RECURSOS HUMANOS ANÁLISE DO FLUXO DE TRABALHO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RECURSOS HUMANOS ANÁLISE DO FLUXO DE TRABALHO"

Transcrição

1 RECURSOS HUMANOS Intduçã Cncits dfiniçã Digms d flux d pcsss Gáfics d flux d pcsss Estud d cs: DDT d FPFutbl

2 Intduçã Cncits dfiniçã Digms d flux d pcsss Gáfics d flux d pcsss Estud d cs: DDT d FPFutbl INTRODUÇÃO FLUXO DE TRABALHO?

3 OS RH S E A FORMULAÇÃO ESTRATÉGICA Fmulçã sttégic: Anális d flux d tblh A nívl d nális intn (fçs/fquzs) Fmulçã Esttégic Implmntçã Esttégic Missã Objctivs Anális Extn Optunidds Amçs Anális Intn Fçs Fquzs Esclh Esttégic Ncssidds d RH s Técnics Cmptmnts Cultu Pátics d RH s Plnmnt Rcutmnt Slcçã Dsign d cgs Anális d cgs Av.Rndimnt Mtivçã Cpcidds ds RH s Técnics Hbilidds Cnhcimnts Tin Rl.Tblh Rl.Pssl Rmunçã Incntivs Bnfícis Lidnç Acçõs ds RH s Cmptmnts Rsultds (ndimnt, bsntism, ttividd) Rndimnt d Ognizçã Pductividd Qulidd Lucs Esttégis Emgnts Intduçã Cncits dfiniçã Digms d flux d pcsss Gáfics d flux d pcsss Estud d cs: DDT d FPFutbl

4 Dfiniçã: flux d tblh Md cm tblh stá gnizd p supt s bjctivs d gnizçã nívl ds sus pduts /u sviçs. Anális d flux d tblh Exmin md cm tblh ci u cscnt vl s pcsss d tblh d um gnizçã. Intduçã Cncits dfiniçã Digms d flux d pcsss Gáfics d flux d pcsss Estud d cs: DDT d FPFutbl

5 Digms Digms

6 Intduçã Cncits dfiniçã Digms d flux d pcsss Gáfics d flux d pcsss Estud d cs: DDT d FPFutbl Gáfics Actividds O p ç ã I n s p c ç ã M v i m n t E s p A m z n Tmp Sctái cb cndidtu: clc- n cst A cndidtu sp n cst A sctái ci um fichi d cndidtu A sctái nvi cndidtu p/ nlist finnci (AF) A cndidtu fic m sp p s nlisd 1 min 2 h 1 min 1 h 1 di O AF vific s cndidtu stá bm pnchid 10 min S nã stiv bm pnchid é dvlvid cndidt 12 dis O AF clcul s ncssidds finncis utiliznd fómuls 45 min O dict finnci pv bls nvi pcss p/ AF 10 min O AF nvi dcisã p/ sctái 1 h Esp n cst 4 h A sctái pp nvi ct c/ sultd d cndidtu 5 min

7 Gáfics Actividds O p ç ã I n s p c ç ã M v i m n t E s p A m z n Tmp Sctái cb cndidtu: clc- n cst A cndidtu sp n cst A sctái ci um fichi d cndidtu A sctái nvi cndidtu p/ nlist finnci (AF) A cndidtu fic m sp p s nlisd 1 min 2 h 1 min 1 h 1 di O AF vific s cndidtu stá bm pnchid 10 min S nã stiv bm pnchid é dvlvid cndidt 12 dis O AF clcul s ncssidds finncis utiliznd fómuls 45 min O dict finnci pv bls nvi pcss p/ AF 10 min O AF nvi dcisã p/ sctái 1 h Esp n cst 4 h A sctái pp nvi ct c/ sultd d cndidtu 5 min Intduçã Cncits dfiniçã Digms d flux d pcsss Gáfics d flux d pcsss Estud d cs: DDT d FPFutbl

8 Tfs: 1. Tfs técnics; 2. Tfs dministtivs; 3. Tfs d plnmnt; 4. Tfs pcinis. Qud n.º 1: Tfs d ntuz dministtiv liz pl dict d dptmnt spctivs funcináis smp qu s liz um cçã. Futbl 11 Futsl N.º tfs Tfs dministtivs liz p cd cçã slcçã AA BB Fminin 1 Rsv d ljmnts 14 2 Envi pgm d cçã p/ gáfic 14 3 Pé-cnvctói p/ clubs 4 4 Cnvctóis p/ clubs 4 5 Cnvctóis p/ 4 6 Dscnvctói p/ clubs 4 7 Dscnvctói p/ 4 8 Nt infmtiv 14 9 List d p/ IND Rquisiçõs p/ mpgs scls Mp d diáis Actuliz BD d jgs 14 Ttl d tfs Sub 21 Sub 20 Sub 18 Sub 17 Sub 16 Sub 15 AA Fminin Sub 21 Fm. Sub 21 Sub 18 Ttl

9 Sistms: Sistm técnic Sistm médic Sistm d plnmnt pgmçã Sistm dministtiv Sistm d infmçã Sistm udivisul Sistm d cnmt Sistms: Sistm d Dptmnt Técnic d Fdçã Ptugus d Futbl d plnmnt pgmçã Técnic Audivisul Médic Administtiv d Infmçã d Ecnmt Obsv Idntific Cntl Ppçã Cntl çmnt quips víds mtil d dministtiv pgm mtiis nul fmáci ds cçõs d jg quipmnts Pln Cnvc Amzn Dignstic Ppçã Acçõs ds víds lsõs dministtiv mnutnçã d mtiis Slcçõs Ncinis ds jgs sit ficil quipmnts Pln Edit Pscv Cmptiçõs jg víds ttmnts ljmnts pgm Ncinis ds cçõs d cçã Pln Jg Cntl Assisti Obsvçõs vidtc vigns infmçã ds cçõs sb jg Avli Elimin Elb Rh's c/ pticipçã jg víds dits cnvctóis cnfênci ns cçõs ds cçõs p cçã d impns Efctu Infm xms ntidds médics ds cnvctóis dscnvctóis intncinlizçõs ds cçõs spciis mp d diáis pémis d jg dspss d cçã Actuliz BD d jgs

