Perspectivas para 2015 CONFIRA NESTA EDIÇÃO EDITORIAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Perspectivas para 2015 CONFIRA NESTA EDIÇÃO EDITORIAL"

Transcrição

1 E D U C A Ç Ã O I N FA N T I L E E N S I N O F U N D A M E N T A L Nº8 An 4 EDITORIAL Prspctivs pr 2015 Ouvims, pr td nss vid, dizrm qu águs prds nã mvm minhs. Nã só nã fzm cm tmbém sã fnts d dnçs, cntminçõs tnts utrs trnstrns pr s srs vivs, spcilmnt s humns. O msm nã pd, m bslut, crrr cm scl qu ncssit str smpr s xignnd,rpnsnd su finlidd, sus mts duccinis, nunc dsprznd vssldr dvnt ds nvs vnçs tcnlógics, sm, tdvi, squcr-s d su fundmntl missã qu é frmçã intgrl d hmm m sus spcts físics, fisilógics, scilógics psiclógics. Pr ss mtiv nss scl frcrá, m 2015, n nsin fundmntl II, príd mtutin, sis uls m lugr d cinc. Pr ss sxt ul frm s- CONFIRA NESTA EDIÇÃO lcinds disciplins julgds d grnd imprtânci pr rlizçã d sus bjtivs duccinis. Pr incrmntr snsibilidd rtístic trms Músic; pr cnscintizr d ncssidd d quilíbri d hmm m cntt cm nturz figur Eclgi Sustntbilidd; pr prndr pnsr sr crític, cpz d julgr, Filsfi; pr rfltir sbr s mmnts qu viv humnidd clbrr pr um mund mlhr, Atulidds. Minhs, n Univrsits, smpr s mvrm cntinurã mvr-s cm crrntz d frts rnvdrs águs d ntusism pl çã d ducr crinçs jvns pr trná-ls hmns cnscints d su ppl n mund, cmptnts, slidáris, ciddãs d bm, pr tud iss, flizs. Cm Plvr Dirtr - pág. 2 Entrvist - pág. 2 Cm Plvr s Aluns - pág. 3 Prf. Alcids Durt Cm Plvr s Prfssrs - pág. 4 5 Acntcu - pág. 6 7 Em Fc - pág. 8

2 COM A PALAVRA A DIRETORA Prspctivs Educcinis pr 2015 Andr Ribir Lurnç Silv - Dirtr Sgund dicinári, prspctiv é tud qu s cnsgu vr lng, su sinônim: sprnç. E é dst frm qu vj spr pr 2015: um ducçã frmdr infrmdr, qu rsgt trblh vlrs princípis; étic ciddni, prptund m tds s ns funçã d crditr n mudnç qu ducçã é cpz d fzr, trvés d prfssrs ncntdrs, frmdrs d piniã, scl nd nsss luns sjm cpzs d cnstruir sus própris crítics frmrm sus própris cncits rspit d divrss situçõs qu vivncim m nss scidd n mund. Dix-lhs um trcdilh: Minh prspctiv é qu n sprnç d frmr grnds ciddãs pssms fzr difrnt, d frm firmtiv, dizr qu sm xpcttiv nd s pd fzr pr trnr ssrtiv tnttiv d ducr trnsfrmr m rlidd snh impulsind pl inicitiv. Fliz 2015! ENTREVISTA Qul su frmçã cdêmic? Prfssr Slm Cristin Silv Lurlli Ciêncis Ensin Fundmntl II Univrsidd Ctólic d Snts Ciêncis Bilógics N su piniã, qul é ppl d scl n frmçã d indivídu? El trn cnhcimnt przrs? A mu vr scl tulmnt dix d sr mdidr d cnhcimnt u qul qu rpss históri, u sj, dixms d sr prfssrs pr ns trnrms ducdrs, pis nsss crinçs dlscnts ncssitm prndr vivr m scidd, cm rgrs, étic mrl. Cb à scl cnfrnt ntr sss difrnçs justs. Gstri d rssltr qu scl é cdjuvnt, pis cb à fmíli trnsmitir tis vlrs, rgrs pr qu nsss jvns pssm tr um bm cnvívi scil. Qund há ss prcri ntr fmíli scl nsin s trn przrs, já qu rtir d scl funçã qu prtnc s pis, instituiçã scl s trn mis suv. Qul imprtânci ds ciêncis nturis n quisiçã d cnhcimnt? O stud ds ciêncis nturis vi tirr hmm d cntr d tud clcá-l cm um cmplmnt. Muit dstruiçã fi prvcd pl gcntrism. Hj s jvns sbm d imprtânci d nturz qu nss xistênci dpnd d váris ftrs srs, u sj, qu ncssitms d td m quilíbri. Atulmnt nsss luns pssum um cnhcimnt mis mpl ds fnômns qu stã cntcnd nss rdr, pdnd qustinr s psicinr mdint tl ft. Cm vcê s snt tund n Univsits, snd um ds mis ntigs d crp dcnt? Fliz, pis, s pssi pr váris trnsfrmçõs tcnlógics cnsgui cmpnhr tds, fi prqu, lém d minh curisidd frç d vntd, pud cntr cm mus luns qu smpr m uxilirm pr váris vzs m nsinrm, pis prndizd é um vi d mã dupl, u trnsmit ms tmbém prnd. Cntinu ncntd cm qu fç... tnt... d tds s frms pr váris vzs, pssr um puc d mu ncntmnt ls, qu ls s trnm multiplicdrs dss ncnt. 2 EXPEDIENTE COLÉGIO UNIVERSITAS Educçã Infntil Ensin Fundmntl MANTENEDORES Alcids Durt Crls Hrmn Lit Cláudi Brn Huss Clóvis Rdrigus d Mtt Lucin Mrir ds Snts Endrç: Ru Vnânci Jsé Lisb, 06 - Pnt d Pri Snts - SP - CEP Tl.: (13) Sit: Prduçã: Ocni Cmunicçã Publicçã: Grup Educcinl d Snts Ltd. Jrnlist Rspnsávl: Ely Crvlh d Silv Jr. - MTB Clbrçã: Prfª Sndr Rgin Durt funcinári Victr Lps Mrr August Suprvisã: Prf. Alcids Durt

3 COM A PALAVRA OS ALUNOS Oi, mu nm é Alíci Lurir Lmnn, tnh 11 ns, stud n Univrsits stu n 6º n ntig 5ª séri. Su um dquls pixnds pr litur! Adr lr, prqu ch qu lém d studr, lr é ssncil, pis lnd tmbém s prnd. Gst d lr d tud, rmnc, cmédi, diáris, vntur, históris m qudrinhs, históris fictícis, d ficçã, livrs d culinári, históris d drm, rsumind gst d tds s gênrs, d tds s tips d livrs históris. Além d lr, gst muit d músic, m cntr, dr tcr pin, su pixnd pr dnç, fç blé, vj TV, su pixnd pr um prgrm d TV rgntin qu pss n Disny chmd Viltt, dr ir prticipr d ttrs, vr mus migs, cnvrsr cm ls, vr fts, tirr fts, dr drmir, pis su muit drminhc, u m d pixã czinhr, dr vr prgrms d gstrnmi, gst d md d prgrms d md, gst d rquittur d prgrms d rquittur tmbém, gst d lguns prgrms d súd, d muits utrs ciss. N minh piniã lr é tã imprtnt qunt studr, prqu lnd gnt prnd, studnd prndms lr, pis msm qum nã gst cb tnd qu lr. Pr 2015 spr qu s psss lim mis, pis lr é muit imprtnt, tnt qunt studr. Alíci Lurir Lmnn - 6º n A Imprtânci d Litur d Estud As dus Fms Inflizmnt, muits psss sntm fm d lg ms nrmlmnt nã é fm, sim ncssidd. Cd vz tms vntd d lg pnsms qu sm iss nã pdms vivr; td vz qu tms bjtiv d tr lg, cnsguims, smpr mudms d bjtiv; ntã chg à cnclusã d qu xistm dus fms, fm indispnsávl fm pr stisfçã própri. A fm indispnsávl é fm qu muits psss sntm, qu é fm d limnt básic, mrdi dqud, snmnt básic, trblh dcnt, já fm pr stisfçã própri prg przr, stã ntr sts: prtmnt mlhr, trc d crr d três m três ns, tlvisõs, víd gms, cinm, rups nvs, nfim, tds s ciss qu sã cmprds smnt pr stisfzr s vntds qu sã supérflus. Tds s psss têm fms m cmum, cm pr xmpl d sbdri, flicidd, migs, ntr utrs, junt cm fm indispnsávl sã ncssáris tds, prqu nm migs, nm sbdri, nm flicidd sã cmprds cm dinhir, ntã nã imprt clss scil. Enfim, tds s psss sntm fm d lg dsd bns mtriis té bns mcinis, ftivs, nã xist ninguém qu nã sint fm u vntd d tr qulqur cis. Mthus Nvs - 9º n Fm d Educçã Fm d ducçã, qu vi mis lém d pns studr n scl u univrsidd. A ducçã stá prsnt n vid d um pss, dsd s primirs ns d su vid. Inflizmnt, há psss qu prcm nã tr prndid nd, pis gm d frm grssir. A minh fm nã s rsum pns à ducçã, l s stnd, tmbém, à fm d rspit próxim. Rspitr próxim é lg fundmntl stá incluíd dntr d ducçã. A ducçã rspit sã lg rltiv, pis xistm psss rlmnt ducds psss qu nã sã tã ducds ssim. Pr mlhrr ducçã, é prcis qu s própris psss quirm mudr, nã é lg fácil, ms é ncssári. Nã xist um fórmul crt, pr rspit ducçã. Acrdit qu ducçã rspit sã próxims, nã têm nd vr cm rnd ds psss, sim, cm qu pss qur sr. Nã é pssívl nsinr lguém tr rspit u sr ducd, ms é pssívl s dsd pqun, nã dsistir dss pss. Acrditr qu é pssívl mlhrr é fundmntl. Binc d Brit Tvrs - 9º n O mund idl Tds nós, srs humns, tms muits vntds dsjs pr srm rlizds. Pr qu cnsigms btr nsss bjtivs, tms d tr muit dispsiçã, ns sfrçr nã gurdr qu utrs psss fçm ciss pr nós. Hj m di, n mund m qu vivms, há muits spcts qu ns dixm intrigds cm idi d mudnç m nsss mnts. Prém, n miri ds css, s psss nã fzm nd pr mlhrr u mudr situçã incômd. Nós, ciddãs, tms d ir m busc d nsss fms, u mlhr diznd, dsjs u snhs. Os quis sã inúmrs ns dis d hj, pr cnt d mund insgur m qu vivms, chi d dsiguldds, sciis cnômics. S frms flr d nss pís, Brsil, u ch qu mir fm d su ppulçã ttl é cbr cm crrupçã n ár d plític, cnsquntmnt, trnsfrmr Brsil m um pís mlhr pr s vivr. N cs ds hbitnts d um dtrmind rgiã stivrm instisfits, sluçã pd sr bm mis simpls d qu prnt, s s psss rivindicrm mudnçs s mnifstrm sm vilênci. Eu tnh fm d um mund mis fliz unid. Prém, mund stá muit luc, pis ninguém s jud ns hrs difícis. E n minh piniã, jud mútu é invitávl pr chgr nss mund d qul tnh fm. Luiz Edurd d Olivir ds Snts - 9º n 3

