Turismo Fotografia Mergulho Técnico Naufrágios Cavernas Equipamentos Meio Ambiente Novidades PUBLICIDADE 2014

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Turismo Fotografia Mergulho Técnico Naufrágios Cavernas Equipamentos Meio Ambiente Novidades PUBLICIDADE 2014"

Transcrição

1 Turi Ftgrfi Mrgulh Técnic Nufrági Cvrn Equipnt Mi Abint Nvidd PUBLICIDADE 2014

2 2014 Objtiv ditrii d rvit: A rvit t bjtiv d trr públic rvilh d fund d r, nfcnd pct cini frind iprtânci d cnrvçã bintl. Vi ind divulgçã d dtin turític DE MERGULHO c vign xpdiçõ pcii, qu tbé pd r fit pr qulqur u qu tnh tp dipiçã. Prtnd tbé tingir u public nã rgulhdr, prvcnd- c til d vid d tividd, trnd ld d ci d xpdiçõ, intrçã c utr cultur trc d xpriênci n vign. P r t l, r v i t b rd r t i g b r V I A G E N S, EQUIPAMENTOS, MEIO AMBIENTE E ESTILO DE VIDA. FATO: Mrgulhdr tã drnd, cprtilhnd, cntnd divulgnd DIVEMAG. ã di n c c uit ci d n xpcttiv. Fç c n nuncint ntnh u rc linhd c nv tcnlgi. Anunci u prdut u rviç cnc!!!

3 Prfil d n litr: Pqui d rcd dfin i n públic: O Mrcd: % hn / 35% ulhr Cl AA, AB B 71% t idd ntr n 45% pu d n d rgulh 29% rgulh i d 20 vz n 38% vij pr rgulhr 3 u i vz n 68% vij pr rgulhr té 2 vz n 61% pu quipnt própri 48% cn rvit d infrçã ngóci VAMOS REFINAR ESTAS ESTATÍSTICAS EM NOSSO OBJETIVO É FAZER UMA SÉRIE DE PESQUISAS COM O MERGULHADOR BRASILEIRO PARA ENTENDÊ-LO MELHOR E MOSTRAR NÚMEROS CADA VEZ MAIS CONFIÁVEIS! Mtr d it fi ttlnt tulizd tá uit i rápid, c nv ár frt d publicidd N Bril há 200 il rgulhdr crtificd tunt (cnuidr d prdut quipnt rviç cur vign ncini intrncini), gund rquiv d 4 ir crtificdr d und, prnt n Bril (PADI, SSI, NAUI IANTD). Bd n xpriênci dt n d 2013, nd ultrp rc d litr lgu diçõ d rvit, trvé d dwnld viulizçõ n it trvé d frrnt FLIP (d difrnt cputdr / viit únic). E tingi 250 il viitnt n it A cnlidçã unt d public innt tá dirtnt ligd nutnçã d qulidd divridd d t brdd, n rvit n it, qu já n priir tr viru u it d ntíci qu diári br cn. UMA REALIDADE CONSTATADA EM 2013: NOSSO SITE ULTRAPASSOU EM 200% A NOSSA EXPECTATIVA DE ACESSOS!

4 Pr qu u rvit PDF? O rquiv nunc cb, diçã tul ntrir pd cntinur r vit bixd trnnt. Abintlnt crrt. A rvit digiti: Expl d rvit d rgulh PDF n und: Epç iliitd pr cntúd publicidd. Intgrçã c utr ídi trvé d intrnt. Nã há liit ggráfic pr u ditribuiçã. Pr i Divg incluiv tá fznd xpriênci c lgu diçõ pnhl inglê. E dl d ngóci v nd prticd há lgun n n Bril n und btnd grnd uc rprnttividd junt u públic lv, nd qu lgun d vícul já lcnç rc d dwnld pr ê d u diçõ. Bix cut d ditribuiçã. Pibilidd d u d víd niçõ. Iprã prnlizd, uuári clh qu ipriir. Mnté flux d litur u vz qu rvit é digrd d fr qu u publicçã ipr. O Mund v udnd futur d publicçõ drn dv r cuiddnt tudd, cntnd c pçã d dipnibilizr cntúd n-lin trvé d rquiv PDF, prti d intrnt utr ídi digiti d u publicçõ ipr. O PDF nã ubtitui ppl, dcrtiz xpnd ditribuiçã d infrçã. A Divg iniciu u trblh frt digitl. E tud pibilidd d vrõ ipr pr trd futur innt.

5 A rvit é ditribuíd vi Intrnt, trvé DO PORTAL nd ã dipnibilizd td núr publicd, últi ntíci glri d ign dicini, cncur d ft d litr, pqui prçõ d n ptrcindr. É plnt divulgd lit d dicuõ, c Div-nt qu pui i d 2000 cdtrd dirt, lit d CNFVS, (Cnfdrçã Ncinl d Ft Víd ub), lit d pnít, ftgrfi, dntr tnt utr. DISTRIBUIÇÃO Exit u trblh xutiv, cntnt, nitrd, n FACEBOOK Twittr, d ditribuiçã d rvit (qund é lnçd u diçã durnt u vigênci) d ntíci qu diári d n it, pr lvr rgulhdr cd vz i nt d turi d vntur pr n wbit, vind cnhcint unt cntnt d viulizçõ dwnld d n diçõ. Divulgçã cl d ftgrfi, div cntr prdr d turi trvé d bnnr digiti trcd ntr it d Div Cntr Divg. Expiçã d víd prcini n yutub, blg it d ftógrf f, cunidd c fcbk, flickr twittr, trvé d criçã d grup glri d ign, ã qu 6000 guidr n fn pg 5000 br n grup Cdtr d litr pr rcbr vi nvidd rfrnt próxi diçõ. Já puí u iling tiv d i d 20 il p. O índic d unt dt iling, trvé d cdtr xpntân é d i d 4,5% ê, nqunt rjiçã (licitçã pr rtird), é d n d 0,05%. Mídi Kit 2014 Cncur d ign rlizd n flickr n rvit fz c qu n núr unt pcilnt n xtrir, pi ã uit ftógrf trngir qu pt n flickr, u unt xpriv n pí.

6 Mídi Kit 2014 NÚMEROS 2013 MONITORADOS DE JANEIRO A DEZEMBRO Cbri TUDO c pl divulgçã d principi vnt NINGUÉM flu tnt br i: ulh g r d i f nt gr t p i qu F zn Ig d r b E DAN I l U A F nt,n i I b S S ROS i r T b N O ENC r tig r div tin c i l d b d Pu dzn c i l b u p Etiv SPORTS E R U T N E V D A I, Evnt d NAU DEMA SHOW