10 Sistm d Dptmnt Técnic d Fdçã Ptugus d Futbl d plnmnt Técnic Audivisul Médic Administtiv d Infmçã d Ecnmt pgmçã Obsv Idntific Cntl Ppçã Cntl çmnt quips víds mtil d dministtiv pgm mtiis nul fmáci ds cçõs d jg quipmnts Pln Cnvc Amzn Dignstic Ppçã Acçõs ds víds lsõs dministtiv mnutnçã d mtiis Slcçõs Ncinis ds jgs sit ficil quipmnts Pln Edit Pscv Cmptiçõs jg víds ttmnts ljmnts pgm Ncinis ds cçõs d cçã Pln Jg Cntl Assisti Obsvçõs vidtc vigns infmçã ds cçõs sb jg Avli Elimin Elb Rh's c/ pticipçã jg víds dits cnvctóis cnfênci ns cçõs ds cçõs p cçã d impns Efctu Infm xms ntidds médics ds cnvctóis dscnvctóis intncinlizçõs ds cçõs spciis mp d diáis pémis d jg dspss d cçã Actuliz BD d jgs Sistm d Dptmnt Técnic d Fdçã Ptugus d Futbl Técnic s: Obsv quips Cnvc jg Jg Avli jg Obsv jgs Idntific Rv bsvçã ds dvsáis Esclh quip inicil suplnts Avli dsmpnh d quip Obsv víds ds jgs Rv ltóis d bsvçã Mst víd ds dvs. s Cnduzi jg Anlis víd d jg Rgist bsvçõs Slccin Elb sttégi p jg Rgist tmp d jg Elb ltói ds bsvçõs Pln pgm s tins Obsv jgs ds dvsáis Tin quip s Obsv víds ds dvsáis Rgist tmp d tin Rgist bsvçõs ds dvsáis Elb ltói bs. dvsáis

11 Sistm d Dptmnt Técnic d Fdçã Ptugus d Futbl Técnic Obsv quips Cnvc jg Jg Avli jg Obsv jgs Idntific Rv bsvçã ds dvsáis Esclh quip inicil suplnts Avli dsmpnh d quip Obsv víds ds jgs Rv ltóis d bsvçã Mst víd ds dvs. s Cnduzi jg Anlis víd d jg Rgist bsvçõs Slccin Elb sttégi p jg Rgist tmp d jg Elb ltói ds bsvçõs Pln pgm s tins Obsv jgs ds dvsáis Tin quip s Obsv víds ds dvsáis Rgist tmp d tin Rgist bsvçõs ds dvsáis Elb ltói bs. dvsáis Tfs Pcsss s Sistms Ognigms

12 Supt Ds tcnlgis d infmçã:

21/07/2015 13:36:51 ARTE MODA ARTE ARQUITETURA ARQUITETURA ENTRETENIMENTO MODA DESTINO GASTRONOMIA GASTRONOMIA MODA POLINÉSIA FRANCESA. CAPA 24.

21/07/2015 13:36:51 ARTE MODA ARTE ARQUITETURA ARQUITETURA ENTRETENIMENTO MODA DESTINO GASTRONOMIA GASTRONOMIA MODA POLINÉSIA FRANCESA. CAPA 24. R 3 R R D S VL L Ó S L U D K LÃ W -S / 3 SH FW -S Ã P UL F S SP / / : 8:3 3// 8/ 3/ : 6: SPCL - PRU C VCÊ UC VU.in 7 R Ú 8 9 - R$,,9 R$ CP.in S D PP R S G GS S - R$, 9 R D : : U Q R VG D R SÃ PU L FS H

Leia mais

Quem falou foi Henrieta, toda arrumada com a camisa de goleira. E tinha mais um monte de gente: Alice, Cecília, Martinha, Edilene, Luciana, Valdete,

Quem falou foi Henrieta, toda arrumada com a camisa de goleira. E tinha mais um monte de gente: Alice, Cecília, Martinha, Edilene, Luciana, Valdete, Cpítul 3 N ã p! Abu! On já viu? Et qu é n! Cê minh mã? Qun mnin chgm p jg nqul ming, qu ncntm? Um gup mnin. D cmit, têni, clçã muit ipiçã. E g? Afinl, qum tinh ti qul ii mluc? D qun vcê gtm futl? pguntu

Leia mais

/HYDQWDUÃDOJXQVÃWHPDVÃUHODWDUÃH[SHULrQFLDVÃHPÃWRUQRÃGHVVHVÃWHPDVÃGHEDWrORVÃDSRQWDGRÃ VXDÃGLPHQVmRÃHÃSRVVLELOLGDGHVÃGHÃWUDEDOKRVÃEXVFDÃGHÃXPÃGLDJQyVWLFRÃSDUDÃFRPSUHHQGHUÃ RÃFRPSOH[RÃGHQWURÃGHÃXPDÃUHDOLGDGHÃUHVJDWDQGRÃRÃFRWLGLDQRÃLQtFLRÃGDÃSUREOHPDWL]DomR

Leia mais

Minha vida está mudando.

Minha vida está mudando. U jt v vv. Mh v tá. Q á, z, t Q. 11 h t M é Alc b h l t g, c FLR DA IDAD. t ql. c l, ã, q é pcólg c z. l íc f tã é ã cêc Sb, t l t c é É, t, t b. h c M. g c p lh! t q h c Pq t, tbé c t j, q é, bc, á c.

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DA COMISSÃO DE ARTICULAÇÃO INTERMUNICIPAL - CAI CAPANEMA. PERIODO: JANEIRO a DEZEMBRO de 2012 CAPANEMA PA

PLANO DE AÇÃO DA COMISSÃO DE ARTICULAÇÃO INTERMUNICIPAL - CAI CAPANEMA. PERIODO: JANEIRO a DEZEMBRO de 2012 CAPANEMA PA PLN D ÇÃ D CISSÃ D TICULÇÃ INTUNICIPL - PID: JNI a DZ de 2012 QUIP: DICLI CHICUI CDND NGLIC LI SCTÁI SILN GCI TSUI CPN P 2012 CLNDÁI D TIVIDDS D CISSÃ D TICULÇÃ INTUNICIPL - PID: JNI a DZ de 2012 ÊS TIVIDD

Leia mais

TEMA 5 2º/3º ciclo. A LIndo de perguntas. saudável? Luísa, 15 anos

TEMA 5 2º/3º ciclo. A LIndo de perguntas. saudável? Luísa, 15 anos 2º/3º cicl s O Ã Ç T N E M I d pguns u m mu um p z pdms f ps O qu sudávl? blnç d i c n c id p Sá d p d n cm p, ic mbém é g á s n v ic. Dsc ís f m f civ b id v m u i d lóics. c s impânc s g õs sb ç n s

Leia mais

Prgrmçã O Mu s u Év r, p r l ém f rcr s s i g ns «vi s i t s cl áss i cs» qu cri m s p nt s c nt ct nt r s di v rs s p úb l ic s qu vi s it m s c nt ú d s d s u ri c s p ó l i, p r cu r, c nc m i t nt

Leia mais

BALIZA. Cor central.da PLAYMOBIL podes fazer passes. verde-claro curtos, passes longos e, até, rematar para com a nova função de rotação.

