Minha vida está mudando.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Minha vida está mudando."

Transcrição

1 U jt v vv.

2 Mh v tá. Q á, z, t Q. 11 h t M é Alc b h l t g, c FLR DA IDAD. t ql. c l, ã, q é pcólg c z. l íc f tã é ã cêc Sb, t l t c é É, t, t b. h c M. g c p lh! t q h c Pq t, tbé c t j, q é, bc, á c. t t pç, V! b v pê é t qt ó p z f p c lb,! Nã é +? Alc

3 á v G v áv pg lbt Cft vl, téc cútc

4 Gpt.. N R G é M Q á, t -p-x-!!! Nã, ã é p h gt (). É pl v pê. l é l, p th t. Ach té q v p z h. t c SUPR-MGAULTRA-BLASTR: bq qtl! Sé! U b q v, c áv, fl, ph té b lhh ch! V I L!!! T R P N GR Mã tbé t á! l é pz, é? Tá fz g t bx áv. v t c lçã tg, q l fz q th h. Sb qê? D flh! Nã é t? Ach tã b q t bé v fz p, c flh áv q. Alc U jt v vv.

5 Gpt. U jt v vv. T à h vlt. Póx lh c lég B t Q á, Bt é lh lg! Alc g P g pp h S g x P ó P U Cq lclzçã cl éc p = Bt. c v t pl 2 t V R DA Bt: ÁRV q Sgfc áv, í VIDA (P cá p q fc t!!!! b Q > ) v v 5 t BH S hpp g

6 Gpt. 4 qt ít l p 2 bt v gt (pcl*) czh á vç bh vç Ppctv lttv fch 2 vg D cbt c plt l. ptt 201, 202, p á pvtv. p M. á, p çã c b c? Ac h v t, A É. T!!! g R é A t G ã ê c L v QU!!! l v A ã z v g, D p lt. p h t c v l, c q. F f p t!!! p G t Q * A pçã plt vá f pz tblc pl Nvl, cf pv t ctt cp v.. FÍc U jt v vv.

7 á, Q lh g, v,. t Vl cb q b pt. S É MU L? b t c M! J!!! H N I Z I V l. q t 3 q Alc 3 qt ít l p 2 bt v gt (pcl*) czh á vç bh vç 2 vg ptt 201, 202, p á pvtv. Ppctv lttv fch * A pçã plt vá f pz tblc pl Nvl, cf pv t ctt cp v.!!! í p. Q

8 10 pçõ pjt cçã c qtt A Dz, Zl Stg Glh Lg. pçõ fc plt. Mçã vlz ág p ptt. Pç t q fcá ág p gçã. T lvtó á cltv c ct tt p tpz p z c ág. S pç p ctl fct lçã á cltv. Cct fch TV á cltv.

9 Gpt. U jt v vv. b! Ahã t lç pcl! A q ã fz c... Já tô c ág bc! 12h30 - Clc c p 12h50 - Bc b pc 13h - Alç c L * A pçã plt vá f pz tblc pl Nvl, cf pvt ctt cp v. Sl t jt c v gt*. Q - 3 qt Q á, Sl t jt c v gt*. Fíc - 4 qt * A pçã plt vá f pz tblc pl Nvl, cf pvt ctt cp v. S gt t. M lh lg. th lh p. lh ó blhth pp q ch jt c cp. 6h30 - N 7h45 - P (pã, tg lt). NÃ SQUCR CHCLAT DA ALIC!!! 9h - Rã c t

10 Gpt. U jt v vv. Á lz cplt, c pc, q, plyg, jg, g, h ffc, ck cvív, lã ft, pç gt, ft, c, pç lh, pç k, p.

11 Gpt c á v á, Q v v c ã é t lç q. l p g l t tã v, q b plgl, q já t flh pc t. M. 12 q h c fl q L g. c f í D í v Jã P ã. Gt ã? M ã l f bb c b gt... ó t gt ã l g l túp? gt?, v lá t p c lã l B, c ct t t. c bx t. Dp jg.. Alc U jt v vv LGNDA 1 pç ft 2 pç gt 3 Jg 4 Mg 5 Pc ftl lt, c ph 6 Plyg 7 pç k 8 pç lh 9 C 10 Slã ft 11 H ffc 12 Q 13 Dck cvív 14 S p 15 Pt cp

12 pç k

13 pç lh Gpt. U jt v vv.

14 pç ft Gpt. U jt v vv.

15 pç gt Gpt. U jt v vv.

16 Jg Gpt. U jt v vv.

17 Pc Gpt. U jt v vv.

18 Gpt. S I A M A A GART D N U M D Z I L F Q á, ç flz! c U? lz f l f q Sb q é lh c Jã P... g C. g c tc cb c AMARL! M T L M D T GAR Jã P. é l t gt l I! c g j lã t N ct q pt q lh v, fq c l. N cç jg t g í M. bé. l t cg fl t chc há t g c g f pt pg-p c jt. b c hã já té z. A h v q z çã c Sb, á, b q é ó cç! q h l. lh Icpçã ctçã: Ctt Nvl Lt. Pjt qttôc: Aqtt c F Lt. Aptt c: A Dz, Zl Stg Glh Lg Alc T ltçõ t pç tê cát xclvt pcl p tt b c tí. Dh cát títc lttv. blá qpt ã fz pt ctt cp v. t c pt pã f ltçõ lg pjt c tçã fçã pbl c. Pvlc pcfcçã l ctv q fz pt ctt cp v. U jt v vv.

19 R Pl P Cp, 15 - BURITIS Icpçã ctçã: Rlzçã v: V: Pltã v lcl. Tlf: Ac: cv c clt l. Cc Pt Cc Gbl Pctl PJ 2800 Ic. P CRI - BH

PROPESP DIVULGA A REABERTURA DE RECONHECIMENTO DE TÍTULOS OBTIDOS NO EXTERIOR

PROPESP DIVULGA A REABERTURA DE RECONHECIMENTO DE TÍTULOS OBTIDOS NO EXTERIOR Níc PROPESP DIVULGA A REABERTURA DE RECONHECIMENTO DE TÍTULOS OBTIDOS NO EXTERIOR A Pó-R Pq Pó-Gçã PROPESP, públc p chc, REABERTURA cb pc Rchc Dpl c b x c b P N.º 0746/2016-GR/UFAM. PROPESP vlg çõ p c

Leia mais

PRODUÇÃO AUDIOVISUAL EM EAD: AUTORIA ENQUANTO SUBSÍDIO PARA A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO DOCENTE

PRODUÇÃO AUDIOVISUAL EM EAD: AUTORIA ENQUANTO SUBSÍDIO PARA A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO DOCENTE PROUÇÃO AUIOVISUAL EM EA: AUTORIA ENQUANTO SUBSÍIO PARA A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO OCENTE 2 PROUÇÃO AUIOVISUAL EM EA: AUTORIA ENQUANTO SUBSÍIO gpara A FORMAÇÃO E ATUAÇÃO OCENTE Slv BA Abl 2013 g -NTE/IAT/SEC/BA-7@gl.