7 NÚMEROS 2013 MONITORADOS DE JANEIRO A DEZEMBRO PÁGINAS VISITAS EM 2013

8 NÚMEROS 2013 EDIÇÕES QUE JÁ CONTAM COM MAIS DE VIEWS NO ISSUU

9 NÚMEROS 2013 SITE: Fcbk Trduçã: viit 140 il dwnld d rvit

10 Prç 2014 Vlr REAIS pr diçã Mídi Kit / 8 pg. R$ 100,00 Tnh 11,2 x 13,9 c (dirtóri d cl) - 1 / 4 pg. R$ 400,00 Tnh 11,2 x 27,9 c - 1 / 3 pg. R$ 500,00 Tnh 14.2 x 27.9 c - 1 / 2 pg. R$ 750,00 Tnh 21.5 x 27.9 c - Pg. Intir R$ 1.000,00 Tnh 43.0 x 27.9 c PÁGINA INTEIRA 1/8 PAG. Pln d Dcnt Pr 6 diçõ cncutiv 10 % d dcnt Pr 12 diçõ cncutiv 15 % d dcnt Anúnci n it - Full Bnnr G: 468 x 60 - R$ Fix td págin d it - Squr Bnnr: 125 x R$ Fix td págin d it -Supr Bnnr : 320 x R$ 400,00 Fix td págin d it 1/2 PAG. 1/3 PAG. 1/4 PAG. 468 X 60 DPI 150 X 150 DPI 320 X 240 DPI Atnçã pr bnificçã Squr Bnnr - Anúnci Full Pg n rvit gnh Squr Bnnr n it - Anúnci ½ pg n rvit t dcnt d R$ 80,00 nt tip d bnnr (R$ 170,00 pr diçã)

11 Anúnci n DIVEMAG. Entr cntt: Rdrig Bittncurt (Cric) Grnt Crcil Mbil: Nxtl ID: 55*93*57729 Av. Sã Luí, º ndr Cj Sã Pul - SP - Bril Tlfn: 55 (11)

Turismo Fotografia Mergulho Técnico Naufrágios Cavernas Equipamentos Meio Ambiente Novidades PUBLICIDADE 2016

Turismo Fotografia Mergulho Técnico Naufrágios Cavernas Equipamentos Meio Ambiente Novidades PUBLICIDADE 2016 Turim Ftgrfi Mrgulh Técnic Nufrági Cvrn Equipmnt Mi Ambint Nvidd PUBLICIDADE 2016 2016 Objtiv ditrii d rvit: A rvit tm bjtiv d mtrr públic mrvilh d fund d mr, nfcnd pct mcini frind imprtânci d cnrvçã mbintl.

Leia mais

Armazenamento de Sementes de Milho em Recipientes Reutilizáveis

Armazenamento de Sementes de Milho em Recipientes Reutilizáveis Arznnt d Snt d Milh Rcipint Rutilizávi Miz Sd Strg In Rubl Cntinr SANAZÁRIO, Ann Chritin 1. kinzri@yh.c.br; COELHO, Fábi Cunh 1. fclh@unf.br; VIEIRA, Hnriqu Durt 1. hnriqu@unf.br; RUBIM, RqulL Filh 1.

Leia mais

Uma publicação que é referência no setor

Uma publicação que é referência no setor ublic qu é rfrêci Vlt r rfiii ii frcêuc, viári, c, bitclgi, litíci, quíic fi, quit hitlr, i vi qu cl cti é u xigêci, rvit Cl Cti fc luçõ tclógic r rli brilir. C iibui irigi, ublic g rtt ghri ut, r Quli,

Leia mais

Eu só quero um xodó. Música na escola: exercício 14

Eu só quero um xodó. Música na escola: exercício 14 Eu só qu u xdó Músic n scl: xcíci 14 Eu só qu u xdó Ptitus Mi, hni lt Aut: Dinguinhs stáci Rgiã: Pnbuc : 1973 Fix: 14 Anj: Edsn Jsé Alvs Músics: Edsn Jsé Alvs vilã Pvt clints, sx t Jsé Alvs Sbinh Zzinh

Leia mais

Quem falou foi Henrieta, toda arrumada com a camisa de goleira. E tinha mais um monte de gente: Alice, Cecília, Martinha, Edilene, Luciana, Valdete,

Quem falou foi Henrieta, toda arrumada com a camisa de goleira. E tinha mais um monte de gente: Alice, Cecília, Martinha, Edilene, Luciana, Valdete, Cpítul 3 N ã p! Abu! On já viu? Et qu é n! Cê minh mã? Qun mnin chgm p jg nqul ming, qu ncntm? Um gup mnin. D cmit, têni, clçã muit ipiçã. E g? Afinl, qum tinh ti qul ii mluc? D qun vcê gtm futl? pguntu

Leia mais

Eu sou feliz, tu és feliz CD Liturgia II (Caderno de partituras) Coordenação: Ir. Miria T. Kolling

Eu sou feliz, tu és feliz CD Liturgia II (Caderno de partituras) Coordenação: Ir. Miria T. Kolling Eu su iz, s iz Lirgi II (drn d prtirs) rdnçã: Ir. Miri T. King 1) Eu su iz, s iz (brr) & # #2 4. _ k.... k. 1 Eu su "Eu su iz, s iz!" ( "Lirgi II" Puus) iz, s _ iz, & # º #.. b... _ k _. Em cm Pi n cn

Leia mais

ano Literatura, Leitura e Reflexão m e s t re De quem e a vez? José Ricardo Moreira

ano Literatura, Leitura e Reflexão m e s t re De quem e a vez? José Ricardo Moreira S 1- Litt, Lit Rflxã 3- t D q vz? Jé Rid Mi Cpítl 1 P gt Td é di pfit p l: U liv lgl, d lid. E t d di fz d! P Hê: U di vô lá íti, vid hitói d tp q l id gt. P Hit: Ah, di d ihd, it l, it ág, it hi! P L:

Leia mais

TEMA 1 2º/3º ciclo. A LIndo de perguntas. Filipa, 12 anos

TEMA 1 2º/3º ciclo. A LIndo de perguntas. Filipa, 12 anos 2º/3º ciclo O Ã Ç A T N E M A LIndo d pgunt u u ni u i ct n u Exit co? d d dit, d á l tção, f n ão p t t N n nci li ê f p tnt o p i hábito i g ê t d indic udávl. o ã ç t n d li Filip, 12 no lid 1 EguNntTAÇÃO

Leia mais

Por que escolher a CWC?

Por que escolher a CWC? P q lh CWC? t õ ç t 1. I i l ã à t t N it, l it, l ti á g l f E g i. t lê g I ívl t é á ti, tblh lh it h l. z i lh i iglê 4. V i Ativ Of i vi g tivi lt t i ii t. E tiv t v i ã t it çã tbé t t, xõ til lt

Leia mais

AQUECEDORES & PRESSURIZADORES. AF114 Catalogo Aquecedores 2014 AB 400x200mm.indd 1 04/06/14 10:32

AQUECEDORES & PRESSURIZADORES. AF114 Catalogo Aquecedores 2014 AB 400x200mm.indd 1 04/06/14 10:32 QUEEDORES & PRESSURIZDORES 2014 F114 lg qud 2014 400x200.indd 1 04/06/14 10:32 Linh Águ Qun Obi. Mi fiin, i unávl. S unávl é uiliz u nui d f i inlign. É iiz uld, duzi dpdíi, g i i fiz. É i qu Linh Águ

Leia mais

RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO

RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO 1. RESULTADOS QUESTIONÁRIO I - PARTES/ CONCILIAÇÃO 1.1- QUESTIONÁRIO I - PARTES/ CONCILIAÇÃO: AMOSTRA REFERENTE AS

Leia mais

Apenas 5% dos Brasileiros sabem falar Inglês

Apenas 5% dos Brasileiros sabem falar Inglês Apns 5% ds Brsilirs sb flr Inglês D crd cm um lvntmnt fit pl British Cncil pns 5% d ppulçã sb fl r Dvs lbrr stms épcs pré-vnts sprtivs s lhs d mund td cmçm s vltr cd vz mis pr Brsil pr iss nã bst dminr

Leia mais

Atendimento por marcação Atualizado em:

Atendimento por marcação Atualizado em: SEGURANÇA SOCIAL pr rcçã Atulizd : 23-01-2017 O qu é O tn pr rcçã é u rvi qu prit gn d tn di hr prvint finid. C t rvi cidã é tndid n di hr qu i qu à u dipnibili, tr prncr fil pr. O tn pr rcçã p r fit n-lin

Leia mais

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 D A T A D E A B E R T U R A : 2 9 d e d e z e m b r o d e 2 0 1 0 H O R Á R I O : 9:0 0 h o r a s L O C A L D A S E S S Ã O P Ú B L I C A: S a l a d a C P L/

Leia mais

A NARRATIVA DOS ACONTECIMENTOS DE FÁTIMA

A NARRATIVA DOS ACONTECIMENTOS DE FÁTIMA A NARRATIVA DOS ACONTECIMENTOS DE FÁTIMA Migul bi qu t clbr 100 n qu N Snh prcu? Qul N Snh? A N Snh d Fáti qu prcu trê pqun ptrinh. Du dr gç j d tulidd Fáti!rr Mri g r ir V il d b jú riçõ nch d ári d p

Leia mais

MONITORAMENTO DE INFORMAÇÃO

MONITORAMENTO DE INFORMAÇÃO Consórcio muda d ndrço Corrio Lagano - 20/01/2016 5 - Colunista - Olivt Salmória Mídia Imprssa Co m d n 1 Içara prd vantagm comptitiva 9/01) Diário d Notícias/Criciúma - 20/01/2016 7 - Gral Mídia Imprssa

Leia mais

Prgrmçã O Mu s u Év r, p r l ém f rcr s s i g ns «vi s i t s cl áss i cs» qu cri m s p nt s c nt ct nt r s di v rs s p úb l ic s qu vi s it m s c nt ú d s d s u ri c s p ó l i, p r cu r, c nc m i t nt

Leia mais

Monitoramento de mercado reverte aumento dos preços de medicamentos pp.4 e 5

Monitoramento de mercado reverte aumento dos preços de medicamentos pp.4 e 5 núr16 fvrir d 2002 ISS 1518-6377 Mnitrnt d rcd rvrt unt d prç d dicnt pp.4 5 Suprrcd ó vndrã álcl gl i p. 3 Prtl d rviç clr tndint d pr p. 7 www.nvi.gv.br fvrir d 2002 2 ditril prtir dt núr, lti Infrtiv

Leia mais

Quem são? Um refugiado é toda pessoa que devido a temores de ser perseguida por motivos de raça,

Quem são? Um refugiado é toda pessoa que devido a temores de ser perseguida por motivos de raça, g u f R d Qum ã? Um fugd é td p qu dvd tm d pgud p mtv d ç, lgã, ncnldd, p ptnc dtmnd gup cl p u pnõ plítc, ncnt f d pí d u ncnldd nã p u nã qu c à ptçã d tl pí. Ou qu, ccnd d ncnldd tnd f d pí nd tv u

Leia mais

PORTO DE SALVADOR - S U L D A Á F R I C A *

PORTO DE SALVADOR - S U L D A Á F R I C A * R O TA S D E N AV E G A Ç Ã O N O L O N G O C U R S O - M E R C O S U L - C O S TA O E S T E D A A M É R I C A D O S U L - A M É R I C A C E N T R A L E C A R I B E - G O L F O D O M É X I C O - C O S

Leia mais

Escrito por Sônia Oliveira Qua, 19 de Janeiro de :03 - Última atualização Dom, 25 de Dezembro de :18

Escrito por Sônia Oliveira Qua, 19 de Janeiro de :03 - Última atualização Dom, 25 de Dezembro de :18 Brilid O fntástic reveilln Cpcbn Escrit pr Sôni Oliveir Qu, 19 Jneir 2011 22:03 - Últim tulizçã Dm, 25 Dezembr 2011 08:18 Ess mensgem reveilln me fi envid pr pess só vi vez e já vi fzer is ns, jur se encntrr

Leia mais

Não deu tempo. VL já tinha sumido no mundo. Uma coisa ninguém podia negar: VL sabia quando tinha feito algo errado. E quando era hora de dar o fora!

Não deu tempo. VL já tinha sumido no mundo. Uma coisa ninguém podia negar: VL sabia quando tinha feito algo errado. E quando era hora de dar o fora! Cítl 3 N ã ê hitói gt C t t it bih tiã. N v ã t fi t. O ã? É lh xli: t tã. C tv ih l b l g fi tl filht h vli l l i. Ei é vê vi? Cl filht ã b C filht ã g tã. M VL g. Q ig C i it hã. VL vih tá filht tbé

Leia mais

sábado, 5 de março de 2016 Destaque Foto: Leandro Brito Sessão fofura Liz Muniz Casamento Sarah e Luis Henrique

sábado, 5 de março de 2016 Destaque Foto: Leandro Brito Sessão fofura Liz Muniz Casamento Sarah e Luis Henrique Em áb, 5 mç 2016 Dtqu Ft: Ln Bit Sã ffu Liz uniz Cmnt Sh Lui Hniqu OGI GUAÇU, áb, 5 mç 2016 OGI GUAÇU, áb, 5 mç 2016 2 3 Sh LuiHniqu O mnt Sh hi Suz Lui Hniqu Bini Hnói fi liz n i 24 jni. Amig fmili fm

Leia mais

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e :

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ 13 DE JULH DE 2015! Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : Caso vo cê nunca t e nh a pa

Leia mais

III Game Campori Online

III Game Campori Online 2015 14-16 d agt vrã www.gam.camprinlin.cm prtuguê III Gam Campri Onlin Guia d Orintaçõ A Equip Wb Rádi Atividad Crdnadr Publicidad Tradutr Rlaçõ Extrna Mídia Sciai Epcialidad d Evnt Ediçã Víd Múica Dignr

Leia mais

O (doce) lanche. brasileira. Um retrato inédito

O (doce) lanche. brasileira. Um retrato inédito O (d) l ç bl U éd É VITL çã U bíl N lb vl d l q q d f q ff d d d v lld q d l q v q x qd.tb q q lb.f q d.offd f q dl b d d x f d qbx q qq bl dl d b x d vl dl l q q q ll d v. N f dl d q q xd d blb f x f

Leia mais

PRODOTTO IN ITALIA. de vida. O segredo Pulcinella. Produtos alimentícios básicos e. tradicionais Ingredientes naturais e

PRODOTTO IN ITALIA. de vida. O segredo Pulcinella. Produtos alimentícios básicos e. tradicionais Ingredientes naturais e O grd Pulcill Prdut litíci báic trdicii Igrdit turi d lt qulidd Sudávl utritiv Prduzid Itáli Pi Cppl é u pr filir Itli c rd trdiçã prduçã ditribuiçã d prdut litíci d lt qulidd. N hrç dt d 1908 qud fíli

Leia mais

Lrg de Sã Frncic Jrdim d Tíli Jrdim d Tíli V ve c D r. er c M h Pin t t e r rte N u S rm Pin ré Má L rg u F R. d iç d e P v Tr li v T. Ã ND FU te N r N D n m G L er ín nh Cu d RN J il d G de RU en nt

Leia mais

faz toda diferença em sua dieta. Escolha seu prato principal e

faz toda diferença em sua dieta. Escolha seu prato principal e Há i d 10 n, COMABEM - Rfiçõ Ditétic - v tund pciliznd n fncint d fiçõ fc cngld, ppd d ni udávl. Aqui, vcê ncnt vái pçõ c bix t clóic vind duçã d p, lh d qulidd d vid qund ptd d lgu ptlgi, nutnçã d p c