BALIZA. Cor central.da PLAYMOBIL podes fazer passes. verde-claro curtos, passes longos e, até, rematar para com a nova função de rotação. PONTAP DE SAÍDA TCNICAS DE Pntpé bliz Est lnc cntc n iníci jg pós cd gl. Est Gnhs cntr p dis"d jg- bl qund cm dis st jgdrs cir list d cmp tu d quip: pntpé é dd REMATE ntr d círcul cntrl. Os jgdrs jg cm

Leia mais

ATIVIDADE DE SALA (02)

ATIVIDADE DE SALA (02) COLÉGIO PLÍNIO LEITE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS 2º Píd/2014 6º ANO ESCOLAR - ENSINO FUNDAMENTAL Nm: Pfss (): ATIVIDADE DE SALA (02) Tum: º: D: / / VALOR:... Mds ppss p suu d T Mus ds gs dés d suu d T bsvm-s m

Leia mais

Alteração da seqüência de execução de instruções

Alteração da seqüência de execução de instruções Iníci Busc d próxim Excut Prd Cicl busc Cicl xcuçã Prgrm Sqüênci instruçõs m mmóri Trdutr : Cmpilr X Intrprtr / Linkditr Cnvrt prgrm-fnt m prgrm bjt (lingugm máqui) Prgrm cmpil = mis rápi Prgrm Intrprt

Leia mais

IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS

IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS 1. Objetivo: 1. Esta rotina permite importar para o banco de dados do ibisoft Empresa o cadastro de pessoas gerado por outro aplicativo. 2. O cadastro de pessoas pode

Leia mais

TEMA 1 2º/3º ciclo. A LIndo de perguntas. Filipa, 12 anos

TEMA 1 2º/3º ciclo. A LIndo de perguntas. Filipa, 12 anos 2º/3º ciclo O Ã Ç A T N E M A LIndo d pgunt u u ni u i ct n u Exit co? d d dit, d á l tção, f n ão p t t N n nci li ê f p tnt o p i hábito i g ê t d indic udávl. o ã ç t n d li Filip, 12 no lid 1 EguNntTAÇÃO

Leia mais

Quem são? Um refugiado é toda pessoa que devido a temores de ser perseguida por motivos de raça,

Quem são? Um refugiado é toda pessoa que devido a temores de ser perseguida por motivos de raça, g u f R d Qum ã? Um fugd é td p qu dvd tm d pgud p mtv d ç, lgã, ncnldd, p ptnc dtmnd gup cl p u pnõ plítc, ncnt f d pí d u ncnldd nã p u nã qu c à ptçã d tl pí. Ou qu, ccnd d ncnldd tnd f d pí nd tv u

Leia mais

SEGURO FATURAMENTO AGRÍCOLA. Condições Gerais

SEGURO FATURAMENTO AGRÍCOLA. Condições Gerais SEGURO FATURAMENTO AGRÍCOLA Condições Gerais VERSÃO 1.3 CNPJ 28.196.889/0001-43 Processo SUSEP nº 15414.001668/2011-41 Condições Gerais Seguro Faturamento Agrícola versão 1.3 / Processo SUSEP nº 15414.001668/2011-41

Leia mais

MAPA DE ACOMPANHAMENTO DAS NEGOCIAÇÕES COLETIVAS 2015

MAPA DE ACOMPANHAMENTO DAS NEGOCIAÇÕES COLETIVAS 2015 MP D CMPNHMNT DS NGCÇÕS CLTVS 2015 BS STD TVDD PS 2014 PLT 2015 NDMNT 2015 PS 2015 DSTT FDL Vig. Patrimonial $ 1.575,46 $ 1.693,62 $ 23,00 Tíquete reajuste de 8% + Tiquete Vig. Banco Brasil $ 2.110,46

Leia mais

ARMAZÉNS GERAIS ASPECTOS LEGAIS, VANTAGENS E SERVIÇOS

ARMAZÉNS GERAIS ASPECTOS LEGAIS, VANTAGENS E SERVIÇOS ARMAZÉNS GERAIS ASPECTOS LEGAIS, VANTAGENS E SERVIÇOS D i r e t o r E x e c u t i v o d a T O P L O G P o r R o d o l p h o C a r i b e A r m a z é n s g e r a i s s ã o e s t a b e l e c i m e n t o s

Leia mais

Ações do Protocolista. www.edocsergipe.se.gov.br

Ações do Protocolista. www.edocsergipe.se.gov.br Ações do Protocolista www.edocsergipe.se.gov.br AÇÕES DO PROTOCOLISTA - NO RECEBIMENTO TODO PROCESSO/DOCUMENTO FÍSICO TEM QUE SER PROTOCOLADO NA ORIGEM SITUAÇÃO ENCONTRADA CONDIÇÃO O QUE FAZER? COMO FAZER?

Leia mais

Instituto de Física USP. Física Moderna I. Aula 29. Professora: Mazé Bechara

Instituto de Física USP. Física Moderna I. Aula 29. Professora: Mazé Bechara Institut d Físic USP Físic Mdn I Aul 9 Pfss: Mzé Bch Aul 9 O átm d hidgêni n ti d Schding 1. A sluçã d átm d H n ti d Schding. Cmpçã cm s sultds d Bh.. Os stds dgnds m ngi: stds d msm ngi divss móduls

Leia mais

Resoluções de Exercícios

Resoluções de Exercícios sluçõs Ecícis MTEMÁTI IV LOO 0 nhcimnts lgébics pítul 0 Funçõs Tignmétics 0 p.( p-)( p-b).( p- c), n + b+ c 8+ + p 8 8.0...9..... LOO 0 0 D + D sn cs tg 0 + 0... sn +.,8.,8. sn 0. +,.,8. +, cm. sn 0 0

Leia mais

Plano Reajustado C Plano Promoção Julho 50 C Plano Base - Básico RSBR - Simples Básica Rec.Dig. M400 - MIX 400 M600 - MIX 600 M MIX 1000 BAS -

Plano Reajustado C Plano Promoção Julho 50 C Plano Base - Básico RSBR - Simples Básica Rec.Dig. M400 - MIX 400 M600 - MIX 600 M MIX 1000 BAS - Plano Reajustado C Plano Promoção Julho 50 C Plano Base - Básico RSBR - Simples Básica Rec.Dig. M400 - MIX 400 M600 - MIX 600 M1000 - MIX 1000 BAS - Básico C Plano Básico PA0701 RPIE2-Integ.Esp.2000 PA0701

Leia mais

Í n d i c e. I n t r o d u ç ã o C o m o e u c o n f i g u r o o S P A 9 3 2? I n f o r m a ç

Í n d i c e. I n t r o d u ç ã o C o m o e u c o n f i g u r o o S P A 9 3 2? I n f o r m a ç Í I t ç ã C m f g S P A 9 3 2? I f m ç õ s R l s Itçã Est tg é m m m sé p xl stlçã, tblshtg mtçã pts Cs Smll Bsss (tg Lksys Bsss Ss). Q. Cm fg SPA932? R. O SPA932 é m sl tmt 32-btt p SPA962. C SPA932 f

Leia mais

Form. A2 / / 371,214 19,500 SEÇÃO B-B ESCALA 1 : 2 R12. Este desenho contem informação que não podem ser rasuradas ou alteradas. Codigo Des.

