IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS"

Transcrição

1 IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS 1. Objetivo: 1. Esta rotina permite importar para o banco de dados do ibisoft Empresa o cadastro de pessoas gerado por outro aplicativo. 2. O cadastro de pessoas pode conter os clientes, fornecedores, fabricantes, transportadoras, vendedores, funcionários e muitos outros tipos. 2. Formato do arquivo: 1. O arquivo de dados deve estar no formato de planilha do Microsoft Excel (XLS). 2. Cada cadastro de pessoa deverá ser gravado em uma linha da planilha. 3. As informações deverão ser gravadas na mesma ordem indicada no layout. 3. Formato dos campos: 1. Os campos que tiverem tamanho maior que o limite indicado no lay-out serão truncados, perdendo a parte final excedente da informação. 2. Alguns campos foram identificados como (Obrigatório) e se estes não forem informados não será feita a importação daquele registro. 3. Os tipos de campo indicados no lay-out são: C = Caractere: aceita letras, números, símbolos e caracteres especiais, inclusive letras acentuadas e cedilha. D = Data: aceita apenas números e o caractere barra ( / ). Deve ser gravada no formato dd/mm/aaaa (com as barras). N = Numérico: aceita apenas números e os caracteres vírgula (, ) e sinal negativo ( - ). Usar uma vírgula para separar a parte inteira das decimais. 4. Validação dos dados: 1. Para cada arquivo que for feita a importação dos dados será gerado um arquivo de LOG contendo o resultado da importação de cada registro. 2. Se houver alguma irregularidade nos dados será indicado no arquivo de LOG a identificação do registro, o motivo da irregularidade e se o registro foi importado ou não para o banco de dados. NCI: Pág.: 1 de 6

2 5. Lay-out do arquivo de dados: Coluna Excel A B C D E F G H I J K L Descrição da Informação Tipo de Pessoa. Gravar F para pessoa física ou J para pessoa jurídica. (Obrigatório) Nome Completo / Razão Social. (Obrigatório) Nome Reduzido / Nome Fantasia. (Obrigatório) Código Interno. (Obrigatório) (Não aceita repetição) Categoria Cliente. Categoria Fornecedor. Categoria Fabricante. Categoria Transportadora. Categoria Nossa Empresa. Categoria Funcionário. Categoria Vendedor. Categoria Outros. M Categoria Outros 2. N Categoria Outros 3. O Categoria Outros 4. P Categoria Outros 5. Tipo Tama -nho C 50 5 NCI: Pág.: 2 de 6

3 Q Categoria Outros 6. R Categoria Outros 7. S Categoria Outros 8. T Categoria Outros 9. U V CPF / CNPJ. Gravar apenas os dígitos. RG / Inscrição Estadual. Gravar os dígitos com os pontos e traço. 8 8 W NIRE 8 X Inscrição Municipal C 20 Y Código do Produtor C 20 Z Código Contábil 0 AA Site na Internet. 00 AB Data do cadastramento. D 10 AC Situação Ativo da Pessoa. Gravar S para Ativo e N para Inativo. AD Nome da Pessoa de Contato 1. O contato 1 deve ser o contato principal da pessoa. (Obrigatório se existir outros dados do contato 1) AE Fone do contato 1. C 20 AF do contato 1. C 50 AG Data de Nascimento do contato 1. D 10 AH Nome da Pessoa de Contato 2. (Obrigatório se existir outros dados do contato 2) AI Fone do contato 2. C 20 AJ do contato 2. C 50 AK Data de Nascimento do contato 2. D 10 AL Nome da Pessoa de Contato 3. (Obrigatório se existir outros dados do contato 3) AM Fone do contato 3. C 20 AN do contato 3. C 50 NCI: Pág.: 3 de 6

4 AO Data de Nascimento do contato 3. D 10 AP Nome da Pessoa de Contato 4. (Obrigatório se existir outros dados do contato 4) AQ Fone do contato 4. C 20 AR do contato 4. C 50 AS Data de Nascimento do contato 4. D 10 AT Nome da Pessoa de Contato 5. (Obrigatório se existir outros dados do contato 5) AU Fone do contato 5. C 20 AV do contato 5. C 50 AW Data de Nascimento do contato 5. D 10 AX Endereço 1. O endereço 1 deve ser o endereço para faturamento. C 50 AY Nº do Endereço 1. 0 AZ Complemento do Endereço 1. C 20 BA Bairro do Endereço 1. C 30 BB CEP do Endereço 1. BC Cidade do Endereço 1. BD Estado do Endereço 1. 0 C 30 C 2 BE País do Endereço 1. BF Praça de Pagamento1. BG Endereço 2. O endereço 2 pode ser o endereço de entrega caso seja diferente do endereço 1. C BH Nº do Endereço BI Complemento do Endereço 2. C BJ Bairro do Endereço 2. C BK CEP do Endereço 2 BL Cidade do Endereço C NCI: Pág.: 4 de 6

5 BM Estado do Endereço 2 C BN País do endereço BO Praça de Pagamento BP Endereço 3. O endereço 3 pode ser o endereço de cobrança caso seja diferente dos endereços 1 e 2. C BQ Nº do Endereço BR Complemento do Endereço 3. C BS Bairro do Endereço 3. C BT CEP do Endereço 3. BU Cidade do Endereço 3. BV Estado do Endereço C C BW País do endereço BX Praça de Pagamento BY BZ CA CB Nome do Ramo de Atividade da Pessoa. Ex: Pecuária, Cardiologia, etc. Nome da Região de Venda do Cliente. Ex: Sul, Interior, Litoral, etc. Categoria Revendedor. Gravar S caso o cliente seja uma revenda de produtos ou N caso o cliente seja um consumidor final. Código do Vendedor que atende o Cliente. Este código deve existir previamente no cadastro de pessoas. Recomendamos fazer a importação do cadastro de vendedores antes do cadastro de clientes. C C CC Código do Supervisor de Venda CD Usuário que incluiu o registro CE Data e hora da inclusão do registro CF Usuário que fez a ultima alteração. C NCI: Pág.: 5 de 6