4 COM A PALAVRA OS PROFESSORES Prspcttivs pr 2015 N n d 2015 Tm águ strá m vidênci, nã só pl spct fisilógic, ms tmbém pl spct clógic cnômic. O cnsum xgrd dvid crscimnt ppulcinl, rtird ds mts cilirs, indústris, gricultur... sã s grnds vilõs d cris n bstcimnt d águ, qu cm um fit dminó srá sntid n prduçã d nrgi. Prcisms frmr ciddãs cnscints d qu águ é um rcurs sgtávl. Ns 2s ns, trblhrms cm lfbtizçã fônic, nftiznd rlçã grfms fnms, pririznd um litur intrprttiv cpcitnd nsss luns à prduçã d txts à rprduçã d históris infntis. A trblhr vlrs, stimulrms luns critivs, crítics, snsívis litrs d tds s frms d lingugm. A Educçã Infntil d Clégi Univ rsits tm trá cm priridd frmçã cnstruçã pln d lun pr mi d um ducçã d qulidd, nxrgnd crinç cm um td. Os nsss luns sã trblhds m tds s spcts, nã só s pdgógics, ms mtr, mcinl, vlrs, limits, rgrs scibilizçã, sm pr buscnd divrsã lgri, lids pln dsnvlvimnt d infânci. Acrditms qu pr ndr dv sr grdávl pr iss prximms prndizd às xpriêncis individuis qu s nsss luns vivncim n di di. A prndiz gm surg d dscbrt curisidd, lids cnhcimnt tuçã ds prfssrs m sl d ul. Assim, sprms, m prcri cm s pis, crir um grçã cd vz mis prprd cnscint. Td iníci d n rvlims trblh rlizd trçms plns pr um nv n qu s inici. Há xpcttiv d trms, n n d 2015, rlçã d sucss, pis scl, ssim cm tivms m Um scl nã é fit smnt d prfssrs, su quip luns, ms sim d fmíli nvlvid cm vid sclr d lun. Tnt fmíli qunt scl sã prpulsrs d crscimnt físic, intlctul scil d crinç. Prtnt, vms stimulr, dsfir cmpnhr dsnvlvimnt cgnitiv scil ds nsss crinçs. Gisl S. Lurnç - Psicólg (Ensin Fundmntl I) 3 s ns 2 s ns Ciêncis - Ensin Fundmntl II Educçã Infntil Dr cntinuidd prcss d lfbtizçã frml, trnnd s luns cpzs d lr intrprtr txts. Dr significd mund d ltrmnt, é grnd dsfi d trcir n. Cm s hbilidds d litur scrit dsnvlvids, tds s utrs cntúds srã trblhds vivids intnsmnt, grçs à cpcidd d ntndimnt dquirid cm dsvndr d mund ds ltrs. lvimnt tps d dsnv Pr tndr s n d nt r du á, r dsnvlv infntil, 4º n tividd, cri r qu irã xplr d um 2015, tividds ã lx rf çã bsrv rnt sns crític, du s d liz ds srã r tm. Esss tivid iplinr, isc rd int t j, num pr s uls d Art nd crinç ds s sntids; t rá b gl n qu i-l trvés uz rd rp irá uvirá um músic rt frá d irá um br d imgns; prc mbintl lm b pr um cutirá su rlitur; dis rts rc m c r um crtz, trnsprtrá p dur, br d d és v tr luçã rs clgns, su s s s t dnd vid cncluirá su prj. çã in g im su innimds d 4 s ns A prspctiv d 5º n pr 2015 é dsnvlvr tituds d rspit tlrânci, vlriznd diálg cm frm d cnvivênci hrmnis; lém, é clr, d fzr nss lun cmprndr intrprtr txts, sr crític, stimulr cm ludicidd s prjts d scrit litur chgr fim d n ltiv cm mis utnmi rspnsbilidd. 5 s ns As primirs civilizçõs d Históri surgirm m trn d grnds ris, águ r um ftr vitl pr sss pvs. Fi trvés ds cns qu s srs humns chgrm nvs cntinnts s rlcinrm cm utrs pvs. A lng d tds sts ns, águ fi cntinu snd muit imprtnt, só qu tulmnt, discutims su scssz prvcd pl çã d hmm pls mudnçs climátics. Em 2015, lém d ftr d águ ds cntúds prgrmátics, vms trtr d rlçã ntr s psss cmbtr prcncit, intlrânci rligis qu lv às gurrs rcism, ftrs tã prsnts m nss scidd. Prfª Elsi Briggs Lins Pdrn Prfº Gbril Dvi Pirin - Históri (Ensin Fundmntl II) 4

5 Ggrfi r, plnjnd nsin pr Prprnd- ns pr futu qu tl, digi r n m nscr s nvs grçõs, qu já s cmunicm m 3G, is prndm m bnd lrg in ns um c mr ssit nss mt. Nss lun nc r, critiv, dinâmic, invd qu sj prcid cm l: lh trb qu gic gó dntr d um prpst pd scil, mcinl, intlctul, dsnvlvimnt cgnitiv, nd ns squcr d culturl rtístic. Nã pd çã d vlrs qu frm, cd inicir, dsd muit dãs étics, justs cid s m trnsfrmrã nsss lun cmprmiss ms umi ss, pr sm cnscints. Dsd i, sm ns dn cid d i d prprá-ls pr xrcíc ssáris nc ts quis cn s cit squcrms ds cn inr qu cipl rdis int, ifictiv pr um prndizgm sign gir sntir. nr, sti qu sr, pn m stimul nss jv iis sã frçs nvs A tcnlgi s rds sc f. Educr srs qu tr ívl incr utilizrms nst glblizd é um grnd nscrm num mund tã mr prndizd num sfr trn m dsfi qu cnsist é st nss prpst xpriênci insqucívl. E st xpriênci sj qu r: futu pdgógic pr l. vrddirmnt insqucív dr Educcinl Dnis Purt - Orint ntl II dm Fun d Ensin O sr humn tm pr nturz ds j d xpndir su univ rs d cnhcimn t. N ntnt, ss ds j prcis sr instig d, prvcd, pis, s m stímul, intlig ênci prmnc drmc id. Nós, prfssrs, tms pr finlidd dsprtr ss s tímul, fznd cm qu lun ncntr su critividd, su cu risidd su img inçã pr frmulr prgu nts buscr rsp sts n ciênci, ssim, tr um xpriênci pr zrs mtivdr usnd prndizd n s u di di. Minh prsp ctiv pr 2015 é qu u pss, cm ducd r, dsprtr tud iss n lun, uxilind- trblhr m quip, cuidr d súd d mbi nt d qulidd d vid. Adrin Guvi - Prfssr d Lbrtóri d Ciêncis spç ggráfic lr qu stud m fc n A disciplin sc tivs As nvs prspc c stá m buliçã! dr! O livr didáti v in c áti pr nt m um nsin mis tru ins utilizds cm r gtls srã mund digitl b t tn tr n, mtdlógic ã qu vêm ç nic mu c d s nvs pssibilidd s luns. õs ntr dcnt ltrnd s rlç lcinr s s l ív ss p trn-s Dss mnir, rsss int us s rd cm infrmçõs d c r, cntúd m dsprzr, é cl ncssidds, s s tndm cd n lu d. Nsss d cd séri id t n mbint tur criticmn vz mis pnsr és d um v tr vivms tcnlógic m qu grfi. g d nd mu l p dlicis vigm A plvr métd ssim s frmu: mt + ds. Mt = trvés d. Ods = cminh. Prtnt, cm inh trvés d qul. Atrvés d qul s chg (prt) d nd s qur chgr. O métd d nsin d Língu Prtug us nã dv sr mcânic, ng ssd, cm um stud ds bs mnirs d língu, lv nd lun pns dm inr tcnlgi d lr scrv r, ms sim cm um instrum nt d cmunicçã, d pdr trnsfrmdr, crrgd d ftividd d intnçõs srm dcdificds. Ns s língu é viv, m cnstnt mutçã, cminh qu nss lun vi prcrr r lvrá sbr fzr us dl, incrprnd- su vivr, stblcnd rlçã dilógic ntr u mund, n busc d utnm i d lingugm cm códig d xprssã cm prcs s d intrçã, trnnd-s, dss frm, sujit tiv, prduzind lingugm m intrçã cm prfssr, dmis clgs cm mund sc il cdêmic, pis sn tid ds plvrs s stblc n intrçã ntr s pss s, ns váris situçõs d int rlcuçã. Ttin Mnzs d Oli vir - Prfssr d Língu Prtugus d Ensin Fundmntl II Atulmnt Mtmátic stá prsnt n ctidin d lun, um disciplin nã mis trnsmitid sim cnstruíd. Nvs xpriêncis, cm cmputdrs, intrnt, clulrs, tblts, prmitm prfssr insrir divrss técnics qu nglbm tis tcnlgis, qu s prsntm cm frrmnts cpzs d uxiliá-l. Cm invçã prgrssist qu tulmnt vrific-s ns scls, prcb-s qu cd di qu pss nvs métds pdgógics qu cntribum cm prndizgm d lun vêm snd utilizds pl prfssrs. Muits dsts métds utilizm s brincdirs rlidd ds luns pr qu nsin-prndizgm s trn lg przrs. A ludicidd n t d nsinr stimul lun qurr prndr cd vz mis, pis, finl, brincnd tmbém s prnd. Dss md, trblhr cm ss tndênci mtmátic prssupõ um prticipçã mis ftiv n cnstruçã d cnhcimnt d lun, trvés principlmnt d intrçõs prfssr-lun lunlun qu sã prts intgrnts d prcss d nsin-prndizgm. Pr tud iss, cb ducdr tmr dcisõs pr qu históri d Mtmátic nã s rsum bigrfi d utrs, cm é prcptívl visulizr m muits livrs didátics. Pr qu sj pssívl implmntr ss prspctiv tóric-prátic, é imprtnt vlrizrms dptrms s infrmçõs histórics às nsss ncssidds, d md qu su us sj mis prdutiv pssívl n sl d ul. Pr 2015, Ensin Fundmntl I prpõ-s cntinur dsmpnhnd um ppl imprtnt n frmçã pssl cdêmic ds luns. Acrditms qu Escl é um spç d cnstruçã d cnhcimnt, trvés d intgrçã curriculr qu prpici cndiçõs pr qu dsnvlv cpcidd d pnsr gir, d frm étic critiv, n dmíni plicçã d cnhcimnt dquirid pr qu s ducnds trnm-s ciddãs prnts pr ssumir su ppl n mund. Prfª Mri Hln d Azvd Lps - Assistnt Pdgógic Elin C. Ris - Prfssr d Mtmátic d Ensin Fundmntl II 5