Leia mais

Design de aplicativos moveis

Design de aplicativos moveis Design de aplicativos moveis Os dispositivos móveis mais comuns : S m a r t p h o n e ; P D A ; Te l e m ó v e l ( pt) / C e l u l a r ( br); C o n s o l e p o r t á t i l ; U l t r a M o b i l e P C ;

Leia mais

E v o lu ç ã o d o c o n c e i t o d e c i d a d a n i a. A n t o n i o P a i m

E v o lu ç ã o d o c o n c e i t o d e c i d a d a n i a. A n t o n i o P a i m E v o lu ç ã o d o c o n c e i t o d e c i d a d a n i a A n t o n i o P a i m N o B r a s i l s e d i me nt o u - s e u ma v is ã o e r r a d a d a c id a d a n ia. D e u m mo d o g e r a l, e s s a c

Leia mais

Módulo III. Processadores de texto

Módulo III. Processadores de texto Módul F d O Pd d x Flh d Clul F d duvdd @2006 Módul v 1 Pd d x Uldd í djv Wwd d d x Ed u du Sl x Tblh u du Fç d g Fçõ gé Fçõ d x A lz l lu ú @2006 Módul v 2 Pd d x F d dh Tbl M uç Plzç d l dl Cç d lzd

Leia mais

RECURSOS HUMANOS ANÁLISE DO FLUXO DE TRABALHO

RECURSOS HUMANOS ANÁLISE DO FLUXO DE TRABALHO RECURSOS HUMANOS Intduçã Cncits dfiniçã Digms d flux d pcsss Gáfics d flux d pcsss Estud d cs: DDT d FPFutbl Intduçã Cncits dfiniçã Digms d flux d pcsss Gáfics d flux d pcsss Estud d cs: DDT d FPFutbl

Leia mais

CONTROLE AVES DE VENDA EXPOSIÇÃO 2014 ORLANDO NASCIMENTO- 21 98825-5609/96739-8619

CONTROLE AVES DE VENDA EXPOSIÇÃO 2014 ORLANDO NASCIMENTO- 21 98825-5609/96739-8619 CONTROLE AVES DE VENDA EXPOSIÇÃO 2014 CRIADOR TELEFONE GAIOLA ANEL SEXO NOMENCLATURA VALOR OBS ORLANDO NASCIMENTO- 21 98825-5609/96739-8619 1 IB-105-40-13 FM CN OP AM MF IN 100,00 BANCO: 2 BB-3992-44-11

Leia mais

BALIZA. Cor central.da PLAYMOBIL podes fazer passes. verde-claro curtos, passes longos e, até, rematar para com a nova função de rotação.

BALIZA. Cor central.da PLAYMOBIL podes fazer passes. verde-claro curtos, passes longos e, até, rematar para com a nova função de rotação. PONTAP DE SAÍDA TCNICAS DE Pntpé bliz Est lnc cntc n iníci jg pós cd gl. Est Gnhs cntr p dis"d jg- bl qund cm dis st jgdrs cir list d cmp tu d quip: pntpé é dd REMATE ntr d círcul cntrl. Os jgdrs jg cm

Leia mais

Módulo I MOTORES DE BUSCA NA INTERNET

Módulo I MOTORES DE BUSCA NA INTERNET Módul MOTORES E BUSCA NA NTERNET duç Pqu d ç d gé Pqu d ç B d d Ulzç d d -l F d duç -l @2007 v 1 O qu é? A é d udl d d d ud qu uç l qulqu ud d ud, d lh u C u? Avé d u ju d l (g d uç TCP/P) qu ê gd vg d

Leia mais

«ˆ «======================== & ˆ. ˆ. ˆ ˆ«======================== & œ G«

«ˆ «======================== & ˆ. ˆ. ˆ ˆ«======================== & œ G« œ œ 1) Oh! egri (bertur) est d mr Mis de Priir ucristi ( "Liturgi I" Puus) Letr e Músic: Ir. Miri T. King (x) ======================== & 2 º 4.. œ œ. œ œ. œ _.. = m ======================== &.... = gri

Leia mais

Folhas de Cálculo. O EXCEL como Folha de Cálculo

Folhas de Cálculo. O EXCEL como Folha de Cálculo Flh d Clul O qu é: U Flh d Clul é, dç, u ju d élul qu u glh u bl qu d l- vé d xõ lóg /u O qu : Ogzç ç d bl l d vl; F, í,, qu jud xu lul lx; Auzç d, vé d gç u d ódg d lul u d uld; Rç g d ç; d bl ulzd çõ

Leia mais

CONTADORIA MUNICIPAL

CONTADORIA MUNICIPAL ESTAD DA BANIA EXERCÍCI DE 2015 CNTADRIA MUNICIPAL PRCESS DE PAGT N 138 N Empenho. 41 Data Empenho : 01/04/2015 Órgão : 1 Unidade : 1 Camara Municipal de Tucano Camara Municipal de Tucano Projeto Atividade

Leia mais

Chotes. Música na escola: exercício 12

Chotes. Música na escola: exercício 12 Chts Músic n scl: xcíci 12 Chts Aut: Aut scnhci, cnçã flclóic Rgiã: Ri Gn Sul Fix: 12 Anj: Nil Azv Pvt Músics: Cls Rbt Olivi pin Nil Azv Pvt clints sx lt Cnts: lic Alid Pi Guilh Cnciçã Sntn Eily Ryn Buin

Leia mais

O P a pel da M ídia no C o ntro le da s P o lític a s de S a úde

O P a pel da M ídia no C o ntro le da s P o lític a s de S a úde B ra s ília, 26 de s etem bro de 2009 C o ntro le da s P o lític a s de L uiz R ibeiro FU N Ç Ã O D O J O R N A L I S M O J o r n a lis m o é a a tiv id a d e p r o fis s io n a l q u e c o n s is te e

Leia mais

Produção executiva: Autor dos sermões: Edição e revisão: Conselheiros: Arte e diagramação: Impressão e acabamento:

Produção executiva: Autor dos sermões: Edição e revisão: Conselheiros: Arte e diagramação: Impressão e acabamento: 2 SEMANA DA FAMÍLIA 3 1 Pr Int O V U Viv U C F U 2 SEMANA DA FAMÍLIA A Prduçã xcutiv: Ertn Köhlr, Mrln Lp Mgdil Prz Autr d rõ: Aljndr Bullón Ediçã rviã: Luc Dir Mrci Ebingr Cnlhir: Willi Olivr, Elin Olivr

Leia mais

AS FORÇAS NATURAIS DESCONHECIDAS

AS FORÇAS NATURAIS DESCONHECIDAS 2011 - Cnhcmnt Edtrl Ltd. A Frç Ntur Dcnhcd IL jrc nlurll ncnnu) Cmll Flmrn I1S42-1925) Td drt dt dçã rrvd à CONHECI\'\EXTO EDITORI.\L LTDA Ru Prl. Pul Chr, 276 -Yl 'vlrqu CEP 134RQ-970 - Lmr - SP Fn/Fx:

Leia mais

Alteração da seqüência de execução de instruções

Alteração da seqüência de execução de instruções Iníci Busc d próxim Excut Prd Cicl busc Cicl xcuçã Prgrm Sqüênci instruçõs m mmóri Trdutr : Cmpilr X Intrprtr / Linkditr Cnvrt prgrm-fnt m prgrm bjt (lingugm máqui) Prgrm cmpil = mis rápi Prgrm Intrprt