6 CG Data e hora da última alteração CH Grupo de Empresa que pertence a pessoa CI Tabela de Preço CJ Código da Transportadora CK Nome da Conta Cobrança C CL CM Código da Situação de Crédito. Gravar 1 quando não tiver nenhuma restrição de crédito, 2 quando tiver alguma restrição de crédito e 3 quando o crédito estiver bloqueado. Motivo das Restrições. Indique neste campo o motivo das restrições ou do bloqueio do crédito C CN Informações Complementares C CO Valor do limite de crédito (em R$) concedido ao cliente. N NCI: Pág.: 6 de 6

INTERPRETAÇÃO TOMOGRÁFICA DE DENTES RETIDOS EM ORTODONTIA DEGUSTAÇÃO

INTERPRETAÇÃO TOMOGRÁFICA DE DENTES RETIDOS EM ORTODONTIA DEGUSTAÇÃO INTERPRETAÇÃO TOMOGRÁFICA DE DENTES RETIDOS EM ORTODONTIA Marília Sayako Yatabe Daniela Gamba Garib Gabriel Salles Barbério Maria Aparecida de Andrade Moreira Machado Thais Marchini de Oliveira Guilherme

Leia mais

Cash Management Folha de Pagamento

Cash Management Folha de Pagamento Cash Management Folha de Pagamento Layout de Arquivo Padrão CNAB 240 Padrão 240 Folha de Pagamento Versão Atualizada Composição do Arquivo Header do arquivo (registro tipo 0) Header do lote (registro tipo

Leia mais

Características Pretendidas (ver código de cores no desenho nº 1) Circulação na estrada. segregados. Percurso misto de peões e bicicletas em passeio

Características Pretendidas (ver código de cores no desenho nº 1) Circulação na estrada. segregados. Percurso misto de peões e bicicletas em passeio eslocação () Lazer (L) A1 887 BB A2 174 BB Via de ligação ao concelho do Barreiro, com dimensões generosas, junto ao Parque da Zona Ribeirinha. Pavimento em betuminoso, estacionamento e passeios. Tráfego

Leia mais

Tabela de Vinculação de pagamento Manteve o mesmo nome DDM SIAFI-TABELA-VINCULA-PAGAMENTO

Tabela de Vinculação de pagamento Manteve o mesmo nome DDM SIAFI-TABELA-VINCULA-PAGAMENTO Segue abaixo dados das DDMs que mudaram para o PCASP, tanto as que mudaram de nome como as que mantiveram o mesmo nome. Para estas, os campos que serão excluídos (em 2015) estão em vermelho e os campos

Leia mais

Município de Gondomar. Resumo. 97.037,18 97.037,18 6737 401 04 99D Outras construções Anfiteatro junto à Igreja de Medas

Município de Gondomar. Resumo. 97.037,18 97.037,18 6737 401 04 99D Outras construções Anfiteatro junto à Igreja de Medas 3196 31 4 4D Equipamentos não integrados nos Deposito de aguas das oliveiras 29-6-2 19.75,81 151,716.257,33 637 41 4 5D Cemitérios (construções, vedações e Cemiterio de Melres - novo 31-12-29 25.887,49

Leia mais

Parcerias Negociais. CSH300 Remessa CSH310 Retorno. Versão 1.2

Parcerias Negociais. CSH300 Remessa CSH310 Retorno. Versão 1.2 Parcerias Negociais CSH300 Remessa CSH310 Retorno Versão 1.2 12/03/2014 1 - Introdução Este manual apresenta o padrão para troca de arquivos entre Empresas e o Banco para confirmação de informações na

Leia mais

INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP)

INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP) EntSeg INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP) Ano: 2015 Elaborada por: A. Linguanoto Tabelas Recebidas pelo Lúnet- Finalidade A Lúnet Soluções em Tecnologia, desenvolveu este manual técnico com a finalidade

Leia mais

SEGURO FATURAMENTO AGRÍCOLA. Condições Gerais

SEGURO FATURAMENTO AGRÍCOLA. Condições Gerais SEGURO FATURAMENTO AGRÍCOLA Condições Gerais VERSÃO 1.3 CNPJ 28.196.889/0001-43 Processo SUSEP nº 15414.001668/2011-41 Condições Gerais Seguro Faturamento Agrícola versão 1.3 / Processo SUSEP nº 15414.001668/2011-41

Leia mais

MANUAL DE PINAGEM ECU-TEST2 EVOLUTION

MANUAL DE PINAGEM ECU-TEST2 EVOLUTION MANUAL DE PINAGEM ECU-TEST2 EVOLUTION 18/09/2013 MONTADORAS: SISTEMAS REUNALT: PINAGEM DA ECU: FENIX 5...04-05 PINAGEM DA ECU: IAW 5NR...06-07 PINAGEM DA ECU: IAW 8R...08-09 PINAGEM DA ECU: SAGEM 3000

Leia mais

Soluções em Pagamentos BB PGTO DE GUIA GRU. Manual Técnico

Soluções em Pagamentos BB PGTO DE GUIA GRU. Manual Técnico Soluções em Pagamentos BB PGTO DE GUIA GRU Layout de Arquivo Remessa Manual Técnico Orientações Técnicas Versão Fevereiro/2014 Estrutura do Arquivo 2.1 - Composição do Arquivo O Arquivo de troca de informações

Leia mais

INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP)

INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP) Seg INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP) Ano: 2015 Elaborada por: A. Linguanoto Mudanças do layout 1.09 para o Layout Registros Incluídos na Versão 1.09 Nenhum Registros Com Nova Versão de Layout Nenhum

Leia mais

Gramáticas Livres de Contexto

Gramáticas Livres de Contexto Gramáticas Livres de Contexto 25 de novembro de 2011 Definição 1 Uma Regra (ou produção) é um elemento do conjunto V (V Σ). Sendo que V é um conjunto finito de elementos chamados de variáveis e Σ um conjunto

