SOCIAL MEDIA RESEARCH VOCÊ PODE UMA NOVA METODOLOGIA QUE PARTE DO CRUZAMENTO ENTRE AS MELHORES

Leia mais

Cartilha do ALUNO EMPREENDEDOR POLITÉCNICA

Cartilha do ALUNO EMPREENDEDOR POLITÉCNICA 1 Cartilha do ALUNO EMPREENDEDOR POLITÉCNICA Diretor Acadêmico: Edison de Mello Gestor do Projeto: Prof. Marco Antonio da Costa 2 1. APRESENTAÇÃO Prepare seus alunos para explorarem o desconhecido, para

Leia mais

Como criar um fluxo de informação entre empresa, fornecedor e distribuidor

Como criar um fluxo de informação entre empresa, fornecedor e distribuidor Como criar um fluxo de informação entre empresa, fornecedor e distribuidor ebook Guias completos e gratuitos www.socialbase.com.br Índice 1. Introdução 2. Política de comunicação interna 3. Padronização

Leia mais

Trabalhe com mais inteligência. Venda melhor. Ganhe mais.

Trabalhe com mais inteligência. Venda melhor. Ganhe mais. SAP Sales ondemand Trabalhe com mais inteligência. Venda melhor. Ganhe mais. Uma solução projetada para a maneira que você vende hoje A qualquer hora, em qualquer lugar Os vendedores sabem que o sucesso

Leia mais

Questionário de Levantamento de Informações

Questionário de Levantamento de Informações Questionário de Levantamento de Informações Critérios para Inclusão de Empresas no Fundo Ethical 1 INTRODUÇÃO Nos últimos anos se observou um aumento significativo da preocupação das empresas com questões

Leia mais

Metroflex Telecom Brasil Internet Brasweb AMBIENTAÇÃO DE NOVOS COLABORADORES PARTE I

Metroflex Telecom Brasil Internet Brasweb AMBIENTAÇÃO DE NOVOS COLABORADORES PARTE I Metroflex Telecom Brasil Internet Brasweb AMBIENTAÇÃO DE NOVOS COLABORADORES PARTE I A Brasweb Internet foi criada em 1997, o surgimento da empresa aconteceu após um de seus sócios (Fernando Almeida) sofrer

Leia mais

GT de Economia Criativa

GT de Economia Criativa GT de Economia Criativa Santa Maria, 02 de outubro de 2012 Pauta da reunião 1) Ações após a 1ª reunião do GT 2) Apresentação do Projeto de Mapeamento Georreferenciado da Economia Criativa 3) Apresentação

Leia mais

Cenário de Frotas no Brasil Principais Desafios e Oportunidades de Melhoria na Gestão

Cenário de Frotas no Brasil Principais Desafios e Oportunidades de Melhoria na Gestão Cenário de Frotas no Brasil Principais Desafios e Oportunidades de Melhoria na Gestão Leandro Ferraz Diretor Executivo da Efficient Consulting Consultor em Gestão Avançada de Frotas para a Fundação COGE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PROJETO BÁSICO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM PRODUÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE CONTEÚDO NA EAD CURSO PARA DOCENTES DA UFOP

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PROJETO BÁSICO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM PRODUÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE CONTEÚDO NA EAD CURSO PARA DOCENTES DA UFOP UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO CENTRO DE EDUCAÇÃO ABERTA E A DISTANCIA PROJETO BÁSICO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM PRODUÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE CONTEÚDO NA EAD CURSO PARA DOCENTES DA UFOP 2007 IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Cinco restrições de desenvolvimento/teste que afetam a velocidade, o custo e a qualidade dos seus aplicativos

Cinco restrições de desenvolvimento/teste que afetam a velocidade, o custo e a qualidade dos seus aplicativos Série de ebooks sobre desenvolvimento em paralelo ágil: Capítulo 2 Cinco restrições de desenvolvimento/teste que afetam a velocidade, o custo e a qualidade dos seus aplicativos Novas pressões, mais restrições

Leia mais

SAD. Paulo Silva, Rodolfo Ribeiro, Vinicius Tavares

SAD. Paulo Silva, Rodolfo Ribeiro, Vinicius Tavares SAD Paulo Silva, Rodolfo Ribeiro, Vinicius Tavares DataWarehouse Armazena informações relativas a uma organização em BD Facilita tomada de decisões Dados são coletados de OLTP(séries históricas) Dados

Leia mais

Conjunto de recursos (humanos e materiais), processos e metodologias estruturados de forma semelhante à indústria tradicional.