Leia mais

O (doce) lanche DA criança brasileira. Um retrato inédito

O (doce) lanche DA criança brasileira. Um retrato inédito O (d) l ç bl U éd É VITL é d df d pí vl b à ldd fl à dçã à dç f. Ml bé à dçã. N x f q d pó d : d bdd ç. O ú ã dd fl pl d jv dl d p. Já çã q d d d pplçã ql x. Tl ldd x çã d pf d úd d v d p d dd d. p d dd

Leia mais

1 2 9, i n c i s o I I, d a C F ; e a r t i g o 5 º, i n c i s o V, a l í n e a s a e

1 2 9, i n c i s o I I, d a C F ; e a r t i g o 5 º, i n c i s o V, a l í n e a s a e P O R T A R I A n 2 0 1, d e 1 8 d e j u l h o d e 2 0 1 3. A P r o c u r a d o r a d a R e p ú b l i c a q u e e s t a s u b s c r e v e, e m e x e r c í c i o n a P r o c u r a d o r i a d a R e p ú

Leia mais

Prefeitura Municipal de Gavião-BA

Prefeitura Municipal de Gavião-BA Edição Nº Nº 024/2012 030/2012 Segunda-Feira Quinta-Feira 08 26 de Março Junho de 2012 Rua Irmã Dulce, nº 370 Gavião Bahia CEP: 44650-000. Tel/Fax: 75.3682 2271 CNPJ: 13.233.036/0001-67 www.gaviao.ba.gov.br

Leia mais

O ser humano tem algo que o move. Uma força, uma motivação, uma meta, um objetivo: ficar parado não é uma opção!

O ser humano tem algo que o move. Uma força, uma motivação, uma meta, um objetivo: ficar parado não é uma opção! Mídia Kit O ser humano tem algo que o move. Uma força, uma motivação, uma meta, um objetivo: ficar parado não é uma opção! Opções têm muitas... andar, correr, chutar, pedalar, saltar, lutar... Há um ponto

Leia mais

Definição e Criação de Molduras

Definição e Criação de Molduras TQS - Mldur Escrit pr Eng. Cmil Ferreir Seg, 20 Mi 2013 09:47 - Ness mensg rei lg dic crir nv mldur pltg n TQS. Ain nesse mesm text, lbrrei ts sbre recurs interessnte p uxiliá-ls criçã crimbs (u sels)

Leia mais

IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS

IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS 1. Objetivo: 1. Esta rotina permite importar para o banco de dados do ibisoft Empresa o cadastro de pessoas gerado por outro aplicativo. 2. O cadastro de pessoas pode

Leia mais

Tratamento hidrófilo do permutador com produção e velocidade do ciclo de descongelamento melhorada.

Tratamento hidrófilo do permutador com produção e velocidade do ciclo de descongelamento melhorada. 05W APRESENTAÇÃO - CARATERÍSTICAS 04 SA CA/MCA SP/MSP MB/XB MC MD/XD XC Cbu -ã ã áu T hóf u uã g h M 2 gu áx ê u x -15 C A fu, u x u bx (DC-INVERTER -15ºC) Cfguã ub b z u u gé T G F ó uã é ã qu fã bóg

Leia mais

POSITIONS ELO7.COM.BR. Jul'14 Sep'14 Nov'14 Jan'15 Mar'15 May'15

POSITIONS ELO7.COM.BR. Jul'14 Sep'14 Nov'14 Jan'15 Mar'15 May'15 http://www.mrtin.cm 03 Junh 2015 Viã grl Dtb: Ggl Brzil Dt: 03 Jun 2015 (liv) Viã Glbl Bnc d dd SEMruh rnk 174 Tráfg rgânic 2,601,171 Prç tráfg rgânic $393,053 Tráfg Ad 124,115 Prç tráfg Ad $11,311 r 0.01

Leia mais

Normalmente TI. padarias. Além. dormitórios. Assistência. Temos. Por. Nos. região. Nas

Normalmente TI. padarias. Além. dormitórios. Assistência. Temos. Por. Nos. região. Nas Aprsntçã Instlçõs ds A l A Nrmlmnt A Além sc Filipins. ds sgur mis lugr Cbu trnnd td, tmp sgurnç ficiis prsnç cm cnt rgiã diss, pdris. tips váris Strbucks Dnld's, Mc cm 24hrs ljs tmbém váris prt pr Tms

Leia mais

PROPESP DIVULGA A REABERTURA DE RECONHECIMENTO DE TÍTULOS OBTIDOS NO EXTERIOR

PROPESP DIVULGA A REABERTURA DE RECONHECIMENTO DE TÍTULOS OBTIDOS NO EXTERIOR Níc PROPESP DIVULGA A REABERTURA DE RECONHECIMENTO DE TÍTULOS OBTIDOS NO EXTERIOR A Pó-R Pq Pó-Gçã PROPESP, públc p chc, REABERTURA cb pc Rchc Dpl c b x c b P N.º 0746/2016-GR/UFAM. PROPESP vlg çõ p c

Leia mais

P RO J E T O E S P E C I A L : A R E S T / F AZ E N D A S E N H O R J E S U S

P RO J E T O E S P E C I A L : A R E S T / F AZ E N D A S E N H O R J E S U S P RO J E T O E S P E C I A L : A R E S T / F AZ E N D A S E N H O R J E S U S P ET A g r o n o m i a U n i v e r s i d a d e F e d e r a l d e L a v r a s U F L A / M G 1 R e s u m o J a m a i s c o n

Leia mais

turismo corporate negócio noronha roma seul garopaba brasília são lu gramado brasília são paulo recife natal tóquio lisboa rio de janeiro capadócia

turismo corporate negócio noronha roma seul garopaba brasília são lu gramado brasília são paulo recife natal tóquio lisboa rio de janeiro capadócia brlim sã l brlim santg rcif curi sul punta dl st rma sul nrnha r rcif rcif garpabacapa nrnha mntvidéu r barilch punta dl st mació sã paul mació sul capadóc r mnt SUPER sã l ngóci gramad turism FÉRIAS crprat

Leia mais

LEI n 45712002 De 29 de abril de 2002.

LEI n 45712002 De 29 de abril de 2002. PREFEITURA i1 UN ICLPL I)I (;ARRI Prç Mrchl Dodoro d Fonsc s/ny Cntro. CEP: 49.830-0()0 CGC 13 112669/0001-17 * Tlfon (0'x79)354 1240 1 E-Mil: LEI n 45712002 D 29 d bril d 2002. Autoriz o Podr Excutivo

Leia mais

Minha vida está mudando.

Minha vida está mudando. U jt v vv. Mh v tá. Q á, z, t Q. 11 h t M é Alc b h l t g, c FLR DA IDAD. t ql. c l, ã, q é pcólg c z. l íc f tã é ã cêc Sb, t l t c é É, t, t b. h c M. g c p lh! t q h c Pq t, tbé c t j, q é, bc, á c.

Leia mais

PESQUISA E DIAGNÓSTICO

PESQUISA E DIAGNÓSTICO MÍDIA KIT 2015 PESQUISA E DIAGNÓSTICO O que foi diagnosticado? A partir da realização de duas pesquisas de campo, percebemos que empresas, empresários e empreendedores da região encontram algumas dificuldades

Leia mais

COBRANÇA SEM REGISTRO CONVÊNIO 7 DÍGITOS LAYOUT TÉCNICO. 1.1. Os campos dos boletos de cobrança devem conter as informações conforme o anexo 02.