Leia mais

INFORMAÇÕES TÉCNICAS SOBRE VÁLVULAS E RESPECTIVOS DIAGRAMAS

INFORMAÇÕES TÉCNICAS SOBRE VÁLVULAS E RESPECTIVOS DIAGRAMAS Museu Virtual da Válvula Eletrónica Espólio de João G. F. Porto INFORMAÇÕES TÉCNICAS SOBRE VÁLVULAS Válvula Base E RESPECTIVOS DIAGRAMAS Fil. Volts Placa Volts 117Z6 7Q 117 V 235 V Tipo Retificadora, duplicadora

Leia mais

Boletim Técnico. Integração dos módulos Plano de Saúde e Contabilidade

Boletim Técnico. Integração dos módulos Plano de Saúde e Contabilidade Integração dos módulos Plano de Saúde e ontabilidade Produto : Microsiga Protheus - Plano de Saúde - versão 11 hamado : THIROQ Data da publicação : 05/06/2013 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos

Leia mais

INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP)

INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP) INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP) Ano: 2015 Elaborada por: A. Linguanoto Tabelas Exportadas pelo Lúnet- Finalidade A Lúnet Soluções em Tecnologia, desenvolveu este manual técnico com a finalidade de proporcionar

Leia mais

Estrutura do Arquivo Retorno

Estrutura do Arquivo Retorno Estrutura do Arquivo Retorno Arquivo com dados dos títulos devolvidas pelo Banco. Os registros têm tamanho fixo e seu valor é 240 bytes - Padrão FEBRABAN. Qualquer dúvida, acessar o site da FEBRABAN (http://www.febraban.org.br/

Leia mais

TROCA DE ARQUIVOS COBRANÇA MANUAL DO USUÁRIO NOVO CNAB 400

TROCA DE ARQUIVOS COBRANÇA MANUAL DO USUÁRIO NOVO CNAB 400 APRESENTAÇÃO Destina-se aos Clientes do Banco, usuários do Sistema de Cobrança AUTBANK, que se utilizam da troca de arquivos magnéticos, para remessa e retorno de seus movimentos de cobrança. Para isso,

Leia mais

INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP)

INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP) INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP) Ano: 2015 Elaborada por: A. Linguanoto Mudanças do layout 1.04 para o Layout Registros Incluídos na Versão Marcar Clientes Como Sincronizado - (v ) Marcar Endereços Adicionais

Leia mais

Exercícios de Lógica

Exercícios de Lógica Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Exatas Departamento de Matemática Exercícios de Lógica = ƒ abril de 007 Maringá PR Organizador: João Roberto Gerônimo Introdução O objetivo deste material

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa DECRETO Nº 47.514, DE 29 DE OUTUBRO DE 2010. (publicado no DOE nº 206 de 01 de novembro de 2010) Modifica o Regulamento do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações

Leia mais

TUTORIAL CADASTRO DE CLIENTE

TUTORIAL CADASTRO DE CLIENTE TUTORIAL CADASTRO DE CLIENTE Tutorial Cadastro Cliente EQUIPE DE CAPACITAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO Documentação Operacional Edição: 002 (13/03/2014) Grupo Casa Magalhães Fortaleza, CE 60811-110 Rua Luisa Miranda

Leia mais

PAGAMENTOS ELETRÔNICOS FORNECEDORES BANCO MERCANTIL DO BRASIL, S. A.

PAGAMENTOS ELETRÔNICOS FORNECEDORES BANCO MERCANTIL DO BRASIL, S. A. PAGAMENTOS ELETRÔNICOS FORNECEDORES BANCO MERCANTIL DO BRASIL, S. A. Leiaute para troca de informações eletrônicas Padrão CNAB 240 bytes - FEBRABAN Abril de 2014. 1 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. DADOS

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE PAGAMENTOS CNAB 240 FEBRABAN

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE PAGAMENTOS CNAB 240 FEBRABAN MANUAL DE INSTRUÇÕES DE PAGAMENTOS CNAB 240 FEBRABAN Versão 01 Agosto/2014 SUMÁRIO 1 Objetivo... 3 2 Público-Alvo/Aplicabilidade... 3 3 Glossário/Definições... 3 4 PAGAMENTOS... 3 4.1 Introdução... 3 4.2

Leia mais

ANEXO B APÊNDICE 1 PLANO MAR-PORTUGAL: OS PROGRAMAS DE AÇÃO. Estratégia Nacional para o Mar 2013-2020 B-1-1

ANEXO B APÊNDICE 1 PLANO MAR-PORTUGAL: OS PROGRAMAS DE AÇÃO. Estratégia Nacional para o Mar 2013-2020 B-1-1 ANEXO B APÊNDICE 1 PLANO MAR-PORTUGAL: OS PROGRAMAS DE AÇÃO Estratégia Nacional para o Mar 2013-2020 B-1-1 Estratégia Nacional para o Mar 2013-2020 B-1-2 Índice APÊNDICE 1 - PLANO MAR-PORTUGAL: OS PROGRAMAS

Leia mais

Lista de Ramais. Prefixo RAMAL DESCRIÇÃO CENTRO DEPTO SETOR BL UTILIZ

Lista de Ramais. Prefixo RAMAL DESCRIÇÃO CENTRO DEPTO SETOR BL UTILIZ UFCG - DIVISÃO DE TELECOMUNICAÇÕES - 10/2/2012 Página 1 Lista de Ramais 2101 1684 COORD. GRAD. ENFERMAGEM CCBS CCBS CCBS DA RAMAL 2101 1717 CCBS - Coord. Psicologia CCBS CCBS CCBS RAMAL 2101 1047 MEDICINA

Leia mais

CONTAS A PAGAR Folha de Pagamento Arquivo Leiaute Padrão FEBRABAN / CNAB Contas a Pagar - BRR

CONTAS A PAGAR Folha de Pagamento Arquivo Leiaute Padrão FEBRABAN / CNAB Contas a Pagar - BRR CONTAS A PAGAR e Folha de Pagamento Arquivo Leiaute Padrão FEBRABAN / CNAB Contas a Pagar - BRR Gestão Índice 1.0 Apresentação...02 2.0 Estrutura do Arquivo...03 3.0 Montagem do Arquivo... 04 3.1 Informações

Leia mais

REGULAMENTO DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM No u s o d a c o mp e t ê n c i a p r e v i s t a al í n e a v ) d o n. º 1 d o ar t i g o 64º d o De c r e t o -Le i n. º 1