Conjunto de recursos (humanos e materiais), processos e metodologias estruturados de forma semelhante à indústria tradicional. Prof. Luiz Antonio do Nascimento Disciplina: Novas Tecnologias 1 Conjunto de recursos (humanos e materiais), processos e metodologias estruturados de forma semelhante à indústria tradicional. Utiliza as

Leia mais

PROGRAMA DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO E TECNOLÓGICO CONSELHO DIRETOR

PROGRAMA DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO E TECNOLÓGICO CONSELHO DIRETOR PROGRAMA DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO E TECNOLÓGICO CONSELHO DIRETOR TERMO DE ABERTURA Preparado por: Cláudio França de Araújo Gestor do Programa CD Aprovado por: Ricardo Antônio de Arruda Veiga Representante

Leia mais

Self-Service como vantagem competitiva

Self-Service como vantagem competitiva Self-Service como vantagem competitiva Com a alteração do comportamento do consumidor as empresas têm de criar novas vantagens competitivas para continuar relevantes no mercado em que atuam, ao mesmo tempo

Leia mais

ÍNDICE. Eficiência no atendimento em clínicas e hospitais -EBOOK- 3 - Introdução. 4 - O que os clientes esperam de um bom atendimento

ÍNDICE. Eficiência no atendimento em clínicas e hospitais -EBOOK- 3 - Introdução. 4 - O que os clientes esperam de um bom atendimento Eficiência no em clínicas e hospitais ÍNDICE 3 - Introdução 4 - O que os clientes esperam de um bom 6-5 dicas para gerar eficiência no -EBOOK- Produzido por CM Tecnologia 11 - Conclusão 12 - Sobre a CM

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA SABESP

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA SABESP CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA SABESP 2008-2 1 Apresentação A SABESP a partir da sua própria missão de prestar serviços de saneamento, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do meio ambiente constitui-se

Leia mais

Plataforma. Portal Educacional

Plataforma. Portal Educacional Plataforma Portal Educacional O Grupo Actcon e a Rede Educar Brasil Especializado em soluções que incorporam Tecnologia da Informação à Educação e à Modernização da Administração Pública, o Grupo Actcon

Leia mais

Processos de gerenciamento de projetos em um projeto

Processos de gerenciamento de projetos em um projeto Processos de gerenciamento de projetos em um projeto O gerenciamento de projetos é a aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto a fim de cumprir seus requisitos.

Leia mais

A Parceria UNIVIR / UNIGLOBO- Um Case Focado no Capital Intelectual da Maior Rede de TV da América Latina

A Parceria UNIVIR / UNIGLOBO- Um Case Focado no Capital Intelectual da Maior Rede de TV da América Latina A Parceria UNIVIR / UNIGLOBO- Um Case Focado no Capital Intelectual da Maior Rede de TV da América Latina Blois, Marlene Montezi e-mail: mmblois@univir.br Niskier, Celso e-mail: cniskier@unicarioca.edu.br

Leia mais

Instituto Tecnológico de Aeronáutica. Divisão de Engenharia de Infra-Estrutura Aeronáutica

Instituto Tecnológico de Aeronáutica. Divisão de Engenharia de Infra-Estrutura Aeronáutica Instituto Tecnológico de Aeronáutica Divisão de Engenharia de Infra-Estrutura Aeronáutica Relatório de Estágio Curricular Fabrício Moura Moreira São José dos Campos Novembro, 2004 Relatório de Estágio

Leia mais

Seguros em um mundo conectado. As novas gerações e as novas formas de negócio

Seguros em um mundo conectado. As novas gerações e as novas formas de negócio Seguros em um mundo conectado As novas gerações e as novas formas de negócio A IBM realiza investimentos significativos em pesquisa e desenvolvimento para trazer pensamento inovador IBM Industry Models