Leia mais

Folhas de Cálculo. O EXCEL como Folha de Cálculo

Folhas de Cálculo. O EXCEL como Folha de Cálculo Flh d Clul O qu é: U Flh d Clul é, dç, u ju d élul qu u glh u bl qu d l- vé d xõ lóg /u O qu : Ogzç ç d bl l d vl; F, í,, qu jud xu lul lx; Auzç d, vé d gç u d ódg d lul u d uld; Rç g d ç; d bl ulzd çõ

Leia mais

Visão Geral Métodos construtivos Métodos construtivos O Mercado Visão de Negócios Alguns números Principais diferenciais

Visão Geral Métodos construtivos Métodos construtivos O Mercado Visão de Negócios Alguns números Principais diferenciais Shw C TÓPICOS Vã Gl Mé cv Mé cv O Mc Vã Ngóc Alg ú Pcp fc Rl N vç Pc Q fz Vã Gl A ESTRUTURA ECOLÓGICA CONSTRUTORA, g c l é c cçã à v pcpçã q lz écc clógc. Sb p v é pf pívl v, p g cl c fã. N çã ppc c, c

Leia mais

ano Literatura, Leitura e Reflexão m e s t re De quem e a vez? José Ricardo Moreira

ano Literatura, Leitura e Reflexão m e s t re De quem e a vez? José Ricardo Moreira S 1- Litt, Lit Rflxã 3- t D q vz? Jé Rid Mi Cpítl 1 P gt Td é di pfit p l: U liv lgl, d lid. E t d di fz d! P Hê: U di vô lá íti, vid hitói d tp q l id gt. P Hit: Ah, di d ihd, it l, it ág, it hi! P L:

Leia mais

PROJETO FIC IFES PRONATEC

PROJETO FIC IFES PRONATEC NTTT FAL PÍT ANT AMP NVA VNA Mg y 799 Lz 29830-000 N Vé 27 3752-4300 PJT F F PNAT NTFAÇÃ - Ax A p N Vé N Vé - 30/06/204 04//203 2 - N Tí g Ag N 20/05/987 PF 7265577-40 M p 788725 - @fb g A Açã Lçã Ap p

Leia mais

PROJETO FIC IFES PRONATEC

PROJETO FIC IFES PRONATEC MNT A AÇÃ NTTT FAL PÍT ANT AMP NVA VNA Mg y 799 Lz 29830-000 N Vé 27 3752-4300 PJT F F PNAT NTFAÇÃ - p p N Vé N Vé - 30/06/204 29/0/204 2 - p N Vâ Mq N 02/05/988 PF 23983487-09 AP 9362 q@fb g A Açã Lçã

Leia mais

(A Themistocles Machado)

(A Themistocles Machado) (A Th Mh) BRAZL á 58 Hh Dg Bh fô gv g Bz v F Hh Pg ê h F f 598 A 585 gv L B A< Pb F Bb v v ãó f z v Phyb vz vzg f fz N v x h P Ch S; Aç h b fv T ffê fz á J? 4 REVSTA bb hb g j çõ fz v h b z ç gv g Dg Bh

Leia mais

Resenhas. VIII Inverno HARDCORE. August BURNS Red Leveler (2011) SURVIVE TRINO. Evora (2009) Destroy And Revolutionize (2011)

Resenhas. VIII Inverno HARDCORE. August BURNS Red Leveler (2011) SURVIVE TRINO. Evora (2009) Destroy And Revolutionize (2011) l E f fl. v g. g g vg l á bé çõ v gg l x. à O v. f à l h çõ ç B E g j f q q é fz D N v D v ç l. D h. G lg v z C g í lv fé f l f P à l R l. g j l fl Já - g. S gé g ç v -l fz fé ví g gg. L. v D. A bl g z

Leia mais

A OLIMPÍADA BRASILEIRA DE FÍSICA EM GOIÁS ENQUANTO FERRAMENTA PARA A ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA: TRADUÇÃO DE UMA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL

A OLIMPÍADA BRASILEIRA DE FÍSICA EM GOIÁS ENQUANTO FERRAMENTA PARA A ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA: TRADUÇÃO DE UMA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS E MATEMÁTICA Kll Kll Sá A OLIMPÍADA BRASILEIRA DE FÍSICA EM GOIÁS ENQUANTO FERRAMENTA PARA A ALFABETIZAÇÃO

Leia mais

Off. almanaque 21 ANOS. Sina. Off. almanaque. [circo teatro de rua] 21 ANOS. Sina. [circo teatro de rua]

Off. almanaque 21 ANOS. Sina. Off. almanaque. [circo teatro de rua] 21 ANOS. Sina. [circo teatro de rua] q q Off S Off S 21 ANOS 21 ANOS [ ] [ ] ÍNDICE Içã 3 P 4 Ráv Púb 5 Açã 6 1. A A Cçã 9 2. T R E C-T 17 3. Dg Phç 33 4. C-T R 41 Lh T 51 C Az - R B T R 52 Cçã E Ab Lí Tx Ab Lí L M Rh Rg Ch E A Vv C Eí Sv

Leia mais

O (doce) lanche DA criança brasileira. Um retrato inédito

O (doce) lanche DA criança brasileira. Um retrato inédito O (d) l ç bl U éd É VITL é d df d pí vl b à ldd fl à dçã à dç f. Ml bé à dçã. N x f q d pó d : d bdd ç. O ú ã dd fl pl d jv dl d p. Já çã q d d d pplçã ql x. Tl ldd x çã d pf d úd d v d p d dd d. p d dd

Leia mais

1 2 9, i n c i s o I I, d a C F ; e a r t i g o 5 º, i n c i s o V, a l í n e a s a e

1 2 9, i n c i s o I I, d a C F ; e a r t i g o 5 º, i n c i s o V, a l í n e a s a e P O R T A R I A n 2 0 1, d e 1 8 d e j u l h o d e 2 0 1 3. A P r o c u r a d o r a d a R e p ú b l i c a q u e e s t a s u b s c r e v e, e m e x e r c í c i o n a P r o c u r a d o r i a d a R e p ú

Leia mais

Quem falou foi Henrieta, toda arrumada com a camisa de goleira. E tinha mais um monte de gente: Alice, Cecília, Martinha, Edilene, Luciana, Valdete,

Quem falou foi Henrieta, toda arrumada com a camisa de goleira. E tinha mais um monte de gente: Alice, Cecília, Martinha, Edilene, Luciana, Valdete, Cpítul 3 N ã p! Abu! On já viu? Et qu é n! Cê minh mã? Qun mnin chgm p jg nqul ming, qu ncntm? Um gup mnin. D cmit, têni, clçã muit ipiçã. E g? Afinl, qum tinh ti qul ii mluc? D qun vcê gtm futl? pguntu

Leia mais

Nota10 ESCOLAS DA DIVERSIDADE

Nota10 ESCOLAS DA DIVERSIDADE A fl Clg, Al Glbg: l g q PÁGINA 8 N10 A 13 ú 48 bl//jh 2013 Pblçã l Fçã AlMl Bl ESCOLAS DA DIVERSIDADE Pj Fçã AlMl Bl úbl b blh lã ç fê l l l PÁGINAS 4 E 5 ARUIVO FUNDAÇÃO ARCELORMITTAL BRASIL O l Jé f

Leia mais

Universidade. Você na

Universidade. Você na Jl Gâ zb 2015 N. 1 Vcê Uv Alé fl M 50% públc v E Mé c f v cl. Fl cçõ fc p fl é p chg à v. Pc l b q lé f pf v l cíc ccí pp p v. 2 Vcê Uv EXPEDIENTE Jl Vcê Uv Rçã Gclly D Eçã Gclly D Fgf Gclly D T f Gclly

Leia mais

ARMAZÉNS GERAIS ASPECTOS LEGAIS, VANTAGENS E SERVIÇOS

ARMAZÉNS GERAIS ASPECTOS LEGAIS, VANTAGENS E SERVIÇOS ARMAZÉNS GERAIS ASPECTOS LEGAIS, VANTAGENS E SERVIÇOS D i r e t o r E x e c u t i v o d a T O P L O G P o r R o d o l p h o C a r i b e A r m a z é n s g e r a i s s ã o e s t a b e l e c i m e n t o s

Leia mais

PROJETOHORTAEMCASA. Manualdo. Apoio. Realização CDHU PREFEITUR A DE SÃO PAULO VERDE E MEIO AMBIENTE. Instituto GEA

PROJETOHORTAEMCASA. Manualdo. Apoio. Realização CDHU PREFEITUR A DE SÃO PAULO VERDE E MEIO AMBIENTE. Instituto GEA M RJETHRTAEMCAA CM LANTAR E CLHER ALIMENT EM CAA 201 A Rzçã Ch Dvv Hb Ub CDHU I GEA é b REFEITUR A DE Ã AUL VERDE E MEI AMBIENTE FhTé Ebçã Tx Agô Jé Lz Ch T Nh Rh Rvã A M Dg Lz Egá j Nh Rh Rq L R Rf Tv

Leia mais

Por que escolher a CWC?