Leia mais

CONTAS A PAGAR. Leiaute Padrão Febraban Sistema BRR. Troca de Informações Via arquivo magnético. Unidade de Atendimento e Serviços

CONTAS A PAGAR. Leiaute Padrão Febraban Sistema BRR. Troca de Informações Via arquivo magnético. Unidade de Atendimento e Serviços CONTAS A PAGAR Leiaute Padrão Febraban Sistema BRR Troca de Informações Via arquivo magnético Unidade de Atendimento e Serviços 1.0 IFORMAÇÕESGERAIS 3 1.1 APRESENTAÇÃO 3 2.0 ARQUIVOS 3 2.1 COMPOSIÇÃO DO

Leia mais

Serviço Móvel de Voz

Serviço Móvel de Voz Serviço Móvel de Voz Minuto 1. Origem Rede Móvel - Terminação Rede Móvel Intra-conta 0,00000 2. Origem Rede Móvel - Terminação PPCA Intra-conta 0,02000 3. Origem Rede Móvel - Terminação Rede Móvel On-et

Leia mais

Modulo 01 CADASTROS CGAINFORMÁTICA. Retwin

Modulo 01 CADASTROS CGAINFORMÁTICA. Retwin Modulo 01 CGAINFORMÁTICA Retwin CADASTROS 2 Cadastros Sumário 1.1 Clientes... 3 1.1.1 Manutenção (Inclusão, alteração e exclusão)... 3 1.1.2 Relatórios (Resumido, agenda telefônica, conveniados, ficha

Leia mais

Infisc. Nota Fiscal de Serviço Eletrônica NFS-e MANUAL DE CONECTIVIDADE DE SISTEMAS Formato XML para processamento de NFSe

Infisc. Nota Fiscal de Serviço Eletrônica NFS-e MANUAL DE CONECTIVIDADE DE SISTEMAS Formato XML para processamento de NFSe Nota Fiscal de Serviço Eletrônica MANUAL DE CONECTIVIDADE DE SISTEMAS Formato para processamento de NFSe Este manual destina-se a orientar o Prestador de Serviços na geração e uso dos arquivos para tratamento

Leia mais

Número. Preenchimento

Número. Preenchimento Num. de casas Identificador Observação Referência Nome do campo Descrição Formato Obrigatório decimais do Mínimo Máximo Definição do registro 10 1 TipoReg Tipo de registro Numérico Sim 2 0 Fixo 2 2 Preencher

Leia mais

! $&% '% "' ' '# ' %, #! - ' # ' ' * '. % % ' , '%'# /%, 0! .!1! 2 / " ') # ' + 7*' # +!!! ''+,!'#.8.!&&%, 1 92 '. # ' '!4'',!

! $&% '% ' ' '# ' %, #! - ' # ' ' * '. % % ' , '%'# /%, 0! .!1! 2 /  ') # ' + 7*' # +!!! ''+,!'#.8.!&&%, 1 92 '. # ' '!4'',! "#$%% $&% '% "' ' '# '"''%(&%') '*'+&%'# ),'#+# ' %, # - ' # ' "%'''' ' * '. % % ', '%'# ''''') /%, 0.1 2 / " ') 33*&,% *"'",% '4'5&%64'' # ' + 7*' # + "*''''' 12''&% '''&")#'35 ''+,'#.8.&&%, 1 92 '. #

Leia mais

LAYOUT FINAL DE PEDIDOS

LAYOUT FINAL DE PEDIDOS LAYOUT FINAL DE PEDIDOS Página 1 de 12 INDICE INDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 3 OBJETIVOS DO LAYOUT... 3 DESCRIÇÃO DOS CAMPOS... 3 PRODUTO VISA VALE... 4 ORGANIZAÇÃO DOS REGISTROS...

Leia mais

INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP)

INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP) EntSeg INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP) Ano: 2015 Elaborada por: A. Linguanoto Tabelas Recebidas pelo Lúnet- Finalidade A Lúnet Soluções em Tecnologia, desenvolveu este manual técnico com a finalidade

Leia mais

CAPÍTULO 06 INTERSEÇÕES

CAPÍTULO 06 INTERSEÇÕES CAPÍTULO 06 INTERSEÇÕES CONCEITO A conexão entre vias diversas toma a forma de Interseção. A) Interseção em níveis diferentes B) Interseção em mesmo nível B.1) Interseção Direta B.2) Rotatória TIPOS DE

Leia mais

Layout de importação de contas a pagar, padrão XML Software: e-suite::financeiro Responsável técnico: Emerson A. Carneiro Revisão: 11/01/2013, 11:00

Layout de importação de contas a pagar, padrão XML Software: e-suite::financeiro Responsável técnico: Emerson A. Carneiro Revisão: 11/01/2013, 11:00 efinição do arquivo Nome do arquivo Extensão do arquivo Codificação O nome do arquivo é livre (pode ser qualquer um). eve ser.xml, obrigatoriamente. iso-8859-1 ou iso-8859-2 Tipos de dados I N C escrição

Leia mais

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida:

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida: O que é o TDMax Web Commerce? O TDMax Web Commerce é uma ferramenta complementar no sistemas de Bilhetagem Eletrônica, tem como principal objetivo proporcionar maior conforto as empresas compradoras de

Leia mais

SISTEMA DE NFS-e. Manual de Exportação de NFS-e Instruções e Layout. Versão: 2.1

SISTEMA DE NFS-e. Manual de Exportação de NFS-e Instruções e Layout. Versão: 2.1 SISTEMA DE NFS-e Instruções e Layout Versão: 2.1 Para baixar a versão mais atualizada deste documento, acesse o link: http://nfse.manaus.am.gov.br 10/10/2007 Página 1 de 12 Índice 1 Introdução... 3 2 Especificações...