6 ACONTECEU 1 2 FESTA JUNINA 2014 (2º AO 5º ANO) Músic, dnç, brincdirs cmids típics nã fltrm n di 14 d junh, qund cmmrms s fstjs junins n Clégi Univrsits. Fst junin é tud d bm! COMEMORAÇÃO DO DIA DOS PAIS N di 09 d gst, sábd, s luns d Fundmntl I hmngrm sus pis cm músic psi. EXPOSIÇÃO DO FOLCLORE (3º JARDIM) N di 22 d gst, di d flclr, 3º jrdim Ingltrr Brsil fizrm um xpsiçã cm crgrfis, plstrs, tividds, cnstruçã d prsngns cm sucts rlitur d pintr Ivn Cruz, qu rtrt s brincdirs infntis º ENCONTRO DE CORAIS O Crl Univzs d nss Clégi prticipu d 8º Encntr d Cris d 3ª Idd, m Pçs d Clds(MG). Cm Rgênci d Sndr Dig Mç s nsss cntrs rlizrm um blíssim prsntçã n Cncrt d Gl d Urc n Lr Sã Vicnt d Pul. ENCONTRO DOS AVÓS N di 29 d gst d 2014 cntcu Encntr ds Avós cm prticipçã ds luns d 1º n. Huv prsntçã d xprssã crprl, pms, músics. Avós rcbrm um bl hmngm ds sus nts. EXCURSÃO PARQUE SABINA (5º ANO) Os luns d 5º n dlicirm-s cm s xpriêncis vivids. Prqu Escl Sbin, cm diz nm, é um spç m qu s divrt s prnd... Nd cm prndr s divrtind! EXCURSÃO CIDADE DO LIVRO (4º ANO) N visit à Cidd d Livr, s luns d 4º n ntrrm m um vigm ssustdr m busc d fntsm d litur. Cnhcrm prt d Históri, prcbrm qu ss fntsm nã xist, qu tmps é md d inicir liturs xtnss u sm grvurs, qu livr trz cnhcimnt dv sr usd cm imginçã! REPLAGO 2014 Ns dis 17, 18, 19, d nvmbr s luns d 9º n prticiprm d um vigm d frmtur Rplg. Um mmnt d lgri, uniã muit divrsã MEMORIAL DA RESISTÊNCIA E PINACOTECA DO ESTADO DE SÃO PAULO (9º ANO) O n d 2014 mrc s 50 ns d Glp Militr qu insturu ditdur n Brsil. Pr rlmbrr ss príd m nss históri, lvms nsss luns d 9º n pr Mmril d Rsistênci m Sã Pul. O lcl fi sd d DEOPS/SP (Dprtmnt Estdul d Ordm Plític Scil d Sã Pul), um ds plícis plítics mis turbulnts d pís, principlmnt durnt rgim militr. DIA DO CONTO PROJETO DO 1º JARDIM N di 24 d utubr d 2014, s luns d 1º jrdim Almnh Estds Unids fizrm um xpsiçã d Cnts Infntis. Envlvrm-s muit cm s históris prduzirm tds s prsngns studds. FAZENDINHA ESTAÇÃO NATUREZA N di 22 d utubr, s luns d 2º n fizrm um pssi pr stud d mi n Fzndinh m Sã Pul. Lugr lind nd tivrm cntt cm nturz cm s nimis. A stisfçã lgri durnt pssi stvm n srris d cd lun. EXCURSÃO - ACQUA MUNDO Dntr d prjt d 2º jrdim, s luns visitrm quári d Gurujá prndrm viv tud qu fi dd m sl d ul. EXCURSÃO - JARDIM BOTÂNICO Os luns d 1º n prticiprm d um visit mnitrd pudrm vr d prt tud qu fi studd. EXCURSÃO - PARQUE VOTURUÁ Dntr d prjt d 3º jrdim, s luns visitrm Prqu Vturuá prndrm, vivncind sus cnhcimnts. PERÍODO AMPLIADO UNIVERSITAS ENGLISH (FESTA DO HALLOWEEN) Os luns d Univrsits English cmmrrm, ns dis d utubr, Di d Hllwn. As crinçs virm crctrizds fizrm tividds rlcinds ss fst qu é cmmrd ns Estds Unids. ACAMPAMENTO RANIERI A dspdid m grnd stil. Um di insqucívl! Assim srá lmbrd pssi d 5º n 9

7 PASSEIO À ESTÂNCIA ALTO DA SERRA Além d muit divrsã vntur, s luns d 6º 8º n pudrm prndr um puc mis sbr s crctrístics d Mt Atlântic, su fun flr, n pssi mnitrd à Estânci Alt d Srr. TARDE DE AUTÓGRAFOS! N di 10 d nvmbr, s luns d 2º n frm prsntds cm visit d scritr sntist Flávi Vllj, pr um bt pp dscntríd sbr livr dtd nst bimstr O Céu ds Cchrrs. Nsss luns tivrm prtunidd d cnhcr mis dtlhs sbr históri trcrm xpriêncis vliss sbr tm, já qu, lém d scritr, cnvidd é vtrinári! Cntms cm grnd crinh d utr, utgrfnd tds s livrs. VISITA AO AQUÁRIO DE SÃO PAULO N di 15 d utubr, s luns d 7º n d Clégi Univrsits visitrm Aquári d Sã Pul, rfrênci m trtmnt xpsiçã d nimis. Cm rintçã d biólgs pr dircinr pssi, s crinçs bsrvrm pixs d ris mrs, ssim cm réptis mmífrs. Após, um pssi pl Vl ds Dinssurs, cm réplics gignts dsss srs. Além d xpsiçã ds nimis, fi xplicd sbr cd hbitt, sus crctrístics té msm su dstruiçã pl hmm. O mngu, cstã ric vridd d frms crs ds spécis ds cns tmbém ncntrm s crinçs. Um trblh d cnscintizçã mbintl clógic pr ss grçã cmpmnt Rniri. Muit cminhd pl mt, pssi d bt té um ilh um bl scrrgdr d lm! Os luns dspdirm-s d nsin fundmntl I d frm lgr divrtid! NOITE DA PIZZA N di 17 d utubr, prfssrs funcináris runirm-s pr cmmrr Di ds Prfssrs. Um rdízi d pizz fi srvid s prsnts. A fst fi mrcd pr um clim d uniã dscntrçã FESTA JUNINA 2014 (2º AO 5º ANO) 2. COMEMORAÇÃO DO DIA DOS PAIS 3. EXPOSIÇÃO DO FOLCLORE (3º JARDIM) 4. 8º ENCONTRO DE CORAIS 5. ENCONTRO DOS AVÓS 6. EXCURSÃO PARQUE SABINA (5º ANO) 7. EXCURSÃO CIDADE DO LIVRO (4º ANO) 8. REPLAGO MEMORIAL DA RESISTÊNCIA E PINACOTECA DO ESTADO DE SÃO PAULO (9º ANO) 10. DIA DO CONTO PROJETO DO 1º JARDIM 11. FAZENDINHA ESTAÇÃO NATUREZA EXCURSÃO - ACQUA MUNDO 13. EXCURSÃO - JARDIM BOTÂNICO 14. EXCURSÃO - PARQUE VOTURUÁ 15. PERÍODO AMPLIADO UNIVERSITAS ENGLISH (FESTA DO HALLOWEEN) ACAMPAMENTO RANIERI 17. PASSEIO À ESTÂNCIA ALTO DA SERRA 18. TARDE DE AUTÓGRAFOS 19. VISITA AO AQUÁRIO DE SÃO PAULO 20. NOITE DA PIZZA 7

8 EM FOCO dzmbr/2013 PARABÉNS AO ALUNO LUIZ EDUARDO O Clégi Univrsits prbniz lun Luiz Edurd d Olivir ds Snts, d 9º n Cp 1930, qu ficu m 1º lugr n rnking brsilir d Tênis (CBT), ctgri 14 ns. GINÁSTICA OLÍMPICA N di 23 d gst, sábd, Clégi Univrsits prticipu d IX Cmpnt d Ginástic Artístic SEMES/INTER, n Club Intrncinl d Rgts, cm prticipçã d 73 ds nsss luns. A Escl ficu cm 3ª clcçã n msculin 2ª clcçã n fminin. Os luns stvm impcávis. EUNIEF 2014 Prbéns tds s luns qu prticiprm d EUNIEF 2014 m spcil s três primirs clcds. 1º LUGAR PALESTRA ANDOR STERN (9º ANO) Mis um vz fms grcids cm visit plstr d Sr. Andr Strn, únic judu brsilir sbrvivnt hlcust. O tm é prtinnt 9º n d Ensin Fundmntl psr d trgédi qu s btu sbr su vid, su fmíli su pv, Sr. Andr trz um liçã d vid s nsss luns, vlriznd mr próxim rspit tds s srs vivs m dtrimnt prcncit ódi ind prsnts n scidd tul. 7º FESTIVAL UNICORPUS (2014) N di 22 d utubr d 2014 cntcu 7º Fstivl Unicrpus. Um vnt ttlmnt d cunh scil qu vis vlrizr trblh ds luns ds sclinhs. Nst n rrcdms crc d 400 pcts d lit m pó 120 brinquds nvs qu srã dds às ntidds qu Clégi pi. O sptácul cntcu n Ttr Clisu cntu cm prticipçã d 120 luns um plti ltd cm 740 pis fmilirs. Ci Mirnd Prir 2º LUGAR Mthus N. d J. O. Snts 3º LUGAR Lucs C. Nunz Pscli 8 Ru Vnânci Jsé Lisb, 06 - Pnt d Pri Snts - SP - CEP

Eu sou feliz, tu és feliz CD Liturgia II (Caderno de partituras) Coordenação: Ir. Miria T. Kolling