Por que escolher a CWC? P q lh CWC? t õ ç t 1. I i l ã à t t N it, l it, l ti á g l f E g i. t lê g I ívl t é á ti, tblh lh it h l. z i lh i iglê 4. V i Ativ Of i vi g tivi lt t i ii t. E tiv t v i ã t it çã tbé t t, xõ til lt

Leia mais

O EMPREITEIRO. Copatrocínio

O EMPREITEIRO. Copatrocínio KH T M W TÃ G A N F NAL UC Lp D CA -A 1200 ÁT X A JT - / A ã 5 1 0 2 D m 26 A A ç p 27 MW c áb fz h C J F g c h Lb 290/ -116 6 1 0 y 2 w h çã f pc G pc m D x f L ª 4 G c M A Jg q A b é C gh H V V g ã M

Leia mais

REDES DE NOVA GERAÇÃO. m a i o r q u a l i d a d e, m a i s r a p i d e z, mais inovação;

REDES DE NOVA GERAÇÃO. m a i o r q u a l i d a d e, m a i s r a p i d e z, mais inovação; R E D E S D E N O V A G E R A Ç Ã O D E S A F I O e O P O R T U N I D A D E A P D C, 3 1 D E M A R Ç O D E 2 0 0 9 A S O N A E C O M A C R E D I T A Q U E A S R d N G S Ã O U M A O P O R T U N I D A D

Leia mais

P RO J E T O E S P E C I A L : A R E S T / F AZ E N D A S E N H O R J E S U S

P RO J E T O E S P E C I A L : A R E S T / F AZ E N D A S E N H O R J E S U S P RO J E T O E S P E C I A L : A R E S T / F AZ E N D A S E N H O R J E S U S P ET A g r o n o m i a U n i v e r s i d a d e F e d e r a l d e L a v r a s U F L A / M G 1 R e s u m o J a m a i s c o n

Leia mais

O (doce) lanche. brasileira. Um retrato inédito

O (doce) lanche. brasileira. Um retrato inédito O (d) l ç bl U éd É VITL çã U bíl N lb vl d l q q d f q ff d d d v lld q d l q v q x qd.tb q q lb.f q d.offd f q dl b d d x f d qbx q qq bl dl d b x d vl dl l q q q ll d v. N f dl d q q xd d blb f x f

Leia mais

ano Literatura, Leitura e Reflexão m e s t re O dia do benquerer José Ricardo Moreira

ano Literatura, Leitura e Reflexão m e s t re O dia do benquerer José Ricardo Moreira S 1- Litt, Lit Rflxã 2- t O i bq Jé Ri Mi 1 Cpítl D pi q gt t, l té q é b lgl. Algé h q ã? Etã p: ã f l, é q vê ii h tt iç vz? E ã vl fl ft ivái, pi iç lá pi q bl b. Até vê, q tbé t q vlt p. T p big, é

Leia mais

Folheto/Encarte/Distribuição

Folheto/Encarte/Distribuição D 2 Dv X*, DT P f q y Hll K P z! 6 Il ç l, l f l lh y4 P Pl l! ç v Il q ã b 6 lh v fl h, lz l l jv x lç, ç v 76 à v: D 2,7 74 à v: lh v : : 85852 ó $ 4,5 vlh : 67 ó: 848 lh v : 2, 24, 46 : 886 ó: 857,65

Leia mais

BLOCO Nº 2 JORNAIS, BOLETINS, PANFLETOS D a N º 1. H i n o N a c i o n a l e H i n o d a I n t e r n a c i o n a l? 0 1 C U T N a c i o n a l 2. M o d i f i c a ç õ e s d o E s t a t u t o p r o p o s

Leia mais

Uma publicação que é referência no setor

Uma publicação que é referência no setor ublic qu é rfrêci Vlt r rfiii ii frcêuc, viári, c, bitclgi, litíci, quíic fi, quit hitlr, i vi qu cl cti é u xigêci, rvit Cl Cti fc luçõ tclógic r rli brilir. C iibui irigi, ublic g rtt ghri ut, r Quli,

Leia mais

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D A P A R A Í B A C E N T R O D E C I Ê N C I A S D A S A Ú D E

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D A P A R A Í B A C E N T R O D E C I Ê N C I A S D A S A Ú D E U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D A P A R A Í B A C E N T R O D E C I Ê N C I A S D A S A Ú D E D E P A R T A M E N T O D E C I Ê N C I A S F A R M A C Ê U T I C A S C U R S O D E F A R M Á C I A

Leia mais

A S N O V A S R E G R A S D E F A C T U R A Ç Ã O

A S N O V A S R E G R A S D E F A C T U R A Ç Ã O i I N F O R M A Ç Ã O F I S C A L N º 3 J a n e i r o 2 0 1 3 A S N O V A S R E G R A S D E F A C T U R A Ç Ã O N o s e g u i m e n t o d a L e i d o O r ç a m e n t o d o E s t a d o p a r a 2 0 1 2 e,

Leia mais

PORTO DE SALVADOR - S U L D A Á F R I C A *

PORTO DE SALVADOR - S U L D A Á F R I C A * R O TA S D E N AV E G A Ç Ã O N O L O N G O C U R S O - M E R C O S U L - C O S TA O E S T E D A A M É R I C A D O S U L - A M É R I C A C E N T R A L E C A R I B E - G O L F O D O M É X I C O - C O S

Leia mais

GABINETE DO SECRETÁRIO

GABINETE DO SECRETÁRIO GABINT DO SRTÁRIO DITAL Nº 006/20 SLÇÃO INTRNA D DONTS ARA ATUAR NOS ROGRAAS STRUTURANTS DA SRTARIA D DUAÇÃO DO STADO DA BAHIA: NSINO ÉDIO AÇÃO IÊNIA NA SOLA, NA ONDIÇÃO D SURVISORS ONITORS/TUTORS ONLIN.

Leia mais

Servidor de e-mail Interno ou na Nuvem?