Leia mais

SISTEMA DE DÉBITO ELETRÔNICO ITAÚ Intercâmbio Eletrônico de Arquivos. Layout de Arquivos CNAB VERSÃO 4.0

SISTEMA DE DÉBITO ELETRÔNICO ITAÚ Intercâmbio Eletrônico de Arquivos. Layout de Arquivos CNAB VERSÃO 4.0 SISTEMA DE DÉBITO ELETRÔNICO ITAÚ Intercâmbio Eletrônico de Arquivos Layout de Arquivos CNAB VERSÃO 4.0 Índice 1. Noções Básicas... 3 1.1 Apresentação... 4 1.2 Sistema de Débito Eletrônico Itaú... 4 2.

Leia mais

Layout para geração de dados de folha de pagamentos para instituto de previdência

Layout para geração de dados de folha de pagamentos para instituto de previdência Instituto de Previdência - Layout para Geração de dados de folha de pagamento Informações Gerais Os dados no arquivo de texto deverão estar conforme algumas especificações descritas nesse manual. Os dados

Leia mais

MANUAL DE REGISTRO DA COOPERATIVA NA OCESP

MANUAL DE REGISTRO DA COOPERATIVA NA OCESP 1 2014 MANUAL DE REGISTRO DA COOPERATIVA NA OCESP Controle Interno SESCOOP/SP 2 ÍNDICE Assunto Pág. APRESENTAÇÃO ACESSO AO SISTEMA DE REGISTRO PRÉ-CADASTRO CADASTRAMENTO ABAS INTEGRANTES DO CADASTRO PRINCIPAL

Leia mais

PROJETOHORTAEMCASA. Manualdo. Apoio. Realização CDHU PREFEITUR A DE SÃO PAULO VERDE E MEIO AMBIENTE. Instituto GEA

PROJETOHORTAEMCASA. Manualdo. Apoio. Realização CDHU PREFEITUR A DE SÃO PAULO VERDE E MEIO AMBIENTE. Instituto GEA M RJETHRTAEMCAA CM LANTAR E CLHER ALIMENT EM CAA 201 A Rzçã Ch Dvv Hb Ub CDHU I GEA é b REFEITUR A DE Ã AUL VERDE E MEI AMBIENTE FhTé Ebçã Tx Agô Jé Lz Ch T Nh Rh Rvã A M Dg Lz Egá j Nh Rh Rq L R Rf Tv

Leia mais

CONCURSO POR CLASSIFICAÇÃO PARA ATRIBUIÇÃO DE 54 FOGOS A CUSTOS CONTROLADOS EM ESPICHE - LUZ CONSTRUÍDOS PELA EDIFER

CONCURSO POR CLASSIFICAÇÃO PARA ATRIBUIÇÃO DE 54 FOGOS A CUSTOS CONTROLADOS EM ESPICHE - LUZ CONSTRUÍDOS PELA EDIFER CONCURSO POR CLASSIFICAÇÃO PARA ATRIBUIÇÃO DE 54 FOGOS A CUSTOS CONTROLADOS EM ESPICHE - LUZ CONSTRUÍDOS PELA EDIFER Nos termos do artigo 65º da Constituição da República Portuguesa, todos têm direito,

Leia mais

Aula 4 Ângulos em uma Circunferência

Aula 4 Ângulos em uma Circunferência MODULO 1 - AULA 4 Aula 4 Ângulos em uma Circunferência Circunferência Definição: Circunferência é o conjunto de todos os pontos de um plano cuja distância a um ponto fixo desse plano é uma constante positiva.

Leia mais

quealteraoregulamento(ce)n.º423/2007 queimpõemedidasrestritivascontraoirão

quealteraoregulamento(ce)n.º423/2007 queimpõemedidasrestritivascontraoirão ConseilUE PUBLIC REGULAMETO(CE).º /2008DOCOSELHO de quealteraoregulamento(ce)n.º423/2007 queimpõemedidasrestritivascontraoirão OCONSELHODAUNIÃOEUROPEIA, TendoemcontaoTratadoqueinstituiaComunidadeEuropeia,nomeadamenteosartigos60.º

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Exportação de NFS-e Página 2 de 16 Índice ÍNDICE... 2 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ESPECIFICAÇÕES... 4 2.1. FORMATO DO ARQUIVO... 4 2.2. CONTEÚDO DO ARQUIVO... 4 2.3. TIPOS DE ARQUIVOS... 4 3. FORMATOS

Leia mais

CADASTROS 2013 AOB SOFTWARE

CADASTROS 2013 AOB SOFTWARE CADASTROS 2 CADASTROS Tabela de Conteúdo Cadastro de Clientes 4 Cadastro de Produtos 5 1 Cadastro... de Produtos Básico 5 2 Cadastro... de Produtos Básico + Grade de Produtos 7 3 Cadastro... de Produtos

Leia mais

Balanceamento de linha no processo de abate de bovinos

Balanceamento de linha no processo de abate de bovinos Balanceamento de linha no processo de abate de bovinos Ives Siminio Fernandes Andréa Machado Groff Rony Peterson da Rocha

Leia mais

Nome do Processo: Entrada de Pedidos com múltiplos endereços de entrega com NF-e Diferente

Nome do Processo: Entrada de Pedidos com múltiplos endereços de entrega com NF-e Diferente Desenvolvimento BM-1208 Versão 5 Release 22 Autor Sirlene Araújo Ajuste realizado através da pendência BMMANU-7289 Foi solicitado que o parâmetro Gera Pedido de Encomenda habilite na tela de pedido de

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET I Sumário 1. Objetivo do Documento... 1 2. Início... 1 3. Cadastro de Pessoa Física... 3 3.1. Preenchimentos Obrigatórios.... 4 3.2. Acesso aos Campos

Leia mais

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Clientes e Fornecedores no Sistema TOTVS RM.

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Clientes e Fornecedores no Sistema TOTVS RM. Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Clientes e Fornecedores no Sistema TOTVS RM. Índice I. Acesso ao Cadastro... 2 II. Seleção de Filtros... 3

Leia mais

Siemens AG 2009 SIRIUS SENTRON SIVACON. Catálogo LV 90 2009. Baixa Tensão Corte, protecção e comando. Answers for industry.