COBRANÇA SEM REGISTRO CONVÊNIO 7 DÍGITOS LAYOUT TÉCNICO. 1.1. Os campos dos boletos de cobrança devem conter as informações conforme o anexo 02. 1 SVIÇ D Ç Ç S GIST VÊI 7 DÍGITS LYUT TÉI 1. LTS D Ç 1.1. s campos dos boletos de cobrança devem conter as informações conforme o anexo 02. spécie Doc.: Tipos de spécie de Documento Sigla Descrição D Duplicata

Leia mais

Educação: Horizontes Possíveis: Desafios Imediatos UENP Centro de Ciências Humanas e da Educação Centro de Letras Comunicação e Artes

Educação: Horizontes Possíveis: Desafios Imediatos UENP Centro de Ciências Humanas e da Educação Centro de Letras Comunicação e Artes Educçã: Hriznts Pssívis: Dsfis Imdits UENP Cntr d Ciêncis Humns d Educçã Cntr d Ltrs Cmunicçã Arts A CON STRUÇÃ O DOS SEN TI DOS PEL O L EI TOR ATRA VÉS DO GÊN ERO A N ÚN CI O PUBLI CI TÁ RI O Di vn d

Leia mais

TECNOLOGIA PETCHANNEL EM. 4K 60P HEVC 20 Mb. Nelson Faria

TECNOLOGIA PETCHANNEL EM. 4K 60P HEVC 20 Mb. Nelson Faria TECNOLOGIA PETCHANNEL EM 4K 60P HEVC 20 Mb Nln Fi TV nlógic cmç dligd m 2015. ADOÇÃO ADOÇÃO DA DA TECNOLOGIA TECNOLOGIA 4K 4K DIAGRAMA DIAGRAMA DE DE UMA UMA INSTALAÇÃO INSTALAÇÃO POR POR IP IP EQUIPAMENTOS

Leia mais

/HYDQWDUÃDOJXQVÃWHPDVÃUHODWDUÃH[SHULrQFLDVÃHPÃWRUQRÃGHVVHVÃWHPDVÃGHEDWrORVÃDSRQWDGRÃ VXDÃGLPHQVmRÃHÃSRVVLELOLGDGHVÃGHÃWUDEDOKRVÃEXVFDÃGHÃXPÃGLDJQyVWLFRÃSDUDÃFRPSUHHQGHUÃ RÃFRPSOH[RÃGHQWURÃGHÃXPDÃUHDOLGDGHÃUHVJDWDQGRÃRÃFRWLGLDQRÃLQtFLRÃGDÃSUREOHPDWL]DomR

Leia mais

White Paper. Datas Comemorativas. Calendário 2011 de datas comemorativas para campanhas sazonais

White Paper. Datas Comemorativas. Calendário 2011 de datas comemorativas para campanhas sazonais Datas Comemorativas White Paper Calendário 2011 de datas comemorativas para campanhas sazonais As datas comemorativas podem ser exploradas para rentabilizar o seu comércio, seja ele físico ou online. Dedique

Leia mais

DE PESSOAL DE NÍVEL N. Brasília, Março de 2010 Ministério da Educação

DE PESSOAL DE NÍVEL N. Brasília, Março de 2010 Ministério da Educação Brasília, Março de 2010 I Conferência da ANAMBA e Encontro Regional Americano do EMBA COUNCIL São Paulo, 08 a 10 de março de 2010 A AVALIAÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE PÓS GRADUAÇÃO TÓPICOS O SNPG e a necessidade

Leia mais

SINACOR - Implantação e retorno

SINACOR - Implantação e retorno SINACOR - Implntção e retorno Plnejmento e procedimentos opercionis Julho/2014 Confidencil Restrit Confidencil Uso Interno X Público 1 PAUTA CHAVE DE VIRADA PLANO DE MIGRAÇÃO - PREPARAÇÃO FINAL DE SEMANA

Leia mais

PLR Por quê? d L i i q u e z b l d d R t i i e n a a e b d E i t a d d d P t i i ro u v a e é l l d B F t i R t u s c a e r n c a e p o e su a o

PLR Por quê? d L i i q u e z b l d d R t i i e n a a e b d E i t a d d d P t i i ro u v a e é l l d B F t i R t u s c a e r n c a e p o e su a o .. u p v g c C C O ) F h C I ( É, - p c c ç u u g w w p g c u F C I ã ) A U E ( C D h W k N f N h C F. z c v p ç p g u ) k M U ( E ã A M ) P S ( M P S E k M G p v h F C O ã b S Apc gc Agc Ag c R z O v

Leia mais

Rádio CBN. - Ribeirão Preto. Jovem Pan. - Ribeirão Preto. - Araraquara. Jornal impresso e Portal. - Ribeirão Preto. - Araraquara.

Rádio CBN. - Ribeirão Preto. Jovem Pan. - Ribeirão Preto. - Araraquara. Jornal impresso e Portal. - Ribeirão Preto. - Araraquara. 4 emissoras afiliadas Rede Globo - Campinas - Ribeirão Preto - Central - Sul de Minas Portais G1 e Globoesporte.com - Campinas - Piracicaba - Ribeirão Preto - São Carlos - Sul de Minas Programas - Campinas

Leia mais

EM NOME DO PAI ====================== j ˆ«. ˆ««=======================

EM NOME DO PAI ====================== j ˆ«. ˆ««======================= œ» EM NOME O PI Trnscçã Isbel rc Ver Snts Pe. Jãzinh Bm & # #6 8 j. j... Œ. ll { l l l l n me d Pi e d Fi lh ed_es & #. 2. #. _. _ j.. Œ. Œ l l l j {.. l. pí t Sn t_ mém Sn t_ mém LÓRI O PI Trnscçã Isbel

Leia mais

ARMAZÉNS GERAIS ASPECTOS LEGAIS, VANTAGENS E SERVIÇOS

ARMAZÉNS GERAIS ASPECTOS LEGAIS, VANTAGENS E SERVIÇOS ARMAZÉNS GERAIS ASPECTOS LEGAIS, VANTAGENS E SERVIÇOS D i r e t o r E x e c u t i v o d a T O P L O G P o r R o d o l p h o C a r i b e A r m a z é n s g e r a i s s ã o e s t a b e l e c i m e n t o s

Leia mais

Ferramentas para Usinagens

Ferramentas para Usinagens S Fmt lt F m t l t M í. 43 Máx. 54 R E G U L A G E M Ø 43 - Ø 54 EMS - 92585000142 EDIÇÃO - 01/08 Pjt Gáfic - ROBERTO CAMPOS YNOWA FERRAMENTAS LTDA RUA CLÁUDIA SOARES, Nº 153 - BAIRRO PORTAL DO SOL SÃO

Leia mais

Revista Meio Ambiente Industrial. Revista Meio Ambiente Industrial. m u. s D. rc e. P a. P a tr. r ia F a i. Mídia Kit 2012

Revista Meio Ambiente Industrial. Revista Meio Ambiente Industrial. m u. s D. rc e. P a. P a tr. r ia F a i. Mídia Kit 2012 Projeto Site Porta l Ace rvo La nça me nto Not ícias A rtigo s Colu nistas Eventos Meio Ambiente Ofere cime nto D inâ m ico At u aliz ad o P a tr o cín io P a rc e r ia F im a i Revista Mídia Kit 2012