Servidor de e-mail Interno ou na Nuvem? Svi -il It Nv? 4 CLOUD SOLUTIONS Pgt q t p vi fz p ã p pi. Svi -il It Nv? 4 Pgt q t p vi fz p ã p pi. CLOUD SOLUTIONS Mi. S Epilit Cl. E-il é lg tã pt i i p, tã bái p fit qlq gizçã, q ã é p igi q l fi

Leia mais

Módulo III. Processadores de texto

Módulo III. Processadores de texto Módul F d O Pd d x Flh d Clul F d duvdd @2006 Módul v 1 Pd d x Uldd í djv Wwd d d x Ed u du Sl x Tblh u du Fç d g Fçõ gé Fçõ d x A lz l lu ú @2006 Módul v 2 Pd d x F d dh Tbl M uç Plzç d l dl Cç d lzd

Leia mais

Dia Mundial da Criança

Dia Mundial da Criança up u Uã up é um t mmtv lb ulmt up 9 M. t lh flt 9 M 1950 m qu tt fê bt hum vçu m ppt um t up upl. ppt fu h m Dlçã hum é mbã tul Uã up. gup Ggf lbu- m um xpçã luv pát tl m um pv ypp lu 3º l. pv pypp tu

Leia mais

A C T A N. º I X / 2 0 0 8

A C T A N. º I X / 2 0 0 8 1 A C T A N. º I X / 2 0 0 8 - - - - - - A o s d e z a s s e i s d i a s d o m ê s d e A b r i l d o a n o d e d o i s m i l e o i t o, n e s t a V i l a d e M o n c h i q u e, n o e d i f í c i o d o

Leia mais

J U R I S P R U D Ê N C I A F I S C A L A R B I T R A L ( 3. º E 4. º T R I M E S T R E S D E 2 0 1 2 )

J U R I S P R U D Ê N C I A F I S C A L A R B I T R A L ( 3. º E 4. º T R I M E S T R E S D E 2 0 1 2 ) i J a n e i r o d e 2 0 1 3 J U R I S P R U D Ê N C I A F I S C A L A R B I T R A L ( 3. º E 4. º T R I M E S T R E S D E 2 0 1 2 ) TAX & BUSINESS P r e t e n d e - s e, c o m a p r e s e n t e I n f o

Leia mais

Página 1 de 13 ANO - IV - Nº CCCXXXIX SEGUNDA-FEIRA, 25 DE JANEIRO DE 2016. Em Subs. (Port.08/2016 PORTARIA Nº. 019/2016 PORTARIA 21/2015

Página 1 de 13 ANO - IV - Nº CCCXXXIX SEGUNDA-FEIRA, 25 DE JANEIRO DE 2016. Em Subs. (Port.08/2016 PORTARIA Nº. 019/2016 PORTARIA 21/2015 - V - º CCCXXXX GD-F, 25 J 2016 PT º. 019/2016 nocência,21 de janeiro de 2.016. Designa servidor para movimentação do adiantamento/suprimento de fundos T ÂGL GC D T, de nocência - M, no uso de suas atribuições

Leia mais

ba l h e m. sab e r se h a. foy, ti m Soa. s re. e m. h oss. e a. a d. tra

ba l h e m. sab e r se h a. foy, ti m Soa. s re. e m. h oss. e a. a d. tra 96 R: VS A ( ) () b C O M b q fy q S y q P v C ç z q ff q q 24 V C ç B z q q q q q í q ã f O q M ã b ::; q z R q ã q y b q fz q P R v f F N S P z (P b M 30 q G Sz çõ Pá v v Ab qq ff ã v Cô q f z z A B

Leia mais

91/enloria áo' engenhelro áe csouia!l.janáetra

91/enloria áo' engenhelro áe csouia!l.janáetra &xttlt 91/li á ghl á Si!lJát tjll Czi O t içõ t t Ftz lv á git lõ: I O vi t i é fit i i l t gi t fix :;:ã;"4 l ll 1tlt xit á fi " """" t i t j it z 1 t A gitçã Iti ttt v i á g l vt bt l é itt q gã i fiíi

Leia mais

Design de aplicativos moveis

Design de aplicativos moveis Design de aplicativos moveis Os dispositivos móveis mais comuns : S m a r t p h o n e ; P D A ; Te l e m ó v e l ( pt) / C e l u l a r ( br); C o n s o l e p o r t á t i l ; U l t r a M o b i l e P C ;

Leia mais

PLR Por quê? d L i i q u e z b l d d R t i i e n a a e b d E i t a d d d P t i i ro u v a e é l l d B F t i R t u s c a e r n c a e p o e su a o

PLR Por quê? d L i i q u e z b l d d R t i i e n a a e b d E i t a d d d P t i i ro u v a e é l l d B F t i R t u s c a e r n c a e p o e su a o .. u p v g c C C O ) F h C I ( É, - p c c ç u u g w w p g c u F C I ã ) A U E ( C D h W k N f N h C F. z c v p ç p g u ) k M U ( E ã A M ) P S ( M P S E k M G p v h F C O ã b S Apc gc Agc Ag c R z O v

Leia mais

SUMÁRIO TEMPERADO - 10MM BOX FRISADO...16

SUMÁRIO TEMPERADO - 10MM BOX FRISADO...16 SUMÁRIO TEMPERADO - 08MM... 8 TEMPERADO - 10MM... 11 STANDART - 08MM... 13 STANDART - 10MM... 14 BOX LISO...15 BOX FRISADO...16 GRADIL... 18 FACHADA CORTINA... 22 FACHADA OMEGA... 23 FACHADA PELE DE VIDRO

Leia mais

QUINZENA. llorelli) Ella em fe la$ v. n.

QUINZENA. llorelli) Ella em fe la$ v. n. QUNZEN O MMO D E R O SS (VCOTE DE ORELL) ::g P q g E g g F" g Nã \ F f "q " E q "E?" H x g : "S ; g? " S í x& E f$ D g 3 f j U z! F : "P S Mg R :: " E f O NTU R LS MO O E g q E f ã ; q g y g ; q f çã ;

Leia mais

Tratamento hidrófilo do permutador com produção e velocidade do ciclo de descongelamento melhorada.

Tratamento hidrófilo do permutador com produção e velocidade do ciclo de descongelamento melhorada. 05W APRESENTAÇÃO - CARATERÍSTICAS 04 SA CA/MCA SP/MSP MB/XB MC MD/XD XC Cbu -ã ã áu T hóf u uã g h M 2 gu áx ê u x -15 C A fu, u x u bx (DC-INVERTER -15ºC) Cfguã ub b z u u gé T G F ó uã é ã qu fã bóg

Leia mais

Não deu tempo. VL já tinha sumido no mundo. Uma coisa ninguém podia negar: VL sabia quando tinha feito algo errado. E quando era hora de dar o fora!

Não deu tempo. VL já tinha sumido no mundo. Uma coisa ninguém podia negar: VL sabia quando tinha feito algo errado. E quando era hora de dar o fora! Cítl 3 N ã ê hitói gt C t t it bih tiã. N v ã t fi t. O ã? É lh xli: t tã. C tv ih l b l g fi tl filht h vli l l i. Ei é vê vi? Cl filht ã b C filht ã g tã. M VL g. Q ig C i it hã. VL vih tá filht tbé

Leia mais

QUJ ZE A - - - - denominada dramatica, no

QUJ ZE A - - - - denominada dramatica, no QUJZEA \ õo ; ; ; ;;;; ;;; ;;;; ;;;; ;;;;:;; ; :;;; ;;;; ; ; ;;; ; ; ;;;;;;;;;;;;; l y ql J c ç vg 1 q " l l c 1 l h q llc c cj g c ff b c v xc ç ã l c z 1 ch M 1 ff ç c xcçã x f qll h q c z vz gõ zl ch

Leia mais

Diversão e cultura para a gurizada - Nº de outubro de é dia de comemorar

Diversão e cultura para a gurizada - Nº de outubro de é dia de comemorar Dvã l z - Nº 79-13 2013 AL I C E P S E EDIÇÃO á v ç é Pí, 13 2013.l.. 2 O f F çã jl O h çã E G Pv 15 Ró T C Cç f h ô çã ê lç l. Jé Alx Slv Jú, 8, E.M.E.F. Jã XXIII, Al Nv f v 7 8. Gl L, 10, GEO Tú, Jã