Eu sou feliz, tu és feliz CD Liturgia II (Caderno de partituras) Coordenação: Ir. Miria T. Kolling Eu su iz, s iz Lirgi II (drn d prtirs) rdnçã: Ir. Miri T. King 1) Eu su iz, s iz (brr) & # #2 4. _ k.... k. 1 Eu su "Eu su iz, s iz!" ( "Lirgi II" Puus) iz, s _ iz, & # º #.. b... _ k _. Em cm Pi n cn

Leia mais

Normalmente TI. padarias. Além. dormitórios. Assistência. Temos. Por. Nos. região. Nas

Normalmente TI. padarias. Além. dormitórios. Assistência. Temos. Por. Nos. região. Nas Aprsntçã Instlçõs ds A l A Nrmlmnt A Além sc Filipins. ds sgur mis lugr Cbu trnnd td, tmp sgurnç ficiis prsnç cm cnt rgiã diss, pdris. tips váris Strbucks Dnld's, Mc cm 24hrs ljs tmbém váris prt pr Tms

Leia mais

Apenas 5% dos Brasileiros sabem falar Inglês

Apenas 5% dos Brasileiros sabem falar Inglês Apns 5% ds Brsilirs sb flr Inglês D crd cm um lvntmnt fit pl British Cncil pns 5% d ppulçã sb fl r Dvs lbrr stms épcs pré-vnts sprtivs s lhs d mund td cmçm s vltr cd vz mis pr Brsil pr iss nã bst dminr

Leia mais

Prgrmçã O Mu s u Év r, p r l ém f rcr s s i g ns «vi s i t s cl áss i cs» qu cri m s p nt s c nt ct nt r s di v rs s p úb l ic s qu vi s it m s c nt ú d s d s u ri c s p ó l i, p r cu r, c nc m i t nt

Leia mais

TEMA 5 2º/3º ciclo. A LIndo de perguntas. saudável? Luísa, 15 anos

TEMA 5 2º/3º ciclo. A LIndo de perguntas. saudável? Luísa, 15 anos 2º/3º cicl s O Ã Ç T N E M I d pguns u m mu um p z pdms f ps O qu sudávl? blnç d i c n c id p Sá d p d n cm p, ic mbém é g á s n v ic. Dsc ís f m f civ b id v m u i d lóics. c s impânc s g õs sb ç n s

Leia mais

BALIZA. Cor central.da PLAYMOBIL podes fazer passes. verde-claro curtos, passes longos e, até, rematar para com a nova função de rotação.

BALIZA. Cor central.da PLAYMOBIL podes fazer passes. verde-claro curtos, passes longos e, até, rematar para com a nova função de rotação. PONTAP DE SAÍDA TCNICAS DE Pntpé bliz Est lnc cntc n iníci jg pós cd gl. Est Gnhs cntr p dis"d jg- bl qund cm dis st jgdrs cir list d cmp tu d quip: pntpé é dd REMATE ntr d círcul cntrl. Os jgdrs jg cm

Leia mais

======================== Œ œ»» Œ C7 ˆ_ ««G 7

======================== Œ œ»» Œ C7 ˆ_ ««G 7 1) É tã bnit n tr (ntrd) cminh cm Jesus (Miss d Temp mum cm crinçs) & 2 4 m œ É tã b ni t n_ tr me s s gr d, & œ t h brn c, ve ce s. & _ Mis s vi c me çr n ns s_i gre j; _u & j im c ris ti cm e gri, v

Leia mais

Armazenamento de Sementes de Milho em Recipientes Reutilizáveis

Armazenamento de Sementes de Milho em Recipientes Reutilizáveis Arznnt d Snt d Milh Rcipint Rutilizávi Miz Sd Strg In Rubl Cntinr SANAZÁRIO, Ann Chritin 1. kinzri@yh.c.br; COELHO, Fábi Cunh 1. fclh@unf.br; VIEIRA, Hnriqu Durt 1. hnriqu@unf.br; RUBIM, RqulL Filh 1.

Leia mais

Alteração da seqüência de execução de instruções

Alteração da seqüência de execução de instruções Iníci Busc d próxim Excut Prd Cicl busc Cicl xcuçã Prgrm Sqüênci instruçõs m mmóri Trdutr : Cmpilr X Intrprtr / Linkditr Cnvrt prgrm-fnt m prgrm bjt (lingugm máqui) Prgrm cmpil = mis rápi Prgrm Intrprt

Leia mais

PROFESSORA ======================= & ˆ«======================= & «G Emˆ_ «ˆ«j ˆ«

PROFESSORA ======================= & ˆ«======================= & «G Emˆ_ «ˆ«j ˆ« PROSSOR L M: Trz d átim R. rvh & # m _ Ó Œ bm cm c ri nh n si & # Ó Œ du c tm _ bém. Ns s n, qu ri ri n t, d, ju v cê tm d ns & # 2 4 _ V cê é u m grn d mi g pr fs s r qu ri d qu ns qur tn t ms tr ns s

Leia mais

Eu só quero um xodó. Música na escola: exercício 14

Eu só quero um xodó. Música na escola: exercício 14 Eu só qu u xdó Músic n scl: xcíci 14 Eu só qu u xdó Ptitus Mi, hni lt Aut: Dinguinhs stáci Rgiã: Pnbuc : 1973 Fix: 14 Anj: Edsn Jsé Alvs Músics: Edsn Jsé Alvs vilã Pvt clints, sx t Jsé Alvs Sbinh Zzinh

Leia mais

Como se tornar fluente em Inglês em todas as áreas

Como se tornar fluente em Inglês em todas as áreas Cm s trnar flunt m Inglês m tdas as áras Tds s dias rcbms muits -mails pssas rm sabr pm fazr aprnr a falar ingls bm A fórmula xist sim funcina! Qur prvar iss dand minha própria xpriência cm aprndizad da

Leia mais

Vamos analisar o seguinte circuito trifásico: Esta aula:! Sistemas Trifásicos equilibrados com Transformador ideal

Vamos analisar o seguinte circuito trifásico: Esta aula:! Sistemas Trifásicos equilibrados com Transformador ideal EA6 Circuits FEEC UNCAMP Aul 6 Est ul:! Sistms Trifásics quilibrds cm Trnsfrmdr idl Nst ul nlisrms um sistm trifásic quilibrd cm trnsfrmdr Cm sistm é quilibrd, pdms nlisr circuit trifásic trtnd pns d um

Leia mais

São Paulo capta a maior parte dos fluxos aéreos, como mostra zona de influência potencial, regional, local dos aeroportos do Rio de Janeiro, vis-àvis

São Paulo capta a maior parte dos fluxos aéreos, como mostra zona de influência potencial, regional, local dos aeroportos do Rio de Janeiro, vis-àvis Sã Pul cpt mir prt s fluxs rs, cm mstr zn influênci ptncil, rginl, lcl s rprts Ri Jnir, vis-vis principis rprts vizinhs - Sã Pul, Mins Gris Espírit Snt 148 Sã ftrs strtgics ligs rprts n snvlvimnt rginl

Leia mais

CURSO DE INTRODUÇÃO AO

CURSO DE INTRODUÇÃO AO 201 O Ç 1 & 4 1 PO PESENTÇÃO DO CUSO DE INDUÇÃO O LINHEN ESPIITUL LIEN P ENTE EOÇÕES & ELÇÕES EQUILIBDS ELIZÇÃO PESSOL - 1 d INDUÇÃO PO d COCHING ESTEL ESTEL é um pr c ss d ut c nh cim nt, strtégi rintçã,

Leia mais

Chotes. Música na escola: exercício 12

Chotes. Música na escola: exercício 12 Chts Músic n scl: xcíci 12 Chts Aut: Aut scnhci, cnçã flclóic Rgiã: Ri Gn Sul Fix: 12 Anj: Nil Azv Pvt Músics: Cls Rbt Olivi pin Nil Azv Pvt clints sx lt Cnts: lic Alid Pi Guilh Cnciçã Sntn Eily Ryn Buin

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO MICHELE SANTOS DA SILVA ORIENTADOR: ------------------

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO MICHELE SANTOS DA SILVA ORIENTADOR: ------------------ UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO MICHELE SANTOS DA SILVA ORIENTADOR: ------------------ EDUCADOR E RÁDIO: APONTAMENTOS DESSA RELAÇÃO EM UMA

Leia mais

«ˆ «======================== & ˆ. ˆ. ˆ ˆ«======================== & œ G«

«ˆ «======================== & ˆ. ˆ. ˆ ˆ«======================== & œ G« œ œ 1) Oh! egri (bertur) est d mr Mis de Priir ucristi ( "Liturgi I" Puus) Letr e Músic: Ir. Miri T. King (x) ======================== & 2 º 4.. œ œ. œ œ. œ _.. = m ======================== &.... = gri

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DIDÁTICA DO PROCESSO DE ENSINO, APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO: O PLANEJAMENTO. Prof. Dr. Roberto Valdés Puentes

ORGANIZAÇÃO DIDÁTICA DO PROCESSO DE ENSINO, APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO: O PLANEJAMENTO. Prof. Dr. Roberto Valdés Puentes ORGANIZAÇÃO DIDÁTICA DO PROCESSO DE ENSINO, APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO: O PLANEJAMENTO Prf. Dr. Rbr Vdés Pus PPGED/FACED/UFU rbrpus@fcd.ufu.br MOMENTOS DO PROCESSO DE ENSINO, APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Mapeamento Costeiro com Apoio de Imagens de Satélites THEOS

Mapeamento Costeiro com Apoio de Imagens de Satélites THEOS Mpmnt Cstr cm Ap d Imgns d Stélts THEOS 1 Glbrt Pssnh Rbr, glbrt.pssnh@gml.cm Artur Wllcx ds Snts, rturwllcx@gml.cm Ubrtn d Suz Ds Junr, ubrtn.ds.junr@gml.cm Agrdcmnts: Rbr Brn, Gfísc/UFF UNIFESP Ls Unvrsdd

Leia mais

EM NOME DO PAI ====================== j ˆ«. ˆ««=======================

EM NOME DO PAI ====================== j ˆ«. ˆ««======================= œ» EM NOME O PI Trnscçã Isbel rc Ver Snts Pe. Jãzinh Bm & # #6 8 j. j... Œ. ll { l l l l n me d Pi e d Fi lh ed_es & #. 2. #. _. _ j.. Œ. Œ l l l j {.. l. pí t Sn t_ mém Sn t_ mém LÓRI O PI Trnscçã Isbel