Form. A2 / / 371,214 19,500 SEÇÃO B-B ESCALA 1 : 2 R12. Este desenho contem informação que não podem ser rasuradas ou alteradas. Codigo Des. 1 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 A 371,214 A A B 19,500 B B B C 949 864 270 C D D E E 85 40 58 F SEÇÃO B-B ESCALA 1 : 2 F 15 15 30 13 40 R12 G R8 G Form. A2 Este desenho contem informação que não podem ser rasuradas

Leia mais

Form. A2 / / 592,500 371,214 286,500 SEÇÃO B-B ESCALA 1 : 2 R12. Este desenho contem informação que não podem ser rasuradas ou alteradas. Codigo Des.

Form. A2 / / 592,500 371,214 286,500 SEÇÃO B-B ESCALA 1 : 2 R12. Este desenho contem informação que não podem ser rasuradas ou alteradas. Codigo Des. 1 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 A 592,500 371,214 A A B B B B C 949 864 270 C D D E E 85 20 286,500 40 58 45 F SEÇÃO B-B ESCALA 1 : 2 F 15 15 30 10 13 40 R12 G R8 G Form. A2 Este desenho contem informação que

Leia mais

Gramáticas Livres de Contexto

Gramáticas Livres de Contexto Gramáticas Livres de Contexto 25 de novembro de 2011 Definição 1 Uma Regra (ou produção) é um elemento do conjunto V (V Σ). Sendo que V é um conjunto finito de elementos chamados de variáveis e Σ um conjunto

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Smstr/2015 Ensin Técnic Códig: 0262 ETEC ANHANGUERA Municípi: Santana d Parnaíba Cmpnnt Curricular: Gstã Emprsarial Módul: 1 Eix Tcnlógic: Sgurança C. H. Smanal: 2,5 Habilitaçã

Leia mais

DPP/GPE. Janela : 51-52 Hz - Corta a segunda máquina

DPP/GPE. Janela : 51-52 Hz - Corta a segunda máquina DPP/GP BANCO D DADOS D SISTMAS SPCIAIS D PROTÇÃO Relatório ONS R 3/04/004 SISTMA ITAIPÚ - C n o : 3.47.0 - squema de corte de geração em Itaipu 50Hz, quando de bloqueio de 4 ou mais conversores do lo CC,

Leia mais

PROPESP DIVULGA A REABERTURA DE RECONHECIMENTO DE TÍTULOS OBTIDOS NO EXTERIOR

PROPESP DIVULGA A REABERTURA DE RECONHECIMENTO DE TÍTULOS OBTIDOS NO EXTERIOR Níc PROPESP DIVULGA A REABERTURA DE RECONHECIMENTO DE TÍTULOS OBTIDOS NO EXTERIOR A Pó-R Pq Pó-Gçã PROPESP, públc p chc, REABERTURA cb pc Rchc Dpl c b x c b P N.º 0746/2016-GR/UFAM. PROPESP vlg çõ p c

Leia mais

Seu pé direito nas melhores faculdades

Seu pé direito nas melhores faculdades Seu pé direito ns melhores fculddes IBMEC 03/junho/007 ANÁLISE QUANTITATIVA E LÓGICA DISCUSIVA 01. O dministrdor de um boliche pretende umentr os gnhos com sus pists. Atulmente, cobr $ 6,00 por um hor

Leia mais

Form. A2 / / 778 D. Este desenho contem informação que não podem ser rasuradas ou alteradas SEÇÃO A-A ESCALA 1 : 5. Codigo Des.

Form. A2 / / 778 D. Este desenho contem informação que não podem ser rasuradas ou alteradas SEÇÃO A-A ESCALA 1 : 5. Codigo Des. 1 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 A 176 597 776 1196 A 55 B B C C 1032 D 978 778 D 128 107 A 488 E E 198 290 A 75 F 513 762 1115 1283 F 28 15 G G 15 Form. A2 H SEÇÃO A-A ESCALA 1 : 5 Este desenho contem informação

Leia mais

Relatório Analítico dos Investimentos em janeiro de 2016

Relatório Analítico dos Investimentos em janeiro de 2016 Este relatório atende a Portaria MPS nº 519, de 24 de agosto de 2011, Artigo 3º Incisos III e V. Relatório Analítico dos Investimentos em janeiro de 2016 Carteira consolidada de investimentos - base (janeiro

Leia mais

sábado, 5 de março de 2016 Destaque Foto: Leandro Brito Sessão fofura Liz Muniz Casamento Sarah e Luis Henrique

sábado, 5 de março de 2016 Destaque Foto: Leandro Brito Sessão fofura Liz Muniz Casamento Sarah e Luis Henrique Em áb, 5 mç 2016 Dtqu Ft: Ln Bit Sã ffu Liz uniz Cmnt Sh Lui Hniqu OGI GUAÇU, áb, 5 mç 2016 OGI GUAÇU, áb, 5 mç 2016 2 3 Sh LuiHniqu O mnt Sh hi Suz Lui Hniqu Bini Hnói fi liz n i 24 jni. Amig fmili fm

Leia mais

Folhas de Cálculo. O EXCEL como Folha de Cálculo

Folhas de Cálculo. O EXCEL como Folha de Cálculo Flh d Clul O qu é: U Flh d Clul é, dç, u ju d élul qu u glh u bl qu d l- vé d xõ lóg /u O qu : Ogzç ç d bl l d vl; F, í,, qu jud xu lul lx; Auzç d, vé d gç u d ódg d lul u d uld; Rç g d ç; d bl ulzd çõ

Leia mais

MACEIÓ 11 à 21 DE JULHO GERÊNCIA DE COMPETIÇÃO

MACEIÓ 11 à 21 DE JULHO GERÊNCIA DE COMPETIÇÃO GRÊNCI D CMPTIÇÃ JGS STUDNTIS PRGRMÇÃ D BRTUR Dia: 12/07/13 Sexta-feira Concentração: 16h30 Local: stádio Rei Pelé (Secretaria djunta do sporte) CRIMNIL D BRTUR Hino Nacional Corrida da Tocha límpica MCIÓ

Leia mais

EM NOME DO PAI ====================== j ˆ«. ˆ««=======================

EM NOME DO PAI ====================== j ˆ«. ˆ««======================= œ» EM NOME O PI Trnscçã Isbel rc Ver Snts Pe. Jãzinh Bm & # #6 8 j. j... Œ. ll { l l l l n me d Pi e d Fi lh ed_es & #. 2. #. _. _ j.. Œ. Œ l l l j {.. l. pí t Sn t_ mém Sn t_ mém LÓRI O PI Trnscçã Isbel

Leia mais

! As redes de comunicação de dados da UFPB Campus I e II, foram projetadas levando-se em conta as seguintes premissas básicas:

! As redes de comunicação de dados da UFPB Campus I e II, foram projetadas levando-se em conta as seguintes premissas básicas: 3.2 REDE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA - UFPB-NET PREMISSAS BÁSICAS! As redes de comunicação de dados da UFPB Campus I e II, foram projetadas levando-se em conta as seguintes premissas básicas: preservação