Leia mais

MAIS SOLUÇÕES DE PUBLICIDADE

MAIS SOLUÇÕES DE PUBLICIDADE 6 19 24 D JULH N INTLÇÕ D FILD, M LUND. PUBLIIT U MR N LL D VNT. TÁLG BNDIR LMPL UTDR MI LUÇÕ D PUBLIIDD ontacte-nos: TLF: +244 939 515 161 +244 924 834 763 www.fil-angola.co.ao 6 NÚNI N TÁLG FIL RPÇÃ D

Leia mais

ircuit ennte de ª Ordem O md nturi, u pól, ã independente d frm de excitçã dede que incluã de excitçã nã ltere etrutur nturl d circuit. N ( X ( H ( Pól D( 0 > etrutur D( X i ( nturl crrepnde X i ( 0 Plinómi

Leia mais

O que? 10 anos como referência no entretenimento nacional e internacional com sua cobertura completa e linguagem diferenciada;

O que? 10 anos como referência no entretenimento nacional e internacional com sua cobertura completa e linguagem diferenciada; Mídia Kit O que? 10 anos como referência no entretenimento nacional e internacional com sua cobertura completa e linguagem diferenciada; Tudo sobre o mundo dos astros e estrelas nacionais e internacionais;

Leia mais

Aprenda como ganhar dinheiro consumindo perfumes de forma simples e prática. Por: Geraldo Vieira

Aprenda como ganhar dinheiro consumindo perfumes de forma simples e prática. Por: Geraldo Vieira Aprenda como ganhar dinheiro consumindo perfumes de forma simples e prática. Por: Geraldo Vieira Como ganhar Dinheiro consumindo perfumes. introdução... 2 Bem vindos ao plano de marketing da balsamo perfumes...

Leia mais

Nova cartografia social dos povos e comunidades tradicionais do Brasil

Nova cartografia social dos povos e comunidades tradicionais do Brasil Acçã Cultur Lzr B Cg Pl Brr Nv crtgrf cl pv cu trc Brl Hrt GOIABEIR Ctr Epírt Lrt Exprõ cultur fíc trc Gbr Vlh Argu G Sll Vtór, Epírt St Lpl G Sll Ií Clh Suz Jé Alv 13 Dbrgr C Ct Alrt J R Prç Luz Alv Jé

Leia mais

Sessão Técnica. Veículos aéreos não tripulados (VANT) para produção de Informação Geográfica. Ordem dos Engenheiros Região Centro

Sessão Técnica. Veículos aéreos não tripulados (VANT) para produção de Informação Geográfica. Ordem dos Engenheiros Região Centro Ordm d Engnhir Rgiã Cntr Sã Técnic Vícul ér nã tripuld (VANT) pr prduçã d Infrmçã Ggráfic jmrnt@infic.pt Sinfic SA 2013-01-28 Ordm d trblh P r p r ç ã E x c u ç ã A n á l i D f i 10H15: intrduçã (Viã br

Leia mais

PRODUÇÃO AUDIOVISUAL EM EAD: AUTORIA ENQUANTO SUBSÍDIO PARA A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO DOCENTE

PRODUÇÃO AUDIOVISUAL EM EAD: AUTORIA ENQUANTO SUBSÍDIO PARA A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO DOCENTE PROUÇÃO AUIOVISUAL EM EA: AUTORIA ENQUANTO SUBSÍIO PARA A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO OCENTE 2 PROUÇÃO AUIOVISUAL EM EA: AUTORIA ENQUANTO SUBSÍIO gpara A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO OCENTE Slv BA Abl 2013 g -NTE/IAT/SEC/BA-7@gl.

Leia mais

Parcerias Negociais. CSH300 Remessa CSH310 Retorno. Versão 1.2

Parcerias Negociais. CSH300 Remessa CSH310 Retorno. Versão 1.2 Parcerias Negociais CSH300 Remessa CSH310 Retorno Versão 1.2 12/03/2014 1 - Introdução Este manual apresenta o padrão para troca de arquivos entre Empresas e o Banco para confirmação de informações na

Leia mais

Serviço de Cardiologia implementa protocolos e qualifica equipes para atendimento de Emergência Páginas 4 e 5 CENTRO MATERNO-INFANTIL

Serviço de Cardiologia implementa protocolos e qualifica equipes para atendimento de Emergência Páginas 4 e 5 CENTRO MATERNO-INFANTIL Órgã d Divulgçã d Hitl Divin Prvidênci gnt d JUN 13 53 DEVOLUÇÃO GARANTIDA Srviç d Crdilgi ilnt rtcl qulific qui r tndint d Ergênci Págin 4 5 MODELO ASSISTENCIAL CENTRO MATERNO-INFANTIL Açõ ultidicilinr

Leia mais

REDES DE NOVA GERAÇÃO. m a i o r q u a l i d a d e, m a i s r a p i d e z, mais inovação;

REDES DE NOVA GERAÇÃO. m a i o r q u a l i d a d e, m a i s r a p i d e z, mais inovação; R E D E S D E N O V A G E R A Ç Ã O D E S A F I O e O P O R T U N I D A D E A P D C, 3 1 D E M A R Ç O D E 2 0 0 9 A S O N A E C O M A C R E D I T A Q U E A S R d N G S Ã O U M A O P O R T U N I D A D

Leia mais

A S N O V A S R E G R A S D E F A C T U R A Ç Ã O

A S N O V A S R E G R A S D E F A C T U R A Ç Ã O i I N F O R M A Ç Ã O F I S C A L N º 3 J a n e i r o 2 0 1 3 A S N O V A S R E G R A S D E F A C T U R A Ç Ã O N o s e g u i m e n t o d a L e i d o O r ç a m e n t o d o E s t a d o p a r a 2 0 1 2 e,

Leia mais

Manual de Regras. DF_Wind_Rules_square_pt-BR_v03.indd 1

Manual de Regras. DF_Wind_Rules_square_pt-BR_v03.indd 1 Mnul d Rg Q um dii! Nã cdit qu ã vcê! Eu tv pnnd m vcê g mm nqunt lnçv um fitiç d Ptl d Tltnpt n minh lj! Cá nt nó cincidênci tã cmçnd fic muit fqunt Ach qu pd pc qu u tu pcund vcê d ppóit m gnt qu nã

Leia mais

Planejamento de Marketing Digital

Planejamento de Marketing Digital .pdf [ebook] Planejamento de Marketing Digital 2012 2013 2014 2015 2016 Dicas para a leitura deste ebook Os itens do índice são todos clicáveis. Ao clicar no conteúdo de interesse você será levado para

Leia mais

MANUAL AGÊNCIAS / ANUNCIANTES

MANUAL AGÊNCIAS / ANUNCIANTES MANUAL AGÊNCIAS / ANUNCIANTES Maio / 2013 Tela inicial do sistema. Se a sua empresa é associada do CENP, insira o seu nome de Usuário e respectiva Senha para acessar o BUP Banco Único de Listas de Preços.