Leia mais

HUMOR: rir um pouco alivia qualquer tensão

HUMOR: rir um pouco alivia qualquer tensão Mnguirã Infrmtiv ut/nv 2010 ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL cnhç mlhr st str FATOS E FOTOS s tividds, síds técnics ctidin ds luns Mnguirã Infrmtiv d CFAP PARA REFLETIR: bs rzõs pr nã xltr s rrs lhis CEBM Cntr d

Leia mais

Escrito por Sônia Oliveira Qua, 19 de Janeiro de :03 - Última atualização Dom, 25 de Dezembro de :18

Escrito por Sônia Oliveira Qua, 19 de Janeiro de :03 - Última atualização Dom, 25 de Dezembro de :18 Brilid O fntástic reveilln Cpcbn Escrit pr Sôni Oliveir Qu, 19 Jneir 2011 22:03 - Últim tulizçã Dm, 25 Dezembr 2011 08:18 Ess mensgem reveilln me fi envid pr pess só vi vez e já vi fzer is ns, jur se encntrr

Leia mais

Saudável. Assefaz. Envelhecimento. Revista. Câncer de próstata - Centro de lazer de Goiás Velho - Programa Beneficiário Consciente

Saudável. Assefaz. Envelhecimento. Revista. Câncer de próstata - Centro de lazer de Goiás Velho - Programa Beneficiário Consciente A UN DAÇÃ Assfz O F Rvist An 1 - Ediçã 3 - g/dz 2012 SSEFAZ Publicçã d Fundçã Assistncil ds Srvidrs d Ministéri d Fznd Envlhcimnt Sudávl Câncr d próstt - Cntr d lzr d Giás Vlh - Prgrm Bnficiári Cnscint

Leia mais

Lista de Exercícios 4 Cálculo I

Lista de Exercícios 4 Cálculo I Lista d Ercícis 4 Cálcul I Ercíci 5 página : Dtrmin as assínttas vrticais hrizntais (s istirm) intrprt s rsultads ncntrads rlacinand-s cm cmprtamnt da funçã: + a) f ( ) = Ants d cmçar a calcular s its

Leia mais

Turismo Fotografia Mergulho Técnico Naufrágios Cavernas Equipamentos Meio Ambiente Novidades PUBLICIDADE 2014

Turismo Fotografia Mergulho Técnico Naufrágios Cavernas Equipamentos Meio Ambiente Novidades PUBLICIDADE 2014 Turi Ftgrfi Mrgulh Técnic Nufrági Cvrn Equipnt Mi Abint Nvidd PUBLICIDADE 2014 2014 Objtiv ditrii d rvit: A rvit t bjtiv d trr públic rvilh d fund d r, nfcnd pct cini frind iprtânci d cnrvçã bintl. Vi

Leia mais

Instituto de Física USP. Física Moderna I. Aula 29. Professora: Mazé Bechara

Instituto de Física USP. Física Moderna I. Aula 29. Professora: Mazé Bechara Institut d Físic USP Físic Mdn I Aul 9 Pfss: Mzé Bch Aul 9 O átm d hidgêni n ti d Schding 1. A sluçã d átm d H n ti d Schding. Cmpçã cm s sultds d Bh.. Os stds dgnds m ngi: stds d msm ngi divss móduls

Leia mais

Jornal Conexão. SOS Educação QUEM SERÁ? Destaques Editorial. Novidades

Jornal Conexão. SOS Educação QUEM SERÁ? Destaques Editorial. Novidades Jrnl Cnxã Eiçã 2 I Mrç I An 2014 SOS Eucçã Dstqus Eitril O l bm s cnflits É sbi qu stms m um mmnt prfun trnsfrmçã. Vlrs stã sn rvists t tmp, mis qu nunc, tm-s bti sbr s cnflit. N ntnt, pr qu pssms vnçr

Leia mais

Projeto de extensão Judô Escolar certifica alunos da Escola de Ensino Básico Professor Mota Pires

Projeto de extensão Judô Escolar certifica alunos da Escola de Ensino Básico Professor Mota Pires Projto xtnsão Judô Escolr crtific lunos d Escol Ensino Básico Profssor Mot Pirs No di 7 julho 2015 form crtificdos os lunos d Escol Ensino Básico Profssor Mot Pirs, Arrnguá, qu prticiprm do curso Judô

Leia mais

ingresso.ifsc.edu.br DO até o d a c Instituto Federal de Santa Catarina Campus Araranguá

ingresso.ifsc.edu.br DO até o d a c Instituto Federal de Santa Catarina Campus Araranguá Bltim d Câmpus Arrnguá An 3 Nº 9 Abril d 2014 ingrss.ifsc.du.br i DO té d A G O O P. 23 d mi Prticip. inscriçã n F ç s u Câmpus. d c t li bib l: Li Edit u.br/sit fsc.d.rrngu.i w w /w :/ p tt h pdf /prmi%20.

Leia mais

Plano de ação para o tema: resíduos

Plano de ação para o tema: resíduos Pln çã pr tem: resídus Dignóstic (situções melhrr) Objetiv(s) Met(s) Ações e Ativids Prevists Cncretizçã Avliçã- instruments e Indicdres ( mnitrizçã e vliçã Recurss Interveniente s Clendrizçã ções) Lix;

Leia mais

Acervo: Biblioteca Pública de Santa Catarina

Acervo: Biblioteca Pública de Santa Catarina Acrv: Biblitc Públic d Snt Ctrin CCE d I [crt litr] Rvlu ã digitl J ur qu librdd smpr fi um tm xplrd m tds s rs d humnidd? Pdms ncntrr txts qu flm d ssunt dsd s pnsdrs grgs té hj, pssnd, clr, pl Rvluçã

Leia mais

= 1, independente do valor de x, logo seria uma função afim e não exponencial.

= 1, independente do valor de x, logo seria uma função afim e não exponencial. 6. Função Eponncil É todo função qu pod sr scrit n form: f: R R + = Em qu é um númro rl tl qu 0

Leia mais

Ações Sociais e Sustentáveis Aon 2011

Ações Sociais e Sustentáveis Aon 2011 Açõs Sciis Sustntávis 2011 1. Aprsntçã 1. Aprsntçã é trminlgi d língu gélic pr unid, mtiv pl qul sms sinrgi milhrs cm 1. Aprsntçã vltds é trminlgi dcm língu gélic unid, qul sms disciplins culturs difrnts

Leia mais

C A PA. Por Ví v i a n Ga m ba

C A PA. Por Ví v i a n Ga m ba Brunn Luz C A PA O mdic Ptrsn Lddi rtrt ss nv grçã: plnj trcr Mdicin pr sguir snh sr tr Pr Ví v i n G m b mrc trblh stá m cnstnt mudnç, s jvns qu stã sin ds univrsids m busc clcçã tmbm. Em funçã diss,

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura de Volta Redonda Secretaria Municipal de Educação Departamento Pedagógico Coordenação de Informática Aplicada à

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura de Volta Redonda Secretaria Municipal de Educação Departamento Pedagógico Coordenação de Informática Aplicada à Estd d Ri Jnir Prfitur Vlt Rdnd Scrtri Municipl Educçã Dprtmnt Pdgógic Crnçã Infrmátic Aplicd à Educçã 2012 B n Cmpus Prty p IAESMEVR Cmpus Prty é invçã tcnlógic ntrtnimnt ltrônic m r mund. Um ncntr nul

Leia mais

CAPA. Marketing Direto - Set/10 - nº 101 - Ano IX

CAPA. Marketing Direto - Set/10 - nº 101 - Ano IX CP 10 Mrkting n linh Dirt O mrcd tlfni stá m prcss trnsfrmçã. O bm crscimnt pssu, ufri d prtbilid tmbém. O rsultd é sgmnt qu gr brig mntr ptncilizr sus clints. Pr tnt, invst m rlcinmnt n mpliçã srviçs

Leia mais

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 D A T A D E A B E R T U R A : 2 9 d e d e z e m b r o d e 2 0 1 0 H O R Á R I O : 9:0 0 h o r a s L O C A L D A S E S S Ã O P Ú B L I C A: S a l a d a C P L/

Leia mais

21/07/2015 13:36:51 ARTE MODA ARTE ARQUITETURA ARQUITETURA ENTRETENIMENTO MODA DESTINO GASTRONOMIA GASTRONOMIA MODA POLINÉSIA FRANCESA. CAPA 24.

21/07/2015 13:36:51 ARTE MODA ARTE ARQUITETURA ARQUITETURA ENTRETENIMENTO MODA DESTINO GASTRONOMIA GASTRONOMIA MODA POLINÉSIA FRANCESA. CAPA 24. R 3 R R D S VL L Ó S L U D K LÃ W -S / 3 SH FW -S Ã P UL F S SP / / : 8:3 3// 8/ 3/ : 6: SPCL - PRU C VCÊ UC VU.in 7 R Ú 8 9 - R$,,9 R$ CP.in S D PP R S G GS S - R$, 9 R D : : U Q R VG D R SÃ PU L FS H

Leia mais

Quem falou foi Henrieta, toda arrumada com a camisa de goleira. E tinha mais um monte de gente: Alice, Cecília, Martinha, Edilene, Luciana, Valdete,

Quem falou foi Henrieta, toda arrumada com a camisa de goleira. E tinha mais um monte de gente: Alice, Cecília, Martinha, Edilene, Luciana, Valdete, Cpítul 3 N ã p! Abu! On já viu? Et qu é n! Cê minh mã? Qun mnin chgm p jg nqul ming, qu ncntm? Um gup mnin. D cmit, têni, clçã muit ipiçã. E g? Afinl, qum tinh ti qul ii mluc? D qun vcê gtm futl? pguntu

Leia mais

RECURSOS HUMANOS ANÁLISE DO FLUXO DE TRABALHO

RECURSOS HUMANOS ANÁLISE DO FLUXO DE TRABALHO RECURSOS HUMANOS Intduçã Cncits dfiniçã Digms d flux d pcsss Gáfics d flux d pcsss Estud d cs: DDT d FPFutbl Intduçã Cncits dfiniçã Digms d flux d pcsss Gáfics d flux d pcsss Estud d cs: DDT d FPFutbl

Leia mais

Associação de Resistores e Resistência Equivalente

Associação de Resistores e Resistência Equivalente Associção d sistors sistêci Equivlt. Itrodução A ális projto d circuitos rqurm m muitos csos dtrmição d rsistêci quivlt prtir d dois trmiis quisqur do circuito. Além disso, pod-s um séri d csos práticos

Leia mais

CD CORAÇÃO DA NOIVA - 1. O SENHOR É BOM INTR:E D A/C# C7+ B E D A/C# O SENHOR É BOM C7+ B E SEU AMOR DURA PARA SEMPRE ELE É BOM...