Leia mais

Pos. Designação Tipo Medida Material 1 RETENTORES CB 4 X 11 X 6 2 RETENTORES CB 4 X 11 X 6 VITON 3 RETENTORES CB 4 X 12 X 6 4 RETENTORES CB 4 X 12 X

Pos. Designação Tipo Medida Material 1 RETENTORES CB 4 X 11 X 6 2 RETENTORES CB 4 X 11 X 6 VITON 3 RETENTORES CB 4 X 12 X 6 4 RETENTORES CB 4 X 12 X 1 RETENTORES CB 4 X 11 X 6 2 RETENTORES CB 4 X 11 X 6 VITON 3 RETENTORES CB 4 X 12 X 6 4 RETENTORES CB 4 X 12 X 6 VITON 5 RETENTORES CB 4,5 0X 16 X 7 6 RETENTORES CB 4,8 X 22 X 7 7 RETENTORES CC 5 X 15

Leia mais

NPQV Variável Educação Prof. Responsáv el : Ra ph a el B i c u d o

NPQV Variável Educação Prof. Responsáv el : Ra ph a el B i c u d o NPQV Variável Educação Prof. Responsáv v el :: Ra ph aa el BB ii cc uu dd o ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ÁREA DE EDUCAÇÃO 2º Semestre de 2003 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ÁREA DE EDUCAÇÃO As atividades realizadas

Leia mais

1º semestre de Engenharia Civil/Mecânica Cálculo 1 Profa Olga (1º sem de 2015) Função Exponencial

1º semestre de Engenharia Civil/Mecânica Cálculo 1 Profa Olga (1º sem de 2015) Função Exponencial º semestre de Engenhri Civil/Mecânic Cálculo Prof Olg (º sem de 05) Função Eponencil Definição: É tod função f: R R d form =, com R >0 e. Eemplos: = ; = ( ) ; = 3 ; = e Gráfico: ) Construir o gráfico d

Leia mais

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 3. Questão 2. Questão 4. alternativa E. alternativa A. ver comentário. alternativa E

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 3. Questão 2. Questão 4. alternativa E. alternativa A. ver comentário. alternativa E Questã TIPO DE PROVA: A N primeir semestre deste an, a prduçã de uma fábrica de aparelhs celulares aumentu, mês a mês, de uma quantidade fixa. Em janeir, fram prduzidas 8 000 unidades e em junh, 78 000.

Leia mais

CÁRITAS ARQUIDIOCESANA DE MANAUS. Edital Nº 04/2011

CÁRITAS ARQUIDIOCESANA DE MANAUS. Edital Nº 04/2011 Edital Nº 04/2011 Prazo de Inscrição: 14 de julho a 22 de julho 2011 Prazo de Seleção: 23 a 26 de julho de 2011 Prazo de Divulgação: 28 de julho de 2011 A Cáritas Arquidiocesana de Manaus no âmbito do

Leia mais

Linha de Pesquisa Gestão Empresarial

Linha de Pesquisa Gestão Empresarial Linha de Pesquisa Gestão Empresarial *Candidatos não classificados podem subir de posição caso haja desistência de classificados durante o período de matrícula Classificação Número de Inscrição Situação

Leia mais

BLOCO Nº 2 JORNAIS, BOLETINS, PANFLETOS D a N º 1. H i n o N a c i o n a l e H i n o d a I n t e r n a c i o n a l? 0 1 C U T N a c i o n a l 2. M o d i f i c a ç õ e s d o E s t a t u t o p r o p o s

Leia mais

Clube Empresarial 400 + Dados Clube Premium 400 DM Clube Smartphone 400 DM Clube 400 + Dados Clube Premium 1200 DM Clube 400 + Trio Clube Smartphone

Clube Empresarial 400 + Dados Clube Premium 400 DM Clube Smartphone 400 DM Clube 400 + Dados Clube Premium 1200 DM Clube 400 + Trio Clube Smartphone Planos Iden Meu Nextel 70R Meu Nextel 500 PJ Meu Nextel Ilimitado PJ Meu Nextel 150 PJ Meu Nextel Pooling 800 PJ Meu Nextel 300 PJ Meu Nextel Ilimitado PJ BIS Meu Nextel Ilimitado Meu Nextel Pooling 800

Leia mais

Plano Anual de atividades 2015/2016 1ºPeriodo

Plano Anual de atividades 2015/2016 1ºPeriodo Anua atividas 2015/2016 1ºPid Atividas a aiza Ecíci vacuaçã Assciaçã atística andant tat Afina Íbis 1ª Runiã ga ncagads ducaçã Mês da aimntaçã, atividas pmçã paa a saú Gup av Pésca Pésca Pésca Pésca Rcuss

Leia mais

Eu sou feliz, tu és feliz CD Liturgia II (Caderno de partituras) Coordenação: Ir. Miria T. Kolling

Eu sou feliz, tu és feliz CD Liturgia II (Caderno de partituras) Coordenação: Ir. Miria T. Kolling Eu su iz, s iz Lirgi II (drn d prtirs) rdnçã: Ir. Miri T. King 1) Eu su iz, s iz (brr) & # #2 4. _ k.... k. 1 Eu su "Eu su iz, s iz!" ( "Lirgi II" Puus) iz, s _ iz, & # º #.. b... _ k _. Em cm Pi n cn

Leia mais

CÁRITAS ARQUIDIOCESANA DE MANAUS. Edital Nº 03/2011

CÁRITAS ARQUIDIOCESANA DE MANAUS. Edital Nº 03/2011 Edital Nº 03/2011 Prazo de Inscrição: 14 de julho a 22 de julho 2011 Prazo de Seleção: 23 a 26 de julho de 2011 Prazo de Divulgação: 28 de julho de 2011 A Cáritas Arquidiocesana de Manaus no âmbito do

Leia mais

Salário-de-benefício

Salário-de-benefício Salário-de-benefício Salário-de-benefício é o valor básico utilizado para o cálculo da renda mensal dos seguintes benefícios previdenciários: aposentadoria por invalidez, aposentadoria por idade, aposentadoria

Leia mais

MATRIZES. Em uma matriz M de m linhas e n colunas podemos representar seus elementos da seguinte maneira:

MATRIZES. Em uma matriz M de m linhas e n colunas podemos representar seus elementos da seguinte maneira: MATRIZES Definiçã Chm-se mtriz d tip m x n (m IN* e n IN*) td tel M frmd pr númers reis distriuíds em m linhs e n cluns. Em um mtriz M de m linhs e n cluns pdems representr seus elements d seguinte mneir:

Leia mais

TRT-00290-2014-079-03-00-7 RO

TRT-00290-2014-079-03-00-7 RO Primeira Turma Publicacao: 14/11/2014 Ass. Digital em 11/11/2014 por CLEBER LUCIO DE ALMEIDA Relator: CLA Revisor: LOLR PODER JUDICIÁRIO R e c o r r e n t e : A L I S S O N C A R V A L H O B O R G E S