Leia mais

B O L E T I M I N F O R M A T I V O

B O L E T I M I N F O R M A T I V O P R Ó - R E I T O R I A D E E N S I N O E D I Ç Ã O 0 4 - A N O 0 2 B O L E T I M I N F O R M A T I V O M A I O D E 2 0 1 5 A C O M I S S Ã O P E R M A N E N T E D E P R O C E S S O S E L E T I V O D A

Leia mais

PARANAENSE DA PRIMEIRA DIVISÃO SÉRIE PRATA PARANAENSE DA SEGUNDA DIVISÃO SÉRIE BRONZE INSCRIÇÕES INSCRIÇÕES ABERTAS ABERTAS DIA 24 DIA 28 ULTIMO DIA

PARANAENSE DA PRIMEIRA DIVISÃO SÉRIE PRATA PARANAENSE DA SEGUNDA DIVISÃO SÉRIE BRONZE INSCRIÇÕES INSCRIÇÕES ABERTAS ABERTAS DIA 24 DIA 28 ULTIMO DIA Federação Paranaense de Futebol de alão ====================================================================================== ua arechal Deodoro, 869-15º ndar - Conjs. 1505/06 - CP.: 80.060-010 Fone/Fax:

Leia mais

VI Seminário Latino-Americano de Geografia Física II Seminário Ibero-Americano de Geografia Física Universidade de Coimbra, Maio de 2010

VI Seminário Latino-Americano de Geografia Física II Seminário Ibero-Americano de Geografia Física Universidade de Coimbra, Maio de 2010 VI Seminário Latino-Americano de Geografia Física II Seminário Ibero-Americano de Geografia Física Universidade de Coimbra, Maio de 2010 Delimitação de Unidades de Paisagens e D esmatamento em Áreas próx

Leia mais

Eu só quero um xodó. Música na escola: exercício 14

Eu só quero um xodó. Música na escola: exercício 14 Eu só qu u xdó Músic n scl: xcíci 14 Eu só qu u xdó Ptitus Mi, hni lt Aut: Dinguinhs stáci Rgiã: Pnbuc : 1973 Fix: 14 Anj: Edsn Jsé Alvs Músics: Edsn Jsé Alvs vilã Pvt clints, sx t Jsé Alvs Sbinh Zzinh

Leia mais

INCLUSO. consulte RELÓGIO DIGITAL. Vinhedo Tel: 55 (19) 3886-3003 Daniela - (19) 3515-5673

INCLUSO. consulte RELÓGIO DIGITAL. Vinhedo Tel: 55 (19) 3886-3003 Daniela - (19) 3515-5673 ML E 9.9.235.582 O V - º37 - BL/MO/JUHO/2013 V E O O HOW-OOM EEL E M E OM.04 07 quím E LO.01 lu MELHO EÇO MEO OVE!!! M u MEO E EEU.02.08 MEE f EE ul l B Ep p qu m: m Vál 01 /m 3013 /julh 2013 LUO ul ELO

Leia mais

Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de

Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação!" !" $%& '( ) %) * +, - +./0/1/+10,++$.(2

Leia mais

ADICIONAL DE TITULARIDADE (AT)* ATIVO PLANO/CARREIRA NÍVEL ESCOLARIDADE CLASSE NÍVEL/

ADICIONAL DE TITULARIDADE (AT)* ATIVO PLANO/CARREIRA NÍVEL ESCOLARIDADE CLASSE NÍVEL/ TEL 1 - PODERES LEGISL E JUDICIÁRIO - DPU - MPU - EMPRESS ESTTIS DEPENDENTES D UNIÃO PESQUISDOR (PESQUIS E SUPERIOR Nível 1 P01 4.544,97 409,05 P01 4.691,26 422,21 P01C 4.842,31 435,81 P01D 4.998,26 449,84

Leia mais

SEGURO FATURAMENTO AGRÍCOLA. Condições Gerais

SEGURO FATURAMENTO AGRÍCOLA. Condições Gerais SEGURO FATURAMENTO AGRÍCOLA Condições Gerais VERSÃO 1.3 CNPJ 28.196.889/0001-43 Processo SUSEP nº 15414.001668/2011-41 Condições Gerais Seguro Faturamento Agrícola versão 1.3 / Processo SUSEP nº 15414.001668/2011-41

Leia mais

Município de Gondomar. Resumo. 97.037,18 97.037,18 6737 401 04 99D Outras construções Anfiteatro junto à Igreja de Medas

Município de Gondomar. Resumo. 97.037,18 97.037,18 6737 401 04 99D Outras construções Anfiteatro junto à Igreja de Medas 3196 31 4 4D Equipamentos não integrados nos Deposito de aguas das oliveiras 29-6-2 19.75,81 151,716.257,33 637 41 4 5D Cemitérios (construções, vedações e Cemiterio de Melres - novo 31-12-29 25.887,49

Leia mais

INFORMAÇÕES TÉCNICAS SOBRE VÁLVULAS E RESPECTIVOS DIAGRAMAS

INFORMAÇÕES TÉCNICAS SOBRE VÁLVULAS E RESPECTIVOS DIAGRAMAS Museu Virtual da Válvula Eletrónica Espólio de João G. F. Porto INFORMAÇÕES TÉCNICAS SOBRE VÁLVULAS Válvula Base E RESPECTIVOS DIAGRAMAS Fil. Volts Placa Volts 117Z6 7Q 117 V 235 V Tipo Retificadora, duplicadora

Leia mais

Pos. Designação Tipo Medida Material 1 RETENTORES CB 4 X 11 X 6 2 RETENTORES CB 4 X 11 X 6 VITON 3 RETENTORES CB 4 X 12 X 6 4 RETENTORES CB 4 X 12 X

Pos. Designação Tipo Medida Material 1 RETENTORES CB 4 X 11 X 6 2 RETENTORES CB 4 X 11 X 6 VITON 3 RETENTORES CB 4 X 12 X 6 4 RETENTORES CB 4 X 12 X 1 RETENTORES CB 4 X 11 X 6 2 RETENTORES CB 4 X 11 X 6 VITON 3 RETENTORES CB 4 X 12 X 6 4 RETENTORES CB 4 X 12 X 6 VITON 5 RETENTORES CB 4,5 0X 16 X 7 6 RETENTORES CB 4,8 X 22 X 7 7 RETENTORES CC 5 X 15

Leia mais

AS MARCAS DO ABUSO SEXUAL

AS MARCAS DO ABUSO SEXUAL ESPECIAL 1 CRREI BRAZILIENSE AS MARCAS D ABUS SEXUAL MANUELA, 35 ANS: ABUSADA NA INFÂNCIA PELS NAMRADS DA MÃE MAIS SILENCIS DS CRIMES ACNTECE DENTR DE CASA, CNDENA AS VÍTIMAS A UMA DR SEM DESCANS, DESTRÓI

Leia mais

Sociedade Espírita Allan Kardec

Sociedade Espírita Allan Kardec Sociedade Espírita Allan Kardec Apresenta: Equipe responsável: Eurípedes Kühl João F. Calabrese Nilson J. Guiselini Fernando Neres 1 !" # $ % & $ ' ($') $'%' * $+) $%'$''' $,$""- & $./' "! 0 ) '.. "-,.