Siemens AG 2009 SIRIUS SENTRON SIVACON. Catálogo LV 90 2009. Baixa Tensão Corte, protecção e comando. Answers for industry. SIRIUS SENTRON SIVACON Catálogo LV 90 2009 Baixa Tensão Corte, protecção e comando Answers for industry. Interruptores de corte em carga, sistemas de barramentos SENTRON 8US Introdução Tipo 3NP 1 3K 3NJ4

Leia mais

MÓDULO CLIENTE 1. O QUE PODE SER FEITO PELO SITE: 3 2. APRESENTAÇÃO DO SITE 4

MÓDULO CLIENTE 1. O QUE PODE SER FEITO PELO SITE: 3 2. APRESENTAÇÃO DO SITE 4 MÓDULO CLIENTE Conteúdo 1. O QUE PODE SER FEITO PELO SITE: 3 2. APRESENTAÇÃO DO SITE 4 2.2 HOME 4 2.3 A VALECARD 5 2.4 PRODUTOS 6 2.5 REDE CREDENCIADA 7 2.6 ROTA 9 2.7 CONTATO 9 3. EMPRESAS 11 3.1. ACESSO

Leia mais

SUMÁRIO. 1 Cadastro Empresa / Estabelecimento ----------------------------------- Pág. 05

SUMÁRIO. 1 Cadastro Empresa / Estabelecimento ----------------------------------- Pág. 05 1 Apresentação O presente manual tem o objetivo de apresentar o sistema Fortes Compras e Estoque, instruindo o usuário sobre as funcionalidades do sistema, seus benefícios e especificidades. Nele pode

Leia mais

SISTEMA DA NOTA FISCAL PAULISTANA

SISTEMA DA NOTA FISCAL PAULISTANA SISTEMA DA NOTA FISCAL PAULISTANA Manual de Exportação de NFTS Instruções e Layout Versão 2.0 Para baixar a versão mais atualizada deste documento, acesse o endereço: http://www.nfpaulistana.prefeitura.sp.gov.br/informacoes_gerais.asp

Leia mais

LAYOUT ARQUIVO MAGNÉTICO

LAYOUT ARQUIVO MAGNÉTICO LAYOUT ARQUIVO MAGNÉTICO VIA NOVA BENEFÍCIOS LAYOUT DO ARQUIVO MAGNÉTICO EPV PARA PEDIDOS SUMÁRIO SESSÃO A Informações do arquivo 3 Composição do arquivo 4 SESSÃO B Arquivo EPV Nome do arquivo a ser importado

Leia mais

Anexos 4. 0 Substituição Tributária Anexos 4.23 Faturamento Direto a Consumidor. Veículos Automotores Novos com Substituição Tributária

Anexos 4. 0 Substituição Tributária Anexos 4.23 Faturamento Direto a Consumidor. Veículos Automotores Novos com Substituição Tributária Anexos 4. 0 Substituição Tributária Anexos 4.23 Faturamento Direto a Consumidor. Veículos Automotores Novos com Substituição Tributária Convênio ICMS 51/2000 Alterações: Convênio ICMS 3/01, 19/01, 94/02,

Leia mais

Lista de Exercícios de Geometria

Lista de Exercícios de Geometria Núcleo Básico de Engenharias Geometria - Geometria Analítica Professor Julierme Oliveira Lista de Exercícios de Geometria Primeira Parte: VETORES 1. Sejam os pontos A(0,0), B(1,0), C(0,1), D(-,3), E(4,-5)

Leia mais

Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de

Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação!" !" $%& '( ) %) * +, - +./0/1/+10,++$.(2

Leia mais

Sociedade Espírita Allan Kardec

Sociedade Espírita Allan Kardec Sociedade Espírita Allan Kardec Apresenta: Equipe responsável: Eurípedes Kühl João F. Calabrese Nilson J. Guiselini Fernando Neres 1 !" # $ % & $ ' ($') $'%' * $+) $%'$''' $,$""- & $./' "! 0 ) '.. "-,.

Leia mais

Manual de Utilização Sistema de Gestão de Campanha Módulo Indústria

Manual de Utilização Sistema de Gestão de Campanha Módulo Indústria Manual de Utilização Sistema de Gestão de Campanha Módulo Indústria 2 Índice / Sumário 1. Introdução ao Sistema 2. Fluxo de Adesão 3. Email Cadastro 4. Email Convite 5. Acesso ao Sistema 6. Pagina Inicial

Leia mais

UP-TO-DATE. ANO I. NÚMERO 32 CAVALCANTE ASSOCIADOS

UP-TO-DATE. ANO I. NÚMERO 32 CAVALCANTE ASSOCIADOS UP-TO-DATE. ANO I. NÚMERO 32 FLUXO DE CAIXA NO EXCEL! Planilha FLUXO.XLS em anexo! Gerenciamento do fluxo de caixa em planilhas Excel! Utilização de recursos avançados do Excel para o gerenciamento do

Leia mais

MANUAL MANUTENÇÃO ON LINE

MANUAL MANUTENÇÃO ON LINE MANUAL DE MANUTENÇÃO ON LINE R: Santa Cruz, 647 CENTRO Limeira/SP - CEP 13.480-041 - Fone (19) 3404-4949 - e-mail: scpclimeira@acil.org.br 1 ÍNDICE Inclusão de Pessoa Física... 5 Inclusão de Cheque: Pessoa

Leia mais

Soluções em Recebimentos. Cobrança BB. Manual Técnico

Soluções em Recebimentos. Cobrança BB. Manual Técnico Soluções em Recebimentos Cobrança BB Layout de Arquivo Remessa CNAB400 Manual Técnico Orientações Técnicas CONVÊNIOS COM NÚMERAÇÃO ACIMA DE 1.000.000 Versão Abril 2012 1. Apresentação CONCEITO: Arquivo

Leia mais

Botoeiras e Sinalizadores de Comando. Principais Características das Botoeiras e Sinalizadores de comando Industriais TENGEN:

Botoeiras e Sinalizadores de Comando. Principais Características das Botoeiras e Sinalizadores de comando Industriais TENGEN: Principais Características das Botoeiras e Sinalizadores de comando Industriais TENGEN: As botoeiras são interruptores de comando para controles elétricos diversos, ideais para ambientes industriais. Podem