Leia mais

DE PESSOAL DE NÍVEL N. Brasília, Março de 2010 Ministério da Educação

DE PESSOAL DE NÍVEL N. Brasília, Março de 2010 Ministério da Educação Brasília, Março de 2010 I Conferência da ANAMBA e Encontro Regional Americano do EMBA COUNCIL São Paulo, 08 a 10 de março de 2010 A AVALIAÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE PÓS GRADUAÇÃO TÓPICOS O SNPG e a necessidade

Leia mais

2 em 1. código 1005. Ensina, protege e diverte Célula musical e regulagem de altura

2 em 1. código 1005. Ensina, protege e diverte Célula musical e regulagem de altura ê. b e b u e s m c d e c Cres 2 em 1 Ecômic, segur e versátil Nscid há cerc de 18 s, teve iíci cm frecimet r grdes mrcs d mercd. Há 11 s cm mrcs, rduts e sluções róris, Filler rgulh-se de td su trjetóri,

Leia mais

Norton R. Caetano Patrícia C. Genovez Roberto D. Estrada

Norton R. Caetano Patrícia C. Genovez Roberto D. Estrada NÁS SPC STTÍSTC MTG CNSTUÇÃ ÍNC XCUSÃ/NCUSÃ SC : TV À Á UBN SÃ JSÉ S CMPS- SP (CNS BG 1991) SPT - 02 /09 /97 Norton. Caetano Patrícia C. Genovez oberto. strada SUMÁ 1 NTUÇÃ 2 BJTVS 3 MTG 3.1 GSSÃ N PC

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA 2º CICLO

EDUCAÇÃO FÍSICA 2º CICLO Agrupament de Esclas Vila Flr ESCOLA E.B. 2,3/S DE Vila Flr CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO FÍSICA 2º CICLO An Letiv 2015/ 2016 Critéris de Avaliaçã 2 A classificaçã atribuída reflete as cmpetências adquiridas

Leia mais

Chotes. Música na escola: exercício 12

Chotes. Música na escola: exercício 12 Chts Músic n scl: xcíci 12 Chts Aut: Aut scnhci, cnçã flclóic Rgiã: Ri Gn Sul Fix: 12 Anj: Nil Azv Pvt Músics: Cls Rbt Olivi pin Nil Azv Pvt clints sx lt Cnts: lic Alid Pi Guilh Cnciçã Sntn Eily Ryn Buin

Leia mais

PABX (32) Av. Jesus Candian, B. Mangueira Rural - CEP Ubá - MG

PABX (32) Av. Jesus Candian, B. Mangueira Rural - CEP Ubá - MG PBX () 59-5050 v. Jesus Candian, 86 - B. angueira ural - CP 6500-000 - bá - G -mail: qualidade@moveisnovohorizonte.com.br PI VITÁ LT.: 80mm LG.: 905mm PF.: 500mm CT SS PÁGI FCBK LIK LD (Q CD) FICH TÉCIC

Leia mais

ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União. Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde

ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União. Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde DVERTÊNCI Este texto não substitui o publicado no Diário ficial da União Ministério da Saúde Secretaria de tenção à Saúde PRTRI Nº 356, 8 BRIL 2013 Secretário de tenção à Saúde, no uso de suas atribuições,

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a STRIPgenerator

Leia mais

Lrg de Sã Frncic Jrdim d Tíli Jrdim d Tíli V ve c D r. er c M h Pin t t e r rte N u S rm Pin ré Má L rg u F R. d iç d e P v Tr li v T. Ã ND FU te N r N D n m G L er ín nh Cu d RN J il d G de RU en nt

Leia mais

Questão 1. Questão 2. alternativa E. alternativa C

Questão 1. Questão 2. alternativa E. alternativa C Quesã Pedr iru mens de um cenen de fs d fes em cmemrçã seu niversári e quer clcá-ls ds num álbum de 0 págins. Em cd págin desse álbum cbem, n máxim, 0 fs. Inicilmene, Pedr enu clcr 6 fs em cd págin. A

Leia mais

Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março. Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março

Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março. Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Prova Escrita de Física e Química A Prova Escrita

Leia mais

TABELA CAMPANHA SALARIAL 2007 1-6

TABELA CAMPANHA SALARIAL 2007 1-6 BS TBL CMPNH SLL 1-6 STD TVDD PS 2006 BNFCS 2006 PLT NDMNT PS JUSTD CSCM MPTNT MNS GS BH / Uberlândia Vig. Patrimonial $ 790,00 $ 821,60 + Tíquete efeição: $ 53,00 7,00% cordo fechado: 4% + Plano de Saúde:

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO EDITORA DO IFPB PROGRAMA DE APOIO A PUBLICAÇÃO DE LIVROS EDITAL Nº 06/2016

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO EDITORA DO IFPB PROGRAMA DE APOIO A PUBLICAÇÃO DE LIVROS EDITAL Nº 06/2016 PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO EDITORA DO IFPB PROGRAMA DE APOIO A PUBLICAÇÃO DE LIVROS EDITAL Nº 06/2016 O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba - IFPB, através

Leia mais

CD150 Controle Direto 150 CD200 Controle Direto 200 CE-CDL-ConexcoDireta Digital CE-FCDL - CONEXAO DIRETA DIG CE-M200 - MIX 200 CE-RJINT - Integrado

CD150 Controle Direto 150 CD200 Controle Direto 200 CE-CDL-ConexcoDireta Digital CE-FCDL - CONEXAO DIRETA DIG CE-M200 - MIX 200 CE-RJINT - Integrado PLANOS REAJUSTADOS 1200B - Nextel 1200 BR 1200E - Nextel 1200 NE 1200Q Quero Pooling 1200 1800B - Nextel 1800 BR 1800E - Nextel 1800 NE BAS - Básico BM500 Mais 500 BM800 Mais 800 BP500 Pooling 500 BP800

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Digibody's Caricature

Leia mais

Capítulo Seção Item Descrição

Capítulo Seção Item Descrição Capítulo : Índice Título Capítulo Seção Item Descrição 16 Cadastro Sincronizado CNPJ 1 Quando Atualizar o CNPJ 2 Como Atualizar o Cadastro CNPJ 3 Prazo de ntrega 4 Preenchimento 1 Ficha Cadastral de Pessoa

Leia mais

Lista de Ramais. Prefixo RAMAL DESCRIÇÃO CENTRO DEPTO SETOR BL UTILIZ

Lista de Ramais. Prefixo RAMAL DESCRIÇÃO CENTRO DEPTO SETOR BL UTILIZ UFCG - DIVISÃO DE TELECOMUNICAÇÕES - 10/2/2012 Página 1 Lista de Ramais 2101 1684 COORD. GRAD. ENFERMAGEM CCBS CCBS CCBS DA RAMAL 2101 1717 CCBS - Coord. Psicologia CCBS CCBS CCBS RAMAL 2101 1047 MEDICINA