CD CORAÇÃO DA NOIVA - 1. O SENHOR É BOM INTR:E D A/C# C7+ B E D A/C# O SENHOR É BOM C7+ B E SEU AMOR DURA PARA SEMPRE ELE É BOM... C CORÇÃO NOIV - 1. O SNHOR É OM INTR: /C# C7+ /C# O SNHOR É OM C7+ SU MOR UR PR SMPR L É OM... Letra e Música: avi Silva C CORÇÃO NOIV - 2. SNTO É O TU NOM M TO TRR S OUVIRÁ UM NOVO SOM UM CNÇÃO MOR PRCORRRÁ

Leia mais

Fabiano Gontijo. fgontijo@hotmail.com. Graduada em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro

Fabiano Gontijo. fgontijo@hotmail.com. Graduada em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro UZIEL, Ann Pul. Rio Homossxulid Jniro: Grmond, ção. 2007. Fbino Gontijo Doutor m Antropologi m pl Scincs Écol s Socils Huts Frnç. Étus Profssor Adjunto Bolsist Antropologi Produtivid d m Univrsid Psquis

Leia mais

Quem são? Um refugiado é toda pessoa que devido a temores de ser perseguida por motivos de raça,

Quem são? Um refugiado é toda pessoa que devido a temores de ser perseguida por motivos de raça, g u f R d Qum ã? Um fugd é td p qu dvd tm d pgud p mtv d ç, lgã, ncnldd, p ptnc dtmnd gup cl p u pnõ plítc, ncnt f d pí d u ncnldd nã p u nã qu c à ptçã d tl pí. Ou qu, ccnd d ncnldd tnd f d pí nd tv u

Leia mais

Taxi: Opção mais rápida e cara. Deve ser evitada, a não ser que você privilegie o conforte

Taxi: Opção mais rápida e cara. Deve ser evitada, a não ser que você privilegie o conforte Vi vijr pr? Situ-s com nosss dics roportos trns mtrôs Chgd m Avião: Aroporto Hthrow: Situdo crc 20 km ost um dos mis movim ntdos d Europ possui cinco trminis Dpois pssr pls formlids imigrção pgr su bggm

Leia mais

SIDNEY OLIVEIRA HEBE CAMARGO, LEVA SEU CARINHO PARA A ETERNA DAMA DA TV BRASILEIRA. PÁG.7

SIDNEY OLIVEIRA HEBE CAMARGO, LEVA SEU CARINHO PARA A ETERNA DAMA DA TV BRASILEIRA. PÁG.7 Cmprr pl intrnt é muit fácil. As vntgns vã dsd cnfrt sgurnç té cnmi. Cnhç nss sit. Estms mplind nsss srviçs pr fcilir s sus cmprs. Sidny Olivir Prsidnt d UltrFrm A Pásc é fst d chclt! Ms vcê sbi qu pd

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DA COMISSÃO DE ARTICULAÇÃO INTERMUNICIPAL - CAI CAPANEMA. PERIODO: JANEIRO a DEZEMBRO de 2012 CAPANEMA PA

PLANO DE AÇÃO DA COMISSÃO DE ARTICULAÇÃO INTERMUNICIPAL - CAI CAPANEMA. PERIODO: JANEIRO a DEZEMBRO de 2012 CAPANEMA PA PLN D ÇÃ D CISSÃ D TICULÇÃ INTUNICIPL - PID: JNI a DZ de 2012 QUIP: DICLI CHICUI CDND NGLIC LI SCTÁI SILN GCI TSUI CPN P 2012 CLNDÁI D TIVIDDS D CISSÃ D TICULÇÃ INTUNICIPL - PID: JNI a DZ de 2012 ÊS TIVIDD

Leia mais

A NARRATIVA DOS ACONTECIMENTOS DE FÁTIMA

A NARRATIVA DOS ACONTECIMENTOS DE FÁTIMA A NARRATIVA DOS ACONTECIMENTOS DE FÁTIMA Migul bi qu t clbr 100 n qu N Snh prcu? Qul N Snh? A N Snh d Fáti qu prcu trê pqun ptrinh. Du dr gç j d tulidd Fáti!rr Mri g r ir V il d b jú riçõ nch d ári d p

Leia mais

O AQUEDUTO DAS ÁGUAS LIVRES

O AQUEDUTO DAS ÁGUAS LIVRES MUSEU O AQUEDUTO DAS ÁGUAS LIVRES Um strd d águ O Aqudut ds Águs Livrs fi cnstruíd n séc. XVIII, cm funçã d frncr águ à cidd d Lisb, qu, n épc, sfri d um grv prblm d flt d águ. Até ntã, xistim pns dis

Leia mais

CASA DE DAVI CD VOLTARÁ PARA REINAR 1. DEUS, TU ÉS MEU DEUS. E B C#m A DEUS, TU ÉS MEU DEUS E SENHOR DA TERRA

CASA DE DAVI CD VOLTARÁ PARA REINAR 1. DEUS, TU ÉS MEU DEUS. E B C#m A DEUS, TU ÉS MEU DEUS E SENHOR DA TERRA S VI VOLTRÁ PR RINR 1. US, TU ÉS MU US #m US, TU ÉS MU US SNHOR TRR ÉUS MR U T LOUVRI #m SM TI NÃO POSSO VIVR M HGO TI OM LGRI MOR NST NOV NÇÃO #m #m OH...OH...OH LVNTO MINH VOZ #m LVNTO MINHS MÃOS #m

Leia mais

Borboletas da vida. Direção de Vagner de Almeida. Rio de Janeiro: Abia, 2004, 38 min.

Borboletas da vida. Direção de Vagner de Almeida. Rio de Janeiro: Abia, 2004, 38 min. Borbolts d vid. Dirção Vgnr Almid. Rio Jniro: Abi, 2004, 38 min. BASTA um di. Dirção Vgnr Almid. Rio Jniro: Abi, 2006, 55min. Brnic Bnto Univrsid Doutor m Brclon. Sociologi Autor pl Univrsid s livr A Rinvnção

Leia mais

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e :

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ 13 DE JULH DE 2015! Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : Caso vo cê nunca t e nh a pa

Leia mais

1º de Maio de luta. Convite à categoria. Torneio de futebol-relâmpago. Capacitação profissional

1º de Maio de luta. Convite à categoria. Torneio de futebol-relâmpago. Capacitação profissional ANO XXIII Nº 1115 28 DE ABRIL A 3 DE MAIO DE 2015 www.sintufrj.rg.br sintufrj@sintufrj.rg.br 1º d Mi d lut At cnjunt ds cntris sindicis ds mvimnts sciis srá n Lp N sxt-fir, 1º d Mi Di d Trblhdr, Sintufrj

Leia mais

INFORMATIVO 02 / 2009 LEI COMPLEMENTAR 128/08 - SIMPLES NACIONAL - CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA PARA CERTOS PRESTADORES DE SERVIÇO

INFORMATIVO 02 / 2009 LEI COMPLEMENTAR 128/08 - SIMPLES NACIONAL - CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA PARA CERTOS PRESTADORES DE SERVIÇO 2inf08 HMF (23.01.29) INFORMATIVO 02 / 29 LEI COMPLEMENTAR 128/08 - SIMPLES NACIONAL - CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA PARA CERTOS PRESTADORES DE SERVIÇO Em 22.12.28 foi publicd Li Complmntr 128. El ltrou

Leia mais

Abordagens Administrativas. Abordagens Administrativas INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO AULA 4. Abordagem Sistêmica ORGANIZAÇÃO COMO UM SISTEMA FECHADO

Abordagens Administrativas. Abordagens Administrativas INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO AULA 4. Abordagem Sistêmica ORGANIZAÇÃO COMO UM SISTEMA FECHADO Abrgns Administrtivs ORGANIZAÇÃO COMO UM SISTEMA FECHADO INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO AULA 4 2009 Administrçã Cintífic Tylr (TAREFAS) Estu s rtis prdutivs slçã trblhr Incntiv slril cndiçõs mbintis trblh

Leia mais

1 Sm ª 13. Então, se dispôs Davi com os seus homens, uns seiscentos, saíram de Queila e se foram sem rumo certo. Ziclague

1 Sm ª 13. Então, se dispôs Davi com os seus homens, uns seiscentos, saíram de Queila e se foram sem rumo certo. Ziclague 1 Sm. 23.13ª 13 Então, s dspôs Dv om os ss homns, ns ssntos, sírm d Q s form sm rmo rto. Z 1 Sm 27.1-3 1 Dss, porém, Dv onso msmo: Pod sr q m d vnh prr ns mãos d S; nd há, pos, mhor pr mm do q fr pr trr

Leia mais

Histórico e fundamentação teórica do Programa São Paulo pela Primeiríssima Infância

Histórico e fundamentação teórica do Programa São Paulo pela Primeiríssima Infância ÚD S ICO rn cd m ics çã lúd rm s F pç s 3 FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO INFANTIL 0 A 3 ANOS 5 c rn Pr Sã gr Pr P m I n im ul fân ir í ci ssim pl ÃO AÇ RM FO O C n tít scim rn ul 5 s p nt F ut rm V rd é Pr i idig

Leia mais

A Revolução da Longevidade: impacto na sociedade, na família e no indivíduo1

A Revolução da Longevidade: impacto na sociedade, na família e no indivíduo1 A Rvluçã d Lngvid: impct n scid, n fmíli n indivídu1 Ursul Lhr2 Rs A plstr mnstr s mudnçs mgráfics (lt xpcttiv vid, nt rápi grup ds pss iss), trzn ds d Almnh Singpur, nlisn impct sts ltrçõs d strutur ppulcinl

Leia mais

Revista trimestral. Ano II, número 6. Pág. 18. Pág. 7. Pág. 10 e 11

Revista trimestral. Ano II, número 6. Pág. 18. Pág. 7. Pág. 10 e 11 Rvist trimstrl An II, númr 6 Pág. 18 Pág. 10 11 Editril 2 EB1 Pinh n cncrt Ópr 3 Dminó & Ovs d Pásc 4, 8 Acntc n Murtir & n Vilr... 4, 7 O nss livr & A minh mã 5 Turm 24 - Drmir cm s tubrõs & Di d Árvr

Leia mais

Atendimento por marcação Atualizado em:

Atendimento por marcação Atualizado em: SEGURANÇA SOCIAL pr rcçã Atulizd : 23-01-2017 O qu é O tn pr rcçã é u rvi qu prit gn d tn di hr prvint finid. C t rvi cidã é tndid n di hr qu i qu à u dipnibili, tr prncr fil pr. O tn pr rcçã p r fit n-lin