Leia mais

PABX (32) Av. Jesus Candian, B. Mangueira Rural - CEP Ubá - MG

PABX (32) Av. Jesus Candian, B. Mangueira Rural - CEP Ubá - MG PBX () 59-5050 v. Jesus Candian, 86 - B. angueira ural - CP 6500-000 - bá - G -mail: qualidade@moveisnovohorizonte.com.br PI VITÁ LT.: 80mm LG.: 905mm PF.: 500mm CT SS PÁGI FCBK LIK LD (Q CD) FICH TÉCIC

Leia mais

Redes de Terra Soldadura Aluminotérmica

Redes de Terra Soldadura Aluminotérmica Redes de Terra Soldadura Aluminotérmica Nota: Materiais não tabelados sob consulta Soldadura Aluminotérmica Moldes LIGAÇÕES CABO/CABO Tipo de Ligação -CC -L Desde/35...Até/300 LIGAÇÕES ESPECIAIS CC - L

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM MONITOR MULTIPARAMÉTRICO PARA AFERIÇÃO DE SINAIS BIOLÓGICOS

DESENVOLVIMENTO DE UM MONITOR MULTIPARAMÉTRICO PARA AFERIÇÃO DE SINAIS BIOLÓGICOS DNVOLVMNTO D UM MONTOR MULTPARAMÉTRCO PARA AFRÇÃO D NA OLÓGCO Guv*, MMO lv*, RGQ lv*, RL Fl* * Uv Fl Ublâ, Ublâ, l -l: l_@tl. Ru: O bjtv tbl vlvt u t ultt z t xb çã, ulçã, ttu GR (Rt Glvâ Pl) u u. N jt

Leia mais

GUARITA / FACHADA GUARITA / PLANTA COBERTURA

GUARITA / FACHADA GUARITA / PLANTA COBERTURA MP i:% MP i:% MP i:.0% ÚLMO ÁO LZ O VO: OMO FÊ L00 PLJMO LVMO O PL00 PLJMO PLJMO XÇÃO O OOL O POJO FLVOPP_Levantamento_ev0..0.0.0.0.0.0.0.00.0.0.0.0.0.0.0 MOLOG FÇÃO X V. OL FO.. PO LHO V G GÇ..0... L

Leia mais

APROVADO EM INFARMED

APROVADO EM INFARMED L flh - C flh. P l. - C h ú, l é fê. - E f. Nã á-l : -lh jl q. COMPOSIÇÃO: C é: Czl - 200 Ex q.b.. - 1. Ebl 10, 20, 30 60 KETOMICOL - C Czl FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO: Kl - C 200 zl, çã l bl 20

Leia mais

PARANAENSE DA PRIMEIRA DIVISÃO SÉRIE PRATA PARANAENSE DA SEGUNDA DIVISÃO SÉRIE BRONZE INSCRIÇÕES INSCRIÇÕES ABERTAS ABERTAS DIA 24 DIA 31 ULTIMO DIA

PARANAENSE DA PRIMEIRA DIVISÃO SÉRIE PRATA PARANAENSE DA SEGUNDA DIVISÃO SÉRIE BRONZE INSCRIÇÕES INSCRIÇÕES ABERTAS ABERTAS DIA 24 DIA 31 ULTIMO DIA Federação Paranaense de Futebol de alão ====================================================================================== ua arechal Deodoro, 869-15º ndar - Conjs. 1505/06 - CP.: 80.060-010 Fone/Fax:

Leia mais

21/07/2015 13:36:51 ARTE MODA ARTE ARQUITETURA ARQUITETURA ENTRETENIMENTO MODA DESTINO GASTRONOMIA GASTRONOMIA MODA POLINÉSIA FRANCESA. CAPA 24.

21/07/2015 13:36:51 ARTE MODA ARTE ARQUITETURA ARQUITETURA ENTRETENIMENTO MODA DESTINO GASTRONOMIA GASTRONOMIA MODA POLINÉSIA FRANCESA. CAPA 24. R 3 R R D S VL L Ó S L U D K LÃ W -S / 3 SH FW -S Ã P UL F S SP / / : 8:3 3// 8/ 3/ : 6: SPCL - PRU C VCÊ UC VU.in 7 R Ú 8 9 - R$,,9 R$ CP.in S D PP R S G GS S - R$, 9 R D : : U Q R VG D R SÃ PU L FS H

Leia mais

B e n j a m i n C o n s t a n t B o t e l h o d e M a g a l h ã e s ( 1 8 3 6 / 1 8 9 1 )

B e n j a m i n C o n s t a n t B o t e l h o d e M a g a l h ã e s ( 1 8 3 6 / 1 8 9 1 ) B e n j a m i n C o n s t a n t B o t e l h o d e M a g a l h ã e s ( 1 8 3 6 / 1 8 9 1 ) B e n ja m i n C o n s t a n t, c o m o c o s t u m a s e r r e f e r i d o, é c o n s i d e r a d o c o m o o

Leia mais

Sazonais da Floresta ENQUADRAMENTO GERAL. Sazonais da Floresta

Sazonais da Floresta ENQUADRAMENTO GERAL. Sazonais da Floresta ub ub ENQUADRAMENTO GERAL A f é um m u cm múp pu, qu ó é pív pv m m épc fc p um vgm qu pb m u p u u mm m p- pv m qu um cu f fm m cv g. Ex um g v u qu ó xm m m épc. T- pv m v pu f, qu mu v ã já u m m vu

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE PERFURAÇÃO. Rio de Janeiro Outubro 2012

ATUALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE PERFURAÇÃO. Rio de Janeiro Outubro 2012 ATUALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE PERFURAÇÃO Rio de Janeiro Outubro 2012 ATIVIDADES EM ANDAMENTO Poço Bloco Prospecto Sonda Distância da Costa Lâmina d água Status Net Pay CY TBMT-1D/2HP BM-C-39 Tubarão Martelo

Leia mais

ES. 61 ES. 62 ES. 63 ES. 64 ES. 65 ES. 70 ES. 71 ES. 72 ES. 73 ES. 80 ES. 81 ES. 82 ES. 83 ES. 84 ES. 106 ES. 105 PS. 55 PS. 54

ES. 61 ES. 62 ES. 63 ES. 64 ES. 65 ES. 70 ES. 71 ES. 72 ES. 73 ES. 80 ES. 81 ES. 82 ES. 83 ES. 84 ES. 106 ES. 105 PS. 55 PS. 54 2013 ES. 61 ES. 62 ES. 63 ES. 64 ES. 65 ES. 70 ES. 71 ES. 72 ES. 73 ES. 80 ES. 81 ES. 82 ES. 83 ES. 84 ES. 106 ES. 105 PS. 55 PS. 54 PS. 75 PS. 74 PS. 76 ES. 78 ES. 79 ES. 40 ES. 41 ES. 44 ES. 42 ES. 43

Leia mais

TORRES DE. TRANSMISSÃO NO BRASIL Histórico de caso: fundações helicoidais e tirantes. www.hubbellpowersystems.com

TORRES DE. TRANSMISSÃO NO BRASIL Histórico de caso: fundações helicoidais e tirantes. www.hubbellpowersystems.com TE DE TIÃ IL Htc c: fçõ hlc tt wwwhbbllpwytc 000 TE Pjt l lh tã t ct l fçõ hlc hc tt fbc pl Hbbll Pw yt, Ic (HP) tã j pt t cçõ v lv l p ltc l t t pxt 4,5% I fc q 2021, ttl cc c tl 472000 Wh p 736000 Wh

Leia mais

Entidades autorizadas a exercer a atividade de transporte de doentes e respetivos veículos

Entidades autorizadas a exercer a atividade de transporte de doentes e respetivos veículos Tipo de entidade Rótulos de Linha 3101 Cruz Vermelha Portuguesa - Delegação De Aldreu 96-46-HD 37-36-XP 66-NX-49 75-IS-24 78-32-MM 3102 Cruz Vermelha Portuguesa - Delegação De Amares 25-98-LI 03-88-QU

Leia mais

Cleber Giorgetti Assessoria e Consultoria. Business & Strategy Marketing & Sales Products & Services Technology & Innovation