Leia mais

turismo corporate negócio noronha roma seul garopaba brasília são lu gramado brasília são paulo recife natal tóquio lisboa rio de janeiro capadócia

turismo corporate negócio noronha roma seul garopaba brasília são lu gramado brasília são paulo recife natal tóquio lisboa rio de janeiro capadócia brlim sã l brlim santg rcif curi sul punta dl st rma sul nrnha r rcif rcif garpabacapa nrnha mntvidéu r barilch punta dl st mació sã paul mació sul capadóc r mnt SUPER sã l ngóci gramad turism FÉRIAS crprat

Leia mais

Novidades do Guia PMBOK 5ª edição Exposure Draft

Novidades do Guia PMBOK 5ª edição Exposure Draft PM Tch Blg Gncimnt d Pjt, Pgm Ptfli http://blg.pmtch.cm.b Nvidd d Gui PMBOK 5ª diçã Expu Dft O dft (cuj tduçã é cunh, u bç) d Gui PMBOK 5ª diçã (A Guid t th Pjct Mngmnt Bdy f Knwldg (PMBOK Guid) Fifth

Leia mais

01. A equação de Clapeyron, válida para os gases ideais ou perfeitos, é dada pela expressão . Utilizando a análise dimensional,

01. A equação de Clapeyron, válida para os gases ideais ou perfeitos, é dada pela expressão . Utilizando a análise dimensional, FÍSCA 0. A quaçã d Clapyn, válida paa s ass idais u pfits, é dada pla xpssã pv nrt. Utilizand a anális dimnsinal, a dimnsã da cnstant univsal ds ass pfits R é A) ML TNθ -. ) MLT - N - θ -. D) ML T - N

Leia mais

ANEXO I - EDITAL Nº 04/2013

ANEXO I - EDITAL Nº 04/2013 Página 1 de 5 ANEXO I - EDITAL Nº 04/2013 O SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO SESC/RN, representado por sua Administração Regional no Estado do Rio Grande do Norte, torna público, para o conhecimento de quantos

Leia mais

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES TE Conservação e Limpeza. 1. DETFCÇ FÇ DE DETFCÇ Demanda/Processo: azão Social: ome Fantasia: nscrição Estadual/unicipal: tividade (CE): ( ) 8121-4/00-0 - Limpeza de prédios e em domicílio CPJ/CPF: Endereço:

Leia mais

até 5 dias úteis acrescentar 5 dias úteis a cada 500 fotogramas R$ 1,20 acréscimo de 15 dias úteis para cada 10 reproduções R$ 1,60

até 5 dias úteis acrescentar 5 dias úteis a cada 500 fotogramas R$ 1,20 acréscimo de 15 dias úteis para cada 10 reproduções R$ 1,60 de 1 a ótico CD/ imagem/ fotogram a de 101 a 500 Acima de 500 acrescentar 5 dias úteis a cada 500 fotogramas R$ 0,40 todas resolução padrão em microforma (microfilme e microficha) de 51 a acréscimo de

Leia mais

O (doce) lanche. brasileira. Um retrato inédito

O (doce) lanche. brasileira. Um retrato inédito O (d) l ç bl U éd É VITL çã U bíl N lb vl d l q q d f q ff d d d v lld q d l q v q x qd.tb q q lb.f q d.offd f q dl b d d x f d qbx q qq bl dl d b x d vl dl l q q q ll d v. N f dl d q q xd d blb f x f

Leia mais

P a. e s. q u i. Gestão de Recursos. I n. s s a d a s. Entrada

P a. e s. q u i. Gestão de Recursos. I n. s s a d a s. Entrada SO TS 16949:2002 A uu d pcfcçã écnc E g pná cnc d m d gã d quldd, uu d pcfcçã écnc SO TS 16949:2002 bdgm d m d quldd umv. A pcfcçã écnc SO TS 16949:2002 é bd n pncíp d gã d quldd pnd n nm NBR SO 9001:2000:

Leia mais

REPRESENTAÇÃO DE SUPERFÍCIES. Introdução ao Projeto e Manufatura assistido por Computador PROF. ALTAMIR DIAS

REPRESENTAÇÃO DE SUPERFÍCIES. Introdução ao Projeto e Manufatura assistido por Computador PROF. ALTAMIR DIAS REPRESENTAÇÃO DE SUPERFÍCIES Introdução ao Projeto e Manufatura assistido por Computador PROF. ALTAMIR DIAS 17/4/2001 1 Introdução Superfícies são usadas: projeto de forma e representação de objetos complexos

Leia mais

Vamos analisar o seguinte circuito trifásico: Esta aula:! Sistemas Trifásicos equilibrados com Transformador ideal

Vamos analisar o seguinte circuito trifásico: Esta aula:! Sistemas Trifásicos equilibrados com Transformador ideal EA6 Circuits FEEC UNCAMP Aul 6 Est ul:! Sistms Trifásics quilibrds cm Trnsfrmdr idl Nst ul nlisrms um sistm trifásic quilibrd cm trnsfrmdr Cm sistm é quilibrd, pdms nlisr circuit trifásic trtnd pns d um

Leia mais

Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 15/16

Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 15/16 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO PEDRO DA COVA Escola Básica d São Pdro da Cova Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 5/6.- Exploração d ambints computacionais Criação d um produto original d forma colaborativa

Leia mais

CPV 82% de aprovação na ESPM em 2011

CPV 82% de aprovação na ESPM em 2011 CPV 8% de provção n ESPM em 0 Prov Resolvid ESPM Prov E 0/julho/0 MATEMÁTICA. Considerndo-se que x = 97, y = 907 e z =. xy, o vlor d expressão x + y z é: ) 679 b) 58 c) 7 d) 98 e) 77. Se três empds mis

Leia mais

INSTITUTO DE PSIQUIATRIA - IPUB/UFRJ Divisão de Ensino - Secretaria Acadêmica

INSTITUTO DE PSIQUIATRIA - IPUB/UFRJ Divisão de Ensino - Secretaria Acadêmica E D I T A L SELEÇÃO 2014 Estarão abertas as inscrições para o PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM PSIQUIATRIA QUARTO ANO, no período e condições abaixo especificados: 1. DURAÇÃO: 01 de março de 2014 a 28

Leia mais

TECNOLOGIA PETCHANNEL EM. 4K 60P HEVC 20 Mb. Nelson Faria

TECNOLOGIA PETCHANNEL EM. 4K 60P HEVC 20 Mb. Nelson Faria TECNOLOGIA PETCHANNEL EM 4K 60P HEVC 20 Mb Nln Fi TV nlógic cmç dligd m 2015. ADOÇÃO ADOÇÃO DA DA TECNOLOGIA TECNOLOGIA 4K 4K DIAGRAMA DIAGRAMA DE DE UMA UMA INSTALAÇÃO INSTALAÇÃO POR POR IP IP EQUIPAMENTOS

Leia mais

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e :

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ 13 DE JULH DE 2015! Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : Caso vo cê nunca t e nh a pa