Leia mais

EDITAL DE AUDIÊNCIA PÚBLICA SNC Nº 03/2013 REVISÃO DE PRONUNCIAMENTOS TÉCNICOS CPC. Prazo: 19 de fevereiro de 2014

EDITAL DE AUDIÊNCIA PÚBLICA SNC Nº 03/2013 REVISÃO DE PRONUNCIAMENTOS TÉCNICOS CPC. Prazo: 19 de fevereiro de 2014 REVISÃO DE PRONUNCIAMENTOS TÉCNICOS CPC Prazo: 19 de fevereiro de 2014 A Comissão de Valores Mobiliários CVM, em conjunto com o Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), submete à Audiência Pública, nos

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTO PARA TROCA DE INFORMAÇO ES 1.2

MANUAL DE PROCEDIMENTO PARA TROCA DE INFORMAÇO ES 1.2 MANUAL DE PROCEDIMENTO PARA TROCA DE INFORMAÇO ES 1.2 SUMA RIO 1.1 PRIMEIROS PASSOS... 3 1.2 FUNCIONALIDADE DO SISTEMA CENTERCOB... 4 1.3 ARQUIVOS... 5 1.4 LAYOUT PADRÃO DOS ARQUIVOS DE CADASTRO / ALTERAÇÕES

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Arquivo de Envio de RPS em Lote - Instruções e Layout - Versão 1.0 Manual de Envio de RPS em Lote Instruções e Layout 1. Recibo Provisório de Serviços RPS O RPS é o documento

Leia mais

Ministério da Saúde IGIF Instituto de Gestão Informática e Financeira da Saúde

Ministério da Saúde IGIF Instituto de Gestão Informática e Financeira da Saúde Ministério da Saúde IGIF Instituto de Gestão Informática e Financeira da Saúde ! " # $ % & '(# ) * + (, -& -*.- & - (+ * - ) /////////////////////////////////////////////////////////////////////// 01.")

Leia mais

Acesso do sistema. Para acessar o sistema, basta dar dois cliques neste ícone ou ir pelo menu Iniciar, como mostra na figura abaixo.

Acesso do sistema. Para acessar o sistema, basta dar dois cliques neste ícone ou ir pelo menu Iniciar, como mostra na figura abaixo. Manual do usuário Acesso do sistema Página 1 Veja que em sua área de trabalho irá aparecer o ícone do Sistema. Para acessar o sistema, basta dar dois cliques neste ícone ou ir pelo menu Iniciar, como mostra

Leia mais

Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA...

Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... Portal de Vendas Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 1.1. Guia Portal de Vendas... 7 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... 8 5.

Leia mais

Passo a Passo: Reiniciar Senha do Contribuinte na Internet

Passo a Passo: Reiniciar Senha do Contribuinte na Internet 1 Passo a Passo: Reiniciar Senha do Contribuinte na Internet A funcionalidade Reiniciar Senha no SIARE/Internet será utilizada pelos usuários que esqueceram sua senha e possuem a Identificação tipo: Inscrição

Leia mais

SISTEMA DE NF-e Arquivo de Envio de RPS em Lote - Instruções e Layout

SISTEMA DE NF-e Arquivo de Envio de RPS em Lote - Instruções e Layout SISTEMA DE NF-e Arquivo de Envio de em Lote - Instruções e Layout Versão 2.3 Envio de em Lote Instruções e Layout Versão do Manual: 2.3 pág. 2 ÍNDICE Manual de Envio de em Lote Instruções e Layout 1. INTRODUÇÃO...

Leia mais

Manual do Usuário. Pré-Cadastro de Participantes. 08.11.2004 Versão 1.1

Manual do Usuário. Pré-Cadastro de Participantes. 08.11.2004 Versão 1.1 Manual do Usuário Pré-Cadastro de Participantes 08.11.2004 Versão 1.1 Índice 1. Introdução ao Pré-Cadastro...3 1.1. Pré-Cadastro de pessoa Física...3 1.1.1. Termo...3 1.1.2. Dados de identificação...4

Leia mais

2- RS ICMS Transferência de saldo credor - revogação de exigências

2- RS ICMS Transferência de saldo credor - revogação de exigências Edição nº 129 09 de maio de 2011 ALERTA GERENCIAL Últimas alterações na Legislação Estadual ICMS 1- RS Nota Fiscal Eletrônica DANFE alterações 1 2- RS ICMS Transferência de saldo credor - revogação de

Leia mais

Aula 10 Triângulo Retângulo

Aula 10 Triângulo Retângulo Aula 10 Triângulo Retângulo Projeção ortogonal Em um plano, consideremos um ponto e uma reta. Chama-se projeção ortogonal desse ponto sobre essa reta o pé da perpendicular traçada do ponto à reta. Na figura,

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS. Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS. Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout Versão 2.0 São Paulo, 08 de junho de 2015. Índice 1. Introdução... 2 2. Especificação...

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Lay-out para Arquivo de Retorno

Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Lay-out para Arquivo de Retorno Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Lay-out para Arquivo de Retorno Formato para arquivo de retorno CSV O arquivo de retorno possui formato CSV onde cada campo é separado por ponto-e-vírgula. É constituído de

Leia mais

Resumo das funcionalidades

Resumo das funcionalidades Resumo das funcionalidades Menu MENU Dados Cadastrais Atualizar Cadastro Troca Senha Grupo Usuários Incluir Atualizar Funcionários Incluir Atualizar Atualizar Uso Diário Importar Instruções Processar Status

Leia mais

Especificação do Caso de Uso. Manter Cliente. Versão 1.0

Especificação do Caso de Uso. Manter Cliente. Versão 1.0 Especificação do Caso de Uso Manter Cliente Versão 1.0 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 27/05/2011 1.0 Elaboração do documento Isaque J. Barbosa Índice 1. Manter Cliente 3 1.1 Breve Descrição...

Leia mais

Copa Patrulha Escolar de Futsal 2016

Copa Patrulha Escolar de Futsal 2016 Copa Patrulha Escolar de Futsal 2016 ESCOLAS PARTICIPANTES Nº ESCOLA Nº ESCOLA 1 ULISSES GUIMARÃES 25 CAP. CLÁUDIO MANUEL 2 RISOLETA NEVES 26 EDUARDO LIMA E SILVA 3 FLORA CALHEIROS 27 JESUS BURLAMACHI

Leia mais

Como armazenar dados com eficácia num sistema integrado?