Cleber Giorgetti Assessoria e Consultoria. Business & Strategy Marketing & Sales Products & Services Technology & Innovation Cb Gg A C B & Sgy Mkg & S P & Sv Thgy & v Qm Sm N m 2002, mp v x mp çm bjv gó, m m f óg, pb-h m mpv. Apçã hm é gó q vé xpê 20 f, q xm pçõ gã m pçõ m: G Tg, Avy, L Thg, B Lb, AT&T, SD T,. R m p m gó g,

Leia mais

IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS

IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS 1. Objetivo: 1. Esta rotina permite importar para o banco de dados do ibisoft Empresa o cadastro de pessoas gerado por outro aplicativo. 2. O cadastro de pessoas pode

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDOR

CADASTRO DE FORNECEDOR VÇÃ F ZÃ L F XLV LFÔ ÓG VÓ F Ã VL ÓG J (F) ÓG F J/F L G/J/F ÇÃ L ÇÃ L º G. L Ç (LG, B) Í LF () FX () -L Ç : (L) G Ç -mail : Fax : Í LF () FÍ JÍ 1-FB 2-ÇÃ VÇ 3-É 4-É/ÇÃ VÇ 5-FB/É 6-FB/ÇÃ VÇ 7-FL LBL G F

Leia mais

! $&% '% "' ' '# ' %, #! - ' # ' ' * '. % % ' , '%'# /%, 0! .!1! 2 / " ') # ' + 7*' # +!!! ''+,!'#.8.!&&%, 1 92 '. # ' '!4'',!

! $&% '% ' ' '# ' %, #! - ' # ' ' * '. % % ' , '%'# /%, 0! .!1! 2 /  ') # ' + 7*' # +!!! ''+,!'#.8.!&&%, 1 92 '. # ' '!4'',! "#$%% $&% '% "' ' '# '"''%(&%') '*'+&%'# ),'#+# ' %, # - ' # ' "%'''' ' * '. % % ', '%'# ''''') /%, 0.1 2 / " ') 33*&,% *"'",% '4'5&%64'' # ' + 7*' # + "*''''' 12''&% '''&")#'35 ''+,'#.8.&&%, 1 92 '. #

Leia mais

Marina de Albufeira Algarve

Marina de Albufeira Algarve Fracções de Habitação Para Venda As fracções de habitação em comercialização fazem parte do empreendimento Marina de Albufeira, localizado na zona nascente da Cidade de Albufeira, mais concretamente na

Leia mais

Diretor Executivo Márcio Augusto Magalhães. Diretor Departamento de Administração Márcio Wamilton Magalhães. Diretor de Operações Adriano de Magalhães

Diretor Executivo Márcio Augusto Magalhães. Diretor Departamento de Administração Márcio Wamilton Magalhães. Diretor de Operações Adriano de Magalhães Diretor Executivo Márcio Augusto Magalhães Diretor Departamento de Administração Márcio Wamilton Magalhães Diretor de Operações Adriano de Magalhães Manual de Abastecimento de Água pág. 2 !"!#$$ %"&'()*%+,%-%+,%./&01

Leia mais

um outro mundo é possível e é pra já sociedade civil rumo à rio+20 GRAP GRUPO DE REFLEXÃO E APOIO AO PROCESSO FÓRUM SOCIAL MUNDIAL www.grap.org.

um outro mundo é possível e é pra já sociedade civil rumo à rio+20 GRAP GRUPO DE REFLEXÃO E APOIO AO PROCESSO FÓRUM SOCIAL MUNDIAL www.grap.org. é pív é p já GRAP GRUPO DE REFLEXÃO E APOIO AO PROCESSO FÓRUM SOCIAL MUNDIAL c cv à +20 wwwgpgb bçã Pj gáfc gçã: Vcê v cé g, f pcfc p cc Mó Ofc I ã-cc Içõ: Vcê ã p z b c f cc P S A f p f ã A íg f, c fçõ

Leia mais

D A N I F E R H I G I E N E I N D U S T R I A L, L d a

D A N I F E R H I G I E N E I N D U S T R I A L, L d a C A R T A D E A P R E S E N T A Ç Ã O E s p e c i a l i s t a s e m h i g i e n e D A N I F E R H I G I E N E I N D U S T R I A L, L d a 1 A D A N I F E R H I G I E N E I N D U S T R I A L, L d a. é u

Leia mais

! As redes de comunicação de dados da UFPB Campus I e II, foram projetadas levando-se em conta as seguintes premissas básicas:

! As redes de comunicação de dados da UFPB Campus I e II, foram projetadas levando-se em conta as seguintes premissas básicas: 3.2 REDE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA - UFPB-NET PREMISSAS BÁSICAS! As redes de comunicação de dados da UFPB Campus I e II, foram projetadas levando-se em conta as seguintes premissas básicas: preservação

Leia mais

! " # $% & & ' ( & & ) * + ) & % % ',

!  # $% & & ' ( & & ) * + ) & % % ', 1! " # $ & & ' ( & & ) * + ) & ', 2 1 -. - & / 0 1 2& 3 - ' 45 - & & " 27 8 9*:27 ;2 ?@ 5A3451 Com as alterações introduzidas pelo art.º 34º da Lei OE/2009, pelo art.º 34º da Lei OE/2011 e pelo

Leia mais

/HYDQWDUÃDOJXQVÃWHPDVÃUHODWDUÃH[SHULrQFLDVÃHPÃWRUQRÃGHVVHVÃWHPDVÃGHEDWrORVÃDSRQWDGRÃ VXDÃGLPHQVmRÃHÃSRVVLELOLGDGHVÃGHÃWUDEDOKRVÃEXVFDÃGHÃXPÃGLDJQyVWLFRÃSDUDÃFRPSUHHQGHUÃ RÃFRPSOH[RÃGHQWURÃGHÃXPDÃUHDOLGDGHÃUHVJDWDQGRÃRÃFRWLGLDQRÃLQtFLRÃGDÃSUREOHPDWL]DomR

Leia mais

7 * ": ) : : I* 5 6 7 < : # G I9 9 4 M N O* P " 7 "! M * : : # M

7 * : ) : : I* 5 6 7 < : # G I9 9 4 M N O* P  7 ! M * : : # M 7 ": ) : : I 5 6 7 < : # G I9 9 4 M N O P " 7 "! M : : # M # Q 7 97 8 ! # # I ) H3"K # : R : : 9 M ) # 9# Q ; : 9 : IM Q ; 9M O H8 7B3B K : 9 ) 4 4; 9 < : ) 9 # : M :!# ; : N : " 3 S T! S U # I T S # H3"K

Leia mais

$ " ( % . &/0.1 (+ 2 / */ & 4*"53 7==78&9 +! :% 5 333A 3B4 3 >! % :3 (C!4"3 .?*9E=;F;#F=#<! 4 3 C43 3%;3#%<=30.!