Leia mais

Politiska riktlinjer, avsnitt 2 En stنndigt f rنnderlig vنrld

Politiska riktlinjer, avsnitt 2 En stنndigt f rنnderlig vنrld Politiska riktlinjer, avsnitt 2 En stنndigt f rنnderlig vنrld i~éé هê pلا o~ا cêëن~ضëëي نن~êة aلëيêلâي vêâ~هاة cêةاê~ض~هاةë êâ~هاة M m~êيلëي êةنëةه _لر~ننيلننâ~éليةنOلêلâينلهàةêه~ T OT _لر~نن _لر~نن نêا~ضOEâ~éليةنOFKاçإ

Leia mais

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I 1 3Mr P e re s, R e s e r h D i re t r I D C B rs i l Br 0 0metr Cis e Bn L rg n Brsil, 2005-201 0 R e s l t s P ri m e i r T ri m e s t re e 2 0 0 7 Prer r Prer r Met e Bn Lrg em 2 0 1 0 n Brs i l : 10

Leia mais

Tabela de Vinculação de pagamento Manteve o mesmo nome DDM SIAFI-TABELA-VINCULA-PAGAMENTO

Tabela de Vinculação de pagamento Manteve o mesmo nome DDM SIAFI-TABELA-VINCULA-PAGAMENTO Segue abaixo dados das DDMs que mudaram para o PCASP, tanto as que mudaram de nome como as que mantiveram o mesmo nome. Para estas, os campos que serão excluídos (em 2015) estão em vermelho e os campos

Leia mais

RAÇAS SINTÉTICAS DE BOVINOS DE CORTE. Prof. Cássio Brauner Prof. Marcelo Pimentel

RAÇAS SINTÉTICAS DE BOVINOS DE CORTE. Prof. Cássio Brauner Prof. Marcelo Pimentel RAÇAS SINTÉTICAS DE BOVINOS DE CORTE Prof. Cássio Brauner Prof. Marcelo Pimentel POR QUE RAÇA SINTÉTICA? 1. TECNICAMENTE HETEROSE (dominância, sobredominância, epistasia) - COMPLEMENTARIDADE - FACILIDADE

Leia mais

FUT - ICF - Café arábica Z12 2.552,21 2.552,27. FUT - ICF - Café arábica H13 2.628,70 2.628,68. FUT - ICF - Café arábica K13 2.662,62 2.

FUT - ICF - Café arábica Z12 2.552,21 2.552,27. FUT - ICF - Café arábica H13 2.628,70 2.628,68. FUT - ICF - Café arábica K13 2.662,62 2. FUT - ICF - Café arábica Z12 2.552,21 2.552,27 FUT - ICF - Café arábica H13 2.628,70 2.628,68 FUT - ICF - Café arábica K13 2.662,62 2.662,58 FUT - ICF - Café arábica N13 2.679,18 2.679,26 FUT - ICF - Café

Leia mais

Recordando produtos notáveis

Recordando produtos notáveis Recordndo produtos notáveis A UUL AL A Desde ul 3 estmos usndo letrs pr representr números desconhecidos. Hoje você sbe, por exemplo, que solução d equção 2x + 3 = 19 é x = 8, ou sej, o número 8 é o único

Leia mais

I AÇÕES DE AUDITORIA INTERNA PREVISTAS:

I AÇÕES DE AUDITORIA INTERNA PREVISTAS: PAINT 24 - I AÇÕES DE AUDITORIA INTERNA PREVISTAS: 1.1 - Auditoris de Conformidde Uniddes Orig d dnd: Intern com bse nos resultdos d Mtriz de Risco elbord pel Auditori Intern Nº UNIDADE OBJETIVOS ESCOPO

Leia mais

termo de cessão e compartilhamento DE ARQUIVOS DIGITAIS

termo de cessão e compartilhamento DE ARQUIVOS DIGITAIS U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D A B A H I A C E N T R O D E E S T U D O S A F R O - O R I E N T A I S M U S E U D I G I T A L D A M E M Ó R I A A F R I C A N A E A F R O B R A S I L E I R A LIVRO

Leia mais

Resolução A primeira frase pode ser equacionada como: QUESTÃO 3. Resolução QUESTÃO 2 QUESTÃO 4. Resolução

Resolução A primeira frase pode ser equacionada como: QUESTÃO 3. Resolução QUESTÃO 2 QUESTÃO 4. Resolução (9) - www.elitecmpins.com.br O ELITE RESOLVE MATEMÁTICA QUESTÃO Se Améli der R$, Lúci, então mbs ficrão com mesm qunti. Se Mri der um terço do que tem Lúci, então est ficrá com R$, mis do que Améli. Se

Leia mais

Check-list da documentação necessária para intercâmbio. Nome da instituição: Universidade Católica Portuguesa. Documentos solicitados Ok Observações

Check-list da documentação necessária para intercâmbio. Nome da instituição: Universidade Católica Portuguesa. Documentos solicitados Ok Observações Nome da instituição: Universidade Católica Portuguesa Formulário de aplicação (este documento será enviado pela universidade para o e-mail do aluno após a nomeação feita pela ARI). Cópia escaneada do passaporte

Leia mais

O P a pel da M ídia no C o ntro le da s P o lític a s de S a úde

O P a pel da M ídia no C o ntro le da s P o lític a s de S a úde B ra s ília, 26 de s etem bro de 2009 C o ntro le da s P o lític a s de L uiz R ibeiro FU N Ç Ã O D O J O R N A L I S M O J o r n a lis m o é a a tiv id a d e p r o fis s io n a l q u e c o n s is te e

Leia mais

& # A sus B 7 C 7(9)

& # A sus B 7 C 7(9) 5 4 4 D C b C D em mais G7M E m sus 10 G7M (b5) D D /C m D/ sus 7 C 7(9) /C G/D R 4 2 4 15 4 4 D Sei que posso G7M Em7 sus D /C 19 m7 G7M (b5) D G/ /C % D /C 24 Eis tão grande m D/ G E m sus 28 m m/ G

Leia mais

Treinamento de apoiadores de sessões

Treinamento de apoiadores de sessões Treinamento de apoiadores de sessões COMISSÃO ORGANIZADORA A L I N E L I N S C A M A R G O Â N G E L A D E M AT T O S D U T R A D A N I E L A C A R D O S O T I E T Z M A N N D I N A R A J A Q U E L I N

Leia mais

o que se entende por lente.

o que se entende por lente. 1062.0041 As lentes esféricas e suas principais características. 1. Habilidades e cmpetências. 3. Mntagem. B ::; A términ desta atividade alun deverá ter Cas necessári cnsulte a instruçã ]992.021. cmpetência

Leia mais

Cleber Giorgetti Assessoria e Consultoria. Business & Strategy Marketing & Sales Products & Services Technology & Innovation

Cleber Giorgetti Assessoria e Consultoria. Business & Strategy Marketing & Sales Products & Services Technology & Innovation Cb Gg A C B & Sgy Mkg & S P & Sv Thgy & v Qm Sm N m 2002, mp v x mp çm bjv gó, m m f óg, pb-h m mpv. Apçã hm é gó q vé xpê 20 f, q xm pçõ gã m pçõ m: G Tg, Avy, L Thg, B Lb, AT&T, SD T,. R m p m gó g,

Leia mais