Leia mais

BALANÇO GESTÃO. Revista Fórum 1

BALANÇO GESTÃO. Revista Fórum 1 BALANÇO 2010 2012 GESTÃO SUSTENTABILIDADE SAÚDE EQUILÍBRIO GASTRONOMIA ECONOMIA TECNOLOGIA Rvist Fórum 1 2 Rvist Fórum Rvist Fórum 3 Dirtri Excutiv Prsint: Antni Csr Rch A. Siquir 1 Vic-Prsint: Luiz Rbrt

Leia mais

SISTEMA PROGRESSIVO 2011.2 SÁBAD O TARDE 23.08 27.08 24.08 02.09 SEXTA MANHA 9H SEXTA MANHA 7H SEXTA TARDE 14H SEXTA MANHA 7H SEXTA TARDE 14H

SISTEMA PROGRESSIVO 2011.2 SÁBAD O TARDE 23.08 27.08 24.08 02.09 SEXTA MANHA 9H SEXTA MANHA 7H SEXTA TARDE 14H SEXTA MANHA 7H SEXTA TARDE 14H SISTEM PRGRESSIV 2011.2 DMINISTRÇÃ DE RECURSS MTERIIS E PTRIMNIIS TERÇ QURT QUINT NITE 23.08 27.08 24.08 DMINISTRÇÃ PLICD ENFERMGEM TERÇ QURT QUINT NITE 23.08 24.08 DMINISTRÇÃ D PRDUÇÃ TERÇ QURT QUINT

Leia mais

1 A ELE A GLÓRIA 2 AINDA QUE A FIGUEIRA 3 AO ERGUERMOS 4 ATRAI O MEU CORAÇÃO 5 DEUS É BOM 6 EM ESPÍRITO, EM VERDADE 7 EM TODO TEMPO 8 EU TE QUERO

1 A ELE A GLÓRIA 2 AINDA QUE A FIGUEIRA 3 AO ERGUERMOS 4 ATRAI O MEU CORAÇÃO 5 DEUS É BOM 6 EM ESPÍRITO, EM VERDADE 7 EM TODO TEMPO 8 EU TE QUERO 1 L GLÓRI 2 IND QU FIGUIR 3 O RGURMOS 4 TRI O MU CORÇÃO 5 DUS É OM 6 M SPÍRITO, M VRDD 7 M TODO TMPO 8 U T QURO 9 LOUV 10 LOUV TI 11 MIS QU UM MIGO 12 M DLITO M TI 13 ND LÉM DO SNGU 14 O LÃO D TRIO D JUDÁ

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG COMPANHIA ABERTA NIRE 313.000.363-75 CNPJ/MF nº 17.281.106/0001-03

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG COMPANHIA ABERTA NIRE 313.000.363-75 CNPJ/MF nº 17.281.106/0001-03 COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG COMPANHIA ABERTA NIRE 313.000.363-75 CNPJ/MF nº 17.281.106/0001-03 ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 16 DE DEZEMBRO DE 2005 1.Dt,

Leia mais

Hino da CF 2010 ====================== & 2 C. ci - por ======================= ˆ ˆ ˆ ˆ««« ˆ ˆ« ====================== & œ ««« mui - to

Hino da CF 2010 ====================== & 2 C. ci - por ======================= ˆ ˆ ˆ ˆ««« ˆ ˆ« ====================== & œ ««« mui - to œ ====================== & 2 4 Œ = Rfr.: J sus ci v pr pri mi r um Ri n d jus ti ç_ sus v rs: "Vós nã p s ====================== & = us nhi r mui t gr & 2. j j { nh rs." "Vós nã p nh rs." dr Vz d_um s

Leia mais

FUND. Empréstimo. Empréstimo Sabesprev Uma opção segura para seu sonho virar realidade

FUND. Empréstimo. Empréstimo Sabesprev Uma opção segura para seu sonho virar realidade An XX nº 77 nvmbr/zmbr 2011 FUND PET SHO P Empréstim Empréstim Sbsprv Um pçã sgur pr su snh virr rlid Sbsprv Entr s mlhrs plns sú d pís. Cbrnç Pglirini Mrls Advgds Asscids é cntrtd pr cbrr indimplnts.

Leia mais

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I 1 3Mr P e re s, R e s e r h D i re t r I D C B rs i l Br 0 0metr Cis e Bn L rg n Brsil, 2005-201 0 R e s l t s P ri m e i r T ri m e s t re e 2 0 0 7 Prer r Prer r Met e Bn Lrg em 2 0 1 0 n Brs i l : 10

Leia mais

UTL Faculdade de Motricidade Humana. Mestrado em Reabilitação Psicomotora. Estágio CERCI Lisboa

UTL Faculdade de Motricidade Humana. Mestrado em Reabilitação Psicomotora. Estágio CERCI Lisboa UTL Fculd Motricid Humn Mstrdo m Rbilitção Psicomotor Estágio CERCI Lisbo Sssão Activid no Mio Aquático 16/11/2011 Clint: C.M., L.V., A.E., F.C. S.C. domínio Nom Dscrição Obj. Esp. Mtriis Estrtégis Critério

Leia mais

Preciso De Ti (Diante do Trono)

Preciso De Ti (Diante do Trono) Pres e (inte d Trn) rrnj r MRCLO MINL úvids, sugestões, cntt: mrcelminl@yh.cm.br Srn ndnte /F# /F# lt Tenr Bss rárárá rá rárá 6 1.Pre 4/6 s Pre s d Teu 2.Nã ss_esque cer que i zes Teu 1.Pre s Pre s d 2.Nã

Leia mais

9. MODELAGEM DE CONVERSORES: MODELO DA CHAVE PWM

9. MODELAGEM DE CONVERSORES: MODELO DA CHAVE PWM Fns Chs C. 9 Mlgm nrsrs: ml h PWM J. A. Pml 9. MOEAGEM E CONERSORES: MOEO A CHAE PWM As lgs báss nrsrs CCCC ssum um h nrl ur nãnrl sss lmns lnrs nrns n m. A njun ss us hs r nm h PWM [9.]. O bj ns íul é

Leia mais

Lrg de Sã Frncic Jrdim d Tíli Jrdim d Tíli V ve c D r. er c M h Pin t t e r rte N u S rm Pin ré Má L rg u F R. d iç d e P v Tr li v T. Ã ND FU te N r N D n m G L er ín nh Cu d RN J il d G de RU en nt

Leia mais

CD MOSTRA-ME TUA GLÓRIA - 1. ELE REINARÁ INTR: E B/E C#m B E/G# A9 E B A E B A IGUAL A TI JESUS OUTRO NÃO HÁ E B A CHEIO DE GLÓRIA E PODER

CD MOSTRA-ME TUA GLÓRIA - 1. ELE REINARÁ INTR: E B/E C#m B E/G# A9 E B A E B A IGUAL A TI JESUS OUTRO NÃO HÁ E B A CHEIO DE GLÓRIA E PODER CD MOSTR-ME TU LÓRI - 1. ELE REINRÁ INTR: E B/E C#m B E/# 9 E B E B IUL TI JESUS OUTRO NÃO HÁ E B CHEIO DE LÓRI E PODER C#m7 B E/# TEU REINDO NÃO VI TER FIM E B E B COM TEU OLHR DE FOO VENS PR REINR E

Leia mais

PADRE JÚLIO MARIA DE LOMBAERDE

PADRE JÚLIO MARIA DE LOMBAERDE Históri Escrit pr scrmn Sg, 20 Junh 2011 17:22 - Últim tulizçã Tr, 30 gst 2011 18:44 PDRE JÚLI MRI DE LMBERDE Nscu di 7 Jnir 1878 n li Bvrn, municípi Wrgm n Bélgic. Fi btiz di 8 jnir, prssdmnt, pis nscu

Leia mais

VIBRAÇÃO NO NÚCLEO ESTATÓRICO DO GERADOR DA UG-05 DA USINA HIDRELÉTRICA ENGº. SÉRGIO MOTTA (PORTO PRIMAVERA) 1.0 INTRODUÇÃO

VIBRAÇÃO NO NÚCLEO ESTATÓRICO DO GERADOR DA UG-05 DA USINA HIDRELÉTRICA ENGº. SÉRGIO MOTTA (PORTO PRIMAVERA) 1.0 INTRODUÇÃO GGH/008 6 de Outubr de 00 Cmpins - Sã Pul - Brsil GRUPO I GRUPO DE ESTUDO DE GERAÇÃO HIDRÁULICA - GGH VIBRAÇÃO NO NÚCLEO ESTATÓRICO DO GERADOR DA UG-05 DA USINA HIDRELÉTRICA ENGº. SÉRGIO MOTTA (PORTO PRIMAVERA)

Leia mais

CAPÍTULO 9 COORDENADAS POLARES

CAPÍTULO 9 COORDENADAS POLARES Luiz Frncisco d Cruz Drtmnto d Mtmátic Uns/Buru CAPÍTULO 9 COORDENADAS POLARES O lno, tmbém chmdo d R, ond R RR {(,)/, R}, ou sj, o roduto crtsino d R or R, é o conjunto d todos os rs ordndos (,), R El

Leia mais

c Vr :a e UNESCO Recursos Educacionais Abertos: Perguntas Frequentes Neil Butcher, OER Africa

c Vr :a e UNESCO Recursos Educacionais Abertos: Perguntas Frequentes Neil Butcher, OER Africa Rcurss Educcinis Abrts: Prgunts Frqunts Nil Butchr, OER Afric UNESCO Unitd Ntins Eductinl, Scintific nd Culturl Orgniztin iw COMMONWEALTH OfLEARNING L c Vr : UNESCO with Citç: th Cmmnwlth j prmissä A rplicr,

Leia mais

Uniforme Exponencial Normal Gama Weibull Lognormal. t (Student) χ 2 (Qui-quadrado) F (Snedekor)

Uniforme Exponencial Normal Gama Weibull Lognormal. t (Student) χ 2 (Qui-quadrado) F (Snedekor) Prof. Lorí Vili, Dr. vili@pucrs.br vili@m.ufrgs.br hp://www.pucrs.br/fm/vili/ hp://www.m.ufrgs.br/~vili/ Uniform Exponncil Norml Gm Wibull Lognorml (Sudn) χ (Qui-qudrdo) F (Sndkor) Um VAC X é uniform no

Leia mais

Boiadêro. Música na escola: exercício 13

Boiadêro. Música na escola: exercício 13 Bidê Músic n scl: xcíci 13 Bidê Aut: Aut scnhcid, cnçã flclóic Ptitus Mi, hni lt Rgiã: Piçbuçu (Algs) Fnt: 500 Cnçõs Bsilis, Elind A. Pz Fix: 13 j: Nil Azvd Pvt Músics: Cls Rbt Olivi pin tôni Dis Csqui