Leia mais

======================== Œ œ»» Œ C7 ˆ_ ««G 7

======================== Œ œ»» Œ C7 ˆ_ ««G 7 1) É tã bnit n tr (ntrd) cminh cm Jesus (Miss d Temp mum cm crinçs) & 2 4 m œ É tã b ni t n_ tr me s s gr d, & œ t h brn c, ve ce s. & _ Mis s vi c me çr n ns s_i gre j; _u & j im c ris ti cm e gri, v

Leia mais

P a. e s. q u i. Gestão de Recursos. I n. s s a d a s. Entrada

P a. e s. q u i. Gestão de Recursos. I n. s s a d a s. Entrada SO TS 16949:2002 A uu d pcfcçã écnc E g pná cnc d m d gã d quldd, uu d pcfcçã écnc SO TS 16949:2002 bdgm d m d quldd umv. A pcfcçã écnc SO TS 16949:2002 é bd n pncíp d gã d quldd pnd n nm NBR SO 9001:2000:

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL CRÉDITO CONSIGNADO SETOR PÚBLICO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 15ª REGIÃO CAMPINAS - SP

ROTEIRO OPERACIONAL CRÉDITO CONSIGNADO SETOR PÚBLICO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 15ª REGIÃO CAMPINAS - SP Áreas Envolvidas: Área Responsável Negócio Gerência Geral Comercial RICARDO SILVA Roteiro Operacional Promotora Gerência Regional Comercial LEANDRO MORAES Versão: 01/14 Gerência Comercial Comercial CAMILA

Leia mais

Pesquisa Global Nielsen sobre a Confiança do Consumidor Maio de 2009

Pesquisa Global Nielsen sobre a Confiança do Consumidor Maio de 2009 Pesquisa Global Nielsen sobre a Confiança do Consumidor Maio de 2009 Observações metodológicas Página 2 Enfoque da pesquisa Mensurar o sentimento e a confiança do consumidor no futuro da economia Padrões

Leia mais

email: troiasportcombat@gmail.com Tel.: (11) 3435-8626 Seg a Sex.: 08:00 às 12:00 e 13:00 às 17:30hs www.troiasport.com.br

email: troiasportcombat@gmail.com Tel.: (11) 3435-8626 Seg a Sex.: 08:00 às 12:00 e 13:00 às 17:30hs www.troiasport.com.br emil: trisprtcmbt@gmil.cm Tel.: (11) 3435-8626 Seg Sex.: 08:00 às 12:00 e 13:00 às 17:30hs www.trisprt.cm.br Luv bte sc TROIAtic prfissinl sinte NCADA A P E D SACO tri Pr Mteril de lt resistênci - Pliuretn

Leia mais

ES. 61 ES. 62 ES. 63 ES. 64 ES. 65 ES. 70 ES. 71 ES. 72 ES. 73 ES. 80 ES. 81 ES. 82 ES. 83 ES. 84 ES. 106 ES. 105 PS. 55 PS. 54

ES. 61 ES. 62 ES. 63 ES. 64 ES. 65 ES. 70 ES. 71 ES. 72 ES. 73 ES. 80 ES. 81 ES. 82 ES. 83 ES. 84 ES. 106 ES. 105 PS. 55 PS. 54 2013 ES. 61 ES. 62 ES. 63 ES. 64 ES. 65 ES. 70 ES. 71 ES. 72 ES. 73 ES. 80 ES. 81 ES. 82 ES. 83 ES. 84 ES. 106 ES. 105 PS. 55 PS. 54 PS. 75 PS. 74 PS. 76 ES. 78 ES. 79 ES. 40 ES. 41 ES. 44 ES. 42 ES. 43

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL MONTESSORIANO REINO INFANTIL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO NOVEMBRO/2015 (MATUTINO)

CENTRO EDUCACIONAL MONTESSORIANO REINO INFANTIL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO NOVEMBRO/2015 (MATUTINO) (MATUTINO) 2º ANO GRAMÁTICA: Estudar os assuntos: Grau do substantivo/ Adjetivo/ Sinônimo e Antônimo/ Pronome. Assim eu aprendo, págs: 94 a 98 / 107 a 109 / 111 a 113/ 116 a 118/ 137 a 139. Descobrindo

Leia mais

REGULAMENTO DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM No u s o d a c o mp e t ê n c i a p r e v i s t a al í n e a v ) d o n. º 1 d o ar t i g o 64º d o De c r e t o -Le i n. º 1

Leia mais

TEMA 5 2º/3º ciclo. A LIndo de perguntas. saudável? Luísa, 15 anos

TEMA 5 2º/3º ciclo. A LIndo de perguntas. saudável? Luísa, 15 anos 2º/3º cicl s O Ã Ç T N E M I d pguns u m mu um p z pdms f ps O qu sudávl? blnç d i c n c id p Sá d p d n cm p, ic mbém é g á s n v ic. Dsc ís f m f civ b id v m u i d lóics. c s impânc s g õs sb ç n s

Leia mais

Diversão e cultura para a gurizada - Nº de outubro de é dia de comemorar

Diversão e cultura para a gurizada - Nº de outubro de é dia de comemorar Dvã l z - Nº 79-13 2013 AL I C E P S E EDIÇÃO á v ç é Pí, 13 2013.l.. 2 O f F çã jl O h çã E G Pv 15 Ró T C Cç f h ô çã ê lç l. Jé Alx Slv Jú, 8, E.M.E.F. Jã XXIII, Al Nv f v 7 8. Gl L, 10, GEO Tú, Jã

Leia mais

CILINDROS. PNEUMÁTICOS. CILINDROS NORMALIZADOS ISO Ø32 À 200mm ISO Ø10 À 25mm

CILINDROS.  PNEUMÁTICOS. CILINDROS NORMALIZADOS ISO Ø32 À 200mm ISO Ø10 À 25mm CILINDROS PNEUMÁTICOS CILINDROS NORMLIZDOS ISO 6431 - Ø32 À 200mm ISO 6432 - Ø10 À 25mm R Tabelas técnicas TBEL DE FORÇ (Kp), COMPRIMENTO DO MORTECIMENTO (mm) E ENERGI CINÉTIC DO CILINDRO (kgf/cm2) ØCIL.

Leia mais

Messinki PUSERRUSLIITIN EM 10 MM PUSERRUSLIITIN EM 12 MM PUSERRUSLIITIN EM 15 MM PUSERRUSLIITIN EM 18 MM PUSERRUSLIITIN EM 22 MM

Messinki PUSERRUSLIITIN EM 10 MM PUSERRUSLIITIN EM 12 MM PUSERRUSLIITIN EM 15 MM PUSERRUSLIITIN EM 18 MM PUSERRUSLIITIN EM 22 MM Messinki Tuote LVI-numero Pikakoodi PUSERRUSLIITIN EM 1551002 XV87 PUSERRUSLIITIN EM PUSERRUSLIITIN EM PUSERRUSLIITIN EM PUSERRUSLIITIN EM PUSERRUSLIITIN EM PUSERRUSLIITIN EM PUSERRUSLIITIN EM 35 MM 10X

Leia mais

PATR IMÔNIO PALEONTOLÓG IC O

PATR IMÔNIO PALEONTOLÓG IC O PATR IMÔNIO PALEONTOLÓG IC O O s depós itos fos s ilíferos, o s s ítios paleontológ icos (paleobiológicos ou fossilíferos) e o s fós s eis q u e a p r e s e n ta m valores científico, educativo o u cultural

Leia mais

SISTEMA DE DÉBITO ELETRÔNICO ITAÚ Intercâmbio Eletrônico de Arquivos. Layout de Arquivos CNAB VERSÃO 4.0

SISTEMA DE DÉBITO ELETRÔNICO ITAÚ Intercâmbio Eletrônico de Arquivos. Layout de Arquivos CNAB VERSÃO 4.0 SISTEMA DE DÉBITO ELETRÔNICO ITAÚ Intercâmbio Eletrônico de Arquivos Layout de Arquivos CNAB VERSÃO 4.0 Índice 1. Noções Básicas... 3 1.1 Apresentação... 4 1.2 Sistema de Débito Eletrônico Itaú... 4 2.

Leia mais