Leia mais

ISO 9001: SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE

ISO 9001: SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001: SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE Prof. MARCELO COSTELLA FRANCIELI DALCANTON ISO 9001- INTRODUÇÃO Conjunto de normas e diretrizes internacionais para sistemas de gestão da qualidade; Desenvolve

Leia mais

POLÍTICAS INSTITUCIONAIS DE ACESSIBILIDADE. - Não seja portador de Preconceito -

POLÍTICAS INSTITUCIONAIS DE ACESSIBILIDADE. - Não seja portador de Preconceito - POLÍTICAS INSTITUCIONAIS DE ACESSIBILIDADE - Não seja portador de Preconceito - 2014 1 OBJETO As Políticas Institucionais de Acessibilidade Não seja portador de preconceito tem como objetivo promover ações

Leia mais

Biblioteca Virtual. BIBLIOTECA VIRTUAL DA UNIVERSIDADE DO PORTO (BVUP) Plano de Actividades 2007

Biblioteca Virtual. BIBLIOTECA VIRTUAL DA UNIVERSIDADE DO PORTO (BVUP) Plano de Actividades 2007 Biblioteca Virtual BIBLIOTECA VIRTUAL DA UNIVERSIDADE DO PORTO (BVUP) Plano de Actividades 2007 A. Introdução A Biblioteca Virtual da Universidade do Porto (BVUP) continuará no ano de 2007 com a sua missão

Leia mais

Essas mudanças têm criado um mundo de novas oportunidades de negócio, exigindo que o especialista em marketing se reinvente a todo instante

Essas mudanças têm criado um mundo de novas oportunidades de negócio, exigindo que o especialista em marketing se reinvente a todo instante 1 Essas mudanças têm criado um mundo de novas oportunidades de negócio, exigindo que o especialista em marketing se reinvente a todo instante Motivação A Internet e as redes sociais mudaram o comportamento

Leia mais

Atendimento Virtual Ampla

Atendimento Virtual Ampla 21 a 25 de Agosto de 2006 Belo Horizonte - MG Atendimento Virtual Ampla Carlos Felipe de Moura Moysés Ampla Energia e Serviços S.A cmoyses@ampla.com André Theobald Ampla Energia e Serviços S.A theobald@ampla.com

Leia mais

Soluções de análise preditiva para optimizar os processos de negócio. João Pequito. Director Geral da PSE

Soluções de análise preditiva para optimizar os processos de negócio. João Pequito. Director Geral da PSE Soluções de análise preditiva para optimizar os processos de negócio João Pequito Director Geral da PSE Soluções de análise preditiva para optimizar os processos de negócio Qualquer instituição tem hoje

Leia mais

Marketing Digital Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Marketing Digital Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Canal de Interatividade: Conceitos, Potencialidades e Compromissos

Canal de Interatividade: Conceitos, Potencialidades e Compromissos Canal de Interatividade: Conceitos, Potencialidades e Compromissos Por Marcus Manhães e Pei Jen Shieh 1. Introdução O Decreto Presidencial [1] 4.901, de 26 de novembro de 2003, instituiu o Projeto do Sistema

Leia mais

O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados

O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados O Cisco IBSG prevê o surgimento de mercados globais conectados Como as empresas podem usar a nuvem para se adaptar e prosperar em um mercado financeiro em rápida mudança Por Sherwin Uretsky, Aron Dutta

Leia mais

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS 1. INTRODUÇÃO Entende-se como responsabilidade socioambiental, no âmbito da Magliano SA CCVM, o processo contínuo de: Respeito e proteção aos direitos humanos por meio da promoção de diversidade, inclusão

Leia mais

(MAPAS VIVOS DA UFCG) PPA-UFCG RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA UFCG CICLO 2006-2008 ANEXO (PARTE 2) DIAGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES

(MAPAS VIVOS DA UFCG) PPA-UFCG RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA UFCG CICLO 2006-2008 ANEXO (PARTE 2) DIAGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES 1 PPA-UFCG PROGRAMA PERMANENTE DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA UFCG CICLO 2006-2008 ANEXO (PARTE 2) DIAGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES (MAPAS VIVOS DA UFCG) 2 DIMENSÃO MISSÃO E PDI MAPAS VIVOS DE

Leia mais