$  ( % . &/0.1 (+ 2 / */ & 4*53 7==78&9 +! :% 5 333A 3B4 3 >! % :3 (C!43 .?*9E=;F;#F=#<<F#FE 3& &>! 4 3 C43 3%;3#%<=30.! ! " $ " %!' ( % )*!+ %),-+. /0.1 (+ 2 / */ 2-3-2 4*"53 7==789 +! :% 5 333A 3B4 3 >! % :3 (C!4"3

Leia mais

㐀 䌀伀一吀䄀 嘀伀䰀唀䴀䔀 䤀 䤀 吀漀洀漀 䤀 䴀愀瀀愀猀 搀攀猀攀渀瘀漀氀 瘀椀 搀漀猀㨀 䜀漀瘀攀爀 渀漀 刀攀最椀 漀渀愀氀 㐀 䌀伀一吀䄀 䜀漀瘀攀爀 渀漀 刀攀最椀 漀渀愀氀 Í VL, T T Ã TÓ 24 S SVLVS V L Á T Ã TÓ 24: S 1 : TS S SVÇS TS, LSSÇÃ Ó 3 : SVLVT S SSS: V L 41 - SSBL

Leia mais

Quem são? Um refugiado é toda pessoa que devido a temores de ser perseguida por motivos de raça,

Quem são? Um refugiado é toda pessoa que devido a temores de ser perseguida por motivos de raça, g u f R d Qum ã? Um fugd é td p qu dvd tm d pgud p mtv d ç, lgã, ncnldd, p ptnc dtmnd gup cl p u pnõ plítc, ncnt f d pí d u ncnldd nã p u nã qu c à ptçã d tl pí. Ou qu, ccnd d ncnldd tnd f d pí nd tv u

Leia mais

LEITURA NA EJA: ENFOQUE NOS GÊNEROS TEXTUAIS RESUMO

LEITURA NA EJA: ENFOQUE NOS GÊNEROS TEXTUAIS RESUMO LEITURA NA EJA: ENFOQUE NOS GÊNEROS TEXTUAIS T K Dí Mz 1 (UFAL) mz.p@hm.m V C B 2 (UFAL) v2@yh.m.b M Lm Qz F 3 (UFAL) 12@hm.m RESUMO N g pm p á bvçõ z m m m pó-fbzçã jv, m m púb. O f vgçã - fmçã p zçã

Leia mais

! " # $ % $ % $ & ' ( ) * % +,,' -#!...& / % / & '...&0 &...& & 1 2 3 2

!  # $ % $ % $ & ' ( ) * % +,,' -#!...& / % / & '...&0 &...& & 1 2 3 2 1 ! "#$% $%$&' () *% +,,' -#!...&/%/&'...&0&...&& 123 2 !!!" 4' -#,5,/ 36,-#3 37 8, 77',' 9' -#3 :!#!$% ;9' -?< +$ &"#9' -#& &4' @& A&49' -?& &4,-#?8,5& 2&; & &;' B8& &;',5 & &!' ;B687' 3 4,C D/'

Leia mais

AQUECEDORES & PRESSURIZADORES. AF114 Catalogo Aquecedores 2014 AB 400x200mm.indd 1 04/06/14 10:32

AQUECEDORES & PRESSURIZADORES. AF114 Catalogo Aquecedores 2014 AB 400x200mm.indd 1 04/06/14 10:32 QUEEDORES & PRESSURIZDORES 2014 F114 lg qud 2014 400x200.indd 1 04/06/14 10:32 Linh Águ Qun Obi. Mi fiin, i unávl. S unávl é uiliz u nui d f i inlign. É iiz uld, duzi dpdíi, g i i fiz. É i qu Linh Águ

Leia mais

INTrOdUÇÃO. alplan comércio de alumínio ltda

INTrOdUÇÃO. alplan comércio de alumínio ltda ao conceber este catálogo, procuramos sintetizar as linhas de perfis de acordo com a procura, o que não significa que não estejamos abertos a discutir e fornecer os itens de sua necessidade. o objetivo

Leia mais

O E n g a n o d o E s p e l h o A C o n s t i t u i ç ã o d o S u j e i t o. S u z a n a M a r i a d o E g i t o R o d r i g u e s

O E n g a n o d o E s p e l h o A C o n s t i t u i ç ã o d o S u j e i t o. S u z a n a M a r i a d o E g i t o R o d r i g u e s O E n g a n o d o E s p e l h o A C o n s t i t u i ç ã o d o S u j e i t o S u z a n a M a r i a d o E g i t o R o d r i g u e s E s p e l h o, e s p e l h o m e u... d i r á a b r u x a m a l v a d a

Leia mais

Mackenzie Voluntario. Caro apoiador, Redes sociais: 8668 de 30/11/1981), que atua em solo brasileiro há 141 anos.

Mackenzie Voluntario. Caro apoiador, Redes sociais: 8668 de 30/11/1981), que atua em solo brasileiro há 141 anos. C, O Mkz Vlá é m j sl Mkz, sm fs lvs (D º 8668 3/11/1981), q m sl bsl há 141 s. Iml m 24, m m l fl ssblz, mblz g s s ss gs, gss, lbs, fsss, ls, gs ls, fs, s, mgs fmls m mvm xmçã s ms q bgm s ss m, lém

Leia mais

25-506 3,90 25-507 3,70 25-508 4,50 25-514 2,80 25-540 3,40 4,30 25-542 25-548 1,70 8,00 25-701 AL-05 2,80 35 AL-06 1,80 36 AL-10 1,30 35

25-506 3,90 25-507 3,70 25-508 4,50 25-514 2,80 25-540 3,40 4,30 25-542 25-548 1,70 8,00 25-701 AL-05 2,80 35 AL-06 1,80 36 AL-10 1,30 35 ÍNDICE LINHA Tubo Quadrado Tubo Redondo Perfil U Abas Iguais Barra Chata Cantoneira Perfil U Abas Desiguais Tubo Retangular Basculante Linha 16 Basculante Linha Linha Gradil Funcional Gradil Panorama Box

Leia mais

OBSERVADOR. Empresa Enlonamento dos caminhões de cana pg. 05. social Programa De Malas Prontas p.07. agrícola Safra do café p.06

OBSERVADOR. Empresa Enlonamento dos caminhões de cana pg. 05. social Programa De Malas Prontas p.07. agrícola Safra do café p.06 OBSERVDOR 46 533 i 2017 E Elt cihõ c. 05 Chç Mtçã ícl.04 ícl Sf cfé.06 cil D Ml t.07 c z i J cttçã l t i 2017 i 80 j ci ê t t ã ç c i f j bt ci c c i 4 l. 2 14 i t fii i l i c t Cc c c té i l t i fi ã

Leia mais

KV-29FS150. Manual de instruções. Conexión de equipo adicional 3-210-910-51(2) 2007 Sony Corporation Impresso no Brasil

KV-29FS150. Manual de instruções. Conexión de equipo adicional 3-210-910-51(2) 2007 Sony Corporation Impresso no Brasil xó q 3-2-9-5(2 õ K-29F5 L h 27 y B Ê ÇÕ v í hq é, xh v à hv z hq é, z x q j ÇÃ HQ LÉ Ã B ÇÃ v hq é: Ã B v, é q y í ó á õ,, q hq é í ó á q à õ (v õ q h h v ( v óx í ê ÇÃ Ç h v -22 5/6 Hz HQ LÉ, X L L LÉ

Leia mais

Catálogo de Perfis de Alumínio

Catálogo de Perfis de Alumínio www.alcomet.com.br Catálogo de Perfis de Alumínio Página em Branco Sumário Empresa... 005 Produtos... 006 Padronizados... 007 Linha 20... 013 Linha 25... 017 Linha 25/90... 021 Linha 30... 037 Linha 32/90...

Leia mais

INFORMAÇÕES CONTIDAS NOS DOCUMENTOS

INFORMAÇÕES CONTIDAS NOS DOCUMENTOS fupcarga Página 1 INFORMAÇÕES CONTIDAS NOS DOCUMENTOS ireland fábrica ireland Aep Guarulhos Columbia embalagem em caixas de papelão EmbPallets embalagem em pallets embalagem em pallets Invoice Ordem Conhecim

Leia mais

A otimização é o processo de

A otimização é o processo de A otimização é o processo de encontrar a melhor solução (ou solução ótima) para um problema. Eiste um conjunto particular de problemas nos quais é decisivo a aplicação de um procedimento de otimização.

Leia mais