Leia mais

Projeto UCA. Um Computador Por Aluno. Relatório da configuração do Metasys Classmate PC. Beatriz Corso Magdalena. Carlos Fagundes

Projeto UCA. Um Computador Por Aluno. Relatório da configuração do Metasys Classmate PC. Beatriz Corso Magdalena. Carlos Fagundes Prjt UCA Um Cmputdr Pr Alun Rltóri d cnfigurçã d Mtsys Clssmt PC Btriz Crs Mgdln Crls Fguns Iris Elisbth Tmpl Cst 2010 Prjt UCA 1 Sári CPU...4 MEMÓRIA...4 SISTEMA OPERACIONAL...4 INTERFACE...5 APLICAÇÕES

Leia mais

E v o lu ç ã o d o c o n c e i t o d e c i d a d a n i a. A n t o n i o P a i m

E v o lu ç ã o d o c o n c e i t o d e c i d a d a n i a. A n t o n i o P a i m E v o lu ç ã o d o c o n c e i t o d e c i d a d a n i a A n t o n i o P a i m N o B r a s i l s e d i me nt o u - s e u ma v is ã o e r r a d a d a c id a d a n ia. D e u m mo d o g e r a l, e s s a c

Leia mais

turismo corporate negócio noronha roma seul garopaba brasília são lu gramado brasília são paulo recife natal tóquio lisboa rio de janeiro capadócia

turismo corporate negócio noronha roma seul garopaba brasília são lu gramado brasília são paulo recife natal tóquio lisboa rio de janeiro capadócia brlim sã l brlim santg rcif curi sul punta dl st rma sul nrnha r rcif rcif garpabacapa nrnha mntvidéu r barilch punta dl st mació sã paul mació sul capadóc r mnt SUPER sã l ngóci gramad turism FÉRIAS crprat

Leia mais

Uma publicação que é referência no setor

Uma publicação que é referência no setor ublic qu é rfrêci Vlt r rfiii ii frcêuc, viári, c, bitclgi, litíci, quíic fi, quit hitlr, i vi qu cl cti é u xigêci, rvit Cl Cti fc luçõ tclógic r rli brilir. C iibui irigi, ublic g rtt ghri ut, r Quli,

Leia mais

Classificação Periódica dos Elementos

Classificação Periódica dos Elementos Classificação Periódica dos Elementos 1 2 3 1 Massa atômica relativa. A incerteza no último dígito é 1, exceto quando indicado entre parênteses. Os valores com * referemse Número Atômico 18 ao isótopo

Leia mais

Questão 1. Questão 2. alternativa E. alternativa C

Questão 1. Questão 2. alternativa E. alternativa C Quesã Pedr iru mens de um cenen de fs d fes em cmemrçã seu niversári e quer clcá-ls ds num álbum de 0 págins. Em cd págin desse álbum cbem, n máxim, 0 fs. Inicilmene, Pedr enu clcr 6 fs em cd págin. A

Leia mais

Questionário sobre o Ensino de Leitura

Questionário sobre o Ensino de Leitura ANEXO 1 Questionário sobre o Ensino de Leitura 1. Sexo Masculino Feminino 2. Idade 3. Profissão 4. Ao trabalhar a leitura é melhor primeiro ensinar os fonemas (vogais, consoantes e ditongos), depois as

Leia mais

Resoluções de Exercícios

Resoluções de Exercícios sluçõs Ecícis MTEMÁTI IV LOO 0 nhcimnts lgébics pítul 0 Funçõs Tignmétics 0 p.( p-)( p-b).( p- c), n + b+ c 8+ + p 8 8.0...9..... LOO 0 0 D + D sn cs tg 0 + 0... sn +.,8.,8. sn 0. +,.,8. +, cm. sn 0 0

Leia mais

Paulo Honório versus Madalena: um casamento conflituoso

Paulo Honório versus Madalena: um casamento conflituoso 88 Pul Hnóri vrsus Mln: csmnt cnflitus Mrcs Himi Lim* ft-s Rs:Nst lgs rtig cnsirçõs sbr rmnc sbr S. rltiv Brnrd vigr (1934), rm Grcilin ptrircl Rms, dispunh ns primirs décs d sécul XX, xplificd pl bt ntr

Leia mais

========================

======================== œ Um uz n montnh Miss Quresm crinçs (d "Liturgi 1" Puus) 1) Há um uz á n estrd (bertur) t nh, B b B b Letr e músic: Mri Srnberg & bc m _ Há u m uz á n es tr d, u m uz á n mon & b u m uz no mr: É sus que_i

Leia mais

======================== ˆ_ ˆ«

======================== ˆ_ ˆ« Noss fest com Mri (Miss pr os simpes e pequenos, inspirdo em Jo 2,112) ( Liturgi I Puus) 1) eebremos n egri (bertur) Rgtime & c m m.. _ m m.. _ e e bre mos n_ e gri, nos s fes t com M ri : & _.. _ º....

Leia mais

Letras^Artes. 9feí: sr -1 ^19. ''**>«?sh :. v/*í******* *** 1 fciüíi 1^^ I hsíi 991 9. ^ gfllflpv>/^.j' 'A-A^mW

Letras^Artes. 9feí: sr -1 ^19. ''**>«?sh :. v/*í******* *** 1 fciüíi 1^^ I hsíi 991 9. ^ gfllflpv>/^.j' 'A-A^mW Ltrs^Arts ANO 6. N. 222 I EAN Cssu, qu ns vi- trá prximmnt chfind lgçã frn-- ês à 1.** Binl S. Pul, cb publicr um livr in-. trssnt discutívl sbr rituçâ d rt mrn. Li-. vr intrssnt prqu td bt intlignt sbr

Leia mais

O ENSINO DA LÍNGUA ALEMÃ NO SUL DO BRASIL

O ENSINO DA LÍNGUA ALEMÃ NO SUL DO BRASIL O ENSINO DA LÍNGUA ALEMÃ NO SUL DO BRASIL Diys Knyl Fssil1 RESUMO: Nst rtig, tnt-s discutir situçã linguístic à qul s imigrnts scnnts imigrnts lãs frm /u sã submtis, qui, n Brsil. Qustin-s qul é qudr jurídic

Leia mais

providências. parágrafos da Resolução nº 38, de 16 de julho de 2009, do

providências. parágrafos da Resolução nº 38, de 16 de julho de 2009, do LEI Nº 181/2010 Dispõ sbr Municipl quçã 051/2006 d Li 14, gst 2006, qu trt sbr Cnslh Municipl Alimntçã Esclr CMAE, s dispsiçõs d Li Frl junh 2009 MEC/FNDE/DAE-CD julh 11.947, 38, 2009, 16 Rsluçã dá 16

Leia mais

ORGANIZAÇÃO POLÍTICA DE MOVIMENTOS SOCIAIS ATRAVÉS DA INTERNET: O CASO DOS JOGOS ELETRÔNICOS. por. Letícia Perani Soares

ORGANIZAÇÃO POLÍTICA DE MOVIMENTOS SOCIAIS ATRAVÉS DA INTERNET: O CASO DOS JOGOS ELETRÔNICOS. por. Letícia Perani Soares ORGANIZAÇÃO POLÍTICA DE MOVIMENTOS SOCIAIS ATRAVÉS DA INTERNET: O CASO DOS JOGOS ELETRÔNICOS pr Ltíci Prni Srs (Alun d Curs Cmunicçã Scil) Mngrfi prsntd à bnc xmindr d disciplin Prjt Exprimntl II. Orintdr

Leia mais

Expressão Semi-Empírica da Energia de Ligação

Expressão Semi-Empírica da Energia de Ligação Exprssão Smi-Empíric d Enrgi d Ligção om o pssr do tmpo n usênci d um tori dtlhd pr dscrvr strutur nuclr, vários modlos form dsnvolvidos, cd qul corrlcionndo os ddos xprimntis d um conjunto mis ou mnos

Leia mais

IFC Câmpus Santa Rosa do Sul capacita 18 profissionais locais para elaboração do Cadastro Ambiental Rural CAR

IFC Câmpus Santa Rosa do Sul capacita 18 profissionais locais para elaboração do Cadastro Ambiental Rural CAR IFC Câmpus Snt Ros do Sul cpcit 18 profissionis locis pr lborção do Cstro Ambintl Rurl CAR No di 10 bril 2015, no Cntro Trinmnto Arrnguá (CETRAR), foi rlizdo um curso cpcitção profissionis rgião pr lborção

Leia mais

A atual relevância do ensino do inglês jurídico nos cursos de graduação em Direito

A atual relevância do ensino do inglês jurídico nos cursos de graduação em Direito A tul rlvânci nsino nos cursos grdução m Brv rflxão crc d ncssid s pssr lcionr o nos cursos grdução m sort mlhor prprr os futuros profissionis r pr o xrcício d dvocci mgistrtur promotori Cro migo litor:

Leia mais

LEI n 45712002 De 29 de abril de 2002.

LEI n 45712002 De 29 de abril de 2002. PREFEITURA i1 UN ICLPL I)I (;ARRI Prç Mrchl Dodoro d Fonsc s/ny Cntro. CEP: 49.830-0()0 CGC 13 112669/0001-17 * Tlfon (0'x79)354 1240 1 E-Mil: LEI n 45712002 D 29 d bril d 2002. Autoriz o Podr Excutivo

Leia mais

A ÁGUA COMO TEMA GERADOR PARA O ENSINO DE QUÍMICA

A ÁGUA COMO TEMA GERADOR PARA O ENSINO DE QUÍMICA A ÁGUA COMO TEMA GERADOR PARA O ENSINO DE QUÍMICA AUTORES: AMARAL, An Pul Mgno; NETO, Antônio d Luz Cost. E-MAIL: mgno_n@yhoo.com.br; ntonioluzneto@gmil.com INTRODUÇÃO Sendo um desfio ensinr químic pr

Leia mais

e-manual Premium FÍSICO-QUÍMICA 9.o ANO Experimente em espacoprofessor.pt

e-manual Premium FÍSICO-QUÍMICA 9.o ANO Experimente em espacoprofessor.pt FÍSICO-QUÍMICA 9. ANO Manual Tabla Priódica (frta a alun) Fichas (frta a alun) Apis Áudi (fichirs mp para dwnlad) Cadrn d Atividads (inclui Fichas d Labratóri) Cadrn d Labratóri Matriais Manipulávis Dssir

Leia mais