Como armazenar dados com eficácia num sistema integrado? Como armazenar dados com eficácia num sistema integrado? As orientações a seguir tem intuito de esclarecer acerca das ferramentas do sistema integrado Sige usado pelo Grupo Specto, bem como, informar a

Leia mais

Manual de Utilização SCI-Ponto

Manual de Utilização SCI-Ponto Manual de Utilização SCI-Ponto Sumário 1. Cadastro de Empregador... 2 2. Cadastro de Locais... 3 3. Cadastro de REPs... 3 4. Cadastro de Horário de Verão... 5 5. Cadastro de Funcionários... 6 6. Exportação

Leia mais

Banco Safra S.A. Tradição Secular de Segurança

Banco Safra S.A. Tradição Secular de Segurança Banco Safra S.A. Tradição Secular de Segurança MANUAL DE TRANSFERÊNCIA DE ARQUIVOS CARTÃO DE PAGAMENTO PRODUTO 710 LAYOUT PADRÃO SAFRA 400 Versão: Dezembro 2008 Central de Atendimento a Clientes Telefones

Leia mais

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 01-set-2015

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 01-set-2015 Preçário BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 01-set-2015 O Preçário completo do Banif Mais, contém o Folheto de Comissões e Despesas

Leia mais

INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP)

INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP) INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP) Ano: 2015 Elaborada por: A. Linguanoto Tabelas Exportadas pelo Lúnet- Finalidade A Lúnet Soluções em Tecnologia, desenvolveu este manual técnico com a finalidade de proporcionar

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

Solicitando o Arquivo Agenda Financeira no Site do Cartão BNDES

Solicitando o Arquivo Agenda Financeira no Site do Cartão BNDES ÃO SOLICITANDO O ARQUIVO AGENDA FINANCEIRA NO SITE DO CARTÃO BNDES Solicitando o Arquivo Agenda Financeira no Site do Cartão BNDES J:\Comunicação\Manuais\Manual do Fornecedor - Arquivo Agenda Financeira.doc

Leia mais

Anexo 8 PREVENÇÃO E CONTROLE DA FRAUDE

Anexo 8 PREVENÇÃO E CONTROLE DA FRAUDE Anexo 8 PREVENÇÃO E CONTROLE DA FRAUDE 1. OBJETIVO 1.1 Desenvolvimento de ações coordenadas de prevenção e controle da fraude nas chamadas cursadas nas redes da TELE-LOCAL e da GTGROUP. 2. DEFINIÇÕES 2.1

Leia mais

Manual de Orientação do Cliente Padrões Técnicos de Importação

Manual de Orientação do Cliente Padrões Técnicos de Importação Manual de Orientação do Cliente Padrões Técnicos de Importação Versão 1.0 22/09/2014 15:30 Pág. 1 / 14 REGISTROS Bloco Descrição Registro Nível 0 Abertura do arquivo de importação e identificação da Empresa

Leia mais

Livro Caixa. www.controlenanet.com.br. Copyright 2015 - ControleNaNet

Livro Caixa. www.controlenanet.com.br. Copyright 2015 - ControleNaNet www.controlenanet.com.br Copyright 2015 - ControleNaNet Conteúdo Tela Principal... 3 Como imprimir?... 4 As Listagens nas Telas... 7 Clientes... 8 Consulta... 9 Inclusão... 11 Alteração... 13 Exclusão...

Leia mais

Módulo Elementos Básicos de Geometria - Parte 3. Pontos Notáveis no Triângulo. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda

Módulo Elementos Básicos de Geometria - Parte 3. Pontos Notáveis no Triângulo. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda Módulo Elementos Básicos de Geometria - Parte 3 Pontos Notáveis no Triângulo. 8 ano/e.f. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda Elementos Básicos de Geometria - Parte 3. Pontos Notáveis no Triângulo.

Leia mais

ATLAS - Manual para Acesso Externo Fornecedor

ATLAS - Manual para Acesso Externo Fornecedor ATLAS - Manual para Acesso Externo Buscar e Criar Fornecedor Objetivo Utilizar os seguintes procedimentos para encontrar e criar um fornecedor no Sistema ATLAS. Pré-requisitos Ter o perfil de Usuário Operacional

Leia mais

RELÉS 24V CA / CC 24 240V CA/CC 3RR21 41-1AA30 3RR21 41-1AW30 3RR21 42-1AA30 3RR21 42-1AW30

RELÉS 24V CA / CC 24 240V CA/CC 3RR21 41-1AA30 3RR21 41-1AW30 3RR21 42-1AA30 3RR21 42-1AW30 Reles de Monitoramento de Corrente SIRIUS Os reles de monitoramento de corrente supervisionam não apenas os motores ou outras cargas, mas adicionam facilidades para o monitoramento da corrente ideal do

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E (Modelo IV) 1 Introdução Este manual apresenta e detalha os procedimentos para a realização do processo

Leia mais

Sefinnet Versão 3.00.0001-2011. Arquivo de Importação SefinNet

Sefinnet Versão 3.00.0001-2011. Arquivo de Importação SefinNet Sefinnet Versão 3.00.0001-2011 Arquivo de Importação SefinNet Abaixo estão as instruções para geração do arquivo de importação de dados do SefinNet. O objetivo do layout é auxiliar os desenvolvedores de

Leia mais

Manual de Integração WebCheckout

Manual de Integração WebCheckout Manual de Integração WebCheckout Conteúdo 1. Introdução... 3 2. Integração WebCheckout... 3 2.1. Campos Obrigatórios... 3 2.2. Integração Ideal... 4 2.2.1. Código exemplo com os campos necessários para

Leia mais

Roteiro de Cadastros - GESTOR

Roteiro de Cadastros - GESTOR Página1 INDICE 1. MODULO EMPRESA 1.1. CADASTRO DE USUARIO --------------------------------------------------------------------- 4 1.2. CADASTRO DA EMPRESA --------------------------------------------------------------------

Leia mais